26% (NS), 34%(NI) 11% (NA),

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "26% (NS), 34%(NI) 11% (NA),"

Transcrição

1 Análise da ANASPS - CARREIRA DO SEGURO SOCIAL 07/12/2006 Proposta de Reestruturação GT da Portaria GM/MPS nº1541 de 05/09/2006 No dia 07 de dezembro de 2006, os Coordenadores do GRUPO DE TRABALHO (GT) instituído pela Portaria GM/MPS nº1541 de 05/09/ Vilma Ramos (MPS) e Luiz Alberto Andreola (INSS) - cujas atividades encerraram-se em 15/12/2006, encaminharam oficialmente à Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social FENASPS documento sobre a reestruturação da Carreira do Seguro Social- CSS do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS. A proposta apresentada contém alguns princípios básicos, fatores de avaliação, alterações de denominações com o agrupamento de cargos e o aumento valor da remuneração a partir de maço de centrado na GRATIFICAÇÃO DE DESEMPENHO DE ATIVIDADES DO SEGURO SOCIAL -GDASS, cujos aspectos relevantes detalharemos a seguir: Reestruturação por PROJETO DE LEI, com a Carreira do Seguro Social englobando apenas os SERVIDORES do Quadro de Pessoal do INSS, enquanto, em 2006, as Carreiras do Governo Federal - inclusive a Carreira da Previdência, Saúde e Trabalho - foram criadas e reestruturadas, através de Medidas Provisórias. Limitação da proposta em algumas definições conceituais de princípios, finalidades e perspectivas, numa abordagem teórica e subjetiva, prorrogando a regulamentação quanto aos indicadores, critérios ou parâmetros indispensáveis ao processo de reestruturação da Carreira do Seguro Social para até 31/05/2007. Redução de 17 cargos, sendo 04 de Nível Auxiliar (NA) e 18 de Nível intermediário (NI), agrupados e transformados em 04 novos cargos dos mesmos níveis, ou seja: a) 01 de nível auxiliar (NA)- AUXILIAR DE SERVIÇOS DIVERSOS. b) 03 de nível intermediário (NI) - AGENTE DE SERVIÇOS DIVERSOS, TÉCNICO DE SERVIÇOS GERAIS e TÉCNICO ADMINISTRATIVO DO SEGURO SOCIAL. Os cargos efetivos de nível superior foram mantidos com a mesma denominação vigente desde a criação na Carreira do Seguro Social CSS, pela Lei nº10.855de 01/04/2004. Alteração de critérios e valores de pagamento da GDASS, em marco de 2007 e março de 2008, mantido valor máximo previsto de 100% por classes e nível dos cargos/carreira até agosto de 2007, com previsão para nova tabela de vencimento apenas em julho de 2008, ou seja: - percentual da GDASS pago aos servidores ocupantes de cargos efetivos do Quadro de Pessoal do INSS é 60% dos seus respectivos valores máximos, desde a sua instituição pela Lei nº de abril de 2004; - a Lei nº de 15/12/2004, estende a GDASS para os ocupantes de cargos e funções comissionados e de confiança, mantidos explicitamente o percentual de 60% até a sua regulamentação; - até o momento, a GDASS não foi regulamentada, estando os servidores ativos do INSS aguardando os critérios e parâmetros de avaliação individual e coletivo para aferição de desempenho, de modo a viabilizar o pagamento de até 100% desta, o que representa uma perda mensal de 40% dos valores máximos estabelecidos para os cargos de níveis superior, intermediário e auxiliar; 1

2 - Os servidores aposentados e os pensionistas tiveram os valores fixos limitados a 30% da GDASS, justificando a quebra da paridade pela impossibilidade de aferição desempenho e produtividade; - a Lei nº de 10/05/2006, altera o valor de máximo de 100% da GDASS em R$765,00 para os cargos efetivos nível superior, R$350,00 para o nível intermediário e R$250,00 para o nível auxiliar, com efeito retroativo a partir de Janeiro de 2006; - a proposta elaborada pelo GT, que entrará em vigor a partir de março de 2007, com aumento diversificado por classe e nível de cargos fixados nos valores máximos de 100% da GDASS: a) Para os cargos de Nível Auxiliar (NA) na Classe A=R$255,00, Classe B= R$272,00, Classe C= R$306,00 e o máximo na Classe S= R$340,00; b) Para os cargos de Nível Intermediário(NI) na Classe A=R$724,00, Classe B= 769,25R$ Classe C= R$814,25 e Classe S=R$905,00; c) Para os cargos de Nível Superior (NS) na Classe A= R$960,00, Classe B= R$1.020,00, Classe C= R$1.080,00 e Classe S= R$1.200,00. Na realidade a proposta elaborada pelo GT, contém alterações da GDASS em março 2007 e março de 2008, tendo como parâmetro de análise os valores recebidos de 60% e não os referentes aos atuais 100% da GDASS, acima mencionados, estabelecidos pela Lei nº11.302/06, conforme esclarecemos no ANEXO I. A Avaliação de Desempenho ocorrerá nos dois primeiros ciclos de março/maio e junho/agosto e os servidores receberão os valores máximos de 100% até agosto de A partir da competência de setembro/2007, os valores da GDASS serão impactados pelo desempenho alcançado no trimestre imediatamente anterior. A inexistência de regulamentação, de abril de 2004 até fevereiro de 2007, acarreta uma perda mensal de 40% da GDASS, que no período de dois anos e dez meses, representa um total acumulado de R$8.388,00 para cada servidor ativo de nível superior, R$3.432,00 de nível intermediário e R$2.208,00 de nível auxiliar, com detalhamento no Anexo II. Os servidores previdenciários terão um aumento médio da remuneração básica em 26% (NS), 34%(NI) e 11% (NA), em virtude da alteração da GDASS a partir de março de 2007, representando um acréscimo maior no valor inicial dos cargos da Carreira do Seguro Social, ficando no final estagnados e mantidos nos menores patamares de remuneração da escala de vencimentos do Governo Federal, ver Anexo III. Os cargos efetivos de NÍVEL SUPERIOR (NS) e de Analista Previdenciário (NS) da Carreira do Seguro Social do INSS permanecem com uma remuneração básica no final da carreira com um valor equivalente a 47% da remuneração do cargo de Analista Administrativo (NS) e 37% dos Especialistas (NS) das Agências Reguladoras e 28% dos Auditores fiscais da Previdência Social em agosto de 2006, ultrapassando com a proposta apenas os valores de remuneração básica dos servidores de nível superior do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo PGPE. Os cargos efetivos de NÍVEL INTERMEDIÁRIO (NI) e Técnico Previdenciário (NI) da Carreira do Seguro Social CSS do INSS, apesar de receberem o maior percentual de aumento permanecem dentre as menores remunerações do Governo Federal, ultrapassam apenas as remunerações recebidas - em agosto de pelos 2

3 servidores, com cargos do mesmo nível, integrantes do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo -PGPE e ao final Carreira Administrativa da Advocacia-Geral da União AGU. Quanto a correlação com o final da cargo/carreira dos nível intermediário da Superintendência de Seguros Privados SUSEP, estamos com uma remuneração equivalente a 51% do mesmo nível desta autarquia especial responsável pela Previdência Privada Aberta e 78% dos Técnicos Administrativos(NI) e 60% dos Técnicos em Regulação (NI) das Agências Reguladoras, neste caso ainda comparativamente numa situação melhor que os de nível superior com relação aos patamares de remuneração das demais carreiras. Os cargos de NÍVEL AUXILIAR(NA), considerados em extinção, foram mantidos com remuneração inferior aos da AGU e 47% do valor do cargos do mesmo nível da Imprensa Nacional, ultrapassando apenas as do PGPE. Por outro lado, não existem cargos correspondentes do mesmo nível na SUSEP, nas Agências Reguladoras e na maioria das Carreiras do Governo Federal. A estrutura e composição da remuneração básica da Carreira do Seguro Social -CSS continuará a mesma - Vencimento Básico (VB) +Vantagem Pecuniária Individual (VPI) +Gratificação de Atividade Executiva (GAE) +Gratificação Específica do Seguro Social (GESS) + Gratificação de Desempenho de Atividade do Seguro Social (GDASS) - até junho de 2008, quando ocorrerá a extinção da GESS e o incremento de apenas R$172,00 no vencimento básico. O impacto final de 701 milhões, até junho de 2008, mais uma vez não leva em consideração as perdas anteriores, a desigualdade salarial entre as Carreiras das Autarquias Federais ou Agências Reguladoras afins e, em especial, que março é a data base de aumento dos servidores públicos. Perguntamos: Ocorrerá aumento da remuneração dos servidores do INSS em março de 2007? Perda de mais uma oportunidade para delineamento de uma adequada reestruturação da CARREIRA DO SEGURO SOCIAL, uma vez que há mais de nove meses, a contar de março de 2006, o referido Grupo de Trabalho do INSS - composto por representantes da FENASPS, CUT e CNTSS - foi constituído pela Portaria nº320 de 08/03/2006 e prorrogado pela Portaria nº 1541 de 05/09/2006, concluindo suas atividades em 07/12/2006, com propostas divergentes e dissonantes e o prazo da regulamentação da GDASS alterado para maio de Enquanto o tempo passa os servidores previdenciários continuam com os menores salários da escala de vencimentos do Governo federal. 2 DICAS DA ANASPS: O que fazer? Apresentação de proposta emergencial de reestruturação da Carreira do Seguro Social centrada em alterações das gratificações, negociando com o Governo sua apresentação através de Medida Provisória, justificada uma vez que proposta apresentada pela FENASPS em 2006 não foi aprovada ou sequer incluída nas Medidas Provisórias nº301 e nº302/2006: a) Alteração da GDASS na forma proposta pelo Grupo de Trabalho; 3

4 b) Criação de Adicional ou Gratificação de Qualificação, de forma a incentivar a capacitação e o auto-desenvolvimento direcionando e harmonizando os interesses individuais e institucionais. Definição de Qualificação com foco na crescente titulação - em cursos externos de formação e aperfeiçoamento correlacionados com as competências e interesses institucionais etc. - conhecimentos corporativos adquiridos, a complexidade das tarefas e cargos exercidos, estudos e pesquisas, publicações de artigos, textos e livros etc. Tal medida provocará a imediata redução de necessidade de investimentos com a educação e treinamento, ao estabelecer uma política de incentivo e reconhecimento dos esforços individuais direcionados para capacitação, a melhoria da performance individual e da gestão institucional e o engajamento dos servidores na busca da excelência da gestão e do atendimento e serviços prestados pela Previdência Social. Alocação de recursos orçamentários e financeiros no INSS para contratação de Consultoria Técnica Especializada para estruturação do Sistema Integrado de Carreiras por competências do INSS - com o indispensável suporte técnico especializado ao Grupo de Trabalho, mantendo e ampliando a participação das Entidades de Classe, numa redefinição de papéis e atuação integrada das equipes técnicas da consultoria e do INSS para a reestruturação das carreiras e desenvolvimento dos demais instrumentos complementares -- programas de treinamento e desenvolvimento, progressão funcional e de avaliação de desempenho, etc., tendo como resultado final à regulamentação das Carreiras do INSS por Medida Provisória, com o possível acompanhamento e implantação da proposta aprovada. Posicionamento jurídico da FENASPS quanto a mudança de carreira e as exigências para fins de APOSENTADORIA dos servidores públicos, em virtude do item II do artigo 3 da Emenda Constitucional nº47de 05/07/2005, que assim estabelece: Art. 3º Ressalvado o direito de opção à aposentadoria pelas normas estabelecidas pelo art. 40 da Constituição Federal ou pelas regras estabelecidas pelos arts. 2º e 6º da Emenda Constitucional nº 41, de 2003, o servidor da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, incluídas suas autarquias e fundações, que tenha ingressado no serviço público até 16 de dezembro de 1998 poderá aposentar-se com proventos integrais, desde que preencha, cumulativamente, as seguintes condições. I trinta e cinco anos de contribuição, se homem, e trinta anos de contribuição, se mulher; II vinte e cinco anos de efetivo exercício no serviço público, quinze anos de carreira e cinco anos no cargo em que se der a aposentadoria; III idade mínima resultante da redução, relativamente aos limites do art. 40, 1º, inciso III, alínea "a", da Constituição Federal, de um ano de idade para cada ano de contribuição que exceder a condição prevista no inciso I do caput deste artigo. Otimização da atuação das Entidades Sindicais CUT, CNTSS e FENASPS da base do GOVERNO na mesa de negociação nacional, mediante: a) ampliação da participação e integração da CUT, CNTSS e FENASPS com as demais Entidades de Classe específicas e especializadas em Previdência Social, no sentido de garantir o sucesso na defesa dos interesses dos servidores previdenciários, otimizando os resultados das negociações; b) redefinição das atribuições e papel das Entidades de Classe no Grupo de Trabalho, ficando com a aprovação da proposta técnica e acompanhamento da implantação da reestruturação da Carreira e seus instrumentos complementares, com o apoio à contratação de consultoria especializada de notório saber para o desenvolvimento dos trabalhos e suporte técnico nas negociações e implantação da reestruturação da 4

5 Carreira do Seguro Social; c) estudos e esforços direcionados para resultados, evitando os desgastes provocados pela formação e prorrogação de Grupos de Trabalhos com apresentação de propostas superficiais e de curto prazo - fragmentadas, divergentes e dissociadas dos objetivos e competências institucionais - pautadas em alterações de remunerações com insignificantes melhorias, num discurso de ganhos imediatos com perdas de oportunidades reais e em Reais; d) O incentivo a modernização da carreiras e da gestão de Pessoas do INSS, mediante a implantação de sistema informatizado e integrado de carreiras e a equiparação salarial com as remunerações de entidades afins; e) atuação consistente, articulada e competente que otimize as negociações e a gestão de pessoas do INSS, para o fim do processo de desvalorização dos servidores previdenciários - que continuam com as mais baixas remunerações do Poder Executivo Federal, em especial dos servidores do INSS que não tiveram sequer suas propostas aprovadas pelas Medidas nº301 e 302 de 2006 e em março de 2007 é a data base de mais um aumento salarial da categoria. Resgate da ASCENSÃO PROFISSIONAL DENTRO DO SERVIÇO PÚBLICO, em virtude do contido no inciso II do artigo 37 da Constituição Federal, uma vez que o rígido entendimento da INVESTIDURA EM CARGO OU EMPREGO PÚBLICO SOMENTE POR CONCURSO PÚBLICO, impossibilitando o crescimento com mudança de cargos dos servidores públicos dentro do serviço público. O MECAPS Movimento em Defesa da Carreira e Profissionalização dos Servidores Públicos foi criado, com o apoio da ANASPS, objetivando o resgate da ascensão profissional para garantir aos servidores públicos uma trajetória de crescimento profissional pautada no mérito, desempenho e competências. Hoje a proposta está nas mãos da CUT e da CNTSS. Regularização da mudança de cargo e carreira em decorrência da transposição e enquadramento dos servidores na proposta de reestruturação da Carreira do Seguro Social do INSS - inclusive para efeito de aposentadoria e descontinuidade em relação às carreiras, aos cargos e as atribuições atuais desenvolvidas - nos moldes do ocorrido para as carreiras reestruturadas pela Lei nº de 19 de outubro de 2006, através da MP nº 341 de 29 de dezembro de Permissão da redistribuição dos servidores previdenciários ativos do MPS para o INSS e vice-versa, favorecendo a flexibilidade com a retomada da movimentação de pessoal entre as instituições previdenciárias, proibida a partir da criação da Carreira Previdência, Saúde e Trabalho, uma vez que o artigo 10 da MP nº301/2006, assim estabelece: Art. 10. Os servidores integrantes da Carreira da Seguridade Social e do Trabalho e da Carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho somente poderão ser redistribuídos no âmbito do Ministério da Previdência Social, do Ministério da Saúde, do Ministério do Trabalho e Emprego e da FUNASA. Fortalecimento da estruturação organizacional da área de Recursos Humanos do INSS, com o reforço das suas unidades, na Diretoria Nacional e nas Gerências Executivas, com elevação do nível dos cargos e formação de unidades especializadas de administração e treinamento de pessoal. A qualidade depende das pessoas que no nosso caso são os servidores previdenciários. A formação de um corpo funcional altamente qualificado inicia a partir da área de gestão das pessoas, exigindo políticas, recursos e esforços direcionados no sentido da equidade salarial, perspectiva de crescimento, estimulo ao 5

6 desenvolvimento e ao auto-desenvolvimento, modernização das carreiras, valorização e profissionalização dos servidores previdenciários. 3 ANEXOS: QUADROS COMPARATIVOS DA SITUAÇÃO ATUAL E DA PROPOSTA APRESENTADA PELO GT, em 07/12/2006. ANEXO I GRATIFICAÇÃO DE DESEMPENHO DE ATIVIDADES DO SEGURO SOCIAL (GDASS) DA CARREIRA DO SEGURO SOCIAL DO INSS. CARGOS/NÍVEL GDASS - SITUAÇÃO ATUAL (R$) Lei nº11302, de 10/05/2006 GDASS - SITUAÇÃO PROPOSTA (R$) GT /PT nº1541 de 05/09/ % 100%(*) CLASS MARÇO % MARÇO % E R$ % R$ % Nível Superior (NS) S 1.200, , ,00 765,00 C 1.080, ,00 17 B 1.020, ,00 17 A 960, ,00 17 Nível Intermediário S 905, ,00 22 (NI) 210,00 350,00 C 814, ,00 22 B 769, ,00 22 A 724, ,00 22 Nível Auxiliar (NA) S 340, , ,00 250,00 C 306, ,00 18 B 272, ,00 18 A 255, ,00 18 OBS: (*) O Grupo de Trabalho utiliza como parâmetro os valores recebidos de 60%, enquanto a ANASPS analisa a proposta apresentada com base nos 100%, observando o aumento real dos valores máximos atuais e propostos da GDASS. ANEXO II PERDA SALARIAL DECORRENTE DA INÉXISTÊNCIA DE REGULAMENTAÇÃO DA GDASS. CARG0/ NÍVEL ABRIL 2004 A DE EMBRO DE 2005 Lei nº10.855/ 2004 JANEIRO 2006 Á FEVEREIRO 2007 Lei nº11302, de 10/05/2006. PERDA ACUMU MAXIMO RECEBIDO PERDA PERDA MAXIMO RECEBIDO PERDA PERDA LADA (100%) (60%) MENSAL TOTAL (100%) (60%) MENSAL TOTAL NS 513,00 307,80 205, ,00 765,00 459,00 306, , ,00 NI 184,00 110,40 73, ,00 350,00 210,00 140, , ,00 NA 101,00 60,60 40,40 808,00 250,00 150,00 100, , ,00 OBS: A perda acumulada não agrega os valores de março até dezembro de 2007, podendo ser aprofundada a análise com as perdas neste período de cálculo do impacto inicial da proposta apresentada pelo GT. ANEXO III REMUNERAÇÃO BÁSICA DA CARREIRA DO SEGURO SOCIAL REMUNERAÇÃO BÁSICA TOTAL = VB + VPI + GAE + GESS + GDASS CARGO/ NÍVEL SITUAÇÃO ATUAL Lei nº11302, de 10/05/2006 PROPOSTA GT da PT nº1541 de 05/09/2006 AUMENTO PREVISTO A partir de MARÇO DE INICIAL FINAL INICIAL FINAL INICIAL % FINAL % SUPERIOR (NS) 1.806, , , ,16 501,00 28% 741,00 25% INTERMEDIÁRIO (NI) 1.417, , , ,68 514,00 36% 668,00 33% AUXILIAR (NA) 1.357, , , ,87 105,00 8% 190,00 14% OBS: Proposta apresentada pelo Grupo de Trabalho (GT) instituído pela Portaria nº1.541, de05/09/2006, do Gabinete do Ministro da Previdência Social, composto por representantes da CUT, CNTSS e FENASPS, com a Coordenação de representantes do MPS e do INSS. ANEXO IV PROPOSTA DE REMUNERAÇÃO BÁSICA DA CARREIRA DO SEGURO SOCIAL PREVISTA PARA MARÇO DE 2007 E AS AFINS DO GOVERNO FEDERAL EM AGOSTO DE

7 GRUPO/CARREIRA/INSTITUIÇÃO CARGOS /NÍVEL REMUNERAÇÃO- CORRELAÇÃO R$ % INICIAL FINAL INICIAL FINAL CRES. % CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR (NS) AUDITORIA/ Receitas/ Receita Auditor-Fiscal da Previdência Social (NS) , ,26 100% 100% 32% Previdenciária-MPS JURÍDIC0/ AGU Procurador INSS Procurador Federal (NS) 9.500, ,00 94% 89% 25% GESTÃO/ Orçamento,Finan,Planej, Especialista, Analistas,Técnicos e Nível Superior 8.160, ,09 80% 85% 39% Gestor - IPEA IPEA(NS) Previdência Privada Aberta /SUSEP MF Analista Técnico da SUSEP (NS) 8.160, ,09 80% 85% 39% Comissão de Valores Mobiliários CVM Analista e Inspetor da CVM 8.160, ,09 80% 85% 39% MF Especialistas/ BANCO CENTRAL MF Analista do Banco Central (NS) 7.082, ,89 70% 84% 58% AUDITORIA Técnico / Receita Federal Técnico da Receita Federal (NS) 5.299, ,87 52% 52% 32% MF Agências Reguladoras/ANATEL- Especialistas (NS) 4.797, ,32 47% 76% 111% ANCINE, ANEEL etc. Agências Reguladoras Analista Administrativo (NS) 3.257, ,92 32% 60% 147% /ANVISA,ANSS,ANP etc. JURÍDIC0/ AGU Nível Superior Nível Superior (NS) 2.851, ,74 28% 28% 29% SEGURO SOCIAL/ INSS (*) Nível Superior e Analista Previdenciário (NS) 2.307, ,16 23% 28% 62% PGPE/ MPS e INSS Nível Superior (NS) 1.942, ,04 19% 21% 47% CARGOS DE NIVEL INTERMEDIÁRIO (NI) Previdência Privada Aberta /SUSEP MF Nível Intermediário da SUSEP (NI) 3.759, ,71 100% 100% 38% Comissão de Valores Mobiliários CVM Agente Executivo da CVM (NI) 3.759, ,71 100% 100% 38% MF GESTÃO/ Orçamento, Finan., Planej, - Técnicos e Nível Intermediário - IPEA (NI) 3.759, ,71 100% 100% 38% IPEA Espec. BANCO CENTRAL MF Técnico do Banco Central (NI) 3.546, ,50 94 % 108% 58% AGÊNCIAS REGULADORAS/Especialista. Técnico em Regulação (NI) 2.340, ,65 62% 87% 94% Comissão de Valores Mobiliários CVM Auxiliar de Serviços Gerais da CVM (NI) 2.269, ,07 60% 61% 39% MF JURÍDIC0/ AGU - Nível Intermediário Nível Intermediário (NI) 1966, ,31 52% 43% 12% AGÊNCIAS Técnico Administrativo (NI) 1598, ,53 43% 67% 119% REGULADORAS/Administrativo SEGURO SOCIAL/ INSS (*) Nível Intermediário e 1.931, ,68 51% 53% 42% Técnico Previdenciário(NS) PGPE/ MPS e INSS Nível Intermediário (NI) 1.547, ,41 41% 37% 23% CARGOS DE NÍVEL AUXILIAR (NA) Imprensa Nacional Nível Auxiliar(NA) 3.120, ,87 100% 100% 0% MPA Auxiliar de Laboratório (NA) 1.090, ,87 35% 70% 99% JURÍDIC0/ AGU Nível Nível Auxiliar(NA) 1.233, ,17 40% 51% 30% SEGURO SOCIAL/ INSS (*) Nível Auxiliar (NA) 1.462, ,87 47% 50% 6% OBS: (*) Valores de remunerações básicas previstas para a Carreira do Seguro Social em março de 2007, enquanto as demais remunerações são as constantes na posição de Agosto de Fonte: Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais, Brasília/DF. 7

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 1. NOVAS REGRAS PARA OS SERVIDORES QUE INGRESSAREM NO SERVIÇO PÚBLICO APÓS A PROMULGAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA EC Nº 41/03. a) Principais Características. - fim da paridade

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Brasília, 22 de abril de 2008. Presidente da ANASPS Vice-presidente de Políticas de Classe

APRESENTAÇÃO. Brasília, 22 de abril de 2008. Presidente da ANASPS Vice-presidente de Políticas de Classe APRESENTAÇÃO As inúmeras mudanças estruturais desatreladas da gestão de pessoas levaram ao estado de caos a gestão e atendimento da previdência social, a partir da desordenada redistribuição e cessão de

Leia mais

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras:

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras: PROPOSTA PROJETO DE LEI Autor: Tribunal de Contas Dispõe sobre a reestruturação organizacional dos cargos e carreiras do quadro permanente, a criação de cargos de provimento em comissão e fixa o subsídio

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSULTORIA DE ORÇAMENTO E FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA Nota Técnica nº 13/2007 Medida Provisória nº 359/2007 NOTA TÉCNICA Nº 13/2007

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSULTORIA DE ORÇAMENTO E FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA Nota Técnica nº 13/2007 Medida Provisória nº 359/2007 NOTA TÉCNICA Nº 13/2007 NOTA TÉCNICA Nº 13/2007 SUBSÍDIOS À APRECIAÇÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 359, DE 16 DE MARÇO DE 2007, QUANTO À ADEQUAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Altera as Leis n os 10.355, de 26 de dezembro de 2001, 10.855,

Leia mais

LEI Nº 10.593, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2002

LEI Nº 10.593, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2002 LEI Nº 10.593, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2002 Dispõe sobre a reestruturação da Carreira Auditoria do Tesouro Nacional, que passa a denominar-se Carreira Auditoria da Receita Federal - ARF, e sobre a organização

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DA PMPA

PLANO DE CARREIRA DA PMPA PLANO DE CARREIRA DA PMPA A realização do Pregão referente o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores municipais de Porto Alegre, segundo divulgado pela PMPA e compatível com o Programa Estratégico

Leia mais

INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS

INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS O Incentivo à Qualificação é um benefício, na forma de retribuição financeira, calculado sobre o padrão de vencimento percebido pelo servidor,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.871, DE 20 DE MAIO DE 2004. Conversão da MPv nº 155, de 2003 Texto compilado Dispõe sobre a criação de carreiras e organização

Leia mais

PROPOSTA DE CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS UNIFORMES (LEI Nº 11.416/2006, ART. 26) DO ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO

PROPOSTA DE CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS UNIFORMES (LEI Nº 11.416/2006, ART. 26) DO ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO Poder Judiciário COMISSÃO INTERDISCIPLINAR Portaria nº 201, de 21 de dezembro de 2006 Supremo Tribunal Federal. VERSÃO: 11.01.2007 PROPOSTA DE CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS UNIFORMES (LEI Nº 11.416/2006, ART.

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988... TÍTULO V DA DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS... CAPÍTULO III DA SEGURANÇA PÚBLICA Art. 144. A segurança pública, dever do Estado,

Leia mais

Subchefia de Assuntos Parlamentares PROJETO DE LEI

Subchefia de Assuntos Parlamentares PROJETO DE LEI Subchefia de Assuntos Parlamentares PROJETO DE LEI Cria, transforma e extingue cargos e funções, reestrutura cargos e carreiras, altera a remuneração de servidores, altera a remuneração de militares de

Leia mais

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014 Concede reajuste remuneratório, altera as leis n os 7.227/96, 8.690/03, 9.240/06, 9.303/07 e 10.202/11, e dá outras providências. O Povo do Município de Belo Horizonte,

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.873-B, DE 2005 Dispõe sobre a criação da Gratificação de Desempenho de Atividade de Especialista Ambiental GDAEM e da Gratificação de Desempenho de Atividade Técnico-Administrativa

Leia mais

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5 SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 L E I N 8.037, DE 5 DE SETEMBRO DE 2014 Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Pará e dá outras providências.

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.697-C DE 2009 Dispõe sobre as carreiras dos servidores do Ministério Público da União e as carreiras dos servidores do Conselho Nacional do Ministério Público; fixa valores

Leia mais

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio São Paulo, 05 de fevereiro de 2013 Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio Solicitamos a intercessão de Vossa Excelência no sentido da instituição de um plano de carreira

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso I do 4 do art. 40 da Constituição da República, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo

Leia mais

LEI Nº 21.710, DE 30 DE JUNHO DE

LEI Nº 21.710, DE 30 DE JUNHO DE LEI Nº 21.710, DE 30 DE JUNHO DE 2015. Dispõe sobre a política remuneratória das carreiras do Grupo de Atividades de Educação Básica do Poder Executivo, altera a estrutura da carreira de Professor de Educação

Leia mais

Plano de lutas aprovado no Encontro Nacional dos Servidores do IBAMA, em Brasília/DF, nos dias 8 e 9 de abril de 2006.

Plano de lutas aprovado no Encontro Nacional dos Servidores do IBAMA, em Brasília/DF, nos dias 8 e 9 de abril de 2006. Plano de lutas aprovado no Encontro Nacional dos Servidores do IBAMA, em Brasília/DF, nos dias 8 e 9 de abril de 2006. Cobrar do governo o cumprimento dos acordos consensuados na Comissão de Reestruturação

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008 SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008 INSTITUI O MANUAL PARA ANÁLISE DE ACUMULAÇÃO DE CARGOS, EMPREGOS E FUNÇÕES PÚBLICOS

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS PROCURADORIA GERAL DO ESTADO CONSELHO SUPERIOR DA PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO RESOLUÇÃO Nº 003/2008

ESTADO DE ALAGOAS PROCURADORIA GERAL DO ESTADO CONSELHO SUPERIOR DA PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO RESOLUÇÃO Nº 003/2008 Página 1 RESOLUÇÃO Nº 003/2008 APROVA O REGULAMENTO DO PROGRAMA PERMANENTE DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO APLICÁVEL AOS PROCURADORES DE ESTADO, DESENVOLVIDO PELO CENTRO DE ESTUDOS. O CONSELHO SUPERIOR

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento do Desenvolvimento Social MDS: Maria Lucia Lopes da Silva Adriane Tomazelli Dias

Ministério do Desenvolvimento do Desenvolvimento Social MDS: Maria Lucia Lopes da Silva Adriane Tomazelli Dias RELATÓRIO FINAL DO GRUPO DE TRABALHO INTERMINISTERIAL REESTRUTURAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL DO INSS O presente relatório está estruturado com os seguintes itens: 1. APRESENTAÇÃO 2. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

GOVERNOS INTENSIFICAM ATAQUES AOS NOSSOS DIREITOS! A

GOVERNOS INTENSIFICAM ATAQUES AOS NOSSOS DIREITOS! A BOLETIM DA REDE Nº 97 08/04/2016 GOVERNOS INTENSIFICAM ATAQUES AOS NOSSOS DIREITOS! A nossa resposta deve ser na luta e com greve! A nossa indignação deve ultrapassar os muros das Escolas e UMEIs diante

Leia mais

CARTILHA DOS DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS DOS SERVIDORES

CARTILHA DOS DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS DOS SERVIDORES I IPSEMC - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE CABEDELO ESTADO DA PARAÍBA Site: www.ipsemc.pb.gov.br E-mail: ipsemc@ipsemc.pb.gov.br CARTILHA DOS DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS DOS SERVIDORES

Leia mais

DECRETO No - 6.507, DE 9 DE JULHO DE 2008

DECRETO No - 6.507, DE 9 DE JULHO DE 2008 Diário Oficial da União - Seção 1 131 10/07/2008 2 e 3 DECRETO No - 6.507, DE 9 DE JULHO DE 2008 Regulamenta a Gratificação pela Qualidade do Desempenho no Inmetro - GQDI, de que trata o art. 61 da Lei

Leia mais

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) Dispõe sobre a carreira Assistência à Educação do Distrito Federal e dá outras providências CAPÍTULO I DA CARREIRA Art. 1. Carreira Assistência à Educação

Leia mais

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES MUNICIPAIS LEI COMPLEMENTAR MUNICIPAL N. 27/99 De 12 de Novembro de 1999 Aprova o Plano de Cargos dos Servidores do Poder Executivo Municipal e contém providências

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 581/2007

PROJETO DE LEI Nº 581/2007 1 PUBLICADO DOC 09/02/2008, PÁG. 85 EMENDA Nº 01 AO PROJETO DE LEI Nº 581/2007 Altera-se redação do artigo 2º como segue Art. 2º. Ficam instituídas as carreiras dos servidores de nível superior da Prefeitura

Leia mais

LEI Nº 10.963 DE 16 DE ABRIL DE 2008

LEI Nº 10.963 DE 16 DE ABRIL DE 2008 LEI Nº 10.963 DE 16 DE ABRIL DE 2008 Reestrutura o Plano de Carreira e Vencimentos do Magistério Público do Ensino Fundamental e Médio do Estado da Bahia, na forma que indica, e dá outras providências.

Leia mais

INFORMATIVO. Carreiras reestruturadas e concursos públicos realizados para. uma melhor prestação de serviços

INFORMATIVO. Carreiras reestruturadas e concursos públicos realizados para. uma melhor prestação de serviços INFORMATIVO GESTÃO DE PESSOAS 2013-2016 Maio - 2016 Carreiras reestruturadas e concursos públicos realizados para uma melhor prestação de serviços uma sociedade cada vez mais complexa e dinâmica exige

Leia mais

PORTARIA R. nº 1.377, de 5 de novembro de 2009

PORTARIA R. nº 1.377, de 5 de novembro de 2009 PORTARIA R. nº.377, de 5 de novembro de 2009 Estabelece critérios e procedimentos para o pagamento da Gratificação por Encargo de Curso ou Concurso - GRECC no âmbito da Universidade Federal de Uberlândia.

Leia mais

O valor do Piso Nacional do Magistério divulgado pelo MEC teve 27% de ganho real entre 2008 e 2014, média de 4,5% ao ano.

O valor do Piso Nacional do Magistério divulgado pelo MEC teve 27% de ganho real entre 2008 e 2014, média de 4,5% ao ano. QUAL SERÁ O VALOR DO PISO DO MAGISTÉRIO PARA 2014? * Lizeu Mazzioni 1. MEC: R$ 1.697,00: o ano começou novamente com a polêmica do novo valor do Piso Nacional do Magistério, que segundo interpretações

Leia mais

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N 2163/2015 Reformula o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Caixa de Assistência, Previdência e Pensões dos Servidores Públicos Municipais de Porciúncula CAPREM e estabelece normas

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM N.º 411, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2004. Altera a Instrução CVM n o 409, de 18 de agosto de 2004.

INSTRUÇÃO CVM N.º 411, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2004. Altera a Instrução CVM n o 409, de 18 de agosto de 2004. INSTRUÇÃO CVM N.º 411, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2004 Altera a Instrução CVM n o 409, de 18 de agosto de 2004. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS - CVM torna público que o Colegiado, em reunião

Leia mais

Regras de Aposentadorias e Pensões

Regras de Aposentadorias e Pensões Seguridade Social: A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e

Leia mais

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003 Institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Administração Geral da Prefeitura de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de Vencimentos

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO: MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA GUSTAVO ADOLFO GOMES SCHOLZ DESAFIOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR CURITIBA 2012 GUSTAVO

Leia mais

CARTILHA DO SUBSÍDIO

CARTILHA DO SUBSÍDIO CARTILHA DO SUBSÍDIO Cléa da Rosa Pinheiro Vera Mirna Schmorantz A Direção do SINAL atenta às questões que dizem com a possibilidade de alteração da estrutura remuneratória das carreiras de Especialista

Leia mais

Decreto 7.546, de 02 de agosto de 2011

Decreto 7.546, de 02 de agosto de 2011 VI Decreto 7.546, de 02 de agosto de 2011 [Regulamenta os 5º a 12 do art. 3º da Lei 8.666/93, e institui a Comissão Interministerial de Compras Públicas] (DOU de 03.08.2011) Regulamenta o disposto nos

Leia mais

Regulamenta a Lei nº 9.841, de 5 de outubro de 1999, que institui o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, e dá outras providências.

Regulamenta a Lei nº 9.841, de 5 de outubro de 1999, que institui o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, e dá outras providências. DECRETO N o 3.474, DE 19 DE MAIO DE 2000. Regulamenta a Lei nº 9.841, de 5 de outubro de 1999, que institui o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31144 de 08/04/2008

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31144 de 08/04/2008 DIÁRIO OFICIAL Nº. 311 de 08/0/008 GABINETE DA GOVERNADORA L E I Nº 7.030, DE 30 DE JULHO DE 007* Cria o Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará - IDESP, e dá outras providências.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: CAPÍTULO I Lei Complementar nº 182, de 07 de dezembro de 2000. Dispõe sobre o Plano de Cargos, Funções e Vencimentos e institui o Quadro e Plano de Carreira dos Servidores dos Serviços Auxiliares de apoio administrativo

Leia mais

CAMPANHA SALARIAL 2015 CARREIRA DE REFORMA E DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO LEI 11.090/2005

CAMPANHA SALARIAL 2015 CARREIRA DE REFORMA E DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO LEI 11.090/2005 CAMPANHA SALARIAL 2015 CARREIRA DE REFORMA E DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO LEI 11.090/2005 PENDENCIAS DOS TERMOS DE ACORDO 07 de julho de 2005 Fazer gestões para no menor prazo possível assegurar adoção das

Leia mais

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA LEI Nº 278, DE 17 DE OUTUBRO DE 2014. Altera e insere dispositivos na Lei Municipal nº 016, de 20 de janeiro de 2004, a qual dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração dos Servidores do Magistério

Leia mais

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Lei 7238 de 30 de Dezembro de 1996 DISPÕE SOBRE O QUADRO ESPECIAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, INSTITUI O PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DA SAÚDE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE, ESTABELECE

Leia mais

DECRETO No- 8.068, DE 14 DE AGOSTO DE 2013

DECRETO No- 8.068, DE 14 DE AGOSTO DE 2013 DECRETO No- 8.068, DE 14 DE AGOSTO DE 2013 Regulamenta os critérios e procedimentos gerais a serem observados para a realização das avaliações de desempenho individual e institucional e o pagamento da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUSQUE

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUSQUE LEI COMPLEMENTAR nº 146, DE 31 DE AGOSTO DE 2009 Dispõe sobre o Estatuto do Magistério Público Municipal de Brusque. O PREFEITO MUNICIPAL DE BRUSQUE Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono

Leia mais

Proposta de reestruturação da carreira e PEC/FNDE

Proposta de reestruturação da carreira e PEC/FNDE Proposta de reestruturação da carreira e PEC/FNDE A presente proposta tem como objetivo consagrar uma carreira positiva e atraente para os servidores do FNDE, tendo como base a estrutura organizacional/institucional

Leia mais

eduardo.silveira@saeb.ba.gov.br (71) 3116-5476 SUPREV/SAEB

eduardo.silveira@saeb.ba.gov.br (71) 3116-5476 SUPREV/SAEB INATIVAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS Eduardo Matta Milton da Silveira Diretor de Administração dos Benefícios Previdenciários eduardo.silveira@saeb.ba.gov.br (71) 3116-5476 SUPREV/SAEB O que vou levar? Como

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares Cria o Plano de Carreira dos Servidores Técnicos e Administrativos da Polícia Rodoviária Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

LEI 20227 de 11/06/2012

LEI 20227 de 11/06/2012 LEI 20227 de 11/06/2012 Modifica a Lei n 13.770, de 6 de dezembro de 2000, que altera o plano de carreira dos servidores efetivos do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, institui o Adicional de

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL MPS SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL SPPS DEPARTAMENTO DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO DRPSP COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA, ATUÁRIA, CONTABILIDADE

Leia mais

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte,

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte, LEI Nº 302/05 "DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS" O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

Regime Próprio de Previdência Social

Regime Próprio de Previdência Social Regime Próprio de Previdência Social Regime Próprio de Previdência Social RPPS é o regime de previdência, estabelecido no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios que assegura,

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL N 156, DE 03 DE MAIO DE 1995

PORTARIA INTERMINISTERIAL N 156, DE 03 DE MAIO DE 1995 PORTARIA INTERMINISTERIAL N 156, DE 03 DE MAIO DE 1995 Aprova, na forma disciplinada nesta Portaria, as normas regulamentadora da Gratificação de Desempenho e Produtividade - GDP das atividades de Finanças,

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 114, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 114, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 114, DE 2015 Altera a Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008, para instituir novo piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos Departamento de Normas e Procedimentos Judiciais Coordenação Geral de Elaboração, Sistematização e Aplicação das Normas NOTA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 08/2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 08/2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 08/2013 Regulamenta os critérios de concessão, no âmbito da UFBA, da gratificação por encargos de cursos e concursos e dá outras providencias.

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 2, DE 12 DE MARÇO DE 2013

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 2, DE 12 DE MARÇO DE 2013 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 2, DE 12 DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre o Adicional de Qualificação - AQ, instituído pela Lei n. 11.416, de 15 de dezembro de 2006, no

Leia mais

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS INGRESSO NO SERVIÇO PÚBLICO ATÉ 19 DE DEZEMBRO DE 2003 TIPO DE Professora

Leia mais

Transforma a Companhia de Transportes do Município de Belém - CTBel em Autarquia Especial e dá outras providências. CAPÍTULO I DA ENTIDADE MUNICIPAL

Transforma a Companhia de Transportes do Município de Belém - CTBel em Autarquia Especial e dá outras providências. CAPÍTULO I DA ENTIDADE MUNICIPAL LEI Nº 8.227, DE 30/12/02. Publicada no DOM nº 9.858, de 30/12/2002. Transforma a Companhia de Transportes do Município de Belém - CTBel em Autarquia Especial e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008;

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008; Dispõe sobre os critérios e valores para pagamento de Gratificações por Encargo de Cursos ou Concursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS). A COORDENADORA-GERAL

Leia mais

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 5 CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 7 CAPACITAÇÃO

Leia mais

LEI Nº 13.450 DE 26 DE OUTUBRO DE 2015

LEI Nº 13.450 DE 26 DE OUTUBRO DE 2015 Salvador, Bahia Terça-feira 27 de Outubro de 2015 Ano C N o 21.805 LEI Nº 13.450 DE 26 DE OUTUBRO DE 2015 Altera dispositivos da Lei nº 9.528, de 22 de junho de 2005, que reorganiza o Sistema de Assistência

Leia mais

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei:

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: LEI Nº 2.581/2009 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE CAETÉ. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS. A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei:

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS. A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei: MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS Súmula: Dispõe sobre a Carreira Técnica Universitária das Instituições de Ensino Superior do Estado do Paraná e adota outras providências.

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL DO SERVIDOR PÚBLICO

APOSENTADORIA ESPECIAL DO SERVIDOR PÚBLICO APOSENTADORIA ESPECIAL DO SERVIDOR PÚBLICO Dra. Thais Riedel Apresentação Palestrante Formação Acadêmica: Faculdade de Direito Faculdade de Ciências Políticas Especialização em Processo Civil Especialização

Leia mais

I - o modelo de gestão a ser adotado e, se for o caso, os critérios para a contratação de pessoas jurídicas autorizadas ou credenciadas nos termos da

I - o modelo de gestão a ser adotado e, se for o caso, os critérios para a contratação de pessoas jurídicas autorizadas ou credenciadas nos termos da RESOLUCAO 3.506 Dispõe sobre as aplicações dos recursos dos regimes próprios de previdência social instituídos pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre o PCCR

Perguntas e Respostas sobre o PCCR Perguntas e Respostas sobre o PCCR 1) Como é o ingresso na Secretaria Municipal de Educação? O ingresso no Quadro de Pessoal da Secretaria Municipal de Educação, assim como em toda a Administração Pública

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA LEI Nº. 209/12, DE 04 DE ABRIL DE 2012. INSTITUI O PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Prefeitura Municipal de Porciúncula

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Prefeitura Municipal de Porciúncula LEI COMPLEMENTAR Nº 055/2007 Dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público do Município de Porciúncula/RJ e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DE PORCIÚNCULA, no uso das

Leia mais

Aposentadorias por Tempo de Contribuição e por Idade do. Segurado com Deficiência

Aposentadorias por Tempo de Contribuição e por Idade do. Segurado com Deficiência Art. 70-A. A concessão da aposentadoria por tempo de contribuição ou por idade ao segurado que tenha reconhecido, em avaliação médica e funcional realizada por perícia própria do INSS, grau de deficiência

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E DE 2003 SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA FGV PREVI SOCIEDADE CIVIL FGV DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - FGV PREVI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE

Leia mais

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS ELABORAÇÃO: LIZEU MAZZIONI VERIFICAÇÃO JURÍDICA E REDAÇÃO FINAL: DR. MARCOS ROGÉRIO PALMEIRA

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS ELABORAÇÃO: LIZEU MAZZIONI VERIFICAÇÃO JURÍDICA E REDAÇÃO FINAL: DR. MARCOS ROGÉRIO PALMEIRA TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL- RGPS ELABORAÇÃO: LIZEU

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO CONSULTORIA-GERAL DA UNIÃO

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO CONSULTORIA-GERAL DA UNIÃO a ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO CONSULTORIA-GERAL DA UNIÃO Despacho do Consultor-Geral da União nº 658/2011 PROCESSO: 35000.001389/2011-56 INTERESSADO: Ministro de Estado da Previdência Social ASSUNTO: Jornada

Leia mais

NEGOCIAÇÕES COM OS COMERCIÁRIOS COMEÇAM MAIS CEDO

NEGOCIAÇÕES COM OS COMERCIÁRIOS COMEÇAM MAIS CEDO NEGOCIAÇÕES COM OS COMERCIÁRIOS COMEÇAM MAIS CEDO No último dia 6, a FECOMERCIO SP e seus sindicatos filiados, dentre eles o SICAP, receberam a PAUTA UNIFICADA DE REIVINDICAÇÕES da FECOMERCIÁRIOS, entidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA DECRETO Nº 247

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA DECRETO Nº 247 DECRETO Nº 247 Regulamenta os artigos 17 a 20, da Lei Municipal nº 14.544, de 11 de novembro de 2014 e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CURITIBA, CAPITAL DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE TRABALHO, ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO EMENDA ADITIVA PROJETO DE LEI N.º 2.648, DE 2015

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE TRABALHO, ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO EMENDA ADITIVA PROJETO DE LEI N.º 2.648, DE 2015 COMISSÃO DE TRABALHO, ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO EMENDA ADITIVA ao PROJETO DE LEI N.º 2.648, DE 2015 Altera dispositivos da Lei n.º 11.416, de 15 de dezembro de 2006, Plano das Carreiras dos Servidores

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FEMA FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FEMA FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FEMA FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS PLANO DE CARREIRA DOCENTE SANTA ROSA MARÇO/2010 PLANO DE CARREIRA DOCENTE CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - O presente

Leia mais

Regras de aposentadoria dos servidores públicos.

Regras de aposentadoria dos servidores públicos. Regras de aposentadoria dos servidores públicos. HOMEM QUADRO NORMAL INGRESSO NO SERVIÇO PÚBLICO ANTERIOR À 15/12/1998 Regras vigentes até 15/12/1998 Aposentadoria integral por tempo de serviço Comprovar

Leia mais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais Secretaria de Estudos, Pesquisas e Políticas Públicas e Secretaria de Formação Política e Sindical. SINDICATO DOS TRABALHADORES

Leia mais

COMUNICADO OFICIAL. Prezado(a) Servidor(a),

COMUNICADO OFICIAL. Prezado(a) Servidor(a), COMUNICADO OFICIAL Prezado(a) Servidor(a), Em razão das diversas informações desencontradas acerca do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR), Lei nº 5.623, de 1º de outubro de 2013, gostaríamos

Leia mais

EMENTA: Dispõe sobre a reestruturação do Grupo Ocupacional Fisco de que trata a Lei nº 3.981/91, de 07 de janeiro de 1991, e dá outras providências.

EMENTA: Dispõe sobre a reestruturação do Grupo Ocupacional Fisco de que trata a Lei nº 3.981/91, de 07 de janeiro de 1991, e dá outras providências. LEI NÚMERO: 00035/01 TIPO: LEI COMPLEMENTAR AUTOR: CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL DATA: 12/7/2001 EMENTA: Dispõe sobre a reestruturação do Grupo Ocupacional Fisco de que trata a Lei nº 3.981/91, de 07 de

Leia mais

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 25/01/2012

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 25/01/2012 Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 25/01/2012 LEI Nº 892 DE 25 DE JANEIRO DE 2013 Dispõe sobre a criação do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações dos Servidores da

Leia mais

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS ADICIONAL DE TEMPO DE SERVIÇO

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS ADICIONAL DE TEMPO DE SERVIÇO PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS ADICIONAL DE TEMPO DE SERVIÇO 1 CONCEITO O adicional por tempo de serviço - ATS é uma vantagem pecuniária concedida a cada 3 (três) anos de efetivo exercício,

Leia mais

Legislação Básica da Micro e Pequena Empresa

Legislação Básica da Micro e Pequena Empresa Legislação Básica da Micro e Pequena Empresa A Constituição Federal e o Estatuto Os artigos 146, 170, 179 da Constituição de 1988 contêm os marcos legais que fundamentam as medidas e ações de apoio às

Leia mais

Altera e consolida o Plano de Cargos e Salários da Câmara Municipal de Córrego do Ouro, e dá outras providências.

Altera e consolida o Plano de Cargos e Salários da Câmara Municipal de Córrego do Ouro, e dá outras providências. LEI N o 0692/2012 Córrego do Ouro/GO.,06 de Dezembro de 2012. Altera e consolida o Plano de Cargos e Salários da Câmara Municipal de Córrego do Ouro, e dá outras providências. O Prefeito Municipal. Faço

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento DI Institucional Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20)

Leia mais

PORTARIA Nº 4.984 DE 11 DE JULHO DE 2013. (Republicação) (Texto compilado com as alterações promovidas pela Portaria nº 3.

PORTARIA Nº 4.984 DE 11 DE JULHO DE 2013. (Republicação) (Texto compilado com as alterações promovidas pela Portaria nº 3. PORTARIA Nº 4.984 DE 11 DE JULHO DE 2013. (Republicação) (Texto compilado com as alterações promovidas pela Portaria nº 3.029/2014) Regulamenta a Gratificação por Encargo de Curso no âmbito da Justiça

Leia mais

COMUNICADO OFICIAL. 2. O plano garante a permanência dos triênios.

COMUNICADO OFICIAL. 2. O plano garante a permanência dos triênios. COMUNICADO OFICIAL Prezado(a) Servidor(a) Em razão das diversas informações desencontradas acerca do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR), que a Prefeitura do Rio enviou à Câmara de Vereadores,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 5, DE 28 DE ABRIL DE 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 5, DE 28 DE ABRIL DE 1999 INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 5, DE 28 DE ABRIL DE 1999 Estabelece orientação aos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal - SIPEC quanto aos procedimentos operacionais

Leia mais

Resposta Área Técnica: Sim. Desde que atendam aos pré-requisitos constantes no Edital.

Resposta Área Técnica: Sim. Desde que atendam aos pré-requisitos constantes no Edital. Advocacia-Geral da União Secretaria-Geral de Administração Superintendência de Administração no Distrito Federal Coordenação de Compras Licitações e Contratos Divisão de Compras e Licitações ESCLARECIMENTO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires LEI COMPLEMENTAR Nº 051, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011. Dispõe sobre o Plano de Carreira dos Servidores Públicos Efetivos de Apoio à Educação Infantil do. AIRTON LUIZ ARTUS, PREFEITO MUNICIPAL DE VENÂNCIO

Leia mais

Re R e e s e t s rut u ur u a r çã ç o d a d s C a C rre r i e ra r s d a d s A gê g n ê c n ias Reguladoras

Re R e e s e t s rut u ur u a r çã ç o d a d s C a C rre r i e ra r s d a d s A gê g n ê c n ias Reguladoras Reestruturação das Carreiras das Agências Reestruturação das Carreiras das Agências Reguladoras Contexto Desvalorização da carreira Diferença expressiva do nível salarial dos servidores das Agências em

Leia mais

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004.

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. (PUBLICADO NO DOE DE 26.04.04) Este texto não substitui o publicado no DOE Regulamenta a Lei nº 14.546, de 30 de setembro de 2003, que dispõe sobre a criação do

Leia mais

MÓDULO RPPS ItabiraPrev. Instituto de Previdência de Itabira Lei Municipal nº 4.456, de 30/08/2011

MÓDULO RPPS ItabiraPrev. Instituto de Previdência de Itabira Lei Municipal nº 4.456, de 30/08/2011 MÓDULO RPPS Instituto de Previdência de Itabira Lei Municipal nº 4.456, de 30/08/2011 Regimes Previdenciários Art. 194, CF/1988 RGPS Regime Geral de Previdência Social RPPS Regime Próprio de Previdência

Leia mais

8 SISTEMA DE CONTROLE INTERNO

8 SISTEMA DE CONTROLE INTERNO 8 SISTEMA DE CONTROLE INTERNO A palavra controle tem origem na Língua Francesa; sua etimologia vem de contre-rôle : rôle significa rol, lista de nomes, e contre, outro registro efetuado em confronto com

Leia mais

De janeiro a junho de 2015, houve uma inflação de 7,03%, passando assim a inflação de todo o ano de 2014 que foi de 6,73%.

De janeiro a junho de 2015, houve uma inflação de 7,03%, passando assim a inflação de todo o ano de 2014 que foi de 6,73%. Até Junho, Inflação já supera todo o ano de 2014 INFLAÇÃO DE 7,03% DE JANEIRO A JUNHO DE 2015 ATÉ JUNHO DE 2015 1 REAJUSTE NECESSÁRIO DE 48,49% PARA RECOMPOR A REMUNERAÇÃO DESDE JUNHO DE 2006 Considerando

Leia mais