Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013"

Transcrição

1 1 O Projeto CRIATEC do BNDES Fundo Criatec II Press Release Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013 Em Dezembro de 2006, a Diretoria do BNDES aprovou a criação do Programa CRIATEC, focado no apoio às empresas nascentes voltadas para inovação. O primeiro fundo da série CRIATEC contou com um Patrimônio Comprometido total de R$ 100 milhões, com o aporte de R$ 80 milhões da BNDESPAR e R$ 20 milhões do Banco do Nordeste do Brasil S/A (BNB). 2 O Fundo CRIATEC I O primeiro fundo da série foi o CRIATEC I, o qual é gerido pelo consórcio composto pela Antera Gestão de Recursos e Inseed Investimentos e tem como base legal a Instrução CVM nº 209. O Fundo iniciou sua operação em novembro de 2007 e encerrou o período de investimentos em novembro de 2011 com um portfolio de 36 empresas investidas, distribuídas pelas sete regionais de atuação do fundo. A equipe do CRIATEC I é composta por um Gestor Nacional (consórcio Antera/Inseed) e uma equipe de gestores em polos regionais, de forma a dar maior capilaridade aos investimentos através dos polos descentralizados. Em cada polo regional foi estabelecido um Gestor Regional do Fundo que atua na prospecção, originação e monitoramento dos investimentos. Sete cidades foram escolhidas para receber os polos do CRIATEC I: Florianópolis, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Belém e Recife. 3 O Fundo Criatec II O processo de seleção do Gestor Nacional para o fundo Criatec II teve início com a publicação do edital em Agosto de Em Setembro de 2013 o BNDES anunciou a escolha de uma gestora do grupo Bozano Investimentos. A estrutura de gestão do CRIATEC II, conforme apresentado pela Bozano Investimentos, prevê, além dos Gestores Regionais como no CRIATEC I, um Assessor Operacional que será a Triaxis Capital. Serão selecionados ainda seis Gestores Regionais nas seguintes regiões de atuação: Região Sudeste, Região Sul, Região Centro- Oeste e Região Nordeste. O Fundo CRIATEC II irá iniciar com um Capital Comprometido de R$ 186 milhões com o objetivo de investir em aproximadamente 36 empresas. Sua duração prevista é de 10 anos, sendo que os quatro primeiros anos referem- se ao Período de Investimentos. Durante este período, os

2 gestores terão a missão de utilizar os recursos do CRIATEC II para investir em empresas inovadoras com faturamento líquido anual inferior a R$ 10 milhões auferidos no ano imediatamente anterior à aprovação do investimento pelo Fundo, de forma a promover a sua capitalização e crescimento acelerado. Além disso, os gestores terão como objetivos a implementação de boas práticas de gestão e o incremento da governança corporativa nas empresas investidas. Os setores alvo do CRIATEC II são: Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC); Agronegócios, Nanotecnologia, Biotecnologia e Novos Materiais. Cada empresa poderá receber, no máximo, R$ 2,5 milhões no primeiro investimento, podendo ainda receber investimentos subsequentes de até R$ 3,5 milhões em outras rodadas de investimento. No entanto, o valor máximo por empresa investida não poderá exceder R$ 6 milhões. Não existe um percentual predefinido de participação nas empresas, pois esse número pode variar com o perfil dos negócios em análise. 3.1 Estrutura de Gestão O Gestor do fundo será Jonas Gomes, Head da área de Private Equity da Bozano Investimentos. A estrutura de gestão do fundo CRIATEC II contará, além do Gestor Nacional, com um Assessor Operacional, a Triaxis Capital. A Triaxis atuará como cogestor do fundo, sendo responsável, em conjunto com o Gestor Nacional, pela seleção, contratação, treinamento e supervisão dos Gestores Regionais, bem como, por assessorar o Gestor Nacional, ao longo de todo o período de operação do Fundo, em todos os processos de investimento, monitoramento e desinvestimento do fundo em conjunto com os Gestores Regionais. Os Gestores Regionais atuarão em seis polos regionais do fundo Criatec II distribuídos em seis regiões do País conforme indicado na tabela que se segue: REGIÃO Sul Sudeste Sudeste Sudeste Centro Oeste Nordeste POLO REGIONAL Porto Alegre / RS São Paulo / SP Rio de Janeiro / RJ Belo Horizonte / MG Brasília / DF Fortaleza / CE 3.2 Comitê de Investimentos O fundo CRIATEC II terá um Comitê de Investimentos composto por 8 (oito) membros e igual número de suplentes. Dentre as responsabilidades desse Comitê encontra- se a decisão sobre investimentos e desinvestimentos do Fundo.

3 3.3 Conselho Estratégico O Fundo poderá, ainda, constituir um conselho estratégico formado por membros do Comitê de Investimentos, do Gestor Nacional, do Assessor Operacional, bem como especialistas em cada um dos cinco setores alvo, quais sejam, Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), Biotecnologia, Novos Materiais, Nanotecnologia e Agronegócios. A constituição do Conselho Estratégico, seu funcionamento e sua composição devem ser aprovados pelos quotistas do Fundo. 4 Quotistas do Fundo Criatec II Com o objetivo de buscar uma maior pulverização dos investimentos do Fundo CRIATEC II, e ao mesmo tempo incentivar a inovação em diferentes regiões, são também quotistas quatro bancos de desenvolvimento regionais, a saber: (i) O Banco do Nordeste do Brasil (BNB); (ii) o Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul S.A. (BADESUL); (iii) o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais S.A. (BDMG); e (iv) o Banco de Brasília S.A. (BRB). Do Patrimônio Comprometido de R$ 186 milhões do Fundo destaca- se sua composição: BNDESPAR (comprometimento R$ 126 milhões); BNB (comprometimento de R$ 30 milhões); BADESUL (comprometimento de R$ 10 milhões); BRB (comprometimento de R$ 10 milhões); e BDMG (comprometimento de R$ 10 milhões). A capilaridade regional de quotistas do CRIATEC II cria um compromisso do Fundo em investir nas suas respectivas regiões Nordeste, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Centro- Oeste um montante igual ao capital comprometido por esses investidores. A Bozano Investimentos, Gestor Nacional, também será quotista do fundo. 5 Sobre a Bozano Investimentos A Bozano Investimentos é uma plataforma de investimentos especializada e constituída, mediante uma estrutura de partnership de forma a atrair, reter e desenvolver os melhores talentos. A Bozano Investimentos originou- se a partir da fusão de três gestoras: (i) a BR Investimentos, uma gestora de fundos de Private Equity & Venture Capital cuja estratégia de investimentos combina conhecimento setorial com times especializados buscando investimentos dentro dos círculos de competência; (ii) a Mercatto Gestão de Recursos, gestora com um sólido histórico de resultados em sua grade de fundos, adotando um modelo de gestão pautado estritamente em análise fundamentalista; e (iii) a Trapezus Asset Management, gestora inovadora com uma plataforma própria de estratégias quantitativas de investimentos. Além das áreas de Private Equity e Asset Management, a Bozano Investimentos possui também as unidades de Capital Solutions e de Fundos Estruturados, que abrange investimentos no Setor Imobiliário.

4 O Grupo Bozano possui uma participação de 20% no capital social da Bozano Investimentos o que possibilita o acesso à visão empreendedora do Sr. Julio Bozano, fundador do banco Bozano Simonsen. O Banco Bozano, Simonsen foi o precursor dos bancos de investimentos no Brasil. Atualmente, o Grupo Bozano possui um sólido histórico de atuação global, tendo realizado investimentos proprietários de longo prazo em diversos setores tais como: siderurgia, aviação, transportes, óleo e gás e imobiliário, sempre pautados nos princípios de criação de valor e parceria estratégica. Saiba mais sobre a Bozano Investimentos no site: 6 Sobre a Triaxis Capital A Triaxis Capital é uma gestora independente de investimentos especializada em Venture Capital constituída em 2012 através da associação dos gestores regionais do Fundo CRIATEC I em Minas Gerais, Pernambuco e Santa Catarina. Os sócios fundadores da Triaxis Capital, Eric Ribeiro, Haim Mesel e Reinaldo Coelho, têm larga experiência em gestão de investimento em empresas inovadoras de pequeno e médio porte, uma vez que juntos participaram ativamente do processo de investimento e gestão de 18 empresas ao longo de cerca de seis anos de operação do Fundo Criatec I nos segmentos de TIC, Biotecnologia, Agronegócios, Nanotecnologia, Tecnologias Limpas e Novos Materiais. Saiba mais sobre a empresa: 7 Equipes de Gestão 7.1 Bozano Investimentos Jonas Gomes. Sócio da Bozano Investimentos e head da unidade de Private Equity. Possui Doutorado e Mestrado em Matemática pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada, IMPA. Foi um dos sócios fundadores da BR Investimentos, gestora de private equity que deu origem à Bozano Investimentos mediante a fusão com a Mercatto e a Trapezus. Foi um dos pioneiros no desenvolvimento da tecnologia de Computação Gráfica no Brasil, tendo liderado o time de P&D do grupo de computação gráfica da Rede Globo de 1984 a Foi também um dos fundadores da Rede Nacional de Pesquisas (RNP), projeto que deu início às atividades da internet no Brasil, a partir de Fundou o Visgraf grupo de Pesquisa & Desenvolvimento em Computação Gráfica do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). Desde 1998 atua no mercado de capitais no segmento de venture capital, e private equity. Trabalhou no Opportunity onde foi responsável por investimentos no setor de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação). Foi CEO da Innovate empresa de investimentos em participações do

5 Grupo Opportunity, e foi CEO da w- Aura, empresa do grupo Opportunity, que foi pioneira na área de internet móvel no Brasil É membro do Conselho de Tecnologia da FIRJAN, membro do Conselho de Administração do IMPA, da Anima Educação e da Affero S.A. Fernando Wagner da Silva. Atua como Head Officer do fundo Criatec II na Bozano Investimentos. É bacharel em Matemática pela UFRJ e mestre em Engenharia de Sistemas e Computação pela COPPE/UFRJ com co- orientação do Instituto de Matemática Pura e Aplicada, IMPA. Suas pesquisas na área de tecnologia receberam prêmios da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e da UNESCO. Possui expertise com gestão e empreendedorismo, tendo atuado nos processos de turnaround, estruturação e execução de empresas como w- Aura (Diretor de Produtos), APPI Tecnologia (Diretor de Produtos, CFO e Conselheiro), Wireless Internet (Diretor de Produtos e CFO). Foi responsável pela coordenação na internet da candidatura da cidade do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2004 (Rio 200). Do lado do investidor, analista e membro do board de investimentos da Innovate, braço de investimentos em Venture Capital do Grupo Opportunity. Atuou como CEO do BaseOi, portal de jogos do grupo Telemar. Foi conselheiro da ABRAGAMES (Associação das Empresas Desenvolvedoras de Games), e gerente executivo da TecGames, incubadora de empresas de jogos do Instituto Gênesis da Puc- Rio. Participou, a convite da FINEP, em processos de seleção de empresas para diversos programas de subvenção econômica. Guilherme de Carlos. Guilherme é formado em Administração de Empresas pela Faculdade Ibmec- RJ. Possui vasta experiência em avaliação de empresas, análise de investimentos, elaboração de orçamentos, planejamento estratégico e plano de negócios, em especial para empresas nascentes e emergentes. Tem passagens anteriores pela Ideiasnet S/A, UBS Pactual e Antera Gestão de Recursos, que é o gestor do fundo Criatec I. Sua principal responsabilidade e desafio será como analista do fundo de Venture Capital Criatec II. 7.2 Triaxis Eric Gomes Nobre Ribeiro. Sócio fundador da TRIAXIS CAPITAL. Gestor CVM, é graduado em Administração com MBA em Gestão Empresarial e PMBA em Avaliação de Ativos pela FGV. Desde 2007 é Gestor Regional do Fundo Criatec I em Minas Gerais, responsável pela montagem e acompanhamento de um portfólio de 8 empresas investidas pelo fundo no estado. Membro do Conselho de Administração de diversas empresas de biotecnologia, também atuou como executivo em empresas multinacionais, tais como SAPPEL e ABB / ELSTER. Haim Mesel. Sócio fundador da TRIAXIS CAPITAL. Gestor CVM, é graduado em Computação com MBA em Gestão Empresarial e mestrado em Administração de Empresas. Desde 2008 é Gestor Regional do Fundo Criatec I em Pernambuco, responsável pela montagem e acompanhamento

6 do portfólio de 5 empresas investidas pelo fundo no estado. Membro do Conselho de Administração de diversas empresas de tecnologia, consultor de empresas e sócio fundador da Meantime Mobile Creations, empresa pioneira no desenvolvimento de jogos mobile no Brasil. Reinaldo de Almeida Coelho. Sócio fundador da TRIAXIS CAPITAL. Gestor CVM, é graduado em Engenharia Mecânica, Mestre em Economia e Doutor em Finanças pela Universidade Federal de Santa Catarina. É Gestor Regional do Fundo Criatec I em Santa Catarina, responsável pela montagem e acompanhamento do portfólio de 5 empresas investidas pelo fundo no estado de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Membro do Conselho de Administração de diversas empresas de tecnologia, consultor de empresas e professor de Finanças na Universidade Estadual de SC.

REDETEC. Marcio Spata rea de Mercado de Capitais. Analista Área. Rio de Janeiro - Novembro/2007

REDETEC. Marcio Spata rea de Mercado de Capitais. Analista Área. Rio de Janeiro - Novembro/2007 REDETEC Analista Área Marcio Spata rea de Mercado de Capitais Rio de Janeiro - Novembro/2007 BNDES em NúmerosN Evolução dos Desembolsos (R$ bilhões) 47 52,3 37 35 40 31,2 18 19 18 23 25 7 10 1995 1997

Leia mais

Criatec 2. Fernando Wagner da Silva. Acelerando o Crescimento das Empresas. Partner na Bozano Investimentos

Criatec 2. Fernando Wagner da Silva. Acelerando o Crescimento das Empresas. Partner na Bozano Investimentos Criatec 2 Acelerando o Crescimento das Empresas Fernando Wagner da Silva Partner na Bozano Investimentos Sumário 1. Bozano Investimentos 2. Triaxis Capital 3. O Projeto Criatec e o Fundo Criatec 1 4. O

Leia mais

Apoio à Inovação. Junho de 2013

Apoio à Inovação. Junho de 2013 Apoio à Inovação Junho de 2013 Inovação: Conceito (...) implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente aprimorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método

Leia mais

Fundo Criatec Setembro de 2012

Fundo Criatec Setembro de 2012 Fundo Criatec Setembro de 2012 O Grande Vale Onde precisamos melhorar Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado, gerando oportunidades de negócios. Availability of capital Core activities

Leia mais

BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável. 21 de fevereiro de 2014

BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável. 21 de fevereiro de 2014 BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável 21 de fevereiro de 2014 Em seus 60 anos, o BNDES expandiu sua atuação e tem voltado sua atenção para novos desafios 6ª maior indústria automotiva

Leia mais

Apoio à Inovação. Desenvolve SP 11 de novembro de 2014

Apoio à Inovação. Desenvolve SP 11 de novembro de 2014 Apoio à Inovação Desenvolve SP 11 de novembro de 2014 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte de crédito de longo prazo para investimento

Leia mais

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco CNI-MEI São Paulo, 19 de outubro de 2015 Agenda Atuação da BNDESPAR em Capital de Risco Participações diretas Participações por meio de Fundos de

Leia mais

Apoio à Inovação. Março de 2013

Apoio à Inovação. Março de 2013 Apoio à Inovação Março de 2013 Inovação: Conceito (...) implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente aprimorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método

Leia mais

EDITAL DA PRIMEIRA CHAMADA MULTISSETORIAL PARA A SELEÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

EDITAL DA PRIMEIRA CHAMADA MULTISSETORIAL PARA A SELEÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EDITAL DA PRIMEIRA CHAMADA MULTISSETORIAL PARA A SELEÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 1. OBJETIVO A BNDES PARTICIPAÇÕES S.A. BNDESPAR, sociedade por ações constituída como subsidiária integral do BANCO NACIONAL

Leia mais

Mapeamento do campo de Negócios Sociais / Negócios Inclusivos. Resultados: Categoria Desenvolvedores e Investidores

Mapeamento do campo de Negócios Sociais / Negócios Inclusivos. Resultados: Categoria Desenvolvedores e Investidores Mapeamento do campo de Negócios Sociais / Negócios Inclusivos Resultados: Categoria Desenvolvedores e Investidores Conteúdo 1. Objetivos, parceiros, metodologia e públicos 2. Mapeamento de abrangência

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Sumário 1. Capital Semente 2. O Projeto Criatec e o Fundo Criatec 1 3. O Fundo Criatec 2 6. Formação de Tese de Investimento Capital Semente Capital Semente Capital Semente Fases

Leia mais

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Rochester Gomes da Costa Chefe do Departamento de Empreendedorismo Inovador Area de Investimentos

Leia mais

consultoria empresarial (Re)Estruturação Processos Finanças Estratégia

consultoria empresarial (Re)Estruturação Processos Finanças Estratégia consultoria empresarial (Re)Estruturação Processos Finanças Estratégia Quem Somos Constituída em 2006, no Rio Grande do Sul, a RM2 Consultoria atua em projetos nacionais e internacionais. Analisamos processos,

Leia mais

Conforme instrução CVM nº 480/09 e Ofício Circular CVM nº 001/2010, a atualização do Formulário de Referência itens 12.6 e 12.8.

Conforme instrução CVM nº 480/09 e Ofício Circular CVM nº 001/2010, a atualização do Formulário de Referência itens 12.6 e 12.8. Conforme instrução CVM nº 480/09 e Ofício Circular CVM nº 001/2010, a atualização do Formulário de Referência itens 12.6 e 12.8. 12.6. Administradores e membros do conselho fiscal 12.7. Membros dos comitês

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos, na qualidade de Secretaria Executiva da Incubadora de s INOVAR,

Leia mais

Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas

Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas 1. Institucional Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas Somos uma consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas, com soluções para decisões operacionais, societárias

Leia mais

BDMG. Linhas de financiamento para INOVAÇÃO

BDMG. Linhas de financiamento para INOVAÇÃO BDMG Linhas de financiamento para INOVAÇÃO Setembro/2015 Portfólio BDMG em Inovação Participação em fundos de investimento BDMG TEC Estruturação de parques tecnológicos Financiamentos a projetos inovadores

Leia mais

XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Setembro de 2010

XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Setembro de 2010 XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas Setembro de 2010 Agenda O BNDES Inovação Instrumentos de Apoio à Inovação Linhas Programas Fundos Produtos Criatec Cartão BNDES O

Leia mais

Chamada BNDES Fundo Mercado de Acesso

Chamada BNDES Fundo Mercado de Acesso Chamada BNDES Fundo Mercado de Acesso 1) Objetivo Apoiar, por meio de um Fundo de Investimento, o segmento de acesso do mercado de capitais brasileiro ( Mercado de Acesso ou Segmento de Acesso ). 2) Participação

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA ENCONIT BIOTEC

ENCONTRO NACIONAL DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA ENCONIT BIOTEC ENCONTRO NACIONAL DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA ENCONIT BIOTEC Julho 2009 Agenda O Fundo Criatec Robert E. Binder - Criatec 2 O Fundo Constituição Edital Público do BNDES: Janeiro de 2007 Autorização CVM: 16

Leia mais

3a CONFERE NCIA DO CONSO RCIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE INOVAC A O E EMPREENDEDORISMO Poli ticas e Recursos de Apoio ao Empreendedorismo Mesa 3:

3a CONFERE NCIA DO CONSO RCIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE INOVAC A O E EMPREENDEDORISMO Poli ticas e Recursos de Apoio ao Empreendedorismo Mesa 3: 3a CONFERE NCIA DO CONSO RCIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE INOVAC A O E EMPREENDEDORISMO Poli ticas e Recursos de Apoio ao Empreendedorismo Mesa 3: Startups:Funding and Financing /Investimento e Financiamento

Leia mais

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Parte 1: Objetivos, instrumentos de apoio e quem pode participar Geral 1.1 Qual o objetivo

Leia mais

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL?

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? 8 REVISTA RI Setembro 2013 É o mercado de capitais brasileiro que precisa das pequenas e médias

Leia mais

Apresentação Institucional. Fevereiro de 2016

Apresentação Institucional. Fevereiro de 2016 Apresentação Institucional Fevereiro de 2016 Sumário Bozano Investimentos Asset Management Private Equity Board Apêndice: Grupo Bozano Bozano Investimentos Bozano Investimentos Somos uma gestora independente

Leia mais

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Classificação de Porte utilizada Porte da Empresa Receita Operacional Bruta Anual M P M

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 10ª CHAMADA DE FUNDOS

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 10ª CHAMADA DE FUNDOS FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 10ª CHAMADA DE FUNDOS 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos, na qualidade de Secretaria Executiva da Incubadora de Fundos

Leia mais

Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL. Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas

Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL. Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas Apresentações de Ações das Instituições do GTP APL Fomento à Inovação nas Pequenas Empresas FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Rochester Gomes da Costa Departamento de Capital Semente 29 de outubro

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), com o apoio do

Leia mais

A TRINITY INVESTIMENTOS assessora investidores individuais, institucionais e corporativos na prospecção, identificação, qualificação e condução de

A TRINITY INVESTIMENTOS assessora investidores individuais, institucionais e corporativos na prospecção, identificação, qualificação e condução de FATO RELEVANTE Do ponto de vista da Teoria de Finanças, as oportunidades de investimento em PE/VC permitem que o mercado se torne mais completo, melhorando a relação risco/retorno, alterando a fronteira

Leia mais

MBA Mercado Financeiro com ênfase em Mercado de Capitais

MBA Mercado Financeiro com ênfase em Mercado de Capitais MBA Mercado Financeiro com ênfase em Mercado de Capitais Convênio de Cooperação Acadêmico-Científico e Cultural Dezembro,2015 Agenda Convênio de Cooperação Apresentação do Curso Corpo Docente Estrutura

Leia mais

Ajudar startups com boas tecnologias a chegarem ao mercado

Ajudar startups com boas tecnologias a chegarem ao mercado DESAFIO Ajudar startups com boas tecnologias a chegarem ao mercado Problema: Grande número de potenciais empreendedores com boas tecnológicas, porém: Sem perfil empreendedor; Com modelagem de negócio errada;

Leia mais

Excelência em gente. Espírito de donos

Excelência em gente. Espírito de donos Excelência em gente Espírito de donos A seleção e formação de pessoas é um dos aspectos estratégicos para que a atuação da GP Investments no mercado de private equity proporcione o alcance de resultados

Leia mais

Departamento de Financiamentos APEI FINEP. julho de 2009

Departamento de Financiamentos APEI FINEP. julho de 2009 Departamento de Financiamentos APEI FINEP julho de 2009 Objetivo Apresentar a FINEP e seus mecanismos de fomento; Orientar as empresas sobre aplicabilidade desses mecanismos; Apresentação Institucional

Leia mais

ROTEIRO DE INFORMAÇÕES PARA SELEÇÃO E ENQUADRAMENTO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

ROTEIRO DE INFORMAÇÕES PARA SELEÇÃO E ENQUADRAMENTO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO ROTEIRO DE INFORMAÇÕES PARA SELEÇÃO E ENQUADRAMENTO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO A Procedimentos para Encaminhamento das Propostas As solicitações para a participação no processo seletivo de escolha do fundo

Leia mais

Histórico de Atividades Renda Variável

Histórico de Atividades Renda Variável Histórico de Atividades Renda Variável Decisão Estratégica de atuar em Participações Objetivo da Criação da área de Participações Objetivo: Promover o desenvolvimento econômico do Estado, através da participação

Leia mais

Fundo de Inovação Paulista. Apresentação Geral

Fundo de Inovação Paulista. Apresentação Geral Fundo de Inovação Paulista Apresentação Geral O que fazemos Fundo de Venture Capital focado em inovação no Estado de São Paulo Nós investimos em segmentos não-tradicionais Menor competição por negócios

Leia mais

A FINEP e a Inovação nas Empresas

A FINEP e a Inovação nas Empresas A FINEP e a Inovação nas Empresas Avílio Antônio Franco afranco@finep.gov.br A Missão da FINEP Promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e tecnológica em empresas, universidades, centros

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 6ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 6ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 6ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), na qualidade de

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 4ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 4ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 4ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), o Banco de Desenvolvimento

Leia mais

Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015

Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015 Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015 Introdução A Senior Solution é a principal fornecedora de softwares aplicativos para o

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 1ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS LOCAIS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 1ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS LOCAIS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 1ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS LOCAIS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos convida potenciais

Leia mais

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Nossos Serviços 07. 3 Atuação 10. 4 Credenciais 14. 5 Equipe 22

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Nossos Serviços 07. 3 Atuação 10. 4 Credenciais 14. 5 Equipe 22 Conteúdo 1 Institucional 03 2 Nossos Serviços 07 3 Atuação 10 4 Credenciais 14 5 Equipe 22 2 1. Institucional Institucional Somos uma consultoria com foco em finanças corporativas. Temos soluções às decisões

Leia mais

Oportunidades do Private Equity no Brasil

Oportunidades do Private Equity no Brasil Oportunidades do Private Equity no Brasil Leonardo L. Ribeiro Swisscam 4 de agosto de 2010 Confidencial Agenda Tópicos 1. O que é Private Equity? 2. Mercado brasileiro 3. Transações recentes 4. Caso 5.

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SOBRE O CURSO A tecnologia ocupa papel de destaque no atual cenário socioeconômico mundial, presente em todos os setores e atividades econômicas. Essa revolução transformou o mundo

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII Crédito lastreado em imóveis, alta rentabilidade e fluxo de caixa constante, com a solidez do concreto.

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO DE PARCEIROS PARA OPERAÇÃO DESCENTRALIZADA DO PROGRAMA DE APOIO À PESQUISA EM EMPRESAS NA MODALIDADE SUBVENÇÃO A MICRO E PEQUENAS

Leia mais

Pé na tábua. De olho em empreendimentos com potencial de crescimento rápido e ideias inovadoras, aceleradoras ganham espaço no cenário nacional

Pé na tábua. De olho em empreendimentos com potencial de crescimento rápido e ideias inovadoras, aceleradoras ganham espaço no cenário nacional Shutterstock Pé na tábua De olho em empreendimentos com potencial de crescimento rápido e ideias inovadoras, aceleradoras ganham espaço no cenário nacional POR CAMILA AUGUSTO Já existem dezenas delas nos

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. Objetivo O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, instituições sem fins lucrativos

Leia mais

Desenvolvendo a Governança Corporativa. Eduardo Rath Fingerl Diretor

Desenvolvendo a Governança Corporativa. Eduardo Rath Fingerl Diretor Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES Área de Mercado de Capitais BNDES Desenvolvendo a Governança Corporativa Eduardo Rath Fingerl Diretor 02/06/2006 www.bndes.gov.br 1 de 23 Atuação

Leia mais

As Boas Práticas no Gerenciamento de Projetos e a Importância das Pessoas na sua Execução

As Boas Práticas no Gerenciamento de Projetos e a Importância das Pessoas na sua Execução As Boas Práticas no Gerenciamento de Projetos e a Importância das Pessoas na sua Execução Palestrante: Carlos Magno da Silva Xavier (M.Sc., PMP) magno@fgvmail.br O QUE ESSES EVENTOS TÊM EM COMUM? Sumário

Leia mais

Apoio à Inovação. Luciana Capanema Gerente de Inovação

Apoio à Inovação. Luciana Capanema Gerente de Inovação Apoio à Inovação Luciana Capanema Gerente de Inovação Apoio à Inovação http://www.bndes.gov.br O objetivo do BNDES é fomentar e apoiar operações associadas à formação de capacitações e ao desenvolvimento

Leia mais

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3804 3800

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas 7. Referências Bibliográficas BERGAMINI JR, Sebastião. A Crise de Credibilidade Corporativa. Revista do BNDES, Vol. 9, n o 18. Rio de Janeiro, 2002. BORDEAUX-REGO, Ricardo E NESS JR., Walter L. A Preferência

Leia mais

Start Up. Relatório: Startups

Start Up. Relatório: Startups Start Up Introdução O conceito de inovação é amplamente utilizado no setor de tecnologia para aperfeiçoar a gestão de negócios, gerar maior rentabilidade em projetos e dinamizar os recursos existentes

Leia mais

Empreendedorismo de Inovação em TI: Caminhos e oportunidades. Rodrigo Franco Gonçalves

Empreendedorismo de Inovação em TI: Caminhos e oportunidades. Rodrigo Franco Gonçalves Empreendedorismo de Inovação em TI: Caminhos e oportunidades Rodrigo Franco Gonçalves Apresentação Rodrigo Franco Gonçalves Físico. Mestre e Doutor em Engenharia de Produção Professor de mestrado e doutorado

Leia mais

Consolidação de Dados da Indústria de Private Equity e Venture Capital no Brasil

Consolidação de Dados da Indústria de Private Equity e Venture Capital no Brasil Consolidação de Dados da Indústria de Private Equity e Venture Capital no Brasil 2011 2012 201 kpmg.com/br www.abvcap.com.br Consolidação de Dados da Indústria de Private Equity e Venture Capital no Brasil

Leia mais

Missão. Visão. Transformar o Brasil por meio da Inovação.

Missão. Visão. Transformar o Brasil por meio da Inovação. A Finep -A FINEP Agência Brasileira da Inovação -é uma empresa pública vinculada ao MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) criada em 24 de julho de 1967. -Seu objetivo é atuar em toda a cadeia

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

MBA EM ESTRUTURAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS DE COMPLIANCE

MBA EM ESTRUTURAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS DE COMPLIANCE MBA EM ESTRUTURAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS DE COMPLIANCE INÍCIO: 05/08/2016 APRESENTAÇÃO: Dentro do mundo corporativo e do mundo jurídico, cada vez mais se dá prioridade a empresas que procuram desenvolver

Leia mais

11. Empresas de base tecnológica

11. Empresas de base tecnológica 1 11. Empresas de base tecnológica 11.1 Fontes de captação de recursos das empresas Conforme já foi visto anteriormente, uma empresa S.A. aberta pode financiar seus projetos de investimentos com empréstimos

Leia mais

MBA EM ESTRUTURAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS DE COMPLIANCE

MBA EM ESTRUTURAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS DE COMPLIANCE MBA EM ESTRUTURAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS DE COMPLIANCE INÍCIO: 05/08/2016 APRESENTAÇÃO: Dentro do mundo corporativo e do mundo jurídico, cada vez mais se dá prioridade a empresas que procuram desenvolver

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 2º Workshop Platec E&P Onshore - Sondas de Perfuração e Workover - Equipamentos

Leia mais

ABDI A 2004 11.080) O

ABDI A 2004 11.080) O Atualizada em 28 de julho de 2010 Atualizado em 28 de julho de 2010 1 ABDI ABDI A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial foi instituída em dezembro de 2004 com a missão de promover a execução

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE NO ESTADO DO PARANÁ

PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE NO ESTADO DO PARANÁ PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE NO ESTADO DO PARANÁ Atribuições FINEP (Concedente) Promotora, financiadora e normatizadora do Programa TECNOVA em âmbito nacional.

Leia mais

A Carreira Muller. As melhores soluções para sua empresa

A Carreira Muller. As melhores soluções para sua empresa ABRIL 2.013 A Carreira Muller ESTUDO REEMBOLSO QUILOMETRAGEM ABRIL 2013 As melhores soluções para sua empresa A Carreira Muller é uma empresa de consultoria empresarial que desenvolve e implanta soluções

Leia mais

Apresentação Fundo Criatec Conecta - SP

Apresentação Fundo Criatec Conecta - SP Apresentação Fundo Criatec Conecta - SP Junho 2008 O Grande Vale Onde precisamos melhorar Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado gerando Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado,

Leia mais

Democratizando o Investimento em startups

Democratizando o Investimento em startups Democratizando o Investimento em startups Queremos inspirar Inovação facilitando conexões e eliminando barreiras para que novas idéias possam mudar o mundo. Atuamos em rede com a primeira plataforma eletrônica

Leia mais

ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D

ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D 1. DESAFIOS de formular uma política pública 2. Programa Start-Up Brasil 3. Ação de Atração de Centros Globais de P&D JOSE

Leia mais

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L 2 0 1 4 Í N D I C E VISÃO GLOBAL A EMPRESA EQUIPE FILOSOFIA DE INVESTIMENTO NOSSOS FUNDOS CONTATOS 2 V I S Ã O G L O B A L A E M P R E S A A Log Fund é uma

Leia mais

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY em Carreira Armando Lourenzo - EY EY QUEM SOMOS em Carreira Prestamos serviços a mais de 3,5 mil clientes 80% das empresas da Fortune Global 500 5.000 profissionais no Brasil 190.000 profissionais no mundo

Leia mais

QUEM SOMOS. Localização

QUEM SOMOS. Localização EY QUEM SOMOS Prestamos serviços a mais de 3,5 mil clientes 80% das empresas da Fortune Global 500 5.000 profissionais no Brasil 175.000 profissionais no mundo Localização São Paulo (SP), Rio de Janeiro

Leia mais

Missão da FINEP inovação e a pesquisa científica e tecnológica mobilizando recursos financeiros integrando instrumentos

Missão da FINEP inovação e a pesquisa científica e tecnológica mobilizando recursos financeiros integrando instrumentos Missão da FINEP Promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e tecnológica em empresas, universidades, institutos tecnológicos, centros de pesquisa e outras instituições públicas ou privadas,

Leia mais

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES A Prima Consultoria A Prima Consultoria é uma empresa regional de consultoria em gestão, fundamentada no princípio de entregar produtos de valor para empresas, governo

Leia mais

A FINEP e a Inovação nas Empresas

A FINEP e a Inovação nas Empresas ESTUDOS E PESQUISAS Nº 236 A FINEP e a Inovação nas Empresas Luis Manuel Rebelo Fernandes * XX Fórum Nacional BRASIL - Um Novo Mundo nos Trópicos 200 Anos de Independência Econômica e 20 Anos de Fórum

Leia mais

ESPAÇO INOVAÇÃO 2015 ITS

ESPAÇO INOVAÇÃO 2015 ITS CIAB FEBRABAN 2015 25 Anos XXV Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras Transamérica Expo Center 16 a 18 Junho de 2015 INTRODUÇÃO O ITS com apoio da FEBRABAN organizará,

Leia mais

BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III*

BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III* Fundos de Investimento em Participações em Infraestrutura BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III* Fotomeramenteilustrativa. Trata-se dapch Buritido GrupoAtiaiaEnergiaS.A., que não faz parte do produto

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

ATHIS PROMOVENDO A PESQUISA, O DESENVOLVIMENTO, A INOVAÇÃO E O CRESCIMENTO

ATHIS PROMOVENDO A PESQUISA, O DESENVOLVIMENTO, A INOVAÇÃO E O CRESCIMENTO ATHIS PROMOVENDO A PESQUISA, O DESENVOLVIMENTO, A INOVAÇÃO E O CRESCIMENTO Nós acreditamos no senvolvimento e na riqueza uma nação pela capacida das pessoas e empresas competir pela criativida, traduzida

Leia mais

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso Marco Aurelio Crocco Afonso Diretor-Presidente Bacharel em economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Economia Industrial e da Tecnologia pela UFRJ e PhD em Economia pela Universidade

Leia mais

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas

As MPE s como eixo central de cadeias produtivas As MPE s como eixo central de cadeias produtivas Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Madrid Outubro 2012 MPEs Importância, Desafios e Contribuições

Leia mais

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower indica que ritmo de contratação no Brasil deverá manter-se forte no 3 º trimestre de 2012

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower indica que ritmo de contratação no Brasil deverá manter-se forte no 3 º trimestre de 2012 Informações para a Imprensa: DFREIRE Comunicação e Negócios Tel. (11) 5505-8922 Debora Freire debora@dfreire.com.br Daniela Cabral danielacabral@dfreire.com.br Victor Santana victor@dfreire.com.br Pesquisa

Leia mais

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO Página 1 de 18 ÍNDICE DA PROPOSTA Apresentação da Empresa... 3 Apresentação dos serviços da Oficina da Inovação... 6 Consultoria... 6 Capacitação...

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença RBC BRASIL DTVM LTDA Confiança que faz a diferença Sobre o RBC Brasil O RBC Brasil (RBC Brasil DTVM Ltda) é uma subsidiária integral do Royal Bank of Canada, cuja história de atuação em nosso país remonta

Leia mais

BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 11.721.921/0001-60 NIRE: 33.3.0029291-8 Companhia Aberta

BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 11.721.921/0001-60 NIRE: 33.3.0029291-8 Companhia Aberta BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 11.721.921/0001-60 NIRE: 33.3.0029291-8 Companhia Aberta Proposta da Administração da Companhia à Assembléia Geral Ordinária Senhores Acionistas,

Leia mais

Fundo Caixa Crescimento. Junho de 2015

Fundo Caixa Crescimento. Junho de 2015 Fundo Caixa Crescimento Junho de 2015 O que é o Capital de Risco Modalidades O Capital de Risco constitui uma forma de financiamento de longo prazo das empresas, realizado por investidores financeiros

Leia mais

1 Introdução 2 O Empreendedorismo e o Mercado de Capitais 3 Questões Jurídicas no Empreendedorismo 4 Como Captar Recursos 5 Debates 6 - Encerramento

1 Introdução 2 O Empreendedorismo e o Mercado de Capitais 3 Questões Jurídicas no Empreendedorismo 4 Como Captar Recursos 5 Debates 6 - Encerramento 1 Introdução 2 O Empreendedorismo e o Mercado de Capitais 3 Questões Jurídicas no Empreendedorismo 4 Como Captar Recursos 5 Debates 6 - Encerramento O EMPREENDEDORISMO E O MERCADO DE CAPITAIS - Luiz Guilherme

Leia mais

I Seminário Internacional Software e Serviços de TI. Software e Serviços de TI: A indústria brasileira em perspectiva

I Seminário Internacional Software e Serviços de TI. Software e Serviços de TI: A indústria brasileira em perspectiva I Seminário Internacional Software e Serviços de TI Software e Serviços de TI: A indústria brasileira em perspectiva Arnaldo Bacha de Almeida Vice-presidente Executivo (CEO) Softex Associação para Promoção

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE EMPRESAS E PARQUES TECNOLÓGICOS P N I. Ministério da Ciência e Tecnologia

PROGRAMA NACIONAL DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE EMPRESAS E PARQUES TECNOLÓGICOS P N I. Ministério da Ciência e Tecnologia PROGRAMA NACIONAL DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE EMPRESAS E PARQUES TECNOLÓGICOS P N I 10/11/2008 Ministério da Ciência e Tecnologia Configuração da Política de Estado Gestão Compartilhada MCT/MDIC/MEC/MS/MAPA/MF/M

Leia mais

Governança de TI. Renato Jesus

Governança de TI. Renato Jesus TI Governança Governança de TI Informações sobre o instrutor Formado em Matemática pela FAHUPE Pós-Graduado em Análise de Sistemas pelo IBAM MBA Executivo em Finanças pelo IBMEC Pós-Graduado em Comércio

Leia mais

Como o CERNE foi construído?

Como o CERNE foi construído? Por que CERNE? O movimento brasileiro de incubadoras vem crescendo a uma taxa expressiva nos últimos dez anos, alcançando uma média superior a 25% ao ano. Atualmente, as incubadoras brasileiras apóiam

Leia mais

F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m.

F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m. F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m. b r Fundado em 1997, FreitasLeite possui grande experiência

Leia mais

Regiões Metropolitanas do Brasil

Regiões Metropolitanas do Brasil Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia IPPUR/UFRJ CNPQ FAPERJ Regiões Metropolitanas do Brasil Equipe responsável Sol Garson Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro Juciano Martins Rodrigues Regiões Metropolitanas

Leia mais

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL

MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL MBA EM BRANDING (GESTÃO DE MARCAS) APOIO: INFOBRANDING O MAIOR PORTAL DE BRANDING DO BRASIL O programa irá prepara-lo para especializar-se no desenvolvimento e planejamento da gestão de marcas; capacitando-o

Leia mais

FINEP Agência Brasileira da Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Instrumentos FINEP de apoio à Inovação

FINEP Agência Brasileira da Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Instrumentos FINEP de apoio à Inovação FINEP Agência Brasileira da Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Instrumentos FINEP de apoio à Inovação São Paulo, Junho de 2009 FINEP Agência Brasileira da Inovação Empresa pública vinculada ao

Leia mais

Título: Financiamento de Capital Empreendedor para ENBTs: O Caso das Empresas Incubadas na Incamp

Título: Financiamento de Capital Empreendedor para ENBTs: O Caso das Empresas Incubadas na Incamp Código: 488 Título: Financiamento de Capital Empreendedor para ENBTs: O Caso das Empresas Incubadas na Incamp Tema: Los instrumentos de inversión como herramientas para el desarrollo de las empresas innovadoras

Leia mais

CRIATEC 3 PARA EMPREENDEDORES

CRIATEC 3 PARA EMPREENDEDORES Foto: Pedro Queiroz CRIATEC 3 PARA EMPREENDEDORES O que você, empreendedor, precisa saber e fazer para se candidatar a receber investimentos do Fundo. Cleiber Araújo, responsável técnico da InVitroCells,

Leia mais