Ciclo de Vida da Empresa. Loulé 7 Maio 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ciclo de Vida da Empresa. Loulé 7 Maio 2015"

Transcrição

1 IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. Ciclo de Vida da Empresa Loulé 7 Maio 2015

2 IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. (Decreto-Lei nº 82/2014 de 20 de maio) O que é Instituto público de regime especial, integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio.

3 IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. (Decreto-Lei nº 82/2014 de 20 de maio) O que é Instituto público de regime especial, integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio. Missão Promover a competitividade e o crescimento empresarial, assegurar o apoio à conceção, execução e avaliação de politicas dirigidas à atividade industrial, visando o reforço da inovação, do empreendedorismo e do investimento das empresas, em especial das PME (exceto Turismo).

4 IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. Criação em 1975 Orçamento de Funcionamento: 23,3 milhões Orçamento Global: 749,1 milhões Nº Trabalhadores: % mulheres 70% com Grau Universitário

5 IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. Criação em 1975 Orçamento de Funcionamento: 23,3 milhões Orçamento Global: 749,1 milhões Nº Trabalhadores: % mulheres 70% com Grau Universitário Delegações Regionais: 12

6 Áreas Chave da Ação do IAPMEI Proximidade Regional e Licenciamento Investimento para a Inovação e Competitividade Empresarial Empreendedorismo e Inovação Capacitação Empresarial, Revitalização e Inovação Financeira

7 Sobre o IAPMEI Criação Crescimento Maturidade Revitalização/Declínio ideia Start up Desenvolvim. Estimular o empreendedorismo Valorização económica de result. I&D Promover e facilitar a criação de empresas e projetos inovadores Apoiar empreendedores e empresas nas fases iniciais do ciclo de vida e MPE Otimizar as condições de financiamento de arranque Facilitar o acesso à informação capacitar os empresários sustentar o crescimento em redes de conhecimento Apoiar a internacionalização otimizar as condições de financiamento para a implementação de estratégias de crescimento e de reforço da base competitiva das empresas Estimular e promover processos empresariais de Concentração, Transmissão/Sucessão e de Revitalização Áreas de Intervenção do IAPMEI

8 Sobre o IAPMEI Empresas IAPMEI Front Office Proximidade Regional e Licenciamentos Back Office Operativo Investimento e competitividade empresaria Empreendedorismo Inovação Capacitação e Inovação Financeira Back Office Logístico Recursos & Logística

9 Áreas Chave da Ação do IAPMEI Proximidade Regional e Licenciamento Investimento para a Inovação e Competitividade Empresarial Empreendedorismo e Inovação Capacitação Empresarial, Revitalização e Inovação Financeira

10 Proximidade Regional e Licenciamentos Valores da Assistência Empresarial : / PROXIMIDADE / SIMPLICIDADE / ENVOLVIMENTO / CONHECIMENTO / COPRODUÇÃO 12 Serviços Locais de Proximidade

11 Serviços da Assistência Empresarial Prestação de informação técnica personalizada Visitas de assistência técnica a empresas Serviço de atendimento (presencial e não presencial) Lojas da exportação (atendimento especializado) Serviço de alertas informativos Sessões Informativas (de curta duração sobre questões concretas e previamente identificadas) PME (empreendedores e empresas) Agentes da envolvente

12 Dinamização de Redes e Intermediação Serviços da Assistência Empresarial Rede de Centros de Conhecimento - Promover a colaboração entre os centros de conhecimento e as empresas de forma a desenvolver parcerias entre si, através de: Páginas Amarelas do Conhecimento mapeamento e caracterização dos centros de conhecimento e da oferta de conhecimento para as empresas Intermediação Assistência empresarial de intermediação personalizada entre empresas e centros de conhecimento Dia Aberto ao Conhecimento Sessões de trabalho com empresas e centros de conhecimento que promovem a ligação universidade-empresa e identificam casos de sucesso neste âmbito.

13 Serviços da Assistência Empresarial Facilitação de contactos com outras estruturas públicas ou privadas Levantamento de necessidades de internacionalização Apoio à integração na Enterprise Europe Network (EEN) Facilitação de contactos com outras estruturas públicas Facilitação de contactos com as redes de apoio à internacionalização no estrangeiro

14 Serviços da Assistência Empresarial Co-produção de iniciativas com agentes da envolvente Organização de iniciativas conjuntas com agentes da envolvente empresarial (Câmaras municipais, associações empresariais e de desenvolvimento local, incubadoras, parques de empresas e entidades do ensino superior) Atendimento Descentralizado Dias de atendimento generalizado Dias temáticos Capacitação das entidades da envolvente empresarial sobre apoios ás empresas

15 Serviços da Assistência Empresarial Licenciamento Industrial Licenciamento das empresas industriais no âmbito do Sistema de Indústria Responsável, em articulação com a rede de entidades que intervém neste tipo de atividade. (Ambiente, Entidades regionais, câmaras Municipais, Autoridade Condições de trabalho, etc.). Coordenar os procedimentos de instalação, exploração e alteração dos estabelecimentos industriais, bem como das Zonas Empresariais Responsáveis.

16 Áreas Chave da Ação do IAPMEI Proximidade Regional e Licenciamento Investimento para a Inovação e Competitividade Empresarial Empreendedorismo e Inovação Capacitação Empresarial, Revitalização e Inovação Financeira

17 Investimento para a Inovação e Competitividade Empresarial Conceber e gerir sistemas de incentivos que promovam a competitividade das empresas, através: do investimento inovador da dinamização da atividade de investimento privado em I&DT e sua valorização económica da qualificação dos recursos humanos da criação e reforço de competências estratégicas, nas suas visões empresarial, setorial e territorial, e com o apoio à envolvente na prossecução daqueles objetivos

18 Investimento para a Inovação e Competitividade Simplificação administrativa dos sistemas de incentivos, tendo como objetivo a redução dos custos de contexto para as empresas Disponibilizar ferramentas que visem facilitar a gestão e execução de projetos de investimento por parte das empresas Assegurar a articulação com as Autoridades de Gestão e outras entidades com competências de gestão e controlo dos FEEI Captação de projetos de investimento de origem nacional e internacional Análise e seleção de projetos de investimento Acompanhar a execução dos projetos de investimento Assegurar a aplicação de verbas públicas à luz dos normativos nacionais e comunitários Avaliar objetivos e Resultados

19 Qualificação e Internacionalização das PME Incentivos ao Investimento das Empresas Desenho dos sistemas (Portugal 2020, Comércio Investe); Análise dos projetos de investimento das empresas; Acompanhamento e verificação dos projetos Inovação empresarial e Empreendedorismo Vales (Inovação, Internacionalização e Empreendedorismo) I&DT Comércio Investe

20 Portugal 2020 Tipologias de SI Tipologias de Projeto Apoios Investigação e desenvolvimento tecnológico: Inovação empresarial e empreendedorismo: Qualificação e internacionalização das PME: I&D Empresas Núcleos de I&D Proteção de PI Inovação produtiva não PME Inovação produtiva PME Empreendedorismo qualificado e criativo Vale empreendedorismo Qualificação das PME Internacionalização PME Vale Internacionalização Vale Inovação Projetos e despesas de I&D Não reembolsável 25% a 80% dependendo do tipo de I&D, Dimensão da empresa e tipo de projeto) Projetos de natureza produtiva Reembolsável - juro 0% 35% a 75% dependendo da dimensão da empresa, localização e tipo de projeto Isenção de reembolso 50% para superação de metas OT3 PI3.2. OT3 PI3.3.

21 Comércio Investe Medida financiada através do Fundo de Modernização do Comércio, com dotação orçamental regional, que visa o lançamento de uma nova fase de apoio à atividade comercial, através de: Sistema de Incentivos Para requalificação de Micro ou Pequenas empresas do comércio a retalho e promoção do comércio localizado em centros urbanos. Linha de Crédito Para financiamento complementar ao apoio concedido no Sistema de Incentivos.

22 Áreas Chave da Ação do IAPMEI Proximidade Regional e Licenciamento Investimento para a Inovação e Competitividade Empresarial Empreendedorismo e Inovação Capacitação Empresarial, Revitalização e Inovação Financeira

23 Promoção e Dinamização do Empreendedorismo operacionalizar programas públicos de promoção do empreendedorismo e desenvolver abordagens inovadoras à utilização de instrumentos complementares de financiamento; dinamizar e promover o empreendedorismo com elevado grau de inovação e de valor acrescentado e o apoio à envolvente empresarial, em função das diferentes fases de intervenção: Ideia Projeto Arranque Venda Crescimento Reestruturação Transmissão

24 Promover o empreendedorismo com elevado grau de inovação e valor acrescentado Passaporte para o empreendedorismo (Programa +e+i) Estimular jovens empreendedores qualificados a desenvolverem projeto inovador em fase de ideia facultando ferramentas técnicas e financeiras Rede de Mentores (Programa +e+i) Estimular a ligação entre profissionais experientes e empreendedores que estejam a desenvolver as suas ideias de negócio e projetos empresariais Referencial de educação em/para o empreendedorismo (Programa +e+i) Introduzir o conceito de empreendedorismo na escola para induzir uma maior cultura empreendedora na sociedade portuguesa Fomento de projetos semente e apoio a spin-off (Compete 2020/SIAC) Desenvolver ação coletiva em articulação com clusters e SCTN

25 Instrumentos complementares de financiamento SI Promoção do empreendedorismo qualificado e criativo Dirigido a PME com < de 2 anos de setores c/ fortes dinâmicas de crescimento e intensidade tecnológica, valorizando ligação c/ ecossistema empreendedorismo SI - Regime contratual de Investimento (Proj. de interesse estratégico) Projetos de empreendedorismo de elevada mobilidade internacional Vale empreendedorismo Projeto de aquisição de serviços de consultoria na área do empreendedorismo, imprescindíveis ao arranque da empresa (planos de negócios) FINICIA promoção de instrumentos de financiamento da fase inicial de desenvolvimento da empresa Fundos Municipais Linhas protocoladas com a Banca Fundos de Capital de Risco pre-seed e early stage Call for entrepreneurship / Programa Ignição (Programa +e+i) Facilita o acesso de proj. inovadores de base tecnológica a capital semente

26 Programas públicos de promoção do empreendedorismo Capacitação de agentes e empreendedores (Programa +e+i) Formação de agentes para o empreendedorismo, mentores e empreendedores INOVA! Concurso de ideias (Programa +e+i) Estimular o empreendedorismo e a cultura empreendedora nas escolas nacionais Atribuição do Selo +e+i (Programa +e+i) Reconhecimento público de iniciativas dinamizadas pela sociedade civil que contribuam para estimular a cultura e práticas de empreendedorismo e inovação Portugal empreendedor (Programa +e+i) Dinamizar o empreendedorismo de base regional e redes locais de apoio. Projetos estruturantes de apoio ao empreendedorismo e à envolvente empresarial Desenvolver AC nos domínios da informação, conhecimento e constituição de rede de infraestruturas de aceleração e incubação, em articulação com estas

27 l Promoção da inovação e cooperação empresarial transnacional Enterprise Europe Network Balcão único de apoio às empresas, visa ajudar as PME a melhorar a sua competitividade e inovação e melhor explorar a internacionalização no mercado interno e para além dele. Serviços especializados no âmbito do Horizonte 2020, associados ao SME Instrument e a outros serviços de apoio à gestão da inovação.

28 Enterprise Europe Network Promoção da inovação e cooperação empresarial transnacional Em Portugal, é representada por um consórcio, liderado pelo IAPMEI e envolvendo 12 entidades: IAPMEI (líder), ACIF-CCIM, ANI, AEP, AIDA, AIMINHO, AIP, CCDR-Algarve, CCIPD, CEC-CCIC, INESC Porto e LNEG. O IAPMEI, enquanto Parceiro, desenvolve acções em todas as Actividades, com resultados, boas práticas e casos de sucesso internacionais divulgados pela Comissão Europeia. Por conivite da Comissão Europeia, desde 2012, o IAPMEI é mentor da EEN-Brazil.

29 Iniciativas e programas de estímulo ao desenvolvimento empresarial Prémios Europeus de Promoção Empresarial Visam identificar e reconhecer promotores empresariais e iniciativas realizadas com sucesso em toda a Europa e divulgar exemplos de melhores políticas e práticas de iniciativa empresarial e de empreendedorismo na Europa. O IAPMEI é coordenador Nacional desde a 1ª edição (2006), competindo-lhe promover e desenovolver a fase nacional, submeter à fase europeia as candidaturas seliccionadas e dar apoio e reportar à Comissão. Em 2014, pela 3ª vez edição consecutiva, Portugal foi: o país com maior número de candidaturas na fase nacional e vencedor na fase Europeia, na categoria Apoio ao desenvolvimento de mercados ecológicos e à eficiencia de recursos e mençãohonrosa na categoria Empreendedorismo respondável e inclusivo

30 Iniciativas e programas de estímulo ao desenvolvimento empresarial European SME Week 2014 Iniciativa da Comissão Europeia, dinamizada nos países participantes através de coordenadores Nacionais, que visa: informar os empreendedores sobre apoios e programas disponíveis para o seu a nível europeu, nacional, regional e local; fomentar o espírito empreendedor; reconhecer o contributo dos empreendedores para a prosperidade a nível europeu, criação de emprego, inovação e competitividade. IAPMEI é coordenador Nacional desta inicitativa para sector "expert Ministry desde a 1ª edição (2009), Compete-lhe promover e desenovolver a fase nacional e intervir enquanto interface junto da Comissão. Coordenador para o Comité Nacional do Programa COSME- Programa para a Competitividade das Empresas e das PME

31 Iniciativas e programas de estímulo ao desenvolvimento empresarial Benchmarking O IAPMEI gere e dinamiza, desde 2000, o Programa Benchmarking e Boas Práticas de apoio à competitividade das empresas, nomeadamente através: IBP - Índice Português de Benchmarking que permite a avaliação comparativa das empresas portuguesas em vários domínios. As empresas realizam os exercícios de benchmarking através de uma rede de Consultores Nacionais em Benchmarking (CNB), protocolados com o IAPMEI que gere e monitoriza este processo. Gestão da informação constante da plataforma de apoio ao IBP que conta actualmente com cerca de 4718 empresas. Innovation Scoring Em parceria com a COTEC Portugal, o IAPMEI colabora na dinamização do Innovation Scoring, um instrumento que visa estimular as empresas a desenvolverem inovação de uma forma mais sistemática, eficiente e eficaz.

32 Áreas Chave da Ação do IAPMEI Proximidade Regional e Licenciamento Investimento para a Inovação e Competitividade Empresarial Empreendedorismo e Inovação Capacitação Empresarial, Revitalização e Inovação Financeira

33 Valorização e Capacitação Empresarial Qualificação e valorização dos recursos humanos das PME e dos agentes da envolvente empresarial visando o apoio de proximidade através do desenvolvimento de programas de formação-ação. Potenciar a atuação das empresas em mercados globais através da transferência de conhecimento e da adoção de boas práticas Produtos: Programas de formação-ação Formação financeira para empreendedores, gestores e empresários (parceria com os supervisores financeiros) Formação de curta duração Ações sobre produtos e serviços do Iapmei Sessões temáticas específicas para segmentos de empreendedores/empresas Capacitação de Mentores RNM

34 Avaliação e Competitividade Empresarial Dinamizar uma rede nacional de produção e partilha de informação e conhecimento Dinamizar redes de fornecedores e de cadeias de valor Promover o desenvolvimento e a aplicação de ferramentas relevantes Promover a transferência de boas práticas de gestão para as empresas Produtos: Catálogo de fabricantes nacionais de produtos Dinamização Rede de Fornecedores Diagnóstico de Competências em PME

35 Soluções de financiamento para PME Crédito Linhas de crédito (Early stage, Microcrédito, PME Crescimento, etc) Capital Fundos de Capital de Risco Fundos Revitalizar (FREE) Fundo autónomo de Apoio à Concentração e Consolidação de Empresas (FACCE) Outras Soluções de Capital Seguro de Crédito Incentivos

36 Soluções de Financiamento para o Empreendedorismo Linhas de Crédito FINICIA, com partilha pública de risco a 75% através do sistema de garantia mútua, disponibilizadas por instituições bancárias, visa apoiar empreendedores e micro e pequenas empresas. o microcrédito (até 50 mil /projeto) o early stage (200 mil /projeto) o fundos de âmbito municipal em municípios aderentes ( até 45 mil /projeto) Soluções de Capital com cofinanciamento público, disponibilizados através de sociedades de capital de risco e business angels o fundos de capital pré-seed (até 300 mil /Projeto) Apoio a projetos com conteúdo tecnológico relevante: provas do conceito, prototipagem, valorização da propriedade intelectual e desenvolvimento de planos de negócios. o fundos de capital early stage Projetos emergentes de pequena escala com caráter inovador e/ou diferenciador (até 100 mil /Projeto) Projetos de forte conteúdo de inovação por PME com < 3 anos (até mil /Projeto) o fundos Business Angels (até 300 mil /projeto) Geridos por sociedades de Business Angels, envolvendo com financiamento público, apoia projetos nas fases seed e early stage promovidos por empresas com menos de 7 anos

37 Soluções de Crédito no financiamento de PME Linhas de Crédito PME Crescimento Soluções de crédito com partilha pública parcial de risco assegurada através de garantia mútua Empréstimos de longo prazo com taxas de juros negociadas e com bonificação das comissões de garantia mutua Linhasde CréditoPME Crescimento 2015 no valor de 1,4 mil milhões Micro e pequenas empresas (max/empresa: 25 mil ou 50 mil por empresa) Fundo de Maneio e Investimento: médio prazo e longo prazo (max/empresa: mil ou mil PME Líder) Empresas de Elevado Crescimento(max/empresa: mil ou mil PME Líder) Crédito Comercial a Exportadoras (max/empresa: mil ) Linha de Crédito Revitalizar 50 M Linha específica Curto Prazo 30 M (max/empresa: 750 mil e <= 25% Volume de Negócios) Linha específica Médio Prazo 20 M (max/empresa: 750 mil e <= 25% Volume de Negócios)

38 Soluções de Capital no financiamento das PME Fundos Revitalizar (FREE) São 3 Fundos de capital de risco no valor de 220 M (1 Norte, 1 Centro, 1 Lisboa, Alentejo e Algarve envolvendo financiamento público (POFC Compete/ PO Regionais Lisboa e Algarve) e Bancos, em partes iguais; Visa apoiar projetos de expansão, inovação e/ou modernização PME e projetos de constituição e arranque de PME, incluindo de projetos de empresas que tenham concluído com sucesso um processo de revitalização Fundosde Capital de Risco de apoio à Inovação e à Internacionalização de PME São 10 Fundos de capital de risco no valor de 123 M com cofinanciamento público (POFC Compete)

39 Revitalização e Transmissão de PME Revitalização empresarial de pme em situação de dificuldade financeira Informação, aconselhamento, assistência e intermediação a empresas em processos de revitalização e transmissão empresarial: SIREVE (Sistema de Recuperação de Empresas por Via Extrajudicial) Visa promover a recuperação de empresas por recurso à via extrajudicial, sendo o IAPMEI a entidade coordenadora do processo negocial entre a empresa e os seus principais credores (Administração Tributária, Segurança Social e Instituições financeiras)

40 Revitalização e Transmissão de PME Transmissão Empresarial Fintrans- Dimensão e Transmissão Empresarial Promoção da concentração e da transmissão empresarial, através do apoio ao desenvolvimento de processos de fusão, aquisição e sucessão Oferta: Empresas com dificuldades para prosseguir o seu desenvolvimento pela inadequação do modelo de negócio ou da gestão ou por problemas de sucessão Procura: Investidores, empreendedores ou empresas que queiram aumentar a sua competitividade através de uma estratégia de crescimento por aquisição - fusão concentração Apoio técnico através de aconselhamento, avaliação, divulgação de oportunidades e intermediação negocial e no acesso a financiamento

41 Outras iniciativas em curso Portugal Sou Eu É um programa do Ministério da Economia que visa a valorização da produção nacional para a promoção da competitividade e do emprego nas empresas nacionais, em particular nas PME. Tem o objetivo de estimular a produção, a distribuição, a comercialização e o consumo, informado, de produtos e serviços que adicionem valor acrescentado à economia nacional, e que promovam o equilíbrio da balança de pagamentos. (aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros 56/2011) O IAPMEI é copromotor, tendo a coordenação do Órgão Operacional.(outros copromotores, em parceria com a sociedade civil - AEP, AIP, CAP)

42 Outras iniciativas em curso Agenda Portugal Digital A Agenda Portugal Digital tem como objetivo fomentar o desenvolvimento e a utilização da economia digital pelos cidadãos, pelas empresas e pelo Estado, estimulando a produção de produtos, serviços e soluções tecnológicas competitivas, orientadas para os mercados internacionais. (aprovada pela Resolução do Conselho de Ministros 112/2012) O IAPMEI preside à comissão técnica que dinamiza a execução das medidas previstas. O Programa PME Digital é uma das iniciativas com objetivo ajudar as micro, pequenas e médias empresas portuguesas a serem mais competitivas ao disponibilizar soluções tecnológicas de gestão de negócios baseadas em Internet mais recentes e em condições extremamente acessíveis.

43 Outras iniciativas em curso As Lojas da Exportação são um serviço de proximidade, que têm como objetivo incentivar as PME com vocação exportadora a iniciar o seu processo de internacionalização ou a ampliar a sua atividade em mercados externos. É uma parceria entre o IAPMEI e AICEP Portugal Global, consubstanciada numa rede de serviços regionais que apoiam tecnicamente as PME na sua abordagem a mercados internacionais, ajudando-as na formulação de estratégias e no contacto com parceiros locais

44 Ferramentas de apoio à gestão Guia Prático do Empreendedor constitui uma ferramenta de trabalho para o empreendedor, onde está sistematizada a informação essencial para quem tem uma ideia, deseja criar uma empresa ou expandir a sua atividade, dividido em 4 grandes áreas: Desenvolvimento da Ideia e do Plano de Negócios Constituição da empresa e ligação a serviços do Estado Apoio às empresas e instrumentos de financiamento Links para plataformas online e estruturas locais O Plano de Negócios é essencial que a ideia e/ou projeto seja bem definida e bem apresentada, de forma a poder ultrapassar todas as fases típicas de análise e apreciação e receber uma apreciação final baseada no seu real potencial. solidarpassoapasso.pdf

45 Resumindo Criação Crescimento Maturidade Revitalização/Declínio ideia Start up Desenvolvim. T Capital Semente Business Angels Programa ignição Linhas de Crédito Incentivos Criação Empresas Rede Nacional Mentores Documentação suporte a Plano negócios Formação e informação Centros Conhecimento Linhas de Crédito Fundos de Capital de Risco Incentivos ao Desenvolvimento (Portugal 2020/Comércio Investe, etc) Mercado de Capitais Formação empresarial Acesso à Informação Rede Centros Conhecimento Diagnóstico de Competências Facilitação/intermediação com outras entidades PME Digital Portugal Sou Eu Loja da Exportação Fundos Revitalizar FACCE Fundos de Cap Risco Acesso à Informação Envolvimento de estruturas de apoio Apoio em processos de concentração, transmissão e sucessão SIREVE

46 Obrigada! IAPMEI, I.P. Agência para a Competividade e Inovação, I.P. Direção de Proximidade Regional - Centro de Apoio Empresarial Sul - Algarve Tel:

Política nacional. Empreendedorismo Fator fundamental e prioritário para o desenvolvimento e aumento da competitividade da economia nacional.

Política nacional. Empreendedorismo Fator fundamental e prioritário para o desenvolvimento e aumento da competitividade da economia nacional. Criar a Empresa O desafio do empreendedorismo! Política nacional Empreendedorismo Fator fundamental e prioritário para o desenvolvimento e aumento da competitividade da economia nacional. Empreendedorismo

Leia mais

FINANCIAMENTO QUAIS OS APOIO ÀS PMEs?

FINANCIAMENTO QUAIS OS APOIO ÀS PMEs? FINANCIAMENTO QUAIS OS APOIO ÀS PMEs? A Criação de Uma Empresa Passos Preliminares Torres Vedras, 25 de Março de 2014 Francisco Pegado francisco.pegado@iapmei.pt Notas Prévias A Abordagem geral do Tema

Leia mais

IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.

IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei. IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.pt Aveiro, 17 de setembro de 2015 Grandes objetivos da economia

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

Soluções de Financiamento FINICIA

Soluções de Financiamento FINICIA Projetos, Financiamento e Empreendedorismo Soluções de Financiamento FINICIA Cascais, 28 de Outubro de 2011 andre.marco@iapmei.pt Direcção de Participadas e Instrumentos Financeiros no IAPMEI. Soluções

Leia mais

Facilitar. o acesso ao Financiamento. Direcção de Participadas e Instrumentos Financeiros AM-DPIF

Facilitar. o acesso ao Financiamento. Direcção de Participadas e Instrumentos Financeiros AM-DPIF Facilitar o acesso ao Financiamento 1 Direcção de Participadas e Instrumentos Financeiros INOFIN Programa Quadro de Inovação Financeira INOVAÇÃO FINANCEIRA Intervenção indirecta do Estado a favor das PME

Leia mais

Sistema de Apoio às Ações Coletivas (SIAC)

Sistema de Apoio às Ações Coletivas (SIAC) Eixo Prioritário I Competitividade, Inovação e Conhecimento Sistema de Apoio às Ações Coletivas (SIAC) Impulso Jovem Aviso de Abertura de Convite Público para Apresentação de Candidaturas Sistema de Apoio

Leia mais

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SI À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO SI À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Data: 13 de Outubro

Leia mais

JORNADAS TÉCNICAS DA CERÂMICA 15

JORNADAS TÉCNICAS DA CERÂMICA 15 JORNADAS TÉCNICAS DA CERÂMICA 15 2º Painel Incentivos à Indústria O papel do IAPMEI na Competitividade do setor Miguel Cruz 26 Novembro de 2015 Apoiar as PME nas suas estratégias de crescimento inovador

Leia mais

SISTEMA DE APOIO AO FINANCIAMENTO E PARTILHA DE RISCO DA INOVAÇÃO (SAFPRI)

SISTEMA DE APOIO AO FINANCIAMENTO E PARTILHA DE RISCO DA INOVAÇÃO (SAFPRI) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Nº 03 / SAFPRI / 2009 SISTEMA DE APOIO AO FINANCIAMENTO E PARTILHA DE RISCO DA INOVAÇÃO (SAFPRI) CONSTITUIÇÃO OU REFORÇO DE FUNDOS DE CAPITAL DE RISCO (FCR) PROJECTOS FASE

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

Leia mais

Uma Rede europeia ao serviço das empresas. AEP Leça da Palmeira, 26 de Maio de 2010. IAPMEI Helena Moura. European Commission Enterprise and Industry

Uma Rede europeia ao serviço das empresas. AEP Leça da Palmeira, 26 de Maio de 2010. IAPMEI Helena Moura. European Commission Enterprise and Industry Uma Rede europeia ao serviço das empresas AEP Leça da Palmeira, 26 de Maio de 2010 IAPMEI Helena Moura European Commission Enterprise and Industry Enquadramento Enquadramento Enterprise Europe Network

Leia mais

1º Call for Ideas. Artigo 1º. Artigo 2º. [Type text] [Type text] [Type text] - Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa - Regulamento.

1º Call for Ideas. Artigo 1º. Artigo 2º. [Type text] [Type text] [Type text] - Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa - Regulamento. 1º Call for Ideas - Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa - Regulamento Artigo 1º Âmbito 1. O 1º Call for Ideas Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa é um programa de candidaturas para

Leia mais

Novo Modelo para o Ecossistema Polos e Clusters. Resposta à nova ambição económica

Novo Modelo para o Ecossistema Polos e Clusters. Resposta à nova ambição económica Novo Modelo para o Ecossistema Polos e Clusters Novo Modelo para o Ecossistema Polos e Clusters Resposta à nova ambição económica Resposta à nova ambição económica 02-07-2012 Novo Modelo para o Ecossistema

Leia mais

financiar um novo negócio

financiar um novo negócio financiar um novo negócio Microfinanciamento para a Inovação AIP andre.marco@iapmei.pt Direção de Participadas e Instrumentos Financeiros 2014 Acesso a Financiamento Partilha pública de risco e ou cofinanciamento

Leia mais

A cultura e a criatividade na internacionalização da economia portuguesa. Augusto Mateus Sociedade de Consultores Augusto Mateus & Associados

A cultura e a criatividade na internacionalização da economia portuguesa. Augusto Mateus Sociedade de Consultores Augusto Mateus & Associados A cultura e a criatividade na internacionalização da economia portuguesa Augusto Mateus Sociedade de Consultores Augusto Mateus & Associados O desafio nacional A criação de emprego virá do círculo virtuoso

Leia mais

Direcção de Assistência Empresarial

Direcção de Assistência Empresarial Direcção de Assistência Empresarial Lisboa, 11 de Agosto de 2011 Missão das lojas da exportação Prestar apoio às empresas nas suas estratégias de exportação, facilitando e simplificando o acesso informação,

Leia mais

Programa FINICIA. Financiamento no arranque de empresas

Programa FINICIA. Financiamento no arranque de empresas Programa FINICIA Financiamento no arranque de empresas A Agência de PME AMBIÇÃO Missão O IAPMEI tem por missão constituir-se como instrumento privilegiado de política económica para o agenciamento público

Leia mais

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA POLÍTICA DE INTENSIFICAÇÃO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL EM PORTUGAL E POTENCIAÇÃO DOS SEUS RESULTADOS 0. EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Leia mais

SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES

SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES Jaime Andrez Presidente do CD do IAPMEI 20 de Abril de 2006 A inovação

Leia mais

Ministérios das Finanças e da Economia. Portaria n.º 37/2002 de 10 de Janeiro

Ministérios das Finanças e da Economia. Portaria n.º 37/2002 de 10 de Janeiro Ministérios das Finanças e da Economia Portaria n.º 37/2002 de 10 de Janeiro O Decreto-Lei n.º 70-B/2000, de 5 de Maio, aprovou o enquadramento das medidas de política económica para o desenvolvimento

Leia mais

NORTE 2020 Sistemas de Incentivos às Empresas. Eunice Silva Castelo de Paiva, 18.02.2016

NORTE 2020 Sistemas de Incentivos às Empresas. Eunice Silva Castelo de Paiva, 18.02.2016 NORTE 2020 Sistemas de Incentivos às Empresas Eunice Silva Castelo de Paiva, 18.02.2016 SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INOVAÇÃO EMPRESARIAL EMPREENDEDORISMO QUALIFICAÇÃO DE PME INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Jorge Abegão Secretário-Técnico do COMPETE Coimbra, 28 de janeiro de 2015 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA EUROPA 2020 CRESCIMENTO INTELIGENTE

Leia mais

Contributo do CENTRO 2020 para a COMPETITIVIDADE e INTERNACIONALIZAÇÃO das PME. Ana Abrunhosa - Presidente CCDRC

Contributo do CENTRO 2020 para a COMPETITIVIDADE e INTERNACIONALIZAÇÃO das PME. Ana Abrunhosa - Presidente CCDRC Contributo do CENTRO 2020 para a COMPETITIVIDADE e INTERNACIONALIZAÇÃO das PME Ana Abrunhosa - Presidente CCDRC O PO Regional Centro 2014-2020 por EIXOS 9,79% 2,48% Eixo 9 Reforçar a rede urbana Eixo 8

Leia mais

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL 2015 PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL 2015 MANUAL OPERACIONAL Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2015 2/13 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO E JUSTIFICAÇÃO... 3 1.1. Um prémio que reconhece a excelência

Leia mais

Apoios ao Empreendedorismo Programas Nacionais. Programa Estratégico para o Empreendedorismo e Inovação PROGRAMA +E+I (2011-2015)

Apoios ao Empreendedorismo Programas Nacionais. Programa Estratégico para o Empreendedorismo e Inovação PROGRAMA +E+I (2011-2015) Apoios ao Empreendedorismo Programas Nacionais PEEI Programa Estratégico para o Empreendedorismo e Inovação PROGRAMA +E+I (2011-2015) Programa +E+I Enquadramento Resolução do Conselho de Ministros nº54/16

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA FEVEREIRO 2012

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA FEVEREIRO 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA FEVEREIRO 2012 INOVAÇÃO PRODUTIVA SECTOR TURISMO QREN QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL 2007-2013 INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 ÍNDICE PÁGINA OBJECTO

Leia mais

Empreendedorismo As Dinâmicas Empresariais e das Instituições

Empreendedorismo As Dinâmicas Empresariais e das Instituições Empreendedorismo As Dinâmicas Empresariais e das Instituições Ordem dos Engenheiros 25 de novembro de 2015 Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.pt Citação For a truly innovative Europe to compete successfully

Leia mais

PROGRAMA FINICIA IAPMEI IAPMEI IAPMEI IAPMEI POTENCIAR TALENTOS. Objectivos da Área de Negócio Financiamento Empresarial.

PROGRAMA FINICIA IAPMEI IAPMEI IAPMEI IAPMEI POTENCIAR TALENTOS. Objectivos da Área de Negócio Financiamento Empresarial. PROGRAMA FINICIA POTENCIAR TALENTOS O tem por missão promover a inovação e executar políticas de estímulo ao desenvolvimento empresarial, visando o reforço da competitividade e da produtividade das empresas,

Leia mais

Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras. Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007

Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras. Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007 Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007 O parceiro das PME 2 Missão Visão Produtos e Serviços Facilitar e assistir as PME nas suas estratégias

Leia mais

Prazos para a Apresentação de Candidaturas Entre o dia 23 de Dezembro de 2011 e o dia 11 de Abril de 2012 (24 horas).

Prazos para a Apresentação de Candidaturas Entre o dia 23 de Dezembro de 2011 e o dia 11 de Abril de 2012 (24 horas). SI INOVAÇÃO [Projectos PROVERE] Aviso para Apresentação de Candidaturas n.º 15/SI/2011 Aberto concurso para a implementação dos PROVERE Programas de Valorização Económica de Recursos Endógenos que pretendem

Leia mais

FINICIA APOIO AO FINANCIAMENTO. Mar./2009. rita.seabra@iapmei.pt ana.rosas@iapmei.pt leitao.gomes@iapmei.pt www.finicia.pt

FINICIA APOIO AO FINANCIAMENTO. Mar./2009. rita.seabra@iapmei.pt ana.rosas@iapmei.pt leitao.gomes@iapmei.pt www.finicia.pt FINICIA APOIO AO FINANCIAMENTO na fase START-UP rita.seabra@iapmei.pt ana.rosas@iapmei.pt leitao.gomes@iapmei.pt www.finicia.pt Mar./2009 FINICIA Apresentação composta por duas partes: 1. Instrumentos

Leia mais

Índice. I. Sumário Executivo... 2. II. Análise da Conjuntura Actual... 7. III. Missão, Visão, Valores e Organograma... 9. IV. Áreas de Actuação...

Índice. I. Sumário Executivo... 2. II. Análise da Conjuntura Actual... 7. III. Missão, Visão, Valores e Organograma... 9. IV. Áreas de Actuação... Índice I. Sumário Executivo... 2 II. Análise da Conjuntura Actual... 7 III. Missão, Visão, Valores e Organograma... 9 IV. Áreas de Actuação... 11 A. Promoção do Empreendedorismo, Inovação e Competitividade

Leia mais

Passaporte para o Empreendedorismo

Passaporte para o Empreendedorismo Passaporte para o Empreendedorismo Enquadramento O Passaporte para o Empreendedorismo, em consonância com o «Impulso Jovem», visa através de um conjunto de medidas específicas articuladas entre si, apoiar

Leia mais

HORIZONTE 2020 Desafios Para as Empresas Portuguesas do Sector do Ambiente

HORIZONTE 2020 Desafios Para as Empresas Portuguesas do Sector do Ambiente HORIZONTE 2020 Desafios Para as Empresas Portuguesas do Sector do Ambiente Cascais, 24-04-2015 Paulo Carpinteiro Licks & Associados POCI Programa Operacional Competitividade e Internacionalização PORegionais

Leia mais

inovar Ajudamos http://www.adi.pt

inovar Ajudamos http://www.adi.pt Ajudamos a inovar http://www.adi.pt Promover a inovação e o desenvolvimento tecnológico facilitando o aprofundamento das relações entre o mundo da investigação e o tecido empresarial português A Agência

Leia mais

Projectos de I&DT Empresas Individuais

Projectos de I&DT Empresas Individuais 1 Projectos de I&DT Empresas Individuais Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (SI I&DT) Projectos de I&DT Empresas Dezembro de 2011 2 s Enquadramento Aviso n.º 17/SI/2011

Leia mais

LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP 19 MARÇO 2013

LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP 19 MARÇO 2013 PLATAFORMAS CPLP 19 MARÇO 2013 FINALIDADE DO PROJETO LUSOFONIA ECONÓMICA Promover a internacionalização das empresas através da intensificação de: - Parcerias entre empresários da CPLP - Divulgação de

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI PME Apoios ao crescimento APDSI

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial da Região Autónoma da Madeira - Inovar 2020.- Portaria n.º 86/2016 de 2 de Março de 2016

Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial da Região Autónoma da Madeira - Inovar 2020.- Portaria n.º 86/2016 de 2 de Março de 2016 FICHA TÉCNICA INOVAR 2020 Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial da Região Autónoma da Madeira - Inovar 2020.- Portaria n.º 86/2016 de 2 de Março de 2016 Introdução O INOVAR 2020, Sistema de Incentivos

Leia mais

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20

AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 AS OPORTUNIDADES PARA AS EMPRESAS NO PORL 2014-20 Vítor Escária CIRIUS ISEG, Universidade de Lisboa e Augusto Mateus & Associados Barreiro, 30/06/2014 Tópicos Enquadramento A Estratégia de Crescimento

Leia mais

1.º MÉRITO DO PROJECTO

1.º MÉRITO DO PROJECTO SISTEMA DE APOIO A ENTIDADES DO SISTEMA CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO NACIONAL CRITÉRIOS DE SELECÇÃO O Regulamento do Sistema de Apoio a Entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional definiu as regras

Leia mais

É celebrado o presente protocolo de colaboração que se rege pelas cláusulas seguintes: Cláusula Primeira

É celebrado o presente protocolo de colaboração que se rege pelas cláusulas seguintes: Cláusula Primeira PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO INSTITUCIONAL ENTRE O IAPMEI E A AHETA PARA A DIVULGAÇÃO E PROMOÇÃO DO SISTEMA DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS POR VIA EXTRAJUDICIAL (SIREVE) E DO PROCESSO ESPECIAL DE REVITALIZAÇÃO

Leia mais

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Duarte Rodrigues Vogal da Agência para o Desenvolvimento e Coesão Lisboa, 17 de dezembro de 2014 Tópicos: 1. Portugal

Leia mais

FALTA A CAPA RELATÓR IO ECONTAS 2009. PRODUTECH Associação para as Tecnologias de Produção Sustentável www.produtech.org

FALTA A CAPA RELATÓR IO ECONTAS 2009. PRODUTECH Associação para as Tecnologias de Produção Sustentável www.produtech.org FALTA A CAPA RELATÓR IO ECONTAS 2009 PRODUTECH Associação para as Tecnologias de Produção Sustentável www.produtech.org ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJECTIVOS... 3 3 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES... 5 3.1 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Aveiro 4 de Junho de 2015

Aveiro 4 de Junho de 2015 Aveiro 4 de Junho de 2015 Enquadramento e âmbito Territorial: Todo o território do continente Setores: Todas as atividades económicas Especial incidência para a produção de bens e serviços transacionáveis

Leia mais

O Apoio à Investigação e Inovação no Portugal 2020. Diretora da Unidade de Política Regional Conceição Moreno

O Apoio à Investigação e Inovação no Portugal 2020. Diretora da Unidade de Política Regional Conceição Moreno O Apoio à Investigação e Inovação no Portugal 2020 Diretora da Unidade de Política Regional Conceição Moreno Lisboa, 02 de outubro de 2014 Tópicos: 1. Portugal 2020: Objetivos e prioridades 2. Nova Lógica

Leia mais

INVESTIR EM I&D - PLANO DE ACÇÃO PARA PORTUGAL ATÉ 2010 CIÊNCIA E INOVAÇÃO -PLANO PLANO DE ACÇÃO PARA PORTUGAL ATÉ 2010 - NOVA TIPOLOGIA DE PROJECTOS

INVESTIR EM I&D - PLANO DE ACÇÃO PARA PORTUGAL ATÉ 2010 CIÊNCIA E INOVAÇÃO -PLANO PLANO DE ACÇÃO PARA PORTUGAL ATÉ 2010 - NOVA TIPOLOGIA DE PROJECTOS CIÊNCIA E INOVAÇÃO -PLANO PLANO DE ACÇÃO PARA PORTUGAL ATÉ 2010 - NOVA TIPOLOGIA DE PROJECTOS 1 ENQUADRAMENTO - I - Os objectivos delineados na Estratégia de Lisboa e as conclusões do Conselho de Barcelona,

Leia mais

EMISSOR: Presidência do Conselho de Ministros e Ministério da Economia e do Emprego

EMISSOR: Presidência do Conselho de Ministros e Ministério da Economia e do Emprego DATA: Segunda-feira, 31 de dezembro de 2012 NÚMERO: 252 SÉRIE I, 4º SUPLEMENTO EMISSOR: Presidência do Conselho de Ministros e Ministério da Economia e do Emprego DIPLOMA: Portaria n.º 432-B/2012 SUMÁRIO:

Leia mais

PRORROGAÇÃO DE PRAZO - Candidaturas SI Qualificação PME (Diversificação e Eficiência Energética) (16/07/2010)

PRORROGAÇÃO DE PRAZO - Candidaturas SI Qualificação PME (Diversificação e Eficiência Energética) (16/07/2010) PRORROGAÇÃO DE PRAZO - Candidaturas SI Qualificação PME (Diversificação e Eficiência Energética) (16/07/2010) Foi prorrogado o prazo para apresentação de candidaturas no âmbito do Aviso N.º 03/SI/2010,

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA DE INTERVENÇÃO 3.1.1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO-ACÇÃO PARA PME REGULAMENTO DE CANDIDATURA PARA ENTIDADES

Leia mais

Cluster Habitat Sustentável

Cluster Habitat Sustentável Seminário Mercado de Tintas Associação Portuguesa de Tintas Luso - 26.03.2015 Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS SISTEMA DE APOIO ÀS AÇÕES COLETIVAS TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO Índice 1. Objetivo temático, prioridade de investimento e objetivo

Leia mais

Consultoria Estratégica

Consultoria Estratégica Quem somos e o que fazemos A Select Advisor é uma empresa de Consultoria Estratégica Ajudamos à criação de valor, desde a intenção de investimento e angariação de parcerias até ao apoio de candidaturas

Leia mais

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO Artigo 1º Âmbito Ao abrigo do n.º 1 do artigo 8.º da Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, o presente regulamento estabelece os procedimentos

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Gestão de Projectos info@ipn-incubadora.pt +351 239 700 300 BEST SCIENCE BASED INCUBATOR AWARD Incentivos às Empresas Objectivos: - Promoção do up-grade das empresas de PME; - Apoiar

Leia mais

Inovação e Competitividade Incentivos às Empresas 2020

Inovação e Competitividade Incentivos às Empresas 2020 Inovação e Competitividade Incentivos às Empresas 2020 Investigação, Inovação, Empreendedorismo Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.pt Setúbal 16 Setembro 2015 O presente conteúdo é válido no contexto do evento

Leia mais

Portugal 2020 Lançados Programas Operacionais

Portugal 2020 Lançados Programas Operacionais Portugal 2020 Lançados Programas Operacionais Novos PO detêm um valor global de quase 12,2 mil M de financiamento comunitário Alerta de Cliente Dezembro de 2014 Temas/Assuntos: Numa cerimónia realizada

Leia mais

I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1. Incentivos ao EMPREENDEDORISMO

I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1. Incentivos ao EMPREENDEDORISMO I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1 Incentivos ao EMPREENDEDORISMO Abril 2015 I N C E N T I V O S A O E M P R E E N D E D O R I S M O Pag. 2 ÍNDICE 1. Enquadramento... 3 2. Criação

Leia mais

15071/15 ip/arg 1 DG B 3A

15071/15 ip/arg 1 DG B 3A Conselho da União Europeia Bruxelas, 7 de dezembro de 2015 15071/15 SOC 711 EMPL 464 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: Secretariado Geral do Conselho data: 7 de dezembro de 2015 para: Delegações n.º doc. ant.:

Leia mais

Apoios ao Turismo Lições do QREN, desafios e oportunidades

Apoios ao Turismo Lições do QREN, desafios e oportunidades Apoios ao Turismo Lições do QREN, desafios e oportunidades Piedade Valente Comissão Diretiva do COMPETE Sintra, 9 de outubro de 2014 Agenda da Competitividade (2007-2013): instrumentos de apoio eficiência

Leia mais

CANDIDATURAS À MEDIDA FORMAÇÃO-AÇÃO PARA PME

CANDIDATURAS À MEDIDA FORMAÇÃO-AÇÃO PARA PME CANDIDATURAS À MEDIDA FORMAÇÃO-AÇÃO PARA PME Destinatários do projeto Micro, Pequenas e Médias empresas com: Dimensão até 250 trabalhadores Localizadas nas regiões Norte, Centro e Alentejo Estatuto PME

Leia mais

O princípio da afirmação da sociedade civil.

O princípio da afirmação da sociedade civil. Dois dos Valores do PSD O Princípio do Estado de Direito, respeitante da eminente dignidade da pessoa humana - fundamento de toda a ordem jurídica baseado na nossa convicção de que o Estado deve estar

Leia mais

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2014-2020

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2014-2020 COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS DA 2014-2020 18-11-2015 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL, IP-RAM MISSÃO Promover o desenvolvimento, a competitividade e a modernização das empresas

Leia mais

APOIO E FINANCIAMENTO AO DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS. Criação e desenvolvimento de negócios Soluções de financiamento

APOIO E FINANCIAMENTO AO DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS. Criação e desenvolvimento de negócios Soluções de financiamento APOIO E FINANCIAMENTO AO DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS Criação e desenvolvimento de negócios Soluções de financiamento Lisboa, 21/01/2014 André Março andre.marco@iapmei.pt 1 Acesso a Financiamento Partilha

Leia mais

QREN 2007-2013 Agenda Factores de Competitividade Sistemas de Incentivos Workshop Medidas de Apoio às Empresas Marinha Grande.

QREN 2007-2013 Agenda Factores de Competitividade Sistemas de Incentivos Workshop Medidas de Apoio às Empresas Marinha Grande. QREN 2007-2013 Agenda Factores de Competitividade Sistemas de Incentivos Workshop Medidas de Apoio às Empresas Marinha Grande Carlos Castro 1 SI I&DT Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento

Leia mais

Plano Estratégico de Iniciativas à Empregabilidade Jovem e de Apoio às PME Exponor, 15 de Junho de 2012

Plano Estratégico de Iniciativas à Empregabilidade Jovem e de Apoio às PME Exponor, 15 de Junho de 2012 Plano Estratégico de Iniciativas à Empregabilidade Jovem e de Apoio às PME Exponor, 15 de Junho de 2012 Contexto: O Impulso Jovem, Plano Estratégico de Iniciativas de Promoção da Empregabilidade Jovem

Leia mais

A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Alter do Chão 12 Novembro. Miguel Taborda - SPI

A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Alter do Chão 12 Novembro. Miguel Taborda - SPI A Certificação das atividades de investigação, desenvolvimento e inovação (IDI) Miguel Taborda - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. A NORMA NP 4457:2007 REQUISITOS

Leia mais

inovação & nas empresas 2020 competitividade

inovação & nas empresas 2020 competitividade inovação & nas empresas 2020 competitividade Desafios e Oportunidades de Inovação A Competitividade das Empresas e os Instrumentos do Portugal 2020 Coimbra Abril 2014 1 PT HOJE Empresas 2020: Desafios

Leia mais

24/05/2015. Índice. Portugal 2020 : Objectivos e Prioridades. Estrutura Operacional. ISQ e Portugal 2020. Oportunidades

24/05/2015. Índice. Portugal 2020 : Objectivos e Prioridades. Estrutura Operacional. ISQ e Portugal 2020. Oportunidades 24/05/2015 Índice Portugal 2020 : Objectivos e Prioridades Estrutura Operacional ISQ e Portugal 2020 Oportunidades 1 ( ) Portugal 2020 é o conjunto de políticas, estratégias de desenvolvimento, domínios

Leia mais

QREN (2007-2013) PARTE I ESTRUTURA DO QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL

QREN (2007-2013) PARTE I ESTRUTURA DO QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL QREN (2007-2013) PARTE I ESTRUTURA DO QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL O Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), que define as orientações fundamentais para a utilização nacional dos

Leia mais

PROVERE PROGRAMAS DE VALORIZAÇÃO ECONÓMICA DE RECURSOS ENDÓGENOS

PROVERE PROGRAMAS DE VALORIZAÇÃO ECONÓMICA DE RECURSOS ENDÓGENOS PROVERE PROGRAMAS DE VALORIZAÇÃO ECONÓMICA DE RECURSOS ENDÓGENOS VALORIZAÇÃO DOS RECURSOS SILVESTRES DO MEDITERRÂNEO - UMA ESTRATÉGIA PARA AS ÁREAS DE BAIXA DENSIDADE DO SUL DE PORTUGAL CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL

Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL Recursos Humanos Financiamento Condições Legais: Lei de Investigação Clínica Fundo para a Investigação em

Leia mais

VALE EMPREENDEDORISMO

VALE EMPREENDEDORISMO V A L E E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1 VALE EMPREENDEDORISMO (PROJETOS SIMPLIFICADOS DE EMPREENDEDORISMO) Março 2015 V A L E E M P R E E N D E D O R I S M O Pag. 2 ÍNDICE 1. Enquadramento... 3

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas 16 de Novembro de 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA

Leia mais

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito REGULAMENTO O presente regulamento estabelece os procedimentos associados à medida «Passaporte para o Empreendedorismo», regulamentada pela Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, estabelecida

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade ACORDO DE PARCERIA Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

UM CONJUNTO INTEGRADO DE SOLUÇÕES PARA APOIAR AS PME

UM CONJUNTO INTEGRADO DE SOLUÇÕES PARA APOIAR AS PME UM CONJUNTO INTEGRADO DE SOLUÇÕES PARA APOIAR AS PME Ana Rosas Ana.rosas@iapmei.pt FINANCIAMENTO Ciclo de Vida das Empresas FINICIA FINCRESCE FINTRANS FINANCIAMENTO FINICIA Projectos de Forte Conteúdo

Leia mais

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014

+Inovação +Indústria. AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 +Inovação +Indústria AIMMAP Horizonte 2020 - Oportunidades para a Indústria Porto, 14 outubro 2014 Fatores que limitam maior capacidade competitiva e maior criação de valor numa economia global Menor capacidade

Leia mais

PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE. Deliberações CMC POR: 18/06/2010, 25/11/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012

PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE. Deliberações CMC POR: 18/06/2010, 25/11/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012 PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE Deliberações CMC POR: 18/06/2010, 25/11/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012 ECONOMIA DIGITAL E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO - ENTRADA EM VIGOR

Leia mais

Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas Empresarias de Interesse Regional

Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas Empresarias de Interesse Regional Programa FINICIA 02.02.2006 retirado de www.iapmei.pt Caracterização dos eixos de intervenção Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas

Leia mais

FINICIA. Como funciona?

FINICIA. Como funciona? FINICIA O FINICIA consiste no financiamento bancário em regime bonificado para a criação de novas microempresas e para expansão de atividades de empresas já constituídas na fase inicial do seu ciclo de

Leia mais

A reabilitação como parte da estratégia coletiva do Cluster Habitat Sustentável

A reabilitação como parte da estratégia coletiva do Cluster Habitat Sustentável Sustentabilidade na Reabilitação Hotel Altis Lisboa 06.02.2014 A reabilitação como parte da estratégia coletiva do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Lisboa,

Leia mais

COSME - Programa Europeu para a competitividade das empresas e das PME

COSME - Programa Europeu para a competitividade das empresas e das PME COSME - Programa Europeu para a competitividade das empresas e das PME ENTERPRISE EUROPE NETWORK - PORTUGAL Escola Superior Agrária de Ponte do Lima, 17 de Julho de 2014 European Commission Enterprise

Leia mais

Programa Nacional de Desenvolvimento do Empreendedorismo,, Inovação e Emprego no Sector Cultural e Criativo Cri[activo]

Programa Nacional de Desenvolvimento do Empreendedorismo,, Inovação e Emprego no Sector Cultural e Criativo Cri[activo] Programa Nacional de Desenvolvimento do Empreendedorismo,, Inovação e Emprego no Sector Cultural e Criativo Cri[activo] 1. ENQUADRAMENTO Ao longo de 2009 consolidou-se em Portugal o reconhecimento de que

Leia mais

Soluções de Financiamento

Soluções de Financiamento Soluções de Financiamento CEC/CCIC, 25 de Outubro 2013 Osória Veiga Miranda Direção de Assistência Empresarial MINISTÉRIO DA ECONOMIA O que acontece ao nível das empresas As empresas, em particular as

Leia mais

Valorizar os produtos da terra. Melhorar a vida das nossas aldeias. documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015

Valorizar os produtos da terra. Melhorar a vida das nossas aldeias. documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015 PROGRAMA VISEU RURAL Valorizar os produtos da terra Melhorar a vida das nossas aldeias documento síntese para consulta e debate público 9 Fev 2015 CONSELHO ESTRATÉGICO DE VISEU Apresentação. O mundo rural

Leia mais

Workshop 4 FINANCIAMENTO A PROJECTOS CRIATIVOS

Workshop 4 FINANCIAMENTO A PROJECTOS CRIATIVOS AGENDA PARA O EMPREENDEDORISMO NAS INDÚSTRIAS CRIATIVAS Workshop 4 FINANCIAMENTO A PROJECTOS CRIATIVOS Facilitador: JOSÉ FURTADO CAIXA BI Relator: RICARDO LUZ INVICTA ANGELS Mote: O principal recurso das

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

Programa de atividades 2015

Programa de atividades 2015 Programa de atividades 2015 Programa de atividades 2015 (Documento de trabalho) Lisboa, 2015 Plano Nacional de Formação Financeira www.todoscontam.pt Edição Conselho Nacional de Supervisores Financeiros

Leia mais

Mecanismos de apoio e incentivo à Eficiência energética

Mecanismos de apoio e incentivo à Eficiência energética Mecanismos de apoio e incentivo à Eficiência energética Victor Francisco CTCV - Responsável Gestão e Promoção da Inovação [victor.francisco@ctcv.pt] Workshop Setorial da Cerâmica e do Vidro CTCV 14.12.12

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL DA 2014-2020 (MADEIRA 14-20) EIXO PRIORITÁRIO 3 Reforçar a Competitividade das Empresas PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI) 3.b Desenvolvimento

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO RECONHECIMENTO DE CLUSTERS DE COMPETITIVIDADE AVISO DE ABERTURA

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO RECONHECIMENTO DE CLUSTERS DE COMPETITIVIDADE AVISO DE ABERTURA CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO RECONHECIMENTO DE CLUSTERS DE COMPETITIVIDADE AVISO DE ABERTURA I. Objeto do Concurso O presente aviso de abertura de concurso destina-se à apresentação de

Leia mais

Potencial humano com prioridade para intervenções no âmbito do emprego privado e público, da educação e formação e da formação avançada, promovendo a

Potencial humano com prioridade para intervenções no âmbito do emprego privado e público, da educação e formação e da formação avançada, promovendo a Potencial humano com prioridade para intervenções no âmbito do emprego privado e público, da educação e formação e da formação avançada, promovendo a mobilidade, a coesão social e a igualdade de género,

Leia mais

As regiões Portuguesas: Lisboa: Competitividade e Emprego; Madeira: Phasing-in; Algarve: Phasing-out; Norte, Centro, Alentejo, Açores: Convergência

As regiões Portuguesas: Lisboa: Competitividade e Emprego; Madeira: Phasing-in; Algarve: Phasing-out; Norte, Centro, Alentejo, Açores: Convergência A Nova Agenda da Política de Coesão no Espaço Europeu Nuno Teixeira CCDR-LVT 26.Novembro.2010 A Nova Agenda da Política de Coesão no Espaço Europeu 1 ÍNDICE I. A coesão no espaço europeu II. O Tratado

Leia mais

Artigo 1.º. Âmbito e objeto

Artigo 1.º. Âmbito e objeto PROJETO DE REGULAMENTO DO CONCURSO PÚBLICO PARA A SELEÇÃO DE INFRAESTRUTURAS DE INVESTIGAÇÃO E SUA INTEGRAÇÃO NO ROTEIRO NACIONAL DE INFRAESTRUTURAS DE INVESTIGAÇÃO DE INTERESSE ESTRATÉGICO Artigo 1.º

Leia mais

INOVAÇÃO e I&DT Lisboa

INOVAÇÃO e I&DT Lisboa INOVAÇÃO e I&DT Lisboa Prioridades, Impactos, Próximo Quadro MIGUEL CRUZ Aumentar a capacidade competitiva no mercado internacional Reforçar as competências estratégicas Apoiar as PME no reforço das suas

Leia mais

Guia de Apoio à Apresentação de Candidaturas

Guia de Apoio à Apresentação de Candidaturas CONCURSO PARA RECONHECIMENTO DE CLUSTERS DE COMPETITIVIDADE Despacho n.º 2909/2015, de 23 de março Guia de Apoio à Apresentação de Candidaturas AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURAS DE 5 DE JUNHO DE 2015 Nota

Leia mais

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO Estudo da Sustentabilidade das Empresas Recém Criadas Produção apoiada pelo Programa Operacional de Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), co-financiado pelo Estado

Leia mais