TOP DE MARKETING 2012 ADVB RS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TOP DE MARKETING 2012 ADVB RS"

Transcrição

1 TOP DE MARKETING 2012 ADVB RS CENTRO INTERNACIONAL DE ARTE E CULTURA HUMANISTA RECANTO MAESTRO: UM EXEMPLO DE SUSTENTABILIDADE E QUALIDADE

2 CENTRO INTERNACIONAL DE ARTE E CULTURA HUMANISTA RECANTO MAESTRO A Associação Brasileira de Ontopsicologia (ABO) foi fundada em 1985, com a missão de, através de congressos, seminários, jornadas de estudo, parcerias institucionais, promover e divulgar a Ciência Ontopsicológica no Brasil. Embora já desenvolvesse atividades desde 1979, surgiu quando da implementação do primeiro curso de extensão universitária em Ontopsicologia no País. A ABO, fundamentada nos princípios universais propostos pela ONU, pela UNESCO e pela UNICEF, mantém intercâmbio com a Associação Internacional de Ontopsicologia (AIO), ONG em status consultivo especial junto ao Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas. 1 Os projetos que a AIO desenvolve ao redor do mundo contemplam o conceito de ecobiologia: Eco = casa, ambiente; Biologia = conhecimento, lógica da vida. Ou seja, lógica da vida em um determinado ambiente. Baseada na transposição e aplicação dos fundamentos teóricos da Ontopsicologia, uma das atividades da AIO é revigorar áreas em diferentes países do mundo com o objetivo de implantar projetos educacionais e autossustentáveis, em uma proposta distinta para a formação humana nos âmbitos intelectual, ambiental e social - formulando assim o conceito de ecobiologia 1. A prioridade são regiões inicialmente abandonadas com potencialidade para ativar polos de desenvolvimento. Um dos maiores exemplos é o Recanto Maestro. Outros centros ecobiológicos estão em países como Rússia, Letônia, Ucrânia e Itália. O Recanto Maestro é o primeiro centro de ensino de Ontopsicologia no Brasil, um dos mais importantes do mundo. O homem é visto como foco de estudos. Nesse local, o ensino do humanismo clássico e perene ocorre por meio da Antonio Meneghetti Faculdade, seja através dos cursos e mesmo da formação que oferece aos colaboradores. Um lugar de estudos de Ontopsicologia, de autenticação do profissional e evolução à capacidade competente, competitiva.

3 CENÁRIO Necessidade: exercer a sustentabilidade na plenitude Mas como se insere este histórico no cenário da sustentabilidade? O conceito de sustentabilidade na sociedade contemporânea é superficialmente compreendido, porque é comumente relacionado exclusivamente ao aspecto ecológico ou ambiental; porém, trata-se de um paradigma integral, que envolve as diversas disciplinas e áreas do saber. A sustentabilidade é, sobretudo, uma relação construída com o meio em que se vive. O papel diferenciado da formação proporcionada pela escola ontopsicológica, ao promover um sentido responsável e criativo ao agente sustentável, é justamente esse. Um dos pontos chaves está na formação continuada dos profissionais que atuam esta sustentabilidade, o chamado Life Long Learning, em termo este cunhado pela UNESCO. Atualmente, na sociedade burocrática e tecnológica, o distanciamento do ser humano das suas potencialidades é cada vez mais percebido, pois a massificação torna-se praxe e discrepante à personalização. Razão pela qual é necessária uma escola que seja propulsora de uma conscientização do próprio potencial, que auxilie a germinar a personalidade integral dos indivíduos, pois, a partir disso, é possível ser agente de um paradigma integral, como a sustentabilidade, que didaticamente apresenta pilares distintos, mas que, a partir de uma visão holística, estão em constante colaboração. O desenvolvimento sustentável mundial, seja em sua abordagem conceitual, seja sua efetiva aplicabilidade, teve influências notáveis por parte da Organização das Nações Unidas. É possível constatar que as iniciativas e as ações dirigidas pela ONU, através de seus países- -membros e Organizações Não Governamentais, não medem esforços para buscar alternativas rumo à sustentabilidade e ao progresso da humanidade. E uma das iniciativas que merece destaque se refere aos Oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs).

4 Em setembro de 2000, líderes mundiais reuniram-se na sede da ONU, em Nova Iorque, para definir a Declaração do Milênio das Nações Unidas e estabelecer os Oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (Millenium Development Goals). Os Oito Objetivos do Milênio, que no Brasil são denominados também de oito jeitos de mudar o mundo, são representados por: 1) erradicar a extrema pobreza e a fome; 2) universalizar a educação primária; 3) promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; 4) reduzir a mortalidade infantil; 5) melhorar a saúde materna; 6) combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças; 7) garantir a sustentabilidade ambiental; 8) estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento. A criação de um recanto sustentável A Associação Brasileira de Ontopsicologia (ABO) em parceria com a Associação Internacional de Ontopsicologia (AIO) identificaram na Região da Quarta Colônia de Imigração Italiana no Rio Grande do Sul uma área ideal para a implementação de um processo de revitalização. Um local, inicialmente habitado por famílias que não conseguiam desenvolver ali atividades produtivas continuadas de agricultura e pecuária, que poderia ser revigorado através de ações coordenadas, com o objetivo de implantar projetos educacionais e autossustentáveis, colocando em prática o conceito de um espaço ecobiológico. Uma proposta distinta para a formação humana no sentido intelectual, ambiental e social, que viria proporcionar o progresso para a região. Quando a Associação Internacional chegou no local, que viria a se transformar no distrito Recanto Maestro, encontrou muita precariedade, um lugar O Recanto Maestro foi apresentado internacionalmente em diferentes ocasiões. Na foto, o case do distrito é apresentado, em 2007, como um projeto que contribui para atingir os 8 ODMs durante a visita do Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, à Innovation Fair, feira realizada em paralelo ao evento Annual Ministerial Review, promovido anualmente pelo ECOSOC, na sede das Nações Unidas, em Genebra, Suíça. totalmente abandonado. A chácara tinha apenas uma casa centenária de pedra já muito desgastada, onde era impossível habitar. Quando chovia não havia possibilidade de deslocamento, porque o barro não permitia e, quando a chuva era intensa, o pequeno riacho inundava toda a estrada, bloqueando as passagens para automóveis e pedestres.

5 Uma localidade com sérios problemas ambientais decorrentes da rudimentar e primária forma de utilização do solo. Com um histórico de manejo extrativista e de economia baseada na agricultura familiar, a qual não desenvolvia o devido planejamento por falta de recursos e infraestrutura, apresentava frequentes erosões decorrentes do desgaste do solo. Ou seja, pelo fator histórico, ambiental e cultural, a região era carente de ações sustentáveis que objetivassem revigorar o seu desenvolvimento. Outro problema, para a população local, era a falta de infraestrutura, como energia elétrica, comunicação e estradas em boas condições. Esses fatores favoreceram o êxodo da população, que foi buscar melhores condições de vida nas cidades mais próximas, como Santa Maria. A ausência de pessoas qualificadas era mais um motivo para esse lugar não atrair investimentos públicos, tampouco investimentos privados. Uma nova relação entre os indivíduos e sua terra carecia ser estimulada, para proporcionar a sua valorização e a do seu entorno. O desafio era buscar a recuperação de lotes rurais, os quais foram mal preservados pelos antigos proprietários. O processo de revitalização deveria promover o crescimento sustentável da região e, sobretudo, a valorização da própria terra. Seria essencial uma gestão sustentável. O objetivo era planejar um local onde fosse possível demonstrar uma proposta de sustentabilidade com qualidade, com práticas embasadas na visão ontopsicológica e ecobiológica. A base da sustentabilidade permeia a consciência exata do operador, a mentalidade sustentável, que deve levar em consideração diversos aspectos - econômico, social, político, territorial para a escolha correta. Portanto, a ABO, com a sua atividade no local, com os cursos de formação que ofercia, proporcionava investimentos no local. Para oferecer infra-estrutura aqueles que ali estavam, foram sendo criadas edificações e condições urbanas, mais de 100 mil árvores foram plantadas desde o início da história do distrito até os dias atuais, recuperou-se parte das montanhas cercantes que estava devastada por conta de atividades de extração de rochas no local. De um local antes mal preservado e sem acesso à infraestrutura como estradas pavimentadas e Internet, chegou-se a uma área voltada à educação de respaldo internacional e que funciona de acordo com os pilares da sustentabilidade. Um local que oferece congressos internacionais gratuitos à comunidade, com a presença de representantes de grandes órgaõs como a ONU. Uma trajetória que leva à instituição de um lugar diferenciado, o Recanto Maestro. Foto superior: antiga foto com vista para a montanha, onde atualmente existe o condomínio residencial. Foto inferior: vista aérea do distrito Recanto Maestro mostrando o local onde hoje se tem o Hotel Capo Zorial, a Faculdade Antonio Meneghetti e o condomínio residencial.

6 Análise PFOA (Potencialidades, Fragilidades, Oportunidades e Ameaças) POTENCIALIDADES OPORTUNIDADES - Ser referência na América Latina em termos de educação e formação de lideranças para o desenvolvimento sustentável com base na metodologia ontopsicológica; - Ser um centro de referência em termos de debates internacionais sobre grandes temas da atualidade; - Fortalecer-se como referência internacional em termos de sustentabilidade; - Desenvolver soluções ecobiológicas para as empresas e serviços que optem por sediar seus empreendimentos no Centro Empresarial Recanto Maestro, expandindo também estas soluções para toda a região. - Oferecer um ambiente diferenciado de cultura, natureza e formação de pessoas para empresas que decidem instalar unidades no distrito; - Oferecer a primeira instituição presencial de ensino superior a se instalar nesta região, sendo uma oportunidade de educação de qualidade no meio rural, onde lecionam professores de diferentes regiões do país e do mundo. A Faculdade é pensada por docentes e empresários de alta formação acadêmica que estudam e aplicam os princípios da sustentabilidade; - Proporcionar alternativas para empresas interessadas em investirem em responsabilidade social. O Recanto Maestro pode ser uma opção, oferecendo diversos projetos sociais em que as empresas podem investir; - Ser pólo de atração e empregabilidade para profissionais que buscam por ambientes que valorizem conceitos como o do Life Long Learning que está na base dos cursos oferecidos na AMF e no Recanto Maestro;

7 AMEAÇAS - Mercado da área de educação superior é cada vez mais competitivo no Brasil, o que poderia atingir o principal pólo atrativo de pessoas para o distrito, o qual atualmente é a AMF; - Acesso à região ainda é difícil tendo em vista a falta de trecho aéreo que possa conectar o Recanto aos grandes centros. Isso pode ser uma ameaça no sentido em que grandes empresas que poderiam atuar - Ser uma alternativa para investimentos nacionais em projetos que auxiliem o país no alcance dos Oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. O Recanto Maestro desenvolve uma série de projetos com esta abordagem e está envolvido ativamente, inclusive, na criação do Núcleo de Municipalização dos ODM da região Central do Estado liderado pela AM Centro; - Trata-se de um novo local para morar na região - um ambiente onde se pode viver com as principais facilidades dos grandes centros (Internet, telefone fixo, estruturas civis básicas), porém com mais qualidade de vida e contato com a natureza. Jovens empreendedores de grandes centros optam por ali vir para estudar e trabalhar abrindo seus negócios, como é o caso da lavanderia Acquachiara, da queijaria Nady Queijos, dos cosméticos Lilium Recanto etc; - Parcerias com entidades nacionais e internacionais pode fomentar o crescimento do distrito. É o caso de participação em eventos promovidos pelas Nações Unidas, como a Rio+20. no local podem deixar de fazê-lo por falta de condições de acesso; - O Recanto Maestro pode vir a ter um crescimento socioeconomico mais rápido que o da região. O crescimento, no entanto, precisa ser de toda comunidade de modo a que se tenha uma região mais forte. Por isso, o Recanto Maestro também fomenta a criação de entidades como a Associação de Jovens Empreendedores da Quarta Colônia; - O principal desafio, nos anos futuros, é que se tenha jovens para levar adiante as iniciativas realizadas no Recanto Maestro. A maior riqueza são as pessoas e é preciso que se trabalhe a formação dos jovens. Pode-se construir um mundo melhor, mas as novas gerações devem estar prontas para recebê-lo; FRAGILIDADES - Integração com a comunidade local ainda pode ser ampliada em relação aos nove municípios da Quarta Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul; - A comunicação das propostas do Recanto Maestro pode ser ampliada em termos de penetração para os públicos local, estadual e nacional; - Baixa infraestrutura disponível na região para atender ao crescimento socioeconômico proporcionado pelas iniciativas sediadas no distrito. A exemplo: banda larga de Internet ainda não chegou à região, sinal de telefonia móvel ainda é deficitário no distrito e o aeroporto mais próximo não é atendido por linha aérea que ligue a região ao maior centro econômico do país, bem seja, a cidade de São Paulo.

8 OBJETIVOS Para o desenvolvimento do projeto era necessário superar a situação e construir a definição dos objetivos a serem perseguidos. Entre os entraves encontrados estava a necessidade de uma aproximação com a comunidade. O projeto deveria ser compreendido e aceito. A formação de mão de obra para trabalhar no local - criar e treinar era essencial. Empresas de construção civil, por exemplo, deveriam atender à necessidade de crescimento do Distrito. Os empreendedores eram gente da região que antes não visualizava a perspectiva do desenvolvimento. A construçao civil é um dos setores fomentados na região por meio do crescimento do distrito. Havia a premência de recuperar o local ecologicamente, os terrenos sofriam profunda erosão e deveriam se tornar produtivos. Outro desafio sinalizava para a necessidade de estabelecer parcerias com os mais diversos setores: empresas, poder público, outras instituições, ONGs e parceiros internacionais. Tal aproximação exigia um constante esforço de comunicação, relações públicas e de representatividade em solenidades institucionais, comunitárias ou promocionais. Exigia-se a formação, com base nesta iniciativa, de um centro de sustentabilidade. A convivência com o meio ambiente oferece uma nova perspectiva de vida. O ser humano forma-se ao ajudar a constituição do ambiente local. A realização de cursos e eventos deveria nascer junto com o Recanto e se manter, constantemente, na pauta de atividades. Em geral, prioriazam-se as atividades voltadas à formação de jovens e ao Life Long Learning de líderes de diferentes campos

9 de atuação. O principal objetivo é a formação em base à metodologia ontopsicológica. Pessoas que vem para estudar, aprender a trabalhar e atuar sua liderança em relação às próprias vidas e levarem os saberes adquiridos para a sua área de vocação. Dessa forma, ocorreria a integração da metodologia ontopsicológica a princípios como os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da ONU. O Congresso Internacional Responsabilidade & Reciprocidade, realizado em 2011, reuniu autoridades políticas, grandes empresários, representantes das Nações Unidas, juristas e a comunidade local. O projeto do Recanto focava seus objetivos na recuperação ecobiológica do seu espaço ambiental; na formação e educação de pessoas prioritariamente na área da liderança; no esforço da Associação Internacional de Ontopsicologia para propagar seus princípios de divulgação do conhecimento científico da Ontopsicologia. Além disso, o Recanto Maestro visava ser um dos principais centros de debates de ideias da América Latina sobre temas da atualidade relacionados à Liderança e ao Desenvolvimento Sustentável, pois nele se aplica o desenvolvimento sustentável com base em todos os seus pilares: social, econômico, político, cultural, territorial e ecobiológico.

10 ESTRATÉGIAS Um novo modelo de sustentabilidade e qualidade O Recanto Maestro priorizou a prática de um novo modelo de sustentabilidade com o conceito básico de abranger alguns pilares: econômico, social, ambiental, cultural, político, territorial/espacial. No Recanto, a visão adotada é o ser humano como promotor da sustentabilidade em todos esses aspectos. A gestão sustentável do Distrito Recanto Maestro contemplou realizações administrativas, ecobiológicas, educacionais, políticas e empresariais. Uma nova relação entre os indivíduos frente ao potencial da região foi promovida para proporcionar a sua valorização. A prática permeava a recuperação das áreas rurais, mal preservadas pelos antigos proprietários. Mas, na gestão empreendida, não bastava ver o ambiente isolado, mas sim a sua relação com o fator humano. As dimensões da sustentabilidade do Recanto Maestro Para cada dimensão de sustentabilidade, várias premissas de atuação, com os objetivos das principais ações, precisavam ser implementadas (vide gráfico abaixo, cuja fonte é a dissertação de SCHUTEL, 2010, realizada pela UFSM e que teve como tema o Recanto Maestro): A compreensão de ecobiologia é baseada na relação de crescimento e fortalecimento mútuo entre ser humano e ambiente, sendo que um reforça o outro. O ponto central da sustentabilidade é o ser humano, pois é ele quem preserva o meio ambiente, faz economia e é o ente social e cultural. É nele que reside o papel fundamental do desenvolvimento sustentável. Por isso, é essencial a formação do capital humano, pois a mudança da consciência em prol do desenvolvimento é a tarefa mais árdua de qualquer organização, seja esta pública ou privada. Mostrava-se essencial, portanto, a formação da mentalidade sustentável.

11 DIMENSÃO SOCIAL 1) Desenvolvimento social por meio da realização do potencial individual; 2) Estímulo ao protagonismo e à diminuição, progressiva, das políticas assistencialistas; 3) Geração de postos de trabalho como meio de progresso, dignidade e autossustento, sobretudo a jovens do meio rural. AÇÕES - valorização do comércio e fornecedores locais, promovendo o aperfeiçoamento de suas atividades; - desenvolvimento social por meio de educação ou formação de jovens, formação humanista, promoção do empreendedorismo, conscientização dos valores e potencialidades do País e reconhecimento da identidade brasileira; - desenvolvimento de projetos culturais e educacionais para formar as gerações futuras, criando laços de valor com a comunidade circunstante. DIMENSÃO CULTURAL 1) Cultura ontopsicológica formando cidadãos protagonistas responsáveis. DIMENSÃO ECOBIOLÓGICA 1) Relação entre identidade humana e ambiental para manter a saúde psico-orgânica. AÇÕES - planejamento financeiro empresarial contemplando investimentos de preservação ambiental; - projetos educacionais para a mudança de hábitos criando a consciência ecobiológica; - edificação de arquitetura com respeito à natureza local; - manutenção e desenvolvimento da biodiversidade. AÇÕES - instalação de cultura pelo desenvolvimento do país proporcionando estímulo aos jovens das áreas rurais, evitando seu êxodo para grandes centros; - no confronto com outras culturas, valorização, revitalização da autenticidade da cultura local; - ensino dos princípios da gestão privada à gestão pública, por meio da aproximação entre os dois poderes, para obter soluções às problemáticas sociais; - formação e educação por meio da cultura humanista milenar; - formação do agente intercultural; - criação de meios de comunicação culturais que incentivem o progresso.

12 DIMENSÃO POLÍTICA NACIONAL E INTERNACIONAL 1) Respeito ao projeto humano universal; 2) Manutenção da identidade e transcendência dos estereótipos; 3) Cumprimento dos deveres para garantia dos direitos. DIMENSÃO TERRITORIAL 1) Valorização psicológica do próprio território. AÇÕES - migração para os pequenos centros em busca de um novo estilo de vida; AÇÕES - ação local com perspectiva internacional; - financiamentos privados para obras públicas, para atrair investimentos e melhorar as estruturas civis do entorno; - incentivo à integração política regional; - aprendizado contínuo da cultura dos povos para obter eficiência nas relações internacionais; - incentivo à relações de trocas em diversos setores a partir do ponto-força de cada nação; - promoção de parceria efetiva entre públicoprivado, local-regional-nacional-internacional, com ganhos recíprocos, garantindo a própria autonomia; - produção local com qualidade internacional; - aprendizado dos princípios da gestão privada na gestão do bem público. - integração harmônica entre espaços urbanos e rurais; - crescimento urbano preservando e reforçando constantemente a lógica ambiental; - intervenção humana respeitando as características naturais do ambiente para resolver problemas territoriais; - embelezamento do território objetivando reforçar a identidade dos indivíduos; - planejamento do espaço urbano com critério ontológico; - promoção à fertilidade do solo. DIMENSÃO SER HUMANO AUTÊNTICO O Método Ontopsicológico propicia ao individuo a conscientização e o desenvolvimento da própria identidade (conforme pode se ver no gráfico ao lado, elaborado para dissertação por SCHUTEL, 2010)

13 DIMENSÃO ECONÔMICA 1) A economia é um instrumento para promover o humanismo; o resultado econômico é entendido como um valor existencial. AÇÕES - reinvestimento no local; - incentivo à instalação de novas empresas; - sistema econômico aberto: relações de trocas com benefícios mútuos para o seu ambiente; - preferência por colaboradores e prestadores de serviço da comunidade; - autonomia em relação a recursos públicos; - disponibilização de produtos/serviços que respondem às necessidades locais; - pagamento de tributos aos órgãos públicos como contribuição econômica, social e, sobretudo, de liberdade; - formação das pessoas conforme o próprio potencial, qualificação e capacidade técnica. No distrito Recanto Maestro, é frequente a construção de novos prédios. A maioria deles, está relacionado à abertura de uma nova empresa no local, sempre com edificações que respeitam o meio ambiente e a integração estética com a natureza. $ Lifelong Learning Método Ontopsicológico consciente Mentalidade Sustentável Ação Sustentável AÇÃO - Formação continuada (Life Long Learning) promovendo a inconsciente mentalidade sustentável. Ambiente Ser Humano

14 PLANO DE AÇÃO Transformações e realizações A partir de 1988, com a criação do Centro Internacional de Arte e Cultura Humanista Recanto Maestro, ocorreu o início do processo de transformação. A Associação Internacional de Ontopsicologia (AIO) Organização Não Governamental com Status Consultivo Especial junto ao ECOSOC (Conselho Econômico e Social) das Nações Unidas, através de suas iniciativas e projetos internacionais, priorizou transformar a área em um lugar civil, urbano, com o crescimento da população e a melhoria da economia local. A intenção era criar atividades que favorecessem emprego às pessoas da região e contribuíssem com a administração pública na busca de soluções de problemas, bem como oportunizasse financiamentos para infraestrutura. Ações que fossem uma alternativa para conter o êxodo para as grandes cidades e reverter a desvalorização que as pessoas locais possuíam em relação ao potencial de sua região. O Recanto Maestro começou a se desenvolver de maneira orgânica. Todas as construções foram edificadas aos poucos para atender à demanda do seu crescimento. A base, comum a todos os projetos que a AIO desenvolve ao redor do mundo, é o conceito de ecobiologia: Eco = casa, ambiente; Biologia = conhecimento, lógica da vida. O Recanto Maestro foi projetado como um espaço dedicado e em proporção à realidade humana. A arquitetura integrada com o ecossistema biológico local proporciona uma extensão promissora para a formação das pessoas, onde qualquer indivíduo, em contato com um ambiente como esse, se desenvolve, porque se aufere que o ser humano cresce quando em relação

15 com um espaço planejado para ele. O Recanto Maestro não deve ser percebido somente como um lugar de natureza exuberante, mas sim um local que desenvolve ao máximo todos os valores humanos. Primeiros passos O primeiro ponto de desenvolvimento do Recanto Maestro foi uma antiga casa de pedra, que atualmente abriga a Pousada Recanto. Em seguida, foi construído um condomínio, o Recantigno, depois o Hotel Capo Zorial, em espaço que antigamente era uma típica chácara dos colonos locais. O terreno foi todo drenado e o sobrado ali existente foi restaurado e se tornou um ponto de convivência, com piscina, quadras de esportes, restaurante, onde são realizados os almoços e jantares daqueles que vêm ao Distrito estudar e eventos de organizações de todo o país e mundo que este espaço hospeda. A construção do hotel ocorreu para suprir a demanda gerada pelo aumento de pessoas que participavam dos cursos de formação. Com o decorrer do tempo, muitos decidiram morar no Recanto Maestro, o que oportunizou a construção do condomínio residencial, bem como a parceria com a administração pública para pavimentar as estradas, construir as instalações elétricas, entre outras estruturas civis básicas. Nas fotos, pode-se ver as condições do local nos primeiros anos de atividades ali realizadas pela Associação Brasileira de Ontopsicologia. Assim, diversas empresas começaram a se instalar no Recanto, foi criada a Faculdade Antonio Meneghetti e também sedes de várias instituições. Com o passar dos anos, o Distrito abandonado foi criando ares apontados por muitos visitantes sejam estrangeiros ou brasileiros como um paraíso.

16 Desenvolvimento econômico A sustentabilidade econômica do local está relacionada ao incentivo de instalação de novas empresas no Distrito e ao incentivo ao empreendedorismo em toda região circunstante. A iniciativa privada, através de seus investimentos e da consequente oferta de emprego, gera não apenas a sustentabilidade econômica local, mas também da região circunstante. O incentivo à abertura de novas empresas fez com que o local se autofinanciasse e criasse uma autonomia socioeconômica em relação aos meios públicos, apesar de sempre manter-se como forte parceiro destes. Todas as iniciativas ou projetos são desenvolvidos e construídos com recursos privados, sem buscar financiamentos ou recursos públicos. Essas iniciativas visam ao crescimento econômico prioritariamente local, regional e estadual, através da valorização de mão de obra, serviços e matéria-prima. As empresas possuem posicionamento de crescimento autônomo sem os incentivos que são praticados, muitas vezes, pelo poder público, para a atração de novas empresas. Estas dirigem-se para o Distrito no sentido de ali encontrar qualidade de vida e formação para seus colaboradores, além de todo o aporte para investimento em ações de responsabilidade social. Cabe ressaltar que alguns projetos culturais tem sido realizados com o apoio do Ministério da Cultura e da Lei de Incentivo à Cultura do Estado RS. Muitos empresários, após alcançarem um determinado grau econômico, desejam investir em algo que tenha um valor para a evolução do ser humano e, no Recanto Maestro, esse valor é encontrado. São projetos de responsabilidade social hoje reconhecidos como iniciativas de valor nacional e internacional. Empresas brasileiras com atuação nacional e internacional encontram no Recanto Maestro um local ideal para abrir sedes ou unidades operacionais. Adotando o modelo de autossustentabilidade desenvolvido no Distrito e empregando a mão de obra local, essas empresas vêm conquistando índices de produtividade e qualidade em padrões considerados internacionais. A autossutentabilidade refere-se também à capacidade que algumas das empresas já consolidadas tem de investir em novas empresas, fomentando o empreendedorismo na região. É o caso da parceria entre AM Stile e Lavanderia Acquachiara ou entre a Antonio Meneghetti Faculdade e o Empório Zoriano. Todos os projetos empresariais no Recanto tem como premissa a autosustentabilidade, modo de serem economicamente sustentáveis. Um núcleo empresarial local assim é criado, servindo às demandas atualizadas do Distrito e permitindo crescimento econômico e social autônomo, sem necessidade de subsídio ou incentivo governamental. O Centro Empresarial Recanto Maestro gera arrecadação para o município, vagas de emprego, além de conhecimento e produtos que representam o Brasil no mundo. As organizações, em sua maioria, são de empreendedores que optaram em alocar suas sedes no Recanto Maestro pelos princípios de formação de mão de obra e de atuação, qualidade e excelência, com respeito à natureza ali encontrados.

17 Algumas das empresas e entidades que escolheram o centro empresarial Grupo Meta - Uma das sedes de um dos maiores grupos brasileiros de Tecnologia da Informação. Em breve, inaugurará no distrito um novo prédio com capacidade para sediar as atividades de cerca de 300 colaboradores. Hotel Capo Zorial - Especializado em eventos corporativos. A arte de servir faz parte da essência do Hotel Capo Zorial, serviços exclusivos e estrutura para realização de eventos. AM Stile - Empreendimento de moda que forma e contrata artesãos da comunidade para as áreas de alta costura e ourivesaria, empregando os jovens da região. Originale - a fábrica, localizada no Recanto Maestro, elabora tapetes exclusivos para os mais diversos ambientes. Showrooms em Curitiba/PR e São Paulo/SP e exposições nas principais mostras de decoração do país. Revista Performance Líder - Uma das sedes editoriais desta publicação funciona no Recanto Maestro. O seu objetivo é apresentar o melhor da cultura e do empreendedorismo brasileiro. Associação OntoArte - Entidade que mantém projetos gratuitos de formação musical para mais de 500 jovens da rede pública de ensino da região.

18 Algumas das empresas e entidades que escolheram o centro empresarial Fundação Antonio Meneghetti - Instituição de educação e incentivo à cultura. Promoveu, em 2011, o Congresso Internacional Responsabilidade & Reciprocidade: Valores Sociais para uma Economia Sustentável (www.reciprocidade.org.br), realizado na Antonio Meneghetti Faculdade com a participação de representantes de diferentes ONGs brasileiras, empresários, representante do Impacto Acadêmico das Nações Unidas, da comunidade acadêmica e da população local, tudo com entrada gratuita. Lavanderia Acquachiara - Nasceu a partir da parceria entre a boutique AM Stile e uma jovem empreendedora graduada em Administração pela Antonio Meneghetti Faculdade. A lavanderia é a primeira de seu tipo na região, mantendo processos ecológicos. Pousada Recanto - A pousada é recomendada pelo Guia Quatro Rodas. Um espaço privilegiado junto à natureza, com belas paisagens, ótima cozinha, local adequado para descanso e lazer. Nady Queijos - Primeira indústria de queijos da região a buscar tecnologia italiana. Utiliza matéria prima da região, fomentando a agropecuária local. A ideia deste empreendimento nasceu durante uma aula de MBA da Antonio Meneghetti Faculdade. A empreendedora oferece produtos de alto padrão para toda a região. Lilium Recanto - Cosméticos desenvolvidos a partir de uma pesquisa científica realizada como parte do MBA Business Intuition da AMF. Utilizam uma planta comum na região, o lírio do brejo (que por vezes era considerado como uma praga), para produzir produtos estéticos de alto padrão e excelência.

19 Antonio Meneghetti Faculdade: polo de atratividade e de desenvolvimento A maior expressão educacional do Distrito está na Antonio Meneghetti Faculdade que, além de ser a primeira instituição privada de ensino presencial da região da Quarta Colônia, também oferece cursos de extensão. Facilita e incentiva a manutenção de jovens nesta zona rural, não sendo mais necessário migrar aos grandes centros para buscar oportunidade de graduação. O campus da Antonio Meneghetti Faculdade (AMF), sediado no Recanto Maestro, passou a ser uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento da região. O ensino oferecido na AMF, desde sua fundação, em 2008, une o desenvolvimento humano e cultural dos alunos ao progressivo crescimento econômico e social da comunidade. Facilitando o acesso ao ensino superior para a região, a AMF trouxe para o Sul uma proposta de ensino que remonta às mais tradicionais instituições europeias. Paralelamente, oferece para toda a comunidade o acesso à Biblioteca Humanitas, que objetiva ser a principal biblioteca em acervo de obras clássicas humanistas da América Latina. O primeiro curso de graduação foi o de Administração, autorizado a funcionar pelo Ministério da Educação, em dezembro de Hoje disponibiliza também o curso de Sistemas da Informação, Direiro e os MBAs Business Intuition em Agronegócios e Identidade Empresarial, já tendo formado duas turmas de MBA. A proposta da faculdade diferencia-se no cenário do ensino superior brasileiro por aplicar, em todos os seus cursos, a metodologia ontopsicológica praticada também em consultorias empresariais da organização FOIL (Formação Interdisciplinar Ontopsicológica Liderística), que é mantenedora da AMF. Nas fotos (da esq. para dir.), evento de robótica realizado com a participação de estudantes de Ensino Médio da região; aula do MBA; formandos da primeira turma de graduação e aula da turma de MBA em Agronegócios com empreendedora local.

20 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ATRAVÉS DE AÇÕES ORQUESTRADAS EM DIFERENTES PILARES Foco no desenvolvimento social A sustentabilidade social acrescenta uma nova lógica de crescimento embasada em uma visão de sociedade, a qual possui como meta o convívio entre homens realizados que compreendem suas potencialidades e atuam por elas, fornecendo benefícios à sociedade. A existência da faculdade possibilita ensino superior presencial para estudantes da região. Assim, os jovens e empresários que ali estudam não apenas adquirem conhecimentos técnicos, mas uma cultura diferenciada e percebem, a partir disso, uma nova mentalidade com a qual podem contribuir mais efetivamente para o desenvolvimento sustentável da região em que atuam. Da mesma forma, o investimento em educação infantil, cultural e artística de qualidade proporciona a interação do Recanto Maestro com a comunidade, uma visão de longo prazo, pois educar as crianças é auxiliar na capacitação de futuros cidadãos. É uma gestão com visão de longo prazo, pois o local certamente terá ainda muito mais empregos gerados no seu entorno graças à consolidação da faculdade e do parque tecnológico. Outro bom exemplo é o fato da Antonio Meneghetti Faculdade ter fomentado a criação da Associação de Jovens Empreendedores da Quarta Colônia (AJERQC), entidade que hoje realiza boa parte de seus eventos no Recanto Maestro. Com isso, o Distrito Recanto Maestro possibilita a conviviabilidade e a inclusão cidadã, além da interdisciplinaridade. Um dos princípios verificados na sustentabilidade social é que a cultura faz parte do bem social e influi no seu desenvolvimento. Quanto mais é fomentada a formação, o aprimoramento, a especialização e o conhecimento, maiores são os indicadores de desenvolvimento social.

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

A Business Intuition e os verdadeiros segredos do Made in Italy

A Business Intuition e os verdadeiros segredos do Made in Italy MILÃO - SÃO PAULO A perfeição é feita de pequenos detalhes - não é apenas um detalhe. Michelangelo Buonarroti A Business Intuition e os verdadeiros segredos do Made in Italy UM MBA INÉDITO NO MUNDO A criatividade

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE

1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE PROJETO ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL DO VALE DO RIBEIRA E IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS PRIORITÁRIOS 1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP Mestre em Serviço Social pela Faculdade de História, Direito e Serviço Social/UNESP

Leia mais

AGENDA 21 COMPERJ DESCRIÇÃO DO CAPÍTULO ESTÁGIO DESEJÁVEL ESTÁGIO PREOCUPAÇÕES POTENCIALIDADES AÇÕES

AGENDA 21 COMPERJ DESCRIÇÃO DO CAPÍTULO ESTÁGIO DESEJÁVEL ESTÁGIO PREOCUPAÇÕES POTENCIALIDADES AÇÕES DESCRIÇÃO DO CAPÍTULO ESTÁGIO PREOCUPAÇÕES POTENCIALIDADES ESTÁGIO DESEJÁVEL AÇÕES Capítulo 1: Integração das preocupações relativas ao meio ambiente e 3 O Conselho está inativo Pouca participação e articulação

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE METAS Gestão 2013/2016 APRESENTAÇÃO... 2 I - VISÃO DO MUNICÍPIO... 3 II COMPROMISSO... 3 III PRINCÍPIOS DE GESTÃO... 3 IV DIRETRIZES ESTRATÉGIAS... 4 PROGRAMA DE METAS DESENVOLVIMENTO URBANO...

Leia mais

EUNEDS INTRODUÇÃO FINALIDADE E OBJECTIVOS

EUNEDS INTRODUÇÃO FINALIDADE E OBJECTIVOS EUNEDS INTRODUÇÃO O mandato para desenvolver uma Estratégia para a Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS) decorre da declaração apresentada pelos ministros do ambiente da CEE/ONU na 5ª Conferência

Leia mais

Jovens cuidando do Brasil

Jovens cuidando do Brasil ação constitui uma parte da política dos três R reduzir, reutilizar e reciclar, depreende-se a necessidade de um trabalho com lixo que se inicie com uma revisão crítica dos hábitos e padrões de consumo.

Leia mais

Quer tirar seu projeto do fundo do baú?

Quer tirar seu projeto do fundo do baú? Quer tirar seu projeto do fundo do baú? Sumário 1. PATROCÍNIO... 2. SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL... 3. INSTITUTO BRASILEIRO DE TURISMO... 4. FUND. COORD. DE APERF. DE PESSOAL

Leia mais

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS APRESENTAÇÃO Em Dezembro de 2004 por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná o CPCE Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial nasceu como uma organização

Leia mais

Comprometidos com o Futuro da Educação

Comprometidos com o Futuro da Educação Comprometidos com o Futuro da Educação Comprometidos com o Futuro da Educação Educação Assim se Constroem as Grandes Nações A educação é vital para criar uma cultura baseada na excelência. A demanda por

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade ITABORAÍ Projeto: Fábrica de Sonhos Nome da instituição: Liga Independente das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Itaboraí

Leia mais

CIDADANIA AMBIENTAL PROJETO ARBORETO

CIDADANIA AMBIENTAL PROJETO ARBORETO CIDADANIA AMBIENTAL A resposta da sociedade de Araxá aos problemas ambientais se dá através das ações de educação ambiental. Destacam-se as atividades de educação ambiental promovidas por escolas, organizações

Leia mais

PROGRAMA DE ADOÇÃO DE PRINCÍPIOS SOCIOAMBIENTAIS

PROGRAMA DE ADOÇÃO DE PRINCÍPIOS SOCIOAMBIENTAIS A Copagaz A Copagaz, primeira empresa do Grupo Zahran, iniciou suas atividades em 1955 distribuindo uma tonelada de Gás Liquefeito de Petróleo - GLP por dia nos estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA!

INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA! INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA! Apresentação O Instituto Sicoob PR foi criado para cumprir o 7º princípio cooperativista Interesse pela comunidade. Com o suporte das Cooperativas

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: 4001 Publicidade e Propaganda MISSÃO DO CURSO O curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem como missão formar

Leia mais

Síntese dos debates ocorridos nos fóruns anteriores relacionados ao tema. Inovação e Empreendedorismo. Data: 02/04/2014 Versão 1.0

Síntese dos debates ocorridos nos fóruns anteriores relacionados ao tema. Inovação e Empreendedorismo. Data: 02/04/2014 Versão 1.0 Síntese dos debates ocorridos nos fóruns anteriores relacionados ao tema Inovação e Empreendedorismo Data: 02/04/2014 Versão 1.0 1. INTRODUÇÃO Os relatórios considerados para esta síntese foram: I Fórum

Leia mais

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus 2013-2016 0 1 Sumário Apresentação... 2 Análise Situacional... 2 Programas Estruturantes...

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

ITU Regional Human Capacity Development Forum. TIC e Desenvolvimento Econômico e Social

ITU Regional Human Capacity Development Forum. TIC e Desenvolvimento Econômico e Social ITU Regional Human Capacity Development Forum TIC e Desenvolvimento Econômico e Social O mundo passa por um momento de profundas transformações...... as comunicações são parte dessas transformações. Políticas

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI PREFEITURA MUNICIPAL DE LONTRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI DESPERTANDO AÇÕES SUSTENTÁVEIS LONTRAS 2013 1.TEMA A preservação

Leia mais

Área de Ciências Humanas

Área de Ciências Humanas Área de Ciências Humanas Ciências Sociais Unidade: Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia (FCHF) www.fchf.ufg.br Em Ciências Sociais estudam-se as relações sociais entre indivíduos, grupos e instituições,

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local

RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local 1 Por: Evandro Prestes Guerreiro 1 A questão da Responsabilidade Social se tornou o ponto de partida para o estabelecimento

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL Formação de valores ético-ambientais para o exercício da cidadania

EDUCAÇÃO AMBIENTAL Formação de valores ético-ambientais para o exercício da cidadania EDUCAÇÃO AMBIENTAL Formação de valores ético-ambientais para o exercício da cidadania 1 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...3 2 OBJETIVOS DO PROJETO:...5 3 METAS PARA A SUSTENTABILIDADE...6 4 JUSTIFICATIVAS...6 4.1-

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora

A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora * Resumo Promover o progresso e o desenvolvimento auto-sustentável por meio da geração de emprego e renda e da melhoria do meio ambiente

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social Políticas Públicas de Comunicação...a presença ativa duma universidade, revigorada ao contato de seu núcleo mais vivo e ciosa do seu espaço

Leia mais

DOCUMENTO 03 ENSINO SUPERIOR NO BRASIL

DOCUMENTO 03 ENSINO SUPERIOR NO BRASIL DOCUMENTO 03 ENSINO SUPERIOR NO BRASIL Com o advento da nova Constituição em 1988 e a promulgação e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional em fins de 1996, novas perspectivas foram colocadas

Leia mais

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Universidade Metodista de São Paulo Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Fábio França Maria Aparecida Ferrari Maio de 2006 1 Tradição

Leia mais

Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL

Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL Apresenta à sociedade brasileira um conjunto de estratégias e ações capazes de contribuir para a afirmação de um novo papel para o rural na estratégia

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais

Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais Mostra Local de: Maringá PR Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Facinor- Faculdade

Leia mais

PROJETOS SOCIAIS E OS OBJETIVOS DO MILÊNIO

PROJETOS SOCIAIS E OS OBJETIVOS DO MILÊNIO PROJETOS SOCIAIS E OS OBJETIVOS DO MILÊNIO DIFERENCIANDO OS TRÊS SETORES Primeiro Setor A origem e a destinação dos recursos são públicos. Segundo Setor Corresponde ao capital privado, sendo a aplicação

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.374, DE 08 DE ABRIL DE 2003. Publicado no Diário Oficial nº 1.425. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental e adota outras providências. O Governador do Estado do Tocantins Faço

Leia mais

DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016.

DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016. DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016. DO PRÉ CANDIDATO CARLOS ROBERTO LUCENA BARBOSA. 1. Educação de Qualidade.

Leia mais

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração e acompanhamento das políticas públicas na área de cidadania, em nível municipal, estadual e nacional, promovendo

Leia mais

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Paulo Gabriel Soledade Nacif, Murilo Silva de Camargo Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Leia mais

Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global

Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global Este Tratado, assim como a educação, é um processo dinâmico em permanente construção. Deve portanto propiciar a reflexão,

Leia mais

CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO

CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO O Movimento Nós Podemos Paraná, articulado pelo Sistema Fiep, visando reconhecer e divulgar boas práticas para o alcance dos Objetivos de

Leia mais

Semana do Meio Ambiente: atividades educativas para conscientização da população Maringaense

Semana do Meio Ambiente: atividades educativas para conscientização da população Maringaense Semana do Meio Ambiente: atividades educativas para conscientização da população Maringaense Mostra Local de: Maringá Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome

Leia mais

Sua empresa é CIDADÃ?

Sua empresa é CIDADÃ? Sua empresa é CIDADÃ? A Câmara de Comércio e Indústria do Estado do Rio de Janeiro (CAERJ) em uma iniciativa inédita está compilando informações corporativas de todos os segmentos: indústria, comércio

Leia mais

Glossário do Investimento Social*

Glossário do Investimento Social* Glossário do Investimento Social* O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como missão promover e estruturar o investimento

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 03/08/2010 Pág.01 POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 1. INTRODUÇÃO 1.1 A Política de Comunicação da CEMIG com a Comunidade explicita as diretrizes que

Leia mais

GESTÃO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS

GESTÃO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS PROPOSTAS PARA REELABORAÇÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PGIRS do MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Texto de referência TEMA GESTÃO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS 1 O processo de preparação

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO. Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO. Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR É parte de um Sistema Nacional

Leia mais

Programa Lixo e Cidadania

Programa Lixo e Cidadania Programa Lixo e Cidadania São Bernardo do Campo (SP) Elisabeth Grimberg e Sonia Lima in Segurança Alimentar e Nutricional: a contribuição das empresas para a sustentabilidade das iniciativas locais Fechar

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

MINUTA DE LEI DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CARIACICA

MINUTA DE LEI DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CARIACICA MINUTA DE LEI DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CARIACICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Fica instituída a Política Municipal de Educação Ambiental, seus objetivos, princípios

Leia mais

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Municípios participantes Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Rio Branco do Sul Tunas do Paraná Itaperuçu Campo Magro Colombo Almirante Tamandaré

Leia mais

PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL FACULDADE CASA DO ESTUDANTE. Aprovado no CONSU Conselho Superior em 02/02/2012

PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL FACULDADE CASA DO ESTUDANTE. Aprovado no CONSU Conselho Superior em 02/02/2012 PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL DA FACULDADE CASA DO ESTUDANTE PPI 2012 a 2015 Aprovado no CONSU Conselho Superior em 02/02/2012 Diretor Geral FACULDADE CASA DO ESTUDANTE PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL

Leia mais

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO CUMPRIR E FAZER CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO 1. Cumprir e fazer cumprir a

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

Título: Um novo conceito de RSE nas empresas juniores RESUMO

Título: Um novo conceito de RSE nas empresas juniores RESUMO Título: Um novo conceito de RSE nas empresas juniores RESUMO Em um cenário em que a Responsabilidade Social Empresarial é mais do que ações sociais isoladas, mas uma fonte agregadora de diferencial competitivo,

Leia mais

Capítulo 36 da Agenda 21

Capítulo 36 da Agenda 21 Capítulo 36 da Agenda 21 A Agenda 21 é um programa de ações recomendado para todos os países nas suas diversas instâncias e setores para colocarem em prática a partir da data de sua aprovação 14 de junho

Leia mais

ONDAS. Projeto Ondas que te quero mar Educação Ambiental para comunidades ambientais

ONDAS. Projeto Ondas que te quero mar Educação Ambiental para comunidades ambientais ONDAS Projeto Ondas que te quero mar Educação Ambiental para comunidades ambientais O primeiro Projeto do NEMA foi o Mentalidade Marítima (1987), atual Projeto Ondas que te quero mar: educação ambiental

Leia mais

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria.

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. 1 Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. Quem somos: A Abrasa Associação Brasileiro-Afro-Brasileira para o Desenvolvimento da Dança, Cultura Educação e Arte, é uma Instituição

Leia mais

ANEXO XXII POLÍTICA MUNICIPAL DE TURISMO DE FOZ DO IGUAÇU LEI Nº 4.291, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014.

ANEXO XXII POLÍTICA MUNICIPAL DE TURISMO DE FOZ DO IGUAÇU LEI Nº 4.291, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014. ANEXO XXII POLÍTICA MUNICIPAL DE TURISMO DE FOZ DO IGUAÇU LEI Nº 4.291, DE 31 DE OUTUBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A POLÍTICA MUNICIPAL DE TURISMO, PREVISTA NO CAPÍTULO X, DO TÍTULO V, DA LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO,

Leia mais

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004 Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Estadual de Educação Ambiental, cria o Programa Estadual de Educação Ambiental e complementa a Lei Federal nº 9.795/99,

Leia mais

II Seminário de Intercâmbio de Experiências Exitosas apara o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Rede IDEEA

II Seminário de Intercâmbio de Experiências Exitosas apara o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Rede IDEEA II Seminário de Intercâmbio de Experiências Exitosas apara o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Rede IDEEA Salvador, Bahia Brasil, 19 e 20 de novembro de 2009 Mobilização Mundial Conferências

Leia mais

CDC. De olho. no Futuro. em foco. Edição VII Ano III Agosto de 2013

CDC. De olho. no Futuro. em foco. Edição VII Ano III Agosto de 2013 CDC em foco Edição VII Ano III Agosto de 2013 De olho no Futuro 1 editorial A segunda edição do boletim CDC em Foco deste ano traz novidades e relembra ações que contribuíram para a melhoria da qualidade

Leia mais

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Comentários de Peter Hansen sobre interação Universidade- Empresa no Brasil e Experiências Práticas. VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Apresentação Prof. Peter

Leia mais

in light eletro house supri shop linea domus outdoor living & garden

in light eletro house supri shop linea domus outdoor living & garden utility house in domus eletro house in light linea domus supri shop outdoor living & garden FEIRA PROFISSIONAL Reunir em um mesmo local e momento investidores e mercado-alvo, formando um ambiente de negócios

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI Grupo Acadêmico Pedagógico - Agosto 2010 O Projeto Pedagógico Institucional (PPI) expressa os fundamentos filosóficos,

Leia mais

LEI Nº 13.558, de 17 de novembro de 2005. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental - PEEA - e adota outras providências.

LEI Nº 13.558, de 17 de novembro de 2005. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental - PEEA - e adota outras providências. LEI Nº 13.558, de 17 de novembro de 2005 Procedência: Governamental Natureza: PL. 332/05 DO. 17.762 de 17/11/05 Fonte: ALESC/Div. Documentação Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental - PEEA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BETÂNIA Estado de Pernambuco LEI Nº 636 /2012 DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2013 Anexo de Prioridades e Metas ( Sintético )

PREFEITURA MUNICIPAL DE BETÂNIA Estado de Pernambuco LEI Nº 636 /2012 DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2013 Anexo de Prioridades e Metas ( Sintético ) Anexo de Prioridades e s ( Sintético ) s Processo Legislativo Administração Legislativa Planejamento Governamental Gestão Política Administrativa Suporte Administrativo Garantir o exercício da função legislativa

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ESTADO DO PIAUÍ

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ESTADO DO PIAUÍ PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ESTADO DO PIAUÍ Governador do Estado do Piauí: Dr. Francisco de Assis de Moraes Souza Vice- Governador do Estado do Piauí: Dr. Osmar Ribeiro de Almeida Júnior Secretário

Leia mais

Reciclagem, Sustentabilidade e Coleta Seletiva a experiência em Viçosa - MG, uma missão do Projeto InterAção.

Reciclagem, Sustentabilidade e Coleta Seletiva a experiência em Viçosa - MG, uma missão do Projeto InterAção. Reciclagem, Sustentabilidade e Coleta Seletiva a experiência em Viçosa - MG, uma missão do Projeto InterAção. Nádia D. de Souza 1 Kátia G. de Laia 2 Mariana O. Silva 3 Estevão L. M. Gomes 4 Tiago L. A.

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

ILUMINADO DE AMARELO PROPOSTA DO FÓRUM PARANAENSE, INCORPORADA NA DISCUSSÃO DO FÓRUM EJA/RJ DE 17/6/2013

ILUMINADO DE AMARELO PROPOSTA DO FÓRUM PARANAENSE, INCORPORADA NA DISCUSSÃO DO FÓRUM EJA/RJ DE 17/6/2013 LEGENDA: EM VERMELHO O QUE INCLUÍMOS NO FÓRUM EJA / RJ DE 17/6/2013 ILUMINADO DE AMARELO PROPOSTA DO FÓRUM PARANAENSE, INCORPORADA NA DISCUSSÃO DO FÓRUM EJA/RJ DE 17/6/2013 ILUMINADO DE VERDE PROPOSTA

Leia mais

Estratégias para o desenvolvimento humano

Estratégias para o desenvolvimento humano ofício Estratégias para o desenvolvimento humano A Olhar Cidadão é uma empresa de planejamento estratégico, gestão e inovação, na qual se desenvolvem soluções integradas, projetos e ideias que contribuam

Leia mais

Tabela para classificação de ações de extensão

Tabela para classificação de ações de extensão Tabela para classificação de ações de extensão Linha de Extensão 1. Alfabetização, leitura e escrita Formas mais freqüentes de operacionalização Alfabetização e letramento de crianças, jovens e adultos;

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo:

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo: Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade Entrevista cedida à FGR em Revista por Gustavo de Faria Dias Corrêa, Secretário de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais. FGR: A Secretaria

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável

Desenvolvimento Sustentável Desafios para as lideranças na criação de ambientes favoráveis à leitura Lucila Martínez Cáceres Educadora, Mestre em Biblioteconomia e Informação Especialização em Desenvolvimento Sustentável Local e

Leia mais

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 Sete Lagoas Março de 2014 Sumário 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO... 4 1.1. Composição da Comissão

Leia mais

Compromisso Nacional pela Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável

Compromisso Nacional pela Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável Compromisso Nacional pela Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável A educação é de importância crítica para promover o desenvolvimento sustentável. Por conseguinte, é essencial mobilizar os

Leia mais

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação.

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. GOVERNANÇA A Fundação Bunge é uma organização comprometida com o desenvolvimento sustentável. Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. Missão: contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DEDC - CAMPUS I GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE - GREDHI

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DEDC - CAMPUS I GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE - GREDHI UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DEDC - CAMPUS I GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE - GREDHI RELATÓRIO FINAL Salvador 2014 1 RELATORIO DO FÓRUM

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - ES PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Introdução O Programa Municipal de Educação Ambiental estabelece diretrizes, objetivos, potenciais participantes, linhas

Leia mais

A Fundação Espaço ECO

A Fundação Espaço ECO www.espacoeco.org Sustentabilidade que se mede A Fundação Espaço ECO (FEE ) é um Centro de Excelência em Educação e Gestão para a sustentabilidade, que mede e avalia a sustentabilidade por meio de metodologias

Leia mais

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. PASTA P R O E R S São Paulo ( ) / Minas Gerais ( ) 2011 1 P R O E R S 1. TÍTULO DO PROJETO (de acordo com a Linha de Extensão) : 2. ACADÊMICO:

Leia mais

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Plano de Desenvolvimento Institucional PDI 13 I ENSINO DE GRADUAÇÃO Objetivo 1 - Buscar continuamente a excelência nos cursos de graduação 1. Avaliar continuamente o processo educativo, em consonância

Leia mais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais CARAVANA ESPORTIVA Seleção Pública P de Projetos Esportivos Educacionais Programa Petrobras Esporte & Cidadania Fomentar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro; Democratizar o acesso ao esporte

Leia mais

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Carlos Alberto Ribeiro de Figueiredo Janice Dias PETROBRAS - Comunicação Nacional RESPONSABILIDADE SOCIAL SOCIAL CORPORATIVA Necessidade Assistencialismo

Leia mais

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011.

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. 1 LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. Institui a Política Municipal de Educação Ambiental, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

Prefeitura Municipal de Jaboticabal

Prefeitura Municipal de Jaboticabal LEI Nº 4.715, DE 22 DE SETEMBRO DE 2015 Institui a Política Municipal de estímulo à produção e ao consumo sustentáveis. RAUL JOSÉ SILVA GIRIO, Prefeito Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, no

Leia mais

Educação Infantil ESTRATÉGIAS:

Educação Infantil ESTRATÉGIAS: Educação Infantil META 1: Ampliar a oferta de educação infantil de forma a atender, em 100% da população de 4 e 5 anos até 2016 e, até o final da década, alcançar a meta de 50% das crianças de 0 a 3 anos,

Leia mais

Plataforma Ambiental para o Brasil

Plataforma Ambiental para o Brasil Plataforma Ambiental para o Brasil A Plataforma Ambiental para o Brasil é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica e traz os princípios básicos e alguns dos temas que deverão ser enfrentados na próxima

Leia mais

Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA. Comunicação de Progresso - 2006

Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA. Comunicação de Progresso - 2006 Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA Comunicação de Progresso - 2006 Quem somos: Número de funcionários: 781 Número de empresas listadas: 391 Volume financeiro diário: R$ 2,4 bilhões Market Cap: R$

Leia mais