UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE CIENCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS DCHT CAMPUS XVI IRECÊ BA PESQUISA DE ESTÁGIO II EDUCAÇÃO INFANTIL DOCENTES: FLÁVIA LORENA E JOELMA BISPO DISCENTES: ELANE CARMO E TARCÍSIO MIRANDA VAMOS BRINCAR DE QUÊ IRECÊ 2012

2 ELANE CARMO DA SILVA TARCÍSIO MIRANDA DE FREITAS VAMOS BRINCAR DE QUÊ Projeto de estágio solicitado pelas professoras Flávia Lorena e Joelma Bispo como requisito a aprovação na disciplina de pesquisa e Estágio II na Educação Infantil do 6º semestre de Pedagogia. IRECÊ 2012

3 APRESENTAÇÃO O presente projeto tem como objetivo instigar o raciocínio lógico, a criatividade e a socialização entre os alunos, utilizando jogos e brincadeiras que proporcionem momentos de lazer, onde seja possível aprender brincando. Será desenvolvido na Escola Municipal Arco-Ires na cidade de Presidente Dutra, no período de 16 de Outubro de 2012 a 05 de Novembro de 2012, tendo como público alvo os alunos do grupo quatro da Educação Infantil. A Escola Municipal Arco-Ires tem como objetivo mobilizar recursos humanos e materiais para desenvolver ações pedagógicas de forma significativa, tendo entre outros objetivos promover a inclusão social. Nessa perspectiva vamos trabalhar priorizando as atividades que envolvam jogos e brincadeiras, acompanhadas das atividades secundárias, sendo trabalhados também os conteúdos que já fazem parte da proposta da escola. A escola Arco-Ires é uma escola de médio a grande porte, funcionando um total de sete turmas de educação infantil. A escola possui dois banheiros para uso dos alunos, sendo um masculino e outro feminino, e um outro para o uso exclusivo dos funcionários que este se localiza dentro da diretoria; uma diretoria; uma sala de professores; uma cantina; uma biblioteca, que funciona como sala de multimídia; e um pátio para as atividades livres durante o momento de recreação que dura em torno de trinta minutos. A mesma fica localizada próxima à câmera municipal de vereadores da cidade de Presidente Dutra, atendendo aproximadamente a duzentos e oitenta crianças entre três e seis anos de idade e dispões de um corpo administrativo composto de uma diretora, uma secretária, um corpo docente composto por dez professores, um porteiro, um vigilante e cinco pessoas que auxiliam no apoio ao pleno funcionamento da escola, como limpeza e distribuição da merenda para as crianças. A turma a qual se destina este projeto de estágio funciona na sala de número quatro, onde acomoda dezessete alunos com idades entre quatro e cinco anos que estão matriculados no grupo quatro da educação infantil. A classe é caracterizada por apresentar um público diversificado, isso devido às diferenças

4 sociais presentes na mesma, refletindo dessa forma no comportamento das crianças. Dessa forma, pensamos em um projeto de aprendizagem e intervenção pedagógica voltada para a utilização de jogos e brincadeiras na sala de aula visando à aprendizagem dessas crianças de forma prazerosa e lúdica. JUSTIFICATIVA Este projeto foi elaborado a partir de observações sistematizadas do espaço escolar e, mais especificamente da sala de aula, durante um período de 25 horas de observações, através das quais pudemos notar que a não utilização dos jogos e brincadeiras nas atividades diárias da turma faz com que os alunos se desinteressem, com muita facilidade, pela aula. Diante dessa conjuntura, percebemos a necessidade de utilizar atividades que despertasse o interesse dos alunos, atividades essas como brincadeiras e jogos e, dessa forma, mostrar a importância e eficiência do uso de jogos e brincadeiras na educação infantil. Os jogos vêm sendo mal interpretados e, muitas vezes, vitimas de preconceitos, tanto por parte de alguns professores conservadores, quanto por parte dos próprios pais, que criticam o uso dos mesmos afirmando que seus filhos estão perdendo tempo. Dessa forma, o jogo nem sempre foi visto como didático, pois como a idéia de jogo encontra-se associada ao prazer, ele era tido como pouco importante para a formação da criança. Sendo assim, a utilização do jogo como meio educativo demorou a ser aceita no ambiente educacional. E ainda hoje, ele é pouco utilizado nas escolas, e seus benefícios são desconhecidos por muitos professores. Através da atividade lúdica e do jogo, a criança forma conceitos, seleciona ideias, estabelece relações lógicas, integra percepções, faz estimativas com o seu crescimento físico e assim socializa-se, pois brincar é a essência da criança e através da brincadeira ela constrói e reconstrói sua personalidade e

5 seu mundo, assim estruturando-se para desafios posteriores. Por isso a utilização dos jogos na aprendizagem é de fundamental importância para que as crianças possam desenvolver as habilidades cognitivas e motoras. Assim, o jogo didático constitui-se em um importante recurso para o professor ao desenvolver a habilidade de resolução de problemas, favorecendo a apropriação de conceitos e de modo que possa atender às características da infância e adolescência. OBJETIVO GERAL Aprender através de jogos e brincadeiras, de forma prazerosa e lúdica, onde as crianças desenvolvam habilidades motoras, cognitivas, afetivas e morais. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Ampliar habilidades motoras e sociais a partir dos jogos de regras; Discutir as regras dos jogos e brincadeiras; Brincar respeitando regras estabelecidas; Montar objetos e formas a partir de jogos de encaixe; Aumentar a capacidade da memória aguçando a imaginação; Desenvolver as noções espaços-temporais.

6 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Brincar é sinônimo de aprender. Más, nem sempre se pensou dessa forma, pelo contrário, ainda hoje muitos ainda associam ao ato de brincar como um simples passa tempo de crianças, desprezando assim todos os beneficios que as brincadeiras proporcionam para quem as vivencia, pois o brincar e o jogar geram um espaço para pensar, sendo que a criança avança no raciocínio, desenvolve o pensamento, estabelece contatos sociais, compreende o meio, satisfaz desejos, desenvolve habilidades, conhecimentos e a criatividade. Isso acoantece por que segundo Luckesi o ato de brincar exige da criança uma entrega total, tanto do corpo quanto da mente. De acordo ao Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da autonomia. É brincando que a criança aprende a respeitar regras, a ampliar o seu relacionamento social e a respeitar a si mesmo e ao outro. O brincar se torna importante no desenvolvimento da criança de maneira que as brincadeiras e jogos que vão surgindo gradativamente na vida da criança desde os mais funcionais até os de regras, proporcionam experiências possibilitando a conquista e a formação da sua identidade. Para Vygotsky (1998), o educador poderá fazer o uso de jogos, brincadeiras, histórias e outros, para que de forma lúdica a criança seja desafiada a pensar e resolver situações problemáticas, para que imite e recrie regras utilizadas pelo adulto, onde o lúdico pode ser utilizado como uma estratégia de ensino e aprendizagem possibilitando a produção de uma experiência significativa para as crianças tanto em termos de conteúdos escolares como de desenvolvimento de competências e habilidades. A prática do jogo faz com que muitas atitudes fundamentais sejam observadas pelas crianças, pois para participar as crianças precisam ser ativas, envolvidas, cooperativas e responsáveis.

7 Ao lidar com os objetos existentes na brincadeira e nos jogos a criança pode lidar com o significado das palavras por meio do próprio objeto concreto e por esta ação de brincar a criança, embora não possua linguagem gramatical, consegue internalizar a definição funcional de objetos e passa a relacionar as palavras com algo concreto. Na infância, o ser humano desenvolve várias habilidades motoras que serão aperfeiçoadas ao longo de sua vida, mas, para que isso ocorra, são necessários estímulos motores adequados à faixa etária. Tais estímulos podem ser alcançados com a utilização do brinquedo, das brincadeiras, e principalmente dos jogos, que concretizam seu objetivo no desenvolvimento da criança. É inegável a importância do jogo para a criança. O jogo auxilia na formação do humano, tanto motora quanto cognitiva, e ensina valores durante a infância que permanecem por toda vida. CONTEÚDOS Práticas de leitura; Práticas para o reconhecimento do alfabeto; Noções de espaço, tempo e massa; Como trabalhar em equipe (convivência social); Contos (narrados e musicalizados); Noções de tamanho; Lateralidade; Oralidade. METODOLOGIA A metodologia de trabalho irá priorizar o desenvolvimento de atividades que proporcionem a interação no trabalho em equipe, além de trabalhar sua posição no espaço físico estimulando o desenvolvimento da autonomia e independência da criança.

8 Para a realização e aplicação do projeto serão necessários dois estagiários, para nortear as atividades que serão desenvolvidas; as professoras regentes, para observar o andamento dos trabalhos; e as professoras orientadoras do estágio, para avaliar o desenvolvimento do estágio. As atividades serão realizadas com objetivo de reforçar laços de convívio social através do uso de jogos como eixo principal. Serão trabalhados, além dos jogos, contos infantis, dinâmicas, atividades voltadas para as disciplinas de português e matemática que já fazem parte do projeto pedagógico em vigor na escola. RECURSOS Materiais: Quadro, giz, apagador, papel ofício, lápis, borrachas, apontadores, contos infantis, lápis colorido, giz de cera, EVA, TNT, cartolina, jogos educativos, maleta lúdica, etc. AVALIAÇÃO Segundo os Referenciais Curriculares Nacionais a avaliação na Educação Infantil deve ser processual e contínua com relatos individuais, registros e avaliação formativa. Sendo assim, o processo avaliativo se dará de forma sistemática e contínua e consistirá em uma análise diária do desempenho da criança e de aspectos específicos de seu processo de aprendizagem em cada uma das áreas de conhecimento abordados na Educação Infantil. As situações de avaliação devem se dá em atividades contextualizadas para que se possa observar a evolução da criança. Tais atividades devem priorizar o desenvolvimento físico (corporal); psicológico (noção); comportamento e realização de atividades em grupo e os resultados destas ações servirão de referencia para a avaliação, no que se refere ao desenvolvimento de habilidades e competências.

9 REFERÊNCIAS LUCKESI, Cipriano Carlos. Ludicidade e atividades lúdicas: Uma abordagem a partir da experiência interna. < Acesso em VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, Referencial curricular nacional para a educação infantil / Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

10 PLANEJAMENTO TURMA: GRUPO 4 DURAÇÃO: 15 dias TEMA: Jogos e brincadeiras OBJETIVOS: Ampliar habilidades motoras e sociais a partir dos jogos de regras; Discutir as regras dos jogos e brincadeiras; Brincar respeitando regras estabelecidas; Montar objetos e formas a partir de jogos de encaixe; Aumentar a capacidade da memória aguçando a imaginação; Desenvolver as noções espaços-temporais. DESENVOLVIMENTO: PRIMEIRA SEMANA: Discutir com as crianças sobre brincadeiras e jogos... O que é isso? Que brincadeiras elas conhecem? Será que em todos os lugares elas brincam do mesmo jeito? Usando como suporte a música Brincadeira de criança e desenhos livres feitos pelas próprias crianças sobre as suas brincadeiras preferidas. PRIMEIRO DIA TEMA DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO DA AULA Realizar contagem Ampliar a coordenação olho-mão Saber esperar a vez Fazer registro da contagem Utilizar estratégias próprias de registro de contagem. 1º MOMENTO: Acolhimento (Forrar as mesas com papel metro e entregar giz de cera para que as crianças possam desenhar livremente);

11 2º MOMENTO: A roda (Apresentar o projeto e todos os jogos e brincadeiras que serão trabalhadas durante o estágio e, em seguida, ao som da música brincadeira de criança entregar folhas de papel em branco para que as crianças desenhem suas brincadeiras preferidas); 3º MOMENTO: Primeira atividade (Jogo do Boliche) Apresentar o boliche para as crianças explicando as regras do jogo, caso as crianças já conheçam, deixar que elas mesmas expliquem estas regras. Dividir a classe em grupos para jogar. A cada jogada um membro do grupo joga e todos contam oralmente as garrafas que foram derrubadas. - INTERVALO 4º MOMENTO: Continuação da atividade Na segunda rodada, cada criança contará as garrafas que derrubou. Explicar para as crianças que nesta rodada, elas devem registrar a quantidade de garrafas que derrubar. Distribuir uma folha de papel entre os grupos, orientando para passar um traço, dividindo a folha em tantas partes quantos forem os membros do grupo. Cada criança deve escrever seu nome no alto de uns das colunas da folha. Á medida que forem jogando, cada um deve contar quantas garrafas derrubou e registrar essa quantidade como souber (com desenhos, tracinhos, bolinhas, algarismos) na coluna correspondente ao seu nome. No final do jogo, auxiliar as crianças a somarem os pontos.

12 SEGUNDO DIA TEMA DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO DA AULA: Conhecer o alfabeto 1º MOMENTO: Acolhimento (Música infantil Dona Aranha ) 2º MOMENTO: A roda (Clássico Infantil) 3º MOMENTO: Construindo o Jogo da memória alfabética Construir o jogo da memória junto com as crianças na sala de aula. - INTERVALO 4º MOMENTO: Jogando o jogo da memória alfabética Explicar as regras do jogo para as crianças, fazendo associações com as letras do alfabeto e instigando os alunos a listar mais palavras que comecem com as referidas letras. - SAÍDA - TERCEIRO DIA TEMA DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO DA AULA: Explorando o alfabeto 1º MOMENTO: Acolhimento (utilizar massinha de modelar) 2º MOMENTO: A roda (Brincadeiras livres escolhidas pelas crianças) 3º MOMENTO: Primeira atividade (Atividade impressa tendo como conteúdo o alfabeto) - INTERVALO 4º MOMENTO: Segunda atividade (Distribuir folhas de papel em branco para as crianças explorar a sua imaginação) - SAÍDA -

13 QUARTO DIA TEMA DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO DA AULA: Explorando os números de 0 a 15 1º MOMENTO: Acolhimento (Brincadeiras livres) 2º MOMENTO: A roda (narração de contos infantis escolhidos pelas crianças) 3º MOMENTO: Primeira atividade (Bingo dos números) Construir o bingo junto com as crianças e em seguida explicar o jogo para as mesmas, fazendo uso do jogo na prática. - INTERVALO 4º MOMENTO: Segunda atividade (Jogo da memória com imagens de brincadeiras) QUINTO DIA TEMA DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO DA AULA: Trabalhando a letra T 1º MOMENTO: Acolhimento 2º MOMENTO: A roda (cantigas de roda como: atirei no pau no gato, circo pegou fogo, etc.) 3º MOMENTO: Primeira atividade escrita (trabalhando a letra T) - INTERVALO 4º MOMENTO: Segunda atividade - Brincando com as letras: Formar palavras com as crianças a partir de quebra cabeça com o alfabeto. - SAÍDA

14 SEGUNDA SEMANA: Nesta semana iremos trabalhar com as crianças os jogos e brincadeiras que elas já conhecem partindo para as que ainda não conhecem, contemplando também o conteúdo obrigatório da semana como o numeral 16 e a letra V do nosso alfabeto. SEXTO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADERIAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Trabalhar a letra V através dos jogos e brincadeiras 1º MOMENTO: Acolhimento: Mural do Grupo 4 Colar papel metro em uma das paredes da sala para que as crianças usem a sua imaginação para expressar o que elas quiserem através de desenhos usando lápis de cera; lápis de madeira; indrocor; tintas; colagem; etc. 2º MOMENTO: A roda (Instigar as crianças a falarem sobre o seu final de semana, sobre as brincadeiras que realizaram, perguntando quais elas pensaram em brincar na escola para essa semana e depois narrar o Conto infantil A vaca malhada ) 3º MOMENTO: Primeira atividade (Trabalhando a letra V através de atividade impressa) -INTERVALO- 4º MOMENTO: Segunda atividade (texto impresso): propor as crianças que circulem as palavras que se iniciam com a letra V -SAÍDA- SÉTIMO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Apresentar o numeral 17 de forma divertida, buscando a compreensão das crianças sobre o uso do numeral 17.

15 1º MOMENTO: Acolhimento (continuação da confecção do Mural do grupo 4: colagem) 2º MOMENTO: A roda (Cantando e interpretando a música Minha mãe mandou comprar ). 3º MOMENTO: Primeira atividade (Trabalhando o numeral 16): atividade ilustrativa e impressa que contemple o numeral 16. -INTERVALO- 4º MOMENTO: Segunda atividade (Brincando com os números de 1 a 16): Bingo dos números -SAÍDA- OITAVO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Fazer com que as crianças possam se divertir e ao mesmo tempo estimular o cérebro da criança para que a lógica, a observação e a atenção possam agir. 1º MOMENTO: Acolhimento (Brincadeiras livres) 2º MOMENTO: A roda (História de Pinóquio boneco de madeira) 3º MOMENTO: Primeira atividade (Trabalhando com recortes e colagens): Propor as crianças que citem nomes de pessoas, objetos, animais e coisas que comecem com a letra V fazendo uma lista de todos no quadro. Depois disso, entregar revistas e jornais para que as crianças recortem e colem as imagens encontradas que começam com a letra V em um pequeno mural exposto na parede da sala. -INTERVALO-

16 4º MOMENTO: Segunda atividade (caça palavras): atividade impressa onde as crianças irão procurar palavras com a letra V. -SAÍDA- NONO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Desenvolver o raciocínio lógico através do jogo de regras, através da interação das crianças na hora de jogar. 1º MOMENTO: Acolhimento (Desenhos livres em folhas de ofício) 2º MOMENTO: A roda (Cantigas de roda) 3º MOMENTO: Primeira atividade (Brincando de dominó): Brincar com as crianças com o dominó gigante, apresentando para as crianças as regras do jogo ou deixar que as próprias crianças expliquem caso já saibam. -INTERVALO- 4º MOMENTO: Segunda atividade (Trabalhando com numeral 16): atividade impressa onde as crianças irão fazer relação de quantidades com os números de 1 a 16. -SAÍDA- DÉCIMO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADEIRAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Desenvolver a autoestima nas crianças através de brincadeiras onde elas se reconheçam.

17 1º MOMENTO: Acolhimento (Brincando de faz de conta): Confeccionar máscaras junto com as crianças para brincar de faz de conta. 2º MOMENTO: A roda: Narração de um conto infantil escolhido pelas crianças 3º MOMENTO: Primeira atividade: atividade impressa onde as crianças irão completar com a letra V os espaços que formam palavras que iniciam com a letra V e irão circular imagens que começam com a referida letra. 4º MOMENTO: Segunda atividade: Pintura impressa -SAÍDA- TERCEIRA SEMANA: Nessa semana iremos explorar os jogos e brincadeiras que as crianças ainda não conhecem, ou pelo menos parte delas ainda não conhecem, como jogos e brincadeiras de outras regiões do país intercalando-as com a realidade das crianças da Escola Arco-Íris. DÉCIMO PRIMEIRO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADERIAS OBJETIVO ESPECÍFICO DA AULA: Levar as crianças a desenvolver sua criatividade. 1º MOMENTO: Acolhimento (Utilizar tinta guache na confecção de desenhos livres pelas crianças Explorando a criatividade) 2º MOMENTO: A roda: (Cantigas de roda Música da XUXA - Brincadeiras regionais) 3º MOMENTO: Primeira atividade: Apresentando a letra X utilizando a lousa como suporte e um cartaz ilustrativo que contenha imagens de objetos e palavras que se iniciam com a letra X OUTRAS PALAVRAS COM A LETRA X

18 4º MOMENTO: Segunda atividade: Trabalhando a letra X através de atividade impressa. -SAÍDA- DÉCIMO SEGUNDO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADERIAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Trabalhar a identidade das crianças 1º MOMENTO: Acolhimento (Utilizar o espelho para explorar as características das crianças); 2º MOMENTO: A roda: (Trabalhar a caixa surpresa (a coisa mais importante do mundo)). Colocar 17 jogos diferentes no Baú mágico para serem contados com os alunos. 3º MOMENTO: Primeira atividade: apresentando o numeral 17 de forma lúdica. (Utilizando um dominó divertido) 4º MOMENTO: Segunda atividade: Atividade impressa que contemple o numeral 17. DÉCIMO TERCEIRO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADERIAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Trabalhar as abstrações, assimilações e construções do conhecimento pela criança, principalmente do conhecimento lógicomatemático. 1º MOMENTO: Acolhimento (Massa de modelar). Levar pra sala farinha de trigo, sal, tinta guache e água para produzir junto com as crianças uma massa de modelar. 2º MOMENTO: Trabalhando com as crianças a massa de modelar produzida em sala, explorando a criatividade das crianças de forma livre e dirigida.

19 3º MOMENTO: A roda: (Música infantil) 4º MOMENTO: Utilizar a massa de modelar criada com as crianças no primeiro momento da aula para trabalhar a coordenação motora. Propor as crianças que façam várias bolinhas com a massinha e coloque-as sobre a mesa, depois contar as bolinhas junto com as crianças. -SAÍDA- DÉCIMO QUARTO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADERIAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Trabalhar a autonomia com as crianças através das brincadeiras livres, desenvolvendo a construção da sua identidade e personalidade, através da imaginação. 1º MOMENTO: Acolhimento (Expor alguns brinquedos na sala, deixando os alunos à vontade para brincarem livremente) 2º MOMENTO: A roda: Propor aos alunos que fiquem em circulo, delimitando com auxilio de um giz onde cada um deverá se sentar. Em seguida apresentar para eles alguns livros infantis instigando-os a folhearem e que depois eles escolham um para ser lido em grupo pelos estagiários (nós). 3º MOMENTO: Primeira atividade: Conteúdo exigido pela escola (Trabalhar o numeral 18, assim como os demais numerais até chegar ao número 18). 4º MOMENTO: Segunda atividade: Atividade impressa, onde as crianças irão fazer associação de elementos com o seu respectivo número. -SAÍDA-

20 DÉCIMO QUINTO DIA OBJETIVO DA AULA: JOGOS E BRINCADERIAS OBJETIVO ESPECÍFICO: Encerramento e avaliação do estágio pelas crianças. 1º MOMENTO: Acolhimento (Brincadeiras realizadas durante o estágio escolhidas pelas crianças para brincarem nesse momento). 2º MOMENTO: A roda: (Avaliação do estágio com as crianças) 3º MOMENTO: Confraternização de encerramento do estágio. 4º MOMENTO: Entrega de todas as atividades (armazenadas em uma pasta individual por aluno) produzidas durante o estágio pelas crianças. -SAÍDA-

21 ANEXOS ATIVIDADES REALIZADAS DURANTE O ESTÁGIO ESCOLA MUNICIPAL ARCO-IRIS ALUNO (a): ESTAGIÁRIOS (UNEB): ELANE E TARCÍSIO Vamos trabalhar a letra V v

22 ESCOLA MUNICIPAL ARCO-IRIS ALUNO (a): ESTAGIÁRIOS (UNEB): ELANE E TARCÍSIO

23 ESCOLA MUNICIPAL ARCO-IRIS ALUNO (a): ESTAGIÁRIOS (UNEB): ELANE E TARCÍSIO

24 ESCOLA MUNICIPAL ARCO-IRIS ALUNO (a): ESTAGIÁRIOS (UNEB): ELANE E TARCÍSIO Vamos circular as palavras que possuem a letra v

25 ESCOLA MUNICIPAL ARCO-ÍRIS ALUNO (a): ESTAGIÁRIOS (UNEB): ELANE E TARCÍSIO Vamos trabalhar a letra x X

26

27

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3

INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 INFORMATIVO 2015 GRUPO 3 3 Considerar a criança como sujeito é levar em conta, nas relações que com ela estabelecemos, que ela tem desejos, ideias, opiniões, capacidade de decidir, de criar, e de inventar,

Leia mais

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO DOCENTE: OBSERVAÇÕES ACERCA DO COTIDIANO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL Acacia Silva Alcantara Graduanda/UEPB Danielly Muniz de Lima Graduanda/UEPB Glória Mª Leitão de Souza

Leia mais

Graduandas do curso de pedagogia, pela Universidade do Estado da Bahia-Campus XII, Trabalho que será apresentado em forma de Pôster.

Graduandas do curso de pedagogia, pela Universidade do Estado da Bahia-Campus XII, Trabalho que será apresentado em forma de Pôster. ESTÁGIO SUPERVISIONADO: CONSTRUINDO A IDENTIDADE DOCENTE DO LICENCINADO EM PEDAGOGIA Sunária Rodrigues da Silva (sunariasilvagbi@hotmail.com) Maurina Souza Alves (maraalvespma@hotmail.com) Este trabalho

Leia mais

AS MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL: PARTINDO DA OBSERVAÇÃO A CONCRETIZAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE.

AS MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL: PARTINDO DA OBSERVAÇÃO A CONCRETIZAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE. AS MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL: PARTINDO DA OBSERVAÇÃO A CONCRETIZAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE. Viviane de Almeida Silva (Graduanda em Pedagogia UEPB) Lilian de Araújo

Leia mais

ANHANGUERA EDUCACIONAL UNIDERP POLO CAMPO LIMPO 2 SEM. PEDAGOGIA E.A.D DIDÁTICA E PRÁTICA DO ENSINO M. AUSDY CASTRO

ANHANGUERA EDUCACIONAL UNIDERP POLO CAMPO LIMPO 2 SEM. PEDAGOGIA E.A.D DIDÁTICA E PRÁTICA DO ENSINO M. AUSDY CASTRO ANHANGUERA EDUCACIONAL UNIDERP POLO CAMPO LIMPO 2 SEM. PEDAGOGIA E.A.D DIDÁTICA E PRÁTICA DO ENSINO M. AUSDY CASTRO Cleudenilce Coelho de Sousa-RA7705688868 Elaine Cristina de Souza RA 8137743410 Flavia

Leia mais

PLANOS DE TRABALHO MATEMÁTICA 2º ANO

PLANOS DE TRABALHO MATEMÁTICA 2º ANO PLANOS DE TRABALHO MATEMÁTICA 2º ANO Adriana da Silva Santi Coordenação Pedagógica de Matemática Piraquara Março/2014 PLANO DE TRABALHO - 2º ANO CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Geometria: -

Leia mais

Educação Infantil, que espaço é este?

Educação Infantil, que espaço é este? Educação Infantil, que espaço é este? O material do sistema de ensino Aprende Brasil de Educação Infantil foi elaborado a fim de oferecer subsídios para reflexões, informações e sugestões que auxiliem

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE Projeto Identidade Quem sou eu??? NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE ELABORAÇÃO: Míria Azevedo de Lima Bartelega --------------------------------Agosto / 2010 I A Questão

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL BRIZOLA, Silene Francisca dos Santos. (UNEMAT) silenefsb@hotmail.com SILVA, Maria Ivonete da. (UNEMAT) ivonete0304@hotmail.com RESUMO Este projeto foi desenvolvido

Leia mais

ISSN 2238-9113 PROJETO LUDICIDADE NA ESCOLA DA INFÂNCIA

ISSN 2238-9113 PROJETO LUDICIDADE NA ESCOLA DA INFÂNCIA 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 PROJETO LUDICIDADE NA ESCOLA DA INFÂNCIA ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO

Leia mais

Lista de Material Escolar 2016. Educação Infantil - Maternal II

Lista de Material Escolar 2016. Educação Infantil - Maternal II Educação Infantil - Maternal II 02 cadernos grandes, capa dura, sem pauta. 01 estojo completo (lápis de escrever jumbo, borracha, cola, tesoura sem ponta, apontador para lápis jumbo). (colocar nome do

Leia mais

Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas.

Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas. RELATÓRIO DE GRUPO MATERNAL A 2º SEMESTRE DE 2014 Professora: Jéssica Oliveira Professora auxiliar: Elizabeth Fontes Coordenação: Lucy Ramos Torres Tripulação do Maternal A e as viagens com os piratas.

Leia mais

Plano de Trabalho com Projetos - Professor

Plano de Trabalho com Projetos - Professor PREFEITURA DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Plano de Trabalho com Projetos - Professor 1. Identificação Escola Municipal de Ensino Fundamental Anna Töwe

Leia mais

A IMPORTÂNCIA ATRIBUÍDA PELO PEDAGOGO AO ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS. Palavras-chave: ensino-aprendizagem; Matemática; Anos Iniciais.

A IMPORTÂNCIA ATRIBUÍDA PELO PEDAGOGO AO ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS. Palavras-chave: ensino-aprendizagem; Matemática; Anos Iniciais. 1 A IMPORTÂNCIA ATRIBUÍDA PELO PEDAGOGO AO ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS Janaina de Carvalho Vieira da Silva, Faculdade Jesus Maria José, janainacarvieira@gmail.com Daniela Souza Lima, Faculdade

Leia mais

Possibilitar o conhecimento dos diferentes grupos religiosos construindo um. referencial de entendimento das diferenças e respeito ao outro.

Possibilitar o conhecimento dos diferentes grupos religiosos construindo um. referencial de entendimento das diferenças e respeito ao outro. TEMA: Preconceito religioso SÉRIE 2ª. Série Andressa Priscila Chiquiti - chiqt@bol.com.br 4. OBJETIVO /s Possibilitar o conhecimento dos diferentes grupos religiosos construindo um referencial de entendimento

Leia mais

O ESTÁGIO SUPERVISIONADO: INTEGRANDO A PRÁTICA E A TEORIA NO CURSO DE PEDAGOGIA

O ESTÁGIO SUPERVISIONADO: INTEGRANDO A PRÁTICA E A TEORIA NO CURSO DE PEDAGOGIA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO: INTEGRANDO A PRÁTICA E A TEORIA NO CURSO DE PEDAGOGIA CYRILO, Silvana Pereira São silvanapscyrilo@gmail.com SAITO, Heloisa Toshie Irie (Orientadora) Universidade Estadual de Maringá

Leia mais

Blog Cantinho do Saber

Blog Cantinho do Saber Escola: Professora: Turma: Turno: Data: / / Duração: Ptojeto Para o Natal 1. Público alvo: Crianças da Educação Infantil 2. Duração: Uma Semana 3. Objetivos Desenvolver a linguagem oral; Estimular a criatividade;

Leia mais

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves

Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves TEMA : BRINCANDO E APRENDENDO NA ESCOLA Coordenadoras: Enalva de Santana Santos e Márcia Soares Ramos Alves Autora: Prof a Cássia de Fátima da S. Souza PÚBLICO ALVO Alunos de 04 anos TEMA: BRINCANDO E

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 PESQUISA E PRODUÇÃO DE MATERIAL DE APOIO REGIONAL AOS DOCENTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS Aldaiza Sudré Pereira Universidade Federal do Tocantins aldaizasudre@hotmail.com José Ricardo e Souza

Leia mais

ESTATÍSTICA BÁSICA NO CURSO DE TÉCNICO INTEGRADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

ESTATÍSTICA BÁSICA NO CURSO DE TÉCNICO INTEGRADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO ESTATÍSTICA BÁSICA NO CURSO DE TÉCNICO INTEGRADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO Fabíola Nascimento dos Santos Paes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco fabiola.paes@gmail.com Dorghisllany

Leia mais

PROJETO O MUNDO DOS DINOSSAUROS

PROJETO O MUNDO DOS DINOSSAUROS PROJETO O MUNDO DOS DINOSSAUROS http://pixabay.com/pt/tiranossauro-rex-dinossauro-r%c3%a9ptil-284554/ Público alvo: Educação Infantil / Crianças a partir de 3 anos Disciplina: Natureza e Sociedade Duração:

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL

RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL Resumo MATUCHESKI, Franciele Luci PUCPR francielematucheski@yahoo.com.br Eixo Temático: Práticas e Estágios nas Licenciaturas

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PERIODO: JULHO E AGOSTO JUSTIFICATIVA: A educação Ambiental não deve ser tratada como algo distante do cotidiano dos alunos,

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL II (4 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. Livro de Inglês Playtime A

Leia mais

Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini

Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini Projeto Girassol de Ideias Fábio Pereira da Silva Valéria Cristiani de Oliveira Vivian da Silva Francini A favor da comunidade, que espera o bloco passar Ninguém fica na solidão Embarca com suas dores

Leia mais

PLANO DE UTILIZAÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL - MATERNAL. Material Plano de Utilização Componente Curricular Trimestre Letivo

PLANO DE UTILIZAÇÃO DO MATERIAL ESCOLAR 2015 EDUCAÇÃO INFANTIL - MATERNAL. Material Plano de Utilização Componente Curricular Trimestre Letivo UNBEC UNIÃO NORTE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E CULTURA COLÉGIO MARISTA CHAMPAGNAT Portaria de Recredenciamento nº 192, de 25/8/2014 SEEDF QSD Área Especial nº 1, Taguatinga DF Telefone: (61) 2191-1522 PLANO

Leia mais

ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL ATIVIDADES PERMANENTES PARA APRENDER MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Daniele Barros Vargas Furtado Universidade Federal de Santa Maria dbvfurtado@yahoo.com.br Resumo Sendo a matemática tão presente em

Leia mais

Avaliação na Educação Infantil Legislação e Pesquisas

Avaliação na Educação Infantil Legislação e Pesquisas Avaliação na Educação Infantil Legislação e Pesquisas Maévi Anabel Nono UNESP Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas Departamento de Educação São José do Rio Preto Diversos pesquisadores têm

Leia mais

Projeto Festa Junina

Projeto Festa Junina Projeto Festa Junina Justificativa Educação Infantil O mês de junho é marcado por muitas festividades que evidenciam a pluralidade cultural existente em nosso país. Este projeto tem por objetivo levar

Leia mais

A CONSTITUIÇÃO DO SER PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL PELO PIBID DE PEDAGOGIA

A CONSTITUIÇÃO DO SER PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL PELO PIBID DE PEDAGOGIA A CONSTITUIÇÃO DO SER PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL PELO PIBID DE PEDAGOGIA Resumo Gisele Brandelero Camargo 1 - UEPG Grupo de Trabalho - Didática: Teorias, Metodologias e Práticas Agência Financiadora:

Leia mais

ESTRATÉGIA DE ENSINO - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL.

ESTRATÉGIA DE ENSINO - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL. ESTRATÉGIA DE ENSINO - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL. Carmem Regina Calegari Cunha E. M. de Educação Infantil Prof Edna Aparecida de Oliveira - UDI Resumo Trabalho

Leia mais

GUIA DE BOAS IDEIAS PARA SENSIBILIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO DOS ALUNOS PARA REALIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS

GUIA DE BOAS IDEIAS PARA SENSIBILIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO DOS ALUNOS PARA REALIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS GUIA DE BOAS IDEIAS PARA SENSIBILIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO DOS ALUNOS PARA REALIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS VERSÃO PRELIMINAR SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Leia mais

ALICE NO JARDIM DAS DESCOBERTAS MATEMÁTICAS

ALICE NO JARDIM DAS DESCOBERTAS MATEMÁTICAS ALICE NO JARDIM DAS DESCOBERTAS MATEMÁTICAS Angela Cristina Hammann Scussel¹ (1)Professora efetiva da Rede Municipal de Educação de Rio do Sul, no Centro Educacional Daniel Maschio, Rua Angelo Cechet,

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV ARTE OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o pensamento artístico, estético e crítico; Estimular a percepção visual e

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL. DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III e IV ARTE OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o pensamento artístico, estético e crítico; Estimular a percepção visual

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 I A ADAPTAÇÃO Estamos chegando ao final do período de adaptação do grupo IA e a cada dia conhecemos mais sobre cada bebê. Começamos a perceber o temperamento, as particularidades

Leia mais

O USO DO TANGRAM EM SALA DE AULA: DA EDUCAÇÃO INFANTIL AO ENSINO MÉDIO

O USO DO TANGRAM EM SALA DE AULA: DA EDUCAÇÃO INFANTIL AO ENSINO MÉDIO O USO DO TANGRAM EM SALA DE AULA: DA EDUCAÇÃO INFANTIL AO ENSINO MÉDIO Ana Paula Alves Baleeiro Orientadora, profª Ms. da Faculdade Alfredo Nasser apbaleeiro@yahoo.com.br Jonatas do Nascimento Sousa Graduando

Leia mais

Projeto - Conhecendo os animais

Projeto - Conhecendo os animais Projeto - Conhecendo os animais Tema: Seres Vivos Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 4 a 5 anos Área de conhecimento: Natureza e Sociedade Duração: Cinco semanas Justificativa: Este projeto

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 DISCIPLINA: LINGUAGEM

Leia mais

Turma do Maternal as minhocas e a plantação de rabanetes.

Turma do Maternal as minhocas e a plantação de rabanetes. RELATÓRIO DE GRUPO MATERNAL VESPERTINO 2º SEMESTRE DE 2014 Professora: Jéssica Oliveira Professora auxiliar: Elizabeth Fontes Coordenação: Lucy Ramos Torres Turma do Maternal as minhocas e a plantação

Leia mais

20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL

20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ 20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica 2ª E 3ª AULA CONHECENDO AS VOGAIS- JOGOS

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho 2. EPISÓDIO TRABALHADO Situação delicada 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO O episódio Situação delicada faz parte da série Balinha

Leia mais

PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO

PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO PSICOMOTRICIDADE, JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM MARILENE FERREIRA DE LIMA OLIVEIRA E.E DR. MORATO DE OLIVEIRA RESUMO Na vida de uma criança, para além do entretenimento, o jogo

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 1º PERÍODO

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 1º PERÍODO 1º PERÍODO Prezados pais, Encaminhamos a Programação da 3ª Etapa de 2015, material que serve de apoio para o acompanhamento das habilidades que serão desenvolvidas. Lembramos que este planejamento é flexível

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Letrinhas Mágicas 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): Descendo as Corredeiras 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECíFICO(S) O episódio Descendo as Corredeiras

Leia mais

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Projeto - Profissões Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Duração: 5 semanas Justificativa: Este projeto visa apresentar às crianças

Leia mais

PLANO DE EXECUÇÃO 2016 LISTA DE MATERIAL 2016 MATERNAL II

PLANO DE EXECUÇÃO 2016 LISTA DE MATERIAL 2016 MATERNAL II PLANO DE EXECUÇÃO 26 LISTA DE MATERIAL 26 MATERNAL II O presente plano de execução, previsto em nosso PPP (Projeto Político Pedagógico), tem como objetivo esclarecer à comunidade escolar a finalidade da

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DCHT CAMPUS XVI IRECÊ CURSO LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA PESQUISA E ESTÁGIO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DCHT CAMPUS XVI IRECÊ CURSO LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA PESQUISA E ESTÁGIO UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DCHT CAMPUS XVI IRECÊ CURSO LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA PESQUISA E ESTÁGIO DOCENTES JOELMA BISPO E FLÁVIA LORENA DISCENTES EDCLEIA GOMES LACERDA E JÉRSSICA

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS.

CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS. CADERNO DE ATIVIDADES PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: FERRAMENTA DE APOIO AO PROFESSOR DA CRIANÇA DE 6 ANOS. Elaine Cristina Rodrigues Gomes Vidal. Gruhbas Projetos Educacionais

Leia mais

USANDO O ALFABETO MÓVEL COMO RECUSO DE RECUPERAÇÃO

USANDO O ALFABETO MÓVEL COMO RECUSO DE RECUPERAÇÃO USANDO O ALFABETO MÓVEL COMO RECUSO DE RECUPERAÇÃO Vera Lucia de Souza 1 ; Monique de Campos Ribeiro 2 ; Maria Rosa Leite da Silva 3; Kátia Nakamura 4; Maria de Lourdes dos Santos 5 1Bolsista/PIBID/PEDAGOGIA/UFGD.

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013 Atividades Pedagógicas Outubro 2013 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO IV A GRUPO IV B GRUPO IV C GRUPO IV

Leia mais

JOGOS E BRINCADEIRAS NA PRÁTICA DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM OLHAR SOBRE A FORMAÇÃO

JOGOS E BRINCADEIRAS NA PRÁTICA DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM OLHAR SOBRE A FORMAÇÃO JOGOS E BRINCADEIRAS NA PRÁTICA DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM OLHAR SOBRE A FORMAÇÃO Gilvânia Rocha Rodrigues Pedagoga UECE Ana Larisse do Nascimento Maranhão Pedagoga UECE Andréa da Costa Silva Mestranda em

Leia mais

PESQUISA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ORGANIZAÇÃO ESPACIAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL: EXPERIÊNCIAS DO PIBID E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

PESQUISA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ORGANIZAÇÃO ESPACIAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL: EXPERIÊNCIAS DO PIBID E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PESQUISA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ORGANIZAÇÃO ESPACIAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL: EXPERIÊNCIAS DO PIBID E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Edna Neves Pereira (1); Dacielle Antunes Santos (1); Sandra Alves de Oliveira

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): O piado da coruja 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O piado da Coruja

Leia mais

OFICINA. Jogos matemáticos - cores, notações numéricas e quantidades. Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática e Livro das Formas 01/10/2011

OFICINA. Jogos matemáticos - cores, notações numéricas e quantidades. Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática e Livro das Formas 01/10/2011 OFICINA Jogos matemáticos - cores, notações numéricas e quantidades Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática e Livro das Formas 01/10/2011 Matemática Uma das finalidades de estudar matemática é aprender

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PROJETO PSICOMOTRICIDADE Educar é Brincar SÉRIE: Contraturno

Leia mais

10 Educação Musical: planejamento e atividades Conteúdo

10 Educação Musical: planejamento e atividades Conteúdo Planejamento de atividades lúdicas em Educação Musical Planejamento de atividades em Educação Musical Criando estratégias de ensino e aprendizagem musical Questões para pensar estratégias de ensino e aprendizagem

Leia mais

COLÉGIO UNIVERSITÁRIO DE AVARÉ

COLÉGIO UNIVERSITÁRIO DE AVARÉ LISTA DE MATERIAL EDUCAÇÃO INFANTIL I E II / 2016-01 apontador para lápis (Jumbo) com depósito - 03 lápis Jumbo triangular grafite - 01 estojo simples com zíper - 01 tesoura escolar de boa qualidade (sem

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio. Eu me remexo muito. E onde eu chego?

Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio. Eu me remexo muito. E onde eu chego? Colégio Sagrado Coração de Maria - Rio Rua Tonelero, 56 Copacabana RJ site:www.redesagradorj.com.br / e-mail:cscm@redesagradorj.com.br Eu me remexo muito. E onde eu chego? Turma: Maternal II A Professora

Leia mais

BRINQUEDOTECA: PARA QUEM SERVE? A QUEM INCLUI?

BRINQUEDOTECA: PARA QUEM SERVE? A QUEM INCLUI? 592 BRINQUEDOTECA: PARA QUEM SERVE? A QUEM INCLUI? Beatriz Galdino Rocha (UFRJ- FE) biag.rocha@hotmail.com Jeniffer Caroline Rodrigues Fuly (UFRJ-FE) jeniffercrfuly@hotmail.com Maria Vitoria Campos Mamede

Leia mais

Planejamento Anual. Creche I. Educação Infantil. Prof. Maria Dilza

Planejamento Anual. Creche I. Educação Infantil. Prof. Maria Dilza Planejamento Anual Creche I Educação Infantil Prof. Maria Dilza Características Marcantes das Crianças 2 Características marcantes das crianças nessa idade O desenvolvimento de uma criança não ocorre de

Leia mais

Planejamento Anual. Pré-Escola I. Educação Infantil. Prof.ª Rosilene

Planejamento Anual. Pré-Escola I. Educação Infantil. Prof.ª Rosilene Planejamento Anual Pré-Escola I Educação Infantil Prof.ª Rosilene A CRIANÇA DE 4 ANOS O desenvolvimento de uma criança não ocorre de forma linear. As mudanças ocorrem de forma gradual e estão relacionadas

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 II A Jogos As crianças da Turma dos Amigos, desde os primeiros dias de aula, têm incluídos em sua rotina as brincadeiras com jogos de encaixe. Vários jogos estão disponíveis

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Connie, a Vaquinha 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): A Ponte 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio A Ponte faz parte da série Connie,

Leia mais

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3

LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3 LISTA DE MATERIAL PARA 2016 EDUCAÇÃO INFANTIL 3 O Colégio Objetivo fornece aos seus alunos todos os Cadernos de Atividades necessários ao trabalho desenvolvido nas diversas áreas. Esses cadernos são elaborados

Leia mais

1. DESCRIÇÃO DA ESCOLA

1. DESCRIÇÃO DA ESCOLA ESTÁGIO SUPERVISIONADO: UM OLHAR SOBRE A CRECHE TEREZA GIOIA - CAMPINA GRANDE/PB Carla Priscila Gonçalves Cesário - Graduanda/UEPB Érika Barbosa Santos Graduanda / UEPB Nívia Kaliana da Silva Costa - Graduanda/

Leia mais

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: PROCEDIMENTOS PEDAGÓGICOS PARA ABORDAR O TEMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Angela Rodrigues Luiz 1 RESUMO De acordo com o modelo denominado Estratégia de Ensino, abordamos o tema Alimentação

Leia mais

O PIBID NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PIBID NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL O PIBID NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL Diana Gonçalves Figueiredo¹ Resumo:O presente trabalho apresenta o subprojeto de Pedagogia no PIBID relatando a sua importância para o processo formativo dos alunos

Leia mais

REGIANE PEREA CARVALHO A LITERATURA INFANTIL E A MATEMÁTICA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5 E 6 ANOS DE IDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL

REGIANE PEREA CARVALHO A LITERATURA INFANTIL E A MATEMÁTICA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5 E 6 ANOS DE IDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC/SP REGIANE PEREA CARVALHO A LITERATURA INFANTIL E A MATEMÁTICA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE 5 E 6 ANOS DE IDADE DA EDUCAÇÃO INFANTIL MESTRADO PROFISSIONAL

Leia mais

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II 1 A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II Donizeth Henrique Aleluia Vieira 1 Paula Rodrigues de Souza 2 Suely Miranda Cavalcante Bastos 3 Resumo: Juntamente com o campo dos Números

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S) A Calça do Ursinho. 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Ao despertar pela manhã, o ursinho

Leia mais

3. Concepção da criança, do desenvolvimento infantil e da aprendizagem:

3. Concepção da criança, do desenvolvimento infantil e da aprendizagem: 1. Identificação Nome da Escola: "Centro de Educação Infantil Piuí" Rua Mª das neves de Jesus nº 132, Viçosa MG. CEP: 36570-000 Entidade Mantenedora: Centro de Educação Piuí, esta destinado a atender crianças

Leia mais

Relatório de Grupo. 1º Semestre/2015

Relatório de Grupo. 1º Semestre/2015 Relatório de Grupo 1º Semestre/2015 Turma: Maternal B Professora: Larissa Galvão de Lima Professora auxiliar: Giseli Jancoski Floriano Coordenação: Lucy Ramos Torres Professora: Eleonora Dantas Brum Professora

Leia mais

PRATICA EDUCATIVA: MUSICALIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PRATICA EDUCATIVA: MUSICALIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL PRATICA EDUCATIVA: MUSICALIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Josimara Nascimento Santos Pereira (Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB) Alcione Pereira Santos de Souza (Graduada

Leia mais

Dia das Crianças. 3º ano Fundamento I. Justificativa

Dia das Crianças. 3º ano Fundamento I. Justificativa Dia das Crianças 3º ano Fundamento I Justificativa O mês de outubro começa com uma expectativa entre as crianças: a comemoração do seu dia. A data não pode ser esquecida. Assim, sugerimos que a escola

Leia mais

Palavras-chave: Aprendizagem, Material Didático, Lúdico, Educação de Jovens e Adultos

Palavras-chave: Aprendizagem, Material Didático, Lúdico, Educação de Jovens e Adultos PROFESSORA, EU POSSO ESCREVER DAS DUAS FORMAS? Antonieta Capparelli Adão Pós graduanda da UFRJ Tânia Regina Ferreira do Amaral Pós graduanda da UFRJ Este trabalho está baseado nas reflexões de educadoras

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Brinquedoteca. Criança. Social.

PALAVRAS-CHAVE: Brinquedoteca. Criança. Social. ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA LÚDICA BRINQUEDOTECA FIBRA: um olhar sobre o brincar e a criança Márcia Cristina dos Santos BANDEIRA Faculdade Integrada Brasil Amazônia (FIBRA) RESUMO: O presente artigo buscou analisar

Leia mais

PROJETO KIDSMART PROMOVENDO A INCLUSÃO DIGITAL NA EDUCAÇÃO

PROJETO KIDSMART PROMOVENDO A INCLUSÃO DIGITAL NA EDUCAÇÃO PROJETO KIDSMART PROMOVENDO A INCLUSÃO DIGITAL NA EDUCAÇÃO Resumo MUNIZ, Cláudia Pereira - SME cmuniz@sme.curitiba.pr.gov.br SANTOS, Taís Wojciechowski SME taissantos@sme.curitiba.pr.gov.br Eixo Temático:

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA INTRODUÇÃO

RELATO DE EXPERIÊNCIA INTRODUÇÃO RELATO DE EXPERIÊNCIA INTRODUÇÃO Na EEMASA - Escola Estadual Maria Augusta Silva Araújo, antes do início do ano letivo, professores, coordenação pedagógica e direção da escola definem coletivamente, em

Leia mais

VII ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Londrina de 08 a 10 novembro de 2011 - ISSN 2175-960X Pg.

VII ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Londrina de 08 a 10 novembro de 2011 - ISSN 2175-960X Pg. TERAPIA CORPORAL: UM PROJETO DE EXTENSÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA QUE ATENDE PAIS E CUIDADORES DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA SÔNIA BERTONI 1 FAEFI/UFU MARIA HELENA

Leia mais

APRENDENDO, BRINCANDO E MODELANDO COM AS EQUAÇÕES DE 1º GRAU

APRENDENDO, BRINCANDO E MODELANDO COM AS EQUAÇÕES DE 1º GRAU APRENDENDO, BRINCANDO E MODELANDO COM AS EQUAÇÕES DE 1º GRAU Cristiano Forster UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina forster003@gmail.com Débora Eloísa Nass Kieckhoefel UDESC Universidade do Estado

Leia mais

IMPORTÂNCIA DOS CENTROS DE EDUCAÇÃO INFANTIL E SUA FUNÇÃO EDUCATIVA

IMPORTÂNCIA DOS CENTROS DE EDUCAÇÃO INFANTIL E SUA FUNÇÃO EDUCATIVA IMPORTÂNCIA DOS CENTROS DE EDUCAÇÃO INFANTIL E SUA FUNÇÃO EDUCATIVA Thaylisa Almeida Franco 1 Sandra Aparecida Machado Polon 2 RESUMO: Este artigo é resultado do Estágio Supervisionado na Educação Infantil.

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS)

EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL (2 ANOS) LIVROS DIDÁTICOS Livro Interdisciplinar Material Rede RCE educação e valores (Volumes 1 e 2) 2 Volumes por ano e Agenda personalizada. PROJETO CIRANDA LITERÁRIA O projeto

Leia mais

O LÚDICO NA APRENDIZAGEM E NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1

O LÚDICO NA APRENDIZAGEM E NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 O LÚDICO NA APRENDIZAGEM E NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 RENK, Eliza Ferreira²; SCHNEIDER, Datiele Denise²; DALLA CORTE, Marilene Gabriel³ ¹ Trabalho desenvolvido na disciplina

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA RELATO DE EXPERIÊNCIA: DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO À PROPOSTA DE UM PROJETO COM FOCO NA MULTIMODALIDADE

RELATO DE EXPERIÊNCIA RELATO DE EXPERIÊNCIA: DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO À PROPOSTA DE UM PROJETO COM FOCO NA MULTIMODALIDADE RELATO DE EXPERIÊNCIA RELATO DE EXPERIÊNCIA: DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO À PROPOSTA DE UM PROJETO COM FOCO NA MULTIMODALIDADE INTRODUÇÃO Patrícia Aparecida Mendes * Thiago Henrique da Silva ** A Geografia

Leia mais

FORMAÇÃO INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA EM UM PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

FORMAÇÃO INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA EM UM PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FORMAÇÃO INICIAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA EM UM PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Resumo Juliana Silva Cristina 1 - UFU Maria Clara Elias Polo 2 - UFU Grupo de Trabalho - Formação

Leia mais

ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ATIVIDADES NA EDUCAÇÃO INFANTIL COLÉGIO MARISTA LONDRINA PR 1. ASPECTOS EMBASADORES DA PROPOSTA EDUCACIONAL

ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ATIVIDADES NA EDUCAÇÃO INFANTIL COLÉGIO MARISTA LONDRINA PR 1. ASPECTOS EMBASADORES DA PROPOSTA EDUCACIONAL 1 ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ATIVIDADES NA EDUCAÇÃO INFANTIL COLÉGIO MARISTA LONDRINA PR Cristina Nogueira de Mendonça Maria Aparecida Trevisan Zanberlan Programa de Mestrado em Educação Palavras-chave:

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL MATERNAL II SÉRIE: MATERNAL PROFESSORAS: CARMEM

Leia mais

O ENSINO DA MATEMÁTICA TRABALHADO ATRAVÉS DE OFICINAS LÚDICAS COM ATIVIDADES DIFERENCIADAS E JOGOS

O ENSINO DA MATEMÁTICA TRABALHADO ATRAVÉS DE OFICINAS LÚDICAS COM ATIVIDADES DIFERENCIADAS E JOGOS ISSN 2316-7785 O ENSINO DA MATEMÁTICA TRABALHADO ATRAVÉS DE OFICINAS LÚDICAS COM ATIVIDADES DIFERENCIADAS E JOGOS Fernanda Souza Fonseca Instituto Federal Farroupilha Campus São Borja nanda1988_sf@hotmail.com

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: a experiência da contação de histórias.

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: a experiência da contação de histórias. Luana Santos Gisele Brandelero Camargo Universidade Estadual de Ponta Grossa Apoio: PIBID/CAPES ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: a experiência da contação de histórias. Resumo O respectivo

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR. Ação Pedagógica

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR. Ação Pedagógica ORGANIZAÇÃO CURRICULAR Ação Pedagógica A idéia de ensino vem sendo confundida com a idéia de controle da ação da criança. Weiss (1998) comenta que com esta concepção equivocada será inevitável o lamento

Leia mais

O ENSINO DO HANDEBOL NA ESCOLA: UMA PROPOSTA DE SISTEMATIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS

O ENSINO DO HANDEBOL NA ESCOLA: UMA PROPOSTA DE SISTEMATIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS O ENSINO DO HANDEBOL NA ESCOLA: UMA PROPOSTA DE SISTEMATIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS Resumo Scheila Medina 1 - PUCPR Luís Rogério de Albuquerque 2 - PUCPR Grupo de Trabalho - Didática: Teorias, Metodologias e

Leia mais

Maternal Educação Infantil

Maternal Educação Infantil Lista de Materiais 25 Maternal Educação Infantil Devem ser entregues ao professor, com a devida identificação, na primeira semana de aula Qtd 04 metros Material Escolar Anilina líquida Avental ou camiseta

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS Rua Edmundo Borges de Araújo, 50 - Telefax: (0xx34) 3336-2700 Educação Infantil 3316-7092 CEP. 38020-600 Uberaba-MG

COLÉGIO NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS Rua Edmundo Borges de Araújo, 50 - Telefax: (0xx34) 3336-2700 Educação Infantil 3316-7092 CEP. 38020-600 Uberaba-MG Educação Infantil Maternal (3 anos) 01 papel crepom colorido 01 caixa de giz de cera ( gizão) 01 caderno brochurão capa dura sem pauta (96 folhas) 01 brilhocola ACRILEX (cores variadas) 01 brinquedo pedagógico

Leia mais

Avaliação Inicial na Educação Infantil

Avaliação Inicial na Educação Infantil Avaliação Inicial na Educação Infantil - Algumas Considerações Por: Tânia Cunha Constantino Assessora Pedagógica da Educação Infantil Em todo inicio de ano há uma preocupação, necessária, por parte de

Leia mais

Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria

Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria Autora: Ana Cristina Fonseca Instituição: PUC-Campinas Fonseca.cris@uol.com.br Co -autor 1: Maria Auxiliadora Bueno Andrade

Leia mais

AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Profa. Bianca das Neves Silva Professora da rede municipal de Jundiaí Profa. Dra. Luciene Farias de Melo Coord. do Curso de Educação Física da Faculdade

Leia mais

Palavras-chave: Novas Tecnologias Educação Professor Prática Pedagógica

Palavras-chave: Novas Tecnologias Educação Professor Prática Pedagógica EDUCAÇÃO E PROFESSOR DIANTE DO USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS Resumo Marília Gerlane Guimarães da Silva graduanda UEPB mariliagerlany@hotmail.com Orientadora: Profª Ms. Eliane Brito de Lima- UEPB/PMCG eliabrito@ig.com.br

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA. Planificação. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO AEC ALE EXPRESSÃO PLÁSTICA Planificação 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades lúdico-expressivas)

Leia mais