IMPLANTAÇÃO DA PÁGINA WEB DO CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA PARA ANÁLISES DE TEMPO E CLIMA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IMPLANTAÇÃO DA PÁGINA WEB DO CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA PARA ANÁLISES DE TEMPO E CLIMA"

Transcrição

1 IMPLANTAÇÃO DA PÁGINA WEB DO CURSO TÉCNICO DE METEOROLOGIA PARA ANÁLISES DE TEMPO E CLIMA José Rodrigo Maciel, Samantha Sant'Ana, Tayani Vieira, Melina Klein, Patrícia Tramontini Michel Muza (Professor Orientador) Curso Técnico de Meteorologia, Instituto Federal de Santa Catarina IFSC, Florianópolis. RESUMO O objetivo deste trabalho foi registrar a implantação do novo site do curso técnico de meteorologia do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC). Para o desenvolvimento da página foram utilizadas técnicas de programação por um profissional contratado pela instituição. Aliado a isso, conhecimentos adquiridos em aulas de sistema de gerenciamento de banco dados e programação para web, foram fundamentais na explicação do funcionamento do site. Além do registro, uma avaliação prévia dos produtos contidos na página também foi realizada com o intuito de instigar futuros projetos que aprimorem o portal. O trabalho mostra importância da criação do novo produto para facilitar a consulta e a disponibilidade dos dados observados nas estações meteorológicas do curso. Palavras-chave: página de web, banco de dados, programação para web. ABSTRACT The aim of this study is to record the deployment of the new site of the meteorological technician course given by the Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Programming techniques were used by a professional, who was contracted by the institution to develop the page. Allied to this, knowledge acquired in database management system database and Web programming classes, was fundamental to the explanation of the site operation. Among the registration, a preliminary evaluation of the page contents was realized to instigate future projects that could possibly improve the portal. The work shows the importance of creating a new product to turn the consultation and availability of data observed at meteorological stations of the course easier. Keywords: web page, database, programming for the web page. 1. INTRODUÇÃO A meteorologia tem dentre suas funções o estudo e monitoramento de sistemas meteorológicos e fenômenos atmosféricos. Sendo que, sistemas meteorológicos geralmente referem-se a uma conjunção de características que são recorrentes em casos distintos, por exemplo, a atuação de frentes frias. Já os fenômenos podem ser variáveis

2 consideradas simplesmente aspectos observados, como a precipitação. Assim, as análises de campos de pressão atmosférica, vento, precipitação, radiação, umidade, etc. são fundamentais para o diagnóstico e prognóstico das condições de tempo e clima. Para o embasamento de análises e pesquisas é necessário que os dados coletados diariamente nas estações meteorológicas espalhadas pelo Brasil sejam preservados. O curso técnico de meteorologia do IFSC também realiza esse procedimento com os dados coletados nas estações automática e convencional. O armazenamento é feito através de sistema de banco de dados, o qual permite consultas por meio de uma página de internet que geralmente utiliza a linguagem PHP. No entanto, a página do curso tem acesso limitado ao ambiente da instituição. Isso impede outros usuários e até os próprios alunos e professores de realizar consultas, pesquisas e trabalhos em um computador que esteja fora do campus. Essa deficiência provocou a criação de uma nova página que pudesse ser acessada com maior facilidade inclusive fora da instituição. A finalidade deste artigo é registrar a implantação do novo portal do curso de meteorologia e propiciar o desenvolvimento de trabalhos posteriores relacionados à página criada. O novo site além de disponibilizar produtos básicos da antiga página, também terá complementações como aba de notícias, informações sobre a grade curricular do curso, biblioteca de projetos integradores e gráficos construídos de acordo com a escolha do internauta. Nesta última atividade analisam-se diversas variáveis meteorológicas que possibilitam a transformação de dados em informação. Por exemplo, verificar a passagem de uma frente fria ao identificar mudança na direção do vento, aumento da umidade, entre outros indícios facilmente observados no gráfico que pode ser gerado. A frente fria é um sistema importante porque causa variação no clima e provoca chuvas em todos os meses no Sul do Brasil. De acordo com (Bastos et 2013) em análise baseada principalmente na mudança do quadrante do vento nos últimos 10 anos, passam em média, 3,4 frentes frias por mês em Florianópolis. A média aproximada é de 42 por ano e esses sistemas são mais frequentes nas estações de inverno outono e primavera, esta com destaque de ocorrência. A frente fria nada mais é que a região de fronteira entre duas massas de ar com características diferentes: uma fria e outra quente. O ar frio (mais denso) avança sobre a massa de ar quente (mais leve) causando sua elevação na atmosfera. Esse movimento ascendente provoca o surgimento de nuvens com maior desenvolvimento vertical, causando chuvas mais intensas dependendo da classificação da frente. Geralmente durante sua passagem a temperatura diminui, a umidade é alta, a pressão sobe e o vento muda de direção. É nesse diagnóstico que a utilidade do site poderá ser testada, pois essas mudanças de variáveis podem ser visualizadas nos gráficos gerados na própria página. São ainda insumos deste trabalho a descrição de manutenção das informações, facilidade de acesso, atualização e a padronização do banco de dados para gerenciar sua consistência. 1.1 Banco de dados e linguagem PHP Segundo (Soares, 2007), PHP é acrônimo de Hypertext Preprocessor (preprocessador de hipertexto), uma poderosa linguagem de programação open source, mundialmente utilizada, principalmente no ambiente web. Uma das características mais marcantes no PHP é sua capacidade de se misturar ao HTML, tornando mais fácil a geração de páginas web dinâmicas. O uso desse tipo de página permite que os dados armazenados não fiquem isolados dentro de um único hardware, o que possibilita maior agilidade em consultas, pesquisas e trabalhos de Análise de Tempo e Clima (ATC).

3 Segundo (C.J.Date, 2003), o sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD) é o software responsável pelo acesso ao banco e um dos mais utilizados é o MySQL, que utiliza uma linguagem SQL (Linguagem de consulta estruturada do inglês Structured Query Languade). O SGBD (Figura 1) do curso de meteorologia do IFSC é utilizado pelos observadores da estação para disposição dos dados coletados. Neste banco encontram-se todos os valores diários das variáveis. Cada variável fica em uma determinada tabela dentro do banco, de forma organizada, sendo que todas estas tabelas podem ser relacionadas entre si, basta realizar uma consulta no campo sql. As variáveis da estação ficam armazenadas no banco pela facilidade de acesso e manuseio. A estrutura do banco de dados é bastante didática, ao lado esquerdo do MySQL, tem-se a possibilidade de ver os bancos criados, além de ver as tabelas que se encontram dentro de cada banco. Estas tabelas são criadas para colocar de forma ordenada as variáveis meteorológicas, no caso do banco de dados do curso. É nelas que são inseridos os dados diários e horários da estação, cada qual em uma tabela. Na opção estrutura do MySQL, podemos verificar todas as variáveis que se encontram em cada tabela, e caso necessário é possível fazer alterações nos dados. Selecionando o SQL, podem ser feitas consultas de uma ou mais variáveis, através dos dados obtidos nas tabelas. Estas consultas podem ser tanto de um dia, como de meses, e até mesmo de anos. No SQL também é possível relacionar dados de uma tabela com a outra. A opção de inserir é usada, por exemplo, para inserir tabelas ou um novo campo no banco de dados. A opção importar é apropriado para a importação dos dados no banco, assim como exportar é a exportação dos dados em qualquer formato escolhido, para o computador. Figura 1. Banco de Dados da Estação Convencional do IFSC phpmyadmin

4 2. METODOLOGIA A página na web (webpage) que exibirá as informações e análises meteorológicas foi programada em linguagem de Marcação de Hipertexto, ou em inglês, HyperText Markup Language (HTML). Segundo (Silva, 2008), Web é uma palavra inglesa que significa teia, e em internet é usada para designar abreviadamente a rede mundial de computadores, cujo funcionamento assemelha-se a uma imensa teia de aranha, interligando computadores no mundo inteiro. HTML é a abreviação para Hyper TextMarkup Language, grafia em inglês que, no jargão da internet, foi traduzido para Linguagem de Marcação para Hipertexto e que se destina a escrever documentos que possam ser lidos por softwares genericamente chamados de agentes de usuário. Um navegador, um leitor de tela e um robô de busca são exemplos de agente de usuário. Para a visualização dos dados, há integração entre o PHP e o MYSQL (Figura 1). Juntos, eles permitem de forma simples, a consulta ao banco. Um programador foi contratado para a confecção da página de acordo com as instruções dadas por alunos e professores. Por enquanto, na página inicial do site foram observadas poucas informações, mas a concentração de dados referentes ao curso já demonstra mais objetividade e agilidade nas busca por informações. Um exemplo já acontece na aba de observações, onde o próprio internauta seleciona os dados que serão plotados no gráfico, o que agiliza e simplifica o processo de análise. 3. RESULTADOS Apesar de não estar completamente implantada, a nova página já apresenta diferenças significativas. Os dados são transpostos gradativamente, mas a centralização das informações já indica maior facilidade no uso do site. A página é didática e por isso voltada aos alunos do curso, porém, tem grande utilidade para qualquer pessoa interessada pelo assunto. Um diferencial deste site (Figura 2) será a possibilidade de sua visualização fora do IFSC. Isso permite o acesso de outras pessoas aos dados, além da divulgação de informações sobre a área de trabalho, boletins meteorológicos, palestras e simulados realizados no curso.

5 Figura 2. Página do curso técnico de meteorologia do IFSC COMENTÁRIOS FINAIS A página de web produzida de forma integrada ao banco de dados possibilitará uma análise mais simples e objetiva de sistemas meteorológicos por meio dos produtos gerados. Assim, os dados da estação do IFSC e as análises de tempo e clima integrados a esse sistema computacional permitirão a divulgação de informações. Este projeto é um trabalho inicial sobre a criação da nova página do curso de meteorologia e por isso ele servirá como base para outros artigos e futuros aprimoramentos que possam ser feitos no site. Após a implantação completa da página será possível descobrir as vantagens e desvantagens com mais clareza e assim ter uma noção mais exata do aproveitamento dos produtos oferecidos. Um método que pode ser utilizado é a realização de enquetes a usuários novos e antigos sobre a facilidade do portal. AGRADECIMENTOS Ao IFSC que permitiu a execução deste trabalho com apoio financeiro e estrutural de acordo com o edital de projetos integradores (edital interno do campus Florianópolis) 2013/2014. Aos professores pela orientação prestada e ao programador responsável pela criação do site, Henrique Otávio do Espírito Santo Becker.

6 REFERÊNCIAS BASTOS, Marcelo; MUSA Michel. et al. Análise sazonal e anual da frequência de ocorrência de passagem de frentes frias sobre Florianópolis. Anais do V Congresso Brasileiro de Meteorologia, Campos do Jordão, Ano: DATE, C. J. Introdução a sistemas de banco de dados / C. J Date; tradução de Daniel Vieira. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, SILVA, Maurício Sami. Construindo sites com CSS e (X)HTML: sites controlados por folhas de estilo em cascata. São Paulo: Novatec editora, SOARES, Walace. PHP 5: Conceitos. Programação e Integração com Banco de Dados. 4. ed. - São Paulo: Érica, 2007.

Home Page da Estação Automática do IF-SC

Home Page da Estação Automática do IF-SC Home Page da Estação Automática do IF-SC Ana Paula Jorge Fraga Email: anaa_fraga@hotmail.com Artur da Silva Querino E-mail: arturquerino@gmail.com Kathilça Lopes de Souza E-mail: kathii16@hotmail.com Rayana

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN José Agostinho Petry Filho 1 ; Rodrigo de Moraes 2 ; Silvio Regis da Silva Junior 3 ; Yuri Jean Fabris 4 ; Fernando Augusto

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE Luciana Maria de Castro Mira¹, Bianca Antunes de S. R. Alves 2, Ana Paula Tavares 3, Luíz Henrique

Leia mais

O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto Metodista Granbery: uma ferramenta de acompanhamento e relacionamento

O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto Metodista Granbery: uma ferramenta de acompanhamento e relacionamento Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação - N. 7, JUL/DEZ 2009 O Sistema de Controle de Egressos utilizado pelo Instituto

Leia mais

INTERFACE VIA WEB PARA BANCO DE DADOS DA DEFESA CIVIL

INTERFACE VIA WEB PARA BANCO DE DADOS DA DEFESA CIVIL INTERFACE VIA WEB PARA BANCO DE DADOS DA DEFESA CIVIL Camila de Oliveira Raupp Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina CEFET/SC. Av. Mauro Ramos, 950 centro, Florianópolis -SC CEP 88020-300

Leia mais

BLOQUEIOS OCORRIDOS PRÓXIMOS À AMÉRICA DO SUL E SEUS EFEITOS NO LITORAL DE SANTA CATARINA

BLOQUEIOS OCORRIDOS PRÓXIMOS À AMÉRICA DO SUL E SEUS EFEITOS NO LITORAL DE SANTA CATARINA BLOQUEIOS OCORRIDOS PRÓXIMOS À AMÉRICA DO SUL E SEUS EFEITOS NO LITORAL DE SANTA CATARINA MARIANE CECHINEL GONÇALVES 1 KARINA GRAZIELA JOCHEM 2 VANESSA RIBAS CÚRCIO 3 ANGELA PAULA DE OLIVEIRA 4 MÁRCIA

Leia mais

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO Curso Superior de Graduação em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática Por AUGUSTO CARRICONDE

Leia mais

Documentos IMAGEM. Sistema Web para Cadastro de Funcionários da Embrapa Pecuária Sul: Manual do Usuário. ISSN 1982-5390 Agosto, 2009

Documentos IMAGEM. Sistema Web para Cadastro de Funcionários da Embrapa Pecuária Sul: Manual do Usuário. ISSN 1982-5390 Agosto, 2009 Documentos ISSN 1982-5390 Agosto, 2009 82 Sistema Web para Cadastro de Funcionários da Embrapa Pecuária Sul: Manual do Usuário IMAGEM ISSN 1982-5390 Agosto, 2009 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Leia mais

Estatística Básica via MySQL para Pesquisas On-Line

Estatística Básica via MySQL para Pesquisas On-Line Estatística Básica via MySQL para Pesquisas On-Line Gabriel Ramos Guerreiro - DEs, UFSCar 1 2 Anderson Luiz Ara-Souza - DEs, UFSCar 1 3 Francisco Louzada-Neto - DEs, UFSCar 1 4 1. INTRODUÇÃO Segundo Cavalcanti

Leia mais

Uma solução computacional de aquisição, tratamento, armazenamento, disponibilização e apresentação de dados meteorológicos

Uma solução computacional de aquisição, tratamento, armazenamento, disponibilização e apresentação de dados meteorológicos Uma solução computacional de aquisição, tratamento, armazenamento, disponibilização e apresentação de dados meteorológicos Daniel Perondi 1, Willingthon Pavan 1, Ronaldo Serpa da Rosa 1, José Maurício

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE PARA ACESSO AO BANCO DE DADOS METEOROLÓGICOS DO CPTEC/INPE.

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE PARA ACESSO AO BANCO DE DADOS METEOROLÓGICOS DO CPTEC/INPE. DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE PARA ACESSO AO BANCO DE DADOS METEOROLÓGICOS DO CPTEC/INPE. Bianca Antunes de S. R. Alves 1, Luciana M. C. Mira 2, Ana Paula Tavarez 3, José Alberto Ferreira 4, Luíz Henrique

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz Tecnologia da Informação Prof. Esp. Lucas Cruz Componentes da Infraestrutura de TI Software A utilização comercial da informática nas empresas iniciou-se por volta dos anos 1960. O software era um item

Leia mais

SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1

SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1 615 SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1 Guilherme Paulo de Barros 2, Arthur Lemos 3, Heber Fernandes Amaral 4 Resumo: Nos dias atuais, com a popularização

Leia mais

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais.

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Tales Henrique José MOREIRA 1 ; Gabriel da SILVA 2 ; 1 Estudante de Tecnologia em Sistemas para

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA CONCEITOS INICIAIS. Professor: Emerson Galvani

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA CONCEITOS INICIAIS. Professor: Emerson Galvani UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Disciplina: FLG 0253 - CLIMATOLOGIA I CONCEITOS INICIAIS Professor: Emerson Galvani Atuação do Geógrafo Climatologista: Ensino, pesquisa e profissional

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 5ª. Série Programação e Design para Web A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE

SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA CAROLINE VISOTO 1 EDUARDO RUBIN 2 THIAGO X. V. OLIVEIRA 3 WILINGTHON PAVAN 4 JOSÉ MAURÍCIO CUNHA FERNANDES 5 CRISTIANO ROBERTO CERVI

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL DE PROGRAMADOR WEB Campus Lages Junho/2014 Parte 1 (solicitante) DADOS DO CAMPUS PROPONENTE 1. Campus: Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages. 2.

Leia mais

UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS

UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS José Fernando Pesquero Prakki Satyarmurty Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Leia mais

Moodle: Aplicações e Funcionalidades

Moodle: Aplicações e Funcionalidades : Aplicações e Funcionalidades IFC / Rio do Sul 1 a Semana Acadêmica 26/10/2010 : Aplicações e Funcionalidades Descrição Geral Aplicações Desenvolvimento Hospedagem Cursos Plugins Integrando Hospedagem

Leia mais

Gerenciamento Visual Integrado de Provedor de Internet com uso de Software Livre

Gerenciamento Visual Integrado de Provedor de Internet com uso de Software Livre Gerenciamento Visual Integrado de Provedor de Internet com uso de Software Livre Abstract The demand for results and mistake of time many people have added quickly to the environment in the context of

Leia mais

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Motivação Motivação Motivação Roteiro Introdução Papéis e Responsabilidades Construindo um site

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO Marcelo Karpinski Brambila 1, Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 1 Acadêmico do Curso de Sistemas de Informação da ULBRA Guaíba < mkbrambila@terra.com.br

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE CONDIÇÕES CLIMÁTICAS SISTEMA DE MONITORAMENTO DE CONDIÇÕES CLIMÁTICAS SUMÁRIO 1 Introdução...5 2 Sistema de monitoramento climático Ressonare...7 2.1 A rede de monitoramento...8 2.2 A coleta, o armazenamento e o acesso aos

Leia mais

SISTEMA PARA CONTROLE DE RESERVA DE EQUIPAMENTOS MULTIMEIOS E AMBIENTES DE APRENDIZAGEM

SISTEMA PARA CONTROLE DE RESERVA DE EQUIPAMENTOS MULTIMEIOS E AMBIENTES DE APRENDIZAGEM SISTEMA PARA CONTROLE DE RESERVA DE EQUIPAMENTOS MULTIMEIOS E AMBIENTES DE APRENDIZAGEM Marcelo Karpinski Brambila Acadêmico em Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil Guaíba mkbrambila@connect-rs.com.br

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA Autores : Jeferson BOESING; Tiago HEINECK; Angela Maria Crotti da ROSA; Leila Lisiane ROSSI Identificação

Leia mais

Instalação de Moodle 1

Instalação de Moodle 1 Instalação de Moodle (local em Windows XP) 1. Introdução...2 2. Instalação de XAMPP...3 3. Instalação de Moodle...9 3.1. Download de Moodle...9 3.2. Criar uma Base de Dados...10 3.3. Instalação de Moodle...11

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE PARA GESTÃO DE PROJETOS

O DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE PARA GESTÃO DE PROJETOS Hélio Pereira da Rosa Neto Universidade Anhanguera-Uniderp Fernando Conter Universidade Anhanguera-Uniderp O DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE PARA GESTÃO DE PROJETOS RESUMO Este artigo científico tem como

Leia mais

SWUAA - SISTEMA WEB UNIFICADO DE ACOMPANHAMENTO DE ALUNOS DO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS ALEGRETE. Alegrete RS Brazil

SWUAA - SISTEMA WEB UNIFICADO DE ACOMPANHAMENTO DE ALUNOS DO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS ALEGRETE. Alegrete RS Brazil SWUAA - SISTEMA WEB UNIFICADO DE ACOMPANHAMENTO DE ALUNOS DO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS ALEGRETE Arthur R. da Silva 1, Iverton A. da Silva. dos Santos 1 1 Centro de Informática Instituto Federal

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA ELABORAÇÃO DE AVALIAÇÕES DE ENSINO UTILIZANDO NOVAS ABORDAGENS DE DESENVOLVIMENTO

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA ELABORAÇÃO DE AVALIAÇÕES DE ENSINO UTILIZANDO NOVAS ABORDAGENS DE DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA ELABORAÇÃO DE AVALIAÇÕES DE ENSINO UTILIZANDO NOVAS ABORDAGENS DE DESENVOLVIMENTO Danilo Damaceno Lima 1 NIPETI 2 - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS),

Leia mais

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA Jeferson Boesing 1 ; Tiago Heineck 2 ; Angela Maria Crotti da Rosa 3 ; Leila Lisiane Rossi 4 INTRODUÇÃO Alunos

Leia mais

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo Prefeitura de Belo Horizonte Sistema de Controle de Protocolo Relatório apresentado para concorrer ao 2º Prêmio Inovar BH conforme Edital SMARH nº 001/2014 Belo Horizonte Julho de 2014 Resumo Sendo grande

Leia mais

Facilidade e flexibilidade na web

Facilidade e flexibilidade na web Facilidade e flexibilidade na web palavras-chave: acessibilidade, usabilidade, web 2.0 Tersis Zonato www.tersis.com.br Web 2.0 o termo de marketing x a nova forma de conhecimento Web 2.0 O conceito começou

Leia mais

Curso de Introdução ao Plone. Instrutores Carlos Alberto Alves Meira Erick Gallani

Curso de Introdução ao Plone. Instrutores Carlos Alberto Alves Meira Erick Gallani Curso de Introdução ao Plone Instrutores Carlos Alberto Alves Meira Erick Gallani Conteúdo Parte I - Conceitos básicos Parte II - Interface do Plone Parte III - Gerenciamento de usuários Parte IV - Criação

Leia mais

Uma Perspectiva sobre o Sistema de Controle de Eventos utilizado pela Faculdade Metodista Granbery

Uma Perspectiva sobre o Sistema de Controle de Eventos utilizado pela Faculdade Metodista Granbery Revista Eletrônica da Faculdade Metodista Granbery http://re.granbery.edu.br - ISSN 1981 0377 Curso de Sistemas de Informação - N. 4, JAN/JUN 2008 Uma Perspectiva sobre o Sistema de Controle de Eventos

Leia mais

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Aula 1 Desenvolvimento Web Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Plano de Aula Ementa Avaliação Ementa Noções sobre Internet. HTML

Leia mais

APLICAÇÃO WEB PARA APOIO AO RECONHECIMENTO FOTOGRÁFICO DE SUSPEITOS DE CRIMES

APLICAÇÃO WEB PARA APOIO AO RECONHECIMENTO FOTOGRÁFICO DE SUSPEITOS DE CRIMES APLICAÇÃO WEB PARA APOIO AO RECONHECIMENTO FOTOGRÁFICO DE SUSPEITOS DE CRIMES Mateus Provesi 1 ; Reginaldo Rubens da Silva 2 ; Angelo Augusto Frozza 3 RESUMO Este projeto propõe o desenvolvimento de uma

Leia mais

JULIANO AUGUSTO DE SOUZA OLIVEIRA

JULIANO AUGUSTO DE SOUZA OLIVEIRA UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, NATURAIS E TECNOLÓGICAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM BANCO DE DADOS JULIANO AUGUSTO DE SOUZA OLIVEIRA IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE CONTROLE DE

Leia mais

APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV

APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROF. ERWIN ALEXANDER UHLMANN Universidade Guarulhos Página 1 Agradecimentos Agradeço a todos os alunos que com suas dúvidas me ajudaram a

Leia mais

Carregamento automatizado de Bases de Dados

Carregamento automatizado de Bases de Dados Carregamento automatizado de Bases de Dados André Neiva de Lemos nº 21276 Trabalho realizado sob a orientação de João Paulo Ribeiro Pereira Engenharia Informática 2014/2015 Carregamento automatizado de

Leia mais

Conteúdo. Curso de Introdução ao Plone. O que é Plone. Parte I Conceitos básicos

Conteúdo. Curso de Introdução ao Plone. O que é Plone. Parte I Conceitos básicos Curso de Introdução ao Plone Conteúdo Parte I - Conceitos básicos Parte II - Interface do Plone Parte III - Gerenciamento de usuários Modulo A Instrutores Carlos Alberto Alves Meira Laurimar Gonçalves

Leia mais

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r i t i l advanced Todos os direitos reservados à Constat. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor Porto Alegre RS Av. Ceará, 1652 São João 90240-512

Leia mais

PROJETO: CONSOLIDAÇÃO DA MODELAGEM PREVISÃO NUMÉRICA DO TEMPO DO INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET) TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO: CONSOLIDAÇÃO DA MODELAGEM PREVISÃO NUMÉRICA DO TEMPO DO INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET) TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO: CONSOLIDAÇÃO DA MODELAGEM PREVISÃO NUMÉRICA DO TEMPO DO INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET) TERMO DE REFERÊNCIA Perfil: TI - SEPNUM (Pleno) 1. HISTÓRICO No Brasil, o uso da informação meteorológica

Leia mais

RSS no desenvolvimento de uma Central de Notícias

RSS no desenvolvimento de uma Central de Notícias RSS no desenvolvimento de uma Central de Notícias Darley Passarin 1, Parcilene Fernandes de Brito 1 1 Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) Palmas TO Brasil darley@centralrss.com.br,

Leia mais

Expansão Agrícola e Variabilidade Climática no Semi-Árido

Expansão Agrícola e Variabilidade Climática no Semi-Árido Expansão Agrícola e Variabilidade Climática no Semi-Árido Fabíola de Souza Silva 1, Magaly de Fatima Correia 2, Maria Regina da Silva Aragão 2 1 Bolsista PIBIC/CNPq/UFCG, Curso de Graduação em Meteorologia,

Leia mais

PROJETO OCEANOP INFORMAÇÕES METEOROLÓGICAS PARA REGIÃO OCEÂNICA DO BRASIL

PROJETO OCEANOP INFORMAÇÕES METEOROLÓGICAS PARA REGIÃO OCEÂNICA DO BRASIL PROJETO OCEANOP INFORMAÇÕES METEOROLÓGICAS PARA REGIÃO OCEÂNICA DO BRASIL Angelo Barcelos BARBARIOLI 1, César Henrique de Assis RIBEIRO 1 & Luiz Silva do COUTO 1 RESUMO O monitoramento permanente de parâmetros

Leia mais

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO Djalma Gonçalves Costa Junior¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí - PR - Brasil djalma.g.costajr@gmail.com wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Navegador ou browser, é um programa de computador que permite a seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet.

Navegador ou browser, é um programa de computador que permite a seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet. TERMINOLOGIA Navegador ou Browser Navegador ou browser, é um programa de computador que permite a seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet. Os Browsers se comunicam com servidores

Leia mais

Desenvolvimento de um Programa de Prontuário Eletrônico via Web, por ciclos de vida

Desenvolvimento de um Programa de Prontuário Eletrônico via Web, por ciclos de vida Desenvolvimento de um Programa de Prontuário Eletrônico via Web, por ciclos de vida SIQUEIRA JÚNIOR, Luciano Martins de; REIS, José Claudio de Souza RESUMO O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) em

Leia mais

Divulgação de Dados Meteorológicos das Estações da Grande Florianópolis

Divulgação de Dados Meteorológicos das Estações da Grande Florianópolis Projeto Integrador Divulgação de Dados Meteorológicos das Estações da Grande Florianópolis Alunos: Rafael Censi Borges Viviane Tayão Dutra Joice Taise Martins Rogério Uhr Santiago Fimínia Martins Professor

Leia mais

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ ModeloPlanoProjeto_2007_04_24 SIGECO07_PlanoProjeto_2007_09_23 Página

Leia mais

Treinamento em PHP. Aula 1. Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com

Treinamento em PHP. Aula 1. Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com Treinamento em PHP Aula 1 Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com Introdução PHP Hypertext Preprocessor Nome original era Personal Home Page Tools Criada por Rasmus Lerdorf e atualmente mantida

Leia mais

ONE TOONE CURSOS PARTICULARES PHP

ONE TOONE CURSOS PARTICULARES PHP ONE TOONE CURSOS PARTICULARES PHP Plano do Curso. Curso One. Os Cursos desenvolvidos pela One To One, são reflexo da experiência profissional no âmbito da Formação, do Design e Comunicação, apresentando

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

Gerador de aplicativos Oracle PL/SQL WEB baseado na estrutura das tabelas do. Wagner da Silva Orientando Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador

Gerador de aplicativos Oracle PL/SQL WEB baseado na estrutura das tabelas do. Wagner da Silva Orientando Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Gerador de aplicativos Oracle PL/SQL WEB baseado na estrutura das tabelas do banco de dados Oracle Wagner da Silva Orientando Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Roteiro Introdução e Objetivos;

Leia mais

Novemax Biblioteca OO para abstração de componentes HTML, desenvolvida em PHP

Novemax Biblioteca OO para abstração de componentes HTML, desenvolvida em PHP Novemax Biblioteca OO para abstração de componentes HTML, desenvolvida em PHP Isac Velezo de C. Aguiar isacaguiar@gmail.com Jailson Oliveira da Boa Morte jailsonboamorte@gmail.com Instituto de Matemática

Leia mais

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes Clima e Formação Vegetal O clima e seus fatores interferentes O aquecimento desigual da Terra A Circulação atmosférica global (transferência de calor, por ventos, entre as diferentes zonas térmicas do

Leia mais

PORTARIA N Nº 184 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012.

PORTARIA N Nº 184 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012. PORTARIA N Nº 184 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO RECURSOS TECNOLÓGICOS, O PADRÃO TECNOLÓGICO SISTEMAS DE GERENCIAMENTO

Leia mais

Geração do Portal CPCX - UFMS pelo UNION: Um Estudo de Caso

Geração do Portal CPCX - UFMS pelo UNION: Um Estudo de Caso Geração do Portal CPCX - UFMS pelo UNION: Um Estudo de Caso Lourival dos Santos Pires Júnior, Tony Carlos Bignardi dos Santos, Amaury Antônio de Castro Junior, Carlos Alberto da Silva, Leila Lisiane Rossi

Leia mais

Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2

Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2 Desenvolvimento Web III Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2 Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Nesta aula iremos trabalhar a manipulação de banco de dados através

Leia mais

Integração ERP/WMS e vantagens com a adoção de software livre

Integração ERP/WMS e vantagens com a adoção de software livre Integração ERP/WMS e vantagens com a adoção de software livre Filipi Damasceno Vianna (PUCRS) filipi@em.pucrs.br Resumo Este trabalho visa mostrar a importância da integração entre sistemas de ERP 1 e

Leia mais

Programação e Designer para WEB

Programação e Designer para WEB Programação e Designer para WEB Introdução Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa I t d ã hi t t Introdução a hipertexto. A

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO. Curso: Gestão da Tecnologia da Informação. Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS

Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO. Curso: Gestão da Tecnologia da Informação. Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS Autores/Grupo: TULIO, LUIS, FRANCISCO e JULIANO Curso: Gestão da Tecnologia da Informação Professor: ITAIR PEREIRA DA SILVA GESTÃO DE PESSOAS ORGANOGRAMA FUNCIANOGRAMA DESENHO DE CARGO E TAREFAS DO DESENVOLVEDOR

Leia mais

FAQ 2010. Frequently Asked Questions. Perguntas Frequentes

FAQ 2010. Frequently Asked Questions. Perguntas Frequentes Frequently Asked Questions Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes OCPTEC com o intuito de facilitar a navegação de seus usuários em seu site resolveu criar o FAQ (Frequently Asked Questions), Perguntas

Leia mais

Cursos de Magento. 2013 Gugliotti Consulting

Cursos de Magento. 2013 Gugliotti Consulting Cursos de Magento F U N D A M E N T O S D E M A G E N T O C O M M E R C E C U R S O E M V Í D E O - A U L A S M Ó D U L O 2 F T O 2 Fundamentos de Magento Commerce Módulo 2 Aula 1 Configuração da plataforma

Leia mais

XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET

XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET Autores: OROMAR CÓRDOVA GILBERTO ALVES LOBATO COPEL Companhia Paranaense

Leia mais

Visualizador de informações Agro metereológicas para TV de Alta Definição - AgroTV

Visualizador de informações Agro metereológicas para TV de Alta Definição - AgroTV Visualizador de informações Agro metereológicas para TV de Alta Definição - AgroTV Fillipi Truppel Fernandes truppelfernandes@gmail.com Instituto Federal de Santa Catarina Departamento de Metal Mecânica

Leia mais

ONE TOONE CURSOS PARTICULARES PHP

ONE TOONE CURSOS PARTICULARES PHP ONE TOONE CURSOS PARTICULARES PHP Plano do Curso. Curso One. Os Cursos desenvolvidos pela One To One, são reflexo da experiência profissional no âmbito da Formação, do Design e Comunicação, apresentando

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML O Desenvolvimento Web O desenvolvimento web é o termo utilizado para descrever atividade relacionada

Leia mais

CAPÍTULO 8 O FENÔMENO EL NIÑO -LA NIÑA E SUA INFLUENCIA NA COSTA BRASILEIRA

CAPÍTULO 8 O FENÔMENO EL NIÑO -LA NIÑA E SUA INFLUENCIA NA COSTA BRASILEIRA CAPÍTULO 8 O FENÔMENO EL NIÑO -LA NIÑA E SUA INFLUENCIA NA COSTA BRASILEIRA O comportamento climático é determinado por processos de troca de energia e umidade que podem afetar o clima local, regional

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DADOS COLETADOS POR PCD S: MÓDULOS DE VENTO, TEMPERATURA E UMIDADE RELATIVA DO AR E RADIAÇÃO SOLAR

DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DADOS COLETADOS POR PCD S: MÓDULOS DE VENTO, TEMPERATURA E UMIDADE RELATIVA DO AR E RADIAÇÃO SOLAR DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DADOS COLETADOS POR PCD S: MÓDULOS DE VENTO, TEMPERATURA E UMIDADE RELATIVA DO AR E RADIAÇÃO SOLAR Mario Rodrigues Pinto de Sousa Filho FUNCEME Fortaleza mario.rodrigues@funceme.br

Leia mais

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET Felipe Odorizi de Mello 1, Luiz HenriqueR. C. da Silva 1, José Alberto da Silva Ferreira 1, Waldenio Gambi de Almeida

Leia mais

USCS. Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado em Comunicação

USCS. Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado em Comunicação USCS Universidade Municipal de São Caetano do Sul Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado em Comunicação Sub-Projeto de Pesquisa Evolução na Comunicação: estudos em sites da Internet

Leia mais

MURILO TONELLI DE OLIVEIRA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR I E II JOINVILLE - SC

MURILO TONELLI DE OLIVEIRA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR I E II JOINVILLE - SC MURILO TONELLI DE OLIVEIRA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR I E II JOINVILLE - SC 2011 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO

Leia mais

Elementos Climáticos CLIMA

Elementos Climáticos CLIMA CLIMA Elementos Climáticos O entendimento e a caracterização do clima de um lugar dependem do estudo do comportamento do tempo durante pelo menos 30 anos: das variações da temperatura e da umidade, do

Leia mais

Módulo 6: Linguagem de Programação IV 6.1. Introdução 6.2. Bases de Dados 6.2.1. Visão Estrutural 6.2.2. SGBD: Sistema de Gestão de Bases de Dados

Módulo 6: Linguagem de Programação IV 6.1. Introdução 6.2. Bases de Dados 6.2.1. Visão Estrutural 6.2.2. SGBD: Sistema de Gestão de Bases de Dados Curso Profissional de Técnico de Multimédia 12ºAno Disciplina: Sistemas de Informação Módulo 6: Linguagem de Programação IV 6.1. Introdução 6.2. Bases de Dados 6.2.1. Visão Estrutural 6.2.2. SGBD: Sistema

Leia mais

Fone: (19) 3234-4864 E-mail: editora@komedi.com.br Site: www.komedi.com.br HTM3.0. Tutorial HTML. versão 4.01

Fone: (19) 3234-4864 E-mail: editora@komedi.com.br Site: www.komedi.com.br HTM3.0. Tutorial HTML. versão 4.01 Fone: (19) 3234-4864 E-mail: editora@komedi.com.br Site: www.komedi.com.br HTM3.0 Tutorial HTML versão 4.01 K O M Σ D I Copyright by Editora Komedi, 2007 Dados para Catalogação Rimoli, Monica Alvarez Chaves,

Leia mais

Portal Web para empresa de materiais de construção civil CasaMais

Portal Web para empresa de materiais de construção civil CasaMais Portal Web para empresa de materiais de construção civil CasaMais Gilberto Leonel Dias Pereira nº 26634 Trabalho realizado sob a orientação de: Professor João Paulo Ribeiro Pereira Informática de Gestão

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS GUARAPUAVA CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET HELBERT DA ROCHA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO GUARAPUAVA 2013 HELBERT DA ROCHA RELATÓRIO FINAL DE

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA FACILITADOR VIRTUAL DA APRENDIZAGEM EM QUÍMICA Campina Grande-

Leia mais

BIBLIOTECA DE PROJETOS INTEGRADORES. Natália Gabriela Volppe de Souza. natalia.volppe@gmail.com. Ana Carolina Moreira

BIBLIOTECA DE PROJETOS INTEGRADORES. Natália Gabriela Volppe de Souza. natalia.volppe@gmail.com. Ana Carolina Moreira BIBLIOTECA DE PROJETOS INTEGRADORES Natália Gabriela Volppe de Souza natalia.volppe@gmail.com Ana Carolina Moreira gestorambiental.carolina@gmail.com Katherin Rosa kettyflor@hotmail.com Susana Martins

Leia mais

Análise das condições atmosféricas durante evento extremo em Porto Alegre - RS

Análise das condições atmosféricas durante evento extremo em Porto Alegre - RS Análise das condições atmosféricas durante evento extremo em Porto Alegre - RS Madson T. Silva 1, Vicente de P.R da Silva 2, Julliana L. M. Freire 3, Enilson P. Cavalcanti 4 1 Doutorando em Meteorologia,

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

ANEXO 11. - Conteúdos em formato de texto puro e listas; - Conteúdos em formato de texto puro e conteúdo categorizado;

ANEXO 11. - Conteúdos em formato de texto puro e listas; - Conteúdos em formato de texto puro e conteúdo categorizado; ANEXO 11 O CMS PROCERGS Para o desenvolvimento de sites, objeto deste edital, a empresa contratada obrigatoriamente utilizará uma ferramenta CMS (Content Management Systems ou Sistema de Gestão de Conteúdo)

Leia mais

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1 DESAFIO Um dos maiores avanços percebidos pela área de qualidade de software foi comprovar que a qualidade de um produto final (software) é uma consequência do processo pelo qual esse software foi desenvolvido.

Leia mais

DIOSNEY TEIXEIRA DESENVOLVIMENTO DE UMA BIBLIOTECA VIRTUAL PARA CONSULTA AOS TRABALHOS ACADÊMICOS PRODUZIDOS NA UNEMAT CAMPUS DE BARRA DO BUGRES

DIOSNEY TEIXEIRA DESENVOLVIMENTO DE UMA BIBLIOTECA VIRTUAL PARA CONSULTA AOS TRABALHOS ACADÊMICOS PRODUZIDOS NA UNEMAT CAMPUS DE BARRA DO BUGRES DIOSNEY TEIXEIRA DESENVOLVIMENTO DE UMA BIBLIOTECA VIRTUAL PARA CONSULTA AOS TRABALHOS ACADÊMICOS PRODUZIDOS NA UNEMAT CAMPUS DE BARRA DO BUGRES BARRA DO BUGRES 2010 DIOSNEY TEIXEIRA DESENVOLVIMENTO DE

Leia mais

ANALYSIS SOL-AR. PROJETO DE PESQUISA Desenvolvimento de tutoriais de softwares da série Analysis

ANALYSIS SOL-AR. PROJETO DE PESQUISA Desenvolvimento de tutoriais de softwares da série Analysis PROJETO DE PESQUISA Desenvolvimento de tutoriais de softwares da série Analysis ANALYSIS SOL-AR Pesquisadora: Karen Carrer Ruman de Bortoli (karencrbortoli@gmail.com) Orientadora: Rita de Cássia Pereira

Leia mais

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo FARMAINFOR Modernização da Farmácia do Hospital Mater Day Documento de Requisitos Versão 2.0 Histórico de Revisão

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: Desenvolvimento e Design de Websites I

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: Desenvolvimento e Design de Websites I Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico de Informática para Internet

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz Tecnologia da Informação Prof. Esp. Lucas Cruz Software A utilização comercial da informática nas empresas iniciou-se por volta dos anos 1960. O software era um item menos dispendioso que o hardware, e

Leia mais

SIGMACast: Sistema de Informação Geográfica focado em aplicações meteorológicas e ambientais

SIGMACast: Sistema de Informação Geográfica focado em aplicações meteorológicas e ambientais SIGMACast: Sistema de Informação Geográfica focado em aplicações meteorológicas e ambientais Cíntia Pereira de Freitas¹; Wagner Flauber Araujo Lima¹ e Carlos Frederico de Angelis¹ 1 Divisão de Satélites

Leia mais

MODELOS ESTATÍSTICOS DE QUANTIFICAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO ASSOCIADA AS PASSAGENS FRONTAIS NO RIO GRANDE DO SUL. por

MODELOS ESTATÍSTICOS DE QUANTIFICAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO ASSOCIADA AS PASSAGENS FRONTAIS NO RIO GRANDE DO SUL. por 503 MODELOS ESTATÍSTICOS DE QUANTIFICAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO ASSOCIADA AS PASSAGENS FRONTAIS NO RIO GRANDE DO SUL por Emma Giada Matschinski e Prakki Satyamurty CPTEC - Instituto de Pesquisas Espaciais -

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas. Manual. Passo a passo de utilização do Sistema de Gestão Acadêmica (SGA)

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas. Manual. Passo a passo de utilização do Sistema de Gestão Acadêmica (SGA) Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas Manual SGA Do Aluno Passo a passo de utilização do Sistema de Gestão Acadêmica (SGA) Betim 2014 Manual SGA do Aluno - 2014 Pontifícia Universidade

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS COM ANDROID. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PREVISÃO DO TEMPO PARA O MUNICÍPIO DE RIO DO SUL-SC

PREVISÃO DO TEMPO PARA O MUNICÍPIO DE RIO DO SUL-SC PREVISÃO DO TEMPO PARA O MUNICÍPIO DE RIO DO SUL-SC Gean Carlos CANAL 1 ; Leonardo de Oliveira NEVES 2 ; Isaac Weber PITZ 3 ; Gustavo SANGUANINI 4 1 Bolsista interno IFC; 2 Orientador; 3 Graduando Agronomia;

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 Eduardo Laguna Rubai, Tiago Piperno Bonetti Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR- Brasil eduardorubay@gmail.com, bonetti@unipar.br Resumo.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA 1. COMPETÊNCIAS O aluno deverá ser capaz de analisar situações e realizar todo o projeto de banco de dados. 2. HABILIDADES Conhecer o ciclo de vida de um projeto de banco de dados; Conhecer os conceitos

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO FINAL (Este relatório deve obrigatoriamente acompanhar a prestação de contas)

RELATÓRIO TÉCNICO FINAL (Este relatório deve obrigatoriamente acompanhar a prestação de contas) RELATÓRIO TÉCNICO FINAL (Este relatório deve obrigatoriamente acompanhar a prestação de contas) Programa: Desenvolvimento de aplicativos para a gestão pública em software livre Chamada/ano: 11/2003 Convênio

Leia mais