Preço do etanol nos postos apresenta alta em 15 Estados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Preço do etanol nos postos apresenta alta em 15 Estados"

Transcrição

1 Publicação dos Despachos da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro PÁGINAS 4 e 5 Câmbio (R$) Dólar / BC Compra Venda Paralelo 1,770 1,870 Comercial 1,727 1,729 Turismo 1,747 1,833 Euro / BC 2,285 2,288 Ouro (R$) Grama 87,000 Variação -1,14 Blue Chips % BMF Bovespa ON -1,01 Bradesco PN -0,81 Gerdau PN -2,43 Itaú Unibanco PN -0,91 Petrobras PN -1,01 Sid Nacional PN -2,17 Vale PNA -1,48 Economia O primeiro-ministro da Espanha, José Luís Rodriguez Zapatero, afirmou que não existe absolutamente qualquer chance de o país buscar socorro da União Europeia. A declaração foi uma tentativa de acalmar os investidores. PÁGINA 3 Economia O consumo nacional de energia elétrica aumentou 4,9% em outubro de 2010 frente à igual intervalo de 2009, passando de 33,83 mil GWH para 35,50 mil GWH, segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). PÁGINA 3 Juarez Domingues Carneiro Análise Contábil Nos últimos anos, os profissionais da contabilidade passaram a incorporar novas ferramentas de trabalho como Extensible Business Reporting Language, Internacional Financial Reporting Standards (IFRS), Sistema Público de Escrituração Digital (Sped). PÁGINA 6 1ª Fase 1875 a Sábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010 R$ 1,00 Preço do etanol nos postos apresenta alta em 15 Estados Preço do combustível ficou em R$ 1,754 na semana, ante R$ 1,747 registrada na semana anterior Leilão do trem-bala é adiado para abril O governo cedeu às pressões dos investidores e anunciou ontem o adiamento do leilão do trem-bala para abril de Diante do risco de ter apenas um concorrente na disputa pelo projeto orçado em mais de R$ 33 bilhões, a A ANTT optou em dar mais prazo para que outras consórcios possam ser formados. Segundo o diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, quatro grupos de empresas fizeram manifestações concretas e objetivas de que irão participar da licitação no próximo ano. Apesar da perspectiva objetiva de termos uma proposta e com isso, do ponto de vista formal o leilão poder acontecer, em nome de ampliar as oportunidades e ter um processo competitivo, o governo tomou a decisão de conceder esse prazo adicional, disse Figueiredo. O leilão acontecerá na sede da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, em São Paulo, em 29 de abril. PÁGINA 2 Grandes empresas A Receita Federal intensificará a fiscalização sobre grandes empresas e pretende impedir a prática do que considera planejamentos tributários abusivos. O secretário Otacílio Cartaxo, inaugurou nesta sexta-feira a Delegacia Especial de Maiores Contribuintes (Demac) em São Paulo, cujo objetivo é apertar o cerco contra as maiores empresas do País. PÁGINA 2 Veículo é incendiado enquanto policial se descolca para a zona de confronto 2ª Fase Ano I Edição nº 239 Os preços do etanol hidratado praticados nos postos brasileiros subiram em 15 Estados e caíram em 9 e no Distrito Federal. Em dois Estados, os preços permaneceram estáveis, de acordo com dados coletados pela Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana terminada nesta sextafeira. No Estado de São Paulo, o preço nos postos subiu 0,31%. Os preços permaneceram estáveis no Ceará e no Pará. A maior alta foi registrada em Alagoas, de 5,20%, seguido pelo Rio de Janeiro, com 2,06%. A maior queda foi verificada no Rio Grande do Norte, de 0,91%. O preço médio em São Paulo ficou em R$ 1,597 por litro ante R$ 1,592 na semana anterior. No Paraná, o preço médio ficou em R$ 1,69 (R$ 1,676 na semana anterior). Na média de preços do Brasil, o etanol segue mais competitivo que a gasolina. Segundo a ANP, na média do Brasil, o preço do etanol ficou em R$ 1,754 na semana, ante R$ 1,747 registrada na semana anterior. PÁGINA 3 Ed Ferreira / AE Bernardo Figueiredo (E) diretor-geral da ANTT, afirmou que algumas empresas irão participar da licitação ano que vem Correntes majoritárias do PT reuniram-se nesta sextafeira em Guarulhos (SP) para discutir o espaço de poder do partido no futuro governo de Dilma Rousseff. Os petistas, especialmente os que integram a corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), têm a preocupação de garantir redutos conquistados no governo Lula. PÁGINA 7 Robson Fernandjes / AE não tem data Pelo menos duas pessoas morreram e quatro pessoas ficaram feridas nos confrontos desta sexta-feira em favelas da zona norte. Os casos foram atendidos no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, onde foi montada uma operação de emergência para atender aos feridos dos confrontos nos complexos da Penha e do Alemão. O Hospital Getúlio Vargas está centralizando o atendimento a todos os feridos das operações. Desde quartafeira, foram registradas 33 atendimentos, dos quais seis resultaram em morte. Até a noite desta sexta-feira, sete pacientes continuavam internados, apenas um em estado grave. PÁGINA 9

2 2 2010ECONOMIA Sábado, 4, Domingo, 5, e Segunda-feira, 6 de Setembro de Sábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010 Segundo Bernardo Figueiredo, quatro grupos de empresas demonstraram interesse Renato Andrade e Karla Mendes O governo cedeu às pressões dos investidores e anunciou ontem o adiamento do leilão do trem-bala para abril de Diante do risco de ter apenas um concorrente na disputa pelo projeto orçado em mais de R$ 33 bilhões, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) optou em dar mais prazo para que outras consórcios possam ser formados. Segundo o diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, quatro grupos de empresas fizeram manifestações concretas e objetivas de que irão participar da licitação no próximo ano. Apesar da perspectiva objetiva de termos uma proposta e com isso, do ponto de vista formal o leilão poder acontecer, em nome de ampliar as oportunidades e ter um processo competitivo, o governo tomou a decisão de conceder esse prazo adicional, disse Figueiredo. Com a decisão, a data de apresentação das propostas foi transferida da próxima segunda-feira para o dia 11 de abril. O leilão acontecerá na sede da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBovespa), em São Paulo, no dia 29 de abril, e não mais em 16 de dezembro. O adiamento foi discutido com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quinta-feira. Segundo Figueiredo, a única preocupação do presidente era ter a garantia da entrada de mais competidores Na medida em que isso se confirmou, a decisão foi buscar a competitividade no leilão, disse. O presidente não tem essa vaidade de fazer o leilão no governo dele, acrescentou. A presidente eleita, Dilma Rousseff, também foi informada sobre o adiamento e disse entender que a decisão caberia ao presidente Lula. Decepção - O representante do consórcio de empresas coreanas, único grupo que havia confirmado a disposição de entregar sua proposta na segunda-feira, não escondeu sua decepção com a decisão tomada pelo governo. Ficamos um pouco decepcionados porque já tínhamos uma proposta pronta e viável, disse Paulo Benites. O executivo informou que o grupo irá aproveitar o tempo adicional para reavaliar a proposta e negociar a inclusão de novas empresas no consórcio. As pressões para que o governo desistisse de realizar a licitação ainda este ano partiram tanto das empresas estrangeiras, que detêm a tecnologia de fabricação dos trens de alta velocidade (TAV), como de entidades empresariais, como a Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer). Essa decisão do governo demonstra boa vontade, sensibilidade com a indústria ferroviária brasileira, disse Vicente Abate, presidente da entidade que havia solicitado à ANTT o adiamento do leilão por seis meses. Apesar da disposição apresentada pelas empresas em participar do leilão em abril, o diretor da ANTT fez questão de frisar que isso não significa que haverá mais quatro consórcios disputando a concessão com os coreanos. Eu não tenho como saber quantos consórcios terão. Temos pelo menos quatro grupos empresariais que confirmaram que vão participar do processo. Agora se eles vão se consorciar dois a dois, um a um, essa informação eu não tenho. Beth Moreira O adiamento do leilão do Trem de Alta Velocidade (TAV) não trará prejuízos ao cronograma da obra, segundo avaliação de alguns especialistas. A conclusão do trem-bala para a Olimpíada de 2016 era justamente uma das preocupações do governo, que acabou cedendo às pressões dos grupos interessados e adiou o leilão em quatro meses. O novo cronograma prevê a entrega das propostas para 11 de abril e o leilão em 29 de abril de A Copa do Mundo, por sua vez, não deverá contar com o novo transporte, conforme já havia antecipado o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos Alguns especialistas defendem que o start para o projeto já está no limite, uma vez que o prazo de implementação previsto no edital da concorrência é de seis anos. Há quem acredite, no entanto, que o adiamento não trará prejuízo para conclusão do TAV. Para o consultor da área de transportes, José Augusto Valente, o adiamento não deve ser visto como um problema. Tudo depende de dinheiro e Ricardo Leopoldo O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou que há mecanismos de curto e médio prazos, na sua avaliação pessoal, que o governo tem condições de utilizar para mitigar a valorização do real ante o dólar norte-americano. Como não é possível baixar os juros numa canetada, é preciso adotar outras medidas para mitigar a valorização do câmbio no médio prazo, comentou, durante almoço promovido pela Câmara de Comércio suíço-brasileira. Coutinho ressaltou que, além da boa gestão fiscal que o governo está executando e deve continuar na gestão da presidente eleita Dilma Rousseff, o amadurecimento de investimentos de longo prazo, especialmente em logística, vão permitir a redução do custo Brasil, o que por sua vez vai criar um ambiente propício para que o Banco Central possa gradualmente reduzir a taxa de juros, sempre levando como premissa básica a inflação sob controle. Por outro lado, Coutinho também ressaltou que poderiam ser adotados instrumentos tributários para compensar as dificuldades temporárias dos exportadores. Além disso, ele também destacou que seriam importantes intensificar os mecanismos de defesa comercial. Não sou favorável a protecionismo, disse, destacando que as empresas que julgarem ser prejudicadas por concorrência desleal de estrangeiros devem procurar o governo para realizar uma queixa formal. quem tem dita o ritmo, avalia. O consultor conta que trabalhou no consórcio responsável pela construção da Ponte Rio-Niterói, um projeto que não se esperava que fosse construído no tempo que foi. O especialista avalia, no entanto, que o processo não precisaria ter sido adiado. Valente lembra que o consórcio sul-coreano está pronto para a disputa e vencer a concorrência. Ele concorda, no entanto, que os riscos do projeto são grandes e explica que o traçado final do trem dependerá da tecnologia vencedora da licitação. Valente explica que a tecnologia conhecida como levitação magnética pode suportar uma elevação de até 10 graus na Serra das Araras, por exemplo, ante 3,5% da tecnologias da roda sobre trilho, o que implica em extensões maiores de túneis. É realmente um projeto bastante complexo, afirma. Para o advogado Robertson Emerenciano, sócio do escritório Emerenciano Baggio e Associados, que assessora um dos grupos interessados no processo e que defendia o adiamento do leilão, a decisão do governo permitirá a confirmação de novos grupos na concorrência, uma vez que as empresas interessadas terão mais tempo para analisar melhor o projeto e montar uma proposta mais eficiente. Há um consenso sobre o adiamento do leilão, mas não do cronograma das obras e nem do prazo final da entrega do trem, lembra. Interesse - Além dos coreanos, que aparecem como favoritos na disputa, fontes acreditam que os japoneses também têm condições de participar da concorrência. Os japoneses estudam o projeto há cerca de um ano e meio, garante uma fonte. Nesta semana, a Alstom Brasil informou, em comunicado, que continua mantendo conversações com o governo sobre o projeto do TAV, que ligará Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas, no interior paulista. A nota, assinada pelo presidente da empresa, Philippe Delleur, ressaltava que a companhia segue em busca de todas as informações necessárias para tomar a decisão mais adequada em relação ao leilão. Outro grupo interessado conta com subsidiária brasileira da canadense Bombardier Transportation. Segundo informou a assessoria de imprensa da companhia à Agência Estado, a empresa está bastante entusiasmada com a licitação. Também estudam o projeto consórcios com empresas alemãs e chinesas. Até agora a única a confirmar oficialmente que não participará da disputa foi a CAF Brasil, subsidiária da espanhola Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles S.A.. Segundo o presidente da empresa, Paulo Fontenele, a companhia não conseguiu concluir os estudos do projeto a tempo de entregar uma proposta satisfatória. Vínhamos estudando a concorrência de forma séria e aplicada, mas decidimos há duas semanas que não vamos participar, conta. Riscos - Um dos temas que precisam ser melhor avaliados são os estudos geológicos, segundo grupos interessados no projeto. A avaliação das empresas interessadas no projeto é de que é preciso um volume maior de informações dessa natureza para fechar uma avaliação exata do custo da obra, assim como o tempo para conclusão da mesma. Questões ambientais e de desapropriações também preocupam. Adriana Fernandes O ministro da Fazenda, Guido Mantega, rebateu as críticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre a ideia do governo de criar um novo índice de inflação. O ex-presidente não entendeu o que falei. Não estamos propondo um novo índice oficial de inflação do País, disse Mantega, por meio de sua assessoria de imprensa. A inflação oficial é medida pelo IPCA. A proposta em discussão do ministro, segundo a sua assessoria, é a de que os contratos que hoje são indexados pelo IGP-M sejam substituídos gradualmente por um novo índice - que não sofra tanta influência de fatores externos, como os preços de commodities, e variações climáticas que afetem o preço dos alimentos. Para o ministro, há fatores que afetam os índices de inflação que não estão ligados à economia brasileira. De acordo com Mantega, o IPCA continuará como o índice oficial do País. A discussão de forma alguma tem como objetivo mudar a correção dos contratos já existentes. O ministro destacou que foi no governo FHC que o IGP-M foi usado como índice de correção dos contratos. Para Mantega, isso foi equívoco de FHC porque o uso do IGP-M traz a inflação de commodities para dentro do País. Quando assumimos a indexação foi mudada nos novos contratos, disse Mantega, via assessoria de imprensa. Anne Warth A Receita Federal intensificará a fiscalização sobre grandes empresas e pretende impedir a prática do que considera planejamentos tributários abusivos. O secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, inaugurou nesta sexta-feira a Delegacia Especial de Maiores Contribuintes (Demac) em São Paulo, cujo objetivo é apertar o cerco contra as maiores empresas do País, que, de acordo com o Fisco, são responsáveis por 75% da arrecadação federal. No Estado de São Paulo, estão sediadas 40% dessas empresas, que apresentam os seguintes características: receita bruta anual acima de R$ 80 milhões, montante anual de débito registrado na Declarações de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) superiores a R$ 8 milhões, montante anual de massa salarial informada nas Guias de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social (GFIP) superior a R$ 11 milhões ou o total anual de débitos declarados na GFIP superior a R$ 3,5 milhões. A inauguração da delegacia é um marco importante. Prevejo que será um marco na história da Receita Federal, disse Cartaxo. De acordo com ele, o foco da delegacia será sobre empresas de todos os setores da economia, exceto o financeiro, que é fiscalizado por delegacia própria. Na semana passada, a Receita inaugurou uma Demac no Rio. De acordo com Cartaxo, 500 funcionários da Receita em todo o País foram treinados para atuar nas delegacias Segundo o subsecretário de Fiscalização da Receita, Marcus Vinícius Neder, um dos principais focos da delegacia será sobre manobras fiscais que as grandes empresas realizam com o objetivo de pagar menos impostos. Segundo ele, do total de empresas consideradas grandes contribuintes, 42% apresentaram prejuízo fiscal nos últimos cinco anos. Por outro lado, em 2007, as mesmas empresas apresentaram R$ 110 bilhões de estoque de ágio, dinheiro que surge a partir de fusões e aquisições desse grupo de companhias e que pode ser passível de dedução ao longo de cinco anos. Valor patrimonial - O ágio surge quando se paga mais que o valor patrimonial da ação de uma empresa. Muitas vezes a ação vale cem reais e a empresa resolve pagar mil reais. Esse excedente, em princípio, não poderia ser despesa da empresa, a não ser quando ela vendesse essa participação. Algumas empresas fazem mecanismos para antecipar essa amortização de ágio, explicou Neder. Outro exemplo citado pelo subsecretário é a realização de operações desse tipo dentro de um mesmo grupo. Um grupo econômico, por exemplo, tem duas empresas. Ele faz uma operação e declara que pagou um ágio milionário. Mas ele controla as duas partes e ninguém sabe se aquele valor era aquele mesmo. Isso é feito para gerar despesa. É uma operação entre partes dependentes ou vinculadas, em que a operação é manipulada. Esse tipo de coisa gerou muito estoque de ágio e está sendo fiscalizada agora. É o ágio de si mesmo ou o ágio interno, disse. As empresas, de acordo com ele, realizam esse tipo de operação porque uma lei criada na época das primeiras privatizações (9 532/97) permitiu a dedução do ágio. O que nós estamos questionando são as operações fictícias, simuladas e preparadas para economizar tributos, afirmou. Neder afirmou que os funcionários que trabalharão nessas delegacias receberam treinamento sobre questões jurídicas, contábeis e de tributação internacional para fazer esse tipo de fiscalização. Às vezes, as provas não estão nos livros fiscais. Tem de se provar aquilo que não foi apresentado à Receita, afirmou. Os auditores, de acordo com ele, terão, justamente, a missão de enfrentar os grandes escritórios de advocacia que realizam planejamento tributário para grandes empresas. Não é mais a busca de omissão de receita, afirmou. O subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Marcus Vinícius Neder, disse ontem, em São Paulo, que a instituição criar uma delegacia especial para fiscalizar grandes contribuintes pessoa física. Durante inauguração da Delegacia Especial de Maiores Contribuintes (Demac), em São Paulo, o subsecretário afirmou que os critérios de escolha dos contribuintes de pessoa física que serão alvo da delegacia ainda estão sendo acertados, mas revelou que a Receita Federal já definiu o número de pessoas que serão alvo da fiscalização especial. Serão 5 mil pessoas, disse ele A delegacia terá sede em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, e terá como objetivo apurar possíveis irregularidades em operações realizadas em bolsas de valores, no mercado financeiro, em ganhos de capital, em venda de ativos no exterior, na participação em imóveis, em empresas em paraísos fiscais e em fundos de investimento. De acordo com o subsecretário, o Brasil é hoje um dos três países que mais possuem fundos de investimento. E temos uma coisa que tem apenas no Brasil, fundos de investimento de uma só pessoa física, ironizou. O subsecretários revelou que a Receita Federal fez um levantamento e descobriu que quase duas mil pessoas físicas têm patrimônio superior a R$ 200 milhões somente em fundos de investimento. É este segmento que queremos investigar, afirmou Neder explicou a diferença entre o trabalho realizado na fiscalização de pequenos e médios contribuintes em pessoa física e de grandes contribuintes. Uma coisa é a verificação das declarações e o trabalho que é feito por meio de malha e verificação de recibos de despesas médicas e ganhos de Previdência. Isso é o segmento normal, dos contribuintes médios e pequenos, afirmou. No setor de grandes contribuintes, as operações são diferentes, destacou. Muitas vezes, eles investem em bolsas de valores. A receita este ano fiscalizou por meios de softwares de auditoria todos os ganhos em bolsas de valores e obtivemos autuações acima de R$ 100 milhões. Com uma curiosidade: quase 98% de quem é autuado paga. É um alto índice de pagamento, afirmou. Publicação da empresa JGN Editora Ltda. Departamento Comercial e Administração Rua Debret, 23 Sobreloja 116 e 117 Centro - Rio de Janeiro CEP Diretora Geral Elizabeth Campos Comercial: PABX (21) Conselho Editorial: Des. José Geraldo da Fonseca Des. José Lisboa da Gama Malcher Mônica de Cavalcanti Gusmão Redação: (21) / Projeto Gráfico:dtiriba design gráfi co Impressão: Gráfi ca Monitor Mercantil Rua Marcílio Dias, 26 - Centro - RJ Editor- chefe: Jorge Chaves Subeditor: Cláudio Fernandes Diagramação: Miguel Antonio Gomez Heichard Jonas Pavão Artigos & Colunas: Filiado à Preços de Assinatura Trimestral...R$ 60,00 Semestral...R$ 110,00 Anual...R$ 210,00 Serviço Noticioso Agências Brasil e Estado As matérias e artigos são de responsabilidade dos autores e não representam, necessariamente, a opinião deste jornal

3 ESPANHA Zapatero diz que quem aposta contra está errado O primeiro-ministro da Espanha, José Luís Rodriguez Zapatero, afirmou nesta sexta-feira que não existe absolutamente qualquer chance de o país buscar um socorro da União Europeia. A declaração foi uma tentativa de acalmar os investidores e evitar que a crise de dívida soberana atinja a quarta maior economia da zona do euro. Em entrevista a uma emissora de rádio, Zapatero disse que a economia do país já passou pelo pior e que tanto a reestruturação do setor financeiro quanto a redução do déficit orçamentário do governo estão sendo realizadas conforme o previsto. Nós temos um plano para cortar o déficit que está sendo rigidamente implementado, disse Zapatero. Aviso aos que estão apostando contra a Espanha que eles estão errados, completou. O pedido de calma por parte de Zapatero vem em meio a sinais de que um possível pedido de ajuda pela Espanha, que era uma possibilidade remota há alguns dias, está se tornando um risco mais urgente para as autoridades do país. Em comentários incomumente sinceros, José Luis Malo de Molina, economista-chefe do Banco da Espanha, alertou ontem que a dependência que o país tem de financiamento externo o torna particularmente vulnerável a uma disseminação da crise de dívida soberana. Também ajudou a agravar as preocupações dos investidores uma reportagem de hoje do jornal alemão Financial Times Deutschland, afirmando que Portugal está sendo pressionado pela União Europeia a pedir um resgate. A informação foi negada por autoridades europeias, mas chamou atenção para a Espanha, que é vista como a próxima vítima da crise. Caso Portugal e Espanha peçam uma ajuda como a pedida pela Irlanda, os recursos da União Europeia serão reduzidos, o que poderá colocar em risco a própria zona do euro. Na entrevista, Zapatero também descartou outro aumento no imposto sobre valor agregado do país, que foi elevado de 16% para 18% no início deste ano, e disse que um corte de 5% nos salários dos trabalhadores civis, já implementado, será suficiente para manter os gastos do governo sob controle sem a necessidade de reduzir a burocracia. O primeiroministro também descartou um aumento nas taxas educacionais para os estudantes, como está sendo feito no Reino Unido e na Itália. O plano de redução do déficit está sendo cumprido escrupulosamente, nós temos um dos sistemas financeiros mais sólidos, os bancos de poupança estão sendo reestruturados em uma boa velocidade e deverão estar consolidados até o final do ano, disse Zapatero. Os investidores se preocupam há bastante tempo com os bancos espanhóis de poupança, ou caja, os quais foram muitos expostos ao colapso do setor imobiliário espanhol. Atualmente, eles estão Em entrevista a uma emissora de rádio, Zapatero disse a reestruturação do setor financeiro e a redução do déficit orçamentário estão dentro do previsto sob um processo de consolidação, marcado para ser concluído até o fim de dezembro. A Espanha luta para se recuperar de quase dois anos de recessão, com uma taxa de desemprego ao redor de 20%, a mais alta da zona do euro. Viagem à América Latina - Zapatero realizará uma viagem à América Latina na próxima semana, onde visitará a Bolívia e participará da 20ª Cúpula Iberoamericana em Mar del Plata, na Argentina. Zapatero chega à Bolívia na próxima quinta-feira, na primeira viagem de um chefe de governo da Espanha à La Paz em 12 anos. Ele terá uma reunião com o presidente boliviano Evo Morales, onde os dois discutirão a situação das relações bilaterais. Além disso, deverão firmar um acordo que dará acesso às empresas espanholas ao lítio boliviano. Zapatero fará a viagem após as eleições regionais na Catalunha, neste domingo, onde as sondagens indicam que o partido socialista catalão, aliado ao Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) do premiê, poderá ser derrotado pelos nacionalistas catalães. Zapatero também terá reuniões com empresários espanhóis que vivem na região andina e encontrará líderes da oposição boliviana. Zapatero faz a viagem a convite de Morales. A Espanha é o país que mais faz doações para o desenvolvimento da Bolívia, com um desembolso de 70 milhões (US$ 92 milhões) em Durante uma visita recente à Bolívia, a chanceler espanhola Trinidad Jiménez anunciou que a Espanha doará US$ 445 milhões para projetos de cooperação entre 2011 e Após visitar a Bolívia, Zapatero irá a Mar del Plata, onde participará junto aos reis da Espanha da 20ª Cúpula Ibero-americana, cujo tema em 2010 é A Educação para a Inclusão Social. Zapatero participará de sessões da cúpula, embora já estejam agendados dois encontros a portas fechadas com presidentes latinoamericanos, com o equatoriano Rafael Correa e com o brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva. Lula passará a presidência do Brasil a Dilma Rousseff em janeiro. Além dos debates da cúpula, a Espanha afirmou que poderão ser abordados temas como a crise econômica, segurança, narcotráfico, mudanças climáticas e também o futuro político de Honduras, cujo governo não foi convidado pela anfitriã Argentina para o evento. ECONOMIASábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de COMBUSTÍVEL Preço do etanol nos postos sobe em 15 Estados Distrito Federal e outros oito estados apresentam queda. Dois permanecem estáveis Eduardo Magossi Os preços do etanol hidratado praticados nos postos brasileiros subiram em 15 Estados e caíram em 9 Estados e no Distrito Federal. Em dois Estados, os preços permaneceram estáveis, de acordo com dados coletados pela Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana terminada em 26 de novembro. No Estado de São Paulo, o preço nos postos subiu 0,31%. Os preços do etanol permaneceram estáveis no Ceará e no Pará. A maior alta foi registrada em Alagoas, de 5,20%, seguido pelo Rio de Janeiro, com 2,06%. A maior queda foi verificada no Rio Grande do Norte, de 0,91%. O preço médio em São Paulo ficou em R$ 1,597 por litro ante R$ 1,592 na semana anterior. No Paraná, o preço médio ficou em R$ 1,69 (R$ 1,676 na semana anterior). Na média de preços do Brasil, o etanol segue mais competitivo que a gasolina. Segundo a ANP, na média do Brasil, o preço do etanol ficou em R$ 1,754 na semana, ante R$ 1,747 registrada na semana anterior. Em relação à média do preço da gasolina no País, que foi de R$ 2,585 por litro, o preço do etanol está 3,09% abaixo do ponto de equilíbrio com o da gasolina, o que torna o etanol mais competitivo no preço médio na média nacional. No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,219 por litro no Estado de São Paulo. O preço máximo foi de R$ 2,79 por litro registrado no Acre. Na média de preços, o menor preço médio foi o de São Paulo, a R$ 1,597 por litro e o maior preço médio foi registrado no Acre, a R$ 2,373 por litro. Ainda há competitividade com a gasolina A competitividade dos preços de etanol nos postos de combustíveis segue em 8 Estados brasileiros em relação à gasolina, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas, referentes à semana terminada em 26 de novembro de Atualmente, o etanol está competitivo nos Estados de Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco, São Paulo e Tocantins. Wellington Bahnemann O consumo nacional de energia elétrica aumentou 4,9% em outubro de 2010 frente à igual intervalo de 2009, passando de 33,83 mil GWH para 35,50 mil GWH, segundo informações da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A taxa em relação a outubro de 2009, de 4,9%, foi a menor do ano, mostrando uma acomodação em função da base de comparação mais elevada no último trimestre daquele ano, disse a autarquia, no resenha mensal do mercado de energia elétrica do mês de novembro No acumulado do ano até outubro, o crescimento apurado foi de 8,5%, para 347,53 mil GWH. Nos últimos 12 meses, o consumo de energia aumentou 7,8% no Brasil, para 416,04 mil GWH. Entre as classes de consumo, o setor industrial expandiu em 5,8% a demanda por energia na comparação entre outubro de 2010 e igual período de 2009, para 15,83 mil GWH. A EPE informou que o Sudeste continua apresentando a maior taxa de crescimento entre as regiões do País: 7,5% no período em A maior alta foi registrada em Alagoas, de 5,20%, seguido pelo Rio de Janeiro, com 2,06%. A maior queda foi verificada no Rio Grande do Norte questão, para 8,93 mil GWH. Destaque para a expansão de 26,4% no consumo industrial no Rio de Janeiro, refletindo a carga de uma nova siderúrgica e a demanda de uma grande indústria, cuja unidade de autoprodução de energia elétrica está em manutenção. O consumo de energia do segmento residencial cresceu 4,9% em outubro de 2010, para 8,94 mil GWH. Destaque para o incremento de 14,4% na demanda dos clientes residenciais da Região Norte, enquanto a expansão do consumo no Sudeste e Sul foi de apenas 3,1% e 2,7%, respectivamente. Apesar do menor crescimento, a EPE afirmou que o mercado residencial continua refletindo os efeitos da conjuntura favorável da economia brasileira, sobretudo no que diz respeito ao mercado de trabalho. A demanda da classe comercial aumentou 3,8% entre outubro de 2010 e o mesmo mês de 2010, para 5,70 mil GWH. Esta foi a menor taxa mensal de crescimento do ano. O resultado sofreu forte influência do desempenho do Sudeste, que, concentrando cerca de 55% do EPE Consumo de energia elétrica cresce 4,9% A EPE informou que o Sudeste continua apresentando a maior taxa de crescimento entre as regiões do País: 7,5% no período em questão, para 8,93 mil GWH consumo comercial nacional, expandiu apenas 2%, afirmou a EPE, no documento. A menor taxa de crescimento se explica pelo menor número de dias de faturamento e as temperaturas amenas para o mês de outubro, reduzindo o uso dos sistemas de refrigeração. A EPE ainda informou que o consumo dos clientes que estão no mercado livre, ambiente que reúne as grandes indústrias do País, cresceu 13,8% em outubro deste ano, para 9,6 mil GWH, ante o mesmo mês de Nos últimos 12 meses, a expansão é de 4,6%, para 97,4 mil GWH. Nos Estados de Bahia, Rondônia e Rio de Janeiro é indiferente a utilização de álcool ou gasolina no tanque. Em 15 Estados e no Distrito Federal, a gasolina está competitiva no bolso no consumidor. No Estado de São Paulo, que concentra quase 60% do consumo de etanol, o combustível renovável apresenta a segunda maior competitividade do Brasil, de acordo com os preços compilados pela ANP, perdendo apenas para Goiás. Considerando o preço médio da gasolina de R$ 2,461 por litro no Estado de São Paulo, o etanol hidratado é competitivo na região até R$ 1,7227 e, na média da ANP, o preço em São Paulo ficou em R$ 1,597 por litro, 7,29% abaixo do ponto de equilíbrio entre gasolina e etanol. Na semana, os preços do etanol subiram 0,31% nos postos no Estado de São Paulo. A vantagem do etanol é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é de 70% do poder nos motores à gasolina. No cálculo, são utilizados valores médios coletados em postos em todos os estados e no Distrito Federal. Segundo o levantamento, em São Paulo, o preço do etanol está em 64,89% do preço da gasolina (até 70% o etanol é competitivo). Em Goiás, a relação é de 62,57%, em Mato Grosso de 65,69%, no Paraná de 66,90% e no Mato Grosso do Sul de 67,48%. A gasolina está mais vantajosa principalmente no Amazonas (preço do etanol é 82,42% do valor da gasolina) e em Roraima (+81,68%). ANATEL Mercado de TV paga tem crescimento Karla Mendes O mercado de TV por assinatura registrou crescimento de 3,56% em outubro na comparação com setembro. Balanço divulgado nesta sexta-feira pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostra que no mês passado as operadoras conquistaram novos assinantes, o que permitiu que o Brasil chegasse a 9,396 milhões de domicílios com TV paga. Foi o maior crescimento registrado no mês de outubro nos últimos cinco anos, segundo a Anatel. Em 2010, o setor já acumula expansão de 25,7% em relação a 2009, com adição líquida de 1,923 milhão de novos assinantes no ano. Considerando-se o número médio de 3,3 pessoas por domicílio divulgado pelo IBGE, atualmente os serviços de TV por assinatura são distribuídos para, aproximadamente, 31 milhões de brasileiros. Em outubro, os serviços prestados via satélite cresceram 6,5% em relação a setembro. O número de assinantes que recebe os serviços via cabo cresceu 1,5% e as prestadoras de MMDS (envio do sinal por micro-ondas) perderam, aproximadamente, 1,4% de sua base de assinantes. "O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário" Albert Einstein ANUNCIE NO GAZETA DE NOTÍCIAS Aqui trabalhamos para o seu sucesso jgn.com.br

4 4 Sábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010 JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Despachos de 26 de Novembro de 2010 Documentos Deferidos PROC. EMPRESA N NEUROSCIENCE PRODUTOS E SERVICOS DE SAUDE LTDA A C BRITO ADMINISTRACAO DE EMPRESAS ME A C N DA SILVA PIZZARIA A C N DA SILVA PIZZARIA A C RODRIGUES SERVICOS TECNICOS NAVAIS A C RODRIGUES SERVICOS TECNICOS NAVAIS A F DA SILVA BENDER MERCEARIA A G SIMOES INDUSTRIA COMERCIO E IMPORTACAO DE CEREAIS LTDA A L M DA ROCHA COMERCIO DE ARTIGOS DO VESTUARIO A L M DA ROCHA COMERCIO DE ARTIGOS DO VESTUARIO A M LANCHONETE E MERCEARIA LTDA A M LANCHONETE E MERCEARIA LTDA ACADEMIA DE CABELEIREIROS LTDA ACADEMIA PORTO NOVO DO QUEIJO LTDA ME ACAO E CRIACAO PRODUCOES LTDA ME ACERGY BRASIL S/A ACESSORIOS KIPLING LTDA ADILSON DOS SANTOS COMERCIO DE ARMARINHO ME ADRIANO VIEIRA SAMPAIO ME AGRO PECUARIA CARNEIRO LTDA AK SPORTS INTELLIGENCE & MARKETING LTDA AKX SERVICOS E COMERCIO DE PNEUS LTDA AKX SERVICOS E COMERCIO DE PNEUS LTDA ALCOR ALUMINIO INDUSTRIA E COMERCIO LTDA ALEDE INDUSTRIA E COMERCIO DE MATERIAL ESPORTIVO LTDA ME ALESSANDRO MAGNO FERRAZ ME ALEX VIEIRA DE JESUS ALFREDO GARCIA ALFREDO GARCIA ALKS WORLD NET 02 COMERCIO DE EQUIPAMENTOS DE TELEFONIA LTDA ME ALLOY METAL S INDUSTRIA E COMERCIO DE METAIS LTDA EPP AMACO AGROPECUARIA LTDA ANA LUCIA MARTINS DA SILVA ANDANZA PRESENTES LTDA ME ANDERSON S VIDAL REPRESENTACAO COMERCIAL LTDA ANDRE CORREA MEYER SCHILLING ANDRE CORREA MEYER SCHILLING APARECIDA MARIA DE MELO APRAZIVEL SABOR LTDA ME APRAZIVEL SABOR LTDA ME ASERV ADMINISTRADORA DE SERVICOS LTDA EPP ASSIMPEX ASSESSORIA DE IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA ATELIER DA MODA ROUPAS PARA FESTA LTDA ME AUTO POSTO E LAVAJATO BOM PASTOR LTDA ME AUTO POSTO NUNES HAMMERS LTDA ME AYRTON M CAMARGO JUNIOR AYRTON360 FOTO & VIDEO BABY S MOON BAR LTDA ME BAHAMAS BAR E RESTAURANTE LTDA BAHAMAS BAR E RESTAURANTE LTDA BANCO PROSPER S/A BANGU RIO LAJES LTDA BANGU RIO LAJES LTDA BAR E COMESTIVEIS GUARANY LTDA ME BAR E RESTAURANTE FOGO NO CHAO LTDA ME BAR E RESTAURANTE MINEIRINHO LTDA BAR E RESTAURANTE MINEIRINHO LTDA BARRA PAPELARIA LIVRARIA E BRINQUEDOS LTDA BELEZA DA COR 228 COMERCIO DE COSMETICOS LTDA ME BELGOROD ADMINISTRADORA DE BENS LTDA BEMAED COMERCIO E INSTALACAO DE KIT GAS LTDA ME BIA ALMEIDA MODAS LTDA ME BIG MODAS FRIBURGO LINGERIE LTDA BIG MODAS FRIBURGO LINGERIE LTDA BN 39 PARTICIPACOES LTDA BOCK E SOUZA JUNIOR EMPREENDIMENTOS LTDA BOCK E SOUZA JUNIOR EMPREENDIMENTOS LTDA BOOKS HOUSE ENCADERNADORA E COMERCIO LTDA ME BRASIL CONTAINER LTDA ME BRESCIA EMPREENDIMENTOS E PARTICIPACOES LTDA BRESCIENSE PAISAGISMO E COMERCIO DE PLANTAS LTDA ME BROOKFIELD MB EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS SA BVA EMPREENDIMENTOS S A BY EVIDENCE COMERCIO DE ROUPAS LIMITADA BY EVIDENCE COMERCIO DE ROUPAS LIMITADA C M A MANUTENCAO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA C M A MANUTENCAO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA C M DA CRUZ COPIAS PAPELARIA E BAZAR ME C P ELLER ME CAIXA ECONOMICA FEDERAL CAIXA ECONOMICA FEDERAL CAPELLAS LANCHES E REFEICOES LTDA ME CARMEM L PEREIRA ME CARVALHO E GONCALVES IMOBILIARIA LTDA CARVALHO E GONCALVES IMOBILIARIA LTDA CASA QUENTAL DOS DESCARTAVEIS LTDA ME CASTRO ASSESSORIA DOCUMENTAL EM NEGOCIOS IMOBILIARIOS LTDA CASTRO ASSESSORIA DOCUMENTAL EM NEGOCIOS IMOBILIARIOS LTDA CASTRO FARIA COMERCIO E FABRICACAO DE PECAS AUTOMOTORES LTDA CELLULARI FULGONI TELEFONIA LTDA ME CERAMICA SANTA EDWIGES DE CAMPOS LTDA CEREAIS BRAMIL LTDA CESAR R M PEREIRA ME CEU E MAR MODA PRAIA LTDA EPP CH 10 EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA CH 11 EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA CH 12 EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA CH 13 EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA CHECKLIST TECNOLOGIA LTDA ME CHRISMARCOS CURSO LIVRE DE TREINAMENTO EM DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL E GERENCIAL LTDA CHURRASQUETO TONY BOY LTDA ME CLAMAGI PARIS COMERCIO DE ROUPAS LTDA ME CLINICA UROS UROLOGIA & OFTAMOLOGIA LTDA ME CLUBE CARE ADMINISTRACAO E SERVICOS LTDA CMR7154 DISTRIBUIDORA DE AUTO PECAS LTDA ME COBREMAX INDUSTRIA E COMERCIO LTDA COBREMAX INDUSTRIA E COMERCIO S/A COCHICHO III DE ITAGUAI RESTAURANTE LTDA ME COMA PIZZA A VONTADE PIZZARIA LTDA ME COMERCIO DE BEBIDAS SALVADOS E FILHOS LTDA ME COMPANHIA DE CONCESSAO RODOVIARIA JUIZ DE FORA RIO COMPARSAS COMUNICACAO VISUAL LTDA CONSTRU B COMERCIO DE MATERIAS DE CONSTRUCAO E SERVICOS DE REFORMAS LTDA ME CONSTRUTORA FORTALEZA DA ZONA OESTE LIMITADA CONSTRUTORA FORTALEZA DA ZONA OESTE LIMITADA COOPER IAPC COOPERATIVA DE TRANSPORTES ALTERNATIVO LTDA CORDEIRO PAPELARIA LIVRARIA E BRINQUEDOS LTDA CR2 EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS S/A CRECHE ESCOLA TEMPO DE APRENDER LTDA ME CREDITO MILITAR FACIL CORRETORA DE SEGUROS LTDA CROMO LIFE DISTRIBUIDORA DE MATERIAIS HOSPITALARES LTDA EPP CRUZMEDICA PRODUTOS MEDICOS LTDA EPP CRUZMEDICA PRODUTOS MEDICOS LTDA EPP CYMI HOLDING S/A D P DOMINGUES D P DOMINGUES DALVA E ROSA LANCHONETE LTDA ME DANIELE DE PAULA RIBAS DANILO DE CARVALHO BARONTO PEREIRA JORGE DARCI LEITE MERCADO ME DE LUCAS CONFECCOES FRIBURGO LTDA DE LUCAS CONFECCOES FRIBURGO LTDA DEDETIZADORA FULMEGAN LTDA ME DEDETIZADORA FULMEGAN LTDA ME DEISE MARIA ARAUJO VARGAS DELAROCA PRESENTES LTDA ME DENISE DE JESUS MELO DIAFARMA PRODUTOS PARA LABORATORIOS LTDA ME DIAFARMA PRODUTOS PARA LABORATORIOS LTDA ME DIJFO LOGISTICS TRANSPORTES NACIONAIS E INTERNACIONAIS E COMISSARIA DE DESPACHOS LTDA DISTABEL DE PADUA DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS E BEBIDAS LTDA ME DROGARIA ROSAS DE VALQUEIRE LTDA EPP EBSOR REPRESENTACOES E SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA ME EDW EMPREENDIMENTOS E CONSTRUCOES LTDA ME EFFICIENCY BRASIL LTDA EFFICIENCY BRASIL LTDA EFFICIENCY BRASIL LTDA EFFICIENCY BRASIL LTDA EFICAZ - COMERCIO E SERVICO DE PLACAS E TOLDOS LTDA ME ELETRICA LIDER LTDA ELETRICA LIDER LTDA ELFE SOLUCAO EM SERVICOS LTDA EMPREITEIRA DE OBRAS MATERIAL E CONSTRUCOES JWEL LTDA EMPRESA DE NAVEGACAO ELCANO S/A EMPRESA DE NAVEGACAO ELCANO S/A ENERGIS DO BRASIL PRODUCAO DE ENERGIA LTDA ENTRE FOLHAS DE BUZIOS BISTRO LTDA ME ESTACAO BAIAO EXPRESS COMERCIO VAREJISTA DE PRODUTOS ALIMENTICIOS EM GERAL LTDA ESTACAO BAIAO EXPRESS COMERCIO VAREJISTA DE PRODUTOS ALIMENTICIOS EM GERAL LTDA ETERTEC INFORMATICA LTDA ME EUDES ALBERTO DE ANDRADE ASSESSORIA CONTABIL EV SANTOS COMERCIO E SERVICOS LTDA ME EVELINE DIAS DE MELLO COSTA EXPRESSO PAPALEGUAS TRANSPORTE LTDA EPP PUBLICAÇÃO DE DESPACHOS FABIO ELIAS MARTINS ME FAJE LOGISTICA E TRANSPORTE LTDA ME FARMACIA CENTRAL DE SANTA CRUZ DA SERRA LTDA ME FAROL APOIO MARITIMO LTDA FATOR AGENCIA DE VIAGENS E TURISMO LTDA FATOR GESTAO EMPRESARIAL LTDA FAZENDA VERDE HORTIFRUTI LTDA EPP FAZENDA VERDE RIO HORTIFRUTI LTDA EPP FELIPE E CELESTE COMERCIO DE ROUPAS LTDA ME FERNANDO PEREIRA BASTOS FERREIRA & OLIVEIRA ELETROMOVEIS DE VARRE SAI LTDA FERREIRA & OLIVEIRA ELETROMOVEIS DE VARRE SAI LTDA FIDENS ENGENHARIA S/A FLORA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE HIGIENE E LIMPEZA LTDA FLS SOLUCOES WEB LTDA FLS SOLUCOES WEB LTDA FORTVAL INDUSTRIA E COMERCIO DE PLASTICOS LTDA FRANK CATAN HEDES FRILOCAR LOCADORA DE VEICULOS LTDA FRILOCAR LOCADORA DE VEICULOS LTDA FRITAS MIL COMERCIO DE MAQUINAS LTDA GABRIEL AERO TAXI LTDA GALFER COMERCIO DE FERRAGENS LTDA ME GALFER SERVICOS DE FUNDACOES LTDA GALFER SERVICOS DE FUNDACOES LTDA GALPAO DAS CORES CONFECCAO DE ARTIGOS DO VESTUARIO LTDA GALPAO DAS CORES CONFECCAO DE ARTIGOS DO VESTUARIO LTDA GAPSO SERVICOS DE INFORMATICA LTDA GAPSO SERVICOS DE INFORMATICA LTDA GAPSO SERVICOS DE INFORMATICA LTDA GECO S LANCHES LANCHONETE LTDA ME GEDEX EXPRESS LOCACOES TRANSPORTES MONTAGEM E COMERCIO LTDA EPP GILMAR HERINGER CLASS GILMAR HERINGER CLASS GIRALOG LOCACOES E LOGISTICA LTDA GIRALOG LOCACOES E LOGISTICA LTDA GOLS SERVICOS DE LOGISTICA OFFSHORE LTDA GOLS SERVICOS DE LOGISTICA OFFSHORE LTDA GOLS SERVICOS DE LOGISTICA OFFSHORE LTDA GRACIEMA CALDAS E SILVA COMERCIO DE PRODUTOS ALIMENTICIOS E BEBIDAS GRAFICA EDISON LTDA GRAFICA EDITORA STAMPPA LTDA EPP GRANTHON & GRANTHON LTDA ME GUAPICEL COMERCIO DE MATERIAL DE TELECOMUNICACOES LTDA EPP GUARAQUESSABA PARTICIPACOES E EMPREENDIMENTOS LTDA GUATEMALA MADEIRAS REPRESENTACOES LTDA GUTETE TURISMO LTDA ME H & G MARINE SERVICOS MARITIMOS LTDA ME H MAIS COMERCIO DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA HIGH PER TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM INFORMATICA LTDA HIGH PER TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM INFORMATICA LTDA HOPEN MALL HAIR STUDIO DE BELEZA LTDA HOPEN MALL HAIR STUDIO DE BELEZA LTDA HORTIFRUTI CENTRAL DO POVAO DA TAQUARA LTDA ME HOSPEDAGEM CANARINHO LTDA HOTEL POUSADA CANTO DA TERRA LTDA ME HRT PARTICIPACOES EM PETROLEO S A HRT PARTICIPACOES EM PETROLEO S A IDINALVA LIMA DA SILVA IGM COM S/A INDUSTRIA E COMERCIO DE ARTEFATOS DE CIMENTO ARMADO SAO SEBASTIAO LTDA ME INGRID CRISTINA BEZERRA FERREIRA INSCO SERVICOS TECNICOS LTDA INSTALL IT CONSULTORIA EM INFORMATICA LTDA INSTITUTO DE BELEZA GRANDE DIA LTDA INSTITUTO DE BELEZA GREMIO LTDA ME INSTITUTO EDUCACIONAL MARECHAL HERMES LTDA INSTITUTO EDUCACIONAL MARECHAL HERMES LTDA IPL INVESTIMENTOS E PARTICIPACOES LUSAS LTDA IPL INVESTIMENTOS E PARTICIPACOES LUSAS LTDA IPL INVESTIMENTOS E PARTICIPACOES LUSAS LTDA IPL INVESTIMENTOS E PARTICIPACOES LUSAS LTDA IPL INVESTIMENTOS E PARTICIPACOES LUSAS LTDA IRACEMA TRANSMISSORA DE ENERGIA S/A IRMAOS DUARTE AUTO PECAS LTDA IRMAOS PEIXE FRITO RESTAURANTE LTDA ME ISOLUX ENERGIA E PARTICIPACOES S/A IVO REGINALDO LOPES ME J A DOS SANTOS REFRIGERACAO ME J B DE ALMEIDA COMERCIO DE COLCHOES J B DE ALMEIDA COMERCIO DE COLCHOES J C S CARVALHO COMERCIO DE ALIMENTACAO J C S CARVALHO COMERCIO DE ALIMENTACAO J M COMERCIO DE MARMORES LTDA J M COMERCIO DE MARMORES LTDA J M SILVA COMERCIAL E LOGISTICA LTDA ME J V COMERCIO DE SANEANTES LTDA J V COMERCIO DE SANEANTES LTDA JEFERSON SILVA MARUJO JOHANN GERRIT HENDRIK BOSCH JPA S ICE BAR LTDA JUDA 2010 INFORMATICA COMERCIAL LIMITADA JUDA 2010 INFORMATICA COMERCIAL LTDA JUNIOR E LOURENCO AUTO ELETRICA LTDA ME KCA 220 RESTAURANTE LTDA ME KIMBERLITO MECANICA E ESTAMPARIA LTDA ME KIPLING RIO ACESSORIOS DE BOLSAS LTDA KLOTZ HAUS FESTAS LTDA ME L C CARMO BACIAO BURGUERS ME L M FERNANDES DE SA OLIVEIRA EPP L P D MARTINS ME LANCHESSIONARIA LANCHES LTDA ME LANCHONETE SUPER BURGER LTDA ME LAVAUTO EM PIRATININGA HIGIENIZACAO DE VEICULOS LTDA LAVAUTO EM PIRATININGA HIGIENIZACAO DE VEICULOS LTDA LEA DE OLIVEIRA FRANCO LIAME PARTICIPACOES E INVESTIMENTOS S/A LIAME PARTICIPACOES E INVESTIMENTOS S/A LIFE S INVESTIMENTOS LTDA LINEPHALT BRASILEIRA SINALIZACAO VIARIA LTDA LOPES E SILVA INDUSTRIA DE ARGAMASSA E REPRESENTACOES DE MATERIAIS DE CERAMICA LTDA ME LORGA E DAMATO COMERCIO DE JOGOS ELETRONICOS LTDA ME LUCIA HELENA LISBOA QUINTANA SEQUEIRA LUCIA HELENA LISBOA QUINTANA SEQUEIRA LUCIANO BARROS PINHEIRO DE CARVALHO LUCIANO DE ALAMAR PAULA LUIZ CLAUDIO ARAUJO DO NASCIMENTO LUIZ CLAUDIO ARAUJO DO NASCIMENTO LUMINA RESIDUOS INDUSTRIAIS S A LUMINA RESIDUOS INDUSTRIAIS S A M A G BRASIL ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA ME M DOS SANTOS BOUTIQUE ME M F CHAVES COMERCIO DE ARTIGOS PARA PRESENTES M F CHAVES COMERCIO DE ARTIGOS PARA PRESENTES M H B S SAO SALVADOR MERCANTIL LTDA ME M P BORGES PEREIRA LTDA M V E LOUREIRO REPRESENTACAO COMERCIAL LTDA ME MADEIREIRA A L V DE CABO FRIO LTDA ME MAGIC CLEAN SERVICOS GERAIS E COMERCIO LTDA ME MAIRTON DA PAZ MENEZES ME MALHARIA SHOW DE GOLA LTDA ME MANSAO VERDE POUSADA E EVENTOS DE ITABORAI LTDA MANUTENCAO PREDIAL CATARINENSE LTDA MARCELO DA CRUZ COELHO MARIA DE LOURDES TRAJANO DOS SANTOS MARIA GISEUDA AGUIAR RODRIGUES DOS SANTOS MARIA N FERREIRA ATELIER MARIANA E DOMINGOS ATELIER LTDA MARIANA E DOMINGOS ATELIER LTDA MARLENE MACHADO DA SILVA MARLENE TEIXEIRA DE SOUZA MARME COMERCIO DE BEBIDAS LTDA ME MARSOL EMPREITEIRA DA CONSTRUCAO CIVIL LTDA ME MARTA SANTOS BOUTIQUE LTDA MARTA SANTOS BOUTIQUE LTDA MAXWEL LOPES DE OLIVEIRA MC ARTIGOS ESPORTIVOS E VESTUARIO LTDA ME MERCADO BOA VIDA LTDA ME MERCEARIA PORTO E FILHO LTDA ME MINI MERCADO LUVITT LTDA ME MINIMERCADO RIBEIRA ANGRA LTDA EPP MODO NOVO CONSULTORIA E INFORMATICA LTDA MONTEIRO ARANHA S/A MOSSY FILMES LTDA MOYSES MUGUET COMERCIO DE ROUPAS FEMININA MOYSES MUGUET COMERCIO DE ROUPAS FEMININA MR BOULEVARD MODA E CALCADOS LTDA MR BOULEVARD MODA E CALCADOS LTDA MULT SERVICE OBRAS LTDA MULT SERVICE OBRAS LTDA MUSK ARTEFATOS DE COURO LTDA MW INTERMEDIACOES FINANCEIRAS LTDA ME MWX COMERCIO E INSTALACAO LTDA ME N R M DA SILVA ME NC ENERGIA S/A NC ENERGIA S/A NEOCULTURA SERVICOS CULTURAIS COM AMPARO TECNOLOGICO LTDA NEOENERGIA S/A NEOENERGIA S/A NEWTON EQUIPAMENTOS MEDICOS LTDA ME NIVALDO COSTA BARBOSA PROMOCAO E REPRESENTACAO NIVALDO DA COSTA BARBOSA PROMOCAO E REPRESENTACAO NORMA MARIA MACHADO NORMA MARIA MACHADO NORMA MARIA MACHADO NORMA MARIA MACHADO NOVO LAR COMERCIO DE MOVEIS LTDA ME NOVO MUNDO COMERCIO DE MATERIAIS DE CONSTRUCAO LTDA NOVO MUNDO COMERCIO DE MATERIAIS DE CONSTRUCAO LTDA NUNO EDGARD QUINTELA DA COSTA NUNES O DIAMANTE BANGU MATERIAIS DE CONSTRUCOES LTDA ME OAM CONSTRUCOES E INCORPORACOES LTDA ODONTO RIO DE JANEIRO CLINICA ODOTOLOGICA LTDA OLIVEIRA & GAMELEIRA COMERCIO E LOCADORA DE VIDEOS LTDA ME OLIVEIRA E RAMOS LOCACAO DE AUTOMOVEIS LTDA ME OLIVEIRA E RODRIGUES PARTICIPACOES LTDA OM EMPREENDIMENTOS COMERCIAIS INDUSTRIAIS E SERVICOS LTDA ME ORA POIS POIS LANCHES LTDA ORTOCLASS SERVICOS ODONTOLOGICOS LTDA ME ORTOFONO CLINICA MEDICA LTDA ME OSX BRASIL S/A OUTEIRO DE REALENGO BAZAR LTDA ME P & B STUDIO LTDA ME P TAVARES DE ANDRADE COMERCIO E REPRESENTACOES ME PADARIA FLOR DA SERRA LTDA PANIFICACAO RECANTO DA PRACA LTDA ME PARTICIPACOES EM COMPLEXOS BIOENERGETICOS S/A PCBIOS PEDRA BRANCA DE SEPETIBA MERCEARIA LTDA ME PEDRO ROBERTO DA COSTA PROMOCAO E REPRESENTACAO PEDRO ROBERTO DA COSTA PROMOCAO E REPRESENTACAO PENSAO E BAR SABOR DO TEMPERO LTDA PENSAO E BAR SABOR DO TEMPERO LTDA PERALTA PRODUTOS ALIMENTICIOS LTDA ME PIENCO EMPREENDIMENTOS COMERCIAIS LTDA PINCELLI 2000 INDUSTRIA E COMERCIO DE EMBALAGENS LTDA PIZZARIA ESSENZIALE LTDA PLASTIC INDUSTRIA E COMERCIO DE EMBALAGENS PLASTICAS LTDA PNEUS RIO FERRAZ LTDA EPP POLITEC TECNOLOGIA DA INFORMACAO S/A POLITEC TECNOLOGIA DA INFORMACAO S/A PORCAO LICENCIAMENTOS E PARTICIPACOES S/A POSTO DE GASOLINA TRES AMIGOS UNIDOS I LTDA ME PRATAO RESTAURANTE LTDA PREDILAR MANUTENCOES LTDA PREDILAR MANUTENCOES LTDA PRIME COMERCIO E SERVICO DE VEICULOS LTDA PRIME KWAS COMERCIO E SERVICOS LTDA ME PRIMUS PERSONAL PROTECTION COMERCIO DE EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA PRIORIZE COMERCIO IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA PROCLEAN PRODUTOS E SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA ME PROGMED RIO COMERCIO E SERVICOS DE EQUIPAMENTOS HOSPITALARES LTDA EPP PROMOFERRO SERVICO DE SERRALHERIA E REFORMA LTDA ME PRONTOMED SERVICOS MEDICOS LTDA ME PROSERVI BARRA MANSA PRODUTOS E SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA ME PRR COELHO TRANSPORTES LTDA PRR COELHO TRANSPORTES LTDA PUJONI COMERCIO DE ROUPAS LTDA ME PXV CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA PXV CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA PXV CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA QUALITY KING AGENCIA DE TURISMO LTDA ME QUEIROZ GALVAO DESENVOLVIMENTO IMOBILIARIO S A R A PNEUS DE BARRA MANSA LTDA ME R F PEREIRA HORTIFRUTI R F PEREIRA HORTIFRUTI R O MARINHO SERVICOS DE REFORMAS R O MARINHO SERVICOS DE REFORMAS R P FERNANDES TURISMO ME RABER GRAFICA E PROPAGANDA EM PAINEIS IGUACU LTDA ME RAIMUNDO RODRIGUES DA SILVEIRA RAQUEL HORT CHIAFRINO LIVROS E UNIFORMES RAQUEL HORT CHIAFRINO LIVROS E UNIFORMES RBS SUPLEMENTOS E MATERIAIS ESPORTIVO LTDA ME REAL EDY REPRESENTACOES COMERCIAIS LTDA REKANTO DO BACALHAU DO VALQUEIRE LTDA ME RELTEC CONSTRUCOES LTDA ME REMAN COMERCIO DE PNEUS LTDA RENOIR EMPREENDIMENTOS E PARTICIPACOES LTDA REPRESA PROPRIEDADES E EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA RESEN FOTO STUDIO FOTOGRAFICO LTDA ME RESERVA INVEST AGENTE AUTONOMO DE INVESTIMENTOS LTDA ME RICARDO AQUINO IMPERATORE RICK DOCES COMERCIO LTDA RICK DOCES COMERCIO LTDA RIFE ARTIGOS MILITARES LTDA ME RIO CASASHOPPING PROGETTO COMERCIO DE MOVEIS LTDA RIO NOVE CONSULTORIA E INTERMEDIACAO DE NEGOCIOS LTDA RIO PETRO PARK ESTACIONAMENTOS LTDA ME RIO STONES EXPORTACAO E IMPORTACAO LTDA RIO THB TOP MODAS LTDA ME RITA MARIA DA COSTA RITMO QUENTE PRODUCOES ARTISTICAS LTDA RJ UTILIDADES COMERCIO E DISTRIBUICAO DE ARTIGOS DO LAR LTDA RODRIGUES E TEIXEIRA CONSULTORIA TECNICA DE ENGENHARIA E PROJETOS LTDA ME RONALDO L F BRANCO ME ROQUE PETRI REPRESENTACOES DE MADEIRAS E DERIVADOS LTDA ROSECLEIDE MARTINS DOS SANTOS ROSINEI DE MELLO CARDOSO ROTA BERGAMINI COMERCIO DE PECAS AUTOMOTIVAS E SERVICOS LTDA ME RR SAUDE LTDA RR SAUDE LTDA RW2 DIGITAL DO RECREIO PROPAGANDA GRAFICA E EDITORA LTDA ME S M DA COSTA AVIARIO ACOUGUE E MERCEARIA S M DA COSTA AVIARIO ACOUGUE E MERCEARIA S V N TRANSPORTES TERRAPLENAGEM E LOCACAO LTDA ME SAIPEM DO BRASIL SERVICOS DE PETROLEO LTDA SALAO DE BELEZA CHACRINHA 2010 LTDA SALAO DE BELEZA CHACRINHA 2010 LTDA SALAO DE BELEZA UNIVERSO CARIOCA LTDA SALAO DE BELEZA UNIVERSO CARIOCA LTDA SANDRO SILVA EUGENIO SEDASI CONSTRUCOES E INCORPORACOES LTDA SERRA AZUL INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS ALIMENTICIOS LTDA ME SERVICOS REPRESENTATIVOS DIRETOS LTDA ME SET 1000 SERVICOS DE COMUNICACAO LTDA ME SETA 2 SINALIZACAO COMERCIO E SERVICOS LTDA ME SIARSEL DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS LTDA ME SIMONE MARTINS M CAVALCANTE BAZAR E LIVRARIA SIMONE MARTINS M CAVALCANTE BAZAR E LIVRARIA SOLUCAO CONTABIL CONSULTORIA ADMINISTRATIVA LTDA ME SSS CAMINHOES E TRANSPORTES LTDA ME STELLAMAX FARMACIA LTDA STILL RUBBER PNEUS RODAS E ACESSORIOS PARA AUTOMOVEIS LTDA ME STRATAGEO SOLUCOES TECNOLOGICAS S A STRATAGEO SOLUCOES TECNOLOGICAS S A STUDIO 1000 COIFFEUR LTDA ME SUPER PET COMERCIO E SERVICOS ANIMAL LTDA ME T E A ADMINISTRACAO DE IMOVEIS LTDA T M FLOR VIANA T M FLOR VIANA TATIANA PESSANHA DE SOUZA TEAR GAS COMPANY COMERCIO DE ROUPAS LTDA ME TEAR GAS COMPANY COMERCIO DE ROUPAS LTDA ME TECNA BRASIL LTDA TEIXEIRA & MUNERON EMPREENDIMENTOS E PARTICIPACOES LTDA TELEJUR COMERCIO E PRODUCAO E DISTRIBUICAO CINEMATOGRAFICA LTDA EPP TERJAN SERVICOS TECNICOS LTDA TOBBY AMARAL UTILIDADES DO LAR LTDA ME TOCK ROUPAS LTDA TODATOP INDUSTRIA E COMERCIO DE CONFECCOES LTDA ME TOLDOS IDEAL DO MEIER LTDA ME TOMUGA SERVICOS AUXILIARES DO COMERCIO LTDA TOMUGA SERVICOS AUXILIARES DO COMERCIO LTDA TORRESGEL CABELEREIROS LTDA TRANS JG SERVICOS DE TRANSPORTE LTDA TRANS JG SERVICOS DE TRANSPORTE LTDA TRANSMOVEIS LIDER E LOGISTICA LTDA TRANSPORTADORA CONGO DA ANGOLA LTDA ME TRANSPORTADORA DUBEM APUCARANA LTDA ME TREVO RIO COMERCIO DE SISTEMAS CONSTRUTIVOS LTDA ME TRIO BOM POINT DAS DELICIAS LTDA TRIO BOM POINT DAS DELICIAS LTDA UMA RECARGAS LTDA ME UNIAO DIESEL EQUIPAMENTOS RODOVIARIOS LTDA UNIAO DIESEL EQUIPAMENTOS RODOVIARIOS LTDA USE ULTRAFLUX SERVICOS E EQUIPAMENTOS LTDA USE ULTRAFLUX SERVICOS E EQUIPAMENTOS LTDA UTHOUSE IMPORTADORA E DISTRIBUIDORA DE UTILIDADES DO LAR LTDA V. L. OLIVEIRA MERCEARIA E HORTIFRUTI V. L. OLIVEIRA MERCEARIA E HORTIFRUTI VIRA LATA ARQUITETURA LTDA VIRA LATA ARQUITETURA LTDA VIRTUAL SUL FOTO LTDA EPP VPAR LOCACAO DE MAO DE OBRA E SERVICOS LTDA W E VERSATIL ROTEIRIZACAO DE TRANSPORTES LTDA W N SAMPAIO ME W RAMOS ENGENHARIA LTDA - FALIDO WALDAIR PEREIRA DE SOUZA

5 JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PUBLICAÇÃO DE DESPACHOS Sábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de WANDO COMERCIO DE CAMA MESA E BANHO LTDA WANDO COMERCIO DE CAMA MESA E BANHO LTDA WH MODAS LTDA WH MODAS LTDA WISDON FIRE COMERCIO DE MATERIAIS PLASTICOS E TRANSPORTE LTDA ME WM BONECOS ARTESANAIS DE TECIDO LTDA WM3P BENS PATRIMONIAIS LTDA WM3P BENS PATRIMONIAIS LTDA WTORRE IBP EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA XU 2011 COMERCIO INTERNACIONAL DE PRODUTOS MANUFATURADOS LTDA ZIZA E FILHOS LTDA ZULUZ ILUMINACAO LTDA ME DOCUMENTOS EM EXIGÊNCIA ECONOMIA Bovespa encerrou a sexta-feira em baixa de 1,64%, aos ,10 pontos, colado à mínima do pregão (-1,65%) Marcio Rodrigues, Silvana Rocha e Patricia Lara Em uma semana de agenda econômica cheia e de grandes tensões envolvendo países da periferia europeia, assim como a Ásia, a Bovespa encerrou a sexta-feira em baixa de 1,64%, aos ,10 pontos, colado à mínima do pregão (-1,65%). Na semana, a queda acumulada foi de 3,76%, voltando a registrar perdas no ano, de 0,53%. O tom dos negócios nesta sexta-feira continuou sendo ditado pelo medo do contágio da crise de dívida soberana que começou na Grécia e chegou à Irlanda, com o mercado temendo a situação de Portugal e Espanha. Não obstante, cresce o sentimento de que a China fará em breve um aperto monetário para conter a inflação no país, o que mexe diretamente com a perspectiva de demanda por commodities, afetando a cotação das matérias-primas. A cereja do bolo esta semana, que ampliou a aversão ao risco, veio do enfrentamento entre as Coreias do Sul e do Norte. No mês de novembro, a Bolsa acumula perdas de 3,46%. O volume financeiro hoje continuou fraco, em R$ 4,43 bilhões, devido ao pregão mais curto das bolsas dos Estados Unidos. No dia seguinte ao feriado de Ação de Graças nos EUA, os norte-americanos foram às lojas, nesta Sexta-feira Negra (Black Friday) que marca o início da temporada de compras de fim de ano nos EUA. O movimento de vendas no mercado doméstico, porém, foi acentuado pela queda na cotação das commodities. A certeza em relação a um aperto monetário na China é cada vez maior e as empresas exportadoras de matérias-primas do Ibovespa foram penalizadas. Por isso, a China deve concentrar parte das atenções do mercado na próxima semana. Na Europa, pouco adiantou Portugal e Espanha se apressarem em declarar que não há a necessidade de um resgate financeiro combinado entre o FMI e a UE, uma vez que as bolsas por lá continuaram amargando perdas. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em queda de 174,60 pontos (1,80%), a 9.547,20 pontos. Já na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 recuou 46,38 pontos (0,61%), fechando em 7.581,80 pontos. Na próxima semana, por sinal, Portugal, Espanha, Bélgica, Itália, Alemanha e França devem recorrer ao mercado primário para levantar recursos, mantendo outra parte do foco dos investidores nos problemas da Europa. Um total estimado de 23 bilhões de euros em títulos de tais governos deve ser apresentado aos investidores na Europa, excedendo a média semanal de 18,9 bilhões de euros, segundo cálculo do estrategista do Commezbank, David Schnautz. A queda das commodities acentuou as perdas da Bolsa brasileira. As produtoras de metais e de petróleo figuram entre os destaques de maiores baixas. Petrobras PN caiu 1,01%, Petrobras ON recuou 0,98% e OGX ON teve baixa de 2,11%. Vale ON e Vale PNA caíram 1,51% e 1,48%, respectivamente. Nos Estados Unidos, as bolsas encerraram a sessão às 16h. O índice Dow Jones fechou em queda de 95,28 pontos (0,85%), em ,00 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 8,56 pontos (0,34%), em 2.534,56 pontos. O S&P-500 fechou em queda de 8,95 pontos (0,75%), em 1.189,40 pontos. Câmbio - No fechamento, o dólar à vista subiu 0,46%, a R$ 1,7290 no balcão, e 0,37%, para R$ 1,7270 na BM&F. No mês, a moeda no balcão acumula ganho de 1,59% e, no ano, queda de 0,80%. O giro financeiro total registrado até 16h41 somava cerca de US$ 4,561 bilhões, dos quais US$ 3,951 bilhões em D+2. No mercado futuro, os investidores iniciaram as rolagens de contratos de dólar, mas o maior movimento é esperado para segunda-feira e terça-feira, disse um operador de uma corretora. O dezembro de 2010 projetava às 16h44 alta de 0,52%, cotado a R$ 1,7320, com um volume de negócios de US$ 13,08 bilhões. No total transacionado com três vencimentos - todos em alta - foram movimentados até esse horário US$ 13,24 bilhões. No leilão de compra de dólar, o Banco Central fixou a taxa de 5 corte em R$ 1,7272. Em Nova York às 16h48, o euro caía a US$ 1,3238, de US$ 1,3369 no fim da tarde de ontem. Juros - O DI de abril de 2011 ampliava a alta para 11,18%, de 11,15% no horário do almoço e 11,02% no ajuste de ontem, com contratos, e o DI julho de 2011 avançava a 11,61%, ante 11,45% ontem ( contratos). O DI janeiro 2012 subia a 11,99%, de 11,89% ontem, com contratos. Já nos contratos longos, o DI janeiro 2013 ( contratos) projetava 12,22%, abrindo quatro pontos em relação ao horário de almoço e retornando a um nível acima do ajuste (12,21%); o DI janeiro 2014 situava-se em 12,12%, nivelado ao ajuste de ontem ( contratos); o DI janeiro 2017 marcava 12,00%, de 12,01% ( contratos); e o DI janeiro 2021 caía a 12,02%, de 12,06% ( contratos). As bolsas europeias fecharam em queda nesta sexta-feira, com o aumento dos receios sobre a crise da dívida soberana da zona do euro. Os mercados da periferia do bloco tiveram um desempenho pior, embora as perdas tenham diminuído levemente no fim da sessão. O índice pan-europeu Stoxx 600 recuou 1,12 pontos (0,42%), fechando a 266,60 pontos. Os volumes de negociação foram menores do que o comum por causa do feriado prolongado de Ação de Graças nos EUA. Os mercados lá estavam fechados ontem e hoje funcionaram apenas por meio período. O Financial Times Deutschland noticiou que os membros da zona do euro estão pressionando Portugal a buscar ajuda externa para evitar que a Espanha tenha de fazer o mesmo. Um porta-voz do governo português negou as informações. O Parlamento do país aprovou hoje o orçamento do ano que vem, com as medidas de austeridade propostas pelo governo. Já o primeiro-ministro espanhol, José Luís Rodriguez Zapatero, afirmou que não existe absolutamente qualquer chance de o país buscar um socorro da União Europeia (UE). Os mercados estão tentando forçar Portugal a aceitar ajuda para aliviar a pressão sobre a Espanha, disse Heino Ruland, estrategista da Ruland Research. O problema é que com cada vez mais países precisando de ajuda do fundo de estabilidade da UE, menos membros estão contribuindo com ele. Se Grécia, Irlanda, Portugal e Espanha precisarem recorrer ao fundo, a contribuição da Alemanha, da França e da Itália aumentará muito, explicou. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em queda de 174,60 pontos (1,80%), a 9.547,20 pontos. O setor bancário liderou a retração, com o BBVA perdendo 2,39% e o Santander recuando 3,68% Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI- 20 recuou 46,38 pontos (0,61%), fechando em 7.581,80 pontos. Na Irlanda, o índice ISEQ, da Bolsa de Dublin, fechou em leve alta de 12,09 pontos (0,46%), a 2.666,77 pontos, após operar em queda durante boa parte da sessão. As voláteis ações do Allied Irish Banks subiram 14,00%. Na Hungria, o índice BUX, da Bolsa de Budapeste, perdeu 601,00 pontos (2,81%), fechando a ,54, com o aumento dos receios sobre os problemas fiscais do país. O governo aprovou uma plano para forçar os cidadãos que possuem planos privados de previdência, que são a maior parte da população economicamente ativa, a contribuírem com o sistema público de previdência. Segundo um trader, as medidas do governo são imprevisíveis, rápidas e agressivas. Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 perdeu 30,23 pontos (0,53%), a 5.668,70 pontos. Ações consideradas defensivas, como do setor farmacêutico e de alimentos, tiveram um desempenho melhor (GlaxoSmithKline +1,41%, Astrazeneca +0,80%). Mas o setor bancário registrou fortes perdas (Barclays -3,19%, HSBC -0,76%, Lloyds -4,40%, RBS -5,31%). As mineradoras também fecharam em queda, com a Vedanta Resources perdendo 3,17% e a BHP Billiton 1,61%. O índice DAX-30, da Bolsa de Frankfurt, fechou em queda de 30,68 pontos (0,45%), a 6.848,98 pontos. A Siemens teve perda de 0,69% O Deutsche Bank recuou 1,66% e o Commerzbank perdeu 1,17%. Entre as montadoras, investidores aproveitaram para realizar lucros após os ganhos dos últimos dias (BMW -1,09%, MAN -0,18%, Daimler -0,75% e Volkswagen -0,24%). A siderúrgica ThyssenKrupp ganhou 1,82%, após ter seu preço-alvo elevado por uma corretora.na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 recuou 31,77 pontos (0,84%), a 3.728,65 pontos. A Alcatel, do setor de tecnologia, teve desvalorização de 3,20%. A Peugeot recuou 2,75% e a Renault caiu 2,10%. O Société Générale caiu 0,93% e o BNP Paribas 2,19%. No campo positivo, o Carrefour subiu 0,52% e a Schneider Electric avançou 0,27%. Suzana Inhesta A Doux Frangosul atrasou novamente o pagamento dos débitos com produtores integrados de frangos e suínos e anunciou nova data para quitar a dívida. Segundo a companhia, que se pronunciou apenas por meio de comunicado, a liquidação dos débitos será efetuada a partir desta segunda-feira (29) até o dia 3 de dezembro. A empresa disse que o atraso na liberação dos recursos ocorreu em função de prazos burocráticos. O acordo anterior, feito no dia 27 de outubro, era de que os pagamentos seriam realizados entre 8 e 12 de novembro, de uma só vez, graças a um empréstimo no Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul). De acordo com o presidente da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS), Valdecir Luis Folador, em conversa com executivos da companhia na terça-feira foi explicado que os pagamentos foram prejudicados devido à não finalização do registro da cédula bancária do empréstimo com o Banrisul. Infelizmente, só nos resta aguardar o final desse novo prazo para que a empresa cumpra o prometido. Ainda estou confiante de que o pagamento ocorra dessa vez, afirmou Folador. Segundo ele, o atraso das dívidas da Doux com os integrados já passa de cinco meses e, embora não exista um levantamento total da dívida, há casos de produtores que esperam pagamento de mais de R$ 220 mil. Apesar de eu estar otimista, conversei com alguns produtores e eles já não tem mais confiança na empresa, estão totalmente descrentes, disse. Para se ter uma ideia, alguns produtores tiveram a luz cortada, porque não tinham dinheiro para pagar a conta. Se não houver o cumprimento (do prazo de pagamento) dessa vez, aí vamos ter que sentar com os produtores novamente e discutir o que vamos fazer, completou. Circe Bonatelli As ameaças e as oportunidades são os principais motivos que levam as empresas a adotar novas práticas de sustentabilidade, segundo Ed Wilson, presidente da organização não governamental (ONG) britânica Earthwatch, referência em pesquisas científicas e educação ambiental. Na avaliação de Wilson, esses motivos explicam porque as companhias continuarão a buscar práticas sustentáveis, independentemente do resultado de acordos governamentais, como os que vierem a ser fechados na Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-16), que começa na próxima segunda-feira (dia 29), em Cancún, no México. As empresas têm a necessidade real de entender como as mudanças climáticas vão interferir nas reservas naturais e nas novas tecnologias que utilizarão em seus negócios. É aí que estão as ameaças e as oportunidades, afirma Wilson. Ele cita como exemplo a onda de calor que atingiu a Rússia no último verão e destruiu 14 milhões de toneladas de alimentos, causando prejuízos globais na ordem de US$ 300 bilhões. Essa é a ameaça, explica. Por outro lado, as oportunidades também impulsionam as empresas a agir e buscar inovação. O mercado de energia limpa, no qual se encaixam os bicombustíveis, tem o potencial de movimentar mais de US$ 2 trilhões nos próximos anos, segundo Wilson. Neste ano, a ONU preparou um relatório com enfoque no benefício econômico global da diversidade biológica e nos custos da perda da biodiversidade. O relatório A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade (Teeb, na sigla em inglês) também dá exemplos à comunidade empresarial de mercados verdes que estão em crescimento ao redor do mundo. Um dos destaques do levantamento é o setor de produtos agrícolas certificados, que deve alcançar US$ 210 bilhões até Clientes e consumidores também são fatores de pressão para as empresas, ao lado de acionistas e investidores, na medida em que escolhem quais produtos comprar ou onde vão investir. Daí a importância de companhias assumirem preocupações socioambientais. A pesquisa e os projetos são uma plataforma para ajudar os clientes, os investidores e a comunidade a entender que a empresa é limpa. É uma ação de marketing limpo, afirma Wilson. O gerente do HSBC Romio Simões conta que conseguiu conquistar pelo menos quatro grandes clientes corporativos para o banco por meio da divulgação de práticas positivas do grupo. O HSBC investiu US$ 100 milhões, em cinco anos, numa parceria global com quatro ONGs, entre elas a Earthwatch. No Brasil, o projeto leva funcionários para participar de pesquisas científicas numa reserva de Mata Atlântica em Guaraqueçaba, no litoral do Paraná. Os empregados ficam em contato com a floresta por duas semanas, período em que entram na mata, identificam espécies vegetais e ajudam biólogos a colher dados sobre as árvores. Em seguida, voltam para o banco e passam a divulgar o tema da sustentabilidade para colegas e clientes. É uma mudança de cultura, conta Simões. Numa palestra, com cerca de 120 clientes, funcionários e instituições, foi que o gerente ainda angariou novas contas. A intenção da palestra era divulgar o que aprendemos sobre mudanças climáticas, e as ações institucionais do HSBC, conta Simões. Além disso, ganhamos clientes importantes e fomos escolhidos o banco de investimentos de alguns deles, acrescenta.

6 6 Sábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010ECONOMIA Teste encontrou óleo leve e gás natural no poço denominado Igarapé Chibata nº 1 A Petrobras informou que o teste de longa duração (TLD) na Amazônia confirmou a existência de acumulação de óleo leve (46º API) e gás natural no poço 1-ICB-1-AM (denominado Igarapé Chibata nº 1 ), em Tefé (AM), município distante 630 km de Manaus e 32 km da Província Petrolífera de Urucu. De acordo com a empresa, os dados do teste até o momento indicam que a capacidade de produção do poço é de 2,5 mil barris de óleo por dia, o que é considerado um excelente resultado, em se tratando deste tipo de bacia no Brasil, diz a nota. O poço de metros foi perfurado na Bacia do Solimões, Bloco SOL- T-171, no qual a Petrobras detém 100% dos direitos de exploração e produção. O teste foi iniciado em setembro e tem duração prevista de um ano. A Petrobras explica que o De acordo com a empresa, os dados do teste até o momento indicam que a capacidade de produção do poço é de 2,5 mil barris de óleo por dia Ariel Palacios Correspondente da Agência Estado A empresa espanhola Repsol anunciou que venderá 15% das ações da petrolífera YPF, sua filial argentina e a maior empresa do setor petrolífero na Argentina. Segundo estimativas do mercado, com esta operação a Repsol conseguiria ao redor de US$ 2,5 bilhões. Os analistas de mercado ressaltam que o desinvestimento gradual da Repsol na Argentina será acompanhado por maiores investimentos em outros países da região, como o Brasil e a Venezuela. O desprendimento de parte dos negócios na YPF por parte da empresa espanhola começou em 2007, quando a família Eskenazy - empresários aliados do governo da presidente Cristina Kirchner e donos do Grupo Petersen, com forte presença na Patagônia - comprou 15% das ações da YPF por US$ 2,2 bilhões. O acordo, na época, determinou que os Eskenazy possuem opção de compra de outros 10% até Desta forma, a participação destes empresários alinhados com o governo aumentaria até 25% do controle acionário da YPF. Há três anos, na ocasião da venda aos Eskenazy, a Repsol indicou que pretendia em poucos anos vender 45% das ações da YPF. No entanto, depois da compra realizada pelos argentinos veio a crise mundial de , fato que paralisou os planos. O próprio Antonio Brufau, presidente da Repsol, deixou claro que não pretendia vender mal as ações. Segundo ele, estas vendas seriam realizadas tranquilamente, sem perder o rumo. Segundo a companhia, a YPF teve um lucro de US$ 1,1 bilhão nos primeiros nove meses deste ano, o equivalente a 121,2% a mais do que no mesmo período Plano de Avaliação da Descoberta (PAD), aprovado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), prevê a aquisição de novos dados sísmicos e perfurações de poços delimitatórios para definir a extensão da acumulação, quantificar as reservas e a comprovar a economicidade da acumulação. A estatal informa ainda no comunicado que na região já possui três campos produzindo petróleo e gás natural no município de Coari. de A totalidade da YPF é cotada em US$ 16 bilhões. Privatizada - A YPF, fundada em 1922, foi a principal estatal argentina até os anos 1990, quando, dentro do processo de privatizações realizada pelo então presidente Carlos Menem ( ), foi vendida para um grupo de empresários argentinos O Estado argentino mantinha 5% das ações. No entanto, em 1999 foi comprada em sua totalidade pela espanhola Repsol. A partir dali, a YPF passou a representar metade do faturamento do grupo ibérico. Andrei Netto Um memorando da Air France sobre a queda do voo AF-447 lançou acusações sobre os fabricantes Airbus e Thales quanto às responsabilidades no desastre aéreo que matou 228 pessoas no Atlântico, em 31 de maio de Segundo o documento, entregue à Justiça da França e revelado pelo jornal Libération nesta sexta-feira (26), as duas empresas teriam menosprezado as advertências, os pedidos de manutenção e de substituição das sondas de velocidade - os tubos de Pitot - supostamente realizados pela companhia aérea no ano que antecedeu o acidente. A companhia sustenta que, diante das dúvidas que ainda pairam sobre a investigação, é impossível estabelecer um vínculo de causa e efeito entre a falha dos sensores e o acidente. Mas o memorando soa como uma admissão de que os sensores foram, de fato, um problema técnico maior que pode ter originado a série de falhas eletrônicas, mecânicas e humanas que teria levado à queda da aeronave. Essa tese, defendida por experts independentes, vem até aqui sendo negada pelo Escritório de Investigação e Análise para a Aviação Civil (BEA), responsável pela apuração das causas do crash. O documento foi enviado em setembro por advogados da Air France à juíza de instrução Sylvia Zimmermann, que orienta as investigações por homicídio involuntário na Justiça da França. A Air France afirma ter discutido durante dez meses com a Airbus, construtor do avião A330 acidentado, sobre como evitar as panes que vinham sendo identificadas nas sondas da marca Thales, modelo AA, proibidas pela Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA) após o desastre. Segundo a companhia aérea, até mesmo a substituição total dos equipamentos por sensores Goodrich foi aventada, mas sem recomendações nem soluções perenes amenizando o problema apesar da criticidade e da periculosidade das panes. No memorando, a Air France também alega estar sendo injustiçada pelas críticas que lhe são dirigidas em razão do acidente. A companhia teve o sentimento de que lhe são imputadas erroneamente negligências ou erros que ela não cometeu, diz o texto. As informações foram suficientes para que Jean-Baptiste Audousset, presidente da associação de famílias de vítimas Ajuda Mútua e Solidariedade, reforçasse suas convicções. A Air France valida sem ambiguidades que as sondas Pitot estão no centro da cadeia de causas do acidente, afirmou. Em Paris, o texto foi interpretado não apenas como uma admissão da gravidade das falhas dos tubos de Pitot, mas também como uma estratégia na futura disputa judicial em torno das indenizações. A companhia aérea já havia solicitado à Justiça o seu reconhecimento como parte civil, ou seja, vítima no caso. O pedido foi rejeitado. Experts contratados pelo judiciário têm até o dia 31 de dezembro para entregar o relatório definitivo com conclusões sobre as causas do acidente. Em análises provisórias, os técnicos haviam apontado as falhas dos sensores de velocidade como fator contributivo do acidente. Nesta sexta-feira, nem a Thales, nem a Airbus, nem a Air France comentaram o conteúdo do memorando. Luciana Collet A Cimpor, fabricante portuguesa de cimentos, anunciou que pretende investir 240 milhões de euros no Brasil ao longo dos próximos três anos para aumentar a capacidade de produção no País em 2,3 milhões de toneladas, o que corresponde a uma expansão de 35%. A expectativa de continuação do já muito encorajador contexto econômico brasileiro e as previsões de crescimento do consumo de cimento neste mercado levaram a Cimpor a aprovar um programa de novos investimentos na ordem dos 240 milhões de euros para os próximos três anos, informa a empresa em comunicado. A fabricante portuguesa, que tem entre seus sócios a Votorantim, disse também que suas vendas no Brasil cresceram 18% no terceiro trimestre deste ano, ante igual período de A Cimpor tem aumentado a sua participação neste mercado para além do forte aumento de consumo (estimado em cerca de 13% para 2010), aproximando-se da utilização integral da sua capacidade de produção, completa. Dentre os projetos que compõem o novo plano de investimentos, a empresa destacou a construção de mais uma linha de produção na fábrica de Cezarina, em Goiás, e a construção de uma nova unidade, em Caxitu, na Paraíba. Estas duas novas linhas de produção vêm reforçar a presença da Cimpor no Brasil - o país que mais contribui atualmente para o seu Volume de Negócios e Cash Flow Operacional (Ebitda) -, aumentando a sua capacidade de produção para aproximadamente 8,8 milhões de toneladas em sete fábricas e reforçando as condições para defender a sua participação de aproximadamente 10% no mercado brasileiro, justifica. A nova linha goiana ampliará em 650 mil toneladas de cimento por ano a capacidade da fábrica. As obras, que consumirão 80 milhões de euros, devem ser iniciadas no ano que vem e vão durar três anos, já preparando o terreno para uma futura duplicação da capacidade, mediante um investimento adicional de cerca de 40 milhões de euros. A fábrica de Cezarina já está passando por uma modernização, na linha um da unidade. Quando os dois projetos forem concluídos, em 2013, a fábrica poderá produzir cerca de 2 milhões de toneladas de cimento por ano. A nova unidade de Caxitu, que ficará a apenas 15 km da fábrica da Cimpor em João Pessoa, terá capacidade de produção anual de 1,45 milhões de toneladas de cimento e deve receber investimentos de aproximadamente 160 milhões de euros. A previsão é de que a construção se inicie em 2011 e termine em Segundo a empresa, a nova fábrica tornará possível o acompanhamento do crescimento da procura de cimento no Nordeste. Juarez Domingues Carneiro Análise Contábil N os últimos anos, os profissionais da contabilidade passaram a incorporar - no seu dia a dia novas ferramentas de trabalho como Extensible Business Reporting Language (XBRL), Internacional Financial Reporting Standards (IFRS), Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), além do constante aprimoramento voltado à Educação Profissional Continuada, sem esquecer dos Exames de Suficiência e do Exame de Qualificação Técnica, ou seja, a profissão ganhou visibilidade e respeito juntos às empresas e mercados nacionais e internacionais. Ser contabilista requer, além de conhecer a fundo os ditames da Ciência Contábil que envolvem normas, leis, decretos e resoluções, estar conectado com o mundo globalizado onde a atuação do contabilista possa ser reverenciada pelos gigantes da economia que necessitam da nossa primazia no serviço a ser ofertado. A evolução da classe contábil, no Brasil, ocorre de forma gradual e já demonstra bons resultados para o cenário econômico. Há profissionais que se destacam nas grandes companhias; no departamento de Normas e Contabilidade-geral dos órgãos do governo; nas empresas privadas e em escritórios de contabilidade. Isso demonstra que somos, sem dúvida, mola mestra que contribui para o fomento da economia do País. Destaco, ainda, a volta do Exame de Suficiência que acontece no próximo ano. Com a aprovação da Lei n.º além do reconhecimento da profissão perante a sociedade e os poderes constituídos, teremos como conseqüência imediata dessas mudanças uma formação de profissionais com uma base mais sólida. Ressalto que o esforço para o aprimoramento não termina, no entanto, com a aprovação no Exame, ou seja, o Sistema CFC/CRCs está engajado e tem desenvolvido excelentes trabalhos voltados à educação continuada. Com a lei nº , o CFC informou aos profissionais sobre a possibilidade de se registrarem sem a necessidade de realizar o exame - juntos aos Conselhos Regionais. O prazo estabelecido pela entidade foi de quatro meses. Com isso, o quantitativo de profissionais registrados que era de 410 mil profissionais (dados de dezembro de 2009), passou para os atuais 474 mil contabilistas registrados. Desse contingente, 278 mil são Contadores e 195 mil técnicos em Contabilidade, o que representa um aumento de 15% na comparação a 31 de dezembro de O que também nos deixa muito satisfeitos é ver que o número de mulheres contabilistas vem aumentando significativamente. Hoje são 283 mil homens, que representam 59,7% do total de profissionais e 191 mil mulheres, 40,3%. O crescimento de mulheres na comparação com o início do ano representa um acréscimo de 4%. A Contabilidade brasileira nunca esteve tão em evidência, seja no cenário nacional ou internacional. Ao longo da última década, muitas mudanças ocorreram na forma de trabalho dos profissionais contábeis, sobretudo em razão da utilização da tecnologia, com a informatização de processos e das novas atribuições e procedimentos. Hoje, os contabilistas são considerados gestores de informação, capazes de contribuir nas decisões estratégicas de seus clientes. Porém, considero o ano de 2010 especial em função da sanção da lei /10, que alterou o Decreto-lei 9.295/46 e estabeleceu novos parâmetros e responsabilidades para os profissionais de Contabilidade, além da exigência do Exame de Suficiência, que nos dá a possibilidade de avaliar a qualidade das mais de mil instituições de ensino responsáveis pelos cursos de Contabilidade do País e dos profissionais da área, a nova lei contém prerrogativas de punição aos profissionais que não apresentaram conduta compatível com as normas da profissão, podendo, inclusive, chegar à cassação de seus registros. O novo texto contempla ainda aspectos de interesse da Classe Contábil que já vinham sendo praticados com base em resoluções do Conselho Federal, que agora foram transformados em Lei, permite ao Sistema CFC/CRCs atuar com segurança e maior abrangência em suas atividades fins que são o registro e a fiscalização da atuação do profissional contábil. Permite ainda maior alcance e modernidade no tocante às ações voltadas ao desenvolvimento profissional da categoria, aos avanços tecnológicos. Diante das boas notícias ocorridas em 2010, tenho certeza que o ano de 2011 será positivo, momento de colocar em prática muitos projetos e ações para a excelência dos serviços contábeis, acreditando ainda na permanente e crescente evolução de nossa Classe, porque sendo uma profissão das mais antigas do mundo, a Contabilidade nunca foi tão moderna e necessária à evolução das economias e das nações. Ao longo da última década, muitas mudanças ocorreram na forma de trabalho dos profissionais contábeis, sobretudo em razão da utilização da tecnologia, com a informatização de processos Juarez Domingues Carneiro é presidente do Conselho Federal de Contabilidade, graduado em Ciências Contábeis e em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e em Administração e Gerência pela ESAG. Possui também especialização em Organização de Sistemas e Métodos pela UFSC, mestrado em Engenharia de Produção pela UFSC e é doutorando em Engenharia e Gestão do Conhecimento também pela UFSC.

7 IBGE Nível de insegurança alimentar cai Jacqueline Farid O número de domicílios brasileiros que se encontrava em algum grau de insegurança alimentar caiu de 34,9% em 2004 para 30,2% em 2009, segundo revela pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o levantamento, no ano passado, 65,6 milhões de pessoas residentes em 17,7 milhões de domicílios apresentavam alguma restrição alimentar ou, pelo menos, alguma preocupação com a possibilidade de ocorrer restrição devido à falta de recursos para adquirir alimentos. O levantamento suplementar da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2009 sobre segurança alimentar revela também que 69,8% dos 58,6 milhões domicílios particulares no Brasil estavam em situação de segurança alimentar no ano passado, totalizando 40,9 milhões de residências com 126,2 milhões de pessoas, o equivalente a 65,8% dos moradores em domicílios particulares do país. A pesquisa constatou, segundo o documento de divulgação do IBGE, que a insegurança de alimentos era mais significativa nas regiões Norte (40,3% dos domicílios) e Nordeste (46,1%). Além disso, a insegurança alimentar era, em todo o País, maior em domicílios com rendimento mensal domiciliar per capita inferior a meio salário mínimo por pessoa, naqueles onde residiam menores de 18 anos, entre os pretos e pardos e para aqueles com menos de um ano de estudo. O levantamento foi realizado em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). A pesquisa, segundo explicam os técnicos do IBGE no documento, utiliza a classificação da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA), considera domicílios em condição de segurança alimentar aqueles onde os moradores tiveram acesso aos alimentos em quantidade e qualidade adequadas e sequer se sentiam na iminência de sofrer qualquer restrição no futuro próximo. Nos domicílios com insegurança alimentar leve, foi detectada alguma preocupação com a quantidade de alimentos no futuro e nos quais há comprometimento com a qualidade dos alimentos. A insegurança alimentar moderada caracteriza-se quando os moradores conviveram, no período de referência, com a restrição quantitativa de alimento. Já nos domicílios com insegurança alimentar grave, além dos membros adultos, as crianças, quando havia, também passaram pela privação de alimentos, podendo chegar à sua expressão mais grave, a fome. A proporção de domicílios com insegurança alimentar leve foi estimada em 18,7%, ou 11,0 milhões, onde viviam 40,1 milhões de pessoas (20,9% da população em 2009). A proporção de domicílios com insegurança alimentar moderada foi de 6,5%, o equivalente a 3,8 milhões, onde moravam 14,3 milhões de pessoas (7,4% do total). Do total de domicílios, 5,0% (2,9 milhões) foram classificados como insegurança alimentar grave. Esta situação atingia 11,2 milhões de pessoas (5,8% dos moradores de domicílios particulares). Em 2004, as proporções de domicílios onde havia insegurança alimentar leve, moderada e grave eram, respectivamente, 18,0%, 9,9% e 7,0%. Isso mostra um crescimento do porcentual de insegurança leve e redução dos percentuais dos graus moderado e grave, observam os técnicos no documento. fome em 2009, diz IBGE Por Felipe Werneck Pelo menos 11,2 milhões de brasileiros passavam fome ou estavam sob risco iminente de não poder comer por falta de dinheiro em 2009, aponta o IBGE no estudo Segurança Alimentar. Em 2004, na primeira edição da pesquisa, esse número chegara a 14,9 milhões. São 3,7 milhões de pessoas a menos em situação de insegurança alimentar grave, segundo a nomenclatura oficial, uma queda de 24,8% em cinco anos. No mesmo período, a população do País aumentou 5,5%. O estudo, divulgado nesta sexta-feira, foi feito em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Para o IBGE, o impacto do Bolsa Família foi o principal fator para a redução do número de brasileiros que passam fome. Depois, o aumento do salário mínimo. A queda foi muito importante, mas ainda há 11,2 milhões de pessoas que precisam ser vistas e cuidadas. O objetivo é eliminar essa preocupação, diz a gerente da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE, Maria Lucia Vieira. O secretário-executivo do ministério, Rômulo Paes de Sousa, avalia que o ganho foi excepcional para um período tão curto. Segundo ele, o objetivo do governo é acabar com a fome no País, mas a supressão completa desse temor leva tempo. Para Sousa, a permanência de mais de 11 milhões de pessoas na situação grave deve ser relativizada. A questão da insegurança alimentar aparece inclusive no país mais rico do mundo, os EUA. Tivemos ganhos grandes e, quando comparamos o Brasil com países que têm economia semelhante e investimento também em política social, como o México, a nossa situação é muito mais favorável, argumenta. Segundo a pesquisa, apenas 65,8% dos brasileiros estavam em condição de segurança alimentar em 2009, ante 60,1% em Ou seja, no ano passado mais de um terço da população (34,2%) estava em situação insegurança alimentar. Esse grupo se dividia em três categorias: 20,9% com insegurança leve, 7,4% com moderada e 5,8% na situação grave (11,2 milhões de pessoas). Do total na última classificação, 1 milhão eram crianças de 0 a 4 anos. Em 2004, a situação grave atingia 8,2% da população. O representante do ministério citou dados do México para afirmar que, lá, 62% encontram-se em situação de insegurança alimentar (leve, moderada e grave). Nos EUA, a insegurança alimentar moderada e grave, eles fazem aferição juntas, era de 5,7% em 2008, antes da crise. A informação que temos é que isso aumentou em função da crise, por causa do aumento do desemprego. O IBGE aponta forte associação entre condição alimentar e rendimento das famílias: 58,3% dos domicílios do País na situação de insegurança moderada ou grave tinham até meio salário mínimo per capita ou nenhum rendimento. A gerente da pesquisa ressalta que a redução ocorreu principalmente nos domicílios onde havia crianças, na região Nordeste e na área rural. O foco do Bolsa Família são domicílios com limitação de renda e com crianças. Então, se o programa social estiver sendo encaminhado adequadamente, o impacto deve ter sido importante, mais até que o do salário mínimo, diz Maria Lucia. O IBGE aplicou um questionário com 14 perguntas sobre insegurança alimentar nos domicílios investigados na Pnad. PAÍSSábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de TRANSIÇÃO PT se une na disputa por cota na esplanada Petistas têm a preocupação de garantir redutos conquistados no governo Lula Roberto Almeida e Flávia Tavares Correntes majoritárias do PT reuniram-se nesta sextafeira em Guarulhos (SP) para discutir o espaço de poder do partido no futuro governo de Dilma Rousseff. Os petistas, especialmente os que integram a corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), têm a preocupação de garantir redutos conquistados no governo Lula e retomar ministérios ocupados por aliados, como Cidades, Saúde e Comunicações. Os presentes negaram que o encontro serviria para discutir cargos no governo federal. Nos bastidores, porém, petistas admitem que há algumas preocupações do grupo, como garantir a volta de José Genoino (PT- SP) à Câmara - ele não foi eleito, mas ficou como suplente - o que exigiria manobra para nomear deputados vitoriosos, abrindo a vaga de parlamentar para o petista. Os nomes mais ventilados no PT são o do tesoureiro da campanha de Dilma, José de Filippi Júnior, eleito deputado, para o Ministério das Cidades. Candidato derrotado ao governo de São Paulo, o senador Aloizio Mercadante teria um posto garantido na Esplanada, provavelmente na Ciência e Tecnologia ou em alguma nova pasta a ser criada. A indicação de Filippi para Cidades gera confronto com aliados. A pasta é cobiçada pelo PMDB e também chegou a ser cogitada pelo PSB, mas o mais provável é que os pessebistas levem a Integração Nacional. Genoino admitiu que há uma articulação para que volte à Câmara, mas afirmou que deixou tudo pronto para entregar o gabinete em 31 de dezembro. Se há articulação, não é minha. Até porque candidato derrotado não faz articulação. Se há desejo, não é meu, afirmou. O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, disse hoje, antes de participar de reunião Dutra que trataria apenas das questões internas do partido e que, a partir de agora, Antonio Palocci, nomeado por Dilma para a Casa Civil, cuidará da interlocução com outros partidos para formação do ministério. A partir do anúncio do ministro da Casa Civil, talvez do secretário de Relações Institucionais, essas pessoas é que vão ter a tarefa (de negociar). Em última instância, quem vai falar em nome da presidente na negociação com os partidos vão ser esses ministros que ela vai determinar, afirmou Dutra. Segundo Dutra, o PT também está mapeando cargos federais para que os diretórios estaduais possam discutir de forma organizada seus apelos por espaços no governo. O diretório reclama que só quem tem voz são os deputados. Estamos orientando para que sistematizem essa discussão, envolvendo deputados federais e estaduais para apresentar sugestões para ter pelo menos VIAGEM Dilma deve realizar visita Cláudia Trevisan A presidente eleita Dilma Rousseff deverá aproveitar a reunião de cúpula do BRIC que ocorrerá na China em abril de 2011 para realizar sua primeira visita oficial ao país asiático. O assunto foi discutido nesta sexta-feira em Pequim em reunião da subcomissão política da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), principal mecanismo de discussão de temas bilaterais, criado em A sugestão partiu do lado brasileiro e foi bem recebida pelos chineses. A intensificação das visitas de alto nível faz parte dos objetivos para o próximo ano traçados por representantes dos dois países durante o encontro. O Brasil foi representado pela subsecretária-geral de Ásia do Itamaraty, Maria Edileuza Fontenele Reis, a quem os chineses apresentaram convite para que o futuro ministro das Relações Exteriores do Brasil esteja na China no próximo ano. No segundo semestre, é provável que o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, faça uma visita ao Brasil, onde nunca esteve em caráter oficial. A reunião de cúpula do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) ocorrerá em data a ser definida, entre os dias 1º e 20 de abril. Esse será o terceiro encontro dos líderes do grupo, que já participaram de cúpulas na Rússia e no Brasil. Os chineses disseram a Reis que pretendem focar a reunião nas questões do crescimento econômico e da reforma dos organismos responsáveis pela governança global, o que inclui instituições financeiras multilaterais e o Conselho de Segurança das Organizações das Nações Unidas. Há um déficit de representatividade dos países emergentes nesses organismos que leva a um déficit de legitimidade, afirmou a embaixadora. O BRIC se consolida cada vez mais como um fórum de cooperação entre os quatro países para discussão de temas globais. A embaixadora também analisou com autoridades chinesas a possibilidade de desenvolvimento de projetos conjuntos na África nos setores agrícolas, de biocombustíveis e de bioenergia. Segundo ela, o noção do tamanho do pepino, afirmou. O encontro de petistas ocorreu a portas fechadas em um hotel no centro de Guarulhos. Participaram da reunião, além de Dutra, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, que entrou sem falar com a imprensa, o líder do PT na Câmara, deputado Cândido Vacarezza (SP), a senadora Ideli Salvatti (SC), o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e o presidente da Agência de Promoção de Exportação e Investimentos, Alessandro Teixeira, interlocutor de Dilma. Ideli afirmou que entre os petistas há um movimento de reintegração de posse. E considerou lógico que o PP perca espaço na pasta de Cidades por conta de sua tímida participação na campanha. O ministro Alexandre Padilha preferiu contemporizar, afirmando que Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso só anunciaram suas equipes no dia 23 de dezembro. Brasil já fechou acordos de cooperação tripartite no continente com os Estados Unidos e a União Europeia. Há dois meses, um representante do governo chinês esteve em Brasília para discutir a possibilidade de parceria na África. A ideia é maximizar o impacto da presença dos dois países no continente, disse Reis. A China é de longe o maior investidor estrangeiro na África e tem uma política agressiva de concessão de financiamentos para construção de obras de infraestrutura, que são realizadas por empresas chinesas. O Brasil também tem interesses econômicos no continente e construtoras brasileiras enfrentam a concorrência dos chineses em países como Angola. Dilma não poderá usar piloto automático Gustavo Uribe O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso avaliou nesta sexta-feira que a presidente eleita Dilma Rousseff não vai poder governar no piloto automático como pôde governar, segundo ele, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em seminário promovido pela TV Cultura, na capital paulista, o ex-presidente afirmou que a situação econômica nacional mudou e que a presidente eleita terá de tomar medidas mais duras, que vão afetar mais interesses. Ela não vai poder governar no piloto automático como o presidente Lula pôde governar, reiterou. Se não há vento de proa, ainda, não há vento de cauda, mais, metaforizou. Além da diferença de conjuntura econômica, segundo FHC, Dilma tem condições e características distintas do presidente Lula. Ele (Lula) tinha um predomínio maior do partido e uma capacidade de relacionamento direto com a população. Ela não tem estas características objetivamente, comparou. O ex-presidente alegou ainda que Dilma tem carreira administrativa, mas não tem muita experiência em gestão. Vamos ver como ela vai enfrentar estes problemas todos, disse. Vamos ver o que ela vai poder fazer. VIOLÊNCIA vagas em presídios federais Fausto Macedo O ministro Luís Paulo Telles Barreto, da Justiça, informou nesta sexta-feira que o governo do Rio de Janeiro solicitou mais oito vagas em presídios federais para a remoção de presos envolvidos na onda de ataques incendiários. Acabo de ser informado que o governador Sérgio Cabral (PMDB) pediu a transferência de mais oito presos do Rio para o sistema prisional federal. Vamos providenciar ainda hoje (sexta). Barreto, que passou por Florianópolis (SC), onde presidiu a reunião da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), disse que o sistema logístico está preparado para receber esses presos e mantê-los distantes de qualquer ação criminosa. Ele negou que a inteligência das forças de segurança falhou ao não prever a onda de barbáries do tráfico na guerra do Rio. Não falhou, a tática usada por esses bandidos é a de guerrilha, afirmou o ministro. Munidos de coquetéis molotov, deram início a ataques incendiando ônibus e veículos de passeio, em ações muito difíceis de se prever onde, quando e como vão acontecer. O ministro rebateu, ainda, a informação de que os ataques nas ruas do Rio foram deflagrados a partir de uma ordem de dentro do Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná. Houve, na verdade, a interceptação de uma comunicação externa, uma carta que tentaram entregar a um prisioneiro, onde ficou clara a insatisfação com a política de segurança do Rio, com as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) que provocaram a perda do território e das atividades econômicas do crime organizado. Não há nenhum dado que indique alguma ordem de dentro do presídio federal. Para Barreto, o mais importante agora é a atuação conjunta do aparato policial, com reforço das Forças Armadas e da Polícia Federal (PF) - um efetivo de 300 homens da PF já foi deslocado para o Rio. O trabalho de inteligência permite melhor compreensão desse fenômeno por parte das forças policiais. Agora, vamos desestruturar a cadeia de comando do crime. Posso assegurar que o esfacelamento dessa estrutura está ocorrendo agora. A parceria vai fazer com que o Rio retome imediatamente sua normalidade social, prevê o ministro. Estamos provendo uma ação para evitar que o tráfico continue aterrorizando a população nas ruas, continue praticando atos de vandalismo. Tudo aquilo que o Rio precisar o Ministério da Justiça vai liberar por ordem expressa do presidente Lula.

8 8 Sábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010JUSTIÇA ENCONTRO Peluso destaca união do judiciário O Brasil está sediando pela sexta vez o Encontro de Cortes Supremas do Mercosul, no Supremo Tribunal Federal (STF) Cooperação e convergência. Esses são os dois eixos que estruturam o VIII Encontro de Cortes Supremas do Mercosul, cujas atividades científicas começaram nesta sexta-feira, na Sala de Sessões da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente da Suprema Corte brasileira, ministro Cezar Peluso, proferiu o discurso de abertura, no qual destacou a importância de uma maior integração entre os judiciários da América Latina, com vistas a garantir a segurança jurídica, os direitos fundamentais e a rápida solução de controvérsias nos países latino-americanos. Ao prestigiar os presidentes e representantes das cortes supremas e tribunais constitucionais da Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai, Cezar Peluso ressaltou: o Supremo Tribunal Federal do Brasil tem a honra de sediar este encontro, representado por tão ilustres visitantes. Segundo ele, o VIII Encontro não poderia ocorrer em momento mais oportuno da história. Isso porque o ano de 2010 representa o início das comemorações do bicentenário das independências das ex-colônias espanholas e portuguesas da América, um primeiro passo para o processo que levou à adoção das primeiras constituições no continente americano. Cezar Peluso também falou sobre o processo de democratização nos países da América Latina, iniciado especialmente nos últimos 30 anos e que deu origem em muitas nações, CASO BRUNO Bruno pagará R$ 13 mil a ex-caseiro O goleiro Bruno Fernandes voltou a participar de uma audiência judicial na capital mineira nesta sexta-feira. Dessa vez, porém, o procedimento não teve relação com o desaparecimento e suposta morte de sua ex-amante Eliza Samudio, que rendeu ao atleta e a outras oito pessoas a decretação de prisões preventivas e uma ação por sequestro e assassinato. O atleta compareceu à Justiça trabalhista porque foi acionado por um ex-caseiro de seu sítio em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte. O caseiro alegava irregularidades em sua contratação e pedia indenização de R$ 2 milhões. Bruno assumiu as irregularidades trabalhistas e, apesar do valor que pedia, o autor da ação aceitou um acordo para receber R$ 13 mil parcelados em 13 vezes. Além do goleiro, participaram da audiência, como testemunhas, Macarrão e a ex-mulher do atleta, Dayanne Rodrigues do Carmo, outra ré na ação pelo sequestro e morte de Eliza. Cezar Peluso também falou sobre o processo de democratização na América Latina como o Brasil, ao Estado Democrático de Direito. Adaptando-se às condições de cada país, o Estado Democrático de Direito consolidou-se nas últimas décadas como modelo dominante de organização do poder. Em contraste com um passado não muito remoto, democracia e constitucionalismo representam atualmente os pilares fundamentais dos sistemas políticos de nossos países, garantindo a legitimidade tanto do processo decisório quanto dos resultados, frisou. Segundo o presidente do STF, a tendência geral dos países regidos por constituições democráticas é a de buscar Arquivo / Wilson Pedrosa / AE políticas públicas e medidas eficazes para garantir os direitos constitucionais e o interesse da maioria da população. Para Peluso, tais avanços têm conferido às nações latino-americanas um grau muito elevado de legitimidade. A grande maioria das populações avalia a democracia de forma altamente positiva, ainda STF Quebra de sigilo pode ser prorrogado O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), indeferiu liminar no habeas corpus , requerida pela defesa de I.T.A.N., policial civil acusado de fazer parte de organização criminosa descoberta por operação da Polícia Federal. A defesa argumentava que o acusado teve quebra de sigilo telefônico por prazo superior ao previsto em lei (de quinze dias). No entendimento do ministro Dias Toffoli, a quebra do sigilo telefônico e suas respectivas prorrogações efetuadas com autorização judicial parecem devidamente fundamentadas devido à complexidade da organização criminosa investigada pela Polícia Federal. A defesa sustentou a tese de constrangimento ilegal tendo em vista a nulidade das decisões que autorizaram a interceptação telefônica contra ele por prazo superior ao permitido legalmente. Por esse motivo, as provas dai advindas seriam nulas. Outro argumento da defesa era de que a interceptação no presente caso não ocorreu nos moldes da lei 9.296/96, ferindo além do artigo 5º da citada lei, a Constituição da República Federativa do Brasil em seu artigo 5º, X e XII. Além disso, a defesa afirmou que não haveria fundamentação legitima para a interceptação, tendo as autoridades policiais se apoiado em suposta denúncia anônima. Segundo o Ministério Público, trata-se de quadrilha em grande parte formada por policiais civis que, aproveitandose da função publica, praticava tortura e extorsões, facilitava a exploração de jogos de azar e o desmanche de veículos furtados, tudo mediante o recebimento de propina, além de agenciar serviços advocatícios no distrito policial, visando se beneficiar de parte dos honorários auferidos pelo defensor. A defesa pedia, liminarmente, a concessão da ordem para que fosse anulada a decisão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que alegava ser manifestamente ilegal. Para o relator, ministro Dias Toffoli o deferimento de liminar é medida de caráter excepcional, cabível apenas se a decisão impugnada estiver eivada de ilegalidade flagrante, demonstrada de plano, ou quando a situação apresentada nos autos representar manifesto constrangimento ilegal, o que não se verifica na espécie, afirmou o ministro. Segundo o relator a decisão do STF não vislumbra nenhuma ilegalidade, abuso de poder ou teratologia que justifique o deferimento do pedido, finalizou. que não esteja totalmente satisfeita com o desempenho dos governos eleitos democraticamente, disse. Integração regional - A integração entre os países do Mercosul e da América Latina como um todo, segundo Peluso, impõe aos judiciários nacionais, em especial às cortes supremas e aos tribunais constitucionais, um duplo desafio: de um lado a interação com os sistemas normativos de outras nações; de outro, o diálogo constante como forma de facilitar essa interação. Por isso, conforme explicou o presidente da Suprema Corte brasileira, o VIII Encontro foi estruturado de forma que os debates girem em torno dos temas cooperação e convergência. Ainda de acordo com Peluso, a integração entre as nações latino-americanas, por meio da cooperação e da convergência, favorece a troca de conhecimentos e o aperfeiçoamento dos sistemas jurídicos nacionais. O bom relacionamento entre os sistemas jurídicos locais constitui fator adicional de garantia da segurança jurídica, dos direitos fundamentais e da rápida solução de controvérsias, acrescentou. Ao finalizar seu discurso, o presidente do STF ressaltou que a integração é ensinamento, que adquire importância ainda maior à luz do expresso no parágrafo único do artigo 4º da Constituição Federal brasileira, segundo o qual, a República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América MESQUITA Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações. Depois da abertura, os participantes posaram para uma foto oficial do evento. A programação continuou com uma sessão administrativa na qual foram apresent ados os trabalhos desenvolvidos desde a reunião de 2009 pela secretaria permanente do Fórum de Cortes Supremas. Também foram prestadas informações sobre intercâmbio de magistrados e estudantes, banco de dados e de jurisprudência. Após a sessão administrativa, os presidentes visitaram as dependências da Rádio Justiça e da TV Justiça. VII Encontro - O Brasil está sediando pela sexta vez o Encontro de Cortes Supremas do Mercosul, sediado em 2006 pelo Uruguai e em 2009 pela Argentina. Nesta edição, o encontro foi iniciado com uma recepção aos participantes, realizada na noite de quinta-feira, no Salão Branco do STF. As atividades científicas começaram nesta sexta-feira e se estendem até esta tarde. O primeiro painel, que começou às 14h, discutirá a cooperação sob a ótica da proteção efetiva dos direitos fundamentais no âmbito do Mercosul. Os debates serão iniciados com palestra da ministra Cármen Lúcia. O segundo painel,iniciado com palestra da ministra Ellen Gracie, será dedicado a discutir as convergências no funcionamento das cortes supremas, partindo da premissa de que a integração regional recomenda uma progressiva convergência entre os Judiciários. Juiz decreta a prisão de assessor O juiz Richard Robert Fairclough, em exercício na 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, decretou a prisão temporária por 30 dias do assessor da Prefeitura de Mesquita, Marcos André Gomes Marinho, o Orelha. Ele foi indiciado pelo assassinato do soldado PM Fábio Martins de Souza, do Grupamento Aéreo Marítimo (GAM), e pela tentativa de homicídio do policial Francinei Custódio de Medeiros, amigo de Fábio Martins. A decisão é da última quinta-feira. O crime - registrado por um circuito interno de TV - ocorreu no estacionamento da casa de show RioSampa, na Rodovia Presidente Dutra, após uma briga que começou no interior do estabelecimento. O réu, se apresentou espontaneamente à polícia, e teria dito que Fábio obstruiu com duas mesas a passagem para a porta do banheiro, o que gerou discussão, dando início à briga. A prisão do assessor é imprescindível para não atrapalhar a investigação, uma vez que várias testemunhas do crime ainda serão ouvidas. Ele disse também que se trata de crime hediondo. Analisando as imagens das câmeras de segurança da casa de show RIOSAMPA, pode-se verificar que o indiciado estava muito nervoso, disparou contra a vítima não fatal enquanto esta corria, tentando fugir, e ainda acertou posteriormente a outra vítima, esta fatal, durante briga corporal. O motivo aparente dos fatos foi uma discussão que se iniciou no interior da casa de show. Havia várias pessoas no local, e estas ainda poderão ser ouvidas na investigação. OBRAS Construção pode causar embate entre TCU e Congresso Edna Simão Liminar na Justiça e a vontade de gastar do governo federal abriram uma brecha para que seja descumprida a recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU) de reter cautelarmente recursos destinados à construção da Ferrovia Norte- Sul devido a indícios de irregularidades. Essa obra, que faz parte A defesa sustentou a tese de constrangimento ilegal tendo em vista a nulidade dasdecisões que autorizaram a interceptação telefônica O crime ocorreu no estacionamento da casa de show RioSampa, na Rodovia Presidente Dutra, em Nova Iguaçu, e foi registrado por um circuito interno de tv do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), pode provocar um novo embate entre o TCU e o Congresso Nacional. A Ferrovia Norte-Sul tem quatro contratos em Tocantins e sete contratos em Goiás com sobrepreço (preços acima do mercado) e que aguardam julgamento do TCU. Para impedir a paralisação das obras, o que poderia implicar em prejuízos adicionais aos cofres públicos, o tribunal determinou a retenção preventiva de valores de todos esses trechos. A construtora Andrade Gutierrez, no entanto, conseguiu em 2009 uma liminar judicial garantindo o pagamento integral para construção da ferrovia entre Palmas (TO) e Uruaçu (GO). Com o debate em torno da proposta orçamentária de 2011, o problema volta à tona. A Valec não fez mudanças no contrato e, portanto, mesmo com os indícios de irregularidades, o dinheiro continua liberando normalmente os pagamentos para a construtora. Na quinta-feira, em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento (CMO), o secretário-geral do TCU, Paulo Roberto Martins, frisou que as obras da ferrovia Norte-Sul, de responsabilidade da Valec, continuam apresentando risco de prejuízo ao erário e que, no atual cenário, permanecerão na lista de obras com recomendação para paralisação. A decisão de interrupção do empreendimento será da CMO. Para o presidente de Valec, José Francisco das Neves, a empresa está cumprindo com as recomendações do TCU. Existe uma decisão judicial para não fazermos a retenção. Nós temos que atender, explicou. O presidente da CMO, Waldemir Moka (PMDB-MS) reforçou o posicionamento de que os parlamentares decidirão sobre a paralisação ou não da obra do PAC. O deputado Humberto Souto (PPS-MG) concorda. Se o Congresso entende que a obra deve continuar, o TCU não deve ficar sentido. O Congresso tem que assumir a decisão, acrescentou. Por meio de sua assessoria de imprensa, a construtora Andrade Gutierrez informou que não iria comentar o assunto.

9 CIDADESábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de HOSPITAIS Hospital Getúlio Vargas, na Penha, está centralizando o atendimento a todos os feridos das operações na zona norte Rodrigo Burgarelli Pelo menos duas pessoas morreram e quatro pessoas ficaram feridas nos confrontos desta sexta-feira em favelas da zona norte do Rio. Todos os casos foram atendidos no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, onde foi montada uma operação de emergência para atender aos feridos dos confrontos nos complexos da Penha e do Alemão. Um dos mortos foi o suposto traficante Tiago Ferreira Faria, de 24 anos, conhecido como Tiaguinho 3G. Segundo a Polícia Militar (PM), ele era um dos chefes do tráfico do morro da Fazendinha, no Complexo do Alemão. Baleado no tórax após trocar tiros com a tropa de choque da PM, Tiago foi capturado quando estava sendo retirado da favela por um casal num Palio prata. Policiais que fazem bloqueio nas saídas da comunidade pararam PRÊMIO Como combater vetores de pragas urbanas e agrícolas em áreas pouco acessíveis como becos, beira de canais, terrenos arenosos e no campo, sem prejudicar a plantação? Em busca de uma resposta, os sócios da Fumajet, o engenheiro Marcius Victorio da Costa e Marcelo Machado, formado em Desenho Industrial, acabaram chegando a uma solução engenhosa. Eles desenvolveram um sistema de fumegação totalmente microprocessado que pode ser acoplado a uma moto e, com isso, abriram caminhos inesperados EXERCÍCIO O governo da China afirmou nesta sexta-feira que é contrário a qualquer atividade militar na zona econômica exclusiva do país sem sua permissão, informou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Hong Lei. Os comentários foram uma referência ao anúncio de Estados Unidos e Coreia do Sul de um exercício militar conjunto no Mar Amarelo, a oeste da Península Coreana, inclusive com a participação do porta-aviões USS George Washington. O exercício deve começar neste domingo e foi anunciado após uma troca de disparos de artilharia entre a Coreia do Norte e Seul na terça-feira. Os governos dos EUA e da Coreia do Sul, porém, afirmam que a atividade já estava marcada anteriormente. Os comentários do porta-voz chinês são mais duros que os feitos pelo funcionário, quando ele disse que a China estava preocupada com as informações sobre exercícios militares. Pequim não disse, porém, que tomará alguma medida específica diante dos exercícios. No comunicado divulgado no site da chancelaria, Hong também reiterou os pedidos chineses para que todas as partes A China é o único aliado importante da Coreia do Norte, e tem pedido calma a todos os lados envolvidos para evitar mais violência envolvidas mantenham a calma e aumentem seus esforços para abrandar a séria situação, a fim de garantir a paz e a estabilidade na Península Coreana. A China é o único aliado importante da Coreia do Norte, e tem pedido calma a todos os lados envolvidos para evitar mais violência. Seul afirma que Pyongyang começou a atacar na terça-feira, matando dois militares e dois civis sul-coreanos. Já o governo norte-coreano alega que apenas reagiu a uma provocação do vizinho, que teria disparado em águas territoriais nortecoreanas durante um exercício militar. Seul confirmou a realização do exercício, mas nega que tenha havido disparos nas águas da Coreia do Norte. MUNDO Com o Motofog Fumacê, conquistaram o 1º lugar no Desafio Intel, entre 162 concorrentes brasileiros. Na etapa internacional, que aconteceu entre 15 e 19 de novembro na universidade americana de Berkeley, na Califórnia, disputaram com representantes de 60 países e ficaram entre os quinze finalistas. Esta é a VI edição deste concurso promovido pela Intel e Microsoft, em parceria com a Universidade de Berkeley, voltado para empresas nascentes e ligadas a uma instituição de ensino. Foi uma disputa duríssima. Competimos com sistemas como turbinas para gasodutos e processos de dessalinização que contaram com recursos de milhões de dólares. Mas o nosso produto chamou atenção pela tecnologia barata e inovadora. Ao participar de um concurso deste porte, ganhamos visibilidade entre investidores do mundo inteiro que estão em busca de uma boa idéia e ainda fomos convidados pela universidade para fazer curso de empreendedorismo, comemora Marcius Costa A idéia, que parece simples, consumiu muito estudo e planejamento. Houve dificuldades na obtenção de recursos, no registro da patente e na montagem do protótipo. Para desenvolver o sistema de injeção eletrônica, a empresa trabalhou em parceria com a Ativa Tecnologia, que faz parte do programa de Petróleo e Gás do Sebrae Rio de Janeiro. Este contato foi fundamental para aproximar a Fumajet da instituição Muitas portas se abriram a partir daí como, por exemplo, a ponte com a Rede de Tecnologia (RedeTec) e a Universidade Veiga de Almeida, parceiros importantes. Também contamos com apoio do Sebrae para viabilizar a viagem aos Estados Unidos e preparar todo o nosso material gráfico e digital em inglês. Isso era fundamental tanto para o concurso, como para negociar com outros países. Foi a instituição que mais me ajudou, reforça Marcius O equipamento, que tem outras chancelas importantes, como a Comprovação de Eficácia em Ensaio de Campo da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Certificado de Exclusividade da Associação Brasileira de Industria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) e aprovação do Sistema Nacional de Metrologia, Normalização e Certificação da Qualidade (Inmetro), já está sendo vendido para várias cidades fluminenses e a empresa está investindo no mercado internacional Para vencer todas as dificuldades, Marcius faz questão de homenagear o pai, Cícero Victorio da Costa, autor do embrião da idéia. Em memória dele, lutei muito por este projeto. Era uma questão de honra e estou muito orgulhoso por ter conseguido TERROR Campanhas contra o terror tem conseguido esmagar as operações da Al-Qaeda o carro, prenderam o casal e levaram Tiaguinho para o hospital, mas ele não resistiu aos ferimentos. Outro homem, ainda não identificado, foi morto com um tiro na cabeça em um tiroteio com PMs no morro do Juramento, próximo ao Alemão. Os policiais faziam uma operação de rotina no local, não relacionadas às ações nos complexos, quando um grupo de dez homens reagiu atirando. O cabo Leonardo da Silva, do Bope, foi ferido na Vila Cruzeiro e o tenente Rafael Querido, do 16º BPM, numa operação no morro da Chatuba. O cabo teve apenas um corte e, depois de atendido na unidade, voltou à operação. O tenente foi baleado na perna por um tiro de fuzil e continua internado em observação. O Hospital Getúlio Vargas está centralizando o atendimento a todos os feridos das operações na zona norte. Desde quarta-feira, foram registradas 33 atendimentos, dos quais seis resultaram em morte. Até a noite desta sexta-feira, sete pacientes continuavam internados, apenas um em estado grave. Dez médicos e 20 enfermeiros do Corpo de Bombeiros reforçam a equipe da unidade. A Arábia Saudita disse nesta sexta-feira que deteve 149 suspeitos de pertencerem à rede extremista Al-Qaeda, em longas operações policiais conduzidas durante vários meses. Segundo a polícia, a detenção dos suspeitos evitou que fossem desfechados vários ataques contra funcionários públicos, personalidades da mídia e alvos civis. As campanhas contra o terror na Arábia Saudita têm conseguido, em grande parte, esmagar as operações da Al-Qaeda no reino, desde que a rede extremista lançou uma série de atentados em Alguns militantes de destaque, contudo, conseguiram fugir para o sul da Península Arábica, atravessando a fronteira com o Iêmen, onde uma sucursal da Al- Qaeda estabeleceu um ponto de apoio no deserto, de onde planeja ataques na própria Arábia Saudita e em outros lugares do mundo. As 149 detenções mais recentes foram feitas durante os últimos oito meses e indicam que os extremistas têm sido capazes de reconstituir suas células e estruturas de organização dentro da Arábia, em estreita ligação com elementos que estão no Iêmen. O porta-voz do Ministério do Interior, Mansour al-turki, disse Obama é ferido em jogo de basquete e leva 12 pontos no lábio A Casa Branca informou nesta sexta-feira que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, precisou receber 12 pontos de sutura em um lábio, após ter sido ferido em uma partida amistosa de basquete. O mandatário americano foi golpeado inadvertidamente pelo cotovelo de um colega, enquanto jogava basquete em Fort McNair, para onde foi com a família e os amigos para um jogo amador na manhã de hoje. O secretário de imprensa da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que Obama foi medicado na Casa Branca. Obama é um aficionado por esportes e apoia os times de basquete da sua cidade adotiva, Chicago, e com frequência joga também golfe. Dez leitos extras para tratamento intensivo foram instalados em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que Desde o início da tarde desta sexta-feira, uma tropa do Exército brasileiro formada por 800 militares da Brigada de Paraquedistas do Rio de Janeiro começou a ocupar todo o perímetro do Complexo do Alemão e da Vila Cruzeiro, na Penha, para fazer a segurança nos acessos a essas comunidades da Zona Norte da cidade. A ação complementar às operações de combate das forças de segurança pública do estado, com o apoio logístico da Marinha, à onda de violência provocada por traficantes, foi deflagrada enquanto o governador Sérgio Cabral e o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, mantinham uma reunião, no Palácio Guanabara, com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e comandantes das três forças, para acordar a estratégia integrada de combate ao tráfico. O governador Sérgio Cabral destacou, em coletiva de imprensa realizada na tarde de sexta-feira, no auditório do Palácio Guanabara, a dimensão histórica desse momento e do processo de retomada do estado de direito democrático que o Rio de Janeiro vive hoje e, cujo objetivo, nada mais é do a paz e a libertação de comunidades dominadas pelo tráfico e pelas milícias. O ministro da Defesa, por sua vez, cumprimentou o governador Sérgio Cabral pela coragem da decisão, que sempre tem um grau de risco, de mudança de paradigma. Assim, os 800 homens do Exército vão trabalhar em articulação com as forças de segurança estaduais e federais. O secretário Beltrame, adiantou na coletiva que o posicionamento dos militares nos acessos da Vila Cruzeiro e Complexo do Alemão é fundamental para liberar centenas de policiais civis e militares para atuarem em outras áreas da cidade onde se façam necessárias ações de repressão, combate e investigação. que os detidos se organizaram em três células ao redor do reino saudita, cada uma sem conhecimento sobre os elementos que integram as outras. Além disso, existem várias outras células pequenas, subordinadas às três maiores. Muitos dos suspeitos detidos eram sauditas, enquanto 25 eram estrangeiros, disse al-turki. Uma mulher está entre os detidos. As forças sauditas apreenderam um efetivo de US$ 600 mil nas operações, informou al-turki. Os grupos têm contatos estrangeiros, levantam fundos e treinam seus seguidores no uso de armas e na manufatura de explosivos. Eles C U R T A S Premiê da Hungria oferece ajuda para Sérvia fica em frente ao hospital. Em frente à UPA, cinco homens do Exército fazem a segurança da equipe médica. Todo esse movimento, no entanto, não foi suficiente para impedir que dois dos cinco médicos da emergência do hospital faltassem nesta sexta-feira ao serviço - segundo funcionários, as faltas estariam relacionadas com o alto número de baleados. A Secretaria de Saúde repôs um dos funcionários e afirmou que as faltas serão analisadas. Se não houver justificativa, os médicos serão punidos. No fim da tarde, Luiza de Moraes, de 61 anos, foi atingida por estilhaços de bala na barriga quando estava dentro de casa, no Alemão. Ela chegou ao hospital trazida por policiais num Caveirão (blindado da PM). No mesmo confronto, um militar paraquedista do Exército também ficou ferido por estilhaços na coxa direita. O nome dele não havia sido divulgado até o início da noite. também enviam extremistas a regiões de conflito fora da Península Arábica, ele disse, sem entrar em mais detalhes. Descobrir essas células faz parte de um trabalho sem fim, que nunca acaba, disse al- Turki. As forças de segurança estão trabalhando sistematicamente para combater esses grupos, seja dentro do reino ou fora, uma vez que eles nos têm como alvos, bem como a outras pessoas, através da crença distorcida que possuem nos ensinamentos do Islã, disse al- Turki. Segundo ele, a Interpol, polícia internacional, for informada sobre algumas das detenções que ocorreram no exterior. A Hungria apoia a tentativa da Sérvia de se juntar à União Europeia (UE) e disse que está pronta para ajudar na integração do país vizinho ao bloco, segundo afirmou o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, durante uma visita de um dia a Belgrado. Orban se reuniu com o primeiro-ministro sérvio, Mirko Cvetkovic, e com o presidente do país, Boris Tadic A Hungria assumirá a presidência rotativa da UE no dia 1º de janeiro. Segundo Orban, os dois países têm um futuro em comum, independentemente da Sérvia se tornar membro da UE. Já Cvetkovic disse que a Hungria ofereceu ajuda nas atividades que a Sérvia teria de realizar ao longo do caminho europeu.

10 10 ARTES Sábado, 27, Domingo, 28, e Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010 GUITARRISTAS Feeling une Scandurra e Catatau Hoje aos 48 anos, Edgar Scandurra, lançou recentemente um DVD comemorando duas décadas de carreira no rock Lucas Nobile São quase dez anos de diferença de idade, mas Edgard Scandurra vê semelhanças entre o caminho que percorreu e o que Fernando Catatau vem trilhando. Principalmente no que diz respeito ao movimento de abrir mão do comodismo - de seguir estático e acomodado com uma banda fixa - e buscar envolvimento com outros projetos. Eu me sinto feliz de tocar com a Karina (Buhr), com o Arnaldo (Antunes), de participar de projetos como o Pequeno Cidadão, de ter participado do disco do Cidadão Instigado. É sempre muito enriquecedor. Você sempre aprende muito com outros artistas. Essa é mais uma característica que eu e o Catatau temos em comum, diz Scandurra. Hoje, aos 48 anos, o guitarrista, cantor e compositor lançou recentemente um DVD comemorando duas décadas de carreira e se envolve e em diversos projetos que o satisfazem sfazem após a separação do Ira!, em O último trabalho mais marcante foi o disco Iê Iê Iê, de Arnaldo Antunes, com produção de Catatau, e o DVD do ex-titã, Ao Vivo Lá Em Casa. Quem assistiu às apresentações da turnê pôde constatar que Scandurra não brilhou apenas no CD e no DVD, mas esmerilhou sua guitarra também em todos os shows. O caminhão de influências vem de longe. Inspirado por um irmão guitarrista, Edgard começou a tocar violão e guitarra. Autodidata, foi logo fuçar e descobrir os acordes e, aos 15, já chamava a atenção da moçada, com sua canhota e o braço do instrumento invertido. Em meados dos anos 60, a molecada começava a reconhecer a presença da guitarra na música, mas Nos anos 90, o guitarrista mergulhou de cabeça na música eletrônica, com seu projeto Benzina para mim já era uma realidade fazia muito tempo, diz o guitarrista. Tudo porque Scandurra já escutava desde pequeno os absurdos em discos revelados por Jimi Hendrix, Led Zeppelin, com Jimmy Page, e uma infinidade de outras bandas e instrumentistas estrangeiros que mudaram a história do rock. No Brasil, o choque chegou na adolescência, quando ele viu pela primeira vez Pepeu Gomes ao vivo. Um pouquinho antes dele teve também o Sérgio Dias, dos Mutantes, outra grande influência, mas ver o Pepeu ao vivo foi algo muito impressionante. O ESPORTES Cielo, Leandro Guilheiro e Murilo concorrem ao Melhor do Ano do Prêmio Brasil Olimpíco Divulgação que tem de Pepeu no meu estilo é a influência dos mesmos ídolos, como o Hendrix. Depois, com o passar do tempo veio o punk rock e uma desconstrução do solo, do virtuosismo. O último grande nome que apareceu com uma pegada original, mesmo sem ser com aqueles solos, com aquela técnica, foi o Kurt Cobain, do Nirvana, comenta Scandurra. Nos anos 90, ele mergulhou de cabeça na música eletrônica, com seu projeto Benzina, que até teve temas tocados por sua atual banda e pelo Cidadão Instigado nesta turnê, passando por Caxias do Sul, Joinville, Campina Grande e Caruaru. Em 2009, Edgard foi convidado a participar de UHUU!, terceiro álbum do Cidadão, estreitando seus laços com Catatau. Ele conseguiu imprimir uma marca. É daqueles que, com dois, três acordes, você já identifica e sabe que é ele que está tocando. Acho que a gente tem muita coisa em comum. Ele tem originalidade e personalidade. Assim como o Régis (Damasceno, do Cidadão) também é um grande guitarrista. Temos estilos diferentes. Ele consegue tirar um som mais cru do instrumento. Os mananciais de influência são basicamente os mesmos e, depois da aproximação e da admiração mútua, Catatau e Scandurra têm pontos em comum, mas, em pelo menos um, diferenciam-se bastante. Ao passo que o guitarrista sempre lembrado pelo marcante trabalho no Ira! tem um desapego descomunal de seus instrumentos, o frontman do Cidadão Instigado é aficionado na busca por guitarras e equipamentos raros e antigos. Com certa frequência, ele e o amigo Yuri Kalil entram em sites para garimpar amplificadores, aparelhos analógicos de gravação e, obviamente, instrumentos. Eu devo ter umas nove guitarras, mas não tenho esse apego, já que aprendi a me virar com meus instrumentos ruins quando comecei. Duas delas são bem antigas, uma Gianini Supersonic, de 1966, com a qual gravei a introdução de Núcleo Base, no Ira!, em 85, e uma Fender Stratocaster, modelo Eric Clapton, de 88. Já cheguei até a comprar uma Epiphone do Catatau. Tenho um certo desprendimento, já vendi instrumentos raros que tinha em casa quando precisava de dinheiro e já quebrei algumas guitarras em shows e não me arrependi depois, diz Scandurra. Diferente deste aspecto, outro ponto que aproxima os dois guitarristas é o envolvimento nos mesmos projetos. Catatau também toca com Karina Buhr, produziu e participou tocando no álbum de Arnaldo Antunes, na faixa Invejoso, além de deixar a marca de sua guitarra em trabalhos de Céu, Cibelle e Otto. Marcela Cunha, Fabiana Murer e Juliana e Larrissa disputam a premiação feminina do Brasil Olímpico A gente se assemelha tanto e pensa parecido e tem ficado mais próximo ultimamente. A gente tem uma pegada bem diferente pra tocar, mas o feeling é o mesmo. Ele é um dos melhores guitarristas do Brasil. Só por ser canhoto já tem uma sonoridade diferente. Ele é mais do rock, é dos que eu mais gosto entre os brasileiros. O Scandurra me influenciou muito, ele e todos esses ídolos, como o Arnaldo. Eu sempre ouvia Ira!, gosto muito, mas conhecer o cara pessoalmente e tocar junto, ao vivo, é diferente, a proximidade é outra coisa, diz Catatau. Para o show de quinta-feira, no Estúdio Emme, o Cidadão Instigado deve tocar primeiro e depois Scandurra deve atacar com sua banda, formada por Daniel Scandurra (baixo), Felipe Maia (bateria) e Dustan (teclado). No fim da apresentação, como já ocorreu nos outro quatro shows da turnê - conquistada em edital do Natura Musical, felizmente levando também os artistas sem ser para as manjadas grandes capitais -, os dois devem tocar algum número juntos. Tudo coisa pra se decidir na hora, sem combinar previamente. A união da inventividade dos timbres e das composições de Catatau com a qualidade dos competentes integrantes da banda, fizeram com que 2010 fosse o ano do Cidadão Instigado. Oito anos depois de O Ciclo da Decadência (2002) e de um EP lançado em 1994, o grupo de Fortaleza firmou-se de vez com UHUUU!. É esperar que em 2011 Catatau se debruce em outros projetos e que o Cidadão continue a surpreender. Zagueiro David Luiz deve se mudar para a Inglaterra na janela de transferências de janeiro PREMIAÇÃO CBF divulgou nesta sexta-feira a lista de jogadores indicados, posição por posição, a formar a seleção da competição O Fluminense, maior candidato ao título deste ano, tem no argentino Conca,o favorito para ganhar o prêmio de melhor jogador Wallce Teixeira / Photocamera André Rigue Um dos três concorrentes ao título, o Cruzeiro é o líder de indicações entre os finalistas do Prêmio Craque do Brasileirão. O time mineiro superou os rivais Corinthians e Fluminense e somou sete candidatos na premiação que apontará os melhores do campeonato - organizada pela CBF, a cerimônia de entrega aos vencedores será realizada no dia 6 de dezembro, no Rio. A lista dos três finalistas em cada categoria do prêmio foi divulgada pelos técnicos Mano Menezes e Ney Franco, respectivamente da seleção brasileira principal e Sub-20, durante evento nesta sextafeira em São Paulo. E o Cruzeiro levou vantagem, com a presença de Fábio, Jonathan, Diego Renan, Fabrício, Montillo, Thiago Ribeiro e Cuca na disputa da premiação dos melhores. O Corinthians, por sua vez, tem um total de cinco representantes entre os finalistas: Chicão, Roberto Carlos, Elias, Jucilei e Bruno César. E o Fluminense, que lidera o campeonato e desponta como principal candidato ao título brasileiro, conta com quatro candidatos na premiação: Mariano, Leandro Eusébio, Conca e Muricy Ramalho. A CBF não divulgou os finalistas na premiação do melhor jogador do Brasileirão, mas alguns nomes despontam como favoritos, como Conca e Bruno César. Os dois, inclusive, estão na disputa do prêmio Craque da Galera, que contará somente com voto popular através da internet - o outro candidato nessa categoria é o zagueiro Dedé, do Vasco. Além de disputarem o prêmio em suas posições e também como Craque da Galera, o meia Bruno César e o zagueiro Dedé são finalistas na categoria Revelação, na qual também concorre com o goleiro Neto, do Atlético-PR. A premiação ainda irá apontar o melhor árbitro do Brasileirão, com Sandro Meira Ricci, Paulo César de Oliveira e Carlos Eugênio Simon na disputa. Na cerimônia de entrega dos prêmios, que acontecerá no Theatro Municipal do Rio, um dia depois da última rodada do Brasileirão, a CBF promete fazer algumas homenagens especiais. Os homenageados da Goleiro Fábio (Cruzeiro) Jefferson (Botafogo) Victor (Grêmio) Lateral-direito Jonathan (Cruzeiro) Léo Moura (Flamengo) Mariano (Fluminense) Zagueiro direito Alex Silva (São Paulo) Chicão (Corinthians) Dedé (Vasco) Zagueiro esquerdo Leandro Eusébio (Fluminense) Miranda (São Paulo) Réver (Atlético-MG) Lateral-esquerdo Kléber (Internacional) Diego Renan (Cruzeiro) Roberto Carlos (Corinthians) Volante direito Fabrício (Cruzeiro) Jucilei (Corinthians) Willians (Flamengo) Volante Esquerdo Arouca (Santos) Elias (Corinthians) Marcos Assunção (Palmeiras) Meia-direita noite serão os campeões mundiais da Copa de 70 (pelos 40 anos da conquista), o atacante Ronaldo (pela carreira de sucesso), o Corinthians (pelo centenário) e a torcida do Bahia (pela volta à divisão de elite do campeonato nacional). Finalistas do prêmio Craque do Brasileirão D Alessandro (Internacional) Montillo (Cruzeiro) Paulo Baier (Atlético-PR) Meia-esquerda Bruno César (Corinthians) Conca (Fluminense) Douglas (Grêmio) Atacante 1 Eder Luís (Vasco) Jonas (Grêmio) Thiago Ribeiro (Cruzeiro) Atacante 2 Kléber (Palmeiras) Loco Abreu (Botafogo) Neymar (Santos) Craque da Galera Bruno César (Corinthians) Conca (Fluminense) Dedé (Vasco) Técnico Cuca (Cruzeiro) Muricy Ramalho Fluminense) Renato Gaúcho (Grêmio) Revelação Bruno César (Corinthians) Dedé (Vasco) Neto (Atlético-PR) Árbitro Carlos Eugenio Simon Paulo César de Oliveira Sandro Meira Ricci

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 Código Descrição 1830-0/03-00 REPRODUCAO DE SOFTWARE EM QUALQUER SUPORTE 6190-6/01-00 PROVEDORES DE ACESSO AS REDES

Leia mais

Cenários da Macroeconomia e o Agronegócio

Cenários da Macroeconomia e o Agronegócio MB ASSOCIADOS Perspectivas para o Agribusiness em 2011 e 2012 Cenários da Macroeconomia e o Agronegócio 26 de Maio de 2011 1 1. Cenário Internacional 2. Cenário Doméstico 3. Impactos no Agronegócio 2 Crescimento

Leia mais

Produção Industrial Março de 2015

Produção Industrial Março de 2015 Produção Industrial Março de 201 PRODUÇÃO INDUSTRIAL DE SANTA CATARINA - MARÇO/1 Em março, a indústria de Santa Catarina produziu 4,0% menos na comparação com o mesmo mês do ano anterior, sexto resultado

Leia mais

Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, "d", da IN/DRP nº 045/98)

Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, d, da IN/DRP nº 045/98) Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, "d", da IN/DRP nº 045/98) A) COMÉRCIO VAREJISTA: C A E DESCRIÇÃO DO C A E 801000000 AÇOUGUES E PEIXARIAS 801010000 Açougues

Leia mais

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center Unaí

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center Unaí ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center Unaí ALUGUEL DE CAÇAMBA Disk Caçamba ARMAZÉM/MERCEARIA Armazém do Helinho

Leia mais

INDICADORES CORK SERVICES ABRIL 2014

INDICADORES CORK SERVICES ABRIL 2014 Página1 1. APRESENTAÇÃO INDICADORES CORK SERVICES ABRIL 2014 Os indicadores Cork Services contemplam os principais números de referência para a gestão de frotas, incluindo índices de inflação e variação

Leia mais

Laboratórios - Aparelhos, artigos e equipamentos

Laboratórios - Aparelhos, artigos e equipamentos RELAÇÃO DE EMPRESAS QUE GASTAM BASTANTE EM TELEFONIA Abraçadeiras Fábricas e indústrias em geral Abrasivos Esquadrias de alumínio, madeira e metálicas Aço (de todos os tipos de empresas) Estamparia Acrilico

Leia mais

Edição 44 (Abril/2014)

Edição 44 (Abril/2014) Edição 44 (Abril/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação tem maior alta desde janeiro de 2013 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial,

Leia mais

DEFESA DE MONOGRAFIA Sala: 101

DEFESA DE MONOGRAFIA Sala: 101 CURSO DE BANCA 1 15/12 (Terça) 17:30h Prof. André Brown de Carvalho, Prof. Carlos Henrique Soares e Profa. Carolina Silveira Machado ALINE SIMÕES BARROS A IMPORTÂNCIA DOS INDICADORES SOCIAIS E ECONÔMICOS

Leia mais

Monitor do Déficit Tecnológico. Análise Conjuntural das Relações de Troca de Bens e Serviços Intensivos em Tecnologia no Comércio Exterior Brasileiro

Monitor do Déficit Tecnológico. Análise Conjuntural das Relações de Troca de Bens e Serviços Intensivos em Tecnologia no Comércio Exterior Brasileiro Monitor do Déficit Tecnológico Análise Conjuntural das Relações de Troca de Bens e Serviços Intensivos em Tecnologia no Comércio Exterior Brasileiro de 2012 Monitor do Déficit Tecnológico de 2012 1. Apresentação

Leia mais

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE METODOLOGIA M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Atividade Empreendedora Empreendedorismo * Fonte: OCDE M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Indivíduo que tenciona gerar valor através da

Leia mais

SUMÁRIO EMPRESÔMETRO CENSO DAS EMPRESAS E ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS BRASILEIRAS. 3 QUANTIDADE DE EMPREENDIMENTOS EM ATIVIDADE NO BRASIL...

SUMÁRIO EMPRESÔMETRO CENSO DAS EMPRESAS E ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS BRASILEIRAS. 3 QUANTIDADE DE EMPREENDIMENTOS EM ATIVIDADE NO BRASIL... 1 SUMÁRIO EMPRESÔMETRO CENSO DAS EMPRESAS E ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS BRASILEIRAS. 3 QUANTIDADE DE EMPREENDIMENTOS EM ATIVIDADE NO BRASIL... 4 QUANTIDADE DE EMPREENDIMENTOS POR ESTADO... 4 QUANTIDADE

Leia mais

BANCAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO (2015/2) CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. ORIENTADOR: Prof. AGUINALDO TEODORO BARBOSA FONSECA

BANCAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO (2015/2) CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. ORIENTADOR: Prof. AGUINALDO TEODORO BARBOSA FONSECA O coordenador do Núcleo de Atividades Complementares NAC, nos termos da Resolução CONSUP Faculdade CESUC 001/2015, divulga abaixo a relação das BANCAS PÚBLICAS EXAMINADORAS DE TRABALHO DE CURSO do Curso

Leia mais

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO REGIÃO OESTE

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO REGIÃO OESTE FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO ANÁLISE CONJUNTURAL DO MÊS DE NOVEMBRO DE 2013 REGIÃO OESTE Este relatório, referente ao mês de NOVEMBRO de 2013, da Pesquisa Conjuntural

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: PIB e Juros... Pág.3 Europa: Recuperação e Grécia... Pág.4

Leia mais

RELATÓRIO DOS PROCESSOS LICITATÓRIOS REALIZADOS NO CRECI/PE EM 2014

RELATÓRIO DOS PROCESSOS LICITATÓRIOS REALIZADOS NO CRECI/PE EM 2014 RELATÓRIO DOS PROCESSOS LICITATÓRIOS REALIZADOS NO CRECI/PE EM 2014 Publicação de Licitações nos Jornais de Grande Circulação Regional: DIÁRIO DE PERNAMBUCO E JORNAL DO COMÉRCIO. Contratação de Empresa

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL

MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL A unificação das alíquotas do ICMS para acabar com a guerra fiscal será gradual e levará oito anos, anunciou nesta quarta-feira (7/11) o ministro da Fazenda,

Leia mais

Informe Econômico N 3

Informe Econômico N 3 Conjuntura Econômica Gerente Legislativa: Sheila Tussi da Cunha Barbosa Analista Legislativa: Cláudia Fernanda Silva Almeida Assistente Administrativa: Quênia Adriana Camargo Ferreira Estagiário: Tharlen

Leia mais

Força de greves pode diminuir com evolução de canais de serviços on-line

Força de greves pode diminuir com evolução de canais de serviços on-line Boletim 853/2015 Ano VII 15/10/2015 Força de greves pode diminuir com evolução de canais de serviços on-line O impacto das novas plataformas deve ser maior no médio e longo prazo, principalmente com a

Leia mais

CAMARA MUNICIPAL DE ARAGUARI MINAS GERAIS **** Diário de Pagamento MÊS DE FEVEREIRO/2015 PAGAMENTOS ORÇAMENTÁRIOS

CAMARA MUNICIPAL DE ARAGUARI MINAS GERAIS **** Diário de Pagamento MÊS DE FEVEREIRO/2015 PAGAMENTOS ORÇAMENTÁRIOS CAMARA MUNICIPAL DE ARAGUARI MINAS GERAIS **** Diário de Pagamento MÊS DE FEVEREIRO/2015 PAGAMENTOS ORÇAMENTÁRIOS NE FORNECEDOR CNPJ/CPF FICHA DESCRIÇÃO DO OBJETO PAGAMENTO VALOR R$ 6-1 Telemar Norte Leste

Leia mais

BRASÍLIA - PATRIMÔNIO CULTURAL DA HUMANIDADE

BRASÍLIA - PATRIMÔNIO CULTURAL DA HUMANIDADE GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE GOVERNO COORDENADORIA DAS CIDADES ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO SUDOESTE/OCTOGONAL Alvarás Emitidos 30/10/2013 00409/2013 302.000.475/2013 Nova Indeterminado

Leia mais

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO PONTA GROSSA FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO PARANÁ PESQUISA CONJUNTURAL DO COMÉRCIO ANÁLISE CONJUNTURAL DO MÊS DE JANEIRO DE 2014 PONTA GROSSA Este relatório, referente ao mês de Janeiro de 2014, da Pesquisa Conjuntural

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015?

AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015? AINDA DÁ PARA SALVAR O ANO? E O QUE ESPERAR DE 2015? Luís Artur Nogueira Jornalista e economista Editor de Economia da IstoÉ DINHEIRO Comentarista econômico da Rádio Bandeirantes Atibaia 17/05/2014 Qual

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 25 de novembro de 2014

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 25 de novembro de 2014 Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 2 de novembro de 14 A ThyssenKrupp planeja investir R$ 2 bilhões até 19 A ThyssenKrupp, grupo industrial

Leia mais

Segunda-feira, 03 de Fevereiro de 2014. DESTAQUES

Segunda-feira, 03 de Fevereiro de 2014. DESTAQUES DESTAQUES Bovespa perde 7,5% em janeiro Mercado eleva projeção para a Selic Petrobras terceiriza parte das refinarias BTG mira mercado de previdência Localiza tem lucro líquido de R$90 milhões Cade aprova

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Janeiro de 2014

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Janeiro de 2014 Associação Brasileira de Supermercados Nº48 tou ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Janeiro de 2014 Vendas dos supermercados crescem 2,24% em 2014 Em dezembro, as

Leia mais

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015 Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 O cenário econômico nacional em 2014 A inflação foi superior ao centro da meta pelo quinto

Leia mais

Finanças dos clubes de futebol do Brasil em 2011

Finanças dos clubes de futebol do Brasil em 2011 Finanças dos clubes de futebol do Brasil em 2011 Maio 2012 A BDO é a quinta maior empresa de auditoria e consultoria do Brasil, e realiza estudos e análises sobre a Indústria do Esporte, por meio de sua

Leia mais

RESULTADOS DE LICITAÇÕES 2013

RESULTADOS DE LICITAÇÕES 2013 Modalidade: PREGÃO PRESENCIAL Última atualização: Março de 2014 RESULTADOS DE LICITAÇÕES 2013 PREGÃO PRESENCIAL Nº 028/2013 AVISO DE LICITAÇÃO FRACASSADA PREGÃO PRESENCIAL Nº 028/2013 PROTOCOLO Nº 2013/16/01744

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2001/2004 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 LEI N 200/2001 DATA: 20 DE DEZEMBRO DE 2001 SÚMULA: SÚMULA REGULAMENTA OS SERVIÇOS DE FISCALIZAÇÃO REALIZADOS EM ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS, INDUSTRIAIS, PRESTADORES DE SERVIÇOS, E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Planejamento Tributário Simples Nacional. Fabricio Oenning Pensamento Contábil

Planejamento Tributário Simples Nacional. Fabricio Oenning Pensamento Contábil Planejamento Tributário Simples Nacional Fabricio Oenning Composição: Este treinamento está composto pelas seguintes aulas: Aula 1 Simples Nacional Aula 2 Lucro Real Aula 3 Lucro Presumido Nossa Agenda

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano Mais um plano CONJUNTURA ECONÔMICA A chave da agenda positiva tão perseguida pelo governo federal em tempos de crise política e volta da inflação parece ser a preservação dos empregos. Na última terça-feira

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL Adriana da Conceição Palhares Lopes Alexandra Rodrigues Barbosa Ana Salomé Lopes Queirós Andreia Dias da Costa Bianca Patricia Gonçalves Ramos Carina Filipa Monteiro Rodrigues

Leia mais

O CENÁRIO ECONÔMICO EM 2015

O CENÁRIO ECONÔMICO EM 2015 O CENÁRIO ECONÔMICO EM 2015 Luís Artur Nogueira Jornalista e economista Editor de Economia da IstoÉ DINHEIRO Comentarista Econômico da Rádio Bandeirantes São Paulo 11/11/2014 Qual é o verdadeiro Brasil?

Leia mais

Economia, Estado da Indústria e Perspectivas. Apresentação para: SIMPESC. Joinville Março de 2010

Economia, Estado da Indústria e Perspectivas. Apresentação para: SIMPESC. Joinville Março de 2010 INDÚSTRIA PETROQUÍMICA E DE PLÁSTICOS Economia, Estado da Indústria e Perspectivas Apresentação para: SIMPESC Joinville Março de 2010 MaxiQuim Assessoria de Mercado Criada em 1995 Base em Porto Alegre

Leia mais

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Abril 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Abril 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Abril 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson

Leia mais

Conselho Reg. de Medicina/SE - CRM/SE

Conselho Reg. de Medicina/SE - CRM/SE Data: 10/10/2006 18:00:19 Folha : 1 01/04/2005 00332 2.1.1.02.01.01 - C/c n. 3.164-X Vl. ref. credito conforme aviso de 01.04.05 27.765,76 0,00 3.3.40.02.41 - Serviços Bancários Vl. ref. credito conforme

Leia mais

Relatório Mensal - Fevereiro de 2015

Relatório Mensal - Fevereiro de 2015 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa encerrou o mês de fevereiro com alta de 9,97%, recuperando as perdas do início do ano. Mesmo com o cenário macroeconômico bastante nebuloso

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Agosto 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE Teresina (PI), Março/2015 JACINTA ANDRADE 0 Março/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA Firmino

Leia mais

funcef.empauta.com Funcef desfaz parceria ECONOMIA co-gestão. Infeliz-mente, não foi possível", comenta o diretor imobiliário da Funcef, Jorge Arraes.

funcef.empauta.com Funcef desfaz parceria ECONOMIA co-gestão. Infeliz-mente, não foi possível, comenta o diretor imobiliário da Funcef, Jorge Arraes. Brasília, 03 de junho de 2006 Jornal de Brasília - Brasília/DF desfaz parceria Ricardo Marques/Cedoc/24.09.03 co-gestão. Infeliz-mente, não foi possível", comenta o diretor imobiliário da, Jorge Arraes.

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS O COMÉRCIO RESPONDE POR 12,7% DO PIB BRASILEIRO O COMÉRCIO VAREJISTA É RESPONSÁVEL POR 42% DO COMÉRCIO

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Abril de 2015 O Comércio em Números é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho

Leia mais

Análise CEPLAN Clique para editar o estilo do título mestre. Recife, 17 de agosto de 2011.

Análise CEPLAN Clique para editar o estilo do título mestre. Recife, 17 de agosto de 2011. Análise CEPLAN Recife, 17 de agosto de 2011. Temas que serão discutidos na VI Análise Ceplan A economia em 2011: Mundo; Brasil; Nordeste, com destaque para Pernambuco; Informe sobre mão de obra qualificada.

Leia mais

TÓPICO ESPECIAL Agosto

TÓPICO ESPECIAL Agosto Jan-94 Dec-94 Nov-95 Oct-96 Sep-97 Aug-98 Jul-99 Jun-00 May-01 Apr-02 Mar-03 Feb-04 Jan-05 Dec-05 Nov-06 Oct-07 Sep-08 Aug-09 Jul-10 Jun-11 May-12 Apr-13 Mar-14 Feb-15 Mar-10 Jul-10 Nov-10 Mar-11 Jul-11

Leia mais

março de 2014 Fundação Perseu Abramo - Partido dos Trabalhadores A DINÂMICA RECENTE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO: O EMPREGO

março de 2014 Fundação Perseu Abramo - Partido dos Trabalhadores A DINÂMICA RECENTE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO: O EMPREGO 12 março de 2014 Fundação Perseu Abramo - Partido dos Trabalhadores A DINÂMICA RECENTE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO: O EMPREGO Expediente Esta é uma publicação da Fundação Perseu Abramo. Diretoria

Leia mais

DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS

DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS PERFIL DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS 2014 PER DA IND PERFIL DA INDÚSTRIA NOS ESTADOS 2014 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria de Políticas e Estratégia José Augusto

Leia mais

COMENTÁRIOS Comércio Varejista Comércio Varejista ampliado

COMENTÁRIOS Comércio Varejista Comércio Varejista ampliado COMENTÁRIOS Em maio, o Comércio Varejista do País apresentou variações em relação ao mês anterior ajustadas sazonalmente, de 0,5% para o volume de vendas e de 1,0% para a receita nominal. Quanto à média

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente

A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente BRICS Monitor A Ameaça Inflacionária no Mundo Emergente Agosto de 2011 Núcleo de Análises de Economia e Política dos Países BRICS BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisa BRICS BRICS Monitor

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Maio/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

Nota da Reunião de 20 de Março de 2014. O cenário macroeconômico em 2014 desafio da renda média

Nota da Reunião de 20 de Março de 2014. O cenário macroeconômico em 2014 desafio da renda média 1 Nota da Reunião de 20 de Março de 2014 O cenário macroeconômico em 2014 desafio da renda média Introdução A reunião contou com a participação do economista chefe do Banco Santander, Maurício Molan, que

Leia mais

CURRICULUM EMPRESARIAL

CURRICULUM EMPRESARIAL CURRICULUM EMPRESARIAL A contabilidade é um trabalho de análise das áreas fiscal, tributária e trabalhista de uma empresa, instituição ou entidade governamental ou não. É uma atividade que exige grande

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA, CONTABILIDADE E SECRETARIADO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA, CONTABILIDADE E SECRETARIADO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA, CONTABILIDADE E SECRETARIADO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Orçamento Empresarial Copyright Pereira, F. I. Prof. Isidro

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - TOCANTINS Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Outubro / 2011.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - TOCANTINS Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Outubro / 2011. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 3.477.809,03 185.388,61 237.702,70 3.425.494,94 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.188.821,44 147.909,73 203.063,05 1.133.668,12 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 627.195,05 84.815,09

Leia mais

2012 Bichara, Barata & Costa Advogados. É proibida duplicação ou reprodução sem a permissão expressa do Escritório.

2012 Bichara, Barata & Costa Advogados. É proibida duplicação ou reprodução sem a permissão expressa do Escritório. APRESENTAÇÃO Fundado em 2001. Mais de 200 advogados e 500 colaboradores. Alianc as operacionais com renomadas bancas de advocacia no Brasil e no exterior. Rio de Janeiro ESCRITÓRIOS São Paulo Brasília

Leia mais

2013 14,98% de reajuste para contrato coletivo com até 30(trinta) beneficiários

2013 14,98% de reajuste para contrato coletivo com até 30(trinta) beneficiários 2013 14,98% de reajuste para contrato coletivo com até 30(trinta) beneficiários Contratante Código Registro do Produto Mês de Reajuste Alexandre de Freitas 2001 423.454/99-5 abril Peixoto LCP Transportes

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional

Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional Encontro Econômico Brasil-Alemanha Indústria Automobilística: O Desafio da Competitividade Internacional Jackson Schneider Presidente Anfavea Blumenau, 19 de novembro de 2007 1 Conteúdo 2 1. Representatividade

Leia mais

1º a 15 de agosto de 2011

1º a 15 de agosto de 2011 1º a 15 de agosto de 2011 As principais informações da economia mundial, brasileira e baiana Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia Diretoria de Indicadores e Estatísticas Coordenação

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Poder Judiciário Seção Judiciária do RJ Justiça Federal - 2a Região

Poder Judiciário Seção Judiciária do RJ Justiça Federal - 2a Região Poder Judiciário Seção Judiciária do RJ Justiça Federal - 2a Região Sessão de Julgamento da 04ªTR PAUTA DA 14ª SESSÃO DE JULGAMENTO DO ANO DE 2016 DA 04ªTR, MARCADA PARA O DIA 11/05/2016, ÀS 14:00 H, QUANDO

Leia mais

Políticas Públicas. Lélio de Lima Prado

Políticas Públicas. Lélio de Lima Prado Políticas Públicas Lélio de Lima Prado Política Cambial dez/03 abr/04 ago/04 dez/04 abr/05 ago/05 Evolução das Reservas internacionais (Em US$ bilhões) dez/05 abr/06 ago/06 dez/06 abr/07 ago/07 dez/07

Leia mais

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS)

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS) Sala B5 KFS ALEXANDRE DE ALMEIDA SILVA ALEXANDRE HENRIQUE DA ROCHA OLIVEIRA ALEXANDRE MIGUEL DE ALMEIDA PEREIRA ALEXANDRE SILVA FIGUEIREDO ANA CATARINA GOMES MOREIRA ANA CATARINA MARQUES GOMES ANA MARGARIDA

Leia mais

Análise dos resultados

Análise dos resultados Análise dos resultados Pesquisa Anual da Indústria da Construção - PAIC levanta informações sobre o segmento empresarial da indústria da construção em A todo o Território Nacional. A presente análise visa

Leia mais

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Junho 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Junho 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE taxa Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Junho 2015 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Nelson

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

Criação da Associação

Criação da Associação Primeira Edição 02/08/2013 ASPREVIC ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DA PREVIC BOLETIM INFORMATIVO Nesta edição: Associe-se 2 Prestação de Contas 2 CNPJ 3 Desconto em Folha 3 Festa de final de ano 3 Site em Construção

Leia mais

Bolsa de Valores de Tóquio A Bolsa de Valores de Tóquio é a mais antiga do Japão, tendo sido estabelecida em 1878 (Foto: Cortesia de Getty Images)

Bolsa de Valores de Tóquio A Bolsa de Valores de Tóquio é a mais antiga do Japão, tendo sido estabelecida em 1878 (Foto: Cortesia de Getty Images) Economia A Economia do Japão em uma Era de Globalização Bolsa de Valores de Tóquio A Bolsa de Valores de Tóquio é a mais antiga do Japão, tendo sido estabelecida em 1878 (Foto: Cortesia de Getty Images)

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Técnico n.º 06222/2005/RJ COGPI/SEAE/MF 27 de maio de 2005 Referência: Ofício n 2368/2005/SDE/GAB, de 18 de maio de 2005. Assunto: ATO

Leia mais

RELATÓRIO DE PUBLICAÇÃO CLIPPAGEM PELA INTERNET

RELATÓRIO DE PUBLICAÇÃO CLIPPAGEM PELA INTERNET RELATÓRIO DE PUBLICAÇÃO CLIPPAGEM PELA INTERNET Data: 03.08 Veículo: Blog Sua Renda www.clicrbs.com.br/suarenda Jornalista Marçal Leite Subeditor de Finanças da Zero Hora Abaixo o texto publicado: Consequências

Leia mais

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura,

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, exceto morango 0122-9/00 Cultivo de flores e plantas

Leia mais

EconoWeek Relatório Semanal. EconoWeek 18/05/2015

EconoWeek Relatório Semanal. EconoWeek 18/05/2015 18/05/2015 EconoWeek DESTAQUE INTERNACIONAL Semana bastante volátil de mercado, com uma agenda mais restrita em termos de indicadores macroeconômicos. Entre os principais destaques, os resultados de Produto

Leia mais

Fiec entra na Justiça contra norma fiscal sobre importados

Fiec entra na Justiça contra norma fiscal sobre importados Fonte: Dr. Richard Dotoli (sócio do setor tributário na SCA Rio de Janeiro) MEDIDA DO CONFAZ Fiec entra na Justiça contra norma fiscal sobre importados 01.05.2013 A ação requer que indústrias importadoras

Leia mais

Região Zona da Mata. Regional Agosto 2013

Região Zona da Mata. Regional Agosto 2013 O mapa mostra a divisão do estado de Minas Gerais para fins de planejamento. A região de planejamento Zona da Mata engloba a Fiemg Regional Zona da Mata. Região Zona da Mata GLOSSÁRIO Setores que fazem

Leia mais

Palestra: Macroeconomia e Cenários. Prof. Antônio Lanzana 2012

Palestra: Macroeconomia e Cenários. Prof. Antônio Lanzana 2012 Palestra: Macroeconomia e Cenários Prof. Antônio Lanzana 2012 ECONOMIA MUNDIAL E BRASILEIRA SITUAÇÃO ATUAL E CENÁRIOS SUMÁRIO I. Cenário Econômico Mundial II. Cenário Econômico Brasileiro III. Potencial

Leia mais

Choques Desequilibram a Economia Global

Choques Desequilibram a Economia Global Choques Desequilibram a Economia Global Uma série de choques reduziu o ritmo da recuperação econômica global em 2011. As economias emergentes como um todo se saíram bem melhor do que as economias avançadas,

Leia mais

Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015. Lucro Real. Outros Modelos de Tributação. Compreender como funciona o SIMPLES

Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015. Lucro Real. Outros Modelos de Tributação. Compreender como funciona o SIMPLES Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015 Vicente Sevilha Junior setembro/2014 Compreender como funciona o SIMPLES Entender quais atividades podem ou não optar pelo SIMPLES Analisar as tabelas e percentuais do SIMPLES

Leia mais

A SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE, no uso das atribuições legais, expediu as

A SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE, no uso das atribuições legais, expediu as A SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE, no uso das atribuições legais, expediu as seguintes Licenças: Esquina Grill Bar e Lanchonete LTDA-ME torna público que recebeu da SEMA a Licença Ambiental Simplificada

Leia mais

Item Processo nº Empreendimento

Item Processo nº Empreendimento Item Processo nº Empreendimento 1 1801/0362/2011 AÇORON INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERRO E AÇO IMP. EXP. LTDA-ME 2 1801/1149/2015 AM METALICOS E SUCATAS LTDA 3 1801/1258/2003 ASSOCIAÇÃO DOS REVENDEDORES DE

Leia mais

Perfil Econômico Municipal

Perfil Econômico Municipal indústria Extração de carvão mineral Extração de petróleo e gás natural Extração de minerais metálicos Extração de minerais não-metálicos Fabricação de alimentos e bebidas Fabricação de produtos do fumo

Leia mais

CLIPPING EVENTO DO DIA 30/03 POSSE AMCHAM RIO

CLIPPING EVENTO DO DIA 30/03 POSSE AMCHAM RIO CLIPPING EVENTO DO DIA 30/03 POSSE AMCHAM RIO 29 de março de 2012 Executivo da SulAmérica fará parte da nova diretoria da Amcham Rio O diretor regional de Vendas da SulAmérica Seguros, Previdência e Investimentos,

Leia mais

Cenário Macroeconômico 2015 X-Infinity Invest

Cenário Macroeconômico 2015 X-Infinity Invest Cenário Macroeconômico 2015 X-Infinity Invest SUMÁRIO PANORAMA 3 ATUAL CONTEXTO NACIONAL 3 ATUAL CONTEXTO INTERNACIONAL 6 CENÁRIO 2015 7 CONTEXTO INTERNACIONAL 7 CONTEXTO BRASIL 8 PROJEÇÕES 9 CÂMBIO 10

Leia mais

Terça-feira 17 de Junho de 2014. DESTAQUES

Terça-feira 17 de Junho de 2014. DESTAQUES DESTAQUES Investidores realizam e Bovespa fecha em baixa OSX tem prejuízo de R$ 2,42 bilhões no 1º trimestre Cemig e Fenosa criam maior distribuidora do país Votorantim aumentará produção até 2018 Marcopolo

Leia mais

SEBRAE NA Edital de Credenciamento 01/2015 Credenciamento para Prestação de Serviços de Instrutoria e Consultoria. Comunicado 01

SEBRAE NA Edital de Credenciamento 01/2015 Credenciamento para Prestação de Serviços de Instrutoria e Consultoria. Comunicado 01 SEBRAE NA Edital de Credenciamento 01/2015 Credenciamento para Prestação de Serviços de Instrutoria e Consultoria Comunicado 01 CONVOCAÇÃO FINAL PARA 3ª ETAPA CERTIFICAÇÃO DA CAPACIDADE TÉCNICA AVALIAÇÃO

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego Dezembro 2005

Pesquisa Mensal de Emprego Dezembro 2005 Indicadores IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Dezembro 2005 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro de Estado do Planejamento, Orçamento

Leia mais

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE

ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE ACADEMIA Sport Forma ACESSÓRIOS PARA CARROS E MONTAGEM Dauto Peças ACESSÓRIOS PARA CAMINHÕES E MONTAGEM Bruto e Veloz ADUBOS Capul AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO/PUBLICIDADE Mais Comunicação ALINHAMENTO Auto Center

Leia mais

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior Exportação e Importação Gerência

Leia mais

Entrevista: Duke passa de alvo de aquisições para investidora

Entrevista: Duke passa de alvo de aquisições para investidora Entrevista: Duke passa de alvo de aquisições para investidora Wellington Bahnemann São Paulo Mickey Peters, presidente da Duke Energy no Brasil, demonstra entusiasmo ao falar das perspectivas da companhia

Leia mais

Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial

Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial Faculdade de Comunicação e Artes Habilitação em Jornalismo Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial Economia Brasileira Professora Eleonora Bastos Horta Dayse dos Santos Frederico

Leia mais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais JUNIOR, M.E.F.O 1 LIMA, M.S 2 FREDERICO, V.M 3 LACERDA, T.A 4 RAMOS, C.P. 5 SANTOS, F.A.A 6 RESUMO Esse artigo abordará a crescente

Leia mais

Se o Brasil retomar o crescimento, o Médio Paraíba (RJ) vai ser a grande região de expansão, para desespero dos paulistas

Se o Brasil retomar o crescimento, o Médio Paraíba (RJ) vai ser a grande região de expansão, para desespero dos paulistas PRIMEIRO CADERNO - 02/01/2010 NEGÓCIOS & cia Flávia Oliveira Não vejo razão para otimismo Se o Brasil retomar o crescimento, o Médio Paraíba (RJ) vai ser a grande região de expansão, para desespero dos

Leia mais