FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITORIOS JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITORIOS JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI"

Transcrição

1 DADOS DO FUNDO INVESTIDOR DADOS DO ATIVO DADOS DA ASSEMBLEIA Denominação do Fundo Investidor Assembleias realizadas Nome da Tipo de "ativo/título" (Ex.: empresa emissora dos ativos ou ações, debêntures, cota de títulos (ações, debêntures, etc) fundos, etc) ou Nome do fundo de Data da Assembleia Discriminar a(s) Matéria(s) apreciada(s) Resumo do teor dos votos proferidos (Perfil Mensal CVM) Gestor participou? (sim/não) JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM MULTISTRATEGY RATES AND FX MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JP MORGAN MULTIESTRATEGIA MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM BRAZILIAN CORPORATE BONDS FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo CITIPREVIDENCIA MULTIMERCADO FI PREVIDENCIARIO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo ICATU SEGUROS ESTRATEGIA FUNDO DE INVESTIMENTO PREVIDENCIARIO RENDA FIXA CREDITO PRIVADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo

2 INNOVATION RF CP FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM YIELD MASTER FI RF acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM MULTISTRATEGY RATES AND FX MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM BRASIL CORPORATIVO FIM CP acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM PLUS FI RF CRED PRIV acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo

3 FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) JPM MULTISTRATEGY RATES AND FX MASTER FIM Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) JPM BRASIL CORPORATIVO FIM CP Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) JPM PLUS FI RF CRED PRIV Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii)

4 JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) JPM BRAZILIAN CORPORATE BONDS FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) IPESP FI MULTIMERCADO Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) CITIPREVIDENCIA MULTIMERCADO FI PREVIDENCIARIO Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) ICATU SEGUROS ESTRATEGIA FUNDO DE INVESTIMENTO PREVIDENCIARIO RENDA FIXA CREDITO PRIVADO Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) INNOVATION RF CP FI Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) JPM PREMIUM FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP Cotas de FIDC/FICFIDC 01/09/2015 contratação do novo custiodiante do fundo. os cotistas presentes aprovaram a alteração da denominação dos itens (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

5 FIXED INCOME CLASS FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM MASTER FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO DI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM YIELD MASTER FI RF acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM PLUS FI RF CRED PRIV acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

6 JPM MASTER FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO DI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM YIELD MASTER FI RF acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM MULTISTRATEGY RATES AND FX MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM PLUS FI RF CRED PRIV acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

7 FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JP MORGAN MULTIESTRATEGIA MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. INNOVATION RF CP FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

8 JPM YIELD MASTER FI RF acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. FIXED INCOME CLASS FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

9 JPM YIELD MASTER FI RF acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM BRASIL CORPORATIVO FIM CP acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM PLUS FI RF CRED PRIV acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

10 JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JP MORGAN MULTIESTRATEGIA MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM BRAZILIAN CORPORATE BONDS FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. IPESP FI MULTIMERCADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. CITIPREVIDENCIA MULTIMERCADO FI PREVIDENCIARIO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

11 ICATU SEGUROS ESTRATEGIA FUNDO DE INVESTIMENTO PREVIDENCIARIO RENDA FIXA CREDITO PRIVADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. INNOVATION RF CP FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM PREMIUM FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

12 JPM YIELD MASTER FI RF acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM MULTISTRATEGY RATES AND FX MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM BRASIL CORPORATIVO FIM CP acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM PLUS FI RF CRED PRIV acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

13 JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JP MORGAN MULTIESTRATEGIA MASTER FIM acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. JPM BRAZILIAN CORPORATE BONDS FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. IPESP FI MULTIMERCADO acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo. INNOVATION RF CP FI acima aprovadas; e (iii) aprovam a do fundo.

14 JPM MASTER FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO DI OI S.A. Debêntures ples 26/01/2015 Instalada validamente a assembleia e apos a discussão da matéria, os debenturistas representando 92.9% aprovaram observado o disposto no item 2 abaixo, exceto os debenturistas representados pela procuradora Thais Lorenzi Ambrosano. 1) autorizar a realização da alienação das ações da PT Portugal, incluindo a efetivação de organização societaria necessaria para implementacao da referida venda, de forma a não dar margem a discussões sobre eventual descumprimento de obrigação prevista na clausula 6.23, item XII da escritura de emissão, não implicando de qualquer forma na aprovação do item 2 da ordem do dia, mediante o compromisso da companhia de assumir, perante os debenturistas, as seguintes obrigações: 1.1) quaisquer valores recebidos pela companhia em razão da alienação da integralidade das ações da PT Portugal SGPS a Altce Portugal, subsidiária integral da Altice S.A., envolvendo substancialmente as operações conduzidas pela PT Portugal em Portugal e Hungria deverá, ate 31 de dezembro de 2015: (a) permanecer denominados em euros; ou (b) caso a companhia decida trazer parte ou a totalidade desses recursos para o Brasil e, portanto, converte los em reais, a companhia deverá firmar instrumentos que visem a protege lo da variacao cambial em relacao aos recursos que foram efetivamente convertidos em reais (hedge ); 1.2) a companhia deverá utilizar a totalidade dos valores por ela recebidos em razão da venda da PT Portugal exclusivamente para o pagamento de suas dívidas e/ou para a realização de operações societarias que tenham como objetivo a consolidação do setor de telecomunicações no Brasil, inclusive aquisicao de participações em outros operadoras de telefonia movel; 1.3) a companhia se compromete a estender aos debenturistas da 9a emissão quaisquer benefícios, em condições mais favoráveis dentro do ambito da obtencao das autorizações Deliberar sobre (i) autorizacao para realização da alienação das ações da PT Portugal SGPS necessárias para venda da PT Portugal que venham a ser concedios a outras dívidas financeiras existentes nesta data, tais como mas não se restringindo a oferta de recompras, repactuacao de S.A., incluindo a efetivação de reorganização societaria necessaria para implementacao da taxas, pagamento de waiver fee, alienação de ativos em garantia a outros credores. 2) As aprovações, pelos debenturistas, constantes do item 1 acima estao sujeitas as seguintes condições referida venda, de forma a não dar margem a discussões sobre eventual descumprimento de suspensivas: (i) publicacao de edital de convocação para nova assembleia geral para os debenturistas a ser publicado ate 28 de janeiro de 2015; (ii) realização da nova AGD ate 12 de fevereiro de obrigação prevista na clausula 6.23, item XII do instrumento particular de escritura da 9a 2015 e (iii) celebração do aditamento a escritura de emissão, para fazer constar as obrigações previstas nos itens 1.1, 1.2, 1.3 e 1.4 acima. 2.2) uma vez implementadas as condições suspensivas, os emissão de debêntures simples, não conversiveis em ações, da especie quirografaria, em ate debenturistas neste ato, se comprometeram a: (i) comparecer a nova AGD; (ii) ratificar as aprovações deliberadas na presente assembleia geral, observadas as obrigações assumidas pela duas series, para distribuicao publica da companhia; (ii) autorizacao para a realização da companhia e previstas nesta ata; e (iii) votar favoravelmente a celebração de aditamento a escritura de emissão, aditamento este que deverá refletir a assunção, pela companhia, das obrigações reorganização societaria que visa a elevacao do grau de governanca da companhia perante a previstas nesta ata. Os debenturistas concordaram que nenhum outro condicionante a ratificacao das matérias aqui aprovadas sera imposto a companhia. 3) o representante legal da emissora BMF Bovespa e/ou da incorporacao de ações da companhia pela Telemar Partiacipações S.A., pediu a palavra e solicitou que as matérias constantes dos itens 2 e 3 da ordem do dia não fossem objeto de deliberação nesta data pelos debenturistas, por conta de estarem em andamento nos termos do art 231 da lei das sociedades por ações e da clausula 6.23, item XIII da escritura tratativas entre a emissora os debenturistas com respeito a tais itens que podem resultar na assunção de novos compromissos e na criação de novos eventos de vencimento antecipado das de emissa; (iii) renuncia temporaria a apuracao dos covenants financeiros descritos na clausula debêntures que, para serem implementados, requerem a assinatura de aditamento a escritura de emissão. Tais tratativas deveráo resultar na convocação de nova assembleia geral de 6.23, item XVIII da escritura de emissão, durante os 4 trimestres de 2015, devendo a apuracao debenturistas com nova ordem do dia que inclua todas as matérias que deveráo ser objeto de deliberação e aditamento a escritura de emissão. O presidente colocou o pedido da emissora em de tais covenants financeiros ser restabelecida a partir do primeiro trimestre de 2016(inclusive) votação, o qual foi aprovado por 92.9% das debêntures em circulação. Desta forma, não houve deliberação quanto aos itens da odem do dia 2 e 3, que foram retirados da pauta. JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP FIXED INCOME CLASS FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA JPM MASTER FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO DI JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI JPM YIELD MASTER FI RF

15 JPM PLUS FI RF CRED PRIV JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP JPM MASTER FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO DI JPM YIELD MASTER FI RF JPM MULTISTRATEGY RATES AND FX MASTER FIM JPM PLUS FI RF CRED PRIV JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL

16 JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA JP MORGAN MULTIESTRATEGIA MASTER FIM INNOVATION RF CP FI JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI JPM YIELD MASTER FI RF JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP FIXED INCOME CLASS FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA

17 JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI JPM YIELD MASTER FI RF JPM BRASIL CORPORATIVO FIM CP JPM PLUS FI RF CRED PRIV JPM MASTER MULTISTRATEGY PREVIDENCIA FIM FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA JP MORGAN MULTIESTRATEGIA MASTER FIM

18 JPM BRAZILIAN CORPORATE BONDS FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO IPESP FI MULTIMERCADO CITIPREVIDENCIA MULTIMERCADO FI PREVIDENCIARIO ICATU SEGUROS ESTRATEGIA FUNDO DE INVESTIMENTO PREVIDENCIARIO RENDA FIXA CREDITO PRIVADO INNOVATION RF CP FI JPM PREMIUM FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO JPM SPECIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CP JPM SPECIAL INSTITUCIONAL MASTER FI

19 JPM YIELD MASTER FI RF JPM MULTISTRATEGY RATES AND FX MASTER FIM JPM BRASIL CORPORATIVO FIM CP JPM PLUS FI RF CRED PRIV FI RF CRED PRIV JPM HDI BRASIL JPM MASTER ICATU SEG DYNAMIC CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO ESPECIALMENTE CONSTITUÍDO RENDA FIXA JP MORGAN MULTIESTRATEGIA MASTER FIM JPM BRAZILIAN CORPORATE BONDS FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO

20 IPESP FI MULTIMERCADO INNOVATION RF CP FI

Nome completo da cidade/sigla do Estado (Ex.: São Paulo/SP). Se ocorrer fora do Brasil, incluir o termo "Exterior" e o nome do país.

Nome completo da cidade/sigla do Estado (Ex.: São Paulo/SP). Se ocorrer fora do Brasil, incluir o termo Exterior e o nome do país. Denominação do Fundo Investidor DADOS DO FUNDO INVESTIDOR Fundo Restrito ou Exclusivo? Tipo de "ativo/título" (Ex.: ações, debêntures, cota de fundos, etc) % da participação total dos Fundos sob gestão,

Leia mais

gestão alocado no ativo Cidade onde ocorreu Data da Assembleia em questão no dia da a Assembleia Nome completo da cidade/sigla do

gestão alocado no ativo Cidade onde ocorreu Data da Assembleia em questão no dia da a Assembleia Nome completo da cidade/sigla do DADOS DO FUNDO INVESTIDOR DADOS DO ATIVO DADOS DA ASSEMBLEIA Denominação do Fundo Investidor Fundo Restrito ou Exclusivo? Ativo financeiro de Certificado de Tipo de "ativo/título" % da participação total

Leia mais

sob gestão alocado no ativo em questão no dia da Cidade onde ocorreu a Data da EXPOSURE Assembleia Assembleia Assembleia

sob gestão alocado no ativo em questão no dia da Cidade onde ocorreu a Data da EXPOSURE Assembleia Assembleia Assembleia DADOS DO FUNDO INVESTIDOR Denominação do Fundo Investidor s realizadas Nome da empresa emissora dos ativos ou títulos (ações, debêntures, etc) ou Nome do fundo de investimento (cotas) Tipo de "ativo/título"

Leia mais

gestão alocado no ativo em questão no dia da Data da Assembleia EXPOSURE Assembleia

gestão alocado no ativo em questão no dia da Data da Assembleia EXPOSURE Assembleia DADOS DO FUNDO INVESTIDOR Denominação do Fundo Investidor Assembleias realizadas Nome da empresa emissora dos ativos ou títulos (ações, debêntures, etc) ou Nome do fundo de investimento (cotas) Tipo de

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS DO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS OMNI VEÍCULOS VIII ( AGC )

ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS DO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS OMNI VEÍCULOS VIII ( AGC ) ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS DO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS OMNI VEÍCULOS VIII ( AGC ) No dia 03.08.2015, a Western Asset, na qualidade de representante dos fundos de investimento abaixo

Leia mais

JSL S.A. CNPJ sob o nº 52.548.435/0001-79 NIRE 35.300.362.683

JSL S.A. CNPJ sob o nº 52.548.435/0001-79 NIRE 35.300.362.683 JSL S.A. CNPJ sob o nº 52.548.435/0001-79 NIRE 35.300.362.683 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE QUIROGRAFÁRIA, EM TRÊS

Leia mais

Comunicado aos Cotistas

Comunicado aos Cotistas Rio de Janeiro, 05 de setembro de 2014. Comunicado aos Cotistas A Administradora, BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, instituição financeira com sede na Praia de Botafogo, n. º 501, 5º andar (parte),

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante INTRODUÇÃO II - DO OBJETO E DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS III - DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA IV - DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII - DA DOCUMENTAÇÃO

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 41.300.019.886 Companhia Aberta Categoria A

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 41.300.019.886 Companhia Aberta Categoria A ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 41.300.019.886 Companhia Aberta Categoria A ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 6ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES REALIZADA EM 10

Leia mais

BRASIL TELECOM S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 53 3 0000622-9

BRASIL TELECOM S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 53 3 0000622-9 BRASIL TELECOM S.A. (COMPANHIA ABERTA) CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 53 3 0000622-9 Ata de Assembleia Geral de Debenturistas da 5ª Emissão de Debêntures Simples e Não Conversíveis em Série Única da

Leia mais

Condominial / Exclusivo

Condominial / Exclusivo ARAUJO FONTES CONSULTORIA E ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA ARAUJO FONTES CONSULTORIA E ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA Gestor Nome do Fundo Código ANBID CNPJ BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A Condominial

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 3.0 - Julho/2014) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

SUL AMÉRICA S.A. CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87 NIRE 33.3.0003299-1 Companhia Aberta de Capital Autorizado CVM Nº 02112-1

SUL AMÉRICA S.A. CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87 NIRE 33.3.0003299-1 Companhia Aberta de Capital Autorizado CVM Nº 02112-1 SUL AMÉRICA S.A. CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87 NIRE 33.3.0003299-1 Companhia Aberta de Capital Autorizado CVM Nº 02112-1 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 1ª EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES SIMPLES,

Leia mais

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembleia Geral de Debenturistas de 7 de agosto de 2014

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembleia Geral de Debenturistas de 7 de agosto de 2014 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembleia Geral de Debenturistas de 7 de agosto de 2014 Proposta da Administração Senhores Debenturistas: O Conselho de Administração da Lupatech S.A. ( Lupatech ou Companhia

Leia mais

Sanesalto Saneamento S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.724.983/0001-34

Sanesalto Saneamento S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.724.983/0001-34 ATA DA TERCEIRA ASSEMBLÉIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES DE SANESALTO SANEAMENTO S.A., REALIZADA NO DIA 28 DE MAIO DE 2008 2ª Sessão. DATA, HORA E LOCAL: Realizada aos vinte e oito

Leia mais

Política de Direito de Voto

Política de Direito de Voto Política de Direito de Voto Abril/2013 1 de 5 POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO E COMPANHIAS EMISSORAS DE VALORES MOBILIÁRIOS QUE INTEGREM AS CARTEIRAS

Leia mais

ÇÕ ÇÕ 49 ÇÕ ÇÕ 51 Á ÇÕ ÇÕ 53 ÇÕ ÇÕ 55 ÇÕ ÇÕ Á 57 EASY CAR LOCAÇÃO DE VEÍCULOS S.A. CNPJ/MF Nº. 05.040.121/0001-80 - NIRE 33.3.0030545-9 Ata da Assembléia Geral Extraordinária. Data, Horário e Local: 27/11/2013,

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO (Aprovado na RCA de 14.06.2010 e alterado nas RCAs de 25.04.2012, 22.04.2013, 28.10.2013

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCICO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS (POLÍTICA DE PROXY VOTING)

POLÍTICA DE EXERCÍCICO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS (POLÍTICA DE PROXY VOTING) Documento: Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Gerais (Política de Proxy Voting) POLÍTICA DE EXERCÍCICO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS (POLÍTICA DE PROXY VOTING) A, doravante

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 41.300.019.886 Companhia Aberta Categoria A

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 41.300.019.886 Companhia Aberta Categoria A ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 41.300.019.886 Companhia Aberta Categoria A ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 5ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES REALIZADA EM 10

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto

Política de Exercício de Direito de Voto Política de Exercício de Direito de Voto Setembro de 2012 Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 50 13º andar 04543-000 Itaim Bibi - São Paulo - SP Tel 55 11 3318-9400 - Fax 55 11 3318 9403 Esta Política estabelece

Leia mais

LISTAGEM DE FUNDOS DISTRIBUÍDOS

LISTAGEM DE FUNDOS DISTRIBUÍDOS LISTAGEM DE FUNDOS DISTRIBUÍDOS ÍNDICE Absolute Alpha FIC FIM... 4 Absolute Hedge FIC FIM... 6 BNY Mellon Arx FI Ref DI LP... 8 BNY Mellon Arx FI Ref DI LP II... 10 BNY Mellon Arx FI Ref DI LP III... 12

Leia mais

MILLS ESTRUTURAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF Nº. 27.093.558/0001-15 NIRE: 33.3.0028974-7

MILLS ESTRUTURAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF Nº. 27.093.558/0001-15 NIRE: 33.3.0028974-7 MILLS ESTRUTURAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF Nº. 27.093.558/0001-15 NIRE: 33.3.0028974-7 ATA DA ASSEMBLEIA DE DEBENTURISTAS DA SEGUNDA SÉRIE DA SEGUNDA EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES SIMPLES,

Leia mais

POLÍTICA DE VOTO 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO

POLÍTICA DE VOTO 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO POLÍTICA DE VOTO 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO A BRAM Bradesco Asset Management S.A DTVM ( BRAM ) aderiu ao Código de Autorregulação de Fundos de Investimento ( Código ) da Associação Brasileira das Entidades

Leia mais

IOCHPE-MAXION S.A. CNPJ/MF 61.156.113/0001-75 NIRE 35.300.014.022 Companhia Aberta

IOCHPE-MAXION S.A. CNPJ/MF 61.156.113/0001-75 NIRE 35.300.014.022 Companhia Aberta IOCHPE-MAXION S.A. CNPJ/MF 61.156.113/0001-75 NIRE 35.300.014.022 Companhia Aberta ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA SEXTA EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE QUIROGRAFÁRIA,

Leia mais

POLÍTICA DE DIREITO DE VOTO

POLÍTICA DE DIREITO DE VOTO POLÍTICA DE DIREITO DE VOTO Superintendência de Riscos e Compliance Página 1 Índice 1. Introdução e Objetivo... 3 2. Exclusões... 3 3. Vigência... 4 4. Princípios Gerais... 4 5. Conflito de Interesse...

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS 1. Finalidade 1.1 A finalidade desta Política de Exercício de Voto em Assembleias é estabelecer e comunicar princípios e regras para o exercício

Leia mais

Caderno de Debêntures

Caderno de Debêntures Caderno de Debêntures CSMG16 Cia de Saneamento de M. Gerais COPASA MG Valor Nominal na Emissão: R$1.000.000,00 Quantidade Emitida: 200 Emissão: 15/02/2012 Vencimento: 15/02/2017 Classe: Não Conversível

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS METODO ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS METODO ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS METODO ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. 1. OBJETIVOS 1.1. OBJETIVO A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias ( Política de

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO I Do Objetivo 1.1 Esta política tem por objetivo estabelecer os requisitos e os princípios que nortearão a Finacap Consultoria Financeira

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS SUL AMÉRICA INVESTIMENTOS DTVM S.A. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Art. 1º. A presente política, em conformidade com o Código de Auto-Regulação

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 4.0 - Março/2015) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923 INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923 ATA DA 10ª ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 5ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, EM SÉRIE

Leia mais

COMPANHIA DE GÁS DE MINAS GERAIS - GASMIG 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO

COMPANHIA DE GÁS DE MINAS GERAIS - GASMIG 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO COMPANHIA DE GÁS DE MINAS GERAIS - GASMIG 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

VOTORANTIM ASSET MANAGEMENT D.T.V.M. LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO (FII)

VOTORANTIM ASSET MANAGEMENT D.T.V.M. LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO (FII) VOTORANTIM ASSET MANAGEMENT D.T.V.M. LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO (FII) I) OBJETO: A presente política de voto trata do exercício

Leia mais

Aos Fundos exclusivos ou restritos, que prevejam em seu regulamento cláusula que não obriga a adoção, pela TRIAR, de Política de Voto;

Aos Fundos exclusivos ou restritos, que prevejam em seu regulamento cláusula que não obriga a adoção, pela TRIAR, de Política de Voto; Política de Exercício de Direito de Voto em assembleias gerais de fundos de investimento e companhias emissoras de valores mobiliários que integrem as carteiras dos fundos de investimento geridos pela

Leia mais

REGULAMENTO SANTANDER FUNDO DE INVESTIMENTO CAPITAL PROTEGIDO VAN GOGH 7 MULTIMERCADO

REGULAMENTO SANTANDER FUNDO DE INVESTIMENTO CAPITAL PROTEGIDO VAN GOGH 7 MULTIMERCADO O presente Regulamento é parte integrante do INSTRUMENTO PARTICULAR DE RE-RATIFICAÇÃO DO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DO FI REFERENCIADO DI 167, de xxxxx. REGULAMENTO SANTANDER FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

BSI CAPITAL SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF N 11.257.352/0001-43 NIRE 35.300.461.827

BSI CAPITAL SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF N 11.257.352/0001-43 NIRE 35.300.461.827 BSI CAPITAL SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF N 11.257.352/0001-43 NIRE 35.300.461.827 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE TITULARES DOS CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS DA 1ª E 2ª SÉRIES DA 1ª

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS ENTIFICAÇÃO Versão Publicado em A revisar em 06 13/02/2016 1 DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIA RESUMO DESCRITIVO Princípios e diretrizes utilizados

Leia mais

CAPÍTULO I ÂMBITO E FINALIDADE

CAPÍTULO I ÂMBITO E FINALIDADE TEXTO INTEGRAL DA, COM AS MODIFICAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 478/09, 498/11, 517/11, 528/12, 554/14 e 571/15 (EXCETO ARTS. 39 E 41, INC. V E VII QUE PASSAM A VIGORAR EM 1º DE OUTUBRO DE

Leia mais

(b) Ativos financeiros de emissor com sede social fora do Brasil; e

(b) Ativos financeiros de emissor com sede social fora do Brasil; e POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS DE COMPANHIAS EMISSORAS DE VALORES IMOBILIARIOS E FUNDOS DE INVESTIMENTO CUJAS COTAS INTEGREM AS CARTEIRAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO ADMINISTRADOS

Leia mais

BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7

BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7 BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP Companhia Aberta CNPJ/MF nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 CVM 02090-7 MATERIAL PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BHG S.A. BRAZIL HOSPITALITY GROUP, A

Leia mais

POLÍTICA DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS

POLÍTICA DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS POLÍTICA DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS CAPÍTULO I Definição 1.1 A presente Política, adotada em conformidade com o Código de Auto-Regulação da ANBIMA para os Fundos de Investimento, disciplina os princípios

Leia mais

ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. CNPJ/MF Nº 06.082.980/0001-03 NIRE 33.3.0028176-2

ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. CNPJ/MF Nº 06.082.980/0001-03 NIRE 33.3.0028176-2 ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. CNPJ/MF Nº 06.082.980/0001-03 NIRE 33.3.0028176-2 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DOS TITULARES DE DEBÊNTURES DA 1ª (PRIMEIRA) EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM

Leia mais

Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para a Atividade de Gestão de Patrimônio Financeiro no Mercado Doméstico CAPÍTULO I DEFINIÇÕES

Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para a Atividade de Gestão de Patrimônio Financeiro no Mercado Doméstico CAPÍTULO I DEFINIÇÕES Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para a Atividade de Gestão de Patrimônio Financeiro no Mercado Doméstico CAPÍTULO I DEFINIÇÕES Art. 1º - Para os fins deste Código de Regulação e Melhores

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA BACOR CCVM. Página: 1 Título: Exercício de Direito de Voto em Assembleia

POLÍTICA CORPORATIVA BACOR CCVM. Página: 1 Título: Exercício de Direito de Voto em Assembleia Sumário: 01. OBJETIVO:... 2 02. CONCEITUAÇÃO / DEFINIÇÃO:... 2 03. ABRANGÊNCIA:... 2 04. RESPONSABILIDADES:... 2 04.01. Responsáveis pela execução das atribuições desta política:... 2 04.02. Responsáveis

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS DO CRÉDITO UNIVERSITÁRIO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS CNPJ: 08.417.544/0001-65 ( AGC )

ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS DO CRÉDITO UNIVERSITÁRIO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS CNPJ: 08.417.544/0001-65 ( AGC ) ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS DO CRÉDITO UNIVERSITÁRIO FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS : 08.417.544/0001-65 ( AGC ) No dia 02 de janeiro de 2013, a Western Asset Management Company DTVM Limitada

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA

LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA LOJAS AMERICANAS S.A. CNPJ/MF n 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817-0 COMPANHIA ABERTA Senhores Acionistas, Apresentamos, a seguir, a proposta da administração acerca das matérias constantes da ordem do

Leia mais

Política de Exercício de Direito de voto. Proxy Voting. XP Gestão de Recursos Ltda.

Política de Exercício de Direito de voto. Proxy Voting. XP Gestão de Recursos Ltda. Política de Exercício de Direito de voto XP Gestão de Recursos Ltda. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO E COMPANHIAS EMISSORAS DE VALORES MOBILIÁRIOS

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Gerais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Gerais Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Gerais Capítulo I: Aplicação e Objeto 1.1. Pelo presente documento, a ARBITRAL GESTÃO DE RECURSOS LTDA. ( Gestora ) vem, nos termos do Código ANBIMA

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto 1.1. Pelo presente documento, a INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. ( Gestora ), vem,

Leia mais

MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70

MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70 MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO E FATO RELEVANTE DA MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. A presente Política de Divulgação

Leia mais

Versão Revisada em 1º de Outubro de 2015

Versão Revisada em 1º de Outubro de 2015 POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO E COMPANHIAS EMISSORAS DE ATIVOS FINANCEIROS QUE CONTEMPLEM O DIREITO DE VOTO E INTEGREM AS CARTEIRAS DOS FUNDOS

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIA

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIA POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIA Conformidade ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento Versão 2015/2 Editada em novembro de 2015 SUMÁRIO 1.

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS Versão 02 Início de Vigência: 24/04/2015 PARATY CAPITAL LTDA., com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Rua Francisco Leitão, 339,

Leia mais

Política de exercício de direito de voto em Assembleias

Política de exercício de direito de voto em Assembleias Política de exercício de direito de voto em Assembleias Data Criação: Ago/11 Data última revisão: Jun/13 1 Sumário 1. Objetivos e aplicação da política de voto... 3 2. Princípios gerais... 3 3. Política

Leia mais

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA.

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias ( Política

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS REALIZADA EM 04 DE MAIO DE 2012 I. Data, Hora e Local da Reunião: Aos 03 de maio,

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A.

ESTATUTO SOCIAL DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A. ESTATUTO SOCIAL DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A. CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E PRAZO Artigo 1º AUTOPISTA FLUMINENSE S.A., doravante denominada Concessionária ou Companhia, é uma sociedade por ações,

Leia mais

P O L Í T I C A D E E X E R C Í C I O D E D I R E I T O D E V O T O E M AS S E M B L E I AS

P O L Í T I C A D E E X E R C Í C I O D E D I R E I T O D E V O T O E M AS S E M B L E I AS P O L Í T I C A D E E X E R C Í C I O D E D I R E I T O D E V O T O E M AS S E M B L E I AS V e r s ã o : 0 1 / 2014 01 d e o u t u b r o d e 2 0 1 4 V i g ê n c i a : A p a r t i r d e 07. 10. 2014 1

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleia Trinus Capital

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleia Trinus Capital Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleia Trinus Capital Página 1 de 7 Índice Geral 1. Objetivo e Escopo... 3 2. Princípios Gerais... 3 3. Potenciais Situações de Conflito de Interesses...

Leia mais

POLÍTICA DE VOTO 1.1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO

POLÍTICA DE VOTO 1.1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO POLÍTICA DE VOTO 1.1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO A BRAM Bradesco Asset Management S.A DTVM ( BRAM ) aderiu ao Código de Auto Regulação de Fundos de Investimento ( Código ) da Associação Nacional de Bancos de

Leia mais

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO.

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO. FUNDO Artigo 1º - O Fundo de Investimento em Ações CAIXA Brasil Ibovespa, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é um Fundo de Investimento constituído sob a forma de condomínio aberto, com prazo

Leia mais

INEPAR S/A INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE Nº 35 3 0035492 3 COMPANHIA ABERTA

INEPAR S/A INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE Nº 35 3 0035492 3 COMPANHIA ABERTA INEPAR S/A INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE Nº 35 3 0035492 3 COMPANHIA ABERTA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL DE TITULARES DE DEBÊNTURES DA SEGUNDA EMISSÃO, REALIZADA EM 19 DE JULHO

Leia mais

Política de Divulgação de Atos ou Fatos Relevantes da Quality Software S.A. ( Política de Divulgação )

Política de Divulgação de Atos ou Fatos Relevantes da Quality Software S.A. ( Política de Divulgação ) Política de Divulgação de Atos ou Fatos Relevantes da Quality Software S.A. ( Política de Divulgação ) Versão: 1.0, 08/03/2013 Fatos Relevantes v 1.docx 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO... 3 2. PESSOAS SUJEITAS

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO 1/8 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADOR REVISOR APROVADOR Ana Bezerra Diretora Corporativa Carolina Vilela Analista de Controles Internos e Compliance Luiz Eduardo Franco de Abreu Diretor-Presidente Antonio

Leia mais

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923 INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923 ATA DA 11ª ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 5ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, EM SÉRIE

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Rua Amauri, 255 6º andar 01448-000 São Paulo SP Brasil T (+55 11) 3019 3400 F (+55 11) 3019 3414 POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO I Definição e Finalidade De acordo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos Artigo 1º - Observadas as disposições estabelecidas no estatuto social ( Estatuto Social ) de Lojas Renner S.A.

Leia mais

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. (atual denominação da INPAR S.A.) 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados

Leia mais

POLÍTICA DO EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS

POLÍTICA DO EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS POLÍTICA DO EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS I. DISPOSIÇÕES GERAIS 1. A PLANNER CORRETORA DE VALORES S.A., na qualidade de administradora e/ou gestora de fundos de investimento, adota, como

Leia mais

REGULAMENTO DE LISTAGEM DO

REGULAMENTO DE LISTAGEM DO REGULAMENTO DE LISTAGEM DO NívEL 2 ÍNDICE REGULAMENTO DE LISTAGEM DO NÍVEL 2 DE GOVERNANÇA CORPORATIVA... 5 OBJETO...5 DEFINIÇÕES...5 AUTORIZAÇÃO PARA NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS NO NÍVEL 2 DE GOVERNANÇA

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ESTATUTO SOCIAL

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ESTATUTO SOCIAL EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Denominação, Sede, Prazo e Objeto Artigo 1º EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. é uma sociedade por ações regida pelo presente Estatuto Social e pelas disposições

Leia mais

GARDEN CITY PARTICIPAÇÕES E GESTÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS DEZEMBRO/2013

GARDEN CITY PARTICIPAÇÕES E GESTÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS DEZEMBRO/2013 GARDEN CITY PARTICIPAÇÕES E GESTÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS DEZEMBRO/2013 1 A presente Política de Voto encontra-se: (i) registrada na ANBIMA (Associação

Leia mais

CAPÍTULO I DO FUNDO. Parágrafo Único - Conforme faculta a legislação vigente, o FUNDO não elaborará prospecto.

CAPÍTULO I DO FUNDO. Parágrafo Único - Conforme faculta a legislação vigente, o FUNDO não elaborará prospecto. CAPÍTULO I DO FUNDO Artigo 1 o - O VINCI CRÉDITO ESTRUTURADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO, doravante denominado Fundo, constituído sob a forma de

Leia mais

Índice POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. Página. Data de Publicação. Versão. Área responsável 03/11/2015

Índice POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS. Página. Data de Publicação. Versão. Área responsável 03/11/2015 POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS Índice 1. Objetivo... 2 2. Princípios Gerais... 2 2.1. Presença Facultativa... 2 2.2. Exceções... 3 3. Matérias Relevantes Obrigatórias...

Leia mais

Artigo 2º - O FUNDO destina-se a acolher investimentos de pessoas físicas e pessoas jurídicas privadas e públicas, doravante designados, Cotista.

Artigo 2º - O FUNDO destina-se a acolher investimentos de pessoas físicas e pessoas jurídicas privadas e públicas, doravante designados, Cotista. FUNDO Artigo 1º - O Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento CAIXA Premium Renda Fixa Referenciado DI Longo Prazo, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é um Fundo de Investimento

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS LANX CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS KRON GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA. Versão Maio/2013 1 CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Gerais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Gerais Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Gerais Skopos Investimentos Ltda. 1 Ficha Técnica: Título: Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Gerais. Área responsável: Compliance

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

Formulário de Informações Complementares

Formulário de Informações Complementares JPM BRAZILIAN CORPORATE BONDS FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO Competência: 01/10/2015 Data de Geração: 01/10/2015 Versão: 1.0 CNPJ/MF do FUNDO: 15.453.342/0001-34 Periodicidade mínima

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS PETRA ASSET GESTÃO DE INVESTIMENTOS LTDA. Publicação 30/12/2015 - versão 001 Responsável: PETRA Asset Gestão de Investimentos Ltda. Documento - PÚBLICO

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS GERAIS Índice 1. Objetivo... 2 2. Regulação e Autoregulação CVM e Anbima... 2 3. Princípios Gerais... 3 4. Tratamento dos assuntos que fazem parte

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto

Política de Exercício de Direito de Voto Política de Exercício de Direito de Voto Versão 1 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO...3 2. EXCLUSÕES... 3 3. PRINCÍPIOS GERAIS...3 4. POTENCIAIS SITUAÇÕES DE CONFLITO DE INTERESSE...3 5. DA POLÍTICA DE

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias Julho/2010 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA...3 3. PRINCÍPIOS GERAIS...3 4. MATÉRIAS RELEVANTES OBRIGATÓRIAS...3 5. DOS CASOS FACULTATIVOS...4

Leia mais

TRACTEBEL ENERGIA S.A. CNPJ/MF 02.474.103/0001-19 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

TRACTEBEL ENERGIA S.A. CNPJ/MF 02.474.103/0001-19 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES TRACTEBEL ENERGIA S.A. CNPJ/MF 02.474.103/0001-19 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 1 ÍNDICE I. Finalidade... 3 II. Abrangência... 3 III. Definições... 4 IV. Divulgação de

Leia mais

3) Ações, bônus ou recibos de subscrição e certificados de depósito de 0% 100%

3) Ações, bônus ou recibos de subscrição e certificados de depósito de 0% 100% CAPÍTULO I DO FUNDO Artigo 1 - O BLUE SKY FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO INVESTIMENTO NO EXTERIOR, doravante denominado FUNDO, constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo

Leia mais

REGULAMENTO DO BNB MAIS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA LONGO PRAZO CNPJ: 11.074.758/0001-90 CAPÍTULO I DO FUNDO

REGULAMENTO DO BNB MAIS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA LONGO PRAZO CNPJ: 11.074.758/0001-90 CAPÍTULO I DO FUNDO REGULAMENTO DO BNB MAIS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA LONGO PRAZO CNPJ: 11.074.758/0001-90 CAPÍTULO I DO FUNDO Art. 1º - O BNB MAIS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política

Leia mais

TRACTEBEL ENERGIA S.A.

TRACTEBEL ENERGIA S.A. 1 TRACTEBEL ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº 02.474.103.0001-19 NIRE 42.3.0002438-4 Companhia Aberta de Capital Autorizado - Novo Mercado ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL DE DEBENTURISTAS REALIZADA EM 10 DE MAIO DE 2012

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento em Participações - FIP

Cotas de Fundos de Investimento em Participações - FIP Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento em Participações - Fundo de Investimento em Participações Investimento estratégico com foco no resultado provocado pelo desenvolvimento das companhias O produto

Leia mais

ÍNDICE. Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES

ÍNDICE. Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES Administradores da Emissora... 13 Coordenador Líder... 13

Leia mais

EMERALD Gestão de Investimentos Ltda - Gestão de fundos de Investimento

EMERALD Gestão de Investimentos Ltda - Gestão de fundos de Investimento EMERALD Gestão de Investimentos Ltda Gestão de fundos de Investimento DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS ENTIFICAÇÃO Versão Publicado em A revisar em 02//25 1 DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO

Leia mais

Exercício do Direito de Voto

Exercício do Direito de Voto Procedimento Exercício do Direito de Voto Data de Efetivação: 01/08/2014 ÍNDICE 1. Sumário... 2 2. Alterações das versões anteriores... 2 3. Escopo... 2 4. Responsabilidades... 2 5. Previsão Regulatória

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS MÁXIMA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembléias

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL MANUAL DE OFERTA AOS EMPREGADOS

BANCO CENTRAL DO BRASIL MANUAL DE OFERTA AOS EMPREGADOS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DEFINIÇÕES E ABREVIAÇÕES... 3 3. QUEM PODE ADQUIRIR AÇÕES DO BEP?... 4 4. COMO O BEP SERÁ VENDIDO?... 4 5. QUE VANTAGENS OS EMPREGADOS PODEM TER AO ADQUIRIR AÇÕES DA EMPRESA?...

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF 13.127.015/0001-67 NIRE 33.3.0029658-1 ESTATUTO SOCIAL

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF 13.127.015/0001-67 NIRE 33.3.0029658-1 ESTATUTO SOCIAL SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF 13.127.015/0001-67 NIRE 33.3.0029658-1 ANEXO I À ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE JUNHO DE 2014, ÀS 10:00 HORAS ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Gerais

Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Gerais Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias Gerais 1. Objeto 1.1. Esta Política tem por objetivo estabelecer os princípios gerais, em matérias relevantes obrigatórias, os critérios e os procedimentos

Leia mais