O Renascimento do Turismo Cultural. Uma visão panorâmica do tema

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Renascimento do Turismo Cultural. Uma visão panorâmica do tema"

Transcrição

1 O Renascimento do Turismo Cultural Uma visão panorâmica do tema

2 Problematização l Quais as causas do crescimento do turismo cultural?

3 Definição de Turismo Cultural l Visitas de pessoas de fora da comunidade receptora, l motivadas completamente ou em parte por interesses na oferta histórica, artística, científica ou l no estilo de vida, tradições da comunidade, região, grupo ou instituição (Ted Silberberg, 1995)

4 Derivações da Definição de Turismo Cultural

5 Definição de Turismo Cultural pela Motivação l A motivação fundamenta-se na busca de conhecimento por meio de viagens, l sendo tanto para estudos, como também para a participação de eventos culturais l ou a simples visitação de locais históricos, igrejas, castelos etc.

6 Definição de Turismo Cultural pela Experimentação l A experimentação está na troca e no engajamento do turista com outra cultura, l disso resultando choques e convergências.

7 Segmentação do Turismo Cultural l Principais segmentações utilizadas pelo mercado: l Turismo Histórico, l Turismo Étnico e l Turismo de Artes.

8 Os Cinco Tipos de Turistas Culturais

9 Turista Cultural Propositado l O turismo cultural é o principal motivo para visitar a destinação e l o indivíduo tem uma profunda experiência cultural.

10 Turista Cultural Visual l O Turismo Cultural é a principal razão para visitar a destinação, l mas a experiência cultural é baixa; l Os motivos que levam à baixa experiência são vários: l Os mais comuns: l falta de embasamento cultural do turista l má operação

11 Turista Cultural Acidental l Não viaja visando o Turismo Cultural, l Mas tem contato com os atrativos culturais, l O que permite uma considerável experiência cultural.

12 Turista Cultural Casual l O motivo cultural é fraco, mas existe, l Por consequência, a experiência cultural é fraca. l São os de pequena curiosidade cultural.

13 Turista Cultural Incidental l Este turista não viaja por razões culturais. l Entretanto, visita alguns atrativos ou participa de alguma atividade cultural, l tendo baixas experiências, l o que para ele é satisfatório

14 Ascenção do Turismo Cultural Alguns Dados

15 Interesse pelo Patrimônio Histórico Cultural e Arqueológico l % 50% 68% 74% (Lou Harris Poll, 2011)

16 O Interesse do Turista Cultural l Compreender a cultura e o estilo de vida l % 88% 94% 96% (Lou Harris Poll, 2011)

17 Perfil do Turista Cultural l Possui maior poder aquisitivo e gasta mais nas férias; l Permanece mais tempo nas destinações; l Tem o hábito de se hospedar em hotéis e pousadas; l Normalmente é mais educado do que o turista comum. l (Lord Cultural Resources, Canadá, 2011)

18 Parcerias de Sucesso

19 Consórcio entre museus e hotéis l Pacotes em hotéis para aumentar a ocupação nos finais de semana, l Preço e serviço diferenciados, l Parceria com as operadoras.

20 Simbiose entre Turismo e Eventos l Eventos em museus, como exposições temporárias, l Grandes festivais de música, teatro, gastronomia, Virada Cultural. l A visita ao evento é o desencadeador do turismo, por exemplo: l a realização de City Tour l Surgem os viciados em eventos: l público crescente que viaja com essa motivação

21 Turismo Cultural e o Mercado

22 Mercadologicamente, o que sabemos? l Pacotes vitoriosos são os que mesclam atrativos culturais e não-culturais; l Tais pacotes agradam 85% dos turistas; l O desinteresse por atrativos culturais restringe-se a apenas 15% dos turistas; l Mesmo não estando interessados em cultura, os turistas visitam os atrativos se forem oferecidos os facilitadores.(silberberg, 1995)

23 O Caso de Salvador BA Turistas Nacionais

24 Fator Decisório de Viagem l Atrativos naturais...66,3% l Atrativos culturais...11,2% l Receptividade do povo...9,11% l Culinária...8,4

25 Fator que mais agradou l Atrativos naturais...40% l Patrimônio histórico cultural...25% l Receptividade do povo...6% l Culinária...5%

26 O Caso de Salvador BA Turistas Estrangeiros

27 Fator Decisório de Viagem l Atrativos naturais...64% l Atrativos culturais...10% l Receptividade do povo...6% l Culinária...4%

28 Fator que mais agradou l Atrativos naturais...27,3% l Patrimônio histórico-cultural...38,3% l Manifestações populares...4,6% l Culinária...3,6%

29 Para mais detalhes l McKERCHER, Bob and CROS, Hilary du. Cultural Tourism: the partnership between tourism and cultural heritage management. New York: Haworth, 2004.

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Segmentação do mercado Caracterização dos entrevistados Percepções sobre o turismo no Brasil V. Hábitos e comportamentos sobre turismo VI. VII. VIII. Prioridade de investimento

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas Metodologia Técnicaeformadecoleta: Quantitativa: survey telefônico, com amostra 2.322 entrevistas, realizadas entre os dias 17 de junho e 07 de julho de 2009, pelo Instituto Vox

Leia mais

19/03/2013 1995: OMT. Elementos comuns a diferentes definições de turismo. Conceitos-chave:

19/03/2013 1995: OMT. Elementos comuns a diferentes definições de turismo. Conceitos-chave: 1995: OMT IFSP Profa. Rafaela Malerba O turismo compreende as atividades que realizam as pessoas durante suas viagens e estadas em lugares diferentes ao seu entorno habitual, por um período consecutivo

Leia mais

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DA ENCENAÇÃO TEATRAL EM MUSEU HISTÓRICO PARA A COMPREENSÃO DA IDENTIDADE CULTURAL Magali Helena de Quadros Mestrado em Turismo / UCS

CONTRIBUIÇÃO DA ENCENAÇÃO TEATRAL EM MUSEU HISTÓRICO PARA A COMPREENSÃO DA IDENTIDADE CULTURAL Magali Helena de Quadros Mestrado em Turismo / UCS CONTRIBUIÇÃO DA ENCENAÇÃO TEATRAL EM MUSEU HISTÓRICO PARA A COMPREENSÃO DA IDENTIDADE CULTURAL Magali Helena de Quadros Mestrado em Turismo / UCS Resumo Após breve conceituação de identidade cultural e

Leia mais

FORFAIT: UM PACOTE DIFERENCIADO

FORFAIT: UM PACOTE DIFERENCIADO FORFAIT: UM PACOTE DIFERENCIADO Luiz Paulo Pereira Corrêa Luiz Rodrigues Mendes Pâmela Souza Soares Vanessa Saraiva Sena RESUMO: O trabalho analisa as agências de viagens para apresentar como elas dispõem

Leia mais

HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO

HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO Karla Cristinni Canteri 1 Larissa Mongruel Martins De Lara 2 RESUMO O presente resumo visa apresentar as novas tendências

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS EVENTOS PARA AS CIDADES INTERIORANAS: ESTUDO DE CASO EM LAGOA SALGADA / RN

A IMPORTÂNCIA DOS EVENTOS PARA AS CIDADES INTERIORANAS: ESTUDO DE CASO EM LAGOA SALGADA / RN GESTÃO DO TURISMO A IMPORTÂNCIA DOS EVENTOS PARA AS CIDADES INTERIORANAS: ESTUDO DE CASO EM LAGOA SALGADA / RN Elizane do Nascimento Bacharel em Turismo pela UFRN, Natal-RN. e-mail: elizane.donascimento@yahoo.com

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Comércio e Serviços Andréa Bastos da Silva Guimarães. Contas-satélites

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Comércio e Serviços Andréa Bastos da Silva Guimarães. Contas-satélites Diretoria de Pesquisas Coordenação de Comércio e Serviços Andréa Bastos da Silva Guimarães Contas-satélites 24/06/2015 Fontes e referências Manual de Contas Nacionais SNA 1993. Manual de Contas Nacionais

Leia mais

Minas levará o legítimo sabor do Estado à BTL. Haverá degustação de pão de queijo para os visitantes que passarem pelo estande brasileiro.

Minas levará o legítimo sabor do Estado à BTL. Haverá degustação de pão de queijo para os visitantes que passarem pelo estande brasileiro. De 21 a 25 de janeiro, a Secretaria de Estado de Turismo divulga os principais roteiros do turismo de Minas Gerais na 21ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), realizada em Lisboa, em Portugal. Em

Leia mais

ATRATIVOS TURÍSTICOS. Fundamentos do Turismo 2013 Profa. Rafaela Malerba rafaelamalerba.weebly.com

ATRATIVOS TURÍSTICOS. Fundamentos do Turismo 2013 Profa. Rafaela Malerba rafaelamalerba.weebly.com ATRATIVOS TURÍSTICOS Fundamentos do Turismo 2013 Profa. Rafaela Malerba rafaelamalerba.weebly.com Conceituação Oferta turística Todos os bens e serviços à disposição dos consumidores-turistas, por um dado

Leia mais

A HOTELARIA NA CIDADE DE PONTA GROSSA PR: UMA ANÁLISE DO PERFIL DO HÓSPEDE E DA OCUPAÇÃO HOTELEIRA ATRAVÉS DE PROJETO DE EXTENSÃO

A HOTELARIA NA CIDADE DE PONTA GROSSA PR: UMA ANÁLISE DO PERFIL DO HÓSPEDE E DA OCUPAÇÃO HOTELEIRA ATRAVÉS DE PROJETO DE EXTENSÃO 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

O PROJETO. 4 de Julho 2014. Lançamento oficial www.winetourismportugal.com. Início do Estudo do projeto. Concepção do Portal

O PROJETO. 4 de Julho 2014. Lançamento oficial www.winetourismportugal.com. Início do Estudo do projeto. Concepção do Portal O PROJETO 2012 Início do Estudo do projeto 2013 Concepção do Portal 4 de Julho 2014 Lançamento oficial www.winetourismportugal.com 2 QUEM SOMOS Primeiro portal em Portugal para o produto específico da

Leia mais

as s FESTIVAL DE ARTES

as s FESTIVAL DE ARTES as s ARTES MÚSICA WORKSHOPS SOLIDÁRIO FESTIVAL DE ARTES Festival ASAS Apresentação: ATB e Município de Penela Conceito Método Objetivos Cronograma/programação Projetos de intervenção social A região de

Leia mais

3.10.1. Educação da Comunidade para o Turismo

3.10.1. Educação da Comunidade para o Turismo PRODETUR NE-II PDITS Salvador e Entorno3.10.1 Capacitação da Comunidade para o Turismo 410 3.10.1. Educação da Comunidade para o Turismo Introdução O objetivo deste capítulo é analisar o nível de conscientização

Leia mais

META Explicar a importância da análise dos impactos socioculturais advindos do desenvolvimento da prática turística.

META Explicar a importância da análise dos impactos socioculturais advindos do desenvolvimento da prática turística. OS IMPACTOS SOCIOCULTURAIS VERSUS PRÁTICA TURÍSTICA META Explicar a importância da análise dos impactos socioculturais advindos do desenvolvimento da prática turística. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula,

Leia mais

paraíso Novo rumo no Inspiração one experience Relatos de quem tem história

paraíso Novo rumo no Inspiração one experience Relatos de quem tem história Novo rumo no paraíso Como uma viagem para a ilha de Saint Barths fez a mercadóloga Jordana Gheler trocar a carreira que tinha no Brasil por outra muito mais ensolarada [ depoimento concedido a Ana Luiza

Leia mais

Em 2014, os dez principais mercados da RAEM foram como segue: Países e regiões Número de Percentagem (%)

Em 2014, os dez principais mercados da RAEM foram como segue: Países e regiões Número de Percentagem (%) Turismo A indústria do turismo é o pilar mais importante da economia de Macau. Para concretizar o objectivo de longo prazo da construção de Macau como Centro Mundial de Turismo e Lazer, a Direcção dos

Leia mais

3.8 Atrações e Produtos Turísticos

3.8 Atrações e Produtos Turísticos 3.8 Atrações e Produtos Turísticos Conforme se observa na relação de produtos primários e complementares, a Costa dos Coqueirais se caracteriza como uma área interligada. Pelo exposto, observa-se que os

Leia mais

FICHA TÉCNICA REALIZAÇÃO: TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N Nº 02/2012 CONSULTORIA TÉCNICA (PESQUISA E ELABORAÇÃO):

FICHA TÉCNICA REALIZAÇÃO: TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N Nº 02/2012 CONSULTORIA TÉCNICA (PESQUISA E ELABORAÇÃO): CAPA FICHA TÉCNICA REALIZAÇÃO: TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N Nº 02/2012 SEBRAE-AC SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ACRE DIRETOR SUPERINTENDENTE: JOÃO BATISTA FECURY BEZERRA DIRETORA TÉCNICA:

Leia mais

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010 Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre Outono 2010 Pesquisa realizada pela SMTur, em parceria com a FARGS e com apoio da Infraero e da Veppo. 22 a 28 de abril Aeroporto área de embarque

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NA CIDADE DE AREIA-PB: DO MUSEU PARA A COMUNIDADE

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NA CIDADE DE AREIA-PB: DO MUSEU PARA A COMUNIDADE A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL NA CIDADE DE AREIA-PB: DO MUSEU PARA A COMUNIDADE Resumo Natália Cândido da Cruz Silva 1 - UFPB Márcia Verônica Costa Miranda 2 - UFPB Rebeca Nogueira Martins 3 -

Leia mais

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS FEVEREIRO / 2009 COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS MANAUS AM RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DO COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANTA DE MANAUS, ANO 2009 - N 02 Para 55,6%

Leia mais

PROJETO - CONHECENDO A HISTÓRIA E O PATRIMÔNIO DO MEU MUNICÍPIO CHUÍ/RS-BRASIL

PROJETO - CONHECENDO A HISTÓRIA E O PATRIMÔNIO DO MEU MUNICÍPIO CHUÍ/RS-BRASIL PROJETO - CONHECENDO A HISTÓRIA E O PATRIMÔNIO DO MEU MUNICÍPIO CHUÍ/RS-BRASIL Caroline Vergara Fuhrmann Eliane Candido da Silva Lucimari Acosta Pereira RESUMO: O presente trabalho traz resultados do desenvolvimento

Leia mais

Oficina de Turismo de Base Comunitária. Ivan Bursztyn e Eloise Botelho

Oficina de Turismo de Base Comunitária. Ivan Bursztyn e Eloise Botelho Oficina de Turismo de Base Comunitária Ivan Bursztyn e Eloise Botelho As origens do turismo Os deslocamentos humanos constituem uma característica da humanidade. Grécia antiga: religião, esporte ou conhecimento;

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA CADASTRO NO PORTAL VIAJA MAIS

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA CADASTRO NO PORTAL VIAJA MAIS ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA CADASTRO NO PORTAL VIAJA MAIS O Portal Viaja Mais funciona como um catálogo de ofertas. Ele não intermedeia negociações: o cliente compra diretamente da empresa anunciante ou de

Leia mais

Ações Integradas de Promoção Comercial no Exterior - Feira Anuga 2007. 13 a 17 de outubro de 2007 Colônia - Alemanha

Ações Integradas de Promoção Comercial no Exterior - Feira Anuga 2007. 13 a 17 de outubro de 2007 Colônia - Alemanha Ações Integradas de Promoção Comercial no Exterior - Feira Anuga 2007 13 a 17 de outubro de 2007 Colônia - Alemanha REALIZAÇÃO Confederação Nacional da Indústria CNI Rede Brasileira dos Centros Internacionais

Leia mais

São Paulo. O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios. tsando@visitesaopaulo.com

São Paulo. O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios. tsando@visitesaopaulo.com São Paulo O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios São Paulo Convention & Visitors Bureau Fundação 25 de Janeiro Entidade estadual, mantida pela iniciativa privada. Captação e apoio

Leia mais

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal. European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal. European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017 Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017 Hotel Epic Sana, 12 de abril 2016 Indicadores do Turismo AML & LISBOA Portugal vs. Área Metropolitana

Leia mais

OS ALBERGUES DA JUVENTUDE COMO EQUIPAMENTOS DESTINADOS AO TURISMO SOCIAL NO BRASIL

OS ALBERGUES DA JUVENTUDE COMO EQUIPAMENTOS DESTINADOS AO TURISMO SOCIAL NO BRASIL OS ALBERGUES DA JUVENTUDE COMO EQUIPAMENTOS DESTINADOS AO TURISMO SOCIAL NO BRASIL Renê Corrêa do Nascimento 1 Daniele Suzane Takiyama 2 RESUMO A presente pesquisa consiste em uma análise exploratória

Leia mais

Perfil do visitante de Évora

Perfil do visitante de Évora Perfil do visitante de Évora Universidade de Évora Escola de Ciências Sociais Maria do Rosário Borges Maria Noémi Marujo Jaime Serra Évora, Maio de 2012 41-60 anos (45%) Idade 21-40 anos (39%) Habilitações

Leia mais

O Caminho das Águas - Lagoas e Mares do Sul e Costa dos Corais

O Caminho das Águas - Lagoas e Mares do Sul e Costa dos Corais O Caminho das Águas - Lagoas e Mares do Sul e Costa dos Corais 04 dias e 03 noites no litoral de Alagoas 1º dia Maceió / Barra de São Miguel É fácil gostar de Maceió. Lazer, cultura, gastronomia, turismo,

Leia mais

01 de Novembro de 2013. Construção

01 de Novembro de 2013. Construção 01 de Novembro de 2013 Construção Revista de Imprensa 01-11-2013 1. (PT) - Diário de Notícias, 01/11/2013, Soares da Costa ganha obra nos EUA 1 2. (PT) - Exame, 01/11/2013, A força do betão 2 3. (PT) -

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA PARA O EMBARQUE NA VIAGEM

RELATÓRIO DA PESQUISA PARA O EMBARQUE NA VIAGEM RELATÓRIO DA PESQUISA PARA O EMBARQUE NA VIAGEM RELATÓRIO EMBARQUE NA VIAGEM O estudo Brasil, um mundo em um país é resultado de uma parceria entre a ecglobal Solutions, líder no segmento de pesquisas

Leia mais

P019 NAT Chapada Diamantina / BA

P019 NAT Chapada Diamantina / BA P019 NAT Chapada Diamantina / BA INTRODUÇÃO AO DESTINO Localizada no coração da Bahia, a Chapada Diamantina é considerada um oásis em pleno sertão nordestino, com temperaturas amenas e reduto para diversas

Leia mais

Escolha seu roteiro e Boa Viagem! CITY TOUR

Escolha seu roteiro e Boa Viagem! CITY TOUR Escolha seu roteiro e Boa Viagem! CITY TOUR Litoral 2016 O Roda SP está de cara nova! Pensando no melhor aproveitamento dos atrativos turísticos, a partir dessa edição, os roteiros do Roda SP estão em

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2008

PROJETO DE LEI Nº, DE 2008 1 PROJETO DE LEI Nº, DE 2008 (Do Sr. Carlos Eduardo Cadoca) Altera a Lei nº 6.815, de 19 de agosto de 1980, Estatuto do Estrangeiro, visando à criação de procedimento alternativo para a obtenção de visto

Leia mais

Turismo de negócios: uma análise do setor em Piracicaba/SP

Turismo de negócios: uma análise do setor em Piracicaba/SP Turismo de negócios: uma análise do setor em Piracicaba/SP Bruno Castellari Pereira (bcpereirr@unime.br) e Marta Poggi e Borges (mpborgesa@unimep.br.) * Resumo O turismo de negócios cresce continuamente,

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL Mapa de oportunidades para Agências de Viagens O que é ABAV? Entidade empresarial, sem fins lucrativos, que representa as Agências de Viagens espalhadas

Leia mais

PEDAGOGO E A PROFISSÃO DO MOMENTO

PEDAGOGO E A PROFISSÃO DO MOMENTO PEDAGOGO E A PROFISSÃO DO MOMENTO Vivemos numa era em que o conhecimento assume novas configurações. Ele se modifica permanentemente, sendo atualizado dia-a-dia pelas descobertas das ciências e pelas inteligências

Leia mais

INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO, DOS PRINCIPAIS DESTINOS LITORÂNEOS DA BAHIA, NO PERÍODO DE 1998 A 2008

INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO, DOS PRINCIPAIS DESTINOS LITORÂNEOS DA BAHIA, NO PERÍODO DE 1998 A 2008 CULTUR, ano 05 - nº 01/Especial - Jan/2011 www.uesc.br/revistas/culturaeturismo Licença Copyleft: Atribuição-Uso não Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO,

Leia mais

Estudo da Demanda Turística Internacional

Estudo da Demanda Turística Internacional Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil 2012 Resultados do Turismo Receptivo Pontos de Coleta de Dados Locais de entrevistas - 25 Entrevistados - 31.039 15 aeroportos internacionais, que representam

Leia mais

Itacaré Eco Turismo. O seu receptivo de Itacaré em Salvador

Itacaré Eco Turismo. O seu receptivo de Itacaré em Salvador Prezados Senhores : Itacaré Eco Turismo O seu receptivo de Itacaré em Salvador Nós somos a Itacaré Eco Turismo. Empresa esta voltada para o setor de eco turismo, lazer e entretenimento na cidade de Itacaré.

Leia mais

Desenvolvimento Turístico Regional: Terceiro Setor. 22 de Setembro de 2009 Camburiú - SC

Desenvolvimento Turístico Regional: Terceiro Setor. 22 de Setembro de 2009 Camburiú - SC Desenvolvimento Turístico Regional: O papel do Setor Público, P Privado e Terceiro Setor. 22 de Setembro de 2009 Camburiú - SC Atividade Turística Pessoal por essência Difícil padronização Subjetiva Percepção

Leia mais

Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC

Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado de Turismo SETUR Companhia Paraense de Turismo - PARATUR Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC Belém PA 2012 GOVERNO

Leia mais

Enoturismo em Portugal 2014. Caraterização das empresas e da procura

Enoturismo em Portugal 2014. Caraterização das empresas e da procura Enoturismo em Portugal 2014 Caraterização das empresas e da procura Edição 2015 ÍNDICE Sumário Executivo Caraterização das Empresas Promoção de Serviços Procura das (2014) 3 4 5 7 O Enoturismo em Portugal

Leia mais

MARKETING TURÍSTICO: UM ESTUDO SOBRE AS ESTRATÉGIAS DE MARKETING UTILIZADAS NO MUNICÍPIO DA BAIA DA TRAIÇÃO-PB

MARKETING TURÍSTICO: UM ESTUDO SOBRE AS ESTRATÉGIAS DE MARKETING UTILIZADAS NO MUNICÍPIO DA BAIA DA TRAIÇÃO-PB MARKETING TURÍSTICO: UM ESTUDO SOBRE AS ESTRATÉGIAS DE MARKETING UTILIZADAS NO MUNICÍPIO DA BAIA DA TRAIÇÃO-PB Aline Dayanne Diniz Figueiredo Ana Paula Santana Pontes Ingrid Almeida da Silva Jammilly Fagundes

Leia mais

Plano de divulgação da marca-cidade Porto Alegre 1

Plano de divulgação da marca-cidade Porto Alegre 1 Plano de divulgação da marca-cidade Porto Alegre 1 Bruna SANTOS 2 Luana ARAUJO 3 Raquel FLORES 4 Vitória SILVA 5 Andréia ATHAYDES 6 Universidade Luterana do Brasil, Porto Alegre, RS Resumo: O Plano de

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO IV PERFIL DO TURISTA TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 PROCEDÊNCIA DOS TURISTAS JANEIRO/1999

Leia mais

Panamá Espetacular. Preços em dólares norte-americanos (US$) por pessoa a partir de

Panamá Espetacular. Preços em dólares norte-americanos (US$) por pessoa a partir de Panamá Espetacular 5 noites São Paulo ou Belo Horizonte; 5 noites de hospedagem ; City Tour; Visita ao Canal do Panamá; Compras em um centro comercial; Entrada ao centro de visitantes de Miraflores; 01jan

Leia mais

TURISMO E EDUCAÇÃO JUNTO À

TURISMO E EDUCAÇÃO JUNTO À TURISMO E EDUCAÇÃO JUNTO À COMUNIDADE: O ENSINO SUPERIOR ATUANDO EM ARARAQUARA. Eduarda Escila Ferreira Lopes* Nádia Pizzolitto** Turismo e educação junto à comunidade: City Tour Hoje o turismo assume

Leia mais

3.12. Gastos Turísticos

3.12. Gastos Turísticos PRODETUR NE-II PDITS Pólo Litoral Sul 3.12. Gastos Turísticos 451 3.12. Gastos Turísticos Introdução Nesse capítulo o padrão e o volume dos gastos dos turistas do Pólo serão avaliados. Outro objetivo é

Leia mais

Conheça o Abuze. Saiba como promover a sua marca com uma promoção de sucesso atraindo e fidelizando novos clientes!

Conheça o Abuze. Saiba como promover a sua marca com uma promoção de sucesso atraindo e fidelizando novos clientes! Conheça o Abuze. Saiba como promover a sua marca com uma promoção de sucesso atraindo e fidelizando novos clientes! O que é o Abuze? Abuze é um web site que representa o poder da força coletiva! É o ponto

Leia mais

Pequenas cidades históricas e seus visitantes: Aplicação a uma cidade histórica do Norte de Portugal

Pequenas cidades históricas e seus visitantes: Aplicação a uma cidade histórica do Norte de Portugal Vol. 13 N. o 3. Págs. 521-540. 2015 www.pasosonline.org Isabel Vieira, Ana Paula Rodrigues, Mário Sérgio Teixeira Pequenas cidades históricas e seus visitantes: Aplicação a uma cidade histórica do Norte

Leia mais

PACOTES CRUZEIROS. e Turismo www.faypassagens.com.br A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI!

PACOTES CRUZEIROS. e Turismo www.faypassagens.com.br A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI! CORPORATE FRETAMENTOS CRUZEIROS PACOTES A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI! QUEM SOMOS QUEM SOMOS A Fay Passagens é uma agência que atua há mais de 10 anos, o nosso principal objetivo é prestar atendimento personalizado

Leia mais

O Direito ao Turismo para a Pessoa Idosa no Brasil. Gloria Maria Widmer e Ana Julia de Souza Melo

O Direito ao Turismo para a Pessoa Idosa no Brasil. Gloria Maria Widmer e Ana Julia de Souza Melo O Direito ao Turismo para a Pessoa Idosa no Brasil Gloria Maria Widmer e Ana Julia de Souza Melo Objetivo: identificar a presença do turismo como atividade integrante de programas de lazer criados pelo

Leia mais

TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE

TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE Relatório de Pesquisa Demanda Turística via Natal: Estrutura e Características do Fluxo Turístico Receptivo de 2009 Natal - Rio Grande do Norte Brasil (maio de 2010) RIO

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA INTRODUÇÃO A Serra Catarinense apresenta características únicas dentro do território brasileiro. Enquanto a grande parte do país vive um inverno bastante

Leia mais

QUESTIONÁRIO OPERAÇÃO DE CARACTERIZAÇÃO E GASTO DO TURISMO RECEPTIVO

QUESTIONÁRIO OPERAÇÃO DE CARACTERIZAÇÃO E GASTO DO TURISMO RECEPTIVO QUESTIONÁRIO OPERAÇÃO DE CARACTERIZAÇÃO E GASTO DO TURISMO RECEPTIVO A. VIAJANTES IDENTIFICAÇÃO DO PORTAO DE PESQUISA DATA QUAL É A SUA NACIONALIDADE?(CASO O ENTREVISTADO TENHA MAIS DE UMA NACIONALIDADE,

Leia mais

[Ano] TERMO DE REFERÊNCIA DO SEBRAE-SP DE ACESSO A MERCADOS PARA CIRCUITOS TURÍSTICOS

[Ano] TERMO DE REFERÊNCIA DO SEBRAE-SP DE ACESSO A MERCADOS PARA CIRCUITOS TURÍSTICOS TERMO DE REFERÊNCIA DO SEBRAE-SP DE ACESSO A MERCADOS PARA CIRCUITOS TURÍSTICOS Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Unidade Organizacional de Acesso a Mercados Unidade Organizacional

Leia mais

PROPOSTA DE LANÇAMENTO NO MERCADO PRODUTO ECONOMIA DA EXPERIÊNCIA

PROPOSTA DE LANÇAMENTO NO MERCADO PRODUTO ECONOMIA DA EXPERIÊNCIA PROPOSTA DE LANÇAMENTO NO MERCADO PRODUTO ECONOMIA DA EXPERIÊNCIA IMB - Julho 2009 1 Índice 1. Introdução... 3 2. A Marca-Mãe... 3 3. A Marca Temática... 4 4. Mapa da Marca... 4 5. Aplicação da Marca...

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL

DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 268.153 224.435 153.292 183.962 167.661 90.897 87.686 101.723

Leia mais

Feira SIAL PARIS 2008

Feira SIAL PARIS 2008 Ações Integradas de Promoção Comercial no Exterior - Feira SIAL PARIS 2008 17 a 25 de outubro de 2008 Paris - França REALIZAÇÃO Confederação Nacional da Indústria CNI Rede Brasileira dos Centros Internacionais

Leia mais

TURISMO. o futuro, uma viagem...

TURISMO. o futuro, uma viagem... TURISMO o futuro, uma viagem... PLANO NACIONAL DO TURISMO 2007-2010 OBJETIVOS Desenvolver o produto turístico brasileiro com qualidade, contemplando nossas diversidades regionais, culturais e naturais.

Leia mais

1. Dos critérios de Inscrição - Envio de cadastro, propostas e orçamento, segundo formulários I, II e III em anexo;

1. Dos critérios de Inscrição - Envio de cadastro, propostas e orçamento, segundo formulários I, II e III em anexo; Edital Prêmio Trilhas Griô Este edital foi lançado pela Associação Grãos de Luz e Griô, pelo projeto Rede de Economia solidária e comércio justo de turismo de base comunitária da Chapada Diamantina, em

Leia mais

TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG)

TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG) TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG) SÉRGIO HENRIQUE DE CAMPOS ESPORTE 1 e ANA RUTE DO VALE 2 sergio_h13@hotmail.com, ana.vale@unifal-md.edu.br 1 Bolsista de iniciação científica

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Instituto de Geografia. Departamento de Turismo. Material de Apoio

Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Instituto de Geografia. Departamento de Turismo. Material de Apoio Universidade do Estado do Rio de Janeiro Instituto de Geografia Departamento de Turismo Material de Apoio Curso de extensão em Comercialização e Gestão do Turismo Solidário RESUMO DO MATERIAL Este material

Leia mais

turístico: a oferta e a demanda turísticas

turístico: a oferta e a demanda turísticas 2 Mercado turístico: a oferta e a demanda turísticas Meta da aula Apresentar os conceitos e o funcionamento do mercado turístico, especialmente a oferta e a demanda turística. Objetivos Esperamos que,

Leia mais

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA Viviane Santos Salazar 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 O mercado Crescimento da demanda por hospedagem Copa do Mundo Olimpíadas Qual a representatividade

Leia mais

Tratados e Acordos Internacionais na Área Cultural

Tratados e Acordos Internacionais na Área Cultural Perfil do Administrador Cultural Conhecimentos Básicos no Campo da Administração Cultural Planejamento Estratégico È a base e o início do trabalho do Administrador Cultural. O conhecimento dos objetivos,

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão da Cultura e da Educação 26.11.2013 2013/2181(INI) PROJETO DE RELATÓRIO sobre o património gastronómico europeu: aspetos culturais e educativos (2013/2181(INI)) Comissão

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Em cumprimento ao disposto no art. 2o da Portaria Normativo MEC no 1, de 29 de janeiro de 2009, divulga-se abaixo a relação das áreas e cursos

Leia mais

1 (V) 1 Usualmente assume-se que as empresas agem de forma a maximizar suas utilidades

1 (V) 1 Usualmente assume-se que as empresas agem de forma a maximizar suas utilidades CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DISCIPLINA: ECONOMIA DO TURISMO (ECTX2) Questões para revisão Nome completo: 1 (V) 1 Usualmente assume-se que as empresas agem de forma a maximizar suas

Leia mais

Prêmio Espírito Santo é Seu Roteiro!

Prêmio Espírito Santo é Seu Roteiro! Objetivo O Prêmio Espírito Santo Seu Roteiro! faz parte da campanha de incentivo de comercialização do produto turístico com Destino Espírito Santo, desenvolvido pela Secretaria de Estado do Turismo em

Leia mais

Turistas e moradores locais: Uma reflexão teórica dessa relação

Turistas e moradores locais: Uma reflexão teórica dessa relação 1 Turistas e moradores locais: Uma reflexão teórica dessa relação Luana Maria Baldissera 1 Miguel Bahl 2 Universidade Federal do Paraná - UFPR Resumo: Os moradores locais trabalham nos equipamentos que

Leia mais

DESAFIOS DE PREÇO E QUALIDADE PARA O TURISMO BRASILEIRO

DESAFIOS DE PREÇO E QUALIDADE PARA O TURISMO BRASILEIRO TRADUÇÃO DESAFIOS DE PREÇO E QUALIDADE PARA O TURISMO BRASILEIRO John Kolodziejski * Tradução: Joana Carleial Bartilotti * Teresa Carleial Bartilotti ** O Brasil, como todos sabem, é a terra do sol, praias

Leia mais

Acalento Viagens Cor por ativas

Acalento Viagens Cor por ativas www.acalento.com.br/empresas A atua no mercado corporativo como uma TMC (Travel Management Company). Oferecemos soluções para empresas na gestão dos recursos destinados a viagens corporativas. Somos responsáveis

Leia mais

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014 PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL Brasília, agosto de 2014 2 Informações gerais da pesquisa Público-alvo: visitantes internacionais que participam de eventos

Leia mais

SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro

SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro Rua Santa Luzia, 685 6º, 7º e 9º andares Centro Rio de Janeiro RJ CEP: 20030-041 Presidente do Conselho Deliberativo

Leia mais

AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA

AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA JANEIRO DE 2010 INTRODUÇÃO Este relatório contém os resultados de um estudo realizado pela MDA PESQUISA junto aos turistas em 19 Circuitos

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Brasília, novembro de 2014 Sumário 1 Perfil da

Leia mais

Objetivos do Projeto. Geral

Objetivos do Projeto. Geral Objetivos do Projeto Geral Promover a inclusão social dos idosos, aposentados e pensionistas, proporcionando-lhes oportunidades de viajar e de usufruir os benefícios da atividade turística, como forma

Leia mais

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA ENADE 2009 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Em cumprimento ao disposto no art. 2 o da Portaria Normativo MEC n o 1, de 29 de janeiro de 2009, divulga-se abaixo a relação das áreas e cursos

Leia mais

A revista Segue Viagem é uma publicação bimestral, um indicador de tendências em turismo. Recheada de informações úteis, sugestões de locais e

A revista Segue Viagem é uma publicação bimestral, um indicador de tendências em turismo. Recheada de informações úteis, sugestões de locais e A revista Segue Viagem é uma publicação bimestral, um indicador de tendências em turismo. Recheada de informações úteis, sugestões de locais e hospedagens no Brasil e no mundo, também revela dicas valiosas

Leia mais

A verdadeira arte de viajar

A verdadeira arte de viajar A verdadeira arte de viajar A Ducato Turismo é uma agência especializada na prestação de serviços de gestão de viagens corporativas, com proposta e objetivo de personalização no atendimento diferenciado

Leia mais

O Desenvolvimento de um Novo Produto Turístico: o Turismo Pedagógico 1

O Desenvolvimento de um Novo Produto Turístico: o Turismo Pedagógico 1 O Desenvolvimento de um Novo Produto Turístico: o Turismo Pedagógico 1 Joyce de Souza Gonçalves 2 Lia Sales Serafim 3 Mestrandas do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do

Leia mais

Direção Regional de Estatística da Madeira

Direção Regional de Estatística da Madeira 29 de dezembro de 2014 GASTOS TURÍSTICOS INTERNACIONAIS NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA ANO DE 2013 Nota introdutória O Inquérito aos Gastos Turísticos Internacionais (IGTI) foi uma operação estatística

Leia mais

PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS. SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro

PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS. SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro Convênio: Santur/Prefeitura Municipal Execução: Gerência de Planejamento/Santur

Leia mais

CURSOS DE IDIOMA NA EUROPA

CURSOS DE IDIOMA NA EUROPA CURSOS DE IDIOMA NA EUROPA Sediada em Dublin e com unidade de apoio no Brasil, a agência EUROPA INTERCAMBIO oferece os melhores cursos para quem quer aprender Inglês com eficiência e qualidade. Empregadores

Leia mais

Censo do Samba é apresentado nesta terça pela Prefeitura de São Paulo e SPTuris

Censo do Samba é apresentado nesta terça pela Prefeitura de São Paulo e SPTuris Censo do Samba é apresentado nesta terça pela Prefeitura de São Paulo e SPTuris Projeto inédito mapeou o samba paulistano e traz diagnóstico de sua importância sociocultural Foi lançado nesta terça-feira

Leia mais

Assessoria de Imprensa. Oficina de Comunicação Apex-Brasil. O papel estratégico da Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa. Oficina de Comunicação Apex-Brasil. O papel estratégico da Assessoria de Imprensa Assessoria de Imprensa Oficina de Comunicação Apex-Brasil O papel estratégico da Assessoria de Imprensa Relacionamento com a Mídia - Demonstrar o papel das entidades como fonte; - Cultivar postura de credibilidade;

Leia mais

Uma abordagem à visão de Portugal

Uma abordagem à visão de Portugal Uma abordagem à visão de Portugal Como é que os operadores turísticos podem contribuir para um novo posicionamento XXXVIII Congresso da APAVT: Potenciar Recursos, Romper Bloqueios, Ganhar Mercado painel

Leia mais

MARKETING PROMOCIONAL COMO FERRAMENTA PARA A ELABORAÇÃO DE AÇÕES REALIZADAS NA DIVULGAÇÃO DO 41º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO

MARKETING PROMOCIONAL COMO FERRAMENTA PARA A ELABORAÇÃO DE AÇÕES REALIZADAS NA DIVULGAÇÃO DO 41º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO MARKETING PROMOCIONAL COMO FERRAMENTA PARA A ELABORAÇÃO DE AÇÕES REALIZADAS NA DIVULGAÇÃO DO 41º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO Andressa Stefany Telles Carlos Alberto Maio Márcia Maria Dropa RESUMO: O presente

Leia mais

PERÍODO DE 22 À 26/10/14

PERÍODO DE 22 À 26/10/14 BELO HORIZONTE + CONGONHAS + TIRADENTES + SÃO JOÃO DEL REI + MARIANA + OURO PRETO Viagem no Túnel do tempo para conhecer parte da História do nosso Brasil e vivenciar pessoalmente tudo aquilo que está

Leia mais

RIO. Wine& Food Festival 2014. RIO WINE & FOOD FESTIVAL Festival do Vinho, Gastronomia e Cultura 15 a 21 setembro 2014

RIO. Wine& Food Festival 2014. RIO WINE & FOOD FESTIVAL Festival do Vinho, Gastronomia e Cultura 15 a 21 setembro 2014 WINE & FOOD FESTIVAL Festival do Vinho, Gastronomia e Cultura 15 a 21 setembro 2014 O Brasil no mercado mundial O mercado mundial de vinhos movimenta hoje cerca de US$ 270 bilhões, com uma produção de

Leia mais

Discriminação AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO 7 8 9 10 11 12. Estudo da Capacidade de Carga de Recursos Turisticos Naturais do Pólo

Discriminação AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO AÇÃO 7 8 9 10 11 12. Estudo da Capacidade de Carga de Recursos Turisticos Naturais do Pólo CUSTO PREVISTO DA AÇÃO (R$) - 1.000.000,00 300.000,00 1.000.000,00 3.000.000,00 2.000.000,00 400.000,00 1. CONDIÇÕES DE ACEITAÇÃO 1.1 Atende aos componentes dos Termos de Referência? 1.2 1.3 Escala da

Leia mais

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 Brasília - Brasil Julho 2004 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO 09 2 CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS 11 2.1 Objetivo geral 13 2.2 Objetivo específico 13 2.3 Amostra 14 2.4

Leia mais

A força do turismo ECONOMIA. por Ana Lygia Monteferrario Leite Pezco Pesquisa & Consultoria e Frederico Araujo Turolla FGV-EESP e ESPM

A força do turismo ECONOMIA. por Ana Lygia Monteferrario Leite Pezco Pesquisa & Consultoria e Frederico Araujo Turolla FGV-EESP e ESPM ECONOMIA A força do turismo O Brasil é descrito como país privilegiado pela existência de exuberantes recursos naturais, pelo clima agradável e pela cultura receptiva. Por si só, essas características

Leia mais