Requisitos , e Visão ANAC. Seminário de RCEs Comandos de Voo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Requisitos 25.681, 25.683 e 25.685 Visão ANAC. Seminário de RCEs Comandos de Voo"

Transcrição

1 Requisitos , e Visão ANAC Seminário de RCEs Comandos de Voo

2 Tópicos Objetivo Histórico Requisitos 14CFR RBAC , e Policy Draft FAA Material de Treinamento FAA 14CFR e Diferenças para a EASA Visão ANAC Conclusão Referências

3 Objetivo Informar aos RCEs de Comandos de Voo a respeito da interpretação dos requisitos , e

4 Histórico Durante recente validação de aeronave Brasileira nos Estados Unidos, a FAA questionou o meio de cumprimento apresentado para o A FAA solicitou que fosse realizado teste para verificar a possibilidade de enroscamento dos cabos de comando com a carga limite aplicada.

5 Requisito 14 CFR/RBAC Limit Load Static Tests (a) Compliance with the limit load requirements of this Part must be shown by tests in which-- (1) The direction of the test loads produces the most severe loading in the control system; and (2) Each fitting, pulley, and bracket used in attaching the system to the main structure is included. (b) Compliance must be shown (by analyses or individual load tests) with the special factor requirements for control system joints subject to angular motion. Intent of the rule (AC 25.21) The purpose of this rule is to ensure that the control systems are able to withstand any loads that are likely to occur in service, and to validate that deformations will not be hazardous. MOC (AC 25.21) Compliance with this requirement may be shown by tests(s). Meio de cumprimento aceito pela ANAC Teste estático com carga limite;

6 Requisito 14 CFR/RBAC Operation Tests It must be shown by operation tests that when portions of the control system subject to pilot effort loads are loaded to 80 percent of the limit load specified for the system and the powered portions of the control system are loaded to the maximum load expected in normal operation, the system is free from - (a) (b) (c) Jamming; Excessive friction; and Excessive deflection. Intent of the rule (AC 25.21) The purpose of this rule is to ensure that the control systems are free from jamming, excessive friction, and excessive deflections under likely operating loads. MOC (AC 25.21) For guidance with this requirement, refer to the preamble of Amendment 25-23, 35 FR 5675, April 8, 1970.

7 Requisito 14 CFR/RBAC Meio de cumprimento aceito pela ANAC - Teste na aeronave; - Sistema é carregado com 80% da carga limite na parte não potenciada e 100% da carga limite na parte potenciada; - Os comandos são ciclados para verificar travamentos; - Os atritos são mensurados; - A autoridade residual da superfície é mensurada; - Os cabos são inspecionados para verificar deflexão excessiva;

8 Control System Details (a) (b) (c) (d) Requisito 14 CFR/RBAC Each detail of each control system must be designed and installed to prevent jamming, chafing, and interference from cargo, passengers, loose objects, or the freezing of moisture. There must be means in the cockpit to prevent the entry of foreign objects into places where they would jam the system. There must be means to prevent the slapping of cables or tubes against other parts. Sections and apply to cable systems and joints. Intent of the rule (AC 25.21) The purpose of this rule is to ensure that the control systems will not become jammed due to foreign objects or ice formation MOC (AC 25.21) For guidance on compliance with this requirement, refer to the preamble of Amendment 25-38, 41 FR 55466, December 20, Meio de cumprimento aceito pela ANAC - Design review (demonstrar que o sistema não é susceptível à entrada de objetos estranhos que possam travar o sistema e que existem meios para garantir a drenagem em áreas sob o circuito dos cabos e/ou superfícies); - Inspeção na aeronave para verificação dos itens descritos acima;

9 Policy Draft FAA : - Teste estático realizado na aeronave; - Aplicação da carga limite (carga limite deve levar em conta requisitos e ); There should be sufficient rigidity in the control runs to allow full pilot forces to reach any likely point where a jam could occur, or as a minimum, sufficient pilot forces to activate camout or design breakout features in the control system. - Slack Cable Test para avaliação de susceptibilidade ao enroscamento em 360 graus ao redor dos cabos. This test is intended to account for normal production tolerances and varying cable tension which can be expected in service due to rigging tolerances and the effects of temperature.

10 Policy Draft FAA MÉTODO DE CUMPRIMENTO DA POLICY : Teste de carga limite convencional: Teste estático com a carga limite para verificar que nenhuma deformação permanente ocorre quando a carga limite é aplicada. Avaliação da folga dos cabos de controle com 100% da carga limite:

11 Policy Draft FAA : - Testes dinâmicos realizados na aeronave e no iron bird (se disponível); - Aplicação da carga limite em partes potenciadas e 80% da carga em partes não potenciadas; - Em sistemas com reversão mecânica, ambas configurações devem ser avaliadas; - Avaliação das forças por pilotos FAA; - Obtenção de gráficos de deflexão por força para avaliar travamentos, autoridade remanescente e atrito da cadeia de comandos.

12 Policy Draft FAA MÉTODO DE CUMPRIMENTO DA POLICY : - Teste na aeronave; - Sistema é carregado com 80% da carga limite na parte não potenciada e 100% da carga limite na parte potenciada; - Os comandos são ciclados para verificar travamento; - Os atritos são mensurados; - Autoridade residual da superfície é mensurada; - Os cabos são inspecionados para verificar deflexão excessiva;

13 Policy Draft FAA : - Inspeção do circuito de cabos e tubos de comandos para verificar potenciais áreas de formação de umidade e gelo (drenos de lavatórios, drenos de galleys, tanques e tubos de água potável, tubos de ar condicionado, condensação natural e penetração de chuva) ; - Inspeção dos drenos para evitar acúmulo de água; - Proteção do circuito de cabos e tubos de comandos da entrada de objetos estranhos; - Afastamento do circuito de áreas adjacentes para eliminar pontos de contato. - Reprojeto do circuito caso identifique características não adequadas.

14 Policy Draft FAA MÉTODO DE CUMPRIMENTO DA POLICY : - Design review (demonstrar que o sistema não é susceptível à entrada de objetos estranhos que possam travar o sistema e que existem meios para garantir a drenagem em áreas sob o circuito dos cabos e/ou superfícies); - Inspeção na aeronave para verificação dos itens descritos acima;

15 Material de Treinamento FAA 14CFR e / These rules require demonstration of the strength of the control system under limit load and its ability to operate under these loads. A slack cable test is usually conducted to show compliance and demonstrates that under limit load forces a slack cable will not hang up and jam. The FAA typically witnesses these tests and participates in the inspection. The operations tests is typically done with wing and empenage loaded to induce deflection seen in flight.

16 Diferenças para EASA Limit Load Static Tests: Não há diferenças Operation Tests: - Incluída a avaliação com a estrutura defletida por carregamento (b) - Incluída a avaliação de interferência e contato sob vibrações normais de voo e operação em solo (c) Control System Details: Não há diferenças

17 Operation Tests (a) (b) (c) Diferenças para EASA It must be shown by operation tests that when portions of the control system subject to pilot effort loads are loaded to 80 percent of the limit load specified for the system and the powered portions of the control system are loaded to the maximum load expected in normal operation, the system is free from - (1) Jamming; (2) Excessive friction; and (3) Excessive deflection. It must be shown by analysis and, where necessary, by tests that in the presence of deflections of the aeroplane structure due to the separate application of pitch, roll and yaw limit manoeuvre loads, the control when loaded to obtain these limit loads and operated within its operational range of deflections can be exercised about all control axes and remain free from- (1) Jamming; (2) Excessive friction; (3) Disconnection, and (4) Any form of permanent damage. It must be shown that under vibration loads in the normal flight and ground operating conditions, no hazard can result from interference or contact with adjacent elements.

18 Visão ANAC RBAC Objetivo Verificar se os componentes do sistema de comando (cabos, polias, esticadores, fixações...) não apresentam deformações permanentes ao serem submetidos à carga limite. Critério de Aceitação - Não pode haver deformações permanentes; - Não pode haver trincas nas fixações ou estruturas adjacentes às fixações; - As deformações não podem gerar condições prejudiciais ao funcionamento do sistema; - Não deve haver pontas ou locais de potencial enganchamento próximo ao circuito de cabos, principalmente na parte de baixo do circuito.

19 Visão ANAC RBAC Objetivo Verificar se o sistema de comando (cabos, polias, fairleads, grommets, esticadores, fixações...) operam de forma satisfatória em toda a faixa de carregamento operacional (80% da carga limite parte não potenciada e 100% na potenciada) prevista para a aeronave e sob as deflexões esperadas para a estrutura aonde as superfícies são montadas. Critério de Aceitação - Deve haver um mínimo de autoridade para cada lado de comando da superfície; - O atrito não deve ser excessivo ; - Não pode ocorrer travamento de cabos ou tubos de torque ao longo do circuito de comando em toda extensão de comando da superfície associada; - Não pode ocorrer travamento de superfícies quando a estrutura adjacente encontra-se elasticamente deformada por carregamentos previstos para aeronave em toda extensão de comando da superfície.

20 Visão ANAC RBAC Objetivo Verificar se o sistema de comando (cabos, polias, roldanas, fixações...) não é propenso a travamentos por formação de gelo e ou interferência com elementos internos e externos à aeronave. Critério de Aceitação - Circuitos de comando não devem estar localizados sob áreas com potencial vazamento ou condensação de água; - A geometria de áreas sob o circuito de comando não devem acumular água ou devem conter meios para a efetiva drenagem de líquidos; - Circuitos de comandos não devem ser expostos a passageiros; - Circuitos de comandos devem ser protegidos se os mesmos passam pelo compartimento de carga da aeronave; - Circuitos de comandos devem ser protegidos sob o cabine de pilotagem - Deve haver uma folga mínima entre o circuito de comando e as partes adjacentes para que não ocorra o contato ou interferência durante operação normal. Se não há como evitar o contato, o projeto deve ter elementos preparados para o contato (faileads, grommets, scuff boots, etc)

21 Conclusão - Diferença de regulamentos e interpretação entre ANAC, FAA e EASA. - Para novos programas, a interpretação segundo a Visão ANAC deve ser utilizada para determinação de cumprimento destes requisitos

22 Referências - Draft Policy FAA: Adobe Acrobat Document

Efeito da Sustentação Estática, Diedro e Outros Parâmetros na Determinação das Velocidades de Flutter em Caudas-T

Efeito da Sustentação Estática, Diedro e Outros Parâmetros na Determinação das Velocidades de Flutter em Caudas-T Workshop RCE 2011 Efeito da Sustentação Estática, Diedro e Outros Parâmetros na Determinação das Velocidades de Flutter em Caudas-T Por: Rafael Fávaro Foltran Sumário Introdução Sustentação Estática na

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL SUPERINTENDÊNCIA DE AERONAVEGABILIDADE

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL SUPERINTENDÊNCIA DE AERONAVEGABILIDADE AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL SUPERINTENDÊNCIA DE AERONAVEGABILIDADE PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PARA ESTABELECIMENTO DE CONDIÇÃO ESPECIAL A SER INCORPORADA À BASE DE CERTIFICAÇÃO DO PROJETO DE TIPO DO AVIÃO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL PROPOSTA DE CONDIÇÃO ESPECIAL A SER INCORPORADA À BASE DE CERTIFICAÇÃO DO PROJETO DE TIPO DO AVIÃO EMBRAER EMB-550.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL PROPOSTA DE CONDIÇÃO ESPECIAL A SER INCORPORADA À BASE DE CERTIFICAÇÃO DO PROJETO DE TIPO DO AVIÃO EMBRAER EMB-550. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL PROPOSTA DE CONDIÇÃO ESPECIAL A SER INCORPORADA À BASE DE CERTIFICAÇÃO DO PROJETO DE TIPO DO AVIÃO EMBRAER EMB-550. 1. APRESENTAÇÃO JUSTIFICATIVA 1.1 A presente Justificativa

Leia mais

ITA Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Cargas em Aviões. Introdução

ITA Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Cargas em Aviões. Introdução ITA Instituto Tecnológico de Aeronáutica Cargas em Aviões Introdução Objetivos do Projeto Estrutural O trabalho de rimeira imortância ara o rojetista de estruturas de aviões é o de rojetar uma estrutura

Leia mais

CE/SC nº 25 016. Título:

CE/SC nº 25 016. Título: CONDIÇÃO ESPECIAL CE/SC nº 25 016 Título: Title: Condição Especial Aplicável à Interação entre Sistemas e Estrutura Special Condition for Interaction of Systems and Structures Aprovação: Resolução ANAC

Leia mais

Engenharia de Requisitos. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br

Engenharia de Requisitos. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br Engenharia de Requisitos Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br O Documento de Requisitos Introdução The requirements for a system are the descriptions

Leia mais

Nota: Para obter o texto do FAR Part 31, acesse: http://ecfr.gpoaccess.gov/cgi/t/text/text-idx?&c=ecfr&tpl=/ecfrbrowse/title14/14tab_02.

Nota: Para obter o texto do FAR Part 31, acesse: http://ecfr.gpoaccess.gov/cgi/t/text/text-idx?&c=ecfr&tpl=/ecfrbrowse/title14/14tab_02. RBHA 31 RBHA 31 REQUISITOS DE AERONAVEGABILIDADE. BALÕES LIVRES TRIPULADOS ESTE ARQUIVO CONTÉM O TEXTO DO RBHA 31, APROVADO PELA PORTARIA Nº 288/DGAC DE 6 DE AGOSTO DE 1990, PUBLICADA NO DOU DE 04 DE SETEMBRO

Leia mais

Operação de Instalações Marítimas

Operação de Instalações Marítimas ENIDH, Abril 2011 Sumário 1 Steering Gear 2 Bow Thrust 3 Propeller Servo 1 Steering Gear 2 Bow Thrust 3 Propeller Servo Steering Gear System Comprises two identical hydraulic systems. Each system includes:

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO OPERACIONAL

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO OPERACIONAL RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO OPERACIONAL AERONAVE EA500 (ECLIPSE AEROSPACE INC., ICAO EA50) RIO DE JANEIRO, BRASIL ORIGINAL OUTUBRO, 2012 ANAC, Rio de Janeiro, Brasil 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 4 2. RESUMO DESCRITIVO

Leia mais

Brazilian airworthiness regulation perspectives

Brazilian airworthiness regulation perspectives Brazilian airworthiness regulation perspectives Roberto Honorato ICAO & LACAC UAS SEMINAR - 2012 Regulatory Framework LAW Law 7.565/86 Law 11.182/05 General provisions RBAC Regulamentos Brasileiros de

Leia mais

Manual do usuário. Xperia P TV Dock DK21

Manual do usuário. Xperia P TV Dock DK21 Manual do usuário Xperia P TV Dock DK21 Índice Introdução...3 Visão geral da parte traseira do TV Dock...3 Introdução...4 Gerenciador do LiveWare...4 Como atualizar o Gerenciador do LiveWare...4 Utilização

Leia mais

Introdução à Tecnologia de Satélites CSE-200-4

Introdução à Tecnologia de Satélites CSE-200-4 Introdução à Tecnologia de Satélites CSE-200-4 Subsistema de Controle Térmico Petrônio Noronha de Souza Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE São José dos Campos, SP Maio de 2012 Unidade 2/Parte

Leia mais

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA.

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. PAULO RICARDO H. BALDUINO 0 Conteúdo 1. Introdução

Leia mais

Asas de confiança, para produtos delicados. Wings of trust, for frail products.

Asas de confiança, para produtos delicados. Wings of trust, for frail products. Asas de confiança, para produtos delicados. Wings of trust, for frail products. Serviço dedicado e cuidado redobrado com carga sensível à temperatura. Dedicated service and extra care for temperature

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

Stressing with Real Time Load to Installation the Stay Cable in the Brasilia Bridge

Stressing with Real Time Load to Installation the Stay Cable in the Brasilia Bridge Stressing with Real Time Load to Installation the Stay Cable in the Brasilia Bridge Pedro Afonso de Oliveira Almeida Fernando Rebouças Stucchi Professor of Department of Structure and Geotechnical Engineering,

Leia mais

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH ÍNDICE PORTUGUÊS 1. Introdução...2 2. Características...2 3. Avisos...3 4. Instalação...3 4.1 Alimentação por pilha AAA 4.2 Alimentação pela entrada USB 5. Utilizando o Produto...5 6. Solução de Problemas...5

Leia mais

SmartDock for Xperia ion Manual do usuário

SmartDock for Xperia ion Manual do usuário SmartDock for Xperia ion Manual do usuário Índice Introdução...3 Visão geral do SmartDock...3 Carregando o SmartDock...3 Introdução...5 LiveWare manager...5 Como atualizar o LiveWare manager...5 Como selecionar

Leia mais

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Raquel Jauffret Guilhon Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo

Leia mais

Energia Solar Fotovoltaica, MC Brito Sizing PV Systems 3/11/1009

Energia Solar Fotovoltaica, MC Brito Sizing PV Systems 3/11/1009 Define load, location, inclination Determine irradiation Calculate installed power to fulfil load Calculate number of modules Define system specs (battery, charge regulator, inverter) Example Stand alone

Leia mais

CSR/Instruções de inspeção para técnicos

CSR/Instruções de inspeção para técnicos INSTRUÇÕES DE INSPEÇÃO Escavadeiras CSR/Instruções de inspeção para técnicos Esta instrução é um recurso técnico informal. Para obter especificações e procedimentos corretos, refira-se sempre às instruções

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas, anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 2010 Certificate issued in according

Leia mais

Consultoria em Direito do Trabalho

Consultoria em Direito do Trabalho Consultoria em Direito do Trabalho A Consultoria em Direito do Trabalho desenvolvida pelo Escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados compreende dois serviços distintos: consultoria preventiva (o

Leia mais

COMPONENTES DO SMS RISCOS PERIGOS MITIGAÇÕES

COMPONENTES DO SMS RISCOS PERIGOS MITIGAÇÕES GABINETE DE SEGURANÇA DO AEROPORTO DE LISBOA - 2014 1 COMPONENTES DO SMS RISCOS PERIGOS MITIGAÇÕES COMPONENTES DO SMS SMS COMPONENTES DO SMS CORRIGIR... CORRIGIR... CORRIGIR... CORRIGIR... SUMÁRIO Introdução

Leia mais

SERVIÇO DE INFORMAÇÃO DE VOO DE AERÓDROMO (ICA 100-12)

SERVIÇO DE INFORMAÇÃO DE VOO DE AERÓDROMO (ICA 100-12) NORMAS DO DECEA SERVIÇO DE INFORMAÇÃO DE VOO DE AERÓDROMO (ICA 100-12) O AFIS tem por finalidade proporcionar informações que assegurem a condução eficiente do tráfego aéreo nos aeródromos homologados

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 APRESENTAÇÃO ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão NBR 5410:1997 NBR 5410:2004

Leia mais

Poles / Piles Estacas / Postes

Poles / Piles Estacas / Postes Poles / Piles Estacas / Postes TYPES OF POLES / PILES TIPOS DE ESTACAS / POSTES 7.1 Foundation poles - Estacas para fundações - 7.2 Electric poles / Utility posts - Postes para eletricidade - APPLICABLE

Leia mais

FEN- 06723 Processamento Digital de Imagens. Projeto 3 Utilizando filtragem rejeita faixa para tirar ruído de imagem

FEN- 06723 Processamento Digital de Imagens. Projeto 3 Utilizando filtragem rejeita faixa para tirar ruído de imagem FEN- 06723 Processamento Digital de Imagens Projeto 3 Utilizando filtragem rejeita faixa para tirar ruído de imagem Marcelo Musci Mestrado Geomática/UERJ-2004 Abstract Frequency space offers some attractive

Leia mais

Aeronavegabilidade Continuada. O modelo Embraer. 20 de Agosto de 2009. Rafael Gustavo Fassina Marques

Aeronavegabilidade Continuada. O modelo Embraer. 20 de Agosto de 2009. Rafael Gustavo Fassina Marques Aeronavegabilidade Continuada O modelo Embraer 20 de Agosto de 2009 Rafael Gustavo Fassina Marques Fonte: Arquivo Embraer Aeronavegabilidade Continuada Objetivo Apresentar os conceitos, definições e atividades

Leia mais

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Parte 16 - Pedidos de Anexo I: Instruções para o modelo de documento justificativo de pedido de Versão 1.0 Página 1 de 7 Instruções Na IUCLID, por cada informação

Leia mais

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle So that all the available files in the Moodle can be opened without problems, we recommend some software that will have to be installed

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Objetivo da Consulta: Amparo Legal para adoção de Cláusula Restritiva de Utilização para aeronaves BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH

Objetivo da Consulta: Amparo Legal para adoção de Cláusula Restritiva de Utilização para aeronaves BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH 10th International Microinsurance Conference 2014 Mexico DF, 13/nov/2014 The Objetivo correspondent da Consulta: Amparo Legal para adoção de The Objetivo correspondent

Leia mais

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS Ana Helena da Silva, MCI12017 Cristiana Coelho, MCI12013 2 SUMMARY 1. Introduction 2. The importance of IT in Organizations 3. Principles of Security 4. Information

Leia mais

Capítulo 11 - ENSAIOS DE COMPATIBILIDADE E EM VÔO

Capítulo 11 - ENSAIOS DE COMPATIBILIDADE E EM VÔO 1 Capítulo 11 - ENSAIOS DE COMPATIBILIDADE E EM VÔO Para que se garanta a adequabilidadde de uma instalação de APU é necessário que o fabricante de aeronave realize uma série de ensaios, agrupados em duas

Leia mais

DESCRIÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAÇÃO DE VAZAMENTOS NO CIRCUITO PRIMÁRIO USADO NA USINA NUCLEAR DE ANGRA 2

DESCRIÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAÇÃO DE VAZAMENTOS NO CIRCUITO PRIMÁRIO USADO NA USINA NUCLEAR DE ANGRA 2 DESCRIÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAÇÃO DE VAZAMENTOS NO CIRCUITO PRIMÁRIO USADO NA USINA NUCLEAR DE ANGRA 2 Lilian Rose Sobral da Costa e Jorge Eduardo de Sza Mendes ELETRONUCLEAR - Eletrobrás Termonuclear

Leia mais

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Introdução Introduction Normas Gráficas Este manual fornece os

Leia mais

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Águas de Restos de Concretos Reciclagem Notas de aula Prof. Eduardo C. S. Thomaz Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Exemplo: Firma Sohnt / USA - Concrete Reclaimer Conjunto do Sistema

Leia mais

Introducing IMI Hydronic Engineering! agora se chama.

Introducing IMI Hydronic Engineering! agora se chama. Introducing IMI Hydronic Engineering! agora se chama. 2 Novo nome mas...mesma qualidade de pessoas, produtos e serviços 3 ..and...nossa promessa permanece: Nós fornecemos soluções e produtos que ajudam

Leia mais

18 de setembro de 2008 0003/SAR-ANAC/2008 1. ASSUNTO

18 de setembro de 2008 0003/SAR-ANAC/2008 1. ASSUNTO 18 de setembro de 2008 0003/SAR-ANAC/2008 1. ASSUNTO Composição de tripulação comissários no transporte aéreo regular conforme IAC 3206-0387, parágrafo 7 da seção II, para as aeronaves EMB-170 (ERJ 170-100

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas, anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 2010 Certificate issued in according

Leia mais

Aula 14 - Transmissão de Potência e Torque.

Aula 14 - Transmissão de Potência e Torque. Aula 14 - Transmissão de Potência e Torque. Prof. Wanderson S. Paris, M.Eng. prof@cronosquality.com.br Transmissão de Potência Eixos e tubos com seção transversal circular são freqüentemente empregados

Leia mais

Conceitos essenciais sobre mancais de rolamento e de deslizamento

Conceitos essenciais sobre mancais de rolamento e de deslizamento Conceitos essenciais sobre mancais de rolamento e de deslizamento Débora Ariana Correa da Silva Érika Barbosa dos Santos Prof. Dr. Ulysses de Barros Fernandes Tecnologia em Mecatrônica Industrial Faculdade

Leia mais

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2 Nome UC Hidráulica Urbana CU Name Código UC 725 Curso MEC Semestre do plano de estudos 2 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 164 ECTS 6 Horas de contacto T - 22,5; PL -

Leia mais

Lloyd s no brasil. 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO

Lloyd s no brasil. 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO Lloyd s no brasil 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO July 2010 Lloyd s no Brasil abril 2008: O Lloyd s foi o primeiro ressegurador a receber a licença da SUSEP,

Leia mais

BRUXISMO EM CRIANÇAS COM DENTIÇÃO MISTA (A PROPÓSITO DE UM CASO CLÍNICO)

BRUXISMO EM CRIANÇAS COM DENTIÇÃO MISTA (A PROPÓSITO DE UM CASO CLÍNICO) BRUXISMO EM CRIANÇAS COM DENTIÇÃO MISTA (A PROPÓSITO DE UM CASO CLÍNICO) Dissertação apresentada à Universidade Católica Portuguesa Para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária Por: Carla Sofia

Leia mais

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation DevOps Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013 1 O desenvolvedor O mundo mágico de operações Como o desenvolvedor vê operações Como operações vê uma nova release

Leia mais

Peter Øye, CEO & President, Markleen AS. Response and Containment systems

Peter Øye, CEO & President, Markleen AS. Response and Containment systems Peter Øye, CEO & President, Markleen AS Response and Containment systems What we do: Markleen supplies complete Oil Spill Response Systems for PSVs to NOFO and Petrobras standards. Oil Booms Skimmer Fast

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Certificado emitido conforme requisitos da avaliação da conformidade de equipamentos elétricos para atmosferas explosivas, anexo à Portaria Inmetro nº. 179 de 18 de maio de 2010 Certificate issued in according

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP 1 MIBs RMON No Linux os arquivos MIB são armazenados no diretório /usr/share/snmp/mibs. Cada arquivo MIB

Leia mais

Autores. Abstract. 18 a 20 de outubro de 2000 Vila Velha Palace Hotel Ponta Grossa Paraná

Autores. Abstract. 18 a 20 de outubro de 2000 Vila Velha Palace Hotel Ponta Grossa Paraná SISTEMA COMPUTADORIZADO PARA O MONITORAMENTO DE FATORES AMBIENTAIS E CONTROLE DA QUALIDADE DA SOLUÇÃO NUTRITIVA NO CULTIVO HIDROPÔNICO EM CASAS DE VEGETAÇÃO Autores Pedro Paulo da Cunha Machado Email:

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP Net-SNMP (http://www.net-snmp.org) é um conjunto de aplicações usado para implementar SNMPv1, SNMPv2 e SNMPv3.

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL, EVENTOS ESPORTIVOS, PATROCÍNIO DE ATLETAS E USO DA SUA IMAGEM

PROPRIEDADE INTELECTUAL, EVENTOS ESPORTIVOS, PATROCÍNIO DE ATLETAS E USO DA SUA IMAGEM PROPRIEDADE INTELECTUAL, EVENTOS ESPORTIVOS, PATROCÍNIO DE ATLETAS E USO DA SUA IMAGEM Debatedor: Gustavo Piva de Andrade gpa@dannemann.com.br 25/08/2014 Ruídos na comunicação de um grande evento esportivo

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores THIS PROGRAM AIMS TO TOAST OUR CUSTOMERS WITH THE OPPORTUNITY TO DISCOVER AND EXPLORE THE FAIAL AND S. JORGE ISLANDS. WE HAVE A WIDE RANGE OF CULTURAL

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTEGRADA: TRATAMENTO DE ANOMALIAS EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA. Ana Elisa Peres Magalhães

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTEGRADA: TRATAMENTO DE ANOMALIAS EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA. Ana Elisa Peres Magalhães SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE INTEGRADA: TRATAMENTO DE ANOMALIAS EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA Ana Elisa Peres Magalhães MONOGRAFIA SUBMETIDA À COORDENAÇÃO DE CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE

Leia mais

Aplication blackboxing

Aplication blackboxing Aplication blackboxing Além da mentalidade monolítica Diogo Terror escalabilidade de código? escalabilidade de código! Diogo Terror Real Terror Estamos contratando recrutamento@boo-box.com Features++

Leia mais

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos Resumo da Dissertação apresentada à UFSC como parte dos requisitos necessários para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Elétrica. A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA

Leia mais

Lung Cancer. Risk Factors

Lung Cancer. Risk Factors Lung Cancer The lungs are the organs that help us breathe. They help to give oxygen to all the cells in the body. Cancer cells are abnormal cells. Cancer cells grow and divide more quickly than healthy

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Novas Diretrizes de projeto e aplicação de painéis de baixa tensão Eng. Nunziante Graziano, M. Sc. AGENDA Normas de Referência Por que um

Leia mais

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR IS IS Nº 91.21-001. Aprovação: Portaria nº 2526/SPO/SAR, de 29 de outubro de 2014, publicada no Diário Oficial da União de 30 de outubro de 2014, seção 1, página 4. Assunto: Utilização

Leia mais

Possíveis tecnologias aplicadas com a finalidade de deter as aeronaves em risco de acidentes nos aeroportos de pista curta.

Possíveis tecnologias aplicadas com a finalidade de deter as aeronaves em risco de acidentes nos aeroportos de pista curta. Possíveis tecnologias aplicadas com a finalidade de deter as aeronaves em risco de acidentes nos aeroportos de pista curta. Ten Cel Av Curcio Piloto de Provas Objetivo Conhecer aspectos importantes sobre

Leia mais

O novo requisito 25.1302

O novo requisito 25.1302 O novo requisito 25.1302 Homero Montandon Piloto de Ensaio em Voo Agência Nacional de Aviação Civil Palavras Chave: Segurança de Voo, Erro Humano, Requisito de Aeronavegabilidade, Certificação de Aeronave.

Leia mais

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR - IS

INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR - IS INSTRUÇÃO SUPLEMENTAR - IS Aprovação: Resolução nº 87, de 11 de maio de 2009, publicado no Diário Oficial da União N 88, S/1, p. 145, de 12/05/2009. Assunto: Publicações técnicas: obtenção, controle e

Leia mais

ACTOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Decisão do Conselho que altera as Partes 1 e 2 da Rede de Consulta Schengen (Especificações Técnicas)

ACTOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Decisão do Conselho que altera as Partes 1 e 2 da Rede de Consulta Schengen (Especificações Técnicas) CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 17 de Novembro de 2008 (OR. en) 10611/08 VISA 213 COMIX 490 ACTOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Assunto: Decisão do Conselho que altera as Partes 1 e 2 da Rede

Leia mais

PROJETO DE UM DISPOSITIVO PARA VIABILIZAR ENSAIOS SOBRE QUALIDADE DE VÔO DE AERONAVES

PROJETO DE UM DISPOSITIVO PARA VIABILIZAR ENSAIOS SOBRE QUALIDADE DE VÔO DE AERONAVES PROJETO DE UM DISPOSITIVO PARA VIABILIZAR ENSAIOS SOBRE QUALIDADE DE VÔO DE AERONAVES Thomaz Daibert Machado Tavares IC thomaz@redecasd.ita.br Roberto da Mota Girardi PQ girardi@ita.br Resumo Nesse trabalho

Leia mais

2005 2011 O caminho da GMB para aprovação técnica no PMC passou pelo projeto GMB2NLM

2005 2011 O caminho da GMB para aprovação técnica no PMC passou pelo projeto GMB2NLM 2005 2011 O caminho da GMB para aprovação técnica no PMC passou pelo projeto GMB2NLM Klaus Hartfelder Editor Assistente da GMB editor@gmb.org.br ou klaus@fmrp.usp.br Passo 1: submissão dos dados da revista

Leia mais

Transação de Ações na sua Conta de Planos de Ações (Stock Plan Account)

Transação de Ações na sua Conta de Planos de Ações (Stock Plan Account) Transação de Ações na sua Conta de Planos de Ações (Stock Plan Account) Português - Portuguese Siga os passos que se seguem para vender as ações da sua empresa.* Antes de fazer a sua transação Recomendamos

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

Programa de Treinamento de Inglês Técnico para MMA

Programa de Treinamento de Inglês Técnico para MMA Programa de Treinamento de Inglês Técnico para MMA Av. Vilarinho, 1041, bairro Venda Nova Belo Horizonte Minas Gerais 1 INDEX 1 Objetivos...3 2 Estrutura do Curso...3 3 Metodologia...6 4. Material Didático...7

Leia mais

Drug registration in Brazil and inspectional framework

Drug registration in Brazil and inspectional framework Drug registration in Brazil and inspectional framework Registro de medicamentos no Brasil e cenário de inspeções internacionais September 2012 José Alexandre Buaiz Neto Drug types recognized by ANVISA

Leia mais

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form 澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 文 化 局 Instituto Cultural 學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表 ( 根 據 學 術 研 究 獎 學 金 規 章 第 九 條 第 一 款 ) Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura

Leia mais

DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Maracanãzinho Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr. Rio de Janeiro/RJ Brasil

DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Maracanãzinho Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr. Rio de Janeiro/RJ Brasil DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr Rio de Janeiro RJ Brazil ORGANIZER Confederação Brasileira de Judô Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro

Leia mais

USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 WORK PLAN FOR IMPLEMENTATION OF THE UNITED STATES PATENT AND

Leia mais

Perspectivas para a formação de pilotos Superintendência de Padrões Operacionais

Perspectivas para a formação de pilotos Superintendência de Padrões Operacionais para a formação de pilotos Superintendência de Padrões Operacionais Roteiro Teoria da regulação Projetos SPO - Formação de pilotos; - Credenciamento de examinadores; - Tipo x Classe; Roteiro Teoria da

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

Mecânica Aplicada. Applied Mechanics. Semestre do plano de estudos 3

Mecânica Aplicada. Applied Mechanics. Semestre do plano de estudos 3 Nome UC Mecânica Aplicada CU Name Código UC 18 Curso LEC Semestre do plano de estudos 3 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 174 ECTS 6.5 Horas de contacto T - 45; TP -

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education *5148359301* PORTUGUESE 0540/03 Paper 3 Speaking Role Play Card One 1 March 30 April 2013 No

Leia mais

PET DATASHEET. www.vick.com.br

PET DATASHEET. www.vick.com.br Pág. 1 / 5 Laminados de - Polietileno Tereftalado material com alta transparência, excelentes propriedades físicas, mecânicas e químicas, além de apresentar bons resultados nos processos de impressão,

Leia mais

143 REGULAMENTO BRASILEIRO DA AVIAÇÃO CIVIL

143 REGULAMENTO BRASILEIRO DA AVIAÇÃO CIVIL 143 REGULAMENTO BRASILEIRO DA AVIAÇÃO CIVIL RBAC nº 31 EMENDA nº 07 Título: REQUISITOS DE AERONAVEGABILIDADE: BALÕES LIVRES TRIPULADOS. Aprovação: Resolução nº 363, de 14 de outubro de 2015. Origem: SAR

Leia mais

Português 207 Portuguese for Business

Português 207 Portuguese for Business Português 207 Portuguese for Business Spring 2012: Porugal and the EU Instructor: Jared Hendrickson Office: 1149 Van Hise Office Hours: Monday and Thursday, 11:00 am-12:00 pm e-mail: jwhendrickso@wisc.edu

Leia mais

CORRENTES DE TRANSMISSÃO - INFORMAÇÕES GERAIS TRANSMISSION CHAINS - GENERAL INFORMATIONS

CORRENTES DE TRANSMISSÃO - INFORMAÇÕES GERAIS TRANSMISSION CHAINS - GENERAL INFORMATIONS te CORRENTES DE TRANSMISSÃO - INFORMAÇÕES GERAIS TRANSMISSION CHAINS - GENERAL INFORMATIONS A transmissão por correntes apresenta as seguintes características e/ou vantagens: - adequada para maiores distâncias

Leia mais

Technical Information

Technical Information Subject Ballast Water Management Plan To whom it may concern Technical Information No. TEC-0648 Date 14 February 2006 In relation to ballast water management plans, we would advise you that according to

Leia mais

Laboratório 5. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 5. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 5 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 4: Programação em Transact-SQL Referências MICROSOFT SQL SERVER - Triggers (gatilhos). - Exercícios 1. Conceito. - Os Stored Procedures permitem

Leia mais

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 3 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 3: Programação em Transact-SQL MYSQL Referências www.mysql.com MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures)

Leia mais

INTERNATIONAL CRIMINAL COURT. Article 98 TREATIES AND OTHER INTERNATIONAL ACTS SERIES 04-1119

INTERNATIONAL CRIMINAL COURT. Article 98 TREATIES AND OTHER INTERNATIONAL ACTS SERIES 04-1119 TREATIES AND OTHER INTERNATIONAL ACTS SERIES 04-1119 INTERNATIONAL CRIMINAL COURT Article 98 Agreement between the UNITED STATES OF AMERICA and CAPE VERDE Signed at Washington April 16, 2004 NOTE BY THE

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE SOFTWARE

CONSTRUÇÃO DE SOFTWARE CONSTRUÇÃO DE SOFTWARE Náthilla Tavares Fagundes, Pablo Galvão, Wytor Venancio Rodrigues Faculdade de Tecnologia SENAC Goiânia/GO (SENAC/GO) Av. Independência número 1002 - CEP 74645-010 Setor Leste Vila

Leia mais

Redefining the rules. Optanium T8 Programmed Start

Redefining the rules. Optanium T8 Programmed Start Redefining the rules Optanium T8 Programmed Start Philips Advance Optanium high-efficiency electronic ballasts are engineered to optimize lighting performance and maximize energy savings. These ballasts

Leia mais

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity

Certificado de Conformidade Ex Ex Certificate of Conformity Página 1 de 5 Page 1 of 5 Data de validade: Validity date: Solicitante: Applicant: Equipamento elétrico: Electrical apparatus: Tipo de proteção: Type of protection: 12-05-2018 Excel Produtos Eletrônicos

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TFM-560X H/W : YO

Guia de Instalação Rápida TFM-560X H/W : YO Guia de Instalação Rápida TFM-560X H/W : YO Table Índice of Contents... 1. Antes de Iniciar... 2. Como instalar... 1 1 2 Troubleshooting... 7 Version 08.04.2008 1. Antes de Iniciar Conteúdo da Embalagem

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

POLICY LETTER da FAA para MMEL. Fernando Tanaka Coordenador de MMEL da ANAC São José dos Campos, 15 de junho de 2011.

POLICY LETTER da FAA para MMEL. Fernando Tanaka Coordenador de MMEL da ANAC São José dos Campos, 15 de junho de 2011. POLICY LETTER da FAA para MMEL Fernando Tanaka Coordenador de MMEL da ANAC São José dos Campos, 15 de junho de 2011. TÓPICOS Público Generalidades Legislação Implementação PÚBLICO Pessoas que participam

Leia mais

REGULAMENTO BRASILEIRO DA AVIAÇÃO CIVIL

REGULAMENTO BRASILEIRO DA AVIAÇÃO CIVIL Título: REGULAMENTO BRASILEIRO DA AVIAÇÃO CIVIL CERTIFICAÇÃO DE PRODUTO AERONÁUTICO. RBAC nº 21 EMENDA nº 00 Aprovação: Resolução ANAC nº xx, de xx de xxxxxxxx de 2009 Origem: SAR SUMÁRIO SUBPARTE A GERAL

Leia mais

Renata Sol Leite Ferreira da Costa

Renata Sol Leite Ferreira da Costa Renata Sol Leite Ferreira da Costa O impacto da adoção da IFRIC 12 nas empresas de serviço telefônico fixo comutado brasileiras: uma análise da aplicabilidade dos novos padrões contábeis Dissertação de

Leia mais

P C I - E A D A P T E R W I R E L E S S 1 5 0 N 1 5 0 M B P S M A N U A L N I - 7 0 7 5 2 9

P C I - E A D A P T E R W I R E L E S S 1 5 0 N 1 5 0 M B P S M A N U A L N I - 7 0 7 5 2 9 P C I - E A D A P T E R W I R E L E S S 1 5 0 N 1 5 0 M B P S M A N U A L N I - 7 0 7 5 2 9 P O R T U G U E S - C O N T E Ú D O D A E M B A L A G E M 4 - E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S 4 -

Leia mais

VOUCHERS POUSADAS DE PORTUGAL

VOUCHERS POUSADAS DE PORTUGAL 2 presentes em 1 2 gifts in 1 Válidos para 2 pessoas / Valid for 2 people Válido 1 ano após a data de compra / Valid until 1 year after purchased date CENTRAL DE RESERVAS CONTACT CENTER FOR RESERVATIONS

Leia mais

wmespaque@petrobras.com.br

wmespaque@petrobras.com.br Implementação de sistema de monitoramento de esforços nas estruturas de apoio de módulos de plantas de processo de plataformas flutuantes de produção de petróleo. Wagner Mespaque 1, Vitor Frainer 2 & Paulo

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS EMISSÕES DE HCFC-22 DOS SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM SUPERMERCADOS

AVALIAÇÃO DAS EMISSÕES DE HCFC-22 DOS SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM SUPERMERCADOS AVALIAÇÃO DAS EMISSÕES DE HCFC-22 DOS SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM SUPERMERCADOS Eng. Eduardo Linzmayer RESUMO Avaliação e levantamento das emissões de fluidos nos sistemas de refrigeração; Importância

Leia mais