INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012"

Transcrição

1 INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012 REGRAS E CRITÉRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DAS OPERAÇÕES DE CONTAS A PAGAR ATRAVÉS DA FADEX TERESINA PI, FEVEREIRO DE 2012

2 INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nr.º 01 DE 15 DE MAIO DE INSTRUÇÃO NORMATIVA ATUALIZADA EM 7 de FEVEREIRO DE Dispõe sobre regras e critérios para o funcionamento das operações de contas a pagar através da FADEX. Considerando o volume de projetos e de pagamentos a serem executados, e a necessidade de oferecermos um melhor atendimento aos coordenadores e pesquisadores da Universidade Federal do Piauí, a FADEX Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino e Extensão, ESTABELECE QUE: 1. A partir desta data o prazo para atendimento das solicitações de pagamento será de, no mínimo, 03 (três) dias úteis (se não houver restrições ou pendências) devendo o coordenador elaborar suas solicitações de acordo com o respectivo Plano de Trabalho, identificando sempre: 1) Nome do Projeto (Convênio ou Contrato); 2) Número e Nome da rubrica e subrubrica de pagamento; 3) Número do Banco/Agência e Número da Conta Corrente; 4) Identificação pessoal do beneficiário conforme modelo padrão; 5) Discriminar detalhadamente os pagamentos caracterizando o tipo de gasto, e, em caso de parcela de serviços, identificar o respectivo número da parcela; 6) por fim, observar os demais campos conforme modelo de solicitação e preencher seguindo as respectivas instruções contidas no Manual de Procedimentos. Todas as solicitações deverão ser assinadas pelo coordenador ou substituto, mediante portaria ou documento comprobatório de substituição. 2. Os coordenadores dos projetos deverão encaminhar suas solicitações sempre e somente mediante aprovação e requerimento, via ofício, da Pró-Reitoria a que esteja vinculado o projeto. Junto aos documentos da Pró-Reitoria devem ser encaminhados

3 os formulários padronizados da FADEX devidamente preenchidos e assinados pelo coordenador do projeto. 3. As solicitações de pagamento dos Serviços de Terceiros Pessoa Física deverão ser encaminhadas, no máximo, até o dia 28 de cada mês, para pagamento no mesmo mês, após esta data os pagamentos serão efetuados somente no mês seguinte. Isto decorre da necessidade de conferência dos lançamentos, impostos e encargos sociais incidentes sobre os mesmos (INSS, ISS, IR, FGTS), para cumprimento das obrigações fiscais e sociais. 4. Todas as solicitações de pagamento de Serviços de Terceiros Pessoa Física deverão constar, obrigatoriamente, dos seguintes dados: NOME E ENDEREÇO COMPLETO DO BENEFICIADO, RG, CPF, PIS/PASEP/NIT E DADOS BANCÁRIOS. 5. Solicitação de pagamento a pessoa física (primeira vez) deverá ser acompanhada da respectiva Ficha Cadastral, devidamente preenchida. 6. Sempre que o beneficiário tiver pagamento a receber, dentro do mesmo mês, ainda que em projetos diferentes, e que ultrapasse a faixa de isenção do IRRF (R$ 1.637,12 desde janeiro/2012), deverá ser anexada a cada solicitação uma fotocópia da certidão de nascimento dos filhos (se houverem) ou outros que estejam na condição de dependentes do IR, além de documentos comprobatórios desta situação (por exemplo: comprovante de matrícula em faculdade ou universidade para filhos até 24 anos; certidão de casamento; etc.). 7. Sendo o beneficiário contribuinte individual (autônomo) do ISS, este deverá anexar a cada solicitação de pagamento de Outros Serviços de Terceiros Pessoa Física a fotocópia do alvará expedido pela Prefeitura Municipal e dos documentos de comprovação do recolhimento da anuidade vigente.

4 8. Para o recolhimento da contribuição previdenciária, ao INSS, o sistema financeiro da FADEX identifica e calcula os valores retidos no mês, considerando o teto máximo mensal desta contribuição (TETO MÁXIMO DO SERVIÇO R$ 3.916,20; TETO MÁXIMO DE RETENÇÃO R$ 430,78 desde janeiro/2012). Caso o beneficiário perceba outros vencimentos em locais distintos da FADEX, em que incidam o recolhimento desta contribuição ao INSS (exclusivamente), deverá anexar às solicitações, fotocópias dos recibos e/ou contracheques que comprovem esta situação para fins de não cumulatividade dos valores. 9. As prestações de contas dos suprimentos de fundos deverão ser enviadas à FADEX até o 5.º (quinto) dia útil corrido do mês subseqüente à solicitação, para fins de lançamentos e informações fiscais. Não se concederá suprimento de fundo ao coordenador responsável por 02 (dois) suprimentos, sem que tenha prestado contas de pelo menos 01 (um) deles. 10. Todas as notas fiscais de fornecimento de Material de Consumo ou Equipamentos e Material Permanente deverão ser emitidas no modelo Série 1, em nome de: FADEX Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino e Extensão CNPJ NR / Observar se a empresa esta obrigada a emitir nota fiscal eletrônica. No corpo da nota fiscal deverá constar o número do convênio e/ou nome do projeto responsável pela compra. O coordenador deverá atestar o recebimento do material em todas as vias da nota fiscal, condição esta indispensável para a liberação do pagamento. Todas as notas deverão estar acompanhadas dos respectivos recibos de quitação. 11. As notas fiscais de Prestação de Serviços (pessoa física ou jurídica) deverão ser emitidas no modelo Série A, com os mesmos dados e recomendações citadas no item 10. A partir de setembro de 2009 as notas fiscais pessoa jurídica passaram a

5 serem emitidas eletronicamente, pessoa física a partir de agosto/2011, no município de Teresina. Para prestadores de serviços autônomos, recomendamos a emissão de Nota Fiscal de Prestação de Serviços Avulsa (Conforme dados cadastrais e instruções do item 10). A partir de agosto/2011 passou a ser emitida eletronicamente, informação através do site Na ocasião da emissão da Nota Fiscal Avulsa o beneficiário deverá ficar atento quando da emissão, pois a nota fiscal avulsa é homologada somente após o pagamento do imposto. Para que a nota fiscal avulsa seja emitida no mês de competência, deverá ser solicitada 5 dias úteis antes do final do mês. 12. As aquisições de bens (material permanente, equipamentos e obras), serviços de terceiros pessoa jurídica e materiais de consumo deverão ser precedidos de uma coleta de preços comprovada com no mínimo 03 (três) orçamentos. Se material ou equipamento exclusivo apresentar carta de exclusividade. 13. O atendimento ao público na FADEX será efetuado de segunda à sexta-feira, das 08:00h às 12:00h e das 14:00h às 18:00h. Contatos por telefone através dos números: (UFPI ramal 5931) e (fone/fax) ou ainda, pelo 14. Ressaltamos que, por questões jurídico-administrativas, não serão liberados pagamentos a título de ressarcimento de despesas realizadas com recursos próprios (passagens, hospedagem, compras, etc.). As despesas somente serão pagas em nome do emitente do documento fiscal (nota fiscal e recibo) emitido conforme o item 10.

6 15. As solicitações de diárias deverão ser encaminhadas antecipadamente à viagem, visto que, diárias não constituem um pagamento por serviço prestado ou por fornecimento de bem, e sim, um recurso que é concedido para cobrir despesas com viagens (hospedagem, alimentação, etc). Portanto, havendo recurso disponível no projeto, não temos como justificar o seu pagamento em data posterior à da ocorrência do fato. Quando se tratar de viagem a se realizar em final de semana e/ou feriado, faz-se necessário a justificativa para que a mesma seja liberada. Após 05 (cinco) dias úteis do término do período de afastamento, deverá ser preenchido o Relatório de Viagem no modelo padronizado, exposto no site FADEX ( acompanhado de comprovação como: cópia de certificado, bilhete de passagem, lista de freqüência, ata de reunião, cartão de embarque ou congênere. A falta do relatório e comprovação inabilitará ao servidor receber novas diárias bem como estará obrigado à devolução do valor recebido. A diária será concedida por dia de afastamento da localidade da repartição de viagem, sendo devida pela metade do valor da diária referente ao dia quando o deslocamento não exigir pernoite fora da sede ou quando fornecido alojamento ou outra forma de hospedagem em instalações, pertencentes à administração pública de qualquer esfera do governo, e de instituições privadas. 16. Para a execução de um novo projeto os coordenadores e equipe deverá agendar uma reunião com a FADEX para que possam receber instruções sobre a formalização dos procedimentos administrativos e financeiros decorrentes da respectiva execução. 17. A presente Instrução Normativa foi atualizada na presente data. Teresina - PI, 07 de fevereiro de 2012.

7 Maria Dóris Carvalho de Amorim Mota Diretora Executiva Visto: Josania Lima Portela Carvalhedo Superintendente

NORMAS GERAIS PARA RECEBIMENTO E CONFERÊNCIA DE DOCUMENTOS

NORMAS GERAIS PARA RECEBIMENTO E CONFERÊNCIA DE DOCUMENTOS NORMAS GERAIS PARA RECEBIMENTO E CONFERÊNCIA DE DOCUMENTOS PROCEDIMENTO PADRÃO Nº. 001/2006. Teresina, Março 2008 ATUALIZADO EM MARÇO DE 2008 NORMAS GERAIS PARA RECEBIMENTO E CONFERÊNCIA DE DOCUMENTOS

Leia mais

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social.

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Documentos que possuem validade fiscal perante o fisco

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO Resolução nº 004, de 25 de março de 2015 Estabelece requisitos a serem observados para obtenção de apoio financeiro ou institucional junto ao CRMV-PE.

Leia mais

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 Regulamenta a Lei Complementar nº. 92/07 de 13 de Dezembro de 2007, que dispõe sobre o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) - que altera o sistema

Leia mais

Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor.

Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor. Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor. acompanhado dos cartões de embarque originais utilizados; f) A FAPERJ não aceitará o pagamento

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES DO FLUXO E PROCEDIMENTOS DE NOTAS FISCAIS AOS COORDENADORES DE PROJETOS E CONVÊNIOS NIOS ADMINISTRADOS PELA FUNDAHC

MANUAL DE ORIENTAÇÕES DO FLUXO E PROCEDIMENTOS DE NOTAS FISCAIS AOS COORDENADORES DE PROJETOS E CONVÊNIOS NIOS ADMINISTRADOS PELA FUNDAHC 1 MANUAL DE ORIENTAÇÕES DO FLUXO E PROCEDIMENTOS DE NOTAS FISCAIS AOS COORDENADORES DE PROJETOS E CONVÊNIOS NIOS ADMINISTRADOS PELA FUNDAHC Introdução: A FUNDAHC preparou o presente manual para distribuição

Leia mais

REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS DE CONSULTORIA, INSTRUTORIA EM PROJETOS.

REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS DE CONSULTORIA, INSTRUTORIA EM PROJETOS. REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS DE CONSULTORIA, INSTRUTORIA EM PROJETOS. TOLEDO-PR Página 2 de 6 1. OBJETIVO 1.1 O presente regulamento objetiva

Leia mais

*DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009.

*DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009. Diário Oficial nº : 25145 Data de publicação: 24/08/2009 Matéria nº : 238068 *DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009. Dispõe sobre a concessão de diárias a servidores públicos civis ou militares e empregados

Leia mais

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014 CONSÓRCIO PÚBLICO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO NORTE PIONEIRO RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014 A Diretoria Administrativa do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro -, no uso de suas

Leia mais

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 5, DE 2006. A COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL, no uso de sua competência regimental e regulamentar, RESOLVE:

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 5, DE 2006. A COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL, no uso de sua competência regimental e regulamentar, RESOLVE: ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 5, DE 2006. Dispõe sobre o fornecimento de passagens e a concessão de diárias de viagem, a serviço, e dá outras providências. A COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL, no uso de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais (CRMV-MG)

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais (CRMV-MG) .1. RESOLUÇÃO Nº 332 Estabelece procedimento para a concessão de apoio financeiro e institucional. O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais (CRMV-MG), no uso da atribuição

Leia mais

ORIENTAÇÃO BÁSICA PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR

ORIENTAÇÃO BÁSICA PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO Procuradoria Geral de Justiça Secretaria Geral do Ministério Público Coordenadoria Ministerial de Apoio Técnico e Infraestrutura Gerência Ministerial de Contabilidade ORIENTAÇÃO

Leia mais

decorrentes de uma má concessão e prestação de contas de diárias.

decorrentes de uma má concessão e prestação de contas de diárias. GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO COORDENADORIA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA - COAFI DIÁRIAS / SEDUC MANUAL DE ORIENTAÇÃO CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE DIÁRIAS As informações

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014 DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE SUBVENÇÃO SOCIAL, AUXÍLIO FINANCEIRO, CONTRIBUIÇÃO E OUTRAS FONTES DE RECURSO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO. A Controladoria Geral do Município

Leia mais

PROCEDIMENTO DE VIAGEM

PROCEDIMENTO DE VIAGEM PG.GAF.001 003 01/11/2015 1 de 16 CENTRO INTERNACIONAL DE ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOGÁS Novembro 2015 PG.GAF.001 003 01/11/2015 2 de 16 Sumário 1. OBJETIVO...3 2. DEFINIÇÕES E SIGLAS...3 3. FLUXO DO PROCESSO

Leia mais

Espaço do Coordenador

Espaço do Coordenador Espaço do Coordenador Guia de utilização Versão 2.5 PARTE 6: Pedidos de pessoal 2 SUMÁRIO 8.4 PEDIDOS DE PESSOAL... 6 8.4.1 CLT... 7 8.4.2 ESTAGIÁRIO... 17 8.4.3 AUTÔNOMO... 26 8.4.4 VALE ALIMENTAÇÃO/REFEIÇÃO...

Leia mais

COORDENADORIA DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA E TAXAS SUBSECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO E FISCALIZAÇÃO

COORDENADORIA DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA E TAXAS SUBSECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO E FISCALIZAÇÃO COORDENADORIA DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA E TAXAS SUBSECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO E FISCALIZAÇÃO PORTARIA F/SUBTF/CIS N.º 178 DE 25 DE OUTUBRO DE 2010 Dispõe sobre cancelamento de guia de

Leia mais

Orientações para Inscrição dos Candidatos à Bolsa de Estágio Pós-Doutoral do Programa CAPES/ NUFFIC

Orientações para Inscrição dos Candidatos à Bolsa de Estágio Pós-Doutoral do Programa CAPES/ NUFFIC Orientações para Inscrição dos Candidatos à Bolsa de Estágio Pós-Doutoral do Programa CAPES/ NUFFIC 1. APRESENTAÇÃO As orientações, a seguir, buscam esclarecê-lo(a) com relação aos aspectos práticos do

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I.

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I. LEI Nº 2927/2014 Estabelece o Regime de Diárias e Adiantamentos do Poder Legislativo, normas para o pagamento de despesas e revoga a Lei nº. 2.887/2014. A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 Ementa: Estabelece requisitos a serem observados para obtenção de apoio financeiro e/ou institucional junto ao CRMV-RJ. O - CRMV-RJ, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 001/2012

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 001/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Contrato de Repasse do Convênio no SICONV nº 763468/2011-IPD/MDA/BB Modalidade: Maior percentual de desconto oferecido sobre o valor do volume de vendas Entrega da Proposta até

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e-mail:prograd@furg.br

Leia mais

PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre concessão de diária, ou custeio, e transporte em viagem a serviço ao funcionário da Associação Multissetorial de Usuários de Recursos Hídricos

Leia mais

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional...

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional... SUMÁRIO 1. Registro Profissional... 2 2. Isenção de Anuidade... 3 3. Transferência de Regional... 4 4. Cancelamento de Registro (Pessoa Física)... 5 5. Reativação de Registro Profissional... 6 6. Parcelamento

Leia mais

FRBL FUNDO DE RECONSTITUIÇÃO DE BENS LESADOS

FRBL FUNDO DE RECONSTITUIÇÃO DE BENS LESADOS FRBL FUNDO DE RECONSTITUIÇÃO DE BENS LESADOS Orientações para Organizações da Sociedade Civil sem Fins Lucrativos (OSCs) Expediente Material produzido pelo ICom - Instituto Comunitário Grande Florianópolis

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 PROCESSO Nº 013/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA I DO OBJETO 1.1 Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de reserva, emissão, marcação, remarcação, endosso

Leia mais

MANUAL DO CLIENTE. Av. Conselheiro Aguiar, nº 4635, salas 407/408, Boa Viagem, Recife/PE 81-3325.0725 81-8639.0762

MANUAL DO CLIENTE. Av. Conselheiro Aguiar, nº 4635, salas 407/408, Boa Viagem, Recife/PE 81-3325.0725 81-8639.0762 MANUAL DO CLIENTE Av. Conselheiro Aguiar, nº 4635, salas 407/408, Boa Viagem, Recife/PE 81-3325.0725 81-8639.0762 www.hvrcontabil.com.br contato@hvrcontabil.com.br INTRODUÇÃO Este manual tem como finalidade

Leia mais

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2014 - FOZPREV DATA: 5 de junho de 2014 SÚMULA: Regulamenta critérios de participação em eventos externos e procedimentos para a utilização de diárias de viagem e passagens custeadas

Leia mais

EDITAL DO PROGRAMA DE INTERCÂMBIO DE AUTORES BRASILEIROS NO EXTERIOR

EDITAL DO PROGRAMA DE INTERCÂMBIO DE AUTORES BRASILEIROS NO EXTERIOR EDITAL DO PROGRAMA DE INTERCÂMBIO DE AUTORES BRASILEIROS NO EXTERIOR A Fundação Biblioteca Nacional torna público que oferecerá apoio financeiro a editoras estrangeiras com o objetivo de promover a participação

Leia mais

FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 201150026 TIPO: MENOR PREÇO

FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 201150026 TIPO: MENOR PREÇO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 201150026 TIPO: MENOR PREÇO A FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério

Leia mais

Fundação de Apoio à Ciência, Tecnologia e Educação

Fundação de Apoio à Ciência, Tecnologia e Educação MANUAL DO PESQUISADOR SUMÁRIO 1. Apresentação 2. Inclusão de Projetos 2.1. Apresentações de novos projetos 2.2. Tipos de instrumentos legais 2.3. Situação de adimplência das instituições 3. Orientações

Leia mais

CARTILHA DA ASSOCIAÇÃO

CARTILHA DA ASSOCIAÇÃO INSTRUÇÕES A SEREM SEGUIDAS APÓS ASSINATURA DO CONVÊNIO IMPLANTAÇÃO DOS PROJETOS Lembre-se: você não está sozinho! O mais importante no Projeto São José é a troca de experiência entre moradores de comunidades

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho FINANCEIRO IT. 20 11 1 / 6 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para as atividades financeiras do Conselho. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Instrução Normativa nº 480 de 15 de dezembro de 2004 Secretaria da

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012.

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. DECRETO N 1427/2012 Regulamenta a Lei municipal nº 8748/2010, que institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências.

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2015. Desenvolvimento, produção e realização da 20ª Festa do Imigrante.

CARTA CONVITE Nº 003/2015. Desenvolvimento, produção e realização da 20ª Festa do Imigrante. São Paulo, 24 de fevereiro de 2015. CARTA CONVITE Nº 003/2015 Desenvolvimento, produção e realização da 20ª Festa do Imigrante. O (INCI), Organização Social gestora do Museu da Imigração, de acordo com

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS

EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS EDITAL Nº 01/2015 AUXÍLIO FINANCEIRO PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS Este edital dispõe sobre as normas para solicitação, concessão e utilização de auxílio financeiro para participação em eventos extracurriculares,

Leia mais

Nota Técnica nº 446/2010/COGES/DENOP/SRH/MP. ASSUNTO: Averbação de tempo de serviço. Referência: Processo Administrativo nº 10176.

Nota Técnica nº 446/2010/COGES/DENOP/SRH/MP. ASSUNTO: Averbação de tempo de serviço. Referência: Processo Administrativo nº 10176. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos Departamento de Normas e Procedimentos Judiciais Coordenação-Geral de Elaboração, Sistematização e Aplicação das Normas Nota

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul MUNICIPIO DE ERECHIM PREFEITURA MUNICIPAL Praça da Bandeira, 354 Fone: 54 520 7000 99700-000 Erechim RS

Estado do Rio Grande do Sul MUNICIPIO DE ERECHIM PREFEITURA MUNICIPAL Praça da Bandeira, 354 Fone: 54 520 7000 99700-000 Erechim RS MINUTA 175/2014 CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º /2014 PROCESSO N.º 8287/2014 - PREGÃO PRESENCIAL N.º 153/2014 AQUISIÇÃO DE PEÇAS PARA CONSERTO DA MÁQUINA M-65 - SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PÚBLICAS E HABITAÇÃO

Leia mais

Auxílio Financeiro a Estudantes (Mestrado e Doutorado)

Auxílio Financeiro a Estudantes (Mestrado e Doutorado) Auxílio Financeiro a Estudantes (Mestrado e Doutorado) Encaminhar ao Decor/PROPG a Requisição de Auxílio Financeiro a Estudantes devidamente assinada e carimbada pela Coordenação do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL SECRETARIA ESPECIAL DE GESTÃO DE PESSOAS - SEGEP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL SECRETARIA ESPECIAL DE GESTÃO DE PESSOAS - SEGEP ATENÇÃO: PARA ENVIO À SEGEP, IMPRIMA APENAS O(S) FORMULÁRIO(S) DO FINAL DO ARQUIVO. RESSARCIMENTO À SAÚDE SUPLEMENTAR 1.O que é? É o auxílio de caráter indenizatório, prestado ao servidor na forma de ressarcimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLORADO ESTADO DO PARANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLORADO ESTADO DO PARANA DISPENSA Nº: DP 077/2013 ÓRGÃO SOLICITANTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO. OBJETO: AQUISIÇÃO DE QUADROS COM IMAGENS AÉREAS DO MUNICÍPIO E CD DE IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO PARA A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAP. I - DA COOPERATIVA. Art. 02: A UNIMED JUIZ DE FORA tem a seguinte estrutura organizacional:

REGIMENTO INTERNO CAP. I - DA COOPERATIVA. Art. 02: A UNIMED JUIZ DE FORA tem a seguinte estrutura organizacional: REGIMENTO INTERNO CAP. I - DA COOPERATIVA Art. 01: A união das singulares de um estado constitui uma Federação e, a união destas a Confederação, que constituem o SISTEMA DE SAÚDE UNIMED. Como tal, esta

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCO SISTEMA CONTÁBIL Nº 004/2014, DE 2 DE MAIO DE 2014 VERSÃO 02 CAPÍTULO I DA FINALIDADE CAPÍTULO II DA ABRANGÊNCIA

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCO SISTEMA CONTÁBIL Nº 004/2014, DE 2 DE MAIO DE 2014 VERSÃO 02 CAPÍTULO I DA FINALIDADE CAPÍTULO II DA ABRANGÊNCIA INSTRUÇÃO NORMATIVA SCO SISTEMA CONTÁBIL Nº 004/2014, DE 2 DE MAIO DE 2014 VERSÃO 02 Versão: 02 Aprovação em: 20 de maio de 2014 Ato de aprovação: Resolução nº 104/2014 Unidade Responsável: Secretaria

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 023

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 023 1/ 7 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão geral do documento e adequação dos registros e padrões 02 Expor de maneira clara o item 5.8 as áreas usuárias Demais envolvidos

Leia mais

EMPREGADORES COM MATRÍCULA CEI CADASTRO DA MATRÍCULA NO CEI

EMPREGADORES COM MATRÍCULA CEI CADASTRO DA MATRÍCULA NO CEI EMPREGADORES COM MATRÍCULA CEI CADASTRO DA MATRÍCULA NO CEI Inicialmente, cabe informar que a Matrícula CEI, de acordo com o artigo 17 da Instrução Normativa RFB nº 971/09, é considerada como cadastro

Leia mais

c Designação do corpo docente, auxiliares, e dos demais profissionais que a atividade necessitar;

c Designação do corpo docente, auxiliares, e dos demais profissionais que a atividade necessitar; CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS 2015 Pelo presente instrumento particular de Contrato de Prestação de Serviços Educacionais de um lado o Centro de Ensino São José Ltda., inscrito no CNPJ:

Leia mais

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Objeto: Contratação de empresa para prestação do serviço de agenciamento de viagens (emissão, remarcação e cancelamento de passagens aéreas nacionais

Leia mais

RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011.

RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011. RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011. Orienta os procedimentos necessários para o pagamento de honorários aos professores dos cursos de Pós-Graduação promovidos pelo IEDUCORP

Leia mais

NOR - PRO - 105 PAGAMENTO DA DESPESA

NOR - PRO - 105 PAGAMENTO DA DESPESA 1. OBJETIVO 1.1. Estabelecer normas e procedimentos para o pagamento de despesas referentes às contratações de prestação de serviços, ao fornecimento de bens permanentes e de consumo e às obras e serviços

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: Pessoas jurídicas de direito privado, associativas ou

Leia mais

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628 LEI N 812 de 12 de maio de 2014. Institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e, a Ferramenta de Declaração Eletrônica de Serviços - DES, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPIMIRIM,,

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 026/2014. Contratação de Empresa especializada em Auditoria Independente.

CARTA CONVITE Nº 026/2014. Contratação de Empresa especializada em Auditoria Independente. São Paulo, 17 de junho de 2014. CARTA CONVITE Nº 026/2014 Contratação de Empresa especializada em Auditoria Independente. A, Organização Social gestora do Museu do Café e do Museu da Imigração, de acordo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. REGULAMENTA A UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFSE E DECLARAÇÃO FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE OURO BRANCO, E DÁ OUTRAS PRIVIDÊNCIAS.

Leia mais

Pagamento de Despesa por Meio de Adiantamento. DNT/SSSCI/SF Março 2013

Pagamento de Despesa por Meio de Adiantamento. DNT/SSSCI/SF Março 2013 Meio de Adiantamento DNT/SSSCI/SF Março 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Fabri Monique Junqueira Ferraz

Leia mais

ESTÂNCIA HIDROMINERAL DE POÁ

ESTÂNCIA HIDROMINERAL DE POÁ DECRETO Nº DE DE DE 2015 Dispõe sobre regulamentação da Lei Complementar nº. 3.766, de 4 de dezembro de 2014, que criou o Passe Livre Estudantil, gratuidade no sistema de transporte coletivo aos estudantes

Leia mais

Documentos para o processo seletivo ProUni 200902

Documentos para o processo seletivo ProUni 200902 Documentos para o processo seletivo ProUni 200902 Os alunos pré-selecionados deverão marcar horário para entrevista através do telefone (51)3586.89.01, ficando ciente que a documentação abaixo deverá ser

Leia mais

Manual Prático Para Prestação de Contas

Manual Prático Para Prestação de Contas Manual Prático Para Prestação de Contas INTRODUÇÃO O presente manual tem por finalidade orientar os gestores de projetos culturais sobre os seus deveres, instruir como realizar as despesas e prestar contas

Leia mais

Gabinete do Procurador-Geral de Justiça ATO PGJ Nº 571/2016

Gabinete do Procurador-Geral de Justiça ATO PGJ Nº 571/2016 Gabinete do Procurador-Geral de Justiça ATO PGJ Nº 571/2016 Institui e regulamenta o Programa de Serviço Voluntário no âmbito do Ministério Público do Estado do Piauí. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO

Leia mais

Unidade de Gerenciamento de Projetos CARTA CONVITE Nº 04/2010 PROJETO 914BRA3043

Unidade de Gerenciamento de Projetos CARTA CONVITE Nº 04/2010 PROJETO 914BRA3043 Unidade de Gerenciamento de Projetos CARTA CONVITE Nº 04/2010 PROJETO 914BRA3043 PARA: FAX N. º : A/C: N. º DE PÁGINAS. 0 INCLUINDO ESTA. Caso não receba esta mensagem completa, ligue para (51)3288-5922

Leia mais

Assunto: NF-e Municipal Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Assunto: NF-e Municipal Nota Fiscal Eletrônica de Serviços São Paulo, 26 de Setembro de 2006. Assunto: NF-e Municipal Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Prezado Associado, Buscando minimizar os impactos trazidos pela implantação do mais recente projeto da Prefeitura

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto nos arts. 20, inciso II, 22, inciso III, e 24, inciso IV, da Lei nº 10.233, de 5 de junho de 2001; e

CONSIDERANDO o disposto nos arts. 20, inciso II, 22, inciso III, e 24, inciso IV, da Lei nº 10.233, de 5 de junho de 2001; e Dispõe sobre procedimentos a serem observados na aplicação do Estatuto do Idoso no âmbito dos serviços de transporte rodoviário interestadual de passageiros, e dá outras providências. A Diretoria da Agência

Leia mais

PROJETO SETORIAL CONVÊNIO SOFTEX / APEX 2014 2016

PROJETO SETORIAL CONVÊNIO SOFTEX / APEX 2014 2016 Campinas, 15 de outubro de 2014. EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE AUDITORIA EXTERNA INDEPENDENTE PROJETO SETORIAL CONVÊNIO SOFTEX / APEX 2014 2016 Prezados Senhores, A Associação para Promoção da Excelência

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições legais;

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições legais; Publicado no Diário da Justiça nº057/2007, de 27.3.2007, p. A-3 a A-4 INSTRUÇÃO N. 005/2007-PR Revoga a Instrução 016/96-PR Revogada pela Instrução n. 003/2012-PR Dispõe sobre os procedimentos e rotinas

Leia mais

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Dispõe sobre estágios no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Estado do Piauí para estudantes regularmente matriculados e com frequência efetiva, vinculados

Leia mais

CONHEÇA O PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DA SUA CARTA DE CRÉDITO

CONHEÇA O PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DA SUA CARTA DE CRÉDITO CONHEÇA O PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DA SUA CARTA DE CRÉDITO 1. PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES 2 2. MODALIDADE PARA USO DA SUA CARTA DE CRÉDITO 2 3. ETAPAS PARA UTILIZAÇÃO DO CRÉDITO 2 4. DOCUMENTOS PARA PESQUISA

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

Agenda Tributária: de 05 a 11 de maio de 2016

Agenda Tributária: de 05 a 11 de maio de 2016 Agenda Tributária: de 05 a 11 de maio de 2016 Até: Quinta-feira, dia 5 - Scanc Histórico: Contribuinte que tiver recebido o combustível de outro contribuinte substituído Entrega das informações relativas

Leia mais

Anexos 4. 0 Substituição Tributária

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.8 Substituição Tributária nas Operações Interestaduais com Energia Elétrica não destinada à Comercialização ou à Industrialização Anexo 4.8 DA SUBSTITUIÇÃO

Leia mais

Dispõe sobre as instruções de implantação e uso do Crachá Digital no âmbito da Secretaria da Fazenda.

Dispõe sobre as instruções de implantação e uso do Crachá Digital no âmbito da Secretaria da Fazenda. Portaria Conjunta CGA/CPM - 1, de 27-11-2012 Dispõe sobre as instruções de implantação e uso do Crachá Digital no âmbito da Secretaria da Fazenda. Os Coordenadores da Coordenadoria Geral de Administração

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção INSS por Contribuinte Individual

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção INSS por Contribuinte Individual 12/05/2016 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1 Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro de 2009... 4 3.2 Exemplo

Leia mais

Assunto: NF-e Municipal Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Assunto: NF-e Municipal Nota Fiscal Eletrônica de Serviços São Paulo, 29 de Julho de 2011. Assunto: NF-e Municipal Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Prezado Associado, Buscando minimizar os impactos trazidos pela implantação da NF-e Nota Fiscal Eletrônica (instituída

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE GAURAMA, torna público para o conhecimento dos interessados, que às 15:00 horas do dia 18 de março de 2013, nas dependências do Salão Nobre

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

do momento em que for validado o aluno, você assume como verdadeiras as informações cadastradas pela Instituição de ensino (colégio).

do momento em que for validado o aluno, você assume como verdadeiras as informações cadastradas pela Instituição de ensino (colégio). Os termos e condições a seguir (doravante denominados simplesmente acordo ) regulam o fornecimento dos materiais impressos do(s) Programa(s) Educacional(s) SE e BE (doravante denominados material(is) ),

Leia mais

DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010. (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014)

DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010. (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014) DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010 (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014) Dispõe sobre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica-NFS-e NOTA CARIOCA e dá outras providências.

Leia mais

I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO

I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO PU_TRADICIONAL_100MM_15M Condições Gerais I. INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CARDIF CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ Nº. : 11.467.788/0001-67 PRODUTO: PU_TRADICIONAL_100MM_15M MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

DECRETO Nº 297, DE 28 DE AGOSTO DE 2014.

DECRETO Nº 297, DE 28 DE AGOSTO DE 2014. DECRETO Nº 297, DE 28 DE AGOSTO DE 2014. "Dispõe sobre a instituição do Regime Especial de Escrituração Fiscal e Recolhimento relativos ao ISSQN e, Recadastramentos Fiscais Mobiliários e Imobiliários,

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA BOLSA PROUNI

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA BOLSA PROUNI DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA BOLSA PROUNI A Ficha Socioeconômica deve ser preenchida, sem rasuras, assinada pelo (a) candidato (a) ou pelo (a) pai, mãe e/ou responsável legal e, apresentada ao Núcleo de Apoio

Leia mais

PORTARIA Nº 051/2006-DG

PORTARIA Nº 051/2006-DG PORTARIA Nº 051/2006-DG O Diretor Geral do DETRAN/PR, no uso das suas atribuições, e Considerando a necessidade de ressarcimento, para a Autarquia, dos custos de serviços prestados, quando não enquadráveis

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça REVOGADO Revogado pela Resolução n. 3 de 21 de março de 2012 RESOLUÇÃO N. 17 DE 23 DE NOVEMBRO DE 2011. Dispõe sobre o afastamento para estudo ou missão no exterior no âmbito do Superior Tribunal de Justiça.

Leia mais

Poder Judiciário Conselho Nacional de Justiça

Poder Judiciário Conselho Nacional de Justiça [Tí tulo] Contratação de ferramenta de pesquisa e comparação de preços praticados pela Administração Pública, denominada Banco de Preços, que consiste num sistema de pesquisas baseado em resultados de

Leia mais

EVENTOS E CONGRESSOS

EVENTOS E CONGRESSOS EVENTOS E CONGRESSOS O financiamento de eventos de caráter científico-tecnológico obedece à seguinte priorização: a) organização; b) participação coletiva; c) participação individual no país; d) participação

Leia mais

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 4139, DE 11 DE SETEMBRO DE 2013. Regulamenta o Fundo Municipal de Esporte e Lazer e o Incentivo ao Esporte e Lazer e dá outras providências. O PREFEITO DE GOIÂNIA, no

Leia mais

CONTRATO nº 09/2004 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO

CONTRATO nº 09/2004 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO CONTRATO nº 09/2004 A AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS PÚBLICOS DO ESTADO DE ALAGOAS ARSAL, pessoa jurídica de direito público, inscrita no CNPJ/MF sob o No. 04.730.141/0001-10 com sede à Rua Cincinato Pinto,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 11, DE 04 DE NOVEMBRO DE 2015. Art. 1º Aprovar, na forma do Anexo, a Norma de Capacitação de Servidores da APO.

RESOLUÇÃO Nº 11, DE 04 DE NOVEMBRO DE 2015. Art. 1º Aprovar, na forma do Anexo, a Norma de Capacitação de Servidores da APO. RESOLUÇÃO Nº 11, DE 04 DE NOVEMBRO DE 2015 A DIRETORIA EXECUTIVA DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA APO, no uso das atribuições que lhe conferem o inciso XIV do Parágrafo Segundo da Cláusula Décima Quinta

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Centro de Apoio à Educação a Distância

Universidade Federal de Minas Gerais Centro de Apoio à Educação a Distância Universidade Federal de Minas Gerais Centro de Apoio à Educação a Distância O Centro de Apoio à Educação a Distância (CAED) da UFMG apresenta este documento com o propósito de oferecer todas as informações

Leia mais

SÃO JOÃO 2016 DE AQRCOVERDE CONVOCATÓRIA REGIONAL - PREFEITURA DE ARCOVERDE - SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO E EVENTOS

SÃO JOÃO 2016 DE AQRCOVERDE CONVOCATÓRIA REGIONAL - PREFEITURA DE ARCOVERDE - SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO E EVENTOS SÃO JOÃO 2016 DE AQRCOVERDE CONVOCATÓRIA REGIONAL - PREFEITURA DE ARCOVERDE - SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO E EVENTOS - SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. CULTURA E ESPORTE 1. DO OBJETO 1.1. Constitui

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE VALIDADE DE DOCUMENTOS (TEMPO DE GUARDA)

ORIENTAÇÃO DE VALIDADE DE DOCUMENTOS (TEMPO DE GUARDA) ORIENTAÇÃO DE VALIDADE DE DOCUMENTOS (TEMPO DE GUARDA) 1. VIDA FINANCEIRA 1.1 PAGAMENTO DE TRIBUTOS 1.1.1 Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) e seu respectivo DARF, contados a partir do exercício

Leia mais

Convênio Petros / INSS - Passo a passo para Participantes e Beneficiários.

Convênio Petros / INSS - Passo a passo para Participantes e Beneficiários. Convênio Petros / INSS - Passo a passo para Participantes e Beneficiários. Prezado(a) Participante / Beneficiário(a), A Petros firmou um Convênio diretamente com o INSS, a fim de permitir aos empregados

Leia mais

CHAMADA DE SELEÇÃO 006 2016 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PAPCI)

CHAMADA DE SELEÇÃO 006 2016 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PAPCI) CHAMADA DE SELEÇÃO 006 2016 PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PAPCI) O Diretor de Relações Internacionais da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Professor Fabio Alves da

Leia mais

PROGRAME-SE! CRONOGRAMA PROUNI 2013/1

PROGRAME-SE! CRONOGRAMA PROUNI 2013/1 PROGRAME-SE! CRONOGRAMA PROUNI 2013/1 Data Descrição 17/01/13 a 21/01/13 Inscrições dos candidatos 24/01/13 Divulgação do Resultado Candidatos pré-selecionados 1º Chamada 24/01/13 a 30/01/13 Período para

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 01/2015

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 01/2015 PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 01/2015 DIVULGA PROCESSO PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIOS AOS DISCENTES O Diretor Geral do campus de Maracanaú, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR MPR-002/SGP Revisão 00 Assunto: Aprovada por: AJUDA DE CUSTO Portaria nº 2525, de 19 de novembro de 2012, publicada no Boletim de Pessoal e Serviço BPS, v.7, nº 47, de 23 de

Leia mais

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE O Superintendente da Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Itajaí, no uso de

Leia mais

RESOLUÇÃO 007/2015 - CAD

RESOLUÇÃO 007/2015 - CAD RESOLUÇÃO 007/2015 - CAD Aprova a criação e o Regulamento do Programa Professor Sênior. Considerando o disposto no inciso III do artigo 9 do Regimento Geral da Unespar; considerando a 3ª Sessão do Conselho

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 ESTABELECE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE CONCESSÃO DE ADIANTAMENTO, PARA COMPENSAR FUTURAS DESPESAS COM HOSPEDAGEM, LOCOMOÇÃO URBANA E ALIMENTAÇÃO, DE ALUNOS, TÉCNICOS,

Leia mais

DOCUMENTÁRIO ESPECÍFICO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES

DOCUMENTÁRIO ESPECÍFICO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES DOCUMENTÁRIO ESPECÍFICO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES RODOVIÁRIO DE CARGAS: Qualquer transportador rodoviário de cargas ou passageiros que executar ou, melhor dizendo, que prestar serviços de transportes

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA REMESSA DE DOCUMENTOS PARA CONTABILIZAÇÃO

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA REMESSA DE DOCUMENTOS PARA CONTABILIZAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA REMESSA DE DOCUMENTOS PARA CONTABILIZAÇÃO Através deste manual, a Tecnicont pretende orientar seus clientes e facilitar os procedimentos a serem realizados no envio de documentos

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de 17/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL 3.5 ASSISTÊNCIAS A SAÚDE SUPLEMENTAR: Benefício em favor do servidor (ativo, aposentado e pensionista), com duas modalidades: 1. Adesão: devida aos servidores conveniados aos planos de saúde GEAP no valor

Leia mais