Modelagem Organizacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelagem Organizacional"

Transcrição

1 Modelagem Organizacional "Só a mudança é permanente! A Entropia nas Empresas; Toda Organização é uma coleção de processos que são executados. Não existe um produto ou um serviço o oferecido por uma empresa sem um processo. Nas empresas, embora não estejam documentados (mapeados) em detalhe, eles são conhecidos e executados. Ex. Atender ao pedido do Cliente 1

2 Modelagem Organizacional Qualquer que seja nosso posicionamento hierárquico, nós participamos de um processo dentro da empresa na qual trabalhamos Processos é o resultado da articulação de: Pessoas Instalações Equipamentos e Outros recursos (materiais,...) 2

3 Objetivos da Modelagem de Processos As Organizações conhecem os seus processos? 3

4 Objetivos da Modelagem de Processos As Organizações sabem montar o quebra-cabe cabeça a da gestão? 4

5 O Desenvolvimento de Sistemas de Informação 5

6 Tempo Perdido Fontes de erros em Sistemas de Informação após a implementação Erros de código - 7% Outros Erros - 11% Requisitos inadequados 56% Erros de design 26% Source: Development Effectiveness; Strategies for IS Organizational Transition 6

7 Tempo Perdido Esforço na correção de defeitos após a implementação Código 4% Outros Erros 1% Design 13% Requisitos 82%!!! Source: Development Effectiveness; Strategies for IS Organizational Transition 7

8 História de um desenvolvimento Construindo um Balanço 8

9 Objetivo da Disciplina O principal objetivo do nosso curso é prover o Analista de Negócio de uma abordagem poderosa e simples para entender e comunicar o que realmente acontece nos processos, na forma como se encontram atualmente ("As As-Is"), usando este modelo para mostrar de que forma os processos poderiam ou deveriam ser modelados para para atingir os novos objetivos do negócio ("To Be"). 9

10 Primeiro Obstáculo : A Visão Funcional 10

11 Visão Funcional x Visão de Processo Em geral, organizações estruturadas por função apresentam dificuldades de ver os vários processos que são desenvolvidos para atender às necessidades dos Clientes Visão Funcional Visão de Processo 11

12 Visão Funcional x Visão de Processo Processos são atividades logicamente relacionadas que, usando recursos do negócio, produzem resultados reais, adicionando valor a cada etapa. Processos cruzam... Vendas Vendas Produção Produção Finanças Finanças... fronteiras Funcionais e Organizacionais... Fabricante Fabricante Estratégico Distribuidor Distribuidor Cliente Cliente Planejamento Fornecedor Fornecedor Controle... fronteiras na Cadeia de Suprimentos Operacional... fronteiras Hierárquicas... 12

13 Processo de Trabalho x Organograma Um processo de Negócio acontece horizontalmente dentro da organização, atingindo vários departamentos, executando várias atividades que agregam valor ao processo do negócio. Organograma Modelo Funcional 1 Presidente Empresa 1 2 Função 1 Função 2 Função 3 2 Diretor 1 Diretor 2 Diretor 3 3 Gerente B Gerente A Gerente C Processo Gerencial B Processo Gerencial A Processo Gerencial C Nível Executivo Nível Estratégico Baseado em Modelo de Furlan, José D. em Modelagem de Negócio. - Ed. Makron 3 Nível Tático 13

14 Processo de Trabalho x Organograma Processo de trabalho Presidência Diretoria 1 Diretoria 2 Diretoria 3 Resultado efetivo do trabalho Gerência 1 Gerência 2 Gerência 3 Gerência 4 Gerência 5 14

15 Objetivos da Modelagem de Processos Como desenvolver um projeto de modelagem de processos? Suporte de Tecnologia da Informação 15

16 Modelos de Negócio - Organização O O Modelo da organização permite visualizar a estrutura da organização até o nível n de função. Os elementos da organização serão usados nos demais modelos. 16

17 Modelos de negócio Processos O Modelo de processos permite modelar a estrutura de processos e atividades que serão associadas para modelar o workflow dos processos. Gerir Imobiliária Atender Proprietário Negociar Imóvel Fechar Contrato Cadastrar Proprietário Realizar Avaliação Reservar Imóvel Agendar Avaliação Negociar Corretagem Elaborar Promessa de Compra Encaminhar Documentação Elaborar Contrato Elaborar Escritura Processo de trabalho Presidência Diretoria 1 Diretoria 2 Diretoria 3 Resultado efetivo do trabalho Gerência 1 Gerência 2 Gerência 3 Gerência 4 Gerência 5 17

18 Modelos de Negócio Diagrama de Contexto Diagrama de Contexto Emitir CNH - Situação atual Versão 13/07/2006 ORIGEM ENTRADA PROCESSOS SAÍDA DESTINO Banco Itau Informações sobre pagamento de DUDA PGU ou Registro Agendar Atendimento Teleatendimento/ Internet Dados de agendamento RENACH Protocolo de agendamento Nº RENACH ou RJ Solicitação de serviço, dia, hora e local desejado Teleatend Dados de agendamento Kit Exame Usuário CPF Documentos pessoais Cadastrar Condutor UA Dados biométricos RENACH Caderneta de exames para preenchimento Usuário Caderneta de exames para preenchimento Realizar Exames Clín / CFC Resultado REFOR RENACH Caderneta com resultado do(s) exame(s) Dados de agendamento REFOR TCH Preparar CNH ABN / UA Dados biométricos CNH Legenda: Processo MECANISMOS (RECURSOS) Estrutura Organizacional Nome do Processo XXX U.O. RAD Indicador Unidade Organizacional Sistemas de teleatendimento Sistema internet Sistema do Banco Itaú RENACH REFOR DH DAOP UA Clin- Diretoria de Habilitação Diretoria de Apoio Operacional Unidade de Atendimento Clínicas Médicas credenciadas DAOP Detran-RJ CFC Centro de Formação de Condutores Teleatend Clín ABN American Bank Note CFC ABN DH UA 18

19 Modelos de negócio - Workflow Esta visão do modelo de negócios ajuda a visualizar e analisar como as várias v unidades organizacionais trabalham em conjunto através s da avaliação das suas atividades internas e as concessões de uma para outra. 19

20 Modelos de negócio Casos de Uso O O modelo de Casos de Uso permite o entendimento das principais interações entre o sistema e o usuário, que ocorrem nos processos. 20

21 Metodologias e Ferramentas 21

22 Metodologias e Ferramentas Um estudo em 1999 na South California University com classificação e teste de metodologias, técnicas t e ferramentas destinadas à realização de uma mudança organizacional através s dos processos de negócios conseguiu agrupar cerca de 25 metodologias, 72 técnicast e um conjunto de 102 ferramentas que estão à disposição das organizações e dos consultores que desejarem trabalhar com processos. 22

23 Metodologias e Ferramentas IDEF (Integrated Definition for Function Modeling) OOA (Object Oriented Analysis) UML/RUP Fluxograma ISO Reference Model SADT (Structured Analysis and Design Technique) ARIS (Architecture for Integrated Systems) CEN ENV CIMOSA (Computer Intergraded Manufacturing Open System Architecture) EPC (Event-driven Process Chain) Rede de Petri 23

24 Definições 24

25 Processo de Trabalho Seqüência de atividades realizadas para atingir um objetivo de trabalho 25

26 Elementos de um Processo Revisão de Currículos de Candidatos Candidatos a a Emprego Emprego Trabalho/Processo = Objetivo direcionado Revisão de Currículos de Objetivo = razão para realização do trabalho Atividades = decomposição do trabalho em tarefas a serem realizadas Revisão Revisão do do Currículo Currículo Agendamento Agendamento de de entrevista entrevista Envio Envio de de carta carta de de recusa recusa 26

27 Atores/Agentes = se encarregam das atividades Elementos de um Processo Entradas/Saídas = produtos necessários/gerados a cada atividade/processo Análise Análise do do Currículo Currículo Envio Envio de de carta carta de de recusa recusa Agendamento Agendamento de de entrevista entrevista 27

28 Elementos de um Processo Regras = dependência entre atividades 28

29 Macroprocesso/ Processo/ Subprocesso Todo processo de trabalho está inserido em um processo maior e pode ser decomposto em outros processos Macroprocesso ENTRADAS SAÍDAS Subprocessos Processos 29

30 Modelagem do Negócio Por onde Começar? 1. Entendimento dos padrões de trabalho e elaboração da árvore de processos 30

31 Entendimento dos Processos Coleta de fatos ou Identificação dos requisitos Documentos Entrevistas Reuniões Questionários Observação 31

32 Construindo a Árvore de Processos 32

33 BPM Um Processo Hierárquico Empresa Macroprocesso Macroprocesso Macroprocesso Macroprocesso Processo Processo Processo Processo Sub-Processo Sub-Processo Sub-Processo Atividade Atividade Atividade Atividade 33

34 BPM O Processo Atual As is Revender Automóveis Vender Veículos Fornecer Peças Realizar manut. Veículos Outro... Outro... Outro... Atender Usuário Outro... Outro... Consertar Veículo Outro... Registrar Ordem Serviço Definir Peças Ordem Serviço Requisitar Peças Encerrar Ordem Serviço 34

35 Elaborando a Árvore As primeiras entrevistas geram um texto, um fluxograma e etc... Identificar as AçõesA Verbo + Objeto; Agrupar as Ações A em Famílias Verifica se as Ações A são Processos, Objetivos ou Necessidades Seleciona os Processos-Pai Pai Monta a árvore que servirá de guia para o mapeamento. 35

36 Elaborando a Árvore de Processos - Exercício ESTUDO DE CASO IMOBILIÁRIA O processo se inicia com a solicitação de avaliação do imóvel por parte do proprietário. rio. Após s o registro da solicitação, com o cadastramento do imóvel e do proprietário, rio, a avaliação do imóvel é agendada e a documentação encaminhada ao jurídico para verificação. Caso a documentação esteja irregular, o processo é encerrado; caso contrário, rio, a avaliação do imóvel é realizada pelo corretor conforme agendado e o valor da corretagem negociado. Com o aceite da negociação de corretagem, um contrato é feito pela área de marketing e o imóvel é divulgado para venda. Uma vez recebida uma solicitação do interessado, a área de atendimento da imobiliária apresenta os imóveis disponíveis para venda e visitas aos imóveis escolhidos são agendadas. Conforme agenda, o corretor mostra o imóvel i ao interessado e, caso haja interesse real no imóvel, um sinal é recebido para reserva. Com o imóvel reservado, a área jurídica verifica junto ao interessado qual o tipo de pagamento a ser feito, a prazo ou à vista. Caso a compra seja parcelada, um contrato de promessa de compra e venda é feito. Após s a realização do pagamento total do imóvel, a escritura definitiva é feita para transferência definitiva do imóvel ao comprador. 36

37 Elaborando a Árvore de Processos - Exercício AÇÕES 1 ATENDER PROPRIETÁRIO RIO 2 CADASTRAR PROPRIETÁRIO RIO E IMÓVEL 3 AGENDAR AVALIAÇÃO 4 ENCAMINHAR DOCUMENTAÇÃO AO JURÍDICO 6 REALIZAR AVALIAÇÃO 7 NEGOCIAR CORRETAGEM 8 ELABORAR CONTRATO 9 DIVULGAR IMÓVEL PARA VENDA 10 RECEBER SOLICITAÇÃO DE INTERESSADOS 11 APRESENTAR IMÓVEIS DISPONÍVEIS 12 AGENDAR VISITAS 13 RECEBER SINAL 14 RESERVAR IMÓVEL 15 VERIFICAR TIPO DE PAGAMENTO 16 ELABORAR PROMESSA DE COMPRA E VENDA 17 ELABORAR ESCRITURA DEFINITIVA FAMÍLIAS FAMILIA 1 : ATENDER PROPRIETÁRIO 2,3 e 4 FAMÍLIA 2 : NEGOCIAR IMÓVEL 6,7, 8 e 9 FAMÍLIA 3 : FECHAR CONTRATO 10,11,12,13,14,15,16 e 17 37

38 Árvore de Processos da Imobiliária Gerir Imobiliária Aplicar formulário de mapeamento Atender Proprietário Negociar Imóvel Fechar Contrato Cadastrar Proprietário Realizar Avaliação Reservar Imóvel Agendar Avaliação Negociar Corretagem Elaborar Promessa de Compra Encaminhar Documentação Elaborar Contrato Elaborar Escritura 38

39 Formulário de Mapeamento IDEF 39

40 A Metodologia IDEF 40

41 IDEF DEFINIÇÃO Integrated Definition for Function Modeling Definição Integrada para Modelagem de Funções ORIGEM US AIR FORCE OBJETIVO Melhorar a produtividade da Indústria pela aplicação da tecnologia computacional 41

42 IDEFX - Histórico SADT (Structured analysis and design technic) Douglas T Ross 1968 MIT Linguagem de programação de Máquinas Formalismos: Decomposição Funcional e Representação Esquemática simples. Projeto ICAM (Integrated Computer Aided Manufacturing) Força Aérea Americana Década de 80 IDEF0 (modelagem( Funcional SADT) IDEF1X (modelagem( de informações MER) IDEF2 (dinâmica( do sistema) Final da década de modelos 42

43 IDEFX - Histórico Em 1993 o DoD (Departamento de Defesa Americano) adotou e publicou a Metodologia e obrigou os fornecedores a usarem. Federal Information Processing Standard (FIPS)( /12/1993 O framework de modelagem IDEFX, ou seja a família de modelos IDEF, é a ferramenta de modelagem de empresas mais utilizada na prática graças as a sua enorme simplicidade, chegando mesmo a tornar-se um padrão de fato para este fim (CANTAMESSA & PAOLUCCI, 1998). 43

44 Definição: IDEFØ Um método de modelagem que suporta descrição gráfica de processos de negócio como um conjunto de atividades relacionadas bem como a informação e os recursos necessários a cada atividade. Facilitador de comunicação; é uma ponte entre os usuários do negócio e os técnicos Principais componentes de um modelo IDEFØ : Atividades (o que é feito) Fluxos (quem, quando, onde e porquê) 44

45 Definição: Atividade Uma atividade pode ser chamada de um processo, uma função, uma tarefa... CONTRATAR EMPREGADO COMPRAR SUPRIMENTOS DESPACHAR PRODUTO Érepresentadaporumacaixa deve ser nomeada (verbo/substantivo) e definida 45

46 Definição : Fluxos Fluxos (ou ICOMs) representam os parâmetros que impactam a atividade ou são são impactados por ela. Uma atividade envolve a transformação de orientadas por em usando Inputs, (Entradas) Controls, (Controles) Outputs, (Saídas) Mechanisms (mecanismos) 46

47 ICOMs ENTRADA: UM RECURSO MODIFICADO OU CONSUMIDO PELO PROCESSO. Control CONTROLE: UMA REGRA OU RESTRIÇÃO NA EXECUÇÃO DO PROCESSO (OBRIGATÓRIO) Input Processo Output SAÍDA DA: RESULTADO DO PROCESSO (OBRIGATÓRIO) Mechanism MECANISMO: ALGO QUE POSSIBILITA A EXECUÇÃO DO PROCESSO, MAS NÃO É CONSUMIDO 47

48 Exemplo Controle Receita do Bolo Entrada - Farinha de trigo -Ovo -Leite - Açúcar Fazer um Bolo Mecanismo -Forma - Batedeira -Forno -Bolo Saída 48

49 Diagramas IDEFØ 1) DIAGRAMA DE CONTEXTO DEFINE A FUNÇÃO QUE ESTÁ SENDO MODELADA E SEU RELACIONAMENTO COM A EMPRESA (DIAGRAMA PAI) 2) DIAGRAMA DE DECOMPOSIÇÃO MOSTRA O DETALHE DO DIAGRAMA PAI 49

50 Exemplo Diagrama de Contexto Atos Nor m ativos/dpm Rotinas/Instruções Solicitações relacionadas a materiais (Bens Permanentes e Bens de Consumo) Órgãos/Serventias Gerenciar Patrimônio e Material (DPM) Solicitações relacionadas a materiais processadas Órgãos/Serventias A0 Sistemas de Informação Equipamentos e instalações Propósito Geral do Modelo: Fortalecimento e Modernização Administrativ da Secretaria de Administração e da Escola de Administração da Justiça. Ponto de Vista (Foco e Perspectiva): Análise dos processos de trabalho para estabelecer os indicadores de dese mpenho e dos fatores críticos de sucesso. Nota importante: As equipes de trabalho - que compõem MECANISMOS - não estão identificadas no diagrama 50

51 Exemplo Diagrama de Decomposição Solicitações relacionadas a materiais (Bens Permanentes e Bens de Consumo) SM papel Demandas de materiais extra-sm Atos Normativos/DPM Gerenciar Solicitações de Materiais Rotinas/Instruções Rotas de Viagem SM papel recusada / Ofício de encaminhamento Processo de compra para aprovação Processo para atender com material usado Plano de produção Procedimento de Emplaquetar NEM (SIGAF) Inventário Físico Programa de produção Solicitações relacionadas a materiais processadas SIGAF/ EQUIPA A1 SM (SIGAF) aprovada ou cancelada Gerenciar Suprimento de Materiais Balancetes/ Planilhas/ Boletim SM (SIGAF) aprovada Procedimento de Emplaquetar SIGAF/ CEA/ Correio Eletrônico A2 Solicitações relacionadas a Bens Permanentes (disponibilidade, baixa ou doação) TR quitado Gerenciar Controle Patrimônial A3 Processo material usado solucionado Registro patrimonial (plaquetas) Solicitações relacionadas a serviços gráficos SIGAF/ Soft.Palm Palm Planilhas Gerenciar Produção Gráfica A4 Previsão de Compra Solicitações de serviços processadas Impressos Sistemas de Informação Insumos/ Matéria prima Equipamentos e instalações Máquinas gráficas/ Eq. transporte NODE: TITLE: Gerenciar Patrimônio e Material (DPM) NUMBER: A0 51

52 Revisão - Passo a Passo para o IDEF0 Identificação da Árvore de Processos Pagar Funcionários Horistas Nível 0 Contexto Obter Horas Trabalhadas Calcular Pagamento Emitir Contra Cheque Nível 1 Primeira Decomposição Calcular Pagto Bruto Calcular Descontos Calcular Pagto Líquido Nível 2 Segunda Decomposição 52

53 Revisão - Passo a Passo para o IDEF0 Árvore de Processos Diagramas Correspondentes 53

54 Passo a Passo para o IDEF0 Verificar os principais fluxos de dados e construir o Diagrama de Contexto C Contrato de Trabalho E Número de horas trabalhadas Pagar Funcionários Horistas Contra-Cheque S M Sistema de Pagamento 54

55 Passo a Passo para o IDEF0 Construir o 1º 1 Diagrama de Decomposição (Pagar Funcionários Horistas) Contrato de Trabalho Número de horas trabalhadas Obter Horas Trabalhadas Dados para cálculo do pagamento Calcular Pagamento Informações formatadas para impressão Emitir Contra Cheque Contra-Cheque Sistema de Pagamento 55

56 Passo a Passo para o IDEF0 Construir o 2º 2 Diagrama de Decomposição (Calcular Pagamento) Contrato de Trabalho Dados para cálculo do pagamento Calcular Pagamento Bruto Valor Bruto Calcular Descontos Valor Bruto e Valor dos Descontos Calcular Pagamento Líquido Informações formatadas para impressão Sistema de Pagamento 56

57 Formulário de Mapeamento Exercício - Estudo de Caso 57

Maratona CBOK Brasília, 23 de outubro de 2012

Maratona CBOK Brasília, 23 de outubro de 2012 Maratona CBOK Brasília, 23 de outubro de 2012 BPM CBOK Guia para o Gerenciamento de Processos de Negócios Corpo Comum de Conhecimento Modelagem de Processos de Negócios Modelagem de processos Análise de

Leia mais

Material para nivelamento de informações sobre Mapeamento de Processos

Material para nivelamento de informações sobre Mapeamento de Processos Material para nivelamento de informações sobre Mapeamento de Processos 1 Objetivo Nivelar informações e conceitos sobre mapeamento de processos na UFABC. O que é um processo?? É um conjunto de atividades

Leia mais

CPEE Coordenadoria de Planejamento e Estudos Estratégicos. Treinamento sobre Mapeamento de Processos

CPEE Coordenadoria de Planejamento e Estudos Estratégicos. Treinamento sobre Mapeamento de Processos CPEE Coordenadoria de Planejamento e Estudos Estratégicos Treinamento sobre Mapeamento de Processos O que é um processo? É um conjunto de atividades relacionadas que aplicadas às entradas ou inputs do

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS GEPRO

GESTÃO DE PROCESSOS GEPRO GESTÃO DE PROCESSOS GEPRO Palestra Grupo GT-6 10 de agosto de 2006 Comentários Gestão de Processos - no contexto do Planejamento Estratégico - PE do INPE e suas conseqüências (etapa pós PE) - mostrar alguns

Leia mais

A PRIMEIRA PLATAFORMA INTELIGENTE DE SISTEMAS E SERVIÇOS

A PRIMEIRA PLATAFORMA INTELIGENTE DE SISTEMAS E SERVIÇOS A PRIMEIRA PLATAFORMA INTELIGENTE DE SISTEMAS E SERVIÇOS INTEGRADOS PARA ASSEGURAR O CONTROLE COMPLETO DO PROCESSO DE VENDAS, COM ACESSO COMPARTILHADO POR TODAS AS PARTES ENVOLVIDAS. NOSSA PLATAFORMA WEB

Leia mais

MACROPROCESSOS É um conjunto de processos que correspondem a uma função da organização.

MACROPROCESSOS É um conjunto de processos que correspondem a uma função da organização. GESTÃO POR PROCESSOS Prof. WAGNER RABELLO JR PROCESSO Conjunto de recursos e atividades interrelacionadas que transforma insumos (entradas) em serviços ou produtos (saídas); GESTÃO DE PROCESSO OU GESTÃO

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS GESTÃO DE PROCESSOS MÓDULO I - 1

GESTÃO DE PROCESSOS GESTÃO DE PROCESSOS MÓDULO I - 1 GESTÃO DE PROCESSOS GESTÃO DE PROCESSOS MÓDULO I - 1 COMPETITIVIDADE Rentabilidade Fluxo de caixa Crescimento de mercado GESTÃO DE PROCESSOS MÓDULO I - 2 FOCO EM RESULTADOS Gestão dos processos associados

Leia mais

IDEF0 - Método de Representação de Processos em Forma de Fluxo

IDEF0 - Método de Representação de Processos em Forma de Fluxo IDEF0 - Método de Representação de Processos em Forma de Fluxo Jefferson Luis Mykolayczky mykolay@nupes.cefetpr.br Jorge Tortato Júnior tortato@nupes.cefetpr.br Núcleo de Pesquisa em Engenharia Simultânea

Leia mais

Processo: Vender Produto

Processo: Vender Produto Pág. 1/5 Nome da Empresa Cliente: Acme Computadores Responsável Cliente: Dono do Projeto Consultor: Nome Consultor Data: Nome do Projeto: Processo de Venda de Produtos Entrevistados Perfil Consultores

Leia mais

Aula 7 Mapeamento de processos e Questionário de Diagnóstico Organizacional (QDO)

Aula 7 Mapeamento de processos e Questionário de Diagnóstico Organizacional (QDO) Aula 7 Mapeamento de processos e Questionário de Diagnóstico Organizacional (QDO) Profa. Ms. Daniela Cartoni daniela.cartoni@veris.edu.br QUESTIONÁRIO DE DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL (QDO) QUESTIONÁRIO DE

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

BPM X Workflow. Business Process Management BPM ou Modelagem de Processos de negócio

BPM X Workflow. Business Process Management BPM ou Modelagem de Processos de negócio Business Process Management BPM ou Modelagem de Processos de negócio Metodologia Conjunto de práticas Controle, gerenciamento e integração dos processos Permite a análise, definição, execução, monitoramento

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Adm. Vinicius Braga admviniciusbraga@gmail.com. Prof. Msc. Wilane Carlos da Silva Massarani wilane@cercomp.ufg.br

Adm. Vinicius Braga admviniciusbraga@gmail.com. Prof. Msc. Wilane Carlos da Silva Massarani wilane@cercomp.ufg.br Adm. Vinicius Braga admviniciusbraga@gmail.com Prof. Msc. Wilane Carlos da Silva Massarani wilane@cercomp.ufg.br Objetivos Contextualização Conceitos Boas práticas de modelagem Elementos do BPMN Tipos

Leia mais

Modelagem de Processos de Negócio

Modelagem de Processos de Negócio Modelagem de Processos de Negócio @lucianodoll Modelo de Venkatraman O que é um processo de negócio? É uma a=vidade ou um conjunto de a=vidades realizada em uma empresa para criar ou adicionar valor para

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS Atualizado em 21/12/2015 GESTÃO DE PROCESSOS Um processo é um conjunto ou sequência de atividades interligadas, com começo, meio e fim. Por meio de processos, a

Leia mais

Modelagem de Processos de Negócio para Análise de Solução de TI

Modelagem de Processos de Negócio para Análise de Solução de TI Modelagem de Processos de Negócio para Análise de Solução de TI Sonia Mara de Andréia Pimentel Machado COMPANHIA PARANAENSE DE ENERGIA BRASIL BOLIVIA CHILE URUGUAI ARGENTINA PARANÁ CURITIBA Consumidores:.100.000

Leia mais

Unidade: Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRDI Nº: MANUAL DE PROCEDIMENTOS. TÍTULO: Modelar Processos 1/17

Unidade: Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRDI Nº: MANUAL DE PROCEDIMENTOS. TÍTULO: Modelar Processos 1/17 1/17 ESTA FOLHA ÍNDICE INDICA EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA NA EMISSÃO CITADA R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 FL. FL. 01 X 26 02 X 27 03 X 28 04 X 29 05 X 30 06 X

Leia mais

PLANO DE CURSO PERFIL PROFISSIONAL

PLANO DE CURSO PERFIL PROFISSIONAL NOME DO CURSO 1522 - AUXILIAR ADMINISTRATIVO OCUPAÇÃO ASSISTENTE ADMINISTRATIVO MODALIDADE 21 - QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL BÁSICA - FORM. INICIAL CBO 4110100 CARGA HORÁRIA TOTAL 240 h OBJETIVO GERAL Executar

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Título do Slide Máximo de 2 linhas. Aprimorando o Gerenciamento de Projetos com Mapeamento de Processos

Título do Slide Máximo de 2 linhas. Aprimorando o Gerenciamento de Projetos com Mapeamento de Processos Título do Slide Aprimorando o Gerenciamento de Projetos com Mapeamento de Processos Título Palestrante do Slide Renato Borges de Souza Diretor de Comunicação PMI AM, Chefe da Divisão de Produtos e Negócios

Leia mais

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 21/05/2013. 1 Semestre de 2013

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 21/05/2013. 1 Semestre de 2013 Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 21/05/2013 1 Semestre de 2013 1. Por favor, respondam o teste (4 perguntas) do site http://inspiira.org/ 2. Enviem seus resultados para o meu e-mail Possíveis

Leia mais

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E ATIVIDADES COMPLEMENTARES DEPARTAMENTO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Emerson Barros de Meneses

Leia mais

CICLO DE EVENTOS DA QUALIDADE

CICLO DE EVENTOS DA QUALIDADE Maio de 2003 CICLO DE EVENTOS DA QUALIDADE Dia 12/05/2003 Certificação e homologação de produtos, serviços e empresas do setor aeroespacial,com enfoque na qualidade Dia 13/05/2003 ISO 9001:2000 Mapeamento

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2012 Análise Estruturada de Sistemas Modelo Essencial O Modelo Essencial Indica o que o sistema deve

Leia mais

GESTÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES. Introdução aos estudos da Administração da Produção

GESTÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES. Introdução aos estudos da Administração da Produção GESTÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES Introdução aos estudos da Administração da Produção 1 Introdução aos estudos da Administração da Produção UNIDADE I Evolução Histórica Objeto de estudo: ambiente, contexto

Leia mais

Conceitos e definições

Conceitos e definições Conceitos e definições Hierarquia de processos Macro-processo Macro Atividade Atividade Tarefa Tarefas 1. ------------ 2. --------- 3. --------------- 1 Conceitos e definições Hierarquia de processos Macro-processo

Leia mais

ENTRADA PROCESSAMENTO SAÍDA

ENTRADA PROCESSAMENTO SAÍDA 1 3 GESTÃO POR PROCESSOS E INDICADORES DE DESEMPENHO FORNECE DOR AULA ADAPTADA DO CURSO DE GESTÃO DA QUALIDADE DA GESTÃO CONSULTORIA PROFESSOR CLÁUDIO MEDEIROS INSUMOS Conjunto de recursos e atividades

Leia mais

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor.

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor. Módulo 6 Módulo 6 Desenvolvimento do projeto com foco no negócio BPM, Análise e desenvolvimento, Benefícios, Detalhamento da metodologia de modelagem do fluxo de trabalho EPMA. Todos os direitos de cópia

Leia mais

MRedPN tt : Metodologia para Redesenho de Processos de Negócios com Transferência Tecnológica - Versão 1.1

MRedPN tt : Metodologia para Redesenho de Processos de Negócios com Transferência Tecnológica - Versão 1.1 MRedPN tt : Metodologia para Redesenho de Processos de Negócios com Transferência Tecnológica - Versão 1.1 Prof. Dr. Jorge Henrique Cabral Fernandes (jhcf@cic.unb.br) Departamento de Ciência da Computação

Leia mais

Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira

Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira 3º semestre CONCEITOS CONCEITOS Atividade Ação executada que tem por finalidade dar suporte aos objetivos da organização. Correspondem

Leia mais

Unidade II PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha

Unidade II PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha Unidade II PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Prof. Léo Noronha Macroprocesso Referência: sistema de gestão da qualidade pela NBR ISO 9011:2008. Macroprocesso Para a realização do produto, necessitase da integração

Leia mais

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Douglas Farias Cordeiro Universidade Federal de Goiás 31 de julho de 2015 Mini-currículo Professor do curso Gestão da Informação Professor do curso ESAMI

Leia mais

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015 Sistemas de Administração da Produção Segundo Giannesi & Correia (1993) A sobrevivência e o sucesso das organizações dependem da eficiência com a qual produz seus bens e serviços, sendo os custos determinante

Leia mais

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 02 ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN CAPÍTULO 01 continuação Páginas 03 à 25 1 COMPONENTES DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO Especialistas

Leia mais

Modelagem de Processos e a Metodologia IDEF0

Modelagem de Processos e a Metodologia IDEF0 Modelagem de Processos e a Metodologia IDEF0 Prof. Ricardo J. Rabelo UFSC Universidade Federal de Santa Catarina DAS Departamento de Automação e Sistemas Sumário Introdução a Processos Modelagem de Processos

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Videoconferência 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Programação 1 O QUE É O GUIA? 2 OS PROCESSOS CORPORATIVOS NO

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 01

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 01 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 01 LEVANTAMENTO, MODELAGEM

Leia mais

Gerenciamento de Processos de Negócio

Gerenciamento de Processos de Negócio Gestão por Processos By Alan Lopes +55 22-99202-0433 alopes.campos@mail.com http://prof-alan-lopes.weebly.com Gerenciamento de Processos de Negócio - Conceitos e fundamentos - Modelagem de processo - Análise

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

AS ORGANIZAÇÕES COMO UM SISTEMA

AS ORGANIZAÇÕES COMO UM SISTEMA AS ORGANIZAÇÕES COMO UM SISTEMA N Materiais Energia Informação Valor INPUT EMPRESA Hardware : Equipamentos e Materiais Humanware : Elemento Software : Humano Procedimentos Valor ou Qualidade OUTPUT Produto

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO DE ATIVO ATIVO IMOBILIZADO ALTERDATA

APOSTILA PARA O CURSO DE ATIVO ATIVO IMOBILIZADO ALTERDATA Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil. Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para tornar

Leia mais

BPMN. Business Process Modeling Notation. Leandro C. López Agosto - 2015

BPMN. Business Process Modeling Notation. Leandro C. López Agosto - 2015 BPMN Business Process Modeling Notation Leandro C. López Agosto - 2015 Objetivos Conceitos Boas práticas de modelagem Elementos do BPMN Tipos de processos Apresentar os conceitos e elementos da notação

Leia mais

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia

Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Ricardo Paulino Gerente de Processos e Estratégia Agenda Sobre a Ferrettigroup Brasil O Escritório de Processos Estratégia Adotada Operacionalização do Escritório de Processos Cenário Atual Próximos Desafios

Leia mais

Gestão da Qualidade por Processos

Gestão da Qualidade por Processos Gestão da Qualidade por Processos Disciplina: Gestão da Qualidade 2º Bimestre Prof. Me. Patrício Vasconcelos adm.patricio@yahoo.com.br Gestão da Qualidade por Processos Nas empresas, as decisões devem

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

Requisitos de Software

Requisitos de Software Requisitos de Software Prof. José Honorato F.N. Prof. José Honorato F.N. honoratonunes@gmail.com Requisitos de Software Software é o conjunto dos programas e dos meios não materiais que possibilitam o

Leia mais

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 23/04/2013. 1 Semestre de 2013

Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 23/04/2013. 1 Semestre de 2013 Alessandro Almeida www.alessandroalmeida.com 23/04/2013 1 Semestre de 2013 Fonte: https://www.facebook.com/cons ELHOSDOHEMAN Defina os seguintes termos: a) Risco Definição do PMBoK, 4ª edição: Um evento

Leia mais

Padronizar os procedimentos relacionados à incorporação de veículos, no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ).

Padronizar os procedimentos relacionados à incorporação de veículos, no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ). Proposto por: Equipe do Departamento de Patrimônio e Material (DEPAM) / Equipe do Departamento de Transporte (DETRA) Analisado por: (DGLOG) Aprovado por: Chefe do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro Tecnologia da Informação e Comunicação Douglas Farias Cordeiro Algumas coisas que vimos até aqui Qual a diferença entre as funções do analista e do projetista? Como funciona o ciclo de vida de um projeto

Leia mais

Mural de Oportunidades

Mural de Oportunidades Mural de Oportunidades Administração Com Habilitação em Finanças 46097 09:00-12:00 / 14:00-17:00 550,00 Auxílio Transporte Acompanhar o controle de estoque através de planilhas eletrônicas, administrar

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos TUTORIAL 1 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 2 DEFINIÇÃO DO ESCOPO E INTERFACES DO PROCESSO 3 FLUXOGRAMA 4 ATIVIDADES CRÍTICAS 5 INDICADORES DE DESEMPENHO 6 LEGENDA BPMN UTILIZADA

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações I 4º Encontro - 27/02/2012 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? - ABERTURA - ATIVIDADES DA ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES

EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES Rigoleta Dutra Mediano Dias 1, Lívia Aparecida de Oliveira Souza 2 1, 2 CASNAV, MARINHA DO BRASIL, MINISTÉRIO DA DEFESA, BRASIL Resumo: Este

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas SIGMA Sistema de Gerenciamento de Manutenção CMMS - Sistema Computadorizado de Gestão da Manutenção Estrutura Base de Dados Plataforma O SIGMA é um software utilizado na plataforma

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

ERP ERP MRP. Page 1. Visão Funcional. Visão de Materiais: Compras Estoque

ERP ERP MRP. Page 1. Visão Funcional. Visão de Materiais: Compras Estoque ERP Visão Funcional ERP Visão de Materiais: Compras Estoque MRP Parâmetros: Estoque de Segurança Lead time Fornecedor Lead time Compras Ponto de Reabastecimento Previsão de Consumo Previsão de Vendas Planejamento

Leia mais

Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos. Márcio Roldão INDG

Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos. Márcio Roldão INDG Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos Márcio Roldão INDG ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL - INDG; NOVAS OPORTUNIDADES DE MELHORIA DOS RESULTADOS:

Leia mais

Produção Animal ( Corte e Leite) Gestão econômico-financeira. Controle de estoque. Registro de atividades

Produção Animal ( Corte e Leite) Gestão econômico-financeira. Controle de estoque. Registro de atividades Cadastro de animais completo com controle integrado de genealogia Controle de cadastro de lotes e suas movimentações Produção Animal ( Corte e Leite) Gestão econômico-financeira Avaliação patrimonial;

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Conceitos e Fundamentos de Gestão

Conceitos e Fundamentos de Gestão 2º/2015 Conceitos e Fundamentos de Gestão Valdecir J. De Lara Entrada (input) Processo Saída (output) Conceitos e definições sobre processos e produtos; Fundamentos da gestão; Importância da gestão baseada

Leia mais

SAP VENDAS E DISTRIBUIÇÃO O curso completo abrange quatro módulos:

SAP VENDAS E DISTRIBUIÇÃO O curso completo abrange quatro módulos: SAP VENDAS E DISTRIBUIÇÃO O curso completo abrange quatro módulos: - SAP FOUNDATIONS (40 horas EAD) - SD Vendas e Distribuição (40 horas presenciais), tendo como pré requisito o módulo SAP FOUNDATIONS

Leia mais

EPN Escola Paulista de Negócios Maio 2015 Prof: Laerte De Marco, PMP

EPN Escola Paulista de Negócios Maio 2015 Prof: Laerte De Marco, PMP EPN Escola Paulista de Negócios Maio 2015 Prof: Laerte De Marco, PMP Aula 5 Alteração de Escopo: Revisão da matéria e cases práticos; Certificação ISOs PMBOOK Gestão da Qualidade em Projetos ; Cases com

Leia mais

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe Departamento de s de Informação (DESIS) DESENVOLVER SISTEMAS Analisado por: Departamento de s de Informação (DESIS) Aprovado por: Diretor-Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC)

Leia mais

Classificação dos Sistemas de Informação

Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação O que veremos? Estaremos examinando o tipo de sistema de informação Gerencial. Veremos também, outras classificações dos sistemas de informação.

Leia mais

OBJETIVO DA GESTÃO FINANCEIRA

OBJETIVO DA GESTÃO FINANCEIRA OBJETIVO DA GESTÃO FINANCEIRA Maximização do lucro. Maximizar o valor de mercado do capital dos proprietários. Suporte na realização da estratégia para criação de valor da organização. CONHECIMENTOS PARA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 10 de Outubro de 2013. Revisão aula anterior Documento de Requisitos Estrutura Padrões Template Descoberta

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO GESTÃO DE BENEFÍCIOS 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

Ferramenta fluxograma para mapeamento de processos. Macro - Fluxo. Fluxo Detalhado. Diagrama de Blocos

Ferramenta fluxograma para mapeamento de processos. Macro - Fluxo. Fluxo Detalhado. Diagrama de Blocos Módulo 2 Módulo 2 Fluxograma utilizado para mapeamento e modelagem de processos, Exemplos, Exercício, Outras metodologias para mapeamento de processos e Como utilizar o software MS Visio Todos os direitos

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

BPM Modelagem de Processos de Negócios. BPM Modelagem de Processos de Negócios

BPM Modelagem de Processos de Negócios. BPM Modelagem de Processos de Negócios BPM Modelagem de Processos de Negócios PERFIL DO PALESTRANTE Walter Mossi Formação Acadêmica Bacharel em Administração MBA em Tecnologia da Informação MIT Sloan CISR Summer Session - Generating Business

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Divisão de Equipamento em Garantia (DIGAR) Analisado por: Departamento de Produção (DEPRO) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC) 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Plataforma FIESP Serviços Prestados à Indústria Paulista

Plataforma FIESP Serviços Prestados à Indústria Paulista Plataforma FIESP Serviços Prestados à Indústria Paulista Pesquisa sobre Fatores Facilitadores e Limitadores da Terceirização de Serviços na Indústria Prof. Isaias Custodio Faculdade de Economia, Administração

Leia mais

Manual de Processo Elaborar Relatório Anual de Governo - RAG

Manual de Processo Elaborar Relatório Anual de Governo - RAG Manual de Processo Elaborar Relatório Anual de Governo - RAG Versão 1.0 Setembro de 2015 Governo do Estado da Bahia Rui Costa Secretaria do Planejamento João Felipe de Souza Leão Gabinete do Secretário

Leia mais

Sequência de apresentação Módulos Egis

Sequência de apresentação Módulos Egis Sequência de apresentação Módulos Egis GBS Egis Cadastramento Geral Administração do Sistema Parametrização Arquivos Magnéticos Workflow Financeiro Contas a pagar Contas a receber Gestão de Caixa Contabilidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação SOFT DISCIPLINA: Engenharia de software AULA NÚMERO: 08 DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar e discutir conceitos relacionados a modelos e especificações. Nesta aula

Leia mais

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Agilidade, segurança e flexibilidade nos processos são os compromissos da Sistema Informática com seus clientes. Sediada em Criciúma,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 08 APRESENTAÇÃO Na aula de hoje vamos apresentar e discutir como definir

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Material adicional: Sistemas de Informação livro Osistema de Informação : Enfoque Gerencial... livro O Analista de Negócios e da Informação... 1. Conceito de Sistema A palavra sistema envolve, de fato,

Leia mais

Mapeamento e Modelagem de Processos e o BPM (Business Process Management)

Mapeamento e Modelagem de Processos e o BPM (Business Process Management) Curso e-learning Mapeamento e Modelagem de Processos e o BPM (Business Process Management) Tempo passado Custo da Atividade Proporção Rejeitada Sim Duração da Atividades Compilar Informação Preparar Relatório

Leia mais

Classificações dos SIs

Classificações dos SIs Classificações dos SIs Sandro da Silva dos Santos sandro.silva@sociesc.com.br Classificações dos SIs Classificações dos sistemas de informação Diversos tipo de classificações Por amplitude de suporte Por

Leia mais

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico Apresentação Um projeto de informatização tem como principal função analisar as características da empresa e apontar os pontos onde são necessários controles informatizados, fazendo uma análise junto à

Leia mais

Documento de Requisitos

Documento de Requisitos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Documento de Requisitos Sistema Gerenciador de Atendimento de Chamados Técnicos Grupo: Luiz Augusto Zelaquett

Leia mais

Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé

Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé 1. Objetivo O presente guia tem como objetivo orientar o empreendedor a como preencher o Formulário de Pré-proposta para financiamento, item fundamental para início

Leia mais

Treinamento BPM e BPMN Apresentação Executiva

Treinamento BPM e BPMN Apresentação Executiva Apresentação Executiva 1 O treinamento de BPM e BPMN tem como premissa capacitar o aluno a captar as atividades relativas a determinado processo da empresa, organizá-las, gerando um fluxograma de atividades/processos,

Leia mais

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção O módulo APS é a mais nova ferramenta que irá auxiliar no gerenciamento da produção. O principal objetivo do APS é a determinação exata

Leia mais

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML.

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML. APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS PARA COMPREENSÃO DE DOMÍNIO DO PROBLEMA PARA SISTEMA DE CONTROLE COMERCIAL LEONARDO DE PAULA SANCHES Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas RENAN HENRIQUE

Leia mais

Modelos de e-commerce

Modelos de e-commerce Comércio Eletrônico Faculdade de Tecnologia SENAC Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular: Comércio Eletrônico Edécio Fernando Iepsen (edecio@terra.com.br)

Leia mais

CENIBRA IMPLANTA MODERNO SISTEMA DE ERP PARA GESTÃO DO PROCESSO FLORESTAL

CENIBRA IMPLANTA MODERNO SISTEMA DE ERP PARA GESTÃO DO PROCESSO FLORESTAL CENIBRA IMPLANTA MODERNO SISTEMA DE ERP PARA GESTÃO DO PROCESSO FLORESTAL Perfil A CENIBRA foi fundada em 1973 e está localizada no leste de Minas Gerais. A empresa é o resultado do espírito empreendedor

Leia mais

Fenícia Automação Comercial

Fenícia Automação Comercial Fenícia Automação Comercial Introdução Indicado para estabelecimentos comerciais, rede de lojas ou franquias, o sistema FENÍCIA AUTOMAÇÃO COMERCIAL traz uma série de tecnologias de alto valor agregado

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 Versão: 01 Data de aprovação: 7 de outubro de 2014. Ato de aprovação: Resolução n.º 112 /2014 Unidade

Leia mais

TPABuffet - Principais Funcionalidades

TPABuffet - Principais Funcionalidades Todo evento de sucesso tem como base uma empresa sólida e organizada. Foi pensando nisso que a TPA Informática desenvolveu uma ferramenta completa e funcional: O TPA Buffet é um software de gestão de negócios

Leia mais