Relatório 2008 Ações e Resultados PROJETOS SENAI/MT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório 2008 Ações e Resultados PROJETOS SENAI/MT"

Transcrição

1 Relatório 2008 Ações e Resultados PROJETOS SENAI/MT

2

3 Relatório Programa Indústria em Ação 2008 PROJETOS SENAI/MT

4

5 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS NO ESTADO DE MATO GROSSO FIEMT Presidente Mauro Mendes Ferreira SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL SENAI/MT Conselho Regional Presidente Mauro Mendes Ferreira Conselheiros Efetivos Alexandre Herculano Coelho de Souza Furlan Eustáquio Machado de Miranda Henrique do Carmo Barros João Carlos Balsasso Manoel de Souza Marcelo Paes de Barros Wlaudecyr Antônio Goulart Suplentes Edésio Martins da Silva Édio Justo Borges Joaquim Augusto Curvo José Marcílio Sobrinho Kássie Regina Riedi Rupert Carlos de Toledo Pereira Valdiney Antonio de Arruda Departamento Regional de Mato Grosso Diretor Regional Gilberto Gomes de Figueiredo

6

7 MISSÃO DO SENAI Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da Indústria Brasileira. POLÍTICA DE GESTÃO O SENAI Departamento Regional de Mato Grosso, no cumprimento de sua missão, através de estratégias pautadas na ética e responsabilidade social se compromete a: Satisfazer as necessidades dos clientes com produtos competitivos reconhecidos pelo mercado; Intensificar ações de aperfeiçoamento e valorização de competências dos colaboradores; e Assegurar o aprimoramento contínuo dos processos e serviços com padrões de qualidade, para o alcance de resultados.

8

9 Indice Palavra do Presidente Palavra do Diretor Apresentação: Oportunidade de crescimento Municípios atendidos pelo Programa Indústria em Ação 2008 Infra-estrutura SENAI/MT Fixa Infra-estrutura SENAI/MT Fléxivel Programa Indústria em Ação 2008 Projetos concluídos Metas e Resultados Informações Gerais do Programa Indústria em Ação 2008 Resultados Gerais Educação Profissional Resultados Gerais Serviços Técnicos e Tecnológicos Evolução do Programa Indústria em Ação Projeto Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato-Grossense Projeto TECNOCOURO Tecnologias Transformando o Couro Mato-Grossense Programa Mato-Grossense da Qualidade QUALI-MT Fase 2 Programa de Gestão Industrial PGI/MT Projeto Eventos Técnicos Inovação e Difusão de Tecnologias Industriais no Estado de Mato Grosso Projeto Tecnologias para Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Indústria Sucroalcooleira no Estado do Mato Grosso Projeto Intensificação Profissional para as Indústrias de Transformação Projeto VIDA - Segurança e Saúde no Trabalho nas Indústrias Mato-grossenses Projeto QUALICER - Tecnologia e Qualificação da Indústria Cerâmica Mato-grossense Projeto NGTM - Fortalecimento do Núcleo Gestor de Tecnologias da Madeira Projeto QUALI-SERVICE SENAI/MT FASE II - Qualificação a Serviço da Indústria: Inclusão Digital Índices de Satisfação do Programa Indústria em Ação Depoimentos de Diretores da FIEMT Depoimentos de lideranças empresariais Considerações finais Empresas beneficiadas pelo Programa Indústria em Ação Unidades SENAI/MT Ficha Técnica

10 Palavra do Presidente O desafio de criar melhores condições para a operação das empresas e para o investimento é a razão principal da existência das nossas instituições no cenário atual. Em meio às incertezas do mercado financeiro mundial, que estabeleceram a 'Crise de Confiança' em 2008, o Brasil toma medidas para fortalecer a economia, minimizar os impactos e evitar retrocessos nas empresas e políticas essenciais para o desenvolvimento em bases mais sustentáveis. Assim é estabelecido também o modelo de atuação do Estado de Mato Grosso, que reúne um conjunto de potencialidades para transformar a crise em oportunidade. O desafio de criar melhores condições para a operação das empresas e para o investimento é a razão principal da existência das nossas instituições no cenário atual. Diante disso, o Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Sistema FIEMT), por meio de suas casas (FIEMT/SESI/SENAI/IEL), tem se posicionado junto ao setor industrial com representatividade atuante e imprescindível nas questões que envolvem os desafios a serem superados. O Programa Indústria em Ação tem sido a principal alavanca das atividades da instituição, que beneficiam não somente a classe empresarial, como também o trabalhador da indústria. Em 2007, deu-se início a este ousado programa, visando a qualificação profissional, a capacitação empresarial e a disseminação de serviços técnicos e tecnológicos. Em 2008, o trabalho focou a intensificação das ações nas indústrias mato-grossenses, proporcionando melhorias técnico-gerenciais e tecnológicas em todos os patamares organizacionais. Os números atingidos até aqui expressam apenas parte do grande impacto que os projetos do Indústria em Ação tiveram nas empresas. A mudança de conceito e visão de futuro são os principais resultados alcançados por aqueles que apostaram no programa e continuam promovendo a evolução de suas atividades. Com a parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (SICME), juntamente com o apoio dos sindicatos patronais industriais, o Sistema FIEMT conseguiu levar ao setor, por mais um ano, ações fortalecidas para promover a competitividade e preparar as empresas para o processo de industrialização do Estado. O que se espera para 2009 são resultados ainda mais positivos e metas novamente atingidas. Por meio do Programa Indústria em Ação, o Sistema FIEMT concentrará esforços para impulsionar as indústrias mato-grossenses a continuar como protagonista no desenvolvimento de Mato Grosso. Mauro Mendes Ferreira Presidente do Sistema FIEMT 10

11 Palavra do Diretor O segundo ano do programa Indústria em Ação' comprovou a necessidade de adequação das empresas ao dinâmico processo de industrialização de Mato Grosso e o incansável apoio do SENAI/MT para enquadrá-las nesta realidade. Saber que o sucesso do Programa Indústria em Ação é conseqüência da união de esforços, dedicação e comprometimento de instituições parceiras e profissionais qualificados, só nos faz acreditar ainda mais no 'capital' que realmente faz a diferença em um processo: o humano. Contar com a parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (SICME), dos sindicatos patronais industriais e profissionais do SENAI/MT para a concretização dos projetos desenvolvidos durante 2008 reforça nossa contribuição para elevar a competitividade da indústria brasileira. O segundo ano do Programa Indústria em Ação comprovou a necessidade de adequação das empresas ao dinâmico processo de industrialização de Mato Grosso e o incansável apoio do SENAI/MT para enquadrá-las nesta realidade. A verticalização do Estado, por meio da agregação de valor, é o alvo das empresas que procuram se manter no mercado e vencer as adversidades que ele traz. E o Indústria em Ação vem ao encontro desse cenário. Os recursos de quase R$ 6 milhões aplicados nos 11 projetos concluídos pelo SENAI/MT em 2008 propiciaram atendimento a 699 indústrias do Estado, somando pessoas qualificadas em educação profissional e serviços técnicos e tecnológicos prestados. Tais números nos dão a exata proporção dos benefícios que o programa tem oferecido para aumentar a produtividade e competitividade das indústrias matogrossenses. Por isso, enfatizo que o capital humano e a busca contínua para o aprimoramento dos trabalhadores da indústria, além do estímulo ao desenvolvimento técnico e tecnológico, são as principais forças do SENAI/MT. Como em uma cadeia produtiva, o trabalhador qualificado hoje oferecerá a mão-de-obra necessária para a evolução de uma empresa amanhã. E neste mesmo pensamento, o técnico que desenvolve ações de aperfeiçoamento junto ao industriário aprende constantemente com as deficiências e carências que o setor apresenta, fato que o leva a aprofundar conhecimentos para atender à demanda das indústrias. É um ciclo evolutivo, que concentra esforços para o desenvolvimento regional. Com essa experiência, continuaremos no caminho certo rumo à terceira edição do Indústria em Ação, em No mesmo ritmo, o SENAI/MT fortalecerá sua condição de 'ferramenta' indispensável àqueles que têm como meta crescer e contribuir para a verticalização do Estado. O empresariado se prepara no presente para oferecer melhor futuro ao setor, e o SENAI/MT orgulha-se de fazer parte dessa história. Gilberto Gomes de Figueiredo Diretor Regional do SENAI/MT 11

12 Oportunidade de crescimento O Programa Indústria em Ação foi criado em 2007 e é desenvolvido pelo Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (SFIEMT) em parceria com a Secretaria de Estado de Indústria Comércio Minas e Energia (SICME). Tendo como foco principal elevar a competitividade e a produtividade das indústrias mato-grossenses, o Programa Indústria em Ação é hoje referência para as empresas, tanto na qualificação de mão-de-obra quanto no desenvolvimento de novas tecnologias. Com o sucesso obtido na primeira edição, com mais de pessoas qualificadas, o Indústria em Ação teve continuidade com metas ousadas e várias inovações. Em 2008, os números relatados dos projetos sob a tutela do SENAI/MT mostram a importância desta iniciativa para o desenvolvimento de Mato Grosso. O Indústria em Ação superou metas e expectativas, foi levado a 54 municípios, beneficiou diretamente cerca de 700 empresas e contribuiu com a qualificação profissional de mais de pessoas. Além de várias reuniões técnicas para alinhar as ações dos projetos, a promoção de encontros com os representantes das indústrias para ouvir suas opiniões e necessidades foi um dos aspectos relevantes do Programa Indústria em Ação neste ano. Desta forma, foram oferecidas soluções adequadas às necessidades das empresas. O Indústria em Ação 2008 foi composto por 13 projetos. A FIEMT foi a responsável pelo Integração Empresarial e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) promoveu o Programa de Capacitação Empresarial (PCE). Já o SENAI/MT, em parceria com a SICME, desenvolveu 11 projetos: Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato-grossense, TECNOCOURO Tecnologias Transformando o Couro Mato-Grossense, Programa Mato- Grossense da Qualidade - QUALI-MT, Programa Gestão Industrial - PGI/MT, Eventos Técnicos 2008 Inovação e Difusão de Tecnologias Industriais no Estado de Mato Grosso, Tecnologias para Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Indústria Sucroalcooleira no Estado de Mato Grosso, Intensificação Profissional para as Indústrias de Transformação, Projeto Vida - Segurança e Saúde no Trabalho nas Indústrias Mato- Grossenses, Qualicer - Tecnologia e Qualificação da Indústria Cerâmica Mato- Grossense, NGTM - Fortalecimento do Núcleo Gestor de Tecnologias da Madeira, QUALI- SERVICE Qualificação a Serviço da Indústria: Inclusão Digital. Este relatório consolida as principais informações sobre as metas e resultados dos 11 convênios concluídos por meio da parceria SENAI/MT e SICME. Mais do que números, este documento mostra como as indústrias estão buscando oportunidades de evoluir e se qualificar para gerar emprego e renda e continuar contribuindo com o desenvolvimento do Estado de Mato Grosso. 12

13 Municípios atendidos pelo Programa Indústria em Ação 2008 Aripuanã Juruena Nova Bandeirantes Alta Floresta Guarantã do Norte Peixoto de Azevedo Matupá Colíder Terra Nova do Norte Juína Brasnorte Juara Nova Canaã do Norte Itaúba Sinop Cláudia Vera Querência Canabrava do Norte Sorriso Feliz Natal Campo Novo Lucas do Rio Verde do Parecis São José Nova do Rio Claro Mutum Vila Bela da Santíssima Trindade Pontes e Lacerda Nova Lacerda Mirassol D Oeste Indiavaí São José dos Quatro Marcos Porto Esperidião Nova Olímpia Barra do Bugres Araputanga Diamantino Tangará da Serra Cáceres Nobres Várzea Grande Cuiabá Nossa Senhora do Livramento Jaciara Juscimeira Paranatínga Dom Aquino Rondonópolis Nova Ubiratã Nova Xavantina Primavera do Leste Água Boa Barra do Garças Cocalinho Pedra Preta 54 Municípios beneficiados ÁGUA BOA INDIAVAI NOVA XAVANTINA ALTA FLORESTA ITAUBA PARANATINGA ARAPUTANGA JACIARA PEDRA PRETA ARIPUANA/MT JUARA PEIXOTO DE AZEVEDO BARRA DO BUGRES JUINA PONTES E LACERDA BARRA DO GARÇAS JURUENA PORTO ESPERIDIAO BRASNORTE JUSCIMEIRA PRIMAVERA DO LESTE CACERES LUCAS DO RIO VERDE QUERENCIA CAMPO NOVO DO PARECIS MATUPA RONDONÓPOLIS CANABRAVA DO NORTE MIRASSOL D'OESTE SAO JOSE DO RIO CLARO CLAUDIA NOBRES SAO JOSE DOS QUATRO MARCOS COCALINHO NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO SINOP COLIDER NOVA BANDEIRANTES SORRISO CUIABÁ NOVA CANAA DO NORTE TANGARA DA SERRA DIAMANTINO NOVA LACERDA TERRA NOVA DO NORTE DOM AQUINO NOVA MUTUM VARZEA GRANDE FELIZ NATAL NOVA OLIMPIA VERA GUARANTA DO NORTE NOVA UBIRATA VILA BELA DA SANTISSIMA TRINDADE 13

14 Infra-estrutura - SENAI/MT - Fixa Barra do Garças Perspectiva ilustrativa da fachada da unidade após a conclusão da reforma Escola Senai da Construção - Cuiabá Cáceres Perspectiva ilustrativa da fachada da unidade após a conclusão da reforma Cólider 14

15 Várzea Grande Sinop Rondonópolis Juína Cuiabá Perspectiva ilustrativa da fachada da unidade após a conclusão da reforma 15

16 Infra-estrutura - SENAI/MT - Flexível Unidade Móvel de Informática Unidade Móvel de Costura Kits do Programa de Ações Móveis (PAM) Unidade Móvel de Comandos Elétricos 16

17 Programa Indústria em Ação Projetos concluídos Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato-grossense TECNOCOURO Tecnologias Transformando o Couro Mato-Grossense Programa Mato-Grossense da Qualidade - QUALI-MT Programa Gestão Industrial - PGI/MT Eventos Técnicos 2008 Inovação e Difusão de Tecnologias Industriais no Estado de Mato Grosso Tecnologias para Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Indústria Sucroalcooleira no Estado de Mato Grosso Intensificação Profissional para as Indústrias de Transformação Projeto Vida - Segurança e Saúde no Trabalho nas Indústrias Mato-Grossenses Qualicer - Tecnologia e Qualificação da Indústria Cerâmica Mato-Grossense NGTM - Fortalecimento do Núcleo Gestor de Tecnologias da Madeira QUALI-SERVICE Qualificação a Serviço da Indústria: Inclusão Digital 17

18 Metas e Resultados As atividades dos 11 projetos do Programa Indústria em Ação concluídos em 2008 buscaram atender às indústrias mato-grossenses por meio de dois focos de atuação do SENAI/MT: Serviços Técnicos e Tecnológicos (STT) em suas diversas linhas de serviço, e Educação Profissional, com suas respectivas modalidades. Diante da amplitude das metas estabelecidas pelo programa, diversas práticas de gestão foram adotadas para que os objetivos fossem alcançados, como planejamento, definição de indicadores, revisão de estrutura organizacional de atendimento, requisitos do cliente, estratégias e diretrizes organizacionais, gerenciamento de projetos, monitoramento e avaliação de satisfação do cliente. A superação das metas em número de pessoas qualificadas demonstra o resultado do empenho em oferecer alternativas eficientes em qualificação para os trabalhadores das indústrias matogrossenses, ao passo que o crescente número de empresas atendidas em STT mostra sua busca por soluções em tecnologia e inovação. Educação Profissional Metas Resultados alcançados % Realização Cursos de Aperfeiçoamento Profissional, Qualificação Profissional e Qualificação Profissional Técnica (turmas) Total de alunos % % Serviços Técnicos e Tecnológiocos Metas Resultados alcançados % Realização Assessoria Técnica e Tecnológica Empresas atendidas % Informação Tecnológica Eventos Técnicos % Desenvolvimento Tecnológico Criação de produtos % Serviços Técnicos Especializados Ensaios realizados % 18

19 Informações Gerais do Programa Indústria em Ação 2008 O Programa Indústria em Ação, fruto da parceria entre o SENAI/MT e a SICME/MT, alcançou resultados expressivos em O programa atendeu diversas empresas em todas as regiões do Estado, contribuindo para o aumento de sua produtividade e a melhoria de seus produtos e serviços. Resultados Físicos dos Projetos Concluídos em projetos empresas atendidas turmas de educação profissional pessoas qualificadas produção aluno/hora empresas cadastradas no hotsite serviços técnicos especializados (ensaios) produção homem/hora eventos técnicos Investimentos R$ ,33 R$ ,85 R$ ,48 de valor total de recursos provenientes da SICME provenientes do SENAI Equipe envolvida no programa profissionais envolvidos no total técnicos envolvidos na gestão e operacionalização instrutores/ professores consultores 19

20 20 Quadro 1- Resultados Gerais - Educação Profissional Convênios Projetos Qualificação Profissional Aperfeiçoamento Profissional Qualificação Profissional Técnica Total de turmas Total de alunos Resultados (turmas) Resultados (turmas) Resultados (turmas) Resultados Resultados 001/2008 Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato-grossense /2008 TECNOCOURO - Tecnologias Transformando o Couro Mato-grossense /2008 Programa Mato-grossense da Qualidade QUALI MT - Fase /2008 Programa de Gestão Industrial - PGI/MT - Fase /2008 Tecnologias para Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Indústria Sucro-alcooleira no Estado do Mato Grosso /2008 Intensificação Profissional para as Indústrias de Transformação /2008 Projeto Vida - Segurança e Saúde no Trabalho nas indústrias Mato-grossense /2008 QUALICER - Tecnologia e qualificação da Indústria Cerâmica Mato- grossense /2008 NGTM - Fortalecimento do Núcleo Gestor de Tecnologias da Madeira /2008 QUALI-SERVICE SENAI/MT Fase II Qualificação a Serviço da Indústria: Inclusão Digital Total Obs.: Nesta lista não consta o projeto Eventos Técnicos (convênio 005/2008), pois ele não possui metas em Educação Profissional.

21 Quadro 2 - Resultados Gerais - Serviços Técnicos e Tecnológicos Convênios Projetos Atendimentos Assessoria Técnica e Tecnológica Empresas atendidas Produção homem/hora Carga horária por empresa Informação Tecnológica Eventos Técnicos Carga horária dos eventos técnicos Desenvolvimento Tecnológico Criação de produtos Produção homen/hora Ensaios Serviços Técnicos Especializados Empresas atendidas Produção homem/hora Carga horária por empresa Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados Resultados 002/ /2008 TECNOCOURO Tecnologias Transformando o Couro Mato-grossense Programa Mato-grossense da Qualidade QUALI-MT - Fase /2008 Programa de Gestão Industrial - PGI/MT - Fase /2008 Eventos Técnicos Inovação e Difusão de Tecnologias Industriais no Estado de Mato Grosso /2008 Projeto Vida - Segurança e Saúde no Trabalho nas indústrias Mato-grossense /2008 QUALICER - Tecnologia e qualificação da Indústria Cerâmica Mato- grossense a /2008 NGTM - Fortalecimento do Núcleo Gestor de Tecnologias da Madeira Total , Obs.: Neste lista não constam os projetos Carne, Tecnocouro, Sucroalcooleiro, Indústrias de Transformação, QualiService e Manutenção Industrial, pois eles não possuem metas em STT. 21

22 22 Quadro 3 - Evolução do Programa Indústria em Ação Ano Número de projetos Recursos SENAI/MT Recursos SICME Total de recursos Turmas realizadas Pessoas qualificadas Serviços Técnicos e Tecnológicos , , , , , , , , , Recursos financeiros Resultados , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , Recursos SENAI/MT Recursos SICME Total de recursos Turmas Serviços Técnicos e Tecnológicos Pessoas qualificadas

23 Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato-Grossense Convênio 001/2008

24

25 Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato-Grossense O projeto Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato- Grossense superou as metas e teve um excelente desempenho em Desenvolvido pelo SENAI/MT em parceria com a SICME, o projeto qualificou pessoas, com um investimento total de R$ ,14. A realização de cursos de qualificação e aperfeiçoamento profissional teve como principal objetivo promover a qualidade e aumentar a produtividade dos frigoríficos, abatedouros, agroindústrias de carnes e derivados e empresas fornecedoras de produtos, serviços e demais insumos da cadeia produtiva da carne bovina, avícola e suína de Mato Grosso. Além de desenvolver habilidades técnicas na produção de alimentos, os trabalhadores também tiveram a o oportunidade de se qualificar em áreas como manutenção industrial e segurança alimentar. Educação Profissional Metas Resultados alcançados % Realização Cursos de Aperfeiçoamento Profissional, Qualificação Profissional Qualificação Profissional Técnica (turmas) Total de alunos % % Índice de satisfação do cliente aluno 83,13% 25

26 108 turmas 9 cursos Qualificação Profissional Eletricista de Comandos Elétricos Eletricista Industrial Aperfeiçoamento Profissional Auxiliar de Produção Boas Práticas de Fabricação Lubrificação Industrial Metrologia Básica para Mecânicos Tecnologias Limpas Qualificação Profissional Técnica Logística de Produção de Alimentos Segurança dos Alimentos Depoimentos O curso oferecido pelo SENAI/MT, por meio do projeto Fortalecimento da Cadeia Produtiva da Carne Mato- Grossense, veio ao encontro de nossas necessidades, tendo em vista sua previsão legal, bem como complementa o "Programa de Qualidade Total Modelo" de satisfação de nossos clientes, além de complementar nosso Programa de Formação Operacional de Açougue e Peixaria, em nossas 14 lojas. Reconhecemos o empenho e profissionalismo da equipe do SENAI/MT, que não poupou esforços para transmitir conhecimentos aos nossos funcionários. Eloy Gonçalves Filho Gerente de Operações - Varejo Supermercado Modelo 26

27 44 empresas beneficiadas AÇOFER INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. AGRA AGROINDUSTRIAL DE ALIMENTOS S/A AGROINDUSTRIAL LUANA S/A AL INSTALADORA ELÉTRICA LTDA. ARNALDO V. TRALDI ME BB FÉRTIL IND. E COM DE BIG BAGS BIMETAL INDÚSTRIA METALÚRGICA LTDA. BRAVALAT INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE LATICÍNIOS LTDA. BUNGE ALIMENTOS S/A CERÂMICA RONDONÓPOLIS LTDA. COMÉRCIO DE PORTAS REGIONAL LTDA. EPP COMÉRCIO INDÚSTRIA MATSUDA IMP. EXPORTADORA LTDA. COMPANHIA DE SANEAMENTO DA CAPITAL COOPERATIVA DE CRIADORES DE JACARÉ DO PANTANAL LTDA. COOPNOROESTE-COOP. AGROPECUÁRIA DO NOROESTE MT LTDA. COPPE ENGENHARIA ELÉTRICA CURTUME BLUBRAS LTDA. FERTILIZANTES HERINGER S/A FRIGORÍFICO JBS S/A FRIGORÍFICO MATABOI S/A FRIGORÍFICO MERCOSUL S/A FUGA E PANORAMA INDUSTRIAL LTDA. INDEPENDÊNCIA S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ESPUMAS E COLCHÕES CUIABÁ JBS S/A JORGE DONIZETE VIEIRA - EPP LATICÍNIO SÃO LUIZ LTDA. ME NUTRIFÓS RAÇÕES LTDA. PANTANAL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE CARNES LTDA. PETROLUZ DISTRIBUIDORA LTDA. PG INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE BEBIDAS LTDA. PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASNORTE PREFORMAX INDÚSTRIA PLÁSTICA S/A PROL INDÚSTRIA METALÚRGICA LTDA. PROTEÍNAS MS LTDA. PUCINELI E CIA LTDA. ME RAÇÕES VB INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. SADIA S/A SANTANA TÊXTIL MATO GROSSO SUPERMERCADO MODELO TEMPERMAT INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE VIDROS LTDA. USINA JACIARA S/A USINAS ITAMARATI S/A VENCEDOR IND. E COM. PRODS. LÁCTEOS LTDA. 27

28

29 TECNOCOURO Tecnologias Transformando o Couro Mato-grossense Convênio 002/2008

30

31 TECNOCOURO Tecnologias Transformando o Couro Mato-grossense Contribuir para o fortalecimento e a competitividade do setor coureiro. Este foi o principal objetivo do projeto TECNOCOURO Tecnologias Transformando o Couro Mato-grossense, desenvolvido em 2008 pelo SENAI/MT em parceria com a SICME. O projeto ultrapassou as metas e qualificou 590 pessoas em cursos que abordaram desde o transporte de animais vivos, passando pelo processo de curtimento do couro até a produção de artesanato e a fabricação de produtos como calçados e estofados. No total, foram investidos R$ ,62 na realização dos cursos de qualificação e aperfeiçoamento profissional e na oferta de serviços técnicos e tecnológicos, como o desenvolvimento do design para a criação de uma coleção de artigos em couro. Serviços Técnicos e Tecnológiocos Metas Resultados alcançados % Realização Cursos de Aperfeiçoamento Profissional e Qualificação Profissional (turmas) Total de alunos % % Serviços Técnicos e Tecnológicos Metas Resultados alcançados % Realização Desenvolvimento Tecnológico Criação de coleção de produtos de couro Produção homem/hora Informação Tecnológica Eventos técnicos Carga horária dos eventos técnicos % % % % Índice de satisfação do cliente aluno 86,09% 31

32 37 turmas 16 cursos Qualificação Profissional Confecção de Artefatos de Couro - EPI Confecção de Sandália Corte e Costura de Artefatos de Couro Bovino Estofamento de Móveis em Couro Estofamento de Moveis em Material Sintético Macramê em Couro Montagem e Modelagem de Artefatos de Couro Bovino Aperfeiçoamento Profissional Classificador de Couro Confecção de Sandália Curtimento de Peles Bovinas e Caprina Empreendedorismo no segmento de artefato de couro Esfola de Animais Manuseio de produto químico, processo e legislação Operador de Maquina de Costura Industrial Preparação do Transporte de Animais Vivos Tecnologias Limpas Depoimentos Sempre fomos muito bem atendidos pelo SENAI/MT e acreditamos que o aprendizado dos nossos funcionários nos cursos foi de grande valia, uma vez que trouxeram para dentro da empresa novos conhecimentos que contribuem para a melhoria de nosso desempenho dentro do mercado. Com custo acessível e instrutores com profundo domínio dos assuntos abordados, os cursos foram uma excelente oportunidade. Divino Martins de Jesus Blue Leather Indústria de Couro Ltda. 32

33 8 empresas beneficiadas BMZ COUROS LTDA. COMPANHIA DE SANEAMENTO DA CAPITAL FUGA E PANORAMA INDUSTRIAL LTDA. GLOBAL WOOD IND. COM. E EXP. LTDA. JBS S/A JUBA SUPERMERCADOS LTDA. - MATADOURO LATICÍNIO SÃO LUIZ LTDA. ME PERDIGÃO AGROINDUSTRIAL S/A 33

34

35 Programa Mato-Grossense da Qualidade QUALI-MT - Fase 2 Convênio 003/2008

36

37 PROGRAMA MATO - GROSSENSE DA QUALIDADE QUALI- MT - Fase 2 Para fomentar a competitividade das empresas e auxiliá-las a aprimorar processos e obter certificações que comprovem a qualidade de seus serviços e produtos, o SENAI/MT lançou em 2007 o Programa Matogrossense da Qualidade QUALI-MT, que busca a implantação de programas de gestão, por meio de capacitação técnica e de consultorias. Desenvolvido em parceria com a SICME, em 2008 o projeto teve como principal objetivo promover a eficiência produtiva e a inovação tecnológica nas indústrias. O QUALI-MT ofereceu inúmeros benefícios a empresas de vários segmentos, como o conhecimento do nível de gestão, a ampliação da visibilidade, a racionalização de custos, a qualificação dos trabalhadores e a melhor compreensão das necessidades e expectativas dos clientes. O projeto atendeu 40 empresas em sua primeira edição, em Em 2008 o projeto teve um excelente desempenho, pois ampliou em mais de 100% o seu atendimento e beneficiou 96 empresas. Foram investidos R$ ,50 na oferta de treinamentos e na realização de consultorias. O projeto obteve índices de satisfação de 85,09% (cliente aluno) e 87,55% (cliente empresa). Resultados em empresas atendidas 32 empresas na categoria Pré-Bronze 51 empresas na categoria Bronze 13 empresas categoria Prata horas de consultoria pessoas qualificadas 37

38 Educação Profissional Metas Resultados alcançados % Realização Cursos de Aperfeiçoamento Profissional (turmas) Total de alunos % % Índice de satisfação do cliente aluno 85,09% Serviços Técnicos e Tecnológicos Metas Resultados alcançados % Realização Assessoria Técnica e Tecnológica Empresas atendidas Total de atendimentos Informação Tecnológica Eventos técnicos Carga horária dos eventos técnicos % % % % Índice de satisfação do cliente empresa 87,55% 38

39 79 turmas 29 cursos Avaliação de fornecedores e satisfação de clientes Gestão do Desempenho Estratégico Avaliadores do Programa QUALI- MT - Nivel I Gestão Estratégica com o Balanced Scorecard Circulo de controle da qualidade - Grupos de (BSC) CCQ`S Gestão Financeira Controle de Instrumentos de calibração Gestão Orçamentária Educação à Distância - Empreendedorismo Gestão por Processos Facilitadores do Programa QUALI-MT Interpretação dos requisitos da ISO 9001:2000 Ferramentas da Qualidade Liderança por Excelência Ferramentas da Qualidade e Programa 5S Manutenção corretiva, preventiva e preditiva e Formação de Auditores da ISO 9001:2000 Inspeção e ensaios Formação de Avaliadores - Nível II Metodologia de análise e solução de problemas - Formação de facilitadores - Nível I MASP Formação de facilitadores - Nível II Metodologia de análise e solução de problemas - Formação de Facilitadores - Nível III MASP e Grupos CCQ s Gestão ambiental - Interpretação dos requisitos da Programa 5 S - Conceitos norma ISO 14001:2000 Qualidade Kaizen Gestão de Pessoas Sensos da Qualidade - 5S Gestão de Projetos Evolução do QUALI-MT Principal meta Implantação do projeto nos três categorias: Bronze, Prata e Ouro Implantação dos Níveis I e II Categoria Pré-Bronze Categoria Bronze Categoria Prata 30 Empresas participantes 52 Empresas participantes 13 Empresas participantes 18 Relatórios de Gestão 6 Relatórios de Gestão entregues entregues 4 Finalistas 7 Finalistas Primeiro ano do projeto Desenvolvimento, lançamento do Nível I Categoria Bronze 40 participantes 19 Relatórios de Gestão entregues 8 Finalistas 39

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso SISTEMA FIEMT SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Mato Grosso MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias

Leia mais

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS CARGO TÉCNICO DO Administrador Analista de Sistemas Assistente Social Advogado Contador Economista Engenheiro Civil Médico Psicólogo Técnico em Assuntos Educacionais A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS

Leia mais

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I PORTARIA Nº 146/2007/GBSES O SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e, Considerando o Decreto nº 2.312 de 12/02/2001, que dispõe sobre a instituição do Sistema de Transferência

Leia mais

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 Patrocinadores Ministério do Trabalho e Emprego -MTE Secretaria Nacional de Economia Solidária - SENAES Secretaria de Estado do Meio Ambiente SEMA-MT Duração 12/06/2013

Leia mais

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO Apresentação Trata a presente planilha do resultado de uma discussão entre os Peritos Federais Agrários avaliadores do INCRA/MT com a informação

Leia mais

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Enc. à IOMAT em: / / Publicado no D.J. de n.º Em: / / Circulado em: / / ESTADO DE MATO GROSSO PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Institui a divisão territorial do Estado de Mato Grosso em pólos judiciais regionais,

Leia mais

FIP 680 - Pagamentos Efetuados por Credor - Empenhos e Liquidações

FIP 680 - Pagamentos Efetuados por Credor - Empenhos e Liquidações CREDOR : 1992000029 NOME : MINISTÉRIO DA FAZENDA CNPJ : 00.394.460/0013-85 08101.0001.15.000025-9 08101.0001.15.003891-9 08101.0001.15.007659-4 NOB 03012 16/07/2015 08101.0001.03.122.036.2007.9900.339047000.100.1.1

Leia mais

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso.

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. Objetivo do Fundo: O FUNDEIC tem por objetivo propiciar recursos para financiamento a micro e pequenas empresas,

Leia mais

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA LINHAS DE FINANCIAMENTO E ACESSO AO CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO 13 / 4 / 09 ACESSO AO CRÉDITO PARA AS MICROS E

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE NOVEMBRO -2008 PACTO PELA SAÚDE Compromisso negociado e assumido pelos gestores de saúde das três esferas de governo, visando qualificar a

Leia mais

RELAÇÃO DOS ADQUIRENTES AVISO VENDA ARROZ Nº 355/2006

RELAÇÃO DOS ADQUIRENTES AVISO VENDA ARROZ Nº 355/2006 CÓDIGO DO LOTE CÓD. BOLSA RELAÇÃO DOS ADQUIRENTES AVISO VENDA ARROZ Nº 355/2006 CÓD. BOLETO ADQUIRENTE QUANT. CNPJ/CPF ENDEREÇO CIDADE UF 1 33 11035 CEREALISTA MEDEIROS LTDA 248734 02481364000247 RITA

Leia mais

MATO GROSSO TERRA DO PANTANAL

MATO GROSSO TERRA DO PANTANAL MATO GROSSO TERRA DO PANTANAL MATO GROSSO NO CORAÇÃO DA AMÉRICA DO SUL MATO GROSSO O Estado de Mato Grosso é o Estado mais central da América do Sul, em extensão territorial é terceiro maior, representa

Leia mais

2009, um ano de grandes realizações e conquistas

2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009 foi um ano de grandes realizações e conquistas para o Serviço Social da Indústria (SESI), entidade que integra o Sistema Federação das Indústrias no

Leia mais

SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 ME EPP 80,00 CURSO

SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 ME EPP 80,00 CURSO FORMATO EVENTO SINOPSE PÚBLICO CARGA- HORÁRIA PREÇO SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 80,00 SENAI - AUTOMOTIVO - MECÂNICO DE TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA 120

Leia mais

1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO

1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO 1º. ENCONTRO DE SECRETÁRIOS DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO ESTADO DE MATO GROSSO FEV/2009 MISSÃO INSTITUCIONAL Educar para o trabalho em atividades de comércio de bens, serviços e turismo VISÃO DE FUTURO O

Leia mais

SENAI. Historia Criado em 1942, para apoiar o lançamento da indústria brasileira. Necessidade de mão-de-obra qualificada.

SENAI. Historia Criado em 1942, para apoiar o lançamento da indústria brasileira. Necessidade de mão-de-obra qualificada. SENAI Missão Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. Historia Criado

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Experiência: Projeto Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior Redeagentes

Experiência: Projeto Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior Redeagentes Experiência: Projeto Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior Redeagentes Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (através do

Leia mais

Etapa Estadual Mato Grosso Outubro 2009

Etapa Estadual Mato Grosso Outubro 2009 VI Edição Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Etapa Estadual Mato Grosso Outubro 2009 Histórico: Realizado de 2 em 2 anos, o Prêmio SEBRAE Prefeito Empreendedor é concedido a prefeitos e administradores

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

Panel I - Formación e innovación para la mejora de la productividad y la competitividad. 42ª Reunión de la Comisión Técnica (OIT/Cinterfor)

Panel I - Formación e innovación para la mejora de la productividad y la competitividad. 42ª Reunión de la Comisión Técnica (OIT/Cinterfor) Panel I - Formación e innovación para la mejora de la productividad y la competitividad 42ª Reunión de la Comisión Técnica (OIT/Cinterfor) Principais obstáculos à ampliação da produtividade do trabalho

Leia mais

José do Carmo Ferraz Filho Superintendente de Energia. Cuiabá Maio de 2012

José do Carmo Ferraz Filho Superintendente de Energia. Cuiabá Maio de 2012 José do Carmo Ferraz Filho Superintendente de Energia Cuiabá Maio de 2012 Missão: Promover e fomentar a Política Energética, com apoio institucional às ações que visem o desenvolvimento tecnológico, social,

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA 11 de Novembro de 2010. MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA A presente nota técnica tem o intuito de justificar a razão do estudo para segmentar o Estado

Leia mais

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 SITUAÇÃO DENGUE Em 2015, período que compreende de 01 de Janeiro a 01 de setembro, no estado de Mato Grosso foram

Leia mais

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 1ª FEIRA DO SUL DO BRASIL COM SOLUÇÕES COMPLETAS DE GESTÃO, SERVIÇOS E TECNOLOGIA PARA A SUA EMPRESA Na EXPEN 2014, você encontrará tecnologia,

Leia mais

Missão Institucional da REMEQ-PB Promover a difusão de conhecimentos científicos e tecnológicos nas áreas de metrologia e qualidade, apoiando o desenvolvimento de pessoal e de infra-estrutura laboratorial,

Leia mais

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria A Íntegra é uma empresa de auditoria e consultoria, com 25 anos de experiência no mercado brasileiro. Cada serviço prestado nos diferentes

Leia mais

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília Senado Federal Brasília Dezembro 2011 Senado Federal PLANO TAQUES ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NA ALOCAÇÃO DE EMENDAS Brasília Dezembro 2011 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 2. DEMANDAS PARA LOA 2012...

Leia mais

AUD. Audiência Pública: PRONATEC

AUD. Audiência Pública: PRONATEC AUD Audiência Pública: PRONATEC SENAI Missão Promover a educação profissional i e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria

Leia mais

Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G.

Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G. Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G. Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 07/08/2014 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br Instituições

Leia mais

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a 2014 MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. São 165 unidades

Leia mais

$55$1-26/2&$,6 CARACTERÍSTICAS GERAIS DO APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS. Angela Maria Medeiros M. Santos Lucimar da Silva Guarneri*

$55$1-26/2&$,6 CARACTERÍSTICAS GERAIS DO APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS. Angela Maria Medeiros M. Santos Lucimar da Silva Guarneri* CARACTERÍSTICAS GERAIS DO APOIO A ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Angela Maria Medeiros M. Santos Lucimar da Silva Guarneri* * Respectivamente, gerente setorial de Indústria Automobilística e Comércio e Serviços

Leia mais

Item Processo nº Empreendimento

Item Processo nº Empreendimento Item Processo nº Empreendimento 1 1801/0362/2011 AÇORON INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERRO E AÇO IMP. EXP. LTDA-ME 2 1801/1149/2015 AM METALICOS E SUCATAS LTDA 3 1801/1258/2003 ASSOCIAÇÃO DOS REVENDEDORES DE

Leia mais

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação ET CAV/SP/SEPLAN nº 01/2013 Analfabetismo em Mato Grosso Edmar

Leia mais

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos?

Nós fazemos Gestão e sua Empresa faz Sucesso! Portfólio. Francisco & Francisco Sistemas de Gestão Ltda. 1. Quem Somos? Portfólio 1. Quem Somos? Somos uma Equipe de Auditores, Consultores e Assessores Empresariais com diversas competências para melhorar o desempenho de qualquer negócio por meio de SISTEMAS DE GESTÃO DA

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Eduardo Pereira Nunes Elisio Contini Apresentação à Diretoria da ABAG 13 de setembro de 2000 - São Paulo O PROBLEMA Controvérsias sobre contribuição

Leia mais

FERRAMENTAS UTILIZADAS PELO SEBRAE / MT

FERRAMENTAS UTILIZADAS PELO SEBRAE / MT MISSÃO SEBRAE Missão: Ser uma organização de desenvolvimento, ética e séria, gerando alternativas de soluções para nossos clientes tornarem-se competitivos alinhados à sustentabilidade da vida. ÁREA DE

Leia mais

RELATÓRIO DE DISCUSSÃO DO ENCAMINHAMENTO DA GOVERNANÇA DO APL DE SOFTWARE DE MARINGÁ. DATA: 29/06/2007 LOCAL: HOTEL DEVILLE HORÁRIO: 14h às 17h30

RELATÓRIO DE DISCUSSÃO DO ENCAMINHAMENTO DA GOVERNANÇA DO APL DE SOFTWARE DE MARINGÁ. DATA: 29/06/2007 LOCAL: HOTEL DEVILLE HORÁRIO: 14h às 17h30 RELATÓRIO DE DISCUSSÃO DO ENCAMINHAMENTO DA GOVERNANÇA DO APL DE SOFTWARE DE MARINGÁ DATA: 29/06/2007 LOCAL: HOTEL DEVILLE HORÁRIO: 14h às 17h30 RELAÇÃO DE PARTICIPANTES Ademir Sanches Faria ID Brasil

Leia mais

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler AULA 5 - PERSPECTIVA DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO Abertura da Aula Uma empresa é formada

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 12/2010

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 12/2010 CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 12/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA GESTÃO DE PROCESSO PRODUTIVO E PRODUTO Contatos Luiz

Leia mais

Produção Industrial Março de 2015

Produção Industrial Março de 2015 Produção Industrial Março de 201 PRODUÇÃO INDUSTRIAL DE SANTA CATARINA - MARÇO/1 Em março, a indústria de Santa Catarina produziu 4,0% menos na comparação com o mesmo mês do ano anterior, sexto resultado

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

C A R T A D E T A N G A R Á D A S E R R A

C A R T A D E T A N G A R Á D A S E R R A C A R T A D E T A N G A R Á D A S E R R A O Colégio de Presidentes de Subseções da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Estado de Mato Grosso, realizado na cidade de Tangará da Serra/MT, nos dias

Leia mais

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 Fevereiro/2014 1 1. Introdução O Movimento Pró-Logística, que reúne as entidades Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (APROSOJA), Associação

Leia mais

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP DADOS JURÍDICOS O Instituto SAVIESA DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA é uma associação, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede no município de Vitória, Estado do Espírito Santo, à Rua

Leia mais

Caracterização de Feira de Santana

Caracterização de Feira de Santana Caracterização de Feira de Santana! O município representa a maior concentração urbana do interior do Nordeste brasileiro, considerando as cidades fora das regiões metropolitanas das capitais.! Em sua

Leia mais

DEFESA DE MONOGRAFIA Sala: 101

DEFESA DE MONOGRAFIA Sala: 101 CURSO DE BANCA 1 15/12 (Terça) 17:30h Prof. André Brown de Carvalho, Prof. Carlos Henrique Soares e Profa. Carolina Silveira Machado ALINE SIMÕES BARROS A IMPORTÂNCIA DOS INDICADORES SOCIAIS E ECONÔMICOS

Leia mais

INOVAÇÃO DE PRODUTO, PROCESSO, ORGANIZACIONAL E DE MARKETING NAS INDÚSTRIAS BRASILEIRAS

INOVAÇÃO DE PRODUTO, PROCESSO, ORGANIZACIONAL E DE MARKETING NAS INDÚSTRIAS BRASILEIRAS INOVAÇÃO DE PRODUTO, PROCESSO, ORGANIZACIONAL E DE MARKETING NAS INDÚSTRIAS BRASILEIRAS Fábio Luiz Papaiz Gonçalves Faculdade de Administração CEA Centro de Economia e Administração fabiopapaiz@gmail.com

Leia mais

PORTFÓLIO INSTITUCIONAL

PORTFÓLIO INSTITUCIONAL PORTFÓLIO INSTITUCIONAL Fundada em 01/08/2006 a PILLAR ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA - ME é uma empresa formada por profissionais capacitados, com o objetivo de prestar assessoria em serviços técnicos e

Leia mais

PROGRAMA INOVA SENAI PE 2015

PROGRAMA INOVA SENAI PE 2015 PROGRAMA INOVA SENAI PE 2015 1. Estrutura do INOVA SENAI-PE 1.1. O que é O Programa INOVA SENAI-PE 2015 é uma ação anual, promovida e patrocinada pelo Departamento Regional de Pernambuco (SENAI DR-PE),

Leia mais

Departamento Nacional do SENAI

Departamento Nacional do SENAI Departamento Nacional do SENAI Rede SENAI Ferramentaria Luiz Eduardo Leão Inovação e Tendências Moldes ABM 0º Encontro da Cadeia de Ferramentas, Moldes e Matrizes São Paulo 09 de agosto de 202 Desafio

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais

Plano de negócio. Conceitos, Importância e estrutura Aula 6

Plano de negócio. Conceitos, Importância e estrutura Aula 6 Plano de negócio Conceitos, Importância e estrutura Aula 6 Estrutura do plano de negócio Capa Sumário 1. Sumário executivo 2. Analise estratégica 3. Descrição da empresa 4. Produtos e serviços 5. Plano

Leia mais

Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios

Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios Hulda O. Giesbrecht Enqualab 2013 Congresso da Qualidade em Metrologia São Paulo, 27 de agosto de 2013 Diretoria

Leia mais

Balanced Scorecard Construção e execução

Balanced Scorecard Construção e execução Balanced Scorecard Construção e execução 1 Apresentação Executivo por mais de 30 anos, ocupou cargos de diretor, direção geral e de conselheiro em empresas multinacionais e nacionais de médio e grande

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center

Leia mais

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história Desafio Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história de recuperação, tradição e sucesso no varejo de material de construção mineiro. O único caminho a seguir,

Leia mais

Plano Estratégico 2008-2020

Plano Estratégico 2008-2020 Plano Estratégico 2008-2020 SUMÁRIO Plano Estratégico-02 APRESENTAÇÃO 3 VISÃO SISTÊMICA 6 COMPOSIÇÃO DO PLANO ESTRATÉGICO 8 BASE ESTRATÉGICA 9 Missão 9 Visão 9 Princípios 8 Bandeiras 9 MAPA ESTRATÉGICO

Leia mais

DANTE RAMACCIOTTI ABREU Consultor Associado a Luis Borges Assessoria em Gestão Ltda. FORMAÇÃO ACADÊMICA

DANTE RAMACCIOTTI ABREU Consultor Associado a Luis Borges Assessoria em Gestão Ltda. FORMAÇÃO ACADÊMICA DANTE RAMACCIOTTI ABREU Consultor Associado a Luis Borges Assessoria em Gestão Ltda. FORMAÇÃO ACADÊMICA Graduação Engenharia Industrial Mecânica CEFET MG 1992. PRINCIPAIS ÁREAS DE ATUAÇÃO NA GESTÃO DE

Leia mais

SENAI Paraná Alimentos e Bebidas. Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo

SENAI Paraná Alimentos e Bebidas. Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo SENAI Paraná Alimentos e Bebidas Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo Áreas de atuação Automação Alimentos e Bebidas Celulose e Papel Gestão Mineração / Minerais

Leia mais

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005 Total... 147 358 6 443 364 1 255 903 923 1 233 256 750 157 359 927 105 804 733 1 192 717 909 681 401 937 511 315 972 C Indústrias extrativas... 3 019 126 018 38 315 470 32 463 760 4 145 236 2 657 977 35

Leia mais

Perfil Econômico Municipal

Perfil Econômico Municipal indústria Extração de carvão mineral Extração de petróleo e gás natural Extração de minerais metálicos Extração de minerais não-metálicos Fabricação de alimentos e bebidas Fabricação de produtos do fumo

Leia mais

Companhia de Serviço de Água, Esgoto e Resíduos de Guaratinguetá Rua Xavantes, 1.880 - Jd. Aeroporto - 12512-010 CGC: 09.134.

Companhia de Serviço de Água, Esgoto e Resíduos de Guaratinguetá Rua Xavantes, 1.880 - Jd. Aeroporto - 12512-010 CGC: 09.134. 03/11/2014 02384 4.2.2.01.000006 - Férias (Colaboradores) (0966-3) 6.335,85 03/11/2014 02385 4.1.1.01.000005 - Férias (Colaboradores) (0109-3) 9.741,68 03/11/2014 02386 4.1.3.01.000005 - Férias (Colaboradores)

Leia mais

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras Visão e Missão da Petrobras Visão 2020 Ser uma das cinco maiores

Leia mais

Benchmarking em Produtividade Industrial Como tornar-se uma empresa de Classe Mundial? Claudio Makarovsky Presidente Conselho de Óleo e Gás

Benchmarking em Produtividade Industrial Como tornar-se uma empresa de Classe Mundial? Claudio Makarovsky Presidente Conselho de Óleo e Gás Benchmarking em Produtividade Industrial Como tornar-se uma empresa de Classe Mundial? Claudio Makarovsky Presidente Conselho de Óleo e Gás Agenda O desafio lançado (Prominp IND - P&G 77) Centros de Excelência

Leia mais

Laboratórios - Aparelhos, artigos e equipamentos

Laboratórios - Aparelhos, artigos e equipamentos RELAÇÃO DE EMPRESAS QUE GASTAM BASTANTE EM TELEFONIA Abraçadeiras Fábricas e indústrias em geral Abrasivos Esquadrias de alumínio, madeira e metálicas Aço (de todos os tipos de empresas) Estamparia Acrilico

Leia mais

PRINCIPAIS EMPRESAS CONVENIADAS COM O IFMG - CAMPUS CONGONHAS

PRINCIPAIS EMPRESAS CONVENIADAS COM O IFMG - CAMPUS CONGONHAS ADILEINE SILVA MARTINS Congonhas/MG 20/12/2015 (31) 3731-1035 adileine@bol.com.br ANTÔNIO AUGUSTO DE OLIVEIRA Conselheiro Lafaiete/MG 31/07/2017 gutooliveira6@hotmail.com (31) 8700-0010 A.R. ENGENHARIA

Leia mais

Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa Assessoria de Imprensa Alex Branco Neto MTB: 12.834 Telefone:(11) 3021 4830 e mail: alex.branco@uol.com.br Release Um Grupo 100% brasileiro Somos o principal Grupo de capital nacional no processamento

Leia mais

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015/1 SELEÇÃO PARA CURSOS TECNICOS SUBSEQUENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA Aprovado

Leia mais

Área de Gestão. 1. Cursos de Qualificação e Aperfeiçoamento. Inscrições Abertas. Vagas Limitadas! Faça já a Sua Matrícula.

Área de Gestão. 1. Cursos de Qualificação e Aperfeiçoamento. Inscrições Abertas. Vagas Limitadas! Faça já a Sua Matrícula. Inscrições Abertas Vagas Limitadas! Faça já a Sua Matrícula. Documentos necessários para efetuar a matrícula: RG, CPF e Comprovante de Residência *Parcelamento através de boleto bancário, sujeito a aprovação

Leia mais

Cursos Integrados. Apresentação. Cursos Integrados

Cursos Integrados. Apresentação. Cursos Integrados Guia de cursos 2013 Apresentação Cursos Integrados Prezado(a) candidato(a), O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) preparou um guia dos cursos técnicos que serão oferecidos pela instituição em 2013. A

Leia mais

Tabelas anexas Capítulo 7

Tabelas anexas Capítulo 7 Tabelas anexas Capítulo 7 Tabela anexa 7.1 Indicadores selecionados de inovação tecnológica, segundo setores das indústrias extrativa e de transformação e setores de serviços selecionados e Estado de São

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Sindicatos fortes amplificam a voz da indústria, diz presidente da FIEP. Menu CASAS CONTEÚDO. Notícias. Vídeos. Publicações

Sindicatos fortes amplificam a voz da indústria, diz presidente da FIEP. Menu CASAS CONTEÚDO. Notícias. Vídeos. Publicações Menu CASAS CONTEÚDO Notícias Vídeos Publicações Estatísticas Eventos Sites Áreas de Atuação Conheça a CNI Busca Somar forças. Multiplicar resultados. Programa de Desenvolvimento Associativo Home Sobre

Leia mais

Agnoax Augusto Rodrigues Pereira Padronização e a Gestão de Risco. Desenvolvimento Mobile: Padrões, filosofia e ferramentas

Agnoax Augusto Rodrigues Pereira Padronização e a Gestão de Risco. Desenvolvimento Mobile: Padrões, filosofia e ferramentas Nome palestrante Nome palestra Adoniran Coelho Gerenciamento de Riscos Geotécnicos em Obras Subterrâneas de Túneis Agnoax Augusto Rodrigues Pereira Padronização e a Gestão de Risco Alexandre de Oliveira

Leia mais

INTECNIAL S.A. Erechim RS Brasil

INTECNIAL S.A. Erechim RS Brasil INTECNIAL S.A. Erechim RS Brasil INTECNIAL S/A Grupo nacional fundado em 1968, trabalha com soluções especializadas em fabricação e montagem eletromecânica além de prestação de serviços. Utiliza tecnologia

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 Anexo à Resolução CGM 1.143 DE 08/07/2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 INTRODUÇÃO Este trabalho é o produto de discussões finalizados em fevereiro de 2014, junto à Comissão

Leia mais

Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais

Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais Centro Operacional do Inmetro Xerém/RJ, 31 de julho de 2009 SENAI Grandes Números

Leia mais

Escolas Sustentáveis: Questões e Dilemas em Mato Grosso

Escolas Sustentáveis: Questões e Dilemas em Mato Grosso Escolas Sustentáveis: Questões e Dilemas em Mato Grosso Giselly Rodrigues da Neves S. Gomes Cuiabá-MT, 05 de novembro de 2015 Escolas Sustentáveis Mato Grosso Projeto de Educação Ambiental (PrEA) Política

Leia mais

SERVIDORES DO CCA. Alberto Luis da Silva Pinto Cargo: Assistente em Administração e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa

SERVIDORES DO CCA. Alberto Luis da Silva Pinto Cargo: Assistente em Administração e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa SERVIDORES DO CCA Alberto Luis da Silva Pinto e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa Amilton Gonçalves da Silva Cargo: Auxiliar Operacional Aminthas Floriano Filho Cargo: Técnico

Leia mais

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA ASSUNTOS TRATADOS Cartilha sobre produtos e serviços bancários para Micro e Pequenos Empresários Apresentação dos cases de sucesso e fracasso no setor da Construção Civil Notícias sobre o Fórum Permanente

Leia mais

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Ações MEI Políticas de caráter horizontal (incentivos fiscais, crédito, melhoria de marcos regulatórios); Políticas para setores estratégicos;

Leia mais

Chamada Pública MCTI/FINEP - AT - PRÓ-INOVA. Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação - 11/2010

Chamada Pública MCTI/FINEP - AT - PRÓ-INOVA. Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação - 11/2010 NAGI Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação Chamada Pública MCTI/FINEP - AT - PRÓ-INOVA Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação - 11/2010 Objetivo Estruturação e operação de Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES Sobre o curso: O programa fornece conhecimentos técnicos e de gestão, bem como, ferramentas práticas que auxiliem os participantes na condução das suas equipes. Para

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. 1. Busca e Análise Ambiental. 1.1 Ambiente Interno

PLANO DE NEGÓCIO. 1. Busca e Análise Ambiental. 1.1 Ambiente Interno PLANO DE NEGÓCIO A Grael Consultoria e Assessoria é a denominação de uma empresa que se dedica à prestação de serviços em Sistemas de Gestão Empresarial, voltada à empresas, órgão públicos e entidades

Leia mais

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31)

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) PROGRAMA DE GESTÃO ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL DA SOJA BRASILEIRA. MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) 2011

Leia mais

Senai oferece 24 mil vagas em cursos gratuitos para todo o Estado

Senai oferece 24 mil vagas em cursos gratuitos para todo o Estado Revista de divulgação do Senai de Goiás - Ano 10 - nº 56 - Goiânia, Maio 2013 Alex Portilho Alves, aluno do curso técnico em eletrotécnica: Curso do Senai é um diferencial importante para quem quer se

Leia mais

RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO

RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO RANKING IKGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS DE MATO GROSSO 2012 Apresentação A KGM PESQUISAS apresenta a quarta edição do IKGM ÍNDICE KGM DE APROVAÇÃO POPULAR DOS PREFEITOS. Lançado em 2009, primeiro

Leia mais

Belo Horizonte, 03 de Outubro de 2012. Aos Senhores Participantes

Belo Horizonte, 03 de Outubro de 2012. Aos Senhores Participantes Belo Horizonte, 03 de Outubro de 2012. Página 1 de 5 Aos Senhores Participantes REF.: REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO IEL N.º 001/2012 Cadastro de empresas jurídicas, visando a prestação de serviços de CONSULTORIA,

Leia mais

Soluções Inovadoras em Polímeros

Soluções Inovadoras em Polímeros Soluções Inovadoras em Polímeros Credenciamento na ANP N 562/2015 Credenciado Centro Tecnológico de Polímeros Evolução para Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Polímeros 1992 a 2011 2000 a 2011

Leia mais

Prof. Dr. Carlos Rinaldi Cuiabá, UFMT, 2014

Prof. Dr. Carlos Rinaldi Cuiabá, UFMT, 2014 Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) na UFMT Prof. Dr. Carlos Rinaldi Cuiabá, UFMT, 2014 Hoje, no Brasil, são inúmeras as Instituições de Ensino credenciadas para oferecer cursos na modalidade de

Leia mais

BANCAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO (2013/1) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. ORIENTADOR: Prof. ANDRÉ LUIS DE SOUSA NETO

BANCAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO (2013/1) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. ORIENTADOR: Prof. ANDRÉ LUIS DE SOUSA NETO O coordenador do Núcleo de Atividades Complementares NAC, nos termos da Resolução CONSUP CESUC 003/2010, divulga abaixo a relação das BANCAS PÚBLICAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO do Curso de ADMINISTRAÇÃO,

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015 SELEÇÃO PARA ENSINO PROFISSIONAL INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO, EM REGIME INTEGRAL COM DURAÇÃO DE 3 ANOS, DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015 INFORMAÇÕES

Leia mais

Post Show. 2015 www.fispaltecnologia.com.br

Post Show. 2015 www.fispaltecnologia.com.br Post Show 2015 www.fispaltecnologia.com.br 31ª Fispal Tecnologia registra sucesso em geração de negócios e impressiona expositores A cada edição, a Fispal Tecnologia - Feira Internacional de Processos,

Leia mais

INOVA SENAI EDITAL 2015

INOVA SENAI EDITAL 2015 INOVA SENAI EDITAL 2015 Sumário 1 Estrutura do Inova SENAI... 2 1.1 O que é... 2 1.2 Objetivo... 2 1.3 Objetivos específicos... 2 1.4 Categorias... 3 1.5 Estrutura Organizacional... 4 2 Participantes e

Leia mais