PARQUES TECNOLÓGICOS E INCUBADORAS: POLÍTICAS,

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARQUES TECNOLÓGICOS E INCUBADORAS: POLÍTICAS,"

Transcrição

1 PARQUES TECNOLÓGICOS E INCUBADORAS: POLÍTICAS, ESTRUTURA E ARRANJOS INSTITUCIONAIS PARA INOVAÇÃO Guilherme Ary Plonski

2

3

4

5 Também no Brasil a inovação pede passagem...

6 ... e se tornou um Santo Graal

7

8 A system overwhelmed by innovation

9 Há uma dose ótima de inovação?

10 1ª Geração: Inovação decorre de processo linear que começa com P&D 2ª Geração [1990s]: Inovação é fruto de sistemas interativos 3ª Geração [2000s]: Inovação é eixo estruturante do desenvolvimento Transformação: de políticas para CT&I para políticas pela CT&I

11 Inovação depende de políticas e ações convergentes

12 ... e se alimenta de empreendedorismo

13 As ondas da inovação podem nos levar a um novo mundo 13

14 Escola de Sagres... um local de reunião de mareantes e cientistas (matemáticos, astrônomos, cartógrafos, etc.) onde, aproveitando a ciência dos doutores e a prática de hábeis marinheiros, se desenvolveram novos métodos de navegar, desenharam cartas, aperfeiçoaram instrumentos de navegação e adaptaram navios. 14

15 Seis séculos depois... Escola de Sagres (1417) era... a. um local de reunião de mareantes e cientistas b. (matemáticos, astrônomos, cartógrafos, etc.) c. onde, aproveitando a ciência dos doutores e a prática de hábeis marinheiros, d. se desenvolveram novos métodos de navegar, e. desenharam cartas, f. aperfeiçoaram instrumentos de navegação g. e adaptaram navios Hoje dizemos... Inovação a. Ambiente inovador (hábitat de inovação) b. Interdisciplinaridade c. Cooperação ICT empresa [conhecimento] d. P&D [imaginação] e. Design [engenharia] f. TIB g. Gestão de projetos Rosa dos ventos 15

16 Resultados do empreendedorismo inovador Talentos formados V. da Gama, C. Colombo Produtos novos Ilha da Madeira (1420) Cabo Bojador (1434) Cabo da Boa Esperança (1487) Caminho para Índias (1497) Brasil (1500) Negócios novos Comércio Indústria e serviços intensivos em conhecimento Tecnologias aprimoradas Bússola, astrolábio, quadrante, balestrina, sextante Cultura disseminada Cristianismo 16

17 Sistema de Geração de Empreendimentos Inovadores 2007

18 Processos e ambientes para incubação de empresas

19 Incubadoras de Empresas alguns dados Empresas inovadoras 1500 graduadas 2800 residentes 2000 associadas Receita das graduadas: R$ 3 bi/a 30 mil empregos diretos Principalmente qualificadas Impostos gerados R$ 500 mi total investimento (20a) R$ 450 mi/a impostos Inovação (FINEP) 13% da subvenção 1/3 dos prêmios de inovação (3a)

20 Uma nova geração de empreendedore(a)s Innovatine Globaline

21 Futuras gerações de empreendedore(a)s Ligação singular com universidades + institutos de pesquisa Pesquisa lab Inovação inc Ensino sala de aula... e faculdades tecnológicas + escolas técnicas

22 Precisamos inovar permanentemente

23 Parceria com PRIME (Primeira Empresa Inovadora) Criar e desenvolver 5400 novas (<24 meses) empresas inovadoras ( ) Pacote: Primeiro passo: grant Segundo passo: soft money Fase I (2015 empresas) apóia se nas redes âncora Investimento expressivo Foto de João Luiz Ribeiro/FINEP

24 Parceria com PONTOS DE ATENDIMENTO Incubadoras como postos avançados do SEBRAE Provendo suporte também a empresas e empreendedore(as)s potenciais externo(a)s Alinhado com a nossa estratégia de ter papel crescente no desenvolvimento local e regional Fase piloto: 7 incubadoras (OK) Atual: edital na praça; grupo 25 pessoas estagiando em CERNE (Centros de Referência para apoio a Novos Empreendimentos) Sistemas. Elementos e práticas para gerar sistematicamente um número crescente de novos empreendimentos bem sucedidos Usa o conceito de modelo de maturidade Inspiração Small Business Development Centers (SBDC) Business Innovation Centers (BIC) Anprotec anuncia selo de qualidade para incubadoras

25 PqT: em busca do tempo perdido

26 PqT (2007): 57 (identificados), 35 estudados Em operação 11 Em implementação 13 Em planejamento 13

27 PORTO DIGITAL RECIFE

28 O que ocorreu (está ocorrendo, deve ocorrer)? 1984> 2001> 2007> Fase pioneira, top down Resultado positivo (incubadoras), mas distinto do original Por que? Fase de multiplicação, casuística Alguns sucessos; baixa sinergia; mas risco de banalização Por que? Fase de potencialização, sistêmica Estudo participativo e propositivo; articulação estratégica; sinergia Como?

29 Reunião de Orientação Estratégica do Projeto 22 de Abril de 2008 Brasília

30 Módulo I Estudo e Análise Experiência Internacional Experiência Internacional Taxonomia Etapas do Projeto O que o mundo está fazendo? Como evoluiu o movimento internacionalmente? Por que os governos investem? Quais os modelos de PqTs? Qual a relação da Política de C&T&I com PqTs? Módulo II Estudo e Análise Experiência Nacional O que está sendo feito no Brasil? Como evoluiu e qual o Status dos Projetos de PqTs? Como o Governo têm investido? Quais os modelos de PqTs? Qual o Papel dos PqTs no processo de desenvolvimento do país? Módulo III Proposta de Taxonomia Como Classificar os PqTs? Quais os critérios para escolha e priorização? Módulo IV Nova Visão de Posicionamento Qual o propósito e a função dos PqTs? Como atingir esta Visão de Futuro? Reposicionamento Módulo V Proposição de Políticas Públicas Quais as principais lições Nacionais e Internacionais O que pensam os principais atores do processo Quais as demandas de quem está fazendo e quer investir? Como estruturar um Programa que seja relevante para o país? Cenário Nacional

31 Taxonomia proposta Base C&T Relevância Nacional PCT Parque Científicotecnológico PqTec Parque Tecnológico Innovation Drivers Knowledge Creation Relevância Regional PqTec Parque Tecnológico Emergente PET Parque Empresarialtecnológico Relevância Local Innovation and Entrepreneurship Relevância Local Relevância Regional Application of Knowledge Intelectual Property Relevância Nacional Base Empresarial

32 Política Pública de Apoio a Parques Tecnológicos Princípios, Declarações e Diretrizes Regulamentação, Fortalecimento, Melhor Utilização do Arcabouço Jurídico Sistema Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas Ações Básicas Permanentes Programa de Apoio e Financiamento a PqTs 1.ApoioaoDesenvolvimentodePqTs 2. Apoio à Implantação de PqTs 3. Apoio e Financiamento a Projetos Mobilizadores Ancoras de C&T&I nos PqTs Programa de Apoio a Empresas de PqTs 4. Apoio Especial a Empresas e Investidores Plano Macro Apoio a PqTs Apoio a Empresas de PqTs Sistema Estadual de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas

33 0. Ações Básicas do PNI Estratégia de Investimento 1. Apoio ao Desenvolvimento de PqTs 2. Apoio/Financiamento à Implantação Física de PqTs 3. Apoio e Financiamento a Projetos Mobilizadores Ancoras de C&T&I nos PqTs 4. Apoio Especial a Empresas e Investidores Relevância Nacional Relevância Regional Relevância Local Gov. Fed. Gov. Est. Gov. Mun. Edificações Setor Privado (Empresas + Entidades) Empresas Parcerias Institucionais

34 Cooperar é preciso

35 Parceiros tradicionais

36 ...e novos

37

38

39 Aliança Ibero Brasileira de Parques Tecnológicos Missões Técnicas 2007, 2008 Treinamento de gestores e profissionais Abrindo portas a negócios (Antena Tecnológica)

40 QG: Banco Mundial

41 Start an incubator Select clients Graduate clients Provide services Business Advice Coaching and Mentoring Financing ICT services Infrastructure & Facilities Pre incubation Manage an incubator Administration Financial Management Human resources Operations Finance an incubator Grow and expand Raise awareness Market an incubator Monitor & Evaluate an Incubator Affect policies & regulations Engage Partners Incubator Toolkit developed by ANPROTEC & SEBRAE & INT L INCUB. CENTER

42 Press Release infodev establishes partnership with Brazil on ICT enabled innovation and entrepreneurship ARACAJU, BRAZIL, 24 September, 2008 infodev, a global program housed at the World Bank which focuses on the use of Information and Communication Technologies (ICTs) for development, today announced a partnership with Brazil to explore ICT enabled innovation and entrepreneurship as tools for sustainable development. The partnership, announced at the official Opening Ceremony of the XVIII Brazilian National Seminar on Science Parks and Business Incubation held in Aracaju on September 23rd, 2008, will bring together the Ministry of Science and Technology of Brazil (MCT), the Brazilian Micro and Small Business Support Service (SEBRAE), and the Brazilian National Association of Science Parks and Business Incubators (ANPROTEC) and infodev.

43

44 Bons empreendimentos inovadores ao(à)s participantes do RSS 2009

O PAPEL DO EMPREENDEDORISMO INOVADOR

O PAPEL DO EMPREENDEDORISMO INOVADOR O PAPEL DO EMPREENDEDORISMO INOVADOR PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL GUILHERME ARY PLONSKI Sustentabilidade Econômica Cultural Ambiental Social 2 Também no Brasil a inovação pede passagem... ... e se

Leia mais

Empreendedorismo Inovador no Brasil. Oportunidades para o Brazil Diaspora Network 30.10.2008

Empreendedorismo Inovador no Brasil. Oportunidades para o Brazil Diaspora Network 30.10.2008 Empreendedorismo Inovador no Brasil Oportunidades para o Brazil Diaspora Network 30.10.2008 A inovação pede passagem! Sistema de Geração de Empreendimentos Inovadores 2007 Processos e ambientes para incubação

Leia mais

IV Seminário de Gestão da Inovação Tecnológica no Nordeste. Popularizar a inovação: uma necessidade brasileira?

IV Seminário de Gestão da Inovação Tecnológica no Nordeste. Popularizar a inovação: uma necessidade brasileira? IV Seminário de Gestão da Inovação Tecnológica no Nordeste Popularizar a inovação: uma necessidade brasileira? Popularizar a inovação é... 2 [1] Desenvolver produtos para consumo massivo Exemplos no campo

Leia mais

PAINEL2: IMPORTÂNCIA DOSPARQUES TECNOLÓGICOS EINCUBADORAS PARA

PAINEL2: IMPORTÂNCIA DOSPARQUES TECNOLÓGICOS EINCUBADORAS PARA PAINEL2: IMPORTÂNCIA DOSPARQUES TECNOLÓGICOS EINCUBADORAS PARA ODESENVOLVIMENTOREGIONAL FÓRUMNACIONALCONSECTI PALMAS 31.03.2011 O modelo para promoção do empreendedorismo (inovador) em apoio ao desenvolvimento

Leia mais

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores ANPROTEC

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores ANPROTEC Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Atua no segmento do empreendedorismo inovador, por meio do apoio a entidades promotoras de inovação e pela capacitação de empreendedores

Leia mais

Apresentação. Portfolio dos Parques Tecnológicos no Brasil

Apresentação. Portfolio dos Parques Tecnológicos no Brasil Apresentação Este portfolio dos Parques Tecnológicos brasileiros foi desenvolvido no contexto do trabalho realizado pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (ANPROTEC),

Leia mais

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Estratégias de Inovação A Nova Estratégia Internacional do Brasil: Investimentos, Serviços e Inovação na Agenda Externa São Paulo,

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Outubro de 2012 Agenda Missão e Visão Tipos de Inovação Financiáveis Áreas

Leia mais

Ágafor. Parques Tecnológicos: Ferramentas de Desenvolvimento Econômico e Social. Seminário Parque Tecnológico de Marília 08 set 15

Ágafor. Parques Tecnológicos: Ferramentas de Desenvolvimento Econômico e Social. Seminário Parque Tecnológico de Marília 08 set 15 Parques Tecnológicos: Ferramentas de Desenvolvimento Econômico e Social Seminário Parque Tecnológico de Marília 08 set 15 Agenda 1. Conceito e evolução 2. Cenário Brasil 3. A experiência de São José dos

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE AMBIENTES DE INOVAÇÃO GUILHERME ARY PLONSKI

INTERNACIONALIZAÇÃO DE AMBIENTES DE INOVAÇÃO GUILHERME ARY PLONSKI INTERNACIONALIZAÇÃO DE AMBIENTES DE INOVAÇÃO GUILHERME ARY PLONSKI Dêem-me um lugar onde me apoiar e moverei o mundo ~260 a.e.c. 2 Onde se apoiar para alavancar a competitividade (empresarial, setorial,

Leia mais

Políticas de Propriedade

Políticas de Propriedade Políticas de Propriedade Intelectual Rubens de Oliveira Martins SETEC/MCT Ministério da Ciência e Tecnologia Propriedade Intelectual Conceito: sistema de proteção que gera direito de propriedade ou exclusividade

Leia mais

FINEP UMA AGÊNCIA DE INOVAÇÃO. Vânia Damiani. Departamento de Instituições de Pesquisa Área de Institutos Tecnológicos e de Pesquisa

FINEP UMA AGÊNCIA DE INOVAÇÃO. Vânia Damiani. Departamento de Instituições de Pesquisa Área de Institutos Tecnológicos e de Pesquisa FINEP UMA AGÊNCIA DE INOVAÇÃO Vânia Damiani Departamento de Instituições de Pesquisa Área de Institutos Tecnológicos e de Pesquisa A Missão da FINEP Promover o desenvolvimento econômico e social do Brasil

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 1º WORKSHOP PLATAFORMAS TECNOLÓGICAS FPSO Automação e Instrumentação

Leia mais

Presidente da FINEP. Diretores da FINEP. Chefe de Gabinete da Presidência. Presidente da República. Vice-Presidente da República

Presidente da FINEP. Diretores da FINEP. Chefe de Gabinete da Presidência. Presidente da República. Vice-Presidente da República POLÍTICA OPERACIONAL 2012-2014 Presidente da República Dilma Vana Rousseff Vice-Presidente da República Michel Temer Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação Marco Antonio Raupp Secretário

Leia mais

Apresentação Institucional Porto Digital

Apresentação Institucional Porto Digital Apresentação Institucional Porto Digital O que é o Porto Digital É um parque tecnológico formado por pequenas e médias empresas especializadas em tecnologia da informação e comunicação que atua de modo

Leia mais

Capacitação de Agentes Gestores de APLs

Capacitação de Agentes Gestores de APLs Capacitação de Agentes Gestores de APLs Fontes de Fomento à Inovação sandro.cortezia@venti.com.br Sandro Cortezia, MSc. Apresentação Nome: Onde trabalha/função: Já elaborou ou foi contemplado em projetos

Leia mais

XIX Workshop Anprotec

XIX Workshop Anprotec XIX Workshop Anprotec $ustentabilidade dos Parques Tecnológicos: Sustentabilidade financeira e competitividade do território 24 e 25 de outubro de 2011 Porto Alegre/RS 1. Categoria de Parque Tecnológico

Leia mais

Seminário. Demandas do Exército Brasileiro: Tecnologia, Produtos e Serviços

Seminário. Demandas do Exército Brasileiro: Tecnologia, Produtos e Serviços Seminário Demandas do Exército Brasileiro: Tecnologia, Produtos e Serviços Santa Maria/RS 01/10/2013 A Finep. A FINEP Agência Brasileira da Inovação - é uma empresa pública vinculada ao MCTI (Ministério

Leia mais

A FINEP e a Inovação nas Empresas

A FINEP e a Inovação nas Empresas A FINEP e a Inovação nas Empresas Avílio Antônio Franco afranco@finep.gov.br A Missão da FINEP Promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e tecnológica em empresas, universidades, centros

Leia mais

Estratégias para atuação do Instituto de Ciência e Tecnologia da UFF no município de Rio das Ostras

Estratégias para atuação do Instituto de Ciência e Tecnologia da UFF no município de Rio das Ostras Estratégias para atuação do Instituto de Ciência e Tecnologia da UFF no município de Rio das Ostras Rio das Ostras RJ Setembro de 2012 Sumário da apresentação Panorama de Rio das Ostras Instituto de Ciência

Leia mais

Parque Tecnológico de Ribeirão Branco

Parque Tecnológico de Ribeirão Branco Parque Tecnológico de Ribeirão Branco CNPJ: 08.170.728/0001-73 Município de Ribeirão Branco O que éo Parque Tecnológico? Éuma organização gerenciada por profissionais especializados, cujo objetivo éaumentar

Leia mais

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Mário Rafael Bendlin Calzavara RESUMO A Incubadora Senai Centro Internacional

Leia mais

LEI DE INOVAÇÃO Regulamentação e Medidas Tributárias Favoráveis às atividades de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação nas Empresas

LEI DE INOVAÇÃO Regulamentação e Medidas Tributárias Favoráveis às atividades de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação nas Empresas LEI DE INOVAÇÃO Regulamentação e Medidas Tributárias Favoráveis às atividades de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação nas Empresas 8 REPICT Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização

Leia mais

FONTES DE FOMENTO -FINANCIAMENTO PARA EMPRESAS NASCENTES

FONTES DE FOMENTO -FINANCIAMENTO PARA EMPRESAS NASCENTES UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO FONTES DE FOMENTO -FINANCIAMENTO PARA EMPRESAS NASCENTES PROFª DRª GECIANE PORTO geciane@usp.br FONTES DE

Leia mais

Ciência, Tecnologia e Inovação Estratégia para o desenvolvimento do Brasil

Ciência, Tecnologia e Inovação Estratégia para o desenvolvimento do Brasil Ciência, Tecnologia e Inovação Estratégia para o desenvolvimento do Brasil José Antônio Silvério Coordenador de Capacitação Tecnológica Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 1 Plano Brasil

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 1º Workshop Platec Barcos de Apoio Offshore - Equipamentos de Propulsão,

Leia mais

Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil

Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil Biominas Brasil tem 21 anos de experiência na criação e desenvolvimento de empresas de ciências da vida. A Biominas Brasil

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO

APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO. OFICINA DA INOVAÇÃO Página 1 de 10 ÍNDICE DO PORTFOLIO Apresentação dos serviços da Oficina da Inovação... 3 Consultoria...

Leia mais

Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia

Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia Visão Atual e 2021 3º CB APL 29 de novembro de 2007. Brasília - DF 1 CONTEXTO Fórum de Competitividade de Biotecnologia: Política de Desenvolvimento da

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação FINEP 2012-2014: investir mais e melhor em Inovação Agenda O Desafio da Inovação A FINEP Instrumentos de Apoio (Reembolsável, Não Reembolsável, Fundos) Números

Leia mais

Viabilização Financeira de Projetos de Inovação para a Pequena Mineração Responsável Metodologia i9 de Gestão de Inovação

Viabilização Financeira de Projetos de Inovação para a Pequena Mineração Responsável Metodologia i9 de Gestão de Inovação Viabilização Financeira de Projetos de Inovação para a Pequena Mineração Responsável Metodologia i9 de Gestão de Inovação Prof. Giorgio de Tomi Agosto/2012 Sumário Contexto de Pequena Mineração Responsável

Leia mais

Incubadoras de Empresas

Incubadoras de Empresas Incubadoras de Empresas Guilherme Ary Plonski Diretor Superintendente IPT Vice-Presidente Anprotec Caminhos profissionais para estudantes de engenharia mecânica Emprego tradicional em empresa existente

Leia mais

Autor: Marcelo Leandro de Borba 1 Co-Autores: Luiz Melo Romão 2, Vanessa de Oliveira Collere 3, Sandra Aparecida Furlan 4, Claiton Emílio do Amaral 5

Autor: Marcelo Leandro de Borba 1 Co-Autores: Luiz Melo Romão 2, Vanessa de Oliveira Collere 3, Sandra Aparecida Furlan 4, Claiton Emílio do Amaral 5 O Ecossistema de Empreendedorismo Inovador no Norte Catarinense a parceria operacional/científica do Parque de Inovação Tecnológica de Joinville e Região e Perini Business Park Autor: Marcelo Leandro de

Leia mais

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Sessão Plenária 5: Programas Nacionais de Estímulo e Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério

Leia mais

SENAI C2i Centro Internacional de Inovação

SENAI C2i Centro Internacional de Inovação Congresso ABIPTI 2014 Ações das ICTs para a competitividade e internacionalização das empresas SENAI C2i Centro Internacional de Inovação SENAI C2i SENAI C2i - Centro Internacional de Inovação Educação

Leia mais

2ª REUNIÃO DO COMITÊ DE LÍDERES DA MEI DE 2016. As Prioridades da Agenda da MEI

2ª REUNIÃO DO COMITÊ DE LÍDERES DA MEI DE 2016. As Prioridades da Agenda da MEI 2ª REUNIÃO DO COMITÊ DE LÍDERES DA MEI DE 2016 As Prioridades da Agenda da MEI Pedro Wongtschowski Grupo Ultra 13 de maio de 2016 US$ bilhões MANUFATURA - VALOR AGREGADO Brasil x Outros países 450 400

Leia mais

SETORIAIS VISÃO GERAL

SETORIAIS VISÃO GERAL MCT FUNDOS SETORIAIS VISÃO GERAL Financiamento de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil RECURSOS GOVERNAMENTAIS IMPOSTOS e TAXAÇÃO SISTEMA DE CT&I Universidades Centros de Pesquisas Empresas do Governo

Leia mais

Código da Ciência, Tecnologia e Inovação (PL 2177/2011) e fomento à tecnologia

Código da Ciência, Tecnologia e Inovação (PL 2177/2011) e fomento à tecnologia Código da Ciência, Tecnologia e Inovação (PL 2177/2011) e fomento à tecnologia Roberto Nicolsky Diretor Geral da Protec Apresentação no Reunião do IPDEletron 14 de agosto de 2012, ABINEE, São Paulo, SP

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS INCUBADORAS PARA O DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

A IMPORTÂNCIA DAS INCUBADORAS PARA O DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS A IMPORTÂNCIA DAS INCUBADORAS PARA O DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Antonio Armando Santos Menezes 1 Jonatas da Silva Dias 2 José Rogério Vieira de Matos 3 Rosivaldo Andrade do Nascimento

Leia mais

Apoio à Inovação. Agosto, 2015

Apoio à Inovação. Agosto, 2015 Apoio à Inovação Agosto, 2015 Quem somos vídeo institucional Classificação de Porte utilizada Porte da Empresa Receita Operacional Bruta Anual M P M Es Micro Pequena Média Até R$ 2,4 milhões Até R$ 16

Leia mais

Como o CERNE foi construído?

Como o CERNE foi construído? Por que CERNE? O movimento brasileiro de incubadoras vem crescendo a uma taxa expressiva nos últimos dez anos, alcançando uma média superior a 25% ao ano. Atualmente, as incubadoras brasileiras apóiam

Leia mais

Parque Científico e Tecnológico de Macaé

Parque Científico e Tecnológico de Macaé Parque Científico e Tecnológico de Macaé Carlos Eduardo Lopes da Silva¹ Ramon Baptista Narcizo² Joelson Tavares Rodrigues³ Resumo Este artigo apresenta os principais conceitos e estratégias que apóiam

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE Brasília, 18 de maio de 2010. MPE? Conceituação Brasil REPRESENTATIVIDADE

Leia mais

Marco Regulatório e Planos de Governo

Marco Regulatório e Planos de Governo Marco Regulatório e Planos de Governo 1999: Criação dos Fundos setoriais 2004: Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (PITCE) 2004: Lei da Inovação Nova Lei de Informática Lei de criação

Leia mais

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 1 Feira do Empreendedor 2015 O sucesso é grande. Há pessoas que demostram o interesse em adquirir até 10 máquinas de uma só vez. Alexandre Ronconi, diretor da Hot

Leia mais

FINEP Agência Brasileira da Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Instrumentos FINEP de apoio à Inovação

FINEP Agência Brasileira da Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Instrumentos FINEP de apoio à Inovação FINEP Agência Brasileira da Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Instrumentos FINEP de apoio à Inovação São Paulo, Junho de 2009 FINEP Agência Brasileira da Inovação Empresa pública vinculada ao

Leia mais

Histórico e Antecedentes

Histórico e Antecedentes Histórico e Antecedentes PORTO DIGITAL. PARQUE TECNOLÓGICO TIC E EC. RECIFE PE SÃO PAULO CIDADE DA INOVAÇÃO / 10ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia / 21 de outubro de 2013 1. Uma visão geral do Porto

Leia mais

FINEP - Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação

FINEP - Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação FINEP - Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Fomento à Inovação no Brasil Desenvolvimento e Sustentabilidade ALIDE Fortaleza, maio 2010 FINEP Empresa pública federal, vinculada

Leia mais

FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS: Um Estudo nas Incubadoras do Estado do Tocantins.

FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS: Um Estudo nas Incubadoras do Estado do Tocantins. FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS: Um Estudo nas Incubadoras do Estado do Tocantins. Maria das Graças Bastos de Sousa 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo Querido

Leia mais

RELATO DAS SESSÕES ESPAÇO EXPERIÊNCIA

RELATO DAS SESSÕES ESPAÇO EXPERIÊNCIA RELATO DAS SESSÕES ESPAÇO EXPERIÊNCIA ESPAÇO EXPERIÊNCIA EMPRESA Sala: 701 - Quinta-feira 26/10/2011 16:40 às 18:00 Coordenador: Leandro Antonio de Lemos - Diretor da Agência de Gestão de Empreendimentos

Leia mais

Desafios das EPDI s privadas.

Desafios das EPDI s privadas. BIOCLONE Produção de Mudas S/A Roberto Caracas de Araujo Lima Sócio Diretor Executivo www.bioclone.com.br Desafios das EPDI s privadas. 14 a 16 de agosto de 2012 http://www.abipti.org.br/ A EMPRESA Setor

Leia mais

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação Ampliação quantitativa e qualitativa da interação entre o ambiente da universidade e a população do Inovaparq a partir do compartilhamento de projetos e programas de extensão Vanessa de Oliveira Collere

Leia mais

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Financiamento para Inovação em Saúde Seminário sobre o Complexo Econômico-Industrial da Saúde Política Industrial para o Complexo

Leia mais

Revista Inteligência Competitiva Daniela Ramos Teixeira

Revista Inteligência Competitiva Daniela Ramos Teixeira 15 INTELIGÊNCIA DE MERCADO: TRANSFORMANDO AS OLIMPÍADAS EM NEGÓCIOS 1 RESUMO Um dos grandes desafios das organizações hoje é a aplicabilidade assertiva das técnicas de análise e métodos utilizados em Inteligência

Leia mais

COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS?

COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS? UM OLHAR DA INVENTTA: COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS? Rafael Augusto, Marina Loures e Vitor Bohnenberger 1. INTRODUÇÃO As empresas sempre nos perguntam Como obter recursos para desenvolver projetos

Leia mais

A FINEP e a Inovação nas Empresas

A FINEP e a Inovação nas Empresas ESTUDOS E PESQUISAS Nº 236 A FINEP e a Inovação nas Empresas Luis Manuel Rebelo Fernandes * XX Fórum Nacional BRASIL - Um Novo Mundo nos Trópicos 200 Anos de Independência Econômica e 20 Anos de Fórum

Leia mais

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos 1 FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Simpósio Materiais Automotivos e Nanotecnologia São Paulo, 7 de junho de 2010 Resumo Marcos legais regulatórios Nanotecnologia

Leia mais

Capacitação de Recursos Humanos em Pesquisa e Desenvolvimento para o Setor de Tecnologia da Informação (CT-Info)

Capacitação de Recursos Humanos em Pesquisa e Desenvolvimento para o Setor de Tecnologia da Informação (CT-Info) Programa 0465 Sociedade da Informação Objetivo Universalizar o acesso e a inclusão de todos os brasileiros na sociedade da informação Justificativa Público Alvo Produtores e usuários do conhecimento, empresas

Leia mais

Programa Educacional Anprotec. O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros

Programa Educacional Anprotec. O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros Programa Educacional Anprotec O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros Objetivo Definir requisitos e conhecimentos fundamentais para a geração e o desenvolvimento de empreendimentos

Leia mais

PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID

PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ATRAVÉS DO SETOR PRIVADO O GRUPO BID SOBRE O BID CONTATE-NOS Vice-Presidência para o Setor Privado e Operações sem Garantia Soberana Banco Interamericano de Desenvolvimento

Leia mais

PORTARIA Nº 185, DE 12 DE JULHO DE 2012

PORTARIA Nº 185, DE 12 DE JULHO DE 2012 PORTARIA Nº 185, DE 12 DE JULHO DE 2012 Torna públicas as teses e diretrizes para a elaboração de uma Política Nacional de Empreendedorismo e Negócios PNEN, e dá outras providências. O MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO,

Leia mais

COORDENADORIA DE EXTENSÃO

COORDENADORIA DE EXTENSÃO COORDENADORIA DE EXTENSÃO Coordenadora: Profa. Teresa Lenice Nogueira da Gama Mota E-mail: teresa_mota@yahoo.com.br Tel: (85) 9991-4491 4as. Feiras 18:00 às 22:00 h e 5as. Feiras de 14:00 às 18:00 h Coordenadora

Leia mais

OS 10 PASSOS PARA CRIAR UMA EMPRESA INOVADORA DE SUCESSO

OS 10 PASSOS PARA CRIAR UMA EMPRESA INOVADORA DE SUCESSO 5º. Diálogo & Inovação Giro de Ideias em Soluções Tecnológicas 5 de Setembro de 205 OS 0 PASSOS PARA CRIAR UMA EMPRESA INOVADORA DE SUCESSO Leandro Carioni Diretor Executivo CENTRO DE EMPREENDEDORISMO

Leia mais

Política nacional. Empreendedorismo Fator fundamental e prioritário para o desenvolvimento e aumento da competitividade da economia nacional.

Política nacional. Empreendedorismo Fator fundamental e prioritário para o desenvolvimento e aumento da competitividade da economia nacional. Criar a Empresa O desafio do empreendedorismo! Política nacional Empreendedorismo Fator fundamental e prioritário para o desenvolvimento e aumento da competitividade da economia nacional. Empreendedorismo

Leia mais

FINEP. Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação. Seminário Complexo Industrial da Saúde

FINEP. Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação. Seminário Complexo Industrial da Saúde FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Seminário Complexo Industrial da Saúde Painel 3: Estímulo à Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento São Paulo SP 01.03.2010 Sobre a

Leia mais

MANUAL DO INCUBADO PPV. Programa Pronto para Viver

MANUAL DO INCUBADO PPV. Programa Pronto para Viver MANUAL DO INCUBADO PPV Programa Pronto para Viver SUMÁRIO 1. CONTEXTUAIS... 2 2. EQUIPE TÉCNICA DA AGENDE... 2 3. PLANEJAMENTO ESTRETÉGICO... 3 3.1 Planejamento Estratégico - Gestão... 3 3.2 Planejamento

Leia mais

NUCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA - UESC

NUCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA - UESC Boletim 08 Editais / FAPESB Visite nosso blog: / Edital convida os pesquisadores a apresentarem projetos de pesquisa da área de saúde e em conformidade com os temas, no âmbito do Programa Pesquisa para

Leia mais

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica Boletim Benchmarking Internacional Extensão Tecnológica Dezembro de 2012 Apresentação Visando contribuir para os objetivos estratégicos do SEBRAE, são apresentadas neste boletim informações relacionadas

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008.

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. Aprova as Diretrizes Gerais do Sistema Brasileiro de Tecnologia - SIBRATEC.

Leia mais

A Finep mais abrangente

A Finep mais abrangente _O MOVIMENTO Saiba mais sobre as novas propostas de atuação da Finep, na ENTREVISTA com Glauco Arbix entre outros objetivos, ele quer que a agência seja reconhecida como instituição financeira pelo Banco

Leia mais

Inovação no Complexo Industrial da Saúde

Inovação no Complexo Industrial da Saúde 3º ENCONTRO NACIONAL DE INOVAÇÃO EM FÁRMACOS E MEDICAMENTOS Inovação no Complexo Industrial da Saúde Painel: Fomento, Preços, Compras e Encomendas São Paulo SP, 15 de setembro de 2009 FINEP Empresa pública

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

Tecnologia e inovação na UE Estrategias de internacionalização

Tecnologia e inovação na UE Estrategias de internacionalização Tecnologia e inovação na UE Estrategias de internacionalização Belém, 25 de Setembro 2014 Estrutura da apresentação 1. Porque a cooperação com a União Europeia em inovação é importante para o Brasil? 2.

Leia mais

Investimento anjo. Consiga investimento anjo para seu negócio. Inscrições até 02 de Julho

Investimento anjo. Consiga investimento anjo para seu negócio. Inscrições até 02 de Julho Investimento anjo Consiga investimento anjo para seu negócio Inscrições até 02 de Julho Investimento Anjo À distância, ao vivo R$380,00 8h Julho Módulos Introdução ao investimento anjo no Brasil e no mundo

Leia mais

PROGRAMA RS TECNÓPOLE

PROGRAMA RS TECNÓPOLE GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA CIÊNCIA, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO PROGRAMA RS TECNÓPOLE Porto Alegre, abril de 2011. 1 1. CONCEITOS BÁSICOS E ANTECEDENTES A inovação

Leia mais

Missão da FINEP inovação e a pesquisa científica e tecnológica mobilizando recursos financeiros integrando instrumentos

Missão da FINEP inovação e a pesquisa científica e tecnológica mobilizando recursos financeiros integrando instrumentos Missão da FINEP Promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e tecnológica em empresas, universidades, institutos tecnológicos, centros de pesquisa e outras instituições públicas ou privadas,

Leia mais

Prof. Dr. Rafael Prikladnicki

Prof. Dr. Rafael Prikladnicki Inovação em Software O Caso do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS Prof. Dr. Rafael Prikladnicki Coordenador de Gestão de Projetos da AGT rafaelp@pucrs.br twitter.com/rafaelpri Prof. Dr. Rafael Prikladnicki

Leia mais

Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP

Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP Abril/2012 Apresentação O Planejamento Estratégico (PLANES) da UNICAMP é um processo acadêmico/administrativo dinâmico cujo objetivo central é de ampliar

Leia mais

Proposta de Plano de Desenvolvimento Local para a região do AHE Jirau

Proposta de Plano de Desenvolvimento Local para a região do AHE Jirau Proposta de Plano de Desenvolvimento Local para a região do AHE Jirau Fundação Getulio Vargas, Abril de 2011 REGIÃO PODE TER LEGADO COMPATÍVEL COM DESENVOLVIMENTO INOVADOR E SUSTENTÁVEL Deixar um legado

Leia mais

MBA Executivo em Saúde

MBA Executivo em Saúde ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA EXECUTIVO

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLO- GIA- IBICT TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA - MCT E

Leia mais

1º Congresso da Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde - I CIMES Painel: Fomento, Preços, Compras e Encomendas

1º Congresso da Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde - I CIMES Painel: Fomento, Preços, Compras e Encomendas 1º Congresso da Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde - I CIMES Painel: Fomento, Preços, Compras e Encomendas São Paulo, 10 de abril de 2012 Ranking Produção científica & Inovação Produção Científica

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2014 - SEBRAE

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2014 - SEBRAE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2014 - SEBRAE ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO Modalidade 1 Implantação do CERNE 1 Brasília, 2014 Código da Proposta: (Uso do Sebrae): 1. DADOS DA ENTIDADE PROPONENTE

Leia mais

ANEXO III FASES DE EXECUÇÃO

ANEXO III FASES DE EXECUÇÃO 1ª FASE MAPEAMENTO E ESTUDOS Na primeira fase do projeto deverão ser mapeadas demandas dos segmentos contemplados pelo projeto a fim de identificar as necessidades desses setores, visando o crescimento

Leia mais

História da tecnologia em São José dos Campos. Cbers. 1ª Exportação. Sistema Astros. Programa Bandeirante. Embraer 170/190

História da tecnologia em São José dos Campos. Cbers. 1ª Exportação. Sistema Astros. Programa Bandeirante. Embraer 170/190 São José dos Campos São Paulo Brasil, Junho de 2015 História da tecnologia em São José dos Campos 1947 1950 1961 1965 1969 1971 1975 1ª Exportação 1999 Cbers Sistema Astros Programa Bandeirante Embraer

Leia mais

Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento. Elevar o patamar e o impacto da CT&I no Brasil

Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento. Elevar o patamar e o impacto da CT&I no Brasil Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento Elevar o patamar e o impacto da CT&I no Brasil Políticas de educação, ciência, tecnologia e inovação no Brasil na última década Ampliação e aperfeiçoamento

Leia mais

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Foz do Iguaçu, Junho/2012

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Foz do Iguaçu, Junho/2012 Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Foz do Iguaçu, Junho/2012 Trajetória 1984 Iniciativa CNPq 1987 Criação da ANPROTEC 1994 Plano Real 2001 II Conferência CTI 2007

Leia mais

STRATEGY FOR THE DIFFUSION OF BUILDING INFORMATION MODELLING IN BRAZIL

STRATEGY FOR THE DIFFUSION OF BUILDING INFORMATION MODELLING IN BRAZIL STRATEGY FOR THE DIFFUSION OF BUILDING INFORMATION MODELLING IN BRAZIL Experiences Exchange in BIM - Building Information Modelling Apoio aos Diálogos Setoriais UE-Brasil, Fase II Dr. Mohamad Kassem, PhD

Leia mais

Jorge Ávila INPI. Mesa 2 - Open Innovation e o sistema nacional de inovação

Jorge Ávila INPI. Mesa 2 - Open Innovation e o sistema nacional de inovação 16 de junho de 2008 São Paulo/SP Jorge Ávila INPI Mesa 2 - Open Innovation e o sistema nacional de inovação Pannel 2 - Open Innovation and the Brazilian national innovation system Open Innovation Seminar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 221/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 221/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 221/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento da Agência de Inovação da UNICENTRO, NOVATEC. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho de Ensino,

Leia mais

Planejamento estratégico 2016-2019

Planejamento estratégico 2016-2019 Planejamento estratégico 2016-2019 Fortalecer as instituições e a qualidade dos serviços públicos para fortalecer a democracia e a competitividade. www.agendapublica.org.br 2 GOVERNANÇA PARA UM FUTURO

Leia mais

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br .:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Definições Treinamento e Qualificação: não dependem de políticas de Educação Corporativa,

Leia mais

Texto para discussão. Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG

Texto para discussão. Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG 1 Introdução Texto para discussão Desenvolvimento profissional dos integrantes da carreira de EPPGG Como resultado da coleta de subsídios para aperfeiçoamento da gestão da carreira de Especialista em Políticas

Leia mais

IBGE PESQUISA DE INOVAÇÃO 2011. Informações adicionais. Identificação do questionário. Identificação da empresa / -

IBGE PESQUISA DE INOVAÇÃO 2011. Informações adicionais. Identificação do questionário. Identificação da empresa / - IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Diretoria de Pesquisas Coordenação de Indústria PESQUISA DE INOVAÇÃO 0 PROPÓSITO DA PESQUISA - As informações fornecidas por sua empresa são essenciais

Leia mais

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 UMA EXPERIÊNCIA DE PARCERIA SOCIAL PÚBLICO PRIVADA APLICADA À

Leia mais

O que é? Porque foi criado? Quais sãos os objetivos? O que terá de novo?

O que é? Porque foi criado? Quais sãos os objetivos? O que terá de novo? BRDE INOVA O que é? Porque foi criado? Quais sãos os objetivos? O que terá de novo? Contextualização Primeiro Agente Financeiro do País credenciado junto ao BNDES Primeiro Agente Financeiro do País credenciado

Leia mais

XIX Workshop Anprotec

XIX Workshop Anprotec XIX Workshop Anprotec $ustentabilidade dos Parques Tecnológicos: Sustentabilidade financeira e competitividade do território 24 e 25 de outubro de 2011 Porto Alegre/RS 1. Categoria de Parque Tecnológico

Leia mais

Somos uma empresa do Grupo Instituto Inovação, pioneiro no Brasil em gestão da inovação.

Somos uma empresa do Grupo Instituto Inovação, pioneiro no Brasil em gestão da inovação. Somos uma empresa do Grupo Instituto Inovação, pioneiro no Brasil em gestão da inovação. O Instituto Inovação é um núcleo gerador de negócios inovadores. Por meio de suas empresas, desde 2002 aproxima

Leia mais

CERTIFIC TERMO DE REFERÊNCIA

CERTIFIC TERMO DE REFERÊNCIA Certificação TERMO DE REFERÊNCIA 2015 Realização: ANPROTEC Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Francilene Procópio Garcia Presidente Jorge Luis Nicolas Audy Vice-Presidente

Leia mais

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos

FINEP Financiadora de Estudos e Projetos FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Workshop: Os Desafios para a Industria Nacional de Petróleo e Gás BNDES, Rio de Janeiro - RJ, 02 de julho de 2008 FINEP Empresa pública

Leia mais