ATOS DO PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATOS DO PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA"

Transcrição

1 BOLETIM DE SERVIÇO Ano XXVI Nº 06 2ª Quinzena de março de 2012 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL ROBERTO MONTEIRO GURGEL Procurador-Geral da República DEBORAH MACEDO DUPRAT DE BRITO PEREIRA Vice-Procuradora-Geral da República LAURO PINTO CARDOSO NETO Secretário-Geral BOLETIM DE SERVIÇO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL SAF/SUL QUADRA 04 LOTE 03 CEP: Brasília/DF Telefone: (61) SUMÁRIO Página Atos do Procurador-Geral da República... 1 Subprocurador Geral... 3 Corregedoria Geral... 4 Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão ª Câmara de Coordenação e Revisão... 6 Secretaria Geral... 7 Secretaria de Administração Comissão de Processo Disciplinar Secretaria de Serviços Integrados de Saúde Procuradoria Regional da República da 1ª Região Procuradoria Regional da República da 2ª Região Procuradoria Regional da República da 3ª Região Procuradoria Regional da República da 4ª Região Procuradoria Regional da República da 5ª Região Procuradoria da República no Estado do Acre Procuradoria da República No Estado de Alagoas Procuradoria da República no Estado do Amapá Procuradoria da República no Estado do Amazonas Procuradoria da República no Estado da Bahia Procuradoria da República no Município de Campo Formoso Procuradoria da República no Estado do Ceará Procuradoria da República no Distrito Federal Procuradoria da República no Estado do Espírito Santo Procuradoria da República no Estado de Goiás Procuradoria da República no Estado do Maranhão Procuradoria da República no Estado do Mato Grosso Procuradoria da República no Estado do Mato Grosso do Sul Procuradoria da República no Estado de Minas Gerais Procuradoria da República no Estado do Pará Procuradoria da República no Estado da Paraíba Procuradoria da República no Estado do Paraná Procuradoria da República no Estado de Pernambuco Procuradoria da República no Estado do Piauí Procuradoria da República no Estado do Rio de Janeiro Procuradoria da República no Estado do Rio Grande do Norte Procuradoria da República no Estado do Rio Grande do Sul Procuradoria da República no Estado de Rondônia Procuradoria da República no Estado de Santa Catarina Procuradoria da República no Município de Caçador Procuradoria da República no Município detubarão Procuradoria da República no Estado de São Paulo Procuradoria da República no Estado de Sergipe Procuradoria da República no Estado do Tocantins Expediente ATOS DO PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA Portaria nº 136, de 29 de março de O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto no art. 62, inciso II, da Lei nº 5.010, de 30/05/1966, RESOLVE: Art. 1º Comunicar que não haverá expediente nas unidades do Ministério Público Federal nos dias 04 a 06/04/2012. Art. 2º As Secretarias de Administração, de Acompanhamento Documental e Processual e de Tecnologia da Informação adotarão providências para o funcionamento da Divisão de Registro e Distribuição de Processos, do Núcleo de Transportes e da Divisão de Suporte Técnico, nas datas indicadas no art. 1º, com o objetivo de assegurar, no âmbito da Procuradoria Geral da República, a prestação de serviço que se fizer necessária. Art. 3º Os Procuradores-Chefes, no âmbito das respectivas unidades, adotarão as providências indicadas no artigo anterior ou outras que entender necessárias. Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

2 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de LICENÇA-PRÊMIO POR TEMPO DE SERVIÇO Em, 19 de março de Processo Administrativo PGR/MPF nº / NIEDJA GORETE DE ALMEIDA ROCHA KASPARY, Procuradora da República. Tendo em vista as atribuições que lhe confere o artigo 4º do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20/11/2008, HOMOLOGO a interrupção, a partir do dia 16/02/2012, do gozo da licença-prêmio por tempo de serviço autorizada inicialmente para o período de 13/02/2012 a 19/02/2012, por meio do Despacho PGR, de 02/02/2012, publicado no Boletim de Serviço/MPF nº 03, da 1ª quinzena de fevereiro de 2012, em virtude de necessidade de serviço. Em, 21 de março de O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, no uso de sua competência legal, tendo em vista as disposições da Portaria PGR nº 537, de 05 de agosto de 2003, suas alterações constantes da Portaria PGR nº 645, de 03 de outubro de 2003, e Portaria PGR nº 525, de 02 de outubro de 2006, RESOLVE AUTORIZAR e HOMOLOGAR os afastamentos dos Membros do Ministério Público Federal, a seguir relacionados, para o gozo de Licença-Prêmio por Tempo de Serviço, na forma prevista no artigo 222, inciso III, parágrafo 3º, da Lei Complementar nº 75/93. Mat. Membros Lotação Quinquênio Período de Gozo Processo Nº 690 Drª.ANA PAULA CARVALHO DE MEDEIROS PR/RS 30/08/2003 a 27/08/ /03/2012 a 16/03/ Drª. ANA PAULA MANTOVANI SIQUEIRA PR/DF 23/02/2002 a 28/03/2012 a 21/02/ /04/ /02/2007 a 03/04/ /02/ Dr. ANDRÉ LOPES LASMAR PR/SP 14/12/2001 a 23/02/2012 a 12/12/ /03/ Drª. ALINE MANCINO DA LUZ CAIXETA PR/RJ 15/03/2004 a 19/03/2012 a 13/03/ /03/ Dr. BRUNO CAIADO DE ACIOLI PR/DF 31/07/2004 a 21/03/2012 a 29/07/ /03/ Dr. EDMAC LIMA TRIQUEIRO PR/CE 30/01/2006 a 09/03/2012 a 28/01/ /04/ Dr. JEFFERSON APARECIDO DIAS PR/SP 06/01/1992 a 05/03/2012 a 03/01/ /03/ Dr. JOSÉ LUCAS PERRONI KALIL PR/MG 19/09/2006 a 13/04/2012 a 17/09/ /04/ Dr. MARCO AURÉLIO ALVES ADÃO PR/PI 11/06/1999 a 12/03/2012 a 08/06/ /03/ /06/2004 a 18/03/2012 a 07/06/ /03/ Drª.MARIA HELENA DE CARVALHO NOGUEIRA DE PAULA PRR- 2ª 11/12/1997 a 23/03/2012 a Região 09/12/ /03/ / / / / / / / / / /98-09 Em, 28 de março de O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, no uso de sua competência legal, tendo em vista as disposições da Portaria PGR nº 537, de 05 de agosto de 2003, suas alterações constantes da Portaria PGR nº 645, de 03 de outubro de 2003, e Portaria PGR nº 525, de 02 de outubro de 2006, RESOLVE AUTORIZAR e HOMOLOGAR os afastamentos dos Membros do Ministério Público Federal, a seguir relacionados, para o gozo de Licença-Prêmio por Tempo de Serviço, na forma prevista no artigo 222, inciso III, parágrafo 3º, da Lei Complementar nº 75/93. Mat. Membros Lotação Quinquênio Período de Gozo Processo nº 590 Dra. ADRIANA ZAWADA MELO PRR-1ª 30/08/2003 a 08/03/2012 a Região 27/08/ /03/ / Dra. FLÁVIA RIGO NÓBREGA PR-SP 30/09/2004 a 11/06/2012 a 28/09/ /06/ / Dr. MARCUS VINÍCIUS DE VIVEIROS DIAS PR-SP 17/02/2007 a 01/08/2012 a 15/02/ /09/ /

3 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Dr. PEDRO ANTÔNIO ROSO PR-RS 27/04/2000 a 25/04/ /04/2005 a 24/04/ /03/2012 a 27/03/ /03/2012 a 04/04/ / ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS Procurador-Geral SUBPROCURADOR GERAL GABINETE DO SUBPROCURADOR-GERAL Portaria nº 01, de 26 de março de O SUBPROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA BRASILINO PEREIRA DOS SANTOS, na condição de Presidente da Comissão de Sindicância n / , nomeado através da Portaria CNMP-CN n 64, de 27 de junho de 2011, baixada pelo Senhor Corregedor Nacional do Ministério Público, no uso de suas atribuições legais e constitucionais; Considerando os relevantes serviços prestados pelo Servidor GUILHERME NOGUEIRA DA GAMA CORDEIRO, Analista Processual, Matrícula , lotado na Procuradoria-Geral da República, Assessor e Secretário da mencionada Comissão de Sindicância, tendo sempre demonstrado o máximo de zelo, pontualidade e dedicação às missões e encargos que lhe foram confiados; Considerando o reconhecimento e deliberação unânime dos Membros da Comissão, composta igualmente por Dr. EDILSON ALVES DE FRANÇA e por Dra. DENISE VINCI TÚLIO, ambos Subprocuradores-Gerais da República: RESOLVE: Elogiar o Servidor GUILHERME NOGUEIRA DA GAMA CORDEIRO, pelos relevantes serviços prestados ao Ministério Público Federal, especialmente no exercício de suas atribuições perante a referida Comissão. Para constar, lavrou-se esta Portaria. Portaria nº 02, de 26 de março de O SUBPROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA BRASILINO PEREIRA DOS SANTOS, na condição de Presidente da Comissão de Sindicância n / , nomeado através da Portaria CNMP-CN n 64, de 27 de junho de 2011, baixada pelo Senhor Corregedor Nacional do Ministério Público, no uso de suas atribuições legais e constitucionais; Considerando os relevantes serviços prestados pelo Servidor CLEVIS ANTONINO RODRIGUES JÚNIOR, Técnico de Apoio Especializado Transporte, Matrícula nº , lotado na Procuradoria-Geral da República, Assessor e Secretário da mencionada Comissão de Sindicância, tendo sempre demonstrado o máximo de zelo, pontualidade e dedicação às missões e encargos que lhe foram confiados; Considerando o reconhecimento e deliberação unânime dos Membros da Comissão, composta igualmente por Dr. EDILSON ALVES DE FRANÇA e por Dra. DENISE VINCI TÚLIO, ambos Subprocuradores-Gerais da República: RESOLVE: Elogiar o Servidor CLEVIS ANTONINO RODRIGUES JÚNIOR, pelos relevantes serviços prestados ao Ministério Público Federal, especialmente no exercício de suas atribuições perante a referida Comissão. Para constar, lavrou-se esta Portaria. Portaria nº 03, de 26 de março de O Subprocurador-Geral da República BRASILINO PEREIRA DOS SANTOS, na condição de Presidente da Comissão de Sindicância n / , nomeado através da Portaria CNMP-CN n 63, de 27 de junho de 2011, baixada pelo Senhor Corregedor Nacional do Ministério Público, no uso de suas atribuições legais e constitucionais; Considerando os relevantes serviços prestados pela Servidora ALESSANDRA DA SILVA MOREIRA, Analista Processual, Matrícula nº , lotada na Procuradoria-Geral da República, Assessora e Secretária da mencionada Comissão de Sindicância, tendo sempre demonstrado o máximo de zelo, pontualidade e dedicação às missões e encargos que lhe foram confiados; Considerando o reconhecimento e deliberação unânime dos Membros da Comissão, composta igualmente por Dr. EDILSON ALVES DE FRANÇA e por Dra. DENISE VINCI TÚLIO, ambos Subprocuradores-Gerais da República: RESOLVE:

4 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Elogiar a Servidora ALESSANDRA DA SILVA MOREIRA, pelos relevantes serviços prestados ao Ministério Público Federal, especialmente no exercício de suas atribuições perante a referida Comissão. Para constar, lavrou-se esta Portaria. BRASILINO PEREIRA DOS SANTOS Subprocurador-Geral da República CORREGEDORIA GERAL GABINETE DO CORREGEDOR-GERAL Portaria nº 13, de 16 de março de O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, pelo art. 3º, V, do Regimento da Corregedoria do Ministério Público Federal (Resolução CSMPF nº 100, de 3 de novembro de 2009, alterada pela Resolução CSMPF nº 123, de 6 de dezembro de 2011), RESOLVE: Art 1º Designar o Subprocurador-Geral da República EDILSON ALVES DE FRANÇA, Corregedor-Geral Suplente do Ministério Público Federal, o Subprocurador-Geral da República BRASILINO PEREIRA DOS SANTOS e o Procurador Regional da República da 1ª Região JOSÉ AUGUSTO TORRES POTIGUAR para, sob a presidência do primeiro, comporem a Comissão de Correição Ordinária na Procuradoria Regional da República da 5ª Região, a realizar-se no período de 10 a 13 de abril de 2012, cujo fim é verificar a regularidade do serviço, a eficiência e a pontualidade do Membro do Ministério Público Federal no exercício de suas funções, o cumprimento das obrigações legais (art. 236 da LC 75/93), bem como levantar as dificuldades e necessidades da unidade, com objetivo de apresentar sugestões a serem encaminhadas aos Órgãos Superiores do Ministério Público Federal. Art. 2º No procedimento da correição ordinária será observado o Ato Ordinatório CMPF nº 1, de 25 de janeiro de 2012 (alterado pelo Ato Ordinatório CMPF nº 2, de 7 de fevereiro de 2012). Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data da sua assinatura. Publique-se no Boletim de Serviço e no Diário da União. Portaria nº 14, de 22 de março de O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, considerando o Ofício nº 100/2012/GABPC/PR/AM encaminhado à Corregedoria do Ministério Público Federal pelo Procurador-Chefe da Procuradoria da República no Estado do Amazonas, RESOLVE: Art. 1º Instaurar Sindicância sob o nº / , para apurar a responsabilidade funcional do membro do Ministério Público Federal nos fatos ali descritos. Art. 2º Designar o Subprocurador-Geral da República OSWALDO JOSÉ BARBOSA SILVA, para cumprir os encargos desta designação objetivando a realização das ações administrativas adequadas à apuração dos fatos noticiados para ao final oferecer relatório circunstanciado com proposição de arquivamento do feito ou opinando pela instauração de inquérito administrativo ante a constatação de falta funcional da sindicada na espécie consideradas as disposições do art. 236 e incisos da LC nº 75/93. Art. 3º Fixar o prazo de 30 (trinta) para a conclusão da apuração a contar da data de instalação dos trabalhos, consideradas as eventuais prorrogações de lei. Portaria nº 15, de 22 de março de O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, pelo art. 3º, V, do Regimento da Corregedoria do Ministério Público Federal (Resolução CSMPF nº 100, de 3 de novembro de 2009, alterada pela Resolução CSMPF nº 123, de 6 de dezembro de 2011), RESOLVE: Art 1º Designar o Subprocurador-Geral da República EDILSON ALVES DA FRANÇA, Corregedor-Geral Suplente do Ministério Público Federal, os Procuradores Regionais da República da 2ª Região FLÁVIO PAIXÃO DE MOURA JÚNIOR e ADRIANA DE FARIAS PEREIRA e o Procurador da República no Estado do Rio de Janeiro GINO LICCIONE para, sob a presidência do primeiro, comporem a Comissão de Correição Ordinária na Procuradoria da República no Estado do Espírito Santo e nas Procuradorias da República nos Municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e São Mateus, a realizar-se no período de 24 a 26 de abril de 2012, cujo fim é verificar a regularidade do serviço, a eficiência e a pontualidade do Membro do Ministério Público Federal no exercício de suas funções, o cumprimento das obrigações legais (art. 236 da LC 75/93), bem como levantar as dificuldades e necessidades da unidade, com objetivo de apresentar sugestões a serem encaminhadas aos Órgãos Superiores do Ministério Público Federal.

5 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Art. 2º No procedimento da correição ordinária será observado o Ato Ordinatório CMPF nº 1, de 25 de janeiro de 2012 (alterado pelo Ato Ordinatório CMPF nº 2, de 7 de fevereiro de 2012). Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data da sua assinatura. Publique-se no Boletim de Serviço e no Diário da União. Portaria nº 16, de 29 de março de O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993 e pelo art. 3º, V, do Regimento da Corregedoria do MPF (Resolução CSMPF nº 100, de 3 de novembro de 2009), alterada pela Resolução CSMPF nº 123, de 6 de dezembro de 2011). RESOLVE: Art 1º Designar, em substituição à Procuradora Regional da República da 2ª Região ADRIANA DE FARIAS PEREIRA, o Procurador Regional da República MÁRCIO BARRA LIMA para compor a Comissão de Correição Ordinária na Procuradoria da República no Estado do Espírito Santo e nas Procuradorias da República nos Municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e São Mateus, no período de 24 a 26 de abril de Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data da sua assinatura. Publique-se no Boletim de Serviço e no Diário de Justiça da União. Portaria nº 17, de 30 de março de O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, pelo art. 3º, V, do Regimento da Corregedoria do Ministério Público Federal (Resolução CSMPF nº 100, de 3 de novembro de 2009, alterada pela Resolução CSMPF nº 123, de 6 de dezembro de 2011), RESOLVE: Art 1º Designar os Procuradores Regionais da República da 1ª Região MARIA SOARES CAMELO CORDIOLI e CARLOS ALBERTO CARVALHO DE VILHENA COELHO e os Procuradores da República no Distrito Federal GUSTAVO PESSANHA VELLOSO e BRUNO FEIRE DE CARVALHO CALABRICH para, sob a presidência do Corregedor- Geral do Ministério Público Federal, comporem a Comissão de Correição Ordinária na Procuradoria da República no Maranhão e nas Procuradorias da República nos Municípios de Imperatriz e Caxias, a realizar-se no período de 16 a 19 de abril de 2012, cujo fim é verificar a regularidade do serviço, a eficiência e a pontualidade do Membro do Ministério Público Federal no exercício de suas funções, o cumprimento das obrigações legais (art. 236 da LC 75/93), bem como levantar as dificuldades e necessidades da unidade, com objetivo de apresentar sugestões a serem encaminhadas aos Órgãos Superiores do Ministério Público Federal. Art. 2º No procedimento da correição ordinária será observado o Ato Ordinatório CMPF nº 1, de 25 de janeiro de 2012 (alterado pelo Ato Ordinatório CMPF nº 2, de 7 de fevereiro de 2012). Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data da sua assinatura. Publique-se no Boletim de Serviço e no Diário da União. Portaria nº 18, de 30 de março de O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, pelo art. 3º, V, do Regimento da Corregedoria do Ministério Público Federal (Resolução CSMPF nº 100, de 3 de novembro de 2009, alterada pela Resolução CSMPF nº 123, de 6 de dezembro de 2011), RESOLVE: Art 1º Designar os Procuradores Regionais da República da 1ª Região MARIA SOARES CAMELO CORDIOLI e CARLOS ALBERTO CARVALHO DE VILHENA COELHO e os Procuradores da República no Distrito Federal GUSTAVO PESSANHA VELLOSO e BRUNO FEIRE DE CARVALHO CALABRICH para, sob a presidência do Corregedor- Geral do Ministério Público Federal, comporem a Comissão de Correição Ordinária na Procuradoria da República no Piauí e nas Procuradorias da República no Município de Picos, a realizar-se no período de 16 a 19 de abril de 2012, cujo fim é verificar a regularidade do serviço, a eficiência e a pontualidade do Membro do Ministério Público Federal no exercício de suas funções, o cumprimento das obrigações legais (art. 236 da LC 75/93), bem como levantar as dificuldades e necessidades da unidade, com objetivo de apresentar sugestões a serem encaminhadas aos Órgãos Superiores do Ministério Público Federal. Art. 2º No procedimento da correição ordinária será observado o Ato Ordinatório CMPF nº 1, de 25 de janeiro de 2012 (alterado pelo Ato Ordinatório CMPF nº 2, de 7 de fevereiro de 2012). Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data da sua assinatura. Publique-se no Boletim de Serviço e no Diário da União. EUGÊNIO JOSÉ GUILHERME DE ARAGÃO Corregedor-Geral

6 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO GABINETE DA PROCURADORA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO Portaria nº 14, de 26 de março de A PROCURADORA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições decorrentes do art. 11 da Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, relacionadas à defesa dos direitos constitucionais do cidadão; Considerando a Portaria nº 3/2010-PFDC/MPF, de 10 de maio de 2010, publicada no Boletim de Serviço do MPF nº 09, da 1ª quinzena de maio de 2010; que instituiu o Subgrupo do GT Sistema Prisional no Estado de São Paulo, com o objetivo de dar efetividade às propostas do Grupo de Trabalho Sistema Prisional ; e as alterações posteriores; Considerando o teor do Ofício PRR/3ª Região n 937/2012-Gab/PBFMC, de 13 de março de 2012, oriundo da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, RESOLVE: 1 ) Alterar a denominação de Subgrupo para Grupo de Trabalho Sistema Prisional no Estado de São Paulo; nomeando o Procurador PAULO TAUBEMBLATT como coordenador; ficando assim sua composição: - PAULO TAUBEMBLATT (PR/SP membro do Conselho Penitenciário) Coordenador; - PAULA BAJER FERNANDES MARTINS DA COSTA (PRR 3ª Região membro do GT Sistema Prisional); - CARLOS RENATO SILVA E SOUZA (PR/SP membro do Conselho Penitenciário); - FERNANDA TEIXEIRA SOUZA DOMINGOS TAUBEMBLATT (PR/SP membro do Conselho Penitenciário); - JEFFERSON APARECIDO DIAS (PRDC/SP); - ROBERTO ANTÔNIO DASSIÉ DIANA (PR/SP controle externo da atividade policial); - DENISE NEVES ABADE (PRR-3ª Região/SP); - MARCELA MORAES PEIXOTO (PRR-3ª Região/SP). 2º) Este grupo terá vigência de um ano a partir de sua publicação. 3 ) Publique-se. 2ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO GABINETE DA COORDENADORA GILDA PEREIRA DE CARVALHO Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão Portaria nº 30, de 20 de março de Cria o Grupo de Trabalho de Combate a Fraudes com Títulos Públicos na 2ª âmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal e designa os integrantes representantes do Ministério Público Federal. A 2ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no exercício das atribuições que lhe são conferidas no artigo 62, inciso I, da Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, RESOLVE: Art. 1º Nomear os integrantes do Grupo de Trabalho de Combate a Fraudes com Títulos Públicos da 2ª Câmara de Coordenação e Revisão, a seguir designados: Dra. ANA CAROLINA RESENDE MAIA GARCIA PR/DF; Dr. CARLOS BRUNO FERREIRA DA SILVA PR/ES; Dr. RAFAEL OTÁVIO BUENO SANTOS PRM/Dourados-MS. Art. 2º. O Grupo de Trabalho de Combate a Fraudes com Títulos Públicos sugerirá as metas a serem cumpridas no ano de 2012 e o seu cronograma de trabalho à consideração da 2ª Câmara de Coordenação e Revisão. Art. 3º. O Grupo de Trabalho tem mandato de um ano, a contar da data desta Portaria. Art. 4º. Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria nº 31, de 20 de março de Cria Grupo de Trabalho elaboração de proposta de Termo de Cooperação interinstitucional entre 2ª Câmara de Coordenação e

7 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Revisão do Ministério Público Federal e a Secretaria da Receita Federal do Brasil para controle das representações fiscais cujos débitos estão parcelados. A 2ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no exercício das atribuições que lhe são conferidas no artigo 62, inciso I, da Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, RESOLVE: Art. 1º Nomear os integrantes da 2ª âmara de Coordenação e Revisão a comporem ogrupo de Trabalho elaboração de proposta de Termo de Cooperação interinstitucional,a seguir designados: Dr. ANDRÉ LIBONATI PR/SP; Dra.FLÁVIA RIGO NÓBREGA PRM/ Guarulhos - SP; Dr. PATRICK SALGADO MARTINS PR/MG; Dr. SAMIR NACHEF PRM/Arapiraca - AL. Art. 2º. O Grupo de Trabalho elaboração de proposta de Termo de Cooperação interinstitucional será Coordenado pelo Procurador da República em Minas Gerais, PATRICK SALGADO MARTINS. Art. 3º. A proposta de Termo de Cooperação Institucional terá por objeto: a) débitos tributários constituídos e parcelados,a respeito do qual já houve comunicação ao Ministério Público Federal: por meio de representação fiscal para fins penais, tendo sido ou não instaurado inquérito policial, por meio de instauração de procedimento de investigação criminal, ou por meio de ação penal já instaurada; b) débitos tributários relativos a contribuição previdenciária,a respeito dos quais já houve comunicação ao Ministério Público Federal: por intermédio de representações fiscais para fins penais, sobre os quais não há informação da Receita Federal acerca do trânsito em julgado, e que já tenham sido convertidos em inquérito policial, por meio de instauração de procedimento investigatório criminal ou por meio de ação penal já instaurada. Art. 4º. A proposta de Termo de Cooperação Institucional deverá ser apresentada à consideração da 2ª Câmara de Coordenação e Revisão até o dia 30 de março de Art. 4º. Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria nº 32, de 21 de março de Designa novo integrante do Grupo de Trabalho de Enfrentamento à Corrupção, Apropriação e Desvio de Verbas Federais nos Municípios. A 2ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no exercício da coordenação das atribuições criminais da instituição, definida no artigo 62-I da Lei Complementar nº 75, de 20 de maio de 1993, RESOLVE: Art. 1º. Designar como integrante do Grupo de Trabalho de Enfrentamento à Corrupção, Apropriação e Desvio de Verbas Federais nos Municípios a Procuradora Regional da República da 2ª Região ADRIANA DE FARIAS PEREIRA. Art. 2º. Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. RAQUEL ELIAS FERREIRA DODGE Coordenadora SECRETARIA GERAL GABINETE DO SECRETÁRIO-GERAL Portaria nº 433, de 28 de fevereiro de 2012.(*) O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo art. 23, II, da Portaria PGR/MPF nº 591, de 20/11/08, e tendo em vista o disposto no artigo 38, da Lei nº 8.112, de 11/12/90, RESOLVE: 1. Dispensar DANIEL MENEZES SIMÕES, ocupante do cargo de Técnico de Informática, matrícula 10822, do encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Convergência de Tecnologias, FC-2, da Coordenadoria de Suporte Técnico, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 2. Designar GUILHERME FREITAS FERRAZ, ocupante do cargo de Analista de Informática Suporte Técnico, matrícula 17597, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Convergência de Tecnologias, FC- 2, da Coordenadoria de Suporte Técnico, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal (*) Matéria encaminhada para publicação no Boletim da 2ª quizena de março/2012.

8 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Portaria nº 391, de 19 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo art. 23, II, da Portaria PGR/MPF nº 591, de 20/11/08, e tendo em vista o disposto no artigo 38, da Lei nº 8.112, de 11/12/90, RESOLVE 1. Dispensar HENRIQUE PATRICIO SANT ANNA BRANCO, ocupante do cargo de Técnico Administrativo, matrícula 20158, do encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Gestão de Sistemas de Terceiros, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 2. Dispensar RODRIGO EMANOEL ARAÚJO DE FREITAS, ocupante do cargo de Analista de Informática Desenvolvimento de Sistemas, matrícula 22046, do encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Implementação e Testes de Sistemas, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 3. Dispensar NEY LIRA DE ABREU, ocupante do cargo de Técnico de Informática, matrícula 17456, do encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Atendimento ao PGR, Vice-PGR, Vice-PGE e Conselhos, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 4. Dispensar ANDRÉ GERALDO VIEIRA, ocupante do cargo de Técnico de Informática, matrícula 19451, do encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Sistema Legislação e Acompanhamento de Pessoal, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 5. Dispensar LEILA DE FÁTIMA SOUSA CARVALHO, ocupante do cargo de Analista de Informática Desenvolvimento de Sistemas, matrícula 17725, do encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Arquitetura de Sistemas, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 6. Dispensar PEDRO HENRIQUE DE CASTRO SEBBA, ocupante do cargo de Analista de Informática Desenvolvimento de Sistemas, matrícula 20078, do encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Projetos de Sistemas, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 7. Designar RENATO COSTA ALVES DE SOUSA, ocupante do cargo de Analista de Informática Desenvolvimento de Sistemas, matrícula 21364, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Implementação e Testes de Sistemas, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 8. Designar ULISSES SANTOS ARAÚJO, ocupante do cargo de Analista de Informática Desenvolvimento de Sistemas, matrícula 8781, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Atendimento ao PGR, Vice- PGR, Vice-PGE e Conselhos, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. 9. Designar GUSTAVO HENRIQUE OLIVEIRA PAIVA, ocupante do cargo de Analista de Informática Desenvolvimento de Sistemas, matrícula 18271, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Gestão de Sistemas de Terceiros, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. Designar GABRIEL CARDOSO PIMENTA, ocupante do cargo de Técnico de Informática, matrícula 21559, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Sistema Legislação e Acompanhamento de Pessoal, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. Designar ROGÉRIO REIS BATISTA, ocupante do cargo de Técnico de Informática, matrícula 17759, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Arquitetura de Sistemas, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. Designar ROGÉRIO GILDO ARAÚJO, ocupante do cargo de Técnico de Informática, matrícula 11090, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe da Seção de Projetos de Sistemas, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal. Portaria nº 392, de 19 de março de Designação de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: GILVETE DIEL BASTOS DE SOUZA, matrícula 5158, CSA/SA. Gestor Substituto: CAMILA VIANA LIMA, matrícula 22517, CSA/SA. Termo de Contrato nº. 05/2012.

9 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Empresa: Calevi Mineradora e Comércio Ltda. Objeto: Fornecimento de água mineral natural, potável, com gás, em garrafas entre 500 e 600 ml, visando atender às necessidades da Procuradoria Geral da República. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. Portaria nº 394, de 19 de março de Designação de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: VINÍCIUS PACHECO, matrícula 13166, STI/SG. Gestor Substituto: NEI ISAIAS DE ANDRADE COELHO, matrícula 17550, STI/SG. Termo de Contrato nº: 01/2012 Empresa:Global Crossing Comunicações do Brasil Ltda Objeto: prestação dos serviços de help desk, monitoração, gerência, configuração, gestão dos serviços e ativos, conforme Cláusula Segunda deste Contrato e em continuidade aos serviços do Contrato , para dar cumprimento à decisão judicial, contida nos autos da ação ordinária Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. Portaria nº 395, de 19 de março de Designação de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: DIEGO EDUARDO MENDES SILVA, matrícula 15655, STI/SG. Gestor Substituto: NEI ISAÍAS DE ANDRADE COELHO, matrícula 17550, STI/SG. Termo de Contrato nº: 64/2011. Empresa: Global Village Telecom Ltda. Objeto: prestação de serviços de telecomunicações, utilizando tecnologia MPLS (Multi Protocol Label Switching), com capacidade para prover tráfego de dados, voz e imagem entre as unidades do MPF, em todo o território nacional, compreendendo o fornecimento, instalação e manutenção de um circuito dedicado de acesso à Internet, com gerenciamento próativo. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. Portaria nº 396, de 19 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo art. 23, II, da Portaria PGR/MPF nº 591, de 20/11/08, e tendo em vista o disposto no artigo 38, da Lei nº 8.112, de 11/12/90, RESOLVE 1.Dispensar ANDREZA GONÇALVES FERREIRA DE AGUIAR, ocupante do cargo de Técnico Administrativo, matrícula 21385, do encargo de substituto eventual do Chefe do Núcleo de Autorização e Controle, FC-3, do Programa de Saúde e Assistência Social do Ministério Público Federal. 2. Dispensar CARLA SOUSA NUNES MARTINS, ocupante do cargo de Técnico Administrativo, matrícula 22496, do encargo de substituto eventual do Chefe do Setor de Assistência Social, FC-1, do Programa de Saúde e Assistência Social do Ministério Público Federal. 3. Designar WILLIAN TOSTA PEREIRA DE OLIVEIRA, ocupante do cargo de Técnico Administrativo, matrícula 21370, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe do Núcleo de Autorização e Controle, FC-3, do Programa de Saúde e Assistência Social do Ministério Público Federal. 4. Designar WILLIAN TOSTA PEREIRA DE OLIVEIRA, ocupante do cargo de Técnico Administrativo, matrícula 21370, para exercer o encargo de substituto eventual do Chefe do Setor de Assistência Social, FC-1, do Programa de Saúde e Assistência Social do Ministério Público Federal.

10 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Portaria nº 397, de 19 de março de Designação de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: GILVETE DIEL BASTOS DE SOUZA, matrícula 5158, CSA/SA. Gestor Substituto: CAMILA VIANA LIMA, matrícula 22517, CSA/SA. Termo de Contrato nº: 04/2012. Empresa: Hellen Jarjour ME. Objeto: Fornecimento de água mineral natural, potável, sem gás, acondicionado em garrafões de 20 (vinte) litros visando atender às necessidades da Procuradoria Geral da República. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. Portaria nº 398, de 19 de março de Designação de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: GILVETE DIEL BASTOS DE SOUZA, matrícula 5158, CSA/SA. Gestor Substituto: CAMILA VIANA LIMA, matrícula 22517, CSA/SA. Termo de Contrato nº: 08/2012. Empresa: UEDAMA Comércio de Produtos Alimentícios Ltda. Objeto: Fornecimento de açúcar cristal de primeira qualidade e adoçante dietético líquido, visando atender às necessidades da Procuradoria Geral da República. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. Portaria nº 399, de 19 de março de Designação de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: GILVETE DIEL BASTOS DE SOUZA, matrícula 5158, CSA/SA. Gestor Substituto: CAMILA VIANA LIMA, matrícula 22517, CSA/SA. Termo de Contrato nº. 07/2012. Empresa: UEDAMA Comércio de Produtos Alimentícios Ltda. Objeto: Fornecimento de café torrado e moído, visando atender às necessidades da Procuradoria Geral da República. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. Portaria nº 403, de 19 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo art. 23, II, da Portaria PGR/MPF nº 591, de 20/11/08, considerando o que consta no Processo Administrativo nº / , e em razão da decisão judicial exarada nos autos do Processo nº ª VF/DF, RESOLVE: Remover, na condição sub judice, a servidora WANDERLANGE DE SOUZA LIMA PESSOA, matrícula nº 16066, ocupante do cargo de Técnico Administrativo, da Procuradoria da República no Estado da Paraíba para a Procuradoria da República no Estado do Rio Grande do Norte.

11 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Portaria nº 404, de 19 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi delegada pela Portaria PGR nº 288, de 12 de junho de 2007, RESOLVE: Art.1º Conceder Promoção na Carreira do servidor HERMEBERT HERMES SIQUEIRA DE SOUSA, matrícula , ocupante do cargo de Técnico Administrativo, código TC20100: da Classe A, Padrão 5 para Classe B, Padrão 6, com efeitos financeiros a partir de 21 de novembro de da Classe B, Padrão 10 para Classe C, Padrão 11, com efeitos financeiros a partir de 21 de novembro de Art.2º Conceder Progressão Funcional ao servidor HERMEBERT HERMES SIQUEIRA DE SOUSA, matrícula , ocupante do cargo de Técnico Administrativo, código TC20100: da Classe B, Padrão 6 para Classe B, Padrão 7, com efeitos financeiros a partir de 21 de novembro de da Classe B, Padrão 7 para Classe B, Padrão 8, com efeitos financeiros a partir de 21 de novembro de da Classe B, Padrão 8 para Classe B, Padrão 9, com efeitos financeiros a partir de 21 de novembro de da Classe B, Padrão 9 para Classe B, Padrão 10, com efeitos financeiros a partir de 21 de novembro de Art.3º Excluir o nome do servidor das Portarias: SG/MPF Nº 850, de 13 de novembro de 2007, BS/MPF Nº 21 - da 1ª quinzena de novembro de SG/MPF Nº 853, de 05 de novembro de 2008, BS/MPF Nª 21, da 1ª quinzena de novembro de SG/MPF Nº 1060, de 05 de novembro de 2009, BS/MPF Nª 21, da 1ª quinzena de novembro de SGS/MPF Nº 1140, de 04 de novembro de 2010, BS/MPF Nª 21, da 1ª quinzena de novembro de SGA/MPF Nº 1422, de 04 de novembro de 2011, BS/MPF Nª 21, da 1ª quinzena de novembro de Portaria nº 405, de 19 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi delegada pela Portaria PGR nº 288, de 12 de junho de 2007, RESOLVE: Art.1º Conceder Progressão Funcional ao servidor DANIEL REZENDE SILVEIRA, matrícula , ocupante do cargo de Técnico de Informática, código TC20200, da Classe B, Padrão 7 para Classe B, Padrão 8, com efeitos financeiros a partir de 28 de dezembro de 2011; Art.2º Conceder Progressão Funcional ao servidor GIOVANNE LIBRELON DE SOUZA, matrícula , ocupante do cargo de Técnico de Informática, código TC20200, da Classe B, Padrão 7 para Classe B, Padrão 8, com efeitos financeiros a partir de 29 de dezembro de 2011; Portaria nº 409, de 20 de março de Designação de servidor para a Conformidade Documental da Unidade Gestora. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria nº 591, de 20 de novembro de 2008 e, tendo em vista o disposto no artigo 1º, 6º, 8º e único da Instrução Normativa nº 06 da Secretaria do Tesouro Nacional STN, de 31 de outubro de 2007, RESOLVE: Art. 1º Designar o servidor EDUARDO MASAYUKI NAKANDAKARI, técnico administrativo, matrícula 20740, para, na condição de chefe titular da Seção de Conformidade de Suporte Documental, responsabilizar-se pela certificação no Sistema Integrado de Administração Financeira SIAFI da Conformidade dos Registros de Gestão da Unidade Gestora Secretaria de Administração do Ministério Público Federal. Art. 2º Dispensar o servidor CARLOS MAGNO DE LIMA, matrícula 4054, do encargo de chefe titular da Seção de Conformidade de Suporte Documental, responsável pela certificação no Sistema Integrado de Administração Financeira SIAFI da Conformidade dos Registros de Gestão da Unidade Gestora Secretaria de Administração do Ministério Público Federal. Art. 3º Esta portaria entra em vigor no ato de sua publicação. Portaria nº 416, de 21 de março de Designação de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE:

12 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: TATIANA MARTINEWSKI BICCA, matrícula 10869, SECOM. Gestor Substituto: JOÃO CARLOS SARAIVA PINHEIRO, matrícula 20937, SECOM. Termo de Contrato nº: 10/2012. Empresa: LR Luna Festas Ltda-ME. Objeto: fornecimento de lanches e congêneres visando atender os eventos do Ministério Público Federal MPF, vinculados direta e concretamente aos objetivos institucionais previstos no art. 5º da Lei Complementar 75/93, bem como nos artigos 127 e 129 da Constituição Federal. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. Portaria nº 418, de 22 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo art. 23, II, da Portaria PGR/MPF nº 591, de 20/11/08, e tendo em vista o disposto no artigo 38, da Lei nº 8.112, de 11/12/90, RESOLVE Designar LUIZ HENRIQUE SUZUKI, ocupante do cargo de Técnico de Informática, matrícula 21452, para substituir, no período de 19 a 28 de março de 2012, o Chefe da Seção de Sistemas Gestão de Documentos e Processos Administrativos, FC-2, da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério Público Federal, por motivo de licença à maternidade da titular e férias do substituto eventual. Portaria nº 430, de 26 de março de Substituição de gestor de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º Alterar a Portaria SG nº 1703, de 21 de dezembro de 2011, publicada no Boletim de Serviço do MPF nº 24 da 2ª quinzena de dezembro de 2011, designando os servidores abaixo relacionados como gestores do contrato a seguir: Gestor: ISRAEL PEREIRA COELHO, matrícula 6962, CSA/SA. Gestor Substituto: FERNANDO TASSO MOREIRA, matrícula 17539, CSA/SA. Termo de Contrato nº 20/2011. Empresa: Kazar Investimentos Imobiliários Ltda. Objeto: locação do imóvel comercial situado no SAF Sul, Quadra 02, Lote 09, Brasília/DF, destinado à instalação de unidades do Ministério Público da União e da Procuradoria Geral da República. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Portaria nº 432, de 28 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi delegada pelo art. 23, inciso II do Regimento Interno, considerando o Laudo Técnico de Insalubridade, expedido pelo Tribunal Regional do Trabalho em 13 de junho de 2011, e tendo em vista o que consta do Processo Administrativo PRRS/MPF nº / , RESOLVE: Art. 1º Manter o pagamento do adicional de insalubridade, a partir de 30 de março de 2012, ao servidor MATHEUS RORIZ SILVA CRUZ, Analista de Saúde, Clínica Médica, matrícula , lotado no serviço médico da PR/RS, no percentual de 10% (dez por cento), correspondente ao grau médio, calculado sobre o vencimento do cargo efetivo, nos termos do artigo 68 da lei nº 8112/90 e do item I e 3º do artigo 12 da Lei nº 8270/91 Art. 4º Esta portaria entra em vigor na data de sua assinatura. Portaria nº 440, de 28 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi delegada pela Portaria PGR nº 288, de 12 de junho de 2007, RESOLVE: Conceder Progressão Funcional ao servidor ROMEU RODRIGUES REIS, matrícula , ocupante do cargo de Analista Processual, código AN10100, da Classe A, Padrão 4 para Classe A, Padrão 5, com efeitos financeiros a partir de 5 de dezembro de Portaria nº 441, de 28 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi delegada pela Portaria PGR nº 288, de 12 de junho de 2007, RESOLVE:

13 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Conceder Progressão Funcional ao servidor EMERSON FERNANDO MENDES PAES BARRETO, matrícula , ocupante do cargo de Técnico de Apoio Especializado - Transporte, código TC20404, da Classe C, Padrão 13 para Classe C, Padrão 14, com efeitos financeiros a partir de 14 de dezembro de Portaria nº 442, de 28 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo art. 23, II, da Portaria PGR/MPF nº 591, de 20/11/08, e considerando o disposto no artigo 1º, inciso III, da Portaria PGR/MPU nº 273, de 13 de maio de 2011, e o que consta no Processo Administrativo nº / , RESOLVE: Remover, no interesse da administração, sem ônus para o MPF, a servidora POLIANA BACCHETTI CÉZAR, matrícula nº 22796, ocupante do cargo de Técnico Administrativo, da Procuradoria da República no Município de Cachoeiro de Itapemirim-ES para a Procuradoria da República no Estado do Espírito Santo. Portaria nº 445, de 28 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi delegada pela Portaria PGR nº 288, de 12 de junho de 2007, RESOLVE: Conceder Promoção na Carreira ao servidor HERNANI LOPES DE SÁ, matrícula , ocupante do cargo de Técnico de Informática, código TC20200, da Classe B, Padrão 10 para Classe C, Padrão 11, com efeitos financeiros a partir de 22 de dezembro de Portaria nº 446, de 28 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi delegada pela Portaria PGR nº 288, de 12 de junho de 2007, RESOLVE: Art.1º Conceder Promoção na Carreira do servidor GUILHERME AMÉRICO BUGNAR, matrícula , ocupante do cargo de Técnico Administrativo, código TC20100, da Classe A, Padrão 5 para Classe B, Padrão 6, com efeitos financeiros a partir de 1º de novembro de 2011; Art.2º Conceder Progressão Funcional ao servidor PAULO EDUARDO TUASCA, matrícula , ocupante do cargo de Analista de Informática, código AN10402, da Classe A, Padrão 4 para Classe A, Padrão 5, com efeitos financeiros a partir de 3 de dezembro de 2011; Portaria nº 447, de 29 de março de Designação de gestores de contrato. O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no artigo 23, inciso I, do Regimento Interno do Ministério Público Federal, aprovado pela Portaria PGR nº 591, de 20 de novembro de 2008, de modo a cumprir o disposto no art. 67 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, atualizada pela Lei nº 8.883, de 08 de junho de 1994, e considerando a Portaria SG nº 791, de 04 de outubro de 2004, RESOLVE: Art. 1º - Designar os servidores abaixo relacionados como gestores do respectivo contrato: Gestor: MÁRCIO CARLOS DA SILVA, matrícula 15332, CSA/SA. Gestor Substituto: LUCIANO ARROYO PONCE DE LEON NETO, matrícula 20595, CSA/SA. Termo de Contrato nº 65/2010. Empresa: Interativa Dedetização Higienização e Conservação Ltda. Objeto: prestação de serviços, com fornecimento de mão de obra residente de estoquista de material, marceneiro e ajudante de marceneiro, com fornecimento de ferramentas, equipamentos e materiais de consumo, visando atender as necessidades da Procuradoria Geral da República. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir da vigência do contrato. EDITAL Nº 01 Em, 28 de março de O SECRETÁRIO-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no uso de suas atribuições legais, torna pública e estabelece as normas do processo seletivo para o recebimento de bolsas para cursos de Pós-Graduação, por servidores integrantes da Carreira do Ministério Público Federal e requisitados da União, estes investidos em função de confiança ou cargo em comissão no referido órgão, em conformidade com as exigências da Portaria PGR nº 199/2011, de 15 de abril de 2011, que regulamenta o Programa de Pós-Graduação do Ministério Público da União. 1. PREÂMBULO

14 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de As ações de Pós-Graduação fazem parte do Programa Desenvolver, que é o Programa Nacional de Treinamento, Desenvolvimento e Educação do MPF, e tem por objetivo geral aprimorar continuamente, e de forma equânime, o desempenho dos servidores do Ministério Público Federal, visando atingir os objetivos estratégicos almejados pela instituição e ampliar a qualidade na prestação de serviços do órgão. 1.2 Informações sobre o Programa de Pós-Graduação do MPF podem ser obtidas na intranet, ou na Coordenadoria de Recrutamento e Desenvolvimento de Pessoal da Secretaria de Gestão de Pessoas, Procuradoria Geral da República (CRD/SGP/PGR), SAF Sul Quadra 4, Conjunto C, bloco B, sala 410, CEP , Brasília/DF, telefones: (61) ou 6202 ou pelo A modalidade de bolsa que será contemplada por este Edital é a de turma aberta. Neste caso, o servidor escolhe o curso e a Instituição de Ensino, participa do processo seletivo realizado pelo MPF. Se selecionado, o órgão reembolsará o valor máximo conforme estabelecido no Edital (item 2.1) mediante apresentação do documento comprobatório (recibo, nota fiscal ou fatura) de pagamento da parcela diretamente à Instituição de Ensino. Declarações não serão aceitas para fins de reembolso. 2. NÚMERO DE VAGAS E VALOR DA BOLSA DO MPF 2.1 As vagas e o valor de reembolso das bolsas serão distribuídos conforme as especificações a seguir, respeitando-se a porcentagem indicada e o limite máximo que é o valor máximo que poderá ser reembolsado pelo MPF, independente do valor total do curso: Cargo Ocupado Vagas Valor Da Bolsa Analista Processual 14 50% do valor da bolsa de estudo (limitado até R$ 9.000,00) ANALISTAS Analista/Perito 14 50% do valor da bolsa de estudo (limitado até R$ 9.000,00) Analista/Outros 14 50% do valor da bolsa de estudo (limitado até R$ 9.000,00) Técnico Administrativo 7 50% do valor da bolsa de estudo (limitado até R$ 9.000,00) TÉCNICOS Técnico de Apoio Especializado 7 50% do valor da bolsa de estudo (limitado até R$ 9.000,00) Técnico/Outros e requisitados 7 50% do valor da bolsa de estudo (limitado até R$ 9.000,00) Total MPF As vagas não preenchidas em determinado cargo serão disponibilizadas no próximo processo seletivo, que será lançado pelo Ministério Público Federal conforme critérios e datas futuramente estabelecidos. 2.3 A bolsa de estudos inclui tão somente os valores das taxas de matrícula e mensalidade, observando-se que neste processo seletivo caberá reembolso dos valores que foram pagos pelo servidor selecionado a partir do momento da publicação deste edital. 3. DA INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO 3.1 As inscrições para o processo seletivo de candidatos nos cursos de Pós-Graduação deverão ser efetuadas pelo interessado mediante a apresentação da documentação especificada neste item 3, no período de 28 de março de 2012 até 30 de abril de Os documentos solicitados não serão recebidos fora deste prazo. 3.2 A inscrição será confirmada mediante: Ciência e justificativa da chefia imediata e mediata na ficha de inscrição do servidor (Anexo I); e Apresentação pelo servidor da documentação abaixo, conforme estabelecido no art. 20 da Portaria PGR/Nº 199/2011: i) Se curso de especialização (pós-graduação lato sensu): a. Ficha de inscrição no Programa de Pós-graduação (Anexo I); b. Termo de compromisso assinado (Anexo II); c. Termo de Autorização de Publicação e Divulgação do Trabalho de Conclusão de Curso (informação apresentada no Anexo II); d. Cópia do diploma ou certificado de conclusão de curso superior; e. Currículo simplificado (Anexo III); f. Declaração atualizada, folder ou proposta técnico-financeira a ser fornecida pela instituição de ensino, contendo informações oficiais do curso, tais como início e término, local e horário de realização, carga horária, conteúdo programático, valores e forma de pagamento; g. Documento que comprove o cumprimento da Resolução nº 1 do Conselho Nacional de Educação, pela Instituição de Ensino, vigente à época do processo seletivo, na expedição do diploma ou certificado; h. Documento que comprove o reconhecimento da Instituição de Ensino IES no Ministério da Educação (MEC) bem como de convênios e/ou parcerias estabelecidas nos casos em que a IES que ministra o curso seja diversa da que expede o certificado (http://emec.mec.gov.br); i. Declaração de compatibilidade ou compensação de horário emitida pela chefia imediata e/ou mediata, quando couber (Anexo IV); j. Declaração de participação ou de não participação no Programa de Pós-graduação de anos anteriores (informação apresentada no Anexo I). ii) Se curso de mestrado ou doutorado (pós-graduação strictu sensu): a. Ficha de inscrição no Programa de Pós-graduação (Anexo I); b. Termo de compromisso assinado (Anexo II);

15 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de c. Termo de Autorização de Publicação e Divulgação do Trabalho de Conclusão de Curso (informação apresentada no Anexo II); d. Cópia do diploma ou certificado de conclusão de curso superior; e. Currículo simplificado (Anexo III); f. Declaração atualizada, folder ou proposta técnico-financeira a ser fornecida pela instituição de ensino, contendo informações oficiais do curso, tais como início e término, local e horário de realização, carga horária, conteúdo programático, valores e forma de pagamento; g. Documento que comprove o cumprimento da Resolução nº 1 do Conselho Nacional de Educação, pela Instituição de Ensino, vigente à época do processo seletivo, na expedição do diploma ou certificado; h. Documento que comprove o reconhecimento da Instituição de Ensino IES no Ministério da Educação bem como de convênios e/ou parcerias estabelecidas nos casos em que a IES que ministra o curso seja diversa da que expede o certificado (http://emec.mec.gov.br); i. Declaração de compatibilidade ou compensação de horário emitida pela chefia imediata e/ou mediata, quando couber (Anexo IV); j. Declaração de participação ou de não participação no Programa de Pós-graduação (informação apresentada no Anexo I); k. Documento que declare a admissão no curso de pós-graduação strictu sensu; l. Cópia do projeto de pesquisa, aprovado pela instituição de ensino, para análise de correlação com as atribuições institucionais de cada ramo. 3.3 Toda e qualquer cópia de documentação solicitada deverá conter a conferência de autenticidade devidamente assinada por servidor do órgão. 3.4 A documentação descrita no item 3.2 deverá ser entregue à área de Recursos Humanos da sua Unidade, que a encaminhará juntamente com o anexo V (devidamente preenchido e assinado por servidor da área de Recursos Humanos) para a Coordenadoria de Recrutamento e Desenvolvimento de Pessoal (CRD) da Procuradoria Geral da República, conforme endereço indicado no item 1.2. Se servidor lotado na PGR, a referida documentação deverá ser entregue diretamente na CRD. 3.5 Será de responsabilidade do servidor e do setor de Recursos Humanos a confirmação do recebimento, pela PGR, de toda documentação solicitada por este Edital. 3.6 Poderão inscrever-se no processo seletivo servidores graduados que já possuam o diploma de conclusão de curso superior no ato da inscrição e pertencentes ao quadro do MPF ou requisitados da União, detentores de função de confiança ou cargo comissionado, conforme observado no art. 5º da Portaria PGR/Nº 199/ Servidores em estágio probatório não poderão participar desta seleção, exceto o servidor que estiver em estágio probatório em razão da posse em outro cargo das Carreiras de Técnico e Analista do MPU, sem interrupção de vínculo, desde que tenha finalizado o estágio probatório relativo ao cargo ocupado anteriormente (art. 5º, 1º da Portaria PGR/Nº 199/2011). 3.8 Não será permitida a inscrição de servidor contemplado anteriormente pelo Programa de Pós-Graduação do MPF. 3.9 O resultado preliminar dos pedidos de inscrição no processo seletivo não gera direito à bolsa de pósgraduação. 4. DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO ETAPA 1: 4.1 O processo de pré-seleção será composto das seguintes fases: Inscrição com a devida apresentação da documentação solicitada, observando-se inclusive a aprovação da chefia imediata e mediata Verificação de conceito ou pontuação nas duas últimas Avaliações de Desempenho do servidor, que deve ter obtido, em cada uma delas, média geral igual ou superior a 3,8 (três vírgula oito) pontos Verificação do assentamento funcional do servidor, que não deve ter sofrido penalidade administrativa disciplina nos dois anos anteriores até o último dia das inscrições Conferência da documentação entregue pelo servidor por parte da CRD Correlação do tema abordado com as atribuições institucionais do MPF, conforme solicitado no art. 16 da Portaria PGR/Nº 199/2011, bem como, a luz das prioridades estabelecidas no Planejamento Estratégico do MPF Análise do investimento financeiro necessário para atender o pleito do servidor conforme estabelecido no item 2.1 deste Edital. 4.2 A autorização da chefia imediata e mediata solicitada no item possibilita, somada às demais determinações, a efetivação da inscrição do servidor neste processo seletivo. Contudo, a participação no Programa de Pós- Graduação dependerá do resultado final deste certame. ETAPA 2: 4.3 O processo de seleção final terá como bases: Relação dos servidores pré-selecionados na etapa I; Análise da situação do servidor para a pontuação funcional, observando os critérios constantes nas tabelas apresentadas no Anexo VI deste edital. A pontuação funcional final (PFF) será a soma dos valores dos critérios com os respectivos pesos, conforme representado pela fórmula abaixo: PFF = (critério I * peso I) + (critério II * peso II) + (critério III * peso III)

16 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Análise das informações declaradas no ato da inscrição dos servidores pré-selecionados dentro do número de vagas, observando-se que possíveis inconsistências acarretarão automaticamente a desclassificação do candidato. 5. DA CLASSIFICAÇÃO FINAL 5.1 A nota final de cada candidato será a soma das duas pontuações observadas na Tabela de Pontuação Funcional apresentada no Anexo VI deste edital, sendo considerados os seguintes pesos e justificativas: Critérios Ausência de Pós-Graduação 6 Função/cargo exercido 4 Tempo de exercício no MPF 2 Peso Justificativa - Incentivar a participação do servidor que ainda não possui Pós-Graduação, criando a oportunidade para o desenvolvimento na carreira profissional. - Alinhar a capacitação de líderes e assessores, disseminando o conhecimento necessário para a execução das atividades meio e fim do órgão e o alcance dos resultados esperados com o 1º Planejamento Estratégico do MPF. - Incentivar a atualização e reciclagem dos servidores com mais tempo de exercício no MPF. 5.2 Os critérios e justificativas acima especificados estão alinhados com o 1º Planejamento Estratégico do MPF e com as premissas básicas do Programa Desenvolver. Objetiva-se capacitar e motivar os servidores, investindo no desenvolvimento de suas competências, habilidades e atitudes, de modo que possibilite ao Ministério Público Federal ser reconhecido como Instituição que promove a realização da justiça, a bem da sociedade e a defesa do Estado Democrático de Direito. 5.3 A classificação dos servidores aprovados far-se-á pela ordem decrescente das pontuações funcionais finais (PFF) e serão selecionados aqueles que, após classificação, preencherem o número de vagas oferecidas, conforme estabelecido no item Observadas as condições estabelecidas neste edital, caso ocorram desistência ou cancelamento de inscrição ou desclassificação referentes à participação de servidores selecionados, poderão ser chamados a ocupar as vagas remanescentes outros servidores aprovados, obedecida a ordem de classificação. 5.5 Em caso de empate, terá preferência o candidato, na seguinte ordem, que: I for ocupante de cargo efetivo; II for ocupante do cargo de Analista; III for ocupante do cargo de Técnico; IV tiver mais tempo de exercício no MPF; V tiver mais tempo de exercício no MPU; VI for mais idoso. 6. DO CRONOGRAMA 6.1 Apresenta-se abaixo o cronograma do 1º processo seletivo de 2012: Quadro I Cronograma do processo seletivo Período Ação 28 de março até 30 de abril Etapa 1: Inscrições dos servidores interessados 2 até 9 de maio Etapa 2: Período da seleção final, compreendendo a análise da situação funcional conforme pontuação do Anexo VI e das informações prestadas no ato da inscrição 11 e 12 de maio Divulgação do resultado preliminar da seleção e prazo para os pedidos de reconsideração 14 até 24 de maio Análise dos pedidos de reconsideração Até 25 de maio Divulgação do resultado final com a classificação dos selecionados Entrega ou envio, à CRD/SGP/PGR: 28 de maio até 08 de junho - do contrato de prestação de serviços educacionais, assinados e carimbados pelas partes (art 20, único, Portaria PGR/Nº 199/2011). 6.2 O resultado de todas as etapas de seleção será divulgado na intranet da Procuradoria Geral da República (http://intranet.pgr.mpf.gov.br). 6.3 O contrato de prestação de serviços educacionais deverá ser entregue à CRD/SGP/PGR (conforme item 1.2) dentro do prazo estabelecido no cronograma do Quadro I. Este documento poderá ser enviado por (digitalizado), desde que esteja devidamente assinado e com o carimbo de conferência com o documento original. 7. DO PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO 7.1 Os Requerimentos de Reconsideração serão submetidos à apreciação, se interpostos e recebidos dentro do prazo estabelecido no cronograma do Quadro I, por meio do formulário Requerimento de Reconsideração de Resultado Preliminar, conforme apresentado em Anexo VII. 7.2 O Requerimento de Reconsideração deve ser apresentado pelo servidor no endereço indicado no item 1.2 deste edital, para servidor lotado no Distrito Federal. Caso o servidor esteja lotado em outra Unidade da Federação, a documentação, devidamente assinada, deve ser digitalizada e enviada para o

17 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Não cabe recurso contra o resultado final do processo seletivo. 8. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 8.1 O servidor interessado em se inscrever neste processo seletivo deverá estar ciente de todos os direitos, obrigações, prazos e penalidades estabelecidos na Portaria PGR/Nº 199/2011, que regulamenta o Programa de Pós-Graduação no Ministério Público da União, e conforme delineado no Termo de Compromisso (modelo constante do Anexo II deste edital). 8.2 Terá sua inscrição automaticamente cancelada ou será desclassificado o servidor que: Prestar informações ou apresentar documentos falsos, em quaisquer das etapas da seleção Não a assinatura de ciência da chefia imediata e mediata, conforme consta no item Não apresentar toda a documentação requerida nos prazos e condições estipulados neste Edital. 8.3 O candidato, acerca da documentação apresentada, responsabilizar-se-á pela veracidade de todas as informações prestadas, bem como pelo cumprimento dos prazos estabelecidos, observando-se que prorrogações não serão permitidas. 8.4 A documentação dos servidores não aprovados neste processo seletivo permanecerá na CRD/SGP/PGR por um período de 2 (dois) meses após a divulgação do resultado final. Findo este prazo, a documentação será inutilizada. 8.5 Não serão aceitos, para concessão de bolsa, cursos de pós-graduação combinados com preparatórios para concursos públicos. 8.6 Casos omissos serão resolvidos pelo Secretário-Geral do Ministério Público Federal de acordo com a Portaria PGR 199/2011, que regulamenta o Programa de Pós-Graduação no MPU. 8.7 A percepção de Adicional de Qualificação (AQ) não está vinculada à participação do servidor no Programa de Pós-Graduação. Para que o AQ seja posteriormente homologado, o curso escolhido deverá estar de acordo com as atribuições do cargo efetivo ou da função de confiança, conforme a Portaria MPU nº 289/2007. Anexo I Ficha de Inscrição Processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas (Favor não preencher) Número de inscrição Situação: ( ) Selecionado ( ) Não selecionado CUIDADO: Todas as informações aqui prestadas devem ser verídicas e estar de acordo com o registrado nos sistemas do MPF. Servidor selecionado que não observar tal determinação será desclassificado, conforme item do Edital 1/2012. DADOS DO SERVIDOR Nome Data de nascimento Matrícula / / Cargo Função Código da função Unidade Lotação Telefone Nível de escolaridade Área de formação ( ) Pós-Graduação incompleta ( ) Pós-Graduação completa Pontuação nas 2 últimas Avaliações de Desempenho Funcional Sofreu penalidade administrativa nos últimos dois anos? Penúltima avaliação: Última avaliação: ( ) Não ( ) Sim Data de ingresso no MPU Data de ingresso no MPF institucional / / IDENTIFICAÇÃO DO CURSO / / Curso pretendido: ( ) Especialização ( ) Mestrado ( ) Doutorado Nome: Centro de Estudo: Instituição de Endereço: ensino: Meses: Horário: Data inicial: Data final: Período do curso: Das às / / / / Investimento: Outras observações importantes: Valor total: R$ Forma de pagamento para Instituição de Ensino: parcela(s) de R$, com vencimento no dia 1ª parcela em: / / Local/Data, / /. JUSTIFICATIVA DA CHEFIA IMEDIATA Assinatura e carimbo do servidor

18 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Local/Data Assinatura e carimbo da chefia imediata, / /. Assinatura e carimbo da chefia mediata Anexo II Termo de Compromisso Processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas (Favor não preencher) Número de inscrição CUIDADO: Todas as informações aqui prestadas devem ser verídicas e estar de acordo com o registrado nos sistemas do MPF. Servidor selecionado que não observar tal determinação será desclassificado, conforme item do Edital 1/2012. DADOS DO SERVIDOR Nome Data de nascimento Matrícula / / Cargo Função Código da função institucional Telefone ( ) TERMO DE COMPROMISSO Pelo presente termo comprometo-me a observar as normas e procedimentos relativos ao treinamento e desenvolvimento dos servidores do Ministério Público Federal (Portaria PGR/Nº 199, de 15/04/2011) e, em especial: a) certifico que as informações prestadas em todo o processo são verdadeiras e autênticas e que estou ciente das responsabilidades legais por elas assumidas. b) confirmo que a Instituição de Ensino é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e que o certificado será expedido conforme exigências da Resolução nº 1 do Conselho Nacional de Educação, vigente à época do processo seletivo. c) estarei atento a todos os prazos estabelecidos no cronograma do Edital 1/2012. d) apresentarei toda documentação solicitada pela Portaria PGR nº 199/2011 no decorrer do curso, observando a necessidade de entrega em até 90 dias dos recibos, faturas ou notas fiscais para o devido reembolso por parte do MPF. e) não realizarei as atividades curriculares deste curso durante o período de trabalho. f) a interrupção do curso por minha iniciativa, reprovação por motivo de freqüência, aproveitamento insatisfatório ou desistência no decorrer do curso, salvo motivo essencialmente justificável e aceito pelo (a) Secretário (a) de Gestão de Pessoas implicará em ressarcimento, ao MPF, dos valores decorrentes da minha participação. g) ressalvada a hipótese de ressarcimento do valor da bolsa, não me será concedida licença para tratar de interesse particular e/ou exoneração do cargo, antes de decorrido igual período do curso. h) ao final do curso deverei apresentar: - Certificado de conclusão de curso. - Histórico escolar (um) exemplar do artigo, dissertação, tese, ou monografia apresentada no curso, em formato PDF por meio de CD ROM não regravável. i) autorizo a publicação e divulgação do meu Trabalho de Conclusão de Curso. Local/Data, / / Assinatura e carimbo do servidor Assinatura e carimbo da chefia imediata Anexo III Currículo Simplificado Processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas (Favor não preencher) Número de inscrição CUIDADO: Todas as informações aqui prestadas devem ser verídicas e estar de acordo com o registrado nos sistemas do MPF. Servidor selecionado que não observar tal determinação será desclassificado, conforme item do Edital 1/2012. DADOS DO SERVIDOR Nome Data de nascimento Matrícula / / Cargo Função Código da função institucional INFORMAÇÕES ACADÊMICAS E PROFISSIONAIS FORMAÇÃO SUPERIOR Curso superior: Instituição de ensino: Curso de pós-graduação? ( ) Sim ( ) Não Telefone ( )

19 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de Modalidade: ( ) Especialização: ( ) Mestrado: ( ) Doutorado: EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS (incluir as informações mais importantes) Período: Período: Período: Período: Período: Período: OBJETIVOS PROFISSIONAIS Local/Data Assinatura e carimbo do servidor, / / Anexo IV Declaração de Compatibilidade ou Compensação de Horário Processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas (Favor não preencher) Número de inscrição CUIDADO: Todas as informações aqui prestadas devem ser verídicas e estar de acordo com o registrado nos sistemas do MPF. Servidor selecionado que não observar tal determinação será desclassificado, conforme item do Edital 1/2012. DADOS DO SERVIDOR Nome Data de nascimento Matrícula / / Cargo Função Código da função institucional Telefone ( ) DECLARAÇÃO DE COMPATIBILIDADE OU COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO Informo que o curso de pós-graduação por mim pleiteado no processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas será realizado no período e horário conforme abaixo especificado: ( ) Matutino ( ) Vespertino ( ) Noturno Horário: E declaro que haverá compatibilidade ou compensação de horário de modo a não prejudicar o meu registro de ponto mensal e os trabalhos realizados no Ministério Público Federal. Local/Data, / / Assinatura e carimbo do servidor Visto e carimbo da chefia imediata Anexo V Check List do Departamento de Recursos Humanos Processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas (Favor não preencher) Número de inscrição PARA PREENCHIMENTO DO DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS RESPONSÁVEL DADOS DO SERVIDOR PARTICIPANTE Nome do servidor participante Telefone para contato ( ) Matrícula Curso de especialização (pós-graduação lato sensu) Curso de mestrado ou doutorado (pós-graduação strictu sensu) ( ) Ficha de inscrição no Programa de Pós-graduação (Anexo I); ( ) Termo de compromisso assinado (Anexo II); ( ) Termo de Autorização de Publicação e Divulgação do Trabalho de Conclusão de Curso (informação apresentada no Anexo II); ( ) Ficha de inscrição no Programa de Pós-graduação (Anexo I); ( ) Termo de compromisso assinado (Anexo II); ( ) Termo de Autorização de Publicação e Divulgação do Trabalho de Conclusão de Curso (informação apresentada no Anexo II); ( ) Cópia do diploma ou certificado de conclusão de curso superior; ( ) Cópia do diploma ou certificado de conclusão de curso superior; ( ) Currículo simplificado (Anexo III); ( ) Currículo simplificado (Anexo III); ( ) Declaração atualizada, folder ou proposta técnico-financeira a ser ( ) Declaração atualizada, folder ou proposta técnico-financeira a ser fornecida pela instituição de ensino, contendo informações oficiais do curso, tais como início e término, local e horário de realização, fornecida pela instituição de ensino, contendo informações oficiais do curso, tais como início e término, local e horário de realização, carga horária,

20 Boletim de Serviço - Ano XXVI - nº 06 2ª quinzena de março de carga horária, conteúdo programático, valores e forma de conteúdo programático, valores e forma de pagamento; pagamento; ( ) Documento que comprove o cumprimento da Resolução nº 1 do Conselho ( ) Documento que comprove o cumprimento da Resolução nº 1 do Nacional de Educação, pela Instituição de Ensino, vigente à época do Conselho Nacional de Educação, pela Instituição de Ensino, vigente processo seletivo, na expedição do diploma ou certificado; à época do processo seletivo, na expedição do diploma ou ( ) Documento que comprove o reconhecimento da Instituição de Ensino certificado; IES no Ministério da Educação bem como de convênios e/ou parcerias ( ) Documento que comprove o reconhecimento da Instituição de estabelecidas nos casos em que a IES que ministra o curso seja diversa da Ensino IES no Ministério da Educação (MEC) bem como de que expede o certificado; convênios e/ou parcerias estabelecidas nos casos em que a IES que ( ) Declaração de compatibilidade ou compensação de horário emitida pela ministra o curso seja diversa da que expede o certificado; chefia imediata e/ou mediata, quando couber (Anexo IV); ( ) Declaração de compatibilidade ou compensação de horário ( ) Declaração de participação ou de não participação no Programa de Pósgraduação (informação apresentada no Anexo I); emitida pela chefia imediata e/ou mediata, quando couber (Anexo IV); ( ) Documento que declare a admissão no curso de pós-graduação strictu ( ) Declaração de participação ou de não participação no Programa sensu; de Pós-graduação de anos anteriores (informação apresentada no ( ) Cópia do projeto de pesquisa, aprovado pela instituição de ensino, para Anexo I). análise de correlação com as atribuições institucionais de cada ramo. Local/Data, / / Atesto para os devidos fins o recebimento e envio à CRD dos documentos aqui assinalados: (assinatura e carimbo) Anexo VI Tabela de Pontuação Funcional Processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas (Favor não preencher) Número de inscrição Critério I Pontuação - ausência de pós-graduação: (peso 6) Pontos - Não possui pós-graduação 10 - Possui pós-graduação, mas não participou do Programa de Pós-Graduação do MPF 5 Critério II Pontuação - função/cargo exercida: (peso 4) Pontos - Possui função de confiança ou cargo em comissão 10 - Não possui função de confiança ou cargo em comissão 5 Critério III Pontuação tempo de exercício no MPF: (peso 2) Pontos - Possui mais de 5 anos de exercício no MPF (considerando neste caso o servidor que, no último dia das inscrições, tiver pelo menos 5 anos e 1 dia) 10 - Possui menos de 5 anos de exercício no MPF (considerando 5 anos completos até o último dia das inscrições) 5 Observações: 1-Itens não contemplados nesta tabela, serão considerados com pontuação 0 (ZERO); 2-As informações incorretamente prestadas ao longo do processo seletivo acarretarão automaticamente a desclassificação do candidato no momento da inscrição ou mesmo após a classificação. 3-No critério I, será considerado como pós-graduação cursos de especialização, mestrado ou doutorado devidamente registrados em um dos sistemas do MPF. 4-No critério III, o tempo de exercício no MPF será considerado a partir do ingresso no referido ramo. Anexo VII Requerimento de Reconsideração de Resultado Preliminar Processo seletivo 1º/2012 para turmas abertas (Favor não preencher) Número de inscrição DADOS DO SERVIDOR Nome Data de nascimento Matrícula / / Cargo Função Código da função Telefone institucional ( ) PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO Motivo do pedido de reconsideração ou de recurso de resultado preliminar: Justificativa:

BOLETIM DE SERVIÇO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Nº 07

BOLETIM DE SERVIÇO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Nº 07 BOLETIM DE SERVIÇO Nº 07 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Geraldo Brindeiro Procurador-Geral da República Haroldo Ferraz da Nobrega Vice-Procurador-Geral da República MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Guilherme

Leia mais

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO BOLETIM INTERNO N o 39 ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO BOLETIM INTERNO N o 39 ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO BOLETIM INTERNO N o 39 Brasília-DF, 26 de setembro de 2014 - Para conhecimento e devida execução, publica-se o seguinte: ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS CONTROLADORIA-GERAL

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul EDITAL Nº 031/2015 PROCESSO CLASSIFICATÓRIO DE AFASTAMENTO DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIDADE ORGANIZACIONAL CAMPUS BENTO GONÇALVES DO IFRS O Diretor-Geral da Unidade Organizacional

Leia mais

Assessoria de Imprensa e Comunicação

Assessoria de Imprensa e Comunicação PORTARIA 74/06 - SMG Assessoria de Imprensa e Comunicação Dispõe sobre os critérios e procedimentos para valoração e apuração dos pontos relativos à capacitação e participação em atividades realizadas

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO N O 20 (Alterada pelas Resoluções CSMPF Nº 23, de 23/4/1996; Nº 26, de 4/6/1996; Nº 31, de 27/6/1997; Nº 40, de 31/3/1998 e Nº 119, de 4/10/2011

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO DESPACHO DIGES 1536

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO DESPACHO DIGES 1536 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA ª REGIÃO DESPACHO DIGES 536 PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO E STRICTO SENSU RESULTADO DA CLASSIFICAÇÃO FINAL Em conformidade

Leia mais

Inscrições até dia 08 de setembro de 2015, na Secretaria do Núcleo de Pesquisa da FDSM.

Inscrições até dia 08 de setembro de 2015, na Secretaria do Núcleo de Pesquisa da FDSM. 23/06/2015 Página 1 de 7 FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS COORDENADORIA CIENTÍFICA E DE PÓS-GRADUAÇÃO NÚCLEO DE PESQUISA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSA-ESTÍMULO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FDSM - PIBIC/FDSM

Leia mais

DESPACHO DIGES 1066 DESPACHO

DESPACHO DIGES 1066 DESPACHO 1 de 5 11/06/2015 18:57 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO DESPACHO DIGES 1066 DESPACHO PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO E STRICTO SENSU RESULTADO

Leia mais

SUMÁRIO. Apresentação

SUMÁRIO. Apresentação SUMÁRIO Apresentação I. Portarias da Presidência... 05 II. Portarias da Corregedoria... 12 III.Portarias das Coordenações Regionais... 16 IV. Atestados Administrativos...... 17 SEPARATA DO BOLETI M DE

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA RESOLUÇÃO N. TC-10/2004 Estabelece normas e procedimentos para a implantação e operacionalização do Programa de Capacitação dos servidores do Tribunal de Contas, consolida normas existentes e dá outras

Leia mais

BOLETIM DE PESSOAL E SERVIÇO - V.4 Nº 53 Brasília - DF, 30 de dezembro de 2009 SUMÁRIO

BOLETIM DE PESSOAL E SERVIÇO - V.4 Nº 53 Brasília - DF, 30 de dezembro de 2009 SUMÁRIO BOLETIM DE PESSOAL E SERVIÇO - V.4 Nº 53 Brasília - DF, 30 de dezembro de 2009 SUMÁRIO I - DIRETORIA II - ÓRGÃOS DE ASSISTÊNCIA DIRETA E IMEDIATA À DIRETORIA DA ANAC a) Gabinete b) Assessoria Parlamentar

Leia mais

PROCESSO N 333/15 PROTOCOLO Nº 13.451.439-6 PARECER CEE/CEMEP Nº 182/15 APROVADO EM 21/05/15

PROCESSO N 333/15 PROTOCOLO Nº 13.451.439-6 PARECER CEE/CEMEP Nº 182/15 APROVADO EM 21/05/15 PROTOCOLO Nº 13.451.439-6 PARECER CEE/CEMEP Nº 182/15 APROVADO EM 21/05/15 CÂMARA DO ENSINO MÉDIO E DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO INTERESSADO: CENTRO DE ENSINO GRAU TÉCNICO UNIDADE CURITIBA

Leia mais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal Fluminense

Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal Fluminense 1 Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal Fluminense Rio de Janeiro, em 12 de maio de 2014. Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde

Leia mais

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO. BOLETIM INTERNO N o 07 ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO. BOLETIM INTERNO N o 07 ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO BOLETIM INTERNO N o 07 Brasília-DF, 13 de fevereiro de 2015 - Para conhecimento e devida execução, publica-se o seguinte: ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS CONTROLADORIA-GERAL

Leia mais

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA ROUSSEFF Boletim de serviço - PROPA MINISTRO DA EDUCAÇÃO RENATO JANINE RIBEIRO REITOR NAOMAR MONTEIRO DE ALMEIDA FILHO VICE-REITORA JOANA ANGÉLICA GUIMARÂES PRÓ-REITOR DE

Leia mais

EDITAL 01/2014 - PIQPG/PRPI/CQA PIQPG / 2014

EDITAL 01/2014 - PIQPG/PRPI/CQA PIQPG / 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO EDITAL 01/2014 - PIQPG/PRPI/CQA PIQPG / 2014 Programa de Incentivo para Qualificação em Cursos de Pós-Graduação dos

Leia mais

I ATOS E PORTARIAS DA DIREÇÃO DO FORO 1. Portarias

I ATOS E PORTARIAS DA DIREÇÃO DO FORO 1. Portarias PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE 1º GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DA BAHIA Boletim Interno Informativo Nº 186/2005 Salvador, 20 de outubro de 2005 (Quinta-feira). TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO Presidente:

Leia mais

PORTARIA TC N 461, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015

PORTARIA TC N 461, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015 PORTARIA TC N 461, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2015 Regulamenta a realização de inventário nos processos físicos em tramitação nas unidades organizacionais do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco. O PRESIDENTE

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 021/2014

ATO NORMATIVO Nº 021/2014 ATO NORMATIVO Nº 021/2014 Altera o Ato Normativo nº 003/2011 que regulamenta a Lei nº 8.966/2003, com alterações decorrentes das Leis n os 10.703/2007, 11.171/2008 e 12.607/2012 que dispõem sobre o Plano

Leia mais

AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 03, DE 02/02/2015, PÁGINAS 03 A 08

AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 03, DE 02/02/2015, PÁGINAS 03 A 08 AGÊNCIA REGULADORA DE ÁGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 03, DE 02/02/2015, PÁGINAS 03 A 08 PORTARIA Nº. 17, DE 23 DE JANEIRO DE 2015. Aprova

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIÁRIO OFICIAL ELETRÔNICO Edição nº 471/2015 São Luís, 23 de junho de 2015

ESTADO DO MARANHÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIÁRIO OFICIAL ELETRÔNICO Edição nº 471/2015 São Luís, 23 de junho de 2015 ESTADO DO MARANHÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIÁRIO OFICIAL ELETRÔNICO Edição nº 471/2015 São Luís, 23 de junho de 2015 COMPOSIÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS Pleno Conselheiro João Jorge Jinkings Pavão -

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 2ª Sessão Ordinária de 2011 Data : 1º.3.2011 (terça-feira) Hora : 9 horas Local : Plenário do

CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 2ª Sessão Ordinária de 2011 Data : 1º.3.2011 (terça-feira) Hora : 9 horas Local : Plenário do CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 2ª Sessão Ordinária de 2011 Data : 1º.3.2011 (terça-feira) Hora : 9 horas Local : Plenário do Conselho Superior do MPF PAUTA DESTA SESSÃO 1) Processo nº

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007 Regulamenta as atividades de instrutoria interna no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O DIRETOR-GERAL DA SECRETARIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso

Leia mais

Resultado Final - Turma Gestão em TI

Resultado Final - Turma Gestão em TI Resultado Final - Turma Gestão em TI Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Resultado Etapa 1 Resultado Etapa 2 Resultado Final Alexandre Antunes Barcelos 7,080 5,118 6,295 Centro Federal

Leia mais

APROVAR as normas para concessão de afastamento para pós-graduação aos servidores do IF-SC. CAPÍTULO I DOS TIPOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

APROVAR as normas para concessão de afastamento para pós-graduação aos servidores do IF-SC. CAPÍTULO I DOS TIPOS DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO N o 019/2012/CDP Florianópolis, 03 de maio de 2012. A PRESIDENTE DO DO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo Regimento Geral do IF-SC e pelo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA EDITAL 072/2014 PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES AVALIADORES DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA - LATO

Leia mais

RESOLUÇÃO UNESP Nº 41, DE 17 DE OUTUBRO DE

RESOLUÇÃO UNESP Nº 41, DE 17 DE OUTUBRO DE RESOLUÇÃO UNESP Nº 41, DE 17 DE OUTUBRO DE 2011 (Publicada no D.O.E. de 18/10/11 Seção I, pág. 99) (Republicada no D.O.E. de 10/01/12 Seção I, pág. 78) Regulamenta os Cursos de Especialização da UNESP.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA RESOLUÇÃO Nº 01/2011 Regulamenta a capacitação de Pessoal Técnico-

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE JFRJ-BIE-2015/00030 Publicação Diária - Data: 20/02/2015 SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE PORTARIAS PORTARIA Nº JFRJ-POR-2015/00094 de 4 de fevereiro de 2015 custeio parcial do curso de pós-graduação lato senso

Leia mais

SUMÁRIO. Apresentação. I. Portarias da Diretoria de Administração e Gestão... 05

SUMÁRIO. Apresentação. I. Portarias da Diretoria de Administração e Gestão... 05 SUMÁRIO Apresentação I. Portarias da Diretoria de Administração e Gestão... 05 SEPARATA DO BOLETIM DE SERVIÇO Nº 17 ANO XXIV Setembro - 2011 APRESENTAÇÃO Esta Separata do Boletim de Serviço destina-se

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2010

RESOLUÇÃO Nº 001/2010 RESOLUÇÃO Nº 001/2010 ALTERA O REGIMENTO INTERNO DA OUVIDORIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS. O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, no uso das atribuições conferidas pelo artigo 18, inciso XVII,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 01/2007/SAD/EG, DE 14 DE MARÇO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 01/2007/SAD/EG, DE 14 DE MARÇO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 01/2007/SAD/EG, DE 14 DE MARÇO DE 2007 Disciplina critérios de apresentação de certificados, diplomas e demais documentos comprobatórios de formação educacional, para fins

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO EDITAL N. 001 - SELEÇÃO/2013 (Publicado em 14/06/2013) EDITAL

Leia mais

Termo de Cooperação Técnica entre as Procuradorias Gerais dos Estados e do Distrito Federal

Termo de Cooperação Técnica entre as Procuradorias Gerais dos Estados e do Distrito Federal Termo de Cooperação Técnica entre as Procuradorias Gerais Termo de Cooperação Técnica celebrado entre as Procuradorias Gerais das Unidades Federais do Acre, Amazonas, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito

Leia mais

Brasília, 16 de julho de 2015. Boletim de Serviço da FUNAI Ano 28 Número 07. SUMÁRIO Presidência... 01 Coordenações Regionais...

Brasília, 16 de julho de 2015. Boletim de Serviço da FUNAI Ano 28 Número 07. SUMÁRIO Presidência... 01 Coordenações Regionais... p. 1 SUMÁRIO Presidência... 01 Coordenações Regionais...05 PORTARIA Nº 659/PRES, de 15 de julho de 2015. PRESIDÊNCIA Dispõe sobre a regulamentação quanto à concessão de licença por motivo de doença em

Leia mais

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes Que norma regulamenta a concessão da bolsa de estudo? A Instrução Normativa nº 104, de 25 de janeiro de 2010, regulamenta a concessão

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. Acresce o 7 ao artigo 9º da Instrução Normativa nº 003, de 23 de setembro de 2009, que estabelece

Leia mais

SUMÁRIO ESTE BOLETIM DE SERVIÇO É CONSTITUÍDO DE 11 (0NZE) PÁGINAS CONTENDO AS SEGUINTES MATÉRIAS:

SUMÁRIO ESTE BOLETIM DE SERVIÇO É CONSTITUÍDO DE 11 (0NZE) PÁGINAS CONTENDO AS SEGUINTES MATÉRIAS: ANO XLIV N.º 022 06/02/2014 SUMÁRIO ESTE BOLETIM DE SERVIÇO É CONSTITUÍDO DE 11 (0NZE) PÁGINAS CONTENDO AS SEGUINTES MATÉRIAS: SEÇÃO I EXTRATO DE INSTRUMENTO CONVENIAL...02 SEÇÃO II PARTE 1: DESPACHOS

Leia mais

FACULDADE MARISTA CURSO DE DIREITO EDITAL DE PESQUISA CIENTÍFICA PARA DISCENTES 2014-2015

FACULDADE MARISTA CURSO DE DIREITO EDITAL DE PESQUISA CIENTÍFICA PARA DISCENTES 2014-2015 FACULDADE MARISTA CURSO DE DIREITO EDITAL DE PESQUISA CIENTÍFICA PARA DISCENTES 2014-2015 A COORDENAÇÃO DO CURSO EM DIREITO, devidamente autorizado pela Direção da Faculdade Marista, abre inscrições para

Leia mais

considerando a necessidade de conceder incentivos ao estudo de idioma estrangeiro para os servidores ativos da Anvisa, resolve:

considerando a necessidade de conceder incentivos ao estudo de idioma estrangeiro para os servidores ativos da Anvisa, resolve: Nº21 29/04/2013 Boletim de Serviço 19/164 PORTARIA Nº 763/ANVISA, DE 29 DE ABRIL DE 2013 Dispõe sobre limites e procedimentos para concessão de bolsa de estudo de idioma estrangeiro aos servidores ativos

Leia mais

DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015

DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015 DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015 Estabelece regras e padronização de documentos para arrecadação de multas

Leia mais

RESOLUÇÃO CNRM/004/2001

RESOLUÇÃO CNRM/004/2001 RESOLUÇÃO CNRM/004/2001 A PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA (CNRM), no uso de sua atribuições previstas no art. 5.º do Decreto n.º 80.281, de 05 de setembro de 1977, e considerando o

Leia mais

PROVIMENTO Nº 29/2007

PROVIMENTO Nº 29/2007 PROVIMENTO Nº 29/2007 Cria o Programa de Treinamento e Desenvolvimento Funcional dos servidores do Ministério Público do Estado do Ceará e estabelece normas para o seu funcionamento. O PROCURADOR-GERAL

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY São convocados os senhores Usuários dos serviços de Telecomunicações e as associações ou entidades que possuam em seu objeto social características

Leia mais

Profª. Drª. Maria Berenice Alho da Costa Tourinho Reitora. Prof.ª Dr.ª Maria Cristina Victorino de França Vice-Reitora

Profª. Drª. Maria Berenice Alho da Costa Tourinho Reitora. Prof.ª Dr.ª Maria Cristina Victorino de França Vice-Reitora BOLETIM DE SERVIÇO Nº 14de 15/02/2013 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 2 Profª. Drª. Maria Berenice Alho da Costa Tourinho Reitora Prof.ª Dr.ª Maria Cristina Victorino de França Vice-Reitora Profº Ms Adilson

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Sumário TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I Da Caracterização do Curso... 3 CAPÍTULO

Leia mais

PROVIMENTO Nº 20, DE 09 DE OUTUBRO DE 2013. O CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PROVIMENTO Nº 20, DE 09 DE OUTUBRO DE 2013. O CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PROVIMENTO Nº 20, DE 09 DE OUTUBRO DE 2013. Institui a emissão de Certidões Judiciais Cíveis e Criminais, inclusive por meio eletrônico, no âmbito da 1ª Instância do Poder Judiciário do Estado de Alagoas

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO Nº 07/2013 31 de julho de 2013

BOLETIM DE SERVIÇO Nº 07/2013 31 de julho de 2013 BOLETIM DE SERVIÇO Nº 07/2013 31 de julho de 2013 Campus Muriaé Av. Monteiro de Castro, nº 550, Barra Muriaé MG CEP:36.880-000 Página 1 PRESIDENTA DA REPÚBLICA DILMA VANA ROUSSEFF MINISTRO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 152/2014/TCE-RO Regulamenta as atividades de correição e inspeção no âmbito do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

Leia mais

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde

Edital do Processo Seletivo para o Curso Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde Ênfase na Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Rio de Janeiro, em 06 de outubro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002 NORMA PARA PARTICIPAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA, EM TREINAMENTO REGULARMENTE INSTITUÍDO EDUCAÇÃO FORMAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Estabelece critérios para participação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA WEB E GOVERNO ELETRÔNICO CONFORME ANEXO IV DA RESOLUÇÃO CONSEPE N o.

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA WEB E GOVERNO ELETRÔNICO CONFORME ANEXO IV DA RESOLUÇÃO CONSEPE N o. EDITAL DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA WEB E GOVERNO ELETRÔNICO CONFORME ANEXO IV DA RESOLUÇÃO CONSEPE N o. 55/2014 1. Da organização geral: a) Unidade Proponente: Instituto

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL REGIMENTO INTERNO A Comissão Institucional de Gestão Ambiental CIGA, do Ministério Público

Leia mais

EXECUTIVO/ADMINISTRAÇÃO

EXECUTIVO/ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO DO EXCELENTÍSSIMO SR. PREFEITO JAIME CALADO PEREIRA DOS SANTOS ANO IX SÃO GONÇALO DO AMARANTE, 06 DE JULHO DE 2015 Nº 122 EXECUTIVO/ADMINISTRAÇÃO Portaria nº 1270/2015-GP. Nomear em caráter

Leia mais

Art. 5º O Plano de Capacitação dos Servidores compreende as seguintes ações:

Art. 5º O Plano de Capacitação dos Servidores compreende as seguintes ações: PORTARIA Nº 2143, DE 12 DE JUNHO DE 2003. Institui o Plano de Capacitação de Servidores e regulamenta a participação de servidores em eventos de capacitação no âmbito do TRT da 4ª Região. A PRESIDENTE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS CHAMADA PARA PROCESSO DE SELEÇÃO DE CURSISTAS 03/2015 A Escola de Administração da Universidade

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 21, DE 24 DE SETEMBRO DE 2010

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 21, DE 24 DE SETEMBRO DE 2010 PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 21, DE 24 DE SETEMBRO DE 2010 EMENTA: Dispõe sobre a participação de servidores ocupantes de cargos

Leia mais

Parágrafo único É obrigatória a promoção de magistrado que figure, por três vezes consecutivas ou cinco alternadas, em lista de merecimento.

Parágrafo único É obrigatória a promoção de magistrado que figure, por três vezes consecutivas ou cinco alternadas, em lista de merecimento. RESOLUÇÃO Nº 9, DE 4 DE MAIO DE 2006 Dispõe sobre a aferição do merecimento para promoção de magistrados e acesso ao Tribunal de Justiça. O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, tendo em vista a decisão

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N.º 13, DE 02 DE OUTUBRO DE 2006. (Alterada pela Res. 111/2014) Regulamenta o art. 8º da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei n.º 8.625/93, disciplinando, no âmbito do Ministério Público,

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE RJ-BIE-2010/00191 Publicação Diária - Data: 08/10/2010 SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE PORTARIA Nº RJ-POR-2010/00991 de 1 de outubro de 2010 PORTARIAS O JUIZ FEDERAL - VICE-DIRETOR DO FORO E CORREGEDOR PERMANENTE

Leia mais

PORTARIA CNMP-PRESI Nº 78, DE 9 DE JULHO DE 2015.

PORTARIA CNMP-PRESI Nº 78, DE 9 DE JULHO DE 2015. PORTARIA CNMP-PRESI Nº 78, DE 9 DE JULHO DE 2015. Dispõe sobre o Plano de Incentivo ao Estudo de Idioma Estrangeiro - PLI, do Conselho Nacional do Ministério Público. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

PORTARIA Nº 229/2010/GBSES

PORTARIA Nº 229/2010/GBSES PORTARIA Nº 229/2010/GBSES O SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais, e CONSIDERANDO a Lei Nº 8.666, de 21 de junho de 1993, em seu Artigo 67, exige que a execução dos contratos

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2015 A, por seu Secretário de Município Sr. Cleide Torres Rodrigues - torna público, no uso de suas atribuições legais conferidas pela Portaria nº 009/2013

Leia mais

EDITAL N 034/2014/GAB, de 18 de agosto de 2014

EDITAL N 034/2014/GAB, de 18 de agosto de 2014 EDITAL N 034/2014/GAB, de 18 de agosto de 2014 PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO A QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL (PIQP) DOS SERVIDORES DO IF CATARINENSE - CAMPUS RIO DO SUL

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei No. 10.435 de 24 de abril de 2002 Pró-Reitoria de Administração

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei No. 10.435 de 24 de abril de 2002 Pró-Reitoria de Administração EDITAL DE SELEÇÃO DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS COM INTERESSE EM PARTICIPAR DE TREINAMENTO REGULARMENTE INSTITUÍDO EM NÍVEL DE EDUCAÇÃO FORMAL - QUALIFICAÇÃO A PRAD e o Departamento de Pessoal

Leia mais

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 Estabelece regras para o funcionamento dos cursos de pós-graduação lato sensu da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Uergs. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.421, DE 05 DE ABRIL DE 2010. (publicada no DOE nº 062, de 05 de abril de 2010 2ª edição) Institui a Carreira

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 01/2008 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Tarcísio

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES DECRETO Nº 6.106/2013 REGULAMENTA AS LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE, DE QUE TRATAM OS ARTS. 80, I; 82 A 100, DA LEI MUNICIPAL Nº 1.132, DE 02 DE JULHO DE 1990 (ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO

Leia mais

EDITAL Nº. 11 /2014 PPG/CPG/UEMA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

EDITAL Nº. 11 /2014 PPG/CPG/UEMA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO-UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PPG COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO CPG EDITAL Nº. 11 /2014 PPG/CPG/UEMA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 Dispõe sobre instauração e organização de processo de tomada de contas especial e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso do

Leia mais

Atos do Poder Executivo

Atos do Poder Executivo Página 1 de 8 Marcelo Franca Alves De: "BDE on-line" Para: "BDE on-line" Enviada em: quarta-feira, 25 de agosto de 2004 17:39 Assunto: BDE on-line -

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Rua Governador Luiz Cavalcante, S/N, TELEFAX (82) 3530-3382 CEP: 57312-270 Arapiraca-Alagoas RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre normas e procedimentos para os Cursos de Especialização

Leia mais

ATA DA 5ª REUNIÃO ESPECÍFICA BANCO DE HORAS

ATA DA 5ª REUNIÃO ESPECÍFICA BANCO DE HORAS ATA DA 5ª REUNIÃO ESPECÍFICA BANCO DE HORAS entre o Serviço Federal de Processamento de Dados SERPRO e a FENADADOS LOCAL: Sede da FENADADOS Brasília - DF DATA: 27/01/2015 HORÁRIO: 10h TEMA: Negociação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA HOSPITAL OPHIR LOYOLA PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA MEDICA 2013 RESULTADO FINAL

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA HOSPITAL OPHIR LOYOLA PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA MEDICA 2013 RESULTADO FINAL GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA HOSPITAL OPHIR LOYOLA PROCESSO SELETIVO À RESIDÊNCIA MEDICA 2013 RESULTADO FINAL O Hospital Ophir Loyola HOL através da Diretoria de Ensino

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014, PROGEP/CDP/NUGCAP.

EDITAL Nº 02/2014, PROGEP/CDP/NUGCAP. EDITAL Nº 02/2014, PROGEP/CDP/NUGCAP. PROGRAMA DE APOIO FINANCEIRO PARA PARTICIPAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA EM CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO.

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

Ao Colendo Plenário. A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Canoas apresenta o seguinte projeto de resolução:

Ao Colendo Plenário. A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Canoas apresenta o seguinte projeto de resolução: Ao Colendo Plenário A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Canoas apresenta o seguinte projeto de resolução: Dispõe sobre a instituição e regulamentação de Programa de Capacitação aos servidores da Câmara

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL PORTARIA CONJUNTA Nº 900, DE 19 DE JULHO DE 2002. Disciplina o pagamento ou parcelamento de débitos de que trata o art. 11 da Medida Provisória nº 38, de 14 de maio de 2002.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual, DECRETO N.º 2299 R, DE 15 DE JULHO DE 2009. (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 16/07/2009) Regulamenta o estágio estudantil no âmbito do Poder Executivo Estadual e dá outras providências.

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 01/2015 SEMED (Prazo: 30 dias) Processo Seletivo para a concessão de licença para qualificação profissional

Leia mais

Edição Número 214 de 06/11/2012. Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 21, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2012

Edição Número 214 de 06/11/2012. Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 21, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2012 Edição Número 214 de 06/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 21, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre o Sistema de Seleção Unificada - Sisu. O MINISTRO DE ESTADO DA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DOS SERVIDORES/2015

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DOS SERVIDORES/2015 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DOS SERVIDORES/2015 A Secretaria de Gestão de Pessoas comunica a todos os servidores que, a partir de 23/3/2015, serão abertas as inscrições

Leia mais

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar.

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 518, DE 26 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre a organização e o funcionamento da Assessoria Jurídica Estadual, estrutura a Carreira e o Grupo Ocupacional dos titulares

Leia mais

EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015

EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015 FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ CREDENCIADA PELO MEC-PORTARIA Nº 2.858-13/09/2004 C.N.P.J 03.873.844/0001-35 EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015 A Coordenação do Curso de Pedagogia da Faculdade Evangélica

Leia mais

Município de Montes Claros MG Procuradoria Jurídica

Município de Montes Claros MG Procuradoria Jurídica PORTARIA Nº 01, de 15 de janeiro de 2007. Estabelece critérios visando à convocação para contratação de pessoal, por excepcional interesse público, na composição do Quadro de Pessoal das Unidades Municipais

Leia mais

DECRETO Nº 1040, DE 28 DE ABRIL DE 2015

DECRETO Nº 1040, DE 28 DE ABRIL DE 2015 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 1040, DE 28 DE ABRIL DE 2015 Regulamenta as Atividades de Treinamento e Desenvolvimento de Pessoal e o Adicional de Incentivo à Profissionalização. O PREFEITO DE GOIÂNIA,

Leia mais

Palestra Motivando para o Trabalho - Penitenciária Álvaro de Carvalho

Palestra Motivando para o Trabalho - Penitenciária Álvaro de Carvalho Diário oficial de quinta-feira Consulta completa da Lista Prioritária de Transferência LPT Resolução SAP - 195, de 11-11-2015 Disponibiliza no site da Secretaria da Administração Penitenciária consulta

Leia mais

Alex Neves de Rezende

Alex Neves de Rezende Alex Neves de Rezende Ana Letícia Pena Pereira Timóteo André Lopes Gomes Angelo Tadeu Magno Leão Bruno Miranda de Paula Carolina Dias de Oliveira Clara Faria Nascimento Daniela Leite Lage Erica Raxanne

Leia mais

CAPÍTULO I DA FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

CAPÍTULO I DA FUNDAMENTAÇÃO LEGAL REGULAMENTO PARA SOLICITAÇÃO, CONCESSÃO E USUFRUTO DA LICENÇA PARA CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS DE QUE TRATA A NS Nº 570 de 22/05/2006 CAPÍTULO I DA FUNDAMENTAÇÃO LEGAL 1.1 A licença

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DE SAÚDE EM FISIOTERAPIA. EDITAL Nº 012/2015 COREMU

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DE SAÚDE EM FISIOTERAPIA. EDITAL Nº 012/2015 COREMU UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DE SAÚDE EM FISIOTERAPIA. EDITAL Nº 012/2015 COREMU PUBLICA A RELAÇÃO DOS CANDIDATOS CONVOCADOS PARA A MATRÍCULA

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e

PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e a atuação da Secretaria de Controle Interno e dá outras

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE CURSISTAS DO CURSO DE EXTENSÃO: FORMAÇÃO CONTINUADA DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO EDITAL DE SELEÇÃO, INSCRIÇÃO E MATRÍCULA PARA CURSO DE EXTENSÃO - FORMAÇÃO CONTINUADA

Leia mais

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências.

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013 Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. (Publicado no DOE de 10 de abril de 2013) O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU Direito Médico 2013/2014 APRESENTAÇÃO A Faculdade de Direito de Varginha FADIVA, em busca do aprimoramento profissional, foi em busca de uma parceria para a instalação

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO VII DA ORDEM ECONÔMICA E FINANCEIRA CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS DA ATIVIDADE ECONÔMICA Art. 170. A ordem econômica, fundada na valorização

Leia mais

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO BOLETIM INTERNO N o 29

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO BOLETIM INTERNO N o 29 CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO BOLETIM INTERNO N o 29 Brasília-DF, 18 de julho de 2014 - Para conhecimento e devida execução, publica-se o seguinte: ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS CONTROLADORIA-GERAL

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14 Leia-se:...Art. 1º DELEGAR COMPETÊNCIA e as responsabilidades decorrentes ao Superintendente Regional do DNIT nos estados de Goiás e Distrito Federal para Lavrar o Termo Aditivo de Prorrogação de prazo,

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA EDITAL Nº 1, DE 7 DE JULHO DE 2014

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA EDITAL Nº 1, DE 7 DE JULHO DE 2014 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA EDITAL Nº 1, DE 7 DE JULHO DE 2014 PROCESSO SELETIVO PARA CUSTEIO PARCIAL DA PARTICIPAÇÃO DE SERVIDORES EM TURMAS ABERTAS DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO O PRESIDENTE

Leia mais