Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "www.estrategiaconcursos.com.br"

Transcrição

1 PORTUGUÊS Leia o texto a seguir e responda às questões SATÉLITE Fim de tarde. No céu plúmbeo A Lua baça Paira Muito cosmograficamente Satélite. Desmetaforizada, Desmitificada, Despojada do velho segredo de melancolia, Não é agora o golfão de cismas, O astro dos loucos e dos enamorados. Mas tão-somente Satélite. Ah Lua deste fim de tarde, Demissionária de atribuições românticas, Sem show para as disponibilidades sentimentais! Fatigado de mais-valia, Gosto de ti assim: Coisa em si, - Satélite. 1. Nesse texto, o poeta: (Manuel Bandeira) restringe-se a uma descrição rigorosa de um fim de tarde. lamenta a morte das noites de sua juventude, pois já não pode contemplar a lua. (C) reduz a lua a um golfão de cismas. (D) manifesta o seu afeto à lua, independentemente de significações sentimentais que outros atribuíram a ela. (E) narra com muitos detalhes o acontecimento de um fim de tarde. 2. Que palavras indicam que o poeta não está vendo a lua como o astro dos loucos e enamorados. I. fatigado / satélite II. melancolia III. desmetaforizada IV. despojada V. disponibilidades sentimentais São corretas: (C) (D) (E) I e III III, IV e V III e IV I, II e III III e V 3. No contexto do poema, as palavras plúmbeo e baça devem ser entendidas, respectivamente, como: cinzento e fosca. lustroso e brilhante (C) molesto e brilhante (D) opaco e baixa. (E) emplumado e embaçada. 4. Qual das alternativas extraídas do texto pode ser substituída por exclusivamente, mantendo-se a máxima fidelidade ao sentido do poema. cosmograficamente. agora. (C) tão-somente. (D) sem show. (E) assim. 5. De acordo com a ortografia oficial, somente uma alternativa está correta. Assinale-a. xampu - excesso - crânio previlégio - coriza - insensatez (C) cochixo - largatixa - pechincha (D) relachar - impecilho - autópsia (E) salsicha - chouriço - excessão 6. Assinale alternativa que completa corretamente as lacunas. uma semana atrás, poesias de Bandeira, uma uma, eram enviadas gráfica. Há, às, a, a. A, as, à, a. (C) A, às, à, à. (D) Há, as, a, à. (E) Há, a, à, a. 7. Todas as frases estão corretas quanto à colocação dos pronomes oblíquos átonos, exceto em: Em se tratando de caso urgente, nada o retinha em casa. Ninguém tratou-me mal durante o evento. (C) Se eu pudesse dizer-lhe a verdade, tudo se resolveria. (D) No portão de entrada da cidade lia-se, em letras garrafais, numa placa de bronze: Estranhos, afastem-se! (E) Logo que me formar, colocar-me-ei à disposição da empresa. Especialista de Informática (Banco de Dados ênfase SQL SERVER) 2

2 8. Indique a alternativa em que a regência verbal esteja de acordo com a norma culta. Somos em vinte nesta sala. Ele passou mal, porque aspirou profundamente ao perfume das flores. (C) Ele não obedece os mais velhos. (D) Todos assistiram ao treino. (E) Prefiro filmes do que novelas. 9. Todas as concordâncias nominais estão corretas, exceto em: Estou quite com os meus compromissos. As fotocópias seguirão anexo à carta. (C) Ela disse ao professor: muito obrigada. (D) A irmã de Marcos estava meio preocupada. (E) As moças usavam blusas verde-claras. 10. Assinale a alternativa correta quanto à concordância verbal. Houveram sérios compromissos durante o seminário. Fazia vários dias que o deputado faltava às reuniões. (C) Podem haver cálculos incorretos na planilha. (D) Existe muitas pessoas preocupadas com as causas sociais. (E) Promove-se festas beneficentes no meu clube. RACIOCÍNIO LÓGICO 11. Um agente de viagens atende três amigas. Uma delas é loura, outra é morena e a outra é ruiva. O agente sabe que uma delas se chama Bete, outra se chama Elza e a outra se chama Sara. Sabe, ainda, que cada uma delas fará uma viagem a um país diferente da Europa: uma delas irá à Alemanha, outra irá à França e a outra irá à Espanha. Ao agente de viagens, que queria identificar o nome e o destino de cada uma, elas deram as seguintes informações: A loura: "Não vou à França nem à Espanha". A morena: "Meu nome não é Elza nem Sara". A ruiva: "Nem eu nem Elza vamos à França". O agente de viagens concluiu, então, acertadamente, que: 12. As rosas são mais baratas que os lírios. Não tenho dinheiro suficiente para comprar duas dúzias de rosas. Logo: tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia de rosas. não tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia de rosas. (C) não tenho dinheiro suficiente para comprar meia dúzia de lírios. (D) não tenho dinheiro suficiente para comprar duas dúzias de lírios. (E) tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia de lírios. 13. Dada a série: Encontre os dois termos que seguem o número e e 512 (C) 512 e 2048 (D) 512 e 1024 (E) 256 e Num lote de 150 casacos há 3 casacos brancos a menos que vermelhos, mas 5 brancos a mais que verdes. Se o lote todo for composto de casacos vermelhos, brancos e verdes, quantos casacos vermelhos há? (C) 65 (D) 85 (E) Preencha a lacuna adequadamente. Quarto (6) Casa (4) Computador (10) Fogão ( ) (C) (D) (E) A loura é Sara e vai à Espanha. A ruiva é Sara e vai à França. A ruiva é Bete e vai à Espanha. A morena é Bete e vai à Espanha. A loura é Elza e vai à Alemanha (C) 16 (D) 8 (E) 20 Especialista de Informática (Banco de Dados ênfase SQL SERVER) 3

3 16. Em um almoço de confraternização há 15 participantes. Podemos afirmar que: Pelo menos dois participantes nasceram no mesmo mês. 50% dos participantes nasceram no mesmo mês. (C) No máximo, três participantes nasceram no mesmo mês. (D) Pelo menos dois participantes nasceram no mesmo ano. (E) 50% dos participantes nasceram no mesmo ano. 17. Se 7 homens em 100 são criminosos, quantos em 500 não são criminosos? (C) 645 (D) 654 (E) Observe a sentença: Todo técnico de informática entende de computador. Algumas pessoas que estudam em uma faculdade não entendem de computador. A partir da sentença é correto concluir que: As pessoas que não estudam em uma faculdade entendem de computador. Alguns técnicos de informática que estudam em uma faculdade não entendem de computador. (C) Nenhum técnico de informática estuda em alguma faculdade. (D) Todos os técnicos de informática estudam em alguma faculdade. (E) Todos os técnicos de informática que estudam em uma faculdade entendem de computador. 19. Marta corre tanto quanto Rita e menos do que Juliana. Fátima corre tanto quanto Juliana. Logo: (C) (D) (E) Fátima corre menos do que Rita. Fátima corre mais do que Marta. Juliana corre menos do que Rita. Marta corre mais do que Juliana. Juliana corre menos do que Marta. 20. Jurandir, Kátia, Karina e Márcio são programadores. Eles trabalham com a linguagem JAVA, Visual Basic, C e Pascal. Jurandir diz: Eu programa em Pascal e Márcio em linguagem C. Márcio diz: Karina programa em Visual Basic e Kátia em linguagem C. Karina diz: Márcio programa em linguagem C e Kátia em JAVA. Sabendo que apenas uma pessoa mente, podemos afirmar que: Jurandir programa em Pascal e Kátia em Visual Basic. Karina programa em Visual Basic e Márcio em JAVA. (C) Márcio programa em linguagem C e Kátia em Java. (D) Jurandir programa em JAVA e Márcio em linguagem C. (E) Karina programa em linguagem C e Kátia em Pascal. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 21. Assinale a alternativa correta. O baseline (linha de base) de um projeto deve ser utilizado: para o cálculo do uso de recursos para demonstrar como foi feito o planejamento e programação das tarefas (C) como referência durante o desenvolvimento do projeto, em todas as reprogramações (D) apenas para orientação de novos membros do projeto, durante a execução (E) todas as alternativas estão incorretas 22. Quais das seguintes afirmações são verdadeiras? I. Os projetos nascem devido às necessidades II. Os objetivos propostos são definidos para atender às necessidades do cliente III. O escopo do projeto não é definido para atender ao objetivo do projeto I, II e III I e II (C) I e III (D) II (E) III 23. Assinale a alternativa correta. Numa análise de rede de atividades, procuramos detectar e resolver problemas associados a: inovações prazos, custos e qualidade (C) agenda oculta e imprevistos (D) atividades desnecessárias (E) gargalos, uso de recursos críticos e inflexibilidades Especialista de Informática (Banco de Dados ênfase SQL SERVER) 4

4 24. Em Delphi, a representação VCL do TcustomControl é imediatamente descendente do: TwinControl TFrameControl (C) TThread (D) Tcontrol (E) TObject 25. Qual é o procedimento para se compartilhar um repositório de objetos em Delphi? Editar o DELPHI.INI e criar uma entrada chamada BASEDIR na seção OBJECT REPOSITORY Criar manualmente uma entrada para um diretório compartilhado no registry do Windows (C) O repositório de objetos é uma característica multiusuário e não pode ser compartilhado (D) Entrar um caminho de diretório compartilhado usando a janela Environment Options (E) Todas as alternativas estão incorretas 26. Que tipos de procedures podem ser criadas em JavaScript? Sub-procedures Functions (C) Event procedures (D) Somente a alternativa A é correta (E) As alternativas A, B e C estão corretas 27. Qual alternativa não pertence à hierarquia do objeto browser em DHTML? Location Forms (C) Document (D) Frames (E) Screen 28. Em Visual Basic, que tipo de binding resulta em uma execução mais rápida? Generic Mixed (C) Early (D) Run-time (E) Late 29. Em Visual Basic, como se habilita via código um componente para participar de transações gerenciadas pelo COM+? O componente deve ser instalado no servidor COM+ Devem ser criados no componente os métodos públicos SetComplete e SetAbort (C) Devem ser chamadas as funções de transação BeginTrans, CommitTrans e RollbackTrans (D) O componente deve ser modificado para chamar os métodos SetComplete e SetAbort 30. Em Visual Basic, que tipo de cursor location deve ser usado para se implementar RecordSets desconectados? Keyset Server-side (C) Client-side (D) Dynamic (E) Static 31. Em PL/SQL, que tarefa executa o comando abaixo: RENAME estado TO uf A tabela estado é renomeada para uf A constraint estado é renomeada para uf (C) O usuário estado é renomeado para uf (D) A coluna estado é renomeada para uf (E) O índice estado é renomeado para uf 32. Executando o comando PL/SQL abaixo, qual direito Carlos terá na tabela pedidos? GRANT update ON pedidos TO carlos WITH GRANT OPTION; Consultar dados Conceder permissão a outro usuário (C) Excluir dados (D) Modificar constraints 33. Você está determinando o número de segmentos de rollback necessários para um banco Oracle para o ambiente OLTP. As transações serão curtas e foram estimadas em 16 transações simultâneas em média. Qual o número de segmentos de rollback necessários para esse ambiente? 8 16 (C) 2 (D) 1 (E) 4 Especialista de Informática (Banco de Dados ênfase SQL SERVER) 5

5 34. Como você deve configurar um servidor Oracle para restringir o formato de senha de todos os usuários existentes em quatro caracteres seguidos de dois números? Não é possível controlar o formato das senhas Você deve ativar o mecanismo de restrição de formato de senha quando o usuário é criado (C) Você deve alterar o parâmetro PASSWORD do arquivo INIT.ORA para ativar o mecanismo de controle de senha (D) Você deve criar um perfil que restrinja o formato da senha e associá-lo a todos os usuários (E) Todas as alternativas são incorretas. 35. Qual das alternativas não contém um processo que o SQL Server executa, quando recebe uma query pela primeira vez? Check Resolve (C) Parse (D) Execute (E) Compile 36. Qual é a sintaxe correta em Transact-SQL para se exclui o índice cl_nome da tabela clientes? DROP INDEX cl_nome DROP INDEX clientes.cl_nome (C) DROP INDEX clientes(cl_nome) (D) DROP INDEX cl_nome ON clientes (E) DROP INDEX cl_nome FROM clientes 37. Em Transact-SQL, a variável serve para: indicar em quantas transações a conexão que executou fez rollback indicar quantas transações estão abertas por todas as conexões (C) indicar quantas transações estão abertas pela conexão que executou (D) indicar em quantas transações a conexão que executou fez commit (E) indicar qual a transação que está executando há mais tempo 38. Assinale a alternativa correta. Quando utilizamos mais de uma instância do SQL Server na mesma máquina: podemos usar no máximo duas instâncias na mesma máquina podemos escolher entre duas default instances ou duas named instances (C) o banco de dados Master é compartilhado (D) o serviço MSSQLSERVER é compartilhado (E) cada instância tem funcionamento completamente independente das outras instâncias 39. Assinale a alternativa correta. No SQL Server, quais são os tipos de passos (steps) disponíveis para um job? Comandos de sistema operacional, replicação, passos de backup e passos de restore Transact-SQL, comandos do sistema operacional, passos de backup e passos de restore (C) Replicação, passos de backup, passos de restore e script ActiveX (D) Script ActiveX, Transact-SQL, replicação e comandos do sistema operacional (E) Passos de backup, passos de restore, Transact-SQL e script ActiveX 40. O DBA suspeita que um usuário está excluindo registros de uma tabela que não deveriam ser excluídos. Qual é a melhor ferramenta que ele pode utilizar para identificar quem é este usuário? Profiler Query Ansalyser (C) System Monitor (D) Enterprise Manager (E) Server Network Utility 41. Qual das alternativas abaixo contem somente uma ferramenta que não é exclusiva do SQL Server? Active Directory e Event Viewer SQL Server Service Manager e Event Viewer (C) Enterprise Manager e Profiler (D) Query Analyser e Client Network Utility (E) Enterprise Manager e Query Analyser 42. Você tem que criar no Windows 2000 um DSN (Data Source Name) que seja visível para todos os usuários. Assinale o tipo de DSN que você deve criar. Global DSN File DSN (C) System DSN (D) Local DSN (E) User DSN 43. Assinale a alternativa que não é correta sobre permissões NTFS no Windows As permissões NTFS somente têm efeito em discos de rede, não em discos locais As permissões NTFS são cumulativas, ou seja, a permissão efetiva de um usuário é a soma das permissões de todos os grupos a que ele pertence (C) Negar tem precedência sobre todas as outras permissões (D) É possível desabilitar o mecanismo de herança das permissões NTFS (E) As permissões dos arquivos têm precedência sobre as permissões das pastas Especialista de Informática (Banco de Dados ênfase SQL SERVER) 6

6 44. Para utilizar o serviço RIS (Remote Installation Services) do Windows 2000, quais serviços devem estar disponíveis na rede? RIS, DNS e DHCP RIS,WINS, DNS e DHCP (C) RIS, WINS e DHCP (D) RIS, WINS e DNS (E) RIS, DNS, DHCP e Active Directory 45. Qual é a localização do arquivo hosts no Windows 2000? Pasta de instalação do Windows 2000 Na pasta \drivers\etc do diretório de instalação do Windows 2000 (C) Na pasta \tcp do diretório de instalação do Windows 2000 (D) Na pasta \system32\drivers\etc do diretório de instalação do Windows Qual das alternativas abaixo não é um princípio de orientação a objetos: Reutilização Herança (C) Abordagem top-down (D) Polimorfismo (E) Encapsulamento 50. A habilidade de duas ou mais classes responderem à mesma solicitação cada qual à sua maneira, segundo o conceito de orientação a objetos é: Reutilização Abstração (C) Herança (D) Encapsulamento (E) Polimorfismo 46. Sua rede somente usa o protocolo TCP/IP. Você tem uma máquina Windows 2000 que tem acesso a rede local, mas não tem acesso a recursos externos, como a Internet. Assinale a alternativa que contém a causa mais provável do problema. O tipo de pacote deve ser A opção Default Gateway do TCP/IP não está configurada ou foi configurada com um IP incorreto (C) O driver NDIS não está funcionando (D) O protocolo TCP/IP não está instalado 47. Assinale a alternativa que contem um diagrama que não é usado em UML: Diagrama de seqüência Diagrama de classes (C) DFD (D) Diagrama de estado (E) Diagrama de caso de uso 48. O diagrama de classes se equivale em conteúdo a quais ferramentas da Análise Estruturada? Português estruturado e DER DFD e DER (C) DER e tabela de decisão (D) DFD e português estruturado (E) Diagrama de atividades e diagrama de seqüência Especialista de Informática (Banco de Dados ênfase SQL SERVER) 7

7 TEÓRICO-PRÁTICA 1. Explique com detalhes quais são e para que servem as principais ferramentas da Análise Estruturada 2. O que você deve fazer (cite ações que você deve realizar, cuidados que você deve tomar na modelagem, etc.) para gerar um modelo de dados completo e eficiente Especialista de Informática (Banco de Dados ênfase SQL SERVER) 8

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br PORTUGUÊS Leia o texto a seguir e responda às questões de 1 a 5. SATÉLITE Fim de tarde. No céu plúmbeo A Lua baça Paira Muito cosmograficamente Satélite. Desmetaforizada, Desmitificada, Despojada do velho

Leia mais

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br PORTUGUÊS Leia o texto a seguir e responda às questões de 1 a 5. SATÉLITE Fim de tarde. No céu plúmbeo A Lua baça Paira Muito cosmograficamente Satélite. Desmetaforizada, Desmitificada, Despojada do velho

Leia mais

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br PORTUGUÊS Leia o texto a seguir e responda às questões de 1 a 5. SATÉLITE Fim de tarde. No céu plúmbeo A Lua baça Paira Muito cosmograficamente Satélite. Desmetaforizada, Desmitificada, Despojada do velho

Leia mais

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br PORTUGUÊS Leia o texto a seguir e responda às questões de 1 a 5. SATÉLITE Fim de tarde. No céu plúmbeo A Lua baça Paira Muito cosmograficamente Satélite. Desmetaforizada, Desmitificada, Despojada do velho

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br PORTUGUÊS Leia o texto a seguir e responda às questões de 1 a 5. SATÉLITE Fim de tarde. No céu plúmbeo A Lua baça Paira Muito cosmograficamente Satélite. Desmetaforizada, Desmitificada, Despojada do velho

Leia mais

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Para efetuar com sucesso os exemplos que serão mostrados a seguir é necessário que exista no SQL Server uma pessoa que se conecte como Administrador,

Leia mais

Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 INSTALAÇÃO DO SERVIÇOS DE DOMÍNIO DO ACTIVE DIRECTORY (AD DS)

Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 INSTALAÇÃO DO SERVIÇOS DE DOMÍNIO DO ACTIVE DIRECTORY (AD DS) Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 Sumário... 2 Criando as Unidades Organizacionais... 16 Criando Grupos... 17 Criação de Usuários.... 20 Habilitando a Lixeira do AD DS.... 24

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04 Prof. André Lucio Competências da aula 3 Servidor de DHCP. Servidor de Arquivos. Servidor de Impressão. Aula 04 CONCEITOS

Leia mais

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual Definindo DHCP: DHCP O DHCP é a abreviatura de Dynamic Host Configuration Protocol é um serviço utilizado para automatizar as configurações do protocolo TCP/IP nos dispositivos de rede (computadores, impressoras,

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

Documentação Symom. Agente de Monitoração na Plataforma Windows

Documentação Symom. Agente de Monitoração na Plataforma Windows Documentação Symom de Monitoração na Plataforma Windows Windows Linux Windows Linux Plataforma Windows Instalação A instalação do de Monitoração do Symom para Windows é feita através do executável setup.exe

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 02/06/2014 Índice ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 INTRODUÇÃO... 4 PROCESSO DE INSTALAÇÃO... 4 ATUALIZANDO UM SEGUNDO AMBIENTE... 21 Página 2 de 22 Apresentação Este

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE CONFIGURAÇÃO DO AD, DNS E DHCP COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP Obrigado por utilizar os produtos Dimy s. Antes de operar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual para obter um desempenho adequado. Por favor,

Leia mais

Sumário Instalando o Windows 2000 Server... 19

Sumário Instalando o Windows 2000 Server... 19 O autor... 11 Agradecimentos... 12 Apresentação... 13 Introdução... 13 Como funcionam as provas de certificação... 13 Como realizar uma prova de certificação... 13 Microsoft Certified Systems Engineer

Leia mais

Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES.

Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES. SEGURANÇA DE USUÁRIOS Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES. Todos os usuários são cadastrados no Dicionário de Dados do Banco em tabelas e views

Leia mais

Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e lá costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais.

Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e lá costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais. Olá nobre concurseiro e futuro servidor público! Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e lá costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais. Essa

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO QUESTÃO 1 - Desenvolvido por uma comunidade de programadores e engenheiros e construído com código aberto, o BrOffice é uma suíte de escritório que integra

Leia mais

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Abordagem geral Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br Em primeiro plano, deve-se escolher com qual banco de dados iremos trabalhar. Cada banco possui suas vantagens,

Leia mais

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página Manual de instalação do Zada 5 MA001 Responsável Revisão Q de 26/06/2015 FL Página 01 de 28 Página 1 de 33 Revisão Q de 26/06/2015 MA001 Responsável: FL Manual de instalação do Zada 5 Este manual consiste

Leia mais

Manual de Instalação de SQL Server (2005, 2008, 2012).

Manual de Instalação de SQL Server (2005, 2008, 2012). Manual de Instalação de SQL Server (2005, 2008, 2012). Instalação do SQL 2005. - Primeiro baixo o instalador do SQL nesse link: http://www.microsoft.com/pt-br/download/details.aspx?id=184 - Execute o arquivo

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Introdução ao Active (AD) Definições Estrutura Lógica Estrutura Física Instalação do Active (AD) Atividade Prática 1 Definições do Active Em uma rede do Microsoft Windows Server 2003,

Leia mais

um mecanismo, chamado de perfil, para controlar o limite desses recursos que o usuário pode

um mecanismo, chamado de perfil, para controlar o limite desses recursos que o usuário pode 1 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS NO SGBD ORACLE 11G JUVENAL LONGUINHO DA SILVA NETO 1 IREMAR NUNES DE LIMA 2 Resumo: Este artigo apresenta como criar, modificar e excluir usuários, privilégios, atribuições

Leia mais

Guia de administração para a integração do Portrait Dialogue 6.0. Versão 7.0A

Guia de administração para a integração do Portrait Dialogue 6.0. Versão 7.0A Guia de administração para a integração do Portrait Dialogue 6.0 Versão 7.0A 2013 Pitney Bowes Software Inc. Todos os direitos reservados. Esse documento pode conter informações confidenciais ou protegidas

Leia mais

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Autor: Alexandre F. Ultrago E-mail: ultrago@hotmail.com 1 Infraestrutura da rede Instalação Ativando o usuário root Instalação do Webmin Acessando o Webmin

Leia mais

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Informática Carlos Viana 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA EXERCÍCIOS CARLOS VIANA 01 -Existem vários tipos de vírus de computadores, dentre

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37 7 Sumário Agradecimentos... 6 Sobre o Autor... 6 Prefácio... 13 Capítulo 1 Instalação e Configuração... 15 Instalação em Linux... 15 Instalação e Customização do Red Hat Advanced Server 2.1... 16 Preparativos

Leia mais

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 02/06/2014 Índice ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 INTRODUÇÃO... 4 PROCESSO DE INSTALAÇÃO... 4 ATUALIZANDO UM SEGUNDO AMBIENTE... 25 Página 2 de 26 Apresentação Este

Leia mais

TUTORIAL PARA A INSTALAÇÃO EM AMBIENTE DE REDE WINDOWS DO SERVIDOR FIREBIRD

TUTORIAL PARA A INSTALAÇÃO EM AMBIENTE DE REDE WINDOWS DO SERVIDOR FIREBIRD TUTORIAL PARA A INSTALAÇÃO EM AMBIENTE DE REDE WINDOWS DO SERVIDOR FIREBIRD Este tutorial foi preparado com o objetivo de orientar os passos necessários para a instalação do SGBD relacional Firebird, em

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

ESET Remote Administrator ESET EndPoint Solutions ESET Remote Adminstrator Workgroup Script de Logon

ESET Remote Administrator ESET EndPoint Solutions ESET Remote Adminstrator Workgroup Script de Logon AGENDA 1. Download dos pacotes de instalação ESET Remote Administrator 2. Download dos pacotes de instalação ESET EndPoint Solutions 3. Procedimento de instalação e configuração básica do ESET Remote Adminstrator

Leia mais

Resolução de Problemas de Rede. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite

Resolução de Problemas de Rede. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Resolução de Problemas de Rede Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Ferramentas para manter o desempenho do sistema Desfragmentador de disco: Consolida arquivos e pastas fragmentados Aumenta

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS FUNDAMENTOS DE Visão geral sobre o Active Directory Um diretório é uma estrutura hierárquica que armazena informações sobre objetos na rede. Um serviço de diretório,

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View

Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View www.cali.com.br - Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View - Página 1 de 29 Índice INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (FIREBIRD E

Leia mais

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br PORTUGUÊS Leia o texto com atenção e responda às questões 1 a 5. EXPERIÊNCIA Uma vez fizeram uma experiência. Criaram um macaco dentro de uma jaula com dois bonecos que substituíam a mãe dele. Um era um

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Manual do Suporte LZT LZT Soluções em Informática Sumário VPN...3 O que é VPN...3 Configurando a VPN...3 Conectando a VPN... 14 Possíveis erros...16 Desconectando

Leia mais

WinGate - Passo a passo

WinGate - Passo a passo WinGate - Passo a passo Configurando os Computadores de sua rede Nesta etapa, mostraremos como preparar os computadores de sua rede para a instalação do WinGate. 1ª Parte É necessário que os computadores

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA - Cargo 03. Todos os itens abaixo são exemplos de modelos de ciclo de vida de desenvolvimento de software, EXCETO:

PROVA ESPECÍFICA - Cargo 03. Todos os itens abaixo são exemplos de modelos de ciclo de vida de desenvolvimento de software, EXCETO: 9 PROVA ESPECÍFICA - Cargo 03 QUESTÃO 21 Todos os itens abaixo são exemplos de modelos de ciclo de vida de desenvolvimento de software, EXCETO: a) Modelo ágil. b) Modelo em espiral. c) Modelo em cascata.

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Instalando e Configurando o Oracle XE

Instalando e Configurando o Oracle XE Instalando e Configurando o Oracle XE Execute o instalador do Oracle XE (OracleXEUniv.exe) e aguarde enquanto os arquivos de instalação são descompactados; A seguir, clique em Next para iniciar o procedimento;

Leia mais

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Arquitetura de BDs Distribuídos Sistemas de bds distribuídos permitem que aplicações acessem dados de bds locais ou remotos. Podem ser Homogêneos ou Heterogêneos: Homogêneos

Leia mais

Programação com Acesso a Banco de Dados

Programação com Acesso a Banco de Dados Campus Ipanguaçu Curso: Técnico em Informática Programação com Acesso a Banco de Dados AULA 17 ACESSO A BANCO DE DADOS COM JDBC PROF.: CLAYTON M. COSTA 2 011.2 Introdução Aplicação + Banco de Dados: Funcionalidade

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Objetivos: Explorar as configurações para replicação de domínios com Active Directory; Configurar os serviços DHCP e WINS em servidores Windows; Ferramentas

Leia mais

Estudo Dirigido Programação de Banco de Dados

Estudo Dirigido Programação de Banco de Dados 1 Estudo Dirigido Programação de Banco de Dados Estudo Dirigido I SQL Server Dados da vaga Descrição: Atuará com DBA, SQL e BI, definir estruturas de data warehouse, cubos, infraestrutura e desenvolvimento

Leia mais

FileMaker 13. Guia de ODBC e JDBC

FileMaker 13. Guia de ODBC e JDBC FileMaker 13 Guia de ODBC e JDBC 2004 2013 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara, Califórnia 95054 FileMaker e Bento são marcas comerciais da

Leia mais

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C#

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# Camila Sanches Navarro 1,2, Wyllian Fressatti 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sanchesnavarro@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

--------------------------------------------------------------------------------------- SERVIÇOS WINDOWS 2000

--------------------------------------------------------------------------------------- SERVIÇOS WINDOWS 2000 --------------------------------------------------------------------------------------- SERVIÇOS WINDOWS 2000 2000S/2000P O Win2000 utiliza Serviços para realizar algumas tarefas. Eles são bastante úteis

Leia mais

Rotina de Discovery e Inventário

Rotina de Discovery e Inventário 16/08/2013 Rotina de Discovery e Inventário Fornece orientações necessárias para testar a rotina de Discovery e Inventário. Versão 1.0 01/12/2014 Visão Resumida Data Criação 01/12/2014 Versão Documento

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003

PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003 PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003 CARGA HORÁRIA: 64 horas. O QUE É ESTE TREINAMENTO: O Treinamento Active Ditectory no Windows Server 2003 prepara o aluno a gerenciar domínios,

Leia mais

Instalação MS-Windows com MS-SQL

Instalação MS-Windows com MS-SQL Instalação MS-Windows com MS-SQL PROJURIS WEB 5.0 Implantação ProJuris Web 5.0 Revisão: 1.1 16/08/2013 Instalação ProJuris Web 5 Página 2 Florianópolis, 02 de Agosto de 2013. Prezado Senhores, Estou encaminhando

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES. 012 Informática/Ciência da Computação/Programação e Banco de Dados

CADERNO DE QUESTÕES. 012 Informática/Ciência da Computação/Programação e Banco de Dados GRUPO MAKIYAMA CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS Provimento de Cargos de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Quadro Permanente do Centro Federal de Educação Tecnológica de São Vicente

Leia mais

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo Implementando e Gerenciando Diretivas de João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 37 Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo Criando

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio

Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio MySQL Query Browser Após usarmos o ambiente MySQL Monitor, que

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 04

PROVA ESPECÍFICA Cargo 04 10 PROVA ESPECÍFICA Cargo 04 QUESTÃO 21 Analise as seguintes afirmativas: I. Uma das funções de um DBA é gerenciar os mecanismos de segurança de acesso aos dados armazenados em um SGBD (Sistema Gerenciador

Leia mais

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 ÍNDICE 1. Considerações...3 2. Introdução...3 3. Arquitetura...3 3.1. Topologia Básica...4 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 3.3. Sistemas Operacionais...5 4. Configurações Necessárias...6 4.1. Nas

Leia mais

Sumário. 1 Instalando o Windows XP Professional...19

Sumário. 1 Instalando o Windows XP Professional...19 Agradecimentos... 5 O autor... 6 Apresentação... 13 Introdução... 13 Como funcionam as provas de certificação... 13 Como realizar uma prova de certificação... 13 Microsoft Certified Systems Engineer -

Leia mais

SOUZA, NATHAN BORGES, TAIS OTT RELATÓRIO SOBRE FERRAMENTAS DE DIAGNOSTICOS ERD COMMANDER

SOUZA, NATHAN BORGES, TAIS OTT RELATÓRIO SOBRE FERRAMENTAS DE DIAGNOSTICOS ERD COMMANDER Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática LEIDIANE SOUZA, NATHAN BORGES, TAIS

Leia mais

Considerando-se a especificação de requisitos de um software, é INCORRETO afirmar que esse documento

Considerando-se a especificação de requisitos de um software, é INCORRETO afirmar que esse documento QUESTÕES DE TI QUESTÃO 16 Considerando-se o número de pontos de função para a estimativa do tamanho de um software, é INCORRETO afirmar que, na contagem de pontos, leva-se em consideração A) as compilações

Leia mais

Implementando e gerenciando dispositivos de hardware

Implementando e gerenciando dispositivos de hardware 3 Implementando e gerenciando dispositivos de hardware Uma boa parte das questões do exame está concentrada nessa área. Saber implementar e, principalmente, solucionar problemas relacionados a dispositivos

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL Este tutorial tem como objetivo mostrar como instalar o banco de dados My SQL em ambiente Windows e é destinado aqueles que ainda não tiveram um contato com a ferramenta.

Leia mais

Gerência de Banco de Dados

Gerência de Banco de Dados exatasfepi.com.br Gerência de Banco de Dados Prof. Msc. André Luís Duarte Banco de Dados Os bancos de dados são coleções de informações que se relacionam para criar um significado dentro de um contexto

Leia mais

Configurando um Servidor de Arquivos SAMBA. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Configurando um Servidor de Arquivos SAMBA. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Configurando um Servidor de Arquivos SAMBA. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Porque usar o Servidor Samba Server? Compartilhamento de arquivos; Servidor de arquivos;

Leia mais

Interface Ethernet SIEMENS 828D T60542A

Interface Ethernet SIEMENS 828D T60542A Interface Ethernet SIEMENS 828D T60542A ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. INSTALAÇÃO... 3 2.1 CNC...3 2.1.1. Configuração...3 2.2 PC...6 2.2.1 Configurar a rede Microsoft...6 2.2.2. Inibir o Firewall da rede

Leia mais

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015 SQL - Banco de Dados 1 Disciplina: Banco de Dados Professor: José Antônio 2 Tópicos de discussão Criando um banco de dados Incluindo, atualizando e excluindo linhas nas tabelas Pesquisa básica em tabelas

Leia mais

RODC. Read-Only Domain Controller

RODC. Read-Only Domain Controller RODC Read-Only Domain Controller RODC O RODC é um controlador de domínio que mantém todas as funções de um ADDC (Active Directory Domain Controller) porém não tem permissão para alterar os dados do diretório

Leia mais

Processo Seletivo Instrutor nº 03/2011

Processo Seletivo Instrutor nº 03/2011 l CRONOGRAMAS E TEMAS DAS Verifique o dia, o horário e o local das aulas práticas no quadro-resumo e nas tabelas seguintes de acordo com o seu número de inscrição e o seu cargo. QUADRO-RESUMO CARGO DESCRIÇÃO

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar.

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. CSAU 10.0 Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. Data do Documento: Janeiro de 2012 Sumário 1. Sobre o manual do CSAU... 3 2. Interface do CSAU 10.0... 4 2.1. Início... 4 2.2. Update...

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO Antes de criarmos um novo Banco de Dados quero fazer um pequeno parênteses sobre segurança. Você deve ter notado que sempre

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 13 Servidor Samba. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 13 Servidor Samba. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 13 Servidor Samba Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 INSTALANDO O SAMBA... 3 Verificando a versão... 3 Criando uma cópia do servidor samba original... 3 COMPARTILHAMENTOS

Leia mais

Procedimento de Configuração. Database Mirroring. SQL Server

Procedimento de Configuração. Database Mirroring. SQL Server Procedimento de Configuração Database Mirroring SQL Server 1 Sumário 1. Histórico do Documento 3 2. Introdução 4 3. Requisitos Mínimos 4 4. Modos de operação do Database Mirroring 5 5. Configurando o Database

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server V 1.7 www.pinaculo.com.br (51) 3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. REQUISITOS MÍNIMOS... 3 1.2.

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

Recuperando a comunicação com o seu Modem DSL-500G

Recuperando a comunicação com o seu Modem DSL-500G Recuperando a comunicação com o seu Modem DSL-500G Sugestões e correções para melhoria deste Documento devem ser enviadas para o e_mail dsl-500gowner@yahoogrupos.com.br, mencionando no campo Assunto (Subject),

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ELETRÔNICA IV - REDES 4 MÓDULO

CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ELETRÔNICA IV - REDES 4 MÓDULO CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ELETRÔNICA IV - REDES 4 MÓDULO 2011 SUMÁRIO 1 PROTOCOLOS (CONTINUAÇÃO) ÇÃO)... 1 1.1 O que é DHCP...1 1.1.1 Funcionamento do DHCP...2 1.1.2 Breve histórico do DHCP...3 1.1.3

Leia mais

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Objetivos: Ativar e gerenciar o serviço de roteamento; Ativar e gerenciar serviços de terminal remoto; Redirecionar diretórios através

Leia mais

Antes da popularização da Internet existiam diferentes protocolos sendo utilizados nas redes das empresas. Os mais utilizados eram os seguintes:

Antes da popularização da Internet existiam diferentes protocolos sendo utilizados nas redes das empresas. Os mais utilizados eram os seguintes: Introdução ao TCP/IP Esta é a primeira parte de um total de 100 partes, deste tutorial de TCP/IP. Este curso de Introdução ao TCP/IP é formado pelas partes de 01 a 20. O objetivo da Parte 1 é apresentar

Leia mais

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Atenção: Este é o rascunho inicial deste documento, visite o Maker Planet.COM (HTTP://www.makerplanet.com/) para obter as atualizações deste documento.

Leia mais

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010 BANCO DE DADOS: SQL UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Departamento de Ciências da Computação. 27 de janeiro de 2010 índice 1 Introdução 2 3 Introdução SQL - Structured Query Language

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA 26. Considerando o sistema de numeração Hexadecimal, o resultado da operação 2D + 3F é igual a: a) 5F b) 6D c) 98 d) A8 e) 6C 27. O conjunto

Leia mais

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4 Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência Versão 12.1.4 Sumário 1. Descrição... 3 2. Pré-requisitos... 4 3. Etapas da instalação/atualização... 8 1. Iniciando a aplicação de instalação/atualização...

Leia mais

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL 1. O que é Linguagem SQL 2. Instrução CREATE 3. CONSTRAINT 4. ALTER TABLE 5. RENAME TABLE 6. TRUCANTE TABLE 7. DROP TABLE 8. DROP DATABASE 1 1. O que é Linguagem SQL 2. O SQL (Structured Query Language)

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2005 EXPRESS

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2005 EXPRESS MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2005 EXPRESS Instalação do Microsoft.Net Framework 2.0 Execute o dotnetfx.exe ; Clique em avançar; Leia o Contrato de Licença de Usuário Final; o Se concordar

Leia mais

Utilizando License Server com AnywhereUSB

Utilizando License Server com AnywhereUSB Utilizando License Server com AnywhereUSB 1 Indice Utilizando License Server com AnywhereUSB... 1 Indice... 2 Introdução... 3 Conectando AnywhereUSB... 3 Instalação dos drivers... 3 Configurando AnywhereUSB...

Leia mais

FileMaker 14. Guia de ODBC e JDBC

FileMaker 14. Guia de ODBC e JDBC FileMaker 14 Guia de ODBC e JDBC 2004 2015 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara, Califórnia 95054 FileMaker e FileMaker Go são marcas comerciais

Leia mais

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Estas instruções ensinam como instalar os Utilitários Intel a partir do CD nº 1 do Intel System Management Software (liberação somente para os dois CDs

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais