ESPECIALIZAÇÃO Seminário de Pesquisa e Intervenção II MODIFICAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESPECIALIZAÇÃO Seminário de Pesquisa e Intervenção II MODIFICAR"

Transcrição

1 ESPECIALIZAÇÃO

2 Magda Camargo Lange Ramos ESPECIALIZAÇÃO Educação Profissional Integrada à Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos - PROEJA SEMINÁRIO DE PESQUISA E INTERVENÇÃO II 2014

3 R175 Ramos, Magda Camargo Lange Seminário de pesquisa e intervenção II / Magda Camargo Lange Ramos. -- Florianópolis : IFSC, p. : il. ; 28 cm Inclui Bibliografia. ISBN: Pesquisa científica. 2. Trabalhos científicos - redação. I. Título. CDD: Catalogado por: Laura da Rosa Bourscheid CRB14/983 Copyright 2014, Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC. Todos os direitos reservados. Edição adaptada ao novo projeto gráfico e instrucional do Departamento de Educação a Distância - EaD - IFSC. A responsabilidade pelo conteúdo desta obra é do(s) respectivo(s) autor(es). O conteúdo desta obra foi licenciado temporária e gratuitamente para utilização no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil, através do IFSC. O leitor compromete-se a utilizar o conteúdo desta obra para aprendizado pessoal. A reprodução e distribuição ficarão limitadas ao âmbito interno dos cursos. O conteúdo desta obra poderá ser citado em trabalhos acadêmicos e/ ou profissionais, desde que com a correta identificação da fonte. A cópia total ou parcial desta obra sem autorização expressa do(s) autor(es) ou com intuito de lucro constitui crime contra a propriedade intelectual, com sanções previstas no Código Penal, artigo 184, Parágrafos 1 o ao 3 o, sem prejuízo das sanções cabíveis à espécie.

4 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFERÊNCIA EM FORMAÇÃO E EAD Ficha Técnica e Institucional [ Reitoria ] Maria Clara Kaschny Schneider [ Pró-Reitoria de Ensino ] Daniela de Carvalho Carrelas [ Diretoria do Centro de Referência em Formação e EaD ] Gislene Miotto Catolino Raymundo [ Chefia do Departamento de Educação a Distância - EaD/IFSC ] Carlos Alberto da Silva Mello [ Coordenação do PROEJA ] Elenita Eliete de Lima Ramos [ Coordenação do Curso de Especialização em PROEJA ] Paula Alves de Aguiar [ Coordenação Adjunta do Curso de Especialização em PROEJA ] Anderson Carlos Santos de Abreu [ Coordenação de Tutoria ] Gabriela Augusta da Silva [ Coordenação - Produção de Materiais Didáticos - EaD/IFSC ] Ana Karina Corrêa [ Projeto Gráfico e Instrucional - Livros didáticos - EaD/IFSC ] Aline Pimentel Carla Peres Souza Daniela Viviani Elisa Conceição da Silva Rosa Sabrina Bleicher Créditos do Livro EDIÇÃO 2014 [ Conteúdo ] Magda Camargo Lange Ramos [ Conselho Editorial ] Paula Alves de Aguiar Eliana Zanchetta Ribeiro Waltrick De Oliveira [ Design Instrucional ] Luiziane da Silva Rosa [ Design Gráfico ] Felipe Augusto Franke Rafael Martins Alves [ Revisão Gramatical ] Beatrice Gonçalves [ Ilustrações e Fotos ] Felipe Augusto Franke Rafael Martins Alves [ Gráficos e Tratamento de Imagens ] Felipe Augusto Franke Rafael Martins Alves [ Imagens ] Stock.XCHNG <http://www.sxc.hu/> Wikipedia <http://www.wikipedia.org>

5 Prezado estudante, Seja bem-vindo! O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), preocupado em transpor distâncias físicas e geográficas, percebe e trata a Educação a Distância como uma possibilidade de inclusão. No IFSC são oferecidos diferentes cursos na modalidade a distância, ampliando o acesso de estudantes catarinenses, como de outros estados brasileiros, à educação em todos os seus níveis, possibilitando a disseminação do conhecimento por meio de seus câmpus e polos de apoio presencial conveniados. Os materiais didáticos desenvolvidos para a EaD foram pensados para que você, caro aluno, consiga acompanhar seu curso contando com recursos de apoio a seus estudos, tais como videoaulas, ambiente virtual de ensino aprendizagem e livro didático. A intenção dos projetos gráfico e instrucional é manter uma identidade única, inovadora, em consonância com os avanços tecnológicos atuais, integrando os vários meios disponibilizados e revelando a intencionalidade da instituição. Bom estudo e sucesso! Equipe de Produção dos Projetos Gráfico e Instrucional Departamento EaD/IFSC

6 Seminário de Pesquisa e Intervenção II Sumário 1. A Pesquisa Científica Tipos de Pesquisa Técnicas e Instrumentos de Pesquisa Análise dos Dados Cuidados na Redação Científica Citações Referências 65 Considerações Finais 75 Sobre a Autora 76 Referências 77

7 A unidade curricular de Seminário de Pesquisa e Intervenção II O objetivo geral da Unidade Curricular (UC) Seminário de Pesquisa e Intervenção II é apresentar métodos e técnicas de pesquisa que possam auxiliar, você estudante, na organização, coleta de dados, análise e apresentação de resultados em relatórios e trabalhos acadêmicos de uma forma metodologicamente científica. Além disso, o desenvolvimento dessas competências e habilidades possibilita a aplicação do método científico nas atividades profissionais do dia a dia. A unidade curricular tem ainda por objetivo específico, aplicar os fundamentos teórico-metodológicos no estudo do (PROEJA) por meio da implementação do projeto de pesquisa e/ou intervenção elaborado na UC Seminário de Pesquisa e Intervenção I. Abordaremos os sentidos atribuídos à pesquisa, sua importância com relação à construção do conhecimento e os diversos formatos de pesquisa utilizados. Discutiremos a importância do método científico e indicaremos alguns modelos de pesquisa, bem como falaremos sobre a evolução histórica de cada um deles. Esses conhecimentos são essenciais para a construção do seu Trabalho de Curso (TC). No decorrer dos estudos, indicaremos livros e textos complementares, que contribuirão para o aprofundamento dos conceitos, definições e procedimentos aqui apresentados. Imbuídos no desejo de instigar a crítica metódica, o interesse e o mérito da ciência para a sociedade, as possibilidades dos métodos e técnicas de pesquisa, além da importância desses procedimentos para o desempenho de sua profissão, convidamos você a embarcar nesta aventura do saber. Afinal, a ciência não deixa de ser uma das maiores aventuras da humanidade. Lembre-se de que estaremos juntos em toda a caminhada. Basta dar o primeiro passo. Como diria o grande imperador Júlio Cesar, alea jacta est. ALEA JACTA EST [ GLOSSÁRIO ] Expressão latina que significa os dados estão lançados, mas usualmente traduzida como a sorte está lançada. Bons estudos. Magda Camargo Lange Ramos

8 SEMINÁRIO DE PESQUISA E INTERVENÇÃO II UNIDADE 1 Magda Camargo Lange Ramos A Pesquisa Científica A pesquisa científica deve fazer uso de métodos que são inerentes à sua natureza e ao problema que se deseja solucionar. Os métodos e consequentemente as técnicas empregados pela ciência permitem a escolha da abordagem mais adequada para a solução de determinado problema. Para tornar isso possível, é imprescindível que o pesquisador conheça, escolha e saiba integrar os métodos disponíveis nas mais diversas áreas do conhecimento humano. Contudo, as reflexões, debates e métodos propostos pela disciplina ajudarão a compreender, de maneira clara, a complexidade do trabalho o que resulta na melhoria do próprio desempenho profissional e da vida em sociedade. Para isso, a disciplina Seminário de Pesquisa e Intervenção II o convida a conhecer sobre a pesquisa cientifica.

9 Pesquisa Uma nova questão, contudo, se levanta: tem algum sentido o trabalho realizado pela ciência aos olhos de quem permanece indiferente aos fatos, como tais, e só dá importância a uma tomada e decisão prática? Creio que, mesmo em tal caso, a ciência não está despida de significação (WEBER, 2005, p. 41). PESQUISA PURA VERSUS PESQUISA APLICADA [ SAIBA MAIS ] Denominamos pesquisa aplicada ou prática as investigações que tenham como propósito a sua utilização no dia a dia. Exemplo: a busca de uma vacina contra a AIDS; a implantação de ferramentas de qualidade total em uma empresa; a invenção do telefone, do computador etc. Já a pesquisa é pura quando não temos por finalidade a utilização prática, mas a de contribuir para o avanço do conhecimento da teoria estudada. Exemplo: estudar a origem do universo. A pesquisa é um processo sistemático fundamental para a construção do conhecimento humano. Ela gera novos conhecimentos e auxilia a desenvolver, corroborar, reproduzir, refutar, ampliar, detalhar e atualizar outros conhecimentos pré-existentes. A pesquisa serve, dessa forma, tanto para o indivíduo quanto para a sociedade na qual ela se desenvolve. Enquanto uma atividade regular, a pesquisa também pode ser definida como o conjunto de atividades orientadas e planejadas para a busca de um conhecimento. Significado de pesquisa Pode-se definir pesquisa como o procedimento racional e sistemático que tem como objetivo proporcionar respostas aos problemas propostos. Segundo Gil (1999, p. 25), a pesquisa é necessária quando não se dispõe de informação suficiente para

10 A Pesquisa Científica 9 responder ao problema ou então quando a informação disponível se encontra em tal estado de desordem que não possa ser adequadamente relacionada ao problema. A pesquisa é desenvolvida a partir dos conhecimentos disponíveis e da utilização cuidadosa de métodos, técnicas e outros procedimentos científicos. Na realidade, a pesquisa desenvolve-se ao longo de um processo que envolve inúmeras fases, desde a adequada formulação do problema até a satisfatória apresentação dos resultados. Como já trabalhamos alguns dos conceitos de pesquisa na unidade curricular Seminário I, vale ressaltar que, ao organizar um projeto, temos de selecionar o tipo de pesquisa que servirá de método para a realização dos objetivos propostos na busca de novos conhecimentos. PESQUISAR [ GLOSSÁRIO ] Pesquisar significa perquiere do latim. É o mesmo que caminhar em torno de algo, buscando perscrutá-lo e aprofundá-lo a partir de outras perspectivas, ou seja, é buscar com investigação. É trilhar, com passos firmes, o caminho da interrogação e da busca de novos conceitos. Para fazer um bolo, por exemplo, primeiro precisamos escolher qual deles estamos com vontade de comer, em seguida, é preciso analisar a receita e ver se possuímos todos os ingredientes. Feito isso, é necessário buscarmos o modo de preparo. Depois vem a execução da receita e após o tempo de cozimento e resfriamento, finalmente a degustação do bolo. Vale lembrar que pesquisa é um processo intelectual para adquirir conhecimentos e isso se dá pela investigação de uma realidade e busca de novas verdades sobre um fato (objeto, problema). Com base em métodos adequados e técnicas apropriadas, o pesquisador deve buscar conhecimentos específicos, respostas ou soluções para o problema estudado. Não se deve atribuir verdade absoluta ao resultado de uma investigação, pois as descobertas são sempre renovadas e toda análise sobre um fato (objeto, problema) apresenta várias implicações de ordem apreciativa. Por que se faz pesquisa? Como vimos, há muitas razões que determinam a realização de uma pesquisa. Elas podem, no entanto, ser classificadas em dois grandes grupos: razões de ordem intelectual e de ordem prática. As primeiras decorrem da própria satisfação de conhecer e as últimas decorrem do desejo de conhecer para aprender a fazer algo de maneira mais eficiente ou eficaz. Tem sido comum designar as pesquisas decorrentes desses dois grupos como puras e aplicadas e discuti-las como se fossem mutuamente exclusivas. Essa postura é inadequada, pois a ciência

11 busca tanto o conhecimento em si mesmo quanto às contribuições práticas decorrentes dele. Uma pesquisa sobre problemas práticos pode conduzir à descoberta de princípios científicos. Da mesma forma, uma pesquisa pura pode fornecer conhecimentos passíveis de aplicação prática imediata. Ressalta-se que a pesquisa surge de uma pergunta ou de um de problema, ou seja, o objetivo principal da pesquisa é desvendar respostas para perguntas através da abordagem de processos científicos e, como toda atividade racional e sistemática, exigese que as ações desenvolvidas ao longo de seu processo sejam efetivamente planejadas. Portanto, através deste nosso estudo, procura-se apresentar estratégias e táticas de pesquisas adequadas aos objetivos tanto das pesquisas puras quanto das aplicadas. Por conta disso, será dedicada atenção tanto aos requisitos básicos das pesquisas acadêmicas quanto às pesquisas elaboradas para a solução de problemas práticos. Êxito de uma pesquisa Como vimos anteriormente, a pesquisa foca no estudo e na descoberta de novos conhecimentos e assuntos que são importantes para o avanço da humanidade. Entretanto, a temática que será estudada deve ser também importante para você, pesquisador, ou seja, é importante que você tenha afinidade e interesse no desenvolvimento da pesquisa e que, dessa forma, sinta-se motivado a ler, analisar, testar, relatar e publicar seus estudos. Nesse contexto, é preciso entender a pesquisa como investigação, estudo, curiosidade, motivação e um desejo de descobrir alguma coisa que nos confunde, questiona e nos faz sentir a necessidade de tentar respondê-la. O desafio das universidades, atualmente, é o de desenvolver, nos alunos, a capacidade de buscar conhecimentos e de saber utilizálos. O que é muito diferente do que acontecia antes, quando o importante era dominar o conhecimento. Hoje acredita-se que o essencial é dominar o desconhecimento, ou seja, estando diante de um problema para o qual não se tem a resposta pronta, o pesquisador deve saber buscar o conhecimento conexo ao objeto e, quando não disponível, saber encontrar, ele próprio, as respostas por meio da pesquisa.

12 A Pesquisa Científica 11 De acordo com Gil (1999, p 32), destaca-se: Conhecimento do assunto a ser pesquisado; Curiosidade; Criatividade; Integridade intelectual; Atitude autocorretiva; Sensibilidade social; Imaginação e disciplina; Perseverança e paciência; Confiança e experiência. Portanto, caro aluno, a curiosidade é a mola propulsora da pesquisa, porque ela nos leva a estudar e aprofundar determinados assuntos que desconhecemos, oferecendo oportunidades de conviver e construir novos conhecimentos a partir do que já existe publicado. Exemplificação das etapas do método científico Observações Perguntas Descobertas Registros Seguir aprendendo Novas perguntas Hipóteses Conclusões Experimentação Fonte dos dados: Adaptado de Energia Eólica (2014).

13 Durante sua vida acadêmica na pós-graduação, você verá que a produção de artigos é uma etapa fundamental para o aprendizado. Portanto, pesquisador, não a encare como uma obrigação, para que a escrita não se transforme em um fardo. É fundamental lembrar que a escolha do tema deve fazer com que você se sinta realizado ao escrever. Portanto, Pesquisar é um trabalho que envolve um planejamento análogo ao de um cozinheiro. Ao preparar um prato, o cozinheiro precisa saber o que ele quer fazer, obter os ingredientes, assegurar-se de que possui os utensílios necessários e cumprir as etapas requeridas no processo. Um prato só será saboroso na medida do envolvimento do cozinheiro com o ato de cozinhar e de suas habilidades técnicas na cozinha. O sucesso de uma pesquisa também dependerá do procedimento seguido, do seu envolvimento com a pesquisa e de sua habilidade em escolher o caminho para atingir os objetivos da pesquisa (SILVA; MENEZES, 2005, p. 32). Saber lidar com o novo não é fácil, porque exige que o pesquisador tenha organização, dedicação, disciplina, comprometimento, tempo e muito estudo. Portanto, encare este momento como uma oportunidade de estudar e aprender mais sobre um tema que é relevante para você e/ou para a sociedade. Tome-o como um desafio. Lembre-se sempre de que o êxito da pesquisa depende de vários fatores, dentre eles: Indagação minuciosa do assunto; Seleção do material bibliográfico e documental; Transcrição correta das informações; Anotações claras e objetivas; Desenvolvimento ordenado e lógico dos fatos; Apresentação ordenada e clara das conclusões ou dos resultados alcançados; Desenvolvimento do processo de pesquisa em harmonia com os objetivos propostos.

14 A Pesquisa Científica 13 Dica! Ao pesquisar um tema que seja atual e que vá ao encontro de suas necessidades e expectativas, ou seja, que vá ao encontro de seu interesse tanto pessoal quanto profissional, você terá grandes possibilidades de realizar uma pesquisa com êxito. Resumindo... Pesquisar significa, de forma bem simples, procurar respostas para indagações propostas. O sucesso na elaboração de uma pesquisa dependerá do procedimento que você vai seguir, do seu envolvimento com a pesquisa e de sua habilidade na escolha do caminho para que os objetivos sejam atingidos. Esse caminho, muitas vezes, precisa ser reinventado, pois a pesquisa não é previsível necessitando além das regras, de imaginação e muita criatividade por parte do pesquisador. O pesquisador pode ser comparado a um detetive e precisa ter muito cuidado para não tirar conclusões equivocadas. Segundo Gil (2002, p.21), faz-se uma pesquisa quando não se dispõem de informação suficiente para responder ao problema. [...] na realidade a pesquisa desenvolvese no decorrer de um processo que envolve várias fases, que vão desde a formulação adequada do problema até a apresentação dos resultados. Agora que discutimos sobre o significado do termo pesquisa e seus diferentes tipos, que tal passarmos para o próximo passo que é a identificação, localização e seleção das fontes de informação?

15 Fontes de informação Entenda como fonte de informação os formatos pelos quais a informação é difundida, ou seja, pode ser um livro, um periódico (contendo vários artigos), trabalhos publicados na internet que apresentem diferentes pesquisas publicadas sobre um mesmo assunto. O trabalho técnico ou científico exige uma ampla pesquisa bibliográfica em fontes de informação (livros, periódicos, dissertações, teses, internet etc.) para basear e sustentar as ideias que você pretende colocar em prática. Ao elaborar seu artigo científico, você vai precisar apoiar suas ideias em fontes de informação que sejam reconhecidas e aceitas, pois serão elas que darão suporte às suas hipóteses. Elas ainda o auxiliarão na elaboração da pesquisa, bem como na reflexão de fatos e dados, estimulando-o a analisar e julgar de forma ética e profissional. Existe um ditado que diz que o estudioso lê e só depois começa a fazer sua redação e há quem afirme que um escritor de obras científicas, técnicas e didáticas lê e escreve ao mesmo tempo. Nas duas situações, o ato de escrever requer uma reflexão exaustiva sobre o assunto. Como vou localizar a informação? Visite bibliotecas centros de documentação e arquivos, que já possuem em seu acervo fontes organizadas e selecionadas. Faça a consulta dos acervos pelos sites das instituições antes de ir até o local, o que pode otimizar sua busca. As bibliotecas universitárias possuem o sistema de comutação bibliográfica, que é um serviço de solicitação de fotocópias e/ ou empréstimo de documentos em bibliotecas nacionais e/ou no exterior, catálogos, base de dados nacionais e internacionais, proporcionando a você informações disponibilizadas em qualquer parte do mundo. Portanto, pesquisador, as bibliotecas fazem parte do seu roteiro diário. As bibliotecas são, sem sombra de dúvidas, um abrigo para você que necessita fundamentar sua pesquisa. Você precisa se familiarizar com o acervo que elas oferecem, com a forma como elas classificam os títulos e disponibilizam as informações. Só

16 A Pesquisa Científica 15 assim, você conseguirá desenvolver habilidades para trabalhar com livros, revistas, jornais, enfim, com todo o acervo que uma biblioteca possui. Vale destacar que muitos desses recursos já estão disponibilizados on-line. Há, inclusive, muitos periódicos, que são jornais que tratam de assuntos de uma área específica, que têm versões on-line. Assim como um jornal, esses periódicos tratam de áreas específicas, por isso, usam um linguajar próprio. Acervo de uma biblioteca - Entende-se como acervo um conjunto de obras que formam o patrimônio de uma biblioteca, ou seja, um conjunto de documentos (livros, revistas, jornais, catálogos, dissertações, teses, CDs, DVDs etc.) que a biblioteca organiza e abriga. - Existem dois tipos de bibliotecas: as especializadas, que guardam obras de um ramo de conhecimento específico. Exemplo: biblioteca de Administração, biblioteca de Medicina etc. Há também as bibliotecas gerais, que têm obras de diversas áreas do conhecimento. Existem também as bibliotecas públicas, que se destinam ao atendimento do público em geral, cujo objetivo é a educação extraescolar. Neste sentido, destacamos o Moodle, onde podemos encontrar as páginas de disciplinas, grupos de trabalho e comunidades de aprendizagem. Pesquisa na internet É comum ouvir estudantes afirmando que tudo o que é preciso saber encontra-se na internet. Esse tipo de afirmação exige reflexão. Não há dúvidas de que a internet é uma das maiores fontes de informação e pesquisa em todo o mundo. Também é inegável a contribuição que a rede mundial de computadores (e outros dispositivos de comunicação) trouxe para a circulação de dados e informações. Entretanto, algumas ressalvas devem ser apresentadas. Mattar (2008) lembra que são poucos os livros publicados por completo na internet. Temos ainda, apesar do franco crescimento, apenas uma pequena fração de artigos científicos, jornais acadêmicos,

17 revistas especializadas, relatórios de pesquisa, entre outros materiais científicos divulgados na rede mundial. Além de tudo isso, a simples disponibilidade na internet não significa qualidade da informação. Ciente dessas questões, o estudante deve utilizar a web com consciência e seletividade. Tipos de publicação As bibliotecas possuem uma divisão de seu acervo, considerando os tipos de publicação, de informação e uso, como você verá a seguir: Coleção de livros: livros científicos, literários e didáticos. Livros de referência: enciclopédias, dicionários, índices, atlas e bibliografias. Periódicos: são as publicações que apresentam artigos atuais e também jornais e revistas antigas. É nessa etapa de pesquisa que você vai estabelecer sua estratégia de investigação, ou seja, fazer a busca do material em bibliotecas e materiais on-line disponíveis para familiarizar-se com as fontes de informação sobre o tema que você escolheu. Após a identificação e a localização dessas fontes, você fará uma triagem, quer dizer uma seleção das fontes levando em consideração se elas serão úteis para a sua pesquisa e se são de qualidade. Selecione sempre as fontes mais recentes. Não utilize material que não esteja referenciado corretamente. Muita atenção quando utilizar material da internet: verifique sua procedência; priorize sempre revistas científicas que contenham valor científico e confiável; evite sites como a Wikipédia que não possui conteúdo controlado e filtrado. De acordo com Marconi e Lakatos (2010), as fontes de informação são agrupadas conforme seus conteúdos:

18 Fontes tradicionais de informação A Pesquisa Científica 17 Coleção de livros Livros científicos, literários e didáticos. Livros de referências Enciclopédias, dicionários, índices, atlas e bibliografias. Periódicos São as publicações que apresentam artigos atuais e também jornais e revistas antigas. Fontes de informação técnica Normas técnicas, documentos de patentes, legislação e publicações referentes à área. Fontes de informação para negócios Relatórios anuais de companhias, relatórios de pesquisas de mercado, revistas técnicas, manuais, revistas de negócios, catálogos, jornais, dentre outros. Fontes de informação científica Monografias, periódicos de revistas, artigos científicos, anais de conferências, congressos, eventos científicos. Fonte dos dados: Adaptado de Marconi e Lakatos (2010).

19 Fontes de informações confiáveis para consulta via internet Google Acadêmico Disponibiliza trabalhos acadêmicos nas mais mais variadas áreas do conhecimento. Biblioteca da UFSC Dissertações e teses defendidas na UFSC. Portal Prossiga Portal de periódicos e base de dados nacionais e internacionais. Scielo Brasil Acervo de bibliotecas virtuais, possui artigos científicos de várias áreas do conhecimento. Portal Domínio Público Obras contendo textos completos dentre elas, dissertações e teses defendidas no Brasil. Portal da CAPES Acesso livre aos principais periódicos científicos e a uma base de dados internacional. Fonte dos dados: Adaptado de Dutra (2009).

20 A Pesquisa Científica 19 Atenção para os seguintes critérios a serem considerados na seleção das fontes de informação: Além de facilitar o acesso e a localização das fontes de informação, os critérios de avaliação têm como objetivo principal: identificar, analisar, selecionar e organizar as fontes procuradas. Um critério importante a ser considerado é que algumas fontes de referência não se apresentam em texto completo. Nesse caso, será necessário mandar buscar em uma biblioteca mais próxima que possua a assinatura e pagar pelo serviço solicitado. Outro critério que você deve ficar atento quando for manusear uma fonte de informação é identificar se há os seguintes dados: autor, título, cidade, ano e editora. Segundo Thiollent (2004, p.19), [...] importância de avaliar-se a informação disponível na internet é bastante significativa para quem a utiliza com a finalidade [de] pesquisa, e é de extrema relevância para enfatizar a inconstância da qualidade das informações encontradas. Os critérios de autoridade, atualidade, precisão, clareza na apresentação e organização da informação, segundo os autores citados, são de suma importância na seleção das fontes a serem utilizadas. Portanto, são critérios que você deve considerar na seleção das fontes de informação para atingir os resultados almejados na pesquisa. Leitura e interpretação Faça sempre a leitura do material que você selecionou. Leia e releia, sinalize e resuma os pontos mais importantes para ajudar na compreensão do assunto. Mas, se você tiver dificuldade em respondê-las, saiba mais pesquisando em: LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, MEDEIROS, João Bosco. Redação científica: a prática de fichamentos, resumos, resenhas. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

21 Critérios de seleção Autor Quais são as credenciais do autor? Ele é afiliado a alguma instituição? Escreve sobre o assunto que você deseja? Esse autor é referenciado em bibliografias e foi indicado pelo seu professor? Data de publicação da fonte Quando foi publicado? A data geralmente está localizada abaixo do nome do autor. Se por um acaso você não conseguir localizar, procure na última página pelo Copyright e a data estará lá. Não esqueça de verificar se o assunto procurado é atual, pois tanto a área tecnológica quanto a médica passam, constantemente, por mudanças e sua pesquisa corre o sério risco de ficar desatualizada. Edição ou revisão A publicação é primeira edição? Fique atento se não existem novas edições com adaptações atuais e revisadas. Título do periódico ou do jornal Verificar se a publicação é acadêmica, especializada ou direcionada a um público definido. Essa constatação é de suma importância, porque indica diferentes níveis de complexidades na ordenação das ideias. Público-alvo Qual é o perfil do público a que se destina? Avaliar se é uma publicação especializada, técnica, destinada a leitores avançados e se está adequada às necessidades de sua pesquisa. Informação A respectiva informação está baseada em fatos, opiniões ou propaganda? É muito importante separar fatos de opinião, pois os fatos podem ser usualmente verificados, já as opiniões podem estar baseadas em informações factuais, o que envolve interpretações dos fatos. Fonte dos dados: Adaptado de Thiollent (2004).

22 A Pesquisa Científica 21 A pesquisa científica caracteriza-se pela busca de fontes de informação. Todo esse processo deve ser feito de forma sistemática e racional, de acordo com as regras que foram citadas, considerando que a leitura e a interpretação são fundamentais em todo o processo de pesquisa. Que tal agora colocarmos em prática esses conhecimentos? Vamos lá, já que estamos falando sobre conhecimento, pesquisa e formas de descobrir as coisas, que tal começarmos analisando a citação de Nietzsche que registra, o que não deixa de ser um alerta, em sábias palavras, a caminhada a ser trilhada dentro da unidade curricular Seminário de Pesquisa e Intervenção II? Nietzsche (2004) diz que: Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida - ninguém, exceto tu, só tu. Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias. Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar. Onde leva? Não perguntes, segue-o! Caro aluno, lembre-se de que pesquisar é o mesmo que caminhar em torno de algo, a partir de outras perspectivas, buscando, de modo sistemático e rigoroso, compreender o objetivo da pergunta... Pesquisar é fazer ciência, é construir conhecimento novo. Nesta unidade estudamos que pesquisar significa, de forma bem simples, procurar respostas para indagações propostas, ou seja, é a realização concreta de uma investigação planejada, desenvolvida e redigida baseada no raciocínio lógico, que tem por objetivo encontrar soluções para os problemas propostos mediante o emprego de métodos científicos.

23

24 SEMINÁRIO DE PESQUISA E INTERVENÇÃO II UNIDADE 2 Magda Camargo Lange Ramos Tipos de Pesquisa Pesquisar é buscar ou procurar resposta para alguma coisa. Em se tratando de Ciência (produção de conhecimento), a pesquisa é a busca de solução a um problema que alguém queira saber a resposta. Pesquisa é, portanto o caminho para se chegar à ciência, ao conhecimento. É na pesquisa que utiliza-se diferentes instrumentos para se chegar a uma resposta mais precisa. O instrumento ideal deverá ser estipulado pelo pesquisador para se atingir os resultados ideais. Por isso a importância de se definir o tipo de pesquisa e da escolha do instrumental ideal a ser utilizado.

Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior INTRODUÇÃO O que é pesquisa? Pesquisar significa, de forma bem simples, procurar respostas para indagações propostas. INTRODUÇÃO Minayo (1993, p. 23), vendo por

Leia mais

Técnicas e Instrumentos Utilizados na Pesquisa Científica Cavalcanti

Técnicas e Instrumentos Utilizados na Pesquisa Científica Cavalcanti Técnicas e Instrumentos Utilizados na Pesquisa Científica Técnicas de Pesquisa Técnica: Conjunto de preceitos ou processos de que se serve uma ciência. Toda ciência utiliza inúmeras técnicas na obtenção

Leia mais

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R INTRODUÇÃO A pesquisa é um procedimento reflexivo e crítico de busca de respostas para problemas ainda não solucionados. O

Leia mais

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA Profa. Ms. Rose Romano Caveiro CONCEITO E DEFINIÇÃO É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas

Leia mais

Métodos e técnicas de pesquisa. Alessandra Martins Coelho

Métodos e técnicas de pesquisa. Alessandra Martins Coelho Métodos e técnicas de pesquisa Alessandra Martins Coelho Método de Pesquisa Metodologia é o estudo dos métodos. O método consiste na seqüência de passos necessários para demonstrar que o objetivo proposto

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica

MBA em Gestão Estratégica MBA em Gestão Estratégica Disciplina Extra Metodologia Científica Profa. Dra. Sonia Valle W. B. Oliveira Parte 1-23/03/2012 Parte 2-30/03/2012 1 Aula Extra Parte 2 Metodologia Científica 2 Agenda Dados

Leia mais

TÉCNICAS PARA COLETA DE DADOS

TÉCNICAS PARA COLETA DE DADOS AULA 7 TÉCNICAS PARA COLETA DE DADOS Classificação das pesquisas científicas Classificação das pesquisas científicas: quanto a natureza Básica: Procura o progresso científico; Procura a ampliação dos conhecimentos

Leia mais

Metodologia Científica. César de Paula Diego Vilela Elisane Silva Fabrício Aranda Wesley Sato

Metodologia Científica. César de Paula Diego Vilela Elisane Silva Fabrício Aranda Wesley Sato Metodologia Científica César de Paula Diego Vilela Elisane Silva Fabrício Aranda Wesley Sato Metodologia Científica Introdução Métodos Introdução Metodologia científica é a forma como se conduz uma pesquisa,

Leia mais

Modulo 4. Principais instrumentos de coleta de dados. Entrevista Questionário Formulário Observação Triangulação

Modulo 4. Principais instrumentos de coleta de dados. Entrevista Questionário Formulário Observação Triangulação Metodologia de Estudo e de Pesquisa em Administração Modulo 4 Principais instrumentos de coleta de dados. Entrevista Questionário Formulário Observação Triangulação UAB - UNEMAT Prof. Dr. Marcos Luís Procópio

Leia mais

PESQUISA QUANTITATIVA e QUALITATIVA

PESQUISA QUANTITATIVA e QUALITATIVA universidade de Santa Cruz do Sul Faculdade de Serviço Social Pesquisa em Serviço Social I I PESQUISA QUANTITATIVA e QUALITATIVA BIBLIOGRAFIA: MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Metodologia do Trabalho Científico Diretrizes para elaboração de projetos de pesquisa, monografias, dissertações, teses Cassandra Ribeiro O. Silva, Dr.Eng. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Porque escrever

Leia mais

As pesquisas podem ser agrupadas de acordo com diferentes critérios e nomenclaturas. Por exemplo, elas podem ser classificadas de acordo com:

As pesquisas podem ser agrupadas de acordo com diferentes critérios e nomenclaturas. Por exemplo, elas podem ser classificadas de acordo com: 1 Metodologia da Pesquisa Científica Aula 4: Tipos de pesquisa Podemos classificar os vários tipos de pesquisa em função das diferentes maneiras pelo qual interpretamos os resultados alcançados. Essa diversidade

Leia mais

COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN

COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN Objetivo da aula Conhecer os instrumentos de coleta de dados, suas vantagens e limitações. Caminhos Para a Obtenção de Dados Pesquisa em ciências sociais

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA A IMPORTÂNCIA DA LEITURA Quem não possui o hábito da leitura, precisa desenvolvê-lo, pois é difícil uma formação de qualidade sem muita leitura. Como você costuma selecionar seu material de leitura? O

Leia mais

Etapas da Metodologia da Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ

Etapas da Metodologia da Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ Etapas da Metodologia da Pesquisa Científica Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ Metodologia da Pesquisa Cientifica Metodologia Como se procederá a pesquisa? Caminhos para se

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 4CCAEDHMT01-P A IMPORTÂNCIA EPISTEMOLÓGICA DA METODOLOGIA DE PESQUISA NAS CIÊNCIAS SOCIAIS Ozilma Freire dos Santos (1) Deyve Redyson (3). Centro de Ciências Aplicadas e Educação/Departamento de Hotelaria/MONITORIA

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA

METODOLOGIA DA PESQUISA METODOLOGIA DA PESQUISA O texto monográfico, que constitui o trabalho de conclusão de curso na pós-graduação, e que tantas vezes causa desconforto aos alunos, pode e deve ser encarado como um coroamento,

Leia mais

3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO)

3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO) 3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO) 2 cm (arial / times roman 12 ) TIRAR NUMERAÇÃO PARA IMPRESSAO CAPA CIDADE/ESTADO 2 c m ANO (NOME) TÍTULO DO PROJETO) (arial / times roman

Leia mais

Metodologia Científica

Metodologia Científica Metodologia Científica Prof. William Costa Rodrigues FAETEC/IST Paracambi 2007 Metodologia Científica: Conceitos e Definições É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para

Leia mais

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA 3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA NOME DO AUTOR (fonte tamanho 12, arial, todas em maiúscula, negrito, centralizado) ESTÁGIO SUPERVISIONADO I OU II DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Dicas sobre o projeto de pesquisa.

Dicas sobre o projeto de pesquisa. Dicas sobre o projeto de pesquisa. Profa. Dra. Ana Mauriceia Castellani Oferecimento e apoio: Objetivos desta palestra Destacar os principais pontos de um projeto de pesquisa. Indicar problemas que podem

Leia mais

Técnicas de coleta de dados e instrumentos de pesquisa

Técnicas de coleta de dados e instrumentos de pesquisa Técnicas de coleta de dados e instrumentos de pesquisa O que é técnica? O que é instrumento? Tipos de técnicas e instrumentos de pesquisa Entrevista Questionários Observação 1. ENTREVISTA Encontro entre

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA CURSO DE ENFERMAGEM MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) AV. José de Grande, 332 Marília - SP FONE (14) 34021813 e.mail: serie3e4enf@famema.br http://www.famema.br

Leia mais

INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM (TÍTULO DO PROJETO) Acadêmico: Orientador:

INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM (TÍTULO DO PROJETO) Acadêmico: Orientador: INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM (TÍTULO DO PROJETO) Acadêmico: Orientador: São Luis 2015 (TÍTULO DO PROJETO) (NOME DO ALUNO) Projeto de Pesquisa do Programa

Leia mais

A PESQUISA E SUAS CLASSIFICAÇÕES

A PESQUISA E SUAS CLASSIFICAÇÕES 1/6 A PESQUISA E SUAS CLASSIFICAÇÕES Definir o que é pesquisa; mostrar as formas clássicas de classificação das pesquisas; identificar as etapas de um planejamento de pesquisa. INTRODUÇÃO O que é pesquisa?

Leia mais

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento.

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Título provisório (uma expressão

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO DE PLANEJAMENTO Para a realização de um projeto é necessário refletir sobre os passos que devem ser seguidos, entender a realidade

Leia mais

Palavras-chave: Leitura, Escrita, Espanhol.

Palavras-chave: Leitura, Escrita, Espanhol. Importância do Processo de Leitura e Escrita para a Aprendizagem de Espanhol a Distância. Resumo: Janire Maria de Mello IFRN\UAB 1 Rousiene da Silva Gonçalves IFRN\UAB 2 Na modalidade de ensino à distância

Leia mais

Métodos e Instrumentos de Pesquisa

Métodos e Instrumentos de Pesquisa Métodos e Instrumentos de Pesquisa Prof. Ms. Franco Noce fnoce2000@yahoo.com.br MÉTODO E INSTRUMENTOS DE PESQUISA Entrevista Questionários Técnicas de Observação Sociometria Estudos de Caso Testes cognitivos

Leia mais

Metodologia do Trabalho Acadêmico MTA Professora: Jéssica Fagá Viégas

Metodologia do Trabalho Acadêmico MTA Professora: Jéssica Fagá Viégas ESTRUTURA QUE COMPÕE A ORGANIZAÇÃO DA PESQUISA Projeto de pesquisa: um conjunto de ações determinadas para o propósito de se investigar, analisar e CRITICAMENTE avaliar determinada questão ou problema

Leia mais

Faculdade de Educação, Ciências e Letras D O N D O M Ê N I C O O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO

Faculdade de Educação, Ciências e Letras D O N D O M Ê N I C O O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO O artigo cientifico é um texto escrito para ser publicado num periódico especializado e tem o objetivo de comunicar os dados de uma pesquisa, seja ela experimental, quase experimental

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugerimos, para elaborar a monografia de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que o aluno leia atentamente essas instruções. Fundamentalmente,

Leia mais

COMO DESENVOLVER UMA PESQUISA E COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA?

COMO DESENVOLVER UMA PESQUISA E COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA? COMO DESENVOLVER UMA PESQUISA E COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA? Conhecimento: Conhecimento: nada mais é que a apreensão da realidade, de forma real ou imaginada. Entendendo realidade como aquilo

Leia mais

MATRIZ ANALÍTICA (Projeto de Pesquisa)

MATRIZ ANALÍTICA (Projeto de Pesquisa) MATRIZ ANALÍTICA (Projeto de Pesquisa) 1 Projetos Projeto é um plano, uma projeção, um olhar que se debruça sobre o que está por vir, uma carta de intenções, a proposição de um esquema, de um roteiro que

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos REDE DE BIBLIOTECAS ROSY MARA OLIVEIRA (ORG.)

Universidade Presidente Antônio Carlos REDE DE BIBLIOTECAS ROSY MARA OLIVEIRA (ORG.) ROSY MARA OLIVEIRA (ORG.) Colaboração: Dirlhê Maria Lima Pereira Bibliotecária FUPAC Itabirito ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA BARBACENA SUMÁRIO 1 PROJETO DE PESQUISA...2 1.1 Capa...2 1.2

Leia mais

Como Elaborar Um Projeto de Pesquisa

Como Elaborar Um Projeto de Pesquisa Como Elaborar Um Projeto de Pesquisa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Prof. Edwar Saliba Júnior Fevereiro de 2015 1 O que é pesquisa? Pode-se definir pesquisa como:

Leia mais

MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA PESQUISA CIENTÍFICA

MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA PESQUISA CIENTÍFICA MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA PESQUISA CIENTÍFICA Toda pesquisa deve passar por uma fase preparatória de planejamento devendo-se estabelecer certas diretrizes de ação e fixar-se uma estratégia global.

Leia mais

Como escrever um artigo científico

Como escrever um artigo científico Como escrever um artigo científico Baseado no texto de C. S. Lyra (2006), Como escrever um Artigo Científico ou Técnico. Infinite Thecnicals Translations http://www.freewebs.com/infinitetrans/artigo.html

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

Orientações para a elaboração dos projetos de pesquisa (Iniciação científica)

Orientações para a elaboração dos projetos de pesquisa (Iniciação científica) GRUPO PAIDÉIA FE/UNICAMP Linha: Episteduc Coordenador: Prof. Dr. Silvio Sánchez Gamboa Orientações para a elaboração dos projetos de pesquisa (Iniciação científica) Os projetos de pesquisa se caracterizam

Leia mais

Metodologia Científica Aula 1. Prof.ª Ma. Ana Paula Diniz E-mail: anapauladinizb@hotmail.com

Metodologia Científica Aula 1. Prof.ª Ma. Ana Paula Diniz E-mail: anapauladinizb@hotmail.com Metodologia Científica Aula 1 Prof.ª Ma. Ana Paula Diniz E-mail: anapauladinizb@hotmail.com Bibliografia: http://pesquisaemeducacaoufrgs.pbworks. com/w/file/fetch/64878127/willian%20cost a%20rodrigues_metodologia_cientifica

Leia mais

Profa. Dra. Jakeline Romero

Profa. Dra. Jakeline Romero GRUPO EDUCACIONAL KROTON UNIVERSIDADE DE CUIABÁ- UNIC Disciplina: Metodologia Científica Profa. Dra. Jakeline Romero Agosto/12 Cuiabá/MT OBJETIVOS DA LEITURA A leitura serve para formar leitores pensantes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA IHG109 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOGRAFIA COMO ELABORAR SEU PROJETO DE PESQUISA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA IHG109 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOGRAFIA COMO ELABORAR SEU PROJETO DE PESQUISA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA IHG109 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOGRAFIA COMO ELABORAR SEU PROJETO DE PESQUISA Professor: Msc. Rogério R. Marinho 2015 COMO ELABORAR SEU

Leia mais

3 Metodologia. 3.1. Introdução

3 Metodologia. 3.1. Introdução 3 Metodologia 3.1. Introdução Este capítulo é dedicado à forma de desenvolvimento da pesquisa. Visa permitir, através da exposição detalhada dos passos seguidos quando da formulação e desenvolvimento do

Leia mais

Ambientação ao Moodle. João Vicente Cegato Bertomeu

Ambientação ao Moodle. João Vicente Cegato Bertomeu Ambientação ao Moodle João Vicente Cegato Bertomeu AMBIENTAÇÃO A O MOODLE E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M SAUDE da FAMILIA Sumário Ambientação ao Moodle 21 1. Introdução 25 2. Histórico da EaD 25 3. Utilizando

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA. Faculdade Internacional do Delta Curso: Serviço Social. Período: 1º/2014 1. UNIDADE TEMÁTICA:

PLANO DE DISCIPLINA. Faculdade Internacional do Delta Curso: Serviço Social. Período: 1º/2014 1. UNIDADE TEMÁTICA: PLANO DE DISCIPLINA Faculdade Internacional do Delta Curso: Serviço Social Coordenação: Naiara Magalhães Professor (a): Adriana Barros Disciplina: Pesquisa Social I Carga horária: 60h Período: 1º/2014

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU DISCIPLINA DE MONOGRAFIA JURÍDICA

FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU DISCIPLINA DE MONOGRAFIA JURÍDICA FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU DISCIPLINA DE MONOGRAFIA JURÍDICA Texto de Apoio Instrucional Nº. 1 PROJETO DE PESQUISA NA ÁREA JURÍDICA: UM ROTEIRO BÁSICO Bauru 2009 FIB MJ O Projeto de Pesquisa: Orientações

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PRODUÇÃO DA METODOLOGIA DO PROJETO DE PESQUISA OS TRÊS ENFOQUES DE PESQUISA:

MATERIAL DE APOIO PRODUÇÃO DA METODOLOGIA DO PROJETO DE PESQUISA OS TRÊS ENFOQUES DE PESQUISA: CURSO DE DIREITO - 1º SEMESTRE/2013 1 Prof a.: Helisia Góes Disciplina: MONOGRAFIA I Turmas: 9º DIN-2 MATERIAL DE APOIO PRODUÇÃO DA METODOLOGIA DO PROJETO DE PESQUISA OS TRÊS ENFOQUES DE PESQUISA: 1) SE...

Leia mais

A pesquisa e suas classificações FACULDADE DE COSTA RICA Prof.ª NELIZE A. VARGAS. nelizevargas@hotmail.com O que é pesquisa? MINAYO (l993,p.23), vendo por um prisma mais filósofico, considera a pesquisa

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA DE PESQUISA PARA O ALINHAMENTO DO TRABALHO CIENTÍFICO NA ÁREA DA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

A IMPORTÂNCIA DA DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA DE PESQUISA PARA O ALINHAMENTO DO TRABALHO CIENTÍFICO NA ÁREA DA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS A IMPORTÂNCIA DA DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA DE PESQUISA PARA O ALINHAMENTO DO TRABALHO CIENTÍFICO NA ÁREA DA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Professor Paulo Roberto Vidigal Orientador da FASEJ Faculdade Sumaré

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ESTADO DE SANTA CATARINA COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ESTADO DE SANTA CATARINA COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS FLORIANÓPOLIS NOVEMBRO 2010 GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Leia mais

7/30/2012. Objetivos por Unidade de Ensino Unidade 1 - Ler e elaborar textos acadêmicos e científicos de modo significativo e reflexivo.

7/30/2012. Objetivos por Unidade de Ensino Unidade 1 - Ler e elaborar textos acadêmicos e científicos de modo significativo e reflexivo. Leitura, Interpretação e Produção de Textos. Estrutura e Organização de trabalhos acadêmicos. Pesquisa Cientifica. Elaboração de Projeto de Pesquisa. Proporcionar a inserção do aluno no trabalho acadêmico,

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA RESUMOS Definição: é a apresentação concisa e freqüentemente seletiva do texto, destacando-se os elementos de maior interesse e importância,

Leia mais

Disciplina: Métodos e Técnicas de Pesquisa. Curso: TECNÓLOGOS LOGÍSTICA E COMÉRCIO EXTERIOR

Disciplina: Métodos e Técnicas de Pesquisa. Curso: TECNÓLOGOS LOGÍSTICA E COMÉRCIO EXTERIOR Disciplina: Métodos e Técnicas de Pesquisa Curso: TECNÓLOGOS LOGÍSTICA E COMÉRCIO EXTERIOR Texto 3 : ESQUEMA, RESUMO, RESENHA e FICHAMENTO 1 ESQUEMA O esquema é um registro gráfico (bastante visual) dos

Leia mais

FLUXOGRAMA DA PESQUISA

FLUXOGRAMA DA PESQUISA FLUXOGRAMA DA PESQUISA Desde a preparação até a apresentação de um relatório de pesquisa estão envolvidas diferentes etapas. Algumas delas são concomitantes; outras são interpostas. O fluxo que ora se

Leia mais

Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça. Metodologia Científica

Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça. Metodologia Científica Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça Metodologia Científica Metodologia Científica Conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas de aquisição

Leia mais

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO Caro(a) aluno(a), seja bem-vindo às Disciplinas Online da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Bom Despacho e Faculdade de Educação de Bom Despacho. Em pleno século 21, na era digital, não poderíamos

Leia mais

ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA

ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE CIENCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO MESTRADO ACADÊMICO NOME DO(A) CANDIDATO(A) TÍTULO Projeto de pesquisa

Leia mais

Fundamentos de Metodologia de Pesquisa Científica. Prof. Dayana Costa

Fundamentos de Metodologia de Pesquisa Científica. Prof. Dayana Costa Fundamentos de Metodologia de Pesquisa Científica Prof. Dayana Costa Conteúdo Conhecimento Científico O que é Pesquisa Científica? Por que se faz pesquisa? O que é necessário para fazer uma pesquisa? Por

Leia mais

COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE SANTA CATARINA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE FLORIANÓPOLIS BIBLIOTECA CRUZ E SOUSA

COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE SANTA CATARINA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE FLORIANÓPOLIS BIBLIOTECA CRUZ E SOUSA COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE SANTA CATARINA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE FLORIANÓPOLIS BIBLIOTECA CRUZ E SOUSA MATERIAL DE ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS FLORIANÓPOLIS 2009 CESUSC

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnologia em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Situar o tema dentro do contexto geral da sua área de trabalho

Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Situar o tema dentro do contexto geral da sua área de trabalho PROJETO DE PESQUISA INTRODUÇÃO (O QUE É O TEMA?) Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Desenvolver genericamente o tema Anunciar a idéia básica Delimitar o foco da pesquisa

Leia mais

Tal atividade objetiva proporcionar um contato inicial dos estudantes iniciantes na carreira de pesquisa;

Tal atividade objetiva proporcionar um contato inicial dos estudantes iniciantes na carreira de pesquisa; ESTUDO SOBRE METODOLOGIA CIENTIFICA 1. INTRODUÇÃO Quando se inicia a vida acadêmica e se ingressa na área de pesquisa é comum o estudante ter dificuldade para realizar seus primeiros trabalhos, pois em

Leia mais

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem Coordenação: Juliana Cristina Braga Autoria: Rita Ponchio Você aprendeu na unidade anterior a importância da adoção de uma metodologia para a construção de OA., e também uma descrição geral da metodologia

Leia mais

MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ

MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ Prezada Equipe, É com grande prazer que recebemos sua proposta de participação na I Mostra de Cultura, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

A Computação e as Classificações da Ciência

A Computação e as Classificações da Ciência A Computação e as Classificações da Ciência Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Classificações da Ciência A Computação

Leia mais

MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Araranguá MÊS /ANO 2 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO...3 2- OBJETIVOS...4 3- JUSTIFICATIVA...5 4- REVISÃO TEÓRICA...6 5- METODOLOGIA...7 6- CRONOGRAMA...8 7- BIBLIOGRAFIA...9

Leia mais

Índice. Grupo 6.3 - Módulo 13

Índice. Grupo 6.3 - Módulo 13 GRUPO 6.3 MÓDULO 13 Índice 1. Definição dos Instrumentos de Pesquisa...3 2. Critérios para Elaboração e Realização da Entrevista...3 3. A Internet como Ferramenta de Pesquisa...4 4. Coleta e Seleção de

Leia mais

Disciplina: Seminários. Curso: Administração - 7º semestre

Disciplina: Seminários. Curso: Administração - 7º semestre Disciplina: Seminários Curso: Administração - 7º semestre Texto 2: ALGUNS PASSOS PARA PESQUISA CIENTÍFICA 1 Escolha do Tema É o assunto que se deseja estudar e pesquisar. Escolher o tema significa: a.

Leia mais

O PROJETO PIBID: PRÁTICA PEDAGÓGICA INOVADORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

O PROJETO PIBID: PRÁTICA PEDAGÓGICA INOVADORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. O PROJETO PIBID: PRÁTICA PEDAGÓGICA INOVADORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. Joelma Carvalho Vilar(UFS) 1 Cleverton dos Santos(UFS) 2 Érica Santos de Jesus(UFS) 3 Vera Lúcia Mendes de Farias(UFS)

Leia mais

O TRABALHO DE MONOGRAFIA

O TRABALHO DE MONOGRAFIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Módulo VI-a 27 a 29 de janeiro de 2011 O TRABALHO DE MONOGRAFIA PRINCÍPIO PARA O CONHECIMENTO E A FORMAÇÃO PROFISSIONAL Prof. Ms. Adriana Fernandes

Leia mais

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO SISTEMA DE BIBLIOTECAS Dr. JALMAR BOWDEN PROJETO DE PESQUISA NOEME VIANA TIMBÓ

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO SISTEMA DE BIBLIOTECAS Dr. JALMAR BOWDEN PROJETO DE PESQUISA NOEME VIANA TIMBÓ UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO SISTEMA DE BIBLIOTECAS Dr. JALMAR BOWDEN PROJETO DE PESQUISA NOEME VIANA TIMBÓ MANUAL PARA PROJETO DE PESQUISA: SEGUNDO ABNT NBR 15287 AGOSTO DE 2002 SÃO BERNARDO DO

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA Sirlei de Fátima Albino 1 Marouva Fallgatter Faqueti 2

PROJETO DE PESQUISA Sirlei de Fátima Albino 1 Marouva Fallgatter Faqueti 2 PROJETO DE PESQUISA Sirlei de Fátima Albino 1 Marouva Fallgatter Faqueti 2 1 O QUE É PESQUISA? "Pesquisa é um conjunto de ações, propostas para encontrar a solução de um problema, que têm por base procedimentos

Leia mais

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA PELA FACED/UFBA NA FORMAÇÃO DOS ALFABETIZADOES NA ALFASOL

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA PELA FACED/UFBA NA FORMAÇÃO DOS ALFABETIZADOES NA ALFASOL 1 Pesquisas e Práticas Educativas ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDA PELA FACED/UFBA NA FORMAÇÃO DOS ALFABETIZADOES NA ALFASOL DANIELA DE JESUS LIMA FACED/UFBA INTRODUÇÃO - O presente

Leia mais

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica :: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica José Mauricio Santos Pinheiro em 21/04/2005 Os princípios indispensáveis à redação científica podem ser resumidos em quatro pontos fundamentais: clareza,

Leia mais

TÍTULO DA FUTURA MONOGRAFIA: SUBTÍTULO, SE HOUVER.

TÍTULO DA FUTURA MONOGRAFIA: SUBTÍTULO, SE HOUVER. 1 UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO FACULDADE DE HUMANIDADES E DIREITO CURSO DE DIREITO NOME DO AUTOR TÍTULO DA FUTURA MONOGRAFIA: SUBTÍTULO, SE HOUVER. SÃO BERNARDO DO CAMPO 2014 2 NOME DO AUTOR TÍTULO

Leia mais

Diretor Executivo Walter Teixeira dos Santos Jr. Diretor Acadêmico Júlio César Alvim. Coordenadora do NEaD Luciana Ulhoa

Diretor Executivo Walter Teixeira dos Santos Jr. Diretor Acadêmico Júlio César Alvim. Coordenadora do NEaD Luciana Ulhoa FACULDADE ÚNICA Diretor Executivo Walter Teixeira dos Santos Jr Diretor Acadêmico Júlio César Alvim Coordenadora do NEaD Luciana Ulhoa FACULDADE ÚNICA Caro aluno, Seja bem-vindo às Disciplinas Semipresenciais

Leia mais

DIRETRIZES PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS

DIRETRIZES PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DIRETRIZES PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS Geraldina Porto Wiiter Coordenadora do CEP/UNICASTELO Para dar transparência ao usuário do CEP/UNICASTELO, em sua 1ª reunião plenária realizada em 2012, foi decidido

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS DE PESQUISA NO ENSINO FUNDAMENTAL

ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS DE PESQUISA NO ENSINO FUNDAMENTAL JÚNIOR/2013 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS DE PESQUISA NO ENSINO FUNDAMENTAL Novo Hamburgo, abril de 2013. 1 APRESENTAÇÃO Estas orientações foram elaboradas baseadas

Leia mais

ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MÉTODOS 1

ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MÉTODOS 1 ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MÉTODOS 1 Alberto Albuquerque Gomes 2 O estudo de caso tem sido escolhido, de forma recorrente, como alternativa para pesquisas sobre o fenômeno educativo. Porém, nem sempre

Leia mais

FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO PARA AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO PARA AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO PARA AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM Ronei Ximenes Martins (Trabalho apresentado no II Colóquio Regional EAD Edição Internacional Outubro/2010 Juiz de Fora/MG) Introdução Um

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO Prof. Marcos Nicolau (Artigo científico, Monografia e Projeto de Pesquisa)

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO Prof. Marcos Nicolau (Artigo científico, Monografia e Projeto de Pesquisa) METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO Prof. Marcos Nicolau (Artigo científico, Monografia e Projeto de Pesquisa) APRESENTAÇÃO Os cursos de especialização do país têm adotado, como exigência para conclusão

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Roteiro para projeto de pesquisa Gildenir Carolino Santos, 2005. 1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Antes de passar para a construção ou montagem de um projeto de pesquisa, é importante saber que esse

Leia mais

Quanto aos meios, trata-se de uma pesquisa bibliográfica, documental, telematizada e pesquisa de campo, conforme descrito abaixo:

Quanto aos meios, trata-se de uma pesquisa bibliográfica, documental, telematizada e pesquisa de campo, conforme descrito abaixo: 3 METODOLOGIA Apresenta-se a seguir a descrição da metodologia utilizada neste trabalho com o objetivo de expor os caminhos que foram percorridos não só no levantamento dos dados do estudo como também

Leia mais

Metodologia do Ensino e Pesquisa Tecnológica - MEPT

Metodologia do Ensino e Pesquisa Tecnológica - MEPT Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco POLI/UPE Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil PEC Metodologia do Ensino e Pesquisa Tecnológica - MEPT CONTRATO DE CONVIVÊNCIA Profª. Emilia Kohlman

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras realizar a pesquisa

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras realizar a pesquisa Núcleo de Pós Graduação Pitágoras realizar a pesquisa Como fazer pesquisa? interpretar resultados Especialização em Engenharia de Software com Ênfase em Java Disciplina: Orientação de Conclusão de Curso

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA MARINGÁ 2012 1 APRESENTAÇÃO O Desenvolvimento de Coleções, qualquer que seja o tipo de biblioteca (pública,

Leia mais

Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ

Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ A Pesquisa: Conceitos e Definições O que é pesquisa? Pesquisar, significa, de forma

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES A Biblioteca da Faculdade do Guarujá tem por objetivos: - Colaborar em pesquisas e projetos desenvolvidos pelo corpo docente e discente da Faculdade do Guarujá;

Leia mais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais 1 MANUAL DE ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1 PRINCIPIOS O Seminário de Pesquisa exigido pelo curso de Administração é um projeto de atividades centrado em áreas teórico práticas, e deverá

Leia mais

www.sbempb.com.br/epbem APRENDIZAGEM COLABORATIVA EM AMBIENTES VIRTUAIS E AS POSSIBILIDADES PARA OS PROFESSORES DE MATEMÁTICA

www.sbempb.com.br/epbem APRENDIZAGEM COLABORATIVA EM AMBIENTES VIRTUAIS E AS POSSIBILIDADES PARA OS PROFESSORES DE MATEMÁTICA APRENDIZAGEM COLABORATIVA EM AMBIENTES VIRTUAIS E AS POSSIBILIDADES PARA OS PROFESSORES DE MATEMÁTICA Ronaldo Vieira Cabral Abdias de Brito Aguiar Júnior José Sidney Nunes de Araújo Resumo: A parte das

Leia mais

PESQUISA PURA E PESQUISA APLICADA PARA TCC

PESQUISA PURA E PESQUISA APLICADA PARA TCC PESQUISA APLICADA À COMUNICAÇÃO EM MÍDIAS DIGITAIS - DEMID Prof. Marcos Nicolau TRABALHO CIENTÍFICO - TCC As informações aqui apresentadas foram recolhidas de diversos autores que se encontram nas referências,

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS ISSN 2316-7785 FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS José André Tavares de Oliveira Instituto Federal de Alagoas

Leia mais

TÓPICOS DE UM PRÉ-PROJETO

TÓPICOS DE UM PRÉ-PROJETO Prof. Dr. Eduardo Braga 1 1 Introdução TÓPICOS DE UM PRÉ-PROJETO Iniciar a redação colocando alguns antecedentes do assunto/tema/problema escolhido. Expor as justificativas e razões para a escolha do tema

Leia mais

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES 1 Eficácia nos estudos 2 Anotação 2.1 Anotações corridas 2.2 Anotações esquemáticas 2.3 Anotações resumidas 3 Sublinha 4 Vocabulário 5 Seminário 1 EFICÁCIA

Leia mais

METODOLOGIA UTILIZADA PELOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO DAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE JATAÍ-GO RESUMO

METODOLOGIA UTILIZADA PELOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO DAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE JATAÍ-GO RESUMO METODOLOGIA UTILIZADA PELOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO DAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE JATAÍ-GO LIMA, Raiane Ketully Vieira Acadêmica do curso de Educação Física licenciatura da Universidade

Leia mais

TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA. Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck

TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA. Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck INTRODUÇÃO A escolha das técnicas está condicionada ao Problema de Pesquisa. Três perguntas básicas devem ser respondidas

Leia mais