SOROPREVALÊNCIA DE Borrelia spp. EM EQUINOS DE USO MILITAR DO MUNICÍPIO DE SÃO BORJA, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOROPREVALÊNCIA DE Borrelia spp. EM EQUINOS DE USO MILITAR DO MUNICÍPIO DE SÃO BORJA, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL"

Transcrição

1 SOROPREVALÊNCIA DE Borrelia spp. EM EQUINOS DE USO MILITAR DO MUNICÍPIO DE SÃO BORJA, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SEROPREVALENCE OF Borrelia spp. IN HORSES THE MILITARY USE OF SÃO BORJA COUNTY, STATE OF RIO GRANDE DO SUL CARLOS HENRIQUE COELHO DE CAMPOS 1, RUBENS FABIANO SOARES PRADO 2, MATHEUS DIAS CORDEIRO 3, ADIVALDO HENRIQUE DA FONSECA 3, CLÁUDIO LÍSIAS MAFRA 4, CARLOS LUIZ MASSARD 3. 1-Divisão de Ensino e Pesquisa, Instituto de Biologia do Exército, Ministério da Defesa, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. 2-Hospital Veterinário, Academia Militar das Agulhas Negras, Ministério da Defesa, Resende, Rio de Janeiro, Brasil. 3-Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, Rio de Janeiro, Brasil. 4-Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Minas Gerais, Brasil. RESUMO Com o objetivo de avaliar a ocorrência de Borrelia spp. em equinos mantidos em unidade militar no estado do Rio Grande do Sul, foram coletadas amostras de sangue. Verificou-se no soro, por ELISA, a ocorrência de anticorpos anti Borrelia burgdorferi cepa G39/40 e diferentes níveis de infestação pelo carrapato Rhipicephalus (Boophillus) microplus. Verificou-se soroprevalência de 44,66% (n=134/300). A evidência de circulação de borrélias nos equinos reforça seu papel como sentinela, sendo fator de alerta para potencial ocorrência de casos humanos. Os resultados obtidos reforçam a importância da vigilância epidemiológica dos carrapatos vetores e sua associação com agentes infecciosos de risco para a saúde do efetivo militar 1359

2 humano e animal na região avaliada. Isto também realça a necessidade da adoção de medidas de proteção coletivas e individuais visando mitigar o risco de doenças transmitidas por carrapatos em atividades militares. Palavras-chave: Borrelioses, zoonoses, equinos de uso militar. ABSTRACT In order to evaluate the occurrence of Borrelia spp. in horses kept in military unit in the state of Rio Grande do Sul, blood samples were collected. It has been found in the serum, by ELISA, the occurrence of anti B. burgdorferi antibodies strain G39 / 40 and different levels of infestation by Rhipicephalus (Boophillus) microplus. It was found seroprevalence of 44.66% (n = 134/300). Evidence of borrelias circulation in horses reinforces its role as sentinel, being alert factor for potential occurrence of human cases. The results reinforce the importance of epidemiological surveillance of vector ticks and their association with infectious agents of risk to the health of military personnel and human animal in the assessed region. This also highlights the need to adopt collective and individual protection measures to mitigate the risk of tickborne diseases in military activities. Keywords: Borreliosis, zoonosis, horses for military use. INTRODUÇÃO As borrélias são bactérias que promovem uma série de doenças zoonóticas, sendo transmitidas por carrapatos. No Brasil, casos de borreliose são descritos como uma enfermidade similar a Doença de Lyme, que ocorre no hemisfério Norte, mas com aspectos clínico-epidemiológicos diferenciados, denominada Síndrome de Baggio-Yoshinari (SBY) (Yoshinari et al., 2010). Animais silvestres e domésticos parecem estar envolvidos na cadeia de transmissão desta doença, que ainda não foi completamente elucidada. Seu agente etiológico também ainda está por ser isolado e caracterizado. Entretanto, estudos sorológicos tem demonstrado que Borrelia spp. circula entre equinos em diferentes regiões do país e é possível que os equinos, incluindo os de uso militar, além de sentinelas e carreadores de carrapatos, 1360

3 possam estar funcionando como hospedeiros reservatórios. Há relatos sugestivos desta possibilidade, inclusive com relatos de casos humanos com relação e história epidemiológica de infecção por B. burdorferi à partir da infestação de carrapatos oriundos do contato com equinos doentes (Marcelis et al., 1987). Assim, estudos soroepidemiológicos no Brasil podem auxiliar na elucidação do ciclo da borreliose brasileira e alertar sobre o risco da doença em humanos. Desta forma, este estudo teve por objetivo realizar o diagnóstico sorológico de Borrelia spp. em equinos de uso militar, mantidos no município de São Borja, estado do Rio Grande do Sul. MATERIAL E MÉTODOS Amostras de 300 equinos de uso militar, utilizados para reprodução, foram testadas através do ensaio de adsorção imunoenzimática indireta ielisa para Borrelia burgdorferi cepa G39/40. Todos os equinos tiveram todo o corpo inspecionado visualmente, com atenção nas regiões mais comumente parasitadas por Ixodídeos. Como característica marcante no manejo dos equinos, está a utilização de pastagens consorciadas com o rebanho bovino, caracterizando o manejo como " pastejo misto". RESULTADOS À partir das 300 amostras submetidas ao ELISA, foram detectados 134 (prevalência de 44,66%) animais sororreagentes e foi observada somente a espécie de carrapato Rhipicephalus (Boophillus) microplus realizando parasitismo. DISCUSSÃO Este resultado de soroprevalência é bastante similar ao encontrado por Salles et al. (2002) de 42,8% em equinos do município de Seropédica-RJ criados extensivamente e com altas infestações de carrapatos. O pastejo misto com bovinos, descrito no rebanho, possibilitou a infestação pelos carrapato pelo R. microplus. Podemos sugerir que a presença desse vetor está associada à soropositividade para Borrelia spp., sendo fator de 1361

4 risco significante corroborando com o relato de Yoshinari et al., (2003) da coexistência de anticorpos para B. burgdorferi e Babesia bovis em humanos doentes com SBY. Deverá ser considerada a possibilidade citada por Rogers et a. (1999) da ocorrência de reações cruzadas entre B. burgdorferi e B. theileri. A B. theileri é uma espiroqueta transmitida principalmente por carrapatos R. microplus que pode infectar bovinos e equinos (Collow, 1967). Madureira (2007) caracterizou morfométrica e genotipicamente um isolado de espiroqueta oriunda de equino do estado do Rio de Janeiro, classificando o microorganismo como B. theileri. Madureira et al. (2009) alertaram que a presença de anticorpos contra B. burgdorferi em equinos é indicativo da circulação de Borrelia spp. no rebanho, sendo necessário atenção para a ocorrência de borreliose em humanos. Assim, considerando a importância desta doença emergente em nosso país, o presente estudo reforça as evidências da circulação de uma Borrelia em nosso território ao verificar sororeatividade nos equinos de uso militar. CONCLUSÕES A evidência sorológica encontrada nos animais demonstra a possibilidade de circulação de borrélias na região. Além disso, alerta para um possível papel epidemiológico do equino como carreador de carrapatos infectados para próximo do convívio humano, havendo a possibilidade de ocorrência de casos humanos de Síndrome de Baggio-Yoshinari, reforçando a necessidade da adoção de medidas de proteção coletivas e individuais visando mitigar o risco de doenças transmitidas por carrapatos em atividades militares. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COLLOW, L. L. Observations on tick transmitted spirochaetes of cattle in Australia and South Africa. British Veterinary Journal, v.123, p ,

5 MADUREIRA, R. C. Sorologia para Borrelia burdorferi em equinos do Estado do Pará e caracterização genotípica de isolados de Borrelia spp p. Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias, Sanidade Animal), Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ. MADUREIRA, R.C.; RANGEL, C.P.; BARBOSA NETO, J.D.; FONSECA, A.D. Sorologia para Borrelia burgdorferi em equinos da ilha de Marajó e município de Castanhal, Pará, Brasil. Revista de Ciências da Vida, v. 29, n. 2, p , MARCELIS, L.; DE MARNEFFE, P.; CHAIDRON, E.; BIGAIGNON, G.; KAGERUKA, P.; GOUBAU, P. Horse reservoir for Borrelia burgdorferi?. The Lancet, v. 25, ROGERS, A. B.; SMITH, R. D.; KAKOMA I. Serologic cross-reactivity of antibodies against Borrelia theileri, Borrelia burgdorferi and Borrelia coriaceae in cattle. American Journal of Veterinary Research, v.60, n.6, p SALLES, R. S.; FONSECA, A. H.; SCOFIELD, A.; MADUREIRA, R. C., YOSHINARI, N.H. Sorologia para Borrelia burgdorferi latu sensu em equinos no estado do Rio de Janeiro. A Hora Veterinária, v. 127, p , YOSHINARI, N. H.; ABRÃO, M. G.; BONOLDI, V. L. N.; SOARES, C. O.; MADRUGA, C. R.; SCOFIELD, A.; MASSARD, C. L.; FONSECA, A. H. Coexistence of antibodies to tick-borne agents of babesiosis and Lyme borreliosis in patients from Cotia county, state of São Paulo, Brazil. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, v. 98, n. 3, p , YOSHINARI, N.H.; MANTOVANI, E.; BONOLDI, V.L.N.; MARANGONI, R.G.; GAUDITANO, G. Doença de Lyme-símile Brasileira ou Síndrome Baggio- Yoshinari: Zoonose exótica e emergente transmitida por carrapatos. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 56, n. 3, p ,

UFRRJ INSTITUTO DE VETERINÁRIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS TESE

UFRRJ INSTITUTO DE VETERINÁRIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS TESE UFRRJ INSTITUTO DE VETERINÁRIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS TESE Estudo Epidemiológico de Borrelia burgdorferi, Babesia bovis, Babesia bigemina e Anaplasma marginale em Búfalos (Bubalus

Leia mais

KATIANY ROCHA GALO. FREQÜÊNCIA DE ANTICORPOS ANTI - Borrelia burgdorferi EM EQÜINOS NA MESORREGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ

KATIANY ROCHA GALO. FREQÜÊNCIA DE ANTICORPOS ANTI - Borrelia burgdorferi EM EQÜINOS NA MESORREGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ KIANY ROCHA GALO FREQÜÊNCIA DE ANTICORPOS ANTI - Borrelia burgdorferi EM EQÜINOS NA MESORREGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ Dissertação apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal

Leia mais

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI - Borrelia burgdorferi EM CONDIÇÕES EXPERIMENTAIS E DE INFECÇÕES NATURAIS EM BOVINOS MÁRCIA MAYUMI ISHIKAWA

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI - Borrelia burgdorferi EM CONDIÇÕES EXPERIMENTAIS E DE INFECÇÕES NATURAIS EM BOVINOS MÁRCIA MAYUMI ISHIKAWA PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI - Borrelia burgdorferi EM CONDIÇÕES EXPERIMENTAIS E DE INFECÇÕES NATURAIS EM BOVINOS MÁRCIA MAYUMI ISHIKAWA 2000 ii UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE

Leia mais

COORDENAÇÃO ACADÊMICA NÚCLEO DE GESTÃO DE ATIVIDADES DE PESQUISA COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Projeto de Pesquisa Registrado Informações Gerais

COORDENAÇÃO ACADÊMICA NÚCLEO DE GESTÃO DE ATIVIDADES DE PESQUISA COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Projeto de Pesquisa Registrado Informações Gerais COORDENAÇÃO ACADÊMICA Projeto de Pesquisa Registrado Informações Gerais 1. Coordenador (a): ANA KARINA DA SILVA CAVALCANTE (KARINA@UFRB.EDU.BR) Vice- Coordenador (a): 2. Título do projeto: Ocorrência de

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 BIOMETRIA DOS EQUÍDEOS DE TRAÇÃO NO MUNICÍPIO DE PATOS/ PARAÍBA-BRASIL SILVIA SOUSA AQUINO¹, DAVIDIANNE DE ANDRADE MORAIS¹, MARCELO PAIVA¹, LAYZE CILMARA ALVES DA SILVA¹, WILLIANY MARILLAC DA NÓBREGA

Leia mais

Monitoramento sorológico para avaliação da eficiência da vacinação contra a febre aftosa na zona livre. Relatório final

Monitoramento sorológico para avaliação da eficiência da vacinação contra a febre aftosa na zona livre. Relatório final Monitoramento sorológico para avaliação da eficiência da vacinação contra a febre aftosa na zona livre Relatório final Brasília, novembro de 2011 Monitoramento sorológico para avaliação da eficiência da

Leia mais

USO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRAFICA NA SAÚDE: ANÁLISE ESPACIAL DA LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA EM PRESIDENTE PRUDENTE SP, BRASIL

USO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRAFICA NA SAÚDE: ANÁLISE ESPACIAL DA LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA EM PRESIDENTE PRUDENTE SP, BRASIL USO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRAFICA NA SAÚDE: ANÁLISE ESPACIAL DA LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA EM PRESIDENTE PRUDENTE SP, BRASIL USE OF GEOGRAPHIC INFORMATION SYSTEMS IN HEALTH: SPATIAL ANALYSIS

Leia mais

DETECÇÃO DO VIRUS DA MANCHA BRANCA (WSSV) EM CAMARÕES MARINHOS CULTIVADOS E HOSPEDEIROS NATURAIS NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA, BRASIL

DETECÇÃO DO VIRUS DA MANCHA BRANCA (WSSV) EM CAMARÕES MARINHOS CULTIVADOS E HOSPEDEIROS NATURAIS NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA, BRASIL 1 DETECÇÃO DO VIRUS DA MANCHA BRANCA (WSSV) EM CAMARÕES MARINHOS CULTIVADOS E HOSPEDEIROS NATURAIS NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA, BRASIL ROBERT LENOCH 1, CAMILA YAMAGUTI LENOCH 1, JONAS CUNHA

Leia mais

ESPACIALIZAÇÃO E ESTUDO DA LEISHMANIOSE VISCERAL EM MONTES CLAROS-MG 1

ESPACIALIZAÇÃO E ESTUDO DA LEISHMANIOSE VISCERAL EM MONTES CLAROS-MG 1 ESPACIALIZAÇÃO E ESTUDO DA LEISHMANIOSE VISCERAL EM MONTES CLAROS-MG 1 Bruna Andrade Laughton brunalaughton@yahoo.com.br Sandra Célia Muniz Magalhães sandramunizgeo@hotmail.com João Victor Souto de Oliveira

Leia mais

PERCEPÇÃO QUANTO AOS RISCOS INERENTES AO MANEJO DOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (RSS) DOS TRABALHADORES DE UM HOSPITAL PÚBLICO EM JI-PARANÁ/RO

PERCEPÇÃO QUANTO AOS RISCOS INERENTES AO MANEJO DOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (RSS) DOS TRABALHADORES DE UM HOSPITAL PÚBLICO EM JI-PARANÁ/RO PERCEPÇÃO QUANTO AOS RISCOS INERENTES AO MANEJO DOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE (RSS) DOS TRABALHADORES DE UM HOSPITAL PÚBLICO EM JI-PARANÁ/RO Katerine Vanessa Prado da Silva*, Margarita María Dueñas

Leia mais

Doenças Transmitidas por Carrapatos Experiência DF

Doenças Transmitidas por Carrapatos Experiência DF III Simpósio de Doenças Transmitidas por Carrapatos Doenças Transmitidas por Carrapatos Experiência DF Anderson de Morais Leocadio 11/10/2013 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE Subsecretaria

Leia mais

A doença meningocócica na região de Sorocaba, São Paulo, Brasil, no período de 1999 a 2008

A doença meningocócica na região de Sorocaba, São Paulo, Brasil, no período de 1999 a 2008 NOTA RESEARCH NOTE 2397 A doença meningocócica na região de Sorocaba, São Paulo, Brasil, no período de 1999 a 2008 Meningococcal disease in the Sorocaba region, São Paulo State, Brazil, 1999-2008 Miriam

Leia mais

Mal estar, febre de início súbito, cefaléia, dores musculares e, em casos graves, alterações hepáticas, renais e vasculares.

Mal estar, febre de início súbito, cefaléia, dores musculares e, em casos graves, alterações hepáticas, renais e vasculares. LEPTOSPIROSE Nomes populares Doença de Weil, Icterícia Infecciosa Agente causador Bactérias patogênicas do gênero Leptospira Espécies acometidas Roedores sinantrópicos (principal reservatório natural).

Leia mais

PREVALÊNCIA DE LEISHMANIOSE EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DE ANDRADINA SP

PREVALÊNCIA DE LEISHMANIOSE EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DE ANDRADINA SP 36 CIÊNCIAS AGRÁRIAS TRABALHO ORIGINAL PREVALÊNCIA DE LEISHMANIOSE EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DE ANDRADINA SP PREVALENCE OF LEISHMANIASIS IN DOGS EXAMINED

Leia mais

UMA METODOLOGIA PARA ANÁLISE DOS PROCESSOS DE CERTIFICAÇÃO ISO 9000

UMA METODOLOGIA PARA ANÁLISE DOS PROCESSOS DE CERTIFICAÇÃO ISO 9000 UMA METODOLOGIA PARA ANÁLISE DOS PROCESSOS DE CERTIFICAÇÃO ISO 9000 Denise Dumke de Medeiros Departamento de Engenharia de Produção / UFPE Av. Acadêmico Hélio Ramos, s/n, Cidade Universitária, Recife/

Leia mais

O USO DA INFORMÁTICA NA REDE BÁSICA E HOSPITALAR DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO (S.P.)

O USO DA INFORMÁTICA NA REDE BÁSICA E HOSPITALAR DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO (S.P.) O USO DA INFORMÁTICA NA REDE BÁSICA E HOSPITALAR DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO (S.P.) Cristina Maria Galvão * Namie Okino Sawada * GALVÃO, C. M.; SAWADA, N. O. O uso da informática na rede básica e hospitalar

Leia mais

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DA FEBRE MACULOSA BRASILEIRA EM JUIZ E FORA, MINAS GERAIS. An epidemiological study of Spotted Fever in Juiz de Fora, MG

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DA FEBRE MACULOSA BRASILEIRA EM JUIZ E FORA, MINAS GERAIS. An epidemiological study of Spotted Fever in Juiz de Fora, MG ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DA FEBRE MACULOSA BRASILEIRA EM JUIZ E FORA, MINAS GERAIS An epidemiological study of Spotted Fever in Juiz de Fora, MG André Flávio Soares Ferreira Rodrigues 1 Caio Márcio de Oliveira

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE HEMOPARASITOS E CARRAPATOS DE CÃES PROCEDENTES DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DE CAMPO GRANDE ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL, BRASIL

IDENTIFICAÇÃO DE HEMOPARASITOS E CARRAPATOS DE CÃES PROCEDENTES DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DE CAMPO GRANDE ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL, BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL IDENTIFICAÇÃO DE HEMOPARASITOS E CARRAPATOS DE CÃES PROCEDENTES DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DE CAMPO GRANDE ESTADO

Leia mais

Caracterização dos doentes toxicodependentes observados pela equipa de Psiquiatria de Ligação - análise comparativa dos anos de 1997 e 2004

Caracterização dos doentes toxicodependentes observados pela equipa de Psiquiatria de Ligação - análise comparativa dos anos de 1997 e 2004 Caracterização dos doentes toxicodependentes observados pela equipa de Psiquiatria de Ligação - análise comparativa dos anos de 1997 e 2004 Joana Alexandre *, Alice Luís ** Resumo Analisaram-se as características

Leia mais

UFRRJ INSTITUTO DE VETERINÁRIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS TESE

UFRRJ INSTITUTO DE VETERINÁRIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS TESE UFRRJ INSTITUTO DE VETERINÁRIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS TESE Detecção de Anaplasma marginale por pesquisa de IgG e PCR em um rebanho bovino da Baixada Fluminense Fábio Jorge Moreira

Leia mais

PALESTRA SOBRE SITUAÇÃO ATUAL DA FEBRE MACULOSA BRASILEIRA

PALESTRA SOBRE SITUAÇÃO ATUAL DA FEBRE MACULOSA BRASILEIRA PALESTRA SOBRE SITUAÇÃO ATUAL DA FEBRE MACULOSA BRASILEIRA NICOLAU MAUÉS SERRA-FREIRE BMV, MSc., PhD., Chefe do Laboratório de Ixodides Diretor do Curso de Medicina Veterinária - Universidade Estácio de

Leia mais

RELAÇÃO CINTURA-ESTATURA DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP.

RELAÇÃO CINTURA-ESTATURA DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP. RELAÇÃO CINTURA-ESTATURA DE UNIVERSITÁRIOS DE UMA FACULDADE PARTICULAR DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, SP. Alessandra Santana Valadares Cleverson Alves dos Santos Cristiano Rovella Alecsandro Rosa da Silva

Leia mais

Cultivando o Saber Volume 7, n.1, p. 14 23, 2014 49. Controle com nim de carrapatos em bovinos

Cultivando o Saber Volume 7, n.1, p. 14 23, 2014 49. Controle com nim de carrapatos em bovinos Cultivando o Saber Volume 7, n.1, p. 14 23, 2014 49 Controle com nim de carrapatos em bovinos Marcos Rogério de Souza Pinto 1 e Vivian Fernanda Gai 2 Resumo: O Trabalho testou a viabilidade no controle

Leia mais

Informativo Técnico. Tome cuidado, seu tratamento contra o carrapato pode estar falhando!

Informativo Técnico. Tome cuidado, seu tratamento contra o carrapato pode estar falhando! Informativo Técnico Informativo Técnico N 01/Ano 01 abril de 2010 Tome cuidado, seu tratamento contra o carrapato pode estar falhando! Ivo Kohek Jr.* O carrapato do bovino (Boophilus microplus) passa a

Leia mais

Carrapatos e doenças transmitidas comuns ao homem e aos animais

Carrapatos e doenças transmitidas comuns ao homem e aos animais A Hora Veterinária 135(1):15-23, 2004 Carrapatos e doenças transmitidas comuns ao homem e aos animais C. L. Massard 1 A. H. Fonseca 2 Neste trabalho de revisão, são apresentados as principais espécies

Leia mais

Ixodídeos coletados em equinos e caninos no Estado de Santa Catarina*

Ixodídeos coletados em equinos e caninos no Estado de Santa Catarina* Ixodídeos coletados em equinos e caninos no Estado de Santa Catarina* Marcia Sangaletti Lavina 1+, Antonio Pereira de Souza 2,3, Valdomiro Bellato 4, Amélia Aparecida Sartor 4, Anderson Barbosa Moura 4

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DE PROJETOS DE EXTENSÃO NO DESENVOLVIMENTO DA PECUÁRIA LEITEIRA, SUSTENTABILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL

A CONTRIBUIÇÃO DE PROJETOS DE EXTENSÃO NO DESENVOLVIMENTO DA PECUÁRIA LEITEIRA, SUSTENTABILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL 1 A CONTRIBUIÇÃO DE PROJETOS DE EXTENSÃO NO DESENVOLVIMENTO DA PECUÁRIA LEITEIRA, SUSTENTABILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL NATHALIA COVRE DA SILVA¹, GISLAINE APARECIDA DOS SANTOS¹, ISABELLE SUMIE AZUMA IKEDA¹,

Leia mais

Fábio da Silva Abrate

Fábio da Silva Abrate Fábio da Silva Abrate Elaboração de um Questionário para Avaliar as Variáveis Determinantes do Endividamento de Estudantes Universitários no Cartão de Crédito: Um Estudo Piloto Adaptado para o Mercado

Leia mais

Doença de Chagas. 4) Número de Aulas: as atividades serão desenvolvidas em três etapas, divididas em aulas a critério do professor.

Doença de Chagas. 4) Número de Aulas: as atividades serão desenvolvidas em três etapas, divididas em aulas a critério do professor. Doença de Chagas Introdução Em 1909 o pesquisador do Instituto Osvaldo Cruz, Carlos Chagas, descobriu uma doença infecciosa no interior de Minas Gerais. Segundo seus estudos, era causada pelo protozoário

Leia mais

Parasitismo de Amblyomma fuscum (Acari: Ixodidae) em humanos. Parasitism of Amblyomma fuscum (Acari: Ixodidae) on humans

Parasitismo de Amblyomma fuscum (Acari: Ixodidae) em humanos. Parasitism of Amblyomma fuscum (Acari: Ixodidae) on humans Parasitismo de Amblyomma fuscum (Acari: Ixodidae) em humanos Parasitism of Amblyomma fuscum (Acari: Ixodidae) on humans Sandro Marques I Rogério Dal Col II Marco Otávio de Matos Júnior II Elisabeth Fernandes

Leia mais

ISSN 1806-423-X. Palavras-chave: Amblyomma cajennense, Febre Maculosa, técnicas de coleta, pano de arrasto, gelo seco, vigilância acarológica.

ISSN 1806-423-X. Palavras-chave: Amblyomma cajennense, Febre Maculosa, técnicas de coleta, pano de arrasto, gelo seco, vigilância acarológica. ISSN 806-43-X Artigo Original Técnicas alternativas para coleta de carrapatos de vida livre e parasitária Alternative techniques for ticks collection in the wildlife and parasitary Sandro Marques Moacyr

Leia mais

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Souza Mundim, Érika Cristina de; Silva Francisco, Manoel Marcelo da; Souza,

Leia mais

HEPATOZOONOSE CANINA

HEPATOZOONOSE CANINA HEPATOZOONOSE CANINA Sílvia Letícia Monteiro JUNQUEIRA 1, Tales Dias do PRADO 2, Helton Freires OLIVEIRA³, Thays Nascimento COSTA 4, Luiz Antonio Franco da SILVA 5. 1. Médica Veterinária Residente de Patologia

Leia mais

ABORTO POR CLAMIDIAS (ABORTO ENZOÓTICO DE OVELHAS, ABORTO EPIZOÓTICO DE BOVINOS)

ABORTO POR CLAMIDIAS (ABORTO ENZOÓTICO DE OVELHAS, ABORTO EPIZOÓTICO DE BOVINOS) REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA - ISSN 1679-7353 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE M EDICINA V ETERINÁRIA E Z OOTECNIA DE G ARÇA/FAMED A NO III, NÚMERO, 06, JANEIRO DE 2006.

Leia mais

1º Seminário de Pecuária Integrada: Rumo às Boas Práticas Agropecuárias

1º Seminário de Pecuária Integrada: Rumo às Boas Práticas Agropecuárias 1º Seminário de Pecuária Integrada: Rumo às Boas Práticas Agropecuárias Dr. Luciano Bastos Lopes Pesquisador Embrapa Agrossilvipastoril Epidemiologia e Doenças Infecciosas Controle Sanitário em Bovinos

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 A INCLUSÃO DO MÉDICO VETERINÁRIO NA ATENÇÃO BÁSICA E O CONCEITO DE UMA SAÚDE. THE INCLUSION OF THE VETERINARIAN IN PRIMARY CARE AND THE CONCEPT OF HEALTH. CAMILA DURLO TAMIOSSO I* RENATO GIOVANI CHAVES

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM. Coordenação: Prof. Dr. Mauro Fontelles

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM. Coordenação: Prof. Dr. Mauro Fontelles CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS P E GESTÃO ESTRATÉGICA EM SAÚDE Coordenação: Prof. Dr. Mauro Fontelles Aula 01 Introdu Introdução ao estudo da Epidemiologia Conteúdo Histórico Conceitos básicos

Leia mais

Diagnóstico. Diferencial de Vibrio spp,, Campylobacter spp e Espiroquetídeos. Prof. Dr. Fernando Ananias

Diagnóstico. Diferencial de Vibrio spp,, Campylobacter spp e Espiroquetídeos. Prof. Dr. Fernando Ananias Diagnóstico Diferencial de Vibrio spp,, Campylobacter spp e Espiroquetídeos Prof. Dr. Fernando Ananias 1 Campilobacter Exige microaerofilia (5% de CO2, 10% de CO2 e 85% de isolamento em fezes = filtração

Leia mais

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE INFECCÕES PELO VÍRUS DA LEUCEMIA E IMUNODEFICIÊNCIA FELINA, EM GATOS DOMÉSTICOS DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE INFECCÕES PELO VÍRUS DA LEUCEMIA E IMUNODEFICIÊNCIA FELINA, EM GATOS DOMÉSTICOS DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DE INFECCÕES PELO VÍRUS DA LEUCEMIA E IMUNODEFICIÊNCIA FELINA, EM GATOS DOMÉSTICOS DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ Veruska Martins da Rosa

Leia mais

http:// www.insa.pt _ consumo de água de nascentes naturais Um problema de saúde pública. _DSA Departamento de Saúde Ambiental 2010 _Nascentes Naturais 01 _Introdução A convicção, ainda hoje frequente

Leia mais

Ecologia da Febre Maculosa

Ecologia da Febre Maculosa Ecologia da Febre Maculosa Depois dos mosquitos, carrapatos hematófagos estão em segundo lugar como fonte de trasmissão de patógenos aos seres humanos, mas estão em primeiro lugar como fonte de transmissão

Leia mais

Camila Rosani Beal², Reginaldo Ferreira Santos²

Camila Rosani Beal², Reginaldo Ferreira Santos² Revista Brasileira de Energias Renováveis Estudo sobre o consumo de água em restaurantes na cidade de Cascavel - PR¹ Camila Rosani Beal², Reginaldo Ferreira Santos² ¹ Aceito para publicação em 1 de outubro

Leia mais

ANEMIA INFECCIOSA EQUINA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS, CLÍNICOS E LABORATORIAIS

ANEMIA INFECCIOSA EQUINA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS, CLÍNICOS E LABORATORIAIS Revista Eletrônica Novo Enfoque, ano 2010, v. 09, n. 09, p. 01 13 ANEMIA INFECCIOSA EQUINA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS, CLÍNICOS E LABORATORIAIS CHV KARAM 1 ; MF ROLIM 2 ; FAS

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PRODUTO E PROCESSO LANCETAS AUTOMÁTICAS DE SEGURANÇA INJEX

ESPECIFICAÇÕES PRODUTO E PROCESSO LANCETAS AUTOMÁTICAS DE SEGURANÇA INJEX Página: 1 de 8 1) DESCRIÇÃO DO PRODUTO Lanceta Automática de Segurança Injex - Estéril - calibre: 28 G = 0,36mm Produto Classe: 2 Registro: 10160610037 2) TIPO DE USO Produto uso único - doméstico (usuários

Leia mais

NOTIFICAÇÕES DOS ATENDIMENTOS ANTIRRÁBICO HUMANO: PERFIL DAS VÍTIMAS E DOS ACIDENTES 1

NOTIFICAÇÕES DOS ATENDIMENTOS ANTIRRÁBICO HUMANO: PERFIL DAS VÍTIMAS E DOS ACIDENTES 1 HYGEIA, ISSN: 1980-1726 Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde - http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia NOTIFICAÇÕES DOS ATENDIMENTOS ANTIRRÁBICO HUMANO: PERFIL DAS VÍTIMAS E DOS ACIDENTES

Leia mais

em equinos na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Campus Seropédica*

em equinos na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Campus Seropédica* Frequência de anticorpos da classe IgG anti-rickettsia rickettsii em equinos na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Campus Seropédica* Matheus Dias Cordeiro 1, Vanessa de Almeida Raia 2, Jaqueline

Leia mais

ESTUDO SOROEPIDEMIOLÓGICO DA

ESTUDO SOROEPIDEMIOLÓGICO DA ESTUDO SOROEPIDEMIOLÓGICO DA Babesia equi EM EQÜINOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL DETERMINADO PELOS TESTES DE IMUNOFLUORESCÊNCIA INDIRETA E ELISA* ANSELMO AFONSO GOLYNSKI 1 ; KATIA ROBERTA FERNANDES

Leia mais

BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA

BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA Centro Universitário Newton Paiva Escola de Odontologia BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA Maria Aparecida Gonçalves de Melo Cunha O que é biossegurança? O termo biossegurança é formado pelo radical

Leia mais

NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO FUNDO DE FOMENTO SBOT

NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO FUNDO DE FOMENTO SBOT NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO FUNDO DE FOMENTO SBOT ARTIGO 1 o : O FUNDO DE FOMENTO foi concebido para auxiliar as Regionais da SBOT no cumprimento total ou parcial de projetos educacionais e/ou institucionais

Leia mais

CASUÍSTICA DOS ATENDIMENTOS DE FELINOS NA CLÍNICA ESCOLA VETERINÁRIA (CEVET) DA UNICENTRO NO TRIÊNIO 2006-2008

CASUÍSTICA DOS ATENDIMENTOS DE FELINOS NA CLÍNICA ESCOLA VETERINÁRIA (CEVET) DA UNICENTRO NO TRIÊNIO 2006-2008 CASUÍSTICA DOS ATENDIMENTOS DE FELINOS NA CLÍNICA ESCOLA VETERINÁRIA (CEVET) DA UNICENTRO NO TRIÊNIO 2006-2008 José Carlos ISSAKOWICZ ¹ Thiago Canton NICOLAO ¹ Maurício Nunes VIEIRA ¹ Ewerton Luiz de LIMA¹

Leia mais

TEXTOS COMPLEMENTARES PARA LAUDOS CRF-RS

TEXTOS COMPLEMENTARES PARA LAUDOS CRF-RS TEXTOS COMPLEMENTARES PARA LAUDOS CRF-RS APRESENTAÇÃO A presente Cartilha Analítica foi elaborada pela Comissão Assessora de Análises Clínicas do CRF-RS, gestão 2006/2007, composta por farmacêuticos atuantes

Leia mais

Nota técnica n.º 24 /2014 Recife, 21 de Agosto de 2014.

Nota técnica n.º 24 /2014 Recife, 21 de Agosto de 2014. Nota técnica n.º 24 /2014 Recife, 21 de Agosto de 2014. Assunto: orientações para ações de vigilância e serviços de saúde de referência para caso suspeito de Doença pelo Vírus Ebola A Secretária Estadual

Leia mais

Parasitologia - 2/10 2010-08-02. Relatório de Avaliação

Parasitologia - 2/10 2010-08-02. Relatório de Avaliação 2010-08-02 Parasitologia - 2/10 Agradecemos a participação no 2º ensaio do Programa de Avaliação Externa da Qualidade em Parasitologia de 2010. Foram distribuídas amostras a 104 participantes para a serologia

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DA BORRELIOSE DE LYME EM BOVINOS NA REGIÃO SUDESTE DO BRASIL E PADRONIZAÇÃO DO DIAGNÓSTICO SOROLÓGICO.

EPIDEMIOLOGIA DA BORRELIOSE DE LYME EM BOVINOS NA REGIÃO SUDESTE DO BRASIL E PADRONIZAÇÃO DO DIAGNÓSTICO SOROLÓGICO. EPIDEMIOLOGIA DA BORRELIOSE DE LYME EM BOVINOS NA REGIÃO SUDESTE DO BRASIL E PADRONIZAÇÃO DO DIAGNÓSTICO SOROLÓGICO. MÁRCIA MAYUMI ISHIKAWA 1996 ii UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO

Leia mais

Efeito do Extrato Hidro-alcoólico de Capim-limão (Cympobogon citratus) sobre o Ciclo do Carrapato Rhipicephalus microplus em Novilhas Leiteiras 1.

Efeito do Extrato Hidro-alcoólico de Capim-limão (Cympobogon citratus) sobre o Ciclo do Carrapato Rhipicephalus microplus em Novilhas Leiteiras 1. Efeito do Extrato Hidro-alcoólico de Capim-limão (Cympobogon citratus) sobre o Ciclo do Carrapato Rhipicephalus microplus em Novilhas Leiteiras 1. Effect of hydroalcoholic extract of lemon grass (Cympobogon

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0 Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados Versão 1.0 Sumário Central de Materiais Esterilizados 3 1 Manual... de Processos - Central de Materiais Esterilizados 4 Fluxos do... Processo

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F.

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F. UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F. BRASÍLIA DF 2009 PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL

Leia mais

Sanidade de Equinos e seus Prejuízos: Pitiose, Anemia Infecciosa Eqüina e Tripanossomíase. Raquel S. Juliano

Sanidade de Equinos e seus Prejuízos: Pitiose, Anemia Infecciosa Eqüina e Tripanossomíase. Raquel S. Juliano Sanidade de Equinos e seus Prejuízos: Pitiose, Anemia Infecciosa Eqüina e Tripanossomíase Raquel S. Juliano Fonte: IBGE / PPM (2008) MT 307.900 MS 357.675 60% Pantanal 84.588 Fonte: IBGE (2005) Eqüinos

Leia mais

AVALIAÇÃO ECONÔMICA EM SISTEMAS PECUÁRIOS DE CICLO COMPLETO NO ESTADO RIO GRANDE DO SUL

AVALIAÇÃO ECONÔMICA EM SISTEMAS PECUÁRIOS DE CICLO COMPLETO NO ESTADO RIO GRANDE DO SUL AVALIAÇÃO ECONÔMICA EM SISTEMAS PECUÁRIOS DE CICLO COMPLETO NO ESTADO RIO GRANDE DO SUL JOÃO GARIBALDI ALMEIDA VIANA; VICENTE C. P. SILVEIRA; ADRIANA FERREIRA VARGAS; UFSM SANTA MARIA - RS - BRASIL joaogaribaldi@brturbo.com.br

Leia mais

Resumo. Efeitos deletérios do abuso do álcool são amplamente conhecidos e descritos. A prevenção ao abuso de álcool. Abstract

Resumo. Efeitos deletérios do abuso do álcool são amplamente conhecidos e descritos. A prevenção ao abuso de álcool. Abstract Estratégias de rastreamento e intervenções breves para problemas relacionados ao abuso de álcool entre bombeiros Telmo Mota Ronzani Universidade Federal de Juiz de Fora Thiago Pavin Rodrigues Universidade

Leia mais

GEROCABRA RASTREAR UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO TÉCNICA E FINANCEIRA, ALIANDO A RASTREABILIDADE NA CAPRINOCULTURA LEITEIRA RESUMO

GEROCABRA RASTREAR UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO TÉCNICA E FINANCEIRA, ALIANDO A RASTREABILIDADE NA CAPRINOCULTURA LEITEIRA RESUMO GEROCABRA RASTREAR UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO TÉCNICA E FINANCEIRA, ALIANDO A RASTREABILIDADE NA CAPRINOCULTURA LEITEIRA CARLOS AUGUSTO DE OLIVEIRA 1 CARLOS HENRIQUE PIZARRO BORGES 2 CARLOS ALEXANDRE CONSTÂNCIO

Leia mais

ÍNDICE - 31/10/2005 O Estado de S.Paulo... 2 Capa/Vida&...2 Correio Braziliense... 4 Brasil/SAÚDE...4 Jornal do Brasil... 5 Rio...

ÍNDICE - 31/10/2005 O Estado de S.Paulo... 2 Capa/Vida&...2 Correio Braziliense... 4 Brasil/SAÚDE...4 Jornal do Brasil... 5 Rio... ÍNDICE - O Estado de S.Paulo...2 Capa/Vida&...2 Foco da maculosa pode ter sido encontrado...2 Localizado foco de maculosa no Rio...2 Correio Braziliense...4 Brasil/SAÚDE...4 Febre maculosa ataca no Rio...4

Leia mais

PERCEPÇÃO DO CONHECIMENTO DE PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO BÁSICA E ACOMPANHAMENTO DE ATIVIDADES VOLTADAS À SAÚDE DO COLETIVO

PERCEPÇÃO DO CONHECIMENTO DE PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO BÁSICA E ACOMPANHAMENTO DE ATIVIDADES VOLTADAS À SAÚDE DO COLETIVO PERCEPÇÃO DO CONHECIMENTO DE PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO BÁSICA E ACOMPANHAMENTO DE ATIVIDADES VOLTADAS À SAÚDE DO COLETIVO Elidiane dos Santos CIRILO¹, Emilly Maria de Lima OLIVEIRA¹, Fábio José Targino

Leia mais

Mudança Organizacional em uma Empresa Familiar Brasileira: um estudo de caso

Mudança Organizacional em uma Empresa Familiar Brasileira: um estudo de caso Cristina Lyra Couto de Souza Mudança Organizacional em uma Empresa Familiar Brasileira: um estudo de caso Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Departamento de Administração da PUC-Rio como

Leia mais

Heloisa Iara Colchete Provenzano. Personalidade e Risco: Um estudo em Finanças Comportamentais. Dissertação de Mestrado

Heloisa Iara Colchete Provenzano. Personalidade e Risco: Um estudo em Finanças Comportamentais. Dissertação de Mestrado Heloisa Iara Colchete Provenzano Personalidade e Risco: Um estudo em Finanças Comportamentais Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração de Empresas da

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014. Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU)

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014. Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU) 1 XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU) MODELO DE INDICADORES PARA A BIBLIOTECA FCA/UNICAMP Modalidade da apresentação:

Leia mais

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE OVINOS E CAPRINOS NO BRASIL. Villarroel, A.B.S. 1, Souza, D.A. 2

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE OVINOS E CAPRINOS NO BRASIL. Villarroel, A.B.S. 1, Souza, D.A. 2 PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE OVINOS E CAPRINOS NO BRASIL Villarroel, A.B.S. 1, Souza, D.A. 2 Introdução O objetivo deste trabalho é apresentar e discutir assuntos relacionados com sistemas de produção sustentáveis

Leia mais

GEROLEITE RASTREAR UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO TÉCNICA E FINANCEIRA, ALIANDO A RASTREABILIDADE NA BOVINOCULTURA LEITEIRA RESUMO

GEROLEITE RASTREAR UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO TÉCNICA E FINANCEIRA, ALIANDO A RASTREABILIDADE NA BOVINOCULTURA LEITEIRA RESUMO GEROLEITE RASTREAR UMA FERRAMENTA PARA GESTÃO TÉCNICA E FINANCEIRA, ALIANDO A RASTREABILIDADE NA BOVINOCULTURA LEITEIRA CARLOS AUGUSTO DE OLIVEIRA 1 CARLOS ALEXANDRE CONSTÂNCIO BRANCO 2 RESUMO Trata-se

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA BRUCELOSE BOVINA NA SAÚDE PÚBLICA

A IMPORTÂNCIA DA BRUCELOSE BOVINA NA SAÚDE PÚBLICA A IMPORTÂNCIA DA BRUCELOSE BOVINA NA SAÚDE PÚBLICA PACHECO,Alessandro Mendes FREITAS, Elaine Bernardino BÉRGAMO, Mayara MARIANO, Renata Sitta Discentes do curso de Medicina Veterinária da FAMED Garça.

Leia mais

Sex/ Sexo. Breed/ Raça

Sex/ Sexo. Breed/ Raça Health Certificate No. INTERNATIONAL HEALTH CERTIFICATE FOR THE RETURN TO BRAZIL OF EQUINES TEMPORARILY EXPORTED TO UNITED STATES OF AMERICA THAT ATTENDED HORSE ASSEMBLAGE EVENTS NOT FOR REPRODUCTION CERTIFICADO

Leia mais

MEDICINA VETERINÁRIA

MEDICINA VETERINÁRIA MEDICINA VETERINÁRIA 1. TURNO: Integral GRAU ACADÊMICO: Médico Veterinário PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. PRINCÍPIOS NORTEADORES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Para a boa formação

Leia mais

Relatório Final do Experimento

Relatório Final do Experimento Relatório Final do Experimento Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bst) na produção de leite de vacas de alta produção. Prof. Dr. Rodrigo de Almeida (DZ-UFPR) Coordenador

Leia mais

LEPTOSPIROSE EM PROPRIEDADE RURAL COM HISTÓRICO DE ABORTO BOVINO DA REGIÃO CENTRO-SUL DO ESTADO DO PARANÁ RELATO DE CASO. Paraná.

LEPTOSPIROSE EM PROPRIEDADE RURAL COM HISTÓRICO DE ABORTO BOVINO DA REGIÃO CENTRO-SUL DO ESTADO DO PARANÁ RELATO DE CASO. Paraná. LEPTOSPIROSE EM PROPRIEDADE RURAL COM HISTÓRICO DE ABORTO BOVINO DA REGIÃO CENTRO-SUL DO ESTADO DO PARANÁ RELATO DE CASO Paulo Henrique Menegas 1 ; Gislaine Tonette 1 ; Leila Alves de Oliveira 2 ; Julio

Leia mais

O que mudou? Para fins de busca de caso de TB pulmonar deve ser considerado sintomático respiratório o indivíduos que apresente:

O que mudou? Para fins de busca de caso de TB pulmonar deve ser considerado sintomático respiratório o indivíduos que apresente: O que mudou? Marcus B. Conde Comissão de Tuberculose/SBPT Instituto de Doenças de Tórax/UFRJ marcusconde@hucff.ufrj.br Para fins de busca de caso de TB pulmonar deve ser considerado sintomático respiratório

Leia mais

(1) Qual a importância da saúde mental da população para os objectivos estratégicos da EU, tal como indicado em secção 1?

(1) Qual a importância da saúde mental da população para os objectivos estratégicos da EU, tal como indicado em secção 1? Respostas às questões da secção 8 do LIVRO VERDE Melhorar a saúde mental da população Rumo a uma estratégia de saúde mental para a União Europeia Bruxelas 14.10.2005 (1) Qual a importância da saúde mental

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: .

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=618>. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: . Leishmaniose tegumentar americana em cão da raça Cocker Spainel proveniente da área

Leia mais

A referência laboratorial nas doenças associadas a vectores

A referência laboratorial nas doenças associadas a vectores A referência laboratorial nas doenças associadas a vectores Sofia Núncio Centro de Estudos de Vectores e Doenças Infecciosas Doutor Francisco Cambournac Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge O

Leia mais

ABSTRACT. Eduardo A. Lobo 2 Susana Maria Tautz 3 Clara Forrer Charlier 4 Alex da Conceição 4 José Antônio Simões Pires Neto 5 RESUMO

ABSTRACT. Eduardo A. Lobo 2 Susana Maria Tautz 3 Clara Forrer Charlier 4 Alex da Conceição 4 José Antônio Simões Pires Neto 5 RESUMO Estudo comparativo do padrão sorológico de animais domésticos... 47 48 ESTUDO COMPARATIVO DO PADRÃO SOROLÓGICO DE ANIMAIS DOMÉSTICOS POTENCIALMENTE TRANSMISSORES DE LEPTOSPIROSE NO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: HÁ DIFERENÇA NA DISTRIBUIÇÃO ENTRE IDOSOS POR SEXO?

HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: HÁ DIFERENÇA NA DISTRIBUIÇÃO ENTRE IDOSOS POR SEXO? HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: HÁ DIFERENÇA NA DISTRIBUIÇÃO ENTRE IDOSOS POR SEXO? Enelúzia Lavynnya Corsino de Paiva China (1); Lucila Corsino de Paiva (2); Karolina de Moura Manso da Rocha (3); Francisco

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR REALIZADO NA R&S VET: CRIA E RECRIA DE ANIMAIS PARA REPOSIÇÃO NA PRODUÇÃO LEITEIRA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR REALIZADO NA R&S VET: CRIA E RECRIA DE ANIMAIS PARA REPOSIÇÃO NA PRODUÇÃO LEITEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR REALIZADO NA R&S VET: CRIA E RECRIA DE ANIMAIS PARA

Leia mais

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA JOÃO RAFAEL FREITAS DA SILVA INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS Envolvimento parental e nível sociocultural das famílias: Estudo comparativo num agrupamento escolar Marco Sérgio Gorgulho Rodrigues Dissertação

Leia mais

Perguntas e Respostas: Protocolo HVTN 910

Perguntas e Respostas: Protocolo HVTN 910 Perguntas e Respostas: Protocolo HVTN 910 Versão 1- Atualizado em 18/Nov/2011 1. O que é o Protocolo HVTN 910? O Protocolo HVTN 910 é um estudo clínico que avaliará por quanto tempo vacinas experimentais

Leia mais

Practica Workshop. Marketing. Conversa de Vendas. Dr. Andrea Grimm Dr. Astin Malschinger

Practica Workshop. Marketing. Conversa de Vendas. Dr. Andrea Grimm Dr. Astin Malschinger Practica Workshop Marketing Conversa de Vendas Dr. Andrea Grimm Dr. Astin Malschinger 2 CONTEUDO PRACTICA WORKSHOP Marketing: Conversa de Vendas Authors: Dr. Andrea Grimm, Dr. Astin Malschinger IMPRESSUM

Leia mais

SOROPREVALÊNCIA PARA DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS EM DOADORES DE SANGUE DA CIDADE DE MARINGÁ, PARANÁ

SOROPREVALÊNCIA PARA DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS EM DOADORES DE SANGUE DA CIDADE DE MARINGÁ, PARANÁ SOROPREVALÊNCIA PARA DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS EM DOADORES DE SANGUE DA CIDADE DE MARINGÁ, PARANÁ Gabriel Caetano Pereira 1 ; Simone Martins Bonafé 2 RESUMO: O acesso a informação da soroprevalência

Leia mais

O MANEJO SANITÁRIO E SUA IMPORTÂNCIA NO NOVO CONTEXTO DO AGRONEGÓCIO DA PRODUÇÃO DE PECUÁRIA DE CORTE

O MANEJO SANITÁRIO E SUA IMPORTÂNCIA NO NOVO CONTEXTO DO AGRONEGÓCIO DA PRODUÇÃO DE PECUÁRIA DE CORTE O MANEJO SANITÁRIO E SUA IMPORTÂNCIA NO NOVO CONTEXTO DO AGRONEGÓCIO DA PRODUÇÃO DE PECUÁRIA DE CORTE Guilherme Augusto Vieira, MV, MSc gavet@uol.com.br 1 Danilo Gusmão de Quadros, Eng.Agro,DSc - uneb_neppa@yahoo.com.br

Leia mais

SÍFILIS E INFECÇÃO PELO HIV NA GRAVIDEZ A.T. Saúde da Mulher

SÍFILIS E INFECÇÃO PELO HIV NA GRAVIDEZ A.T. Saúde da Mulher SÍFILIS E INFECÇÃO PELO HIV NA GRAVIDEZ A.T. Saúde da Mulher 1 Introdução A aids e a Sífilis constituem problemas importantes de saúde pública nos países em desenvolvimento. A transmissão vertical (T.V.)

Leia mais

O papel do ar ambiente e da água de consumo hospitalar como vectores de transmissão nosocomial de fungos do género Aspergillus

O papel do ar ambiente e da água de consumo hospitalar como vectores de transmissão nosocomial de fungos do género Aspergillus Fundação Calouste Gulbenkian projecto nº. 60901 O papel do ar ambiente e da água de consumo hospitalar como vectores de transmissão nosocomial de fungos do género Aspergillus ÁREA PROGRAMÁTICA Projectos

Leia mais

ANEMIA INFECCIOSA EQUINA

ANEMIA INFECCIOSA EQUINA ANEMIA INFECCIOSA EQUINA SOUZA, Anderson Oliveira SALVATTI, José Reinaldo Jr. Acadêmico da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça FAMED/ ACEG PICCININ, Adriana Docente da Faculdade de Medicina

Leia mais

Anti-Rickettsia spp. antibodies in free-ranging and captive capybaras from southern Brazil 1

Anti-Rickettsia spp. antibodies in free-ranging and captive capybaras from southern Brazil 1 Pesq. Vet. Bras. 31 (11): 1014-1018, novembro 2011 Anti-Rickettsia spp. antibodies in free-ranging and captive capybaras from southern Brazil 1 Fernanda S. Fortes 2, Leonilda C. Santos 3, Zalmir S. Cubas

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO. Quinta da Fonte, 19 Edifício Vasco da Gama 2770-192 Paço de Arcos Portugal Tel: 800 202 520

FOLHETO INFORMATIVO. Quinta da Fonte, 19 Edifício Vasco da Gama 2770-192 Paço de Arcos Portugal Tel: 800 202 520 FOLHETO INFORMATIVO Leia atentamente este folheto antes de utilizar o medicamento. - Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente. - Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Leia mais

18/06/2012. Componentes da Vigilância em Saúde:

18/06/2012. Componentes da Vigilância em Saúde: CURSO INTERNACIONAL DE MESTRADO ACADÊMICO EM SAÚDE PÚBLICA LIMA/PERÚ Modulo disciplinar: Introdução à Vigilância em Saúde Professores responsáveis: Prof. Dr. Luciano M. de Toledo Profa. Dra. Ana Maria

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 PERCEPÇÃO DA POPULAÇÃO DE MOSSORÓ-RN SOBRE AS FUNÇÕES DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES PERCEPTION OF MOSSORÓ-RN POPULATION ON THE ROLE OF ZOONOSES CENTER VILCELÂNIA ALVES COSTA 1, NILZA DUTRA ALVES

Leia mais

MEMORE UMA PROPOSTA DE AMBIENTE COMPUTACIONAL PARA ACOMPANHAMENTO DA UTILIZAÇÃO DE COMPUTADORES NA EDUCAÇÃO

MEMORE UMA PROPOSTA DE AMBIENTE COMPUTACIONAL PARA ACOMPANHAMENTO DA UTILIZAÇÃO DE COMPUTADORES NA EDUCAÇÃO MEMORE UMA PROPOSTA DE AMBIENTE COMPUTACIONAL PARA ACOMPANHAMENTO DA UTILIZAÇÃO DE COMPUTADORES NA EDUCAÇÃO 1 Ronaldo Goldschmidt 1, Isabel Fernandes 1, Claudia Ferlin 2, Claudio Passos 3, Maria Claudia

Leia mais

EFEITOS DOS ELOS DE TRANSMISSÃO DE CORRENTE CONTÍNUA NA ESTABILIDADE TRANSITÓRIA DOS SISTEMAS ELÉTRICOS DE POTÊNCIA

EFEITOS DOS ELOS DE TRANSMISSÃO DE CORRENTE CONTÍNUA NA ESTABILIDADE TRANSITÓRIA DOS SISTEMAS ELÉTRICOS DE POTÊNCIA ART427-07 - CD 262-07 - PÁG.: 1 EFEITOS DOS ELOS DE TRANSMISSÃO DE CORRENTE CONTÍNUA NA ESTABILIDADE TRANSITÓRIA DOS SISTEMAS ELÉTRICOS DE POTÊNCIA J. R. Cogo J. E. M. de La-Rocque IEE-EFEI DE - UFPA Artigo

Leia mais

Otavio Augusto Brioschi Soares 1º Tenente Médico Veterinário Hospital Veterinário Academia Militar das Agulhas Negras Exército Brasileiro

Otavio Augusto Brioschi Soares 1º Tenente Médico Veterinário Hospital Veterinário Academia Militar das Agulhas Negras Exército Brasileiro Otavio Augusto Brioschi Soares 1º Tenente Médico Veterinário Hospital Veterinário Academia Militar das Agulhas Negras Exército Brasileiro introdução Introdução Medicina Veterinária Forças Armadas Introdução

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão

Sistemas de Apoio à Decisão Sistemas de Apoio à Decisão Processo de tomada de decisões baseia-se em informação toma em consideração objectivos toma em consideração conhecimento sobre o domínio. Modelar o processo de tomada de decisões

Leia mais

Para entender bem a doença é preciso entender suas fontes de infecção e suas principais vias de transmissão.

Para entender bem a doença é preciso entender suas fontes de infecção e suas principais vias de transmissão. DIAGNÓSTICO SANITÁRIO DO REBANHO: MAIS VANTAGENS COM A MESMA AMOSTRA. A Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH) apresenta a todos os associados, produtores e indústrias

Leia mais

Dias de Campo, Leilões e Feiras de Gado tornam-se presentes no Oeste da Bahia

Dias de Campo, Leilões e Feiras de Gado tornam-se presentes no Oeste da Bahia JORNAL ACRIOESTE Barreiras-Bahia, mai/jun/2010 ANO 02 - Nº 09 Dias de Campo, Leilões e Feiras de Gado tornam-se presentes no Oeste da Bahia Demonstrando o fortalecimento da pecuária regional, diversas

Leia mais

Uma idéia nasce. A inovação continua Seja nosso parceiro

Uma idéia nasce. A inovação continua Seja nosso parceiro Uma idéia nasce 1998 A capacidade de mostrar e medir todo o segmento anterior do olho foi um conceito desafiador. O resultado, que foi apresentado em 2002 na AAO (American Academy of Ophthalmology Meeting)

Leia mais