Relatório de Ficha de Acompanhamento/Avaliação do Programa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Ficha de Acompanhamento/Avaliação do Programa"

Transcrição

1 Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Acompanhamento 2009 (Ano Base 2008) Área de Avaliação: 45 - INTERDISCIPLINAR IES: UNIJUÍ - UNIV. REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Programa: P0 - DESENVOLVIMENTO Modalidade: Acadêmico Curso Nível Ano Início DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO, GESTÃO E CIDADANIA Dados Disponíveis na Coleta de Dados Curso Nível Ano Ano DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO, GESTÃO E CIDADANIA PROPOSTA DO PROGRAMA 1.1 Coerência, consistência, abrangência e atualização das áreas de concentração, linhas de pesquisa, projetos em andamento e proposta curricular. 1.2 Planejamento do programa com vistas a seu desenvolvimento futuro, contemplando os desafios internacionais da área na produção do conhecimento, seus propósitos na melhor formação de seus alunos, suas metas quanto à inserção social mais rica dos seus egressos conforme os parâmetros da área. 1.3 Infra-estrutura para ensino, pesquisa e, se for o caso, extensão. A proposta do curso apresenta-se coerente e consistente tanto na relação das linhas de pesquisa (Direito, Cidadania e Desenvolvimento, Gestão de Organizações para o Desenvolvimento e Integração Regional e Desenvolvimento Local Sustentável) com a área de concentração (Gestão e Políticas de Desenvolvimento), como entre os projetos em andamento e as linhas de pesquisa. Fica evidente nos documentos que os projetos de pesquisas estão muito vinculados aos problemas regionais. O elenco das disciplinas, bem como seus conteúdos, está bem relacionado com a descrição da área de concentração e das linhas de pesquisa. O documento aponta para uma preocupação com o aprimoramento do processo de formação do corpo discente, objetivando de modo particular as formas de inserção social dos egressos.##### O Programa dispõe de boa infra-estrutura física (salas da coordenação, de aula, de permanência dos professores e dos alunos), distribuídos em diferentes espaços da IES. O acervo bibliográfico disponível mostra-se suficiente, em torno de 80 mil títulos nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e Ciências Agrárias. O mesmo ocorre em relação à infra-estrutura de informática. #### CORPO DOCENTE 2.1 Perfil do corpo docente, consideradas titulação, diversificação na origem de formação, aprimoramento e experiência, e sua compatibilidade e adequação à Proposta do Programa. 2.2 Adequação e dedicação dos docentes permanentes em relação às atividades de pesquisa e de formação do programa. 2.3 Distribuição das atividades de pesquisa e de formação entre os docentes do programa. 2.4 Contribuição dos docentes para atividades de ensino e/ou de pesquisa na graduação, com atenção tanto à repercussão que este item pode ter na formação de futuros ingressantes na PG, quanto (conforme a área) na formação de profissionais mais capacitados no plano da graduação. Página 1 de 5

2 O corpo docente do curso é formado por 18 professores permanentes e dois colaboradores. Os permanentes têm contrato de 40 horas na Instituição. Trata-se de um corpo docente experiente, pois apenas cinco professores têm menos de cinco anos de titulação. As áreas de formação de origem dos mesmos guardam aderência com a proposta do curso.## A dimensão do corpo docente, considerando a entrada anual de alunos, mostra-se adequada para o bom desenvolvimento das atividades de pesquisa e de formação. Embora a política da IES seja de alocar os professores também na graduação, há a preocupação para que não sejam prejudicadas as atividades inerentes à pós-graduação. ## A quase totalidade dos docentes permanentes está inserida em projetos de pesquisa. Convém sublinhar que existe uma prática de constituição de grupos de pesquisa, que incluem professores e alunos do Programa. Verifica-se também uma boa distribuição dos docentes entre as atividades de formação (disciplinas e orientação de dissertação). e a prática de pesquisa em grupos, incluindo professores e alunos.## Verifica-se uma boa inserção do corpo docente nas atividades de graduação: a maioria dos professores tem vinculação com o ensino na graduação, alguns professores orientam trabalhos de conclusão de curso e orientam projetos de iniciação científica. Essa prática de inclusão de alunos da graduação nos projetos de pesquisa tem dado bons resultados, uma vez que tem permitido a preparação de futuros candidatos ao Programa.# CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES 3.1 Quantidade de teses e dissertações defendidas no período de avaliação, em relação ao corpo docente permanente e à dimensão do corpo discente. 3.2 Distribuição das orientações das teses e dissertações defendidas no período de avaliação, em relação aos docentes do programa. 3.3 Qualidade das Teses e Dissertações e da produção de discentes autores da pós-graduação e da graduação (no caso de IES com curso de graduação na área) na produção científica do programa, aferida por publicações e outros indicadores pertinentes à área. 3.4 Eficiência do Programa na formação de mestres e doutores bolsistas: Tempo de formação de mestres e doutores e percentual de bolsistas titulados. O número de dissertações defendidas, em 2008, foi expressivo, sendo compatível quer em relação à dimensão do corpo docente, quer em relação ao fluxo de alunos. Há uma boa distribuição das orientações de dissertações entre o corpo docente. O maior número de orientação por docente verificado foi três, sendo poucos os professores que não orientaram no ano.## As temáticas exploradas pelas dissertações guardam forte aderência à realidade regional. O fato de haver um bom número de publicação de artigos de alunos em periódicos e em capítulos de livros, pode ser tomado como um indicador da qualidade da produção do corpo discente. De acordo com os documentos apresentados, dos "30 alunos regularmente matriculados da turma 2006 que concluíram o curso em 2008, apenas um não defendeu dissertação. O tempo médio de conclusão das dissertações dos 29 restantes foi de 28 meses." # PRODUÇÃO INTELECTUAL 4.3 Produção técnica, patentes e outras produções consideradas relevantes. 4.1 Publicações qualificadas do Programa por docente permanente. 4.4 Produção artística, nas áreas em que tal tipo de produção for pertinente. 4.2 Distribuição de publicações qualificadas em relação ao corpo docente permanente do Programa. A produção docente, em 2008, tanto em periódicos qualificados quanto em livros e capítulos de livros foi superior à registrada em Apesar do número de artigos publicados em periódicos pelo corpo docente permanente, constata-se um elevado número em periódicos classificados entre B3 e B5, bem como em periódicos classificados como C. O número de livros e de capítulos de livros é expressivo. Seria interessante que houvesse um esforço para veiculação de artigos em periódicos situados entre A1 e B2 do sistema Qualis.# Considerando o conjunto do biênio , não fica evidenciada uma concentração de produção entre os professores que Página 2 de 5

3 integram o corpo docente. No entanto, ao se considerar cada um dos anos em separado, constata-se que entre sete e oito professores não tiveram publicação em periódicos em cada um desses anos.## De acordo com os documentos analisados, a produção técnica está concentrada em apresentação de trabalhos e pareceres. São poucas as assessorias prestadas a órgãos públicos, a associações e a empresas.# INSERÇÃO SOCIAL 5.1 Inserção e impacto regional e (ou) nacional do programa. 5.2 Integração e cooperação com outros programas e centros de pesquisa e desenvolvimento profissional relacionados à área de conhecimento do programa, com vistas ao desenvolvimento da pesquisa e da pós-graduação. A inserção regional do Programa de em Desenvolvimento manifesta-se, principalmente, na realização de pesquisas sobre aspectos da realidade regional. Apesar de haver uma "forte e histórica interação da Universidade com cooperativas, empresas, associações, organizações não governamentais, prefeituras e órgãos públicos de outros níveis de governo" essa marca não fica explicitada na atuação do Programa, de acordo com documentação apresentada. ## Existe um esforço de articulação do Programa com instituições internacionais, destacando-se os intercâmbios com a Fachhochschule de Gelsenkirchen (FHGe) # Alemanha, com a Escola Superior de Administração da Université Pierre Mendes France de Grenoble/França e com a Federation des Écoles Supérieures d'agriculture (FESIA) da França. No âmbito nacional, são feitas referências às articulações com a EBAPE/FGV/Rio de Janeiro, com o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UNISC, a participação em redes de pesquisa que envolvem pesquisadores de vários IES brasileiras e estrangeiras, bem como a participação de docentes em grupos de pesquisa coordenados por professores de outras IES. # Página 3 de 5

4 Qualidade dos Dados Quesitos PROPOSTA DO PROGRAMA CORPO DOCENTE CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES PRODUÇÃO INTELECTUAL INSERÇÃO SOCIAL Qualidade Regular Comissão: Apreciação De um modo geral, os formulários estão bem preenchidos, poderia, no entanto, ter sido dada uma ênfase maior às formas de articulação dos docentes e discentes com as entidades regionais. Complementos Apreciações ou sugestões complementares sobre a situação ou desempenho do programa. O esforço iniciado de constituição de grupos de pesquisa, envolvendo docentes e discentes de várias áreas, para investigação de aspectos da realidade regional para ser um bom caminho para se avançar no processo de construção da interdisciplinaridade. Apesar do volume da produção registrada, o Programa deve estabelecer metas para melhorar os indicadores de produção acadêmica, particularmente a produção veiculada em periódicos situados no sistema Qualis. Recomendações da Comissão ao Programa. A CAPES deve promover visita de consultores ao Programa? Justificativa da recomendação de visita ao programa. Não A Comissão recomenda mudança de área de avaliação? Área Indicada: Justificativa da recomendação de mudança do programa Não Página 4 de 5

5 Comissão Responsável pela Avaliação: Sigla IES ARLINDO PHILIPPI JUNIOR Coordenador(a) da Area ACÁCIA ZENEIDA KUENZER Adriana Marques Rossetto AMÍLCAR BAIARDI ANDRE TOSI FURTADO ANDREA VIEIRA ZANELLA ANTÔNIA JESUÍTA DE LIMA ANTONIO JOSE DA SILVA NETO Arnaud Soares de Lima Junior AUGUSTO CESAR NORONHA RODRIGUES GALEÃO Carlos Alberto Cioce Sampaio CLAUDIA ANDRÉA LIMA CARDOSO Dinora Moraes de Fraga EDGAR NOBUO MAMIYA EDMILSON LOPES JUNIOR FRANCIS HENRIQUE RAMOS FRANCA GERMANO LAMBERT TORRES HORACIO HIDEKI YANASSE ISILIA APARECIDA SILVA IVAN TARGINO MOREIRA JOÃO EUSTÁQUIO DE LIMA JOÃO NILDO DE SOUZA VIANNA LILIANE BASSO BARICHELLO LUCIANO MENDES BEZERRA LUIZ ARMANDO CUNHA DE MARCO MARCELO JOSÉ BRAGA Márcia Maria Rios Ribeiro MARCIO FRANCISCO COLOMBO MARGARETE AXT MARIA CRISTINA CACCIAMALI MARIA CRISTINA VILLANOVA BIAZUS MARIA DO CARMO MARTINS SOBRAL Max de Menezes NEMESIO NEVES BATISTA SALVADOR PEDRO GERALDO PASCUTTI RENATO MARQUES RICARDO BENTES DE AZEVEDO ROBERTO CARLOS DOS SANTOS PACHECO ROSA MARIA VICARI SELMA SIMÕES DE CASTRO SERGIO ROBERTO MARTINS SONIA NAIR BAO Tadeu Fabricio Malheiros WAGNER COSTA RIBEIRO UFPR UNIVALI UFBA UNICAMP UFSC FUFPI UERJ UNEB LNCC FURB UEMS UNISINOS UFRN UNIFEI INPE UFPB/J.P. UFV UFMG UFV UFCG INC UFPE UESC UFSCAR UFRJ UFPR UFSC UFG NI Página 5 de 5

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 45 - INTERDISCIPLINAR IES: 28023013 - CIMATEC - FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC Programa: 28023013002P8 - MODELAGEM COMPUTACIONAL E TECNOLOGIA

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 45 - INTERDISCIPLINAR IES: 33028010 - CUSC - CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO Programa: 33028010002P8 - BIOÉTICA Modalidade: Acadêmico Curso Nível

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 2 - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO IES: 24001015 - UFPB/J.P. - UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA Programa: 24001015047P4

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 4 - QUÍMICA IES: 31033016 - UENF - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE FLUMINENSE DARCY RIBEIRO Programa: 31033016013P0 - CIÊNCIAS NATURAIS Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 10 - ENGENHARIAS I IES: 42002010 - UFSM - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Programa: 42002010020P0 - ENGENHARIA CIVIL

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 26 - DIREITO IES: 33057010 - UNIB - UNIVERSIDADE IBIRAPUERA Programa: 33057010003P3 - DIREITO Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 13 - ENGENHARIAS III IES: 33021015 - UNITAU - UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ Programa: 33021015006P5 - ENGENHARIA MECÂNICA Modalidade: Profissional

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 45 - INTERDISCIPLINAR IES: 42001013 - UFRGS - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Programa: 42001013070P7 - AGRONEGÓCIOS Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 48 - BIOTECNOLOGIA IES: 33008019 - UMC - UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES Programa: 33008019005P0 - BIOTECNOLOGIA Modalidade:

Leia mais

ÁREA: ODONTOLOGIA TRIÊNIO 2007-2010. Coordenadora: Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Coordenador-Adjunto: Lourenço o Correr Sobrinho (Unicamp)

ÁREA: ODONTOLOGIA TRIÊNIO 2007-2010. Coordenadora: Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Coordenador-Adjunto: Lourenço o Correr Sobrinho (Unicamp) Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: ODONTOLOGIA TRIÊNIO 007-00 00 Coordenadora: Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Coordenador-Adjunto:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 18 - ODONTOLOGIA IES: 33003033 - UNICAMP/Pi - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS/PIRACICABA Programa: 33003033005P9 - RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 10 - ENGENHARIAS I IES: 32020015 - CEFET/MG - CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECN. DE MINAS GERAIS Programa: 32020015004P3 - ENGENHARIA CIVIL

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 10 - ENGENHARIAS I IES: 24009016 - UFCG - UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE Programa: 24009016002P1 - ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 15 - MEDICINA I IES: 50001019 - UFMT - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Programa: 50001019009P9 - CIÊNCIAS DA SAÚDE Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

CRITÉTIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPES

CRITÉTIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL TECNOLOGIA,

Leia mais

Ficha de Recomendação - APCN

Ficha de Recomendação - APCN Área de Avaliação: INTERDISCIPLINAR Agenda: 06/12/2011 a 09/12/2011 Período: 2011/01 Proposta APCN: 8033 História e Estudos Culturais IES: 10001018 - UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Cidade: Porto Velho

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 42 - CIÊNCIAS AGRÁRIAS I IES: 50001019 - UFMT - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Programa: 50001019016P5 - CIÊNCIAS FLORESTAIS E AMBIENTAIS Modalidade:

Leia mais

Ficha de Recomendação - APCN

Ficha de Recomendação - APCN Área de Avaliação: INTERDISCIPLINAR Agenda: 10/09/2012 a 12/09/2012 Período: 2012/02 Proposta APCN: 8713 TERRITÓRIOS E EXPRESSÕES CULTURAIS NO CERRADO IES: 52012018 - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS Cidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 21 - EDUCAÇÃO FÍSICA IES: 33001014 - UFSCAR - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Programa: 33001014016P7 - FISIOTERAPIA Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 21 - EDUCAÇÃO FÍSICA IES: 33003017 - UNICAMP - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Programa: 33003017046P6 - EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE GEOGRAFIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE GEOGRAFIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE GEOGRAFIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 03 de Abril de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: GEOGRAFIA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 8 - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS II IES: 33003017 - UNICAMP - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Programa: 33003017040P8 - BIOLOGIA FUNCIONAL

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 18 - ODONTOLOGIA IES: 33114013 - UNIARARAS - CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMINIO OMETTO Programa: 33114013001P8 - ODONTOLOGIA Modalidade: Profissional Curso

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 41 - LETRAS / LINGUÍSTICA IES: 33002010 - USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa: 33002010113P9 - LETRAS (LÍNGUA ESPANHOLA E LIT. ESPANHOLA E HISPANO-

Leia mais

GEOCIÊNCIAS ÁREA: TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009. Coordenador: Roberto Dall Agnol Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação

GEOCIÊNCIAS ÁREA: TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009. Coordenador: Roberto Dall Agnol Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: GEOCIÊNCIAS TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009 2009 COORDENAÇÃO 2008-2010 2010 Coordenador: Roberto

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 15 - MEDICINA I IES: 33009015 - UNIFESP - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Programa: 33009015045P8 - MEDICINA INTERNA E TERAPÊUTICA Modalidade: Acadêmico

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: QUÍMICA COORDENADOR DE ÁREA: Jairton Dupont COORDENADOR ADJUNTO DE ÁREA: Luiz Carlos Dias I. APRESENTAÇÃO DA AVALIAÇÃO REALIZADA

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 41 - LETRAS / LINGUÍSTICA IES: 33002010 - USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa: 33002010110P0 - LITERATURA BRASILEIRA Modalidade: Acadêmico Curso

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 16 - MEDICINA II IES: 33002029 - USP/RP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO/ RIBEIRÃO PRETO Programa: 33002029029P3 - MEDICINA

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 13 - ENGENHARIAS III IES: 40003019 - PUC/PR - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ Programa: 40003019010P1 - ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS

Leia mais

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ARTES/MÚSICA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2016 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO: 2016 COORDENADOR DE ÁREA: ANTÔNIA PEREIRA BEZERRA COORDENADOR ADJUNTO: VERA BEATRIZ SIQUEIRA

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 20 - ENFERMAGEM IES: 25004018 - FESP/UPE - FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO Programa: 25004018015P7 - ENFERMAGEM Modalidade: Acadêmico Curso Nível

Leia mais

Seminário de Acompanhamento de Programas de Pós-Graduação em Odontologia 3 x 3

Seminário de Acompanhamento de Programas de Pós-Graduação em Odontologia 3 x 3 Seminário de Acompanhamento de Programas de Pós-Graduação em Odontologia 3 x 3 Isabela Almeida Pordeus (UFMG) Arnaldo de França Caldas Jr (UFPE) Outubro 2011 OBJETIVOS Refletir sobre trajetórias, discutir

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2007 2009 TRIENAL 2010 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ENGENHARIAS II COORDENADOR DE ÁREA: CARLOS HOFFMANN SAMPAIO COORDENADOR ADJUNTO DE ÁREA: SELENE MARIA DE ARRUDA GUELLI ULSON

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA APCN - 2016

ORIENTAÇÕES PARA APCN - 2016 Identificação Área de Avaliação: Química Coordenador de Área: Adriano Lisboa Monteiro Coordenador-Adjunto de Área: Maysa Furlan Coordenador-Adjunto de Mestrado Profissional: Paulo Anselmo Ziani Suarez

Leia mais

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE QUÍMICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012

COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE QUÍMICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 COMUNICADO n o 003/2012 ÁREA DE QUÍMICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: QUÍMICA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 38 - EDUCAÇÃO IES: 42004012 - FURG - FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Programa: 42004012002P0 - EDUCAÇÃO AMBIENTAL Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Capes Critérios de Implantação Mestrado e Doutorado Acadêmico. Avaliação de Proposta de Cursos Novos APCN Área de Avaliação: EDUCAÇÃO Dezembro / 2005

Capes Critérios de Implantação Mestrado e Doutorado Acadêmico. Avaliação de Proposta de Cursos Novos APCN Área de Avaliação: EDUCAÇÃO Dezembro / 2005 CAPES PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS DOUTORADO ÁREA DE EDUCAÇÃO Os projetos de cursos novos de doutorado serão julgados pela Comissão de Avaliação da área de Educação com base nos dados obtidos

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 17 - MEDICINA III IES: 33009015 - UNIFESP - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Programa: 33009015010P0 - MEDICINA (CIRURGIA CARDIOVASCULAR) Modalidade:

Leia mais

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 18 de Junho de 2012

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 18 de Junho de 2012 COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 18 de Junho de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA PERÍODO DE AVALIAÇÃO:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 38 - EDUCAÇÃO IES: 40014010 - UNICENTRO - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE Programa: 40014010009P1 - Educação Modalidade:

Leia mais

PADRÕES DE QUALIDADE OUTUBRO 2000

PADRÕES DE QUALIDADE OUTUBRO 2000 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE POLÍTICA DO ENSINO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE FARMÁCIA PADRÕES

Leia mais

b) integração de área(s) de concentração, linhas de pesquisa, projetos de pesquisa, produção intelectual e estrutura curricular de modo tal que:

b) integração de área(s) de concentração, linhas de pesquisa, projetos de pesquisa, produção intelectual e estrutura curricular de modo tal que: 1. Dentro do padrão de qualidade adotado na área, considera-se que a proposta do programa é um quesito básico de garantia para a obtenção de resultados, não podendo haver diferença notável aqui entre os

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 48 - BIOTECNOLOGIA IES: 28025016 - CPqGM - CENTRO DE PESQUISA GONÇALO MONIZ - FIOCRUZ Programa: 28025016001P4 - BIOTECNOLOGIA EM SAÚDE E MEDICINA

Leia mais

DIRETRIZES E PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS DE CURSOS NOVOS DE MESTRADO PROFISSIONAL

DIRETRIZES E PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS DE CURSOS NOVOS DE MESTRADO PROFISSIONAL DIRETRIZES E PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS DE CURSOS NOVOS DE MESTRADO PROFISSIONAL I) Apresentação Este documento descreve as diretrizes e parâmetros de avaliação de mestrado profissional em Administração,

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 45 - INTERDISCIPLINAR IES: 28023013 - CIMATEC - FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC Programa: 28023013001P1 - GESTÃO E TECNOLOGIA INDUSTRIAL - GETEC

Leia mais

HISTÓRIA ÁREA: TRIÊNIO 2007-2010. Coordenador: Raquel Glezer. Coordenador-Adjunto: Luiz Carlos Soares. Ministério da Educação

HISTÓRIA ÁREA: TRIÊNIO 2007-2010. Coordenador: Raquel Glezer. Coordenador-Adjunto: Luiz Carlos Soares. Ministério da Educação Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: HISTÓRIA Coordenador: Raquel Glezer TRIÊNIO 2007-2010 2010 Coordenador-Adjunto: Luiz Carlos

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA Coordenador de Área: CARLOS ALBERTO STEIL Coordenador-Adjunto de Área: CARLOS FAUSTO Modalidade: Acadêmica I. Considerações gerais sobre o estágio

Leia mais

1 / 17. Orientações do CTC Reunião de 07/06/2006 sobre a Nova Ficha de Avaliação

1 / 17. Orientações do CTC Reunião de 07/06/2006 sobre a Nova Ficha de Avaliação Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Capes Critérios de Avaliação Trienal Triênio Avaliado 2004 2007 Área de Avaliação: ADMINISTRAÇÃO/TURIMSO PROGRAMAS/CURSOS ACADÊMICOS

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 26 - DIREITO IES: 33005010 - PUC/SP - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Programa: 33005010019P5 - DIREITO

Leia mais

DOCUMENTO DE ÁREA 2009

DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: SERVIÇO SOCIAL/ECONOMIA DOMÉSTICA Coordenadora de Área: MARIANGELA BELFIORE WANDERLEY Coordenadora-Adjunta de Área: MARILDA VILLELA IAMAMOTO Modalidade: Acadêmica I. Considerações

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 37 - PSICOLOGIA IES: 32001010 - UFMG - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Programa: 32001010041P9 - PSICOLOGIA Modalidade:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2010 a 2012 Etapa: Avaliação Trienal 2013 Área de Avaliação: 27 - ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO IES: 42001013 - UFRGS - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Programa:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 25 - CIÊNCIA DE ALIMENTOS IES: 42003016 - UFPEL - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Programa: 42003016009P9 - CIÊNCIA E TECNOLOGIA Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Plataforma Sucupira. Ficha de Recomendação. Cursos. Nome Nível Situação

Plataforma Sucupira. Ficha de Recomendação. Cursos. Nome Nível Situação Instituição de Ensino: Programa: EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO (UNIVASF) Educação Física Número/Ano: 1217/2014 Modalidade: Área de Avaliação: Período de Avaliação: ACADÊMICO

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO PERÍODO: MARÇO DE 2009 A MARÇO DE 2012 CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

MODELO DE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO PERÍODO: MARÇO DE 2009 A MARÇO DE 2012 CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS MODELO DE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO PERÍODO: MARÇO DE 2009 A MARÇO DE 2012 CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS APRESENTAÇÃO DO CURSO Caracterização geral do Curso de Ciências Econômicas da Unemat: Denominação

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO MANTIDA PELO INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO MANTIDA PELO INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO MANTIDA PELO INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE O Conselho de Ensino e Pesquisa CEP, da Faculdade Moraes Júnior Mackenzie Rio, no uso de suas atribuições legais, em

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Regulamento de Atividades Complementares Curso de Enfermagem Capítulo I- Disposições Gerais Art. 1º - O presente regulamento tem por finalidade regrar as Atividades Complementares para o curso de Enfermagem

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 30 - PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA IES: 31032010 - UCAM - UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES Programa: 31032010007P8 - PLANEJAMENTO REGIONAL

Leia mais

RELATÓRIO DE VISITA. Informações gerais

RELATÓRIO DE VISITA. Informações gerais RELATÓRIO DE VISITA Informações gerais Área de Avaliação: 45 Interdisciplinar Data da Visita: 5 e 6 de Maio de 2015 Consultor(a) 1: Consultor(a) 2: Adelaide Faljoni-Alario Antônio Carlos dos Santos IES:

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO Isabela Almeida Pordeus Novembro 2009 A Pós-Graduação em Odontologia Evolução dos Programas: Odontologia Evolução do Programas

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

EDITAL 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO DE DISCENTES

EDITAL 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO DE DISCENTES EDITAL 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO DE DISCENTES O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina UFSC torna público o Edital

Leia mais

Concurso Público para preenchimento de vagas no cargo de Defensor Público de 3ª Categoria do Estado de Goiás EDITAL Nº 001/2014

Concurso Público para preenchimento de vagas no cargo de Defensor Público de 3ª Categoria do Estado de Goiás EDITAL Nº 001/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO Concurso Público para preenchimento de vagas no cargo de Defensor Público de 3ª Categoria do Estado de Goiás EDITAL Nº 001/2014

Leia mais

COMUNICADO n o 002/2012 ÁREA DE LETRAS E LINGUÍSTICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012

COMUNICADO n o 002/2012 ÁREA DE LETRAS E LINGUÍSTICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 COMUNICADO n o 002/2012 ÁREA DE LETRAS E LINGUÍSTICA ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: Letras e Linguística PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS JUNHO/2011 CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º. Os cursos de Pós Graduação Lato Sensu da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 16 - MEDICINA II IES: 33009015 - UNIFESP - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Programa: 33009015033P0 - PSICOBIOLOGIA Modalidade: Acadêmico Curso Nível

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016/1

PROCESSO SELETIVO 2016/1 Prezado(a) Vestibulando(a). Bem-vindo ao Vestibular 2016-1 da FACULDADE RAÍZES! Nosso desejo é que você se torne um profissional capaz de competir no mercado de trabalho e de conquistar o seu espaço exercendo

Leia mais

FICHA DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA

FICHA DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA Período de Avaliação: 2001/200 - Acompanhamento 200 - Ano Base 2002 Área de Avaliação: LETRAS / LINGUÍSTICA Programa: 2008018005P5 - LETRAS E CULTURA REGIONAL / UCS Curso LETRAS E CULTURA REGIONAL Dados

Leia mais

JOAQUIM ALBERTO LEITE DA SILVA JUNIOR 67 GLAUBER PIRES PENA 56 WANDERLEY NASCIMENTO PEDROZA 55 INGRID DA SILVA HOLANDA 53 GISELE BRASIL LIMA 47

JOAQUIM ALBERTO LEITE DA SILVA JUNIOR 67 GLAUBER PIRES PENA 56 WANDERLEY NASCIMENTO PEDROZA 55 INGRID DA SILVA HOLANDA 53 GISELE BRASIL LIMA 47 PROCESSO SELETIVO DO 2º SEMESTRE 2015 - TUTOR PRESENCIAL, TUTOR A DISTÂNCIA E PARA COORDENADOR DE TUTORIA. EDITAL Nº 20/2015 RESULTADO APÓS RECURSO ETAPA I - ANÁLISE CURRICULAR E DOCUMENTAL COORDENAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP. Margarida Maria R.B.P.Leal

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP. Margarida Maria R.B.P.Leal M I N I S T É R I O DA EDUCAÇÃO CONSELHO F E D E R A L DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP INTERESSADO/MANTENEDORA UF SP ASSUNTO; Recredenciamento do curso de pós-graduação em Ciências Biológicas,

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 45 - INTERDISCIPLINAR IES: 10001018 - UNIR - UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Programa: 10001018015P6 - História e Estudos Culturais Modalidade: Acadêmico

Leia mais

EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016.

EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016. EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, com fundamento na

Leia mais

As informações sobre o processo seletivo são as seguintes: 1. DADOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM EDUCAÇÃO

As informações sobre o processo seletivo são as seguintes: 1. DADOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM EDUCAÇÃO EDITAL Nº 01/ 2011 PPGEd CHAMADA DE CANDIDATOS AO PROCESSO SELETIVO DE ALUNOS REGULARES DO PPGEd - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA UNIV. FEDERAL DE SÃO CARLOS - CAMPUS SOROCABA - PARA O ANO DE

Leia mais

Status Documentação. Posto de Trabalho 4-EDUCADOR DE CIÊNCIAS NATURAIS - 30H

Status Documentação. Posto de Trabalho 4-EDUCADOR DE CIÊNCIAS NATURAIS - 30H Inscrição Candidato REQ1 REQ2 A B C D E F G TOTAL 961383 ADELIA CARLA VERTANO DA SILVA 0,00 964801 ADELIA VIRGILIO DE ARAUJO SIM NÃO 0,00 0,00 15,00 10,00 0,00 0,00 0,00 25,00 962894 ADELINA MANDU CAVALCANTE

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DE UM PROGRAMA (MESTRADO) NOTA 3

CARACTERÍSTICAS DE UM PROGRAMA (MESTRADO) NOTA 3 CAPES - ÁREA DE ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA ÁREA 46 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA PROGRAMAS ACADÊMICOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU CARACTERÍSTICAS DE UM PROGRAMA (MESTRADO) NOTA 3 Para obter nota

Leia mais

I - Proposta do Programa

I - Proposta do Programa Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior SERVIÇO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE 04 Ano Base 01_02_03 SERVIÇO SOCIAL / ECONOMIA DOMÉSTICA CAPES Período de Avaliação: 01-02-03 Área

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015 RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015 Aprovar ad referendum do Conselho Universitário- CONSUN, o Regulamento para a Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade do Contestado - UnC. A Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO

INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO INTRODUÇÃO A avaliação da pós-graduação na área da enfermagem tem como missão contribuir na formação de mestres e doutores críticos, éticos e reflexivos, capazes de, através da investigação científica,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO NORMA N o 01/PPGCR/2015 de 17 de junho de 2015. Dispõe sobre o credenciamento e recredenciamento de docentes no PPGCR. O Colegiado Pleno do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação (PPG-CR)

Leia mais

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura Página 1 de 9 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20100109 Código MEC: 37883 Código da Avaliação: 89802 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

CORRIDA DO NATAL DE CAMPOS DO JORDÃO

CORRIDA DO NATAL DE CAMPOS DO JORDÃO CORRIDA DO NATAL DE CAMPOS Descrição Faixa Coloc. Num. Nome Idd. Equipe Tempo Masculino de 0 até 15 anos idade inválida 1 488 TROCA DE NÚMERO. DE: 488 PARA: 628 0 00:47:33 Masculino de 16 até 19 anos 1

Leia mais

Programação GT09 - Trabalho e Educação. GT09 - Trabalho e Educação. Local: CCE Centro de Comunicação e Expressão - Auditório Henrique Fontes

Programação GT09 - Trabalho e Educação. GT09 - Trabalho e Educação. Local: CCE Centro de Comunicação e Expressão - Auditório Henrique Fontes GT09 - Trabalho e Educação Coordenadora: Sonia Maria Rummert UFF Vice-coordenadora: Georgia Sobreira dos Santos Cêa UFAL Representante no Comitê Científico: Maria Clara Bueno Fischer UFRGS e Dante Henrique

Leia mais

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DOUTORAL DOCENTE - PRODOUTORAL

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DOUTORAL DOCENTE - PRODOUTORAL COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DOUTORAL DOCENTE - PRODOUTORAL Agosto de 2008 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DOUTORAL DOCENTE PRODOUTORAL

Leia mais

RESULTADO PRELIMINAR DO PROCESSO ELEITORAL COMISSÕES CAMPUS ELEITORAIS DE CAMPUS CAMPUS

RESULTADO PRELIMINAR DO PROCESSO ELEITORAL COMISSÕES CAMPUS ELEITORAIS DE CAMPUS CAMPUS RESULTADO PARA FINAL COMPOSIÇÃO DO PROCESSO DAS COMISSÕES ELEITORAL ELEITORAIS PARA COMPOSIÇÃO DE DAS COMISSÕES ELEITORAIS DE LÁBREA Discentes 1º ANTÔNIO CLEBER DE SOUZA ARAÚJO 2º FABIO TEIXEIRA LIMA 3º

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 45 - INTERDISCIPLINAR IES: 16003012 - UFT - FUNDACAO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS Programa: 16003012007P2 - CIÊNCIAS DA SAÚDE Modalidade: Profissional

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 27 - ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO IES: 31002013 - UFRRJ - UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

Treinamento da Plataforma Sucupira. Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria)

Treinamento da Plataforma Sucupira. Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria) Treinamento da Plataforma Sucupira Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria) Sumário Apresentação sobre a CAPES, sua missão e os objetivos da avaliação Overview da plataforma Sucupira CAPES A Campanha

Leia mais

DOCUMENTO DE ÁREA 2013

DOCUMENTO DE ÁREA 2013 Identificação Área de Avaliação: GEOGRAFIA Coordenador de Área: João Lima Sant Anna Neto (UNESP-PPrudente) Coordenador-Adjunto de Área: Marcio Piñon Oliveira (UFF) Coordenador-Adjunto de Mestrado Profissional:

Leia mais

Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO

Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO Importante: É fundamental que os docentes participantes tenham seu LATTES atualizado e completo, para que seja feita a importação de dados para o APCN pela Plataforma

Leia mais

RELATÓRIO DAS VISITAS A PROGRAMAS 3X3 DA ÁREA DE QUÍMICA

RELATÓRIO DAS VISITAS A PROGRAMAS 3X3 DA ÁREA DE QUÍMICA RELATÓRIO DAS VISITAS A PROGRAMAS 3X3 DA ÁREA DE QUÍMICA No segundo semestre de 2011 foram realizadas as visitas aos 4 programas 3x3 da área de Química: Universidade Federal de Sergipe UFS Consultores:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 20 - ENFERMAGEM IES: 50001019 - UFMT - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Programa: 50001019015P9 - ENFERMAGEM Modalidade:

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC

NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP)

Leia mais

1 Resolução CEPE N 2.105

1 Resolução CEPE N 2.105 Universidade Federal de Ouro Preto 1 Resolução CEPE N 2.105 Aprova Projeto de Criação do Curso de Especialização em Educação Matemática. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal

Leia mais

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Pernambuco FACEPE convida as universidades públicas de Pernambuco, federais ou estaduais,

Leia mais

Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde

Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde REGIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA DO INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE 1. Objetivos e Organização Geral 1.1- Os cursos de pós-graduação lato sensu oferecidos

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TUTORIA

COORDENAÇÃO DE TUTORIA PROCESSO SELETIVO DO 2º SEMESTRE 2015 - TUTOR PRESENCIAL, TUTOR A DISTÂNCIA E PARA COORDENADOR DE TUTORIA. EDITAL Nº 20/2015 RESULTADO APÓS RECURSO ETAPA II OFICINA DE CAPACITAÇÃO CURSO: SERVIÇOS PÚBLICOS

Leia mais

REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO PROFISSIONAL

REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO PROFISSIONAL Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação 22.scol@capes.gov.br REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO PROFISSIONAL IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ACADÊMICA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE DA SOCIEDADE BENEFICENTE ISRAELITA BRASILEIRA ALBERT EINSTEIN

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ACADÊMICA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE DA SOCIEDADE BENEFICENTE ISRAELITA BRASILEIRA ALBERT EINSTEIN REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ACADÊMICA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE DA SOCIEDADE BENEFICENTE ISRAELITA BRASILEIRA ALBERT EINSTEIN CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º O Programa de Pós-graduação Acadêmica

Leia mais