PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI 2014-2016"

Transcrição

1 PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde - FEPECS 1

2 LISTA DE FIGURAS Figura 01: Metodologia aplicada 15 Figura 02: Organograma FEPECS 16 Figura 03: Matriz swot (análise) 25 2

3 LISTA DE TABELAS Tabela 01 : Composição da equipe 8 Tabela 02 : Princípios 9 a 12 Tabela 03 : Diretrizes 13 a 14 Tabela 04 : Metodologia aplicada 15 Tabela 05 : Distribuição de pessoal 17 Tabela 06 : Inventário de Necessidades Levantadas com sua origem identificada 27 Tabela 07 : Legenda origem das Necessidades 29 Tabela 08 : Classificações de Gravidade para Matriz GUT 31 Tabela 09 : Classificações de Urgência para Matriz GUT 31 Tabela 10 : Classificações de Tendência para Matriz GUT 31 Tabela 11 Inventário das Necessidades por ordem de prioridade 32 Tabela 12 : Plano de Ações 34 3

4 Sumário 1.APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO MOTIVAÇÃO EQUIPE DE ELABORAÇÃO ABRANGÊNCIA PRINCÍPIOS NORTEADORES DIRETRIZES PARA A ÁREA DE TI METODOLOGIA APLICADA ANÁLISE DA TI ATUAL PLANO DE CAPACITAÇÃO OBJETIVOS MISSÃO MATRIZ SWOT DA TI INVENTÁRIO DE NECESSIDADES COM IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM INVENTÁRIO DE NECESSIDADES COM IDENTIFICAÇÃO DE PRIORIDADE PLANO DE AÇÃO COM PREVISÃO DE SOLUÇÃO

5 1. APRESENTAÇÃO A partir da publicação do Decreto nº , de 10 de fevereiro de 2012, que trata da Estratégia Geral da Tecnologia da Informação EGTI do Governo do Distrito Federal - GDF, tornou - se obrigatória a elaboração e publicação do Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI de todos os Órgãos da Administração Direta e Indireta do Distrito Federal. Tal Decreto está em consonância com o previsto na Instrução Normativa 04, da SLTI/MPOG. No mesmo sentido, O PDTI que ora se apresenta está alinhado ao PDTI da Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Distrito Federal e é parte do Planejamento Estratégico da Secretaria, estando em sintonia com Objetivos e Metas da Fepecs e de suas unidades mantidas. Em 30 de novembro de 2013 foi publicada a Ordem de Serviço n 94, de 29 de novembro de 2013, cria Grupo de Trabalho responsável pela elaboração do primeiro Plano Diretor de Tecnologia da Informação desta Fundação. A partir de então o Grupo de Trabalho realizou reuniões e traçou as linhas de trabalho para a construção deste PDTI que ora se apresenta. Foi realizada análise documental sobre o histórico da área de TI na Fepecs e em suas unidades mantidas, bem como sobre as normas e diretrizes atuais que regem a matéria. O objetivo dessa análise foi o de elaborar um PDTI que atenda tanto os objetivos de desenvolvimento da Instituição quanto as determinações contidas nas normas e diretrizes. Foi também realizado diagnóstico situacional dos serviços de TI em todos os setores da Fepecs e de suas unidades mantidas. Pode-se, assim, ter uma dimensão da situação atual desses serviços, seus gargalos e principais demandas, bem como das proposições para a construção uma Política continuada de TI que permita à Instituição melhorar o uso dos recursos dessa área no aperfeiçoamento (racionalização, melhoria e ampliação) das atividades de gestão, bem como nas de caráter finalísticos, como são os cursos e as pesquisas desenvolvidas. Ao fim desse trabalho, as informações foram consolidadas e se chegou ao presente PDTI. Trata-se de um primeiro e importante passo que traz em seu bojo a necessidade de atualização periódica com vistas a potencializar, com segurança e qualidade, o uso dos recursos de TI na Fepecs e em suas Unidades Mantidas. 5

6 2. INTRODUÇÃO Este documento tem por objetivo apresentar o primeiro Plano Diretor de Tecnologia da Informação da FEPECS. O Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) é o instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de tecnologia da informação que visa a atender às necessidades de informação de um órgão ou entidade para um determinado período e é uma ferramenta imprescindível para que a Administração possa atender aos princípios constitucionais de publicidade e eficiência. Sendo assim, a elaboração do primeiro PDTI da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde - Fepecs, objetiva orientar ações e decisões sobre Tecnologia da Informação na Gerência de Informática - GEINFO, de maneira a consolidar a importância estratégica dessa área junto à Fepecs e suas mantidas. Atualmente, a crescente demanda por soluções de informática e por gestão de conhecimento, está superando a capacidade da GEINFO em atender as solicitações de forma ágil e eficiente. A lógica expressa pelas melhores práticas relacionadas à gestão de TI é correta em recomendar que qualquer instituição, pública ou privada, para que possa realizar uma gestão eficiente dos recursos da área de Tecnologia da Informação (TI), necessita contar com um planejamento no qual estejam relacionadas todas as metas da instituição associadas às ações que a área de TI terá que executar como a parte que compete a esta área para o alcance daquelas metas. O presente PDTI vem atender a todas essas determinações e legislação. 6

7 1.1. MOTIVAÇÃO Uma preocupação constante desta Diretoria Executiva é a busca pelo alinhamento estratégico entre a área de Tecnologia da Informação com o objetivo de atender às demandas pela alta qualidade de seus serviços, economia, confiabilidade, flexibilidade, agilidade e racionalização de seus fluxos de trabalho. Assim, a motivação para a elaboração deste PDTI, está fundamentada também nos seguintes princípios e conceitos: Planejamento: O Artigo 6º do Decreto Lei No. 200/1967 define a atividade de planejamento como um dos princípios fundamentais que devem ser seguidos pela Administração. Nesse viés, toda contratação deverá ser precedida de minucioso planejamento e estar alinhada ao Planejamento Estratégico da organização, conforme o Artigo 3º da Instrução Normativa No. 04 de 2008/SLTI: As contratações. [...] deverão ser precedidas de planejamento, elaborado em harmonia com o Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI, alinhado à estratégia do órgão ou entidade.. Descentralização: Constitui-se de um dos fundamentos da Administração Pública Federal, conforme o artigo 10, 7º: Para melhor desincumbir-se das tarefas de planejamento, coordenação, supervisão e controle e com o objetivo de impedir o crescimento desmesurado da máquina administrativa, a Administração procurará desobrigar-se da realização material de tarefas executivas, recorrendo, sempre que possível, à execução indireta, mediante contrato, desde que exista, na área, iniciativa privada suficientemente desenvolvida e capacitada a desempenhar os encargos de execução. Níveis de Planejamento: O planejamento de Tecnologia da Informação compreende três níveis a seguir: a) Planejamento Estratégico Institucional b) Planejamento Diretor de Tecnologia da Informação (IN/SLTI 04/2008, Art. 2º, X E Art. 4º, ÚNICO, III). c) Planejamento da Contratação (IN/SLTI 04/2008, Art. 8º). Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI: é o instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa a atender às necessidades de informação de um órgão ou entidade para um determinado período. 7

8 Planejamento de TI: É o processo administrativo e gerencial de levantamento e organização do pessoal, das aplicações e das ferramentas afetas às tecnologias da informática que amparam a SES-DF na consecução de suas atribuições institucionais. Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI. Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal: Artigo 1º. As Secretarias de Estado e os órgãos dependentes da Administração Pública Direta e Indireta do Distrito Federal deverão informar o Comitê Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação - GETIC, criado pelo Decreto nº , de 19 de julho de 2011, sobre todos os processos de aquisição de bens e serviços de tecnologia de informação e comunicação que estejam orçados em valores iguais ou superiores a R$ ,00 (cem mil reais), nos seguintes procedimentos: I - licitações; II - adesão a atas de registro de preços; III - dispensa de licitação; IV - inexigibilidade de licitação; V - convênios ou termos de parcerias que envolvam repasses de recursos do Tesouro do Distrito Federal. 1º Os titulares dos órgãos deverão encaminhar ao Comitê Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC, por meio de ofício, o Termo de Referência e o Projeto Básico que demonstrem a especificação do bem ou serviço que será adquirido. 2º No caso de licitação, a informação deverá ser repassada com antecedência de 15 dias ao encaminhamento do processo à Subsecretaria de Licitações e Compras da Secretaria de Planejamento e Orçamento. 3º Para os demais casos, as informações deverão ser encaminhadas com antecedência de 15 dias ao empenho do valor orçado. Art. 2º. O encaminhamento de informações ao Comitê Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Distrito Federal não constitui impeditivo à continuidade do processo de aquisição. Parágrafo único. Caso julgue necessário, o Comitê Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Distrito Federal poderá intervir no processo de aquisição de bens e serviços de tecnologia de informação e comunicação. O alinhamento estratégico é definido como um processo de transformar a estratégia do negócio em estratégia de Tecnologia da Informação que garantam que os objetivos de negócio sejam apoiados e o recurso investido em Tecnologia da Informação que gere valor à Instituição. 8

9 A interdependência entre o primeiro processo do Control Objectives for Information and Related Technology - COBIT 4.1, PO1 Definir um Planejamento Estratégico de TI, e seus objetivos de controle PO1.1 Gerenciamento do Valor da TI e PO1.2 Alinhamento dos negócios e TI, expressa a necessidade de se planejar estrategicamente a área de TI e de garantir que Tecnologia da Informação suporte os direcionamentos estratégicos da organização. Através de seu Acórdão 1603/2008 o Tribunal de Contas da União (TCU) demonstra que é fundamental o alinhamento de todos os planos, recursos e unidades organizacionais para que o planejamento estratégico da organização pública tenha êxito. 2. EQUIPE DE ELABORAÇÃO Atualmente a TI na Fepecs está subordinada à Unidade de Administração Geral - UAG. É composta por uma Gerência de Informática e um Núcleo de Administração de Redes. Gerencia de Informática GEINFO/UAG/DE/FEPECS. Núcleo de Administração de Redes NAR/GEINFO/DE/FEPECS Para a equipe de elaboração do PDTI foram indicados os membros abaixo: Tabela 01 : Composição da equipe Equipe de elaboração Carlos Alberto de Matos Presidente Maria Hildérica Souza Reis Membro Damião Rodrigues da Silva Membro 3. ABRANGÊNCIA O PDTI, planejamento de Tecnologia da Informação da Fepecs é um documento elaborado para o período de Serão realizadas revisões deste Plano a cada 1º semestre de cada ano de sua abrangência. Cabendo à comissão o levantamento e acompanhamento das etapas sugeridas/mencionadas no PDTI, e sua aprovação é de responsabilidade do Comitê Gestor de Tecnologia da Informação do GDF. 9

10 4. PRINCÍPIOS NORTEADORES O contexto estratégico da área de Tecnologia da Informação é delimitado pela legislação, diretrizes Governamentais, recomendações e decisões dos Órgãos de Controle, melhores práticas para a área de TI e situação atual da área de Tecnologia da Informação da Fepecs/SES DF. Tabela 02 :Princípios Principio 01: Alinhamento da área de TI com as políticas públicas e diretrizes prioritárias da Fepecs. Fonte: a) Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; b) Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal. Principio 02 Melhoria da eficiência dos processos de TI, como forma de avançar em direção à melhoria da maturidade da área de TI da Fepecs. Fonte: a) COBIT - Control Objectives for Information and related Technology; b) ITIL- Information Technology Infrastructure Library; Principio 03: Tecnologia da Informação como um recurso estratégico da Instituição para o atendimento com qualidade e agilidade aos usuários da Fepecs. Fonte: Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal Principio 04: Terceirização das atividades de execução, possibilitando a atuação dos servidores da Fepecs em atividades de gestão e governança da TI organizacional, Fonte: 10

11 a) Decreto N º33.528: de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; b) Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal Principio 05 Contratação de serviços que visem o atendimento às necessidades de negócio da Instituição ou a ações de estruturação da área de TI. Fonte: a) Instrução Normativa SLTI/MPOG Nº 04/2008; b) Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; c) Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal. Principio 06 Pagamento de serviços contratados devendo, sempre que possível, ser definido em função de resultados objetivamente mensuráveis. Fonte: a) Instrução Normativa SLTI/MPOG Nº 04/2010; b) Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; c) Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal. Principio 07 Utilização de padrões de desempenho e qualidade que possam ser objetivamente definidos por meio de especificações de bens e serviços de TI usuais na área, cabendo neste caso, à licitação por pregão. Principio Fonte: a) Acórdão TCU 2.471/ Plenário; b) Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; c) Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal. Planejamento de todos os serviços e processos de TI,

12 principalmente os de caráter crítico na atividade fim da instituição, devem ser planejados, organizados, documentados, implementados, monitorados, medidos, acompanhados, avaliados e melhorados. Fonte: a) COBIT - Control Objectives for Information and related Technology; b) ITIL- Information Technology Infrastructure Library; c) Acórdão TCU 1603/2008- Plenário Principio 09 Otimização de recursos e investimentos em Tecnologia da Informação, tanto com a priorização da adoção de soluções baseadas em. software livre quanto na utilização de soluções de mercado que venham a promover ganhos efetivos para a organização. Fonte: a) Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; b) Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal Principio 10: Integração das soluções de TI da Fepecs as existentes no âmbito da Administração Pública do Distrito Federal. Fonte: Decreto Nº : de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI; Decreto Nº : Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal. Princípio 11 O planejamento, implantação, desenvolvimento ou atualização de portais e sítios eletrônicos, sistemas, equipamentos e programas em Tecnologia da Informação reger-se-á pelas políticas, diretrizes e especificações do Modelo de Acessibilidade de Governo, visando assegurar de forma progressiva a acessibilidade de serviços e sistemas de Governo Eletrônico. 12 Fonte: a) Decreto N º33.528: de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI;

13 b) Decreto N º33.373: Que determina a obrigatoriedade de encaminhar informações sobre compras ao Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo do Distrito Federal. 5. DIRETRIZES PARA A ÁREA DE TI Com os objetivos institucionais deliberados pelo Decreto nº de 10 de fevereiro de 2012, que dispõe sobre as diretrizes para as áreas de TI dos órgãos do Governo do Distrito Federal, estabelecidos na Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI, com o objetivo de promover a mudança no modelo de gestão da área de TI dos órgãos do GDF, adequando-os às melhores práticas de governança de mercado. Este PDTI objetiva promover o alinhamento das ações de TI da Fepecs às políticas de tecnologia da informação publicadas. Além de estratégias básicas definidas pela EGTI, a área de TI da Fepecs define alguns princípios estratégicos estruturantes para esta área, alguns são comuns a qualquer área de TI da Administração Pública e por isso recomendada pelas melhores práticas de TI, outros são decorrentes da condição atual da área de TI da Fepecs. Dentro deste cenário, são apresentadas, a seguir, as diretrizes que guiaram a elaboração deste PDTI: 13

14 Tabela 03 :Diretrizes Diretriz 01 Promover a implantação de um novo modelo de governança de TI, baseado nas melhores práticas de Mercado, tais como ITIL e COBIT. Diretriz 02: Implementar ações para a Gestão do Conhecimento Institucional. Diretriz 03: Aperfeiçoar o processo de planejamento de TI, norteados pela EGTI/GDF. Diretriz 04 Fortalecer a participação de TI na área de planejamento da Fepecs. Diretriz 05 Garantir atendimento de qualidade aos usuários. Diretriz 06 Pautar o processo de aquisição de software e o desenvolvimento de sistemas nos princípios e no uso de software público e de regularização de licenças proprietárias. Diretriz 07 Implantar uma infraestrutura de TI, buscando assim uma autonomia da SUTIS- Subsecretaria de Tecnologia da Informação da Saúde. Diretriz 08 Garantir a segurança da informação física e lógica, políticas de backup (cópias de segurança), plano de contingenciamento, recuperação de dados em caso de desastre, site backup, sala segura para o Data Center e soluções de segurança as informações da rede e dos usuários. Diretriz 09 Aprimorar quali-quantitativamente os Recursos Humanos da área de TI da Fepecs, com foco em governança de TI. 14

15 Diretriz 10:. Diretriz 11: Adquirir soluções que visa a integração entre os sistemas de informação do Órgão aos processos e outros sistemas do Governo do Distrito Federal. Buscar a melhoria contínua do processo de contratação e execução dos serviços de TI e nortear todas as contratações de hardware e software à luz do processo de sustentação da tecnologia durante o período de garantia da mesma, observando especialmente Serviços Técnicos Especializados seja no formato de serviços continuados, ou seja, no formato de serviços sob demanda (Bolsão de Horas), conforme determina a Instrução Normativa No METODOLOGIA APLICADA Foi adotada como metodologia nesse projeto o Guia do Processo de Elaboração de Plano Diretor de Tecnologia da Informação e para a redação do PDTI foi utilizado o Modelo de Referência de Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2010, ambos elaborados pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento. Em resumo, os trabalhos se iniciam com entrevistas e análise dos Documentos de Referência, tais como o Planejamento Estratégico, Estratégias Gerais de TI (EGTI), etc. A partir daí foram feitos levantamentos de necessidades de TI para atender aos objetivos estratégicos e demais direcionamentos encontrados nos documentos de referência. Das necessidades derivam-se metas e ações para implementar cada uma das metas identificadas (Plano de Metas e Ações). Além disso, as necessidades dão origem a Planos Específicos, como o de Gestão de Pessoas, Investimentos em Serviços e Equipamentos, Gestão de Riscos, Proposta Orçamentária e Plano de Gestão de Riscos. Um resumo dessa lógica de elaboração de PDTI utilizado está descrito na figura abaixo para um melhor entendimento: 15

16 Figura 04: Metodologia aplicada Plano de Gestão de pessoas Documentos de referência Plano de Investimento em Serviços e Equipamentos Inventário de Necessidades Metas Ações Entrevistas Plano de Gestão de Riscos Proposta Orçamentária 7. ANÁLISE DA TI ATUAL A análise da TI atual é um caso típico de potencial não aproveitado, pois os profissionais são capazes e competentes, mas estão com as mãos atadas. A estrutura de rede cabeada encontra-se hoje sucateada, no sentido de ter sofrido várias interferências, alheias a um projeto inicial, resultando assim num baixo desempenho. Os ativos (switch) estão obsoletos, o acesso internet é um link da secretaria, que oferta um serviço instável e lento. A especificidade de acesso, que a instituição apresenta tão criticamente, dada a sua natureza, fica desprezada. Faltam soluções para vídeo conferência e soluções que disponibilizem acesso móvel a estudantes e docentes, para atendimento das especificidades dos projetos pedagógicos e eventos de mestrado e da residência. Falta solução de armazenamento dos vários conteúdos pedagógicos produzidos pela instituição. Em resumo, listas e planilhas são produzidas normalmente via Excel, portanto sem consolidação dos dados e muito menos tratamento da informação com vistas a uma gestão estratégica de TI e da própria instituição.dados permanentes e obrigatórios, 16

17 que estudantes podem requerer a qualquer hora e devem ser ofertados aos interessados, são arquivados mecanicamente ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA TI Atualmente a área de TI da Fepecs está subordinada à Unidade de Administração Geral / UAG/DE/Fepecs. O organograma abaixo apresenta a estrutura de TI da Fepecs: Figura 02 : Organograma FEPECS Gerência de Informática /GEINFO/UAG/DE/FEPECS: responsável por planejar, organizar, coordenar e supervisionar as atividades de TI, promover, os processos de informatização da Fepecs, administrar o parque central de equipamentos. Núcleo de Administração de Redes/NAR/GEINFO/UAG/DE/FEPECS: responsável pela manutenção e controle de acesso à rede corporativa. 17

18 A Fepecs apresenta um quadro atípico, alguns setores desenvolvem atividades da área de TI, por isso sugerimos o aproveitamento desses profissionais que trabalham na Gerência de Audiovisual e Núcleo de Residência Médica, para completarem o grupo de profissionais, centralizando assim as demandas de TI em um único setor. Distribuição de pessoal agregando os profissionais da Gerência de Audiovisuais/GERAV e Núcleo de Informática Médica/NIM. Tabela 05: Distribuição de pessoal Distribuição de Pessoal Gerencia de Informática GEINFO/UAG/DE/FEPECS 01 Núcleo de Administração de Redes NAR/ GEINFO/UAG/DE/FEPECS 01 Técnico GEINFO/UAG/DE/FEPECS 01 Chefe do Núcleo de Informação Médica- NIM/GEM/CCM//ESCS/FEPECS 01 Técnicos do NIM/GEM/CCM/ESCS/FEPECS 02 Gerência de Recursos Audiovisuais GERAV/UAG/DE/FEPECS Núcleo de Tecnologia Audiovisual NTA/GERAV/UAG/DE/FEPECS Total 08 O objetivo da Gerência de Informática GEINFO é: Prover a Fepecs de soluções em TI e Inovações Tecnológicas que possibilitem a modernização e simplificação dos processos de trabalho administrativos em busca da maior eficiência e eficácia na sua atuação e nos resultados, tendo como metas o fortalecimento institucional da administração pública do Governo do Distrito Federal, transparência total dos processos e informações, aperfeiçoamento dos controles, visando promover condições para a melhor implantação de políticas educacionais. 18

19 8. MISSÃO DA TI Prover serviços de TI que apoiem a Fepecs a cumprir sua missão de desenvolver o ensino, a pesquisa e a extensão. 9. PLANO DE CAPACITAÇÃO 9.1. Governança de TI Planejamento e Projeto de Infraestrutura para Datacenter (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para planejar a implementação de um datacenter, definindo aspectos relacionados à arquitetura física e lógica de um datacenter e gerenciar a contratação de fornecedores de equipamentos e serviços para a montagem de um datacenter Planejamento e Gestão Estratégica de TI (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para analisar impactos estratégicos de TI nos negócios e processos básicos de planejamento e gestão estratégica de TI nas organizações públicas e privadas Fundamentos de Governança de TI (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para analisar impactos estratégicos de TI nos negócios e entendimento dos aspectos e processos básicos que formam o escopo da Governança de TI Governança de TI (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para analisar impactos estratégicos de TI nos negócios e para tomada de decisões sobre o uso eficaz dos recursos de TI, bem como planejar, gerir e controlar os processos de TI COBIT - Control Objectives for Information and Related Technology (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para a realização da prova de certificação COBIT aplicada pela Information Systems Audit and Control Association - ISACA Gerenciamento de Serviços de TI (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para resolver problemas e tomar decisões relacionadas aos processos de gerenciamento de serviços de TI, bem como utilizar padrões e boas práticas reconhecidamente eficazes para o gerenciamento de serviços de TI, com enfoque na ITIL V3. 19

20 ITIL - Information Technology Infrastructure Library (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para a realização da prova de certificação ITIL v Gerenciamento de Projetos de TI (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para gerenciar projetos de TI por meio da utilização de boas práticas de gestão de projetos contidas no PMBok e em outros guias de referência. Promover o melhor alinhamento dos projetos de TI aos objetivos inseridos no planejamento estratégico de sua organização, bem como desempenhar as suas atividades profissionais com base em processos de gestão mais estruturados, viabilizando maior eficiência operacional e melhor desempenho Curso de Elaboração de Projeto Básico e Termo de Referência carga horária 24 h) Capacitar a equipe para preparar especificações técnicas, projetos básicos e termos de referência que assegurem processo de licitação econômico e juridicamente eficiente Gerenciamento de Serviços de TI (carga horária 24 h) Capacitar a equipe a para resolver problemas, tomar decisões relacionadas aos processos de gerenciamento de serviços de TI, e utilizar padrões de gerenciamento de serviços de TI, reconhecidamente eficazes Planejamento e Contratação de Serviços de TI (carga horária 24 h) Capacitar a equipe com embasamento teórico para a compreensão e aplicação da IN04 nas organizações públicas Administração e Projeto de Redes Administração e Projetos de Redes (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para projetar uma rede TCP/IP e conectá-la à internet Tecnologias de Redes sem Fio (carga horária 40 h) Capacitar a equipe com técnicas para a realização de um projeto adequado de rede Protocolos de Roteamento IP (carga horária 40 h) Capacitar a equipe para resolução de problemas de configuração Gerência de Redes de Computadores (carga horária 40 h) 20

21 Capacitar a equipe para montar em laboratório uma solução integrada de gerenciamento de redes IPv6 Básico (carga horária 40 h) Capacitar a equipe para atribuir e configurar endereçamento IPv6, planejar e gerenciar uma rede com endereçamento IPv6 tratar questões de segurança relacionadas com IPv6, configurar protocolos de roteamento usando IPv6 e realizar a transição entre IPv4 e IPv Segurança Introdução à Segurança de Redes (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para utilização de criptografia para obter uma comunicação segura dentro e fora da instituição Segurança de Redes e Sistemas (carga horária 40 h) Capacitar a equipe para propor novas soluções para perímetros seguros de rede. Avaliar aspectos relacionados à segurança de servidores Linux e Windows. Empregar soluções de proteção como IDS, IPS e realizar auditorias de segurança Análise Forense (carga horária 40 h) Promover a equipe conhecimento sobre ferramentas forenses e sua utilização em uma investigação. Elaborar uma cronologia, descrevendo cada evento do comprometimento investigado. Coletar informações relacionadas aos programas executados, às bibliotecas do sistema e portas relacionadas, Capacidade de identificar o tipo de auditoria mais adequado para cada caso Tratamento de Incidentes de Segurança (carga horária 24 h) Capacitar a equipe com Conhecimento sobre requisitos de criação, funcionamento e atividades de um Computer Security Incident Response Team (CSIRT), Criar e gerenciar uma equipe de resposta a incidentes de segurança,técnicas e ferramentas de tratamento de incidente: Conhecimento de estudos de casos e simulações de incidentes Engenharia Reversa de Código Malicioso Capacitar a equipe para criar um ambiente controlado para analisar programas suspeitos Teste de Invasão de Aplicações Web (carga horária 24 h) 21

22 Capacitar a equipe com técnicas para a realização de pentest em aplicações web. Introduzir ferramentas que podem otimizar o processo de pentest, por meio da automatização de algumas tarefas Segurança em Redes sem Fio (carga horária 40 h) Capacitar a equipe com conhecimento necessário para garantir que sua WLAN possua um nível de risco aceitável adequado à política de segurança de sua organização Infraestrutura Administração Linux Júnior (carga horária 80 h) Capacitar servidores com conhecimento e capacitação profissional acerca da instalação e configuração do sistema Linux Administração Linux Avançado (carga horária 80 h) Qualificar a equipe para configurar e administrar servidores Linux desde a instalação e configuração do sistema até a compilação do kernel, passando pela administração avançada de dispositivos de armazenamento, configuração de redes, configuração de servidores Web, DNS, Proxy, Samba, NFS, DHCP, LDAP, , FTP e outros Virtualização com VMWARE (carga horária 24 h) Capacitar a equipe para utilizar ambiente virtualizado e/ou acompanhar a sua criação para garantir uma alta velocidade na criação de novos ambientes (aplicações, servidores, estações de trabalho e volumes para armazenamento de dados), proteção da informação, alta disponibilidade para as aplicações e flexibilidade para recuperação em caso de desastres Implementação e configuração de Servidores de Autenticação OpenLDAP no Linux (carga horária 40 h) Capacitar a equipe na configuração do OpenLDAP incluindo todas as ferramentas necessárias para fornecer um serviço de diretório LDAP em um ambiente de rede (clientes, servidores, utilitários e ferramentas de desenvolvimento), disponível para várias plataformas (Linux, Solaris, MacOS) Implementação e configuração de Servidores Samba (carga horária 40 h) Capacitar a equipe nas aplicações do SAMBA na sua utilização como Primary Domain Controller em uma rede, um servidor que mantém uma base de dados de usuários, autenticando-os no seu domínio e liberando, automaticamente os 22

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011-2015 Coordenação Geral de Tecnologia da Informação 2 Controle de Revisão Rev. Natureza da Revisão Data Elaborador Revisor 001 Versão inicial 18/07/11

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 016/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 016/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 016/2012/01 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG Forplad Regional Sudeste 22 de Maio de 2013 Erasmo Evangelista de Oliveira erasmo@dgti.ufla.br Diretor de

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012 2015 Controle de Revisão Ver. Natureza Data Elaborador Revisor

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Conselho Nacional de Arquivos Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos Orientação Técnica n.º 1 Abril / 2011 Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Este documento tem por objetivo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Emerson de Melo Brasília Novembro/2011 Principais Modelos de Referência para Auditoria de TI Como focar no negócio da Instituição

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

Gestão e Tecnologia da Informação

Gestão e Tecnologia da Informação Gestão e Tecnologia da Informação Superintendência de Administração Geral - SAD Marcelo Andrade Pimenta Gerência-Geral de Gestão da Informação - ADGI Carlos Bizzotto Gilson Santos Chagas Mairan Thales

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A Escola A Escola Superior de Redes da RNP privilegia um ensino totalmente prático. Os laboratórios são montados de forma

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV P D T I Plano Diretor de Tecnologia da Informação Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV EQUIPE DE ELABORAÇÃO Plano Diretor

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações CobIT Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações Eduardo Mayer Fagundes Copyright(c)2008 por Eduardo Mayer Fagundes 1 Agenda 1. Princípio de Gestão Empresarial

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia

Plano Diretor de Tecnologia Governo Federal Ministério da Cultura Fundação Cultural Palmares Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação 2013 2015 Brasília DF 2013 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministério

Leia mais

PDTI 2012-2015. Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI 2012-2015. Plano Diretor de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Viçosa Comissão de Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação Portaria nº 1094/2011/RTR PDTI 2012-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Viçosa MG 2013 Aprovado

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/02 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/02 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/02 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

GESTÃO DE T.I. COBIT. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. COBIT. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. COBIT José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com COBIT Control Objectives for Information and Related Technology Copyright 1996, 1998, 2000 Information Systems Audit and Control Foundation. Information

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação PDTIC UFMA 2012-2014 2012 2014 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Aprovado pela Resolução CONSAD nº 132/2013 São Luís/MA 2012 PDTIC UFMA 2012-2014 Fundação Universidade Maranhão Avenida

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Versão 1.0 Premissas do modelo 1. Este modelo foi extraído do material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Fundação Nacional do Índio Diretoria de Administração e Gestão Coordenação de Gestão em Tecnologia da Informação Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT

Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT DIRETORIA DE TECNOLOGIA DITEC Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT 2013-2014 1 CASA DA MOEDA DO BRASIL Francisco de Assis Leme Franco Presidente Marcone da Silva Leal Diretor Vice-Presidente

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

Diretoria de Informática

Diretoria de Informática Diretoria de Informática Estratégia Geral de Tecnologias de Informação para 2013-2015 EGTI 2013-2015 Introdução: Este documento indica quais são os objetivos estratégicos da área de TI do IBGE que subsidiam

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 33/2012 Autoriza a criação do Comitê de Gestão e Tecnologia da Informação (CGTI), da Universidade Federal da

Leia mais

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti Contratação de Serviços de TI Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti O antigo modelo de contratação de serviços de TI 2 O Modelo antigo de contratação de serviços de TI Consiste na reunião de todos

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA)

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA) Projeto 1: Elaboração dos Planos Diretores de TI da Administração Pública de Pernambuco Projeto 2: Elaboração do Plano de Governo em TI Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

O Módulo Risk Manager fornece workflow para tratamento dos riscos identificados nas avaliações e priorização das ações.

O Módulo Risk Manager fornece workflow para tratamento dos riscos identificados nas avaliações e priorização das ações. GRC - Governança, Riscos e Compliance já é uma realidade nas organizações. Sua adoção, no entanto, implica no desenvolvimento e na manutenção de um framework que viabilize a integração e colaboração entre

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES

Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES P 2013/2014 1ª Revisão Versão: 2.0 Classificação: Doc. Público Data da Versão: 30/06/2014 Esta página foi deixada em branco propositalmente. Nota de Atualização

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança ANEXO I CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS DO CAU Política de Governança e de Gestão da Tecnologia da Informação do Centro de Serviço Compartilhado do Conselho de Arquitetura e Urbanismo Colegiado Gestor

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Nélio Alves Guilhon Tereza Cristina Brito Moreira Lima HISTÓRICO TI DA UFMA 1976: Resolução 423/76 ( 26/04/1976 ) Cria o Centro de Processamento de Dados (CPD)

Leia mais

PDTI 2015 2019 (Versão 1.1)

PDTI 2015 2019 (Versão 1.1) PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO Data Emissão: 10/12/2014 Elaborado por: Marcelo Gaspar Revisado por: Cintia Aldrighi Data Aprovação: Verificado por: Aprovado por: REGISTRO DE REVISÕES Revisão

Leia mais

Modelo de Referência 2011-2012

Modelo de Referência 2011-2012 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI Modelo de Referência 2011-2012 Plano Diretor de Tecnologia de Informação Ministério do Planejamento,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

Plano de Governança de Tecnologia de Informação

Plano de Governança de Tecnologia de Informação Plano de Governança de Tecnologia de Informação Julho/2012 Junho/2014 1 Universidade Federal Fluminense Superintendência de Tecnologia da Informação Fernando Cesar Cunha Gonçalves Superintendência de Tecnologia

Leia mais

Relatório de Gestão DGTI

Relatório de Gestão DGTI Relatório de Gestão DGTI 1.Contextualização Histórico Administrativa Com o projeto de expansão do Governo Federal que criou os Institutos Federais em todo o Brasil, o antigo Centro Federal de Educação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/03 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/03 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/03 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

CONTAS CONTROLADAS. Sede do TCU em Brasília R I S K M A N A G E M E N T R E V I E W 1 9 DIVULGAÇÃO

CONTAS CONTROLADAS. Sede do TCU em Brasília R I S K M A N A G E M E N T R E V I E W 1 9 DIVULGAÇÃO CONTAS CONTROLADAS TCU adota modelo de governança de TI no ambiente interno alinhando com seu plano estratégico para realizar o controle externo das contas da União com maior eficiência COMO ÓRGÃO RESPONsável

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Palestra UNICEUB Estratégia utilizada para implantação da Governança

Leia mais

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior RELATÓRIO DE RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR Outubro de 2011 Elaborado pelo Grupo de Trabalho Intersetorial para elaboração do Plano Diretor de Tecnologia de Informação PDTI, nos termos da Portaria nº 4551,

Leia mais

Ângela F. Brodbeck. Ana Maria Rizzo Silva

Ângela F. Brodbeck. Ana Maria Rizzo Silva Alinhamento Estratégico entre TI e Negócio Alinhamento entre Ações Estratégicas, Processos e iniciativas de Tecnologia de Informação Novembro, 2013 Ângela F. Brodbeck Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

AURINA SANTANA Reitora Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia

AURINA SANTANA Reitora Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia 00 dd/mm/aaaa 1/19 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação CAMPO DE APLICAÇÃO Este Plano Diretor de Tecnologia da Informação se aplica no âmbito do IFBA. SUMÁRIO 01. Introdução

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Relatório de Gestão 2011/2012 Centro de Gerenciamento de Informações e Concursos - CGIC Introdução A principal finalidade

Leia mais

Governança de TI no Ministério da Educação

Governança de TI no Ministério da Educação Governança de TI no Ministério da Educação José Henrique Paim Fernandes Secretário Executivo Ministério da Educação Novembro de 2008 Governança de TI no Ministério da Educação Contexto Gestão e Tecnologia

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: Redes de Computadores MISSÃO DO CURSO Com a modernização tecnológica e com o surgimento destes novos serviços e produtos, fica clara a necessidade de profissionais

Leia mais

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI O PDTI como ferramenta de Gestão da TI Fernando Pires Barbosa, Gustavo Chiapinotto, Sérgio João Limberger, Marcelo Lopes Kroth, Fernando Bordin da Rocha, Giana Lucca Kroth, Lucia Madruga, Henrique Pereira,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007/2012/01 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

AUDITORIA DE PROCESSOS BASEADA EM RISCOS. Diorgens Miguel Meira

AUDITORIA DE PROCESSOS BASEADA EM RISCOS. Diorgens Miguel Meira AUDITORIA DE PROCESSOS BASEADA EM RISCOS Diorgens Miguel Meira AGENDA 1 2 3 4 5 O BANCO DO NORDESTE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO BNB AUDITORIA NO BANCO DO NORDESTE SELEÇÃO DE PROCESSOS CRÍTICOS AUDITORIA

Leia mais

&&&'( '$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$

&&&'( '$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$ &&&'( '$!" Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$ Governança Corporativa - conjunto de boas práticas para melhoria do desempenho organizacional; - nasce da necessidade

Leia mais

Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação

Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação André Luiz Furtado Pacheco, CISA 4º Workshop de Auditoria de TI da Caixa Brasília, agosto de 2011 Agenda Introdução Exemplos de Deliberações pelo TCU

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO.

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. OneIT A gente trabalha para o seu crescimento. Rua Bento Barbosa, n 155, Chácara Santo

Leia mais

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Oficina : CUSTOS 2 Orçamento sem financeiro (Cronograma X Desembolso) Comunicação quanto ao Risco de não execução do projeto Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Negociação com SPOA/Secr.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação.

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional 1. Função no Projeto: Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. 2. Nosso Número BRA/12/010 3. Antecedentes A missão

Leia mais

Lista de Exercícios - COBIT 5

Lista de Exercícios - COBIT 5 Lista de Exercícios - COBIT 5 1. O COBIT 5 possui: a) 3 volumes, 7 habilitadores, 5 princípios b) 3 volumes, 5 habilitadores, 7 princípios c) 5 volumes, 7 habilitadores, 5 princípios d) 5 volumes, 5 habilitadores,

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2011-2012 Versão 2.0. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2011-2012 Versão 2.0. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2011-2012 Versão 2.0 Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Glaucius Oliva Presidente

Leia mais

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração.

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração. Cobit e ITIL GOVERNANÇA, GP - RISCO, GP PROJETOS - PMP, SEGURANÇA DAIANA BUENO OUTUBRO 20, 2010 AT 8:00 3.496 visualizações Atualmente, as empresas estão com seus processos internos cada vez mais dependentes

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (2015-2019)

PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (2015-2019) PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (2015-2019) Aprovado pela Resolução nº 34/2015/CONSUP/IFTO, de 25 de junho de 2015. PALMAS JUNHO 2015 Página 1 de 50 HISTÓRICO DE REVISÃO Versão Data Descrição

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial

Sistemas de Informação Empresarial Sistemas de Informação Empresarial Governança de Tecnologia da Informação parte 2 Fonte: Mônica C. Rodrigues Padrões e Gestão de TI ISO,COBIT, ITIL 3 International Organization for Standardization d -

Leia mais

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY)

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment Cláudio Muniz Machado Cavalcanti claudio.cavalcanti@planejamento.gov.br

Leia mais