Sam Sample. Guia de Análise Pessoal & Profissional Relatório para Coaching. FinxS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sam Sample. Guia de Análise Pessoal & Profissional Relatório para Coaching. FinxS 28.04.2015"

Transcrição

1 Guia de Análise Pessoal & Profissional Relatório para Coaching Este relatório tem como objetivo fornecer informações que venham a ampliar o conhecimento acerca do perfil comportamental da pessoa que respondeu o inventário Extended DISC online, subsidiando a reflexão e planos de desenvolvimento referentes ao encaminhamento de seu futuro profissional. Organização: FinxS Data:

2 1. COMPREENDENDO A ANÁLISE PESSOAL & PROFISSIONAL Para orientar sua jornada de autoconhecimento e reflexão sobre vida e carreira, as informações serão apresentadas da seguinte forma: Seção 1: Compreendendo a Análise Pessoal & Profissional - Apresenta as teorias e conceitos em que esta análise se baseia. Seção 2: Meu Perfil Pessoal - Visa ampliar o entendimento sobre seu perfil comportamental, apresentando seu estilo pessoal, comunicação, trabalho em equipe, tomada de decisão, zonas de flexibilidade e mudança, fatores de motivação, pontos fortes e vulnerabilidades. Seção 3: Meu Perfil Profissional - Identifica suas áreas de facilidade de atuação para diferentes tipos de trabalho e preferências ocupacionais, apoiando suas escolhas de carreira. Seção 4: Meu Estilo de Aprendizagem - Apresenta de que forma você melhor aprende, apoio para seu plano de desenvolvimento. Seção 5: Meu Futuro - Sumário das conclusões sobre seu futuro e desenvolvimento de um plano de ação. Entre em contato com cada uma destas seções, completando as questões e reflexões propostas para que possa chegar as conclusões que lhe sejam úteis para orientar seu futuro pessoal e profissional. Importante ressaltar que esta análise de perfil não produz resultados que classificam as pessoas em categorias como bom-ruim. A informação apresentada refere-se ao estilo comportamental natural, isto é, o estilo que requer menos energia e esforço, sendo o mais freqüentemente exibido no seu dia-a-dia. A Análise de Perfil Pessoal & Profissional foi desenvolvida tendo como base: Carl Gustav Jung: Preferências das pessoas em "Tipos Psicológicos" Willian Moulton Marston: Teoria DISC em "As Emoções de Pessoas Normais" Modelo dos Quatro Quadrantes (4Q): Modelo de desenvolvimento humano e organizacional. A Teoria dos Tipos Psicológicos desenvolvida pelo psiquiatra suíço JUNG ( ), identifica tipos ou padrões de comportamento previsíveis. As diferenças entre os indivíduos são determinadas pela maneira preferencial que as pessoas processam em suas mentes as atividades de: Coleta de informação Percepção, sendo baseada na Sensação ou na Intuição. Organização dessas informações e conclusões Julgamento, sendo baseado no Pensamento ou Sentimento. 2

3 1. COMPREENDENDO A ANÁLISE PESSOAL & PROFISSIONAL A Teoria DISC desenvolvida por MARSTON ( ) demonstra o estilo comportamental através de quatro categorias de respostas do comportamento humano: Dominância: lidando com problemas e desafios. Influência: lidando com pessoas e as influenciando. estabilidade: lidando com mudanças e ritmo. Conformidade: lidando com regras e procedimentos estabelecidos. Os estilos comportamentais são divididos em quatro principais, mas as pessoas não apresentam características puramente D, I, S ou C, de fato, somos uma mistura destes estilos, em maior ou menor grau, contemplando 160 estilos comportamentais. Estilo C Os que possuem estilo C são precisos, lógicos, factuais, analíticos e cuidadosos. São focados em tarefas e em garantir que as coisas sejam feitas corretamente. Tendem a produzir trabalho de alta qualidade. Eles precisam de dados, informações e análises, sendo muito focados nos detalhes, tornando-se minuciosos e perdendo a visão do todo (concentrando-se mais nas árvores do que na floresta). Os outros podem percebêlos como muito críticos, distantes e até mesmo pessimistas. Estilo D Os indivíduos de estilo D são competitivos, agressivos, decididos e orientados para resultados. Preferem moverse rapidamente, correr riscos e fazer as coisas na mesma hora. Também gostam de serem os responsáveis, estar no controle e ter o poder. Eles gostam de mudanças e desafios. Por vezes as pessoas de estilo D podem ser impacientes, arrogantes e não muito bons ouvintes, sendo propensos a tomar decisões repentinas. Os outros podem percebê-los como egocêntricos, exigentes e até duros. Estilo S Os indivíduos de estilo S são calmos, prestativos, pacientes, persistentes, modestos e dispostos a trabalhar. Eles estão ansiosos para ajudar, são leais e excelentes membros de equipe. Tendem a ser bons ouvintes, confiáveis e equilibrados com as tarefas e pessoas. Necessitam de estabilidade e segurança e precisam de ajuda frente à mudança. Os outros podem percebê-los como lentos, presos a um "status quo", indecisos, teimosos e até mesmo silenciosamente ressentidos. Estilo I As pessoas de estilo I são falantes, sociáveis, otimistas, animadas e bons para influenciar os outros. São orientadas para pessoas, espontâneas, enérgicas e entusiastas. Por vezes podem ser desatentos aos detalhes, tagarelas e emocionais. Eles podem prometer demais, porque são muito otimistas e estão ansiosos para serem populares. Os outros podem percebê-los como pessoas descuidadas, impulsivas e com dificuldade para fazer um rígido acompanhamento. 3

4 1. COMPREENDENDO A ANÁLISE PESSOAL & PROFISSIONAL O Modelo de Quatro Quadrantes é a estrutura comportamental mais amplamente usada no desenvolvimento humano e organizacional. Pode ser aplicado em váriadas situações, sendo base de muitas ferramentas de avaliação, teorias de aprendizado e conceitos de desenvolvimento em todo o mundo. O Diamante Extended DISC e as Zonas de Flexibilidade baseiam-se no Modelo 4Q, onde são apresentados resultados da análise individual e as áreas de maior e menor facilidade para desenvolvimento. O Perfil Profissional foi traçado a partir das competências comportamentais requeridas para diferentes tipos de trabalho. Pesquisas confirmam que, pessoas com certas características de perfil comportamental apresentam maior compatibilidade com específicos tipos de trabalho. Podem ser identificadas seis principais categorias de preferências ocupacionais, conforme os seguintes tipos de trabalho: Empreendedor: Típico de situações de negócios e poder, que envolvam influência, gestão sobre outras pessoas e atividades, realizações mensuráveis, independência, iniciativa, risco, competição, entusiasmo, energia e autoconfiança. Expressivo: Típico de situações de exposição e criatividade, que envolvam articulação social e prestígio, idéias originais, livre expressão de emoções e subjetividade, que valorizem a estética ou arte, assim como realizações reconhecidas. Relacionado: Típico de situações que envolvam vínculos interpessoais e cooperação, ambiente amistoso e voltado ao melhor resultado coletivo, diálogo e trabalho em equipe, apoio e resolução de dificuldades de outras pessoas. Corporativo: Típico de organizações estruturadas, que envolvam questões administrativas onde a conscienciosidade e eficiência são relevantes, a constância e procedimentos, assim como a precisão e os detalhes devem ser observados. Especialista: Típico de situações que envolvam métodos racionais de investigação e resolução de problemas, onde a pesquisa científica ou objetiva tragam descobertas aplicáveis e haja utilização do conhecimento e da lógica. Prático: Típico de situações onde a técnica é colocada em prática na resolução de problemas concretos e objetivos, que envolvam ferramentas / ações efetivas na realidade com resultados tangíveis ou atividade física. 4

5 1. COMPREENDENDO A ANÁLISE PESSOAL & PROFISSIONAL É importante que, ao pensar sobre seus planos futuros, você não considere apenas os conhecimentos necessários, mas seu perfil pessoal. Visualize suas características pessoais, sua forma de viver, suas preferências, seus pontos de vista e suas metas. O Perfil Profissional apresentado neste relatório considera que, a preferência ocupacional possui forte correlação com o perfil comportamental, assim sendo, as pessoas que exercem certa atividade profissional possuem perfis semelhantes, em sua maioria. Ressaltamos que, nosso propósito é não limitar o potencial de desenvolvimento humano, pois é possível que uma pessoa possa investir maior energia e com esforço se adaptar às demandas e atividades diferentes de seu perfil natural. A seguir você encontrará uma representação visual dos perfis de cada tipo de trabalho no gráfico Diamante Extended DISC. Para apoiar a análise de seu Perfil Profissional são apresentadas cada uma das seis categorias através de comportamentos descritos que são típicos de pessoas que possuem tal preferência ocupacional. Considerando seu perfil, o retângulo na escala graduada indicará seu nível de facilidade em relação a cada ítem. Sendo que: Menor Facilidade: mais à esquerda / abaixo de zero. Indica seu Estilo Não-Natural. Comportar-se desta forma iria lhe requerer muito mais esforço e concentração. Maior Facilidade: mais à direita / acima de zero. Indica seu Estilo Natural. Comportar-se desta forma lhe seria mais confortável requendo menos esforço e energia. 5

6 2. MEU PERFIL PESSOAL Esta seção irá facilitar a identificação das características que melhor descrevem seu comportamento natural e seus impactos. É uma descrição de como você é normalmente visto por outras pessoas. Leia o texto e use-o para desenvolver uma imagem global sobre seu perfil pessoal. Ao avaliar sentenças específicas, é importante considerar a habilidade consciente de uma pessoa de adaptar o seu comportamento. Em outras palavras, enquanto o texto descreve o comportamento típico dos indivíduos com este estilo, uma pessoa certamente é capaz de modificar seu comportamento para se adaptar às necessidades de uma situação, ou indivíduos em particular. Além disso, é possível que já tenha se dedicado ao desenvolvimento de algumas destas características, através do aprendizado de novas habilidades. Estilo Pessoal Seu Perfil DISC é: IS (I - 55%, S - 45%) Amigável, aberta, agradável, sociável, minuciosa, boa ouvinte, entende, independente, inflexível, ajustável, prestativa, amável, voltada às pessoas, emotiva, participa. Gosta de construir uma atmosfera de trabalho positiva, trabalhar com pessoas e valoriza amizade, socialização, sinceridade e boas relações humanas. Por este motivo não quer irritar ninguém nem causar conflitos e tenta sempre ver o lado bom. Também necessita de segurança e quer ter uma imagem clara do futuro. Embora seja capaz de realizar tarefas meticulosas e repetitivas, não gosta de ser deixado sozinho nem de se sentir abandonado. Gosta de seguir as instruções dadas e evita tarefas meticulosas ou que não levem as pessoas em consideração. Não é natural (nem eficiente, nem rápido) ao assumir riscos e geralmente tenta evitar situações em que se sinta inseguro. Obtém melhores resultados trabalhando sob a orientação de um supervisor que possa ser amigo e reconhecer sua personalidade. O supervisor nunca deveria abusar de sua confiança. Trabalho e grandes resultados não deveriam ser as únicas coisas em que o supervisor deva pensar. O supervisor precisa ajudá-lo a começar tarefas complicadas e oferecer apoio em caso de necessidade. Comunicação Apesar de considerado e organizado por natureza nem sempre consegue discutir os pequenos detalhes. Mas é um falador muito equilibrado deixando os outros falar e falando quando chega à sua vez. Não gosta de mandar e não quer irritar nem oprimir ninguém. Leva em conta as opiniões dos outros Trata as pessoas com igualdade Suficiente debate e troca de idéias Compreende as pessoas extremamente bem Consegue debater e ouvir Apresenta idéias positivas Aquele que consegue estabelecer acordos Bom ouvinte e colaborador Aquele que participa e está presente 6

7 Trabalho em Equipe 2. MEU PERFIL PESSOAL Um Participante é uma pessoa que conversa de forma agradável e amigável, e que gosta de estar com um grupo de pessoas conhecidas. Gosta de trocar idéias e sentimentos, antes de entrar em ação. Acha importante que todos do grupo tenham a oportunidade de participar e de expressar os seus próprios sentimentos. Os outros integrantes do grupo consideram-na uma pessoa fácil de conviver e transparente com todos, mas também pode nem sempre dar a sua opinião sincera. Na realidade, apenas acha extremamente desagradável falar dos assuntos negativos que poderiam ser ofensivos para a outra pessoa, especialmente se precisam ser justificados. Gosta de fazer coisas e passar tempo com os outros. Não se importa se precisa orientar, ajudar ou escutar os outros membros do grupo. Mostrar a vantagem de estar em primeiro lugar não é tão importante para esta pessoa, quanto o fato do grupo trabalhar bem em conjunto. Esta pessoa certamente não quer decidir os assuntos dos outros integrantes do grupo. Modo de trabalhar extremamente importante e eficiente Forma de assegurar que todos realizem suas tarefas Garantir que o grupo permaneça unido Cumpre o que promete Nem sempre consegue se manter longe dos outros É capaz de agir de acordo com as instruções dos outros Tomada de Decisão Não é considerado um fabricante de decisão forte, visto as suas decisões serem baseadas fundamentalmente nos sentimentos. Trabalha para uma boa atmosfera, confiança, promessas cumpridas e pessoas que lhe são importantes. Pode precisar de apoio quando tem que tomar uma decisão sobre assuntos novos, complicados ou contraditórios. Toma decisões, pelo menos após ter ouvido os outros Não gostaria de estar em posição de tomar decisões Toma decisões cautelosas Questões para Reflexão Você é normalmente amigo(a) de todo mundo. Você concorda com seu supervisor para ser amigo(a) dele(a) também? Você é um bom(a) locutor(a) e ouvinte. Como você decide sobre as coisas que conversa com os outros? Você procura ser cortês. Como você reage quando os outros não são corteses com você? Você é educado(a). Como pode enfrentar competição agressiva? Você não quer ficar sozinho(a). Em sua opinião, em quais situações um empregado deve ficar sozinho no trabalho? Destaque os aspectos que melhor descrevem você / possuem maior relevância: 7

8 2. MEU PERFIL PESSOAL - Zonas de Flexibilidade A seguir você encontrará uma representação visual do seu perfil comportamental no Diamante Extended DISC. Este perfil se mantém estável ao longo da vida, mas não é rígido, pois buscamos nos adaptar às demandas do ambiente social e profissional. As Zonas de Flexibilidade demonstram até que ponto e em que direção o seu comportamento é flexível a mudança ou adaptação. As áreas sombreadas demonstram os estilos comportamentais que são muito confortáveis e as áreas brancas ilustram as áreas que irão exigir maior energia, esforço e concentração. Assim sendo, temos as seguintes Zonas de Flexibilidade: Atual = Retângulo colorido. A posição de seu estilo natural, identificando em qual quadrante DISC está localizado. O PONTO indica seu Estilo Natural (Perfil II) e a SETA indica seu Estilo Situacional (Perfil I). A direção da seta mostra sua percepção consciente de adaptação do seu perfil comportamental na situação atual, neste momento. Flexibilidade Natural = Sombreada mais escura. Área para a qual possui maior probabilidade de mudar. Desenvolvimento Mais Fácil = Sombreada mais clara. Área em direção à qual a mudança é mais fácil. Desenvolvimento Mais Difícil = Branca. Áreas que exigem mais energia para uma adaptação/mudança. Como seu Perfil Pessoal reflete seu momento atual e quais são os impactos para os seus planos futuros? 8

9 2. MEU PERFIL PESSOAL - Perfil Extended DISC Os Perfis I & II são representações gráficas do seu estilo DISC. Suas respostas ao inventário são consolidadas a partir das escolhas de "mais" e "menos" em uma distribuição de frequência de cada estilo comportamental DISC. PERFIL I - ESTILO SITUACIONAL: Indicado pela SETA no Diamante. Ilustra como a pessoa conscientemente acredita que deve ajustar seu comportamento para lidar melhor com as exigências do ambiente atual. O Perfil I refere-se ao momento atual. PERFIL II - ESTILO NATURAL: Indicado pelo PONTO n o Diamante. Ilustra a reação natural desta pessoa a um estímulo externo, é o estilo que é mais freqüentemente exibido ao longo da vida. O Perfil II permanece estável, mas não é rígido. Perfil I - Estilo Situacional Perfil II - Estilo Natural 9

10 2. MEU PERFIL PESSOAL - Motivadores x Desmotivadores Fatores de Motivação/ Área de Conforto Estes itens, normalmente, são motivantes para você. É provável que responda de maneira positiva, se o nível das características descritas nestes itens for elevado em seu ambiente de trabalho. Boas relações pessoais Possibilidade de ajudar e ser útil Discussões variadas Ambiente sem restrições Verdadeiro encorajamento Ambiente livre de discussões Equipe capaz Pessoas felizes e independentes Trabalhar juntos Ser apreciado como ser humano Decidir o próprio ritmo de trabalho Trabalhar para o bem comum Escolha da lista acima 3 fatores que mais motivam você: Situações que Reduzem a Motivação / Procura Evitar Estes itens normalmente não são vistos de maneira positiva. Seu efeito na sua motivação será negativo, caso o nível desses itens seja ampliado no ambiente de trabalho. Perder as boas relações humanas Conflitos Decisões desagradáveis que precisa tomar Agir contra as pessoas Desumanidade Restrições à liberdade Instruções muito detalhadas Pensamentos audaciosos Restringir as opiniões dos outros Perder amizades Restrito por burocracias Insegurança quanto ao futuro Escolha da lista acima 3 fatores que mais desmotivam você: 10

11 2. MEU PERFIL PESSOAL - Minhas Forças Os aspectos comportamentais elencados neste segmento, são seus pontos fortes naturais que mais se evidenciam. Pode ser que não sejam habilidades excepcionais, porém são muito naturais para pessoas com este perfil. Encorajar as pessoas a participarem Procurar modos de melhorar o ambiente Manter o crescimento positivo Preocupar-se com todas as relações pessoais Querer desenvolver passo a passo Querer planejar o seu trabalho Ganhar a confiança das pessoas Ser aberto e trabalha para os seus objetivos Poder ouvir também Não querer governar a vida dos outros Cuidar dos amigos Também ter outros interesses em mente O retângulo na escala graduada abaixo indica seu nível de facilidade em relação ao comportamento descrito: Menor Facilidade: mais à esquerda. Estilo Não-Natural, requer mais energia para ser apresentado. Maior Facilidade: mais à direita. Estilo Natural, requer menos energia para ser apresentado. Menor Facilidade Maior Facilidade Influência através de relacionamentos positivos: Explica a lógica do negócio de uma forma simples e motivadora: Compartilha ativamente informações: Sabe ouvir e colaborar para o sucesso da equipe : Desenvolve as competências das pessoas: Ajuda as pessoas para entender as emoções envolvidas: Constrói relações duráveis com pessoas na organização: Encontra uma solução favorável: Membro participativo e prestativo da equipe: Inspira a equipe para alcançar metas desafiadoras: Escolha dentre os aspectos apresentados acima seus 3 maiores pontos fortes: 11

12 2. MEU PERFIL PESSOAL - Minhas Vulnerabilidades Trata-se de uma lista de características, em relação às quais você deveria ter cautela, pois estes pontos de atenção podem se tornar pontos de vulnerabilidade. Tais aspectos irão requerer mais energia de pessoas com este perfil. Esquecer-se dos aperfeiçoamentos técnicos Diminuir o ritmo após se sentir bem Lidar mal com detalhes Não poder ser distanciado das pessoas Não montar cavalos selvagens; evitar entrar em áreas perigosas Ser difícil de se inspirar para lutar Não conseguir mudar após fazer uma promessa Esquecer-se dos detalhes Ao procurar compromissos, não obtém nada Agir emocionalmente Aceitar, mas não seguir Demasiadamente mole e amável O retângulo na escala graduada abaixo indica seu nível de facilidade em relação ao comportamento descrito: Menor Facilidade: mais à esquerda. Estilo Não-Natural, requer mais energia para ser apresentado. Maior Facilidade: mais à direita. Estilo Natural, requer menos energia para ser apresentado. Antecipa mudanças no ambiente e se prepara para tal: Menor Facilidade Maior Facilidade Exigente e rapidamente identifica recursos: Identifica o objetivo e, em seguida, toma medidas rápidas e decisivas para alcançá-lo: Análise crítica de sistemas existentes: Encontra novas, criativas, mas lógicas soluções: Compreende toda situação, até o último detalhe: Demanda elevado nível de desempenho: Desenvolve novos processos organizacionais: Focada em obter resultados visíveis: Persistente na solução de problemas lógicos e difíceis: Escolha dentre os ítens apresentados acima os 3 pontos de desenvolvimento mais importantes para você: 12

13 3. MEU PERFIL PROFISSIONAL - Empreendedor Típico de situações de negócios e poder, que envolvam influência, gestão sobre outras pessoas e atividades, realizações mensuráveis, independência, iniciativa, risco, competição, entusiasmo, energia e autoconfiança. Antecipa mudanças no ambiente e se prepara para tal: Ativamente faz questões e propõe novas ideias para o cliente: Atua com grandes grupos de diferentes tipos de pessoas: Busca ativamente por soluções completamente novas: Menor Facilidade Maior Facilidade Consistente na busca de novos negócios: Constrói novas estruturas e sistemas: Dedica sua atenção somente aos pontos essenciais: Está pronto para desafiar imediatamente: Explica a lógica do negócio de uma forma simples e motivadora: Influencia outros com propostas de negócios solidamente fundamentadas: Interessa-se em seguir em frente, focada na próxima etapa: Interessa-se mais por dados essenciais e menos por detalhes: Introduz novas perspectivas: Olha para fora da organização para construção de alianças estratégicas: Orientada para metas e influência de pessoas: Ousada para entrar em áreas totalmente novas: Possui a visão do todo para poder estruturar um novo sistema: Propõe e promove mudanças: Toma decisões arriscadas rapidamente: Utiliza seus contatos em toda a organização para influenciar a direção estratégica: Em que medida os comportamentos característicos deste tipo de trabalho combinam com o seu perfl? 13

14 3. MEU PERFIL PROFISSIONAL - Expressivo Típico de situações de exposição e criatividade, que envolvam articulação social e prestígio, idéias originais, livre expressão de emoções e subjetividade, que valorizem a estética ou arte, assim como realizações reconhecidas. Menor Facilidade Maior Facilidade Aberta a novas experiências, ideias e culturas: Abordagem inspiradora e despojada: Ansiosa em promover novas ideias: Apresenta fortes opiniões e emoções: Comunica uma visão atraente do futuro da qual os outros querem fazer parte: Contato ativo com pessoas através de diversos canais de comunicação: Cria abertura e entusiasmo: Cria uma imagem positiva e inspiradora: Dá oportunidade para conhecer pessoas e ouvir o que tem a dizer: Dedica atenção parcialmente, mantendo-se focado em suas idéias: Desenvolve cooperação entre as pessoas: Enfatiza a positividade: Entusiasticamente promove a empresa: Influencia o resultado do time inspirando novas ideias: Lida com vários contatos diferentes: Mantem ativa sua rede de relacionamentos: Promove a si mesmo constantemente: Promove novas ideias ativamente: Trabalha de forma confiante e inspiradora: Vende sua imagem de forma inspiradora: Em que medida os comportamentos característicos deste tipo de trabalho combinam com o seu perfl? 14

15 4. MEU PERFIL PROFISSIONAL - Relacionado Típico de situações que envolvam vínculos interpessoais e cooperação, ambiente amistoso e voltado ao melhor resultado coletivo, diálogo e trabalho em equipe, apoio e resolução de dificuldades de outras pessoas. Ajuda as pessoas para entender as emoções envolvidas: Menor Facilidade Maior Facilidade Ajusta sua abordagem a pessoas diferentes: Atenciosa e cuidadosa: Atinge resultados em parceria com as pessoas: Atua como membro participante da equipe: Comunicação amistosa e próxima: Constrói relações duráveis com pessoas na organização: Contatos frequentes e com cortesia junto a clientes: Cria um ambiente previsível, familiar e seguro: Despende o tempo necessário com uma pessoa para apoiar a aprendizagem: Estímulo constante e positivo das pessoas: Focado prontamente em descobrir qual suporte outras pessoas necessitam: Fornece apoio e orientação às pessoas: Mantem confiança escutando as pessoas: Mantem cooperação entre as pessoas: Orienta e aconselha a outras pessoas positivamente: Ouve as necessidades das pessoas antes de tomar uma decisão: Reduz conflitos e ajuda outras pessoas: Relações consistentes e estáveis com o cliente: Trabalha de forma constante e próxima das pessoas: Em que medida os comportamentos característicos deste tipo de trabalho combinam com o seu perfl? 15

16 4. MEU PERFIL PROFISSIONAL - Corporativo Típico de organizações estruturadas, que envolvam questões administrativas onde a conscienciosidade e eficiência são relevantes, a constância e procedimentos, assim como a precisão e os detalhes devem ser observados. Menor Facilidade Maior Facilidade Armazenamento cuidadoso e lógico de bens: Assume suas responsabilidades cuidadosamente: Atividades repetitivas que requeiram precisão: Busca superar os padrões de qualidade anteriormente obtidos: Concentra-se em uma tarefa repetitiva por longo prazo: Consistência no desenvolvimento de processos: Contatos diversos e focados em um assunto: Cria sistemas administrativos: Desenvolve rotinas e procedimentos de trabalho: Familiarização e orientação de pessoas: Fornece orientações em assuntos complicados: Organiza e finaliza as atividades diárias: Participa de atividades que requeiram precisão: Planejamento sistemático de atividades: Resolve problemas diários de forma construtiva: Tarefas repetitivas e detalhadas: Tarefas repetitivas que requeiram contato com pessoas: Tem contato frequente com pessoas: Transmite seus conhecimentos específicos para outros: Venda de soluções administrativas para outros: Em que medida os comportamentos característicos deste tipo de trabalho combinam com o seu perfl? 16

17 3. MEU PERFIL PROFISSIONAL - Especialista Típico de situações que envolvam métodos racionais de investigação e resolução de problemas, onde a pesquisa científica ou objetiva tragam descobertas aplicáveis e haja utilização do conhecimento e da lógica. Menor Facilidade Maior Facilidade Age conforme normas e processos estabelecidos: Análise crítica das instruções recebidas: Análise detalhada de problemas: Análise sistemática de dados numéricos: Apresenta detalhes técnicos: Assegura que todos os detalhes estejam em vigor antes de agir: Atenta aos detalhes específicos para certificar-se que tudo está funcionando adequadamente: Avalia e analisa uma série de alternativas antes de tomar uma decisão: Boa apresentação das características técnicas: Busca perfeição através da contínua renovação de sistemas e métodos: Busca por novos detalhes: Comunica detalhes de uma maneira lógica: Dá andamento a suas tarefas de forma lógica e tranquila: Encontra novas, criativas, mas lógicas soluções: Executa tarefa completamente estruturada: Garante e verifica a qualidade das atividades: Melhora a qualidade de produtos: Prepara instruções detalhada para os outros: Realiza análise minuciosa antes de agir: Tenta conectar os detalhes para compor o panorama geral: Em que medida os comportamentos característicos deste tipo de trabalho combinam com o seu perfl? 17

18 3. MEU PERFIL PROFISSIONAL - Prático Típico de situações onde a técnica é colocada em prática na resolução de problemas concretos e objetivos, que envolvam ferramentas / ações efetivas na realidade com resultados tangíveis ou atividade física. Age mesmo sem ter a certeza de que é a melhor coisa a fazer: Menor Facilidade Maior Facilidade Age sem usar modelos de solução existentes: Aperfeiçoa habilidades cuidadosamente: Comunica o objetivo e com detalhes relacionados a ele: Comunicação clara e baseada em fatos: Concentrar-se apenas em objetivos, fatos e detalhes: Conecta os dados com o objetivo e aprende o que necessita ser feito em seguida: Consegue trabalhar mesmo sem instruções: Cuida da logística necessária para atingir objetivos: Desenvolve novas ideias de produtos técnicos: Desenvolve novos processos operacionais por si mesmo: Desenvolve novos sistemas de maneira independente: Elabora soluções aplicáveis: Flexível em adaptar-se às mudanças e contratempos: Focada em obter resultados visíveis: Mantem os processos de produção: Mantem seu foco orientado para resultados quando realiza suas atividades: Monitora a execução de planos de ação e toma ação imediata quando necessário: Possui visão geral sem perder de vista os objetivos específicos: Utiliza-se de recursos advindos de diversas fontes: Em que medida os comportamentos característicos deste tipo de trabalho combinam com o seu perfl? 18

19 4. MEU ESTILO DE APRENDIZAGEM O estilo de aprendizagem é a forma que uma pessoa utiliza para conseguir aprender o que lhe é proposto. Tais estilos são pessoais, pois cada um apresenta facilidade com uma determinada forma e dificuldade em outras. Conhecer sua forma de aprender lhe ajudará a compreender qual será a melhor estratégia de desenvolvimento de suas competências pessoais e profissionais. Para tanto, analise na escala graduada abaixo onde está o retângulo, que indicará seu nível de facilidade em relação a cada ítem. Sendo que: Menor Facilidade: mais à esquerda. Aprender nestas condições requer muito mais esforço e concentração. Maior Facilidade: mais à direita. Aprender nestas condições é confortável para você, requer menos energia. Menor Facilidade Maior Facilidade Ação independente para aprendizagem: Ansiosa por aprender: Aprendizagem através da compreensão de processos lógicos: Aprendizagem através da crítica: Aprendizagem através do compartilhamento de ideias: Aprendizagem baseada em fatos: Aprendizagem em ambiente controlado: Aprendizagem em exercícios de grupo: Aprendizagem experimental: Aprendizagem focada em detalhes: Aprendizagem orientada para ação: Aprendizagem passo-a-passo: Aprendizagem por tentativa e erro: Compartilha novos conhecimentos com outros: Necessita de encorajamento sincero: Necessita de instruções detalhadas: Necessita de liberdade para expressar suas opiniões: Necessita de um ambiente amistoso: Precisa de explicações detalhadas e tempo para pensar: Precisa de tempo para analisar e discutir: Considerando suas facilidades (acima de zero na escala), como você poderia otimizar sua aprendizagem? 19

20 5. MEU FUTURO - Plano de Ação Considere todas as questões e reflexões que realizou ao longo deste guia para que possa consolidar suas idéias e traçar a trajetória rumo ao seu futuro profissional. Tenha em mente seu perfil pessoal, suas forças e vulnerabilidades, assim como quais condições são motivadoras ou não, tipos de trabalho nos quais teria maior facilidade para atuar, suas áreas de interesse e estilo de aprendizagem para que possa desenvolver as competências necessárias para obter sucesso em sua vida pessoal e profissional. Lembre-se que, o seu perfil comportamental apresenta nível de facilidade em certas áreas e atividades profissionais, mas em tese todos tem potencial para desenvolvimento, o importante é conhecer em que aspectos lhe será requerido maior esforço para adaptar-se às demandas profissionais. Em um mundo em constante transformação, a capacidade de lidar e se adaptar frente às transições na vida e na carreira torna-se vital para seu sucesso e autorealização. Cada um é movido por uma imagem de futuro que constrói para si, visualize o que tem real importância na sua vida. Dedique a este momento o tempo necessário para que suas conclusões possam ser a base do futuro que você vai construir. Escolha 2 ou 3 Metas de Desenvolvimento, as quais tenham alto impacto em seu futuro e que você deseja trabalhar para uma mudança efetiva. Busque ser específico o máximo possível e registre abaixo os comportamentos / competências que você acredita que requeiram uma mudança agora. META DE DESENVOLVIMENTO 1 - Meu alvo - Comportamento / Competência: META DE DESENVOLVIMENTO 1 - Minha motivação para desenvolver este comportamento / competência: META DE DESENVOLVIMENTO 1 - Meus pontos fortes que podem apoiar esta mudança / desenvolvimento: META DE DESENVOLVIMENTO 1 - Ações a serem implementadas: 20

Relatório de Análise Comportamental Extended DISC

Relatório de Análise Comportamental Extended DISC Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Comportamental Extended DISC. Tem como objetivo fornecer informações que venham a ampliar o conhecimento acerca do perfil comportamental

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014 Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Pessoal comportamentos observados através questionário

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Competências avaliadas pela ICF

Competências avaliadas pela ICF Competências avaliadas pela ICF ð Estabelecendo a Base: 1. Atendendo as Orientações Éticas e aos Padrões Profissionais Compreensão da ética e dos padrões do Coaching e capacidade de aplicá- los adequadamente

Leia mais

Perfil e Competências do Coach

Perfil e Competências do Coach Perfil e Competências do Coach CÉLULA DE TRABALHO Adriana Levy Isabel Cristina de Aquino Folli José Pascoal Muniz - Líder da Célula Marcia Madureira Ricardino Wilson Gonzales Gambirazi 1. Formação Acadêmica

Leia mais

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264

C A R R E I R A H O G A N D E S E N V O L V E R DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA. Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R C A R R E I R A DICAS DE DESENVOLVIMENTO PARA GESTÃO DE CARREIRA Relatório para: Tal Fulano ID: HC748264 Data: 12,

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

Perfil de estilos de personalidade

Perfil de estilos de personalidade Relatório confidencial de Maria D. Apresentando Estilos de venda Administrador: Juan P., (Sample) de conclusão do teste: 2014 Versão do teste: Perfil de estilos de personalidade caracterizando estilos

Leia mais

COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO

COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO DEFINIÇÕES OPERACIONAIS E INDICADORES COMPORTAMENTAIS Pag. 1 Elaborada por Central Business Abril 2006 para o ABRIL/2006 2 COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO

Leia mais

Inteligência. Emocional

Inteligência. Emocional Inteligência Emocional Inteligência Emocional O que querem os empregadores?? Atualmente, as habilitações técnicas específicas são menos importantes do que a capacidade implícita de aprender no trabalho

Leia mais

GAPP - GUIA DE ANÁLISE PESSOAL & PROFISSIONAL

GAPP - GUIA DE ANÁLISE PESSOAL & PROFISSIONAL GAPP - GUIA DE ANÁLISE PESSOAL & PROFISSIONAL Relatório para Estudantes e Coaching www.extendeddisc.com.br 2015 A Extended DISC é uma empresa multinacional de origem finlandesa, cuja missão é prover informações

Leia mais

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Avaliação de: Sr. José Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: 11/06/2014 Perfil Caliper Gerencial e Vendas

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA Prof. Gustavo Nascimento Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA A liderança e seus conceitos Liderança é a capacidade de influenciar um grupo para que as metas sejam alcançadas Stephen Robbins A definição de liderança

Leia mais

Levantamento do Perfil Empreendedor

Levantamento do Perfil Empreendedor Levantamento do Perfil Empreendedor Questionário Padrão Informações - O objetivo deste questionário é auxiliar a definir o seu perfil e direcioná-lo para desenvolver suas características empreendedoras.

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

Como Eu Começo meu A3?

Como Eu Começo meu A3? Como Eu Começo meu A3? David Verble O pensamento A3 é um pensamento lento. Você está tendo problemas para começar seu A3? Quando ministro treinamentos sobre o pensamento, criação e uso do A3, este assunto

Leia mais

21 Mandamentos do Grandes Ideias

21 Mandamentos do Grandes Ideias 21 Mandamentos do Grandes Ideias 21 Mandamentos do Grandes Ideias Ideias simples mas que fazem toda a diferença na motivação dos nossos alunos!! 1. Conhecer os alunos e fazê-los sentirem-se amados pela

Leia mais

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram Esquema de Palestra I. Por Que As Pessoas Compram A Abordagem da Caixa Preta A. Caixa preta os processos mentais internos que atravessamos ao tomar uma

Leia mais

Resumo Aula-tema 04: Eu e os outros (Competência Social)

Resumo Aula-tema 04: Eu e os outros (Competência Social) Resumo Aula-tema 04: Eu e os outros (Competência Social) Os seres humanos são, por natureza, seres sociais, que interagem a todo instante nos diferentes ambientes (familiar, escolar, profissional etc.).

Leia mais

Perfil de Competências de Gestão. Nome: Exemplo

Perfil de Competências de Gestão. Nome: Exemplo Perfil de Competências de Gestão Nome: Exemplo Data: 8 maio 2008 Perfil de Competências de Gestão Introdução Este perfil resume como é provável que o estilo preferencial ou os modos típicos de comportamento

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

Treinamento Coaching - Assessment

Treinamento Coaching - Assessment Treinamento Coaching - Assessment Treinamento de vendas COACHING ASSESSMENT Para que treinar? A importância "A vontade de ganhar é importante, mas a vontade de se preparar é vital. Apresentando o Coaching

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

Avaliação Confidencial

Avaliação Confidencial Avaliação Confidencial AVALIAÇÃO 360 2 ÍNDICE Introdução 3 A Roda da Liderança 4 Indicadores das Maiores e Menores Notas 7 GAPs 8 Pilares da Estratégia 9 Pilares do Comprometimento 11 Pilares do Coaching

Leia mais

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência)

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência) SEREI UM EMPREENDEDOR? Este questionário pretende estimular a sua reflexão sobre a sua chama empreendedora. A seguir encontrará algumas questões que poderão servir de parâmetro para a sua auto avaliação

Leia mais

O QUE MAIS TE DRESCREVE

O QUE MAIS TE DRESCREVE O QUE MAIS TE DRESCREVE 1 A B C D 2 A B C D 3 A B C D 4 A B C D 5 A B C D 6 A B C D 7 A B C D 8 A B C D 9 A B C D 10 A B C D 11 A B C D 12 A B C D 13 A B C D 14 A B C D 15 A B C D 16 A B C D 17 A B C D

Leia mais

judgment EM PERSPECTIVA:

judgment EM PERSPECTIVA: EM PERSPECTIVA: judgment As teorias de liderança geralmente estão baseadas em características individuais, como o carisma, influência, ética, entre outras, mas um determinante central da performance de

Leia mais

Agenda. A Tríade. Relacionamento e Comunicação

Agenda. A Tríade. Relacionamento e Comunicação São Paulo agosto 2012 A Tríade Corpo Relacionamento e Comunicação A busca de resultados através das pessoas Alma Mente 1 2 Agenda "Não há maior sinal de LOUCURA do que fazer uma coisa repetidamente e esperar

Leia mais

Como se tornar um líder de Sucesso!

Como se tornar um líder de Sucesso! Como se tornar um líder de Sucesso! Os 10 mandamentos do Como se tornar um líder de Sucesso! O líder é responsável pelo sucesso ou fracasso de uma organização. A liderança exige de qualquer pessoa, paciência,

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

Relações Humanas e Marketing Pessoal

Relações Humanas e Marketing Pessoal Relações Humanas e Marketing Pessoal Realização: Projeto Ser Tão Paraibano Parceiros: Elaboração: Deusilandia Soares Professor-Orientador: Vorster Queiroga Alves PRINCÍPIOS DE RELAÇÕES HUMANAS Em qualquer

Leia mais

U N I V E R S A L APERFEIÇOADA. Vários avaliadores SOCIAL STYLE. Perfil. Preparado para: Por: Sessão: Isabella Ruiz. Sample Organization

U N I V E R S A L APERFEIÇOADA. Vários avaliadores SOCIAL STYLE. Perfil. Preparado para: Por: Sessão: Isabella Ruiz. Sample Organization Vários avaliadores SOCIAL STYLE Perfil Preparado para: Isabella Ruiz Por: Sample Organization Sessão: Improving Interpersonal Effectiveness U N I V E R S A L APERFEIÇOADA 09 Abr 2014 SOCIAL STYLE, A empresa

Leia mais

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O C L E O W O L F F O que é Action Learning? Um processo que envolve um pequeno grupo/equipe refletindo e trabalhando em problemas reais, agindo e aprendendo enquanto atuam. FUN D A MEN T OS D O ACTION LEARNING

Leia mais

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil 10Minutos Futuro do trabalho Pesquisa sobre impactos e desafios das mudanças no mundo do trabalho para as organizações no B O futuro do trabalho Destaques Escassez de profissionais, novos valores e expectativas

Leia mais

Enquete. O líder e a liderança

Enquete. O líder e a liderança Enquete O líder e a liderança Muitas vezes, o sucesso ou fracasso das empresas e dos setores são creditados ao desempenho da liderança. Em alguns casos chega-se a demitir o líder, mesmo aquele muito querido,

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Formulário de Avaliação de Desempenho

Formulário de Avaliação de Desempenho Formulário de Avaliação de Desempenho Objetivos da Avaliação de Desempenho: A avaliação de desempenho será um processo anual e sistemático que, enquanto processo de aferição individual do mérito do funcionário

Leia mais

Formação Analista DISC

Formação Analista DISC Formação Analista DISC Metodologia DISC Os Fatores DISC representam reações comportamentais a partir da percepção que o indivíduo tem do ambiente. Marston precisava medir de algum modo os estilos de comportamento.

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

Modelo Estudante. Guia de Análise Pessoal & Profissional Relatório para Estudantes FINXS 13.02.2015

Modelo Estudante. Guia de Análise Pessoal & Profissional Relatório para Estudantes FINXS 13.02.2015 Guia de Análise Pessoal & Profissional Relatório para Estudantes Este guia tem como objetivo fornecer informações que venham a ampliar o conhecimento acerca do perfil comportamental da pessoa que respondeu

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos.

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos. Gestão de Recursos Humanos Aula 2 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Liderança Competências gerenciais Formação de equipes Empreendedor Liderança X Gerenciamento Conceito e estilos

Leia mais

GESTÃO DO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL GESTÃO DE DESEMPENHO

GESTÃO DO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL GESTÃO DE DESEMPENHO GESTÃO DO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL GESTÃO DE DESEMPENHO Career Compass Para Fulano de Tal 99999999 Data CONFIDENCIAL Reproduzido através do Inventário de Motivos, Valores e Preferências Copyright 2001

Leia mais

PROFISSIONAL DE FARMÁCIA: IMAGEM E CAPACIDADE SÃO ESSENCIAIS

PROFISSIONAL DE FARMÁCIA: IMAGEM E CAPACIDADE SÃO ESSENCIAIS PROFISSIONAL DE FARMÁCIA: IMAGEM E CAPACIDADE SÃO ESSENCIAIS Na área da saúde, algumas habilidades, como o conhecimento técnico e a facilidade de comunicação influem decisivamente na impressão conquistada

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS - faz as coisas antes de solicitado ou antes de ser forçado pelas circunstâncias; - age para expandir o negócio em novas áreas, produtos ou serviços; - aproveita

Leia mais

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Avaliação de: Sr. José Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: 11/06/2014 Perfil Caliper Gerencial e Vendas

Leia mais

Corpo e Fala EMPRESAS

Corpo e Fala EMPRESAS Corpo e Fala EMPRESAS A Corpo e Fala Empresas é o braço de serviços voltado para o desenvolvimento das pessoas dentro das organizações. Embasado nos pilares institucionais do negócio, ele está estruturado

Leia mais

Painel Um caminho para o modelo brasileiro realizações desde a fundação do GEC em 2007

Painel Um caminho para o modelo brasileiro realizações desde a fundação do GEC em 2007 Painel Um caminho para o modelo brasileiro realizações desde a fundação do GEC em 2007 Projetos Perfil e Competências do Coach Entidades Formadoras e Certificadoras Perfil e Competências do Coach Adriana

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

Quem Contratar como Coach?

Quem Contratar como Coach? Quem Contratar como Coach? por Rodrigo Aranha, PCC & CMC Por diversas razões, você tomou a decisão de buscar auxílio, através de um Coach profissional, para tratar uma ou mais questões, sejam elas de caráter

Leia mais

PROPOSTA DE SERVIÇOS EM PSICOLOGIA CLÍNICA

PROPOSTA DE SERVIÇOS EM PSICOLOGIA CLÍNICA PROPOSTA DE SERVIÇOS EM PSICOLOGIA CLÍNICA A importância do bem-estar psicológico dos funcionários é uma descoberta recente do meio corporativo. Com este benefício dentro da empresa, o colaborador pode

Leia mais

17/07/2013 ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE. CEOLIN Representante Interior Bahia. SILVA Representante Interior Pernambuco

17/07/2013 ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE. CEOLIN Representante Interior Bahia. SILVA Representante Interior Pernambuco 17/07/2013 Ser Humano para SUPERAÇÃO DE METAS Transformação Pessoal Sonhos A Jornada é mais importante que o Destino Decisão Onde Vamos Viver? 1 Imprevisibilidade Mudanças constantes. Sem estabilidade

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados Aperfeiçoamento Gerencial para Supermercados Liderança Liderança é a habilidade de influenciar pessoas, por meio da comunicação, canalizando seus esforços para a consecução de um determinado objetivo.

Leia mais

Iniciar com qualidade

Iniciar com qualidade Iniciar com qualidade Depois de ver as dicas da Diretora Nacional Executiva de Vendas Independente Glória Mayfield lembre se de compartilhar com suas Consultoras que na Mary Kay elas nunca começam sozinhas.

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL E DE LIDERANÇA. Estilos de comportamento no ambiente de trabalho Diagnóstico

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL E DE LIDERANÇA. Estilos de comportamento no ambiente de trabalho Diagnóstico PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL E DE LIDERANÇA Estilos de comportamento no ambiente de trabalho Foco do programa O desenvolvimento de habilidades gerenciais e capacidades de liderança passa pelo

Leia mais

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO 1 LÍDERES DO SECULO XXI André Oliveira Angela Brasil (Docente Esp. das Faculdades Integradas de Três Lagoas-AEMS) Flávio Lopes Halex Mercante Kleber Alcantara Thiago Souza RESUMO A liderança é um processo

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

Blue Mind Desenvolvimento Humano

Blue Mind Desenvolvimento Humano Conhecendo o Coaching Por Fábio Ferreira Professional & Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificação internacional pela European Coaching Association e Global Coaching Community,

Leia mais

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS. 2013 Hogan Assessment Systems Inc.

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS. 2013 Hogan Assessment Systems Inc. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL EQ A HABILIDADE DE SE IDENTIFICAR E GERIR AS PRÓPRIAS EMOÇÕES E DE OUTRAS PESSOAS Relatório para Tal Fulano ID HC748264 Data 12, Novembro, 2014 2013 Hogan Assessment Systems Inc.

Leia mais

CADEIA DE DECISÃO NA GESTÃO DE NEGÓCIOS

CADEIA DE DECISÃO NA GESTÃO DE NEGÓCIOS Unidade IV CADEIA DE DECISÃO NA GESTÃO DE NEGÓCIOS Prof. Bernardo Solé Ambiente Recursos Materiais Patrimoniais Financeiros Humanos Tecnológicos Mudanças Desempenho Organizacional Eficiênciaiê i Eficácia

Leia mais

Relatório de Competências

Relatório de Competências ANÁLISE CALIPER DO POTENCIAL DE DESEMPENHO PROFISSIONAL Relatório de Competências LOGO CLIENTE CALIPER Avaliação de: Sr. Márcio Modelo Preparada por: Consultora Especializada Caliper e-mail: nome@caliper.com.br

Leia mais

Motivar pessoas para o foco da organização

Motivar pessoas para o foco da organização PORTWAY Motivar pessoas para o foco da organização Série 4 pilares da liderança Volume 3 4 pilares da liderança Motivar pessoas para o foco da organização E m Julho de 2014, fui procurado por algumas diretoras

Leia mais

> Relatório de Vendas. Nome: Exemplo

> Relatório de Vendas. Nome: Exemplo > Relatório de Vendas Nome: Exemplo Data: 8 maio 2008 INTRODUÇÃO O Relatório de Vendas da SHL ajuda a compreender a adequação do potencial do Exemplo na função de vendas. Este relatório é baseado nos resultados

Leia mais

Buscamos compreender como ocorrem os processos de desenvolvimento humano, organizacional e social

Buscamos compreender como ocorrem os processos de desenvolvimento humano, organizacional e social instituto fonte... Buscamos compreender como ocorrem os processos de desenvolvimento humano, organizacional e social e a arte de neles intervir. Buscamos potencializar a atuação de iniciativas sociais,

Leia mais

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler 2 Introdução A política corporativa de RH da Schindler define as estratégias relacionadas às ações para com seus colaboradores; baseia-se na Missão e nos

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Estratégia de negócio, segmentação e posicionamento Prof. Dr. Raul Amaral

Estratégia de negócio, segmentação e posicionamento Prof. Dr. Raul Amaral Estratégia de negócio, segmentação e posicionamento Prof. Dr. Raul Amaral Estratégia de negócio, estratégias de segmentação e posicionamento. Análise do potencial de demanda. Definição da missão. liderança.

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

Guia de autopercepção

Guia de autopercepção TRACOM Sneak Peek Excerpts from Guia de autopercepção Guia de autopercepção Índice Introdução...1 O SOCIAL STYLE MODEL TM...1 De onde vem seu estilo?....................................................

Leia mais

Perfil Caliper Smart Liderança The Inner Leader Report

Perfil Caliper Smart Liderança The Inner Leader Report Perfil Caliper Smart The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Mário Teste Preparada por: Consultora Caliper consultora@caliper.com.br Data: Perfil Caliper Smart The Inner Leader Report Página 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

Desenvolvendo Capacidades de PDSA

Desenvolvendo Capacidades de PDSA Desenvolvendo Capacidades de PDSA Karen Martin Como com qualquer habilidade, desenvolver as capacidades do PDSA (planejar fazer estudar agir) tem tudo a ver com a prática. Para conquistar a disciplina

Leia mais

I N T E R P R E T A H O G A N D E S E N V O L V E R INVENTÁRIO HOGAN DE PERSONALIDADE. Relatório para: Fulano Tal ID: HB666327. Data: 14, Março, 2013

I N T E R P R E T A H O G A N D E S E N V O L V E R INVENTÁRIO HOGAN DE PERSONALIDADE. Relatório para: Fulano Tal ID: HB666327. Data: 14, Março, 2013 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R I N T E R P R E T A INVENTÁRIO HOGAN DE PERSONALIDADE Relatório para: Fulano Tal ID: HB666327 Data: 14, Março, 2013

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho Joe Murli O trabalho padrão do líder, incluindo o comportamento de liderança lean, é um elemento integral de um sistema de

Leia mais

Desenvolvimento de Líderes

Desenvolvimento de Líderes Desenvolvimento de Líderes Desempenho da Liderança by Ser Humano Consultoria Liderança é a competência de alguém em exercer influência sobre indivíduos e grupos, de modo que tarefas, estratégias e missões

Leia mais

Equipe de Alta Performance

Equipe de Alta Performance Equipe de Alta Performance Como chegar a ser uma EAP? Intelectual Razão Cognição Meta Estratégia EQUIPE EAP (Time) BANDO GRUPO Emocional Motivação Relação Ajuda O que é uma Equipe? Éumgrupodepessoas: com

Leia mais

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa.

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa. A Liderança Faz a Diferença Guia de Gerenciamento de Riscos Fatais Introdução 2 A prevenção de doenças e acidentes ocupacionais ocorre em duas esferas de controle distintas, mas concomitantes: uma que

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança Premium The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança Premium The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança Premium The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Jose Exemplo Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança Premium The

Leia mais

Equipe de Alto Desempenho 307

Equipe de Alto Desempenho 307 36 Equipe de Alto Desempenho 307 O brilho individual de cada integrante da equipe contribui para o reconhecimento da constelação. Uma equipe existe onde há o espírito de cooperação. Nada é impossível.

Leia mais

Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações. Prof Rodrigo Legrazie

Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações. Prof Rodrigo Legrazie Escola das relações humanas: Sociologia nas Organizações Prof Rodrigo Legrazie Escola Neoclássica Conceitua o trabalho como atividade social. Os trabalhadores precisam muito mais de ambiente adequado e

Leia mais

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock ABCEducatio entrevista Sílvio Bock Escolher uma profissão é fazer um projeto de futuro A entrada do segundo semestre sempre é marcada por uma grande preocupação para todos os alunos que estão terminando

Leia mais

Relações Humanas e Públicas Professora Ana Maria anamelo.rh@hotmail.com

Relações Humanas e Públicas Professora Ana Maria anamelo.rh@hotmail.com Relações Humanas e Públicas Professora Ana Maria anamelo.rh@hotmail.com 1 2 RELAÇÕES HUMANAS E PÚBLICAS Profª Ana Maria anamelo.rh@hotmail.com EXERCÍCIOS DE PROVA (CESPE/Unb Agente Administrativo/Ministério

Leia mais

Mário Rocha. A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências

Mário Rocha. A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências Mário Rocha A contribuição do Coaching no desenvolvimento das competências Missão Visão Objetivos estratégicos Competências Organizacionais Competências Conhecimento o que saber Habilidades - saber fazer

Leia mais

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento.

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Por PAULA FRANCO Diante de um cenário empresarial extremamente acirrado, possuir a competência atitude

Leia mais

Você gostaria de atingir os objetivos que traçou para sua vida de maneira mais consistente e sustentável? Gostaria de melhorar o seu aproveitamento, trabalhar menos pressionado ou estressado, e ainda aumentar

Leia mais

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas.

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas. INTRODUÇÃO Você, provavelmente, já sabe que colaboradores felizes produzem mais. Mas o que sua empresa tem feito com esse conhecimento? Existem estratégias que de fato busquem o bem-estar dos funcionários

Leia mais

Liderança Motivação e Criatividade Palestrante Tatiane Franklin Coach, Palestrante e Consultora Organizacional

Liderança Motivação e Criatividade Palestrante Tatiane Franklin Coach, Palestrante e Consultora Organizacional Liderança Motivação e Criatividade Palestrante 80% das pessoas não se sentem motivadas para trabalhar. 92% dos lideres não sabem aplicar feedback. 66% das pessoas se demitem dos lideres. Líder é aquele

Leia mais

Competências Essenciais de Coaching. Nick Cheong 张 炳 栋 Sócio - Diretor Berners Coaching 2010 BERNERSCONSULTING

Competências Essenciais de Coaching. Nick Cheong 张 炳 栋 Sócio - Diretor Berners Coaching 2010 BERNERSCONSULTING Competências Essenciais de Coaching Nick Cheong 张 炳 栋 Sócio - Diretor Berners Coaching 2010 BERNERSCONSULTING Por que estamos aqui? Estamos aqui para: Conhecer quais são as competências essências do um

Leia mais

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO Apesar de as empresas brasileiras estarem despertando para o valor das ações de educação corporativa em prol dos seus negócios, muitos gestores ainda

Leia mais

ATIVISTA CONFIÁVEL. do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres

ATIVISTA CONFIÁVEL. do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres ATIVISTA CONFIÁVEL Uma competência essencial il do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres www.entrelacos.com.br entrelacos@entrelacos.com.br 41 3079.4686 e 9973.9304 Observando

Leia mais

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO Profa. Leonor Cordeiro Brandão Relembrando Vimos alguns conceitos importantes: O que são dados; O que é informação; Quando uma informação se transforma em conhecimento;

Leia mais

BEST WORK PORQUE O MELHOR TRABALHO É SÓ UM. O SEU!

BEST WORK PORQUE O MELHOR TRABALHO É SÓ UM. O SEU! BEST WORK PORQUE O MELHOR TRABALHO É SÓ UM. O SEU! ENQUANTO UNS ESTÃO CONFUSOS, VOCÊ DEMONSTRA CLAREZA ENQUANTO UNS ESTÃO CONSTRANGIDOS, VOCÊ É FLEXÍVEL ENQUANTO UNS VEEM ADVERSIDADE, VOCÊ DESCOBRE OPORTUNIDADES

Leia mais

Princípios de Liderança

Princípios de Liderança Princípios de Liderança LIDERANÇA E COACH www.liderancaecoach.com.br / liderancaecoach ÍNDICE Liderança Chefe x Líder O que um líder não deve fazer Dicas para ser um líder de sucesso Para liderar uma equipe

Leia mais