ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA COMITÊ APROVAÇÃO DE PROJETOS PROCESSO AQUA 17 RELACIONAMENTO COM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA... 14 COMITÊ APROVAÇÃO DE PROJETOS... 15 PROCESSO AQUA 17 RELACIONAMENTO COM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS..."

Transcrição

1 Relatório de Atividade

2 Índice O Instituto Inova... 5 Parque Ecotec Damha ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA COMITÊ APROVAÇÃO DE PROJETOS PROCESSO AQUA (Alta Qualidade Ambiental) RELACIONAMENTO COM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Centro de Inovação NÚCLEOS DE INOVAÇÃO COMUNICAÇÃO RELACIONAMENTO INSTITUCONAL Damha Agronegócios Sebraetec Financeiro Anexos GESTÃO DOS CONDOMÍNIOS CLIPPING

3 3 O Ano de 2013 foi, particularmente para o Instituto Inova, bastante desafiador tendo em vista a proximidade da finalização do processo de transição da gestão do Parque Eco Tecnológico (Ecotec) Damha, da Empresa Damha Urbanizadora para o Instituto Inova, fato que vem demandando à equipe uma série de atividades. Igualmente, com a inauguração da primeira empresa no Parque Ecotec, MIB - Instituto de Materiais Tecnológicos do Brasil, e o início das construções de outras empresas, no final de 2013 e início de 2014, começamos a nos deparar com vários percausos típicos de início de operação do Parque, como por exemplo falta de linhas telefônicas e internet. Neste caso particular, o início de operação de qualquer condomínio sofre com a falta de sensibilização das operadoras de telefonia e outros serviços, cuja visão de curtíssimo prazo dificulta a instalação das linhas telefônicas, por entenderem que a demanda ainda é pequena. Este e outros assuntos correlatos vem sendo enfrentados com a nomeação do Conselho Consultivo dos Condomínios I e II do Parque Ecotec Damha. O Grupo Encalso Damha, uma vez cumprida todas as exigências estabelecidas em contrato, estará oficializando a posse da gestão do Parque Ecotec ao Inova em meados de É importante ressaltar a conclusão das obras do Centro de Inovação do Parque, por parte do Grupo Damha, cuja inauguração está prevista para Com a participação e contribuição de universidades, como a USP, UFSCar, a UNIARA, entre outras, o Centro de Inovação irá atuar fortemente na criação de novas empresas, bem como no fortalecimento daquelas que estarão sediadas no Parque. Para isto, o Instituto Inova já vem atuando na formação de vários Núcleos de Inovação, tais como os Núcleos de

4 Projetos, de Design e Prototipagem, Negócios Sustentáveis, TIC para Educação, entre outros. Também foi um fato importante a conquista da FATEC para São Carlos, cuja instalação no Parque Ecotec se deve a atuação da Prefeitura, políticos locais e, principalmente, à colaboração do Grupo Encalso Damha, que fez a doação da área para a Fundação Paula Souza, responsável pela FATEC. A participação das universidades e da FATEC, no Parque, além das atividades de inovação tecnológica que serão desenvolvidades, permitirá um grande fluxo de alunos que poderão interagir com as empresa locais. Da mesma forma, teve início a construção do CITESC Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde de São Carlos, cuja conclusão está prevista para o início de Este Centro de Pesquisa será um marco na história de São Carlos e região na área da Saúde, seu foco de atuação. De fato, unindo vários grupos de pesquisas da USP-São Carlos, UFSCar, UNESP, EMBRAPA, Prefeitura de São Carlos, Ministério da Saúde, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o Grupo Encalso Damha e o Instituto Inova, entre outros atores também importantes, a área da Saúde ganhará uma nova expressão na cidade, onde São Carlos já começa a se destacar também nesta área tão relevante e expressiva para o país. Com todas estas atividades, e as novas responsabilidades, o Instituto Inova vai aos poucos se consolidando como uma entidade de referência, local e regional, em gestão de inovação tecnológica, de parque tecnológico e, principalmente, gestão da relação universidades & empresas. Esperamos, em 2015, ter o Parque Ecotec em operação, com várias empresas em funcionamento, juntamente com o Centro de Inovação, o CITESC, a FATEC, e vários parceiros como USP, UFSCar, entre outros. 4 José Octavio Armani Paschoal, presidente do Instituto Inova

5 O Instituto Inova É uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, organizada como uma Associação de Empresas de Base Tecnológica e qualificada como uma OSCIP- Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. O Instituto Inova atua prioritariamente na área de Inovação, que, por sua natureza transversal, permeia várias áreas do conhecimento. O Instituto promove a interação universidade-empresa e fomenta o empreendedorismo tecnológico. Sua carteira de ações contempla Gestão de Projetos Inovadores, Gestão do Parque Eco Tecnológico Damha (Ecotec Damha), gestão do Centro de Inovação, Gestão de Incubadora, Captação de Recursos, Serviços de Aperfeiçoamento Tecnológico, via Sebraetec, Capacitação, Treinamentos e Comunicação. O Inova mantém uma vasta rede de parceiros, envolvendo vários órgãos governamentais, nas esferas municipais e estaduais, bem como no nível federal, empresas, Instituições de P&D nacionais e internacionais, Universidades, Centros de Pesquisa, Órgãos de Fomento e Investidores. A filiação do Instituto Inova junto à ANPROTEC - Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores contribuiu substancialmente para aprimorar as interações do Instituto com os diversos atores da inovação brasileira. Com o foco no desenvolvimento do setor empresarial inovador, o Instituto Inova vem participando de uma iniciativa inédita na cidade de São Carlos/SP, sendo responsável pela concepção, planejamento, lançamento e agora, a gestão do primeiro Parque Tecnológico privado do Brasil: o Parque Eco Tecnológico Damha. Esse Parque faz parte do primeiro complexo de Terceira Geração do país, um complexo urbanístico que compreende condomínios residenciais e empresariais, áreas de serviços, lazer e atividades esportivas, em um mesmo espaço urbano. Atualmente, o Instituto é responsável pela gestão do Parque Ecotec, bem como do seu Centro de Inovação. 5

6 No Instituto Inova, temos os seguintes conceitos e práticas: Missão Transformar conhecimentos científico e tecnológico em Riqueza, Renda e Emprego de alto valor agregado, por meio da geração de negócios inovadores sustentáveis, contribuindo para o desenvolvimento sócio, econômico e ambiental do país. 6 Visão Tornar-se uma referência nacional e internacional como ambiente de inovação tecnológica. Valores Ética, transparência, cooperação e proatividade. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

7 Equipe e Colaboradores do Instituto Inova: Conselho Deliberativo Presidente: José Galisia Tundisi Vice-presidente: José Roberto Maria 7 Representante dos Associados: Ednéa Casagrande Pinheiro Representante dos Associados: Ricardo Martucci Representante dos Associados: José Roberto Maria Representante dos Associados: Victor Azouri Bermudes Representante dos Associados: José Paranhos Ribeiro dos Santos Representante da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo: Désirée Moraes Zouin Representante da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia da cidade de São Carlos: José Galisia Tundisi Representante da UFSCar: Heloisa Sobreiro Seliste de Araújo Representante da USP: Daniel Capaldo Amaral Representante UNESP: Sidney José Lima Ribeiro Representante da EMBRAPA: João de Mendonça Naime Conselho Técnico e Científico Representante da FIESP: José Paulo Aleixo Coli e Guilherme Blotta. Representante do SENAC: Jurandir dos Santos e Daniela Ribero da Silva. Representante da AGÊNCIA USP DE INOVAÇÃO: Eduardo Vieira de Brito e Alexandre Venturini Lima. Representante da ACISC: Marcos Alberto Martinelli e Paulo César Brigante. Representante da EMBRAPA PECUÁRIA SUDESTE: Ana Rita de Araujo Nogueira e Simone Cristina Méo Niciura. Representante da UNICEP: Dorival Marcos Milani e José Alberto Rodrigues Jordão. Representante da CIESP: Antônio Valério Netto e Rogelio Aparecido Bernardelli.

8 Representante da EMBRAPA INSTRUMENTAÇÃO: Sandra Protter Gouvea e José Manoel Marconi. Representante do CITESC: Tania de Fatima Salvini e Luiz Henrique Capparelli Mattoso. Representante do SEBRAE: Eduardo Rantin e Paulo Sergio Cereda. Representante do CEDIN: Marco Antonio Pereira e Marcelo Dezena Caprelon. Representante da UFSCAR: Estevam Rafael Hruschka Junior e Maria do Socorro Sousa Braga. Representante da USP SÃO CARLOS: José Carlos Maldonado e André Carlos Ponce de Léon Ferreira de Carvalho. Representante da UNESP ARARAQUARA: Paulo Roberto Bueno e Cláudio César de Paiva. Representante da FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI: Márcio Vieira Marinho e Marcos Antonio Escarelli. 8 Conselho Fiscal Conselheiros Titulares Luiz Carlos Fernandes Navarro José Sebastião Tadeu de Castro Alagui Marques Pereira Conselheiros Suplentes José Pinheiro Pedro Siena Neto Ricardo Augusto Bonotto Barboza Diretoria Executiva José Octavio Armani Paschoal - Presidente Engenheiro de Materiais, formado pela UFSCar, Doutor em Engenharia pela Universitat Karlsruhe, na Alemanha, Mestrado na Escola Politécnica USP, MBA na FEA FIA/ USP, e consultor na área de gestão de empresas de base tecnológica e de inovação. Atualmente é presidente do Instituto Inova, entidade responsável pela gestão do Parque Eco Tecnológico Damha e, desde 1998, é presidente do Centro Cerâmico do

9 Brasil (CCB), um Núcleo de Desenvolvimento da Indústria brasileira de cerâmica para revestimento. Pesquisador do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), trabalhou cerca de 30 anos no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN- CNEN/SP), atuando como Chefe do Centro de Ciência e Tecnologia de Materiais (CCTM), como Diretor de Projetos Especiais (DPE) e no desenvolvimento de projetos de pesquisas em materiais, energia e meio ambiente, com foco em fontes de energia renováveis, impactos ambientais, melhoria do desempenho energético e ambiental, bem como avaliação do ciclo de vida de produtos e serviços. 9 Marcelo Eugênio da Paz Vice Presidente Engenheiro Agrônomo atua na Damha Agronegócios, como Diretor da Unidade de Aquisição de Terras/Gestão de Riscos. É responsável pela área de Relações Institucionais do Grupo Encalso Damha, tem vasta experiência em implantação de empreendimentos urbanísticos e espaços urbanísticos eco sustentáveis, além de empreendimentos empresariais, sendo responsável pela implantação do Parque de 3ª Geração - Parque Eco Tecnológico Damha e Eco Esportivo Damha; atua na prospecção de novos negócios; especialista em gestão de relacionamentos estratégicos; apoio à viabilização de negócios; especialista em relações institucionais. Especialista na aquisição de terras para desenvolvimento do agronegócio, idealizador do Processo de Aquisição e Due Diligence da Damha Agronegócios. Atualmente, coordena o Projeto de Criação do Instituto Damha Agro Sustentável IDAS e o Pilar de Inovação da Damha Agronegócios, além de Vice Presidente do Instituto Inova, responsável pela gestão do Parque Ecotec Damha. Equipe de Colaboradores Ana Carolina do Prado W. Medeiros (Naná) Gestora de Comunicação Jornalista formada pela UNESP-Bauru e especialista em Gestão Ambiental. Atua como gestora de comunicação do Instituto Inova e coordena o Núcleo de Tecnologias de Informação e Comunicação para Educação e Difusão Científica (i9), do Instituto Inova. Atua como Facilitadora de Processos em grupos de empresas e instituições sociais, tendo concluído o Programa Germinar, Desenvolvimento de Líderes Facilitadores.

10 Produz e edita conteúdos na área de sustentabilidade para empresas, instituições e veículos de comunicação. Tem experiência em coordenação de projetos de comunicação e educação, produção de Planos de Mobilização Social para Plano de Saneamento Básico, edição de textos de Relatório de Sustentabilidade e organização de Congressos e Fóruns na área de Meio Ambiente. Atuou como coordenadora de Comunicação para Projetos do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente e foi editorachefe do Portal Mercado Ético. É, também, professora de Yoga. 10 Ana Carolina Segato Rizzatti Gestora de Projetos Bióloga formada, em 1996, pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP), com mestrado em Bioquímica pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP (2000) e Doutorado em Ciência pela FFCLRP-USP (2004). Experiência em Consultoria para Inovação de produtos/processos ou captação de investimentos para as empresas/organizações. Participou do International Training Programme / Putting Ideas to work Strategies for Innovation-led Sustainable Growth (VINNOVA Swedish Governmental Agency for Innovation System), em 2009, em Estocolmo, Suécia e em Bangkok, Tailândia em Atualmente é responsável pela Coordenação de Projetos do Instituto Inova. Bruna Maira Boa Sorte Diretora Jurídico-Administrativa Advogada, especialista em Gerenciamento Ambiental, com atuação na implantação, aprovação e gestão de Parques Tecnológicos desde Atua na criação e gestão jurídico-administrativa de entidades do terceiro setor. Atuou nas promotorias de justiça do Consumidor, Meio Ambiente e Criminal. Criou a associação Terras Altas. Foi advogada na área de contratos, segurança jurídica dos negócios, processo administrativo minerário, processo de concepção de parque de terceira geração (Parque Eco Esportivo Damha e Parque Eco Tecnológico Damha). Atuou como consultora na área de acompanhamento jurídico institucional no Centro Cerâmico do Brasil (CCB). Criação, segurança jurídica de negócios e elaboração de desenho jurídico para estabelecimento de parcerias público privada do Instituto Inova, que responde pela gestão do Parque Eco Tecnológico Damha (Ecotec Damha) e seu Centro de

11 Inovação, e incluiu até 2012 a gestão de duas Incubadoras, em São Carlos e Araraquara. Atualmente ocupa o cargo de Diretora Jurídico Administrativa. Desenvolveu, conjuntamente, o processo de Certificação AQUA do Parque Eco Tecnológico Damha (primeiro parque tecnológico certificado Brasil). Como decorrência da experiência acumulada na gestão do Parque Eco Tecnológico Damha, vem participando da equipe contratada pela FUSP para desenvolver o projeto do Centro de Inovação de Votuporanga. Atualmente, trabalha é responsável pela área jurídico administrativa do Instituto Inova e coordenadora do projeto de Criação do Instituto Damha Agro Sustentável IDAS. 11 Elinalde Lobo dos Santos Auxiliar de Limpeza Trabalhou como auxiliar de limpeza há dois anos no Instituto Inova. Já trabalhou como auxiliar de cozinha em restaurantes de São Carlos. Karla Neves Secretária Trabalha como auxiliar administrativo há mais de dois anos no Instituto Inova. Suas principais atividades são atendimento telefônico, agendamento de reuniões, serviços de banco, cartório, compra de materiais para escritório, entre outras. Já trabalhou como auxiliar de produção em fabrica de papel e atendente em loja de aviamentos. Luzia Costa Consultora Engenheira civil, especialista em Administração de Negócios e Engenharia e Segurança do Trabalho pela Universidade Mackenzie, mestre em Ciências na área de Tecnologia Nuclear Materiais no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) da Universidade de São Paulo (USP) e diretora administrativa da Jocal S/C Ltda. Atualmente é consultora do Núcleo de Negócios Sustentáveis do Instituto Inova. Tem experiência em Avaliação de Impactos Ambientais, Avaliação do Ciclo de Vida de Materiais de Construção e Sistemas Energéticos e Recuperação Energética de Resíduos Sólidos Urbanos.

12 Luciene A. Custódio Gestora Financeira Administradora de Empresas com pós-graduação em Direito Tributário. Atualmente é gestora financeira do Instituto Inova e do Parque Eco Tecnológico Damha, atuando nas atividades de gerenciamento orçamentário, contábeis e financeiros; assessoria na elaboração dos Processos licitatórios de acordo com a lei 8666/93; Membro da comissão de licitação. Atuou como supervisora na negociação, elaboração e análise de contratos e convênios, junto a instituições públicas e privadas; Acompanhamento da submissão de projetos de pesquisa junto a Órgão de Fomento; Elaboração e prestação de contas de recursos junto a órgãos como: FINEP, CNPq, CAPES, FEHIDRO; Gestão administrativa/financeira de projetos de pesquisa. 12 Maria Helena de Carvalho Copeira Trabalhou no Instituto Inova na área de serviços gerais e copeira há quatro anos. Já trabalhou na área rural, já trabalhou como diarista e trabalhou como serviços gerais no Espaço Damha. Matheus Postigo Consultor Químico, formado pelo Instituto de Química de São Carlos (IQSC-USP), atuando na pesquisa científica desde 2002, dentro das áreas de Bioquímica, Física Biomolecular e Instrumentação Analítica; Gestão de projetos e correlatos; Redação de documentos técnico-científicos e análise de resultados; Comunicação técnica e revisão de projetos. Rui Cleiton Leite de Oliveira - Consultor Engenheiro de Materiais com Especialização em Polímeros e Básico em Metais e Cerâmica. Especialista em Gestão da Produção e Qualidade. Trinta e cinco anos de experiência em indústrias de transformação. Dez anos de experiência como engenheiro de processos e desenvolvimento de produtos na Goodyear, sendo membro da equipe brasileira de transferência de tecnologia dos processos de fabricação e materiais utilizados na fabricação de pneus e treinamento da mão de obra para plantas da empresa localizadas no Hemisfério Ocidental (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Venezuela, Peru, Jamaica e México). Vinte

13 e cinco anos de experiência como Engenheiro de Processos da Faber Castell, atuou no departamento de fabricação de minas e giz de cera, usinagem e acabamento de lápis de madeira, experiência em PCP. Forte atuação na área de qualidade tendo domínio da liderança de equipe com 28 colaboradores e como representante da direção foi responsável pela implantação dos programas de certificação ISO (qualidade de produtos, processos e meio ambiente), FSC, SA 8000, Arboris. 13 Sandra Harumi Coordenadora do Núcleo de Negócios Sustentáveis Gestora ambiental e doutora em Ciências pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) / Universidade de São Paulo (USP), tendo desenvolvido parte da sua tese na University of California Merced/ Mechanical Engineering Department como Junior Specialist Step 1. Atualmente é pesquisadora Especialista Visitante e de Extensão Inovadora (CNPq), no Laboratório de Avaliação do Ciclo de Vida de Sistemas Energéticos do Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE/USP) e, consultora do Núcleo de Negócios Sustentáveis do Instituto Inova, respondendo pela gestão dos laboratórios de Avaliação do Ciclo de Vida e de Estratégias Ambientais. Desde 2000, vem trabalhando na área de gestão ambiental, avaliação do ciclo de vida, avaliação de impactos, sistemas de energia renováveis e análise energética. Thatiana Miloso Franceschi Jornalista, formada em Comunicação Social (Habilitação em Jornalismo) pela Universidade Estadual Paulista (Unesp/Bauru). Foi gerente assistente da Ex-Libris Comunicação Integrada e hoje é diretora da empresa Parla, Donna! Comunicação e Conteúdo, através da qual atua como coordenadora de Comunicação e Marketing da XMobots Aeroespacial e Defesa, editora assistente da revista Estilo Damha, entre outras atividades e clientes. Atuou por 2 anos como assessora de imprensa do Instituto Inova e Parque Ecotec Damha.

14 Parque Ecotec Damha O Instituto Inova, enquanto gestor do Parque Ecotec Damha, coordenou e participou, em 2013, de uma série de atividades com vistas à implantação do Parque Ecotec. Abaixo, confira informações sobre a Assembleia Geral Extraordinária, Comitê de Aprovação de Projetos, Lançamento da primeira empresa no Ecotec, Certificação AQUA e Relacionamento com Instituições Financeiras. 14 ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Condomínios Parque Eco Tecnológico Damha I e II Foi realizada no dia 06/09/2013, na Rua General Osório, 401, São Carlos - SP, (ACISC), em segunda convocação às 9h, a Assembleia Geral Extraordinária dos Condomínios Parque Eco Tecnológico Damha I e II. Na pauta, foi discutida e votada a instalação dos Condomínios, denominados Condomínio Parque Eco Tecnológico Damha I São Carlos e Parque Eco Tecnológico Damha II São Carlos. Além disso, houve a discussão e votação para a aprovação dos textos do Regimento Interno do Condomínio; discussão e votação para eleição e posse do síndico, subsíndico e Conselhos Consultivos; discussão e votação para a remuneração dos membros da Administração; discussão e votação da proposta orçamentária para o exercício em curso e a taxa de manutenção, bem como foi fixada a contribuição da quota para o fundo de reserva. A mesa diretiva foi composta por Fernanda Toledo de Oliveira, Gerente de Relacionamento da Damha Urbanizadora, Bruna Maira Boa Sorte, diretora jurídico administrativa do Instituto Inova, José Octavio Armani Paschoal, presidente do Instituto Inova e Roselete Nonato Gois, secretária da Damha Urbanizadora.

15 15 Mesa composta: Bruna Boa Sorte, Fernanda Toledo, Roselete Gois e José Octavio Paschoal Participantes da Assembleia COMITÊ APROVAÇÃO DE PROJETOS O Comitê de Aprovação de Projetos foi criado em março de 2011, por membros colaboradores da DAMHA Urbanizadora e do Instituto INOVA. Atualmente, executam as seguintes análises referentes aos projetos de cada empresa a ser instalada no Parque Ecotec: Análise Jurídica: Bruna Maira Boa Sorte (Inova); Análise Ambiental: Tânia de Mattos (Damha Urbanizadora); Análise Arquitetônica: Lilian Soler da Silva (Damha Urbanizadora). Desde a data de constituição do Comitê foram realizadas: 20 Reuniões de Trabalho; 03 Eventos de Apresentação do Comitê aos proprietários; Participação do Comitê no Processo AQUA; Ferramenta de gerenciamento do Projeto, via site.

16 Dentre as empresas do Parque com projetos aprovados, em fase de aprovação e projetos futuros a serem protocolizados junto ao Comitê, há um total 63 Empresas, as quais podem ser classificadas dentro de sua área de atuação como: Área de Atuação Número de Empresas 16 Tecnologia da informação 10 Agronegócio 2 Saúde/Nano/Biotecnologia 8 Petróleo e Derivados 2 Meio Ambiente 2 Materiais 2 Comercial/Apoio 9 Serviços 13 Investidores 15

17 A primeira empresa a se instalar nono Parque Ecotec Damha foi o Instituto de Materiais Tecnológicos do Brasil (MIB), inaugurada em 22/11/2013. A empresa é privada, prestadora de serviços em projetos de pesquisa e desenvolvimento, execução 17 de ensaios e consultoria em fundição, na área de ciência e engenharia de materiais metálicos e compósitos. Fachada do MIB no Parque Ecotec Damha I PROCESSO AQUA (ALTA QUALIDADE AMBIENTAL) O Parque Ecotec Damha recebeu, em 2012, a certificação AQUA Bairro Sustentável fase programa da operação, conferida pela Fundação Vanzolini. Com isso, o empreendimento da Damha Urbanizadora, gerido pelo Instituto Inova, tornou-se o primeiro e único parque tecnológico privado de terceira geração do País, desenvolvido para abrigar empresas de base tecnológica, a obter o certificado, que atesta que o empreendimento é sustentável. No ano de 2013, a equipe se empenhou em revisar o documento e, atualmente, se prepara par a implantação do sistema AQUA.

18 RELACIONAMENTO COM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Com o objetivo de estimular a aproximação dos principais bancos situados na cidade de São Carlos ao Parque Ecotec Damha, de forma a contribuir com informações para o 18 financiamento de construções e equipamentos para as Empresas do Parque, o Instituto Inova criou uma agenda de visitas de apresentação do Parque Ecotec Damha aos gerentes de bancos, voltados a pessoas jurídicas. O resultado preliminar destas visitas pode ser resumido na tabela abaixo e o próximo passo é a elaboração de uma agenda com Empresas e Bancos para apresentação formal das linhas de financiamento e contato pessoal com os Empresários. BANCO LINHA DE FINANCIAMENTO 1. BANCO DO BNDES Automático BRASIL (construção) 2. SANTANDER BNDES FINAME (construção e equipamentos) VANTAGENS Oferece outras vantagens de crédito pessoa física. Os Projetos (FINEP, etc) utilizam BB. 05 meses para aprovação e liberação dos recursos. Oferece outras vantagens de crédito. Redução de taxas para emissão de boleto. OUTROS Apresentar um Ofício para instalação de um terminal no ECOTEC DAMHA. Patrocínio de eventos do ECOTE DAMHA.

19 3. CAIXA Explicação caso a caso. Financiamento de construções e compra de equipamentos 4. ITAÚ Não possui linha de financiamento que atenda o perfil do Parque 5. BRADESCO Explicação caso à Financiamento de caso. construções e compra de equipamentos Apresentarão um resumo explicativo dos benefícios desta linha de financiamento. Apresentarão um resumo explicativo dos benefícios desta linha de financiamento 19

20 Centro de Inovação O Instituto Inova centrou muitos de seus esforços na finalização das obras do Centro de Inovação com vistas à inauguração, prevista para o ano de Neste sentido, muitos serviços previstos para serem prestados pelo Centro de Inovação do Parque Ecotec Damha já vêm sendo realizados, na atual sede do Inova, mesmo com o prédio do Centro de Inovação ainda não acabado. O Centro de Inovação, do Parque Ecotec, foi concebido como um espaço para apoiar as inovações tecnológicas, seja para empresas nascentes como para empresas já no mercado, mas que estão continuamente desenvolvendo novos produtos, processos, serviços, novos modelos de gestão, de negócios, entre outras atividades. Para fazer frente a estas necessidades, foram planejados e serão implantados vários Núcleos de Inovação, entre eles, Núcleo de Gestão de Projetos, Núcleo de Design e Prototipagem, Núcleo de Negócios Sustentáveis, Núcleo i9 (TIC aplicado à Educação), Núcleo de Promoção da Inovação, Núcleo de Certificação e Avaliação de Conformidade e Núcleo de Inteligência Competitiva. Estes Núcleos irão prestar serviços e desenvolver projetos de P&D&I junto às empresas, com apoio e suporte das universidades, institutos de pesquisas, escolas técnicas e de tecnólogos, órgãos de fomento à P&D&I, entre outros. Além dos Núcleos de Inovação, o Centro de Inovação, num futuro próximo, atuará também na criação de novas empresas. Para isto, estão sendo criados vários espaços para pré-incubação de empresas, por meio da criação de oficinas, onde estudantes de graduação e pós-graduação poderão testar seus projetos com foco no desenvolvimento de novos negócios. Uma vez comprovadas a viabilidade técnica e econômica dos novos projetos, estes poderão resultar em novas empresas incubadas na própria incubadora do Parque Ecotec, que estará localizada no Centro de Inovação. Com a graduação da empresa, concluindo a sua passagem e saída da incubadora, a empresa estará apta a se instalar no Parque Ecotec. O Instituto Inova dará todo apoio às empresas e aos novos empreendedores para que seus projetos e investimentos sejam bem sucedidos. O desenho esquemático, abaixo apresentado, mostra como 20

21 este processo se dará, com empresas sendo criadas nas oficinas de pré-incubação e incubadora, passando para o Parque Ecotec após a graduação. 21 Abaixo, segue registro fotográfico da construção do Centro de Inovação. (Crédito: Naná Prado/Instituto Inova)

22 22 Centro de Inovação novembro /2013 A seguir, confira algumas das atividades dos Núcleos de Inovação já em operação. NÚCLEOS DE INOVAÇÃO Núcleo de PROJETOS Em 2013, o Instituto Inova, seguindo diretrizes de seu Planejamento Estratégico, participou da elaboração e execução de diversos projetos, tanto para prestação de serviços como para submissão a agências de fomento. PROJETO EVTE INCUBADORA DE EMPRESAS Chamada MCTI/CNPq N º 61/ Apoio a Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas Título: ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS NO CENTRO DE INOVAÇÃO DO PARQUE ECO TECNOLÓGICO DAMHA. Instituto Inova: executor Proposta: O objetivo geral do Projeto é complementar o Habitat de Inovação do Parque Ecotec Damha, realizando um Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE) para implantação de uma nova Incubadora de Empresas. A nova Incubadora (nome a definir) deverá estar caracterizada como Incubadora de Empresas de base tecnológica, absorvendo as Spin Offs ou Start Ups advindas das Universidades, bem como das empresas de dentro ou de fora do Parque Eco Tecnológico Damha. A Incubadora será a base para o crescimento sustentável de mais empresas que, uma vez graduadas, poderão povoar o

23 Parque Ecotec Damha, contribuindo para o crescimento da cidade com geração de empregos, absorção das expertises da cidade e, também, favorecendo o desenvolvimento da região Centro Paulista. Status: Valor aprovado: R$ ,00 Modalidade: Fundo perdido. 23 PROJETO FINEP: INCUBADORA DE EMPRESAS E ESPAÇO DAS UNIVERSIDADES Chamada Pública MCTI/FINEP/Ação Transversal Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Título: Parque Eco Tecnológico Damha - ECOTEC Parceiros: Instituto Inova Encalso Construções LTDA - Interveniente Proposta: Complementar o Habitat de Inovação do Parque Ecotec Damha, construindo um prédio anexo ao Centro de Inovação para potencializar a capacidade de inovação das empresas sediadas no Parque e para criar novas empresas de base tecnológica. O projeto visou a construção de um prédio de 1.162,28 m², sendo que no piso inferior foi previsto a construção de uma Incubadora de Empresas (06 empresas pré-incubadas e 12 incubadas) e no Piso superior um Espaço das Universidades, Institutos de Pesquisas e Fundos de Investimentos. O objetivo deste Espaço é aproximar essas entidades das empresas do Parque. Já sinalizaram intenção de se instalar neste Espaço as seguintes instituições: UFSCar, USP-São Carlos, FGV, EMBRAPA e Trivèlla Fundo de Investimento. Status: O projeto passou pela primeira etapa de avaliação e foi defendido oralmente nas dependências da Finep em 24/10/13. O projeto foi recomendado no mérido, mas não foi classificado dentro dos limites de recursos disponíveis da Finep. Modalidade: Fundo Perdido.

24 PROJETO CENTRO INOVAÇÃO DE VOTUPORANGA Título: Projeto de implantação do Centro de Inovação de Votuporanga Parceiros: Colaboradores do Instituto Inova Prefeitura Municipal de Votuporanga Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo FUSP Proposta: O Projeto visa à implantação de um Centro de Inovação, na cidade de Votuporanga, com o objetivo de atuar e promover a interação e integração entre os setores geradores de conhecimento científico e tecnológico (universidades, institutos de pesquisas, escolas técnicas, entre outros) e o setor produtivo (empresarial), bem como contribuir para a transformação destes conhecimentos em novos negócios inovadores. Para melhor entendimento do potencial produtivo, carências e respectivas demandas com relação a prestação de serviços pelo Centro de Inovação foram pesquisados dois grandes ramos da indústria instalada na região: o moveleiro e o da produção de borracha natural. O Centro de Inovação irá atuar em parceria com os setores público e privado, em suas áreas de interesses e campos de atuação distintos, no estabelecimento das diretrizes e medidas necessárias não apenas para facilitar a implantação, como também para auxiliar na gestão do Centro de Inovação. Status: finalizado em Junho Modalidade: Prestação de serviços. 24 Projetos de 2012, que estiveram em andamento em 2013 PROJETO BRITISH GAS BRASIL Título: Estudo da Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental da Utilização de Células a Combustível Alimentadas por Reforma de Gás Natural Parceiros: -Hytron Ind. Com. e Assessoria Tecnológica em Energia e Gases Industriais Ltda. -Prof.Dr. Sérgio A. Pacca (Curso de Gestão Ambiental da Escola de Ciências, Artes e Humanidades da Universidade de São Paulo EACH/USP) Equipe técnica - Instituto Inova: José O. A. Paschoal, Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa e Luciene Custódio Modalidade: Prestação de Serviços

25 Prosposta: Desenvolver e operar um reformador de gás natural capaz de fornecer hidrogênio a célula a combustível de alta temperatura de potência elétrica de 15 kw. Avaliar a performance técnica, econômica e ambiental do sistema incluindo a sua eficiência energética. 25 CITESC (Centro de Ciência, Inovação e Tecnologia em Saúde de São Carlos) Objetivo: o CITESC será construído ao Lado do Centro de Inovação do Parque Ecotec Damha. O Centro se transformará num dos mais importantes centros de inovação tecnológica do país na área da Saúde. Parceiros: Instituto Inova - Convenente Executor Prefeitura Municipal de São Carlos - Convenente Interveniente Encalso Construções LTDA Interveniente Atividades: Reuniões com os representantes do convênio, follow up das reuniões e frequentes contatos com a Finep afim de assegurar a operacionalização do projeto de acordo com as regras vigentes. Lançamento do edital de licitação para execução da obra e contratação de empresa de engenharia. Reuniões frequentes com a empresa contratada. Contratação de engenheiro para acompanhamento da obra e checagem das medições apresentadas. As obras tiveram início no final do primeiro semestre de 2012, devendo estender-se até o final do primeiro semestre de APOIO A PARQUES TECNOLÓGICOS (Chamada MCT/SETEC/CNPq 08/2011) Objetivo: Melhoria de infraestrutura de Parques Tecnológicos para prestação de serviços a empresas de base tecnológica, contribuindo assim para o esforço de desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação do País. Órgão de Fomento: CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) - Fundo Perdido. Instituto Inova: Executor

26 Atividades: Busca de fornecedores, reuniões com fornecedores para elaboração de projeto de móveis do Centro de Inovação, contratação de fornecedores. Núcleo de Negócios Sustentáveis (NNS) Importantes inovações foram introduzidas no mundo a partir da emergência do conceito do desenvolvimento sustentável. Tanto as organizações públicas, como as empresas e as entidades não governamentais assumiram novos papéis na construção de uma sociedade mais sustentável. Por um lado, por meio de incentivos, as empresas buscam tornar mais transparentes os riscos e oportunidades de suas atividades produtivas, e por outro, introduzem produtos verdes, tecnologias limpas e operacionalizam a ideia de uma organização sustentável. Foi com base neste contexto que, em 2012, o Instituto Inova estruturou o primeiro formato do Núcleo de Negócios Sustentáveis, partindo do pressuposto de que, uma organização sustentável é aquela capaz de gerar resultados econômicos e financeiros, zelar pelo meio ambiente e engajar-se em ações sociais. O Núcleo de Negócios Sustentáveis (NNS), formalizado posteriormente pela demanda do Projeto de P&D da British Gas Brasil (BG Brasil), configura-se como uma unidade do Centro Inovação (CI), do Instituto Inova, que reconhece a necessidade de harmonizar, entre si, os interesses econômicos, ecológicos e sociais no desenvolvimento de novos produtos e novas tecnologias e tem, como objetivo principal, apoiar e fortalecer continuamente as inovações sustentáveis no mundo empresarial. Neste quadro, o NNS está estruturado em dois laboratórios, sendo as seguintes áreas de atuação: 26 Laboratório de Avaliação do Ciclo de Vida Avaliação do Ciclo de Vida: analisa e compara produtos, processos e serviços de acordo com a norma ABNT/ISO considerando todo o ciclo de vida, desde a produção de matéria prima até a disposição final.

27 Avaliação dos Custos do Ciclo de Vida: analisa o ciclo de vida dos custos do produto. Pegada de Carbono: determina e quantifica as emissões dos gases do efeito estufa de produtos, bem como das organizações. Análise do fluxo de materiais e energia. 27 Laboratório de Estratégias Ambientais Declaração Ambiental de Produtos Avaliação do Desempenho Ambiental Ampliado Relatórios de Sustentabilidade Estes dois laboratórios foram concebidos para darem suporte para o desenvolvimento das atividades de avaliação dos processos, produtos e serviços das empresas e organizações e seus impactos ambientais e sociais, bem como sua contribuição econômica com relação aos seus objetivos, necessidades e concorrentes. Principais atividades do NNS em /01/2013 Reunião Técnica do Projeto da BG Local: Campinas/Hytron Participantes: John Costin ( BG Brasil), Paulo F. Palhavam Ferreira ( Hytron), Sandra H. Fukurozaki e Luzia B. O. Costa ( Instituto Inova) 29/01/2013 Reunião Técnica do Projeto Natura Local: São Paulo/Atina Ativos Naturais Participantes: Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa, José O. A. Paschoal ( Instituto Inova), Cristina Adams, Luis Schiesari ( EACH/USP) e Eduardo Roxo (Atina Ativos Naturais)

28 06/02/2013 Reunião Técnica do Projeto da BG Local: São Carlos/Instituto Inova Participantes: Paulo F. Palhavam Ferreira ( Hytron), José O. A. Paschoal, Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa e Luciene Custódio (Instituto Inova) 28 27/05/2013 Reunião Técnica do Projeto da BG Local: São Carlos/Instituto Inova Participantes: Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa, José O. A. Paschoal e Luciene Custodio ( Instituto Inova) 18/06/2013 Reunião Técnica Projeto Centro de Inovação de Votuporanga Local: São Paulo/Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico SDECT Participantes: Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa, José O. A. Paschoal ( Instituto Inova), Desiree Zouian, Margarete Lopes (SDECT) e Guilherme Ari Plonsky (NPGTUSP) 27/06/2013 Seminário Inventários de Emissões de GEE / Lançamento do Guia Metodológico Local: São Paulo/CETESB SINDUSCON Participantes Sandra H. Fukurozaki e Luzia B. O. Costa ( Instituto Inova) 28/06/2013 Reunião Técnica do Projeto da BG Local: Campinas/Hytron Participantes: Paulo F. Palhavam Ferreira (Hytron), Sandra H. Fukurozaki e Luzia B. O. Costa ( Instituto Inova)

29 30/07/2013 Reunião Técnica do Projeto Centro de Inovação de Votuporanga Local: São Paulo/Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico Participantes: Junior Marão, Tiago Caproni ( Prefeitura de Votuporanga); José O. A. Paschoal, Sandra H. Fukurozaki ( Instituto Inova) e Rodrigo Garcia ( SDECT) 29 28/08/2013 Reunião Técnica Projeto Terras Raras Local: São Paulo/Universidade de São Paulo Participantes: Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa, Antonio Braulio e José O. A. Paschoal( Instituto Inova) 16/09/2013 Reunião Projeto Centro de Inovação de Votuporanga Local: São Paulo/Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico Participantes: Guilherme Ary Plonski ( NPGT/USP); José O. C. Paschoal e Sandra H. Fukurozaki ( Instituto Inova) 24/09/2013 Reunião Técnica Projeto Ecoinovação em Parques Tecnológicos SmartParks Local: São Carlos/Instituto Inova Participantes: Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa, Antonio Braulio, José O. A. Paschoal, Leonardo Costa ( Instituto Inova), Aldo Ometto e Kleber Esposto ( NUMA/USP) 31/10/2013 Reunião Técnica Projeto SOFC Local: São Paulo/Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares IPEN Participantes: José O. A. Paschoal, Sandra H. Fukurozaki ( Instituto Inova), Dolores Lazar e Emília S. M. Seo ( IPEN)

30 05/11/2013 Reunião Técnica Projetos de Inovação tecnológica Local: São Paulo/FAPESP Participantes: José O. A. Paschoal,Sandra H. Fukurozaki ( Instituto Inova); José Arana Varela e Reginaldo Mucillo ( FAPESP) 30 21/11/2013 Palestra - Avaliação do Ciclo de Vida e Sistemas Complexos Local: São Paulo/ Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Sistemas Complexos NISC/USP Participantes: Sandra H. Fukurozaki 04/12/2013 Reunião Técnica Projeto BG Local: Campinas/Hytron Participantes: John Costin, Alexandre Breda, David Jones ( BG Group) Paulo F. Palhavam Ferreira, Antônio Marin ( Hytron), Sandra H. Fukurozaki, Luzia B. O. Costa e Antonio Braulio Neto (Instituto Inova).

31 NÚCLEO i9 - Núcleo de Tecnologias de Informação e Comunicação para Educação e Difusão Científica e Tecnológica 31 O papel do Núcleo de Tecnologias de Informação e Comunicação para Educação e Difusão Científica e Tecnológica do Instituto Inova é articular iniciativas de diversas entidades públicas e privadas para o uso de tecnologias visando à qualidade da educação. Para isso, atua com sistemas de informação e comunicação em contextos educacionais, difusão científica e empreendedorismo na educação básica, pesquisa e desenvolvimento de ferramentas, métodos e processos inovadores e também organiza eventos e promove o registro de casos de sucesso nessas áreas. O Núcleo pretende reunir e oferecer a dezenas de milhares de estudantes da região central paulista uma rede virtual escolar reunindo dezenas de projetos educacionais de referência. O Núcleo i9 está sediado em São Carlos, cidade com 210 mil habitantes. É um polo de ciência, tecnologia e educação, com grandes universidades, duas unidades da Embrapa, centenas de empresas de base tecnológica e reconhecimento internacional em ciências exatas e naturais. A cidade também sedia instituições tradicionais de difusão e educação científica (como CDCC e IEA, da USP) e novas iniciativas em tecnologia educacional (como do LAbI, da UFSCar, e de pequenas empresas inovadoras, como MZO e I-MAX) Em 2013, o Núcleo i9 realizou ações estratégicas focadas em Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) para Educação. O Núcleo manteve reuniões bimestrais e, em parceria com o Sebrae-SP, organizou a terceira Edição do Evento "Tecnologias na Educação e Redes de Aprendizagem Colaborativa: Cenários e Perspectivas". O evento contou com a participação de mais de 60 profissionais ligados às áreas de educação e TIC, sendo muitos gestores públicos, dirigentes escolares e especialistas em novas tecnologias para a educação. Participaram diversas cidades, tais como Analândia, Itirapina, Agudos, Indaiatuba, São Paulo, Bauru, Jau, Americana, Monte Alto, Valinhos, Conchal, dentre outras.

32 Segue abaixo release, com as informações do evento, enviado para imprensa local. 32 Educadores se reúnem em São Carlos para discutir o uso da tecnologia na educação São Carlos será palco de mais um importante evento que irá debater o uso da tecnologia no processo educacional. Secretarias municipais de Educação, dirigentes de ensino, coordenadores pedagógicos e especialistas em novas tecnologias para a educação estarão reunidos, na próxima terça-feira (19/11), para participarem da 3ª edição do evento "Tecnologias na Educação e Redes de Aprendizagem Colaborativa: Cenários e Perspectivas", realizado no Broa Golf Resort. O encontro é promovido pelo Núcleo i9, do Instituto Inova, e tem apoio do SEBRAE-SP. O i9 foi criado com o objetivo de trabalhar tecnologias de informação e comunicação nos processos educacionais e de difusão científica e tecnológica. Segundo Naná Prado, coordenadora do Núcleo i9, durante o evento serão apresentados casos de sucesso no uso de tecnologia e inovação em atividades escolares e programas educacionais, com foco especial nas redes municipais de ensino. A terceira edição do encontro confirma a demanda por um debate profundo sobre a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação na educação. Nos últimos anos foram gerados investimentos em infraestrutura de informática nas escolas e na produção de conteúdos educacionais multimídia, mas muitas escolas e redes de educação ainda têm dificuldades para promover o uso efetivo desses recursos em sala de aula e de forma contextualizada com seus projetos pedagógicos, avalia Paulo Mascarenhas, parceiro do Núcleo i9. O evento irá mostrar como é possível vincular essas tecnologias com a prática escolar, apresentando soluções e iniciativas em curso em diferentes municípios. O cronograma

33 de atividades também inclui palestra sobre as atividades do Núcleo i9 e uma mostra de projetos e tecnologias desenvolvidas pelas entidades parceiras do Núcleo e voltadas ao setor educacional. Entre elas estão o CDCC-USP, o IEA-USP, o Labi-UFScar e as empresas MZO Interativa, I-Max, pete, x-bot, além do Sebrae-SP, que está apoiando o evento e irá apresentar seu programa de educação de Jovens Empreendedores. 33 Mais informações: Programação completa: em=custom_programa Fotos do evento "Tecnologias na Educação e Redes de Aprendizagem Colaborativa: Cenários e Perspectivas", realizado no Broa Golf Resort.

34 Também em parceria com o Sebrae-SP, o Núcleo i9 participou da organização de 2 Cursos: Compras Governamentais e Vendas Governamentais. Seguem abaixo as informações sobre os cursos. CURSO DE VENDAS GOVERNAMENTAIS PARA ÁREA DE EDUCAÇÃO 34 Data: 24/06 (segunda-feira), 01/07 (segunda-feira) e 10/07 (quarta-feira) Local: Sebrae - Escritório Regional São Carlos (R. Quinze de Novembro, Centro São Carlos, ) Horário: 8h às 12h e das 13h às 17h [INFORMAÇÕES] Nos dias 24 de junho e 01 e 10 de julho, na sede do Sebrae - São Carlos serão ministradas as aulas para os empresários que desejam vender para as Administrações Públicas, direta ou indiretamente. Durante o Curso, serão apresentadas as alternativas para as micro e pequenas empresas operarem sem risco no momento em que participam de licitações. O objetivo é levar conhecimento técnico e prático, orientações e procedimentos sobre a modalidade de licitações e do pregão eletrônico. Durante a capacitação fica evidente a importância dos processos de licitação pública para o desenvolvimento local/regional e quais são os procedimentos imprescindíveis para participar de um certame. Queremos promover entre os empresários autoconfiança suficiente para que possam participar de um processo de licitação, explica Luís Adriano Alves Pinto, consultor do Sebrae-SP que aplicará as aulas. A dica é conhecer a si mesmo e às leis para controlar os riscos. Não basta só acompanhar o edital, afirma Luís Adriano. Os participantes aprenderão ainda sobre os princípios das compras públicas, dentre os quais, estão a legalidade, impessoalidade e moralidade, bem como, terão acesso a ferramentas eletrônicas. No caso de quem vende, serão dadas explicações sobre a Lei de Licitações Lei Federal n 8.666/93 a Lei do Pregão Lei Federal n /02 e a Lei Complementar 123/06 (Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas), que garante tratamento simplificado, diferenciado e favorecido às MPEs durante as licitações.

35 [Palestrante] Luís Adriano Alves Pinto Consultor do SEBRAE-SP Possui Licenciatura em Ciências pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de São José do Rio Pardo (1997); especialização em Gestão Ambiental (2008) e Gestão do Agronegócio (2010). Tem vinte anos de experiência no segmento do agronegócio e sete anos de vivência na área pública, tendo ocupado os cargos eletivos de Viceprefeito (2005/2008) e de Vereador (2009/2011) na cidade de Porto Ferreira. Atuou ainda na Secretaria de Administração Municipal, pasta responsável pela implantação do Ritual de Compras Eletrônicas, Estruturação do Rito Processual de Compras e Modalidade Registro de Preços. Gestor da Área de Políticas Públicas Implantação e Implementação da Lei Geral dos Municípios do Escritório Regional do SEBRAE-SP em São Carlos. 35 [Carga horária] 25 horas, dividias em três encontros [Realização e Apoio] Realização Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae prepara os micro e pequenos empresários para obterem as condições necessárias para crescer e acompanhar o ritmo de uma economia competitiva. Através de seu Programa de Educação Empreendedora, ele dissemina a cultura empreendedora nas instituições de ensino (do fundamental ao superior), de forma a propiciar às crianças e jovens práticas que possibilitem vivenciar o empreendedorismo, bem como desenvolver habilidades que lhes permitam serem protagonistas das próprias vidas. O Programa reúne as três soluções de capacitação empreendedora promovidas pelo Sebrae-SP, através da capacitação de professores que, por sua vez, atuarão como agentes transformadores junto aos alunos.

36 Apoio 36 CURSO DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARA ÁREA DE EDUCAÇÃO Data: 18/06, 25/06 e 02/07 Local: Instituto Inova, São Carlos Horário: 8h às 12h e das 13h às 17h O curso Compras Governamentais, com ênfase na área de Educação Como licitar para a Administração Pública e reduzir os riscos, realizado pelo SEBRAE-SP, busca capacitar gestores de órgãos públicos para atuarem no novo contexto brasileiro de licitações. Os participantes aprenderão sobre os princípios das compras públicas, dentre os quais estão a legalidade, impessoalidade e moralidade, e terão acesso a ferramentas eletrônicas especialmente desenvolvidas para operar as aquisições. Um dos temas abordados será a resolução 38 do MEC/FNDE, que estabelece que, no mínimo, 30% da alimentação escolar seja comprada da agricultura familiar quando os

37 recursos forem provenientes do FNDE (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação). Vale lembrar que, a partir da aprovação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, também foram criados vários mecanismos diretos para garantir tratamento diferenciado às MPE nas compras governamentais. Esse novo paradigma de compras alterou todas as modalidades e processos de compras públicas existentes em nosso país. A participação das MPE deixa de ser exceção e passa a ser a regra, e deverá ser considerada em todo edital de licitação. Assim, o vigoroso poder de compra da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e, enfim, de toda a administração direta e indireta desses entes, causará impactos significativos na realidade nacional. No curso, a partir de exemplos práticos, os servidores públicos poderão avaliar acertos e, especialmente, os erros mais comuns durante os certames e preparar-se para atuar com segurança e qualidade em processos de licitação. 37 [Palestrante] Luís Adriano Alves Pinto Consultor do SEBRAE-SP Possui Licenciatura em Ciências pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de São José do Rio Pardo (1997); especialização em Gestão Ambiental (2008) e Gestão do Agronegócio (2010). Tem vinte anos de experiência no segmento do agronegócio e sete anos de vivência na área pública, tendo ocupado os cargos eletivos de Viceprefeito (2005/2008) e de Vereador (2009/2011) na cidade de Porto Ferreira. Atuou ainda na Secretaria de Administração Municipal, pasta responsável pela implantação do Ritual de Compras Eletrônicas, Estruturação do Rito Processual de Compras e Modalidade Registro de Preços. Gestor da Área de Políticas Públicas Implantação e Implementação da Lei Geral dos Municípios do Escritório Regional do SEBRAE-SP em São Carlos. [Carga Horária]

38 25 horas, divididas em três encontros [Metodologia] Apresentação de experiências e informações, de forma direta e pragmática, sobre procedimentos operacionais de compras públicas. Análise de situações cotidianas relacionadas à aquisição de bens e serviços para órgãos da Administração Pública, com ênfase na área de Educação 38 Apresentação de soluções para problemas frequentes e discussão em grupo. Planejamento e simulação de licitações para exercitar e esclarecer os temas, com posterior avaliação e resumo do que foi discutido. Demonstração por meio da dinâmica sobre o rito processual, contextualizando editais e considerando o que é mais comum numa licitação. Exposição oral e dialogada fundamentada no manual do participante, com leituras de slides, exercícios individuais, vivência em grupo e estudos de casos específicos. Conhecer como funciona o principal site de compras eletrônico do governo federal: Avaliação e resumo dos encontros.

39 COMUNICAÇÃO O ano de 2013 foi importante no sentido de planejar um modelo de Comunicação que atenda às demandas tanto do Instituto Inova quanto do Parque Ecotec Damha. Foi um ano de olhar para dentro da organização, avaliando pontos positivos e negativos, buscando aprimorar processos e iniciar a construção e aplicação do Plano de Comunicação e Relacionamento. Neste sentido, fizeram parte das atividades da área: Atualização e setorização do cadastro das empresas do Parque Ecotec, Redação e revisão de conteúdos para Projetos (FINEP e CNPq); Atividades relacionadas à produção de material de divulgação do Inova e Ecotec; Realização de Oficinas de Integração com a equipe interna; Acompanhamento de reuniões estratégicas do Instituto Inova e do Parque Ecotec Damha; Reuniões com Assessoria de Imprensa (internas) e com a Damha Urbanizadora; Atendimento de empresas interessadas em prestar serviços para o Parque; Prestação de serviços de elaboração de conteúdos para empresas associadas; Acompanhamento da produção da Cartilha Desvendar São Carlos (Anexar); Produção e tratamento de fotos e documentação de reuniões. 39 Assessoria de Imprensa A assessoria de imprensa local do Instituto Inova teve como principal objetivo dar visibilidade ao Parque Ecotec Damha em âmbito local e nacional. Em âmbito local, foram viabilizadas boas inserções no jornal Primeira Página (principal veículo impresso da cidade), em portais como São Carlos em Rede, além de uma boa participação do presidente do Instituto Inova, José Octavio Armani Paschoal, no programa radiofônico Jornal da DBC FM (entrevista ao vivo com duração de 45 minutos).

40 Em âmbito nacional, foram viabilizadas inserções importantes em veículos como jornal Valor Econômico, Folha de São Paulo e Revista Meio e Mensagem. Segue a descrição de alguns materiais de comunicação elaborados (Clipping em anexo): Artigo publicado no jornal Primeira Página: Parque Ecotec: os desafios do pioneirismo Release: Ecotec Damha: Instituto Inova publica licitação para obras do 40 CITESC Release: Educadores se reúnem em São Carlos para discutir o uso da tecnologia na educação Release: Primeiro parque tecnológico de 3ª geração do Brasil é inaugurado em São Carlos Release: Às vésperas de sua inauguração, Ecotec Damha recebe visita de Marcos Cintra Acompanhamento Paschoal no programa de rádio Jornal da DBC FM, onde concedeu entrevista ao vivo. Texto de apresentação do Instituto Inova para evento da Prefeitura de São Carlos Produção de briefings para entrevistas

41 RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL Lançamento do Centro de Referência em Inovação (CRI) com foco em 41 Gestão Tecnológica, realizado pela Fundação Dom Cabral em São Carlos

42 42 Reunião Interna WORKSHOP Oficina Despertar - Realizada pela área de Comunicação com objetivo de integração da equipe de colaboradores do Inova.

43 Reunião com associados: Ablevision: visita solicitada pelo associado para falar de seus produtos e serviços e possibilidades de futuros projetos em conjunto. Solicitação de carta de apoio ao projeto X-Factory, encaminhado a Fapesp e Finep. Lupetec: reunião para elaboração de proposta de informativo para lançamento de produto. Foi elaborado pela área de comunicação um folder com informações da empresa e divulgação do novo produto. 43 Visitas recebidas Apresentação do Pensamento Sistêmico: Prof. Alberto Coppede (Geologia e Meio Ambiente Assessoria e Consultoria LTDA) e Luis H. Rodrigues (UNISINOS) Apresentação da empresa de cosméticos AKMOS (www.akmos.com.br) Visita Instituto Vita Nova e representante da EMS 31/10/2013. Roberto Moreira, Helen Fazan, Fabio Barros DIGIAGE / Siena Idea (22/11/13) Oferta de serviços de projeto de conectividade para o Instituto Inova Delphi e Siena Idea Antonio Cesar Antonio Cesar Rosati e Flávio Campos Sostenipra Ecoinovation Universitat Autonoma de Barcelona Xavier Gabarrell Institute of Environmental Science and Technology UAB Joan Rieradevall i Pons Reunião com fornecedores Fornecedores de móveis para o Centro de Inovação Giobel / RA Moveis Corporativos / Dinare / Unimóvies Visita de prospecção de projetos SV Consultoria: Luiz Carlos Inocente

44 Participação em eventos Business & Innovation Network, Ribeirão Preto de 12 a 14 de novembro de O objetivo do é desenvolver uma rede internacional sustentável de inovação com integrantes da indústria, academia, parques de ciência e tecnologia, incubadoras, investidores, consultores e agências de desenvolvimento econômico, entre outros, e já conta com inscritos de 10 países e 14 estados brasileiros. 44 Lançamento do Laboratório de Referência Nacional em Agricultura de Precisão (Lanapre) da Embrapa Instrumentação, em 20/09/2013, em São Carlos Encontro Anual da Plataforma Liderança Sustentável, 30/10, em São Paulo. Participação no 4º Encontro Damha realizado pela Damha Urbanizadora em Uberaba MG.

45 Damha Agronegócios PARCERIA INSTITUTO INOVA E DAMHA AGRONEGÓCIOS O Instituto Inova, enquanto parceiro do Grupo Encalso Damha, desde 2012 está desenvolvendo um trabalho conjunto com a Damha Agronegócios para planejamento, desenvolvimento e execução de ações voltadas à Inovação e à Sustentabilidade. 45 Fazem parte das atividades contínuas: Levantamento e Análise de Documentos, Informações, Instituições, Editais, Projetos e Ações Existentes relativas ações socioambientais; Levantamento de instituições existentes que atuam no financiamento de projetos socioambientais no Brasil e na América Latina e Caribe; Acompanhamento de lançamento de editais para financiamento de projetos socioambientais; Acompanhamento de notícias, blogs e informações em gerais na região do MAPITOBA (Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia), especialmente em Santa Filomena; Levantamento e acompanhamento dos principais atores e formadores de opinião em Santa Filomena PI; Levantamento de outras empresas de agronegócio que atuam no MAPITOBA para levantamento de ações e projetos socioambientais; Levantamento de instituições mundiais e seus programas e projetos para verificar viabilidade de estabelecimento de contato e parcerias para realização de atividades conjuntas no MAPITOBA (ONU UNEP e UNDP; UNESCO; World Bank); Acompanhamento das ações do setor público no Piauí e em Santa Filomena PI para verificação de possibilidade de parcerias e ações conjuntas; Levantamento de ações econômicas e sociais e entidades existentes no Piauí e em Santa Filomena PI: artesanato, associações, organizações não governamentais e cooperativas. Como resultado dessa parceria, vários Estudos e projetos estão em andamento, tais como: PROJETO INSTITUTO DAMHA AGRO SUSTENTÁVEL - IDAS Criação e constituição do IDAS: OPORTUNIDADE PARA DAMHA AGRONEGÓCIOS Demanda mundial de alimentos.

46 AGRONEGÓCIO Falar em Agronegócio no Brasil e no Mundo é esbarrar com os limites do Planeta em todos os seus aspectos Social, Ambiental e Econômico. Se, de um lado, temos o aumento de produção de alimentos, novas tecnologias, etc, do outro, temos o aumento de pessoas passando fome, a insegurança alimentar e a degradação ao meio ambiente. 46 DESAFIO Fazer mais com menos. IDAS O Projeto Instituto Damha Agro Sustentável IDAS nasceu em 2012, a partir de um diálogo sobre o papel da empresa cidadã no Agronegócio. Este diálogo levou a concluir que era preciso desenvolver ações as quais pudessem humanizar o agronegócio. O QUE ENTENDEMOS SOBRE HUMANIZAR O AGRONEGÓCIO Quando aliamos o compromisso do IDAS com o aumento da produtividade agrícola (DAMHA AGRONEGÓCIOS), de forma a encontrar perspectivas ambientalmente sustentáveis, estamos construindo uma nova ponte que poderá abrir um futuro melhor para centenas de pessoas de comunidades rurais pobres no Brasil e no Mundo. O QUE DEVEMOS FAZER?. Proporcionar uma mudança significativa para os menos favorecidos no entorno do agronegócio.. Desenvolver cenários de impactos futuros para que a DAMHA AGRO possa implantar inovações agrícolas que contribuam com o desenvolvimento sustentável. DIRETRIZES. Investimentos simples com abordagem efetiva e significativa;. Mudança substancial e duradoura;

47 . Ações no presente para mudar o futuro;. Deixar a marca;. Propagar ondas do bem;. Pensamento novo e inovador;. Oportunidades de melhorias. 47 Workshop da Metodologia Stellar e criação do IDAS Sobre a metodologia Stellar Stellar é um arcabouço metodológico especificamente desenvolvido para a definição dos Objetivos Estratégicos corretos a partir das capacidades nucleares e únicas da empresa. A metodologia Stellar foi concebida de modo a se articular harmonicamente com o arcabouço do Balanced Score Card e outras metodologias usadas extensivamente no âmbito da formulação estratégica visando assim assegurar a adequada execução do Plano de Negócio elaborado a partir da Estratégia formulada. O Stellar identifica os doze parâmetros que consubstanciam as Capacidades Únicas da empresa abrangendo as questões associadas à essência da empresa. Consultoria que desenvolveu o trabalho de criação do Stellar para o IDAS: Vasconcellos & Steiner (V&S) Empresa de consultoria fundada em 1992 para atuar no segmento de Programas de Trainees e que ampliou a sua oferta de serviços para atender as demandas da área organizacional e comportamental. Workshop da Metodologia Stellar - Criação do IDAS As atividades foram realizadas com a participação de um grupo de pessoas do Instituto Inova (Grupo Mobilizador) e desenvolvidas em uma oficina com a duração estimada de dois dias. O desenvolvimento das atividades seguiu um processo natural de aprendizado e criação de modo que cada etapa foi determinada em termos de conteúdo e duração pelos próprios participantes em função dos conteúdos e emergentes da etapa anterior. A linha geral do trabalho teve a seguinte estrutura:

48 Abertura com a integração do grupo seguida da apresentação e da linha de trabalho com o grupo; Apresentação da metodologia de trabalho, seus fundamentos e conceitos; Introdução aos conceitos da Comunicação Efetiva seguida de um rápido exercício; Prática da atividade em grupo tendo como tema a elaboração coletiva do diagrama causal da Ideia de Negócio do IDAS; Trabalho em grupo para a elaboração dos 12 domínios do Stellar IDAS; Elaboração e discussão das propostas para a definição dos 12 domínios do Stellar IDAS; Articulação do conjunto de domínios e avaliação das diversas percepções e implicações para a definição final do Stellar IDAS. Apresentação e crítica das propostas, consolidação das percepções e criação da imagem coletiva do Fluxo de Criação de Valor e revisão da Ideia do Negócio; Clareza sobre o Valor Único que o IDAS fornece aos seus stakeholders; Clareza sobre a sua Capacidade Única e do Fluxo de Criação de Valor; Avaliação do conjunto de opções estratégicas que podem garantir o sucesso e a viabilidade do IDAS. 48 Participação em eventos PALESTRA: IDAS e Plano de Sustentabilidade da Damha Agronegócios (Junho) Apresentada para a Damha Agronegócios em São Paulo SP - Palestra em forma de hot site; PALESTRA: Instituto Damha Agro Sustentável Instituições, Financiamentos, Programas e Editais - Apresentada para a equipe do Inova; PALESTRA Pilar Inovação Damha Agro - Apresentada para o Inova e para a Damha Agronegócios em São Carlos SP; PALESTRA: Instituto Damha Agro Sustentável - IDAS - Apresentada para a Damha Agronegócios em São Paulo SP;

49 PALESTRA Esgotar ou Sustentar - Apresentada no VI Fórum em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente Metodologia para Construção de Indicadores, UNIARA Curso de Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente; PALESTRA Damha Agribusiness Precious Stones - Apresentada para o Presidente da Toyota no Brasil; 49 PROPOSTAS DE PROJETOS DE PESQUISA Projeto Socioambiental no Cerrado da Região do MAPITOBA: Ação Pioneira na Comunidade dos Baixões. Elaborado pelo IDAS e submetido ao Programa de Investimento em Projetos Ambientais Fundos Itaú Ecomudança Programa Ecomudança; APOIO A ATIVIDADES DA UNIDADE AQUISIÇÕES DA DAMHA AGRONEGÓCIOS Processo de Due Diligence Com o objetivo de apoiar a etapa inicial do processo de due diligence da Unidade Aquisições da Damha Agronegócios, o IDAS avaliou o formato da comunicação com fornecedores e técnicos parceiros e os procedimentos e documentos existentes e propôs algumas alterações visando a melhoria, e elaborou outros documentos complementares. O processo busca implementar uma metodologia sistemática e padronizada para a elaboração do Relatório Técnico Agronômico RTA pela equipe da Damha Agronegócios. O objetivo da implantação de processo sistemático e com procedimentos padronizados permitirá a redução do tempo para definição de áreas de interesse; visitas mais assertivas a propriedades; informações mais detalhadas e redução de custos.

50 ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO E TREINAMENTO Desenvolvimento de projeto conjunto com o Centro Paula Souza, responsável pela ETEC, e outros parceiros para implantação do Curso Técnico em Agropecuária. Avaliação do Projeto Pedagógico do Curso Técnico em Agropecuária da ETEC já aprovado para ser implantado em São Carlos SP (Janeiro 2014) (Etec). Desenvolvimento de projeto conjunto com o Centro Paula Souza para implantação de uma unidade da FATEC em área do Parque Tecnológico Damha, onde deverá ser ofertado o Curso Superior Tecnológico em Agronegócios. 50 Atividade: Criação do Pilar Inovação para a Damha Agronegócios Por que inovar? Agricultura intensiva e de alto desempenho Resumo da Ideia de Inovação para a Damha Agronegócios A nossa ideia é que o IDAS, por meio do Programa de Inovação no Agronegócio, em parceria com o INOVA, seja um facilitador das ações do processo de inovação na DAMHA AGRONEGÓCIOS, de forma a Desenvolver cenários de impactos futuros para que a DAMHA AGRO possa implantar inovações agrícolas que contribuam com o desenvolvimento sustentável. A importância de trabalhar com estes 03 organismos é a maior flexibilidade de participação nos editais pró-inovação e competitividade dos nossos projetos. o Atividade: Criação do Pilar Sustentabilidade para a Damha Agronegócios (vide criação do IDAS); o Atividade: Instalação da Damha Agro PDI no Centro de Inovação do Parque Ecotec Damha, como ambiente pensado para transformação de pesquisas em negócios inovadores e sustentáveis;

51 o Atividade: Lançamento no segundo semestre de 2014 do Edital IDAS Inovação para o Agronegócio, com foco na prospecção de projetos de tecnologia e inovação para o agronegócio, os quais poderão ser apoiados pela Damha Agro PDI; o Atividade: Criação do Consórcio Damha Agro PDI, Fundo de Investimento e Empresas de Tecnologia para o Agronegócio; 51 o Atividade: Continuidade das tratativas de parceria com a Embrapa e outras organizações afins. o Atividade: Estudo de Logística Reversa de Pneus (Criação de um Ecoponto em região estratégica do MAPITOBA e evolução de aproveitamento econômico dos pneus); o Atividade: Diagnóstico da área de influência direta de desenvolvimento da Damha Agronegócios nas regiões Norte e Nordeste do País para desenvolvimento do Projeto Diálogo com as Comunidades, com o objetivo de desenvolvimento e potencialização de ações, projetos e programas socioambientais; o Atividade: Projeto de Criação de Ativos Ambientais, comercialização de cotas e créditos na trade da Bolsa Verde (incentivo de preservação de áreas verdes) com a utilização do excedente de área verde preservada das áreas de propriedade da Damha Agronegócios nas regiões Norte e Nordeste; o Atividade: Trabalho conjunto de criação do curso Técnico Agrícola com a ETEC e futuro curso de Tecnólogo em Agronegócio na FATEC/Unidade Ecotec Damha. o Atividade: Projeto Socioambiental no MAPITOBA: Projeto-Piloto em Santa Filomena. O projeto socioambiental no MAPITOBA deverá ser implantado como projeto-piloto no Município de Santa Filomena PI e contemplará 4 fases: Fase 1 Diagnóstico para planejamento das ações socioambientais;

52 Fase 2 Planejamento do projeto socioambiental a ser implantado; Fase 3 Implantação e desenvolvimento do projeto; Fase 4 Monitoramento e implantação de melhoria contínua. Participação PROJETO INOVA AGRO BNDES-FINEP 52 Objetivo: Fomentar e apoiar planos de negócios de inovação, através do uso coordenado dos instrumentos de apoio financeiro disponíveis da Finep e do BNDES. Objetivos Específicos: o estabelecer parcerias em projetos de inovação no agronegócio; o desenvolver meu fornecedor com soluções customizadas às minhas necessidades; o utilizar um canal unificado para acessar os melhores instrumentos financeiros disponíveis para inovação, incluindo os instrumentos não reembolsáveis da Finep e BNDES; o desenvolver projetos de maior risco tecnológico/mercado; o que meu projeto ganhe visibilidade em nível nacional. Em decorrência do Projeto, participamos do Workshop de Instrução e Fomento a Parcerias do Edital Inova Agro O foco do evento foi a formulação dos Planos de Negócios a serem submetidos no âmbito do Plano Inova Agro. A experiência e aprendizado foram de grande valia, participaram cerca de 200 pessoas, todas ligadas a empresas e ICT s (Instituto de Ciência e Tecnologia) de inovação para agronegócio.

53 Sebraetec O Programa SEBRAETEC de Consultoria Tecnológica permite às micro e pequenas empresas, dos setores da indústria, comércio, serviços e agronegócios, acessar os conhecimentos tecnológicos existentes e disponíveis nas Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação-CT&I, por meio de subsídio aos custos dos serviços de consultoria tecnológica. 53 O Programa SEBRAETEC de Consultoria Tecnológica tem por objetivo promover a melhoria contínua de processos e produtos, bem como a agregação de novas funcionalidades ou características ao produto ou processo que implique melhorias incrementais e efetivo ganho de qualidade ou produtividade, resultando maior competividade no mercado, por meio de: Estimulo a transferência de tecnologia entre entidades públicas e privadas de ensino, pesquisa, desenvolvimento e extensão tecnológica e às MPEs; Superação de gargalos tecnológicos; Fomento ao processo de inovação e tecnologia nas MPEs. O Instituto Inova como entidade credenciada ao SEBRAETEC, atendeu no ano 2013 as seguintes Consultorias em Aperfeiçoamento Tecnológico. Atendimento Objeto: Aperfeiçoamento no Processo de Boas Práticas. Empresa: Cachaça Dona Fina Cidade: Araraquara Consultora: Maria Cristina - Babi Início: 08/2012 Término: 12/2012 Nº horas: 200h

54 Atendimento Objeto: Testes de Ingredientes, Embalagem e Vida Útil do Produto. Empresa: Empório D Itália Cidade: Araraquara Consultora: Maria Cristina -Babi Início: 08/2012 Término: 12/2012 Nº horas: 300h 54 Atendimento Objeto: Instalação, Embalagem, Rotulagem, Processamento e Desenvolvimento de Produtos Empresa: Vita Nutri Light Cidade: Araraquara Consultora: Maria Cristina -Babi Início: 10/2012 Término: 12/2012 Nº horas: 300h Atendimento Objeto: Normatização dos Parâmetros Analíticos Laboratoriais de Acordo com Norma NBR ISO/IEC Empresa: Áquali Assessoria em Análise LTDA Cidade: Araras Consultor: Rodolfo Ap. Nallis Início: 09/2012 Término: 12/2012 Nº horas: 300h

55 Atendimento Objeto: Otimizar o planejamento e controle da produção, com o intuito de desenvolver a melhoria continua nos processos. Empresa: MR COMERCIAL DISTRIBUIDORA Cidade: São Carlos Consultor: Rodolfo Ap. Nallis Início: Julho/2013 Término: Agosto/2013 Nº horas: 66h 55 * Atendimento Objeto: Adequações relacionadas às informações nutricionais e rotulagem dos produtos fabricados, padronização das etapas da produção e determinados processos como o de limpeza e de higienização de utensílios, a fim de atender às necessidades da VISAM, bem como padronizar alguns processos desenvolvidos na empresa. Elaboração dos rótulos dos produtos mais vendidos (a pedido da VISAM), incluindo suas respectivas tabelas nutricionais, Assim como, desenvolver fichas técnicas e fluxogramas de processos. Empresa: Maria Doce Gourmet Ltda EPP Cidade: São Carlos Consultor: MARIA CRISTINA MENEGHIN Início: Outubro/2013 Término: Em andamento, término previsto para Fevereiro/2014 Nº horas: 118h *O valor equivalente ao atendimento foi repassado para o Instituto Inova apenas no ano de 2014.

56 Outros atendimentos foram iniciados e dispendidas horas de trabalho por parte do Instituto Inova, entretanto, ocorreu à desistência por parte do cliente durante o andamento do processo. 56 Solução Construtora - Neto TECNIDENT - Sr. José CLIENTE MRI TEC ELET LTDA - Marcos Henrique PANIFICADORA GARBUIO LTDA - Jelder F Lui VANZETTI - Humberto Vansetti Fº VLCS Confecções - Dalila Gobbo LAMBERTUCCI - Joelma Lambertucci INDUSPLAST INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA - Paulo Henrique Manzini Produtos Alimentícios Corneta Ltda EPP - Alexander Ciarlo/José Geraldo de Souza Laminação de Aço Rio Claro Ltda ME FORBIT - Jefferson R. Marcucci AMBIENTAL Pesquisas e Análises - Bruno J. L. Mariotti TKVB Indústria e Comércio Ltda - Lucival Robson Volpe DEMANDA "Projeto design da caçamba, parte mecânica para colocação e retirada da caçamba". Dificuldades na etapa de polimento de seus bráquetes utilizados em aparelhos odontológicos. Acredito que uma consultoria para a melhoria no processo de sinterização seria adequada. Desenvolvimento de um projeto de Gabinete Plástico para utilização em Esteiras Ergométricas, utilizando os Controladores fabricados atualmente pela empresa, incluindo: Design do produto final; Protótipo do produto em escala 1:1; Especificações técnicas do material a ser utilizado na injeção; Projeto e Execução do Molde para injeção. Descrição da ficha técnica dos produtos. Desenvolvimento do Manual de Boas Práticas de acordo com a RDC 216 da ANVISA. Descrição e mapeamento dos processos de fabricação. Aperfeiçoamento de receitas. O objetivo é certificar a empresa de acordo com o manual de boas práticas de fabricação de produtos para a saúde da ANVISA, visando obter credibilidade dos seus produtos no mercado. Os objetivos pretendidos com esta consultoria sao: - Mapeamento dos processos - Padronização dos processos - Melhoria dos processos Os objetivos pretendidos com esta consultoria sao: - Mapeamento dos processos - Padronização dos processos - Melhoria dos processos Otimização do processo produtivo, com o objetivo de melhorar o espaço físico, processo produtivo e qualidade. Padronizar os produtos e processos da padaria. Melhorar a qualidade e formulação do pão francês, pão de hot dog, pão de hambúrguer, pães rústicos e pães mais elaborados, além de tortas e bolos. Inclusão e aplicabilidade do processo de congelamento da produção visando uma melhor conservação logística para o envio desses produtos à loja mãe e, evidentemente, à loja filial. Elaboração do fluxograma dos processos. certificação de produto (barra de aço laminado a frio para construção civil) junto ao INMETRO para propriedades mecânicas que atendam à da norma ABNT NBR 7480:2007 para o grau CA-50/CA-60, e adequação do processo conforme requisitos ISO9001/2008. O objetivo é elaborar uma logomarca para a empresa, pois a atual é confusa e gera desconforto aos empresários. Araraquara, consulta sobre realização de consultoria de preparação para a certificação da norma ISO/IEC 17025, 2º edição AFERIÇÃO E CALIBRAÇÃO. Planejar a produção para que itens diferentes de um mesmo pedido sejam produzidos simultaneamente.

57 Financeiro Desempenho Financeiro Apresentamos neste relatório uma síntese do desempenho financeiro referente ao exercício de 2013 do Instituto Inova. 57 Receitas x Despesas As receitas do INSTITUTO INOVA refletem, prioritariamente, os valores advindos pela prestação de serviços ao Grupo Encalso Damha, mensalidade de seus associados, assim como por resultado de aplicação financeira dos recursos gerenciados. As despesas próprias do Instituto Inova incluem dispêndio, com pagamento de pessoal próprio, material de consumo, pagamento de serviços de terceiros, despesas gerais operacionais, etc. Destacamos contudo, os recursos de Convênio de Cooperação Institucional provenientes de financiamento da agência de fomento governamental FINEP que permanecem aplicados, mantendo-se os resultados inteiramente na conta dos respectivos convênios /projetos. Os quadros e gráficos apresentados a seguir demonstram de forma mais efetiva esse resultado.

58 COMPARATIVO RECEITAS X DESPESAS - Exercícios 2009 a 2013 RECEITAS X DESPESAS - valores em R$ RECEITAS , , , , ,75 DESPESAS , , , , , ,00 RECEITA DESPESA ,00 0, COMPARATIVO RECEITAS X DESPESAS JANEIRO A DEZEMBRO DE valores em R$ ANO RECEITA DESPESA 0 jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez RECEITA DESPESA Projetos Governamentais e Empresariais São recursos provenientes de convênios de pesquisa ou extensão com financiamento de órgãos de fomento governamentais como FINEP CAPES e CNPq, entre outros, administrados segundo a Lei de Licitações (nº 8.666/93) e Lei /02 (Pregão), e de acordo com a programação definida pelo órgão financiado. Para a comprovação dos

59 gastos, essa modalidade de projeto prevê a obrigatoriedade de prestação de contas parciais e totais aos órgãos financiadores. Foram gerenciados dois projetos Governamentais durante o ano de 2013, com recursos provenientes de Agências de Fomento da FINEP - Projeto Criação do Centro de Ciência, Inovação e Tecnologia em Saúde CITESC, unidade São Carlos e CNPq - Projeto Melhoria de infraestrutura de Parques Tecnológicos para prestação de serviços às empresas de base tecnológica. 59 Projeto CITESC - FINEP Financiadora de Estudos O total do rendimento da aplicação financeira do Projeto CITESC - FINEP Financiadora de Estudos, no ano de 2013, foi no montante de R$ ,27 (quatrocentos e dezenove mil, setecentos e vinte e três reais e vinte e sete centavos), destacando que estes recursos compõem a receita demonstrada no Balanço Patrimonial. No ano de 2013 o Instituto Inova, realizou o processo de licitação, de acordo coma a Lei 8.666/93 no valor total de R$ ,82 (dois milhões, quinhentos e noventa e dois mil, novecentos e quarenta e dois reais e oitenta e dois centavos). Esta licitação teve como objetivo a contratação de empresa especializada para a execução da infraestrutura que compreendem a fundação (blocos, baldrames e obras complementares) e fornecimento, montagem e acabamento referente à estrutura pré fabricada de concreto.

60 O quadro e gráfico apresentados a seguir demonstram o resultado de aplicação do recurso no ano de Projeto CITESC - FINEP JANEIRO A DEZEMBRO DE valores em R$ JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ FINEP jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez Apoio a Parques Tecnológicos (Chamada MCT/SETEC/CNPq 08/2011) Foram gerenciados recursos no valor total de R$ ,00, liberados no ano de 2012, provenientes do CNPq Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Apoio a Parques Tecnológicos (Chamada MCT/SETEC/CNPq 08/2011), no Projeto do Instituto Inova intitulado Melhoria de infraestrutura de Parques Tecnológicos para prestação de serviços às empresas de base tecnológica. No ano de 2013, os desembolsos deste projeto foram pouco expressivos, uma vez que, a sede do Instituto Inova somente foi concluída no mês de dezembro. Desta forma, somente no final do ano iniciou-se o processo de compra e aquisição de equipamentos e outros materiais permanentes para melhoria da infraestrutura do Centro de Inovação. Em observância às normas internas do CNPq, estes recursos não podem ser aplicados no mercado financeiro. Destacamos ainda que, estes valores não compõem o resultado das receitas no Balanço Patrimonial, do Instituto Inova, uma vez que o

61 mesmo foi aprovado, como de praxe no CNPq, na pessoa física, em nome do Coordenador do Projeto. Apresentamos, no quadro e gráfico abaixo o fluxo de caixa resultante, em 2013, do desempenho deste recurso com o objetivo de demonstrar o andamento do mesmo. 61 Projeto Apoio a Parques Tecnológicos - CNPq JANEIRO A DEZEMBRO DE valores em R$ JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ CNPQ jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez Além dos projetos governamentais acima citados ocorreu a liberação dos recursos no valor total de R$ ,00 (duzentos e oitenta e um mil, quinhentos e dez reais), do Acordo de Cooperação entre BG E&P Brasil Ltda, HYTRON Ind. Com. e Assessoria Tecnológica em Energia e Gases Industriais Ltda e Instituto Inova, para o desenvolvimento do Projeto intitulado Estudo da Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental da Utilização de Células a Combustível Alimentadas por Reforma de Gás Natural.

62 Apresentamos o desempenho deste recurso no quadro e gráfico abaixo. Projeto BG E&P Brasil Ltda JANEIRO A DEZEMBRO DE valores em R$ JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ FINEP jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez SEBRAETEC O Programa SEBRAETEC de Consultoria Tecnológica permite às micro e pequenas empresas, dos setores da indústria, comércio, serviços e agronegócios, acessar os conhecimentos tecnológicos existentes e disponíveis nas Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação-CT&I, por meio de subsídio aos custos dos serviços de consultoria tecnológica. O SEBRAETEC atua prioritariamente, em ações coletivas com foco nos territórios de forte presença de pequenos negócios (Arranjos Produtivos Locais, Incubadoras, Redes, Agrupamentos, Cadeias Produtivas, Pólos, Consórcios de Exportação, Núcleos, Projetos Setoriais e Setores Prioritários), através de ações integradas com o conjunto de ações do SEBRAE-SP, no apoio às MPEs, como estratégia para o aumento da competitividade e produtividade.

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Comentários de Peter Hansen sobre interação Universidade- Empresa no Brasil e Experiências Práticas. VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Apresentação Prof. Peter

Leia mais

PARQUE TECNOLÓGICO DE RIBEIRÃO PRETO

PARQUE TECNOLÓGICO DE RIBEIRÃO PRETO PARQUE TECNOLÓGICO DE RIBEIRÃO PRETO SUMÁRIO EXECUTIVO O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto é um empreendimento imobiliário e tecnológico com características especificamente projetadas, incluindo serviços

Leia mais

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP

DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA 52, 102, CEP DADOS JURÍDICOS O Instituto SAVIESA DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA é uma associação, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede no município de Vitória, Estado do Espírito Santo, à Rua

Leia mais

4,5,6,7 8,9,10 11,12,13 14,15 16 17,18. Índice. Introdução 3

4,5,6,7 8,9,10 11,12,13 14,15 16 17,18. Índice. Introdução 3 RELATÓRIO ANUAL Índice Introdução 3 Total de Empresas Unidades de Négócios Empresas Instaladas em Inscrição de Empresas no Processo de Seleção Planos de negócios aprovados Recursos Financeiros para Custeio

Leia mais

PROPOSTA PARA CONTINUIDADE DO APOIO AOS NÚCLEOS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Coordenador: Guilherme Ary Plonski

PROPOSTA PARA CONTINUIDADE DO APOIO AOS NÚCLEOS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Coordenador: Guilherme Ary Plonski PROPOSTA PARA CONTINUIDADE DO APOIO AOS NÚCLEOS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Coordenador: Guilherme Ary Plonski Setembro 2014 1 1. APRESENTAÇÃO A presente proposta de trabalho visa à continuidade do apoio para

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri

Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri Inovação e Tecnológia na Gestão Pública Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri Doutorado em Administração (UnB) Mestrado em Contabilidade e Controladoria (UFMG) Graduação em Ciências Contábeis

Leia mais

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Programa de Inovação Tecnologica FIESP CIESP - SENAI Sede Fiesp 2013 Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO Página 1 de 18 ÍNDICE DA PROPOSTA Apresentação da Empresa... 3 Apresentação dos serviços da Oficina da Inovação... 6 Consultoria... 6 Capacitação...

Leia mais

Planejamento Estratégico Inova Metrópole

Planejamento Estratégico Inova Metrópole UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL IMD INOVA METRÓPOLE Planejamento Estratégico Inova Metrópole Natal/ RN 2013 Sumário 1. Apresentação do Instituto Metrópole Digital...

Leia mais

Avanços Tecnológicos no mundo da Universidade apoiados pelos NIT: o caso da UFPI. Prof. Dr. Sérgio Henrique B. de S. Leal

Avanços Tecnológicos no mundo da Universidade apoiados pelos NIT: o caso da UFPI. Prof. Dr. Sérgio Henrique B. de S. Leal Avanços Tecnológicos no mundo da Universidade apoiados pelos NIT: o caso da UFPI Prof. Dr. Sérgio Henrique B. de S. Leal São Luis, 09 de julho de 2010 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Processo de aprendizagem contínuo

Leia mais

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA INFORMATIVO DEZEMBRO DE 2013 Acesse também: www.mariana.gov.br MARIANA IMPLEMENTA LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA Promover a criação de um ambiente favorável para valorizar a micro e pequena empresa,

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas AGENDA Como Surgiu Situação Atual Variáveis Importantes Governança Conquistas Impacto na Região Linhas Estratégicas Rodrigo Fernandes Coordenador Executivo da COMTEC Como Surgiu A T.I. surgiu para prover

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

Plano de Trabalho 3 Pilares

Plano de Trabalho 3 Pilares Vote na Chapa 2 VOTAÇÃO Dia 10/09 segunda-feira No Auditório do Edifício Redenção Entre 19h e 20h30 Na Avenida Tancredo Neves, nº 2421 - Térreo Prédio ao lado do prédio da ABRH-BA Você merece o melhor!

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

A Inovação. como Fator de Desenvolvimento das MPEs. Luiz Carlos Barboza. Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional. 27 de outubro 2009

A Inovação. como Fator de Desenvolvimento das MPEs. Luiz Carlos Barboza. Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional. 27 de outubro 2009 A Inovação como Fator de Desenvolvimento das MPEs Luiz Carlos Barboza Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional 27 de outubro 2009 Ambiente Institucional Pro-inovaç inovação Fundos setoriais (16) estabilidade

Leia mais

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA Área de Atuação 1. Formação Profissional Cooperativista São ações voltadas à formação, qualificação e capacitação dos associados,

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

Curso de MBA. Especialização em GESTÃO SUSTENTÁVEL DO AGRONEGÓCIO (COM ÊNFASE NO NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO)

Curso de MBA. Especialização em GESTÃO SUSTENTÁVEL DO AGRONEGÓCIO (COM ÊNFASE NO NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO) Curso de MBA Especialização em GESTÃO SUSTENTÁVEL DO AGRONEGÓCIO (COM ÊNFASE NO NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO) 1 2 SUMÁRIO 4. FORMATO. 5. CONCEPÇÃO. 7. OBJETIVO. 7. PÚBLICO ALVO. 8. DIFERENCIAIS INOVADORES

Leia mais

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços em Assessoria e Consultoria Tributária para as empresas do Arranjo Produtivo Local. 1. OBJETIVO

Leia mais

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 1ª FEIRA DO SUL DO BRASIL COM SOLUÇÕES COMPLETAS DE GESTÃO, SERVIÇOS E TECNOLOGIA PARA A SUA EMPRESA Na EXPEN 2014, você encontrará tecnologia,

Leia mais

APRESENTAÇÃO FAAR JUNIOR CONSULTORIA

APRESENTAÇÃO FAAR JUNIOR CONSULTORIA FAAR JUNIOR CONSULTORIA INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO FAAR FACULDADE DE ARAÇATUBA Rua: Sarjob Mendes, 244 Bairro: Icaray Telefone: (18) 3636-7610 Araçatuba São Paulo APRESENTAÇÃO FAAR JUNIOR

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO As ações de pesquisa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas constituem um processo educativo

Leia mais

Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G.

Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G. Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G. Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 07/08/2014 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br Instituições

Leia mais

Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica UNIJUÍ

Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica UNIJUÍ PRÁTICA-CHAVE 2.2 AVALIAÇÃO ANEXO I Edital de Incubação EDITAL Nº 03/2014 DA CRIATEC - INCUBADORA DE EMPRESAS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIJUI CAMPUS IJUÍ, PANAMBI E SANTA ROSA PARA SELEÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

Curso de MBA Finanças e Controladoria

Curso de MBA Finanças e Controladoria Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de MBA Finanças e Controladoria Curso de Pós-Graduação lato sensu em Administração APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A LBS

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Parceiros Estratégicos. Apoio

Parceiros Estratégicos. Apoio Parceiros Estratégicos Apoio Com o objetivo de apoiar novos empreendimentos e projetos inovadores surgiram as primeiras Incubadoras na década de 70. Estas organizações tiveram papel fundamental nos avanços

Leia mais

II Concurso de Artigos de Agentes de Desenvolvimento, 2014

II Concurso de Artigos de Agentes de Desenvolvimento, 2014 II Concurso de Artigos de Agentes de Desenvolvimento, 2014 FORTALECIMENTO DOS PEQUENOS EMPREENDIMENTOS NA CIDADE DE MONTES CLAROS ATRAVÉS DA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E AÇÕES

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

Plano de Trabalho 2013/2015

Plano de Trabalho 2013/2015 SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FUNDAP SEADE CEPAM CONVÊNIO SPDR USP FUNDAP SEADE CEPAM ANEXO I Plano de Trabalho 2013/2015 OUTUBRO DE 2013 I. JUSTIFICATIVAS

Leia mais

LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE

LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE CONVÊNIOS SICONV E OBTV Carga Horária de 16 Horas 27 e 28 de Outubro Cuiabá - MT Apresentação: O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA Contrato por Produto - Nacional BRA/09/004 Fortalecimento das Capacidades da CAIXA para seu processo de

Leia mais

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços em Assessoria, Consultoria e Treinamento na área de Recursos Humanos. 1. OBJETIVO Os objetivos

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Flores da Cunha /RS - Junho, 2015.

APRESENTAÇÃO. Flores da Cunha /RS - Junho, 2015. APRESENTAÇÃO A Biossplena - Projetos Ecodinâmicos é uma empresa que atua há cinco anos no Brasil, desenvolvendo e assessorando projetos para EMPREENDIMENTOS URBANÍSTICOS, com foco nas comunidades planejadas,

Leia mais

Bem Vindos NAGI P&G MOGI DAS CRUZES

Bem Vindos NAGI P&G MOGI DAS CRUZES Bem Vindos NAGI P&G MOGI DAS CRUZES Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação da Cadeia de Petróleo e Gás do Estado de São Paulo 2013-2014 Edital Pro-Inova FINEP/2010 SETOR DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL TIPOS

Leia mais

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC 10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC Data: 17 e 18 de setembro de 2013 Local: Parque Tecnológico da UFRJ

Leia mais

BRDE INOVA. Joaçaba, 12 de maio de 2014. Apresentador: Paulo César Antoniollo

BRDE INOVA. Joaçaba, 12 de maio de 2014. Apresentador: Paulo César Antoniollo BRDE INOVA Joaçaba, 12 de maio de 2014 Apresentador: Paulo César Antoniollo Contextualização Primeiro Agente Financeiro do País credenciado junto ao BNDES Primeiro Agente Financeiro do País credenciado

Leia mais

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos.

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. Q A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. É uma alusão à essência e ao compromisso da Secretaria

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1 o. O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia - NITTEC é um Órgão Executivo

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 41ª Reunião Ordinária, realizada no dia 23 de maio de 2013, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Marcelo de Paula Neves Lelis Gerente de Projetos Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental Ministério das Cidades Planejamento

Leia mais

Com André Luiz Freitas Leite

Com André Luiz Freitas Leite LEGISLAÇÃO E EXECUÇÃO DE Com André Luiz Freitas Leite 05 e 06 de Novembro de 2014 - Rio de Janeiro - RJ Apresentação: O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Definições

REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO I Definições UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI Curso de Arquitetura e Urbanismo Laboratório de Planos e Projetos REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I Definições Art.1º O Laboratório de Planos e Projetos (LAPP) agrega

Leia mais

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades:

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades: Finalidade A conservação da biodiversidade e de demais atributos da Mata Atlântica depende de um conjunto articulado de estratégias, incluindo a criação e a implantação de Unidades de Conservação, Mosaicos

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Universidade Metodista de São Paulo Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Fábio França Maria Aparecida Ferrari Maio de 2006 1 Tradição

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE ASSESSORIA E CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO, ELABORAÇÃO DE PROJETOS E PLANO DE NEGÓCIOS. Contatos Valter Fernandes (Gerente do Projeto)

Leia mais

Com a sua atuação pró-ativa a SUCESU trouxe diversos benefícios em prol do setor que representa no Brasil, podendo destacar:

Com a sua atuação pró-ativa a SUCESU trouxe diversos benefícios em prol do setor que representa no Brasil, podendo destacar: Introdução É grande a parcela da população das nações mais desenvolvidas do mundo que está se organizando em sociedades e associações civis que defendem interesses comuns. Essas pessoas já perceberam que

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais Relatório de Comunicação e Engajamento COE Instituto Venturi Para Estudos Ambientais Declaração de Apoio Continuo da Presidente 23/10/2015 Para as partes interessadas: É com satisfação que comunicamos

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade Social da AngloGold Ashanti define como um de seus princípios que a presença de nossa

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

Lembramos que existe um arquivo publicado com a convocação para a fase de Avaliação de Habilidades

Lembramos que existe um arquivo publicado com a convocação para a fase de Avaliação de Habilidades SEBRAE/PR - Edital 03/2014 Credenciamento de Pessoas Jurídicas para Prestação de Serviços de Consultoria e Capacitação Empresarial COMUNICADO 02 CONVOCAÇÃO PARA 3ª ETAPA DA CAPACIDADE TÉCNICA AVALIAÇÃO

Leia mais

2- A relação abaixo é referente somente ao resultado dos profissionais indicados aprovados no Processo de Credenciamento.

2- A relação abaixo é referente somente ao resultado dos profissionais indicados aprovados no Processo de Credenciamento. SEBRAE RJ Comunicado 01 do Edital 01/ 2012 Credenciamento de Pessoas Jurídicas para Prestação de Serviços de e RESULTADO FINAL DO PROCESSO DE CREDENCIAMENTO (Publicado em 11/07/2012) INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

Leia mais

Rede Brasileira de Produção mais Limpa

Rede Brasileira de Produção mais Limpa Rede Brasileira de Produção mais Limpa Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável SENAI Sistema FIERGS Rede Brasileira de Produção mais Limpa PARCEIROS Conselho Empresarial Brasileiro

Leia mais

ABERTURA: Dia 17 de outubro de 2011, às 9h. Local: Auditório Master do Galpão da Cidadania

ABERTURA: Dia 17 de outubro de 2011, às 9h. Local: Auditório Master do Galpão da Cidadania A iniciativa do Sebrae consiste numa intensa programação para micro e pequenas empresas na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que ocorrerá entre 17 e 21 de outubro de 2011. O tema principal da Semana

Leia mais

Como o CERNE foi construído?

Como o CERNE foi construído? Por que CERNE? O movimento brasileiro de incubadoras vem crescendo a uma taxa expressiva nos últimos dez anos, alcançando uma média superior a 25% ao ano. Atualmente, as incubadoras brasileiras apóiam

Leia mais

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Oportunidade Criação da Empresa Ensino Spinoffs Pesquisa Laboratórios Startups Pré-Incubações Hotel de Projetos Incubação da Empresa Aceleradora

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone:

Leia mais

III - Dos princípios gerais da gestão e ferramentas de gestão interna

III - Dos princípios gerais da gestão e ferramentas de gestão interna CAPITULO I - DOS PRINCÍPIOS GERAIS I Apresentação Ainda que não precisem gerar lucro, as organizações do terceiro setor demandam, cada vez mais, uma gestão profissionalizada, que lhes permita avaliar adequadamente

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO UTRAMIG / Nº 01 / 2012. Processo de Seleção e Contratação de Profissionais

EDITAL DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO UTRAMIG / Nº 01 / 2012. Processo de Seleção e Contratação de Profissionais EDITAL DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO UTRAMIG / Nº 01 / 2012 1 Processo de Seleção e Contratação de Profissionais A em atendimento ao Plano de Trabalho do Convênio de Cooperação Financeira n 044/2012, comunica

Leia mais

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Parte 1: Objetivos, instrumentos de apoio e quem pode participar Geral 1.1 Qual o objetivo

Leia mais

Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado. Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D?

Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado. Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D? Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D? Ronald M. Dauscha Agenda - Foco em maturidade de inovação - Serviços para

Leia mais

Bem-Vindos NAGI P&G Campinas

Bem-Vindos NAGI P&G Campinas Bem-Vindos NAGI P&G Campinas Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação da Cadeia de Petróleo e Gás do Estado de São Paulo 2013-2014 Edital Pro-Inova FINEP/2010 Há oportunidades para participação de empresas

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC ESTADO: GOIÁS COORDENADOR: HENRIQUE RICARDO BATISTA PERÍODO DO RELATÓRIO: Ano de 20 RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS AÇÕES DO PVCC ATIVIDADE DATA N o DE HORAS LOCAL (Município) OBJETIVO N o PART RESULTADO/

Leia mais

15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados.

15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Agronegócio brasileiro. Aqui vive um país inteiro! CONSULTORIA EM USINAS SUCROALCOOLEIRAS APORTE - Análise de Potencial de mercado com

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. 1. Busca e Análise Ambiental. 1.1 Ambiente Interno

PLANO DE NEGÓCIO. 1. Busca e Análise Ambiental. 1.1 Ambiente Interno PLANO DE NEGÓCIO A Grael Consultoria e Assessoria é a denominação de uma empresa que se dedica à prestação de serviços em Sistemas de Gestão Empresarial, voltada à empresas, órgão públicos e entidades

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB. Incubadora

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB. Incubadora Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB Incubadora 7. INCUBADORA 7.1 INCUBEM: desenvolvendo empresas de sucesso A Incubadora de Empresas do Sudoeste Baiano INCUBEM é uma instituição que tem por

Leia mais

3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV. 0DUoR

3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV. 0DUoR 3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV 0DUoR $'0,1,675$d 2 Aprovação junto a CPPG da Resolução nº 01/2001 que dispõe sobre as atribuições da Comissão de Pós-Graduação

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

Apoio à Inovação. Junho de 2013

Apoio à Inovação. Junho de 2013 Apoio à Inovação Junho de 2013 Inovação: Conceito (...) implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente aprimorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método

Leia mais

SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO

SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO Titulo do Projeto: CENTRO DE INOVAÇÃO & DIFUSÃO TECNOLÓGICA Convênio: SCIT 24/2013 Processo: 413-2500/13-5 Modalidade: Edital [02/2013 ] Situação: Em consolidação APRESENTAÇÃO

Leia mais

CREDENCIAMENTO. Edital de Credenciamento de Consultores CR 502/2009. 1. DADOS PESSOAIS. nmlkj Masculino. Neste campo só são aceitos números

CREDENCIAMENTO. Edital de Credenciamento de Consultores CR 502/2009. 1. DADOS PESSOAIS. nmlkj Masculino. Neste campo só são aceitos números CREDENCIAMENTO Edital de Credenciamento de Consultores CR 502/2009. *Nome: 1. DADOS PESSOAIS *Sexo: nmlkj Feminino nmlkj Masculino *Estado Civil: Escolha uma opção.. *Data de Nascimento: Telefone Residencial:

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO EVENTO O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, criado e desenvolvido pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com o objetivo de propiciar

Leia mais

EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS

EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS 1 EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS EDITAL DE SELEÇÃO DAS EMPRESAS 02/2010 I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Agência de Desenvolvimento

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

Agência USP de Inovação Arcabouço Legal, Marco Regulatório e Incentivos à Inovação. Prof. Dr. Vanderlei Salvador Bagnato Coordenador

Agência USP de Inovação Arcabouço Legal, Marco Regulatório e Incentivos à Inovação. Prof. Dr. Vanderlei Salvador Bagnato Coordenador Agência USP de Inovação Arcabouço Legal, Marco Regulatório e Incentivos à Inovação Prof. Dr. Vanderlei Salvador Bagnato Coordenador Missão Promover a utilização do conhecimento científico, tecnológico

Leia mais

Marcus Gregório Serrano

Marcus Gregório Serrano Marcus Gregório Serrano Presidente marcus.gregorio@pmies.org.br presidencia@pmies.org.br Consultor e professor. Graduado em Sistemas de Informação, é especialista em Gerenciamento de Projetos e certificado

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

Missão Institucional da REMEQ-PB Promover a difusão de conhecimentos científicos e tecnológicos nas áreas de metrologia e qualidade, apoiando o desenvolvimento de pessoal e de infra-estrutura laboratorial,

Leia mais

Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé

Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé 1. Objetivo O presente guia tem como objetivo orientar o empreendedor a como preencher o Formulário de Pré-proposta para financiamento, item fundamental para início

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISA EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISA EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISA EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL Nº 012/NEAD/CEPEAD/FaPP/UEMG/2015 SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA/BOLSISTAS

Leia mais

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO Artigo 1º A unidade acadêmico-gerencial modelo designado Escritório de Práticas de Gestão e com nome fantasia

Leia mais

MEMÓRIA: 10ª Reunião Ordinária do Comitê Tecnologia e Inovação. Apresentação do andamento das ações do Comitê e encaminhamentos pertinentes.

MEMÓRIA: 10ª Reunião Ordinária do Comitê Tecnologia e Inovação. Apresentação do andamento das ações do Comitê e encaminhamentos pertinentes. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: 10ª Reunião Ordinária do Comitê Tecnologia e Inovação Assunto: Apresentação

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

O resultado abaixo se refere às fases de Avaliação de Conhecimentos (prova escrita) e Avaliação de Habilidades (atividade prática)

O resultado abaixo se refere às fases de Avaliação de Conhecimentos (prova escrita) e Avaliação de Habilidades (atividade prática) SEBRAE/PR - Edital 03/2014 Credenciamento de Pessoas Jurídicas para Prestação de Serviços de Consultoria e Capacitação Empresarial COMUNICADO 02 RESULTADO 3ª ETAPA CERTIFICAÇÃO DA CAPACIDADE TÉCNICA Publicado

Leia mais

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Quem somos Bem vindo à Nord. Formada por profissionais oriundos do mercado financeiro, com formações multidisciplinares e

Leia mais