Líder Mundial em Inovadores Sistemas de Teste para Sistemas de Potência CATÁLOGO LINHA-CM. Sistema de Teste CMC. Revisado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Líder Mundial em Inovadores Sistemas de Teste para Sistemas de Potência CATÁLOGO LINHA-CM. Sistema de Teste CMC. Revisado"

Transcrição

1 Líder Mundial em Inovadores Sistemas de Teste para Sistemas de Potência CATÁLOGO LINHA-CM T E S T E S E C U N D Á R I O Sistema de Teste CMC Revisado

2 Perfil da Empresa Sobre a OMICRON electronics A OMICRON electronics é uma empresa internacional que fornece soluções inovadoras em testes primários e secundários para sistemas de potência. Combinando inovação, tecnologia de ponta, e soluções criativas de softwares, a OMICRON continua na liderança mundial no Mercado. Com vendas em mais de 100 países, escritórios na Europa, Estados Unidos e Ásia, e uma rede mundial de distribuidores e representantes, a OMICRON tem construído uma reputação de um fornecedor de altíssima qualidade. Os testes automatizados e a documentação das soluções de teste OMICRON são importantes benefícios á luz das mudanças das condições de mercado, resultando em organizações reorganizadas. Hoje, os produtos OMICRON giram em torno de conceitos de testes que fornecem soluções para muitos desafios do Mercado. O OMICRON Test Universe é a combinação entre um hardware leve e confiável com um software flexível e amigável. Somado a isso, serviços nas áreas de Consultoria, Comissionamento e Treinamento fazem dos produtos OMICRON uma linha completa. A especialização em sistemas de teste para sistemas de potência, junto com uma liderança visionária, permite a OMICRON continuar com desenvolvimentos inovadores de soluções de testes, para reunir as necessidades dos clientes do século 21. Certificado ISO 9001 Outras literaturas de vendas Para uma lista detalhada da literatura disponível atualmente, favor acessar o site 2

3 Índice OMICRON Catálogo da linha CM - Índice Software Opções de Software...4 Definições do Objeto sob Teste com XRIO...5 Configuração de Hardware...5 Relatório Automático...5 QuickCMC...6 TransPlay - Utilitário para Reprodução de Transitórios...7 Harmonics...7 CB Simulation...7 Binary I/O monitor...7 State Sequencer...8 Ramping...9 Pulse Ramping...9 OMICRON Control Center...10 Test Wizard...11 Pause Module, Text View, ExeCute...11 CM Engine - Interface de Programação...11 Overcurrent...12 Autoreclosure...12 Distance...13 Differential...13 Advanced Distance...14 VI Starting...15 Advanced Differential...16 Synchronizer...18 Ground Fault...18 Advanced TransPlay...19 Annunciation Checker...19 Transducer...20 Meter...21 NetSim - Software para simulação de rede...22 Software para Calibração em campo cm_fcs...23 EnerLyzer...24 TransView...25 Ferramenta Para o Teste de Esquemas (Scheme Testing Tools)..26 CommPro...26 LogicPro...26 DLogicPro...27 PQPro...27 Testes baseados em comunicação GSSE software Protocolo IEC / UCA PTS 103 software Protocolo IEC Browser IED Scout...29 Visão geral do Hardware Equipamentos de Teste...30 Amplificadores...31 Equipamentos de teste CMC Equipamentos de Teste 4 fases de Tensão/6 Fases de Corrente...32 CMC Equipamentos de Teste 3 Fases de Tensão/3 Fases de Corrente...34 Amplificadores CMA Amplificador de Corrente 6 Fases...37 CMS Amplificador 3 Fases V e I...38 CMS Amplificador 2 fases V ou I de Alta Potência...39 Unidade de Entrada/Saída Binária CMB IO Acessórios Unidade de Sincronização CMGP...41 CPOL Polarity Checker...41 Acessórios Medição: CMLIB B set...42 Cabeças de Varredura...42 CMLIB A - Conector sinal baixo nível...42 C-Probe 1 Clamp de Corrente...43 CM ASB2 caixa de chaveamento automático...43 Porta paralela para Notebooks SPP Cabo de Teste Recloser Controller, 14 Pino Conector...44 Cabo Gerador Combinado...44 Mala de Transporte...44 Outros Acessórios...45 Opções de Encomenda Índice...46 Contatos Representantes e Distribuidores...47 Escritórios OMICRON

4 Software Opções de Software Os usuários da CMC OMICRON se beneficiam de uma grande variedade de opções de softwares potentes. Vários pacotes contém uma seleção de módulos de teste que são orientados à função e podem operar numa base dedicada ou podem ser incorporados em planos de teste para testes automáticos. Módulos de software adicionais para aplicações especiais completam a lista de opções. Pacotes customizados podem ser designados para reunir as necessidades específicas dos clientes, pela combinação de um destes pacotes com módulos selecionados individualmente da lista abaixo. Software pacotes Basic Protection Advanced Protection Meter Measurement Universal Software/Modulos QuickCMC Ensaios manuais rápidos e fáceis, incluem relatórios. TransPlay Reproduz arquivos COMTRADE, gravação do status das entradas binárias. Harmonics Geração de sinais com harmônicos diretamente ou via exportação de COMTRADE. Binary IO Monitor Exibição do status de todas entradas/saídas binárias do(s) dispositivo(s) de teste conectado(s). CB Simulation Módulo para a simulação de DJ com a CMC256. State Sequencer Determina tempos de operação e relações de medidas de tempo baseadas em seqüência de estados. Ramping Determina a magnitude, fase e freqüência por definição de rampas. Pulse Ramping Determina magnitude, fase e freqüência por definição de pulsos de rampas. Pacote Control Center Overcurrent Ferramenta de automação, plano de teste documento orientado, formulário de modelo e relatório. incluindo OMICRON Control Center (OCC), Test Wizard, CMEngine, Pause Module, ExeCute, TextView. Teste manual ou automático de característica de sobrecorrente de seqüência positiva/negativa/zero incluindo controle direcional com modelagem de falta. Autoreclosure Teste da função de religamento automático com modelo de falta integral. Distance Avaliação dos elementos de impedância usando definições com disparo único no plano Z. Differential Avaliação de elementos de operação e harmônicos no modo monofásico. Advanced Distance Avaliação de elementos de impedância usando modo de teste automático (Disparo, Busca, Verificação) e modelagem de falta. VI Starting Teste da função de partida VI de relés de distância. Advanced Differential Teste trifásico com até 9 correntes para relés diferenciais. Synchronizer Teste automático de dispositivos de sincronização. Ground Fault Simulação de faltas à terra em estado permanente e transitórias usando modelos de faltas. Advanced TransPlay Importação/Exportação, repetição, Edição, Modificação e Avaliação automática de arquivos de transitórios usando formatos COMTRADE/PL4/CSV. Annunciation Checker Verificação da correta fiação de dispositivos de proteção. Transducer Teste de todos tipos de transdutores de medida (tensão, corrente, freqüência, potência). Meter Teste de medidores de energia simples e multifuncionais. Incluem teste com carga, sem carga, testes creep, teste de disco e teste de registro. cm_fcs Para auto teste e calibrações de CMC 256/156/151. Software Adicional NetSim EnerLyzer TransView Scheme Testing Tools: CommPro LogicPro DLogicPro PQPro Simulador de rede para teste em relés sob condições reais. Medidas analógicas e gravação de transitórios com a CMC 256; inclui TransView. Análise de sinais transitórios para arquivos COMTRADE. Conjunto de ferramentas de software designadas para o teste de vários esquemas encontrados em modernos relés, medidores e leds. Ferramenta de teste e Treinamento para esquemas lógicos baseados em comunicação e em proteção de linhas de transmissão. Ferramenta de teste e Treinamento para esquemas lógicos sem comunicação em proteção de linhas de transmissão. Ferramenta de teste e Treinamento para esquemas lógicos de distribuição. Ferramenta de teste e Treinamento para esquemas de detecção de lógicas de qualidade de energia. GSSE software Protocolo (UCA 2.0) 4 Teste com GSSEs de acordo com a norma IEC ("UCA GOOSE"), necessita da CMC 256 com a opção de hardware NET-1. PTS 103 Monitoramento, simulação e análise do "protocolo de proteção" IEC IED Scout Browser universal para o trabalho com a estrutura de modelo de dados IEC

5 OMICRON Todos os módulos de teste individuais e o OMICRON Control Center são baseados em uma plataforma de software uniforme. Características comuns aparecem em todos os módulos, conseguindo torná-los familiares e eficientes para uso. Definição do Objeto sob Teste com XRIO Todos os ajustes de dados relevantes para o dispositivo a ser testado podem ser definidos no formato XRIO padrão (Interface Estendida de Relé da OMICRON). A estrutura é baseada na norma IEC com o modelo fornecido; entretanto ele pode ser estendido pelo usuário para ajustes especiais exclusivos do fabricante. Os dados correspondentes podem ser entrados manualmente via Parâmetros do Objeto sob Teste, ou alternativamente eles podem ser importados. O formato de arquivo XRIO permite XML para importação/exportação flexível de dados de várias fontes. LinkToXRIO: Todos os módulos de teste que suportam LinkToXRIO permitem uso direto de parâmetros específicos de objetos sob teste, pelo mapeamento do respectivo módulo de teste. No OCC todos os módulos de teste se adaptam às mudanças de parâmetros globais. Isto permite um plano de teste ser aplicado a muitos relés (ou IEDs) do mesmo tipo. Conversores XRIO: A característica da estrutura XRIO é a capacidade para aplicar expressões matemáticas para modificar os dados. Isto é útil para a criação ou conversão de dados para valores de teste ou ajustes necessários para o software de teste. Os exemplos do conversor XRIO podem ser escritos e customizados pelos usuários. Biblioteca de Teste - RIO & XRIO: A biblioteca de teste, instalada com o software, adicionalmente fornece uma coleção que inclui objetos sob teste típicos de diferentes fabricantes. Os dados podem estar no formato prévio RIO ou no novo formato XRIO. Os arquivos contém exemplos de características específicas de fabricantes de relés, que podem ser facilmente adaptados aos atuais ajustes do objeto sob teste individual. Configuração de Hardware No Componente de Configuração de Hardware (HCC), a configuração de teste completa (Equipamento de teste, objeto sob teste, e outros dispositivos) pode ser especificada junto com o mapeamento de sinais lógicos relevantes para o software de teste. Toda a fiação e identificação das entradas e saídas podem ser registradas nos campos da documentação. A característica exportação e importação permite salvar a configuração específica e utilizar a mesma por qualquer aplicação de teste posteriormente para o mesmo objeto sob teste o objetos de teste similares. Relatório Automático Todos os módulos de teste OMICRON têm em comum a visualização do relatório. Nesta vista, um relatório completamente formatado está disponível, faltando somente os resultados dos testes. Se muitos módulos são usados dentro do OCC para compreender o teste, cada módulo adiciona seus dados no relatório completo. Após o teste ser finalizado, os resultados de teste são avaliados e entram automaticamente para completar o relatório. Os relatórios podem ser facilmente impressos, gravados em arquivos ou em banco de dados, ou exportados para aplicações Office usando Rich Text Format. Dependendo de qual módulo individual de teste vêm os resultados, os dados têm forma tabular ou gráfica. A customização de relatórios é fácil. Com a função Configuração do Relatório, o conteúdo visível do relatório de teste pode ser definido completamente independente dos dados gravados, marcando ou desmarcando itens de uma lista. Os dados gravados sempre permanecem disponíveis sem considerar a escolha do usuário para incluí-los no relatório. Os ajustes do relatório padrão são rápidos e facilmente gerados, gravados e carregados; elementos específicos de empresas como logomarcas, etc.. podem ser facilmente incluídos. 5

6 QuickCMC Teste manual rápido e fácil Controle simultâneo de até 16 geradores (saídas de tensão/corrente) Regime permanente, função passo ou rampa para todas as grandezas. Fault Calculator fornece diferentes modos de operação Medida de tempo Vista vetorial e plano de impedância O QuickCMC fornece uma interface de usuário fácil e intuitivo, enquanto também, oferece potentes funções para a execução de testes manuais para todos os tipos de dispositivos secundários. As grandezas das saídas podem ser inseridas de forma clássica como tensões e correntes, ou utilizando modos de entrada para valores de impedância absoluta ou relativa, componentes simétricas. Sem considerar o modo de entrada escolhido, o Fault Calculator transfere os valores em tensões e correntes geradas pela CMC e/ou amplificador. Funções de Saída O QuickCMC fornece controle simples dos sinais de teste. Os valores de saída podem ser definidos numericamente ou por posicionamento dinâmico dos elementos no diagrama vetorial ou no plano interativo com o mouse. O módulo inclui o aplicativo Fault Calculator que automaticamente converte os valores de entrada para determinar as grandezas corretas de saída (tensão, corrente e ângulo de fase) para faltas monofásicas, bifásicas e trifásicas, fluxo de potência ou componentes simétricas... A tensão e a corrente residual são automaticamente calculadas e geradas. De acordo com o modo selecionado, os valores são mostrados graficamente na vista vetorial ou de impedância, bem como numericamente em uma tabela. Os canais, onde nenhum modelo de falta é designado, podem ser ajustados sem nenhuma restrição (geração de sinais desequilibrados, freqüência variável para cada canal individualmente, etc.)... A função de administração permite de forma simples a representação dos sinais em valores primários/secundários, absolutos/relativos ou segundos/ciclos. Modo Passo ou Rampa A operação em modo Rampa ou Passo é equipada para encontrar valores limites, como operação e desoperação ou partida do relé. No modo step, a grandeza selecionada (corrente, tensão, impedância, potência, etc.) é aumentada ou diminuída por um valor especificado com um clique no mouse. No modo rampa, a função step é executada até uma entrada aparecer ou o usuário parar o teste. A funcionalidade pulse ramping permite um teste fácil de elementos de proteção com características sobrepostas. Funções de Entrada/Medida 10 entradas binárias podem ser utilizadas para monitorar contatos, com ou sem tensão, e medir o tempo correspondente. O valor de saída do transdutor conectado à entrada dc analógica pode também ser mostrada. Relatórios Os resultados dos testes executados com o QuickCMC podem ser salvos para serem utilizados posteriormente. Da mesma forma que todos os outros módulos de teste, no OMICRON Test Universe, o estilo e o conteúdo do relatório podem ser customizados. Somado a isso, a característica do relatório QuickCMC fornece a função "bloco de notas" para que comentários possam ser adicionados ao relatório. 6

7 OMICRON TransPlay - Utilitário para gravação de Transitórios O TransPlay é um programa utilitário que permite carregar e reproduzir arquivos transitórios que contêm sinais analógicos transitórios de tensão e corrente. Arquivos que são convertidos de COMTRADE para formato WAV podem ser automaticamente reproduzidos. Isso resulta na injeção desses sinais no relé. Esses sinais podem ser simples formas de onda de harmônicos ou falhas reais do sistema de potência gravadas em um Registrador Digital de Perturbações ou em um programa de simulação, como o EMTP. O software suporta arquivos COMTRADE IEEE e Windows WAV. O TransPlay também tem a capacidade de sincronização através de um sinal externo, que pode ser um pulso de tempo de um receptor de satélite GPS (p.ex. CMGPS), que inicia a reprodução do arquivo transitório em um tempo determinado. Harmonics O Harmonics produz harmônicos com freqüências de até 1000 Hz, com harmônicos pares e ímpares até o 20º harmônico em 50 Hz, ou 16º harmônicos em 60 Hz. Sinais harmônicos podem ser emitidos diretamente ou exportados como arquivos COMTRADE. A freqüência fundamental para tensões e correntes trifásicas, assim como uma mistura de harmônicos em qualquer canal de corrente ou tensão, pode ser definido. A THD (Distorção Harmônica Total) do sinal, para qualquer canal, é indicada. No modo saída estática, a ferramenta mostra os valores enquanto estiver na condição ON. No modo seqüência, uma seqüência consistindo de três estados pode ser injetada : 1. Sinal Pré: Somente fundamental 2. Sinal: Ajusta sinal incluindo sinal harmônico 3. Sinal Pós: Somente fundamental O temporizador parte no momento da injeção do harmônico e pára no evento de trigger. O tempo de resposta é indicado. CB Simulation (para CMC 256) Para muitos relés de proteção, é necessário ter os contatos auxiliares dos disjuntores (CB) conectados e operando para o correto funcionamento. O CB Simulation, roda na CMC 256 e simula os contatos auxiliares durante o teste. Dependendo da disponibilidade das entradas e saídas binárias, é possível simular a operação mono ou tripolar do disjuntor. O display com o sinal de tempo mostra a simulação atual. O CB Simulation consiste de dois itens: O módulo de configuração CB que é usado para especificar os parâmetros de tempo e o modo de operação do CB Simulation. Isto pode ser usado tanto no modo individual ou com o Omicron Control Center. O CB Simulation está em funcionamento no firmware da CMC. Isto simula a atuação dos contatos auxiliares do DJ (52 a e 52 b) em resposta aos comandos de abertura e fechamento. Monitor Binário I/O O Monitor Binário I/O mostra o status de todas as entradas/saídas binárias dos equipamentos de teste conectados. Isto pode também indicar as alterações transitórias que ocorrem entre as atualizações regulares das informações mostradas. Isto é muito útil durante a criação de seqüências de teste ou para localização de defeitos. A função de retenção habilita o usuário a congelar o display para investigação de detalhes. Em particular, quando em funcionamento com o CMB IO-7 (com um grande número de entradas e saídas binárias), esta ferramenta fornece consideráveis benefícios. Uma aplicação típica é o teste do controle lógico de um dispositivo de controle de vão. Os nomes determinados na Configuração de Hardware são mostrados como etiquetas para os indicadores de estado. Ele roda em paralelo com qualquer módulo de teste OMICRON. 7

8 State Sequencer O State Sequencer é uma ferramenta muito flexível para a determinação de tempos de operação e de seqüências lógicas temporizadas. Um "estado" é definido pelas condições das saídas (tensões e correntes, saídas binárias) e uma condição de finalização do estado. Vários estados podem ser correlacionados entre si para definir uma seqüência de teste. A transição de um estado ao próximo pode ocorrer depois de um tempo pré-fixado ou depois de uma condição de disparo nas entradas binárias do CMC, ou após um pulso de sincronização via GPS ou depois de acionar uma tecla. A saída estática de estados individuais é possível. Definição de estados individuais Dentro de um estado, até 16 sinais podem ser ajustados independentemente em amplitude, fase e freqüência. Além da entrada direta de tensões e correntes individuais, a calculadora integrada de falta permite o cálculo automático das grandezas de teste, introduzidas por um dos seguintes modos de entrada: Fase-neutro, Fase-Fase, componentes simétricas, potência, valores de falta, Z com I ou V constante. Para relés de distância, os pontos de teste podem ser definidos diretamente no plano de impedâncias, mostrando as especificações do atual arquivo do objeto sob teste carregado XRIO. Medida Medidas de tempo podem ser definidas baseadas nas cadeias de estados. Estes podem ser usados para verificar a correta operação do relé. Condições de tempo podem ser especificadas para a avaliação do teste (p.ex. um dado relé deveria operar dentro de dois ciclos do surgimento do estado de falta). Tempos de abertura individuais e desvios (positivos e negativos) podem ser especificados para cada condição de medida. Se o tempo medido está dentro dos limites, o teste é "aprovado"; de outra forma, ele é "reprovado". Com exceção da medida de tempo (sempre trigado por um evento p.ex. Trip), avaliações de níveis podem ser feitas. A avaliação de nível é positiva, se o estado definido na saída do relé conectado à entrada binária, é logicamente verdadeiro durante um certo estado. A mudança dos valores binários não é requerida. Uma vez definidos, os estados e as condições de tempo podem ser facilmente copiados e colados dentro de uma seqüência. Avaliação e Relatório As condições da medição são mostradas em uma tabela. Após a realização do teste, esta tabela também contem os tempos reais medidos e seus desvios. A última coluna contém a avaliação do teste, aprovado ou não. Uma visão gráfica de todos os sinais de tempo (tensões, correntes, entradas binárias) proporciona uma informação mais completa, para uma análise mais detalhada. Os sinais podem ser habilitados individualmente e, em pontos específicos de tempo, ter sua escala ampliada (zoom). Dois cursores de tempo facilitam o deslocamento através dos sinais para localizar valores em pontos específicos. A funcionalidade do relatório é idêntica a todos os outros módulos de teste automáticos. State Sequencer suporta a unidade binária de entrada/saída CMB IO-7. 8

9 OMICRON Ramping Ramping gera rampas de amplitude, fase ou freqüência para as saídas de corrente e tensão, determina valores limites, como o valor mínimo de operação ou níveis de histerese em mudanças de estado. Também podem ser realizados testes automatizados que permitem o teste de funções simples ou complexas. A flexibilidade deste módulo permite que duas rampas com variáveis diferentes sejam executadas simultaneamente de forma sincronizada assim como a execução de uma seqüência de até cinco segmentos consecutivos de rampa.. Características Testes automáticos usando a seqüência da rampa Duas rampas simultâneas de duas variáveis independentes (p.ex. V e F) Definição de até cinco segmentos de rampas consecutivos Controle visual dos valores das saídas Apresentação dos resultados dos testes com avaliação automática Repetição dos testes de rampa ou seqüências de rampa Cálculo da razão dos valores de duas rampas simultâneas (por exemplo, V/HZ, V/I) Exclusiva característica "one-step-back" (passo atrás) para um teste rápido e preciso Avaliação automática do resultado Aplicações Típicas Teste operação/desoperação Avaliação da relação de resete Pulse Ramping Com o Pulse Ramping, a determinação dos Valores de pick-up de relés multifuncionais pode ser feita muito facilmente, com rapidez e precisão. Pulse Ramping permite o teste de pick-up do elemento de proteção sem desabilitar a função associada. O contato de trip é o único necessário. Com o Pulse Ramping, a determinação dos valores de operação de relés multifuncionais é feita facilmente com rapidez e precisão. O Pulse Ramping permite o teste de valores de operação de elementos de proteção sem a desativação das funções associadas. O contato de Trip é o único necessário. O uso do Pulse Ramping também evita correntes de testes elevadas, aplicadas continuamente em relés eletromecânicos com alto ajuste instantâneo. Outras funções incluem: Modelo de falta de proteção de distância com interface XRIO Definição do estado de resete Teste Ponta-a-Ponta usando trigger por GPS Criação automática de relatório Avaliação de resultados automática Aplicações Típicas: Teste de Pick-up Relés multifuncionais com elementos sobrepostos Relés de sobrecorrente com múltiplos elementos Proteção de Gerador Proteção de Motor Taxa de Mudança de Relé (incluindo df/dt) Exemplo de aplicação Sobrecorrente: Sem Pulse Ramping, O pick-up I >> (instantâneo) não pode ser determinado pois a Rampa é levada ao disparo na área I> (Sobrecorrente Temporizado). Com Pulse Ramping a determinação do valor de pick-up I>> É fácil pois pulsos de 200 ms nunca levam ao disparo na Região I>. 9

10 A característica dos módulos de software OMICRON inclui funcionalidades para testes convencionais manuais ou automáticos. Únicas entretanto, são as possibilidades de automação que o OMICRON Control Center oferece. Os planos de teste abrangentes podem ser facilmente construídos, mantidos e distribuídos; enquanto os tempos de teste podem ser reduzidos significativamente. dados do objeto de teste (XRIO) Dispositivo usado(s), conexao (Configuração De Hardware) Função de Teste 1 Função de Teste 1 Função de Teste n OMICRON Control Center Com a patenteada* tecnologia OMICRON Control Center (OCC), todas as funções do objeto sob teste podem ser testadas com um plano de teste, definido dentro de um único documento OCC. Basicamente, um documento OCC compreende os seguintes elementos:: Parâmetros do ObjetoDefinido no XRIO, o poderoso ambiente do objeto sob teste sob Teste para descrever/modelar todos os parâmetros dos objetos sob teste e ajustes. Os dados do objeto sob teste podem ser entrados manualmente ou podem ser importados. Conversores XRIO fazem a transferência dos ajustes do relé para o software de teste fácil e rapidamente. Configuração De Hardware INúmero e tipos de módulos de teste dependendo da complexidade dos testes a serem executados. Com a tecnologia LinkToXRIO, todo módulo de teste "Gerais" tem acesso aos parâmetros XRIO e permite a definição dos ajustes de teste, relativos aos parâmetros do objeto sob teste. Módulos de teste Utilizados Número e tipos de módulos de teste dependendo da complexidade dos testes a serem executados. Com a tecnologia LinkToXRIO, todo módulo de teste "Gerais" tem acesso aos parâmetros XRIO e permite a definição dos ajustes de teste, relativos aos parâmetros do objeto sob teste. Opcional: Gráficos, Guia o testador através do processo de teste de acordo com as Textos de instrução, etc. especificações do teste (diagramas de conexão, instruções de verificação, etc.) Ajudado pelos módulos Pause, Text View, ExeCute modules. Resultados (Após o Teste) Contém todos os resultados de teste em formato seguro com dados exatos. A avaliação automática dos pontos de teste de acordo com as tolerâncias, automaticamente cria relatórios (customizados para atender as necessidades da empresa. Para adaptar o plano de teste para certos parâmetros, somente este parâmetro único precisa ser alterado no XRIO - todos os ajustes de teste se adaptam automaticamente, visto que eles são ajustes relativos aos parâmetros do dispositivo. Reutilização de documento OCC com modelo Os documentos OCC podem facilmente ser usados como modelo para o mesmo teste similar, simplesmente copiando o arquivo OCC, apagando o resultado do teste anterior, gravando o arquivo com o nome apropriado, e então rodando o teste novamente com o mesmo ajuste, configurações, e especificações do teste. Para testes similares onde somente alguns dos parâmetros são diferentes (p.ex. em subestações com vários alimentadores), simplesmente copie o arquive OCC e ajuste os parâmetros solicitados. Isto é tudo o que é necessário. O Test Wizard, uma ferramenta eficiente para a geração automática de planos de teste Control Center otimizados, completa a "caixa de ferramentas" OMICRON, para a criação simples e fácil do plano de teste. 10 * Patente Nos. US 6,418,389 B2 e EP B1

11 OMICRON Test Wizard O Test Wizard é uma ferramenta simples e eficiente para a geração automática de aplicações sob medida no OCC. Como um assistente, o Test Wizard guia o testador através do processo de seleção das funções de teste necessárias numa aplicação orientada, e automaticamente as combina para um plano de teste completo em um documento OCC. A base do Test Wizard é a habilidade de definir a "base de conhecimento" ou uma lista prédefinida de funções de teste específicas baseadas em: 1) Módulo de teste específico, 2) Link de ajustes XRIO, e 3) Uma configuração de hardware específica. Esta lista pode ser expandida ou customizada pelo usuário central e distribuído a múltiplos usuários. Isto estabelece uma padronização dos testes em uma base por função, permitindo cada usuário customizar o plano de teste baseado em relé específico ou em funções IED a serem testadas. Um único Test Wizard tem um imenso valor, em particular, para a utilização com relés multifuncionais, representando uma plataforma poderosa para a criação, distribuição e manutenção de modelos de teste padronizados. Pause Module, Text View, ExeCute Estes pequenos módulos rodam dentro do OCC e suportam certos automatismos. Pause Module Permite o ajuste de pontos de interrupção em testes automáticos. Os programadores de testes podem especificar instruções a serem mostradas com mensagens (p.ex. inclusão de diagrama de fiação). Text View Permite a exibição de arquivos texto ou arquivos de log durante a execução de um teste automático. ExeCute Permite a execução de aplicações externas (programas), junto com parâmetros de arquivos ou dados durante a execução do Control Center, para um teste automatizado usando um documento OCC (p.ex. reparametrização automática durante um teste de tipo). CM Engine - Interface de Programação Para aplicações muito especiais, a interface de programação CM Engine - uma biblioteca de linguagens de comandos para plataformas Windows 32-bit (Windows 98/2000/XP) - permite ao usuário dos equipamentos de teste CMC escrever seus próprios programas. Desta forma, necessidades especificas de teste e controle podem ser encontradas, tal como testes de aceitação em fábrica, conforme executado pelos fabricantes de relés de proteção. Os programas podem ser escritos em uma das linguagens comuns de programação tais como C/C ++, Visual Basic ou Pascal. É também possível controlar o hardware de teste CMC de um terço das aplicações que suportam Microsoft Automation. 11

12 Overcurrent Automático Teste do tempo de disparo de sobrecorrente Avaliação da curva de sobrecorrente Teste de operação/desoperação O módulo de teste Overcurrent serve para testes manuais ou automáticos em relés de sobrecorrente (direcionais e não direcionais). O software apresenta as características do relé em um diagrama tempo-corrente. Cada ponto do teste é definido nesta característica e logo é agregado a uma tabela de pontos de teste. Para cada ponto de teste uma avaliação é realizada, baseada na tolerância predefinida para o tempo de disparo. Características Chave Avaliação para cada ponto de teste Testes automáticos Característica para seqüência negativa e zero Definição de uma seqüência de pontos de teste Teste da característica de partida / Avaliação automática Teste com ou sem corrente de carga Relatório automático do teste Quatro diferentes características podem ser ajustadas para cada relé: Fase-Neutro, Fase-Fase, seqüência zero e seqüência negativa. As características de tempo ou curvas, podem ser definidas pelo usuário em um tabela de corrente vs tempo, ou uma variedade de características de relés predefinidos. As características de relés disponíveis dos padrões OMICRON são : curvas standard inverse definidas pela norma IEC (BS 142) e curvas específicas de relés baseadas na fórmula IEEE standard (PC37.112). A Interface de Relé OMICRON permite a importação e exportação dos dados do relé. A automação do teste é suportada pela simples definição do ponto de teste na lista de pontos de teste defina pelo usuário. A interface gráfica mostra os valores de saída no diagrama vetorial. Autoreclosure A configuração da seqüência de teste para o autoreclosure (AR) é efetiva e traz ganhos substanciais de tempo. Autoreclosure automaticamente ajusta as condições de teste para seqüências com e sem sucesso. O usuário pode modificar as condições de medida de acordo com sua necessidade. O critério essencial como o disparo final trifásico no fim de uma sequência sem sucesso é também automaticamente avaliado. A geração das grandezas de falta não faz nenhuma suposição sobre o tipo de proteção, assim somente os relés de sobrecorrente, distância, ou diferencial de linha com religamento podem ser testados. A especificação da falta é feita por tipo de falta e grandezas da falta, ajudados pela calculadora de falta integrada e a funcionalidade LinkToXRIO. Para o teste de proteção de distância, a falta pode ser especificada no plano de impedância. A seqüência de teste é mostrada e uma lista de eventos com as avaliações são relatadas. 12

13 OMICRON Distance Distance prové a funcionalidade para definir e fazer testes de relés de distância. Os elementos de impedância são avaliados por meio da definição de pontos de teste específicos no plano-z com apresentação gráfica das características. Definição das características do Relé Um editor de características gráficas define as características e ajustes do relé de forma fácil e rápida. Zonas de partida, disparo, extendida e não disparo podem ser definidas usando elementos pré definidos. Uma visão completa de todas as zonas é apresentada. Os ajustes de impedância das zonas são introduzidos e apresentados em valores primários ou secundários, conforme selecionado pelo usuário. Definição dos Testes Os testes são definidos no plano-z por meio de pontos de teste, que são inseridos em uma tabela com o mouse ou teclado. Essa tabela está separada em várias colunas, cada uma pertencendo a um loop de falha (por exemplo, A-N, B-N,..., C-A). Os pontos de teste podem ser definidos simultaneamente para vários loops de falha (p.e., para todos os tipos monofásicos) ou para cada um dos loops de falha individualmente. Quando um teste é executado, as listas dos pontos de teste correspondentes aos loops de falha individuais são executados gradualmente. A resposta do relé é comparada com os ajustes nominais especificados e uma avaliação é realizada. Os resultados são apresentados graficamente no plano de impedância assim como numericamente na tabela de pontos de teste. Para uma análise mais profunda dos resultados, as tensões e correntes que pertencem a um ponto de teste e a resposta do relé (mudança de posição dos contatos de saída) podem ser apresentadas graficamente. Medições de tempo entre pontos diferentes podem ser executados usando os cursores. Differential Differential permite a realização de um teste compacto de relés de proteções diferenciais de linha, gerador, barras e transformador. Isto se consegue por meio de testes monofásicos da característica de operação (valor mínimo de operação, teste de slope) e da função de bloqueio por corrente de magnetização (teste de restrição de harmônicas). Os ajustes de taps variáveis, como em alguns antigos relés eletromecânicos (p.ex. GE BDD, ou Westinghouse HU) podem ser endereçados. Para o teste da característica de operação, pontos de teste são definidos no plano de Idif/Ipolarização com o mouse ou com o teclado. Uma interface gráfica facilita a definição do teste para o usuário. O Differential também testa a função de restrição harmônica. Para esta função os pontos de teste são determinados pela corrente diferencial e a percentagem de sobreposição harmônica. As correntes de teste selecionadas da tabela de pontos de teste) são injetadas no relé e sua resposta é avaliada. 13

14 Advanced Distance O Advanced Distance fornece funcionalidades avançadas somadas às funcionalidades básicas do Distance: Testes de Busca e Verificação Testes relativos ao alcance de zona e ângulo da linha ("disparos relativos") Testes em múltiplos loops de faltas Teste de Disparo, Teste de busca e Teste de verificação No Teste de disparo (O único modo fornecido no módulo Distance), os pontos de teste na tabela de pontos de teste são automaticamente processados. No Teste de Busca, os alcances das zonas são determinados automaticamente. As zonas de transição são procuradas ao longo de linhas de busca especificadas no plano de impedância, usando um algoritmo otimizado. Ë possível definir uma série de linhas de busca em um único passo. Todas as linhas de buscas definidas são gravadas em uma tabela para processamento automático. No Teste de Verificação, os pontos de teste são automaticamente ajustados para os limites de tolerância das zonas. O ajuste é feito com linhas de teste (linhas de verificação) similares ao teste de busca, mas os pontos de teste são ajustados somente na interseção das linhas de verificação com as tolerâncias das zonas. O teste de verificação é um teste eficiente em relés com pouco tempo para ensaios. Ele fornece uma rápida verificação se as especificações estão satisfeitas, particularmente para testes de rotina. Adicionar pontos e linhas de teste às tabelas é possível de várias formas distintas. Os parâmetros podem ser precisamente definidos por entradas numéricas, ou marcados apontando para certos locais no diagrama da característica. Comandos do mouse, menus contextuais e atalhos no teclado facilitam a entrada de dados. O teste no Advanced Distance pode ter qualquer combinação de teste de disparo, busca ou verificação. Na execução do teste, os conjuntos de testes são processados seqüencialmente. Definições de Teste Relativos A característica revolucionária é que os ajustes de teste podem ser feitos com a característica do relé de distância. Os pontos de teste não são introduzidos em valores absolutos R, X, Z ou ângulo, mas referem ao alcance das zonas e ao ângulo da linha. Os ajustes relativos podem ser aplicados aos alcances e ângulos, combinados ou individualmente. Os pontos de teste relativos ao alcance da zona (p.ex. 90% da zona 1, 110% da zona1, 90% da zona 2) têm a magnitude da impedância automaticamente ajustada para valores atuais, definidos nos dados do objeto sob teste. Os pontos e linhas de teste (Busca/verificação) definidos em relação ao ângulo da linha são alterados de acordo com os ajustes do ângulo da linha do arquivo XRIO. Com esta característica, modelos de teste reutilizáveis podem ser criados. Modelo com Impedância da Fonte Constante Em adição aos modelos com corrente e tensão de teste constantes do Distance, o Advanced Distance fornece o modelo de teste com impedância de fonte constante, que é muito útil em casos especiais, onde parâmetros como o SIR (Relação de Impedância da Fonte) são importantes. 14

15 OMICRON Corrente de Carga Para verificar o comportamento especial de certos relés que ocorrem somente quando a corrente de pré-falta (carga) está presente (p.ex. atuação de aceleração de trip), a corrente de carga pode ser sobreposta. Teste em múltiplos loops de falta em um módulo de teste O Advanced Distance fornece suporte especial para a execução de testes com múltiplos loops de falta dentro de um módulo de teste. Para todas as formas de teste (disparo, busca, verificação) múltiplas abas são fornecidas com a tabela de pontos de teste separadas para cada tipo de falta. Para cada tipo de falta, ajustes individuais podem ser feitos, mas para o caso comum com ajustes iguais em tipos de faltas próximos, existem funções para fazer o mesmo ajuste em tipos múltiplos de faltas simultaneamente. Interface de usuário com janelas múltiplas A interface do usuário pode ser configurada individualmente, usando os seguintes elementos: Visualização do Teste Esta visualização mostra as tabelas dos pontos de teste para os testes de Disparo, Busca e Verificação e o plano de impedância. Definições do teste são feitas nesta visualização. Durante e após a execução do teste, esta visualização mostra os resultados numericamente nas tabelas e graficamente no plano de impedância. Diagrama Z/t Esta visualização mostra a curva de tempos de trip sobre a impedância; A linha atual é determinada pela indicação no plano de impedância ou pela seleção em uma das tabelas de teste. É também possível definir pontos de teste e ver a avaliação no diagrama. Diagrama Vetorial O diagrama vetorial mostra os fatores das tensões e corrente, ambas para as grandezas de fase e os componentes de seqüência. Os valores numéricos correspondentes são mostrados em uma tabela anexada. Visualização do Sinal de Tempo As tensões, as correntes, e os sinais binários após completar os disparos são mostrados nesta visualização. Isto é útil para uma investigação mais detalhada (p.ex. medição de tempo usando cursores). VI Starting Teste Automático de VI Starting em Relés de Distância VI Starting testa a característica de partida de sobrecorrente dependente da tensão usada em muitos relés de distância. Adicionalmente, ela é a ferramenta perfeita para muitos testes em funções de sobrecorrente e subtensão. Para qualquer ponto de teste especificado, ela encontra o valor de operação, desoperação e a relação entre ambas. Vantagens Busca automática de características desconhecidas Teste automático de acordo com a característica especificada Determinação automática dos valores de operação e desoperação Características separadas para partida fase-terra e fase-fase Operação intuitiva com representação gráfica do teste Representação limpa dos resultados em forma de tabela ou gráfica Características Especificação fácil de falta com tipos de falta e quantidades de falta Geração de testes com grandezas reais com modelos para faltas fase-terra, bifásicas e trifásicas Diagrama vetorial com display numérico adicional das quantidades testadas Avaliação automática dos resultados Geração automática de relatório de teste Interface XRIO para características VI 15

16 Advanced Differential O Advanced Differenttial é o conjunto de módulos de teste que forma a completa solução de teste para esquemas diferenciais. Esta patenteada* aplicação é particularmente adequada para esquemas de transformadores diferenciais, com até 3 enrolamentos e até 9 correntes a serem injetadas. Uma modelagem abrangente do objeto protegido (transformador de potencia), do equipamento secundário (TC, conexão do TC) e das características do relé fornecem os dados para os cálculos solicitados para facilitar o teste. Os cálculos automáticos das correntes de teste eliminam o maior tempo consumido e a tendência ao erro das tarefas manuais. O teste da correta operação do relé torna-se simples com uma economia de tempo e com custos eficientes. Esta solução de teste fornece: Teste com todos tipos de falta (L-N, L-L, L-L-L) Teste de disparo em pontos de teste pré-definidos ou teste de busca Avaliação dos resultados contra a característica e as tolerâncias Geração de relatórios incluindo representação gráfica dos resultados no diagrama da característica Nenhum bloqueio das funções de tensão próximas são necessários (importante para o teste de relés multifuncionais) Para transformadores, o cálculo automático das correntes a serem injetadas é baseado em: Conexão e relação dos TC s Tipo de falta Dados do transformador (dados nominais, grupo vetorial) Lado falta/fonte (primário, secundário, etc.) Corrente de carga Amplitude e correção de fase Para relés de proteção, a avaliação dos valores medidos é baseada em: Característica de operação Cálculo da inclinação Eliminação da seqüência zero Se a adequada combinação do equipamento de teste e amplificadores é usada, os módulos podem controlar até 9 correntes para um teste confortável de proteção de transformadores de três enrolamentos. Para aplicações que não sejam em transformadores, como o teste em proteção diferencial de geradores, os cálculos da corrente são feitos sem o modelo de transformador. Estes modelos de teste são também adequados para o teste de outras funções de relés diferenciais, como função de proteção de retaguarda de sobrecorrente ou uma função de sobrecarga integrada ao relé. Os quatro módulos de teste de forma detalhada: Configuração Diferencial Este módulo simula faltas para verificar que a proteção é estável para faltas fora da zona protegida. Visto que a investigação da estabilidade pode necessitar de observações de múltiplas medidas, o módulo dá ao testador a opção de verificar leituras antes de executar o teste. Os valores atuais lidos no relé sob condições de falta (correntes de operação e restrição de diferentes fases) podem ser introduzidos para que tenhamos uma documentação completa no relatório. O Módulo de Teste Diff Configuration executa verifica: Fiação secundária e TC de interposição (relé eletromecânicos e numéricos) Ajuste correto dos parâmetros de relés digitais (especificação do objeto protegido) Eliminação de seqüência zero 16 * Patente Nos. US 6,396,279 B1 e EP B1

17 OMICRON Característica de operação Diferencial O módulo da característica de operação diferencial testa a operação da proteção para faltas dentro da zona protegida. As correntes injetadas no relé são calculadas pelos valores Idiff/Ibias especificados no plano Idiff/Ibias. Isto mostra diretamente como os fabricantes geralmente especificam a característica de operação. A correta reação do relé, operação ou não operação, é avaliada contra a característica especificada. Característica de Tempo de Trip Diferencial Este módulo testa a dependência do tempo de trip da magnitude da corrente diferencial. A característica de tempo de trip diferencial mede o tempo de trip em correntes diferenciais especificadas. A real configuração de corrente para uma corrente diferencial particular é automaticamente calculada. Os pontos de teste são definidos no diagrama da característica de tempo de trip e a medida é avaliada nesta característica. Restrição Harmônica Os testes de restrição harmônica em relés diferenciais testam as funções de inrush e a saturação do TC. As correntes com superposição de 2nd ou 5th harmônicos são injetadas para este teste. Os pontos de teste são definidos no diagrama da característica de restrição harmônica, onde a corrente diferencial é desenhada em cima do conteúdo harmônico da corrente de teste. Para a simulação de diferentes condições de inrush, a defasagem angular inicial entre o componente fundamental e harmônica pode ser especificada. 17

18 Synchronizer Para se testar um Relé de sincronismo, o equipamento de teste precisa emular a aplicação na qual o Relé é usado. Relés de sincronismo são projetados para medir sistema adjacentes com relação aos ângulos de fase de tensão, freqüência e magnitude, para proteção contra a interconexão de dois sistemas não sincronizados. Synchronizer permite uma sincronização trifásica, se um amplificador de tensão CMS 156 é usado junto com o equipamento de teste CMC 256/156. Para uma sincronização monofásica, não é necessário nenhum amplificador adicional. Com a CMC 256, é possível uma sincronização com três fases a uma fase, usando uma quarta fase de tensão adicional para representar um dos sistemas. Synchronizer pode ser usado no modo monofásico para simular dois sistemas a serem sincronizados ( 1 e 2 ). O sistema 1 esta fixo em uma amplitude e freqüência especificadas. A segunda tensão de saída representa o sistema 2, ou seja, o gerador ou o sistema a ser sincronizado. O sistema 2 é controlado por software em amplitude e freqüência. O software automaticamente detecta o comando de fechamento do disjuntor vindo do Relé e, levando em conta o tempo de fechamento de CB avalia se a sincronização acontece dentro da janela de sincronização. O controle da segunda saída é variável seguindo diferentes modos de teste. A freqüência e amplitude podem ser mudadas linearmente dependendo da rampa da constante de tempo do gerador. Para sincronizar dispositivos que tem funções de ajustes automáticos, os comandos de controle de ajustes (f, f, V, V ), podem ser usados para controlar a segunda tensão de saída. Para simular o melhor possível, um sistema real, um modelo de gerador dinâmico está disponível. As seqüências de contatos binários dos comandos de ajustes, e as mudanças das tensões e freqüências, podem ser monitoradas graficamente para seguir o andamento da sincronização. Um sincronizador é implementado no software, o qual elimina a necessidade de instrumentos de teste adicionais quando do teste em dispositivos de sincronização. Transient Ground Fault Transient Ground Fault testa a decisão direcional em relés de falta à terra. Ele produz uma tensão e corrente transitória durante a falta à terra, com uma simulação de falta com modelo pré-definido de rede. A simulação da rede proporciona testes com formas de ondas de corrente e tensão reais. As grandezas calculadas são determinadas por parâmetros da linha e da rede de alimentação. Para o teste de decisão direcional em relés de falta à terra em estado permanente, a grandeza de falta em estado permanente, após o decaimento do processo transitório, pode ser utilizada continuamente. Para permitir o teste de relés em ambas direções (frente e reversa), a falta pode ser aplicada em diferentes alimentadores. O módulo fornece avaliação automática dos dados medidos, baseados em aplicações especificas dos usuários. Os sinais de saída são mostrados em uma vista separada. Eles também podem ser mostrados ou impressos com geração automática de relatório de teste. A execução do teste pode ser iniciada manualmente ou sincronizada utilizando um sinal externo de trigger. O módulo é de particular ajuda quando ajuste de relés verificação da característica direcional do Relé 18 Os sistemas trifásicos e bifásicos (p.ex. alguns sistemas de estradas de ferro) podem ser facilmente simulados.

19 OMICRON Advanced TransPlay Ferramenta ideal para Localização de defeitos com registradores de faltas Avaliação do Relé com arquivos de transitórios (p.ex. Arquivos gerados pelo EMTP) Testes Ponta a Ponta Advanced transplay é uma ferramenta universal para realizar testes com sinais transitórios utilizando o sistema CMC. Arquivos de sinais transitórios obtidos dos registradores digitais de faltas ou programas de simulação de redes elétricas podem ser carregados, processados e reproduzidos com o Advanced Transplay. A resposta do relé que está sendo testado com estes sinais é gravada e avaliada e um relatório do teste é gerado. O Advanced Transplay aceita os formatos de arquivos COMTRADE (C e P37.111/D11), PL4(formato ASCII para PC) e TRF. Depois de carregar um arquivo transitório, a parte do sinal que será reproduzida é selecionada por meio de marcadores e as partes irrelevantes são ignoradas. É possível repetir partes do sinal, por exemplo, para estender o tempo pré falta. Marcadores podem ser ajustados para assinalar pontos significantes do oscilograma. tal como o ponto de início da falha, partida, disparo, etc. Estes marcadores constituem a base para as medições de tempo. O Advanced Transplay não só produz sinais de tensão e de corrente como também pode reproduzir sinais binários de um registro de faltas via saídas binárias (transistor ou relé) do CMC. Sinais binários adicionais (por exemplo, sinais de envio/recebimento de esquemas baseados em comunicação) podem ser agregados. Durante a reprodução, os sinais de tensão, corrente e binários são aplicados a um relé de proteção. Se necessário, a reprodução pode ser sincronizada via GPS ou por um pulso de tempo aplicado através de uma entrada binária. A resposta da proteção é medida e avaliada por meio de medições de tempo. Medições de tempo absoluto ou relativo são possíveis: Medições de tempo absolutas determinam, por exemplo, os tempos de partida ou disparo do relé enquanto o sinal é reproduzido. Medições relativas comparam a resposta do relé durante a reprodução do sinal e sua resposta original armazenada no registro (referência). Isto possibilita investigar: Se há diferenças entre o registrado e o comportamento real do relé durante a reprodução Como outros relés de proteção operariam sob as mesmas condições. O Advanced Transplay provê um modo de repetição no qual os resultados individuais de cada repetição, assim como os valores médios e desvios padrões (funções estatísticas) são exibidos. Annunciation Checker Hoje, os dispositivos de proteção emitem centenas de diferentes sinais de status de valores analógicos medidos. Cada sinal pode ser mostrado em vários locais. O Annunciation Checker ajuda o engenheiro de comissionamento a verificar que a distribuição de cada mensagem para o local esperado (marshalling) e a fiação foram feitos corretamente. A especificação do teste pode ser criada anteriormente ao teste, e pode também ser flexivelmente adaptado enquanto o teste roda. A especificação do teste é feita em um grid local/sinal. Sinais simulam o dispositivo de proteção e são gerados como disparos ou estados permanentes. O engenheiro de teste pode navegar através do grid de teste em qualquer ordem (p.ex. sinal por sinal ou local por local). Cada célula do grid corresponde a um indicador de sinal em um certo local. A resposta do indicador é avaliada manualmente. Os resultados do teste são resumidos em um relatório de teste arrumado em tabelas. 19

20 Transducer O modulo de software para teste em transdutores de medida permite o teste manual ou automático de qualquer função de medida, assim como Potência Ativa 1- ou 3-fases Potência Reativa 1- ou 3-fases potência Aparente 1- ou 3-fases Freqüência Corrente Tensão (fase-terra, fase-fase) Cos ϕ Ângulo de fase (V-I, V-V, I-I) Quantidades DC (corrente, tensão, potência) Média assinada das correntes O modulo suporta testes dos seguintes tipos de características: Linear Composta Quadrática Simétrica ou não-simétrica A definição da característica correspondente aos ajustes do objeto sob teste é simples e mostrada graficamente. Os ajustes de teste padrão são derivados das definições do objeto sob teste, facilitando a definição de um teste automático da característica dos transdutores. O modo de "teste manual" é usado, se o transdutor de medida é para ser reajustado. Cada grandeza de entrada desejada pode ser gerada para o transdutor. Além disso, ele é fácil de trocar entre pontos significativos da característica, onde o erro do transdutor é mostrado a um certo valor de entrada. Um teste automático inclui a saída seqüencial de uma tabela de pontos de teste predefinida, como também a documentação e avaliação dos resultados. Aqui, os pontos de teste representam os valores de entrada do transdutor de medida. Além disso, o comportamento da mudança da entrada de tensão ou freqüência podem ser executados como uma opção. O erro de um transdutor é determinado comparando o sinal de saída teórico e o sinal medido. Erros relativos, absolutos e de classe são derivados e graficamente exibidos no diagrama. Se múltiplos testes são executados, o erro médio é indicado. Pontos de teste simples ou seqüência de teste podem ser somadas à tabela de pontos de teste. A tabela inclui: Valor de entrada Valor de Saída Erro de Classe Avaliação (Aprovado ou Reprovado) Durante a execução do teste automático, todos os pontos são processados em seqüência. A característica de transferência é representada graficamente e cada ponto de teste é indicado como tendo passado ou falhado. Podem ser escolhidos degraus automáticos ou manuais. Com o degrau manual é possível incluir o teste de mostradores remotos dentro da seqüência de teste completa. Transdutores de medida com três-fios (circuito Aaron) bem como sistemas com quatro fios podem ser testados. Corrente e tensão podem ser gerados com sinais puros ou sobrepostos com harmônicos ou componentes DC. As novas gerações de transdutores freqüentemente tem saídas de ma ou Vdc ao invés de transmitir os dados medidos via protocolo de transferência e/ou visualizar os valores no display. O modo "teste em loop aberto" suporta teste deste tipo de transdutor. 20 Para alcançar precisão para calibração e teste é recomendada que a opção EP (Precisão Estendida) para a CMC 156 ou CMC 256 seja utilizada.

Software Test Universe

Software Test Universe Software Test Universe O compromisso da OMICRON com a inovação também é encontrada em seu poderoso software de teste, especificamente designado para controlar o equipamento de teste CMC. As funcionalidades

Leia mais

Soluções em testes para Sistemas de Proteção e Medição CATÁLOGO DE PRODUTOS

Soluções em testes para Sistemas de Proteção e Medição CATÁLOGO DE PRODUTOS Soluções em testes para Sistemas de Proteção e Medição CATÁLOGO DE PRODUTOS Perfil da Companhia A companhia A OMICRON é uma empresa internacional servindo à indústria elétrica de potência com testes inovadores

Leia mais

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 CE 6003 CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6003 APLICAÇÕES: Testes manuais em relés (eletromecânicos, estáticos, numéricos) Testes automáticos em relés. Testes dinâmicos em relés com reprodução

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DOP TERMO DE REFERÊNCIA 002/2011 - DOP COMPRA DE EQUIPAMENTO PARA TESTES DE RELÉS DE PROTEÇÃO Fevereiro/2011 ÍNDICE 1. CONTEXTUALIZAÇÃO

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO VI ESPECIFICAÇÃO DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS INTELIGENTES A6. Dispositivos Eletrônicos Inteligentes IED s (Relés Microprocessados) A6.1 Introdução Esta especificação técnica tem como objetivo estabelecer

Leia mais

Kyle Distribution Switchgear. ...a proteção que faltava para seu sistema.

Kyle Distribution Switchgear. ...a proteção que faltava para seu sistema. Kyle Distribution Switchgear...a proteção que faltava para seu sistema. Confiabilidade do Sistema Além das Expectativas Complete o quebra-cabeças do seu sistema de proteção com o Relé para Religador Form

Leia mais

Automação dos testes e do gerenciamento da manutenção de relés, medidores e transdutores

Automação dos testes e do gerenciamento da manutenção de relés, medidores e transdutores Automação dos testes e do gerenciamento da manutenção de relés, medidores e transdutores 1 P. S. Pereira; G. E. Lourenço; M. A. Choqueta; S. G. Campos; L. H. P. Junior Resumo Este artigo apresenta o resultado

Leia mais

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação 24 Capítulo III Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Faltas à terra no rotor A função primária do sistema de excitação de um gerador síncrono é regular a tensão

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DOP PROCESSO DE AUTOMAÇÃO E SISTEMAS TERMO DE REFERÊNCIA 005/2011 - DOP AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS INTELIGENTES; RELÉS MULTIFUNCIONAIS

Leia mais

SISTEMA PORTÁTIL PROGRAMÁVEL TRIFÁSICO PARA TESTES EM RELÉS DE PROTEÇÃO EM ESTADO ESTÁVEL, DINÂMICO E EM TRANSIENTES E COM SIMULAÇÃO DE FALHAS

SISTEMA PORTÁTIL PROGRAMÁVEL TRIFÁSICO PARA TESTES EM RELÉS DE PROTEÇÃO EM ESTADO ESTÁVEL, DINÂMICO E EM TRANSIENTES E COM SIMULAÇÃO DE FALHAS SISTEMA PORTÁTIL PROGRAMÁVEL TRIFÁSICO PARA TESTES EM RELÉS DE PROTEÇÃO EM ESTADO ESTÁVEL, DINÂMICO E EM TRANSIENTES E COM SIMULAÇÃO DE FALHAS 6V6I Descrição Técnica INFORMAÇÕES GERAIS Os elementos de

Leia mais

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição

PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição PowerSpy Sistema de Monitoramento de Painéis de Distribuição Uma solução completa para a medição e monitoramento de um vasto conjunto de grandezas elétricas, com indicações de valores individuais para

Leia mais

Capítulo X Automação elétrica industrial Equipe de engenharia da Schweitzer Engineering Laboratories (SEL)

Capítulo X Automação elétrica industrial Equipe de engenharia da Schweitzer Engineering Laboratories (SEL) 52 Apoio Automação de subestações Capítulo X Automação elétrica industrial Equipe de engenharia da Schweitzer Engineering Laboratories (SEL) A instalação de relés microprocessados em indústrias tornou-se

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Gerenciamento. Controlador de Fator de Potência. Self Control

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Gerenciamento. Controlador de Fator de Potência. Self Control MANUAL DO USUÁRIO Software de Gerenciamento Controlador de Fator de Potência Self Control ÍNDICE 1.0 INTRODUÇÃO 4 1.1 Aplicações 4 2.0 CARACTERÍSTICAS 4 2.1 Compatibilidade 4 3.0 INSTALAÇÃO 4 4.0 INICIALIZAÇÃO

Leia mais

UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40

UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40 UNITROL 1000 Regulador compacto de tensão para máquinas síncronas menores UNITROL 1000-15 e UNITROL 1000-40 Copyright 2000 Photodisc, Inc. 5812-01 A ampla gama de aplicações do UNITROL 1000-15 O UNITROL

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: Schneider Modelo: SEPAM T87 Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Ferramenta Utilizada: CE-6006

Leia mais

Action₀EMS Power System Simulator

Action₀EMS Power System Simulator SCLN 212, Bloco D, Sala 101 Brasília DF CEP: 70.865-540 fone: +55 61 3340-8486 contato@spinengenharia.com.br www.spinengenharia.com.br Action₀EMS Power System Simulator Descrição Funcional 00101.01 Action₀EMS

Leia mais

Relé de proteção do diferencial 865

Relé de proteção do diferencial 865 Relé de proteção do diferencial 865 Para a proteção do diferencial de motores, transformadores e geradores Boletim 865, Série A Guia de especificações Sumário Página de descrição da seção 1.0 Características

Leia mais

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104 UMG 104 UMG 104-Mais do que um ples Multímetro O UMG 104 equipado com um DSP de 500 MHz (processador de sinal digital) é um analisador de tensão muito rápido e potente. A varredura contínua dos 8 canais

Leia mais

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power s Totally Integrated Power Ferramentas SIMARIS Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Answers for infrastructure and cities. Planejamento de distribuição de energia mais

Leia mais

CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS

CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS CURSO: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO DE: A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS DIRIGIDO À Engenheiros

Leia mais

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S UMG 96S UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida Os instrumentos de medição universal com montagem embutida da família de produto UMG 96S foram principalmente concebidos para utilização

Leia mais

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6710

CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6710 CE-6710 CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS DE PROTEÇÃO CE-6710 APLICAÇÕES: Testes manuais em relés (eletromecânicos, estáticos, numéricos e IED s). Teste com o Protocolo IEC 61850 envia e recebe mensagens GOOSE

Leia mais

Teste de IEDs Baseados na IEC 61850

Teste de IEDs Baseados na IEC 61850 1 Teste de IEDs Baseados na IEC 61850 M. E. de C. Paulino, Member, IEEE Abstract - A integração de IEDs multifuncionais em subestações complexas requer desenvolvimento de um protocolo padrão que reúna

Leia mais

Regulador Digital de Tensão DIGUREG

Regulador Digital de Tensão DIGUREG Regulador Digital de Tensão DIGUREG Totalmente digital. Software para parametrização e diagnósticos extremamente amigável. Operação simples e confiável. Ideal para máquinas de pequena a média potência.

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO II ESPECIFICAÇÕES PARA UCD / CONCENTRADOR DE DADOS A2. Unidade Controle Digital Remota / Concentrador de Dados 2.1. Introdução Esta seção tem a finalidade de especificar tecnicamente a Unidade de

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL 1. INTRODUÇÃO / DEFINIÇÕES

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL 1. INTRODUÇÃO / DEFINIÇÕES 1 INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL 1. INTRODUÇÃO / DEFINIÇÕES 1.1 - Instrumentação Importância Medições experimentais ou de laboratório. Medições em produtos comerciais com outra finalidade principal. 1.2 - Transdutores

Leia mais

Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima*

Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* 30 Capítulo VI Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas, falha de disjuntor e energização inadvertida Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Proteção contra motorização e correntes desbalanceadas

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas SYNCHROTACT 5 Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas Aplicação SYNCHROTACT 5 é a quinta geração dos equipamentos para sincronização produzidos pela ABB Switzerland

Leia mais

SIMULADOR DE SISTEMAS DE PROTEÇÃO, CONTROLE E SUPERVISÃO: UMA FERRAMENTA PARA CAPACITAÇÃO DA OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO.

SIMULADOR DE SISTEMAS DE PROTEÇÃO, CONTROLE E SUPERVISÃO: UMA FERRAMENTA PARA CAPACITAÇÃO DA OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO. SIMULADOR DE SISTEMAS DE PROTEÇÃO, CONTROLE E SUPERVISÃO: UMA FERRAMENTA PARA CAPACITAÇÃO DA OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO. J. A. P. MOUTINHO Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A ELETRONORTE Brasil RESUMO

Leia mais

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S. A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE DE MOTORES CA - MANUAL DO PROFESSOR

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S. A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE DE MOTORES CA - MANUAL DO PROFESSOR WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S. A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE DE MOTORES CA - MANUAL DO PROFESSOR CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT CONTROLE DE VELOCIDADE

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Objetivo: Teste da curva do elemento de sobrecarga

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Objetivo: Teste da curva do elemento de sobrecarga Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: ABB Modelo: SPAM 150 C Funções: 49 ou PTTR - Sobrecarga Térmica Ferramenta Utilizada: CE-6003 & CE-6006 Objetivo: Teste da curva do elemento

Leia mais

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO O controlador CDE4000 é um equipamento para controle de demanda e fator de potência. Este controle é feito em sincronismo com a medição da concessionária, através dos dados

Leia mais

Manual de Parametrização pela IHM

Manual de Parametrização pela IHM Manual de Parametrização pela IHM Liberando acesso para modo de parametrização Pressione o botão para aparecer à seguinte tela: A senha de fábrica é: 0000 Caso tenha alterado a senha, coloque a senha atual.

Leia mais

NT 6.010. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Elio Vicentini Ermínio Belvedere João Martins.

NT 6.010. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Elio Vicentini Ermínio Belvedere João Martins. NT 6.010 Requisitos Mínimos Para Interligação de Gerador de Consumidor Secundário com a Rede de Distribuição da Eletropaulo Metropolitana com Paralelismo Momentâneo Nota Técnica Diretoria de Planejamento

Leia mais

Dos Relés Eletromecânicos aos Relés Digitais Desenvolvimento das Técnicas e Evolução dos Procedimentos de Teste

Dos Relés Eletromecânicos aos Relés Digitais Desenvolvimento das Técnicas e Evolução dos Procedimentos de Teste Marcelo Paulino - mecpaulino@yahoo.com.br 10/06/2013 1 Dos Relés Eletromecânicos aos Relés Digitais Desenvolvimento das Técnicas e Evolução dos Procedimentos de Teste Marcelo Paulino Guilherme Penariol

Leia mais

Aplicações de Relés Microprocessados na Distribuição

Aplicações de Relés Microprocessados na Distribuição Aplicações de Relés Microprocessados na Distribuição Karl Zimmerman Schweitzer Engineering Laboratories, Inc. Belleville, IL USA RESUMO Avanços na tecnologia usando microprocessadores têm resultado em

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 69 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA

PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 69 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO Título PARALELISMO MOMENTÂNEO DE GERADOR COM O SISTEMA PRIMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO ATÉ 69 kv, COM OPERAÇÃO EM RAMPA Código NTD-00.024 Data da emissão 05.11.2009 Data da última

Leia mais

Área de Distribuição e Comercialização Identificação do Trabalho: BR-53 São Paulo, Brasil, Setembro de 2002

Área de Distribuição e Comercialização Identificação do Trabalho: BR-53 São Paulo, Brasil, Setembro de 2002 COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

DOS SANTOS FRANCO /FRANCISCO JOSÉ ROCHA DE SANTANA

DOS SANTOS FRANCO /FRANCISCO JOSÉ ROCHA DE SANTANA COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

EXPERIÊNCIA 5 OSCILOSCÓPIO DIGITAL

EXPERIÊNCIA 5 OSCILOSCÓPIO DIGITAL EXPERIÊNCIA 5 OSCILOSCÓPIO DIGITAL 1. INTRODUÇÃO TEÓRICA 1.1 VERIFICAÇÃO FUNCIONAL Esta rápida verificação deve ser executada para comprovar se o instrumento está funcionando corretamente. Ligue o instrumento

Leia mais

IX Seminário Técnico de Proteção e Controle. 1 o a 5 de Junho de 2008. Belo Horizonte Minas Gerais Brasil

IX Seminário Técnico de Proteção e Controle. 1 o a 5 de Junho de 2008. Belo Horizonte Minas Gerais Brasil IX Seminário Técnico de Proteção e Controle 1 o a 5 de Junho de 2008 Belo Horizonte Minas Gerais Brasil Testes de Performance em IED s através de ensaios utilizando mensagens GOOSE (IEC61850) Paulo Sérgio

Leia mais

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master)

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Este documento é propriedade da ALTUS Sistemas de Informática S.A., não podendo ser reproduzido sem seu prévio consentimento. Altus

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

SMART CONNECT X835 MANUAL DO USUÁRIO 2014 V1.1

SMART CONNECT X835 MANUAL DO USUÁRIO 2014 V1.1 SMART CONNECT X835 MANUAL DO USUÁRIO 2014 V1.1 Importantes informações de segurança estão contidas na seção de manutenção. Familiarize se com estas informações antes de instalar ou outros procedimentos.

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: SCHWEITZER (SEL) Modelo: 751A Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Ferramenta Utilizada: CE-6006

Leia mais

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48)

Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Eletrônica de Potência (ENGC48) Tema: Conversores CA-CC Monofásicos Controlados Prof.: Eduardo Simas eduardo.simas@ufba.br

Leia mais

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado.

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado. NT.005 Requisitos Mínimos para Interligação de Gerador de Consumidor Primário com a Rede de Distribuição da Eletropaulo Metropolitana com Paralelismo Momentâneo Nota Técnica Diretoria de Planejamento e

Leia mais

Submódulo 2.6. Requisitos mínimos para os sistemas de proteção e de telecomunicações

Submódulo 2.6. Requisitos mínimos para os sistemas de proteção e de telecomunicações Submódulo 2.6 Requisitos mínimos para os sistemas de proteção e de telecomunicações Rev. Nº. Motivo da revisão Data de aprovação pelo ONS Data e instrumento de aprovação pela ANEEL 0.0 Este documento foi

Leia mais

SAPNET Sistema de Análise de Perturbações da CEMIG

SAPNET Sistema de Análise de Perturbações da CEMIG GPC / 02 17 a 22 de Outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil GRUPO V TEMA 2 SAPNET Sistema de Análise de Perturbações da CEMIG Gomes, N.S.(*) Andrade, S.R.C. Costa, C.A.B. Coutinho, C. E. B. CEMIG

Leia mais

Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência

Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência 2 Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência A Família PS 6000 é o mais recente sistema de solda por resistência

Leia mais

Perfil. Proteções. Nobreak Senoidal On-line Trifásico - Dupla Conversão. 10 a 100 kva

Perfil. Proteções. Nobreak Senoidal On-line Trifásico - Dupla Conversão. 10 a 100 kva 10 a 100 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas de 10 a 50KVA de 60 a 100KVA Perfil Nobreak Senoidal On-line Trifásico - Dupla Conversão A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado

INSTRUMENTOS PARA TESTES ELÉTRICOS Tutorial de Teste. Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: Relé de Proteção Marca: SCHWEITZER (SEL) Modelo: 421 Funções: 50 ou PIOC sobrecorrente instantâneo e 51 ou PTOC sobrecorrente temporizado Ferramenta Utilizada: CE-6006

Leia mais

Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios

Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios 30 Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios Equipe de engenharia da Schweitzer Engineering Laboratories (SEL) A principal ferramenta para a operação de uma subestação de energia

Leia mais

Sistema Multibombas Controle Móvel CFW-11

Sistema Multibombas Controle Móvel CFW-11 Motores Energia Automação Tintas Sistema Multibombas Controle Móvel CFW-11 Manual de Aplicação Idioma: Português Documento: 10000122732 / 01 Manual de Aplicação para Sistema Multibombas Controle Móvel

Leia mais

Sistemas de controle para processos de bateladas

Sistemas de controle para processos de bateladas Sistemas de controle para processos de bateladas Por Alan Liberalesso* Há algum tempo os processos de batelada deixaram de ser um mistério nas indústrias e no ambiente de automação. O cenário atual nos

Leia mais

O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA

O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA Quim. Nova, Vol. 38, No. 3, S1-S6, 2015 O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA Fernando Arruda Mendes de Oliveira a,b, Eduardo Ribeiro

Leia mais

KID MANUAL DE SOFTWARE

KID MANUAL DE SOFTWARE KID MANUAL DE SOFTWARE Sumário 1.1. O que é Programação em Blocos?... 3 1.2. Conhecendo o KID Programador... 3 1.2.1. Instalação do Software... 3 1.2.2. Áreas do Software... 5 1.3. Blocos usados para Programação...

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA TEMA DA AULA EQUIPAMENTOS DA SE PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA COMPONENTES SUBESTAÇÕES OBJETIVOS Apresentar os principais equipamentos

Leia mais

Usando os Synchrophasors do Relé SEL- 421 em Aplicações Básicas

Usando os Synchrophasors do Relé SEL- 421 em Aplicações Básicas Usando os Synchrophasors do Relé SEL- 421 em Aplicações Básicas Chris Anderson, Brian Fearn, Armando Guzman e Roy Moxley INTRODUÇÃO A medição fasorial sincronizada fornece dados do sistema de potência

Leia mais

Sistema UPS (Uninterruptible Power Supply) 160 kva

Sistema UPS (Uninterruptible Power Supply) 160 kva Sistema UPS (Uninterruptible Power Supply) 160 kva 1. Características gerais 1.1. Sistema de alimentação ininterrupta trifásico, especificado para no mínimo 160 kva, na configuração SINGELO, contendo banco

Leia mais

Guia prático para configuração, coleta e utilização de oscilografias em relés digitais

Guia prático para configuração, coleta e utilização de oscilografias em relés digitais Guia prático para configuração, coleta e utilização de oscilografias em relés digitais Rafael Cardoso 1. OBJETIVO: Este guia de aplicação tem o objetivo de apresentar uma importante ferramenta disponível

Leia mais

Industrial. CVI3 Sistema de montagem avançado. More Than Productivity. Soluções integradas Controle avançado do processo Flexibilidade incomparável

Industrial. CVI3 Sistema de montagem avançado. More Than Productivity. Soluções integradas Controle avançado do processo Flexibilidade incomparável Industrial Tools 3 Sistema de montagem avançado Soluções integradas Controle avançado do processo Flexibilidade incomparável More Than Productivity Soluções totalmente integradas para aplicações delicadas

Leia mais

3.3 Operação em Rampa Transferência de carga de modo gradativo entre a Distribuidora e um gerador de consumidor ou vice-versa.

3.3 Operação em Rampa Transferência de carga de modo gradativo entre a Distribuidora e um gerador de consumidor ou vice-versa. O SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, COM OPERAÇÃO Processo: PROJETO E CONSTRUÇÃO Subprocesso: INSTALAÇÃO ELÉTRICA DE CONSUMIDOR PCI.00.05 1/9 Primeira 1. OBJETIVO Estabelecer os critérios e requisitos necessários

Leia mais

abb Características Ficha técnica IDM 96 Multimedidor Três displays de LED

abb Características Ficha técnica IDM 96 Multimedidor Três displays de LED Ficha técnica IDM 96 Multimedidor Multimedidor para sistemas trifásicos ou monofásicos com medição de 56 variáveis elétricas. Possui medição de harmônicas até a 63ª ordem, THD para corrente e captura de

Leia mais

Controle e Estabilidade de Sistemas Elétricos de Potência. Antonio J.A. Simões Costa e Aguinaldo S. e Silva

Controle e Estabilidade de Sistemas Elétricos de Potência. Antonio J.A. Simões Costa e Aguinaldo S. e Silva Controle e Estabilidade de Sistemas Elétricos de Potência Antonio J.A. Simões Costa e Aguinaldo S. e Silva Florianópolis, agosto de 2000 Capítulo 1 Introdução 1.1 Controle de Freqüência e Tensão na Operação

Leia mais

Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos

Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos Sistema de Excitação e Regulação Digital de Tensão RG3 para geradores síncronos Características operacionais Equipamento padrão Confiabilidade Elevada disponibilidade Facilidades da tecnologia digital

Leia mais

UNITROL 5000 Sistemas de excitação para máquinas síncronas de médio e grande porte

UNITROL 5000 Sistemas de excitação para máquinas síncronas de médio e grande porte UNITROL 5000 Sistemas de excitação para máquinas síncronas de médio e grande porte Copyright 2000 Photodisc, Inc. 275 371 UNITROL 5000 Visão Geral O UNITROL 5000 é o produto mais poderoso da série de sistemas

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A. de acordo com IEC 61000-4-30 UMG 511

UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A. de acordo com IEC 61000-4-30 UMG 511 UMG 511 UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A de acordo com IEC 61000-4-30 O analisador de qualidade de energia UMG 511 é particularmente adequado para monitorar a qualidade da energia de

Leia mais

Eletrônicos PAE. Componente Curricular: Práticas de Acionamentos. 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08

Eletrônicos PAE. Componente Curricular: Práticas de Acionamentos. 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08 1 Componente Curricular: Práticas de Acionamentos Eletrônicos PAE 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08 OBJETIVO: 1) Efetuar a programação por meio de comandos de parametrização para

Leia mais

Controle e proteção de alimentadores REF615 Guia do Produto

Controle e proteção de alimentadores REF615 Guia do Produto Guia do Produto Conteúdo 1. Descrição...3 2. Configurações padrão...3 3. Funções de proteção...7 4. Aplicações...9 5. Controle...12 6. Medição...12 7. Registrador de perturbações...13 8. Registro de eventos...13

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL

SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL MODELO: CARACTERÍSTICAS 32 Pontos de Entrada / 32 Pontos de Saída. 3 Módulos Básicos: Controlador de Entrada, Simulador de Saída, Contador & Simulador

Leia mais

Submódulo 12.2. Instalação do sistema de medição para faturamento

Submódulo 12.2. Instalação do sistema de medição para faturamento Submódulo 2.2 Instalação do sistema de medição para faturamento Rev. Nº. Motivo da revisão Data de aprovação pelo ONS Data e instrumento de aprovação pela ANEEL 0 Este documento foi motivado pela criação

Leia mais

Tecnologia Inversor: Freqüência de saída Capacidade de sobrecarga: Fusíveis de Proteção: Proteção da Bateria:

Tecnologia Inversor: Freqüência de saída Capacidade de sobrecarga: Fusíveis de Proteção: Proteção da Bateria: Sistema de proteção e fornecimento de energia elétrica ininterrupto, com tempo limitado a capacidade das baterias, autonomia de 10 (dez) minutos em plena carga, capacidade de 30KVA, 24.000W, entrada e

Leia mais

4. Controlador Lógico Programável

4. Controlador Lógico Programável 4. Controlador Lógico Programável INTRODUÇÃO O Controlador Lógico Programável, ou simplesmente PLC (Programmiable Logic Controller), pode ser definido como um dispositivo de estado sólido - um Computador

Leia mais

Nobreak. 10 a 50 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES

Nobreak. 10 a 50 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES Nobreak senoidal on-line trifásico dupla conversao ~ 10 a 50 kva PERFIL Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas Sinus Triphases 10 a 50 kva A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

ESTUDO, PROJETO E DESENVOLVIMENTO DE AMPLIFICADORES DE CORRENTE E TENSÃO PARA TESTES DE RELÉS

ESTUDO, PROJETO E DESENVOLVIMENTO DE AMPLIFICADORES DE CORRENTE E TENSÃO PARA TESTES DE RELÉS ESTUDO, PROJETO E DESENVOLVIMENTO DE AMPLIFICADORES DE CORRENTE E TENSÃO PARA TESTES DE RELÉS Paulo Sérgio Pereira Junior (1) Paulo Sérgio Pereira (1) Gustavo Espinha Lourenço (1) Cristiano Martins Moreira

Leia mais

Fontes CC. Principais características. www.supplier.ind.br

Fontes CC. Principais características. www.supplier.ind.br A SUPPLIER Indústria e Comércio de Eletroeletrônicos Ltda é uma empresa constituída com o objetivo de atuar no setor das Indústrias Eletroeletrônicas, principalmente na fabricação de fontes de alimentação

Leia mais

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Filippe Pereira Dolgoff Engenheiro de Aplicação Produtos e Sistema de Baixa Tensão ABB 1 INTRODUÇÃO Um sistema elétrico

Leia mais

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05 Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração Revisão 1 Mai2005 O é um sistema inteligente de Monitoramento, Aquisição de Dados e Supervisão Local para utilização com os softwares da linha Dynamic.

Leia mais

Realizar Novas Ligações. Executar Ligação AT. HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Edição Data Alterações em relação à edição anterior

Realizar Novas Ligações. Executar Ligação AT. HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Edição Data Alterações em relação à edição anterior Paralelismo Momentâneo de Gerador com o Sistema de Distribuição com Processo Atividade Realizar Novas Ligações Executar Ligação AT Código Edição Data SM04.08-00.005 2ª Folha 1 DE 10 11/11/2010 HISTÓRICO

Leia mais

VIPMON. VIPMON Software de monitoramento. 21.15.001_VIPMON_REV 04.doc 1

VIPMON. VIPMON Software de monitoramento. 21.15.001_VIPMON_REV 04.doc 1 Software de monitoramento 21.15.001 REV 04.doc 1 Tópicos da Ajuda 01. 03 02. INSTALAÇÃO 03 03. DESINSTALAÇÃO 05 04. INICIANDO O 08 05. CONFIGURAÇÃO DO TIPO DE COMUNICAÇÃO 09 06. E-MAIL 12 07. MENSAGENS

Leia mais

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005

OCUPAÇÃO 19 DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 DESCRITIVO TÉCNICO OCUPAÇÃO 19 Data de Aprovação:18/12/2003 Data de Revisão: Dezembro de 2005 A Comissão de Diretores do SENAI Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento determina, de acordo com as normas

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

IX Seminário Técnico de Proteção e Controle. 1 a 5 de Junho de 2008. Belo Horizonte Minas Gerais Brasil

IX Seminário Técnico de Proteção e Controle. 1 a 5 de Junho de 2008. Belo Horizonte Minas Gerais Brasil IX Seminário Técnico de Proteção e Controle 1 a 5 de Junho de 2008 Belo Horizonte Minas Gerais Brasil Diretrizes para Ensaios de Interoperabilidade e Testes Funcionais em Relés Multifuncionais Baseados

Leia mais

Nobreak. 3,2 a 20 kva PERFIL PROTEÇÕES. senoidal on-line - dupla convers o

Nobreak. 3,2 a 20 kva PERFIL PROTEÇÕES. senoidal on-line - dupla convers o Nobreak senoidal on-line - dupla convers o modelos isolados e n o isolados com PFC opcional 3,2 a 20 kva Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas PERFIL O nobreak inteligente

Leia mais

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação Informática Aplicada Revisão para a Avaliação 1) Sobre o sistema operacional Windows 7, marque verdadeira ou falsa para cada afirmação: a) Por meio do recurso Windows Update é possível manter o sistema

Leia mais

Acompanha 4 garras de corrente flexível para até 3.000A. NORMAS CE PT 61010-032 EN 61010-1 LVD Directiva 2006/95/CE EMC 2004/108/EC

Acompanha 4 garras de corrente flexível para até 3.000A. NORMAS CE PT 61010-032 EN 61010-1 LVD Directiva 2006/95/CE EMC 2004/108/EC Profissional analisador de qualidade de energia para as fase monofásica e trifásica geral O Analisador modelo78 é um analisador de rede profissional para medição e registro dos parâmetros elétricos da

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico

Figura 1 - Diagrama de Bloco de um Inversor Típico Guia de Aplicação de Partida Suave e Inversores CA Walter J Lukitsch PE Gary Woltersdorf John Streicher Allen-Bradley Company Milwaukee, WI Resumo: Normalmente, existem várias opções para partidas de motores.

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores I

Arquitetura e Organização de Computadores I Arquitetura e Organização de Computadores I Interrupções e Estrutura de Interconexão Prof. Material adaptado e traduzido de: STALLINGS, William. Arquitetura e Organização de Computadores. 5ª edição Interrupções

Leia mais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Universidade Federal de Itajubá UNIFEI Cap.4 - Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Prof. Dr. Fernando Nunes Belchior fnbelchior@hotmail.com fnbelchior@unifei.edu.br Medição de Tensão

Leia mais

AULA 02 2. USO DE FERRAMENTAS DE SUPORTE DO SISTEMA

AULA 02 2. USO DE FERRAMENTAS DE SUPORTE DO SISTEMA AULA 02 2. USO DE FERRAMENTAS DE SUPORTE DO SISTEMA 2.1 Desfragmentador de Disco (DFRG.MSC): Examina unidades de disco para efetuar a desfragmentação. Quando uma unidade está fragmentada, arquivos grandes

Leia mais

Os Diferentes tipos de No-Breaks

Os Diferentes tipos de No-Breaks Os Diferentes tipos de No-Breaks White Paper # 1 Revisão 4 Resumo Executivo Existe muita confusão no mercado a respeito dos diferentes tipos de No-Breaks e suas características. Cada um desses tipos será

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil Paulo Sergio Pereira Junior Conprove Engenharia Ltda. Paulo Sergio Pereira Conprove

Leia mais

ANALISADOR DE QUALIDADE DE ENERGIA MODELO PQM-701 CLASSE A SEGUNDO NORMA 6100-4-30

ANALISADOR DE QUALIDADE DE ENERGIA MODELO PQM-701 CLASSE A SEGUNDO NORMA 6100-4-30 ANALISADOR DE QUALIDADE DE ENERGIA MODELO PQM-701 CLASSE A SEGUNDO NORMA 6100-4-30 Suporte redes do tipo: Monofásico; Bifásico, com neutro comum; Trifásico com ligação estrela com e sem neutro Trifásico

Leia mais

Regular a tensão com conforto. REGSys. com funções adicionais inteligentes: Nós efectuamos a regulação.

Regular a tensão com conforto. REGSys. com funções adicionais inteligentes: Nós efectuamos a regulação. Nós efectuamos a regulação. REGSys Regular a tensão com conforto com funções adicionais inteligentes: Registador Logbook Modo conversor Estatiscista Monitorização do transformador ParaGramer Programação

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK

SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK ONLINE DUPLA CONVERSÃO 3,2 a 20 kva INDICADO PARA CARGAS CRÍTICAS Expansão de autonomia Bivolt, Monovolt 220V e Tri-Mono zero 8 proteções para a carga contra problemas da

Leia mais