2.2. SOFTWARE APLICATIVO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2.2. SOFTWARE APLICATIVO"

Transcrição

1 Documento: Especificação Técnica Preliminar para TTE 2. Descrição do Objeto HARDWARE Aquisição de NNN (extenso) Terminais Tesoureiro Eletrônico (TTE), dotado de módulo reciclador de cédulas, CPU (Unidade Central de Processamento), periféricos integrados e sistema básico, conforme características descritas nos documentos de Especificação Técnica de Hardware para TTE e TTE - Especificação Segurança Física Versão 1.1. Consulta: O Banco irá fornecer a Especificação Segurança Física Versão 1.1 para análise e comentários? Resposta: Anexo enviado em 26/09/ SOFTWARE APLICATIVO Aquisição de licenças ilimitadas de uso permanente de software aplicativo para Terminais Tesoureiro Eletrônico, com entrega dos códigos fontes, bibliotecas, APIs (Interface de Programação de Aplicativos) e correspondentes documentações, sendo parte integrante da aquisição os serviços de desenvolvimento e/ou adaptação desse software aplicativo, manutenção corretiva, suporte técnico e transferência de tecnologia da solução, conforme os requisitos descritos no documento de Especificação de Aplicativo para TTE. Consulta: A entrega de código fonte se refere apenas à camada de aplicação que será desenvolvida em função desta aquisição e integração, não sendo necessária a entrega de código fonte das demais aplicações envolvidas? Resposta: Todos os códigos-fontes utilizados para a construção da aplicação deverão ser entregues e serão considerados propriedade exclusiva do Banco do Brasil S.A conforme item 15 do documento Especificação de Aplicativo para TTE. Em relação aos códigos-fontes das APIs e dos drivers (parte referente ao legado já desenvolvido pelo fornecedor, excluindo-se as camadas J/XFS que são livres para uso), é obrigatória a entrega destes fontes, não se aplicando porém as regras de preconizadas no item 15 do documento supra citado, pois, entende-se que estes artefatos não foram construídos durante o período da prestação dos serviços contratados. 4. Qualificação Técnica Para participar do presente Certame, o licitante deverá apresentar toda a documentação comprobatória da necessária qualificação técnica, que será comprovada mediante apresentação de atestado(s), certidão(ões) e/ou declaração(ões) fornecido(s) por pessoa(s) jurídica(s) de direito público ou privado: a) Ter desempenhado, de forma satisfatória, atividade pertinente e compatível em características com o objeto desta licitação, inclusive o fornecimento de hardware e APIs na qualidade de solução integrada, em que constem o sistema operacional, a linguagem de programação, o assunto do sistema, o método de desenvolvimento e o ambiente utilizado; b) Experiência em serviços de desenvolvimento de software com metodologia UP (Unified Process) e diagramação UML (Unified Modeling Language); c) Prestação de serviços de desenvolvimento com padrão CEN/XFS (Comitê Europeu de Normalizações/eXtensions for Financial Services) ou CEN/JXFS (Java extensions for Financial Services); d) Projeto de desenvolvimento de sistemas em múltiplas camadas; e) Projetos em plataformas JEE, JSE e linguagem XML (extensible Markup Language); f) Experiência em desenvolvimento e manutenção de solução de automação bancária; g) Possuir, no mínimo, um empregado com certificação PMP (Project Management Professional); Consulta - Respostas B - Final 1 de 1

2 h) Possuir, no mínimo, um empregado com CFPS (Certified Function Point Specialist). Consulta: Os atestados e certificações acima descritos podem ser emitidos e comprovados por profissionais de fora do Brasil e, portanto, da matriz de nossa empresa e não da pessoa jurídica direta que irá participar do certame? Nosso centro de desenvolvimento está baseado fora do Brasil. Resposta: Sim, poderão ser aceitos os documentos comprobatórios emitidos por qualquer pessoa jurídica de direito público ou privado com competência para tal, independente de ter sede fora do Brasil. Ressalta-se porém que tais profissionais deverão possuir disponibilidade para comparecerem a reuniões referentes ao objeto do contrato, conforme citado no item 16.6 do documento Especificação de Aplicativo para TTE. Documento: Relação de Cidades Base Lista das cidades Consulta: Solicitamos que já informado pelo Banco as reais cidades onde serão instaladas as soluções para que possamos realizar uma análise precisa do impacto no SLA, custos de manutenção, formação de estoque, etc. Resposta: A relação de dependências onde serão instaladas as soluções encontra-se em fase de revisão. A empresas participantes deverão estar preparadas para atendimento em todo o País, considerando que o objetivo do BB é instalar a solução em todas as UF, contemplando as principais cidades. Documento: Especificação de Hardware para TTE IDENTIFICAÇÃO VISUAL EXTERNA Cores: Cobertura e cofre em cinza Pantone Cool/Gray 8C (ref Arpol Tintas e Vernizes/Texturon S/F); Painel frontal em azul metálico (ref Arpol Tintas e Vernizes/Texturon Alifático S/F Azul), com detalhes em prata (ref Arpol Tintas e Vernizes/Texturon Alifático S/F Prata BB) e cinza Pantone 425C (ref Arpol Tintas e Vernizes/Texturon S/F). Consulta: O Banco pode fornecer a especificação das cores do produto no padrão RAL? Resposta: IDENTIFICAÇÃO VISUAL EXTERNA e CORES Referências cromáticas das Tintas:. Painel frontal cor AZUL BB METALIZADA - referência PANTONE 2945C ou RAL 5017;. Detalhes do Painel frontal cor PRATA BB METALIZADA - referência PANTONE 428C ou RAL 9018;. Cobertura e Cofre cor CINZA GRAFITE - referência 424C ou RAL 7037; Especificação técnica do processo de pintura: ETAPA 01. APLICAÇÃO DE PRIMER POLIURETANO BICOMPONENTE À BASE DE RESINAS MODIFICADAS, PIGMENTOS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS, CARGAS INERTES, ADITIVOS, SOLVENTES AROMÁTICOS, ESTERES E CETONAS, (camada 40 a 60 µ) COR CINZA - PARA PLÁSTICOS DE ENGENHARIA;. APLICAÇÃO DE PRIMER BICOMPONENTE À BASE DE PIGMENTOS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS, CARGAS INERTES, ADITIVOS, SOLVENTES, ESTERES, GLICÓIS E CETONAS, COR CINZA - PARA SUPERFÍCIES METÁLICAS FERROSAS; Consulta - Respostas B - Final 2 de 2

3 ETAPA 02. PINTURA COM TINTA ESMALTE POLIURETANO BICOMPONENTE ALIFÁTICO À BASE DE RESINAS, PIGMENTOS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS, ADITIVOS E SOLVENTES APLICADA SOBRE PRIMER (02 demãos no mínimo - camada 30 a 40 µ); ETAPA 03. APLICAÇÃO DE VERNIZ INCOLOR POLIURETANO BICOMPONENTE À BASE DE RESINA ACRÍLICA MODIFICADA, ADITIVOS, SOLVENTES AROMÁTICOS, ESTERES E CETONAS, DESENVOLVIDO PARA SUPERFÍCIES METÁLICAS E PU (POLIURETANO EXPANDIDO) ACABAMENTO MICROTEXTURIZADO (02 demãos no mínimo - camada 40 a 50 µ) - 24h APÓS A PINTURA. Testes de qualidade para as tintas: As tintas a serem adotadas na pintura do TTE, devem ser submetidas aos seguintes testes, que deverão ser executados em laboratórios acreditados pelo INMETRO (fornecimento condicionado à apresentação dos laudos técnicos):. ABNT NBR Ensaio de espessura de camada de tinta;. ABNT NBR Ensaio de resitência a solventes;. ABNT NBR Tintas - Determinação de aderência;. ASTM D4060/ Abrasion Resistance of Organic Coatings by the Taber Abraser (apresentando um índice de perda de material máximo de 20,5 mg para 1000 ciclos);. ASTM D3363/ Standard Test Method for Film Hardness by Pencil Test (apresentando um valor mínimo de 5H ou de maior dureza). Preparação das superfícies: Tratamento das superfícies:. verificação de furos, riscos ou ocorrência de porosidade;. jateamento ou lixamento (lixa n 80 ou 100), com aplicação de massa plástica ou rápida; Uniformidade na pintura:. a pressão da pistola deve estar entre 40 a 60 lb;. o leque deve estar aberto e a uma distância de 30 a 40 cm da peça;. não deve haver acúmulo de tinta;. ajustar a viscosidade da tinta para a faixa especificada;. preferencialmente utilizar tanque de pressão para um desempenho mais eficiente da pintura. 1.5 CPU Consulta: O Banco não irá solicitar função AUTO ON para a CPU? Resposta: A função AUTO ON é padrão em todos os terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, sendo que a mesma também será exigida para tesoureiros eletrônicos a) Alteração da configuração do nível de interrupção (IRQ) dos slots de expansão PCI; Consulta: Nossa solução não possui slot PCIs, IDE. Não possuímos slot PCI nem barramento PCI, entretanto possuímos uma porta IDE, na qual pode ser instalado um HD interno, slim, de 2,5 que suporta um HD interno convencional ou do tipo SSD. Favor confirmar aceitação deste item. Resposta: Na época do Edital a exigência será adequada às tecnologias de processamento. Alertamos que compete ao Licitante desenvolver e fornecer a solução completa, cabendo ao mesmo garantir o bom desempenho do conjunto, independente da plataforma de hardware oferecida. Consulta - Respostas B - Final 3 de 3

4 1.5.9 h) Habilitar/desabilitar interfaces de som e vídeo on-board, na inexistência de jumper específico na placa mãe. A desabilitação das interfaces on-board poderá ser feita automaticamente quando da conexão das respectivas placas; Consulta: Não se aplica pois nossa solução não tem slot de expansão. Favor confirmar aceitação deste item. Resposta: Na época do Edital a exigência será adequada às tecnologias de processamento j) Monitoração de condições críticas, com alerta (Fan Status, temperatura, etc.); Consulta: Não se aplica pois nossa solução não necessita de FAN, o que eleva o MTBF para horas. Favor confirmar aceitação deste item. Resposta: Na época do Edital a exigência será adequada às tecnologias de processamento Compatibilidade: Suporta ativação remota Wake-on-Lan, compatível em pinagem com a placa de rede adotada na configuração do equipamento. Consulta: Não se aplica pois nossa solução tem placa de rede é ON-Board. Favor confirmar aceitação deste item. Resposta: Na época do Edital a exigência será adequada às tecnologias de processamento Barramento: PCI Consulta: Não disponível para esta linha de processador. Favor confirmar aceitação deste item. Resposta: Na época do Edital a exigência será adequada às tecnologias de processamento LED: Indicando link Consulta: Nossa solução não possui led indicando rede ativada, apenas para energia elétrica. Favor confirmar aceitação deste item. Resposta: Na época do Edital a exigência será adequada às tecnologias de processamento. 1.6 LEITORA DE DVD-ROM Consulta: Nossa solução não possui leitora de DVD-ROM incorporada, somente se for externa via porta USB. Favor confirmar a real necessidade desta leitora. Resposta: A leitora de DVD é obrigatória e deverá estar no interior do cofre do equipamento. Na especificação atual não é exigida sua instalação na CPU, podendo ser conectada à mesma via USB Reconhecer, no mínimo, 8 (oito) denominações diferentes de cédulas, em suas 4 (quatro) faces. As características de reconhecimento de cédulas são armazenadas em microcontrolador e/ou flash eprom, devendo ser atualizada on site através de interface serial e/ou substituição física do componente, sem necessidade de acesso interno ao mecanismo do módulo, quando novas cédulas forem lançadas ou quando as características das existentes forem alteradas; Consulta: Entendemos que o acesso interno ao mecanismo que o banco se refere é para as partes internas do cofre, sem sua abertura. Outras áreas estariam liberadas. Correto? Resposta: Não. O acesso interno ao mecanismo citado no item se refere à necessidade de desmontagem do módulo reciclador para sua programação. O microcontrolador, flash eprom ou Consulta - Respostas B - Final 4 de 4

5 qualquer outra forma de programação ou configuração do terminal deverão estar localizados no interior do cofre, não sendo permitida sua instalação em outros locais sem proteção física adequada Configurar o equipamento para reconhecimento de novas versões e denominações de cédulas lançadas pelo Banco Central do Brasil; Consulta: Estamos de acordo em fornecer atualizações para novas denominações de cédulas que possam ser programadas com o conjunto de detectores fornecidos no momento do edital, porém qualquer novo detector para atender uma nova denominação estará sujeito a negociação para fornecimento. Resposta: A licitante deverá comprovar a necessidade de novos sensores, para eventual negociação. Porém, deverá ser observado o item que contém maior detalhamento sobre o assunto Compartimento desposicionado ou ausente, com indicação sonora e/ou visual de sua presença; Consulta: Entendemos que a solicitação acima se destina mais a ATMs onde os cassetes são retirados para abastecimento. No caso de recicladores questionamos se indicação visual geral no equipamento ou indicação por aplicação serão suficientes? Resposta: O objetivo é que seja possível detectar o mal posicionamento de um compartimento de armazenamento e evitar que o módulo reciclador venha a apresentar problemas, não temos óbices a outras formas de implementar essa função. Mecanismos que não possuem compartimentos modulares estarão dispensados dessa exigência, podendo estar sujeitos a outras exigências específicas de sua tecnologia Upgrades: Deverá ser contemplada a atualização do microcontrolador e/ou flash eprom para aceite e validação de novas denominações de Real a serem lançadas pelo Banco Central do Brasil ou para exclusão das retiradas de circulação, durante o período de garantia do equipamento, sem ônus para o Banco do Brasil. O licitante deverá realizar os testes previamente e apresentar as atualizações para homologação em laboratório do Banco do Brasil, no prazo máximo de 90 (noventa) dias úteis, contados a partir da data da solicitação formal do Banco do Brasil e da disponibilização das cédulas no Meio Circulante. A substituição pela versão homologada pelo Banco do Brasil deverá ser realizada pelo licitante, nos equipamentos adquiridos, no prazo máximo de 30 (trinta) dias úteis, contados a partir da data da homologação; Consulta: 30 dias para processo de implantação de nova versão de SW para validação de cédulas é insuficiente. A fim de não prejudicar o prazo total previsto pelo Banco, propomos que seja considerado o prazo total de 120 dias para preparação e instalação do upgrade, excluindo o tempo de homologação por parte do Banco, dando assim liberdade para o Banco testar o upgrade sem pressão do fornecedor para sua conclusão. Quais serão os critérios adotados pelo Banco para a homologação de um upgrade? Resposta: Agradecemos a informação quanto aos prazos e a mesma será considerada à época da publicação do Edital, para adequar os prazos às quantidades a serem adquiridas. Os critérios adotados pelo Banco para homologação de upgrades serão os mesmos de qualquer processo de compra, principalmente quanto a homologação prévia no laboratório do Banco e o piloto. Alguns ajustes nos prazos serão possíveis em função do nível das alterações e da quantidade de equipamentos a que se destinem. Consulta - Respostas B - Final 5 de 5

6 1.8.1 O equipamento possui fonte de alimentação com seleção de tensão (110/220V) e freqüência de 50/60 Hz, que suporte a sua configuração plena. Consulta: Sugerimos o Banco incluir o termo seleção AUTOMÁTICA de tensão, eliminando assim fontes que tenham de ser manipuladas para alteração de tensão, que podem suscitar erros. Resposta: A redação do item será substituída para: O equipamento possui fonte de alimentação tipo full range com seleção automática de tensão de 90 a 240 VAC e freqüência de 50/60 Hz, que suporte a sua configuração plena Disco-matriz: O equipamento deverá ser entregue com a Matriz de software fornecida pelo Banco do Brasil, pré-instalada na fábrica. A critério do Banco do Brasil, o software poderá ser baixado pelo licitante na instalação do equipamento, no local de entrega. Programa para Extração do Número Universal: os equipamentos deverão ser fornecidos com o respectivo Número Universal de 13 posições (exceto hífen e dígito verificador) gravado em EPROM, correspondente à etiqueta patrimonial fixada na parte externa do gabinete. Deverá ser fornecido um programa em linha de comando,de nome gbios (sem extensão, executável e com códigos-fonte), que possibilite a extração do Número Universal do equipamento a partir da EPROM, para uma saída padrão stdout ou para um arquivo texto de nome gbios.txt, em diretório parametrizável (- d <diretório>). O programa deverá funcionar adequadamente, não podendo, em momento algum travar, ativar processos externos ou gerar qualquer outro tipo de anomalia. Após a homologação do equipamento, o Banco terá direito de uso dos códigos-fonte desse programa, para uso exclusivo em seus terminais, códigos-fonte que deverão ser entregues à em meio eletrônico duas cópias. Consulta: Entendemos que o número universal de 13 posições deverá estar gravado em EPROM apenas no reciclador. Está correto o entendimento? O Banco irá fornecer este número ou será definido pelo licitante? Qual o formato? Resposta: O número universal será fornecido pelo Banco do Brasil na época da fabricação dos equipamentos, correspondendo a sua identificação patrimonial para o Banco. O formato para gravação em EPROM (13 dígitos) está descrito na Especificação de Hardware para TTE, item Personalização, estando visível na Especificação de Hardware para TTE, item Etiqueta Patrimonial (15 dígitos) Relação descritiva com o MTBF (mínimo) e vida útil (incluindo quantidade de operações/tempo) dos mecanismos e dispositivos que compõem o equipamento; Consulta: Inicialmente solicitamos que o Banco exclua esta solicitação. Em que nível de detalhamento o Banco necessita do MTBF? Somente para os módulos do equipamento? Resposta: Este item será mantido, pois visa obter informações que possam auxiliar o Banco na manutenção dos equipamentos, inclusive após o término da garantia Entrega em Laboratório: em até cinco dias após a realização do Pregão referente a este Edital, o Licitante deverá entregar ao Banco quatro protótipos do equipamento previsto nesta Especificação Técnica e a Proposta Técnica com os anexos, descrita no item DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA. Consulta: A quantidade solicitada de 4 protótipos a serem entregues ao Banco após o edital diverge de informação no item 9.8.1, que solicita 2 unidades de protótipo. Favor confirmar a quantidade correta. O prazo solicitado de 5 dias úteis não é executável e solicitamos alteração para 45 dias corridos, ou corre-se o risco do não cumprimento do prazo. Consulta - Respostas B - Final 6 de 6

7 Resposta: Agradecemos a informação quanto aos prazos e a mesma será considerada à época da publicação do Edital, quando serão adequados os prazos e as quantidades exigidas às quantidades de equipamentos a serem adquiridos Piloto: para validação em ambiente de produção, o Licitante deverá entregar ao Banco uma présérie de até trinta exemplares do equipamento, em até cinco dias após a solicitação formal do Banco, em locais a serem definidos oportunamente pelo mesmo. O equipamento será aprovado após funcionar por, no mínimo, quinze dias sem ocorrência de erros. Havendo alguma ocorrência, esse prazo será reiniciado. Consulta: A quantidade solicitada de 30 unidades de pré-série a serem entregues ao Banco em 5 dias úteis diverge de informação no item , que solicita 10 unidades em prazo de 15 dias úteis. Favor confirmar a quantidade e prazo correto. Em que momento do processo estes equipamentos serão solicitados? Após a homologação em laboratório? Após a assinatura do contrato? Favor informar. Resposta: Agradecemos a informação quanto aos prazos e a mesma será considerada à época da publicação do Edital, quando serão adequados os prazos e as quantidades exigidas às quantidades de equipamentos a serem adquiridos Entrega dos Exemplares: o Licitante deverá entregar os equipamentos em lotes mensais, nos locais definidos pelo Banco, conforme solicitação formal do mesmo. É garantida a aquisição de, no mínimo, dez mil equipamentos, em lotes mensais de, no mínimo, mil exemplares e, no máximo, quatro mil exemplares. O Licitante deverá fornecer o primeiro lote em até quarenta e cinco dias após a assinatura do contrato e os lotes seguintes em até trinta dias após a solicitação formal do Banco. Consulta: Entendemos que há erro na informação de que serão adquiridas unidades. Favor confirmar a quantidade total a ser adquirida. O item também informa 45 dias para a primeira entrega. Esta informação está correta? As entregas serão em lotes ou entrega única. Qual será o cronograma de entrega que o Banco irá solicitar? Para primeira entrega consideramos que o prazo de 45 dias é muito pequeno. Solicitamos revisão para 90 dias. Resposta: Agradecemos a informação quanto aos prazos e a mesma será considerada à época da publicação do Edital, quando serão adequados os prazos e as quantidades exigidas às quantidades de equipamentos a serem adquiridos em cada processo. A previsão para a primeira aquisição é de, no máximo, 350 equipamentos, sendo que no primeiro lote estão previstas 50 unidades. Quanto ao prazo de entrega, o estipulado atende às necessidades de aquisição da solução ainda em O equipamento é entregue com rampa de madeira para a sua retirada de cima do palete. Consulta: Entendemos que a aplicação da rampa se dá para equipamentos que são fabricados com rodas de transporte, o que não se aplica para esta linha de produto. Como a instalação será a cargo do licitante, solicitamos que seja excluída esta solicitação. Resposta: Agradecemos a informação e estamos avaliando a sua retirada. 5.3 Nota Fiscal: deverá conter o Número de Série e o Número Universal dos equipamentos entregues nas Dependências do Banco; Os protótipos somente serão devolvidos ao Licitante depois da chegada dos exemplares definitivos para o laboratório; Procedimentos: a instalação dos equipamentos será realizada por funcionários do Banco, conforme Roteiro de Instalação; Roteiro de Instalação: sua elaboração é de responsabilidade do Licitante e deverá ser homologado pelo Banco Consulta - Respostas B - Final 7 de 7

8 durante o período de avaliação. A critério do Banco, o Licitante deverá alterar, incluir ou excluir informações do Roteiro. Consulta: Este item declara que a instalação dos equipamentos é por conta do Banco e conflita com os itens onde a informação é que a instalação é por conta do licitante. Favor confirmar a informação correta. Resposta: O item será corrigido, pois a instalação estará a cargo do licitante O licitante deverá disponibilizar ao Banco do Brasil e/ou à(s) empresa(s) mantenedor(as) de assistência técnica por ele indicada(s), sem ônus, em até 30 (trinta) dias contados a partir do início do prazo de garantia dos equipamentos, os softwares e outras ferramentas de diagnóstico e teste utilizados e/ou indicados pelos fabricantes para operação e manutenção dos equipamentos, incluindo as respectivas documentações com informações e orientações sobre uso e ações corretivas. Consulta: Por política interna, a empresa só disponibiliza suas ferramentas de SW de análise para empresas credenciadas e capacitadas por treinamento para sua utilização e serviço no equipamento, a fim de garantir ao cliente final e a própria empresa a integridade nos serviços e qualidade na operação do produto. Resposta: Considerando que a vida útil do equipamento no Banco do Brasil deverá ser superior aos 5 anos de garantia com os quais os mesmos serão adquiridos e que devido a limitação legal o Banco do Brasil não pode contratar diretamente uma empresa para manutenção, serão exigidos todos os softwares necessários para manter o equipamento em pleno funcionamento. Devido as especificidades dos módulos recicladores solicitamos o fornecimento de propostas alternativas ao publicado, que permitam ao Banco atingir os objetivos apontados O atendimento abrangerá, também: Chamados sem constatação de defeitos técnicos por parte da LICITANTE; Chamados quando o equipamento não estiver disponível para manutenção; Defeitos causados por intervenção de terceiros; Defeitos causados por equipamentos acoplados; Defeitos causados pelo reparo em equipamentos acoplados e realizados por terceiros; Defeitos causados por negligência, imperícia ou mau uso do equipamento ou em seus componentes; Defeitos causados por forças da natureza; Defeitos causados por acidentes de elementos radioativos ou poluentes; Defeitos causados por falhas de energia elétrica, ar condicionado, controle de umidade; Defeitos causados por surtos e/ou picos de tensão elétrica, típicos de algumas regiões, para as quais deve-se utilizar dispositivos estabilizadores para correção de anomalias e/ou acidentes na rede elétrica, não cabendo à LICITANTE a disponibilização de tais dispositivos; Defeitos causados por tensões físicas, elétricas ou condições ambientais fora das especificações contidas no manual do equipamento; Defeitos causados pela ligação de equipamentos a redes e dispositivos telefônicos fora das especificações estabelecidas na documentação do fabricante; Defeitos causados pela instalação de interfaces, periféricos ou peças que não sejam expressamente homologados pelo fabricante/fornecedor do equipamento; Defeitos causados por furto, roubo ou atos de vandalismo, excluindo-se casos em que ocorra furto ou roubo do equipamento completo; Consulta - Respostas B - Final 8 de 8

9 Defeitos causados pelo uso de software contaminado por vírus ou não homologado pelo fabricante/fornecedor do equipamento; Baixa de software (baixa de MIGRA, reconfiguração) em qualquer equipamento contratado, inclusive fora do horário de atendimento da agencia; Reparos em cofre e perda de senha e confecção de chaves. Consulta: Gostaríamos que fosse esclarecido se todos os itens acima serão tratados como parte da garantia ou se serão cobertos por proposta de cotação de serviço, ainda que seu atendimento seja obrigatório. Uma vez que são falhas ou defeitos causados por fatores externos ao produto, sistema e solução entregues pelo licitante, entendemos que não são de nossa responsabilidade e seu ônus não pode nos ser imputado. Outro fator é que parte deles estão descritos como não cobertos por garantia no item Resposta: O item 7.10 abrange o atendimento a todos os tipos de chamados, sendo que nos itens 7.31 e 7.32 estão descritas as limitações de cobertura da garantia. Assim temos que durante a garantia todos os chamados para os equipamentos deverão ser atendidos pelo licitante, sendo que somente os casos previstos nos itens 7.31 e 7.32 é que implicarão na cobrança a parte do contrato, por não estarem cobertos pela garantia Os serviços de manutenção preventiva e periódica se destinam a conservar os equipamentos em condições adequadas de operação, deverão ser efetuados no máximo a cada (cinqüenta mil) transações de negócios, conforme cronograma prévio a ser estabelecido entre as partes. O Banco do Brasil, a seu critério, poderá solicitar a qualquer tempo a checagem de determinado equipamento e/ou sua manutenção preventiva, observada a incidência de defeitos do mesmo. Consulta: Qual a expectativa de volume de operações financeiras que um equipamento realizará por mês? Resposta: Por se tratar de equipamento não existente no BB, não se tem histórico definido de transações de negócios. A expectativa inicial é de não supere a quantidade de transações no mês, por equipamento. Em decorrência, o item 7.15 será alterado para incluir o prazo máximo de intervalo entre as manutenções preventivas. Conforme abaixo: Os serviços de manutenção preventiva e periódica se destinam a conservar os equipamentos em condições adequadas de operação, deverão ser efetuados no máximo a cada (trinta mil) transações de negócios, conforme cronograma prévio a ser estabelecido entre as partes. O intervalo máximo entre as manutenções preventivas e periódicas será de 6 (seis) meses, devendo este critério prevalecer caso não seja atingida a quantidade de (trinta mil) trasações de negócios em prazo inferior a 6 (seis) meses. O Banco do Brasil, a seu critério, poderá solicitar a qualquer tempo a checagem de determinado equipamento e/ou sua manutenção preventiva, observada a incidência de defeitos do mesmo O licitante deverá prestar o treinamento necessário à plena operação do(s) equipamento(s) para, no mínimo, 2 (dois) operadores do Banco do Brasil em cada localidade de entrega/instalação, bem como fornecer todo o material didático necessário, editado em português (Brasil). Consulta: Entendemos que o treinamento ocorrerá na data de instalação do produto e caso o Banco não disponibilize os operadores, o treinamento será considerado como executado ou em outra data mediante respectivo orçamento de serviço. Resposta: Desde que a dependência destinatária dos bens seja comunicada, com antecedência, da data da instalação e seja, também, alertada para a data do treinamento. Consulta - Respostas B - Final 9 de 9

10 7.22. O licitante deverá possuir assistência técnica credenciada pelo(s) fabricante(s) do(s) equipamento(s), capaz de atender em todo o território nacional com, no mínimo, uma central de assistência técnica em 20 Unidades Federativas, e no mínimo, uma por Estado das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Deverá ser apresentada a relação dos postos de serviço, com sua identificação, endereço, CNPJ, responsável técnico e região de atuação, junto com a Documentação Técnica. Em caso de terceirização dos serviços de assistência técnica, deverá ser fornecida declaração de, no mínimo, uma empresa terceirizada por região de atuação. Essas declarações deverão ser destinadas ao Banco do Brasil e a este Pregão (explícito no texto), onde constem os dados solicitados neste item e o seu comprometimento com a prestação desse serviço. O licitante não poderá alterar a(s) empresa(s) responsável(is) pela assistência técnica sem a autorização expressa do Banco do Brasil. Consulta: Será necessário que o prestador de serviço tenha empresa aberta e estabelecida nos pontos citados acima como central de assistência técnica ou basta uma sede da empresa no território nacional, com cobertura nacional? Resposta: Considerando a especificidade da solução estamos reavaliando este item. Solicitamos sugerir propostas alternativas para avaliação do Banco, que possibilitem manter um alto índice de disponibilidade nas capitais e nos principais municípios do país O licitante efetuará a instalação e configuração do equipamento em dias úteis, das 08:00h às 18:00h. O Banco do Brasil, a seu critério, poderá solicitar a execução dos serviços fora do horário comercial ou aos finais de semana, sem ônus adicionais. O equipamento entregue deverá ser obrigatoriamente instalado por técnicos das empresas credenciadas para prestar assistência técnica declaradas pelo licitante. Consulta: Serviços solicitados fora do horário comercial e contratual devem ter cobrança à parte ou limitação de utilização. Resposta: Considerando a especificidade da solução estamos reavaliando este item Durante o período de garantia, a assistência técnica e o suporte técnico do licitante prestam atendimento conforme as condições abaixo: Período de atendimento: de 08:00 às 18:00h, de segunda a sexta-feira; Tempo de resolução: 6 horas, compreendendo os tempos de atendimento e solução da inoperância. No caso de localidades distantes a mais de 85 Km da cidade base da rede de tesouraria do Banco do Brasil, CSO/Valores ou CSO/Seret, a cada 65 Km excedentes corresponderá acréscimo de 1 hora no tempo de atendimento, observada a devida proporcionalidade no caso do acréscimo de distâncias intermediárias. Consulta: A análise deste item fica comprometida por não conhecermos a localização exata dos pontos de instalação. Grandes dispersões geográficas comprometem o cumprimento das 6 horas de SLA e aumentam o custo do serviço. Idealmente o Banco poderia fornecer a localização dos equipamentos para uma análise e formação de preço mais precisa. Resposta: O tempo de início do atendimento e solução do problema será alterado para 24 horas. O item passará ter a seguinte redação: Tempo de resolução: 24 horas considerando os tempos de atendimento e solução de inoperância. No caso de localidades distantes a mais de 85 km da cidade base, a cada 65 km excedentes corresponderá acréscimo de 1 hora no tempo de atendimento, observada a devida proporcionalidade no caso de acréscimo de distâncias intermediárias.. Consulta - Respostas B - Final 10 de 10

11 7.33. O licitante concorda que o Banco do Brasil, a seu critério, poderá instalar qualquer componente ou periférico fornecido por terceiros no equipamento, sem prejuízo da garantia dos componentes originais. Consulta: Qualquer manipulação, alteração, inclusão ou exclusão no equipamento acarreta perda de garantia. Quaisquer destas atividades devem ser avaliadas e aprovadas pelo licitante, para que não haja perda de garantia. Resposta: Considerando a especificidade da solução estamos reavaliando este item. Estamos estudando a possibilidade de incluir uma avaliação prévia da alteração no equipamento pelo licitante, realizada no laboratório do Banco, para que este possa auxiliar na construção da solução. Documento: Especificação de Aplicativo para TTE Software Aplicativo -O prazo máximo para desenvolvimento e/ou adaptação do software aplicativo será de 120 (cento e vinte) dias corridos, contados a partir da data de início do Projeto, declarada formalmente por ambas as partes. Ao final desse período, a solução deverá estar validada para a instalação de piloto em ambiente de produção. Consulta: Entendemos que o prazo fornecido para a magnitude do desenvolvimento é insuficiente. Propomos prazo de 120 dias úteis. Resposta: Considerando que a empresa não informou a técnica para medição de software que utilizou para afirmar que o prazo para o desenvolvimento é insuficiente, esclarecemos que a medição realizada por nossos profissionais, os quais se valeram do documento Especificação de Aplicativo para TTE Anexo I e utilizaram a técnica de contagem estimativa definida pela NESMA (Netherlands Software Metrics Association) e a Tabela I - Itens não mensuráveis contida no documento Especificação de Aplicativo para TTE Anexo II, determinando que o prazo disponibilizado pelo Banco faz-se suficiente para a construção da solução. Como resultado de nossa medição, foi obtido o seguinte resultado: PRODUTIVIDADE ESTIMADA (HORAS/PF): 33 Nº DE PF 101 Nº DE HORAS Nº DE MESES 19,84 PRAZO IDEAL (meses) 3,55 PRAZO IDEAL (horas) 596,18 EQUIPE IDEAL Para os serviços de manutenção corretiva serão adotados os prazos e criticidade da tabela abaixo. As manutenções corretivas que procuram acertar erros conseqüentes das manutenções evolutivas e adaptativas serão contadas estatisticamente para efeito de apuração de qualidade e, se for o caso, imposição de penalidades. A criticidade será informada pelo Banco no momento da notificação da ocorrência. Consulta: Consideramos que os tempos propostos não são atingíveis, dependendo especialmente do conceito de correção. Se correção significa recuperar a operacionalidade do sistema, entendemos que o tempo deve ser de 4 horas. Se correção significa promover alterações na aplicação TTE, então o tempo deve ser similar ao de correções de SW na fase de desenvolvimento, ou seja, de 20 dias úteis. Resposta: Sim, neste caso o termo "correção" significa recuperar a operacionalidade do sistema. Consulta - Respostas B - Final 11 de 11

12 Diversos A aplicação TTE deve fornecer informação em SNMP para uma ferramenta de monitoração remota. Consulta: Necessitamos da especificação do MIB que será implementado. Se não for possível a descrição completa, será necessária ao menos uma descrição básica. Resposta: Todas as informações referentes à monitoração remota que são exigidas no projeto do software serão entregues ao vencedor do certame junto com as demais documentações necessárias ao desenvolvimento, conforme descrito no item 2.3 do documento Especificação de Aplicativo para TTE. A aplicação TTE deve se comunicar com o middleware IST utilizando XML. Consulta: É necessário que a aplicação TTE tenha acesso direto ao SOL também? Ou às tabelas das bases de dados do SOL? Em ambos os casos necessitamos das especificações da comunicação XML do IST, para as comunicações do SOL ou de acesso das bases de dados. Se não for possível a descrição completa, será necessária ao menos uma descrição básica. Resposta: O aplicativo deverá apenas estabelecer uma conexão https com um servidor web (IST) e enviar/receber documentos no padrão XML via método POST. Toda a definição das tags XML que serão utilizadas pelo software aplicativo é de responsabilidade do Banco do Brasil e será repassada ao vencedor do certame junto com as demais documentações necessárias ao desenvolvimento e conforme descrito no item 2.3 do documento Especificação de Aplicativo para TTE. O modelo da comunicação a ser realizada com o servidor corporativo IST assemelha-se analogamente ao conceito de Web Services. Necessidade de criptografia SSL para as comunicações IST. Consulta: Quando a descrição dos ajustes do SSL estará disponível? Resposta: Em relação ao padrão para criptografia do canal de comunicação entre o aplicativo e o servidor, foi definido que o software aplicativo deverá ser capaz de: Reconhecer e validar certificados de chave pública padrão X.509 v.3 para autenticação do servidor corporativo (IST) pelo sistema, conforme item Arquitetura, sub-item j e Estabelecer conexão segura https com o servidor web corporativo para troca de mensagens, conforme item Integração com Sistemas Corporativos, sub-item b. Todos os canais que hoje já utilizam este servidor realizam as conexões desta forma por questões de segurança. A aplicação deve ser totalmente configurável (ou customizável) para o Banco (visual, acesso as tabelas da base de dados, parametrização, etc) Consulta: será possível fornecer o SW em dois estágios? No primeiro estágio uma versão totalmente funcional da aplicação TTE estaria disponível para o banco, para testes e aprovação e o segundo estágio seria a versão totalmente customizável. Resposta: Não é possível. O software não possui parte visual (GUI), apenas apresentação de mensagens de texto no display do teclado PINPAD, portanto à customização refere-se basicamente a parâmetros de configuração do software aplicativo, exemplo: timeout da transação, intervalo de tempo para o envio das monitorações, parâmetros necessários para a inicialização dos periféricos e etc. Responsabilidade de configuração, integração e testes de rede. Consulta - Respostas B - Final 12 de 12

13 Consulta: Quem será responsável pela configuração, integração e testes da solução na rede do Banco? Em caso do licitante, descrever processo e limites da responsabilidade. Resposta: Todos os procedimentos prévios de configuração, integração e testes estão descritos na Especificação de Hardware para TTE, item 9 Homologação e na Especificação de Aplicativo para TTE. Rede elétrica Consulta: Em que tipo de rede elétrica serão conectados os equipamentos? Rede normal, rede estabilizada, de com no-break? Recomendamos fortemente rede com no-break. Resposta: O terminal tesoureiro eletrônico será ligado à no-break. Consulta - Respostas B - Final 13 de 13

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso QUESTIONAMENTO 01 BRUNA APARECIDA SOUZA AO SR. PREGOEIRO RESPONSÁVEL PELO CERTAME DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO, PREGÃO ELETRÔNICO Nº 100/2015 - SRP, MANUTENÇÃO DE VEÍCULOS. Prezados, bom dia! A

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 61/2008 ESCLARECIMENTO 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 61/2008 ESCLARECIMENTO 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 61/2008 Data: 17/12/2008 Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de solução informatizada e integrada para o acompanhamento

Leia mais

Termo de Referência. (Storage) do ambiente de Migração, composta pelo do subsistema de disco IBM DS8300.

Termo de Referência. (Storage) do ambiente de Migração, composta pelo do subsistema de disco IBM DS8300. Termo de Referência Expansão da solução s de armazenamento (Storage) do ambiente de Migração, composta pelo do subsistema de disco IBM DS8300. Termo de Referência Expansão da solução de armazenamento do

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 052/2010 Data: 19/11/2010 Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de atendimento remoto e presencial a usuários de tecnologia

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008 CENTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008 Anexo II 1 DO OBJETO 1.1 - Prestação de serviços de suporte técnico assistido

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES Prezado Senhor, Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Item 1.1.2 - Onde podemos encontrar os procedimentos,

Leia mais

------------------------------------------

------------------------------------------ Respostas aos questionamentos: EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 16/2010 9. DA HABILITAÇÃO e 15. DO PRAZO DE ENTREGA, RECEBIMENTO E DAS ESPECIFICAÇÕES DOS MATERIAIS/SERVIÇOS Subitens: 9.4.2 e 15.1 No subitem

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA Outubro de 2013 1 1 OBJETO Prestação de Serviço de Manutenção da licença

Leia mais

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2011 1 DO OBJETO 1.1 - Contratação de empresa para o fornecimento de licenças de uso de software SAP, BusinessObjects Enterprise - BOE, com manutenção

Leia mais

Pergunta 01 No item 01 Desktops, está sendo solicitado o seguinte:

Pergunta 01 No item 01 Desktops, está sendo solicitado o seguinte: QUESTIONAMENTOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 002/2012 Pergunta 01 No item 01 Desktops, está sendo solicitado o seguinte: 1) Brilho: 250 cd/m2;interface: RF, D-sub, CVBS, S-Video no mínimo; Tendo em vista que as

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para executar serviços de manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e normativa

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas;

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas; ATA DE REUNIÃO CONSULTA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO WEB-EDI Troca Eletrônica de Dados. Local Dataprev Rua Cosme Velho nº 06 Cosme Velho Rio de Janeiro / RJ. Data: 06/03/2009 10:30 horas. Consolidação

Leia mais

ERRATA DE EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL 005/2015

ERRATA DE EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL 005/2015 ERRATA DE EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL 005/2015 No Anexo I Termo de Referência Item 03 (Três) Da Especificação. Os respectivos itens estão sublinhados. ONDE SE LÊ: 1) DA ESPECIFICAÇÃO 1 Processador

Leia mais

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO 1. Introdução 1.1. Descrição do serviço Este documento disciplina a cessão de uso permanente da solução de software para Gestão

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 64/2008 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 64/2008 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 64/2008 Data: 17/11/2008 Objeto: Aquisição de certificado digital, na hierarquia da ICP-Brasil, do tipo A3 para pessoa física (e-cpf)

Leia mais

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa.

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. Termo de Referência Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. CGAD/COAR - Gerenciamento de Impressão Plataforma Baixa / RQ DSAO nº xxx/2009 1/8 Termo de Referência Aquisição

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I. OBJETO.. Aquisição de memórias para servidores corporativos da Seção Judiciária do Espírito Santo. 2. ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS Lote Módulo de Memória de 52 Megabytes para servidores

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO IV REFERENTE AO EDITAL DE PREGÃO Nº 022/2013 ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE Nº 001/2013 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a Contratação de empresa

Leia mais

PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 35/2012

PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 35/2012 PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 35/2012 Considerando o posicionamento enviado pela área técnica desta CGU-PR, seguem abaixo as respostas ao Pedido de Esclarecimento nº 01 PE nº 35/2012: QUESTIONAMENTOS:

Leia mais

1 de 6 25/08/2015 10:22

1 de 6 25/08/2015 10:22 1 de 6 25/08/2015 10:22 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano Termo de Adjudicação

Leia mais

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 001/2007 1 ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA ESTABELECE, RESPONSABILIDADES DIVERSAS, TIPOS E HORÁRIO DE COBERTURA DE SUPORTE, E DEMAIS RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA RELATIVAS

Leia mais

Memorial Técnico para Aquisição de Solução modular escalável e móvel de Contêiner para Data Center

Memorial Técnico para Aquisição de Solução modular escalável e móvel de Contêiner para Data Center MUNICÍPIO DE SANTO ÂNGELO Memorial Técnico para Aquisição de Solução modular escalável e móvel de Contêiner para Data Center Projeto DATA CENTER José Fioravante Schneider 01/06/2015 Página 1 de 9 ÍNDICE

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A Esperança_TI S.A S/A Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A 25/11/2014 Gerador do documento: Gerente de Negociação: Marcos Alves de Oliveira Marcos Antônio de Morais Aprovação

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB 1 - DO OBJETO Constitui objeto da presente licitação a aquisição de: 1.1-08 (oito) LICENÇAS modalidade MICROSOFT OPEN, sendo: 01

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto 1.1. Contratação de empresa especializada em auditoria de tecnologia da informação e comunicações, com foco em segurança da informação na análise de quatro domínios: Processos

Leia mais

Termo de Referência. Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Diretoria de Infra-Estrutura de TIC DIT

Termo de Referência. Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Diretoria de Infra-Estrutura de TIC DIT Termo de Referência Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Termo de Referência Aquisição de Servidores Tipo 1A-1B para camada de Banco de Dados / Alta Disponibilidade RQ DEPI nº 11/2009

Leia mais

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica 1. Arquitetura da Aplicação 1.1. O Banco Postal utiliza uma arquitetura cliente/servidor WEB em n camadas: 1.1.1. Camada de Apresentação estações de atendimento, nas

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGAO PRESENCIAL N 231 2008 CPL 05 SECGOV AQUISICAO DE CENTRAL TELEFONICA DOGITAL NOVO TERMO DE REFERÊNCIA

1ª RETIFICAÇÃO PREGAO PRESENCIAL N 231 2008 CPL 05 SECGOV AQUISICAO DE CENTRAL TELEFONICA DOGITAL NOVO TERMO DE REFERÊNCIA 1ª RETIFICAÇÃO PREGAO PRESENCIAL N 231 2008 CPL 05 SECGOV AQUISICAO DE CENTRAL TELEFONICA DOGITAL A PREGOEIRA DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL 05 comunica aos interessados que o Pregão acima mencionado,

Leia mais

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO 1. LICENCIAMENTO 1.1. Todos os componentes da solução devem estar licenciados em nome da CONTRATANTE pelo período de 36 (trinta e seis) meses; 1.2. A solução deve prover suporte técnico 8 (oito) horas

Leia mais

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO:

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009 Empresa interessada no certame solicitou PEDIDO DE ESCLLARECI IMENTTO,, aos termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: 1) Com relação

Leia mais

Esclarecimento: Não, a operação de matching ocorre no lado cliente da solução, de forma distribuída.

Esclarecimento: Não, a operação de matching ocorre no lado cliente da solução, de forma distribuída. 1 Dúvida: - Em relação ao item 1.2 da Seção 2 - Requisitos funcionais, entendemos que a solução proposta poderá funcionar em uma arquitetura Web e que na parte cliente estará apenas o componente de captura

Leia mais

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14:

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Senhores, A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Questionamento 1: 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMCAS No que diz respeito ao subitem 2.1.2, temos a seguinte

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor]

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Data Gerador do documento: Gerente de Negociação: Versões Versão Data Revisão Autor Aprovação (Ao assinar abaixo, o cliente concorda com todos os

Leia mais

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA)

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) Código do Serviço: 3005001 Nome do Serviço: Data de Publicação: 30/04/2013 Entrada em Vigor: SAN AUTENTICAÇÃO 01/06/2013 Versão: 1.0000 Status: Publicado

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 26430 - INST.FED.DE EDUC.,CIENC.E TEC.S.PERNAMBUCANO 158149 - INST.FED.EDUC.CIENC.E TEC.SERTãO PERNAMBUCANO RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - EQUIPAMENTO

Leia mais

Esclarecimento: As versões dos navegadores a serem utilizadas pelo PSIM estão descrito no item 2.4.1.12 do projeto básico.

Esclarecimento: As versões dos navegadores a serem utilizadas pelo PSIM estão descrito no item 2.4.1.12 do projeto básico. 1 Dúvida: Por favor, nos explique alguns casos tipicos de uso para o monitoramento central? Esclarecimento: Recepção e tratamento de eventos provenientes da central de alarme, validação de ocorrências

Leia mais

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses.

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência [OBJETO] 1 Termo de Referência Serviço de envio de mensagens

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR

TERMO DE REFERÊNCIA - TR TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 014/2009 ANEXO II 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico assistido ao PRODERJ, sob demanda, para o desenvolvimento e implantação de soluções

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO N 248/2012

PREGÃO ELETRÔNICO N 248/2012 CIRCULAR N 02/2012 PREGÃO ELETRÔNICO N 248/2012 OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS de microcomputadores, notebooks, projetores multimídia e servidores básicos, de acordo com as condições e especificações constantes

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

QUESTIONAMENTO(S) ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTO(S) ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTO(S) ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES Prezado(a) Senhor(a), Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Sobre o item 18.1. A prestação do serviço

Leia mais

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA Processo n.º E-04/. /2012. Contratação de empresa para fornecimento e instalação de sistema de gerenciamento de tráfego para elevadores do prédio da SEFAZ, localizado na Avenida Presidente Vargas, 670

Leia mais

ANEXO 01 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ARMÁRIOS PARA CRMS

ANEXO 01 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ARMÁRIOS PARA CRMS Página 1 de 5 ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS 0 PARA LICITAÇÃO ORIGINAL REV. A REV. B REV. C REV. D REV. E REV. F DATA 01.08.11 25.04.14 EXECUÇÃO JADR AF VERIFICAÇÃO JADR JADR APROVAÇÃO

Leia mais

*Os usuários devem possuir um CMA ou um Resource Manager registrado de modo a ativar as capacidades de geração de relatórios.

*Os usuários devem possuir um CMA ou um Resource Manager registrado de modo a ativar as capacidades de geração de relatórios. DESCRITIVO DE SERVIÇOS Serviço Advantage O Serviço Advantage é uma oferta de suporte que proporciona assistência técnica telefônica prioritária 24x7 para clientes de porte médio e corporativos que tenham

Leia mais

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA HOMOLOGAÇÃO DE SOFTWARE HOUSES COM PRODUTOS E APLICAÇÕES DE EDI NO PADRÃO DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA BRASILEIRA

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA HOMOLOGAÇÃO DE SOFTWARE HOUSES COM PRODUTOS E APLICAÇÕES DE EDI NO PADRÃO DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA BRASILEIRA PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA HOMOLOGAÇÃO DE SOFTWARE HOUSES COM PRODUTOS E APLICAÇÕES DE EDI NO PADRÃO DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA BRASILEIRA Documento elaborado pelo Grupo de Trabalho da Comissão de Normas

Leia mais

É desejável que o Proponente apresente sua proposta para ANS considerando a eficiência e conhecimento do seu produto/serviço.

É desejável que o Proponente apresente sua proposta para ANS considerando a eficiência e conhecimento do seu produto/serviço. 1 Dúvida: PROJETO BÁSICO Item 4.1.1.1.2 a) Entendemos que o Suporte aos usuários finais será realizado pelo PROPONENTE através de um intermédio da CONTRATANTE, que deverá abrir um chamado específico para

Leia mais

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Especificações Técnicas Mínimas: 1. O equipamento deve ter gabinete único para montagem

Leia mais

Respostas aos Questionamentos

Respostas aos Questionamentos Parte 01 Respostas aos Questionamentos Está sendo solicitado que os bens, objeto do PREGÃO ELETRÔNICO, deverão ser entregues sem qualquer ônus para o CONTRATANTE, estando incluídas no valor do pagamento

Leia mais

Serviço Data Recovery

Serviço Data Recovery Informações técnicas Serviço Data Recovery Serviço HP Care Pack A HP sabe que os dados são de suma importância para os seus negócios. Quando você compra algum notebook comercial, desktop ou workstation

Leia mais

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica 491 ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica Nº Processo 0801428311 Licitação Nº EDITAL DA CONCORRÊNCIA DEMAP Nº 09/2008 [Razão ou denominação social do licitante] [CNPJ] A. Fatores de Pontuação Técnica:

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS CÂMARA MUNICIPAL DE INHUMAS Palácio Fulgêncio Alves Soyer

ESTADO DE GOIÁS CÂMARA MUNICIPAL DE INHUMAS Palácio Fulgêncio Alves Soyer CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS N. 010/2013 Termo de contrato de locação de softwares que entre si celebram a CÂMARA MUNICIPAL DE INHUMAS, pessoa jurídica de direito público, com sede na Praça Santana,

Leia mais

RESPOSTAS DE QUESTIONAMENTOS - IV

RESPOSTAS DE QUESTIONAMENTOS - IV Conselho Federal de Contabilidade CPL - Comissão Permanente de Licitação SAS Quadra 05 - Bloco J Edifício CFC CEP: 70070-920 - Brasília-DF E-mail: cpl@cfc.org.br RESPOSTAS DE QUESTIONAMENTOS - IV PREGÃO

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA DA AQUISIÇÃO: para atender as necessidades da Câmara Municipal de Canoas/RS. 2. OBJETO: O objeto da presente licitação, na modalidade

Leia mais

ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006

ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO GERAL ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006 Ref. Processo nº 50600.009513/2006-99 OBJETO:

Leia mais

EDITAL 1. APRESENTAÇÃO

EDITAL 1. APRESENTAÇÃO 1 EDITAL MONITORAMENTO INDEPENDENTE DA COBERTURA VEGETAL DO TERRITÓRIO DE IDENTIDADE EXTREMO SUL / COSTA DAS BALEIAS, ÁREA DE ATUAÇÃO DA FIBRIA E DA SUZANO NO EXTREMO SUL DA BAHIA 1. APRESENTAÇÃO A Fibria

Leia mais

1. Ementa 2. Objetivos Gerais: 3. Objetivos Específicos 4. Estruturação do conteúdo da disciplina e sistemática as ser desenvolvida:

1. Ementa 2. Objetivos Gerais: 3. Objetivos Específicos 4. Estruturação do conteúdo da disciplina e sistemática as ser desenvolvida: 1. Ementa Gerenciamento e desenvolvimento de um projeto que acompanhe as etapas do ciclo de vida do software e ou hardware, com ênfase em: documentação, determinação dos requisitos, projeto lógico, projeto

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015. Objeto: TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO

CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015. Objeto: TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015 TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE HOMOLOGAÇÃO DE MATERIAIS DE FORNECEDORES NA COPASA

PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE HOMOLOGAÇÃO DE MATERIAIS DE FORNECEDORES NA COPASA PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE HOMOLOGAÇÃO DE MATERIAIS DE FORNECEDORES NA COPASA 1 Solicitação de Abertura do Processo de Homologação 1.1 Os fornecedores interessados em ter seus materiais

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS (TABLET)

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS (TABLET) ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS (TABLET) IplanRio Empresa Municipal de Informática Janeiro 2012 1. OBJETO Registro de preço para aquisição de Dispositivos Móveis do tipo,

Leia mais

Guia Rápido de Instalação. Modelo M151RW2

Guia Rápido de Instalação. Modelo M151RW2 Guia Rápido de Instalação Modelo M151RW2 2 3 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 DICAS DE INSTALAÇÃO 3 Parabéns! Você acaba de adquirir o Roteador M151RW2 com qualidade e garantia Pixel TI. Este guia rápido irá ajudá-lo

Leia mais

Anexo I - TERMO DE REFERÊNCIA

Anexo I - TERMO DE REFERÊNCIA Anexo I - TERMO DE REFERÊNCIA 1 - CARACTERÍSTICAS DO PROCESSO DE COMPRA 1.1 Órgão Requisitante: SUBVISA/LCP Nº 03/2013. Subsecretária de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses Laboratório

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica 449 ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica A. Fatores de Pontuação Técnica: Critérios Pontos Peso Pontos Ponderados (A) (B) (C) = (A)x(B) 1. Qualidade 115 1 115 2. Compatibilidade 227 681.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto)

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) 1 1 - OBJETO 1.1 Registro de Preços para prestação de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ESTUDO TÉCNICO PRELIMINAR DA CONTRATAÇÃO 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Aquisição de sistema de monitoramento por câmeras para todo o IFRO 2. DEFINIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013 NOME DA INSTITUIÇÃO: Stefanini Consultoria e Assessoria em Informática S.A. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO:

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 033/2015 Termo de Referência 1. OBJETO Renovação de licenças de Solução Corporativa do Antivírus Avast, com serviço de suporte técnico e atualização de versão, manutenção

Leia mais

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD CONCORRÊNCIA PÚBLICA INTERNACIONAL Nº 02430/2008

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD CONCORRÊNCIA PÚBLICA INTERNACIONAL Nº 02430/2008 Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD CONCORRÊNCIA PÚBLICA INTERNACIONAL Contratação de empresa especializada em tecnologia da informação para o desenvolvimento de Sistema Nacional de

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA DO USUÁRIO FINAL (EULA) PARA O YSOFT SAFEQ. Y Soft Corporation, a.s.

CONTRATO DE LICENÇA DO USUÁRIO FINAL (EULA) PARA O YSOFT SAFEQ. Y Soft Corporation, a.s. CONTRATO DE LICENÇA DO USUÁRIO FINAL (EULA) PARA O YSOFT SAFEQ Y Soft Corporation, a.s. N.º de versão do Contrato de Licença do Usuário Final: EULA V 5 Data do início da vigência desta versão do Contrato

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Setembro 2008 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

Termo de Referência. Prestação de Serviços de Treinamento na área de Gerenciamento de Projetos

Termo de Referência. Prestação de Serviços de Treinamento na área de Gerenciamento de Projetos Termo de Referência Prestação de Serviços de Treinamento na área de Gerenciamento de Projetos Maio/2012 Índice 1. OBJETO... 3 2. ESCOPO... 3 3. PRAZO... 7 4. LOCAL DE TREINAMENTO... 7 5. HORÁRIO DE TREINAMENTO...

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

O Instituto Véritas, tem como presidente, Marcelo Bastos, Secretário Parlamentar, ex-vereador, Consultor especial para projetos governamentais,

O Instituto Véritas, tem como presidente, Marcelo Bastos, Secretário Parlamentar, ex-vereador, Consultor especial para projetos governamentais, O Instituto Véritas, tem como presidente, Marcelo Bastos, Secretário Parlamentar, ex-vereador, Consultor especial para projetos governamentais, analista de Políticas Públicas e Sociais, organizador de

Leia mais

NORMA ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I.

NORMA ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 8 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. 4 4.1. Diretrizes:

Leia mais

Serviço HP Foundation Care Exchange

Serviço HP Foundation Care Exchange Informações técnicas Serviço HP Foundation Care Exchange HP Services Visão geral do serviço O serviço HP Foundation Care Exchange é composto de serviços remotos de hardware e software que lhe permitem

Leia mais

Número: TERMO DE REFERÊNCIA PRL 001/2012. Data: PRL Gerência do Programa Luz para Todos 26/01/2012 1.0 - OBJETO/FINALIDADE:

Número: TERMO DE REFERÊNCIA PRL 001/2012. Data: PRL Gerência do Programa Luz para Todos 26/01/2012 1.0 - OBJETO/FINALIDADE: 1.0 - OBJETO/FINALIDADE: Aquisição de 7.812 Unidades de Medição Eletrônica de Energia Elétrica, 1 elemento, 1 fase, 3 fios, 240V e 15(100)A para implantação em padrões de entrada de unidades consumidoras

Leia mais

Pregão Eletrônico 51/12 1. SOFTWARE ONE: Questionamento 1 - Duvida: RESPOSTA Questionamento 2 - Duvida: RESPOSTA Questionamento 3 - Duvida: RESPOSTA

Pregão Eletrônico 51/12 1. SOFTWARE ONE: Questionamento 1 - Duvida: RESPOSTA Questionamento 2 - Duvida: RESPOSTA Questionamento 3 - Duvida: RESPOSTA Disponibilizamos, para o conhecimento das interessadas, a resposta da área técnica deste TRT, acerca dos questionamentos aos termos do Edital do Pregão Eletrônico 51/12, formulados pelas seguintes empresas:

Leia mais

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor 1. Em relação ao módulo para Atribuição de Limites, entendemos que Banco do Brasil busca uma solução para o processo de originação/concessão de crédito. Frente a essa necessidade, o Banco do Brasil busca

Leia mais

RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS

RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS ASSUNTO: PROCESSO: nº 31464/2015-7 OBJETO: Prestação de serviços e aquisição de equipamentos para digitalização do acervo civil e criminal, laudos de criminalística e IML do Instituto Técnico-Científico

Leia mais

Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa

Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa Diagnóstico de problemas Avaliação dos dados da máquina Pesquisa de defeitos Segurança garantida do cliente 701P41699 Visão geral dos Serviços Remotos Sobre

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Projeto Básico da contratação de serviços: 1.1 O presente Projeto Básico tem como objetivo a contratação de empresa para locação de impressoras, incluindo o fornecimento de

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Histórico de Revisões Rev. Modificações 01 30/04/2007 Primeira Emissão 02 15/06/2009 Alteração de numeração de PO 7.1 para. Alteração do título do documento de: Aquisição para: Aquisição / Qualificação

Leia mais

POLÍTICA DE GARANTIA AUTORIDADE DE REGISTRO PRONOVA

POLÍTICA DE GARANTIA AUTORIDADE DE REGISTRO PRONOVA POLÍTICA DE GARANTIA AUTORIDADE DE REGISTRO PRONOVA Obrigado por adquirir um produto e/ou serviço da AR PRONOVA. Nossa Política de Garantia foi desenvolvida com objetivo de fornecer produtos e serviços

Leia mais

Plano de Gerência de Configuração

Plano de Gerência de Configuração Plano de Gerência de Configuração Objetivo do Documento Introdução A aplicação deste plano garante a integridade de códigos-fonte e demais produtos dos sistemas do, permitindo o acompanhamento destes itens

Leia mais

1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte:

1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte: 1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte: 1.1.1.2 Nos CSR, os quais executarão ações comandadas pelo CM e supervisionarão

Leia mais

EQUIPAMENTOS E SISTEMAS DE SEGURANÇA

EQUIPAMENTOS E SISTEMAS DE SEGURANÇA Itatiba, 12 de Outubro de 2013 COTAÇÃO I - TERRAS DE SAN MARCO - 2013 Solicitação de Proposta Solicitação N 1 - TERRAS DE SAN MARCO EQUIPAMENTOS E SISTEMAS DE SEGURANÇA Seleção de fornecedor para fornecimento

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Agosto 2006 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

Processo de declaração de conformidade de software PEM

Processo de declaração de conformidade de software PEM Processo de declaração de conformidade de software PEM Dezembro, 2012 Versão 1,0 Os direitos de autor deste trabalho pertencem à SPMS e a informação nele contida é confidencial. Este trabalho não pode

Leia mais

REF.: PROPOSTA COMERCIAL DE SOLUÇÃO DE PBX IP PARLABOX ( SOFTWARE )

REF.: PROPOSTA COMERCIAL DE SOLUÇÃO DE PBX IP PARLABOX ( SOFTWARE ) REF.: PROPOSTA COMERCIAL DE SOLUÇÃO DE PBX IP PARLABOX ( SOFTWARE ) São partes neste CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE, na qualidade de LICENCIANTE, a empresa PARLACOM TELECOMUNICAÇÕES E INFORMÁTICA

Leia mais

Guia de Instalação do Software Mesa Virtual 2.0 Impacta

Guia de Instalação do Software Mesa Virtual 2.0 Impacta Guia de Instalação do Software Mesa Virtual 2.0 Impacta Este documento descreve os passos necessários para a correta instalação e configuração inicial do software Mesa Virtual 2.0 funcionando com uma central

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PODER LEGISLATIVO

ESTADO DO TOCANTINS PODER LEGISLATIVO ESTADO DO TOCANTINS PODER LEGISLATIVO C.I N 0117/CPL/2012 Palmas, 29 de novembro de 2012. À Diretoria de Comunicação - Dicom ASSUNTO: Pedido de esclarecimentos solicitado pela empresa VISUAL SISTEMAS ELETRÔNICOS,

Leia mais

O Certificado Digital é um documento eletrônico que permite a identificação segura do autor de uma transação feita na Internet.

O Certificado Digital é um documento eletrônico que permite a identificação segura do autor de uma transação feita na Internet. Prezado(a) cliente, Você acaba de adquirir um Certificado Digital ICP BRASIL. O Certificado Digital é um documento eletrônico que permite a identificação segura do autor de uma transação feita na Internet.

Leia mais

Por meio deste, aditamos o seguinte: ( 01 ) Ficam retiradas do Edital as seguintes exigências:

Por meio deste, aditamos o seguinte: ( 01 ) Ficam retiradas do Edital as seguintes exigências: Aditamento nº 01 Pregão Eletrônico nº 12/08117 Objeto Data 19/12/2012 ADM. CENTRAL - Aquisição de appliance de Data Warehouse e licença de uso de uma solução de ETL, licença de uso de uma solução de BI

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS

CATÁLOGO DE SERVIÇOS Partner MASTER RESELLER CATÁLOGO DE SERVIÇOS SUPORTE TÉCNICO in1.com.br Explore Mundo! seu Conteúdo 1 - Objetivo 2 - Serviços prestados por meio do contrato de manutenção e suporte anual 2.1 - Primeira

Leia mais

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES CADASTRO DE CLIENTES Recebimento de equipamentos somente com cadastro completo; O cadastro do e-mail é obrigatório; É de responsabilidade do cliente manter seus dados sempre

Leia mais

QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES

QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES Pergunta 01: No EDITAL do PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES, no item 4.17. II há a afirmação sobre a não aceitação de proposta

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ENVIO DE MENSAGENS SMS SHORT MESSAGE SERVICE PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Responsável: Superintendência Central de Governança Eletrônica Objeto LOTE ITEM

Leia mais