INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA"

Transcrição

1 INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA 1ª QUESTÃO A Terra possui dois modelos de estrutura interna: o físico e o geoquímico. A partir desses modelos, as camadas mais superficiais, respectivamente, são A) manto externo e astenosfera. B) litosfera e crosta. C) astenosfera e manto externo. D) manto superior e litosfera. E) crosta e astenosfera. 2ª QUESTÃO O Éon do tempo geológico em que ocorre a maior expansão de formas de vida na Terra é o A) Fanerozoico. B) Proterozoico. C) Arqueano. D) Hadeano. E) Cenozoico. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 1

2 3ª QUESTÃO Um exemplo de mineral que é considerado secundário e que pode ser encontrado em solos é a A) Calcita. B) Caulinita. C) Apatita. D) Fluorita. E) Magnetita. 4ª QUESTÃO Na formação das rochas sedimentares, ocorre um importante processo, no qual íons dissolvidos presentes numa solução intersticial se cristalizam. A denominação desse processo é A) litificação. B) cristalização. C) compactação. D) cimentação. E) diagênese. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 2

3 5ª QUESTÃO As rochas ígneas formam-se a partir da cristalização do magma. Essa cristalização pode se dar acima da superfície, sendo essas rochas denominadas vulcânicas, ou abaixo da superfície, sendo elas chamadas plutônicas. São exemplos dessas rochas, respectivamente, A) granito e gabro. B) gabro e basalto. C) basalto e riolito. D) granito e basalto. E) riolito e gabro. 6ª QUESTÃO Em mineralogia, estudam-se diversas propriedades dos minerais, uma das quais é a dureza, que é a resistência oferecida por um mineral à abrasão ou ao risco, sendo os minerais classificados por uma ordem, na chamada Escala de Mohs. Dos minerais abaixo, o que apresenta menor índice de dureza nessa escala é A) Apatita. B) Quartzo. C) Topázio. D) Gipsita. E) Coríndon. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 3

4 7ª QUESTÃO Os minerais podem ser classificados de acordo com sua composição química. Entre os diversos grupos de minerais existentes, o mais comum é o dos silicatos. São exemplos de silicatos: A) Quartzo, Pirita e Calcita. B) Galena, Pirita e Esfarelita. C) Calcita, Magnetita e Andaluzita. D) Feldspato, Quartzo e Muscovita. E) Siderita, Dolomita e Aragonita. 8ª QUESTÃO Elementos químicos que podem ocorrer naturalmente, não combinados com outros elementos, são chamados de elementos nativos. NÃO é considerado um elemento nativo: A) Ouro. B) Paládio. C) Platina. D) Ródio. E) Fósforo. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 4

5 9ª QUESTÃO A propriedade que define a tendência de um mineral quebrar segundo segmentos paralelos ao seu arranjo atômico é chamada de A) ruptura. B) clivagem. C) pleocroísmo. D) fratura. E) tenacidade. 10ª QUESTÃO Devido à organização cristalográfica, os minerais tendem a apresentar determinadas características geométricas, especialmente quando cristalizados em condições geoquímicas consideradas ideais. O termo utilizado à forma natural mais comum dos minerais é A) geometria. B) clivagem. C) hábito. D) arranjo. E) forma. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 5

6 11ª QUESTÃO O granito é uma rocha que se destaca comercialmente pela sua beleza e que, devido à sua composição mineralógica, apresenta grande diversidade de cores e textura. Comumente, essas características ocorrem em virtude da presença majoritária de três minerais, que são: A) Quartzo, Feldspato e Apatita. B) Feldspato, Ortoclásio e Piroxênio. C) Fluorita, Apatita e Calcita. D) Quartzo, Fluorita e Piroxênio. E) Quartzo, Feldspato e Mica. 12ª QUESTÃO Os sulfetos são minerais com a presença do íon SO 4, com o enxofre apresentando-se em estado de oxidação 2-. NÃO é exemplo de sulfeto: A) Barita. B) Pirita. C) Galena. D) Esfarelita. E) Arsenopirita. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 6

7 13ª QUESTÃO Entre os minerais, existem os chamados minerais secundários, que são formados a partir da alteração de minerais já existentes. Na relação a seguir, APENAS é mineral secundário a A) Calcita. B) Caulinita. C) Apatita. D) Fluorita. E) Magnetita. 14ª QUESTÃO Na gemologia, é utilizada a unidade quilate (ct) para expressar o peso das gemas. O valor do quiate em gramas (g) é A) 1ct = 0,200g B) 1ct = 2g C) 1ct = 1g D) 1g = 2ct E) 2g = 1ct GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 7

8 15ª QUESTÃO Na gemologia, na ourivesaria e na joalheria, usam-se as nomenclaturas 18Kt, 24kt, 10kt para expressar a pureza do ouro. Assim, é CORRETO afirmar que A) 18kt = ouro puro, lei 100. B) 24kt = ouro puro, lei 100. C) 18KT= 75% de ouro mais 25% de adição de outro metal, formando a liga metálica. D) 10KT= 50% de ouro mais 50% de adição de outro metal, formando a liga metálica. E) 24Kt =75% de ouro mais 25% de adição de outro metal, formando a liga metálica. 16ª QUESTÃO Alguns minerais apresentam várias cores. Na gemologia, isso é denominado de variedade gemológica. A Água-Marinha, o Heliodoro e a Esmeralda são variedades gemológicas do seguinte mineral: A) Espinélio. B) Quartzo. C) Rutilo. D) Berilo. E) Topázio. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 8

9 17ª QUESTÃO O Coríndon é um mineral que se apresenta, na natureza, em várias cores. Quando se apresenta na cor vermelha, essa variedade gemológica é denominada A) Safira. B) Rubi. C) Granada. D) Rubelita. E) Coral. 18ª QUESTÃO A densidade é um elemento utilizado na identificação das gemas. O aparelho utilizado para sua determinação na gemologia é A) o paquímetro. B) a balança manual. C) a balança hidrostática. D) o densímetro. E) o proporcionoscópio. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 9

10 19ª QUESTÃO Em relação à característica óptica denominada diafaneidade, as gemas podem ser classificadas, tanto na gemologia quanto na mineralogia, como A) transparentes, translúcidas ou opacas. B) limpas, médias ou escuras. C) boas, médias ou ruins. D) naturais, artificiais ou falsas. E) de primeira, de segunda ou de terceira categoria. 20ª QUESTÃO Os materiais gemológicos que apresentam anisotropia são divididos em A) uniaxiais e biaxiais. B) monocromáticos e policromáticos. C) fortes e fracos. D) amorfos e polimorfos. E) simples e compostos. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 10

11 21ª QUESTÃO Os materiais anisótropos que apresentam pleocroísmo podem ser classificados, de acordo com o número de cores, como A) policromáticos ou monocromáticos. B) dicroicos ou tricroicos. C) primários ou secundários. D) variáveis ou invariáveis. E) fortes ou fracos. 22ª QUESTÃO O Âmbar, a Pérola e o Marfim, de acordo com a classificação de gemas da ABNT para materiais gemológicos segundo sua origem, são denominados A) gemas orgânicas. B) gemas naturais. C) gemas artificiais. D) gemas sintéticas. E) gemas compostas. 23ª QUESTÃO O instrumento (aparelho gemológico) utilizado pelos gemólogos para observar o pleocroísmo nas gemas é o A) polariscópio. B) dicroscópio. C) refratômetro. D) conoscópio. E) espectroscópio. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 11

12 24ª QUESTÃO O conceito CORRETO de gema sintética é: A) Gema cuja cor foi melhorada mediante a aplicação de irradiação. B) Gema cujo efeito óptico foi destacado mediante a lapidação. C) Gema fabricada em laboratório a qual possuem gemas correspondentes na natureza. D) Gema cuja transparência foi melhorada mediante um processo laboratorial. E) Gema que não possui similares na natureza e foi fabricada em laboratório. 25ª QUESTÃO Os materiais gemológicos pertencentes ao sistema cristalográfico cúbico, de acordo com o tipo de caráter óptico que apresentam, são denominados A) birrefringentes. B) anisótropos. C) isótropos. D) negativos. E) positivos. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 12

13 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o TEXTO 1 e responda à 26ª e à 27ª questões. TEXTO 1 (Disponível em: < Acesso em 2 jun ) 26ª QUESTÃO Hagar usa a expressão dê uma cantada com um sentido, e Eddie a entende de outro modo. A essa característica de uma mesma expressão apresentar dois ou mais significados diferentes dá-se o nome de A) metonímia. B) polissemia. C) conotação. D) metáfora. E) eufemismo. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 13

14 27ª QUESTÃO Considerando os recursos linguísticos utilizados na tirinha, assinale a opção em que a explicação está ADEQUADA. A) A palavra certo, no primeiro quadrinho, indica uma correção. B) A palavra olá foi utilizada fora de contexto e denota alegria. C) A palavra meu, na primeira e na última fala, não tem o mesmo referente. D) A expressão da oficina, no primeiro quadrinho, indica aproximação. E) O termo lá refere-se ao barco a ser consertado. Leia o TEXTO 2, retirado de uma bula de Nenê dent, e responda à 28ª questão. TEXTO 2 Precauções e Advertências Crianças que apresentem febre ou problemas digestivos durante o processo da primeira dentição devem ser conduzidas a um médico, pois esses sintomas não estão necessariamente relacionados ao processo de dentição. 28ª QUESTÃO A frase que apresentem febre ou problemas digestivos durante o processo da primeira dentição veicula um sentido A) explicativo. B) informativo. C) condicional. D) restritivo. E) concessivo. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 14

15 Leia o TEXTO 3 para responder às questões 29ª, 30ª, 31ª, 32ª e 33ª. TEXTO 3 (Disponível em: < Acesso em: 2 jun ) GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 15

16 29ª QUESTÃO A palavra "sua", na manchete "Pervez Musharraf responsabiliza Bhutto por sua morte" (TEXTO 3), faz referência à A) ex-primeira ministra Benazir Bhutto, assassinada durante um atentado. B) responsabilidade de Perez Musharraf, presidente do Paquistão. C) fratura no crânio de Bhutto ao ser atacada a tiros. D) ação executada pelo atirador, ao agredir a primeira ministra. E) televisão americana, que cobriu o atentado no Paquistão. 30ª QUESTÃO Considerando os recursos linguísticos empregados no TEXTO 3, é CORRETO afirmar que I. dela (linha 6) refere-se a televisão americana (linha 2). II. líder opositora (linha 9) refere-se a Benazir Bhutto (linha 2). III. se (linha 16) refere-se a ela (linha 15). IV. seu (linha 18) refere-se a agressor (linha 16). É CORRETO o que se afirma em A) I, II e III apenas. B) II e IV apenas. C) II e III apenas. D) I, III e IV apenas. E) III e IV apenas. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 16

17 31ª QUESTÃO Na frase No entanto, seu partido afirma que foi atingida por um disparo na cabeça (TEXTO 3 - linha 18), a expressão No entanto estabelece, com o trecho anterior, uma relação A) condicional. B) causal. C) temporal. D) concessiva. E) adversativa. 32ª QUESTÃO Identifique as relações de sentido que as expressões durante, e, fora e ainda que estabelecem nas frases extraídas do TEXTO 3. I. durante um ataque no mês passado (linhas 3 e 4) II. e negou (linha 4) III. porque estava parada fora do carro (linha 6) IV. ainda que seja apenas por negligência (linha 11) A sequência CORRETA, de cima para baixo, é A) tempo adição lugar concessão. B) concessão modo finalidade tempo. C) lugar adição finalidade condição. D) tempo oposição lugar modo. E) consequência adição lugar condição. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 17

18 33ª QUESTÃO No trecho A líder opositora e ex-primeira ministra foi assassinada em 27 de dezembro em um atentado suicida (TEXTO 3 linhas 9 e 10), percebe-se que o responsável pelo assassinato não é explicitado. O uso desse tipo de estrutura linguística é recorrente quando A) a ênfase está na ação e se deixa evidente quem a praticou. B) o objetivo é esclarecer um acontecimento sem expor a vítima. C) a fonte da informação não é confiável. D) o foco é a vítima e não se quer ou não se pode explicitar o agente da ação. E) o autor da ação é de outro país e não pode ser localizado. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 18

19 Leia o TEXTO 4 a seguir e responda à 34ª e à 35ª questões. TEXTO 4 (Disponível em: < Acesso em: 3 jun ) 34ª QUESTÃO Semi, em todas as palavras, é um prefixo, como ocorre na tirinha (TEXTO 4), em A) semiografia semiológico semiárvore. B) semiótica semiose semipermeável. C) semiárido semiaberto semivivo. D) seminário semipopular semidoido. E) semifechado seminal semigasto. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 19

20 35ª QUESTÃO Considerando o uso frequente dos termos novo e seminovo, no mercado de compra e venda de veículos, e o uso da frase Bem, eu diria que está mais pra semivelho!, no contexto da tirinha (TEXTO 4), é CORRETO afirmar que A) o termo bem veicula a ideia de que o carro não tem nada de velho. B) o uso do termo semivelho é uma tentativa de valorizar o carro, que, na verdade, é velho. C) o mercado de compra e venda de veículos só trabalha com carros em péssimo estado. D) a frase está em desacordo com a ideia de compra e venda de carros usados. E) A palavra carros, escrita na placa, indica que se trata de uma feira de automóveis novos. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 20

21 Leia o TEXTO 5 para responder à 36ª e à 37ª questões. TEXTO 5 (Disponível em: < Acesso em: 4 jun. 2014) 36ª QUESTÃO Em geral, o conectivo e tem a função de relacionar palavras ou enunciados, estabelecendo uma adição. Na propaganda veiculada no TEXTO 5, entretanto, o e estabelece uma relação de A) explicação. B) condição. C) modo. D) consequência. E) oposição. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 21

22 37ª QUESTÃO O termo se, dependendo do seu uso, apresenta diferentes valores. Assinale a opção em que o se apresenta o mesmo sentido veiculado no TEXTO 5. A) A avaliação comprovará se o candidato está preparado. B) O homem se fez de desentendido para não ser preso. C) O candidato será aprovado, se estiver bem preparado. D) Precisa-se de homens honestos neste país. E) Aqui, se você anda devagar, fica atrasado. Leia a placa a seguir e responda à 38ª e à 39ª questões. TEXTO 6 (Disponível em: < Acesso em: 3 jun ) GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 22

23 38ª QUESTÃO Geralmente, em locais onde alguma obra esteja sendo executada, é comum haver placas de advertência como essa do TEXTO 6. Analise as afirmações a seguir, considerando o texto da placa. I. A palavra Atenção é utilizada para prevenção contra possíveis acidentes no local das obras. II. Na frase Estamos em obras, o termo estamos refere-se aos transeuntes que passam pelo local das obras. III. O uso considerado mais formal é Desculpem pelo transtorno. IV. O uso correto da frase é Desculpe-nos o transtorno. É CORRETO o que se afirma em A) I apenas. B) II e IV apenas. C) II apenas. D) III e IV apenas. E) III apenas. 39ª QUESTÃO A oposição é um dos significados veiculados pelo prefixo des-, como ocorre na palavra desculpe (TEXTO 6). A opção em que, nas duas palavras, o des- apresenta esse sentido de oposição é A) destaque desatenção. B) desgoverno despertamento. C) desnutrição desjejum. D) destruição desajuste. E) deslealdade destino. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 23

24 Leia o texto Zero de Conduta e responda às questões de número 40 a 45. TEXTO 7 (A Gazeta, 4 maio 2014) GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 24

25 40ª QUESTÃO Comparando os títulos dos itens de número 1, 2, 3, 4 e 6 do TEXTO 7, observa-se falta de paralelismo sintático entre eles na opção A) Fofocas sobre os colegas. B) Brincadeiras excessivas. C) Intromissões em áreas alheias. D) Não cumprir prazos ou metas. E) Falta de qualidade na entrega. 41ª QUESTÃO A frase de um item do TEXTO 7 que apresenta, depois de modificada, um ERRO de caráter morfossintático está na opção A) Em ambiente profissional, pode-se brincar, mas não abusar desse recurso (item 2). B) Cuida bem de teu trabalho e não interfere no que não tem relação com ele (item 3). C) Tenham atenção à qualidade daquilo que vocês produzem (item 6). D) A maior parte dos gestores prezam a iniciativa (item 7). E) Palavras de baixo calão denotam informalidade excessiva (item 8). GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 25

26 42ª QUESTÃO Em olhar dos administradores (item 4), a relação sintático-semântica entre o termo sublinhado e a palavra antecedente é a mesma que ocorre na opção A) particularidades dos colegas (item 1). B) cumprimento de prazos (item 4). C) comprometimento com os projetos e atividades da área (item 5). D) uso de palavras de baixo calão ou vestimentas inadequadas (item 8). E) promoção de muitas pessoas (item 9). 43ª QUESTÃO No tocante aos intens do TEXTO 7, há ERRO de informação a opção A) No item 7, é possível o uso de mexamo-nos e mostremo-nos interessados. B) No item 6, atento! tem como único referente um indivíduo de sexo masculino. C) No item 5, demonstram é regido por pessoas. D) No item 3, pode-se escrever se envolve com, outro modo de uso. E) No item 1, malvisto pode ser substituído por mal-afamado sem erro de grafia. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 26

27 44ª QUESTÃO A frase que NÃO contém pensamento destoante das ideias do texto Zero de Conduta é a da opção A) Boa parte de nossas vidas é cumprida sem muito esforço nos ambientes empresariais. B) Telefone celular é instrumento de uso inquestionável no ambiente de trabalho. C) Informalidade excessiva é condizente com boa gestão empresarial. D) Comportamento é item secundário de avaliação por parte dos administradores de empresa. E) Espírito de liderança é compatível com condição destacada na hierarquia empresarial. 45ª QUESTÃO Considerando o item 2 do TEXTO 7, é CORRETO afirmar: A) O termo você é utilizado como recurso de ênfase. B) O termo você tem como referente um colega fora do ambiente de trabalho. C) O termo você indica um ser em observação continuada na empresa. D) O termo você é usado para indicar funcionário que sofre uma ação. E) O termo você aponta para um indivíduo leitor do texto. GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 27

28 46ª QUESTÃO A frase gramaticalmente CORRETA é A) A tendência é que o empregado com baixa disposição para o trabalho não alcança bons resultados. B) Empresa aonde não se faz avaliação dos procedimentos e resultados está fadada ao fracasso. C) O empregado de uma empresa que se deve explicação perde muitas vezes o entusiasmo por cumprir tarefas além do horário regular de trabalho. D) Assuntos alheios aos interesses de uma empresa implicam tomada de decisões contrárias às boas relações entre empregados e empregadores. E) Os empregados muitas das vezes desobedecem os procedimentos básicos de segurança numa empresa e provocam acidentes fatais. 47ª QUESTÃO Ambas as estruturas frasais estão CORRETAS em A) O que gosto, no café da manhã, é de abacaxi. O de que gosto, no café da manhã, é abacaxi. B) Venho, neste momento, para esclarecer dúvidas sobre novos empreendimentos. Vim, neste momento, para esclarecer dúvidas sobre novos procedimentos. C) O relógio da praça bateu meio-dia e meia no momento em que estava chegando à porta principal da empresa. No relógio da praça, bateu 12h30min no momento em que estava chegando à porta principal da empresa. D) Não nos vemos faz muitos anos, diria que desde minha saída da empresa. Não nos vemos devem fazer muitos anos, diria que desde minha infância. E) Algum de vocês concordam com fazer hora extra? Quais discordam de cumprir hora extra? GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 28

29 48ª QUESTÃO A frase CORRETA é a da opção A) Os filhos são tais qual o pai, que é empresário. B) Que sonhos são mais ruins do que os dos indecisos numa empresa privada? C) Os empresários estão alertas com a tendência de subida descontrolada do dólar. D) Durante as festas de fim de ano, os comensais se comportaram com discreção. E) Todas as crianças lactantes, filhas dos empregados, recebem alimentação adequada. 49ª QUESTÃO A opção em que a relação entre a forma verbal dos parênteses e a forma substantiva NÃO é correta: A) infringência de normas internas (infringir). B) ascendência sobre o outro (ascender). C) prevenção de acidentes (prevenir). D) vigência de prazos de edital (vigir). E) emergência de resultados (emergir). GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 29

30 50ª QUESTÃO A informação entre parênteses está INCORRETA em A) Um colega de trabalho foi fazer uma visita a seu amigo e depois saiu com a noiva dele (uso inapropriado de termos substitutivos). B) Opiniões divergentes, num ambiente empresarial, são bem-vindas, especialmente numa empresa que valorize o diálogo (uso incorreto na representação gráfica de palavra). C) Me passe por o último levantamento do estoque da empresa (uso adequado de pronome em situação informal de fala). D) Foram registrados estes termos no relatório relativo ao incêndio ocorrido na empresa: projétil e projetil (uso adequado de palavras de mesmo sentido). E) Terminada a reunião dos empresários, os convidados foram recebidos para um trago no salão de festas da empresa (uso inadequado de expressão no contexto formal de ocorrência). GRUPO 18 PROVA DE INTRODUÇÃO À GEMOLOGIA E DE LÍNGUA PORTUGUESA PÁGINA 30

Aula 5: Minerais e Rochas Prof. Daniel Caetano

Aula 5: Minerais e Rochas Prof. Daniel Caetano Geologia para Engenharia 1 Aula 5: Minerais e Rochas Prof. Daniel Caetano Objetivo: Compreender o que são minerais, suas propriedades e sua identificação e classificação. INTRODUÇÃO - "Pedras Preciosas"

Leia mais

Prof. Carlos Guedes Prof. Gilberto Pessanha Ribeiro

Prof. Carlos Guedes Prof. Gilberto Pessanha Ribeiro Minerais, rochas e ciclo das rochas Prof. Carlos Guedes Prof. Gilberto Pessanha Ribeiro Minerais, rochas e ciclo das rochas Minerais, Rochas e Ciclo das Rochas Minerais, Rochas e Ciclo das Rochas Minerais,

Leia mais

Capítulo 3 - MINERAIS

Capítulo 3 - MINERAIS Capítulo 3 - MINERAIS CONCEITOS MINERAL é toda substância homogênea, sólida ou líquida, de origem inorgânica que surge naturalmente na crosta terrestre. Normalmente com composição química definida e, se

Leia mais

Rochas e minerais. Professora Aline Dias

Rochas e minerais. Professora Aline Dias Rochas e minerais Professora Aline Dias Os minerais São substâncias químicas, geralmente sólida, encontradas naturalmente na Terra. São compostos pela união de vários tipos de elementos químicos (silício,

Leia mais

Homogêneo: algo que não pode ser fisicamente dividido em componentes químicos mais simples.

Homogêneo: algo que não pode ser fisicamente dividido em componentes químicos mais simples. MINERAIS HALITA Um mineral é um sólido, homogêneo, natural, com uma composição química definida e um arranjo atômico altamente ordenado. É geralmente formado por processos inorgânicos. Sólido: as substâncias

Leia mais

CAPÍTULO 2 MINERAIS 1) CONCEITO

CAPÍTULO 2 MINERAIS 1) CONCEITO CAPÍTULO 2 MINERAIS 1) CONCEITO Os minerais são os elementos constituintes das rochas, logo o conhecimento dos minerais implica no conhecimento das rochas. Mineral é toda substância formada por processos

Leia mais

Geologia Noções básicas. Profa. Dra. Andrea Sell Dyminski UFPR 2010

Geologia Noções básicas. Profa. Dra. Andrea Sell Dyminski UFPR 2010 Geologia Noções básicas Profa. Dra. Andrea Sell Dyminski UFPR 2010 Estrutura do Planeta Terra Fonte: http://domingos.home.sapo.pt/estruterra_4.html Eras Geológicas Evolução dos Continentes Vídeos: http://www.youtube.com/watch?v=hsdlq8x7cuk

Leia mais

Mineralogia fundamental

Mineralogia fundamental Mineralogia fundamental História! Textos bíblicos! Arqueologia paleolítico, neolítico, egípcios! Plínio, o velho Tratado das Pedras Preciosas! Idade média alquimistas! Século XVIII sistematização como

Leia mais

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ MINERAIS

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ MINERAIS UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ MINERAIS Prof. Carolina R. Duarte Maluche Baretta carolmaluche@unochapeco.edu.br Chapecó (SC), 2014. O QUE SÃO : MINERAIS? ROCHAS? Ametista MINÉRIOS?

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» MINERAÇÃO E PETRÓLEO E GÁS «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» MINERAÇÃO E PETRÓLEO E GÁS « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» MINERAÇÃO E PETRÓLEO E GÁS «21. As rochas selantes devem mostrar propriedades como impermeabilidade e plasticidade para manter sua condição de selante mesmo após ser submetida

Leia mais

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas.

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas. LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL 9º ANO - PORTUGUÊS Caro aluno, seguem abaixo os assuntos para a prova de exame. É só um lembrete, pois os mesmos estão nas apostilas do primeiro bimestre, segundo e terceiro

Leia mais

Nada a Ver. Nunca entenderei muito bem por que os pássaros são considerados símbolos de despreocupação,

Nada a Ver. Nunca entenderei muito bem por que os pássaros são considerados símbolos de despreocupação, Parte I: Língua Portuguesa Texto I Universidade Federal Fluminense Nada a Ver 5 10 Nunca entendi muito bem por que os pássaros são considerados símbolos de despreocupação, Não conheço um passarinho que

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

Antonio Liccardo Propriedades físicas dos minerais e sua aplicação na gemologia

Antonio Liccardo Propriedades físicas dos minerais e sua aplicação na gemologia Antonio Liccardo Propriedades físicas dos minerais e sua aplicação na gemologia Área de Mineralogia-Gemologia UFOP Programação Mineralogia física e gemologia Propriedades físicas (s.s) Propriedades ópticas

Leia mais

Prova de Português Comentada NCE

Prova de Português Comentada NCE Estado de Mato Grosso (MT) Auditoria Geral do Estado (AGE) - 2005 Nível Superior Prova de Português Comentada NCE Texto: EDUCAÇÃO: O FUTURO ESTÁ EM NOSSAS MÃOS José Henrique Vilhena Folha de São Paulo

Leia mais

Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010. Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010

Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010. Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010 Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010 Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010 Sumário Introdução 3 Objetivos Estratégicos 4 Metodologia 5 Resultados Estratégicos 9 Resultados Reação

Leia mais

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas.

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. Pág. 41 1 e 2 1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. c) Delimite as orações. Foi o presente

Leia mais

www.professormazzei.com Propriedades da Matéria Folha 1 Prof.: João Roberto Mazzei

www.professormazzei.com Propriedades da Matéria Folha 1 Prof.: João Roberto Mazzei www.professormazzei.com Propriedades da Matéria Folha 1 Prof.: João Roberto Mazzei 01. Classifique cada uma das propriedades específicas referentes ao hidróxido de sódio em: física, química ou organoléptica.

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS E O CICLO DAS ROCHAS

CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS E O CICLO DAS ROCHAS CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS E O CICLO DAS ROCHAS O que são rochas? São produtos consolidados, resultantes da união natural de minerais. Diferente dos sedimentos, como por exemplo a areia da praia (um conjunto

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA PROCESSO SELETIVO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Prezado candidato(a), você recebeu o seguinte material: - um caderno de questões contendo 30 (trinta) questões

Leia mais

Os planos de aula que estão descritos a seguir estão orientados para os seguintes objetivos educacionais: Identificar situações que envolvam risco;

Os planos de aula que estão descritos a seguir estão orientados para os seguintes objetivos educacionais: Identificar situações que envolvam risco; Caro Professor, A BM&FBOVESPA preparou para você algumas sugestões de planos de aula. Compreendem atividades que podem ser desenvolvidas em sala de aula para o tratamento de temas econômicos e financeiros.

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS RESUMO BÍBLICO I João 4:7-21; Jo 13:35 Tudo começou com o amor de Deus por nós. Ele nos amou primeiro e nós precisamos responder a isso. Ele provou seu amor, através

Leia mais

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Estruturas de mercado UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Texto para Discussão 1 De acordo com a natureza do mercado em que estão inseridas, as empresas deparam-se com decisões políticas diferentes,

Leia mais

COMO TRABALHAR COM VÍDEOS DE INTERNET. A presente metodologia que se construiu foi desenvolvida e aplicada em uma

COMO TRABALHAR COM VÍDEOS DE INTERNET. A presente metodologia que se construiu foi desenvolvida e aplicada em uma COMO TRABALHAR COM VÍDEOS DE INTERNET Jackes Alves de Oliveira 1º momento: Contextualização A presente metodologia que se construiu foi desenvolvida e aplicada em uma tradicional escola da Rede Municipal

Leia mais

História de Trancoso

História de Trancoso Aluno(a): Professor(a): Turma: n o : Data: Leia o texto a seguir com atenção. História de Trancoso Joel Rufi no dos Santos Era uma vez um fazendeiro podre de rico, que viajava solitário. Ah, quem me dera

Leia mais

LONDRES Reunião do GAC: Processos Políticos da ICANN

LONDRES Reunião do GAC: Processos Políticos da ICANN LONDRES Reunião do GAC: Processos Políticos da ICANN e Responsabilidades do interesse público em relação aos Direitos Humanos e Valores Democráticos Terça feira, 24 de junho de 2014 09:00 a 09:30 ICANN

Leia mais

José Aerton Rodrigues da Silva

José Aerton Rodrigues da Silva José Aerton Rodrigues da Silva Redação fácil para o Enem concursos públicos civis e militares Nilópolis RJ 2014 Edição do autor p. 1 Revisão: José Aerton Capa: Roberta Dias Aerton, José, Redação fácil

Leia mais

PROJETO LÍNGUA DE FORA

PROJETO LÍNGUA DE FORA DESCRIÇÃO PROJETO LÍNGUA DE FORA O, de responsabilidade dos professores da disciplina de estágio supervisionado das línguas espanhola, francesa e inglesa, corresponde a 50 horas de estágio, das 200 horas

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIAS INTERNAS E EXTERNAS LICENCIATURA EM CIÊNCIAS NATURAIS - QUÍMICA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIAS INTERNAS E EXTERNAS LICENCIATURA EM CIÊNCIAS NATURAIS - QUÍMICA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIAS INTERNAS E EXTERNAS LICENCIATURA EM CIÊNCIAS NATURAIS - QUÍMICA BOLETIM DE QUESTÕES N LEIA, COM ATENÇÃO, AS SEGUINTES INSTRUÇÕES 1. Este

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 113 Conteúdos:

3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 113 Conteúdos: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I 3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 113 Conteúdos: Tempo verbal: presente. Propriedade comutativa da multiplicação.

Leia mais

Adaptação de. PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 13/01/2006 Última versão: 18/12/2006

Adaptação de. PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 13/01/2006 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Adaptação de Servo-motores Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 13/01/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA?

COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA? COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA? Um guia de exercícios para você organizar sua vida atual e começar a construir sua vida dos sonhos Existem muitas pessoas que gostariam de fazer

Leia mais

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 6º Ano Profª: Margareth Rodrigues Dutra Disciplina: Língua Portuguesa Aluno(a): TRABALHO DE RECUPERAÇÃO Data de entrega: 18/12/14 Questão 1- Leia o texto a seguir. Brasileiros

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

GESTOR DE ESTUDOS para a 2ª fase do XVIII Direito Empresarial

GESTOR DE ESTUDOS para a 2ª fase do XVIII Direito Empresarial 1 GESTOR DE ESTUDOS para a 2ª fase do XVIII Direito Empresarial Por Maurício Gieseler de Assis *Material de livre distribuição **Proibida a reprodução total ou parcial sem a devida citação da fonte Estudar

Leia mais

Chegou a Hora da Nossa Feira Escolar de Matemática e Ciências

Chegou a Hora da Nossa Feira Escolar de Matemática e Ciências Elementary Mathematics and Science Fair Student Timeline Portuguese version Chegou a Hora da Nossa Feira Escolar de Matemática e Ciências Prezados Pais ou Responsável, Iremos realizar em nossa escola a

Leia mais

Como Passar em Química Geral*

Como Passar em Química Geral* 1 Como Passar em Química Geral* por Dra. Brenna E. Lorenz Division of Natural Sciences University of Guam * traduzido livremente por: Eder João Lenardão; acesse o original em : http://www.heptune.com/passchem.html

Leia mais

Área - Relações Interpessoais

Área - Relações Interpessoais Área - Relações Interpessoais Eu e os Outros ACTIVIDADE 1 Dar e Receber um Não. Dar e Receber um Sim. Tempo Previsível 60 a 90 m COMO FAZER? 1. Propor ao grupo a realização de situações de role play, em

Leia mais

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a Página 1 1 Como escrever um Estudo de Caso O que é um estudo de caso? Um estudo de caso é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a lembre-se de escrever um estudo de caso é que o caso

Leia mais

TESTE DE CONSCIÊNCIA EMOCIONAL. (Adaptado de Jonh Gottman e Joan DeClaire, em A Inteligência Emocional na Educação) IRA

TESTE DE CONSCIÊNCIA EMOCIONAL. (Adaptado de Jonh Gottman e Joan DeClaire, em A Inteligência Emocional na Educação) IRA TESTE DE CONSCIÊNCIA EMOCIONAL (Adaptado de Jonh Gottman e Joan DeClaire, em A Inteligência Emocional na Educação) O seguinte teste foi concebido para o ajudar a encarar a sua própria vida emocional, o

Leia mais

Disciplina: Mineralogia e Tratamento de Minérios. Prof. Gustavo Baldi de Carvalho

Disciplina: Mineralogia e Tratamento de Minérios. Prof. Gustavo Baldi de Carvalho Disciplina: Mineralogia e Tratamento de Minérios Prof. Gustavo Baldi de Carvalho Indústrias: Plásticos Cerâmica Metalúrgica Amplamente utilizado nas indústrias de plásticos, tintas, papel e cosméticos,

Leia mais

www.ree.org.br Sobre as curas espirituais IEEWFM, 7 de maio de 2013

www.ree.org.br Sobre as curas espirituais IEEWFM, 7 de maio de 2013 Sobre as curas espirituais IEEWFM, 7 de maio de 2013 O diálogo a seguir envolve dois assuntos de grande interesse geral: a proteção oferecida pelos espíritos frente às diferentes situações a que somos

Leia mais

O que é esse produto? Qual é a marca do produto? Que quantidade de produto há na embalagem? Em que país foi feito o produto?

O que é esse produto? Qual é a marca do produto? Que quantidade de produto há na embalagem? Em que país foi feito o produto? RÓTULOS Rótulo é toda e qualquer informação referente a um produto que esteja transcrita em sua embalagem. O Rótulo acaba por ser uma forma de comunicação visual, podendo conter a marca do produto e informações

Leia mais

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II.

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II. Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20 Revisão e avaliação da unidade II. 2 Ervas O caule das ervas (plantas herbáceas) é geralmente verde, ao contrário das árvores e arbustos.

Leia mais

Laboratório didático de Física

Laboratório didático de Física Laboratório didático de Física Como redigir um relatório Como escrever um relatório? Esperamos nos próximos parágrafos passar algumas informações úteis para escrever um relatório. É possível que algumas

Leia mais

Método de cálculo normativo

Método de cálculo normativo - 1 - Método de cálculo normativo 1. Generalidade Existe uma íntima relação entre a composição mineralógica e química de uma rocha ígnea. O conhecimento desta relação facilita a interpretação genética

Leia mais

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Habilidades: Reconhecer os pronomes demonstrativos como marca em relação à posição, ao espaço e ao tempo no texto; Habilidades: Compreender os pronomes

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

Interpretação de Texto - Exercícios de Português

Interpretação de Texto - Exercícios de Português Interpretação de Texto - Exercícios de Português 01. Considere o seguinte trecho: Em vez do médico do Milan, o doutor José Luiz Runco, da Seleção, é quem deverá ser o responsável pela cirurgia de Cafu.

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 01 03 03 Questão : 01 03 03 A questão 01 do código 10 (01 do código 20-BCT) que corresponde à questão 03 do código 30 (03 do código 40-BCT) e a questão 03 do código 50 (03 do código 60-BCT) teve

Leia mais

Todos os dias Leitura: atividades

Todos os dias Leitura: atividades Todos os dias Leitura: atividades 1. Escreva Certo (C) ou Errado (E) para as afirmações a seguir. A) O marido acorda a esposa todos os dias de manhã. ( ) B) Às seis da tarde ele volta para casa depois

Leia mais

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. ESSE MATERIAL NÃO PODE SER DISTRIBUÍDO SEM A DEVIDA AUTORIZAÇÃO DO GAPE SOB PENA DE PAGAMENTO DE MULTA.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. ESSE MATERIAL NÃO PODE SER DISTRIBUÍDO SEM A DEVIDA AUTORIZAÇÃO DO GAPE SOB PENA DE PAGAMENTO DE MULTA. EXCEL PARA TODOS 1 AULA 01 OPERAÇÕES BÁSICAS E RÉGUA DE FORMATAÇÃO 1. Operações Básicas Muitas dessas operações você já faz e utiliza normalmente, tanto nas suas tarefas diárias quanto com o uso do Excel.

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

** O texto aqui reproduzido é de propriedade do MUD - Museu da Dança e não pode ser copiado ou reproduzido sem a autorização prévia.

** O texto aqui reproduzido é de propriedade do MUD - Museu da Dança e não pode ser copiado ou reproduzido sem a autorização prévia. * Este texto corresponde à visão da autora Marcia Dib e todas as informações aqui contidas são de inteira responsabilidade da autora. ** O texto aqui reproduzido é de propriedade do MUD - Museu da Dança

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE PORTUGUÊS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 28/05/2011 Nota: Professora: Paula Valor da Prova: 30 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza)

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Código de Conduta Empresarial da Nestlé 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Introdução Desde a sua fundação, as práticas comerciais da Nestlé

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Texto para as questões de 1 a 4. Poética (I) De manhã escureço De dia tardo De tarde anoiteço De noite ardo. A oeste a

Leia mais

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO

TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO TRIBUNAIS CURSO DE EXERCÍCIOS TÓPICO: SINTAXE DA ORAÇÃO E DO PERÍODO 01- ( T. JUST. RJ ) O Viva Rio pediu dois minutos de silêncio ao meio-dia da próxima sexta-feira. Que item a seguir indica corretamente

Leia mais

BEM-VINDA!! WWW.BOLSADEIDEASDENEGOCIO.COM

BEM-VINDA!! WWW.BOLSADEIDEASDENEGOCIO.COM BEM-VINDA!! Meu nome é Ives Lopes e eu sou a autora deste guia 22 ideias de negócios para começar já. Vê essa foto? Sou eu em minha Esmalteria, a Eva Nail Club. Foi um sucesso enquanto durou, mas infelizmente

Leia mais

Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra

Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra A PROIBIÇÃO DA DESPEDIDA ARBITRÁRIA NAS LEGISLAÇÕES NACIONAIS: UMA PERSPECTIVA DE DIREITO COMPARADO * Halton Cheadle ** Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra para mim estar

Leia mais

8 Conclusões, recomendações e desdobramentos

8 Conclusões, recomendações e desdobramentos 8 Conclusões, recomendações e desdobramentos 136 8 Conclusões, recomendações e desdobramentos 8.1. Introdução Finalmente inicia-se a etapa conclusiva deste trabalho. Com base nos resultados da pesquisa

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA HISTÓRIA 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

MANUAL DE RETENÇÃO BARRED S

MANUAL DE RETENÇÃO BARRED S MANUAL DE RETENÇÃO BARRED S A contratação contínua de talentos não pode ser isolada da estratégia geral da empresa, pois o correto recrutamento irá agregar pessoas mais valiosas, trazendo mais resultados.

Leia mais

Fundamentos Decifrados de Contabilidade

Fundamentos Decifrados de Contabilidade 1 Teoria Personalística... 1 1.1 Introdução... 1 1.2 Contas dos agentes consignatários... 3 1.3 Contas dos agentes correspondentes a débito... 4 1.4 Contas dos agentes correspondentes a crédito... 6 1.5

Leia mais

Pesquisa Data Popular e Instituto Patrícia Galvão

Pesquisa Data Popular e Instituto Patrícia Galvão Caderno Campanha Compromisso e Atitude PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE VIOLÊNCIA E ASSASSINATOS DE MULHERES Realização Data Popular / Instituto Patrícia Galvão Apoio - Secretaria de Políticas para as Mulheres

Leia mais

Obedecer é sempre certo

Obedecer é sempre certo Obedecer é sempre certo Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada. Crianças recebem

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho- A trajetória humana, suas produções e manifestações. 2 CONTEÚDOS

Leia mais

Questões de Concurso Público para estudar e se preparar... Prefeitura Olinda - Administrador. 1. Leia as afirmativas a seguir.

Questões de Concurso Público para estudar e se preparar... Prefeitura Olinda - Administrador. 1. Leia as afirmativas a seguir. Questões de Concurso Público para estudar e se preparar... Prefeitura Olinda - Administrador 1. Leia as afirmativas a seguir. I. O comportamento organizacional refere-se ao estudo de indivíduos e grupos

Leia mais

Do neurônio biológico ao neurônio das redes neurais artificiais

Do neurônio biológico ao neurônio das redes neurais artificiais Do neurônio biológico ao neurônio das redes neurais artificiais O objetivo desta aula é procurar justificar o modelo de neurônio usado pelas redes neurais artificiais em termos das propriedades essenciais

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Compreensão de texto Nome: Data: Leia este texto expositivo e responda às questões de 1 a 5. As partes de um vulcão

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA Código de Ética e de Responsabilidade Social Propósitos A ACE Schmersal tem uma atuação corporativa pautada em valores éticos e morais. Estes mesmos valores regem

Leia mais

Instruções para preenchimento do formulário Plano de Ação do Projeto. Secretaria - Escreva o nome da secretaria coordenadora do projeto.

Instruções para preenchimento do formulário Plano de Ação do Projeto. Secretaria - Escreva o nome da secretaria coordenadora do projeto. Capa Secretaria - Escreva o nome da secretaria coordenadora do projeto. Órgão / Empresa - Escreva o nome do órgão ou empresa coordenadora do projeto. Plano de Ação do Projeto Escreva o nome do projeto.

Leia mais

RAZÕES QUE DESMOTIVAM E MOTIVAM NA APRENDIZAGEM EM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE PELOTAS

RAZÕES QUE DESMOTIVAM E MOTIVAM NA APRENDIZAGEM EM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE PELOTAS RAZÕES QUE DESMOTIVAM E MOTIVAM NA APRENDIZAGEM EM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE PELOTAS Roberta A. dos Santos 1* (IC), Karen.L. Cruz 1 (IC) Verno Krüger 2 (PQ) beta x@hotmail.com 1-

Leia mais

Redação do Enem deve conter no mínimo sete linhas

Redação do Enem deve conter no mínimo sete linhas Redação do Enem deve conter no mínimo sete linhas Texto pode ser anulado pelos corretores mesmo que apresente conteúdo relacionado ao tema proposto. A redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deve

Leia mais

ESTRATÉGIAS PARA PROVA MENTALIDADE E ORGANIZAÇÃO TODO CONTEÚDO DE ENFERMAGEM PARA CONCURSOS CICLO E3R PREPARO PARA O ESTUDO

ESTRATÉGIAS PARA PROVA MENTALIDADE E ORGANIZAÇÃO TODO CONTEÚDO DE ENFERMAGEM PARA CONCURSOS CICLO E3R PREPARO PARA O ESTUDO ESTRATÉGIAS PARA PROVA TODO CONTEÚDO DE ENFERMAGEM PARA CONCURSOS MENTALIDADE E CICLO E3R PREPARO PARA O ESTUDO OBJETIVO DO MÓDULO SEU MAIOR CONCORRENTE É VOCÊ. SE VOCÊ IDENTIFICA OS PRÓPRIOS ERROS E ORGANIZA

Leia mais

E-book Grátis Como vender mais?

E-book Grátis Como vender mais? E-book Grátis Como vender mais? Emissão: 27/01/2015 Responsável: Luiz Carlos Becker Filho Cargo: Diretor Executivo E-book Grátis Como vender mais? Esse conteúdo pode realmente lhe ajudar: Premissas: Olá,

Leia mais

Apresentação. Vinicius Lino Ventorim Diretor da Politintas

Apresentação. Vinicius Lino Ventorim Diretor da Politintas Apresentação Seriedade, comprometimento e ética na condução de seus negócios. Esses são os princípios que regem a conduta da Politintas desde sua inauguração até os dias de hoje. Para que esses ideais

Leia mais

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal LIGAÇÃ QUÍMICA Introdução: s átomos, ao se unirem, procuram perder ou ganhar elétrons na última camada até atingirem a configuração eletrônica de um gás nobre. Teoria do octeto: s átomos dos elementos

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

SEMINÁRIO: ATITUDE 434

SEMINÁRIO: ATITUDE 434 SEMINÁRIO: ATITUDE 434 1 2 DEFINIÇÃO Um movimento de PUREZA SEXUAL conforme a vontade de Deus nas Escrituras. 3 Movimento vs Evento 4 BASE BÍBLICA A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se

Leia mais

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Português A2 Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Direção de Serviços de Língua e Cultura Composição Gráfica: Centro Virtual Camões

Leia mais

As cargas elétricas escoam do metal para o corpo humano e depois para o solo, pois todos são bons condutores --- R- C

As cargas elétricas escoam do metal para o corpo humano e depois para o solo, pois todos são bons condutores --- R- C 01-(UFPE-PE) Condutores são os materiais que permitem que as cargas (elétrons livres) se movimentem com facilidade no seu interior --- os metais, de uma maneira em geral, são bons condutores -- - assim,

Leia mais

Centro Universitário Franciscano Material elaborado por: Professora Leandra Anversa Fioreze e Professor Clandio Timm Marques.

Centro Universitário Franciscano Material elaborado por: Professora Leandra Anversa Fioreze e Professor Clandio Timm Marques. Conceitos Introdutórios 1. Definindo Estatística: Ciência que fornece métodos para a coleta, organização, descrição, análise e interpretação de dados, utilizando-os na tomada de decisões. 2. Divisão da

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RUBELITA - EDITAL 1/2014 -

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RUBELITA - EDITAL 1/2014 - CADERNO 002 26/07/2015 9 Horas CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RUBELITA - EDITAL 1/2014 - ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS:

Leia mais

FICHA DE MATRÍCULA Dados da Criança

FICHA DE MATRÍCULA Dados da Criança FICHA DE MATRÍCULA Dados da Criança Nome: Data de nasc: / / Sexo: Masculino Feminino Dados da Mãe Nome: data de nasc: / / Nacionalidade: Endereço Res.: Tel Res.: Celular: Empresa: Cargo: End. Cml.: RG.:

Leia mais

ESCOLA LEITORA: UM CAMINHO A SER CONSTRUÍDO

ESCOLA LEITORA: UM CAMINHO A SER CONSTRUÍDO ESCOLA LEITORA: UM CAMINHO A SER CONSTRUÍDO 1.JUSTIFICATIVA O Projeto Escola Leitora: um caminho a ser construído, elaborado e desenvolvido coletivamente desde 2013 em todas as modalidades de ensino que

Leia mais

Pesquisa. A participação dos pais na Educação de seus filhos

Pesquisa. A participação dos pais na Educação de seus filhos Pesquisa A participação dos pais na Educação de seus filhos 1 Objetivos do movimento Todos Pela Educação Ampliar os conhecimentos do Todos Pela Educação, da Fundação SM, de nossos parceiros e da sociedade

Leia mais

3. Para resolver a questão, leia atentamente o texto que segue e analise o gráfico que o acompanha.

3. Para resolver a questão, leia atentamente o texto que segue e analise o gráfico que o acompanha. 1 março 2011 1 No Brasil, a nanoarte já está dando os primeiros frutos. Leia o texto a seguir para se informar sobre o tema e responder às questões 1 e 2. O invisível Nanotecnologia é aquele ramo da ciência

Leia mais

40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional

40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional 40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional Essas 40 dicas são ótimas e assino embaixo. Foram passadas para mim pelo amigo Luiz Rodrigues, aluno também do Curso Online de Design Web. A fonte

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA 2 E. M. CEAG 2 BIMESTRE

LISTA DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA 2 E. M. CEAG 2 BIMESTRE Orientações: Só serão aceitas as atividades feitas por completo e de acordo com o que foi pedido nos enunciados. Todos os exercícios deverão ser resolvidos no caderno. A perda desta lista implicará em

Leia mais

BASES MACROMOLECULARES DA CONSTITUIÇÃO CELULAR

BASES MACROMOLECULARES DA CONSTITUIÇÃO CELULAR BASES MACROMOLECULARES DA CONSTITUIÇÃO CELULAR As moléculas que constituem as células são formadas pelos mesmos átomos encontrados nos seres inanimados. Todavia, na origem e evolução das células, alguns

Leia mais

Título/DVD Nº Duração

Título/DVD Nº Duração Título/DVD Nº Duração A Abaixo o mau humor! 003 19 Abdique; Delegue, não 007 13 Ação; do plano do choro ao plano de 028 21 Ação e omissão 032 24 Ação e reação 056 21 Acomodação, cuidado com a 095 14 Acredite

Leia mais

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO AS 10 PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE TESOURO DIRETO 4ª EDIÇÃO Olá, Investidor. Esse projeto foi criado por Bruno Lacerda e Rafael Cabral para te ajudar a alcançar mais rapidamente seus objetivos financeiros.

Leia mais

A presente portaria revoga a de nº 82, de 24 de fevereiro de 1942, publicada no Diário Oficial de 31 de março do mesmo ano.

A presente portaria revoga a de nº 82, de 24 de fevereiro de 1942, publicada no Diário Oficial de 31 de março do mesmo ano. PORTARIA MA Nº 380, de 15/07/1943 "Estabelece que as quantidades dos produtos minerais extraídos pelo concessionário na fase de pesquisa sejam reguladas por meio de guias, ditas de utilização, expedidas

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Língua Portuguesa Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Língua Portuguesa COMENTÁRIO GERAL: a prova compôs-se de três textos dois breves ensaios (artigo cuja temática é universal) e uma crônica. O conhecimento solicitado

Leia mais

FÓRUM TÉCNICO DE INTEGRAÇÃO DA ANEEL FORTE INTEGRAÇÃO

FÓRUM TÉCNICO DE INTEGRAÇÃO DA ANEEL FORTE INTEGRAÇÃO FÓRUM TÉCNICO DE INTEGRAÇÃO DA ANEEL FORTE INTEGRAÇÃO CÓDIGO DE CONDUTA DO USUÁRIO DO FÓRUM VIRTUAL E PERGUNTAS RELACIONADAS MAIS FREQÜENTES ÍNDICE 1. MENSAGEM DE BOAS VINDAS FORTE INTEGRAÇÃO 2. QUAIS

Leia mais