DINOP e URO. Projeto Básico. Versão Solução de Monitoramento Integrado de Segurança e Ambiência. Brasília (DF), 23 de julho de 2014.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DINOP e URO. Projeto Básico. Versão - 2.9.1 Solução de Monitoramento Integrado de Segurança e Ambiência. Brasília (DF), 23 de julho de 2014."

Transcrição

1 Brasília (DF), 23 de julho de DINOP e URO Versão Solução de Monitoramento Integrado de Segurança e Ambiência Página 1 de 57

2 Sumário Banco do Brasil S.A. 1. OBJETO ESCOPO DOS SERVIÇOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REQUISITOS TÉCNICOS FUNCIONAIS DOS SERVIÇOS DE DISPONIBILIDADE Objetivo funcional do PSIM: Arquitetura funcional do aplicativo Integração com Sistemas Externos Requisitos funcionais do PSIM SERVIÇO DE DISPONIBILIDADE DOS MÓDULOS DO PSIM MGA - Módulo de Gerenciamento de Acesso MGC - Módulo de Gerenciamento de Cadastro MCR - Módulo de Configuração de Regras MRE - Módulo de Recepção de Eventos MTE - Módulo de Tratamento de Eventos MGV - Módulo de Gerenciamento de Vídeo MGD - Módulo de Gestão de Desempenho MGU - Módulo de Gerenciamento de Utilitários MIG - Módulo de Informações Geográficas MOS - Módulo de Ordem de Serviço MGR - Módulo de Gestão de Relatórios MAC - Módulo de Abertura de Cofres MGP - Módulo de Gerenciamento de Pessoas SERVIÇOS DE DISPONIBILIDADE DOS MÓDULOS - REQUISITOS FUNCIONAIS MGA - Módulo de Gerenciamento de Acesso Requisitos funcionais MGC - Módulo de Gerenciamento de Cadastro - Requisitos funcionais MRE - Módulo de Recepção de Eventos - Requisitos funcionais MCR - Módulo de Configuração de Regras - Requisitos funcionais MTE - Módulo de Tratamento de Eventos Requisitos funcionais MGV - Módulo de Gerenciamento de Vídeo Requisitos funcionais MGD - Módulo de Gestão de Desempenho Requisitos funcionais MGU - Módulo de Gerenciamento de Utilitários Requisitos funcionais MGP - Módulo Gráfico de Localização Requisitos funcionais MGR - Módulo de Gestão de Relatórios I,II e II Requisitos funcionais MAC - Módulo de Abertura de Cofres MCA - Módulo de Gerenciamento de Pessoas SERVIÇOS DE DISPONIBILIDADE DOS MEDIADORES REQUISITOS FUNCIONAIS O PSIM deve incorporar e manter funcional os mediadores para os seguintes sistemas da CONTRATANTE: DIMENSIONAMENTO Capacidade operacional do PSIM: Características básicas dos ambientes monitorados: Tipo de Ambientes: ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REQUISITOS TÉCNICOS NÃO FUNCIONAIS Processamento - Requisitos A Arquitetura Servidor Banco de Dados Redes Requisitos do PSIM Armazenamento/Backup Requisitos do PSIM Gerenciamento e Operação CONDIÇÕES DE ACEITE TREINAMENTO Página 2 de 57

3 11. PLANO DE IMPLANTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE DISPONIBILIDADE DOS MÓDULOS DO PSIM E MEDIADORES ACORDO DE NÍVEIS DE SERVIÇOS - ANS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS: GARANTIA FINANCEIRA PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO FORA DO ESCOPO ASPECTOS DE SEGURANÇA VIGÊNCIA Página 3 de 57

4 1. OBJETO Banco do Brasil S.A Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de disponibilidade operacional 1 de aplicativo de gestão e tratamento de informações de segurança física PSIM 2 (Physical Security Information Management) para monitoramento de ambientes bancários 1.2. Os serviços de disponibilidade operacional do aplicativo, objeto da licitação, serão prestados em dependências do CONTRATANTE, em Brasília (DF). 2. ESCOPO DOS SERVIÇOS 2.1. Os serviços de disponibilidade operacional do PSIM compreendem a sustentação de módulos 3 e mediadores A PROPONENTE prestará os seguintes serviços: Instalação e configuração do PSIM nos ambientes de TI do CONTRATANTE: Com todos os requisitos funcionais e não funcionais especificados neste documento Disponibilidade do PSIM nos ambientes de servidores do CONTRATANTE para uso pelas centrais de monitoramento: mediante a disponibilização de módulos e mediadores, bem como a realização de manutenções preventivas, manutenções corretivas, manutenções evolutivas e atualizações de segurança por meio de suporte técnico, lotado na central de segurança do CONTRATANTE, em Brasília (DF), no horário de 09h00min as 18h00min horas, em dias úteis Disponibilidade dos módulos e mediadores do PSIM, mediante a cessão de direito de uso, realização de manutenções preventivas, manutenções corretivas, manutenções evolutivas e atualizações de segurança por meio de suporte técnico, lotado no ambiente do CONTRATANTE, em Brasília (DF), no horário de 09h00min as18h00min horas, em dias úteis Nestes serviços estão inclusas todas as atividades necessárias para: Disponibilizar os mediadores orientados a receber eventos dispositivo/equipamentos, utilitários corporativos e outros aplicativos corporativos do CONTRATANTE. 1 Disponibilidade de serviços operacionais é prover o CONTRATANTE de todos os recursos necessários para execução dos serviços (licenças de aplicativos, suporte técnico, treinamento, manutenções, etc.) 2 PSIM é uma categoria de aplicativo que fornece uma plataforma e aplicativos criados por desenvolvedores, destinadas a integrar várias aplicações de segurança e dispositivos conectados e controlá-los através de um abrangente interface de usuário. Ele coleta e correlaciona eventos de dispositivos de segurança díspares e sistemas de informação (vídeo, controle de acesso, sensores, redes, sistemas de construção, etc) existentes para capacitar pessoal para identificar e resolver situações de forma proativa. Integração PSIM possibilita inúmeros benefícios organizacionais, incluindo maior controle, maior conhecimento da situação e elaboração de relatórios de gestão. Em última análise, estas soluções permitem que as organizações a reduzir os custos através da melhoria da eficiência e melhorar a segurança através do aumento da inteligência (Mais detalhes no Glossário no final do documento). 3 Módulo é um conceito onde o sistema ou aplicativo é divido em partes distintas 4 Mediador é um programa que faz a mediação entre PSIM e os aplicativos e dispositivos integrados, por meio de interfaces de integração de aplicativos (API Application Programming Interface). Página 4 de 57

5 Uso das funcionalidades em todas as estações de trabalho do CONTRATANTE Plantão técnico presencial e à distância: disponibilidade de serviço, fora do horário comercial, para oferecer suporte aos sistemas de segurança eletrônica, mediante agendamento pelo CONTRATANTE Construção de até 05 (cinco) novos mediadores com dispositivos/equipamentos instalados nas unidades monitoradas por ano a pedido e critério do CONTRATANTE Construção de até 04 (quatro) novos mediadores com aplicativos corporativos e integração com utilitários corporativos do CONTRATANTE por ano a pedido e critério do CONTRATANTE Treinamento dos usuários: nas centrais de segurança do CONTRATANTE, para a utilização das funcionalidades do PSIM Modelagem de processos 5 : disponibilidade de serviços para a modelagem de processos Manutenção evolutiva do PSIM Disponibilidade de sistemas monitorados ativos no PSIM nas centrais de monitoramento do CONTRATANTE: Os sistemas monitorados serão divididos da seguinte forma: Sistema de CFTV; Sistema de Detecção de Intrusão/Incêndio; Sistema de resposta a intrusão/incêndio; Sistema de Controle de Acesso Físico; Sistema de Controle de Acesso a Cofre/Casa-forte; Sistema de automação predial. 5 Processos: neste contexto, entende-se por processo cada tratamento de evento sistematizado pelo PSIM. Geralmente envolve o Núcleo do aplicativo e os mediadores. Página 5 de 57

6 3. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REQUISITOS TÉCNICOS FUNCIONAIS DOS SERVIÇOS DE DISPONIBILIDADE 3.1. Objetivo funcional do PSIM: Prover o CONTRATANTE de um aplicativo modular para execução do monitoramento e tratamento de eventos e situações para verificação do estado de segurança e ambiência das unidades monitoradas Possuir capacidade de melhoria extensiva para atender e adaptar-se aos objetivos operacionais do CONTRATANTE Possuir capacidade de integração limitada às funcionalidades disponíveis na API do fabricante, com dispositivos e aplicativos de sensoriamento, vídeo, áudio, supervisão, telefonia de diversos fabricantes nacionais e internacionais, tais como: GIS sistemas de mapeamento; Sistema de detecção de intrusão; Sistema de detecção de intrusão perimetral; Alarme de segurança; CFTV - Circuito Fechado de TV; Análise de conteúdo de vídeo; Controle de acesso de sistemas; Detecção de incêndios; Sistema de controle de iluminação; Sistema de vigilância de energia; Intercom & IP telefone; Barreiras automatizadas; Sistemas de gestão do edifício, como Aquecimento, HAVC, controle de elevadores / elevadores, etc. Vigilância eletrônica EAS; Radar baseado detecção e radar de vigilância de perímetro Fornecer instruções padronizadas para resolver a situação em analise de forma à otimizar e planejar o tratamento, a resposta, o acionamento de intervenientes e a consulta da situação Atuar como um gestor para as funções de segurança e operações, unificando o comando operacional e facilitando seu controle via interface gráfica do usuário Permitir personalização, atendendo às restrições e objetivos operacionais Fornecer interface para modelagem de processos não exigindo dos usuários conhecimento de tecnologias de informação (TI) Ser projetado e construído como um sistema corporativo, com perfeita integração com os ambientes de TI do CONTRATANTE, incluindo o cumprimento das normas e restrições de segurança e práticas de manutenção. Página 6 de 57

7 Responder de maneira proativa aos eventos Oferecer a possibilidade de reduzir o número de alertas falsos sendo manipulado pelos usuários na sala de monitoramento Reduzir o tempo de resposta a incidentes Melhorar a eficiência de resposta a incidentes Disponibilizar a informação a ser consultada em tempo real pelos intervenientes envolvidos, bem como a localização dos eventos e dispositivos relacionados à ocorrência em análise, permitindo uma melhor gestão das atividades e planejamento do trabalho Auxiliar com os recursos de SIG (Sistema de Informação Geográfica) 6 e IOP (Imagem Operacional Comum) 7, a compreender melhor a dinâmica dos seus recursos e processos no contexto geográfico de modo a promover uma resposta adequada as necessidades do negócio Realizar a gestão, gerenciamento, supervisão, operação e auditoria dos processos de tratamento de eventos originários de sistemas integrados do CONTRATANTE, desde que suas funcionalidades o permitam Arquitetura funcional do aplicativo Deve operar com conjunto de servidores que serão instalados em ambientes centralizados de TI (Data Centers) do CONTRATANTE localizados em Brasília (DF). Não serão instalados aplicativos servidores nas centrais de monitoramento ou nos ambientes monitorados Deve possuir capacidade de funcionar em servidores redundantes que permitam um failover (processo no qual uma máquina assume os serviços de outra, quando esta última apresenta falha) automático e robusto, garantindo alta disponibilidade de todos os serviços executados com sinalização simultânea e geração de ocorrência para inicio do procedimento de recuperação da falha O serviço de banco de dados do PSIM poderá ser instalado em sistemas de hardware diferentes de acordo com a arquitetura preferida pelo CONTRATANTE Para interface de usuário web acessadas via navegadores Internet Explorer e Mozilla Firefox (Windows e Linux) na arquitetura Web serão utilizados pelos usuários autorizados na aplicação de qualquer local da rede do CONTRATANTE Integração com Sistemas Externos 6 Sistema de Informação Geográfica (SIG ou GIS - Geographic Information System) que é um sistema de informação espacial e procedimentos computacionais que permite e facilita a análise, gestão ou representação do espaço e dos fenômenos que nele ocorrem. Os SIG permitem compatibilizar a informação proveniente de diversas fontes, como informação de sensores espaciais (detecção remota / sensoriamento remoto), informação recolhida com GPS ou obtida com os métodos tradicionais da topografia. Para representação gráfica da localização podem ser utilizados mapas geográficos, leiautes, plantas baixas, etc 7 Imagem Operacional Comum (IOP ou COP - Common Operational Picture) que permite agregar numa única plataforma toda a informação necessária para acompanhar a atividade em tempo real. Os usuários, operadores e intervenientes do processo acessar a SOLUÇÂO em qualquer lugar, a qualquer hora. Página 7 de 57

8 Possuir arquitetura projetada e construída para permitir a integração com os sistemas das centrais de monitoramento, sensores e dispositivos de ponta Possuir um mecanismo para correlacionar entradas de sistemas externos Permitir a recepção de dados de fontes externas como parte da execução do fluxo de trabalho, e deve permitir que o comportamento do fluxo de trabalho seja alterado após análises em tempo real Permitir o monitoramento do tráfego de entrada de sensores e permita a configuração de limiares de número admissível de relatórios por período, e alerte o usuário se o tráfego exceder a política Disponibilizar biblioteca de API s,sdk,dll para fornecer aos desenvolvedores os recursos que esses necessitam para integrar sensores de terceiros, sistemas e dispositivos. Estas bibliotecas fazem parte dos sistemas e licença que serão fornecidas ao CONTRATANTE, concomitantemente com autorização expressa para fornecimentos destas para terceiros desenvolverem dispositivos e recursos para integração com as funcionalidades do PSIM Suportar capacidades de administração de dispositivos diretamente de uma interface de usuário, tais como: iniciar/parar e ativar/desativar Permitir integração com sistemas de telefonia Requisitos funcionais do PSIM Suportar multi-site e implementações com várias hierarquias Permitir criar mecanismos de escalonamento entre os vários níveis hierárquicos para os diversos tipos de incidentes Possuir recursos escaláveis para suportar expansões Dispor de um banco de dados escalável para suportar um grande número de usuários simultâneos e taxas de transação de grande porte Possuir capacidade de gerir incidentes em ambientes com no mínimo 100 mil sensores de alarmes e milhares de alarmes por segundo Permitir o gerenciamento de todas as permissões e notificações de forma centralizada pelo servidor Possuir uma arquitetura que permita integrações, de forma a não afetar a funcionalidade principal do produto/sensor e sua estabilidade. 8 Tempo real, considerado o tempo de transmissão de dados pelos meios de comunicação. Página 8 de 57

9 Permitir armazenar os dados administrativos, operacionais e históricos em um banco de dados relacional Permitir implantação em vários locais e com várias hierarquias Possuir capacidade de administração centralizada de forma que os administradores do sistema possam configurar e personalizar todos os componentes do sistema, incluindo as configurações de segurança dos usuários Possuir SDK, totalmente produzido e bem documentado para dar suporte a tais integrações. Toda a documentação deve ser fornecida ao CONTRATANTE, com autorização expressa para uso no desenvolvimento de novas integrações por terceiros ou com recursos próprios Possuir serviços de gestão, parametrização e operação de sua disponibilidade envolvendo as regras de monitoramento: cadastramento, seleção, configuração de dispositivos, sistemas em ambientes monitorados. Administração e parametrização dos usuários, perfis e poderes de acesso, gestão, parametrização e administração dos serviços ativados em cada ambiente. 4. SERVIÇO DE DISPONIBILIDADE DOS MÓDULOS DO PSIM Entende-se por disponibilidade operacional do PSIM, a disponibilidade de seus componentes denominados módulos, conforme descrição abaixo: 4.1. MGA - Módulo de Gerenciamento de Acesso Módulo de criação e configuração de perfis de usuários e cadastramento de conjuntos de acessos para cada perfil MGC - Módulo de Gerenciamento de Cadastro Módulo de cadastro de unidades monitoradas, sistemas, dispositivos, cadastro de terceiros, órgãos de segurança pública e órgãos de emergência pública. E outras entidades necessárias para os serviços de monitoramento de segurança e ambiência MCR - Módulo de Configuração de Regras O modulo de criação de procedimentos, tarefas, ações e políticas a serem ativadas e apresentadas automaticamente ou sob demanda MRE - Módulo de Recepção de Eventos Módulo de recepção e apresentação ordenada de eventos por criticidade MTE - Módulo de Tratamento de Eventos Módulo de gestão, operação, supervisão e tratamento de eventos originários dos sistemas de segurança e ambiência instalados nas unidades monitoradas. Página 9 de 57

10 4.6. MGV - Módulo de Gerenciamento de Vídeo Módulo de gerenciamento e controle dos dispositivos de vídeo, permitindo controlar, parametrizar a abertura de streaming de vídeo para visualização MGD - Módulo de Gestão de Desempenho Módulo de monitoramento interno dos serviços, para identificar e recuperar automaticamente as falhas dos serviços do servidor MGU - Módulo de Gerenciamento de Utilitários Módulo de serviços utilitários, como , SMS (serviços de mensagens curtas), chamadas telefônicas, dispositivos móveis, notificações em broadcast e mensagens para usuários do sistema MIG - Módulo de Informações Geográficas Módulo de apresentação de localidade baseado em um sistema de informação espacial MOS - Módulo de Ordem de Serviço Módulo de controle e acionamento dos setores de manutenção para responder a demandas de serviços corretivos e preventivos do PSIM e dispositivos conectados MGR - Módulo de Gestão de Relatórios O Sistema de relatórios deve permitir a criação de relatórios de incidentes detalhados, que incluem resumo do incidente, todas as tarefas associadas ao incidente, atividades relacionadas ao sensor, fotos instantâneas e mapas MAC - Módulo de Abertura de Cofres Módulo responsável pelo gerenciamento de fechadura eletrônica e gestão de aberturas de cofres e portas de casa fortes MGP - Módulo de Gerenciamento de Pessoas O módulo responsável pela gestão de cadastro de pessoas usuárias dos sistemas de alarme controle de acesso. Página 10 de 57

11 5. SERVIÇOS DE DISPONIBILIDADE DOS MÓDULOS - REQUISITOS FUNCIONAIS 5.1. MGA - Módulo de Gerenciamento de Acesso Requisitos funcionais Possuir recursos de administração de acessos que permitam individualmente ou por lote cadastrar perfis, direitos, filtros, jurisdição Fornecer acesso para a emissão de relatórios gerenciais e demais funcionalidades do sistema, dependente de autorização por nível de usuário Permitir ao usuário, respeitando os níveis de acesso, a operacionalização de todas as funções previstas para a central e os dispositivos integrados Permitir configurações e segmentação por tipo de sistema, região da unidade, grupos de dependências, grupos de dispositivos e eventos Possuir vários métodos de atribuições de incidentes: por meio de reconhecimento, atribuição automática de acordo com vários critérios (como o tipo de evento ou localização geográfica), ou atribuindo a um supervisor, que atribui os incidentes aos usuários, de acordo com suas considerações Possuir método de atribuição de incidentes a ser configurável de acordo com os requisitos operacionais Permitir a exibição de um incidente para o supervisor somente quando ele é escalonado acima de um nível de gravidade predefinido Permitir a exibição das tarefas de procedimentos relevantes para cada incidente permitindo a cada usuário visualizar suas tarefas de uma forma clara, organizada e conveniente Possibilitar a adição, atribuição e retribuição de processos e eventos de imediato a um único usuário ou a um grupo de usuários Permitir que o usuário visualize apenas suas próprias sequências de tarefas, não conseguindo visualizar nenhuma outra tarefa atribuída a outros usuários Permitir aos administradores do sistema atribuir uma sequência de procedimentos a um grupo 'especial' predefinido de cargos, de forma que a primeira pessoa que concluir a tarefa, concluirá a tarefa do grupo, permitindo aos usuários nas Centrais de Monitoramento dividir a carga de trabalho entre eles, de modo a atender a situação como uma equipe Permitir aos administradores a definição de um organograma dos Cargos do Banco do Brasil, com grupos, turnos e habilidades Permitir quando solicitado o registro e a confirmação de cadastramento de novos usuários e concessão de acessos a novos administradores somente por dois usuários (administradores do sistema) distintos. Página 11 de 57

12 Permitir a autenticação do acesso dos usuários ao sistema de gerenciamento da central por meio de código de usuário e senha Permitir a penalização do usuário com suspensão de acesso caso insira nome de usuário ou a senha incorretamente por três vezes consecutivas. A liberação do acesso após punição deve ser executada por outro usuário com perfil de Administrador do sistema Possuir mecanismo que force a alteração da senha dos usuários, configurável por período ou número/quantidade de acessos (critérios configuráveis) Possuir mecanismo que impossibilite o uso de senhas repetidas para um mesmo usuário, a partir da primeira renovação Permitir a capacidade de adicionar, atribuir e transferir tarefas em tratamento para um único usuário ou um grupo de usuários Permitir que os administradores de políticas especifiquem o escalonamento por tipo de incidente Permitir que os administradores definam os critérios de escalonamento para cada tarefa Permitir que os administradores definam os procedimentos e possam associá-los com tipos de incidentes e seus formulários relevantes, anexos e relatórios Permitir a definição do tempo padrão de expiração do perfil do usuário Permitir que os administradores definam processos e eventos planejados a serem atribuídas a usuários / grupo de usuários Permitir que os administradores definam níveis de prioridade para cada tarefa Permitir que os administradores definam as regras de escalonamento para cada tarefa Permitir a ativação de diferentes ações, de acordo com o status da tarefa O módulo deve permitir que os usuários definam botões de rápido acesso Possuir a capacidade de definir quais dos incidentes serão vistos por quais usuários Permitir autorizar a exportação do catálogo de procedimentos inteiro Permitir a criação de níveis hierárquicos para cada grupo, conforme descrito abaixo: Administradores técnicos: com perfil de administradores do PSIM, e que tenham acesso irrestrito para parametrização e instalação, definição de leiautes de formulários e relatórios (templates), definição de regras de negócio do sistema, Página 12 de 57

13 definição de regras de segurança e acesso, edição e consulta de informações, além de outras atividades inerentes ao perfil Suporte técnico: com perfil de acompanhamento e orientação da operação do PSIM, e que tenham acesso irrestrito para parametrização e instalação, aplicação dos leiautes de formulários e relatórios (templates), aplicação das regras de negócio do sistema, aplicação das regras de segurança e acesso, edição e consulta de informações, além de outras atividades inerentes ao perfil Administradores operacionais: com perfil de administradores do PSIM, e que tenham acesso irrestrito a operação. São responsáveis pelas atividades de planejamento, controle, gestão e validação de modelos/objetos de processos, riscos e controles do PSIM, criação, concessão e controle de acesso aos demais usuários operacionais, além de outras atividades pertinentes ao perfil gerencial Monitoradores: com perfil de tratar e dar encaminhamento aos eventos recebidos pelo PSIM, além de outras atividades inerentes ao perfil Analistas: com perfil de consultar e gerar relatórios gerenciais e operacionais, análise, consulta e tratamento do banco de dados Consultas: com perfil de realizar consultas aos relatórios, às imagens ao vivo das unidades monitoradas MGC - Módulo de Gerenciamento de Cadastro - Requisitos funcionais Permitir o cadastro de usuários, poderes e jurisdição Permitir o cadastro de unidades monitoradas, dispositivos, sistemas de alarme, sistemas de CFTV, sistemas de controle de acesso, contatos (pessoas, senhas e contrassenhas, endereços e telefones), órgãos de segurança pública e órgãos de emergência pública Permitir o cadastro de vínculos entre unidades monitoradas, eventos, sistemas e centrais de monitoramento Permitir o cadastro de eventos e procedimentos de atendimento Permitir a inclusão de imagem no cadastro de pessoas e usuários Permitir a inclusão de imagem com planta baixa no cadastro da unidade Permitir configurar a exibição dos eventos de acordo com os seguintes critérios: Somente evento de "propriedade" do usuário conectado Apenas evento de determinados tipos Somente evento que correspondam ao site dentro da hierarquia Apenas eventos além de certa gravidade predefinida. Página 13 de 57

14 Permitir configurações para indicar as atribuições de tarefas às pessoas mais adequadas Permitir a consulta, a inclusão e a atualização de informações (inclusive posição de sensores e equipamentos na planta da dependência) Possuir a função de gerenciamento de ativos, a fim de identificar e listar sua localização Possuir um método fácil e personalizável de busca e localização de bens Possuir ícones que representam ativos e seu estado Permitir a associação de ativos com zonas e a capacidade de "mostrar todos os ativos na zona" e efetuar operações com ativos da zona Suportar a exibição e gerenciamento de ativos em mapas Possuir a representação dos ativos, bem como permitir que os administradores possam criar tipos de ativos personalizados Permitir a atribuição de horários flexíveis para ativos e aplicar uma lógica sofisticada para eles (por exemplo, para detectar automaticamente as unidades monitoradas que abrem cedo ou mais tarde em relação ao seu horário previsto) Possuir uma interface gráfica para definir a estrutura organizacional, incluindo a capacidade de definir cargos, habilidades necessárias e recomendadas, seu agrupamento e as atribuições de turno Possuir mecanismos para definir os tipos de incidentes Permitir a criação de grupos de unidades monitoradas, para a realização segmentada dos serviços previstos monitoramento e operação remotos, tais como: Grupo por tipo de dependência grupos de acordo com o tipo de dependência monitorada Grupo por Nível de dependência grupos por nível de classificação negocial das dependências Grupo por região demográfica grupos de dependências, por determinada região demográfica Grupo por jurisdição grupos de dependências, de acordo com a sua jurisdição dentro da organização Grupo por tipo de evento por evento, agrupando as dependências por tipo de evento recebido na central Grupo randômico de dependências possibilidade de criar grupos de dependência randomicamente, definindo período (diário, semanal, mensal.) para a realização de serviços como dentro da capacidade operacional das centrais Grupo por criticidade de segurança permitir estabelecer grupos de acordo com o nível de segurança. Página 14 de 57

15 5.3. MRE - Módulo de Recepção de Eventos - Requisitos funcionais Suportar o recebimento de alertas e o gerenciamento de todos os sistemas de controle de acesso conectados em uma única interface de usuário, independentemente do fornecedor dos dispositivos de controle de acesso Possuir na tela principal de trabalho uma fila de eventos/ocorrências Permitir a exibição de pop-up, aviso sonoro para alertar o usuário que existe novo evento. Por exemplo, segundo plano intermitente, mudança de cor, letreiro luminoso, aviso sonoro diferenciado de acordo com a criticidade do evento Emitir novo aviso sonoro para eventos não tratados após X segundos/minutos da chegada do evento. Depois disso, emitir aviso a cada Y segundos/minutos até que o tratamento do evento seja iniciado por algum usuário Identificar quando do recebimento de disparos de alarme, a prioridade do evento (previamente configurada) Permitir a organização em fila customizável (pela ordem de geração do evento no local, tipo de evento, criticidade e tipo) os eventos recebidos, indicando em tela única as informações Permitir a classificação automática dos incidentes abertos na lista de acordo com os seguintes critérios de gravidade: primeiro por gravidade e, em seguida, pelo tempo (incidentes abertos mais recentemente) Possuir a capacidade de registrar/marcar o horário das ações processuais realizadas ao gerenciar o incidente Permitir a atualização da prioridade de tratamento de incidentes para cada usuário de maneira dinâmica e suportar balanceamento de carga do incidente à medida que a situação evoluir Permitir a notificações em forma de "pop-up" quando os incidentes forem escalonados. A cor de notificação pop-up refletirá a gravidade do incidente. O pop-up será conectado de maneira fácil e conveniente ao incidente relevante, preferencialmente através de hyperlinks. A notificação de pop-up também é descartada de maneira rápida e simples quando determinada pelo usuário Permitir o recebimento de eventos dos sistemas subjacentes (desde que as API permitam isso) e gerenciar incidentes Permitir o envio de "pop-up" de notificações quando um incidente for criado, ou escalado, ou após o recebimento de mensagens na caixa de entrada ou de relatórios de erros do sistema. A cor da notificação do popup deve refletir a gravidade do incidente Permitir a reprodução de arquivos WAV ou a função de text-tospeech quando um novo incidente ocorrer, ou quando esse incidente for escalado ou atualizado. Página 15 de 57

16 Possuir capacidade de evitar duplicidade de registro e exibição de eventos de acesso permitido durante períodos específicos de tempo Possuir capacidade de filtragem por dispositivo de controle de acesso, usuário ou evento de controle de acesso Permitir a pausa de novas entradas de acesso no log mantendo todas as entradas de acesso em buffer, retornar à visualização em tempo real após liberar o sistema Possuir uma indicação visual para o nível de ameaça atual e a qualquer momento MCR - Módulo de Configuração de Regras - Requisitos funcionais Possuir processos automáticos de supervisão de dispositivos gerando eventos para não conformidades identificadas Possuir processos automáticos para geração de ações de correção para módulos de manutenção Possuir parametrização de regras de atendimento automatizadas para tratamento automático de eventos Possuir registro manual e automatizado dos procedimentos adotados em cada evento recebido na Central Possuir as seguintes opções de criação de incidente: Automaticamente como resultado de uma regra pré-configurada Resultado de eventos enviados pelos dispositivos instalados nas unidades monitoradas Resultado de solicitação pelos usuários Possuir capacidade de abrir incidentes mediante: Solicitação através de botões de ação pré-configurada Inicialização Rápida Teclas de função do teclado Permitir a atualização das propriedades do incidente, retribuir incidentes e adicionar tarefas programadas automaticamente ou mediante solicitação Possuir capacidade de escalonar os incidentes que foram abertos após um período predefinido, ou que não foram gerenciados dentro de um período predefinido Permitir tocar sons configuráveis, após a criação ou atualização de incidentes. Os sons audíveis poderão ser texto por voz ou arquivos WAV de trilha sonora Permitir aos administradores a definirem uma ação que acionará uma sequência de procedimentos, por exemplo: ser acionado quando uma sequência de procedimentos não for concluída dentro de um período Página 16 de 57

17 específico. Neste caso, permitir que os administradores definam a realização de várias ações, por exemplo: aumentar a gravidade do incidente, aumentar seu grau na hierarquia ou retribuí-la a outra pessoa Possuir um ambiente visual gráfico para apresentar o fluxo de trabalho, de forma que mapeie as regras em um conjunto de fluxos para fornecer respostas automáticas Possuir um ambiente gráfico que permita aos administradores do sistema projetar fluxos de trabalho complexos Permitir a inclusão de passos condicionais, atividades paralelas, ações, temporizadores, e passos para conclusão do fluxo de trabalho Permitir aos administradores usar variáveis, a fim de que se refiram de maneira paramétrica aos sensores que acionam o fluxo de trabalho, incidentes relacionados e zonas Permitir aos administradores do sistema definir ações programadas de acordo com o cronograma predefinido com flexibilidade. Assim, deve ser possível programar lembretes regulares comandos em sensores e notificações Permitir a definição de regras para um mesmo sensor, com base na hora do dia. Por exemplo, se o alarme foi desarmado entre 21h00min e 07h00min, o sistema deve criar um incidente relacionado a este comportamento anormal. No entanto, quando o alarme é desarmado entre 08h00min as 18h00min, o sistema não deve criar um incidente, pois isso é considerado um comportamento normal Possuir uma função automática para transmitir mensagens de rotina padrão entre os usuários e os turnos. As mensagens têm um prazo de validade, a partir do qual elas não são mais visualizadas. Essa funcionalidade também deve estar disponível para registro automático das ações no sistema, acionados por eventos pré-configurados Permitir a configuração de botões de ação predefinidos, que realizem várias ações com apenas um clique. Um exemplo dessas ações pode ser a criação manual de um incidente como resultado de um relatório oral, visualizando um conjunto de câmeras relacionadas a um determinado local de interesse, enviando uma mensagem predefinida Permitir a configuração de rotinas automatizadas de monitoramento, solicitando intervenção do usuário apenas no momento de eventos críticos, da seguinte forma: Na normalidade, apenas registro em banco de dados Na inoperância, informa o usuário, indicando a causa e registrar em banco de dados Na falta de fornecimento de energia, informa ao usuário e registra em banco de dados Permitir a configuração de ações automáticas na ocorrência de eventos: Página 17 de 57

18 Enviar para múltiplos destinatários Enviar imagens do local do evento para múltiplos destinatários Emitir mensagens de voz pré-gravadas Bloquear equipamentos Desativar funcionalidades de equipamentos Importação e a correlação das informações do banco de dados das centrais de monitoramento com os sistemas corporativos Permitir cópias de segurança ( backup ) dos dados e arquivos Permitir que os dispositivos e equipamentos monitorados sejam supervisionados de forma automática e ininterrupta Permitir a sinalização automática e imediatamente para a central quando detectada inoperância/falta de energia para os equipamentos instalados nos ambientes monitorados Permitir a comunicação de inoperância com informações necessárias para utilização da Planta Baixa da dependência com identificação dos dispositivos Disponibilizar a opção da seleção de dependências pelas Centrais, em tempo real ou programado Disponibilizar a opção para indicar e/ou retirar a dependência da fila, respeitando-se a ordem de monitoramento, ou seja, liberar sempre a dependência que estiver a mais tempo sem este serviço Possuir distribuição randômica de dependências para as Centrais Possuir distribuição randômica para as Centrais, sendo que: quando um evento de uma unidade monitorada já estiver em tratamento por um usuário, se chegar no evento da mesma unidade será direcionado para tratamento conjunto com a ocorrência em aberto Possibilitar a configuração da distribuição de carga entre as Centrais Permitir a priorização da ocorrência em relação ao evento rotineiro ou direcioná-la para grupo específico de usuários, conforme necessidade do serviço Permitir a atualização dinâmica da prioridade de tratamento de incidentes para cada usuário e seu nível de criticidade no momento que a situação evolui Permitir a atualização das propriedades dos incidentes por demanda ou automaticamente: Sob demanda: editar incidente, reatribuir incidentes e adicionar tarefas agendadas Automaticamente: atualização da gravidade de incidentes, planos de resposta, reatribuir incidentes e adicionar tarefas agendadas Página 18 de 57

19 automaticamente ou sob demanda Permitira a recomendação dos procedimentos mais relevantes a serem implantados por incidente Possuir capacidade de escalar os incidentes que não foram tratados dentro de um prazo predefinido Permitir que os administradores definam categorias padrão de incidentes, como: segurança, emergência Permitir o acionamento automático de um conjunto de ações quando uma tarefa é marcada como cancelada, falha ou transferida Fornecer recursos de notificação automáticos para fins de monitoração quando qualquer objeto que compõe o PSIM entrar ou sair do estado normal de funcionamento, considerando indisponibilidade e desempenho, enviando as informações através de mensagem com layout parametrizável e via comunicação TCP/IP. Para cada notificação deve ser fornecida orientação para retorno da normalidade, em manual e em conteúdo legível para ser inserido nos sistemas de bilhetagens internos Permitir a criação de "listas de exceção" pelos administradores de sistema para definir os ativos para os quais um incidente será disparado após a detecção Permitir a criação de listas de exceções inclusivas e exclusivas para uma determinada unidade monitorada ou globalmente em toda a organização Permitir que sejam desencadeadas ações baseadas em regras, quando os ativos contidos em uma lista "Inclusiva", ou não contido dentro de uma lista de "Exclusiva" sejam detectados pelo sistema Possuir recursos para cadastramento de contatos, procedimentos, regras de atendimento (Scripts), registro de ações MTE - Módulo de Tratamento de Eventos Requisitos funcionais Possuir serviços de gestão, abertura, operação e supervisão de fechaduras de retardo instaladas nos cofres do CONTRATANTE Possuir serviços de gestão, operação, supervisão dos dispositivos responsáveis pelo alarme sensorial incluindo a recepção e acionamento de dispositivos para as centrais de alarmes instaladas nos ambientes monitorados Permitir a recepção de eventos e disponibilização para a operação por meio de fila dinâmica com recursos de priorização e classificação dos eventos para tratamento Possuir tratamento de eventos e ocorrências originados dos diversos sistemas, aplicativos de supervisão, aplicativos de monitoramento, dispositivos monitorados Permitir que as regras de atendimento estejam contextualizadas com o evento, unidade monitorada, data/hora do evento. Página 19 de 57

20 Permitir a visualização de imagens vinculadas a eventos e para monitoramento passivo/ativo de unidades monitoradas Fornecer uma visão unificada e uma interface gráfica do usuário (GUI) que permita aos usuários gerenciar situações exatamente da mesma forma, independentemente da base de sistemas integrados de gerenciamento Fornecer uma visão global do que está acontecendo, onde está acontecendo e de como responder Permitir vincular, ao tratamento de ocorrências/eventos, imagens e áudios gerados pelo sistema de CFTV Permitir vincular, ao tratamento de ocorrências/eventos, o cadastro da unidade monitorada para execução de contatos para validação e acionamento dos setores/pessoas de suporte e atendimento (de manutenção, de vigilância, de limpeza, de segurança, de administração, policia, bombeiro, resgate) Possuir recursos necessários ao tratamento eficaz e rápido dos eventos, pelo usuário. Podendo o usuário ter acesso rápido a todos os recursos, serviços e sistemas disponíveis no PSIM e na unidade monitorada para auxilio, validação e registro da ocorrência. Os recursos disponíveis devem estar vinculados e contextualizados com o tipo de ocorrência que esta em tratamento Possuir telas adequadas a cada tipo de serviço, atividade e processo que esta sendo executado pelos usuários, por exemplo: tela para tratamento de ocorrências, tela para monitoramento ativo de imagens, tela para cadastro e parametrização de unidades, tela para administração de acessos, tela de gerenciamento de perfis de usuários Possuir interfaces de trabalho customizáveis e adequadas a cada tipo de serviço realizado e perfil de usuário que esta acessando. Por exemplo: Possuir interface e telas adequadas às tarefas de parametrização e ajuste de funcionamento para o acesso dos usuários técnicos Permitir aos usuários operacionais de monitoramento o acesso às telas, em no mínimo dois monitores, onde, por exemplo, o primeiro apresente a fila dinâmica de recepção de eventos e a janela de tratamento destes eventos e no segundo as interfaces de validação dos eventos como a de acesso a imagens/áudio ao vivo e gravadas vinculadas Permitir aos usuários operacionais de consulta o acesso às telas de apresentação de relatórios e/ou telas de seleção e consulta de imagem Possuir uma única interface - Tela de Tratamento de Eventos - para que o serviço de monitoramento possa tratar os eventos dos dispositivos integrados e realizar/verificar, ao mesmo tempo, com os seguintes recursos mínimos: Planta baixa com leiaute apresentando pontos de controle e imagens da dependência que solicitar algum serviço remoto ou originar Página 20 de 57

Manual Software CMS. Introdução:

Manual Software CMS. Introdução: Introdução: O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa eletrônico

Leia mais

Gravação e Transmissão

Gravação e Transmissão O D-Guard Center é um poderoso sistema de controle e monitoramento, integrado aos mais diversos equipamentos de segurança eletrônica. Ilimitados dispositivos podem ser controlados e monitorados simultaneamente:

Leia mais

Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo

Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo Especificação técnica do Software de Gerenciamento de Vídeo 1. Esta Especificação destina-se a orientar as linhas gerais para o fornecimento de equipamentos. Devido às especificidades de cada central e

Leia mais

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões.

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões. CAMERA IP SERIE AV O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Software Control Center

Software Control Center Software Control Center Uma solução empresarial de segurança IP, com capacidade de gerenciamento de vídeos, áudio e alarmes sobre redes IP Soluções completas de segurança em vídeo IP www.indigovision.com

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA Service Desk Sumário Apresentação O que é o Service Desk? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial

Leia mais

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV www.scati.com info@scati.com Índice Scati Suite Caraterísticas gerais Gravação Aplicações cliente de gestão Outras funcionalidades Scati

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Android

Manual do usuário. isic 5 - Android Manual do usuário isic 5 - Android isic 5 - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O novo aplicativo Intelbras isic 5 possui tecnologia capaz de visualizar

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Manual do usuário. isic5 - iphone e ipod Touch

Manual do usuário. isic5 - iphone e ipod Touch Manual do usuário isic5 - iphone e ipod Touch isic5 - iphone e ipod Touch Este manual irá auxiliá-lo na instalação e utilização do software para visualização das imagens dos DVRs e Câmera Speed Dome IP

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

MANUAL. Recurso QChat

MANUAL. Recurso QChat MANUAL Recurso QChat Publicação: Dezembro / 2011 Versão oficial Qualitor Advanced: 6.50.00 Versão oficial Qualitor Start: 1.00.06 Revisão: 02 Cópia oficial Sumário Recurso Chat do Qualitor NOVIDADES DA

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

Manual do Usuário ZKPatrol1.0

Manual do Usuário ZKPatrol1.0 Manual do Usuário ZKPatrol1.0 SOFTWARE Sumário 1 Introdução de Funções... 3 1.2 Operação Básica... 4 1.3 Seleção de idioma... 4 2 Gerenciamento do Sistema... 5 2.1 Entrar no sistema... 5 2.2 Sair do Sistema...

Leia mais

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio 2 Access Professional Edition: a solução de controle de acesso ideal para empresas de pequeno e médio porte

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Android

Manual do usuário. isic 5 - Android Manual do usuário isic 5 - Android isic 5 - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O novo aplicativo Intelbras isic 5 possui tecnologia capaz de visualizar

Leia mais

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR;

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Vid8 Servidor Versão 8.13.0411 Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Versão 8.12.0311 Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Versão 8.11.0311 Correção

Leia mais

Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*)

Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*) Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*) (*) - RFID Identificação por Rádio Freqüência Usa antenas que lêem e gravam informações em chips, para monitoramento de ativos pessoas ou objetos

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

Manual do usuário. Intelbras isic5 Tablet - Android

Manual do usuário. Intelbras isic5 Tablet - Android Manual do usuário Intelbras isic5 Tablet - Android Intelbras isic5 Tablet - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual irá auxiliá-lo na instalação

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Outlook 2003. Apresentação

Outlook 2003. Apresentação Outlook 2003 Apresentação O Microsoft Office Outlook 2003 é um programa de comunicação e gerenciador de informações pessoais que fornece um local unificado para o gerenciamento de e-mails, calendários,

Leia mais

Manual. Rev 2 - junho/07

Manual. Rev 2 - junho/07 Manual 1.Desbloquear o software ------------------------------------------------------------------02 2.Botões do programa- --------------------------------------------------------------------- 02 3. Configurações

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace Tactium Tactium IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry MANUAL DO USUÁRIO Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry Software de imagem via celular para sistema operacional BlackBerry Parabéns, você acaba de adquirir um produto

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET Cyber Security Pro fornece proteção de última geração para seu

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER

MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER 1 MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER 2 TERMO DE CONFIDENCIALIDADE As informações contidas neste documento são confidenciais e se constituem em propriedade da BLOCKSAT SISTEMAS DE SEGURANÇA LTDA

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce Novo Módulo disponível no TOTVS S1 Varejo: permissão de utilização através de licença específica. Mesmo não adquirindo a licença de uso do módulo ele continuará presente na tela do usuário. 1 Na opção

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Questionário básico de Segurança da Informação com o objetivo de ser um primeiro instrumento para você avaliar, em nível gerencial, a efetividade

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução SCIM 1.0 Guia Rápido Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal Introdução Nesta Edição O sistema de Controle Interno administra o questionário que será usado no chek-list

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client

Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client O Software HMS Client permite visualização de imagens de 3 maneiras diferentes: Imagens dos dispositivos (Mini Câmeras e NVRs) gravadas

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 Londrina, 07 de outubro de 2015. EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 OBJETO: Art.1º. Constitui objeto desta licitação a aquisição de 01 (uma) Plataforma de Solução

Leia mais

Imóvel Mix SGI. 1. Acesso ao Sistema 2. Aspectos Gerais 3. Configuração da Empresa 4. Cadastro de Usuários

Imóvel Mix SGI. 1. Acesso ao Sistema 2. Aspectos Gerais 3. Configuração da Empresa 4. Cadastro de Usuários Imóvel Mix SGI Imóvel Mix SGI 1. Acesso ao Sistema 2. Aspectos Gerais 3. Configuração da Empresa 4. Cadastro de Usuários 5. Controle de Acesso 6. Cadastro de Clientes 7. Cadastro de Imóveis 8. Vistoria

Leia mais

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Manual do Usuário Página1 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 4 2 Objetivos... 4 3 Acesso ao Sistema... 5 3.1. Acessar 6 3.2. Primeiro

Leia mais

TRBOnet Standard. Manual de Operação

TRBOnet Standard. Manual de Operação TRBOnet Standard Manual de Operação Versão 1.8 NEOCOM Ltd ÍNDICE 1. TELA DE RÁDIO 3 1.1 COMANDOS AVANÇADOS 4 1.2 BARRA DE FERRAMENTAS 5 2. TELA DE LOCALIZAÇÃO GPS 6 2.1 MAPLIB 6 2.2 GOOGLE EARTH 7 2.3

Leia mais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Será utilizado o seguinte critério: Atende / Não atende (Atende em parte será considerado Não atende) Item Itens a serem avaliados conforme

Leia mais

CSI IT Solutions. Facilidade de uso

CSI IT Solutions. Facilidade de uso CSI IT Solutions WebReport2 Gestão de Ambiente de Impressão O CSI WebReport dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais de impressões. O sistema

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center.

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center. TACTIUM IP com Integração à plataforma Asterisk Vocalix Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

Fox Gerenciador de Sistemas

Fox Gerenciador de Sistemas Fox Gerenciador de Sistemas Índice 1. FOX GERENCIADOR DE SISTEMAS... 4 2. ACESSO AO SISTEMA... 5 3. TELA PRINCIPAL... 6 4. MENU SISTEMAS... 7 5. MENU SERVIÇOS... 8 5.1. Ativação Fox... 8 5.2. Atualização

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet.

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. CORREIO inotes Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. Na sua Área de Trabalho execute dois cliques rápidos no ícone do Internet Explorer. Ao ser exibida a primeira tela do Internet

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Novidades da Versão 3.0.0.30

Novidades da Versão 3.0.0.30 Novidades da Versão 3.0.0.30 Alteração Equipamento Unidade Instalação Inserida informação Telemetria na Tela de Alteração de Equipamento Unidade de Instalação (326). A informação Roaming Internacional

Leia mais

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation Mirasys VMS 7.3 Manual do usuário Workstation CONTEÚDOS Conteúdos... 2 Antes de começar... 3 Iniciando a sessão... 4 Interface de usuário... 8 Navegador... 11 Câmeras... 20 Saídas de Vídeo... 37 Saídas

Leia mais

Digifort Enterprise A mais completa solução Digifort para monitoramento de câmeras e alarmes.

Digifort Enterprise A mais completa solução Digifort para monitoramento de câmeras e alarmes. Digifort Enterprise A mais completa solução Digifort para monitoramento de câmeras e alarmes. A versão Enterprise é o pacote que compreende todos os recursos disponíveis para o Sistema Digifort, oferecendo

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

Ano III - Número 16. Versão 4.6.4

Ano III - Número 16. Versão 4.6.4 Versão 4.6.4 Sexta-feira, 08 de fevereiro de 2008 ÍNDICE 3 4 EDITORIAL NOVAS FUNCIONALIDADES 4 12 13 14 15 16 Novo Cronograma 4 5 5 6 7 8 8 9 9 10 10 Edição Rápida do Cronograma Recurso de Arrastar e Soltar

Leia mais

Câmera CFTV Digital Sem Fio

Câmera CFTV Digital Sem Fio Câmera CFTV Digital Sem Fio Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio 2 Access Professional Edition: a solução de controle de acesso ideal para empresas de pequeno e médio porte

Leia mais

Sistema irá modular até 32 câmeras: Você pode conectar de 1 até 32 câmeras.

Sistema irá modular até 32 câmeras: Você pode conectar de 1 até 32 câmeras. MANUAL DO SISTEMA Introdução Apresentação Requisitos mínimos Instalação do programa Acessando o Secullum DVR Tela Principal Indicador de espaço em disco Disposição de telas Status de Gravação Usuário atual

Leia mais

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial 1 1. DOTPROJECT O dotproject é um software livre de gerenciamento de projetos, que com um conjunto simples de funcionalidades e características, o tornam um software indicado para implementação da Gestão

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

Plano de Aula - Outlook 2010 - cód. 4309 16 Horas/Aula

Plano de Aula - Outlook 2010 - cód. 4309 16 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Outlook 2010 Aula 2 Capítulo 2 - Emails Aula 3 Continuação do Capítulo 2 - Emails Plano de Aula - Outlook 2010 - cód. 4309 16 Horas/Aula 1.1. Novidades do Outlook 2010...21

Leia mais

Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional

Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional SGTA Sistema de Gestão Total de Abastecimento do Governo do Estado de Minas Gerais REV DATA ALTERAÇÃO CRIAÇÃO REVISÃO APROVAÇÃO 01 13/01/14 Versão

Leia mais

Acesso Remoto Intelbras Internet Explorer

Acesso Remoto Intelbras Internet Explorer Acesso Remoto Intelbras Internet Explorer 1. Abra o navegador de Internet e insira o endereço do DVR na linha Endereço. Por exemplo, se o IP do seu DVR for 10.10.10.1 e a porta HTTP for 8080, digite http://10.10.10.1:8080

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Guia CD-17 Público Índice 1. Pré-requisitos para a geração do certificado digital A1... 3 2. Glossário... 4 3. Configurando

Leia mais

Manual de utilização sistema Comtele SMS

Manual de utilização sistema Comtele SMS Manual de utilização sistema Comtele SMS Login... 3 Dashboard... 4 Envio instantâneo de mensagens SMS... 5 Requisições de envio instantâneo para contatos ou grupos.... 5 Agendamento de envio d e SMS...7

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1 Manual de instalação Certificado Digital A1 ou S1 Sumário O que é? 3 Aplicação 3 Preparando sua máquina 4 1ª configuração: Sistemas Homologados 4 2ª configuração: Perfil de usuário 4 3ª configuração: Hierarquias

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

HVR - GRAVADOR DIGITAL DE VÍDEO HÍBRIDO GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO

HVR - GRAVADOR DIGITAL DE VÍDEO HÍBRIDO GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO HVR - GRAVADOR DIGITAL DE VÍDEO HÍBRIDO GUIA RÁPIDO DO USUÁRIO Guia rápido do usuário para instalação e operação do DVR Edição R1.0 Bem-vindo! A série DVR/HVR, é um gravador, reprodutor e editor de imagens,

Leia mais

PROTEÇÃO PERIMETRAL COMPROVADA NOVO SIMPLICIDADE DE PLATAFORMA ÚNICA.

PROTEÇÃO PERIMETRAL COMPROVADA NOVO SIMPLICIDADE DE PLATAFORMA ÚNICA. SISTEMAS DE DETECÇÃO PERIMETRAL MAIS INTELIGENTES MicroPoint II Sistema de Detecção em Cercas MicroTrack II Sistema de Detecção de Cabo Enterrado MicroWave 330 Barreira de Microondas Digital PROTEÇÃO PERIMETRAL

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

APÊNDICE V SISTEMAS DE APOIO À GESTÃO

APÊNDICE V SISTEMAS DE APOIO À GESTÃO APÊNDICE V SISTEMAS DE APOIO À GESTÃO 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 SISTEMA DE GERENCIAMENTO DO ATENDIMENTO... 3 2.1 Objeto... 3 2.2 Descrição Referencial do Sistema... 3 2.2.1 Diretrizes para acessibilidade

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios MANUAL DO USUÁRIO Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios Este manual irá auxiliá-lo

Leia mais

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB Audatex Web Nível Usuário (Versão 1.0) Gerência de Suporte Técnico Departamento de Treinamento Resp.: Roberto de Luca Jr. Versão 1.0 Revisão 1 Data 13/02/2007 SUMÁRIO GERAL Introdução...

Leia mais

Stratus. Stratus. Floorplan Monitor

Stratus. Stratus. Floorplan Monitor Allied Allied Professional Professional Access Access Point Point Stratus Stratus Floorplan Monitor Manual de operação Release 0506.2014 Índice Alterar / Importar Plano de fundo... 13 Apresentação do Allied

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ENVIO DE MENSAGENS SMS SHORT MESSAGE SERVICE PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Responsável: Superintendência Central de Governança Eletrônica Objeto LOTE ITEM

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

GUIA DE USUÁRIO - GU-

GUIA DE USUÁRIO - GU- 1/22 Revisão 00 de 20//12 1. OBJETIVO Orientar o usuário para a pesquisa e visualização detalhada de todas as ordens de compra emitidas, emitir confirmações de aceite, submeter solicitação de alteração,

Leia mais

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição 1 Configurando a Conexão com o Banco de Dados 2 Primeiro Acesso ao Sistema Manutenção de Usuários 3 Parametrizando o Sistema Configura

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.0.2 PDF-SERVER5-A-Rev2_PT Copyright 2013 Avigilon. Todos os direitos reservados. A informação apresentada está sujeita a alteração sem aviso

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sistema Operacional: Compatível com Windows XP ou superior; Banco de Dados: Padrão do sistema em SQL Server, podendo, no entanto, ser utilizado com a maioria dos bancos de dados

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

II Torneio de Programação em LabVIEW

II Torneio de Programação em LabVIEW Desenvolvimento da Aplicação II Torneio de Programação em LabVIEW Seção I: Requisitos Gerais A aplicação submetida deverá atender, pelo menos, às exigências de funcionamento descritas na Seção II deste

Leia mais

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor?

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Interagir com sistemas que ainda dependem de agendamentos manuais e de coletas presenciais em vários equipamentos

Leia mais

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20 Guia de utilização Índice Introdução... 3 O que é o sistema BlueTalk... 3 Quem vai utilizar?... 3 A utilização do BlueTalk pelo estagiário do Programa Acessa Escola... 5 A arquitetura do sistema BlueTalk...

Leia mais