ENCONTRO NACIONAL DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA ENCONIT BIOTEC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ENCONTRO NACIONAL DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA ENCONIT BIOTEC"

Transcrição

1 ENCONTRO NACIONAL DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA ENCONIT BIOTEC Julho 2009

2 Agenda O Fundo Criatec Robert E. Binder - Criatec 2

3 O Fundo Constituição Edital Público do BNDES: Janeiro de 2007 Autorização CVM: 16 de Outubro de 2007 Primeiro Aporte: 14 de Novembro de 2007 Cotistas: R$ 100 milhões 3

4 O Fundo Dados relevantes Período de Investimento: 4 anos Período de Desinvestimento: 6 anos (total: 10 anos) Faixa de investimento por empresa: até 1,5 M (máximo de 5 M) Meta de investimento: 50 empresas 4

5 O Fundo Visão: Agente de desenvolvimento A Visão de que é possível... Disseminar a cultura do empreendedorismo e inovação Desenvolver tecnologias estratégicas para o Brasil Desenvolver socialmente novas regiões Gerar uma nova cultura de investimentos Obter retorno financeiro Mais que o retorno financeiro, vislumbramos com o Criatec uma oportunidade para desenvolvimento do País. 5

6 Agenda Atuação Concreta nos Sistemas Locais de Inovação Robert E. Binder - Criatec 6

7 Fundo Criatec Regional Belém Marck Silva Engenheiro químico pela UFPA, com mestrado em Engenharia da Computação pelo ITA Foi Professor do curso de especialização em Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica do ITA Belém Fortaleza 3 anos como gestor de uma empresa nascente de base tecnológica (inclusive analisada pelo Criatec) Recife Belo Horizonte Campinas Rio de Janeiro Florianópolis Escritório na UFPA 77

8 Fundo Criatec Regional Fortaleza Rogério Parente Administrador pela Universidade de Fortaleza, com MBA incompleto pela UECE/Coimbra Trabalhou 14 anos no BNB e atuou 10 anos como consultor de gestão e captação de financiamentos Histórico empreendedor (pequenos negócios, incluindo a maior padaria de Fortaleza) Belém Recife Fortaleza Belo Horizonte Campinas Rio de Janeiro Florianópolis Escritório na sede do BNB 8

9 Fundo Criatec Regional Recife Haim Mesel Ciência da Computação na PUC/PE, com MBA pela FGV e Dom Cabral CEO e co-fundador da Meantime, empresa de base tecnológica nascida no C.E.S.A.R. em Recife e investida pela FIR. Vendeu empresa este ano Fortaleza Belém Belo Horizonte Campinas Rio de Janeiro Recife Florianópolis Escritório no Porto Digital 9

10 Fundo Criatec Regional Belo Horizonte Eric Ribeiro Administrador pela UMA/MG, com pós-gradução em Gestão Empresarial pela FGV 7 anos de atuação na área comercial de empresas na área de medição e telemetria, com operações em toda a América Latina Gestor de carteira em bolsa de valores Fortaleza Belém Recife Campinas Belo Horizonte Rio de Janeiro Florianópolis Escritório no Instituto Inovação 10

11 Fundo Criatec Regional Rio de Janeiro José Lavaquial Engenheiro de Produção pela UFRJ, com MBA pela Coppead Diretor do Bozano nas operaçõs de Nova York e Hong Kong Diretor de Private Equity do Santander Fortaleza Belém Recife Campinas Belo Horizonte Rio de Janeiro Florianópolis Escritório na Antera 11

12 Fundo Criatec Regional Campinas Francisco Jardim Administrador pela Saint Louis University/EUA Passou pela Nestlé de Barcelona, DaimlerChrysler de Cingapura, Banco Santos e FAMA Investimentos 3 anos de empreendedorismo como trader de commodities Fortaleza Belém Recife Belo Horizonte Rio de Janeiro Campinas Florianópolis Escritório no Instituto Inovação 12 12

13 Fundo Criatec Regional Florianópolis Reinaldo Coelho Engenheiro de Produção pela Virginia Polytechnic Institute and State University/EUA, doutorando pela UFSC Foi gestor de projetos nos EUA por 2 anos Atuou 3 anos como consultor de projetos de financiamento Fortaleza Belém Recife Belo Horizonte Campinas Rio de Janeiro Florianópolis Escritório no Celta 13

14 Fundo Criatec Postos Avançados Viçosa Escritório da Regional BH, localizado na UFV Salvador Consultor local contratado para análise do potencial do pipeline Belém Viçosa Fortaleza Recife Belo Horizonte Campinas Rio de Janeiro Salvador Florianópolis Postos Avançados 14

15 Agenda Prospecção e Análise Robert E. Binder - Criatec 15

16 Política de investimentos Fases de investimento Faturamento máximo de R$ 6 mi/ano Idéia/Pesquisa/ Fase lab. terminada Protótipo / Empresa Nascente Produto no mercado Mercado e produto consolidado Mercado em crescim. sustentável Pesquisa finalizada Prova de Conceito Decolagem Expansão Saída Uma oportunidade pode ser submetida mesmo que não tenha sido criada uma empresa. Nesse caso, se ela for aprovada, a empresa S.A. precisará ser constituída Foco Criatec Não-foco Criatec X Momentos de investimento O Criatec investirá ao final das fases acima, para viabilizar as fases seguintes (Prova de Conceito, Decolagem e Expansão, respectivamente) 16

17 Políticas de Investimento Critérios de Seleção análise de intangíveis Critérios rios TECNOLOGIA grande diferencial tecnológico e/ou competitivo com relação aos concorrentes MERCADO solução de um problema de mercado claro e economicamente relevante empreendedor(es) altamente comprometido, com grande diferencial e bom relacionamento RESULTADO FINANCEIRO possibilidade de margens significativas NECESSIDADE DE CAPITAL capital capaz de levar empresa ao próximo estágio EMPREENDE- DOR / EQUIPE DESINVESTI- MENTO compradores identificados 17

18 Agenda Resultados Robert E. Binder - Criatec 18

19 O Fundo: Resultado em 20 meses Mais de 870 oportunidades recebidas via website 25 empresas apresentadas para o Comitê de Investimentos 20 empresas aprovadas 9 empresas investidas 11 empresas em processo de investimento 19

20 Empresas com investimentos aprovados no Comitê de Investimentos Solução Setor Agronegócios Energia Mídia/ Entretenimento Multisetorial Saúde humana Setor financeiro TI/ Eletrônica Biotecnologia Equipamentos Médicos Hardware Robótica Nanotecnologia Novos Materiais Deprocer Química Sistemas (H+S) Software 20 investimentos aprovados em 20 meses 20

21 Investimentos aprovados por Região REGIÃO VALOR QUANT. APROVADO EMPRESAS Belem ,00 1 Belo Horizonte ,31 3 Campinas ,36 7 Florianópolis ,00 3 Fortaleza ,00 1 Recife ,00 2 Rio de Janeiro ,74 3 TOTAL ,41 20 R$ 27 milhões de Investimentos aprovados em todo o território nacional 21

22 Investimentos aprovados por Setor SETOR VALOR QUANT. APROVADO EMPRESAS Agronegócios ,04 4 Energia ,58 2 Mídia / Entretenimento ,00 2 Multisetorial ,48 4 Saúde Humana ,31 5 Setor Financeiro ,00 2 TI/Eletrônica ,00 1 TOTAL ,41 20 Investimentos em empresas que atuam em setores prioritários 22

23 Investimentos aprovados por Solução SOLUÇÃO VALOR QUANT. APROVADO EMPRESAS Biotecnologia ,80 3 Equipamentos médicos ,00 2 Nanotecnologia ,00 1 Novos materiais ,48 3 Química ,00 2 Robótica ,13 2 Sistemas (H+S) ,00 3 Software ,00 4 TOTAL ,41 20 Formação de um portfólio que abrange empresas em mercados importantes. 23

24 Investimentos aprovados por Estágio de Desenvolvimento da Empresa ESTÁGIO VALOR QUANT. APROVADO EMPRESAS Prova de conceito ,50 6 Decolagem ,87 8 Expansão ,04 5 Late seed ,00 1 TOTAL ,41 20 Prova de conceito: empresa sem faturamento, e com produto ainda em fase de prova de conceito, incerteza quanto a sua viabilidade. Decolagem: empresa com produto testado, em fase de lançamento no mercado. Expansão: empresa com produto lançado, em fase de expansão no mercado. Late seed: empresa em expansão, com faturamento entre R$ 4,5 e R$ 6 milhões. 20 investimentos em empresas em diversos estágios de desenvolvimento 24

25 Muito obrigado! 25

26 Agenda Aceleração Robert E. Binder - Criatec 26

27 Modelo de Aceleração O conceito Acompanhamento de Resultados Reuniões, Relatórios, ERP, SGI (intangíveis) Apoio de Gestão Cardápio e Melhores Práticas Investidores Legenda Geração de Valor Gestor Nacional = Governança Apoio e Acompanhamento Portfólio Estratégia Empresas Individuais Execução Gestor Regional = Operações Investimento

28 Empresas aprovadas com Investimentos efetivados EMPRESA REGIÃO SETOR DOS CLIENTES EMPRESAS APROVADAS E COM INVESTIMENTOS EFETIVADOS TIPO DE SOLUÇÃO ESTÁGIO SOLUÇÃO DIFERENCIAL BUG Campinas Agronegócios Biotecnologia Expansão Controle biológico (controle de um organismo vivo praga, por meio de outro organismo vivo inimigo natural. Qualidade dos insetos. Metodologia e ferramentas de produção. Posicionamento mercadológico. Celer Belo Horizonte Saúde Humana Robótica Decolagem Produção e venda de equipamentos pequenos e modulares para laboratórios de análises clínicas e pequenos fabricantes de kits reagentes. Única empresa nacional fabricante de equipamentos para análises clínicas. Empreendedor: PhD em robótica. Deprocer Rio de Janeiro Multisetorial Novos materiais Prova de conceito Materiais Cerâmicos Avançados customizados aos clientes de cada segmento. Peças em Carbeto de Silício para oil&gas, petroquímica, automobilística, metalúrgica, celulose e defesa. Adequação das propriedades das peças às necessidades dos clientes, agilidade logística, custo altamente competitivo e material estratégico. Pesquisador referência na área (COPPE/UFRJ) + profissionais com muita experiência em gestão, finanças e vendas. Edge IT Campinas Mídia / Entretenimento Software Decolagem Software para gerenciamento de conteúdo de mídias digitais multiplataformas (i.e satélite, mobile, SBTVD, Internet Banda Larga, etc). Alto grau de flexibilidade, customização e gestão à distância do conteúdo/mídia. InvitroCells Belo Horizonte Saúde Humana Biotecnologia Prova de conceito Testes pré-clínicos para indústria de fármacos e cosméticos e testes para a área de saúde humana. Foco no citoplasma (concorrentes tem foco no DNA e in vivo). Empreendedor: PhDs em sinalização celular e toxicologia. Rizoflora Belo Horizonte Agronegócios Biotecnologia Prova de conceito Controle biológico a partir de fungos, bactérias e plantas que combatem os nematóides (parasitas de plantas que causam perdas estimadas em 100 bilhões de dólares anuais no mundo). Controle biocompatível : eficácia sem agressão ao meio ambiente e à saúde humana. Empreendedor: PhD em Patologia Vegetal e referência nacional em nematóides. Magnamed Campinas Saúde Humana Equipamentos médicos Decolagem Tecnologia mecatrônica modular, integrável com diferentes equipamentos de ventilação pulmonar de grandes empresas, nas áreas de anestesia, UTI e néo-natal. Nível técnico e mercadológico da equipe, com grande experiência de mercado. Subsin Rio de Janeiro Energia Robótica Prova de conceito Robôs de inspeção que fazem medições, com infra-vermelho, analisadas por software especializado que prevê a vida útil e sugere manutenções. Combinação de conhecimentos de robótica e engenharia que permite não só a inspeção mas também a análise dos dados. Usix Fortaleza Setor Financeiro Software Expansão Sistema via web que automatiza complexos fluxos de informações entre a cadeia seguradora, corretoras e pontos-de-venda. Rápido processo de implantação e instalação. 28 Capacidade de integrar os diversos atores do processo de negócio no mercado de seguros.

29 Empresas aprovadas com Investimentos em andamento EMPRESAS APROVADAS E COM INVESTIMENTOS EM ANDAMENTO EMPRESA REGIÃO SETOR DOS CLIENTES TIPO DE SOLUÇÃO ESTÁGIO SOLUÇÃO DIFERENCIAL AD Belem Multisetorial Química Prova de conceito Tecnologia de craqueamento de extratos, através de processo químico, visando obter produtos purificados. Nível de Pureza de 70%. AQ Florianópolis Energia Sistemas (H+S) Decolagem Sistemas (hardware e software) para gerir, monitorar e diagnosticar unidades geradoras de energia elétrica. Joint-Venture de empresas de Automação e Controle do Setor. Aumento de 20% na capacidade produtiva das plantas de geração. Ar Florianópolis Agronegócios Sistemas (H+S) Decolagem Sistemas Embarcados e Softwares especialistas para monitoração e controle de atividades agrícolas/silvícolas. Economias de até 20% e aumento da produtividade de até 25%. Ci Florianópolis TI/Eletrônica Sistemas (H+S) Expansão Famílias de hardware para telecom. Aplicações na TV Digital, TV a cabo, VoIP, internet banda ultra-larga e normal, tudo voltado para convergência digital. Soluções integradas (não apenas o hardware) e pós-venda. Maximiza rede e oferta de serviços via infraestrutura existente de cabos. CV Campinas Multisetorial Novos materiais Decolagem Desenvolvimento de diamantes sintéticos em superfícies ferrosas: Pontas odontológicas diamantadas com utilização de ultra-som (produto já desenvolvido e comercializado pela empresa). Durabilidade 35 vezes maior com preço por utilização de 1/7 frente a pontas odontológicas tradicionais. Tecnologia única com larga aplicação: brocas de perfuração de poços de petróleo, ferramentas médico-odontológicas e revestimento de materiais. Não existe no mercado API de áudio interativo. DA Recife Mídia / Entretenimento Software Decolagem API (Application Programming Interface) de áudio: módulo com softwares responsáveis por controle, efeitos sonoros e extração de informações de aúdio e composição dinâmica, culminando em interatividade de áudio avançada. Aprovação de R$2,2M de Subvenção Econômica da Finep. Equipe com Phd. em computação musical pela Univ. Paris e empreendedor de referência em software e internet (Mestre em Adm UFPE). Ki Campinas Setor Financeiro Software Late seed Solução completa, integrada e parametrizada, incluindo o software e serviços de implantação e manutenção. Previsibilidade de custo e prazo. Conhecimento técnico e mercadológico. Posicionamento mercadológico. PO Rio de Janeiro Multisetorial Novos materiais Decolagem Plataforma Tecnológica para desenvolvimento e produção de Materiais poliméricos de alta performance para a linha industrial. Parceria comercial bem estabelecida com empresa representante de materiais poliméricos importados para linha industrial. Empreendedor e Doutor em Polímeros pela UFRJ. PR Campinas Agronegócios Química Expansão Princípio ativo considerado como multi-ação com registro para uso agrícola. Inovação dominada. Eficácia, com baixo custo e fortes vantagens ambientais. Registrada para algumas culturas. TM Recife Saúde Humana Equipamentos médicos Expansão Plataforma Tecnológica MCL - Monitoramento de Cuidados em Leitos hospitalares. Parcerias importantes. Carteira de clientes com cerca de 450 empresas. 29

30 O Grande Vale Na prática... Ciência O Grande Vale Mercado Centro de Pesquisa de ponta, equipe bem formada, testes laboratoriais bem sucedidos 30 30

31 O Grande Vale Na prática... Perda estimada por tipo de cultura (%) Banana Cana-de-açúcar Café Citrus Batata Feijão Algodão Soja Milho Arroz em casca 10,9 10,7 10,6 10,2 10,0 12,2 15,3 15,0 14,2 Fonte: Sociedade Nacional Agricultura 19,7 Perda global estimada em US$ 100 BI Ciência O Grande Vale Mercado Problema economicamente relevante da agricultura mundial. 31

32 O Grande Vale Na prática... A Ponte Ciência Mercado Fabricação em escala de aplicação (construção de biofábrica); contato com maior produtor de frutas de Minas Gerais; contratação de equipe comercial e de produção.

33 Muito obrigado! 33

Apresentação Fundo Criatec Conecta - SP

Apresentação Fundo Criatec Conecta - SP Apresentação Fundo Criatec Conecta - SP Junho 2008 O Grande Vale Onde precisamos melhorar Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado gerando Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado,

Leia mais

Fundo Criatec Setembro de 2012

Fundo Criatec Setembro de 2012 Fundo Criatec Setembro de 2012 O Grande Vale Onde precisamos melhorar Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado, gerando oportunidades de negócios. Availability of capital Core activities

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Sumário 1. Capital Semente 2. O Projeto Criatec e o Fundo Criatec 1 3. O Fundo Criatec 2 6. Formação de Tese de Investimento Capital Semente Capital Semente Capital Semente Fases

Leia mais

Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013

Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013 1 O Projeto CRIATEC do BNDES Fundo Criatec II Press Release Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013 Em Dezembro de 2006, a Diretoria do BNDES aprovou a criação do Programa CRIATEC, focado no apoio às empresas

Leia mais

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco CNI-MEI São Paulo, 19 de outubro de 2015 Agenda Atuação da BNDESPAR em Capital de Risco Participações diretas Participações por meio de Fundos de

Leia mais

REDETEC. Marcio Spata rea de Mercado de Capitais. Analista Área. Rio de Janeiro - Novembro/2007

REDETEC. Marcio Spata rea de Mercado de Capitais. Analista Área. Rio de Janeiro - Novembro/2007 REDETEC Analista Área Marcio Spata rea de Mercado de Capitais Rio de Janeiro - Novembro/2007 BNDES em NúmerosN Evolução dos Desembolsos (R$ bilhões) 47 52,3 37 35 40 31,2 18 19 18 23 25 7 10 1995 1997

Leia mais

Fundo de Inovação Paulista. Apresentação Geral

Fundo de Inovação Paulista. Apresentação Geral Fundo de Inovação Paulista Apresentação Geral O que fazemos Fundo de Venture Capital focado em inovação no Estado de São Paulo Nós investimos em segmentos não-tradicionais Menor competição por negócios

Leia mais

ABDI A 2004 11.080) O

ABDI A 2004 11.080) O Atualizada em 28 de julho de 2010 Atualizado em 28 de julho de 2010 1 ABDI ABDI A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial foi instituída em dezembro de 2004 com a missão de promover a execução

Leia mais

POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013

POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013 Ministério da Educação POLOS DE INOVAÇÃO Institutos Federais Brasília, junho de 2013 ATIVIDADE ECONÔMICA (organizações empresariais e comunitárias) IMPACTOS: PD&I Aumento da competitividade industrial

Leia mais

CONCEITOS DE INOVAÇÃO. Título da Apresentação

CONCEITOS DE INOVAÇÃO. Título da Apresentação CONCEITOS DE INOVAÇÃO Título da Apresentação Novo Marco Legal para Fomento à P,D&I Lei de Inovação. Nº 10.973 (02.12.04) Apresenta um conjunto de medidas de incentivos à inovação científica e tecnológica,

Leia mais

XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Setembro de 2010

XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Setembro de 2010 XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas Setembro de 2010 Agenda O BNDES Inovação Instrumentos de Apoio à Inovação Linhas Programas Fundos Produtos Criatec Cartão BNDES O

Leia mais

Criatec 2. Fernando Wagner da Silva. Acelerando o Crescimento das Empresas. Partner na Bozano Investimentos

Criatec 2. Fernando Wagner da Silva. Acelerando o Crescimento das Empresas. Partner na Bozano Investimentos Criatec 2 Acelerando o Crescimento das Empresas Fernando Wagner da Silva Partner na Bozano Investimentos Sumário 1. Bozano Investimentos 2. Triaxis Capital 3. O Projeto Criatec e o Fundo Criatec 1 4. O

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

Atuação do BNDES no Apoio à Indústria de Equipamentos e Tecnologias para Saúde. Inova Saúde Equipamentos Médicos

Atuação do BNDES no Apoio à Indústria de Equipamentos e Tecnologias para Saúde. Inova Saúde Equipamentos Médicos Atuação do BNDES no Apoio à Indústria de Equipamentos e Tecnologias para Saúde Inova Saúde Equipamentos Médicos Agenda Diagnóstico da Indústria * - Condicionantes e tendências da demanda por saúde - Estrutura

Leia mais

INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS MINERAIS

INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS MINERAIS INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS MINERAIS Slide 1 O que fazer para melhorar a competitividade da indústria? Mobilização Empresarial pela Inovação MEI Melhorar a infraestrutura Disseminar a cultura

Leia mais

Adicionando valor na produção

Adicionando valor na produção Adicionando valor na produção Em um mercado global altamente competitivo e em constantes transformações, a otimização do resultado dos processos de produção é fundamental. Pressões ambientais e de custo,

Leia mais

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011 Antonio Gil Presidente São Paulo, Agosto 2011 Sobre a BRASSCOM VISÃO Posicionar o Brasil como um dos cinco maiores centros de TI do mundo. MISSÃO

Leia mais

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Rochester Gomes da Costa Chefe do Departamento de Empreendedorismo Inovador Area de Investimentos

Leia mais

Desenvolvendo a Governança Corporativa. Eduardo Rath Fingerl Diretor

Desenvolvendo a Governança Corporativa. Eduardo Rath Fingerl Diretor Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES Área de Mercado de Capitais BNDES Desenvolvendo a Governança Corporativa Eduardo Rath Fingerl Diretor 02/06/2006 www.bndes.gov.br 1 de 23 Atuação

Leia mais

Apresentação Institucional. Instrumentos de apoio. Evolução dos recursos. Apresentação de propostas

Apresentação Institucional. Instrumentos de apoio. Evolução dos recursos. Apresentação de propostas FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação da Finep São Paulo, 28/04/2009 O desenvolvimento das economias modernas demonstra o papel fundamental que, nesse processo, compete

Leia mais

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC O Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC, compõe-se por um conjunto de institutos de inovação e institutos de tecnologia capazes

Leia mais

Case: BI disponível no Smartphone. Empresa : Indiana Seguros S/A. CIO : Reinaldo D Errico.

Case: BI disponível no Smartphone. Empresa : Indiana Seguros S/A. CIO : Reinaldo D Errico. Case: BI disponível no Smartphone. Empresa : Indiana Seguros S/A. CIO : Reinaldo D Errico. Institucional 1943 Década de 90 Nacionalização Internacionalização Institucional COMPOSIÇÃO ACIONÁRIA: 60% FAMÍLIA

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014

Plano Brasil Maior 2011/2014 Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Agenda Tecnológica Setorial ATS 18 de junho de 2013 Sumário PBM e CIS Objetivo da ATS Focos das ATS Roteiro Metodologia para Seleção

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 2º Workshop Platec E&P Onshore - Sondas de Perfuração e Workover - Equipamentos

Leia mais

Apoio à Inovação. Junho de 2013

Apoio à Inovação. Junho de 2013 Apoio à Inovação Junho de 2013 Inovação: Conceito (...) implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente aprimorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método

Leia mais

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Núcleo de Inovação Tecnológica - NIT Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Profª. Maria do Carmo Oliveira Ribeiro, MSc. Coord. Núcleo de Inovação Tecnológica NIT SENAI-BA

Leia mais

OPORTUNIDADES PARA INVESTIMENTO NA INDÚSTRIA QUÍMICA NO BRASIL

OPORTUNIDADES PARA INVESTIMENTO NA INDÚSTRIA QUÍMICA NO BRASIL OPORTUNIDADES PARA INVESTIMENTO NA INDÚSTRIA QUÍMICA NO BRASIL Bilhões US$ FOB Balança comercial brasileira A balança comercial brasileira de bens tipicamente produzidos pela indústria de transformação

Leia mais

Histórico de Atividades Renda Variável

Histórico de Atividades Renda Variável Histórico de Atividades Renda Variável Decisão Estratégica de atuar em Participações Objetivo da Criação da área de Participações Objetivo: Promover o desenvolvimento econômico do Estado, através da participação

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

Otimismo desenvolvedoras de softwares

Otimismo desenvolvedoras de softwares Otimismo nas nuvens Ambiente favorável alavanca negócios das empresas desenvolvedoras de softwares, que investem em soluções criativas de mobilidade e computação em nuvem para agilizar e agregar flexibilidade

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Departamento de Tecnologias da Informação e Serviços DTIS Área de

Leia mais

.Desenvolvimento de Sistemas

.Desenvolvimento de Sistemas .Quem Somos A BS é uma empresa brasileira e referência em soluções inovadoras, flexíveis e customizadas em tecnologia da informação, consultoria e outsourcing. A BS oferece soluções inteligentes proporcionando

Leia mais

BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável. 21 de fevereiro de 2014

BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável. 21 de fevereiro de 2014 BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável 21 de fevereiro de 2014 Em seus 60 anos, o BNDES expandiu sua atuação e tem voltado sua atenção para novos desafios 6ª maior indústria automotiva

Leia mais

Curso de Graduação em Engenharia de Controle e Automação

Curso de Graduação em Engenharia de Controle e Automação UFSC Universidade Federal de Santa Catarina DAS Departamento de Automação e Sistemas Curso de Graduação em Engenharia de Controle e Automação Prof. Max Hering de Queiroz Coordenador de Curso Agenda 1.

Leia mais

Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação

Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação AS INDÚSTRIAS NECESSITAM IN O VAR PARA SEREM MAIS COMPETITIVAS + Educação Tecnologia + Inovação = Competitividade INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (60) MA Construção

Leia mais

Objetivos. Missão. Simplicidade. Transparência. Segurança no Negócio. Qualidade. Produtividade. Respeito pelo Ser Humano.

Objetivos. Missão. Simplicidade. Transparência. Segurança no Negócio. Qualidade. Produtividade. Respeito pelo Ser Humano. Intelbras S.A. Objetivos Missão Ser uma empresa competitiva internacionalmente, atuando no mercado de telecomunicações, mantendo padrões de qualidade e rentabilidade que satisfaçam clientes, colaboradores

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Rumos do Desenvolvimento: Estratégia Empresarial, Inovação e Visão sobre Intangíveis

Rumos do Desenvolvimento: Estratégia Empresarial, Inovação e Visão sobre Intangíveis Rumos do Desenvolvimento: Estratégia Empresarial, Inovação e Visão sobre Intangíveis Seminário FIRJAN / COPPE "Inteligência Estratégica: modismo ou imperativo? 22/08/08 Helena Tenório Veiga de Almeida

Leia mais

Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas. Eng. Alison Rabelo arabelo@next.org.br

Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas. Eng. Alison Rabelo arabelo@next.org.br Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Eng. Alison Rabelo arabelo@next.org.br Objetivo do Núcleo O - Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas - tem como objetivo a melhoria contínua da qualidade

Leia mais

São Paulo, 17 de junho de 2009

São Paulo, 17 de junho de 2009 São Paulo, 17 de junho de 2009 VIII SEMINÁRIO ORGANIZADO PELO COMITÊ DE SAÚDE Tema: "Ambiente de Inovação em Saúde no Brasil" Nos conhecendo... Davi Sales - Engenheiro Eletrônico experiência em interação

Leia mais

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha Centro Internacional de Inovação Ronald Dauscha V Encontro da Rota MM (24.11.2010, CIETEP) C2i Centro Internacional de Inovação Ronald M. Dauscha, Sistema FIEP Federação das Indústrias do Estado do Paraná

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Energia Ambiente Mobilidade Saúde Segurança Comunicações O SENAI E SUA CAPACIDADE ATUAL DE ATENDIMENTO O SENAI é a maior rede privada

Leia mais

Bancos Corretoras Seguradoras

Bancos Corretoras Seguradoras Bancos Corretoras Seguradoras A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências

Leia mais

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA Por meio de um investimento estratégico de até R$314,7 milhões, a BNDESPAR ingressa no capital social da Renova Energia. Parceria de Longo Prazo A

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação Gestão da Tecnologia da Informação A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores

Leia mais

Um olhar sobre a implantação do conceito de integração financeira na cadeia de suprimentos das organizações.

Um olhar sobre a implantação do conceito de integração financeira na cadeia de suprimentos das organizações. Supply Chain Finance 2011 Supply Chain Finance 2011 3 Supply Chain Finance 2011 Um olhar sobre a implantação do conceito de integração financeira na cadeia de suprimentos das organizações. Autor: Vanessa

Leia mais

Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação. CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO

Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação. CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação CRISE FISCAL x OPORTUNIDADES DE MELHORIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO Rápido, Fácil e Barato! TEMPOS DE CRISE REQUEREM PRAGMATISMO E SOLUÇÕES

Leia mais

Conquistamos ao longo de nossa trajetória mais de 30.000 licenças em operação em 6.500 clientes ativos.

Conquistamos ao longo de nossa trajetória mais de 30.000 licenças em operação em 6.500 clientes ativos. Institucional Perfil A ARTSOFT SISTEMAS é uma empresa brasileira, fundada em 1986, especializada no desenvolvimento de soluções em sistemas integrados de gestão empresarial ERP, customizáveis de acordo

Leia mais

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO Página 1 de 18 ÍNDICE DA PROPOSTA Apresentação da Empresa... 3 Apresentação dos serviços da Oficina da Inovação... 6 Consultoria... 6 Capacitação...

Leia mais

Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI:

Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI: Perspectivas para o Mercado de Sw & Serviços de TI: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática - SEPIN outubro/2010 Agenda

Leia mais

Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades

Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades Glaucius Oliva Presidente CNPq Jorge Almeida Guimãrães Presidente da CAPES Brasil em 1950 Pouquíssimos cientistas e pesquisadores Falta de ambiente de pesquisa

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Informática e Telecomunicações

Universidade. Estácio de Sá. Informática e Telecomunicações Universidade Estácio de Sá Informática e Telecomunicações A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades

Leia mais

Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil

Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil ANAIS DA 65ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC RECIFE, PE JULHO/2013 Ciência, Tecnologia e Indústria para um novo Brasil Glauco Arbix Somente a inovação será capaz de reverter o quadro de estagnação da economia brasileira,

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER O SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI, NA CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS; 2- CRIAR EMPREGOS QUALIFICADOS NO PAÍS; 3- CRIAR E FORTALECER EMPRESAS

Leia mais

Parceiros Estratégicos. Apoio

Parceiros Estratégicos. Apoio Parceiros Estratégicos Apoio Com o objetivo de apoiar novos empreendimentos e projetos inovadores surgiram as primeiras Incubadoras na década de 70. Estas organizações tiveram papel fundamental nos avanços

Leia mais

Diversidade e controle no atendimento a processos de negócio

Diversidade e controle no atendimento a processos de negócio Diversidade e controle no atendimento a processos de negócio Agenda 1. Sobre a Amsted Maxion 2. Objetivos do Projeto 3. Estratégia Adotada 4. Características da Solução Implantada 5. Processos Implantados

Leia mais

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 REQUEST FOR PROPOSAL Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 Data Limite para Submissão de Propostas: 26/05/2005 Conteúdo 1. Overview da Empresa 2. Objetivo da RFP 3. Escopo do Projeto 4. Diretrizes para

Leia mais

Hélice Tríplice. Henry Etzkowitz e Loet Leydesdorff. Universidades (ciência conhecimento)

Hélice Tríplice. Henry Etzkowitz e Loet Leydesdorff. Universidades (ciência conhecimento) Hélice Tríplice Henry Etzkowitz e Loet Leydesdorff Universidades (ciência conhecimento) Empresas (produtos e serviços) Governos (setor regulador e fomentador da atividade econômica) Inovação aberta visando

Leia mais

Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI!

Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI! Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI! 1 É preciso elevar a produtividade da economia brasileira (Fonte: BID ECLAC, Índice 1980=100) Produtividade na Ásia (média

Leia mais

BDMG. Linhas de financiamento para INOVAÇÃO

BDMG. Linhas de financiamento para INOVAÇÃO BDMG Linhas de financiamento para INOVAÇÃO Setembro/2015 Portfólio BDMG em Inovação Participação em fundos de investimento BDMG TEC Estruturação de parques tecnológicos Financiamentos a projetos inovadores

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer.

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Foco e Prioridades Contexto Dimensões do Plano Brasil Maior Estrutura de Governança Principais Medidas Objetivos Estratégicos e

Leia mais

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria PROGRAMA SENAI + COMPETITIVIDADE INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (60) MA Construção Civil CE EletroMetalmecânica Energias Renováveis RN Petróleo

Leia mais

FÁBRICA DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS FÍSICOS

FÁBRICA DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS DE SOFTWARE FÁBRICA DE PROJETOS FÍSICOS FÁBRICA DE SOFTWARE Quem somos A Fábrica de Software da Compugraf existe desde 1993 e atua em todas as etapas de um projeto: especificação, construção, testes, migração de dados, treinamento e implantação.

Leia mais

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Ações MEI Políticas de caráter horizontal (incentivos fiscais, crédito, melhoria de marcos regulatórios); Políticas para setores estratégicos;

Leia mais

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos:

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos: Recursos Naturais A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências e

Leia mais

V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação. Política de Informação Pública

V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação. Política de Informação Pública V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação Política de Informação Pública Salvador, 28 a 30 de junho de 2004 Política de Informação Pública Inclusão Digital de Micro e Pequeno Empresa Telecentros

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

Automação, Controle e Otimização em Sistemas de Produção de Petróleo

Automação, Controle e Otimização em Sistemas de Produção de Petróleo Automação, Controle e Otimização em Sistemas de Produção de Petróleo Departamento de Automação e Sistemas Universidade Federal de Santa Catarina Apresentação da Rede Temática GeDIg, Março de 2008 Sumário

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Tema: Responsabilidade Social Objetivos: Apresentar uma empresa modelo em Responsabilidade Social (Promon Engenharia) com analise dos 7P s da empresa

Tema: Responsabilidade Social Objetivos: Apresentar uma empresa modelo em Responsabilidade Social (Promon Engenharia) com analise dos 7P s da empresa Tema: Responsabilidade Social Objetivos: Apresentar uma empresa modelo em Responsabilidade Social (Promon Engenharia) com analise dos 7P s da empresa e proposta de melhoria de pelo menos 2P s. Tópicos:

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Como Desenvolver Sistemas de Informação Capítulo 11 Pág. 337 2

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

EMPRESA INOVADORA GLOBAL. Apresentação Global

EMPRESA INOVADORA GLOBAL. Apresentação Global EMPRESA INOVADORA GLOBAL Apresentação Global Fevereiro 2013 INDRA QUEM SOMOS Multinacional de TIC número 1 na Espanha e uma das principais da Europa e América Latina R$ 6,2 BI faturamento 36.000 profissionais

Leia mais

CONSTRUÇÃO DOS REFERENCIAIS NACIONAIS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO BACHARELADOS E LICENCIATURAS ENGENHARIAS Convergência de Denominação (De Para)

CONSTRUÇÃO DOS REFERENCIAIS NACIONAIS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO BACHARELADOS E LICENCIATURAS ENGENHARIAS Convergência de Denominação (De Para) CONSTRUÇÃO DOS REFERENCIAIS NACIONAIS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO BACHARELADOS E LICENCIATURAS ENGENHARIAS Convergência de Denominação (De Para) DE (Engenharia Agronômica) (Visão Sistêmica em Agronegócios)

Leia mais

Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados para o todo ou quaisquer partes do documento, em

Leia mais

EBT nascente EBT transferida. EBT incubada EBT avaliada CERTI CELTA ACATE MIDI

EBT nascente EBT transferida. EBT incubada EBT avaliada CERTI CELTA ACATE MIDI : UNIVERSIDADE Seleção Competitiva INCUBADORA EBT nascente EBT transferida EBT incubada EBT avaliada PARQUE TECNOLÓGICO EBT (Graduada) Consolidada e Competitiva Pré - Incubação Processo de Incubação de

Leia mais

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos:

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos: Varejo e-commerce A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências e

Leia mais

Perfil. Nossa estratégia de crescimento reside na excelência operacional, na inovação, no desenvolvimento do produto e no foco no cliente.

Perfil. Nossa estratégia de crescimento reside na excelência operacional, na inovação, no desenvolvimento do produto e no foco no cliente. Institucional Perfil A ARTSOFT SISTEMAS é uma empresa Brasileira, fundada em 1986, especializada no desenvolvimento de soluções em sistemas integrados de gestão empresarial ERP, customizáveis de acordo

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Fernando Bittar Diretor de Novos Negócios ITM IT Management Contexto do Mercado de Cloud Computing

Leia mais

A TCI BPO. Focada na customização e desenvolvimento de soluções específicas para apoiar e dar suporte à Indústrias, a TCI BPO faz uso do contingente:

A TCI BPO. Focada na customização e desenvolvimento de soluções específicas para apoiar e dar suporte à Indústrias, a TCI BPO faz uso do contingente: Serviços A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências e práticas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

Departamento Nacional do SENAI

Departamento Nacional do SENAI Departamento Nacional do SENAI Rede SENAI Ferramentaria Luiz Eduardo Leão Inovação e Tendências Moldes ABM 0º Encontro da Cadeia de Ferramentas, Moldes e Matrizes São Paulo 09 de agosto de 202 Desafio

Leia mais

Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL. Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas

Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL. Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Rochester Gomes da Costa Departamento de Capital Semente 29 de outubro

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO. Novembro 2009

SUMÁRIO EXECUTIVO. Novembro 2009 SUMÁRIO EXECUTIVO Novembro 2009 1 Introdução A Biomm se dedica ao desenvolvimento de processos de produção baseados na biotecnologia, área em que a sua equipe foi pioneira no Brasil desde os anos 1970.

Leia mais

Agenda. Política de Inovação do BNDES. Instrumentos de Apoio à Inovação. Linhas; Programas; Fundos; Cartão BNDES. Canais de Comunicação

Agenda. Política de Inovação do BNDES. Instrumentos de Apoio à Inovação. Linhas; Programas; Fundos; Cartão BNDES. Canais de Comunicação O BNDES e Inovação Agenda Política de Inovação do BNDES Instrumentos de Apoio à Inovação Linhas; Programas; Fundos; Cartão BNDES. Canais de Comunicação Perguntas e Respostas Política de Inovação do BNDES

Leia mais

Marcelo José de Sousa, diretor de logística da TGestiona, fala sobre e-commerce

Marcelo José de Sousa, diretor de logística da TGestiona, fala sobre e-commerce 21 de Julho de 2009 Marcelo José de Sousa, diretor de logística da TGestiona, fala sobre e-commerce A Internet, já há algum tempo, é parte integrante da vida de muitas pessoas, que passam horas conectadas

Leia mais

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 EQPS Belo Horizonte Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria

Leia mais

Profissionais Portugueses no Brasil. Empresas Familiares

Profissionais Portugueses no Brasil. Empresas Familiares Profissionais Portugueses no Brasil Empresas Familiares Tópicos Abordados As Gerações e o Mercado de Trabalho Empresas Familiares no Brasil Cenário Brasileiro e Estatísticas de Emprego no Brasil Características

Leia mais

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO SOBRE O CURSO Com a revolução tecnológica, não é só o mundo que muda, mas a área de tecnologia também. O Engenheiro de Computação é um profissional fundamental para que essa evolução

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

A Softex e as Estratégias para a Indústria de Software Brasileira no Mercado Globalizado

A Softex e as Estratégias para a Indústria de Software Brasileira no Mercado Globalizado A Softex e as Estratégias para a Indústria de Software Brasileira no Mercado Globalizado Alexandre J. Beltrão Moura Vice-presidente alex@nac.softex.br Coimbra, 07 de Abril de 2004 Apresentação de Hoje

Leia mais

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Geral Executiva Nome da Suzano Papel e Celulose Indústria Papel e celulose Produtos e Serviços Celulose de eucalipto,

Leia mais

Inovação & Sustentabilidade

Inovação & Sustentabilidade Inovação & Sustentabilidade O Sapiens Parque O Sapiens Parque Projeto de Desenvolvimento Regional que integra público e privado Novo conceito: Parque de Inovação Idealizado para promover : turismo, serviços

Leia mais