SAÚDE PÚBLICA: CAOS. Senhor Presidente,

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAÚDE PÚBLICA: CAOS. Senhor Presidente,"

Transcrição

1 Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 18/12/2013. SAÚDE PÚBLICA: CAOS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Quem dormiu tranquilo na última sextafeira à noite, dia 13, ou não assistiu ao Globo Repórter, ou não tem coração. A cena do rosto resignado de Patrícia de 17 anos, caída na calçada ao carregar a mãe com câncer, e a história de Jéssica de 16 anos, com lúpus, esperando remoção há um mês e a notícia, no final do bloco do programa, que a menina havia morrido, não saem da minha cabeça. Mesmo ciente do caos da saúde pública, imagens como essas nos obrigam a refletir: o que estamos fazendo aqui? Outro drama enfrentado pela população, quando não encontram soluções para suas doenças nas

2 Unidades Básicas de Saúde, ou quando a gravidade obriga, é a peregrinação para encontram um serviço de urgência e emergência. Os Pronto Atendimentos do País apresentam uma profunda carência de estrutura e são fotografias fies do que é o sistema público de saúde. O serviço de urgência e emergência recebe o rescaldo de uma atenção primária deficiente, que poderia diminuir em 30% a procura pelo pronto socorro, além de represar os pacientes por falta de leitos hospitalares do maior sistema de saúde integral do mundo. As estruturas inacabadas que deveriam abrigar hospitais no entorno da Capital Federal, que consumiram juntas cerca de R$ 30 milhões evidenciam a gestão amadora dos parcos recursos para a saúde. No Sistema Público, quando não faltam recursos, falta gestão. A reportagem evidenciou que muito dos valores repassados a Estados e Municípios, por meio de Programas como o SOS Emergência, o de Valorização do Profissional de Atenção Básica, Provab, dentre outros, não estão surtindo o efeito para quem mais precisa: o usuário do Sistema Único de Saúde, o SUS. No dia 09 de dezembro o jornal Folha de São Paulo esmiuçou um relatório do Banco Mundial que apontou os problemas enfrentados pelo SUS. A reportagem

3 mostrou a estagnação, desde 2010, do Programa Estratégia Saúde da Família, que na melhor das hipóteses atinge 50% do público alvo, porém, em algumas grandes cidades, não passa de 35%. O relatório apontou a piora de alguns serviços, bem como o aumento da fila de espera para tratamentos especializados como oncológicos e psiquiátricos. O documento aponta que nossos hospitais e salas de cirurgias são mal utilizados. O relatório afirma também que o número de pequenos hospitais, com menos de 50 leitos estão na contramão das medidas internacionais, provocando uma taxa de ocupação menor que 45% e superlotando as grandes unidades. A gestão é um problema crítico e pode ser melhorada com maior fiscalização da execução dos recursos e planejamento estratégico, pensando a atenção integral do paciente, acompanhando-o do nascimento a velhice, ampliando e capacitando as equipes de saúde da família, aumentando o número de especialistas de modo a aproveitar melhor leitos hospitalares ociosos, como também, fazermos um verdadeiro pacto pelo orçamento à saúde. Para tanto, aprovamos na Comissão Especial que estudou o financiamento para a saúde pública nesta Casa, a proposta que fixa uma porcentagem para o ente mais rico da Federação, o Governo Federal,

4 escalonando uma porcentagem, partindo de 15% da receita corrente líquida já em 2014 e atingindo o teto de 18,7% em Esta última porcentagem seria equivalente aos 10% da receita bruta, prevista em projeto de lei de iniciativa popular, que tramita na Casa, desde agosto, depois da coleta de 1,8 milhão de assinaturas, por meio da mobilização do Movimento Saúde Mais 10. Esta alternativa prevê um acréscimo no orçamento da saúde de R$ 18,9 bilhões já no ano que vem, sem criarmos outro imposto, abrindo o debate do que são recursos para a saúde e definindo uma porcentagem de repasse de responsabilidade da União, certamente o principal avanço. O SUS tem que ser tratado com o máximo de carinho, e garantir um orçamento perene para a saúde publica é fortalecer o maior programa social do planeta. Em 2012, o SUS realizou 3,8 bilhões de procedimentos. Pesquisas recentes demonstraram que 30% daqueles que possuem plano de saúde privado, ou pagam consultas particulares, ou recorrem ao Sistema Público. Na atualidade, Governos Estaduais e Administrações Municipais tem que aplicar em saúde pública 12% e 15% de suas receitas respectivamente, porém, repassam na prática 14% e 21%. Essa parcela é maior para os Estados e para as Prefeituras, pois, esses representantes

5 públicos estão mais perto da população, são cobrados diretamente e tem de responder a esta pressão. Para a União a regra é marota, pois, estabelece que o seu repasse para saúde deve ser em cima do que foi empenhado no ano anterior, somado a variação nominal do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Como o crescimento do PIB está muito pequeno, a saúde padece com um subfinanciamento, como também aponta o relatório do Banco Mundial. Temos que lutar para concatenar o binômio: orçamento e gestão para efetivamente garantirmos saúde pública a população. Não podemos perder a oportunidade histórica de deixar este legado para nossa gente. Estabelecermos esta prioridade é garantirmos saúde para nossos filhos e netos, bem como uma melhora no atendimento daqueles que estão nas filas, neste momento, por consultas, exames e cirurgias e correm risco de vida. Muito obrigado pela atenção. Deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS)

AS DISTORÇÕES DA SAÚDE NO BRASIL. Senhor Presidente, notícias UOL publicou uma reportagem evidenciando as

AS DISTORÇÕES DA SAÚDE NO BRASIL. Senhor Presidente, notícias UOL publicou uma reportagem evidenciando as ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 23/10/2013. AS DISTORÇÕES DA SAÚDE NO BRASIL Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, No último dia 17, quinta-feira,

Leia mais

25 ANOS DE SUS: AVANÇOS E DESAFIOS. Senhor Presidente, saúde merece nossa defesa, nosso reconhecimento e a

25 ANOS DE SUS: AVANÇOS E DESAFIOS. Senhor Presidente, saúde merece nossa defesa, nosso reconhecimento e a ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 08/10/2013. 25 ANOS DE SUS: AVANÇOS E DESAFIOS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Mais que críticas, o Sistema

Leia mais

HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS)

HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS) Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 05/08/2014. HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS) Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Leia mais

Senhor Presidente, inquestionável ascensão socioeconômica do povo brasileiro. oportunizaram condição ímpar para a aquisição de bens.

Senhor Presidente, inquestionável ascensão socioeconômica do povo brasileiro. oportunizaram condição ímpar para a aquisição de bens. Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 26/04/2011. TRÂNSITO BRASILEIRO: VERDADEIRA GUERRA CIVIL Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, A facilidade de crédito

Leia mais

Planejamento e financiamento para a qualificação das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica à Saúde

Planejamento e financiamento para a qualificação das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica à Saúde Planejamento e financiamento para a qualificação das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica à Saúde Introdução O Município Y tem uma população de aproximadamente 3 milhões de habitantes. A Secretaria

Leia mais

ALCOOLISMO ENTRE AS MULHERES: UM MAL QUE COMEÇA A APARECER. Senhor Presidente, primeira semana de trabalhos da Comissão destinada a

ALCOOLISMO ENTRE AS MULHERES: UM MAL QUE COMEÇA A APARECER. Senhor Presidente, primeira semana de trabalhos da Comissão destinada a ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 30/04/2013. ALCOOLISMO ENTRE AS MULHERES: UM MAL QUE COMEÇA A APARECER Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Leia mais

86 I Poderes em Revista

86 I Poderes em Revista Fotos: Divulgação O milagre das Santas Casas 86 I Poderes em Revista Criança em atendimento: risco na qualidade do serviço Responsáveis por 51% da assistência prestada pelo SUS, instituições sofrem com

Leia mais

A DEMANDA POR SAÚDE PÚBLICA EM GOIÁS

A DEMANDA POR SAÚDE PÚBLICA EM GOIÁS Título: A DEMANDA POR SAÚDE PÚBLICA EM GOIÁS Projeto de pesquisa: ANÁLISE REGIONAL DA OFERTA E DA DEMANDA POR SERVIÇOS DE SAÚDE NOS MUNICÍPIOS GOIANOS: GESTÃO E EFICIÊNCIA 35434 Autores: Sandro Eduardo

Leia mais

*8D22119A17* 8D22119A17

*8D22119A17* 8D22119A17 Senhor Presidente, Sras. e Srs. Deputados, sabemos que o poder de transformação ocorre graças à educação e cultura, principalmente, através dos ensinamentos entre as gerações, passados no âmbito familiar

Leia mais

CPI DA MÁFIA DAS ÓRTESES

CPI DA MÁFIA DAS ÓRTESES Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 03/06/2015. CPI DA MÁFIA DAS ÓRTESES e PRÓTESES Senhor Presidente, senhoras e senhores deputados, Passados 97 dias da instalação

Leia mais

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 09

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 09 1 www.romulopassos.com.br / www.questoesnasaude.com.br GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS Professor Rômulo Passos Aula 09 Legislação do SUS Completo e Gratuito Página 1 2 www.romulopassos.com.br

Leia mais

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde.

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde. O SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA EM SANTA CATARINA Fevereiro/2013 SUS S O SUS é um SISTEMA, um conjunto de unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação

Leia mais

O próprio secretário de saúde afirmou que seus antecessores adquiriam. medicamentos através de compras direcionadas e sem qualquer critério.

O próprio secretário de saúde afirmou que seus antecessores adquiriam. medicamentos através de compras direcionadas e sem qualquer critério. Senador Pedro Taques Discurso contas da Saúde MT (06/2013) Senhor presidente, Senhoras senadoras, senhores senadores, Amigos que nos acompanham pela Agência Senado A saúde de Mato Grosso pede socorro.

Leia mais

Josete Malheiro Tavares. COSEMS-Ce SMS HORIZONTE

Josete Malheiro Tavares. COSEMS-Ce SMS HORIZONTE Josete Malheiro Tavares COSEMS-Ce SMS HORIZONTE JORNADA MUNICIPALISTA REGIONAL DA APRECE A Constituição Federal de 1988 e a Lei Orgânica da Saúde de 1990 estabelecem a descentralização e a regionalização

Leia mais

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 11 UMA RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 A Confederação Nacional de Municípios (CNM), preocupada com a realidade da Saúde Pública no Brasil e com as discussões em torno da qualidade dos serviços

Leia mais

DIA DA AVIAÇÃO CIVIL: INVESTIMENTOS URGENTES. Senhor Presidente, comemoramos o Dia Internacional da Aviação Civil. A

DIA DA AVIAÇÃO CIVIL: INVESTIMENTOS URGENTES. Senhor Presidente, comemoramos o Dia Internacional da Aviação Civil. A Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 14/12/2011. DIA DA AVIAÇÃO CIVIL: INVESTIMENTOS URGENTES Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, No dia sete de dezembro,

Leia mais

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político Jairnilson Paim - define o SUS como um sistema que tem como característica básica o fato de ter sido criado a partir de um movimento

Leia mais

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (*) ANGELA GUADAGNIN A sociedade de forma organizada conquistou na constituição que os direitos das crianças e adolescentes fossem um dever a ser implantado e respeitado

Leia mais

Câmara Municipal de São Paulo

Câmara Municipal de São Paulo DISCURSO PROFERIDO PELO VEREADOR NATALINI NA 126ª SESSÃO ORDINARIA, REALIZADA EM 24/03/10 GRANDE EXPEDIENTE O SR. NATALINI (PSDB) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Vereadores, telespectadores da TV Câmara

Leia mais

ROBERTO REQUIÃO 15 GOVERNADOR COLIGAÇÃO PARANÁ COM GOVERNO (PMDB/PV/PPL)

ROBERTO REQUIÃO 15 GOVERNADOR COLIGAÇÃO PARANÁ COM GOVERNO (PMDB/PV/PPL) ROBERTO REQUIÃO 15 GOVERNADOR COLIGAÇÃO PARANÁ COM GOVERNO (PMDB/PV/PPL) PROPOSTAS PARA SAÚDE Temos plena convicção de que uma ambulância com destino à capital não pode ser considerada como um tratamento

Leia mais

GLOSSÁRIO DO PORTAL SAÚDE TRANSPARENTE

GLOSSÁRIO DO PORTAL SAÚDE TRANSPARENTE GLOSSÁRIO DO PORTAL SAÚDE TRANSPARENTE Blocos de financiamento: Com a implementação do Pacto pela Saúde, os recursos federais, destinados ao custeio de ações e serviços da saúde, passaram a ser divididos

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MATÉRIAS TRABALHO Orientador Empresarial Microempreendedor Individual-Formalização-Setor de Serviços-Crescimento SETOR DE SERVIÇOS É CAMPEÃO EM

Leia mais

Startup reinventa mercado de imóveis com Lego da vida real

Startup reinventa mercado de imóveis com Lego da vida real 03/06/2016 06:00 Startup reinventa mercado de imóveis com Lego da vida real Saulo Suassuna Fernandes Filho, da Molegolar: empreendedor passou de empresa familiar para startup própria São Paulo - Quando

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 113 Discurso por ocasião da visita

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro. Secretaria Municipal de Planejamento Urbano

Estado do Rio de Janeiro. Secretaria Municipal de Planejamento Urbano UMA BARRA MANSA: DUAS CIDADES A CIDADE FORMAL: Regularizada, com infraestrutura completa, usufruindo do melhor que a comunidade pode ter em comércio, serviços, cultura e lazer. É a parte da cidade que

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO UPA TORRÕES

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO UPA TORRÕES DIRETORIA GERAL DE MODERNIZAÇÃO E MONITORAMENTO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE RELATÓRIO DE EXECUÇÃO UPA TORRÕES Período Junho a Agosto de 2013 Novembro 2013 2 INTRODUÇÃO O excesso de pacientes com problemas médicos

Leia mais

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP Macro estratégias Discussão, pactuação tripartite, e publicação de portaria da Politica Nacional de Atenção Hospitalar/PNHOSP no SUS, estabelecendo as diretrizes

Leia mais

Municipais. Tribunal de Contas do Estado da Paraíba

Municipais. Tribunal de Contas do Estado da Paraíba Encontro de Gestores Públicos Municipais Tribunal de Contas do Estado da Paraíba Desafios para a nova gestão Receitas Municipais Despesas Municipais FPM IPTU ISS ITBI Taxas Repasses Estaduais Repasses

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

Tema: evasão escolar no ensino superior brasileiro

Tema: evasão escolar no ensino superior brasileiro Entrevista com a professora Maria Beatriz de Carvalho Melo Lobo Vice- presidente do Instituto Lobo para o Desenvolvimento da Educação, Ciência e Tecnologia e Sócia- diretora da Lobo & Associados Consultoria.

Leia mais

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE Com o objetivo de estimular o debate democrático, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) apresenta à sociedade brasileira sua Agenda Propositiva para a Saúde

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

*CD150492355162* COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA

*CD150492355162* COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA 1 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 1.836, DE 2007 (Apensos: PL nº 3.054, de 2008; PL nº 960, de 2011; PL nº 3.383, de 2012; PL 4.746, de 2012; PL nº 691, de 2015; PL nº2.578,

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Clipping Eletrônico - Quinta-feira dia 02/07/2015

Clipping Eletrônico - Quinta-feira dia 02/07/2015 Clipping Eletrônico - Quinta-feira dia 02/07/2015 Jornal Acrítica Cidades Pág. C2 02 de Julho de 2015. Portal do Holanda - Saúde - 02 de Julho de 2015. Fonte: http://novo.portaldoholanda.com.br/amazonas/prefeito-defenderedistribuicao-de-recursos-para-saude

Leia mais

Discussão Jurídica dos Direitos Humanos no âmbito da Saúde Pública.

Discussão Jurídica dos Direitos Humanos no âmbito da Saúde Pública. Discussão Jurídica dos Direitos Humanos no âmbito da Saúde Pública. Caroline Apª. Lasso Galhardo, 2º termo E Direito. Professor orientador: Cláudio José Palma Sanchez Resumo: A calamidade da saúde pública

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. Sub-E I X O 4-4ª C N S T

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. Sub-E I X O 4-4ª C N S T Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador PLANEJAMENTO DO SUS Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador FINANCIAMENTO DA

Leia mais

Lei 141/2012 - Comentários

Lei 141/2012 - Comentários Lei 141/2012 - Comentários Áquilas Mendes Prof. Dr. Livre-Docente de Economia da Saúde da FSP/USP e do Departamento de Economia da PUC-SP agosto/2012 BREVE CONTEXTO DA LEI 141/2012 CONSIDERAÇÕES GERAIS

Leia mais

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia lançamento do Marco Regulatório da Mineração - Brasília/DF

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia lançamento do Marco Regulatório da Mineração - Brasília/DF Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia lançamento do Marco Regulatório da Mineração - Brasília/DF Deputado André Vargas, presidente em exercício da Câmara dos Deputados.

Leia mais

SESSÃO SOLENE ALUSIVO AO DIA AUTISMO: MENOS PRECONCEITO E MAIS DIGNIDADE. Senhor Presidente,

SESSÃO SOLENE ALUSIVO AO DIA AUTISMO: MENOS PRECONCEITO E MAIS DIGNIDADE. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 02/04/2013. SESSÃO SOLENE ALUSIVO AO DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN E AO DIA MUNDIAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO: MENOS

Leia mais

META NACIONAL 12: elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por

META NACIONAL 12: elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por META NACIONAL 12: elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por cento) da população de 18 (dezoito) a 24 (vinte e quatro)

Leia mais

Atenção Básica agora é Prioridade!

Atenção Básica agora é Prioridade! Atenção Básica agora é Prioridade! Hêider A. Pinto 1 Rodolfo S. Koerner 2 Diego C. A. Silva 3 Em apenas 10 meses de Governo Dilma Rousseff já podemos afirmar que a Atenção Básica entrou na agenda central

Leia mais

ENSINO SUPERIOR: PRIORIDADES, METAS, ESTRATÉGIAS E AÇÕES

ENSINO SUPERIOR: PRIORIDADES, METAS, ESTRATÉGIAS E AÇÕES ENSINO SUPERIOR: PRIORIDADES, METAS, ESTRATÉGIAS E AÇÕES Introdução Paulo Speller 1 Nos anos recentes, diversos países vem debatendo a possibilidade de promoverem alterações em seus sistemas de educação

Leia mais

Circular 641/2014 São Paulo, 12 de Dezembro de 2014.

Circular 641/2014 São Paulo, 12 de Dezembro de 2014. Circular 641/2014 São Paulo, 12 de Dezembro de 2014. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) FINANCIAMENTO PARA A AMPLIAÇÃO DO ACESSO AO TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOÉTICAS (TCTH) ALOGÊNICO NÃO APARENTADO

Leia mais

AVANÇAR PELA LEITURA E PELA CIDADANIA UM PLANO PARA O BRASIL

AVANÇAR PELA LEITURA E PELA CIDADANIA UM PLANO PARA O BRASIL AVANÇAR PELA LEITURA E PELA CIDADANIA UM PLANO PARA O BRASIL José Castilho Marques Neto 1 Procurarei explanar aqui o que considero lições essenciais da caminhada e do que entendo ser o essencial do Plano

Leia mais

Instruções para preenchimento do formulário Plano de Ação do Projeto. Secretaria - Escreva o nome da secretaria coordenadora do projeto.

Instruções para preenchimento do formulário Plano de Ação do Projeto. Secretaria - Escreva o nome da secretaria coordenadora do projeto. Capa Secretaria - Escreva o nome da secretaria coordenadora do projeto. Órgão / Empresa - Escreva o nome do órgão ou empresa coordenadora do projeto. Plano de Ação do Projeto Escreva o nome do projeto.

Leia mais

Prouni 2016: candidatos podem consultar primeira lista de aprovados

Prouni 2016: candidatos podem consultar primeira lista de aprovados O Ministério da Educação divulgou nesta segunda, 25, a primeira chamada de pré-selecionados para o Programa Universidade para Todos (Prouni). Os candidatos podem conferir os resultados no site http://siteprouni.mec.gov.br/,

Leia mais

Resumo do Projeto Nacional de Atendimento ao Acidente Vascular Cerebral

Resumo do Projeto Nacional de Atendimento ao Acidente Vascular Cerebral MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA COORDENAÇÃO GERAL DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA Resumo do Projeto Nacional de Atendimento ao Acidente Vascular Cerebral

Leia mais

UNMP. Painel Balanço do Minha Casa, Minha Vida

UNMP. Painel Balanço do Minha Casa, Minha Vida UNMP 13o. Encontro Nacional de Moradia Popular, Belem - PA Painel Balanço do Minha Casa, Minha Vida Francisco Comaru Francisco.comaru@ufabc.edu.br 3 Problemas centrais (realacionados entre si) dos diagnosticos

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO FINANCIAMENTO DA SAÚDE

REGULAMENTAÇÃO DO FINANCIAMENTO DA SAÚDE REGULAMENTAÇÃO DO FINANCIAMENTO DA SAÚDE O QUE É A EMENDA 29? Foi promulgada no ano de 2000 e considerada uma grande conquista social vez que vinculou recursos públicos para o financiamento da Saúde dos

Leia mais

Associação Médica Brasileira AMB Conselho Federal de Medicina - CFM

Associação Médica Brasileira AMB Conselho Federal de Medicina - CFM Associação Médica Brasileira AMB Conselho Federal de Medicina - CFM Comissão de Assuntos Políticos CAP José Luiz Mestrinho PEC 01/2015 Dep. Vanderlei Macris e outros COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR

Leia mais

SUS Sistema Único de Saúde. Desafio político administrativo do modelo universalizado de Gestão

SUS Sistema Único de Saúde. Desafio político administrativo do modelo universalizado de Gestão SUS Sistema Único de Saúde Desafio político administrativo do modelo universalizado de Gestão Princípios Constitucionais do SUS fatores determinantes e condicionantes da saúde : meio físico, meio socio-econômico

Leia mais

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007 (Documento da OMS traduzido e adaptado pela Coordenação de Doenças e Agravos Não Transmissíveis/Departamento de Análise

Leia mais

1. Garantir a educação de qualidade

1. Garantir a educação de qualidade 1 Histórico O Pacto pela Juventude é uma proposição das organizações da sociedade civil, que compõem o Conselho Nacional de Juventude, para que os governos federal, estaduais e municipais se comprometam

Leia mais

Sustentabilidade da Dívida Brasileira (Parte 2)

Sustentabilidade da Dívida Brasileira (Parte 2) 36 temas de economia aplicada Sustentabilidade da Dívida Brasileira (Parte 2) Raí Chicoli (*) Este é o segundo de uma série de três artigos que tratarão do tema da sustentabilidade da dívida brasileira.

Leia mais

O FINANCIAMENTO DOS HOSPITAIS NA BÉLGICA. Prof. G. DURANT

O FINANCIAMENTO DOS HOSPITAIS NA BÉLGICA. Prof. G. DURANT O FINANCIAMENTO DOS HOSPITAIS NA BÉLGICA Prof. G. DURANT A Bélgica (11 milhões de habitantes) é um país federal. PIB/capita: 39.860 dolares Gastos totais com saúde- 10,6% du PNB (Produit National Brut)

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE HUMANIZAÇÃO E GARANTIA DE DIREITOS NO HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE PONTA GROSSA

EXPERIÊNCIA DE HUMANIZAÇÃO E GARANTIA DE DIREITOS NO HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE PONTA GROSSA EXPERIÊNCIA DE HUMANIZAÇÃO E GARANTIA DE DIREITOS NO HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE PONTA GROSSA KOUT, Pamela de Oliveira (estagio I), e-mail: pam_kout@hotmail.com CAMPOS, Ligia Márcia de Araújo

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06

RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06 RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06 Dispõe sobre a criação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O DO ESTADO DE GOIÁS, no uso de suas atribuições legais e constitucionais; Considerando que

Leia mais

GASTO COM SAÚDE NO BRASIL EM 2007. Gilson Carvalho 1

GASTO COM SAÚDE NO BRASIL EM 2007. Gilson Carvalho 1 GASTO COM SAÚDE NO BRASIL EM 2007 Gilson Carvalho 1 1. INTRODUÇÃO Quanto se gasta com saúde no Brasil? Esta pergunta é constantemente feita nas rodas de saúde e continua sem uma resposta correta. O que

Leia mais

Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente, Senhora e Senhores Membros do Governo

Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente, Senhora e Senhores Membros do Governo Intervenção proferida pelo Deputado Regional Luís Henrique Silva, na Sessão Plenária de Maio de 2006 Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente, Senhora e Senhores

Leia mais

Como estão divididos os recursos da Saúde Mental no Fundo Nacional de Saúde?

Como estão divididos os recursos da Saúde Mental no Fundo Nacional de Saúde? Como estão divididos os recursos da Saúde Mental no Fundo Nacional de Saúde? Primeiramente, destacamos que os recursos repassados pelo Fundo Nacional de Saúde para os Fundos Estaduais ou Municipais de

Leia mais

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2012. (Do Sr. Stepan Nercessian)

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2012. (Do Sr. Stepan Nercessian) REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2012. (Do Sr. Stepan Nercessian) Requer informações ao Ministro da Educação sobre que medidas estão sendo desenvolvidas para cooperar tecnicamente com os estados que não

Leia mais

ATIVIDADE 03 POR água ABAIXO!

ATIVIDADE 03 POR água ABAIXO! ATIVIDADE 03 POR água ABAIXO! A água, elemento fundamental para a sobrevivência humana, foi motivo de muitos problemas para os moradores da Regional Norte. Além das dificuldades que eles tiveram de enfrentar

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng.º Mário Lino por ocasião da Sessão REDES DE NOVA GERAÇÃO 2009 Fundação das Comunicações, 7 Janeiro 2009 (Vale

Leia mais

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome apresentação do programa Brasília, maio 2007 PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ONAUR RUANO Secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional CRISPIM

Leia mais

O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados.

O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. 1 O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. Gostaria de falar um pouco sobre o Dia Mundial da Saúde, criado pela

Leia mais

A 8 100% 6 30% 30%. O 30%. A

A 8 100% 6 30% 30%. O 30%. A O marketing que leva ao endividamento Atraídos pela facilidade do dinheiro rápido, goianienses se afogam em dívidas. Ministério Público do Estado prepara projeto educativo para ser distribuído nas escolas

Leia mais

PROPOSTA PARA DEBATE. Reforma Tributária com Transparência das Contas Públicas: a sociedade e o Estado Brasileiro merecem essa conquista

PROPOSTA PARA DEBATE. Reforma Tributária com Transparência das Contas Públicas: a sociedade e o Estado Brasileiro merecem essa conquista 1 PROPOSTA PARA DEBATE Reforma Tributária com Transparência das Contas Públicas: a sociedade e o Estado Brasileiro merecem essa conquista Introdução O Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo e

Leia mais

ÁLCOOL: UM MAL. Senhor Presidente,

ÁLCOOL: UM MAL. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 29/03/2012. ÁLCOOL: UM MAL Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Foi aprovado na última terça-feira, dia 27, o relatoria

Leia mais

MORTE DO ÍNDIO OZIEL GABRIEL: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA. Senhor Presidente,

MORTE DO ÍNDIO OZIEL GABRIEL: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA. Senhor Presidente, ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 05/06/2013. MORTE DO ÍNDIO OZIEL GABRIEL: UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, No dia

Leia mais

Conselho Nacional de Assistência Social CNAS

Conselho Nacional de Assistência Social CNAS As Conferências Municipais da Assistência Social de 2007 avaliarão as metas aprovadas nas Conferências de 2005, identificando os avanços, as dificuldades e os desafios a serem enfrentados nos próximos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Entrevista ao Jornalista Paulo Henrique

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09 INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino Cerimónia de Abertura do WTPF-09 Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2009 (vale a versão

Leia mais

em sessão no dia 20.03.12 SAÚDE INDÍGENA: DESCASO E NEGLIGÊNCIA Senhor Presidente,

em sessão no dia 20.03.12 SAÚDE INDÍGENA: DESCASO E NEGLIGÊNCIA Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 20.03.12 SAÚDE INDÍGENA: DESCASO E NEGLIGÊNCIA Senhor Presidente, Senhoras e senhoras deputados, É com profunda preocupação

Leia mais

HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL: AS TIPOLOGIAS HABITACIONAIS E O SEU REFLEXO NA PRODUÇÃO DA CIDADE ATRAVÉS DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL: AS TIPOLOGIAS HABITACIONAIS E O SEU REFLEXO NA PRODUÇÃO DA CIDADE ATRAVÉS DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA 316 HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL: AS TIPOLOGIAS HABITACIONAIS E O SEU REFLEXO NA PRODUÇÃO DA CIDADE ATRAVÉS DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Gustavo Favaretto Martinez, Marcelo Batista Pigioni, Mayra

Leia mais

nao e moleza Quem entende de avaliação é quem está na escola

nao e moleza Quem entende de avaliação é quem está na escola nao e moleza Quem entende de avaliação é quem está na escola Estudantes trabalhadores A Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas escolas foi uma conquista dos trabalhadores. Desde os anos 50, diversos movimentos

Leia mais

TEMA. O jovem e a nova cena política: entre a indignação e a esperança na era da internet. Texto 1. Malala diz que não será silenciada por ameaças

TEMA. O jovem e a nova cena política: entre a indignação e a esperança na era da internet. Texto 1. Malala diz que não será silenciada por ameaças PROVA DE REDAÇÃO Instruções: Observe, rigorosamente, as orientações e informações a seguir: a) O texto deve ser desenvolvido segundo o tema. b) O tema vem acompanhado de uma coletânea, que tem o objetivo

Leia mais

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 GESTÃO PÚBLICA Garantir ampla participação popular na formulação e acompanhamento das políticas públicas; Criação do SOS Oprimidos, onde atenda desde pessoas carentes

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS. Senhor Presidente,

PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 10/05/2011. PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS Senhor Presidente,

Leia mais

O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO

O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO Januário Montone II Congresso Consad de Gestão Pública Painel 23: Inovações gerenciais na saúde O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO

Leia mais

A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade

A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade Introdução Há cerca de 20 anos, a Secretaria de Saúde de um grande município começou a desenvolver e implantar iniciativas relacionadas à Alimentação

Leia mais

FINANCIAMENTO NO PNE E OS DESAFIOS DOS MUNICÍPIOS. LUIZ ARAÚJO Doutor em Educação Professor da Universidade de Brasília Diretor da FINEDUCA

FINANCIAMENTO NO PNE E OS DESAFIOS DOS MUNICÍPIOS. LUIZ ARAÚJO Doutor em Educação Professor da Universidade de Brasília Diretor da FINEDUCA FINANCIAMENTO NO PNE E OS DESAFIOS DOS MUNICÍPIOS LUIZ ARAÚJO Doutor em Educação Professor da Universidade de Brasília Diretor da FINEDUCA O QUE ESTÁ EM JOGO? Em todo debate sobre financiamento educacional

Leia mais

UMA NOVA EDUCAÇÃO PARA O BRASIL COM O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

UMA NOVA EDUCAÇÃO PARA O BRASIL COM O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 124 ENTREVISTA UMA NOVA EDUCAÇÃO PARA O BRASIL COM O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO O Plano Nacional de Educação (PNE) entrou em vigor em 2014 e tem programação até 2024. Esta entrevista entre dois membros

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2009 Inclui novo parágrafo ao art. 208 da Constituição Federal, para dispor sobre a obrigatoriedade de retribuição, na forma de prestação de serviço à comunidade

Leia mais

50 pontos do programa de governo do PSOL - Ivanete Prefeita para transformar Duque de Caxias:

50 pontos do programa de governo do PSOL - Ivanete Prefeita para transformar Duque de Caxias: 50 pontos do programa de governo do PSOL - Ivanete Prefeita para transformar Duque de Caxias: Duque de Caxias nas mãos do Povo: contra a corrupção e pela mudança 1) Garantir a participação popular e a

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA Email Institucional Programa Orçamentário Objetivo Objetivo Detalhado Justificativa Instrumento Transferência Tipo Proponente Identificador Proponente seitectur@sol.sc.gov.br 640 Promoção do Turismo Catarinense

Leia mais

GASTO PÚBLICO MUNICIPAL EM SAÚDE 2011

GASTO PÚBLICO MUNICIPAL EM SAÚDE 2011 GASTO PÚBLICO MUNICIPAL EM SAÚDE 2011 Gilson Carvalho[1] 1.INTRODUÇÃO O preceito constitucional do financiamento da saúde coloca esta responsabilidade nas três esferas de governo. Como o texto constitucional

Leia mais

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Objetivos da 15ª. Reafirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes do SUS- saúde como DH Mobilizar e estabelecer

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Hortolândia-SP, 14 de maio de 2007 Excelentíssimo deputado Arlindo Chinaglia, presidente

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013 1 AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO Temas 2 Objetivo e metodologia Utilização dos serviços do plano de saúde e ocorrência de problemas Reclamação ou recurso contra o plano de

Leia mais

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte SEMINÁRIO NACIONAL DO ESPORTE EM CONSTRUÇÃO: SISTEMAS PÚBLICOS NACIONAIS E MODELOS ESPORTIVOS INTERNACIONAIS Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte Prof. Dr.

Leia mais

HUMANIZAÇÃO DA MEDICINA

HUMANIZAÇÃO DA MEDICINA A CNTU E A SAÚDE NO BRASIL HUMANIZAÇÃO DA MEDICINA DRA MARIA RITA SABO DE ASSIS BRASIL JULHO 2011 DRA. MARIA RITA SABO DE ASSIS BRASIL Secretária de Gênero da Federação Nacional dos Médicos do Brasil.

Leia mais

Terça-feira, 26.10.10

Terça-feira, 26.10.10 Terça-feira, 26.10.10 Pensamento do dia Na mocidade aprendemos, na velhice compreendemos. Marie Von Ebner-Eschenbach A dúvida é: Buscou na acumpuntura ou acupuntura a solução para suas dores? A resposta

Leia mais

Eficiência na Atenção à Saúde

Eficiência na Atenção à Saúde QualiHosp 2015 Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde Eficiência na Atenção à Saúde Michelle Mello de Souza Rangel Diretora-Adjunta Diretoria de Desenvolvimento Setorial -

Leia mais

As Fundações Estatais e as Políticas Públicas de Saúde. Jérzey Timóteo Diretor Substituto DEPREPS SGTES/Ministério da Saúde

As Fundações Estatais e as Políticas Públicas de Saúde. Jérzey Timóteo Diretor Substituto DEPREPS SGTES/Ministério da Saúde As Fundações Estatais e as Políticas Públicas de Saúde Jérzey Timóteo Diretor Substituto DEPREPS SGTES/Ministério da Saúde O Brasil é o único país com mais de 100 milhões de habitantes que assumiu o desafio

Leia mais

É recomendável ordenar e responder apenas àquelas perguntas que podem efetivamente contribuir para um aprofundamento da análise da organização.

É recomendável ordenar e responder apenas àquelas perguntas que podem efetivamente contribuir para um aprofundamento da análise da organização. Roteiro de Apoio Análise da Sustentabilidade Institucional Antonio Luiz de Paula e Silva alpsilva@fonte.org.br 1 O presente documento apresenta uma série de perguntas para ajudar no levantamento de dados

Leia mais

As tendências do Sistema Único de Saúde FGV 2009 1693 A Cidade de Curitiba 1916 2009 316 anos Missão da SMS Planejar e executar a política de saúde para o Município de Curitiba, responsabilizando- se pela

Leia mais