Uma grande comemoração ao Ano Internacional das

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uma grande comemoração ao Ano Internacional das"

Transcrição

1 INFORMATIVO DO SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS NO MS - OCBMS - JULHO 2012 Uma grande comemoração ao Ano Internacional das Cooperativas no MS págs. 4 e 5 Destaque na Rio+20 O fator humano como diferencial competitivo OCB/MS promove reunião para discutir comercialização e escoamento do milho pág 3 pág 6 pág 7

2 EDITORIAL O futuro já chegou Passamos a vida toda ouvindo que o Brasil era o país do futuro, mas este futuro nunca chegava. Hoje vivemos uma nova era, na qual nem dá tempo de se imaginar o futuro, pois ele já está à nossa porta. Vivemos a era da sustentabilidade, em que o desenvolvimento tem que ser equilibrado, tanto economicamente, socialmente como ecologicamente. O cooperativismo sempre teve esta ideologia e esteve à frente de seu tempo. Há mais de 100 anos já pratica esses valores e hoje se mostra como uma grande alternativa de aliar a questão econômica, ambiental e social. Não é à toa que a ONU (Organização das Nações Unidas) escolheu as cooperativas como o tema de 2012, um ano emblemático para a discussão da sustentabilidade no mundo. Por isso, que o cooperativismo brasileiro vive um momento glorioso, além de sermos referência na produção de alimentos, ainda participamos da Rio+ 20, trabalhando por medidas em prol do desenvolvimento sustentável. Este movimento é um modelo socioeconômico diferenciado, que valoriza as pessoas e gera distribuição de riquezas e inclusão social. Mato Grosso do Sul foi representado por uma cooperativa na Rio+20, a Cooasgo- Cooperativa Agropecuária de São Gabriel do Oeste apresentou seu projeto de biodigestores durante o evento. Outro destaque para o Brasil foi a nomeação do cooperativista Roberto Rodrigues, que já foi, dentre outras funções, presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), da Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e atualmente ocupa o cargo de coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV), como embaixador especial da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) para o cooperativismo mundial. Agora podemos dizer que o futuro já chegou e somos protagonistas deste momento. Tanto o Brasil como o cooperativismo têm a atenção do mundo e não podemos perder essa oportunidade de expandir nossas fronteiras e mostrar que realmente as cooperativas constroem um mundo melhor. Mais perto da sociedade Expediente MS Cooperativo é uma publicação do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Mato Grosso do Sul OCB/ MS. Rua Ceará, Campo Grande Fone: (67) PRESIDENTE Celso Ramos Régis Superintendente Dalva Garcia Caramalac Jornalista responsável Gabriela Borsari - DRT/ MS 510 Redação Gabriela Borsari - DRT/MS 510 Fotografia Gabriela Borsari, arquivo OCB/MS O sistema OCB/MS está mais perto da sociedade, e para isso, em julho produziu um encarte especial sobre o cooperativismo que circulou no jornal Correio do Estado, com tiragem de 17 mil exemplares. Também está com o VT institucional veiculando na TV Morena e na TV Record, sem contar as diversas reportagens produzidas pela imprensa local. E no site da instituição, há várias mudanças, a exemplo de uma galeria de vídeos e um canal no Youtube com material sobre o cooperativismo. 2

3 Cooperativismo pode ser a alternativa para a produção leiteira Roberto Rodrigues é nomeado embaixador especial da ONU para as cooperativas Há muitas vantagens para o produtor se organizar em cooperativa, afirma o palestrante Durante o 15º Encontro Técnico do Leite, foram debatidos diversos assuntos para a melhoria da produção leiteira em Mato Grosso do Sul e reuniu mais de mil pessoas. Um deles foi a palestra Cooperativismo na pecuária leiteira, proferida por Haroldo Max de Souza, presidente da Central de Laticínios de Goiás Centroleite e da OCB/GO. De acordo com o palestrante, há muitas vantagens para o produtor se organizar em cooperativa. A principal é que o produtor se torna associado do negócio e, como tal, tem direito a voto e à participação nos resultados. No caso específico do leite, há outros benefícios, como o fortalecimento dos produtores frente ao mercado globalizado; o acesso à assistência técnica em zootecnia, qualidade de leite e manejo do gado; a assistência veterinária individualizada, com acompanhamento Destaque na Durante a Rio+20, o cooperativismo foi destaque e teve um dia de programação especial para o segmento. Em 2012, o cooperativismo se sente orgulhoso de participar das discussões na Rio+20, trabalhando por medidas em prol do desenvolvimento sustentável. Esse movimento é um modelo socioeconômico diferenciado, que valoriza as pessoas e gera distribuição de riquezas e inclusão social. O Dia do Cooperativismo na Rio+20 foi idealizado para mostrar aos presentes de que forma o setor agropecuário nacional tem trabalhado para aliar a produção à preservação dos recursos naturais, visando ao desenvolvimento sustentável. Para o superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, a temática está totalmente alinhada ao que defende o movimento cooperativista. As cooperativas, por sua natureza, promovem o empreendedorismo, geram trabalho, renda e, consequentemente, inclusão social. E todas as ações desenvolvidas pelo setor têm a preocupação com a comunidade, com o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas respeitando, portanto, a preservação do meio ambiente. Justamente por isso, o cooperativismo faz parte da pauta oficial da conferência, ressalta Nobile. Selo em homenagem ao cooperativismo O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento- Mapa lançou durante a Rio+20 um selo em homenagem ao cooperativismo. Serão produzidos 40 mil selos pela Empresa de Correios e Telégrafos (ECT). Essa é uma das ações da pasta relativas às comemorações do Ano Internacional das Cooperativas, como 2012 intensivo de resultados e orientações nas áreas de genética, alimentação, clínica, manejo e instalação. Além disso, não podemos esquecer o controle sanitário e zootécnico dos rebanhos, a disponibilidade de insumos necessários à atividade, a segurança nos serviços de comercialização da produção, com remuneração adequada ao produtor, e rações com ótima relação custo x benefício para o produtor. Por meio da cooperativa, o associado consegue reduzir os custos de transações comerciais para aquisição de máquinas e suprimentos. Muitas vezes, a cooperativa também consegue atender às demandas dos associados, oferecendo infraestrutura e todo o apoio para sua produção, desde equipe técnica de profissionais do segmento até um silo graneleiro ou até busca de linhas de crédito mais acessíveis. foi decretado pela Organização das Nações Unidas (ONU). O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, ressaltou a importância do selo como forma de valorizar o trabalho do cooperativismo e defendeu o aumento de investimentos ao setor. Precisamos e vamos investir cada vez mais, não apenas por este ser um ano dedicado pela ONU ao segmento, mas pela importância econômica e social que representa, declarou o dirigente da pasta responsável pela homenagem ao cooperativismo. O embaixador especial da FAO para o setor, Roberto Rodrigues, ratificou o poder transformador do movimento na sociedade e enalteceu, dizendo que esse representa um exemplo da democracia. O movimento mereceu receber essa homenagem, pois é considerado um braço econômico de organização da sociedade. Considero este selo não apenas em comemoração do Ano Internacional das Cooperativas, mas sim como um prêmio Nobel da Paz, enfatizou. O selo Tendo como foco a sustentabilidade, foi escolhido para ilustrar o selo o ipê amarelo, espécie que está entre as mais procuradas em viveiros e muito utilizadas em projetos de restauração florestal. Foram produzidas 40 mil unidades pelos Correios. Roberto Rodrigues foi nomeado embaixador especial da FAO Roberto Rodrigues, que já foi, entre outras funções, presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), da Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e atualmente ocupa o cargo de coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV), recebeu mais uma nomeação de grande relevância: a de embaixador especial da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) para o cooperativismo mundial. A solenidade aconteceu durante a 69ª reunião do Comité de Problemas de Productos Básicos (CCP), que contou com a participação, entre outras autoridades, da excelentíssima presidente da República de Costa Rica, Laura Chinchilla Miranda, e do diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva. Depois de mais de 40 anos servindo ao movimento cooperativista brasileiro e internacional, como presidente da OCB, da ACI, é uma grande honra receber esta função de embaixador especial da FAO, declarou Rodrigues em seu pronunciamento de aceitação. Segundo Rodrigues, a exclusão social e a concentração de riquezas são dois fenômenos que impedem a paz e afetam, de alguma maneira, a democracia em todos os países do mundo. Para ele, as cooperativas são hoje um poderoso instrumento de defesa da paz e da democracia, combatendo diretamente esses dois impasses. Estou seguro de que o diretor-geral da FAO, conhecedor que é do movimento cooperativista, foi muito feliz na decisão de criar na FAO um novo setor para trabalhar junto com as cooperativas, visando ao desenvolvimento de países menos favorecidos pela riqueza através do movimento cooperativista. Parabenizo-o por essa decisão e acredito que todo o movimento cooperativista no mundo está muito agradecido por isso, declarou. E encerrou seu discurso lançando um desafio às autoridades presentes: o cooperativismo mundial agrega hoje, direta ou indiretamente, 4,5 bilhões de pessoas. Não existe, em todo o planeta, movimento socioeconômico de defesa da democracia e da paz mais importante que o cooperativismo. Por isso, proponho que trabalhemos juntos para que o movimento cooperativista internacional receba o Prêmio Nobel da Paz. 3

4 MS promove grande comemoração do Ano Internacional das Cooperativas O sistema OCB/MS comemorou o Ano Internacional das Cooperativas e o Dia Internacional do Cooperativismo, 7 de julho, com grande programação, que congregou Mato Grosso do Sul. A programação começou dia 28 de junho e estendeu-se até o dia 7 de julho. Confira os eventos. Sessão solene na Câmara de Vereadores de Naviraí Por indicação do vereador José Odair Gallo (PDT), ocorreu no dia 28 de junho uma sessão solene na Câmara de Vereadores de Naviraí, com palestra do presidente da OCB/MS, Celso Régis, sobre a importância do cooperativismo na economia do Estado, e apresentou indicadores econômicos da região. O cooperativista Sakae Kamitani, presidente da Copasul, foi homenageado por ser um símbolo da pujança e do desenvolvimento da cidade por meio da força do cooperativismo. Sakae Kamitani foi homenageado por ser um símbolo do cooperativismo Sessão solene na Câmara de Dourados No dia 29 foi a vez de Dourados realizar a sessão solene, que contou com a presença de cooperativistas locais e do deputado estadual Marcio Monteiro, coordenador da Frencoop/ MS. Segundo Idenor Machado, presidente da Câmara, o cooperativismo cresce em larga escala como um modelo que preza a sustentabilidade econômica, social e ambiental. O cooperativismo é a organização de pessoas que se unem em busca de melhoria de renda, baseadas em valores de ajuda mútua, responsabilidade, democracia, igualdade, e solidariedade, explica. Cooperativistas de destaque da cidade foram homenageados, cada um representando um ramo: Jonas Gonçalves de Araújo (agropecuário), dr. Ossamu Arakaki (saúde), Valdir Pimenta da Silva infraestrutura) e Frederico Stefanello (crédito). Cooperativistas de destaque da cidade foram homenageados, cada um representando um ramo Sessão solene na Câmara de Vereadores de São Gabriel do Oeste A comunidade local e as sete cooperativas da cidade prestigiaram a sessão São Gabriel do Oeste realizou sua sessão no dia 5 de julho, proposta pelos vereadores Ana Rohr, Fernando Rocha e Odair Junior. O objetivo foi conscientizar sobre o cooperativismo e seus esforços para fortalecer as comunidades, além de parabenizar as cooperativas locais que, por meio de suas ações, atende às necessidades socioeconômicas do setor. O coordenador da Frencoop/MS (Frente Parlamentar em defesa do Agronegócio e do Cooperativismo de Mato Grosso do Sul), deputado estadual Márcio Monteiro, disse que quando se fala em cooperativas, São Gabriel do Oeste é referência. Aqui temos o melhor do cooperativismo, sendo esse município o mais cooperado em Mato Grosso do Sul. São Gabriel do Oeste tem servido de modelo quando falamos de cooperativismo em outras cidades do Estado, disse Monteiro. Representando as sete cooperativas locais, o presidente da Cooasgo (Cooperativa Agropecuária São Gabriel do Oeste), Jair Borgmann, disse que hoje todas as cooperativas do município geram emprego e renda para a região, e quem ganha com isso, além do município, é o Estado como um todo. Borgmann frisou que cooperativa vem da palavra cooperar e partindo desse princípio é necessário que todos nós aprendamos a compartilhar. Na Assembleia Legislativa de MS O sistema OCB/MS em parceria com a Frencoop/MS realizou no dia 6 de julho o ato solene comemorativo do Ano Internacional das Cooperativas. O presidente da OCB/MS, Celso Régis, disse que cooperativismo é formado por pessoas e não por capital, valorizando sempre o homem e oportuni zando trabalho e renda. Foram homenageados o agrônomo dr. Nedy Rodrigues Borges e Yoshitomo Okishima, ambos representantes conceituados de cooperativas no Estado. Reinaldo Azambuja, que representa a Frencoop Nacional, ressaltou que ficou muito feliz com a continuidade do trabalho que começou em O cooperativismo representa força e credibilidade em todos os setores, e cada um tem a oportunidade de participar dos lucros. O cooperativismo é o setor que mais cresce no mundo pela confiabilidade que transmite, destacou. O atual coordenador da Frencoop/MS, deputado Márcio Monteiro, reforçou o papel das cooperativas que visam às necessidades do grupo a fim de gerar renda e novas vagas de trabalho por meio da organização formal do trabalho, isso impulsiona o desenvolvimento socioeconômico. Foram homenageados o agrônomo dr. Nedy Rodrigues Borges e Yoshitomo Okishima, ambos representantes conceituados de cooperativas no Estado 4

5 Gilmar Mendes acredita que o cooperativismo contribui com o fortalecimento econômico do país. IV Seminário Jurídico traz ministro Gilmar Mendes O sistema OCB/MS promoveu o IV seminário Jurídico do Cooperativismo de MS no dia 6 de julho, reunindo cerca de 130 pessoas no auditório da Famasul. O objetivo foi promover a reflexão e o debate das mais importantes teses e hipóteses pertinentes ao cooperativismo brasileiro. Destinado a magistrados, membros do Ministério Público, da Defensoria Pública, advogados e acadêmicos de direito, o seminário e teve o apoio da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil e do Poder judiciário de Mato Grosso do Sul). O evento já tratou de vários assuntos pertinentes ao direito cooperativo, como regime jurídico das cooperativas no Brasil, formação do direito cooperativo, tributação nas cooperativas, entre outros. Nessa edição, o desembargador da 2ª Câmara Criminal III Prêmio OCB/ MS de Jornalismo conhece seus vencedores No mesmo dia ocorreu a entrega do III Prêmio OCB/MS de Jornalismo a quatro profissionais da imprensa estadual. O objetivo desse prêmio é reconhecer os profissionais dedicados a divulgar projetos, ações econômicas e sociais realizadas pelo cooperativismo sul-mato-grossense. Essa edição trouxe algumas novidades, como a inclusão do jornalismo on-line na categoria impresso, assim as matérias de sites puderam concorrer. Outra novidade foi a definição de um tema para as matérias: Empreender para transformar. Há uma grande expectativa para o III Prêmio OCB/MS de Jornalismo, pois a ONU (Organização das Nações Unidas) escolheu as cooperativas como tema para Vencedores do III Prêmio OCB/MS de Jornalismo. do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul-TJ/MS, Romero Lopes, foi um dos palestrantes, e tratou de Mediação e conciliação formas ideais de solução de conflitos. Segundo o desembargador, o mais importante é chegar a um consenso bom para ambas as partes e não apenas ganhar uma ação. O mediador é um facilitador que ouve as duas partes e analisa o núcleo do problema, podendo dar melhor procedimento ao conflito. O mesmo evento contou com a palestra Cooperativismo no contexto da Constituição federal de 1988, proferida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Para ele, o cooperativismo já contribui positivamente para alguns setores, como exemplo, para o agronegócio: de 30% a 40% vem da atividade do cooperativismo, cerca de 6% do PIB está relacionado à atividade cooperativista. De acordo com Mendes, o cooperativismo é uma forma importante de associativismo. Eu tenho destacado que o Brasil hoje é um país diferente de vários outros, talvez até dos que estejam no mesmo estágio de desenvolvimento econômico graças ao seu poder institucional. Gilmar Mendes acredita que o cooperativismo contribui para o fortalecimento econômico do país. Econômico e institucional. Na medida em que isso se assente uma boa força econômica, a gente tem um bom contraponto, um bom equilíbrio, fazendo com que haja um desenvolvimento equilibrado. Conheça os vencedores: Categoria Impresso e On-line 1º lugar: Valéria Araújo Jornal O Progresso Reportagem: Cooperativa ilumina futuro no campo 2º lugar: Ariosto Mesquita Revista Panorama Rural Reportagem: Diversificação, sustentabilidade e dinheiro no bolso Categoria Telejornalismo 1º lugar: Luiz Henrique Fernandes Neves TV Record Reportagem: Cooperativa ambiental 2º lugar: Osvaldo Nóbrega TV Morena Reportagem: Cooperativismo, sinônimo de desenvolvimento Em nosso site estão disponíveis todas as matérias vencedoras. Campo Grande tornou-se a Cidade da Cooperação MS promove o Dia C Dia de Cooperar em três cidades O sistema cooperativista de MS promoveu o Dia C Dia de Cooperar, em 7 de julho, em três municípios: Campo Grande, Dourados e São Gabriel do Oeste. Sua finalidade foi promover a prática dos valores cooperativistas por meio de ações socioeducativas. Dedicado à comunidade local, visou à interatividade das cooperativas com a sociedade por meio de ações sociais, educacionais e esportivas. Em Dourados, o evento ocorreu na Praça Antônio João, com diversas atividades esportivas, culturais e sociais promovidas pelas cooperativas locais. Já em São Gabriel, as atividades se concentraram no Parque Ecológico, com passeio ciclístico, caminhada, sorteio de brindes e distribuição de cachorro quente, refrigerante e sorvete. Em Campo Grande, o público reuniu-se nos Altos da Avenida Afonso Pena, na Cidade do Natal, onde as cooperativas da capital orientaram escovação bucal, teste de orientação profissional para jovens, arrecadação de alimentos, distribuição de sementes de hortaliças e sorteio de prêmios. Ainda teve a participação e apoio de membros do Sistema S, como Sebrae e Senar, sistemas Fiems e Fecomércio, Associação Comercial, CDL, Assetur, TV Morena, Rádio Blink, Fundac, Agetran, Prefeitura de Campo Grande e Governo do Estado. Esse evento foi um grande presente às comunidades que cercam nossas cooperativas e uma oportunidade de estreitar essa relação e, acima de tudo, mostrar que a forma de organização em cooperativas é a melhor alternativa para gerar renda e construir um mundo melhor, afirmou o presidente da OCB/ MS, Celso Régis. 5

6 Gestão de pessoas O fator humano como diferencial competitivo O Programa de Desenvolvimento de Líderes Cooperativistas está na sua sétima edição e já formou mais de 200 líderes e gestores de pessoas nas cooperativas. Além de impactar a qualidade das relações interpessoais e melhorar a atuação das lideranças, o programa promove o autoconhecimento dos participantes, o que é fundamental no processo de autodesenvolvimento e exercício da liderança. Gestão estratégica As mudanças que ocorreram nas últimas décadas (globalização, privatização, sistemas de qualidade, redução de custos, foco no cliente, competitividade, era da informação) afetaram diretamente o mundo corporativo e impactam negativamente as empresas que não acompanharam essas transformações nem se preocuparam em alterar seus processos ou implantar ações para que não fossem excluídas do mercado. As organizações são movidas por pessoas, profissionais que elaborarão, implementarão e desenvolverão as estratégias estabelecidas para alcançar os objetivos traçados. Por isso, a gestão de pessoas é tão importante e deve ser executada com responsabilidade, atraindo, desenvolvendo e retendo talentos, além de respeitar a individualidade de cada colaborador. O trecho é extraído do livro Gestão humanista de pessoas, do professor Eugênio Mussak. Segundo o autor, que proferiu palestra sobre esse tema no Encontro Estadual de Líderes de 2011, não podemos fazer gestão de pessoas como fazemos gestão de coisas. Gestão de negócios O Formacoop Programa de Formação de Dirigentes e Gerentes de Cooperativas já está na sua décima edição e formou mais de 300 gestores de negócios cooperativos. O resultado alcançado ao longo desses dez anos foram profissionais mais bem preparados para os desafios do mundo moderno, propiciando às cooperativas maior competitividade e melhores resultados financeiros aos cooperados. Na era do capital humano, o conhecimento está em alta, porém é preciso que seja colocado em prática para gerar soluções necessárias. Competir no mercado sem um claro posicionamento, um planejamento estratégico e muita profissionalização em todos os níveis (tático, estratégico e operacional) é praticamente impossível, por isso a importância do treinamento. Ele não pode ser visto como passatempo ou despesa, mas como um investimento que irá alinhar o conhecimento teórico dos colaboradores com a prática das empresas. Todo esse investimento resultará em maior comprometimento dos colaboradores. O alto grau de desempenho em uma empresa resulta da qualidade das suas lideranças, das condições, dos processos e dos recursos disponibilizados à capacitação, práticas de remuneração, benefícios e reconhecimento. Desenvolver pessoas é dar-lhes a formação básica para que aprendam novas atitudes, soluções, ideias e conceitos, e que modifiquem seus hábitos e comportamentos e se tornem mais eficazes naquilo que fazem, seja na gestão de negócios ou de pessoas. 1ª turma do MBA promovido pelo Sescoop/MS Alunos durante os cursos de capacitação Aliado ao processo de gestão de negócios e gestão de pessoas, o Sescoop/MS foi mais longe e lançou o MBA de Gestão Estratégica em Cooperativas. Em sua terceira edição, o programa já formou mais de 80 especialistas em gestão de cooperativas, proporcionando avanços significativos na gestão estratégica desses empreendimentos. Observou-se nesse período, mais planejamento por parte das cooperativas, melhor gestão dos recursos humanos e financeiros e, consequentemente, melhora nos índices de desempenho dessas cooperativas. Plano de trabalho 2013 O Sescoop/MS já deu início ao planejamento das atividades para Até o começo de agosto de 2012, todas as cooperativas deverão encaminhar sugestões de ações. O conjunto de sugestões dará consistência ao Plano de Trabalho do Sescoop/MS, como garante o gerente de capacitação, Juarez Pereira. As ações deverão estar alinhadas com o Planejamento Estratégico do Sescoop/ MS e só serão contempladas se houver demanda suficiente para o fechamento de turmas, no caso da capacitação, bem como da disponibilização de recursos para as ações de monitoramento e promoção social, enfatiza o gerente. Campanha de sangue gera mais de 350 doações A campanha continua durante o ano O sistema cooperativista de MS realiza uma campanha de doação de sangue, fundamentada no sétimo princípio cooperativista: Interesse pela comunidade, mostrando que o cooperativismo, além de uma alternativa para o desenvolvimento econômico, tem seu ideal solidário, de respeito e zelo pela vida. Essa campanha foi lançada para sensibilizar as pessoas para a importância de doar sangue e salvar muitas vidas. Cada doador que apresentou o comprovante ganhou uma camiseta da campanha. Já foram recebidas aproximadamente 370 doações, e a campanha continua. Celso Régis, presidente da OCB/MS, ressalta a mobilização das pessoas para essas ações: Precisamos do apoio das pessoas para conseguir o maior número de doações possível. A vontade de ajudar o próximo é que faz nossa campanha ter sucesso, afirma Régis. Doar sangue é muito importante, pois todos os procedimentos médicos que demandam transfusão de sangue precisam dispor de um fornecimento regular e seguro deste elemento. Daí a importância de se manterem sempre abastecidos os bancos de sangue por meio das doações, que não engrossam nem afinam o sangue do doador. É fácil e seguro, e não se pode mentir nem omitir informações, pois quem recebe o sangue pode ser contaminado. Doar sangue é um procedimento simples, rápido, sigiloso e seguro. Venha participar dessa campanha e doe sangue. 6

7 OCB/MS promove reunião sobre comercialização e escoamento de milho Financiamento do ABC cresce 206,5% na safra 2011/12 A OCB/MS promoveu em sua sede uma reunião para tratar da preocupação dos produtores com a comercialização e o escoamento da safra recorde de milho, que deve ser de aproximadamente 5,5 milhões de toneladas de milho safrinha. Estavam presentes as cooperativas, as tradings, além das entidades representativas Famasul e Aprosoja MS, da titular da Seprotur (Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo de MS), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, e do deputado Zé Teixeira, representando a Frencoop/MS. É muito importante a união dos produtores para encontramos uma solução em conjunto que beneficie todos, pois se houver uma flexibilização por parte do governo todos ganharão, afirmou o presidente da OCB/MS, Celso Régis. Durante a reunião, foi alinhada uma proposta que foi levada ao Governo do Estado, visando a uma solução tanto no que se refere ao escoamento da produção como para assegurar remuneração justa ao produtor A secretária Tereza Cristina disse que é importante a mobilização dos produtores, e apresentará todas as reivindicações em Brasília, numa reunião com a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), para tratar do PEP (Prêmio de Escoamento da Produção). As contratações registradas por meio do Programa ABC, que incentiva a adoção de boas práticas pelos agricultores brasileiros, aumentaram em 206,5% entre julho de 2011 e maio de 2012, se comparadas com as do mesmo período da safra 2010/11. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, dia 26 de junho, pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e referem-se à movimentação de maio. Por meio dessa linha, os produtores contrataram R$ 1,12 bilhão entre julho de 2011 e maio de 2012, com juro de 5,5% ao ano praticado pelo Banco do Brasil e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Outros destaques entre os financiamentos de investimento foram as contratações registradas por meio do Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais (Moderagro), no valor de R$ 452,2 milhões, e do Programa de Incentivo a Irrigação e Armazenagem (Moderinfra), de R$ 210,9 milhões, ambos com juros de 6,75% ao ano. O apoio ao médio produtor rural é o foco do governo. Com isso, o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), entre julho de 2011 e maio de 2012, aplicou R$ 4,5 bilhões para custeio e comercialização. O total financiado para custeio, investimento e comercialização no país foi de R$ 93,10 bilhões, sendo que a agricultura empresarial aplicou R$ 81,33 bilhões. A avaliação das contratações do crédito agrícola, atualizada mensalmente, é do Grupo de Acompanhamento do Crédito Rural, coordenado pela Secretaria de Política Agrícola do Mapa. Plano Agrícola e Pecuário destinará R$ 115,2 bilhões para a safra 2012/2013 Os produtores alinharam uma proposta que foi levada ao Governo do Estado Parceiros assinam termo de cooperação institucional do Leite Forte A Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo do Estado (Seprotur), em parceria com 17 prefeituras e mais de 30 instituições da cadeia produtiva do leite em Mato Grosso do Sul, entre elas a OCB/MS, lançou o Projeto de Desenvolvimento da Bacia Leiteira na Região Central de MS Leite Forte. O Leite Forte é um conjunto de ações voltadas ao produtor de leite, baseadas em gestão e assistência técnica efetiva e contínua, visando ao incremento da produtividade e da qualidade do leite. Nessa primeira etapa, produtores na região central do Estado serão atendidos em 17 municípios, aumentando a produção e a qualidade em até 240 mil litros/dia ao longo de três anos. O projeto quer revitalizar a pecuária leiteira sul-mato-grossense de forma sustentável, profissionalizada e melhorando a renda dos produtores na região central do Estado. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e do Agronegócio de Campo Grande, Natal Baglione, também avalia como muito positivo esse projeto. Dando ênfase ao médio produtor e à ampliação do crédito, o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2012/2013 disponibilizará R$ 115,2 bilhões para financiamento da produção agropecuária. O valor representa o crescimento de 7,46% em relação ao montante do Plano 2011/2012 (R$ 107,2 bilhões). Dentre as medidas anunciadas está o aumento de 20% nas linhas de crédito específicas para o cooperativismo. O movimento, que também foi destaque no pronunciamento de integrantes do governo, especialmente da presidente Dilma Rousseff, esteve representado no lançamento pelo superintendente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Renato Nobile, acompanhado da secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Mônica Bergamashi. A presidente Dilma e o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, exaltaram a importância do cooperativismo no processo de crescimento e produção sustentável do país. Isso nos deixa extremamente satisfeitos. É um sinal de que o sistema cooperativista está conquistando de forma cada vez mais marcante o seu espaço no cenário agropecuário nacional. A expansão dos recursos destinados ao movimento reflete justamente isso, afinal, hoje, cerca de 50% de tudo o que é produzido no Brasil passa, de alguma forma, por uma cooperativa, afirmou Nobile. O superintendente da OCB destacou ainda o papel desempenhado pelas cooperativas de crédito no repasse desses valores aos produtores rurais. Atualmente, o segmento responde por 13% do volume total e 22% dos contratos relacionados a custeio. Isso é reflexo da capilaridade do cooperativismo, presente muitas vezes em lugares onde não há interesse de um banco comercial atuar. Assim, o cooperado tem acesso de forma menos burocrática ao dinheiro para viabilizar a safra, ressaltou. Nobile também chamou atenção para a necessidade de o Sistema OCB continuar trabalhando pela redução das taxas de juros voltadas para o setor cooperativista. Dentro do programa que atende ao fomento de capital de giro, por exemplo, a redução para 9% nesse plano ainda está fora da realidade do mercado financeiro nacional, uma vez que a de custeio está em 5%, e a Selic segue uma tendência de queda. Vamos continuar atuando para diminuir esse indicador. Nesse sentido, a secretária Mônica Bergamashi endossou o pensamento de Nobile afirmando que é extremamente necessário contar com taxas mais baixas em função do alto custo de produção. 7

8 Medalha do Mérito Empreendedorismo e Liderança Senador Lúdio Coelho A Assembleia Legislativa homenageou empresários do Estado com a Medalha do Mérito Empreendedorismo e Liderança Senador Lúdio Coelho. A solenidade, proposta pelo deputado Márcio Monteiro, reuniu cerca de 400 pessoas e condecorou 20 personalidades de diversos setores produtivos de Mato Grosso do Sul. O evento relembrou a trajetória do ex-senador Lúdio Martins Coelho, falecido em 22 de março de Celso Ramos Régis, presidente da OCB/MS, um desses homenageados, foi indicado pelo deputado Professor Rinaldo. Sakae Kamitani recebe medalha na Expo-MS Industrial 2012 O sistema Fiems entregou a Medalha do Mérito Industrial, durante a Expo-MS Industrial, a Sakae Kamitami, da Cooperativa Agrícola Sul-mato-grossense (Copasul), A medalha do Mérito Industrial é conferida anualmente a brasileiro ou estrangeiro residente e com atividades no Estado, que tenham prestado serviços de relevância ao desenvolvimento do parque industrial. A escolha dos agraciados leva em conta alguns critérios, como o pioneirismo em grandes iniciativas, excelência dos serviços de assistência, formação profissional e harmonia social com seus colaboradores em defesa dos princípios da livre empresa. Celso Régis recebe a Medalha do Mérito Empreendedorismo e Liderança Senador Lúdio Coelho Sakae Kamitani é homenageado pelo sistema Fiems Unimed Campo Grande está entre as 15 melhores para se trabalhar no Centro- Oeste A Unimed Campo Grande e o Hospital Unimed foram reconhecidos, consecutivamente, como a sétima e a décima segunda melhores empresas para se trabalhar em toda a região Centro-Oeste. A classificação no ranking da pesquisa conduzida pelo Instituto Great Place to Work (GPTW), que está presente em 46 países e no Brasil há 15 anos, foi divulgada em Goiânia (GO) no último dia 5 de junho. Nesta edição do prêmio, aproximadamente 70 empresas se inscreveram e 19 foram premiadas. A Unimed Campo Grande foi a única empresa do Mato Grosso do Sul a ganhar o prêmio com duas unidades de negócio. A diretora administrativa e de gestão de pessoas da Unimed Campo Grande e diretora do Hospital Unimed, dra. Sarita Garcia Rocha, expôs seu orgulho pela dupla premiação na mesma noite. Segundo ela, este reconhecimento é fruto de muito trabalho e constante busca pela inovação de boas práticas na área. A pesquisa Melhores empresas para trabalhar tem como objetivo identificar e premiar as organizações com os melhores ambientes de trabalho. O GPTW, instituição reconhecida mundialmente, não somente apresenta o ranking das melhores, como também fornece um diagnóstico que serve como base para melhorias contínuas nas organizações. Além de reconhecer o valor das vencedoras, o prêmio é uma importante ferramenta para a construção de uma sociedade melhor, incentivando empresas a transformar seu ambiente de trabalho e aumentando a sua credibilidade e o seu valor diante da concorrência no mundo dos negócios. RPS Feira do Empreendedor em Dourados mobiliza a região Abrir novas possibilidades no mercado e ampliar a visão empresarial foram algumas das oportunidades voltadas para quem participou da Feira do Empreendedor, do Sebrae. O Sistema OCB/MS era um dos patrocinadores do evento e participou com um estande no qual realizou o Desafio Cooperativo e sorteou brindes. Durantes os três dias, também promoveu a palestra Cooperativismo e sustentabilidade. O estande da OCB/MS foi um dos mais visitados da feira e pôde disseminar o cooperativismo para a comunidade local. Foram três dias de intensa programação que incluíram palestras com temas variados, como franquias, e-commerce, marketing digital, inovação, empreendedorismo, entre outros. O local reservava áreas para apresentação das 150 oportunidades de negócio mapeadas na região sul, atendimento ao empreendedor individual, expositores no setor de agronegócio e tecnologia da informação, automotivo, beleza, saúde e estética, comércio, serviços e gastronomia. Estande da OCB/MS foi um dos mais visitados da feira Cooperativismo tem moeda e Loteria Federal comemorativos No primeiro sábado de julho, a Caixa Econômica Federal preparou uma extração comemorativa da Loteria Federal para comemorar o Ano Internacional das Cooperativas. E no dia 30 de outubro, em Porto Alegre-RS, o Banco Central do Brasil lançará uma moeda comemorativa também em alusão ao Ano Internacional das Cooperativas. 8

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor

Como participar pequenos negócios Os parceiros O consumidor Movimento incentiva a escolha pelos pequenos negócios na hora da compra A iniciativa visa conscientizar o consumidor que comprar dos pequenos é um ato de cidadania que contribui para gerar mais empregos,

Leia mais

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade DECLARAÇÃO DOS MINISTROS DA AGRICULTURA, SÃO JOSÉ 2011 1. Nós, os Ministros e os Secretários de Agricultura

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

Políticas Públicas do MAPA para o

Políticas Públicas do MAPA para o Engenheiro Agrônomo ERIKSON CHANDOHA Diretor do Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - SDC Ministério da Agricultura Pecuária

Leia mais

PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016

PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 Pilares do PSPA CRÉDITO PROMOÇÃO PROMOÇÃO DO DO CONSUMO PESQUEIRO PSPA INFRAESTRUTURA ASSISTÊNCIA TÉCNICA COMERCIALI

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Gerência de Comunicacão

Gerência de Comunicacão Gerência de Comunicacão Quem somos? Representação política e institucional Representação sindical Educação cooperativista, promoção social e monitoramento Gecom Marketing Publicidade e propaganda Assessoria

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA INFORMATIVO DEZEMBRO DE 2013 Acesse também: www.mariana.gov.br MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA Promover a criação de um ambiente favorável para valorizar a micro e pequena empresa,

Leia mais

DO OUTRO, O AGRONEGÓCIO PRODUZ UM PAÍS CADA VEZ MAIS FORTE.

DO OUTRO, O AGRONEGÓCIO PRODUZ UM PAÍS CADA VEZ MAIS FORTE. PRODUTOR RURAL: fale com o gerente do seu banco e saiba como ter acesso aos créditos e benefícios do Plano Agrícola e Pecuário 2014/2015. DO OUTRO, O AGRONEGÓCIO PRODUZ UM PAÍS CADA VEZ MAIS FORTE. Para

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae ASSOCIATIVISMO Fonte: Educação Sebrae O IMPORTANTE É COOPERAR A cooperação entre as pessoas pode gerar trabalho, dinheiro e desenvolvimento para toda uma comunidade COOPERAR OU COMPETIR? Cooperar e competir

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Facebook/Cearpa Sorriso

Facebook/Cearpa Sorriso Facebook/Cearpa Sorriso Facebook/Weider Santana @joelmaqueirozz Facebook/Cila Vilela Facebook/Gorette Rocha @inpev ENGAJAMENTO 29 ENGAJAMENTO G4-26 e DMA @eliandersonzte O inpev articula os elos da cadeia

Leia mais

Novos negócios no Ceará

Novos negócios no Ceará ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Novos negócios no Ceará No DR Ceará, as oficinas de Estratégia de

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SE É DESENVOLVIMENTO É PRIORIDADE DO SEBRAE LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA REGULAMENTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA LG REGULAMENTADA LG REGULAMENTADA

Leia mais

Sucessão municipal ACIA ouviu o deputado José de Lima, candidato a prefeito

Sucessão municipal ACIA ouviu o deputado José de Lima, candidato a prefeito www.aciaanapolis.com.br ACIA ouviu o deputado José de Lima, candidato a prefeito De 27 de Setembro a 03 de Outubro 2012 Ano 06 - Diretoria 2011/2013 Durante mais de uma hora o representante da coligação

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede de Disseminação, Informação e Capacitação

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede de Disseminação, Informação e Capacitação PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria da Micro e Pequena Empresa Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT Rede

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA.

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. FICHA TÉCNICA Coordenação de População e Indicadores Sociais: Bárbara Cobo Soares Gerente de Pesquisas e Estudos Federativos: Antônio

Leia mais

RELATÓRIO DA GESTÃO 2014

RELATÓRIO DA GESTÃO 2014 1 Senhores Associados: RELATÓRIO DA GESTÃO 2014 Temos a satisfação de apresentar o Relatório da Gestão e as Demonstrações Contábeis da CREDICOAMO Crédito Rural Cooperativa, relativas às atividades desenvolvidas

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012:

APRESENTAÇÃO. Dois temas centrais foram selecionados para o debate na conferência de 2012: Comércio + Sustentável APRESENTAÇÃO A Rio+20, como é chamada a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, vai ser realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012. Exatos vinte anos

Leia mais

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário DILMA ROUSSEFF Presidenta da República PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário MARIA FERNANDA RAMOS COELHO Secretária Executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário MARIA LÚCIA DE OLIVEIRA

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza FOME ZERO O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza Seminário Internacional sobre Seguro de Emergência e Seguro Agrícola Porto Alegre, RS -- Brasil 29 de junho a 2 de julho de 2005 Alguns

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: "PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO

Leia mais

03 e 04 de agosto Passo Fundo. O poder da. Liderança. na superação de. resultados

03 e 04 de agosto Passo Fundo. O poder da. Liderança. na superação de. resultados 03 e 04 de agosto Passo Fundo O poder da Liderança na superação de resultados O poder da Liderança na superação de resultados O CONGREGARH Conexão 2016 terá como pauta dois temas fundamentais no ambiente

Leia mais

Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa.

Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa. Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa. A Fran Press está de cara nova, mantendo a sua reconhecida identidade estratégica. Nos tempos atuais

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO Dos cursos mais procurados pelos estudantes, o de Administração é um dos mais novos. Enquanto Medicina e Direito formam profissionais desde o século 19, foi apenas em 1946 que

Leia mais

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 Rosely Vieira Consultora Organizacional Mestranda em Adm. Pública Presidente do FECJUS Educação

Leia mais

IMPORTÂNCIA DAS COOPERATIVAS AGROPECUÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO

IMPORTÂNCIA DAS COOPERATIVAS AGROPECUÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO Excelentíssimo Senhor GILBERTO JOSÉ SPIER VARGAS MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - MDA Esplanada dos Ministérios Bloco A, 8º Andar Brasília - DF Assunto: Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel

Leia mais

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2013/06/1,2374/memoria-enai.html Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde

Leia mais

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM Faça parte desse abraço A Fundação Solidariedade ponto focal do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento,braço social do Sistema Correio de Comunicação, é uma Associação

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 02.12.15 EDITORIA: NOTAS DA REDAÇÃO

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 02.12.15 EDITORIA: NOTAS DA REDAÇÃO FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 02.12.15 EDITORIA: NOTAS DA REDAÇÃO VEÍCULO: NATAL NOTÍCIAS DATA: 02.12.15 01 Dez 2015 Presidente Marcelo Queiroz participa da 17ª Convenção do Comércio e Serviços

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME 1. O PRÊMIO O Prêmio ESTADÃO PME é uma iniciativa pioneira e única do Grupo Estado e tem como objetivos valorizar as melhores histórias de pequenas e médias empresas e estimular

Leia mais

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES A Feira do Empreendedor é promovida pelo Sebrae desde 1992 em todos os estados do país. É considerado o maior evento presencial de

Leia mais

O termo negócio social foi cunhado inicialmente por Muhammad Yunus, indiano, doutor em Economia, professor e laureado com o Prêmio Nobel da Paz em

O termo negócio social foi cunhado inicialmente por Muhammad Yunus, indiano, doutor em Economia, professor e laureado com o Prêmio Nobel da Paz em Negócio Social O termo negócio social foi cunhado inicialmente por Muhammad Yunus, indiano, doutor em Economia, professor e laureado com o Prêmio Nobel da Paz em 2006 Classifica um determinado empreendimento

Leia mais

Número 7 - Setembro / 2011. As melhores empresas para trabalhar em Campinas e região RECURSOS HUMANOS

Número 7 - Setembro / 2011. As melhores empresas para trabalhar em Campinas e região RECURSOS HUMANOS Número 7 - Setembro / 2011 As melhores empresas para trabalhar em Campinas e região RECURSOS HUMANOS Índice Estágio e trainee: rumo à evolução 18 A força da criatividade 10 Apoio para crescer 28 Editorial

Leia mais

OPORTUNIDADE: Associar sua marca a uma das maiores vitrines de negócio do Cerrado Brasileiro. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 24 a 27 de março de 2015

OPORTUNIDADE: Associar sua marca a uma das maiores vitrines de negócio do Cerrado Brasileiro. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 24 a 27 de março de 2015 SHOW SAFRA BR 163 O Show Safra BR163 é idealizado pela Fundação Rio Verde para ser uma feira de novas tecnologias com foco comercial e ainda abre espaço para discussões de temas técnicos, políticos, sociais

Leia mais

Promover o desenvolvimento rural sustentável no Estado de São Paulo, ampliando as oportunidades de emprego e renda, a inclusão social, a preservação

Promover o desenvolvimento rural sustentável no Estado de São Paulo, ampliando as oportunidades de emprego e renda, a inclusão social, a preservação GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável MicrobaciasII OBJETIVO GERAL Promover o desenvolvimento

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

A revolução da excelência

A revolução da excelência A revolução da excelência ciclo 2005 PNQ Foto: Acervo CPFL CPFL Paulista, Petroquímica União, Serasa e Suzano Petroquímica venceram o Prêmio Nacional da Qualidade 2005. A Albras, do Pará, foi finalista.

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE Brasília, 18 de maio de 2010. MPE? Conceituação Brasil REPRESENTATIVIDADE

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

Treinamento de Crise: simulações para lidar com situações reais

Treinamento de Crise: simulações para lidar com situações reais POP 2008 Relações Públicas na Gestão de Crise Resumo Treinamento de Crise: simulações para lidar com situações reais Bayer CropScience Desafio Preparar executivos para agir de forma organizada, ágil e

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

Planejamento Estratégico Sistema OCB/MS 2 0 1 5-2 0 2 0

Planejamento Estratégico Sistema OCB/MS 2 0 1 5-2 0 2 0 Planejamento Estratégico Sistema OCB/MS 2 0 1 5-2 0 2 0 Planejamento Estratégico Sistema OCB/MS 2 0 1 5-2 0 2 0 Índice Mapa Estratégico OCB/MS 2015-2020 Visão do Cooperativismo Missão da OCB/MS Valores

Leia mais

Relatório Mensal. Maio 2015 - edição nº 5

Relatório Mensal. Maio 2015 - edição nº 5 Relatório Mensal Maio 2015 - edição nº 5 Mensal Maio 2015 - edição nº 5 D e s t a q u e s d e s t a e d i ç ã o II Simpósio Pós- Colheita Evento reuniu mais de 200 produtores em Naviraí Lançamento do Dia

Leia mais

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa PMS-MT Cartilha Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes Fortalecimento da gestão ambiental municipal Contexto e benefícios Tarefas Regularização ambiental e fundiária

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Thais Peixoto de Medeiros(1); Estephany Calado(2); Gisele Gregório Araújo(2); Márcio André Veras Machado (3); Francisco Roberto Guimarães Júnior(4) Centro

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da - 1 - Prêmio CNSeg 2012 Empresa: Grupo Segurador BBMAPFRE Case: Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE Introdução A Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE foi concebida em 2009 para disseminar o conceito

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil Resultados Fenasucro 2014 A feira 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil O maior evento mundial do setor sucroenergético O setor sucroenergético do Brasil já

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

55% da população mundial vive em zonas rurais. 70% da população mundial muito pobre é rural. 1,4 bilhão vive com menos de U$ 1,25/ dia

55% da população mundial vive em zonas rurais. 70% da população mundial muito pobre é rural. 1,4 bilhão vive com menos de U$ 1,25/ dia A pobreza rural 55% da população mundial vive em zonas rurais 70% da população mundial muito pobre é rural 1,4 bilhão vive com menos de U$ 1,25/ dia 1,0 bilhão passa fome 80% dos lugares mais pobres dependem

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

PROJETO TÉCNICO SAF/ATER 120/2010. PROJETO ATER - DESENVOLVIMENTO Rural Inclusivo e Sustentável Região da Grande Dourados, MS

PROJETO TÉCNICO SAF/ATER 120/2010. PROJETO ATER - DESENVOLVIMENTO Rural Inclusivo e Sustentável Região da Grande Dourados, MS PROJETO TÉCNICO SAF/ATER 120/2010 PROJETO ATER - DESENVOLVIMENTO Rural Inclusivo e Sustentável Região da Grande Dourados, MS Propósito da Coopaer Identificar problemas oriundos da Cadeia produtiva leite;

Leia mais

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Nome Desarrollo de Sistemas de Gobierno y Gestión en Empresas de Propiedad Familiar en el Perú Objetivo Contribuir

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem

Leia mais

1ª ETAPA DO XIII CBC RELATÓRIO DO SEMINÁRIO ESTADUAL PREPARATÓRIO. Número de participantes:

1ª ETAPA DO XIII CBC RELATÓRIO DO SEMINÁRIO ESTADUAL PREPARATÓRIO. Número de participantes: 1ª ETAPA DO XIII CBC RELATÓRIO DO SEMINÁRIO ESTADUAL PREPARATÓRIO Organização Estadual: Sistema OCB/SESCOOP-RR Data de realização do seminário: 17 de Junho de 2010 Local: Auditório do Sistema FAERR/SENAR-RR

Leia mais

São Paulo, 25 de abril de 2013.

São Paulo, 25 de abril de 2013. São Paulo, 25 de abril de 2013. Discurso do diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania, Luiz Edson Feltrim, na SME Banking Conference 2013 1 Dirijo saudação especial a Sra. Ghada Teima, IFC Manager

Leia mais

ALGAR Programas PGP e PGI 1

ALGAR Programas PGP e PGI 1 ALGAR Programas PGP e PGI 1 O Grupo Algar atua nos setores de Telecomunicações, Agronegócios, Serviços e ainda tem participação acionária no Rio Quente Resorts, no segmento de turismo. A sede do Grupo

Leia mais

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são:

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são: 24/2010 1. Identificação do Contratante Nº termo de referência: TdR nº 24/2010 Plano de aquisições: Linha 173 Título: consultor para desenvolvimento e venda de produtos e serviços Convênio: ATN/ME-10541-BR

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

II PRÊMIO OCB/MS DE JORNALISMO

II PRÊMIO OCB/MS DE JORNALISMO O II PRÊMIO OCB/MS DE JORNALISMO é um programa institucional desenvolvido pelo Sistema OCB-SESCOOP/MS - Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado no Mato Grosso do Sul e Serviço Nacional

Leia mais

agricultura familiar

agricultura familiar saúde A importância da agricultura familiar na merenda escolar Iniciativas em Santa Rosa do Viterbo são exemplos de sucesso Por Danielle Lautenschlaeger Inúmeras famílias brasileiras ainda obtêm sua renda

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem vive no Brasil Rural.

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Política de Patrocínios e Doações da Volvo do Brasil

Política de Patrocínios e Doações da Volvo do Brasil Política de Patrocínios e Doações da Volvo do Brasil Data de publicação: 10/07/2007 Última atualização: 10/07/2007 APRESENTAÇÃO Os patrocínios exercem um importante papel na estratégia de comunicação e

Leia mais

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL Pernambuco, 2012 PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL DOCUMENTO DE TRABALHO Sobre um Plano de Ação relativo à Proteção e ao Bem-Estar dos Animais 2012-2015 Base estratégica das ações propostas

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

CRI Centro de Referência em Inovação. Relatório 1º Encontro CRI Nacional Ciclo 2014/2015

CRI Centro de Referência em Inovação. Relatório 1º Encontro CRI Nacional Ciclo 2014/2015 Relatório 1º Encontro CRI Nacional Ciclo 2014/2015 Setembro/2014 CRI Nacional 17 de Setembro de 2014 ABERTURA: No dia 17 de Setembro de 2014 aconteceu, na sede da Fundação Dom Cabral de São Paulo, a primeira

Leia mais

Relatório Preliminar

Relatório Preliminar Relatório Preliminar O V Seminário Nacional do Crédito Fundiário, realizado no período de 11 a 14 de dezembro de 2012, em Pirenópolis-Go, teve por objetivos a avaliação de propostas e a construção de estratégias

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ Av. Jerson Dias, 500 - Estiva CEP 37500-000 - Itajubá Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ Av. Jerson Dias, 500 - Estiva CEP 37500-000 - Itajubá Minas Gerais Lei nº 2677 BENEDITO PEREIRA DOS SANTOS, Prefeito do Município de Itajubá, Estado de Minas Gerais, usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele

Leia mais

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento.

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento. DISCURSO DE POSSE Boa Noite a todos! Cumprimento o ex-diretor presidente Sebastião Calais, o Prefeito Leris Braga, o vice-prefeito Alcemir Moreira, o presidente da Câmara de Vereadores Juarez Camilo, o

Leia mais

Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio?

Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio? Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio? Matheus Kfouri Marino Camila Dias de Sá* A competitividade do agronegócio brasileiro é incontestável e resulta em taxas expressivas

Leia mais

Calendário Anual de Atividades da APPBCL Planejamento 2014

Calendário Anual de Atividades da APPBCL Planejamento 2014 Calendário Anual de Atividades da APPBCL Planejamento 2014 Calendário de Atividades 2014 Atividades SET OUT NOV DEZ Reunião Comunidades 20 Eventos Agronegócio na Sede 30 Balde Cheio Itinerante Cursos online

Leia mais

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Prefeito Empreendedor Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Março/2012 Expediente Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Fernando

Leia mais

EMPREENDEDOR DE 9 A 14 DE MARÇO - TRINDADE-GO - 2015

EMPREENDEDOR DE 9 A 14 DE MARÇO - TRINDADE-GO - 2015 REALIZAÇÃO: AJE Trindade surpreende com a Semana do Empreendedor Associação de Jovens Empreendedores organiza evento itinerante e leva mensagem a mais de 1500 pessoas da cidade. Poderes Executivo e Legislativo,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Botucatu

Prefeitura Municipal de Botucatu I- Identificação: Projeto Empresa Solidária II- Apresentação : O Fundo Social de Solidariedade é um organismo da administração municipal, ligado ao gabinete do prefeito, que atua em diversos segmentos

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO 30.1. O comércio e a indústria, inclusive as empresas transnacionais,

Leia mais

Inovação é oxigênio para os pequenos negócios CASO DE SUCESSO

Inovação é oxigênio para os pequenos negócios CASO DE SUCESSO CASO DE SUCESSO O empresário Marcelo Folha conseguiu tirar o restaurante do vermelho graças ao atendimento que recebeu do Sebrae, por meio do Programa Agentes Locais de Inovação. Inovação é oxigênio para

Leia mais