O papel das empresas e o lucro. 20 de Setembro de 2009

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O papel das empresas e o lucro. 20 de Setembro de 2009"

Transcrição

1 O papel das empresas e o lucro 1 20 de Setembro de 2009

2 O papel das empresas e o lucro Roberta Atherton Magalhães Dias No ano de 2005, a Futura realizou uma pesquisa que avaliava, na percepção dos capixabas, os motivos básicos da existência das empresas. Na ocasião, constatou-se um desvio de função imaginado pela população, retratado a partir das expectativas das pessoas em relação às empresas. Passados quatro, teria essa percepção sido alterada? Vamos aos números. Questionados sobre qual deve ser a missão da empresa privada, quase metade dos entrevistados diz que é gerar empregos, outros 20,5% dizem que é ajudar o desenvolvimento do país, outros 11,4% falam em aliar crescimento a justiça social e, apenas 4,7% dos entrevistados citam o lucro como missão básica de uma empresa privada. Em relação à percepção da população retratada em 2005, esses dados são muito semelhantes. Avaliando os motivos básicos da existência das empresas a partir do perfil dos entrevistados, observa-se que a opinião é bastante similar entre homens e mulheres, assim como apresenta poucas variações considerando a faixa etária. Em relação a escolaridade e classe social, no entanto, algumas especificidades merecem ser destacadas. A concepção de que a principal missão de uma empresa é ser lucrativa é maior entre os entrevistados que possuem nível fundamental (8,7%) e decresce à medida que aumenta o nível de escolaridade (apenas 1,9% dos entrevistados que possuem nível superior citam esse ponto). Quando analisamos a partir da classe social, gerar empregos ainda permanece como o item mais destacado, embora em menor grau para a população de classe A/B. Contrariamente, é nesta classe que os fatores ajudar o desenvolvimento do país e aliar crescimento a justiça social apresentaram maiores índices (respectivamente 28,2% e 21,8%). Quando perguntados sobre o que as empresas deveriam fazer com os seus lucros, os entrevistados seguem a mesma linha, ou seja, a maioria das respostas é que este lucro deve ser alocado em ações sociais, seja gerando empregos, investindo em benefícios para seus empregados ou em educação. Apenas 4% citam que esse lucro deveria ser distribuído entre os acionistas. Notoriamente, o papel social da empresa tem ganhado mais importância que o econômico, influenciando, inclusive, a relação dos clientes com os produtos e serviços. A pesquisa revela que a maior parte dos consumidores é propensa a recomendar a aquisição de produtos e serviços de empresas que não agridem o meio ambiente (42,1%) e que apoiam projetos educacionais, sociais e artísticos (38,4%). O respeito às leis trabalhistas também possui peso similar (38,4%) É importante notar, ainda, que 88,4% dos entrevistados concordam que as empresas são importantes para o desenvolvimento do estado e a metade considera que as empresas do Espírito Santo estão entre as melhores do Brasil. Os dados apontam para uma imagem positiva das empresas, entretanto, há um ponto crítico para o qual deve-se dedicar atenção. A maioria (60%) discorda que as empresas do estado respeitam o meio ambiente. A percepção da população retratada na pesquisa nos convida a uma importante e necessária discussão acerca do papel das empresas privadas. As empresas cumprem um importante papel na sociedade, mas a atuação social está longe de ser uma obrigação. Ademais, há uma perigosa confusão de papéis entre Estado e empresa questão que precisa ser esclarecida. Roberta Atherton é mestre em administração e gestora de planejamento estratégico da Futura 2

3 RESULTADO GERAL Qual a situação do(a) Sr.(a) no mercado de Trabalho? Opções 2009 Assalariado c/ carteira assinada 28,2 Aposentado/pensionista 12,4 Autônomo sem registro 10,4 Assalariado sem carteira 9,9 Desempregado 9,9 Estudante 8,2 Funcionário público 7,2 Dona de casa 6,4 Autônomo com registro 3,2 Empregador 2,0 Empregado precário/bico 1,2 NS/NR 0,0 Outros 1,0 TOTAL 100 Número de entrevistas 404 * O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Em qual destes setores o(a) Sr.(a) trabalha? Opções 2009 Serviços 27,4 Comércio 27,4 Serviço público 21,4 Indústria 15,8 Terceiro Setor 5,6 Agricultura 0,9 NS/NR 1,4 TOTAL 100 Número de entrevistas 255 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Na sua opinião, qual deve ser a missão da empresa privada? (Estimulada) Opções Gerar empregos 50,3 49,5 Ajudar a desenvolver o país 21,3 20,5 Aliar crescimento à justiça social 7,5 11,4 Dar lucro 3,0 4,7 Recolher os impostos devidos 1,8 4,5 Desenvolver trabalhos comunitários 4,8 4,2 Ser ética nos relacionamentos 3,0 2,0 Sem ferir a ética, derrotar a concorrência 0,5 1,2 NS/NR 8,0 1,5 Nenhuma dessas 0,0 0,5 TOTAL Número de entrevistas

4 O que as empresas deveriam fazer com o lucro obtido nos seus negócios? Opções 2009 Contratar mais empregados 50,2 Investir em benefícios para seus empregados 41,6 Investir em educação 33,4 Ampliar a empresa 23,5 Distribuir entre os pobres 13,9 Comprar novos equipamentos 10,9 Garantir uma vida boa para o empresário e sua família 10,6 Investir no mercado financeiro 7,9 Comprar ações de outras empresas 4,7 Guardar para quando precisar 4,0 Distribuir entre os acionistas 4,0 NS/NR 1,2 Nenhuma dessas 0,2 TOTAL 206,2 Número de entrevistas 404 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta O(A) Sr.(a) recomenda a um amigo a compra de produtos e serviços de empresas que se enquadram em qual dessas características? Opções 2009 Que não agridem o meio ambiente 42,1 Que respeitam as leis trabalhistas 38,4 Que apoiam projetos educacionais, sociais e artísticos. 38,4 Que investem em esportes 18,3 Que pagam todos os impostos em dia 17,3 Que investem na redução de emissões poluentes 16,3 Que exigem comportamento socialmente responsável de seus fornecedores 16,1 Que não oferecem propina ou vantagens indevidas 14,4 Nenhuma dessas 0,7 NS/NR 1,5 TOTAL 203,5 Número de entrevistas 404 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Vou citar algumas frases e gostaria que o(a) Sr.(a) dissesse se concorda ou discorda que as empresas do Espírito Santo... Concordo Concordo Discordo Opções parcialmente NS/NR São importantes para o desenvolvimento do Estado 92,8 88,4 4,3 4,5 3,0 6,4 0,0 0,7 Estão entre as melhores do Brasil 52,5 49,0 25,8 26,0 17,3 18,1 4,5 6,9 Visam o lucro 51,8 56,9 29,5 18,8 18,5 18,8 0,3 5,4 Investem em ações sociais no ES 40,5 40,8 29,5 27,2 25,0 23,8 5,0 8,2 Respeitam o meio ambiente 30,5 18,8 46,5 60,6 23,0 19,3 0,0 1,2 Número de entrevistas

5 CRUZAMENTOS Qual a situação do(a) Sr.(a) no mercado de Trabalho? Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Assalariado com carteira assinada 26,8 36,9 29,1 19,8 28,2 Aposentado/pensionista 12,4 10,7 14,6 11,9 12,4 Autônomo sem registro 8,2 7,8 12,6 12,9 10,4 Desempregado 6,2 9,7 6,8 16,8 9,9 Assalariado sem carteira 9,3 8,7 9,7 11,9 9,9 Estudante 9,3 6,8 7,8 8,9 8,2 Funcionário público 17,5 3,9 3,9 4,0 7,2 Dona de casa 5,2 3,9 8,7 7,9 6,4 Autônomo com registro 2,1 4,9 3,9 2,0 3,2 Empregador 1,0 2,9 1,9 2,0 2,0 Empregado precário/bico 1,0 3,9 0,0 0,0 1,2 Nunca trabalhou 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Outros 1,0 0,0 1,0 2,0 1,0 NS/NR 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Sexo Opções Masculino Feminino Total Assalariado com carteira assinada 36,4 20,6 28,2 Aposentado/pensionista 13,3 11,5 12,4 Autônomo sem registro 11,8 9,1 10,4 Desempregado 5,1 14,4 9,9 Assalariado sem carteira 6,7 12,9 9,9 Estudante 8,2 8,1 8,2 Funcionário público 8,2 6,2 7,2 Dona de casa 0,0 12,4 6,4 Autônomo com registro 4,6 1,9 3,2 Empregador 3,1 1,0 2,0 Empregado precário/bico 1,5 1,0 1,2 Nunca trabalhou 0,0 0,0 0,0 Outros 1,0 1,0 1,0 NS/NR 0,0 0,0 0,0 Total

6 Faixa Etária Opções De 16 a De 20 a De 30 a De 40 a De 50 a De acima Total Assalariado com carteira assinada 23,5 39,8 35,2 25,4 18,6 2,5 28,2 Aposentado/pensionista 2,0 1,9 2,2 8,5 25,6 70,0 12,4 Autônomo sem registro 5,9 7,4 8,8 23,9 7,0 7,5 10,4 Desempregado 11,8 13,9 14,3 2,8 9,3 0,0 9,9 Assalariado sem carteira 9,8 12,0 5,5 9,9 16,3 7,5 9,9 Estudante 39,2 11,1 1,1 0,0 0,0 0,0 8,2 Funcionário público 0,0 5,6 8,8 14,1 11,6 0,0 7,2 Dona de casa 3,9 4,6 12,1 4,2 0,0 12,5 6,4 Autônomo com registro 0,0 0,9 5,5 4,2 9,3 0,0 3,2 Empregador 3,9 0,9 2,2 4,2 0,0 0,0 2,0 Empregado precário/bico 0,0 0,9 1,1 2,8 2,3 0,0 1,2 Nunca trabalhou 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Outros 0,0 0,9 3,3 0,0 0,0 0,0 1,0 NS/NR 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0, Nível de Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Assalariado com carteira assinada 27,6 25,4 32,9 18,8 28,2 Aposentado/pensionista 18,1 8,5 6,3 22,9 12,4 Autônomo sem registro 15,0 12,7 7,6 4,2 10,4 Desempregado 11,0 7,0 12,0 4,2 9,9 Assalariado sem carteira 9,4 11,3 10,1 8,3 9,9 Estudante 3,1 16,9 10,8 0,0 8,2 Funcionário público 0,0 0,0 9,5 29,2 7,2 Dona de casa 11,0 7,0 3,8 2,1 6,4 Autônomo com registro 1,6 4,2 2,5 8,3 3,2 Empregador 0,0 4,2 2,5 2,1 2,0 Empregado precário/bico 3,1 1,4 0,0 0,0 1,2 Nunca trabalhou 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Outros 0,0 1,4 1,9 0,0 1,0 NS/NR 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Assalariado com carteira assinada 30,8 30,1 21,8 0,0 28,2 Aposentado/pensionista 11,6 8,9 20,5 12,5 12,4 Autônomo sem registro 9,3 12,3 6,4 37,5 10,4 Desempregado 16,9 6,2 1,3 12,5 9,9 Assalariado sem carteira 11,6 12,3 2,6 0,0 9,9 Estudante 6,4 7,5 12,8 12,5 8,2 Funcionário público 1,2 8,2 17,9 12,5 7,2 Dona de casa 7,6 6,8 2,6 12,5 6,4 Autônomo com registro 1,2 4,8 5,1 0,0 3,2 Empregador 0,0 2,1 6,4 0,0 2,0 Empregado precário/bico 2,9 0,0 0,0 0,0 1,2 Nunca trabalhou 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Outros 0,6 0,7 2,6 0,0 1,0 NS/NR 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 6

7 Em qual destes setores o(a) Sr.(a) trabalha? Região de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Comércio 32,1 29,0 20,4 27,9 27,4 Serviços 23,2 38,7 22,2 23,3 27,4 Serviço público 35,7 14,5 16,7 18,6 21,4 Indústria 1,8 14,5 27,8 20,9 15,8 Terceiro Setor 3,6 1,6 11,1 7,0 5,6 Agricultura 0,0 1,6 0,0 2,3 0,9 NS/NR 3,6 0,0 1,9 0,0 1,4 Número de entrevistas: 255 Sexo Opções Masculino Feminino Total Comércio 28,5 25,9 27,4 Serviços 20,0 38,8 27,4 Serviço público 20,0 23,5 21,4 Indústria 24,6 2,4 15,8 Terceiro Setor 4,6 7,1 5,6 Agricultura 0,8 1,2 0,9 NS/NR 1,5 1,2 1,4 Total Número de entrevistas: 255 Faixa etária Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Total Comércio 41,2 42,6 16,9 17,0 28,6 25,0 27,4 Serviços 23,5 18,0 30,5 37,7 19,0 50,0 27,4 Serviço público 11,8 18,0 23,7 22,6 33,3 0,0 21,4 Indústria 11,8 14,8 20,3 15,1 9,5 25,0 15,8 Terceiro Setor 0,0 6,6 6,8 3,8 9,5 0,0 5,6 Agricultura 5,9 0,0 0,0 1,9 0,0 0,0 0,9 NS/NR 5,9 0,0 1,7 1,9 0,0 0,0 1, Número de entrevistas: 255 Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Comércio 25,0 34,3 31,1 13,3 27,4 Serviços 36,7 40,0 18,9 20,0 27,4 Serviço público 6,7 8,6 25,6 53,3 21,4 Indústria 18,3 11,4 18,9 6,7 15,8 Terceiro Setor 6,7 2,9 5,6 6,7 5,6 Agricultura 3,3 0,0 0,0 0,0 0,9 NS/NR 3,3 2,9 0,0 0,0 1,4 Número de entrevistas: 255 7

8 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Comércio 31,6 28,2 19,1 25,0 27,4 Serviços 30,4 28,2 19,1 50,0 27,4 Serviço público 12,7 18,8 40,4 25,0 21,4 Indústria 21,5 12,9 12,8 0,0 15,8 Terceiro Setor 2,5 9,4 4,3 0,0 5,6 Agricultura 0,0 2,4 0,0 0,0 0,9 NS/NR 1,3 0,0 4,3 0,0 1,4 Número de entrevistas: 255 8

9 Na sua opinião, qual deve ser a missão da empresa privada? Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Gerar empregos 40,2 49,5 59,2 48,5 49,5 Ajudar a desenvolver o país 24,7 16,5 16,5 24,8 20,5 Aliar crescimento a justiça social 20,6 9,7 8,7 6,9 11,4 Dar lucro 2,1 6,8 4,9 5,0 4,7 Recolher os impostos devidos 1,0 6,8 2,9 6,9 4,5 Desenvolver trabalhos comunitários 5,2 6,8 2,9 2,0 4,2 Ser ética nos relacionamentos 2,1 1,9 1,0 3,0 2,0 Sem ferir a ética, derrotar a concorrência. 2,1 1,9 1,0 0,0 1,2 Nenhuma dessas 0,0 0,0 1,0 1,0 0,5 NS/NR 2,1 0,0 1,9 2,0 1,5 Sexo Opções Masculino Feminino Total Gerar empregos 47,7 51,2 49,5 Ajudar a desenvolver o país 21,0 20,1 20,5 Aliar crescimento a justiça social 11,8 11,0 11,4 Dar lucro 6,7 2,9 4,7 Recolher os impostos devidos 6,2 2,9 4,5 Desenvolver trabalhos comunitários 4,1 4,3 4,2 Ser ética nos relacionamentos 1,0 2,9 2,0 Sem ferir a ética, derrotar a concorrência. 0,5 1,9 1,2 Nenhuma dessas 0,5 0,5 0,5 NS/NR 0,5 2,4 1,5 Total Faixa etária Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Gerar empregos 52,9 49,1 51,6 52,1 44,2 42,5 49,5 Ajudar a desenvolver o país 17,6 23,1 19,8 16,9 23,3 22,5 20,5 Aliar crescimento a justiça social 7,8 11,1 8,8 12,7 11,6 20,0 11,4 Dar lucro 7,8 5,6 5,5 1,4 4,7 2,5 4,7 Recolher os impostos devidos 5,9 2,8 5,5 4,2 4,7 5,0 4,5 Desenvolver trabalhos comunitários 5,9 2,8 2,2 8,5 4,7 2,5 4,2 Ser ética nos relacionamentos 0,0 1,9 1,1 2,8 4,7 2,5 2,0 Sem ferir a ética, derrotar a concorrência. 2,0 1,9 2,2 0,0 0,0 0,0 1,2 Nenhuma dessas 0,0 0,0 1,1 1,4 0,0 0,0 0,5 NS/NR 0,0 1,9 2,2 0,0 2,3 2,5 1, Total 9

10 Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Gerar empregos 53,5 47,9 55,1 22,9 49,5 Ajudar a desenvolver o país 15,0 28,2 18,4 31,2 20,5 Aliar crescimento a justiça social 7,9 4,2 11,4 31,2 11,4 Dar lucro 8,7 4,2 1,9 4,2 4,7 Recolher os impostos devidos 6,3 4,2 3,8 2,1 4,5 Desenvolver trabalhos comunitários 4,7 4,2 4,4 2,1 4,2 Ser ética nos relacionamentos 0,0 2,8 2,5 4,2 2,0 Sem ferir a ética, derrotar a concorrência. 0,0 2,8 1,3 2,1 1,2 Nenhuma dessas 0,8 0,0 0,6 0,0 0,5 NS/NR 3,1 1,4 0,6 0,0 1,5 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Gerar empregos 50,6 55,5 34,6 62,5 49,5 Ajudar a desenvolver o país 20,9 16,4 28,2 12,5 20,5 Aliar crescimento a justiça social 7,0 11,0 21,8 12,5 11,4 Dar lucro 5,8 3,4 5,1 0,0 4,7 Recolher os impostos devidos 3,5 6,2 3,8 0,0 4,5 Desenvolver trabalhos comunitários 5,8 3,4 2,6 0,0 4,2 Ser ética nos relacionamentos 2,3 2,1 1,3 0,0 2,0 Sem ferir a ética, derrotar a concorrência. 1,2 1,4 1,3 0,0 1,2 Nenhuma dessas 1,2 0,0 0,0 0,0 0,5 NS/NR 1,7 0,7 1,3 12,5 1,5 10

11 O que as empresas deveriam fazer com o lucro obtido nos seus negócios? Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Contratar mais empregados 43,3 45,6 57,3 54,5 50,2 Investir em benefícios para seus empregados 50,5 43,7 25,2 47,5 41,6 Investir em educação 32,0 34,0 15,5 52,5 33,4 Ampliar a empresa 27,8 23,3 18,4 24,8 23,5 Distribuir entre os pobres 7,2 9,7 8,7 29,7 13,9 Comprar novos equipamentos 6,2 15,5 8,7 12,9 10,9 Garantir uma vida boa para o empresário e sua família 8,2 7,8 11,7 14,9 10,6 Investir no mercado financeiro 2,1 7,8 2,9 18,8 7,9 Comprar ações de outras empresas 3,1 5,8 5,8 4,0 4,7 Guardar para quando precisar 3,1 2,9 1,9 7,9 4,0 Distribuir entre os acionistas 3,1 2,9 7,8 2,0 4,0 Nenhuma dessas 0,0 0,0 1,0 0,0 0,2 NS/NR 2,1 1,9 0,0 1,0 1,2 Total 188,7 201,0 165,0 270,3 206,2 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Sexo Opções Masculino Feminino Total Contratar mais empregados 48,2 52,2 50,2 Investir em benefícios para seus empregados 40,5 42,6 41,6 Investir em educação 32,3 34,4 33,4 Ampliar a empresa 24,1 23,0 23,5 Distribuir entre os pobres 13,3 14,4 13,9 Comprar novos equipamentos 14,9 7,2 10,9 Garantir uma vida boa para o empresário e sua família 9,2 12,0 10,6 Investir no mercado financeiro 10,3 5,7 7,9 Comprar ações de outras empresas 3,6 5,7 4,7 Guardar para quando precisar 3,6 4,3 4,0 Distribuir entre os acionistas 5,6 2,4 4,0 Nenhuma dessas 0,5 0,0 0,2 NS/NR 1,5 1,0 1,2 Total 207,7 204,8 206,2 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta 11

12 Faixa etária Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Contratar mais empregados 51,0 55,6 49,5 56,3 34,9 42,5 50,2 Investir em benefícios para seus empregados 31,4 41,7 42,9 52,1 39,5 35,0 41,6 Investir em educação 31,4 38,9 31,9 35,2 37,2 17,5 33,4 Ampliar a empresa 29,4 23,1 20,9 19,7 30,2 22,5 23,5 Distribuir entre os pobres 11,8 13,0 13,2 16,9 18,6 10,0 13,9 Comprar novos equipamentos 15,7 6,5 16,5 9,9 9,3 7,5 10,9 Garantir uma vida boa para o empresário e sua família 17,6 8,3 8,8 14,1 9,3 7,5 10,6 Investir no mercado financeiro 13,7 7,4 9,9 5,6 4,7 5,0 7,9 Comprar ações de outras empresas 5,9 4,6 5,5 2,8 4,7 5,0 4,7 Guardar para quando precisar 5,9 1,9 3,3 2,8 9,3 5,0 4,0 Distribuir entre os acionistas 2,0 3,7 6,6 2,8 0,0 7,5 4,0 Nenhuma dessas 0,0 0,0 1,1 0,0 0,0 0,0 0,2 NS/NR 0,0 1,9 0,0 1,4 2,3 2,5 1,2 Total 215,7 206,5 209,9 219,7 200,0 167,5 206,2 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Total Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Contratar mais empregados 48,0 57,7 51,3 41,7 50,2 Investir em benefícios para seus empregados 33,9 28,2 50,0 54,2 41,6 Investir em educação 27,6 32,4 36,7 39,6 33,4 Ampliar a empresa 14,2 15,5 29,7 39,6 23,5 Distribuir entre os pobres 18,9 23,9 7,6 6,2 13,9 Comprar novos equipamentos 10,2 15,5 8,9 12,5 10,9 Garantir uma vida boa para o empresário e sua família 18,9 11,3 5,1 6,2 10,6 Investir no mercado financeiro 9,4 9,9 6,3 6,2 7,9 Comprar ações de outras empresas 5,5 7,0 4,4 0,0 4,7 Guardar para quando precisar 4,7 4,2 3,8 2,1 4,0 Distribuir entre os acionistas 4,7 1,4 4,4 4,2 4,0 Nenhuma dessas 0,8 0,0 0,0 0,0 0,2 NS/NR 2,4 0,0 1,3 0,0 1,2 Total 199,2 207,0 209,5 212,5 206,2 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta 12

13 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Contratar mais empregados 53,5 52,1 41,0 37,5 50,2 Investir em benefícios para seus empregados 37,8 39,7 52,6 50,0 41,6 Investir em educação 30,8 34,2 35,9 50,0 33,4 Ampliar a empresa 18,6 24,0 35,9 0,0 23,5 Distribuir entre os pobres 15,7 13,7 10,3 12,5 13,9 Comprar novos equipamentos 12,8 10,3 9,0 0,0 10,9 Garantir uma vida boa para o empresário e sua família 12,2 12,3 5,1 0,0 10,6 Investir no mercado financeiro 11,0 6,8 3,8 0,0 7,9 Comprar ações de outras empresas 6,4 2,7 5,1 0,0 4,7 Distribuir entre os acionistas 2,9 4,1 6,4 0,0 4,0 Guardar para quando precisar 4,1 4,1 2,6 12,5 4,0 Nenhuma dessas 0,6 0,0 0,0 0,0 0,2 NS/NR 0,6 1,4 0,0 25,0 1,2 Total 207,0 205,5 207,7 187,5 206,2 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta 13

14 O(A) Sr.(a) recomenda a um amigo a compra de produtos e serviços de empresas que se enquadram em quais dessas características? Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Que não agridem o meio ambiente 36,1 45,6 25,2 61,4 42,1 Que respeitam as leis trabalhistas 28,9 31,1 31,1 62,4 38,4 Que apoiam projetos educacionais, sociais e artísticos. 45,4 38,8 38,8 30,7 38,4 Que investem em esportes 14,4 17,5 23,3 17,8 18,3 Que pagam todos os impostos em dia 8,2 16,5 12,6 31,7 17,3 Que investem na redução de emissões poluentes 11,3 17,5 12,6 23,8 16,3 Que exigem comportamento socialmente responsável de seus fornecedores 22,7 16,5 11,7 13,9 16,1 Que não oferecem propina ou vantagens indevidas 11,3 13,6 10,7 21,8 14,4 Nenhuma dessas 1,0 0,0 1,9 0,0 0,7 NS/NR 2,1 1,9 1,0 1,0 1,5 Total 181,4 199,0 168,9 264,4 203,5 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Sexo Opções Masculino Feminino Total Que não agridem o meio ambiente 43,1 41,1 42,1 Que respeitam as leis trabalhistas 36,9 39,7 38,4 Que apoiam projetos educacionais, sociais e artísticos. 39,5 37,3 38,4 Que investem em esportes 21,0 15,8 18,3 Que pagam todos os impostos em dia 17,4 17,2 17,3 Que investem na redução de emissões poluentes 14,9 17,7 16,3 Que exigem comportamento socialmente responsável de seus fornecedores 20,0 12,4 16,1 Que não oferecem propina ou vantagens indevidas 11,8 16,7 14,4 Nenhuma dessas 0,5 1,0 0,7 NS/NR 1,5 1,4 1,5 Total 206,7 200,5 203,5 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta 14

15 Faixa etária Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Que não agridem o meio ambiente 52,9 42,6 39,6 47,9 44,2 20,0 42,1 Que respeitam as leis trabalhistas 31,4 37,0 45,1 40,8 39,5 30,0 38,4 Que apoiam projetos educacionais, sociais e artísticos. 39,2 42,6 39,6 40,8 37,2 20,0 38,4 Que investem em esportes 25,5 12,0 23,1 19,7 14,0 17,5 18,3 Que pagam todos os impostos em dia 17,6 13,0 18,7 22,5 11,6 22,5 17,3 Que investem na redução de emissões poluentes 15,7 21,3 12,1 12,7 20,9 15,0 16,3 Que exigem comportamento socialmente responsável de seus fornecedores 7,8 13,9 16,5 21,1 20,9 17,5 16,1 Que não oferecem propina ou vantagens indevidas 7,8 17,6 13,2 18,3 9,3 15,0 14,4 Nenhuma dessas 0,0 0,9 1,1 0,0 2,3 0,0 0,7 NS/NR 0,0 0,9 1,1 1,4 2,3 5,0 1,5 Total 198,0 201,9 209,9 225,4 202,3 162,5 203,5 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Total Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Que não agridem o meio ambiente 39,4 47,9 41,1 43,8 42,1 Que respeitam as leis trabalhistas 39,4 35,2 39,9 35,4 38,4 Que apoiam projetos educacionais, sociais e artísticos. 30,7 32,4 45,6 43,8 38,4 Que investem em esportes 21,3 23,9 17,1 6,2 18,3 Que pagam todos os impostos em dia 20,5 15,5 13,3 25,0 17,3 Que investem na redução de emissões poluentes 11,0 11,3 20,3 25,0 16,3 Que exigem comportamento socialmente responsável de seus fornecedores 13,4 12,7 17,7 22,9 16,1 Que não oferecem propina ou vantagens indevidas 11,8 15,5 17,1 10,4 14,4 Nenhuma dessas 0,8 2,8 0,0 0,0 0,7 NS/NR 3,9 0,0 0,6 0,0 1,5 Total 192,1 197,2 212,7 212,5 203,5 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Que não agridem o meio ambiente 38,4 45,9 43,6 37,5 42,1 Que respeitam as leis trabalhistas 36,0 42,5 35,9 37,5 38,4 Que apoiam projetos educacionais, sociais e artísticos. 32,0 44,5 42,3 25,0 38,4 Que investem em esportes 22,7 14,4 16,7 12,5 18,3 Que pagam todos os impostos em dia 19,2 15,1 19,2 0,0 17,3 Que investem na redução de emissões poluentes 14,0 19,9 15,4 12,5 16,3 Que exigem comportamento socialmente responsável de seus fornecedores 12,8 15,1 24,4 25,0 16,1 Que não oferecem propina ou vantagens indevidas 15,1 13,7 12,8 25,0 14,4 Nenhuma dessas 1,2 0,0 1,3 0,0 0,7 NS/NR 1,7 0,7 0,0 25,0 1,5 Total 193,0 211,6 211,5 200,0 203,5 O entrevistado podia citar mais de uma opção de resposta 15

16 As empresas do Espírito Santo respeitam o meio ambiente Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Concorda 21,6 16,5 23,3 13,9 18,8 Concorda parcialmente 20,6 18,4 24,3 13,9 19,3 Discorda 54,6 64,1 51,5 72,3 60,6 NS/NR 3,1 1,0 1,0 0,0 1,2 Sexo Opções Masculino Feminino Total Concorda 16,9 20,6 18,8 Concorda parcialmente 22,1 16,7 19,3 Discorda 60,0 61,2 60,6 NS/NR 1,0 1,4 1,2 Total Faixa etária Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Concorda 15,7 20,4 14,3 19,7 18,6 27,5 18,8 Concorda parcialmente 21,6 13,0 17,6 26,8 20,9 22,5 19,3 Discorda 62,7 65,7 67,0 49,3 60,5 50,0 60,6 NS/NR 0,0 0,9 1,1 4,2 0,0 0,0 1, Total Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Concorda 28,3 14,1 15,2 12,5 18,8 Concorda parcialmente 15,7 16,9 22,8 20,8 19,3 Discorda 54,3 67,6 60,8 66,7 60,6 NS/NR 1,6 1,4 1,3 0,0 1,2 16

17 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Concorda 22,1 15,8 14,1 50,0 18,8 Concorda parcialmente 16,9 21,9 20,5 12,5 19,3 Discorda 59,9 61,6 64,1 25,0 60,6 NS/NR 1,2 0,7 1,3 12,5 1,2 17

18 As empresas do Espírito Santo são importantes para o desenvolvimento do estado Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Concorda 87,6 94,2 83,5 88,1 88,4 Concorda parcialmente 6,2 2,9 11,7 5,0 6,4 Discorda 4,1 2,9 4,9 5,9 4,5 NS/NR 2,1 0,0 0,0 1,0 0,7 Sexo Faixa etária Opções Masculino Feminino Total Concorda 88,2 88,5 88,4 Concorda parcialmente 8,2 4,8 6,4 Discorda 3,1 5,7 4,5 NS/NR 0,5 1,0 0,7 Total Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Concorda 86,3 87,0 91,2 84,5 90,7 92,5 88,4 Concorda parcialmente 9,8 9,3 3,3 7,0 4,7 2,5 6,4 Discorda 3,9 3,7 5,5 4,2 4,7 5,0 4,5 NS/NR 0,0 0,0 0,0 4,2 0,0 0,0 0, Total Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Concorda 86,6 85,9 88,6 95,8 88,4 Concorda parcialmente 4,7 8,5 7,6 4,2 6,4 Discorda 7,1 5,6 3,2 0,0 4,5 NS/NR 1,6 0,0 0,6 0,0 0,7 18

19 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Concorda 85,5 90,4 91,0 87,5 88,4 Concorda parcialmente 8,1 5,5 5,1 0,0 6,4 Discorda 5,8 4,1 2,6 0,0 4,5 NS/NR 0,6 0,0 1,3 12,5 0,7 19

20 O(A) Sr.(a) concorda ou discorda? As empresas do Espírito Santo investem em ações sociais no estado Opções Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Concorda 40,2 33,0 43,7 46,5 40,8 Concorda parcialmente 30,9 27,2 28,2 8,9 23,8 Discorda 18,6 33,0 20,4 36,6 27,2 NS/NR 10,3 6,8 7,8 7,9 8,2 Sexo Opções Masculino Feminino Total Concorda 42,6 39,2 40,8 Concorda parcialmente 25,6 22,0 23,8 Discorda 27,7 26,8 27,2 NS/NR 4,1 12,0 8,2 Total Faixa Etária Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Concorda 39,2 31,5 48,4 43,7 48,8 37,5 40,8 Concorda parcialmente 19,6 27,8 18,7 25,4 25,6 25,0 23,8 Discorda 37,3 35,2 24,2 22,5 18,6 17,5 27,2 NS/NR 3,9 5,6 8,8 8,5 7,0 20,0 8, Total Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Concorda 52,0 45,1 33,5 29,2 40,8 Concorda parcialmente 11,8 18,3 31,0 39,6 23,8 Discorda 22,0 29,6 29,7 29,2 27,2 NS/NR 14,2 7,0 5,7 2,1 8,2 20

21 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Concorda 45,3 39,0 33,3 50,0 40,8 Concorda parcialmente 21,5 23,3 32,1 0,0 23,8 Discorda 25,0 30,1 28,2 12,5 27,2 NS/NR 8,1 7,5 6,4 37,5 8,2 21

22 O(A) Sr.(a) concorda ou discorda? As empresas do Espírito Santo estão entre as melhores do Brasil. Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Concorda 46,4 49,5 54,4 45,5 49,0 Concorda parcialmente 21,6 17,5 19,4 13,9 18,1 Discorda 23,7 26,2 18,4 35,6 26,0 NS/NR 8,2 6,8 7,8 5,0 6,9 Sexo Faixa Etária Opções Masculino Feminino Total Concorda 51,3 46,9 49,0 Concorda parcialmente 20,5 15,8 18,1 Discorda 24,1 27,8 26,0 NS/NR 4,1 9,6 6,9 Total Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Concorda 45,1 48,1 56,0 46,5 46,5 47,5 49,0 Concorda parcialmente 15,7 16,7 17,6 21,1 20,9 17,5 18,1 Discorda 35,3 31,5 19,8 22,5 23,3 22,5 26,0 NS/NR 3,9 3,7 6,6 9,9 9,3 12,5 6, Total Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Concorda 54,3 32,4 50,6 54,2 49,0 Concorda parcialmente 17,3 16,9 18,4 20,8 18,1 Discorda 21,3 38,0 24,7 25,0 26,0 NS/NR 7,1 12,7 6,3 0,0 6,9 22

23 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Concorda 51,7 46,6 48,7 37,5 49,0 Concorda parcialmente 15,7 19,9 20,5 12,5 18,1 Discorda 25,0 27,4 25,6 25,0 26,0 NS/NR 7,6 6,2 5,1 25,0 6,9 23

24 As empresas do Espírito Santo só visam o lucro Município de Moradia Opções Vitória Vila Velha Serra Cariacica Total Concorda 47,4 55,3 50,5 74,3 56,9 Concorda parcialmente 25,8 17,5 25,2 6,9 18,8 Discorda 17,5 21,4 19,4 16,8 18,8 NS/NR 9,3 5,8 4,9 2,0 5,4 Sexo Opções Masculino Feminino Total Concorda 59,5 54,5 56,9 Concorda parcialmente 20,0 17,7 18,8 Discorda 17,4 20,1 18,8 NS/NR 3,1 7,7 5,4 Total Faixa etária Opções De 16 a 19 De 20 a 29 De 30 a 39 De 40 a 49 De 50 a 59 De 60 acima Concorda 56,9 60,2 50,5 54,9 58,1 65,0 56,9 Concorda parcialmente 21,6 15,7 16,5 21,1 20,9 22,5 18,8 Discorda 19,6 19,4 26,4 18,3 9,3 10,0 18,8 NS/NR 2,0 4,6 6,6 5,6 11,6 2,5 5, Total Escolaridade Opções Fundamental Médio Superior NS/NR Total Concorda 60,6 60,6 55,1 47,9 56,9 Concorda parcialmente 15,7 15,5 19,0 31,2 18,8 Discorda 15,0 18,3 22,2 18,8 18,8 NS/NR 8,7 5,6 3,8 2,1 5,4 24

25 Classe Social Opções D/E C A/B NS/NR Total Concorda 61,6 58,2 47,4 25,0 56,9 Concorda parcialmente 15,1 19,2 25,6 25,0 18,8 Discorda 16,3 19,2 23,1 25,0 18,8 NS/NR 7,0 3,4 3,8 25,0 5,4 25

26 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS O uso desta pesquisa é livre, a partir de 20 de setembro de 2009, desde que sejam indicados: a fonte (Futura), a metodologia e o endereço eletrônico onde pode ser acessada: (www. futuranet.ws) Área de abrangência: Grande Vitória, considerando Vitória, Vila Velha, Cariacica e Serra. entrevistas com cotas por faixa etária, sexo e município de moradia. Período de realização: 23 e 24 de Agosto de de agosto de de setembro de Margem de erro: 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%, Os cruzamentos por Renda Familiar expressam cortes por classe sendo classificadas como: D/E Até 930 reais C De 931 a reais A/B Acima de reais 26

27 27

RESTRIÇÃO À UTILIZAÇÃO DAS SACOLAS PLÁSTICAS É CONTROVERSA

RESTRIÇÃO À UTILIZAÇÃO DAS SACOLAS PLÁSTICAS É CONTROVERSA RESTRIÇÃO À UTILIZAÇÃO DAS SACOLAS PLÁSTICAS É CONTROVERSA Roberta Atherton Diversas capitais brasileiras já aprovaram leis que limitam ou proíbem a utilização de sacolas plásticas em estabelecimentos

Leia mais

DELIVERY. Revieni Chisté Zanotelli. Revieni Chisté Zanotelli é economista e analista de pesquisas da Futura

DELIVERY. Revieni Chisté Zanotelli. Revieni Chisté Zanotelli é economista e analista de pesquisas da Futura DELIVERY Revieni Chisté Zanotelli O serviço de entrega de produtos (delivery) foi criado para proporcionar comodidade às pessoas e, também, para aqueles que estão sem tempo de ir até ao estabelecimento

Leia mais

CORRUPÇÃO E DANÇAS DAS CADEIRAS NO GOVERNO DILMA

CORRUPÇÃO E DANÇAS DAS CADEIRAS NO GOVERNO DILMA CORRUPÇÃO E DANÇAS DAS CADEIRAS NO GOVERNO DILMA Tyago Ribeiro Hoffmann A Futura foi às ruas da Grande Vitória para colher a opinião dos capixabas sobre a corrupção no Governo Federal e constatou que 90,5%

Leia mais

MAIS DA METADE DOS CAPIXABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE

MAIS DA METADE DOS CAPIXABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE MAIS DA METADE DOS CAPIABAS NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE Emmanuelle Serrano Queiroz Em alguns países, as despesas com saúde já correspondem a mais de 10% do PIB. E, um fator que será determinante para o aumento

Leia mais

Hábitos de Leitura. Tâmara Freitas Barros

Hábitos de Leitura. Tâmara Freitas Barros Hábitos de Leitura Tâmara Freitas Barros Um contingente de 671 mil moradores da Grande Vitória, o que corresponde a 60% da população acima de 16, não tem o costume de ler. Essa é apenas uma das constatações

Leia mais

INTERNET E EDUCAÇÃO. Tâmara Barros. Tâmara Barros é estatística e analista de pesquisas da Futura 3235-5440 tamara@futuranet.ws

INTERNET E EDUCAÇÃO. Tâmara Barros. Tâmara Barros é estatística e analista de pesquisas da Futura 3235-5440 tamara@futuranet.ws INTERNET E EDUCAÇÃO Tâmara Barros A internet propiciou um novo ambiente de comunicação online e instantâneo, eliminando distâncias e permitindo trocas de informações a um custo acessível. Com a popularização

Leia mais

NOVAS TECNOLOGIAS E INVASÃO DE PRIVACIDADE

NOVAS TECNOLOGIAS E INVASÃO DE PRIVACIDADE NOVAS TECNOLOGIAS E INVASÃO DE PRIVACIDADE Leandro de Souza Lino Com o advento das novas tecnologias, como telefones celulares equipados com câmeras fotográficas e/ou filmadoras, além das câmeras de segurança

Leia mais

BULLYING. Patrícia Gonoring

BULLYING. Patrícia Gonoring BULLYING Patrícia Gonoring A tragédia de Realengo, em que Wellington Menezes de Oliveira, o responsável pelo massacre, teria sido vítima de bullying na mesma escola em que mais tarde se transformara de

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino 1 PLANOS DE SAÚDE Leandro de Souza Lino Na atualidade, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a qualidade de vida e, por sua vez, com a saúde. Assim, a necessidade de ter planos de saúde se faz

Leia mais

O MELHOR DO VERÃO. Dihego Pansini de Souza

O MELHOR DO VERÃO. Dihego Pansini de Souza O MELHOR DO VERÃO Dihego Pansini de Souza O verão é uma temporada muito esperada para passeios turísticos, férias, viagens e outros atrativos de lazer. O Instituto Futura buscou investigar quais são os

Leia mais

PLANO DE SAÚDE SETEMBRO DE 2011 1

PLANO DE SAÚDE SETEMBRO DE 2011 1 PLANO DE SAÚDE SETEMBRO DE 2011 1 CRESCEU O NÚMERO DE USUÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Emmanuelle Serrano Queiroz Segundo reportagem publicada pela revista Exame, o crescimento dos gastos com saúde é tendência

Leia mais

NOVAS TECNOLOGIAS E INVASÃO DE PRIVACIDADE

NOVAS TECNOLOGIAS E INVASÃO DE PRIVACIDADE NOVAS TECNOLOGIAS E INVASÃO DE PRIVACIDADE Leandro de Souza Lino Com a onda de violência que gira em torno dos grandes centros urb, é cada vez mais comum encontrar câmeras de segurança instaladas em diversos

Leia mais

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO Tâmara Freitas Barros A mulher continua a ser discriminada no mercado de trabalho. Foi o que 53,2% dos moradores da Grande Vitória afirmaram em recente pesquisa da Futura,

Leia mais

VOLUNTARIADO. Dihego Pansini de Souza

VOLUNTARIADO. Dihego Pansini de Souza VOLUNTARIADO Dihego Pansini de Souza No dicionário Aurélio, o significado da palavra voluntário é aquele que age espontaneamente; derivado da vontade própria, em que não há coação. Sobre a palavra voluntariado,

Leia mais

MAIORIA NÃO CONVERSA COM A FAMÍLIA SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

MAIORIA NÃO CONVERSA COM A FAMÍLIA SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS MAIORIA NÃO CONVERSA COM A FAMÍLIA SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS Emmanuelle Serrano Queiroz No Brasil, a doação de órgãos é, sem dúvida, um tema que sempre está em discussão, principalmente no que se refere às

Leia mais

DOAÇÃO DE SANGUE. Raquel Rocha Gomes

DOAÇÃO DE SANGUE. Raquel Rocha Gomes DOAÇÃO DE SANGUE Raquel Rocha Gomes O dia 25 de novembro é nacionalmente comemorado como o dia do doador de sangue. Aproveitando esse tema, a Futura realizou uma pesquisa com os moradores da Grande Vitória

Leia mais

A PRINCIPAL JUSTIFICATIVA PARA A NÃO DOAÇÃO DE ÓRGÃOS É O MEDO

A PRINCIPAL JUSTIFICATIVA PARA A NÃO DOAÇÃO DE ÓRGÃOS É O MEDO A PRINCIPAL JUSTIFICATIVA PARA A NÃO DOAÇÃO DE ÓRGÃOS É O MEDO Inayara Soares da Silva No Brasil, eiste a carência de doadores de órgãos, o que acaba dificultando os processos de transplante em todo o

Leia mais

CELULAR CONTINUA NA MODA

CELULAR CONTINUA NA MODA CELULAR CONTINUA NA MODA Emmanuelle Serrano Queiroz Novas tecnologias são lançadas no mercado diariamente e pensando nisso a Futura foi às ruas da Grande Vitória para descobrir a opinião dos moradores

Leia mais

TRADIÇÕES RELIGIOSAS

TRADIÇÕES RELIGIOSAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS Emmanuelle Serrano Queiroz Leandro de Souza Lino A religião é resultado da forma como escolhemos para nos ligar a Deus, e as Igrejas são as instituições que nos ajudam a fazer essa

Leia mais

CUIDADOS COM A BELEZA

CUIDADOS COM A BELEZA CUIDADOS COM A BELEZA Dihego Pansini Getúlio Cantão Quando observamos os padrões de beleza determinados pela sociedade no decorrer dos, podemos perceber que a mesma possui uma característica de transitoriedade,

Leia mais

QUAL É O PAPEL DO ESTADO BRASILEIRO?

QUAL É O PAPEL DO ESTADO BRASILEIRO? QUAL É O PAPEL DO ESTADO BRASILEIRO? Tyago Ribeiro Hoffmann Desde o início da década de 1990 no Brasil, quando se iniciaram as privatizações de empresas públicas, que diversos estudiosos e a população

Leia mais

O(a) Sr.(a) acompanhou o campeonato estadual deste ano?

O(a) Sr.(a) acompanhou o campeonato estadual deste ano? FUTEBOL CAPIXABA Andressa Assis e Luiz Henrique Borges A Futura foi às ruas para saber a opinião dos moradores da Grande Vitória sobre os times de futebol capixaba. E, segundo se deduz das entrevistas,

Leia mais

UNIÃO HOMOAFETIVA. Tâmara Barros

UNIÃO HOMOAFETIVA. Tâmara Barros UNIÃO HOMOAFETIVA Tâmara Barros O relacionamento entre pessoas do mesmo sexo ainda é uma questão controversa para a maior parte da população da Grande Vitória, conforme pode ser averiguado através de pesquisa

Leia mais

MORADORES DE RUA E FLANELINHAS

MORADORES DE RUA E FLANELINHAS 1 MORADORES DE RUA E FLANELINHAS Leandro de Souza Lino À margem da sociedade, a quantidade de moradores de rua tem sido crescente no cotidiano das grandes cidades. E aliado a isso, a presença de flanelinhas

Leia mais

Segurança na Rede - 1-21. Simone Cardoso

Segurança na Rede - 1-21. Simone Cardoso Segurança na Rede Simone Cardoso No final do ano passado, o congresso aprovou a criação da Lei da Carolina Dieckman, que pune os responsáveis por crimes virtuais. Na época a atriz que dá nome a lei federal,

Leia mais

REDES SOCIAIS NA INTERNET

REDES SOCIAIS NA INTERNET 1 REDES SOCIAIS NA INTERNET Leandro de Souza Lino O maior acesso das pessoas à internet, e, consequentemente, o crescimento das redes sociais virtuais, alteram toda a relação entre as pessoas, já que crescem

Leia mais

MAIS DE 70% NÃO SABEM DENUNCIAR UMA OBRA IRREGULAR

MAIS DE 70% NÃO SABEM DENUNCIAR UMA OBRA IRREGULAR MAIS DE 70% NÃO SABEM DENUNCIAR UMA OBRA IRREGULAR Emmanuelle Serrano Queiroz O tema fiscalização de obras está bastante estampado na mídia devido aos vários acontecimentos. Pelo fato de o assunto ter

Leia mais

ASSALTO E MEDO. Dihego Pansini

ASSALTO E MEDO. Dihego Pansini ASSALTO E MEDO Dihego Pansini As relações humanas têm se aprofundado cada vez mais nas últimas décadas. Nesse processo, um dos grandes desafios do ser humano moderno é aprender a lidar com as diferenças

Leia mais

DENGUE. Jamila Rainha Jamila Rainha é cientista social e consultora de Pesquisa 3235-5436/9959-2986

DENGUE. Jamila Rainha Jamila Rainha é cientista social e consultora de Pesquisa 3235-5436/9959-2986 DENGUE A Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo confirmou a primeira morte causada por dengue hemorrágica no ano de 2009. A vítima era moradora da Serra (terceiro município em números de casos

Leia mais

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva A atual praticidade na hora de fazer compras e procurar alguns tipos de serviço leva o consumidor a optar

Leia mais

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Contexto Em abril de 2012, o governo através da diretoria da agência reguladora de energia elétrica (ANEEL) aprovou regras destinadas a reduzir

Leia mais

Aquecimento Global: estar informado ainda não é o bastante

Aquecimento Global: estar informado ainda não é o bastante Aquecimento Global: estar informado ainda não é o bastante Simone Cardoso O aquecimento global, tema tão recorrente na mídia e na mente de ambientalistas e estudiosos, é assunto do último levantamento

Leia mais

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011 Pesquisa IBOPE Ambiental Setembro de 2011 Com quem falamos? Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas telefônicas. Objetivo geral Identificar

Leia mais

PESQUISADORES. Pesquisadores

PESQUISADORES. Pesquisadores Pesquisadores Objetivos 2 Conhecer a opinião dos pesquisadores apoiados pela FAPESP sobre o tema Ciência e Tecnologia. 3 Principais resultados Principais resultados 4 Melhores recursos financeiros e credibilidade

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE O PROCESSO DE CREDENCIAMENTO/ LEGALIZAÇÃO DE ARMAS E MUNIÇÕES NO PAÍS NOVEMBRO DE 2006 OPP478 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA Levantar junto à população

Leia mais

HABILIDADE FINANCEIRA DOS BRASILEIROS. Fevereiro de 2016

HABILIDADE FINANCEIRA DOS BRASILEIROS. Fevereiro de 2016 HABILIDADE FINANCEIRA DOS BRASILEIROS Fevereiro de 2016 OBJETIVOS DO ESTUDO Compreender o grau de conhecimento e a habilidade dos brasileiros em lidar com o dinheiro e suas finanças. METODOLOGIA Público

Leia mais

Aquecimento Global e Desastres Naturais

Aquecimento Global e Desastres Naturais Aquecimento Global e Desastres Naturais Tyago Hoffmann Tema constante na mídia nos últimos, o aquecimento global foi o tema da presente pesquisa da Futura, realizada com os capixabas da Grande Vitória.

Leia mais

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Segmentação do mercado Caracterização dos entrevistados Percepções sobre o turismo no Brasil V. Hábitos e comportamentos sobre turismo VI. VII. VIII. Prioridade de investimento

Leia mais

Retratos da Sociedade Brasileira. Qualidade dos serviços públicos e tributação

Retratos da Sociedade Brasileira. Qualidade dos serviços públicos e tributação Retratos da Sociedade Brasileira Educação Meio ambiente Qualidade dos serviços públicos e tributação Locomoção urbana Segurança pública Saúde Pública agosto/2010 dezembro/2010 março/2011 agosto/2011 outubro/2011

Leia mais

Mais da metade dos brasileiros pagam compras com o cartão de crédito, principalmente roupas, calçados e eletrodomésticos

Mais da metade dos brasileiros pagam compras com o cartão de crédito, principalmente roupas, calçados e eletrodomésticos USO DO CARTÃO DE CRÉDITO Mais da metade dos brasileiros pagam compras com o cartão de crédito, principalmente roupas, calçados e eletrodomésticos Mais da metade dos brasileiros (53%) faz uso do cartão

Leia mais

Dihego Pansini Economista e Analista de Pesquisas da Futura 3235-5444 / 9869-9465 dihego@futuranet.ws

Dihego Pansini Economista e Analista de Pesquisas da Futura 3235-5444 / 9869-9465 dihego@futuranet.ws O final de ano dos ibefianos é de otimismo. A nova aferição das expectativas dos ibefianos mostra que eles estão projetando um futuro melhor do que no último trimestre. Esse otimismo pode ser explicado

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI ISSN 27-702 Ano 5 Número 24 Agosto de 205 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Crise econômica I - Mercado de trabalho 24 Crise econômica muda relação de brasileiros com o mercado de trabalho

Leia mais

ELEITORAL CARIACICA 2 TURNO

ELEITORAL CARIACICA 2 TURNO ELEITORAL CARIACICA 2 TURNO Outubro de 2012 ÍNDICE 1 METODOLOGIA... 3 2 ELEIÇÃO 2 TURNO... 4 2.1 Transferência de votos... 6 3 AVALIAÇÃO POLÍTICA... 8 4 SERVIÇOS... 10 REALIZADORES... 12 2 1 METODOLOGIA

Leia mais

FUNDEP. Pesquisa de Opinião Pública Nacional

FUNDEP. Pesquisa de Opinião Pública Nacional FUNDEP Pesquisa de Opinião Pública P Nacional Junho de 2008 ROTEIRO I. METODOLOGIA II. PERFIL DOS ENTREVISTADOS III. PERCEPÇÃO DA CORRUPÇÃO IV. INTERESSE PÚBLICO E CORRUPÇÃO V. COMBATE À CORRUPÇÃO: POLÍCIA

Leia mais

Job: 11/1217 PROJETO ÁGUA

Job: 11/1217 PROJETO ÁGUA Job: 11/1217 PROJETO ÁGUA Introdução Introdução Com objetivo de compreender melhor o uso da água e o nível de consciência da população em relação aos problemas relativos ao tema, o WWF solicitou ao Ibope

Leia mais

FALTA DE TEMPO IMPEDE A REALIZAÇÃO DE TRABALHO VOLUNTÁRIO

FALTA DE TEMPO IMPEDE A REALIZAÇÃO DE TRABALHO VOLUNTÁRIO FALTA DE TEMPO IMPEDE A REALIZAÇÃO DE TRABALHO VOLUNTÁRIO Priscila Zanotti Pizol No dia 28 de agosto é comemorado o Dia Nacional do Voluntariado. Para participar de um trabalho voluntário é preciso solidariedade,

Leia mais

Projeto Educação para o Voto

Projeto Educação para o Voto Projeto Educação para o Voto São Paulo, Maio de 2008 Ipsos Empresa de pesquisa de mercado e opinião pública Fundada na França em 1975 Trabalha com as maiores empresas mundiais em todos os segmentos [[

Leia mais

Será uma carta entregue em mãos após uma marcha que terá início em São Paulo logo após a eleição e terminará no Palácio do Planalto em Brasília.

Será uma carta entregue em mãos após uma marcha que terá início em São Paulo logo após a eleição e terminará no Palácio do Planalto em Brasília. Pesquisa de Opinião CONTEXTO Carta de um Brasileiro é um movimento de mobilização social com objetivo de entregar à Presidente da República eleita em outubro de 2010 os principais desejos e necessidades

Leia mais

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012 Pesquisa Quantitativa Plastivida Setembro de 2012 objetivo geral Verificar a opinião da população de Belo Horizonte acerca da retirada das sacolas plásticas dos estabelecimentos comerciais da cidade e

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS FEVEREIRO DE 2008 JOB294 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Levantar junto à população da área em estudo opiniões relacionadas

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Abril / 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

junho 2016 Indicadores Políticos Pesquisa realizada entre os dias 02 e 13 de junho de 2016. Margem de 3p.p. contato: pulsobrasil@ipsos.com 2016 Ipsos.

junho 2016 Indicadores Políticos Pesquisa realizada entre os dias 02 e 13 de junho de 2016. Margem de 3p.p. contato: pulsobrasil@ipsos.com 2016 Ipsos. junho 2016 Indicadores Políticos Pesquisa realizada entre os dias 02 e 13 de junho de 2016. Margem de 3p.p. contato: pulsobrasil@ipsos.com 1 2 SOBRE O É o mais completo monitoramento de opinião pública

Leia mais

Política de cotas para mulheres na política tem 75% de aprovação

Política de cotas para mulheres na política tem 75% de aprovação Política de cotas para mulheres na política tem 75% de aprovação População conhece pouco a atual lei de cotas, mas acha que os partidos que não cumprem a lei deveriam ser punidos A maioria da população

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Previdência 20 Maioria dos brasileiros apoia mudanças na previdência Sete em cada dez brasileiros reconhecem que o sistema previdenciário brasileiro apresenta

Leia mais

Jus>fica>va. Obje>vos

Jus>fica>va. Obje>vos Jus>fica>va O Brasil está entre os dez maiores emissores de gases de efeito estufa do mundo e a cada ano os brasileiros de Norte a Sul do país são mais afetados pelas consequências das mudanças climá>cas

Leia mais

Formalização das relações de trabalho

Formalização das relações de trabalho PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO MAIO DE 2015 Formalização das relações de trabalho SÚMARIO EXECUTIVO O aumento da proporção de ocupações com relações de trabalho formalizadas,

Leia mais

Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo

Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo Dezembro 200 2 Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo

Leia mais

Influência das práticas de sustentabilidade para a decisão de compra: um estudo com consumidores d' O Boticário.

Influência das práticas de sustentabilidade para a decisão de compra: um estudo com consumidores d' O Boticário. Influência das práticas de sustentabilidade para a decisão de compra: um estudo com consumidores d' O Boticário. Autoras : Elissandra Barbosa da Silva Simone Costa Silva Andréa Marques de Maria Francicleide

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - MOSSORÓ Mossoró, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando

Leia mais

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Estudo realizado pelo Instituto Futura a pedido da Vale. Novembro de 2013 Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas Metodologia Técnicaeformadecoleta: Quantitativa: survey telefônico, com amostra 2.322 entrevistas, realizadas entre os dias 17 de junho e 07 de julho de 2009, pelo Instituto Vox

Leia mais

PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO PERFIL DEMOGRÁFICO:

PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO PERFIL DEMOGRÁFICO: DISCRIMINAÇÃO RACIAL E PRECONCEITO DE COR NO BRASIL PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO PERFIL DEMOGRÁFICO: SEXO: 52 48 49 51 50 50 57 43 51% 49%..Masculino FAIXA ETÁRIA: 12% 18%..Feminino 27% 27 Branca Parda Preta

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE CORRUPÇÃO PARA A TRANSPARÊNCIA FEVEREIRO DE 2005 OPP008 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA - Levantar junto a população da área em estudo opiniões relacionadas

Leia mais

METODOLOGIA & PERFIL

METODOLOGIA & PERFIL Maio2010 JOB 100283 METODOLOGIA & PERFIL Metodologia e Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo Geral Levantar um conjunto de informações

Leia mais

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 SENHOR DO BONFIM - BAHIA 2015 1 ATIVIDADES: DESCRIÇÃO A correta utilização

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO PED / DIEESE / SEADE REFERÊNCIA: Fevereiro de 2015

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO PED / DIEESE / SEADE REFERÊNCIA: Fevereiro de 2015 SÍNTESE / BOLETIM DA PED / FEVEREIRO 2015 RESULTADOS DAS REGIÕES METROPOLITANAS A Pesquisa de Emprego e Desemprego PED, em sua metodologia, cobre as regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Porto Alegre,

Leia mais

Resultados 2005. Leitura e escrita

Resultados 2005. Leitura e escrita Resultados 2005 Leitura e escrita A evolução do conceito Analfabetismo absoluto X analfabetismo funcional. Alfabetismo capacidade de utilizar a linguagem escrita para diversos fins, para o próprio desenvolvimento

Leia mais

O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente

O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente Maio de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Mapear atitudes e comportamentos das pessoas que não possuem conta corrente em banco com relação

Leia mais

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2013: análise dos principais resultados de Goiás

Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2013: análise dos principais resultados de Goiás Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2013: análise dos principais resultados de Goiás A 6ª edição do Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa é um dos produtos elaborados por meio da parceria

Leia mais

Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010. Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010

Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010. Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010 Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010 Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010 Sumário Introdução 3 Objetivos Estratégicos 4 Metodologia 5 Resultados Estratégicos 9 Resultados Reação

Leia mais

OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA RMBH EM 2007

OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA RMBH EM 2007 MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ESPECIAL NEGROS Novembro de 2008 NOVEMBRO de 2008 OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA RMBH EM 2007 Na Região Metropolitana de Belo Horizonte

Leia mais

Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007. Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos

Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007. Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos Ano 3 Nº 37 Novembro de 2007 Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho metropolitanos Escolaridade e Trabalho: desafios para a população negra nos mercados de trabalho

Leia mais

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a Página 1 1 Como escrever um Estudo de Caso O que é um estudo de caso? Um estudo de caso é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a lembre-se de escrever um estudo de caso é que o caso

Leia mais

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil 2ª Pesquisa de opinião pública sobre Energia Elétrica Brasil Julho de 2015 Pesquisa de opinião pública sobre Energia elétrica Brasil Junho de 2014 IBOPE Metodologia Pesquisa quantitativa com aplicação

Leia mais

O TRABALHO POR CONTA PRÓPRIA NA CONSTRUÇÃO CIVIL

O TRABALHO POR CONTA PRÓPRIA NA CONSTRUÇÃO CIVIL Nº 5 Fevereiro 2011 O TRABALHO POR CONTA PRÓPRIA NA CONSTRUÇÃO CIVIL O desenvolvimento capitalista no Brasil alcançou um impulso formidável no século passado, dotando, em curto espaço de tempo, uma economia

Leia mais

Modos de vida no município de Paraty - Ponta Negra

Modos de vida no município de Paraty - Ponta Negra Modos de vida no município de Paraty - Ponta Negra Resultados gerais Dezembro 2010 Projeto Community-based resource management and food security in coastal Brazil (Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP)

Leia mais

A INFORMALIDADE NA COMPRA DE MEDICAMENTOS PRESCRITOS

A INFORMALIDADE NA COMPRA DE MEDICAMENTOS PRESCRITOS A INFORMALIDADE NA COMPRA DE MEDICAMENTOS PRESCRITOS Objetivos, Metodologia e Amostra Objetivo: Conhecer a percepção e principais hábitos do brasileiro em relação à compra de medicamentos. Técnica de coleta:

Leia mais

Gráfico 1: Participação de empregadores e trabalhadores por conta própria nos ocupados por gênero - 2008 30% 30% 29% 27% 27% 23% 23% 19%

Gráfico 1: Participação de empregadores e trabalhadores por conta própria nos ocupados por gênero - 2008 30% 30% 29% 27% 27% 23% 23% 19% Empreendedorismo do Rio de Janeiro: Conjuntura e Análise n.6 Empreendedoras Equipe: André Urani (editor responsável) Adriana Fontes Luísa Azevedo A força de trabalho passou por profundas alterações nas

Leia mais

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Fundação Euclides da Cunha FEC/Data UFF Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério

Leia mais

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 1 Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 2013 Índice 2 OBJETIVO E PÚBLICO ALVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O MERCADO DE PLANO DE SAÚDE PERFIL

Leia mais

Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde. Apresentação em Agosto de 2012

Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde. Apresentação em Agosto de 2012 1 Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde Apresentação em Agosto de 2012 Índice 2 Objetivo Metodologia Perfil do médico associado Avaliação das operadoras de planos de saúde

Leia mais

PED ABC Novembro 2015

PED ABC Novembro 2015 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO DO ABC 1 Novembro 2015 OS NEGROS NO MERCADO DE TRABALHO DA REGIÃO DO ABC Diferenciais de inserção de negros e não negros no mercado de trabalho em 2013-2014 Dia

Leia mais

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA SETEMBRO /2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1. Dimensão e características da ocupação no setor da construção civil no Brasil e na Bahia (2000 e 2010)...

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

COMÉRCIO DE RUA É O PREFERIDO ENTRE OS MORADORES DA GRANDE VITÓRIA

COMÉRCIO DE RUA É O PREFERIDO ENTRE OS MORADORES DA GRANDE VITÓRIA COMÉRCIO DE RUA É O PREFERIDO ENTRE OS MORADORES DA GRANDE VITÓRIA Priscila Zanotti Pizol e Luciana Zamprogne A Futura foi às ruas para saber mais a respeito do setor varejista da Grande Vitória, conhecer

Leia mais

Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1481 ECONOMIA DOMÉSTICA: O Desafio do Planejamento dos Gastos Familiares em Época de Crise

Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1481 ECONOMIA DOMÉSTICA: O Desafio do Planejamento dos Gastos Familiares em Época de Crise Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1481 ECONOMIA DOMÉSTICA: O Desafio do Planejamento dos Gastos Familiares em Época de Crise Franciele Henrique, Aluna do Curso de Graduação em Economia da UNESPAR/Apucarana, franciele_henrique@hotmail.com

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014

Pesquisa de Opinião do Consumidor Expectativas para o Natal 2014 A área de Estudos Econômicos do Sistema Fecomércio MG realizou esta pesquisa com o objetivo de traçar um quadro sobre o possível comportamento do consumidor no Natal 2014. Trata-se de um instrumento capaz

Leia mais

PROJETO TENDÊNCIAS. Relatório Parcial Pesquisa de Mercado Etapa Quantitativa

PROJETO TENDÊNCIAS. Relatório Parcial Pesquisa de Mercado Etapa Quantitativa PROJETO TENDÊNCIAS Relatório Parcial Pesquisa de Mercado Etapa Quantitativa Preparado por Ibope Inteligência Para Associação de Marketing Promocional Maio/2009 Introdução Objetivos: Investigar o mercado

Leia mais

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: INTERESSES, DESEJOS E INFLUÊNCIA NO MERCADO DE CONSUMO

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: INTERESSES, DESEJOS E INFLUÊNCIA NO MERCADO DE CONSUMO FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: INTERESSES, DESEJOS E INFLUÊNCIA NO MERCADO DE CONSUMO Fevereiro 2016 PERFIL DA MULHER BRASILEIRA 68,0% das entrevistadas dão nota igual ou maior que SETE para a própria felicidade

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR Julho 2013 COPA DAS CONFEDERAÇÕES - CONSUMIDOR Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foram realizadas 620 entrevistas, com um erro máximo de

Leia mais

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros Janeiro 2015 1. INTRODUÇÃO Quatro em cada dez consumidores consideram-se desorganizados financeiramente, mas sete em cada dez

Leia mais

Pesquisa Data Popular e Instituto Patrícia Galvão

Pesquisa Data Popular e Instituto Patrícia Galvão Caderno Campanha Compromisso e Atitude PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE VIOLÊNCIA E ASSASSINATOS DE MULHERES Realização Data Popular / Instituto Patrícia Galvão Apoio - Secretaria de Políticas para as Mulheres

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Problemas e prioridades para 2016 28 Corrupção é o principal problema do país Saúde continua sendo a prioridade para as ações do governo A corrupção e a

Leia mais

NÍVEIS DO CONSUMO DE CERVEJA EM CAICÓ: UM ESTUDO DO MARKETING SOBRE A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR

NÍVEIS DO CONSUMO DE CERVEJA EM CAICÓ: UM ESTUDO DO MARKETING SOBRE A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NÍVEIS DO CONSUMO DE CERVEJA EM CAICÓ: UM ESTUDO DO MARKETING SOBRE A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR Micherlândio dos Santos GUEDES 1, Aleanny Batista de ARAÚJO 2, Katya Rayane da Silva COSTA 2 1 Departamento

Leia mais

Estudo da Mortalidade das Empresas Paulistas

Estudo da Mortalidade das Empresas Paulistas SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE SÃO PAULO SEBRAE-SP PESQUISAS ECONÔMICAS Estudo da Mortalidade das Empresas Paulistas Relatório final Realização: Dezembro - 1999 Estudo da Mortalidade

Leia mais

Sistema de Indicadores de Percepção Social Direitos do Trabalhador e Qualificação Profissional

Sistema de Indicadores de Percepção Social Direitos do Trabalhador e Qualificação Profissional Sistema de Indicadores de Percepção Social Direitos do Trabalhador e Qualificação Profissional Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2011 Direitos do Trabalhador Direitos do Trabalhador Foco: Percepção sobre

Leia mais

Pesquisa sobre a Demanda Atual

Pesquisa sobre a Demanda Atual Pesquisa sobre a Demanda Atual Perfil 01. Nome completo do respondente: 02. Telefone de contato (DDD): 03. E-mail: 04. Estado da Empresa: 05. Cidade da Empresa: 06. Sexo: 1. Masculino 2. Feminino 07. Qual

Leia mais

Previdência Privada no Mercado Brasileiro. Nobody s Unpredictable

Previdência Privada no Mercado Brasileiro. Nobody s Unpredictable Previdência Privada no Mercado Brasileiro Nobody s Unpredictable Objetivos e Características 2 Objetivos e metodologia Metodologia Quantitativa, por meio de pesquisa amostral com questionário estruturado

Leia mais