Código de conduta proposto. SCA Código de conduta proposto 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Código de conduta proposto. SCA Código de conduta proposto 1"

Transcrição

1 Código de conduta proposto SCA Código de conduta proposto 1

2 Mensagem do CEO Caros colegas, Como empresa global líder no setor de produtos de higiene e florestais, temos obrigação de conduzir os nossos negócios de forma responsável, de acordo com a legislação e requisitos regulatórios aplicáveis. O Código de Conduta é um guia prático de como o fazer. Vai ajudar-nos a tomar boas decisões e agir com integridade e respeito no nosso trabalho do dia-a-dia. Como signatário do Global Compact das Nações Unidas desde 2008, estamos empenhados em apoiar os direitos humanos e em promover uma conduta socialmente responsável, consistente com os princípios do Global Compact, a Declaração Internacional dos Direitos Humanos, as convenções básicas da ILO, assim como as Linhas de orientação da OCDE para empresas multi-nacionais. Há muito que estes princípios são uma parte natural dos negócios da SCA, refletidos em todo este Código de conduta. Como colaborador da SCA, voce tem uma responsabilidade pessoal de compreender e obedecer ao Código de Conduta. Ao viver e agir de acordo com os nossos valores básicos e com os compromissos contidos no Código de Conduta, ajuda a manter a reputação da SCA, que nos orgulha como seus colaboradores, e faz que outros queiram investir e ser nossos parceiros. Com os melhores cumprimentos, Jan Johansson Presidente e CEO 2 SCA Código de conduta proposto

3 Inhoud: 04 Introdução 06 Chamar a atenção para potenciais infrações 08 Code of Conduct pillars 08 Práticas empresariais 14 Saúde e segurança 16 Relações laborais 18 Direitos humanos 20 Natureza 22 Comunidade Administração do código de conduta Regulamentação Este Código foi aprovado pelo Conselho de administração da SCA. Monitoramento A SCA monitora conformidade com o Código através de rotinas, relatórios periódicos e auditorias das operações da empresa. Todos os anos a SCA faz auditorias ao Código em várias operações, que serão selecionadas por uma análise sistemática de fatores de risco. Cada auditoria é concluída com um relatório detalhado dirigido à administração, um plano de ação e o seguimento apropriado. Foram implementados procedimentos para assegurar que infrações sérias do Código são imediatamente reportadas à Sede do Grupo SCA. O Vice-presidente de Recursos Humanos de cada unidade tem por obrigação reportar trimestralmente todas as reclamações do Código nessa unidade, ao Vice-presidente senior de Recursos Humanos do Grupo e ao Vice- -presidente senior de sustentabilidade. O presidente de cada unidade de negócio é também obrigado a submeter todos os anos um relatório escrito dirigido ao CEO da SCA sobre a conformidade com o Código nessa unidade. A implementação deste Código vai ser monitorada pelo Code of Conduct council da SCA. SCA Código de conduta proposto 3

4 Introdução Porque que temos um Código de Conduta? Este Código de Conduta é uma expressão de quem somos e como conduzimos os negócios na SCA. Estamos empenhados em criar mais-valias para as partes interessadas, assim como, em construir relações com os colaboradores, clientes, consumidores, acionistas, comunidades e parceiros comerciais, baseadas nos nossos valores básicos, que são: Respeito, Responsabilidade e Excelência. O nosso Código de Conduta é uma estrutura para a forma de como traduzir na prática os nossos valores básicos, oferecendo orientações sobre como devemos agir no dia-a-dia no trabalho, em resumo, como fazer o que é certo. Também explica o que se espera de você, como colaborador da SCA. Não é possível este Código cobrir todas as situações que possam surgir, nem todas as leis, regras e políticas internas que possam ser relevantes. Oferece sim, um conjunto de normas que todos estamos obrigados a compreender e a aplicar, ao determinar como conduzir negócios de forma apropriada, responsável e com integridade. Em algumas circunstâncias, como por exemplo, em países onde há um fraco empenho nos direitos humanos ou do Estado de direito, estas normas podem ser mais restritas do que o costume local; nestes casos, vamos agir em conformidade com o nosso padrão mais alto. Vai encontrar exemplos e sugestões sobre como agir em conformidade com o Código, que foram incluídos para demonstrar como aplicar o Código em certas situações; não estão descritas todas as situações. Se tem alguma dúvida sobre como aplicar o Código, peça orientações ao seu chefe, ao gerente de recursos humanos, ao departamento jurídico da sua unidade de negócios ou ao grupo de sustentabilidade da SCA. Quem deve estar em conformidade com este Código? O Código aplica-se a todos os colaboradores da SCA em todo o mundo. Cada colaborador e parceiro comercial da SCA fazem contribuições importantes para proteger a empresa e a sua reputação. Os gestores têm responsabilidades adicionais. Através das suas ações, estes indivíduos têm que demonstrar a importância desta conformidade. Aspetos críticos incluem como liderar dando o exemplo e como estar disponível para colaboradores que tenham questões sobre ética ou que pretendem relatar possíveis infrações. Cada gestor é também responsável pelo cumprimento deste Código, o que inclui assegurar que todos os colaboradores recebem informações e formação sobre o Código. Empresas em que a SCA detenha mais do que cinquenta porcento dos direitos de voto, ou detenha uma posição de controlo de outra forma, necessitam de adotar e seguir este Código. Empresas em que o nosso controle seja menor, devem ser encorajadas a adotar e 4 SCA Código de conduta proposto

5 Código de Conduta Saúde e segurança Natureza Responsabilidade Relações laborais Valores básicos Respeito Excelência Comunidade Práticas comerciais Direitos humanos seguir o Código, ou pelo menos, ter políticas escritas que sejam consistentes com as normas estabelecidas neste Código. Esperamos que na conduta dos seus negócios, os nossos parceiros, incluindo distribuidores, fornecedores, consultores e empreiteiros, sigam padrões semelhantes aos do nosso Código. Trabalhar em conformidade com estas normas é um dos fatores que mais pesam na nossa decisão de trabalhar ou não com esses parceiros comerciais. Se qualquer um dos nossos parceiros, incluindo empresas que não sejam controladas pela SCA, toma alguma medida que seja contrária às normas do Código, vamos contatá-los para chegarmos a um acordo sobre ações corretivas. Consequências de nãoconformidade Infrações a este Código de Conduta serão sempre tratadas com seriedade, podendo resultar em ações disciplinares, incluindo rescisão de contrato. Para além disso, infringir a lei pode sujeitá-lo (e à SCA) a multas substanciais do foro criminal, prisão e/ou indenizações cíveis. SCA Código de conduta proposto 5

6 Chamar a atenção para potenciais infrações Deve relatar imediatamente se observar uma conduta que seja preocupante ou que possa ser uma infração do Código. Assim, está ajudando a proteger os seus colegas, a integridade e reputação da SCA, assim como as marcas SCA. A SCA irá investigar de forma séria quaisquer situações preocupantes ou infrações relatadas e tomará as medidas apropriadas. Qualquer informação relatada será mantida confidencial. Será apenas partilhada com quem necessite conhecê-la, de acordo com as políticas da SCA para investigação e resolução de reclamações relacionadas com o Código de conduta, exceto se for necessário por lei revelar essa informação ou se o assunto envolve conduta criminal. A SCA proíbe qualquer retaliação contra alguém que relate uma preocupação legítima. Como relatar uma situação preocupante Geralmente, quem está na melhor posição para abordar as suas preocupações é o seu chefe ou supervisor imediato. No entanto, se por qualquer motivo não se sente confortável em discutir este assunto diretamente com o seu chefe, ou se achar que depois de falar no assunto ninguém o(a) levou a sério, pode então contatar as seguintes pessoas: sua unidade de negócio te ou comissão de trabalhadores SCA em disponível no seu país. Pode reportar anonimamente se permitido pela legislação local. No entanto, caso se identifique pode oferecer uma assistência valiosa às questões de seguimento e vai ser mantido informado dos resultados da investigação. Encontre mais informações sobre como relatar situações preocupantes no Essentials, a página de intranet da SCA, at O que acontece depois de relatada uma questão? Se relatou a suspeita de uma infração do Código de Conduta, poderá contar que: fidencialmente, prontamente e profissionalmente gestão apropriado vai rever os resultados e determinar o resultado final 6 SCA Código de conduta proposto

7 - Tolerância zero com retaliações SCA Código de conduta proposto 7

8 Pilares do código de conduta 1. Práticas empresariais Práticas empresariais responsáveis Na SCA, devemos conduzir negócios de forma responsável e em conformidade com a legislação e regras aplicáveis, assim como com as políticas da SCA. Antes de agir de acordo com uma legislação ou costume local que esteja em conflito com os princípios determinados pelo Código, deve aconselhar-se com alguém do departamento jurídico da SCA. forma de corrupção. Nem a SCA, nem ninguém em sua representação pode autorizar, - decisões comerciais ou as ações de um representante governamental. SCA devem ser exatos, sendo as transações - lidade da SCA. PODE E DEVE: assegurar que todos os pagamentos são devidamente registados, na devida conta da SCA. PODE E DEVE: convencer parceiros da posição da SCA pela força do seu argumento comercial. NÃO PODE: usar terceiros, como agentes ou NÃO PODE: oferecer algo de valor a um funcio- de com o Código. NÃO PODE: distorcer a verdadeira natureza de uma transação. A SCA constrói relações através de honestidade e integridade em todas as nossas atividades comerciais Concorrência justa Apesar de a SCA concorrer vigorosamen- ma justa e em conformidade com a legislação anti-monopólio). Normalmente, estas leis - acordar preços, alocar clientes ou mercados uma posição dominante. PODE E DEVE: NÃO PODE: propor ou fazer acordos expressos ou implícitos, escritos ou orais com qualquer concorrente que trate de assunto sensíveis como preços de produtos, concursos, termos e condições de venda ou territórios de venda. NÃO PODE: envolver-se em contatos com concorrentes que possam ter o aspeto de um acordo inapropriado. 8 SCA Código de conduta proposto

9 Não se esqueça que: Ofertas & representação NÃO PODE: NÃO PODE: Conflitos de interesses PODE E DEVE: PODE E DEVE: NÃO PODE: NÃO PODE: SCA Código de conduta proposto 9

10 Práticas empresariais Segurança de informação Devemos proteger informação confidencial para que não seja utilizada ou revelada inapropriadamente. A informação confidencial é composta por qualquer informação que não seja pública, com segredos comerciais da SCA, planos de negócio e de marketing, informação sobre desenvolvimento de produtos, invenções, métodos de produção, informação sobre colaboradores e salários, registros médicos e dados financeiros. Informação confidencial que nos tenha sido confiada por terceiros deve ser tratada com o mesmo cuidado da informação confidencial da SCA. PODE E DEVE: ter cuidado ao discutir assuntos da empresa ou ao trabalhar num portátil em locais públicos. NÃO PODE: ceder, usar ou revelar informação confidencial sem a devida autorização da direção. NÃO PODE: permitir que terceiros tenham acesso a locais da SCA sem autorização devida. Privacidade A SCA recolhe e processa dados pessoais dos consumidores, colaboradores e terceiros, em conformidade com as leis de privacidade aplicáveis e políticas relevantes da SCA. Dados confidenciais dos colaboradores são mantidos com segurança, e são apenas mostrados a indivíduos com a devida autorização para receber essa informação, exceto se exigido por lei. PODE E DEVE: assegurar que os dados pessoais recolhidos são apenas para objetivos legais e legítimos. NÃO PODE: partilhar dados pessoais, exceto com os colaboradores que têm uma necessidade legítima dessa informação. Ativos da empresa Os ativos da SCA estão reservados para serem utilizados nos negócios da empresa, de acordo com as políticas da SCA e não podem ser usados para ganho pessoal, objetivos fraudulentos ou de qualquer outra forma, inapropriadamente. Isto aplica-se tanto aos ativos físicos como à propriedade inteletual, como patentes, marcas registadas, know-how e sistemas de informação. PODE E DEVE: salvaguardar os ativos da empresa e protegê-los de perdas, danos, roubos, negligência e utilizações não autorizadas. PODE E DEVE: se for permitida a utilização ocasional de um ativo da SCA para uso privado, como por exemplo computadores da empresa, deve ser mantido ao mínimo. Não permitir que essa utilização tenha impacto no desempenho do seu trabalho. NÃO PODE: utilizar ativos da empresa para negócios pessoais. Informação privilegiada Informação privilegiada são dados que não são do conhecimento público, em que seja razoável a expectativa que possam ter um efeito no preço das ações da SCA. Não é permitido adquirir ou vender ações da SCA se está na posse de Informação privilegiada sobre a SCA. Também não é permitido partilhar essa informação com terceiros, incluindo amigos e família, com recomendações de compra ou não de ações da SCA. 10 SCA Código de conduta proposto

11 SCA Código de conduta proposto 11

12 Práticas empresariais Exemplo NÃO PODE: comprar ou vender ações da SCA se tem informações que não foram ainda divulgadas publicamente, sobre uma alteração significativa nos lucros da empresa, ou uma aquisição ou venda de um grande negócio. Não se esqueça que: vilegiada pode danificar a reputação da SCA e resultar em responsabilidade criminal individual e civil. Lavagem de dinheiro A SCA está empenhada em seguir a legislação contra a lavagem de dinheiro em todo o mundo. Lavagem de dinheiro é um processo em que os lucros de um crime são disfarçados ou transformados para parecerem legítimos. PODE E DEVE: tomar medidas razoáveis para identificar e avaliar a integridade de parceiros comerciais, para assegurar se estão envolvidos em atividades comerciais legítimas. PODE E DEVE: ter cuidado se lhe solicitarem para transferir fundos em qualquer tipo de transação, para um país não relacionado com essa transação. PODE E DEVE: chamar a atenção quando se deparar com atividades suspeitas. Contate alguém do departamento jurídico ou financeiro da SCA. no marketing, necessitamos de uma proteção especial para crianças, não usando marketing que as inclua ou relacionado, que afete negativamente os direitos e bem-estar da criança. PODE E DEVE: assegure-se que compreende e obedece a todos os procedimentos de vendas e marketing aplicáveis ao seu trabalho. PODE E DEVE: assegurar que o marketing feito está em conformidade com as normas e legislação local. NÃO PODE: não pode fazer ou aprovar declarações falsas ou providenciar informação enganadora sobre os produtos da SCA e a o seu desempenho. Links: Princípios de contabilidade Política de conflitos de interesse Política anti-suborno e anti-corrupção Política de segurança de informação Responsabilidade individual sobre a segurança de informação Regras sobre informação previligiada Política de privacidade de dados Política sobre a ética nas relações com fornecedores Seguimento e formação de colaboradores sobre assuntos relacionados com responsabilidade social e corrupção Marketing Os produtos e serviços devem ser apresentados com exatidão. A SCA faz publicidade, promove e classifica os nossos produtos de uma forma factual e informativa. Reconhecemos que 12 SCA Código de conduta proposto

13 SCA Código de conduta proposto 13

14 Pilares do código de conduta 2. Saúde e segurança Ambiente de trabalho saudável A SCA está empenhada em providenciar um ambiente de trabalho seguro e saudável para todos os seus colaboradores, empreiteiros e revendedores. O nosso objetivo é zero lesões relacionadas com trabalho e melhorias contínuas em questões de saúde e segurança. Implementar medidas preventivas para abordar áreas de risco, assim como, monitorar e rastrear o seu progresso. Cada colaborador deve conhecer e obedecer à regras, políticas e procedimentos sobre saúde e segurança no seu local de trabalho. É sua responsabilidade pessoal corrigir ou reportar condições pouco inseguras, acidentes, assim como lesões e doenças relacionadas com trabalho. É da responsabilidade dos gestores assegurar que os colaboradores e empreiteiros recebem formação e o equipamento de segurança necessário. PODE E DEVE: reportar prontamente ao seu chefe qualquer condição ilegal ou pouco segura. PODE E DEVE: apresentar ideias sobre como melhorar o seu ambiente de trabalho. PODE E DEVE: participar em formações sobre segurança relevantes. NÃO PODE: ignorar dispositivos de segurança em máquinas ou a necessidade de equipamento pessoal de segurança. Qualidade e segurança dos produtos A SCA tem por objetivo melhorar a vida diária das pessoas de todo o mundo, com produtos e serviços que oferecem consistentemente um bom valor, alta qualidade e soluções seguras, sustentáveis. Os nossos produtos devem cumprir a legislação e requisitos regulatórios aplicáveis, relacionados com segurança e etiqueta do produto. Exemplo PODE E DEVE: produzir, testar e embalar os nossos produtos de acordo com boas práticas de fabricação e as políticas da SCA. Links: Política de saúde e segurança da SCA Política de saúde e segurança 14 SCA Código de conduta proposto

15 SCA Código de conduta proposto 15

16 Pilares do código de conduta 3. Relações laborais Comunicação aberta Uma comunicação aberta e honesta é a fundação para construir a confiança entre a SCA e os seus colaboradores. Para esse fim, a SCA vai manter um diálogo justo e aberto com os colaboradores e os seus representantes. Os colaboradores são encorajados para chamar a atenção do seu chefe para aspetos do seu ambiente de trabalho. A SCA assegura também que todos os colaboradores recebem informações claras e compreensíveis sobre os termos e condições do seu contrato de trabalho, assim como, o seu desempenho. PODE E DEVE: comunicar clara e abertamente as razões das decisões da SCA que afetem a relação de colaborador. PODE E DEVE: sugerir ao seu chefe ideias para melhorar o local de trabalho. Diversidade e nãodiscriminação Todos os colaboradores serão tratados com igual respeito e dignidade, com oportunidade de se desenvolverem pessoalmente e a sua carreira profissional. A SCA valoriza e vai continuar a desenvolver a diversidade da sua força laboral global. Todos os colaboradores serão recrutados, selecionados, avaliados e promovidos baseando-se em critérios objetivos, sem consideração pelo seu género, estado marital ou parental, origem étnica, nacionalidade, orientação sexual, religião, afiliação política, idade, deficiência ou outras categorias protegidas pela legislação aplicável. PODE E DEVE: decisões sobre recrutamento devem ser baseadas em qualificações, como educação, experiência anterior e mérito. PODE E DEVE: ser cuidadoso no seu comportamento e o efeito que pode ter nos outros. NÃO PODE: fazer afirmações ou contar anedotas que sejam degradantes ou humilhantes para outros. Assédio Como representante da SCA, é da sua responsabilidade tratar os outros com respeito. Não será tolerado assédio, intimidação ou outros comportamentos inapropriados no local de trabalho e deve tomar medidas para abordar esse tipo de comportamento, se o observar. A SCA trata todosos seus colaboradores com justiça, dignidade e respeito PODE E DEVE: providenciar um ambiente de trabalho sem comportamentos hostis, violentos, ameaçadores ou de bullying. PODE E DEVE: reportar assédios ou outro comportamento dessa natureza que não seja solicitado. Liberdade de associação A SCA reconhece o direito dos colaboradores de decidirem serem representados por sindicatos da sua escolha, organizarem-se e negociarem coletivamente ou individualmente. Respeitamos também o direito de um colaborador de não ser membro de um sindicato. As nossas práticas devem estar em conformidade 16 SCA Código de conduta proposto

17 com normas laborais reconhecidas internacionalmente, mantendo a consideração devida à legislação, regras e costumes dos vários países em que operamos. PODE E DEVE: respeitar o direito dos colaboradores de formarem ou aderirem a um sindicato de sua escolha, sem medo de intimidações ou represálias, de acordo com a legislação local. NÃO PODE: interferir com atividades oficiais, legais e sancionadas dos representantes dos colaboradores. Salários e benefícios A SCA providenciará salários e benefícios justos, de acordo com a legislação nacional e acordos coletivos aplicáveis, em todos os locais onde operamos. Caso não haja um acordo coletivo feito, devemos seguir as normas relevantes do setor. Links: Política de recrutamento Política de compensações Política sobre relações laborais Política sobre viagens SCA Código de conduta proposto 17

18 Pilares do código de conduta 4. Direitos humanos Respeitar os Direitos humanos Os Direitos humanos são os direitos básicos e liberdades a que todas as pessoas têm direito. A SCA apoia e respeita os direitos humanos proclamados internacionalmente, em todos os locais onde operamos. Em linha com os Princípios de orientação das Nações Unidas sobre Direitos Humanos e de Empresas, integramos estes princípios neste Código e diariamente, na prática dos nossos negócios. A nossa abordagem inclui o compromisso de: padrões no nosso local de trabalho, nas nossas operações e para com os nossos parceiros comerciais; - nos; direitos humanos que os nossos negócios possam causar ou contribuir para; partes interessadas; e apoiar os direitos humanos nas comuni- - Global Compact das Nações Unidas. ças como uma parte interessada, que necessitam de uma proteção maior. Orientados pelos Direitos da Criança e Princípios Comerciais, respeitaremos e apoiaremos os direitos da criança nos nossos negócios e na sociedade em SCA tenham impacto nas crianças, teremos que ter sempre em consideração os interesses da criança. A SCA apoia os direitos humanos fundamentais e assume que os seus parceiros comerciais façam o mesmo Trabalho infantil A SCA não tolera trabalho infantil nos nossos locais ou dos nossos parceiros e seguiremos a legislação nacional e normas internacionais locais onde operamos. Exemplo PODE E DEVE: assegurar que compreende os requisitos da idade mínima na legislação menos de 18 anos de idade. Trabalho forçado ou outras formas de trabalho obrigatório, - - -lo(a) dos seus documentos de identidade no início do contrato de trabalho. Exemplo PODE E DEVE: reportar suspeitas de trabalho forçado, trabalho infantil ou castigos corporais em quaisquer dos locais de fornecedores, distribuidores ou outros parceiros comerciais. Links: Declaração universal dos direitos humanos 18 SCA Código de conduta proposto

19 SCA Código de conduta proposto 19

20 Pilares do código de conduta 5. Natureza A SCA está empenhada em ter a liderança ambiental O respeito e cuidado pelo ambiente são parte do modelo empresarial da SCA. Trabalhamos ativamente para: mais-valias para os nossos clientes, baseadas com aproveitamento eficiente de recursos e ambientalmente corretas; - - ambiental em toda a cadeia de valores da SCA; e - rios privados de floresta, a SCA tem de aproveitar este importante recur- do sempre o benefício da floresta com as necessidades do nosso ecosistema, clima, clientes e a socie- vés do nosso compromisso a - - Ao desempenhar as responsabilidades da ambiente. PODE E DEVE: rias do seu trabalho permitem um aproveitamento eficiente dos recursos, assim como a tes. PODE E DEVE: ambiental positivo. PODE E DEVE: - PODE E DEVE: Links: Política de sustentabilidade 20 SCA Código de conduta proposto

21 SCA Código de conduta proposto 21

22 Pilares do código de conduta 6. Comunidade Relações com a comunidade A SCA pretende fazer uma contribuição positiva para as comunidades onde faz negócios. Esforçamo-nos por construir relações duradouras com as nossas comunidades, através de um diálogo aberto e honesto. As iniciativas de comunidade da SCA devem ser feitas com organizações cuja missão e objetivos estejam em linha com os nossos valores básicos. PODE E DEVE: assegurar que as opiniões dos líderes comunitários sejam ouvidas e recebidas favoravelmente. PODE E DEVE: obter as autorizações apropriadas antes de fazer qualquer doação a uma organização comunitária em nome da SCA. NÃO PODE: patrocinar ou doar a qualquer organização onde haja a possibilidade de os fundos poderem ser entendidos como uma forma de suborno. Comunicações A SCA compromete-se a manter uma comunicação aberta e transparente dentro dos limites da confidencialidade comercial. Procuramos construir um diálogo construtivo e produtivo com todas as partes interessadas da SCA. PODE E DEVE: antes de discutir assuntos da empresa com um jornalista, aconselhar-se com a SCA Corporate Communications, ou com o departamento de comunicações local. PODE E DEVE: enviar todas as questões de analistas ou investidores para SCA Investor Relations. NÃO PODE: dar a impressão que fala em nome da SCA em qualquer tipo de comunicação pessoal, incluindo em ferramentas de mídia como blogs, wikis ou páginas de redes sociais, sem ter uma autorização adequada. Atividades políticas A SCA vai permanecer politicamente neutra e não fará pagamentos ou doações de qualquer tipo a partidos ou candidatos políticos, ou às suas instituições, agências ou representantes. O nome da empresa não deve ser usado em campanhas políticas ou para promover os interesses de partidos ou candidatos políticos. Apesar de a SCA não participar diretamente em políticas partidárias, vamos continuar a participar em debates sobre políticas relacionadas com o nosso negócio, os nossos colaboradores e as comunidades em que estamos presentes, através de processos como lobby.. A SCA tem por objetivo ser um membro de confiança das comunidades onde trabalha PODE E DEVE: consultar Public Affairs se tem alguma questão sobre atividades de lobby. NÃO PODE: sugerir que seja você a representar a SCA ou que a empresa apoie as suas ideias, nas suas atividades políticas privadas. NÃO PODE: usar os ativos da empresa para o apoiar um candidato ou partido político de sua escolha pessoal. Links: Política de comunicação Relações com as comunidades e Instruções sobre patrocínios Política de relações com investidores 22 SCA Código de conduta proposto

23 SCA Código de conduta proposto 23

24

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

www.belcorp.biz VIII/09

www.belcorp.biz VIII/09 CÓDIGO DE ÉTICA www.belcorp.biz VIII/09 Na Belcorp acreditamos que cada pessoa tem o poder de transformar seus sonhos em realidade. Assumir este poder significa reconhecer que nossas ações e decisões têm

Leia mais

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes.

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes. CÓDIGO DE CONDUTA 1. Introdução O Código de Conduta Ahlstrom descreve os princípios éticos que sustentam o modo como conduzimos os negócios em nossa empresa. Baseia-se em nossos principais valores Agir

Leia mais

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO I. Declaração da Diretriz. É a diretriz da Global Crossing Limited ( Global Crossing ou a Empresa ) conduzir todos os seus negócios de uma maneira honesta e ética. Ao fazer

Leia mais

Código de Ética - Ultra

Código de Ética - Ultra Código de Ética - Ultra Ética na gestão - Equidade, transparência e responsabilidade - Cumprimento das leis - Desenvolvimento sustentável Ética nos relacionamentos - Acionistas e investidores - Colaboradores

Leia mais

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas 1. OBJETIVO E ÂMBITO 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas subsidiárias (juntamente com a Empresa, o Grupo ) comprometem-se a conduzir todos os seus

Leia mais

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 1. OBJETIVO: Estabelecer diretrizes e critérios para o atendimento aos requisitos da norma de Responsabilidade Social SA 8000. 2. DEFINIÇÕES: Não aplicável. 3. DOCUMENTOS APLICÁVEIS Manual da Qualidade;

Leia mais

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência Código de Ética Conduzimos nossos negócios dentro de uma estrutura de padrões profissionais, legislações, regulamentações e políticas internas. Entretanto, temos consciência que essas normas não necessariamente

Leia mais

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos O código de ética DBA representa a necessidade de reforço aos valores e à cultura da empresa através da ética. Assim, é fundado nos valores essenciais da corporação e pode ser definido pelas normas padrões

Leia mais

PRINCÍPIOS EMPRESARIAIS GERAIS DA SHELL

PRINCÍPIOS EMPRESARIAIS GERAIS DA SHELL Shell International Limited 2010 A permissão para reproduzir qualquer parte desta publicação deve ser solicitada à Shell International Limited. Geralmente a permissão será concedida, mediante o reconhecimento

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Índice Nossos princípios diretivos 03 Proteção do patrimônio e uso dos ativos 04 Informação confidencial 05 Gestão e Tratamento dos Colaboradores 06 Conflitos de interesse 07

Leia mais

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING Índice INTRODUÇÃO... 2 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING... 2 2 COMPROMISSO DOS COLABORADORES... 2 3 PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTO... 3 3.1 RELAÇÕES COM ADMINISTRADORES E COLABORADORES... 3 3.2 RELAÇÕES COM

Leia mais

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor Colgate-Palmolive Company Código de Conduta do Fornecedor Prezado Fornecedor da Colgate, No decorrer do tempo, a Colgate-Palmolive Company construiu sua reputação como organização que emprega práticas

Leia mais

Código de Conduta ATUE COM INTEGRIDADE, CRESÇA SUSTENTAVELMENTE. Hilti. Supera expectativas.

Código de Conduta ATUE COM INTEGRIDADE, CRESÇA SUSTENTAVELMENTE. Hilti. Supera expectativas. ATUE COM INTEGRIDADE, CRESÇA SUSTENTAVELMENTE. Hilti. Supera expectativas. Exmo. Sr./Exma. Sra. Caros colegas, A Página Aplicação do Código de Conduta da Hilti 6 Para a Hilti, existe um elo inseparável

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências:

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências: CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo PSA Peugeot Citroën construiu seu desenvolvimento com base em valores implementados por seus dirigentes e funcionários, e reafirmados nos objetivos de desenvolvimento responsável

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO TERMO DE USO PORTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO TERMO DE USO (PORTAL) Bem vindo à Capesesp. Ao utilizar nosso serviço, o usuário concorda com este Termo de Uso, que poderá ser modificado periodicamente.

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial É sempre exigido um comportamento legal e ético Este Resumo das políticas de conduta comercial (este "Resumo") fornece uma descrição

Leia mais

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza)

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Código de Conduta Empresarial da Nestlé 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Introdução Desde a sua fundação, as práticas comerciais da Nestlé

Leia mais

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização 1. Introdução O presente questionário ajudá-lo-á a reflectir sobre os esforços desenvolvidos pela sua empresa no domínio da responsabilidade empresarial,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. APFF Administração do Porto da Figueira da Foz, S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA. APFF Administração do Porto da Figueira da Foz, S.A. CÓDIGO DE ÉTICA APFF Administração do Porto da Figueira da Foz, S.A. Índice 1. Preâmbulo 2. Disposições Gerais 2.1. Âmbito de aplicação 2.2. Objectos do 2.3. Dimensões éticas da empresa 2.4. Cumprimento

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO CÓDIGO DE ÉTICA DA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO 0 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 2 2 - ABRANGÊNCIA... 2 3 - PRINCÍPIOS GERAIS... 2 4 - INTEGRIDADE PROFISSIONAL E PESSOAL... 3 5 - RELAÇÕES COM

Leia mais

Política Anticorrupção

Política Anticorrupção Soluções que impulsionam e valorizam sua empresa. Política Anticorrupção Ano fiscal 2016 Política Anticorrupção Objetivo Definir procedimentos para assegurar que todos os colaboradores, funcionários, sócios

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA Código de Ética e de Responsabilidade Social Propósitos A ACE Schmersal tem uma atuação corporativa pautada em valores éticos e morais. Estes mesmos valores regem

Leia mais

Não empregamos nenhuma pessoa com idade menor que a permitida por lei.

Não empregamos nenhuma pessoa com idade menor que a permitida por lei. Código de Conduta SOSINIL Princípios Gerais A SOSINIL publica seu Codigo de Conduta e Ética que servirá de referencial para uma conduta adequada, coerente e uniforme a ser adotada com os envolvidos em

Leia mais

Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research

Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research Missão Ser a referência no Brasil em soluções de pesquisa de mercado que utilizem tecnologia como uma plataforma para melhorar a decisão

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 2/11 Sumário 1. Conceito... 3 2. Objetivo... 3 3. Áreas de aplicação... 3 4. Diretrizes... 4 4.1 Princípios... 4 4.2 Estratégia de e Responsabilidade

Leia mais

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos:

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos: INTRODUÇÃO O regime da livre iniciativa impõe às organizações e seus integrantes a conduzirem-se dentro de um ambiente de respeito e entendimento, zelando para que toda e qualquer forma de relacionamento,

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA Esta política se destina a ajudar empregados e outras pessoas que agem em nome da Magna, incluindo dirigentes,

Leia mais

Código de Ética Fevereiro de 2015

Código de Ética Fevereiro de 2015 Código de Ética Fevereiro de 2015 Índice 1. Âmbito de aplicação... 3 2. Ética... 3 2.1. Princípios e valores fundamentais... 3 2.2. Proibição de decisão em situação de conflito de interesses... 4 2.3.

Leia mais

POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA

POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA POLÍTICA DA QUALIDADE POLÍTICA AMBIENTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA Política de SAÚDE E SEGURANÇA Política de SAÚDE E SEGURANÇA A saúde e a segurança dos nossos funcionários fazem

Leia mais

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos O nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Os nossos cinco princípios fundamentais: Doentes O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos Colaboradores Tratamos

Leia mais

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 2 Sumário 1. Introdução...3 2. Postura pessoal e profissional...4 3. Relacionamento com público interno...6 4. Relacionamento

Leia mais

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig de Ética Código CÓDIGO de Ética Código de Ética Código DE de Ética Código de Ética de Ética Código de Ética Código ÉTICA de Ética Código de Ética Código de Ética Fazendo Negócios com Integridade Realizamos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR A Weatherford construiu sua reputação como uma organização que exige práticas comerciais éticas e altos níveis de integridade em todas as nossas transações comerciais. A

Leia mais

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Associados Tratamos nossos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING O Código de Conduta Ética é um instrumento destinado a aperfeiçoar os relacionamentos da organização e elevar o clima de confiança nela existente. Este Código tem

Leia mais

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores 00 12/02/2015 Original Natalia Simões Araujo (Coordenadora Funções Corporativas e Compliance) Antonio Ferreira Martins (Vice- Presidente Jurídico e

Leia mais

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente Código de Ética OBJETIVO Este código de ética serve de guia para atuação dos empregados e contratados da AQCES e explicita a postura que deve ser adotada por todos em relação aos diversos públicos com

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 1 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 2 de 9 ÍNDICE 1.0 OBJETIVO... 4 2.0 ESCOPO... 4 3.0 DEFINIÇÕES... 4 4.0 PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO... 5 4.1 TRABALHO FORÇADO... 5 4.2 TRABALHO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS 1. O CÓDIGO Este Código de Ética (Código) determina as práticas e padrões éticos a serem seguidos por todos os colaboradores da SOMMA INVESTIMENTOS. 2. APLICABILIDADE Esta política é aplicável: 2.1. A

Leia mais

Código de Ética LLTECH

Código de Ética LLTECH Código de Ética LLTECH Quem somos A LLTECH é uma empresa que oferece soluções inovadoras para automação e otimização de processos industriais, fornecendo toda a parte de serviços e produtos para automação

Leia mais

Pelo exposto, o Grupo Galp Energia empenhar-se-á em:

Pelo exposto, o Grupo Galp Energia empenhar-se-á em: O Grupo Galp Energia, através dos seus órgãos máximos de gestão, entende que uma organização responsável, para além de respeitar integralmente toda a legislação aplicável geral e/ou específica incorpora

Leia mais

Política de direitos humanos

Política de direitos humanos Política de direitos humanos Galp Energia in NR-002/2014 1. ENQUADRAMENTO Na sua Política de Responsabilidade Corporativa, aprovada em 2012, a GALP ENERGIA estabeleceu os seguintes compromissos em matéria

Leia mais

DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS DA UNILEVER

DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS DA UNILEVER DECLARAÇÃO DE POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS DA UNILEVER Acreditamos que as empresas só podem florescer em sociedades nas quais os direitos humanos sejam protegidos e respeitados. Reconhecemos que as empresas

Leia mais

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta 1 de 7 Revisão Data Assunto / revisão / modificação 00 16/04/15 Emissão Inicial. Nome Cargo Data Assinatura Consultor / Gerente EMITENTE Maciel Amaro Técnico / RD Valéria Ap. R. Amaro Diretora administrativa

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

o Maria Hermínia Cabral o Sérgio Guimarães o Pedro Krupenski

o Maria Hermínia Cabral o Sérgio Guimarães o Pedro Krupenski II Oficina de Trabalho Código de Conduta: Processos e Metodologias 24 de Setembro 2015 Conclusões da Sessão da manhã Com o apoio dos Parceiros do Mecanismo de Apoio à Elaboração de Projetos de Cooperação,

Leia mais

Políticas Organizacionais

Políticas Organizacionais Políticas Organizacionais Manual de Políticas da CERCI Elaborado por/data Departamento de Gestão da Qualidade/Março 2013 Aprovado por/data Direção/18.03.2013 Revisto por/data Índice 1. Política e Objetivos

Leia mais

5 Instrução e integração

5 Instrução e integração SEÇÃO 5 Instrução e integração no meio de trabalho Quando um novo funcionário entra para uma organização, é importante que ele receba um bom apoio para entender sua função e a organização. Instrução é

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Versão 2015.2 Editada em julho de 2015 SUMÁRIO 1. Objetivo da Política...3 2. Abrangência...3 3. Princípios...3 4. Das Diretrizes Estratégicas...4 5. Da Estrutura

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

Código de Ética da Parpública. Ética - Princípios e valores fundamentais. Âmbito de aplicação

Código de Ética da Parpública. Ética - Princípios e valores fundamentais. Âmbito de aplicação Código de Ética da Parpública Âmbito de aplicação Aplica-se a todos os colaboradores da Parpública sem prejuízo de outras disposições legais ou regulamentares aplicáveis ou a que por inerência do exercício

Leia mais

Manual de Conduta Ética

Manual de Conduta Ética Manual de Conduta Ética Porque a PROGEN criou seu Manual de Conduta Ética? Preocupada em agir com transparência e ética, a PROGEN criou seu Manual de Conduta Ética visando firmar nossos valores, cultura

Leia mais

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs)

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) AS COMUNICAÇÕES ENTRE ADVOGADO E CLIENTE SÃO ESTRITAMENTE CONFIDENCIAIS Este documento destina-se a abordar questões que possam surgir no decurso

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética Página 1 de 5 Código de Conduta e Ética 2012 Resumo A SAVEWAY acredita que seu sucesso está pautado na prática diária de elevados valores éticos e morais, bem como respeito às pessoas, em toda sua cadeia

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 CÓDIGO DE ÉTICA Escopo Este Código de Ética ( Código ) reúne as principais normas de conduta que devem

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET JUNHO DE 2015 OBJETIVO DA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO A Dun & Bradstreet está comprometida com os mais elevados padrões éticos. Acreditamos em conduzir os negócios

Leia mais

Ética & Princípios de Conduta Empresarial

Ética & Princípios de Conduta Empresarial Nossa Cadeia de Fornecedores Ética & Princípios de Conduta Empresarial ao exercer atividades de negócios com a CH2M HILL Outubro 2011 Princípios baseados no livro The Little Yellow Book, escrito em 1978

Leia mais

Política de Responsabilidade Corporativa

Política de Responsabilidade Corporativa Política de Responsabilidade Corporativa Índice 1. Introdução...04 2. Área de aplicação...04 3. Compromissos e princípios de atuação...04 3.1. Excelência no serviço...05 3.2. Compromisso com os resultados...05

Leia mais

ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Prof. MARCELO COSTELLA FRANCIELI DALCANTON ISO 9001- INTRODUÇÃO Conjunto de normas e diretrizes internacionais para sistemas de gestão da qualidade; Desenvolve

Leia mais

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado colaborador, Há mais de sessenta anos que o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

Capítulo: Proteção às Informações

Capítulo: Proteção às Informações Visão Geral 2 a 1 / 5 1 Para o, Inc., denominada a Empresa, as informações representam um ativo crucial. A proteção e utilização adequadas de informações em nossa posse são fundamentais para que a empresa

Leia mais

NORMAS INTERNACIONAIS DO TRABALHO Convenção (n.º 102) relativa à segurança social (norma mínima), 1952

NORMAS INTERNACIONAIS DO TRABALHO Convenção (n.º 102) relativa à segurança social (norma mínima), 1952 NORMAS INTERNACIONAIS DO TRABALHO Convenção (n.º 102) relativa à segurança social (norma mínima), 1952 Bureau Internacional do Trabalho 1 Ratificação Como são utilizadas as Normas Internacionais do Trabalho?

Leia mais

CÓDIGO DE FORNECEDORES DA GALDERMA

CÓDIGO DE FORNECEDORES DA GALDERMA CÓDIGO DE FORNECEDORES DA Código de fornecedores da Galderma Preâmbulo A Galderma tem como missão ser reconhecida como a empresa de inovação mais competente e bemsucedida, centrada exclusivamente em corresponder

Leia mais

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos.

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos. Introdução O Código de Ética e Conduta foi aprovado em reunião do Conselho de Administração em 03/08/2015. É um documento que resume as principais políticas e diretrizes que definem as regras orientadoras

Leia mais

4 Princípio 1 Responsabilizar-se pela Própria Segurança e pela Segurança dos Outros

4 Princípio 1 Responsabilizar-se pela Própria Segurança e pela Segurança dos Outros Aplicação O Código de Conduta e Ética Comercial("Código") da Apolo Tubulars S.A. ( Apolo ) se aplica a todos nós -- diretores, funcionários e empregados em tempo integral e meio-expediente da Apolo. No

Leia mais

MENSAGEM AO FORNECEDOR

MENSAGEM AO FORNECEDOR MENSAGEM AO FORNECEDOR O Código de Conduta da AABB Porto Alegre para fornecedores é um documento abrangente, que trata de temas diretamente ligados ao nosso cotidiano de relações. Neste material, explicitamos

Leia mais

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE Questionamento a alta direção: 1. Quais os objetivos e metas da organização? 2. quais os principais Produtos e/ou serviços da organização? 3. Qual o escopo da certificação? 4. qual é a Visão e Missão?

Leia mais

Política de Conflitos de Interesses

Política de Conflitos de Interesses Política de Conflitos de Interesses Índice Índice 2 Política de Conflitos de Interesses 3 1. Introdução... 3 2. A nossa política de conflitos de interesses... 3 3. Conflitos de interesses estudos de investimento...

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria 2007 A Mensagem da Diretoria história da Responsabilidade Social na Copacol está intrínseca desde que abriu as portas do cooperativismo no Oeste do Paraná, em 1963. Com a assinatura do Pacto Global, essa

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética SUMÁRIO 1 Objetivo... 03 2 Abrangência... 03 3 Valores... 03 4 - Conduta ética da PPL com os diversos públicos 4.1 - Cliente: Foco de nossa atuação... 03 4.2 - Relação e interação com fornecedores e parceiros...

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

CESA Comitê de Advocacia Comunitária e Responsabilidade Social Questões de Consumidores Junho, 2010.

CESA Comitê de Advocacia Comunitária e Responsabilidade Social Questões de Consumidores Junho, 2010. CESA Comitê de Advocacia Comunitária e Responsabilidade Social Questões de Consumidores Junho, 2010. Introdução Objetivos: - Elaborar o Guia do Advogado Sustentável (Boas Práticas de Responsabilidade Socioambiental

Leia mais

.1 Comportamentos esperados

.1 Comportamentos esperados Normas de Conduta Normas de Conduta Este documento contém normas de conduta que devem ser respeitadas pelos diretores, auditores, líderes e todos os empregados do Grupo Pirelli, e também por todos que

Leia mais

Nosso. código de. ética

Nosso. código de. ética Nosso código de ética Nossos Valores Uma estrutura para nossos negócios Compartilhamos três valores essenciais - Espírito de Equipe, Confiança e Ação. Esses valores são a força motriz dos funcionários

Leia mais

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção O QUE ESPERAR DO SVE Programa Juventude em Acção KIT INFORMATIVO Parte 1 Maio de 2011 Introdução Este documento destina-se a voluntários e promotores envolvidos no SVE. Fornece informações claras a voluntários

Leia mais

DECLARAÇÃO DE HELSINQUE DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA MUNDIAL (WMA) Princípios Éticos para Pesquisa Médica envolvendo Seres Humanos

DECLARAÇÃO DE HELSINQUE DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA MUNDIAL (WMA) Princípios Éticos para Pesquisa Médica envolvendo Seres Humanos DECLARAÇÃO DE HELSINQUE DA ASSOCIAÇÃO MÉDICA MUNDIAL (WMA) Princípios Éticos para Pesquisa Médica envolvendo Seres Humanos Adotada pela 18ª Assembleia Geral da Associação Médica Mundial (Helsinque, Finlândia,

Leia mais

Código de Ética e Conduta Profissional

Código de Ética e Conduta Profissional Código de Ética e Conduta Profissional ÍNDICE DISPOSIÇÕES INTRODUTÓRIAS 1 ARTIGO 1º. - Âmbito de Aplicação 1 ARTIGO 2º. Princípios Aplicáveis 2 ARTIGO 3º. Relação com os clientes/consumidores 3 ARTIGO

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO I - Aspectos Gerais... 2 II - Proteção da Informação... 2 III - Responsabilidades... 3 IV - Informações Confidenciais... 3 V - Informações Privilegiadas... 4

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. da AMBISIDER RECUPERAÇÕES AMBIENTAIS, SA

CÓDIGO DE ÉTICA. da AMBISIDER RECUPERAÇÕES AMBIENTAIS, SA CÓDIGO DE ÉTICA da AMBISIDER RECUPERAÇÕES AMBIENTAIS, SA 1 CÓDIGO DE ÉTICA Preâmbulo O presente Código de Ética é um conjunto de princípios e valores fundamentais que se traduzem na prática e no dia-a-dia

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos NOÇÕES DE OHSAS 18001:2007 CONCEITOS ELEMENTARES SISTEMA DE GESTÃO DE SSO OHSAS 18001:2007? FERRAMENTA ELEMENTAR CICLO DE PDCA (OHSAS 18001:2007) 4.6 ANÁLISE CRÍTICA 4.3 PLANEJAMENTO A P C D 4.5 VERIFICAÇÃO

Leia mais

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Deutsche Bank Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Índice remissivo Visão Geral 2 Capítulo Um: Compromisso com os nossos clientes e com o mercado 4 Capítulo Dois : Compromisso

Leia mais

Uma mensagem de Richard Tobin Somos todos responsáveis

Uma mensagem de Richard Tobin Somos todos responsáveis CÓDIGO DE CONDUTA A O esforço humano mais importante é o de procurar a moralidade em todas as nossas ações. O nosso equilíbrio interior e a nossa própria existência dependem disso. Apenas a moralidade

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR INTRODUÇÃO Ciente de sua responsabilidade como fornecedora de refeições coletivas e prestadora de serviços, o Grupo Vivo Sabor divulga seu Manual

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC

CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC De origem grega, o termo ethos significa costumes e deve ser entendido com um conjunto de princípios básicos que visam disciplinar e regular, a moral e a conduta das

Leia mais

NBC PG 100 APLICAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE

NBC PG 100 APLICAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC PG 100, DE 24 DE JANEIRO DE 2014 Dispõe sobre a NBC PG 100 Aplicação Geral aos Profissionais da Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, considerando o

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES SUMÁRIO 1. Introdução... 04 2. Abrangência... 04 3. Objetivo... 04 4. Princípios Éticos... 05 5. Preconceitos e Discriminação... 05 6. Respeito à Legislação e Integridade nos Negócios... 05 7. Documentos,

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Conteúdo 1 Página Capítulo 2 1. Introdução 3 2. Nossos Compromissos 3! Compromissos com a sociedade 3! Compromissos para com os clientes 4! Compromissos para

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE Veja como protegemos suas informações. 1. DA ABRANGÊNCIA DESTA POLÍTICA DE PRIVACIDADE a. Como a Advisenet usa informações pessoais? Este documento explicita a forma pela qual a

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS ELETRONORTE SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS 1 2

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA

CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA ÍNDICE PREÂMBULO... 3 CÓDIGO DE ÉTICA... 5 Secção I: PARTE GERAL............................................... 6 Secção II: PRINCÍPIOS... 8 Secção III: DEVERES CORPORATIVOS...

Leia mais

POLÍTICA A. OBJETIVO... 2 B. ABRANGÊNCIA... 2 C. VIGÊNCIA... 2 D. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 1. DEFINIÇÕES... 2 2. INTRODUÇÃO... 3 3. GOVERNANÇA...

POLÍTICA A. OBJETIVO... 2 B. ABRANGÊNCIA... 2 C. VIGÊNCIA... 2 D. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 1. DEFINIÇÕES... 2 2. INTRODUÇÃO... 3 3. GOVERNANÇA... A. OBJETIVO... 2 B. ABRANGÊNCIA... 2 C. VIGÊNCIA... 2 D. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 1. DEFINIÇÕES... 2 2. INTRODUÇÃO... 3 3. GOVERNANÇA... 4 4. RELACIONAMENTO E ENGAJAMENTO COM PARTES INTERESSADAS... 4 5.

Leia mais

POLÍTICA do OpenLine do Airbus Group

POLÍTICA do OpenLine do Airbus Group POLÍTICA do OpenLine do Airbus Group Organização de Ética & Compliance do Airbus Group Versão 6 27 de Outubro de 2014. 1/ Introdução O Airbus Group está comprometido com o cumprimento integral das leis

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA PROFISSONAL da

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA PROFISSONAL da CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA PROFISSONAL da INDICE Página 1 Objectivos do Código de Ética..3 2 Missão e valores.3 3 Âmbito de aplicação 3 4 Publicação e actualizações..3 5 - Normas de conduta 3 5.1 - Lealdade

Leia mais