Aprova a oferta do curso de Pós-graduação lato sensu em Projeto e Desenvolvimento Ágil de Aplicações Web RESOLVE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aprova a oferta do curso de Pós-graduação lato sensu em Projeto e Desenvolvimento Ágil de Aplicações Web RESOLVE"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº 26/2013 Aprova a oferta do curso de Pós-graduação lato sensu em Projeto e Desenvolvimento Ágil de Aplicações Web O Presidente do Conselho Universitário do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí - UNIDAVI, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 28 do Estatuto do Centro Universitário e, de acordo com o Parecer/CAPPEX nº 11/2013, RESOLVE Art. 1º. Aprovar a oferta do curso de Pós-Graduação lato sensu em Projeto e Desenvolvimento Ágil de Aplicações Web, para oferta na sede da UNIDAVI, nos campus ou fora de sede. Art. 2º. Esta resolução entra em vigor na data da sua publicação revogando-se as disposições em contrário. Rio do Sul, 19 de agosto de Prof. CÉLIO SIMÃO MARTIGNAGO Presidente do CONSUNI

2 Fls.2 1 NOME DO CURSO Pós-Graduação lato sensu em Projeto e Desenvolvimento Ágil de Aplicações Web. 2 PÚBLICO ALVO - ESPECIFICAÇÃO DA CLIENTELA Profissionais com graduação na área de Computação (Sistemas de Informação, Ciências da Computação, Engenharia de Computação, Redes de Computadores, entre outros) e/ou profissionais que atuem como desenvolvedores de software. 3 NÚMERO DE VAGAS Mínimo 23 (vinte e três) alunos. 4 SISTEMÁTICA DE SELEÇÃO E MATRÍCULA 4.1 SELEÇÃO 4.2 MATRÍCULA Pelo Histórico Escolar do curso de graduação. Documentos necessários para a matrícula: Histórico Escolar do curso de graduação (fotocópia autenticada); Diploma do curso de graduação (fotocópia autenticada); Carteira de Identidade e CPF (fotocópia autenticada). 5 COORDENAÇÃO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO Esta especialização lato sensu está sob a coordenação administrativa e pedagógica da Coordenação de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pós-Graduação Pesquisa e Extensão. 6 PERÍODO DE REALIZAÇÃO O curso tem a duração de 24 meses. 6.1 HORÁRIO DAS AULAS: Turnos: a) 6ª feiras: das 19h às 22h30min b) sábados: das 8h às 11h40min e das 13h30min às17h, totalizando 12 créditos por fim de semana. 7 ÁREA DE CONHECIMENTO: Ciência da Computação.

3 Fls.3 8 JUSTIFICATIVAS DA NECESSIDADE DA OFERTA DO CURSO De acordo com o Ministério de Ciência e Tecnologia, os gastos do setor de tecnologia da informação e comunicação (TICs) no país somaram em 2011 US$ 102 bilhões de dólares, o que representa 4,4% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Somente em software, o Brasil tem um mercado estimado em US$ 37 bilhões. O Brasil encontra-se entre os cinco países cujo mercado de software registra o maior crescimento mundial. É notável também o crescimento de novas micros e pequenas empresas do ramo software nos últimos anos. Destaca-se a existência de muitas vagas ociosas nessas empresas devido à carência de profissionais com conhecimentos técnicos avançados, em especial, no desenvolvimento de software para internet. A complexidade e o tamanho dos sistemas computacionais requisitados pelo crescente mercado exige uma forma estruturada de se desenvolver software com o objetivo de facilitar a sua produção com alta qualidade e de maneira rentável. Entre os diversos métodos disponíveis, destacam-se os métodos ágeis. Esta especialização objetiva capacitar os profissionais da área de TI para atender às necessidades de mercado de software que exige mudanças rápidas e frequentes, especialmente no que tange às novas tecnologias de projeto e de desenvolvimento ágil de software. As técnicas e tecnologias envolvidas no projeto e desenvolvimento de aplicações Web mudam constantemente e a escolha destas tem um forte impacto na qualidade do software desenvolvido. O curso apresenta uma grande importância para os egressos dos cursos de Sistemas de Informação, Ciências da Computação, Engenharia de Computação e de Tecnologia em Redes de Computadores, entre outros cursos afins, pois abrange técnicas e tecnologias atuais e de grande aceitação no mercado. No final do curso, o aluno estará apto a projetar e desenvolver aplicações Web que atendam a requisitos de segurança e de qualidade, de forma ágil. O oferecimento de um curso de pós-graduação lato sensu em Projeto e Desenvolvimento de Aplicações Web pela UNIDAVI justifica-se, além das questões já apresentadas, pela considerável demanda existente na região de abrangência desta universidade. 9 OBJETIVOS DO CURSO 9.1 OBJETIVO GERAL: Propiciar aos profissionais da área de TI o conhecimento teórico e prático para projetarem e desenvolverem aplicações web para diversos segmentos, de forma ágil e eficiente, através da prática laboratorial. 9.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS: - compreender o processo de desenvolvimento de software voltado para Web atendendo assim às necessidades do mercado atual; - conhecer os métodos de desenvolvimento ágil de aplicações Web;

4 Fls.4 - promover a qualificação do profissional de TI para projetar e desenvolver aplicações Web seguras e de fácil utilização, focadas, principalmente, na tecnologia Java; - preparar o pós-graduando para escolher entre tecnologias e ferramentas de desenvolvimento Web. 10 BREVE HISTÓRICO DA UNIDAVI A trajetória da UNIDAVI tem sua origem há 47 anos, na iniciativa de um grupo de voluntários liderado pelo bioquímico Guilherme Gemballa. Durante vários meses foram discutidas alternativas para o desenvolvimento da região do Alto Vale do Itajaí, em um contexto em que o fim do ciclo da madeira - principal fonte da economia regional, trazia novos e desafiantes cenários. Em 7 de julho de 1966, foi sancionada a Lei Municipal nº 613, que criou a Fundação Educacional do Alto Vale do Itajaí (FEDAVI), uma instituição comunitária, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, criada pelo anseio da comunidade e voltada ao desenvolvimento regional. Passou de faculdade à universidade, e mais atualmente, responde como Centro Universitário. Trata-se de uma instituição reconhecida como de utilidade pública pela Lei Municipal nº 625, de 13 de setembro de 1966, pela Lei Estadual nº 3978, de 31 de maio de 1967 e pelo Decreto Federal nº , de 03 de maio de Ao trilhar dos seus 47 anos de fundação, a UNIDAVI expandiu as áreas de atuação, com a criação de novos cursos de graduação, pós-graduação e Escola de Educação Básica. As dependências iniciais da instituição, nos anos 1960, localizavam-se no Colégio Dom Bosco de Rio do Sul, sendo depois transferidas para a sede própria em um espaço conhecido como Beira, às margens do Rio Itajaí Açu, no bairro Jardim América. Ao acompanhar o desenvolvimento nas áreas de atuação, a estrutura física da UNIDAVI também evoluiu ao longo desse período, e hoje, possui câmpus em Ituporanga, Taió e Presidente Getúlio. Contando apenas a cidade de Rio do Sul, já são oito blocos que abrigam salas de aula, biblioteca, estruturas laboratoriais e administrativas. Há também o Complexo B, que abriga o Núcleo de Práticas de Gestão e Jurídica, o Núcleo das Engenharias e a Academia de Ginástica. Ao lado do Complexo B e do câmpus está a Clínica de Psicologia. Também em Rio do Sul no chamado Encontro dos Rios, a UNIDAVI conta com o Parque Universitário Norberto Frahm que abriga o Centro Tecnológico e de Eventos; com auditório, sala de videoconferências e espaço para incubação de empresas. No mesmo espaço, há também o Museu da Madeira e o Horto Florestal Universitário. Atualmente, o Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí e a Escola de Educação Básica UNIDAVI, mantidos pela Fundação UNIDAVI, atendem, juntos cerca de 4mil alunos, desde a pré-escola até a pósgraduação, incluindo-se cursos de extensão. Em consonância com o propósito comunitário da UNIDAVI e com a sua constituição jurídica de instituição sem fins lucrativos, a receita oriunda das mensalidades dos alunos também é voltada para a manutenção e desenvolvimento de estruturas físicas e pedagógicas, além do benefício direto de bolsas e descontos aos que possuem menor renda, ou dependentes de funcionários e professores da instituição.

5 Fls.5 11 ELEMENTOS CURRICULARES FUNDAMENTAIS Disciplinas Fundamentos da Tecnologia Web Análise e Projeto de Aplicações Web Programação Web I (JavaScript, AJAX, HTML5) Programação Web II (Servlets, JSP, JSF) Programação Web III - Serviços Web Gestão Ágil de Projetos Banco de Dados Frameworks Java (Spring, Hibernate, VRaptor, entre outros) Engenharia de Usabilidade Testes de Software Segurança em Aplicações Web Didática do Ensino Superior Seminário de Artigos Científicos TOTAL H/A 12 h/a 36 h/a 36 h/a 36 h/a 36 h/a 36 h/a 24 h/a 36 h/a 24 h/a 24 h/a 24 h/a 24 h/a 12 h/a 360 h/a 12 EMENTAS DAS DISCIPLINAS: Disciplina: Fundamentos da Tecnologia Web 12 h/a Arquitetura da internet. Introdução ao desenvolvimento de sistemas para Web. Introdução a novas tecnologias para programação back-end. Introdução a novas tecnologias para programação front-end. ARAÚJO, Everton Coimbra. Desenvolvimento para Web com Java. Florianópolis: Visual Books, FOROUZAN, Behrouz A. Comunicação de dados e redes de computadores. São Paulo: Mcgraw-Hill Interamericana, KUROSE, James F; ROSS, Keith W. Redes de computadores e a internet: uma abordagem top-down. São Paulo, SP: Pearson Education, c2010. Disciplina: Análise e Projeto de Aplicações Web 36 h/a Engenharia de requisitos. Modelagem orientada a objetos. Modelagem ágil. UML. Componentes. Padrões de projeto.

6 Fls.6 BOOCH, Grady; RUMBAUGH, James; JACOBSON, Ivar.UML: guia do usuário. 2. ed. rev. atual. Rio de Janeiro, RJ: Campus, c2006. GAMMA, Erich. Padrões de projeto: soluções reutilizáveis de software orientado a objetos. Porto Alegre, RS: Bookman, WAZLAWICK, Raul Sidnei. Análise e projeto de sistemas de informação orientados a objetos. Rio de Janeiro: Elsevier, c2004. Disciplina: Programação Web I (JavaScript, AJAX, HTML5) 36 h/a Desenvolvimento Web com HTML, CSS e JavaScript. Programação front-end com XML, jquery e Ajax. HTML 5. Desenvolvimento de interfaces Web 2.0. FREEMAN, Elisabeth; FREEMAN, Eric. Use a cabeça! HTML com CSS e XHTML. 2. ed. Rio de Janeiro: Alta Books, c p. SILVA, Maurício Samy. HTML5: a linguagem de marcação que revolucionou a web. São Paulo: Novatec, p TONSIG, Sergio Luiz. Aplicações na nuvem: como construir com HTML5, javascript, CSS, PHP e MySQL. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, Disciplina: Programação Web II (Servlets, JSP, JSF) 36 h/a Introdução ao modelo de camadas Java EE. Programação com Servlets Construção de Páginas JSP e JSTL. Programação com Framework MVC Java Server Face. Servidores de Aplicação e Containers Web. ARAÚJO, Everton Coimbra. Desenvolvimento para Web com Java. Florianópolis: Visual Books, BASHAM, Bryan; SIERRA, Kathy; BATES, Bert.Use a Cabeça: servlets& JSP. 2. ed. Rio de Janeiro: Altabooks, QIAN, Kai et al. Desenvolvimento Web Java. Rio de Janeiro: LTC, Disciplina: Programação Web III - Serviços Web 36 h/a Introdução aos sistemas distribuídos. Introdução aos Serviços Web. Desenvolvimento de Serviços Web com SOAP e WSDL. Desenvolvimento de Serviços Web RESTful. COULOURIS, George F; DOLLIMORE, Jean; KINDBERG, Tim.Sistemas distribuídos: conceitos e projeto. 4. ed. Porto Alegre, RS: Bookman, GOMES, Daniel Adorno. Web services SOAP em Java: guia prático para o desenvolvimento de web services em Java. São Paulo: Novatec, 2009.

7 Fls.7 KALIN, Martin. Java Web Services :Implementando. Rio de Janeiro. Altabooks, Disciplina: Gestão Ágil de Projetos 36 h/a Fundamentos de Gestão de Projetos. Métodos ágeis relacionados com gestão de projetos (Scrum, Kanban, Lean para Software, Crystal). Planejamento, estimativa, execução e fechamento com métodos ágeis. HELDMAN, Kim. Gerência de projetos: guia para o exame oficial do PMI. 3. ed. Rio de Janeiro, RJ: Campus, c2006. KERZNER, Harold. Gestão de Projetos: as melhores práticas. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, SCHWABER, Ken; Agile Project Management with Scrum (Microsoft Professional).1.ed. Microsoft Press, Disciplina: Banco de Dados 24 h/a Dados na Web e em banco de dados. Tecnologias de acesso a banco de dados na Web. Mecanismos de proteção (segurança) e recuperação em casos de falhas e falta de informação. Implementação de BD relacional. Bancos de dados paralelos e distribuídos. Bancos de Dados não relacionais. SILBERSCHATZ, Abraham; KORTH, Henry F; SUDARSHAN, S. Sistema de banco de dados. São Paulo, SP: Elsevier, c2006. xxiii, NAVATHE; Elmasri. Sistemas de Banco de Dados.6 ed. São Paulo, SP: Pearson Education, c2011. FOWLER, Martin; SADALAGE, Pramod J. Nosql Essencial - Um Guia Conciso Para o Mundo Emergente da Persistência Poliglota. São Paulo: Novatec, Disciplina: Frameworks Java 36 h/a Conceitos sobre Frameworks Java. Frameworks para persistência de dados. Frameworks para Desenvolvimento Web. Frameworks para testes. Frameworks para uso específico (relatórios, logs, etc.). HEMRAJANI, Anil; FURMANKIEWITCZ, Edson; FIGUEIREDO, Sandra Figueiredo. Desenvolvimento ágil em Java com Spring, Hibernate e Eclipse. São Paulo: Pearson Prentice Hall, c2007. MACHACEK, Jan. Pro Spring 2.5. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, GOMES, Yuri. Java na Web com Jsf, Spring, Hibernate e Netbeans6. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2008.

8 Fls.8 Disciplina: Engenharia de Usabilidade 24 h/a Introdução à usabilidade. Usabilidade para sistemas web. Usabilidade x Ergonomia. Critérios e recomendações ergonômicas e de usabilidade. Especificação de requisitos de usabilidade. Prototipação de interfaces web. Técnicas de avaliações de usabilidade em interfaces web. CYBIS, Walter; BETIOL, Adriana Holtz; FAUST, Richard. Ergonomia e usabilidade: conhecimentos, métodos e aplicações. São Paulo, SP: Novatec, DIAS, Cláudia. Usabilidade na web: criando portais mais acessíveis. Rio de Janeiro: Alta Books, c2003. NIELSEN, Jakob; LORANGER, Hoa; FURMANKIEWICZ, Edson. Usabilidade na Web: projetando websites com qualidade. Rio de Janeiro, RJ: Elsevier, Campus, xxiv, Disciplina: Testes de Software 24 h/a Qualidade de software e teste de software. Introdução aos testes de software. Níveis e tipos de teste. Processo de teste de software. Desenvolvimento dirigido por testes (TDD). Ferramentas de apoio ao processo de teste. DELAMARO, Márcio Eduardo; MALDONADO, Jose Carlos; JINO, Mario. Introdução ao teste de software. São Paulo: Campus, PFLEEGER, Shari Lawrence. Engenharia de software: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Makron Books, RIOS, Emerson; MOREIRA FILHO, Trayahú R. Teste de software. 2. ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Alta Books, c2006. Disciplina: Segurança em Aplicações Web 24 h/a Conceitos básicos de segurança computacional. Vulnerabilidades e ataques em aplicações Web. Mecanismos de segurança. Projeto e desenvolvimento de aplicações Web Seguras. ALBUQUERQUE, Ricardo. Segurança no desenvolvimento de software. Rio de Janeiro: Campus, c2002. MCGRAW, Gary. Software Security Building Security In. Boston: Pearson Education, STALLINGS, William. Criptografia e segurança de redes: princípios e práticas. 4. ed. São Paulo, SP: Pearson Education do Brasil, 2007.

9 Fls.9 DISCIPLINA: DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR Sociedade, conhecimento e educação superior. Educação superior: pesquisa, extensão e ensino. Processos de ensino-aprendizagem. Planejamento de ensino. Objetivos educacionais. Estratégias de ensino. Avaliação no processo ensinoaprendizagem. Básicas CANDAU, V. M. (Org.). Rumo a uma nova didática. 20.ed. Petrópolis: Vozes, MASETTO, Marcos T. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, PIMENTA, Selma G. e ANASTASIOU, Lea. Docência no Ensino Superior. São Paulo: Ed. Cortez, Disciplina: Seminário de Orientação para Elaboração de Artigo Científico 12 h/a. : O processo de investigação científica. Planejamento da pesquisa. Coleta de informações. Procedimentos metodológicos de pesquisa. Estrutura e elaboração de artigo científico. Básicas: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Citações em documentos- Apresentação: NBR Rio de Janeiro: Artigo científico elaboração: NBR Rio de Janeiro: elaboração: NBR Rio de Janeiro: FÁVERI, Helena Justen de; BLOGOSLAWSKI, Ilson Paulo Ramos; FACHINI, Olímpio. Educar para pesquisa: normas para produção acadêmica de textos científicos. Rio do Sul: UNIDAVI, SISTEMA DE AVALIAÇÃO E FREQUÊNCIA O aproveitamento do rendimento do aluno será avaliado por meio de verificações, em cada disciplina, sendo a nota final expressa em conceitos, com as seguintes equivalências: A Excelente = 9,0 a 10 com direito a crédito B Bom = 7,0 a 8,9 com direito a crédito C Regular = 5,0 a 6,9 com direito a crédito D Insuficiente = 0,1 a 4,9 sem direito a crédito I Incompleto = 0,0. sem direito a crédito Para cada conceito C, obtido na realização de uma disciplina, o discente deverá compensar com um conceito A em outra disciplina para a manutenção da média global igual ou superior a B.

10 Fls CONTROLE DE FREQUÊNCIA Frequência mínima de 75% em cada disciplina cuja apuração e registro da assiduidade, serão feitos pelo professor da referida disciplina em instrumento específico. 14 TRABALHO DE CONCLUSÃO Indicação do tipo de trabalho de conclusão, como requisito para a certificação: a) a obtenção de, no mínimo, média global B, e frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) das aulas ministradas, em cada disciplina, confere o direito à aprovação ao número de créditos cursados; b) o trabalho de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu em Projeto e Desenvolvimento Ágil de Aplicações Web será em forma de artigo científico, desenvolvido individualmente; c) a elaboração do artigo científico é obrigatória, para a obtenção do título de especialista; d) o artigo científico deverá versar sobre um dos temas estudados. Neste, o aluno vai compilar todo o aprendizado conceitual e teórico referenciando-se na literatura e associando-o à prática; e) o artigo científico será elaborado após o término dos créditos das disciplinas e será orientado por professores do curso, definidos e convidados pela Coordenação do curso. Concluídas as disciplinas, os alunos terão prazo de até 6 meses para produção e entrega do artigo. Não haverá banca de defesa do artigo, será somente a entrega deste ao coordenador da especialização. 15 ESPECIFICAÇÕES PARA LINHAS DE PESQUISAS Ao término dos créditos, o aluno deverá ter o seu projeto individual para a construção do artigo científico. O artigo científico deverá ser desenvolvido dentro de um dos módulos ministrados na área de concentração do curso, abrangendo uma das linhas de pesquisa desenvolvidas nas disciplinas oferecidas. Para a elaboração dos trabalhos de pesquisa deverão ser observadas as seguintes orientações: a) a pesquisa deverá ser desenvolvida em uma das seguintes linhas: Desenvolvimento de Aplicações Web Seguras; Desenvolvimento de Aplicações Web Embarcadas; Processo de desenvolvimento de Aplicações Web; Usabilidade das Aplicações Web; Padrões de Projeto para o Desenvolvimento de Aplicações Web; Ontologias e Web Semânticas; e Serviços Web.

11 Fls.11 b) o orientador deve fazer parte do corpo docente do curso e possuir formação na área do tema da pesquisa; c) a avaliação do artigo científico é de responsabilidade do orientador; d) a entrega do artigo deverá ocorrer no prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias após a data de conclusão oficial dos créditos do curso. 16 INFRAESTRUTURA 16.1 ASPECTOS FÍSICOS FIGURA 1 Biblioteca Central câmpus de Rio do Sul Jul Fonte: Acervo UNIDAVI Patrimônio ESPAÇOS FÍSICOS UTILIZADOS NO DESENVOLVIMENTO DO CURSO a) Descrição da biblioteca A Biblioteca Central e as setoriais adotam o Pergamum como sistema gerenciador de informação. Pelo sistema gerencia-se, armazena-se, organiza-se e dissemina-se toda e qualquer informação que diz respeito ao acervo bibliográfico, a fim de que se atenda aos interesses e às necessidades de informação dos usuários. Por ser um sistema integrado, O Pergamum oferece acesso a um catálogo coletivo de pesquisa tanto para nossas bibliotecas como para as bibliotecas universitárias do país que fazem parte desta rede. A Biblioteca Central está localizada no câmpus de Rio do Sul, dividida em dois pisos, com uma área de 1.431,33 m 2. No primeiro piso, encontram-se a Coordenação, Secretaria e Seção de Desenvolvimento, Seção de Atendimento ao Usuário, Coleção de, Coleção de Periódicos, Coleção de Multimeios, Coleção de Manuscritos e Cabines de Estudo Individual. No segundo piso, encontram-se a Coleção de Livros, três Salas de Estudo em Grupo e a Informática.

12 Fls.12 ACERVO BIBLIOGRÁFICO ESPECÍFICO Acervo Específico da Biblioteca Central 2013 Pós-graduação em Desenvolvimento WEB (específicos) Tipo de Material Títulos Exemplares CD-ROMS COMPÊNDIO DICIONÁRIO DISQUETE DISSERTAÇÕES FOLHETOS GLOSSÁRIO GRAVAÇÃO DE SOM GRAVAÇÃO DE VÍDEO GUIA LITERATURA LIVROS MONOGRAFIA PERIÓDICOS RELATÓRIO TESES Total ORGANIZAÇÃO E NORMAS DE FUNCIONAMENTO O curso será apresentado sob a forma concentrada, com aulas em fins de semana intercalados, salvo exceções previamente indicadas, às sextas-feiras à noite e aos sábados de manhã e à tarde. No entanto, levando-se em conta a necessidade de realização de aulas práticas e/ou demonstrativas, poderão ser utilizados outros horários, a critério do professor. Como instrumento didático, deverá ser utilizada a internet na comunicação direta entre alunos e professores (ambiente Virtual UNIDAVI). 18 CERTIFICAÇÃO É regida em conformidade com o regulamento da pós-graduação lato sensu da UNIDAVI. 19 INDICADORES DE DESEMPENHO São regidos em conformidade com o regulamento da pós-graduação lato sensu da UNIDAVI. 20 PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA Planilha elaborada na Pró-Reitoria de Administração e aprovada pela PROPPEX e PROAD.

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Projetos e Acompanhamento Curricular Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1. Unidade

Leia mais

Aprova a oferta do curso de Pós-graduação lato sensu em Gestão de Emergências em Desastres Naturais RESOLVE

Aprova a oferta do curso de Pós-graduação lato sensu em Gestão de Emergências em Desastres Naturais RESOLVE RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº 5/013 Aprova a oferta do curso de Pós-graduação lato sensu em Gestão de Emergências em Desastres Naturais O Presidente do Conselho Universitário do Centro Universitário para o Desenvolvimento

Leia mais

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005.

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005. 3º semestre INF302 - Análise e Modelagem de Sistemas I Análise e Modelagem de Sistemas I Identificação: INF302 Semestre: 1º Carga Horária 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas 52 aulas Aulas práticas:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Programação

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Aplicações

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL DE PROGRAMADOR WEB Campus Lages Junho/2014 Parte 1 (solicitante) DADOS DO CAMPUS PROPONENTE 1. Campus: Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages. 2.

Leia mais

RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 - EDITAL/COORD. ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Nº 03/2014

RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 - EDITAL/COORD. ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Nº 03/2014 RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 - EDITAL/COORD. ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Nº 03/2014 O Diretor Geral do Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí, no uso de suas atribuições, retifica o

Leia mais

02/2013 Câmpus Muriaé

02/2013 Câmpus Muriaé 02/2013 Câmpus Muriaé O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais, conferidas pelo decreto presidencial de 24.04.2013,

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Projetos e Acompanhamento Curricular Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1. Unidade

Leia mais

CONSIDERANDO que este Conselho compete normatizar esse procedimento; R E S O L V E:

CONSIDERANDO que este Conselho compete normatizar esse procedimento; R E S O L V E: RESOLUÇÃO N o 03/90, CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Aprova as Normas para elaboração de Projetos de Cursos de Especialização (Pós-Graduação lato sensu ). O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni Projeto Permanente do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Desenvolvimento e Aprendizagem na Infância Brusque, dezembro de 2009.

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis informa

Leia mais

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 1. CÓDIGO E NOME DA DISCIPLINA BC1508 - ENGENHARIA DE SOFTWARE

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais! Colégio Técnico Plano de Ensino

Universidade Federal de Minas Gerais! Colégio Técnico Plano de Ensino Disciplina: Carga horária total: Curso: Universidade Federal de Minas Gerais! Plano de Ensino Desenvolvimento de Aplicativos Web 160 Horas Informática Ano: 2015 Regime: anual Série: 3o ano Observação:

Leia mais

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Ambientes de Programação e Banco de Dados Docente: Éberton da Sl Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º -O Programa de Pós-Graduação do Centro Universitário de Brasília UniCEUB tem por objetivo a formação profissional em nível de especialização e destina-se a formar especialistas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010/2006

RESOLUÇÃO Nº 010/2006 Confere com o original RESOLUÇÃO Nº 010/2006 CRIA o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu de Educação Ambiental, em nível de Especialização. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP CURSO: Ciência da Computação Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado OPÇÃO: DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: DMC Departamento de Matemática e Computação

Leia mais

UNIVERSIDADE POTIGUAR UNP CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE POTIGUAR UNP CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Cursos De Extensão - 2010 Aplicativos Google na Educação: Como utilizar recursos do Google na relação Ensino/Aprendizagem 10h A utilização de Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs) como

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu em Sistemas Web e Dispositivos Móveis A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis, informa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre as normas para a pós-graduação na modalidade lato sensu ofertada pela Universidade Federal do Pampa. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal

Leia mais

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO 1. Apresentação O curso de Pós Graduação Lato Sensu em Psicologia Educacional da POSGLOGAL visa a formação profissional de graduados que tenham

Leia mais

PÓS -GRADUAÇÃO EM SISTEMAS WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS

PÓS -GRADUAÇÃO EM SISTEMAS WEB E DISPOSITIVOS MÓVEIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: João Roberto Lorenzett COORDENAÇÃO DA FACULDADE: Priscila Basto Fagundes COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: Fernanda

Leia mais

Sistemas Web e Dispositivos Móveis (Curso em Parceria com o SENAI Tubarão)

Sistemas Web e Dispositivos Móveis (Curso em Parceria com o SENAI Tubarão) FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS EM PARCERIA COM O SENAI TUBARÃO DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: João Roberto Lorenzett COORDENAÇÃO DA FACULDADE: Priscila Basto Fagundes COORDENAÇÃO DO CURSO DE

Leia mais

O Presidente do Conselho Superior de Acadêmico (CONSEA) da Fundação Universidade

O Presidente do Conselho Superior de Acadêmico (CONSEA) da Fundação Universidade Resolução nº 200/CONSEA, de 19 de fevereiro de 2009. Altera normas para o oferecimento de cursos de pós-graduação Stricto Sensu e lato sensu, pelos Departamentos da Fundação Universidade Federal de Rondônia

Leia mais

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza Campus: Engenheiro Coelho Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet PLANO de ENSINO DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G11 Fabiano Alves de Souza ANO/SEMESTRE CRÉDITOS CARGA

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

Guilherme Augusto de Assis

Guilherme Augusto de Assis Guilherme Augusto de Assis Analista de Sistemas Pleno da empresa CPqD guiassys@gmail.com Resumo Possui graduação em Sistemas de Informação pela Faculdade de Administração e Ciências Contábeis de Hortolândia

Leia mais

EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009.

EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009. INSTITUTO FEDERAL GOIÁS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS EDITAL Nº. 027, DE 14 DE AGOSTO DE 2009. A

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Engenharia de Software

Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO. Pós-Graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduação Lato Sensu em Engenharia de Software A Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis informa a abertura de

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 19/2014-CONSUNIV

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 19/2014-CONSUNIV UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 19/2014-CONSUNIV Dispõe da aprovação do Regimento Geral de Pós- Graduação Lato Sensu. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE DO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1 de 03 de Abril de 2000

RESOLUÇÃO Nº 1 de 03 de Abril de 2000 RESOLUÇÃO Nº 1 de 03 de Abril de 2000 EMENTA: Estabelece normas para a organização e funcionamento de cursos de especialização (pósgraduação lato sensu) na Universidade. O CONSELHO COORDENADOR DE ENSINO,

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CAPITULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação da UNIABEU são regidos pela Lei Federal 9394/96 Lei de Diretrizes

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO 1 FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO Edital numero 005/2014 _ ETEC para o Processo de Seleção de alunos para a Fábrica de Software. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza Ementa Características dos dados da Web. Modelagem de dados semiestruturados. Linguagens de consulta para

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA ELABORAÇÃO DE AVALIAÇÕES DE ENSINO UTILIZANDO NOVAS ABORDAGENS DE DESENVOLVIMENTO

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA ELABORAÇÃO DE AVALIAÇÕES DE ENSINO UTILIZANDO NOVAS ABORDAGENS DE DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA ELABORAÇÃO DE AVALIAÇÕES DE ENSINO UTILIZANDO NOVAS ABORDAGENS DE DESENVOLVIMENTO Danilo Damaceno Lima 1 NIPETI 2 - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS),

Leia mais

Especialização em Gestão de Segurança da Informação

Especialização em Gestão de Segurança da Informação Especialização em Gestão de Segurança da Informação Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 06 --> Com a ampliação da utilização das Tecnologias da Informação em todos os setores produtivos

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A Portaria MEC nº 328 de 1º de Fevereiro de 2005, instituiu o Cadastro de Pós- Graduação Lato Sensu a ser administrado pelo INEP. Assim, o cadastro

Leia mais

PLANO DE ENSINO. CURSO: Sistemas de Informação PERÍODO LETIVO: 2009-1 SEMESTRE: 4º. C/H SEMANAL Análise, Projeto e Implementação de Sistemas I

PLANO DE ENSINO. CURSO: Sistemas de Informação PERÍODO LETIVO: 2009-1 SEMESTRE: 4º. C/H SEMANAL Análise, Projeto e Implementação de Sistemas I 1 PLANO DE ENSINO CURSO: Sistemas de Informação PERÍODO LETIVO: 2009-1 SEMESTRE: 4º CÓDIGO DISCIPLINA HORÁRIO C/H SEMESTRAL C/H SEMANAL Análise, Projeto e Implementação de Sistemas I 3CD-4AB 80h 04h PROFESSOR(A):

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá GABINETE DA REITORIA

Universidade Estadual de Maringá GABINETE DA REITORIA R E S O L U Ç Ã O N o 119/2005-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente Resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 1º/9/2005. Esmeralda Alves Moro, Secretária. Aprova normas para organização

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu em Engenharia de Software

Pós-Graduação Lato Sensu em Engenharia de Software FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: JOÃO ROBERTO LORENZETT COORDENAÇÃO DA FACULDADE: PRISCILA FAGUNDES COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: JANICE DETERS

Leia mais

Regimento da Pós-Graduação Stricto Sensu

Regimento da Pós-Graduação Stricto Sensu Regimento da Pós-Graduação Stricto Sensu TÍTULO I Do Regimento da Pós-Graduação Stricto Sensu Capítulo I Das Disposições Preliminares Artigo 1º - O Regime de Pós-Graduação Stricto Sensu, nos níveis de

Leia mais

EDITAL Nº 007/2015 PROCESSO SELETIVO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL 2ª Edição

EDITAL Nº 007/2015 PROCESSO SELETIVO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL 2ª Edição UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL Nº 007/2015 PROCESSO SELETIVO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL 2ª Edição A Faculdade

Leia mais

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742 Aprova o Regulamento Geral dos Cursos de Pós-Graduação LATO SENSU da UFG, revogando-se a Resolução CEPEC Nº 540. O CONSELHO

Leia mais

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO Danilo Alves Verone de Oliveira ¹, Jaime William Dias ¹ ² ¹ Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí - PR - Brasil dan.verone@hotmail.com

Leia mais

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Art. 1º Os Cursos ofertados pela Diretoria de Educação Continuada da Universidade Nove de Julho UNINOVE regem-se pela legislação vigente, pelo

Leia mais

EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS A Faculdade Católica Dom Orione, Araguaína TO, torna pública a abertura das inscrições para

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento Unidade de Sobradinho FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Resolução

Leia mais

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação 1. Público Alvo Este curso de Pós-Graduação Lato Sensu é destinado principalmente a alunos graduados em cursos da área de Educação (Pedagogia

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIVALI. Dezembro / 2010 Ano 9 - nº 135

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIVALI. Dezembro / 2010 Ano 9 - nº 135 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIVALI Dezembro / 2010 Ano 9 - nº 135 Ficha Catalográfica U3r Universidade do Vale do Itajaí. Regulamento das atividades complementares

Leia mais

PROF. RAIMUNDO NONATO DA COSTA SABÓIA VILARINS Presidente do Conselho Universitário Reitor Pro Tempore da UERR

PROF. RAIMUNDO NONATO DA COSTA SABÓIA VILARINS Presidente do Conselho Universitário Reitor Pro Tempore da UERR Dispõe sobre a aprovação do Regulamento Geral da Pós Lato Sensu da Universidade Estadual de Roraima. O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO E REITOR PRO TEMPORE DA - UERR, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de SketchUp na Construção Civil. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de SketchUp na Construção Civil. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

IES-300. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br

IES-300. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br IES-300 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br Engenharia de Software III 2 Bacharel em Ciência da Computação Unoeste Universidade do Oeste Paulista

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA 1- DADOS DE IDENTIFICAÇÃO CAMPUS:SANTO AUGUSTO DIREÇÃO GERAL: VERLAINE GERLACH DIREÇÃO DE ENSINO:MARINÊS HAMES COORDENAÇÃO

Leia mais

SEGUNDO SEMESTRE 2015

SEGUNDO SEMESTRE 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE PSIQUIATRIA- IPUB EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU) ESPECIALIZAÇÃO EM NEUROCIÊNCIAS APLICADAS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 45ª Reunião Ordinária, realizada no dia 26 de setembro de 2013, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação: Técnico em Informática para Internet

Leia mais

Minuta do Regimento Geral de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Federal de São Carlos

Minuta do Regimento Geral de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Federal de São Carlos Minuta do Regimento Geral de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Federal de São Carlos CapítuloI Dos Objetivos Art.1º - Os cursos de pós-graduação lato sensu da Universidade Federal de São

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO PARA REGULAMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DO REGIME DE TRABALHO EM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DA UNEMAT RESOLUÇÃO Nº. - CONEPE

MINUTA DE RESOLUÇÃO PARA REGULAMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DO REGIME DE TRABALHO EM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DA UNEMAT RESOLUÇÃO Nº. - CONEPE MINUTA DE RESOLUÇÃO PARA REGULAMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DO REGIME DE TRABALHO EM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DA UNEMAT RESOLUÇÃO Nº. - CONEPE Regulamenta o regime de trabalho de Tempo Integral, em Dedicação Exclusiva

Leia mais

Programa de Residência C.E.S.A.R/ Datacom

Programa de Residência C.E.S.A.R/ Datacom Programa de Residência C.E.S.A.R/ Datacom Desenvolvimento de Sistemas Embarcados e Gerência de Redes Edital do Processo Seletivo 2011.2 Setembro / 2011 V01.00 CONTEÚDO CONTEÚDO... 2 1. APRESENTAÇÃO DO

Leia mais

Regulamento Geral dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu

Regulamento Geral dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu VICE-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Regulamento Geral dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu CAPÍTULO I DA FINALIDADE E DA ORGANIZAÇÃO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO Art. 1º Os Programas de

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO, NATUREZA, FINALIDADES E OBJETIVOS DOS CURSOS Art. 1. Os Cursos de Pós-Graduação Lato sensu do Instituto Federal de Rondônia

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS PROFESSOR: Itair Pereira da Silva DISCENTES: Maria das Graças João Vieira Rafael Vitor ORGANOGRAMA PRESIDENTE GERENTE

Leia mais

www.faculdadelaboro.com.br [98] 3216 9900 Av. Castelo Branco, 605, 4 º andar - São Francisco. São Luís-MA CNPJ: 02.517.198/0001-00

www.faculdadelaboro.com.br [98] 3216 9900 Av. Castelo Branco, 605, 4 º andar - São Francisco. São Luís-MA CNPJ: 02.517.198/0001-00 FACULDADE LABORO UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DE BRAGA Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO: Administração e Organização Escolar Convênio de cooperação

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA orientam-se pelas normas especificadas neste Regulamento e estão sujeitos ao

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 02 EMENTA (conforme o projeto do curso) 03 OBJETIVO GERAL DA UNIDADE CURRICULAR 04 OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA UNIDADE CURRICULAR

PLANO DE ENSINO. 02 EMENTA (conforme o projeto do curso) 03 OBJETIVO GERAL DA UNIDADE CURRICULAR 04 OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA UNIDADE CURRICULAR 01 Carga horária total: 60 Nº de semanas: 20 IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO CURSO: CST Sistemas para Internet PERÍODO: 3 UNIDADE CURRICULAR: SI43E Construção de Páginas Web II NOTURNO PROFESSOR(ª): Antonio

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento.

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia, Professor Luiz

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização

PÓS-GRADUAÇÃO I. Objetivos II. Modalidades Pós Graduação Stricto Sensu: Pós Graduação Lato Sensu: Especialização PÓS-GRADUAÇÃO O Programa de Pós Graduação Lato Sensu da FAEC foi aprovado pela Resolução do CAS, ATA 001/08, de 12 de março de 2008 e será implantado a partir do primeiro semestre de 2010, após aprovação

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário. RESOLUÇÃO CONSEPE 09/2009 APROVA O REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO. O Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso das

Leia mais

Colegiado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Veterinárias

Colegiado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Veterinárias MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS Colegiado do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário EDITAL 035/2013 DE 22 DE MAIO DE 2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO/TEMPORÁRIO ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário Área Libras Informática (Hardware/Redes

Leia mais

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da FERLAGOS orientam-se pelas normas

Leia mais

Escola Superior de Ciências da Saúde RESOLUÇÃO Nº 014/2006 DO COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Escola Superior de Ciências da Saúde RESOLUÇÃO Nº 014/2006 DO COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Escola Superior de Ciências da Saúde RESOLUÇÃO Nº 014/2006 DO COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO TÍTULO I DOS OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO TÍTULO I DOS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO TÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - O presente Regimento Interno regulamenta a organização e o funcionamento do

Leia mais

I. Dados Identificadores Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Análise E Projeto de Sistemas Eduardo Jesus Coppola

I. Dados Identificadores Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Análise E Projeto de Sistemas Eduardo Jesus Coppola I. Dados Identificadores Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina Análise E Projeto de Sistemas Professor Eduardo Jesus Coppola Período Noturno Módulo Organização da InformaçãO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO Ato: Resolução Nº 009/2010- CONSUP

REGIMENTO INTERNO Ato: Resolução Nº 009/2010- CONSUP Pág. 1 de 10 DO PROGRAMA DE PÓS- DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS DOS CURSOS Art. 1 o A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação é o órgão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÀRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÀRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÀRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 01/2014 Aprova o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em nível de Especialização,

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU"

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO  LATO SENSU UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ REITORIA ACADÊMICA ASSESSORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU" CAPÍTULO I DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS Art. 1º A

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº. 07/2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO Aprova a criação do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, em nível

Leia mais

REGULAMENTO PROPPES (Aprovado na Reunião do Consuni em 24/9/2009) CAPÍTULO XVI DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO PROPPES (Aprovado na Reunião do Consuni em 24/9/2009) CAPÍTULO XVI DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO PROPPES (Aprovado na Reunião do Consuni em 24/9/2009) CAPÍTULO XVI DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Art. 72. Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu destinam-se a candidatos graduados, podendo ser

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Aprovado pelo Parecer CONSEPE

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática Qualificação:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL- PROFMAT

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL- PROFMAT UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL- PROFMAT I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E OBJETIVOS Art. 1 - O Mestrado Profissional em

Leia mais

APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA

APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Fevereiro de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA O MBA EM CONSULT ORIA

Leia mais

PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI

PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS DE CASCAVEL QUADRIÊNIO 2012-2015 Cascavel set/2011. APRESENTAÇÃO Nasci em Umuarama/PR em 31/07/1973. Sou técnico em Contabilidade pelo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. O PRESIDENTE DO CONSELHO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO da, no uso de suas atribuições legais, resolve, ad referendum: Art. 1º Aprovar as Normas para Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: Desenvolvimento e Design de Websites I

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: Desenvolvimento e Design de Websites I Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico de Informática para Internet

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 09/2014

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 09/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 001 DE 26 DE MARÇO DE 2013

RESOLUÇÃO REITORIA Nº 001 DE 26 DE MARÇO DE 2013 RESOLUÇÃO REITORIA Nº 001 DE 26 DE MARÇO DE 2013 Regulamenta a oferta do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em RECURSOS HUMANOS a ser ofertado na Universidade Alto Vale do Rio do Peixe - UNIARP, sede

Leia mais

PROJETO DE REEDIÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIA 4ª EDIÇÃO

PROJETO DE REEDIÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIA 4ª EDIÇÃO UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ UNOCHAPECÓ VICE-REITORIA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E AMBIENTAIS PROJETO DE REEDIÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

Regulamento do Programa de Estudos Pós-Graduados em EDUCAÇÃO: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO.

Regulamento do Programa de Estudos Pós-Graduados em EDUCAÇÃO: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO. Regulamento do Programa de Estudos Pós-Graduados em EDUCAÇÃO: PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO. 1- Objetivos do Programa Artigo 1º - São objetivos do Programa: I - capacitar pessoal em nível de Mestrado Acadêmico,

Leia mais