português língua não materna (a2) Dezembro de 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "português língua não materna (a2) Dezembro de 2013"

Transcrição

1 Informação prova final / Exame Final Nacional português língua não materna (a2) Dezembro de 2013 Prova 63/93/ º Ano, 9.º Ano ou 12.º Ano de Escolaridade O presente documento divulga as características da prova final de 2.º ciclo ou de 3.º ciclo do ensino básico e do exame final nacional do ensino secundário da disciplina de Português Língua Não Materna, a realizar em 2014, nomeadamente: Critérios gerais de classificação Material Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Devem também ser considerados: Para o ensino básico, o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, e o Despacho Normativo n.º 7/2006, de 6 de fevereiro, com as alterações decorrentes do Despacho Normativo n.º 12/2011, de 22 de agosto; Para o ensino secundário, a Portaria n.º 243/2012, de 10 de agosto, retificada pela Declaração de Retificação n.º 51/2012, de 21 de setembro, e o Despacho Normativo n.º 30/2007, de 10 de agosto. Os itens das provas anteriores desta disciplina, disponíveis em podem constituir exemplos de itens das provas a realizar em A prova tem por referência o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas QECR (2001) e outras orientações programáticas (consultar aqui 1 ) e permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada. (1) Nesta prova, são objeto de avaliação os domínios da Leitura e da Escrita e das Competências Comunicativas em Língua. Segundo a escala global para o nível A2, os alunos devem ser capazes, nomeadamente, de: compreender frases isoladas e expressões frequentes, relacionadas com áreas de prioridade imediata (por exemplo, informações pessoais e familiares simples, compras, meio circundante); comunicar sobre assuntos que lhes são familiares e habituais, no desempenho de tarefas simples e de rotinas que exigem apenas uma troca de informação simples e direta; descrever de modo simples a sua formação, o meio circundante e, ainda, referir assuntos relacionados com necessidades imediatas. 1 A ligação disponível para consulta é a mesma para os três anos de escolaridade. Prova 63/93/739 1 / 4

2 Para cada domínio, a prova requer a mobilização de capacidades implicadas nas competências linguística, pragmática e sociolinguística, privilegiando as que a seguir se enunciam. Leitura e Escrita Compreender e interpretar textos curtos e simples em que predomine uma linguagem corrente, relacionada com vivências escolares e pessoais; Redigir respostas em que se manifeste uma expressão escrita correta e estruturada. Escrita Escrever mensagens curtas e simples, relacionadas com questões de necessidade imediata; Produzir textos, de forma articulada, sobre assuntos conhecidos ou de interesse pessoal, como, por exemplo, cartas, relatos breves, descrições e narrativas breves e textos de opinião curtos; Produzir textos em que se manifeste uma expressão escrita correta e estruturada. Competências Comunicativas em Língua Utilizar, em situações do quotidiano, um repertório linguístico corrente; Produzir expressões quotidianas breves, de modo a satisfazer necessidades simples de tipo concreto: pormenores pessoais, rotinas diárias, desejos e necessidades, pedidos de informação; Usar padrões frásicos correntes e comunicar com expressões frequentes, sobre si e sobre outras pessoas, sobre aquilo que fazem, sobre lugares e bens; Recorrer a um repertório de expressões frequentes, que cobrem situações de sobrevivência previsíveis. Dada a natureza da prova escrita, as competências linguísticas relevantes (lexicais, gramaticais, semânticas e ortográficas) a mobilizar envolvem capacidades descritas no QECR como as mencionadas nos descritores para, por exemplo, amplitude do vocabulário, domínio do vocabulário, correção gramatical e domínio ortográfico. A prova final do 2.º ou do 3.º ciclo do ensino básico é cotada para 100 pontos. A prova de exame final nacional do ensino secundário é cotada para 200 pontos. A valorização dos domínios apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios Grupos Domínios Código 63 e Código 93 Cotação Código 739 I Leitura e Escrita II Competências Comunicativas em Língua III Escrita No Grupo I, avaliam-se competências nos domínios da Leitura e da Escrita. Este grupo inclui dois conjuntos de textos e nele podem ser apresentados itens de seleção e itens de construção. Prova 63/93/739 2 / 4

3 No primeiro conjunto, constituído por textos de carácter informativo, privilegia se a avaliação de competências no domínio da Leitura através de itens de seleção ou de itens de construção (resposta curta). Pontuação: entre 25% e 35% da cotação total da prova. No segundo conjunto, constituído por texto(s) narrativo(s), poético(s) ou de teatro, privilegia se a avaliação de competências no domínio da Leitura através de itens de seleção ou de itens de construção (resposta curta e resposta restrita). Pontuação: entre 15% e 25% da cotação total da prova. No Grupo II, avaliam-se Competências Comunicativas em Língua através de itens de seleção ou de itens de construção (resposta curta). Neste grupo, não se requer qualquer tipo de conhecimento metalinguístico explícito. Pontuação: 20% da cotação total da prova. No Grupo III, avaliam-se competências no domínio da Escrita. Este grupo é constituído por um item de construção (resposta extensa). Este item apresenta orientações no que respeita à tipologia textual, ao tema e à extensão (de 60 a 100 palavras). Pontuação: 30% da cotação total da prova. A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Código 63 e Código 93 Cotação por item Código 739 Escolha múltipla Associação Completamento Ordenação 10 a 18 2 a 8 4 a 16 Resposta curta 2 a 6 2 a 6 4 a 12 Resposta restrita 1 a 3 4 a 8 8 a 16 Resposta extensa Prova 63/93/739 3 / 4

4 Critérios gerais de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. No presente ano letivo, na classificação das provas com os códigos 93 e 739, continuarão a ser consideradas corretas as grafias que seguirem o que se encontra previsto quer no Acordo Ortográfico de 1945, quer no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor), mesmo quando se utilizem as duas grafias numa mesma prova. No presente ano letivo, na classificação das provas com o código 63, apenas será considerada correta a grafia que seguir o que se encontra previsto no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor). Nos itens de escolha múltipla, a cotação do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Nos itens de ordenação, a cotação do item só é atribuída às respostas em que a sequência esteja integralmente correta e completa. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Nos itens de associação e nos de completamento, são atribuídas pontuações às respostas total ou parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de resposta curta, a cotação do item só é atribuída às respostas totalmente corretas. Poderão ser atribuídas pontuações a respostas parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de resposta restrita e de resposta extensa, os critérios de classificação apresentam se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. Nestes itens, estão previstos descontos por aplicação de fatores de desvalorização no domínio da correção linguística. Estes descontos são efetuados até ao limite das pontuações indicadas nos critérios de classificação. A versão integral dos critérios gerais de classificação será publicada antes da realização da prova, em simultâneo com as instruções de realização. Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. As respostas são registadas no enunciado da prova. Não é permitida a consulta de dicionário. Não é permitido o uso de corretor. A prova tem a duração de 90 minutos, a que acresce a tolerância de 30 minutos. Prova 63/93/739 4 / 4

5 Informação prova final / Exame Final Nacional português língua não materna (B1) Dezembro de 2013 Prova 64/94/ º Ano, 9.º Ano ou 12.º Ano de Escolaridade O presente documento divulga as características da prova final de 2.º ciclo ou de 3.º ciclo do ensino básico e do exame final nacional do ensino secundário da disciplina de Português Língua Não Materna, a realizar em 2014, nomeadamente: Critérios gerais de classificação Material Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Devem também ser considerados: Para o ensino básico, o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, e o Despacho Normativo n.º 7/2006, de 6 de fevereiro, com as alterações decorrentes do Despacho Normativo n.º 12/2011, de 22 de agosto; Para o ensino secundário, a Portaria n.º 243/2012, de 10 de agosto, retificada pela Declaração de Retificação n.º 51/2012, de 21 de setembro, e o Despacho Normativo n.º 30/2007, de 10 de agosto. Os itens das provas anteriores desta disciplina, disponíveis em podem constituir exemplos de itens das provas a realizar em A prova tem por referência o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas QECR (2001) e outras orientações programáticas (consultar aqui 1 ) e permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada. (1) Nesta prova, são objeto de avaliação os domínios da Leitura e da Escrita e das Competências Comunicativas em Língua. Segundo a escala global para o nível B1, os alunos devem ser capazes, nomeadamente, de: compreender as questões principais, quando é usada uma linguagem clara e estandardizada e os assuntos lhes são familiares (por exemplo, temas abordados na escola e nos momentos de lazer); produzir um discurso simples e coerente sobre assuntos que lhes são familiares ou de interesse pessoal; descrever experiências e eventos, sonhos, esperanças e ambições, bem como expor brevemente razões e justificações relativas a uma opinião ou a um projeto. 1 A ligação disponível para consulta é a mesma para os três anos de escolaridade. Prova 64/94/839 1 / 4

6 Para cada domínio, a prova requer a mobilização de capacidades implicadas nas competências linguística, pragmática e sociolinguística, privilegiando as que a seguir se enunciam. Leitura e Escrita Compreender e interpretar textos em que predomine uma linguagem corrente ou um registo mais formal da língua padrão; Compreender relatos de acontecimentos, ou a expressão de sentimentos e desejos, em textos pouco extensos; Redigir respostas em que se manifeste uma expressão escrita correta e estruturada. Escrita Produzir textos, coesos e coerentes, sobre assuntos do quotidiano, experiências vividas ou imaginadas, assuntos de interesse pessoal ou cultural, ou sobre assuntos abstratos, como, por exemplo, cartas, relatos pouco extensos, descrições e narrativas, textos explicativos e textos de opinião; Produzir textos em que se manifeste uma expressão escrita correta e estruturada. Competências Comunicativas em Língua Recorrer a um repertório linguístico suficientemente lato para relatar situações imprevistas, explicar o elemento principal de uma ideia ou de um problema com alguma precisão e exprimir o pensamento pessoal sobre assuntos abstratos ou culturais relacionados com o quotidiano; Recorrer a vocabulário suficiente para se exprimir sobre assuntos como a família, os passatempos, os interesses, as viagens e as atualidades. Dada a natureza da prova escrita, as competências linguísticas relevantes (lexicais, gramaticais, semânticas e ortográficas) a mobilizar envolvem capacidades descritas no QECR como as mencionadas nos descritores para, por exemplo, amplitude do vocabulário, domínio do vocabulário, correção gramatical e domínio ortográfico. A prova final do 2.º ou do 3.º ciclo do ensino básico é cotada para 100 pontos. A prova de exame final nacional do ensino secundário é cotada para 200 pontos. A valorização dos domínios apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios Grupos Domínios Código 64 e Código 94 Cotação Código 839 I Leitura e Escrita II Competências Comunicativas em Língua III Escrita No Grupo I, avaliam-se competências nos domínios da Leitura e da Escrita. Este grupo inclui dois conjuntos de textos e nele podem ser apresentados itens de seleção e itens de construção. Prova 64/94/839 2 / 4

7 No primeiro conjunto, constituído por textos de carácter informativo, privilegia se a avaliação de competências no domínio da Leitura através de itens de seleção ou de itens de construção (resposta curta). Pontuação: entre 25% e 35% da cotação total da prova. No segundo conjunto, constituído por texto(s) narrativo(s), poético(s) ou de teatro, privilegia se a avaliação de competências no domínio da Leitura através de itens de seleção ou de itens de construção (resposta curta e resposta restrita). Pontuação: entre 15% e 25% da cotação total da prova. No Grupo II, avaliam-se Competências Comunicativas em Língua através de itens de seleção ou de itens de construção (completamento e resposta curta). Neste grupo, não se requer qualquer tipo de conhecimento metalinguístico explícito. Pontuação: 20% da cotação total da prova. No Grupo III, avaliam-se competências no domínio da Escrita. Este grupo é constituído por um item de construção (resposta extensa). Este item apresenta orientações no que respeita à tipologia textual, ao tema e à extensão (de 70 a 120 palavras). Pontuação: 30% da cotação total da prova. A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Código 64 e Código 94 Cotação por item Código 839 Escolha múltipla Associação Completamento Ordenação 10 a 18 2 a 8 4 a 16 Completamento 1 a 2 4 a 6 8 a 12 Resposta curta 2 a 6 2 a 6 4 a 12 Resposta restrita 1 a 3 4 a 8 8 a 16 Resposta extensa Prova 64/94/839 3 / 4

8 Critérios gerais de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. No presente ano letivo, na classificação das provas com os códigos 94 e 839, continuarão a ser consideradas corretas as grafias que seguirem o que se encontra previsto quer no Acordo Ortográfico de 1945, quer no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor), mesmo quando se utilizem as duas grafias numa mesma prova. No presente ano letivo, na classificação das provas com o código 64, apenas será considerada correta a grafia que seguir o que se encontra previsto no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor). Nos itens de escolha múltipla, a cotação do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Nos itens de ordenação, a cotação do item só é atribuída às respostas em que a sequência esteja integralmente correta e completa. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Nos itens de associação e nos de completamento, são atribuídas pontuações às respostas total ou parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de completamento e de resposta curta, a cotação do item só é atribuída às respostas totalmente corretas. Poderão ser atribuídas pontuações a respostas parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de resposta restrita e de resposta extensa, os critérios de classificação apresentam se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. Nestes itens, estão previstos descontos por aplicação de fatores de desvalorização no domínio da correção linguística. Estes descontos são efetuados até ao limite das pontuações indicadas nos critérios de classificação. A versão integral dos critérios gerais de classificação será publicada antes da realização da prova, em simultâneo com as instruções de realização. Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. As respostas são registadas no enunciado da prova. Não é permitida a consulta de dicionário. Não é permitido o uso de corretor. A prova tem a duração de 90 minutos, a que acresce a tolerância de 30 minutos. Prova 64/94/839 4 / 4

9 Informação PROVA Final DE CICLO MATEMÁTICA Dezembro de 2013 Prova º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova final do 2.º Ciclo da disciplina de Matemática, a realizar em 2014, nomeadamente: Critérios gerais de classificação Material Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve também ser considerado o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho Normativo n.º /2012, de 14 de dezembro. Os itens das provas anteriores desta disciplina, disponíveis em podem constituir exemplos de itens das provas a realizar em A prova tem por referência o Programa de Matemática do Ensino Básico, aplicando-se supletivamente as Metas Curriculares de Matemática (consultar aqui), e permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada. Nesta prova, serão avaliados os conteúdos dos quatro temas previstos no Programa, exceto o tópico números inteiros negativos, do tema Números e operações. De acordo com o Programa, os alunos devem ser capazes de estabelecer conexões entre diferentes conceitos e relações matemáticas e também entre estes e situações não matemáticas. Neste sentido, a prova reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos da disciplina. A prova é constituída por dois cadernos (Caderno 1 e Caderno 2), sendo o uso da calculadora permitido apenas no Caderno 1. O aluno realiza a prova no enunciado. Os itens podem ter como suporte um ou mais documentos, como, por exemplo, textos, tabelas de dados, gráficos e mapas. A sequência dos itens pode não corresponder à sequência dos temas do Programa ou à sequência dos seus conteúdos. Os itens podem envolver a mobilização de conteúdos relativos a mais do que um dos temas/tópicos do Programa. A prova é cotada para 100 pontos. Prova 62 1 / 3

10 A valorização dos temas na prova apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos temas Temas Cotação Números e operações (ver nota) 35 a 45 Geometria 35 a 45 Álgebra 5 a 15 Organização e tratamento de dados 5 a 15 Nota: Pelo facto de a prova ser realizada antes do final do ano letivo, não serão contemplados conteúdos relacionados com o tópico Números inteiros negativos, nomeadamente, noções de valor absoluto e de simétrico e representação na reta numérica, comparação e ordenação e adição e subtração. A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item Escolha múltipla Associação Ordenação Completamento Completamento Resposta curta Resposta restrita 5 a 8 3 a 5 13 a 21 3 a 8 A resposta aos itens de construção pode limitar-se, por exemplo, a uma palavra, a uma expressão, a uma frase ou a um número (itens de resposta curta), ou pode envolver a apresentação de cálculos, de uma justificação, de uma construção gráfica ou geométrica ou de um raciocínio demonstrativo (itens de resposta restrita). Critérios gerais de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. No presente ano letivo, na classificação das provas, apenas será considerada correta a grafia que seguir o que se encontra previsto no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor). Nos itens de escolha múltipla, a cotação do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Nos itens de ordenação, a cotação do item só é atribuída às respostas em que a sequência esteja integralmente correta e completa. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Prova 62 2 / 3

11 Nos itens de associação e nos de completamento, são atribuídas pontuações às respostas total ou parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de completamento e nos de resposta curta, a cotação do item só é atribuída às respostas totalmente corretas. Poderão ser atribuídas pontuações a respostas parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de resposta restrita, os critérios de classificação apresentam-se organizados por níveis de desempenho ou por etapas. A cada nível de desempenho ou a cada etapa corresponde uma dada pontuação. Nos itens que impliquem a realização de cálculos ou justificações, os alunos têm de apresentar, de forma completa, as fórmulas que utilizaram, os cálculos que efetuaram, o resultado a que chegaram e a unidade de medida, de acordo com o solicitado. Nestes itens, a apresentação apenas do resultado final é classificada com zero pontos. Nos itens de construção, os critérios gerais apresentam situações passíveis de desvalorização, nomeadamente: ocorrência de erros de cálculo numérico; apresentação de cálculos intermédios com um número de casas decimais diferente do solicitado ou com um arredondamento incorreto; apresentação do resultado final numa forma diferente da pedida ou mal arredondado; utilização de simbologia ou de expressões incorretas do ponto de vista formal. A versão integral dos critérios gerais de classificação será publicada antes da realização da prova, em simultâneo com as instruções de realização. Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. O uso de lápis só é permitido nas construções que envolvam a utilização de material de desenho. O aluno deve ser portador de material de desenho e de medição (lápis, borracha, régua graduada, compasso e transferidor) e calculadora. É permitida a utilização de calculadora do tipo não alfanumérico, não programável. Não é permitido o uso de corretor. A prova tem a duração de 90 minutos, a que acresce a tolerância de 30 minutos, distribuídos da seguinte forma: Caderno 1 30 minutos, a que acresce a tolerância de 10 minutos; Caderno 2 (não é permitido o uso da calculadora) 60 minutos, a que acresce a tolerância de 20 minutos. Entre a resolução do Caderno 1 e a do Caderno 2, haverá um período de 5 minutos, para que sejam recolhidas as calculadoras e distribuídos os segundos cadernos, não sendo, contudo, recolhido o Caderno 1. Durante este período, bem como no período de tolerância relativo à resolução do Caderno 1, os alunos não poderão sair da sala. Os dois cadernos apenas serão recolhidos no final do tempo previsto para a realização da prova. Prova 62 3 / 3

12 Informação PROVA Final DE CICLO PORTUGUÊS Dezembro de 2013 Prova º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova final do 3.º Ciclo da disciplina de Português, a realizar em 2014, nomeadamente: Critérios gerais de classificação Material Realizam a prova os alunos que se encontram abrangidos pelos planos de estudo instituídos pelo Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho. Deve também ser considerado o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho Normativo n.º /2012, de 14 de dezembro. Os itens das provas anteriores desta disciplina, disponíveis em podem constituir exemplos de itens das provas a realizar em A prova tem por referência o Programa de Português do Ensino Básico e as Metas Curriculares de Português para o ensino básico (consultar aqui) e permite avaliar aprendizagens passíveis de avaliação numa prova escrita de duração limitada, nos domínios da Leitura, da Escrita, da Educação Literária e da Gramática. Relativamente ao domínio da Educação Literária, a prova pode incluir textos que constam da «Lista de obras e textos para Educação Literária» (Metas Curriculares de Português) ou outros textos representativos da literatura portuguesa e da literatura estrangeira. Os itens podem ter como suporte um ou mais textos. A prova é cotada para 100 pontos. Prova 91 1 / 4

13 A valorização dos domínios na prova apresenta-se no Quadro 1. Quadro 1 Valorização dos domínios Domínios Cotação Grupo I Leitura 20 Grupo II Educação Literária 30 Grupo III Gramática 20 Grupo IV Escrita 30 Em cada grupo, para além do domínio em foco, podem ser mobilizadas aprendizagens de outros domínios. A tipologia de itens, o número de itens e a cotação por item apresentam-se no Quadro 2. Quadro 2 Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens Número de itens Cotação por item Escolha múltipla Associação Ordenação Completamento 6 a 14 3 a 6 Completamento Resposta curta 3 a 6 Resposta restrita 6 a 14 4 a 8 Resposta extensa 10 ou 30 Critérios gerais de classificação A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos de classificação apresentados para cada item. As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos. A classificação das provas nas quais se apresente, pelo menos, uma resposta escrita integralmente em maiúsculas é sujeita a uma desvalorização de três pontos. No presente ano letivo, na classificação das provas, continuarão a ser consideradas corretas as grafias que seguirem o que se encontra previsto quer no Acordo Ortográfico de 1945, quer no Acordo Ortográfico de 1990 (atualmente em vigor), mesmo quando se utilizem as duas grafias numa mesma prova. Nos itens de escolha múltipla, a cotação do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Prova 91 2 / 4

14 Nos itens de ordenação, a cotação do item só é atribuída às respostas em que a sequência apresentada esteja integralmente correta e completa. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos. Nos itens de associação e nos de completamento, são atribuídas pontuações às respostas total ou parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de completamento e nos de resposta curta, a cotação do item só é atribuída às respostas totalmente corretas. Poderão ser atribuídas pontuações a respostas parcialmente corretas, de acordo com os critérios específicos. Nos itens de resposta curta em que se solicite o uso de metalinguagem, são classificadas com zero pontos as respostas que contenham abreviaturas ou representações ortográficas incorretas de termos literários ou linguísticos. Nos itens de resposta restrita e de resposta extensa, os critérios de classificação apresentam-se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. Em relação aos itens de resposta restrita, a cotação é distribuída pelos parâmetros seguintes: a) conteúdo (C); b) organização e correção da expressão escrita (F). No domínio da organização e correção da expressão escrita (F), estão previstos descontos por aplicação dos fatores de desvalorização seguintes: erro de ortografia (incluindo erro de acentuação, uso indevido de letra minúscula ou de letra maiúscula inicial e erro de translineação); erro inequívoco de pontuação; incumprimento de regra de citação ou de referência a título de obra; erro de morfologia; erro de sintaxe; impropriedade lexical. O afastamento integral dos aspetos de conteúdo relativos a cada item implica que a resposta seja classificada com zero pontos. A classificação com zero pontos nos aspetos de conteúdo (C) implica a classificação com zero pontos nos aspetos de organização e correção da expressão escrita (F). O Grupo II pode integrar um item de resposta extensa. Caso tal se verifique, são aplicados os critérios apresentados para os itens de resposta restrita. Neste item, a indicação de um número mínimo e máximo de palavras, para a elaboração da resposta, significa que os limites explicitados correspondem a requisitos relativos à extensão de texto e devem ser respeitados. Se o aluno não cumprir a extensão requerida, a classificação é sujeita a desvalorização de 1 ponto. Se a extensão do texto for inferior a 1/3 do limite mínimo, a resposta é classificada com zero pontos. Em relação ao item de resposta extensa que constitui o Grupo IV, a cotação é distribuída pelos parâmetros Tema e Tipologia, Coerência e Pertinência da Informação, Estrutura e Coesão, Morfologia e Sintaxe, Repertório Vocabular, Ortografia. Caso a resposta não cumpra de forma inequívoca a instrução no que respeita ao tema e ao tipo de texto, é classificada com zero pontos em todos os parâmetros. Neste item, a indicação de um número mínimo e máximo de palavras, para a elaboração da resposta, significa que os limites explicitados correspondem a requisitos relativos à extensão de texto e devem ser respeitados. Se o aluno não cumprir a extensão requerida, a classificação é sujeita a desvalorização de 1 ou de 2 pontos. Se a extensão do texto for inferior a 1/3 do limite mínimo, a resposta é classificada com zero pontos em todos os parâmetros. A versão integral dos critérios gerais de classificação será publicada antes da realização da prova, em simultâneo com as instruções de realização. Prova 91 3 / 4

15 Material O aluno apenas pode usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. As respostas são registadas em folha própria, fornecida pelo estabelecimento de ensino (modelo oficial). Não é permitida a consulta de dicionário. Não é permitido o uso de corretor. A prova tem a duração de 90 minutos, a que acresce a tolerância de 30 minutos. Prova 91 4 / 4

PORTUGUÊS 3º ANO abril de 2014

PORTUGUÊS 3º ANO abril de 2014 MATRIZ DA PROVA DE AVALIAÇÃO INTERNA PORTUGUÊS 3º ANO abril de 2014 5 Páginas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar informação relativa à prova de avaliação interna

Leia mais

Prova Escrita de Matemática

Prova Escrita de Matemática Informação-Prova Final a Nível de Escola Prova Escrita de Matemática Prova 52 2015 6.º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 90 minutos 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

Informação - Prova final de Português

Informação - Prova final de Português Informação - Prova final de Português Necessidades Educativas Especiais de Carácter Permanente 3.º Ciclo do Ensino Básico 2014 9 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915 Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO 150915 INFORMAÇÃO - PROVA FINAL DE CICLO A NÍVEL DE ESCOLA PORTUGUÊS Prova 51 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA

INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE / PORTUGUÊS INTRODUÇÃO O presente documento divulga informação relativa à prova final a nível

Leia mais

MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015

MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA 2015 Prova 32 / 2015 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Português Abril 2015

Português Abril 2015 Direção Geral de Estabelecimentos Escolares AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 Informação Prova Final de ciclo a nível de escola Português Abril 2015 Prova 81/ 2015 3.º Ciclo do Ensino

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO ANO LETIVO: 2014/2015 1 ª /

Leia mais

Direção. Ensino Básico. de avaliação. Material; Duração; 2. Objeto. ao centro, geométricos) - Álgebra )

Direção. Ensino Básico. de avaliação. Material; Duração; 2. Objeto. ao centro, geométricos) - Álgebra ) Direção de Serviços da Região Norte Ensino Básico Matemática - 9º ano Matrizz da Prova Comum 1- Informação O presente documento visa divulgar as características da prova comum da disciplina de Matemática

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ENSINO BÁSICO 3º CICLO ANO LETIVO: 2014/2015 1 ª / 2ª fases

Leia mais

Colégio Internato dos Carvalhos

Colégio Internato dos Carvalhos Grupo Disciplinar de Línguas Românicas aøväxé wé XÇá ÇÉ fxvâçwöü É Matriz do Teste Intermédio de Português do 12.º ano Ano letivo 2014-2015 Objeto de avaliação INFORMAÇÃO-TESTE de Português 12.º ano (a

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico I. INTRODUÇÃO

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015

Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015 Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015 2ºCiclo - 6º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

INFORMAÇÃO- EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012

INFORMAÇÃO- EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PINHEIRO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA INFORMAÇÃO- EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar

Leia mais

2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Inglês (Prova escrita e oral) 1.ª e 2.ª Fases 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) As informações

Leia mais

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2014 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga a informação relativa à prova de Equivalência

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Ano letivo 2014/2015 Ensino Secundário - 1ª e 2ª Fase Disciplina de ESPANHOL (INICIAÇÃO BIENAL) - 375 Informação Prova de Equivalência à Frequência 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS PROVA 16 / 2015 9 º ANO 3 º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola,

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina Francês Tipo de Prova Escrita e oral Ano letivo 2014/2015 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova de

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Informação-Prova de Equivalência à Frequência ENSINO SECUNDÁRIO PROVA ESCRITA E ORAL Prova de Equivalência à Frequência de Espanhol, 11º ano (Iniciação) Prova 375 (ter como referência quadro III do Desp.Norm.5/2013)

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês (Geral Continuação) Código da Prova: 367 2014 10.º e 11.º Anos de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês (Geral Continuação) Código da Prova: 367 2014 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Disciplina Inglês (Cont.) Código - 367 2013/2014 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês (Geral Continuação) Código da Prova: 367 2014 10.º e 11.º Anos de Escolaridade 1. Introdução As informações

Leia mais

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita 2º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2011/12 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

(Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Roque Gameiro INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova Escrita + oral 2014/201 2º Ciclo do Ensino Básico INGLÊS CÓD. 06 (Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho)

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Informação-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Prova de Equivalência à Frequência de Língua Estrangeira I Inglês Escrita e Oral Prova 06/ 2013 Despacho normativo nº 5/ 2013, de

Leia mais

Projeto Testes Intermédios 2012/2013

Projeto Testes Intermédios 2012/2013 Projeto Testes Intermédios 2012/2013 3.º Ciclo GEOGRAFIA Informação n.º 2 Ano de escolaridade 9.º ano Data 27 de fevereiro de 2013 OBJETO DE AVALIAÇÃO O teste intermédio de Geografia tem por referência

Leia mais

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA [INGLÊS]

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA [INGLÊS] INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS ANO DE ESCOLARIDADE: 10º E 11º ANOS ANO LETIVO: 2012 2013 TIPO DE PROVA: DURAÇÃO: CÓDIGO DA PROVA: MATERIAL NECESSÁRIO/PERMITIDO: ESCRITA 90 MINUTOS

Leia mais

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova:

O presente documento dá a conhecer os seguintes aspetos relativos à prova: Informação sobre Prova de Equivalência à Frequência de Inglês Data: 10 de abril de 2013 Prova nº 21 2013 3º Ciclo do Ensino Básico Despacho Normativo n.º 24-A/2012 Agrupamento de Escolas de Vallis Longus-Valongo

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2014. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2014. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358 DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358 CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE SERPA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE 3.º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE SERPA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE 3.º CICLO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº DE SERPA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE 3.º CICLO Ano Letivo de 204/205 Modalidade da Prova: Escrita Disciplina: INGLÊS (Língua Estrangeira I) Duração: 90

Leia mais

Espanhol. Agrupamento de Escolas de Alvalade. Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional. Prova 847 2015

Espanhol. Agrupamento de Escolas de Alvalade. Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional. Prova 847 2015 Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional Espanhol Prova 847 2015 11º ano de escolaridade continuação (CCH) Tipo de prova Escrita Duração 120 min + 30 min Nº de páginas 7 1 Introdução Temas transversais:

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Ano Letivo 2012/2013 INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Disciplina: ECONOMIA C Prova/Código: 312 Ano(s) de Escolaridade: 12º Ano 1. Introdução A prova

Leia mais

Prova Escrita + Oral de Inglês

Prova Escrita + Oral de Inglês Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prova Escrita + Oral de Inglês Prova 367 2015 11º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 90 minutos (sem tolerância); Oral: 25 minutos Decreto-Lei n.º 139/2012,

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Ano letivo de 2012/2013

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Ano letivo de 2012/2013 ESCOLAS COM ENSINO BÁSICO DA AP10 Agrupamentos de Escolas: Carcavelos, Ibn Mucana, Parede, S. João Estoril Escola Salesiana de Manique INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Francês nível 3 (16)

Leia mais

(Nos termos do Despacho Normativo 6-A/2015, de 5 de março)

(Nos termos do Despacho Normativo 6-A/2015, de 5 de março) Código: 345921 Escola Básica e Secundária de Melgaço Sede do Agrupamento de Escolas de Melgaço INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 10 E 11º ANOS DE ESCOLARIDADE INGLÊS (Nos termos do Despacho

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS CETÓBRIGA. Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Aranguez

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS CETÓBRIGA. Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Aranguez AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS CETÓBRIGA Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Aranguez INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO 6º Ano de Escolaridade 2011/2012 PROVA

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de Inglês (Escrita + Oral) Prova Código 06-2015 2º Ciclo do Ensino Básico - 6ºano de escolaridade 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

INFORMAÇÃO- EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA - PROVA 315/ 2015. Secundário. [Despacho normativo n.º6/2012 de 10 de abril]

INFORMAÇÃO- EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA - PROVA 315/ 2015. Secundário. [Despacho normativo n.º6/2012 de 10 de abril] AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO INFORMAÇÃO- EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FÍSICA - PROVA 315/ 2015 Secundário [Despacho normativo n.º6/2012 de

Leia mais

INFORMAÇÃO-EXAME FINAL NACIONAL MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS Janeiro de 2015

INFORMAÇÃO-EXAME FINAL NACIONAL MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS Janeiro de 2015 INFORMAÇÃO-EXAME FINAL NACIONAL MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS Janeiro de 2015 Prova 835 2015 11.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS Abril 2015 2ºCiclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 06/2015 Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos + 15 minutos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCANENA ANO LETIVO 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 6º Ano Abril de 2015 Prova 06* 2015 Inglês Prova escrita (Decreto-Lei 3/2008, de 7 de janeiro)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 Informação Exame de Equivalência a Frequência (Decreto lei 139/2012, de 5 de julho) Inglês 6ºAno Modalidade: Prova Escrita Prova Oral: 15 minutos 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

2.º Ciclo do Ensino Básico. 1. Introdução. Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais

2.º Ciclo do Ensino Básico. 1. Introdução. Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Espanhol (Prova Escrita + Oral)

Espanhol (Prova Escrita + Oral) Informação-Prova de Equivalência à Frequência Espanhol (Prova Escrita + Oral) Prova 15 2015 9º Ano de Escolaridade Duração da Prova: 90 minutos (escrita) 15 minutos (oral) O presente documento visa divulgar

Leia mais

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina.

As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida, e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EDUCAÇÃO MUSICAL Abril de 2015 Prova 12 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Prática Duração:

Leia mais

Ano Letivo 2014/2015. Introdução INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS. 1ª e 2ª Fase. Prova 16 2015

Ano Letivo 2014/2015. Introdução INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS. 1ª e 2ª Fase. Prova 16 2015 Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 1ª e 2ª Fase Prova 16 2015 9ºAno/3.º Ciclo do Ensino Básico Prova Escrita/Oral Introdução O presente documento visa divulgar as

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 Prova 06 / 2015 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS DO 2º CICLO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS DO 2º CICLO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS-2ºCICLO (PROVA ESCRITA) 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico de Inglês,

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência. Física Código da Prova: 315 2014 12.º Ano de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência. Física Código da Prova: 315 2014 12.º Ano de Escolaridade Disciplina - Física Código - 315 2013/2014 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Física Código da Prova: 315 2014 12.º Ano de Escolaridade 1. Introdução As informações sobre a prova apresentadas

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês Código da Prova: 21 2013 9.º Ano de Escolaridade/3º ciclo do Ensino Básico

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês Código da Prova: 21 2013 9.º Ano de Escolaridade/3º ciclo do Ensino Básico Disciplina INGLÊS - LE I Código - 21 2012/2013 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês Código da Prova: 21 2013 9.º Ano de Escolaridade/3º ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012,

Leia mais

Escola Secundária Dr. João Manuel da Costa Delgado

Escola Secundária Dr. João Manuel da Costa Delgado Escola Secundária Dr. João Manuel da Costa Delgado Informação - Prova de Equivalência à Frequência Formação: Específica Inglês (cont.) 12º Ano Código 358 2015 1 - Introdução: O presente documento visa

Leia mais

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL (LE II) Abril de 2015 Prova 15 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90

Leia mais

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames.

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames. Disciplina Inglês (cont.) Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês Código 21 2014/2015 Código da Prova: 21 2015 9.º Ano de Escolaridade/3º ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012,

Leia mais

MATEMÁTICA Dezembro de 2013

MATEMÁTICA Dezembro de 2013 Informação PROVA Final DE CICLO MATEMÁTICA Dezembro de 2013 Prova 92 2014 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova final do 3.º Ciclo da disciplina de Matemática,

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA Agrupamento de Escolas do Viso Porto Prova de Equivalência à Frequência Espanhol (LE II) Prova 15 3º- Ciclo do Ensino Básico Informação-Prova de Equivalência à Frequência Tipo de Prova: Escrita e Oral

Leia mais

FRANCÊS Nível 3 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril)

FRANCÊS Nível 3 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS Nível 3 2016 Prova 16 / 2016 1ª e 2ª Fase 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação

Leia mais

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames.

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames. Disciplina Francês II Código: 16 Informação - Prova de Equivalência à Frequência 2014/2015 Francês II Código da prova: 16 9º Ano de Escolaridade / 3º ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS Abril de 2015. Duração: 90 minutos

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS Abril de 2015. Duração: 90 minutos INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CIÊNCIAS NATURAIS Abril de 2015 Prova 10 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita Duração: 90 minutos

Leia mais

DISCIPLINA: Biologia CÓDIGO DA PROVA: 302

DISCIPLINA: Biologia CÓDIGO DA PROVA: 302 DISCIPLINA: Biologia CÓDIGO DA PROVA: 302 CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino

Leia mais

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS PEF 367 PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS TIPO DE PROVA DURAÇÃO Teórico/prática 90 Minutos (escrita) +25 Minutos (oral) X Escrita Com tolerância de 30 minutos X Oral X Sem tolerância 11º ANO

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de FRANCÊS

Informação Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de FRANCÊS Informação Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de FRANCÊS Prova 16 2015 3º Ciclo do Ensino Básico Despacho normativo n.º 6-A/2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Inglês 1ª / 2ª Fase 2014

Inglês 1ª / 2ª Fase 2014 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês 1ª / 2ª Fase 2014 Prova 06 2014 6.º Ano de Escolaridade - 2.º Ciclo do Ensino Básico PROVA ESCRITA 50% 1. Objeto de avaliação, caraterísticas e estrutura

Leia mais

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. Metas COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. Metas COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Informação Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de: 2ª Fase 2015 6º Ano de

Leia mais

INGLÊS cont. Código 367 abril 2015

INGLÊS cont. Código 367 abril 2015 Direção Regional de Educação do Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS cont. Código 367 abril 2015 11º Ano de escolaridade (Decreto Lei 139/

Leia mais

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. A) Competências COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. A) Competências COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Matriz da Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de: Prova 21 2015 9º Ano de

Leia mais

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases PROVA 358 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Formação Específica Anual 12.º Ano (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases Provas Escrita e Oral Cursos Científico-

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS (LE I) Prova escrita e oral Prova 21 2015 do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE GEOGRAFIA PROVA 18/ 2015 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide

Escola Básica 2,3 com Ensino Secundário de Alvide Informação-Exame de equivalência à frequência de Francês (prova escrita) Prova 16 2013 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Ciências Naturais Código da Prova: 10/2015 9º Ano de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Ciências Naturais Código da Prova: 10/2015 9º Ano de Escolaridade Disciplina Ciências Naturais Código 10 2014/2015 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Ciências Naturais Código da Prova: 10/2015 9º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho,

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. Informação Agrupamento de Escolas de Samora Correia Data: Maio 2012 Escola E. B. 2,3 Prof. João Fernandes Pratas Exame de Equivalência à Frequência de Inglês 2º Ciclo - 6.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei

Leia mais

1ª/2ª Fase. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do programa da disciplina.

1ª/2ª Fase. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do programa da disciplina. Agrupamento de Escolas de Barrancos INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO INGLÊS abril de 2015 Prova 21 2015 1ª/2ª Fase 3.º Ciclo do Ensino Básico Tipo de Prova: Escrita + Oral

Leia mais

INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Tipo de Prova: Escrita e Oral Disciplina: Inglês. ENSINO SECUNDÁRIO 11º Ano 2015

INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Tipo de Prova: Escrita e Oral Disciplina: Inglês. ENSINO SECUNDÁRIO 11º Ano 2015 INFORMAÇÃO - EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA CÓDIGO: 367 / 6 Págs. Fases: 1ª e 2ª Tipo de Prova: Escrita e Oral Disciplina: Inglês ENSINO SECUNDÁRIO 11º Ano 2015 1. Introdução O presente documento visa

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 1. Introdução O presente documento visa, conforme previsto no Despacho Normativo n.º 5/2013, de 8 de abril, divulgar as características da prova de equivalência

Leia mais

Agrupamentos de Escolas: Carcavelos, Ibn Mucana, Parede, S. João Estoril Escola Salesiana de Manique, Associação Escola 31 de Janeiro

Agrupamentos de Escolas: Carcavelos, Ibn Mucana, Parede, S. João Estoril Escola Salesiana de Manique, Associação Escola 31 de Janeiro ESCOLS COM ENSINO BÁSICO D P10 grupamentos de Escolas: Carcavelos, Ibn Mucana, Parede, S. João Estoril Escola Salesiana de Manique, ssociação Escola 31 de Janeiro INFORMÇÃO PROV DE EQUIVLÊNCI À FREQUÊNCI

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETO DE AVALIAÇÃO

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETO DE AVALIAÇÃO INFORMAÇÃO-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Despacho Normativo nº 6-A/2015 de 5 de março Disciplina: INGLÊS Código: 06 Tipo de Prova: ESCRITA E ORAL (Língua Estrangeira I, Nível

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Disciplina Espanhol Código - 368 Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho,

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 201 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Matemática para as Artes

Matemática para as Artes Informação Prova de Equivalência à Frequência Prova 95 014 Disciplina 11º e 1º Anos de Escolaridade Matemática para as Artes 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

PROVA 367. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases

PROVA 367. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases PROVA 367 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS- continuação 10.º e 11.º Anos (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases Provas Escrita e Oral Cursos Científico-

Leia mais

MATEMÁTICA Abril 2015

MATEMÁTICA Abril 2015 152547 - Agrupamento de Escolas D. António Ferreira Gomes 342592 - Escola E.B. 2,3 D. António Ferreira Gomes INFORMAÇÃO - PROVA FINAL A NÍVEL DE ESCOLA MATEMÁTICA Abril 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Ciências Naturais 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro

DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA DO BAIRRO - 160568 Informação - Prova de Equivalência à Frequência Inglês 10º/11º

Leia mais

Quadro 2 Distribuição temporal das partes do teste. Pausa para recolha e distribuição de material

Quadro 2 Distribuição temporal das partes do teste. Pausa para recolha e distribuição de material Projeto Testes Intermédios 2012/2013 3.º Ciclo INGLÊS Informação n.º 2 OBJETO DE AVALIAÇÃO Os testes intermédios de Inglês, LE I (9.º ano) têm por referência o Programa de Inglês, 3.º Ciclo, LE I e o Quadro

Leia mais

INGLÊS-CONT. abril de 2015. Ensino Secundário. Prova 367 2015 Prova Escrita e Oral. Objeto de avaliação INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INGLÊS-CONT. abril de 2015. Ensino Secundário. Prova 367 2015 Prova Escrita e Oral. Objeto de avaliação INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Mod. AECISTER.EX.INF002 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS-CONT. abril de 2015 Prova 367 2015 Prova Escrita e Oral Ensino Secundário Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho e Decreto-Lei

Leia mais

INGLÊS Cont. Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO. 11º Ano de Escolaridade. Prova 367 2015. Pág. 1 de 5. 1. Objeto de avaliação

INGLÊS Cont. Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO. 11º Ano de Escolaridade. Prova 367 2015. Pág. 1 de 5. 1. Objeto de avaliação Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA A À FREQUÊNCIA INGLÊS Cont. Prova 367 2015 11º Ano de Escolaridade Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova a que esta

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA DO MARQUÊS

ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA DO MARQUÊS ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA DO MARQUÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA I - INGLÊS Código 21 9º ANO - 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO - Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Ano letivo de

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Tipo deprova: Escrita e Oral Disciplina: Inglês. 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO 9º Ano 2015

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Tipo deprova: Escrita e Oral Disciplina: Inglês. 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO 9º Ano 2015 CÓDIGO: 21 / 6 Págs. INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Tipo deprova: Escrita e Oral Disciplina: Inglês 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO 9º Ano 2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO Escola Secundária José Estêvão

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ ESTÊVÃO Escola Secundária José Estêvão Informação-Prova de Equivalência à Frequência de Físico-Química 3.º Ciclo do Ensino Básico 9 2014 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2015. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 367

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2015. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 367 DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 367 CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 11º Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

Assim, constituem objeto de avaliação, na prova, as aprendizagens a seguir especificadas:

Assim, constituem objeto de avaliação, na prova, as aprendizagens a seguir especificadas: Informação-Prova de Equivalência à Frequência Ensino Secundário Cursos Científico-Humanísticos Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho Prova Escrita de Equivalência à Frequência Geografia C Prova 319 2013

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: 2014.04.02 Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Prova 61 2014 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 05 de julho

Leia mais

INGLÊS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA. 1. Objeto de avaliação. 2. Caracterização da prova. Prova 06 2015. 2º Ciclo do Ensino Básico

INGLÊS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA. 1. Objeto de avaliação. 2. Caracterização da prova. Prova 06 2015. 2º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 06 2015 2º Ciclo do Ensino Básico O presente documento visa divulgar as características do Exame de Equivalência

Leia mais

INGLÊS. Informação Prova de Equivalência à Frequência Prova 367 2012. 10º/11 anos de Escolaridade. 1. Introdução

INGLÊS. Informação Prova de Equivalência à Frequência Prova 367 2012. 10º/11 anos de Escolaridade. 1. Introdução nformação Prova de Equivalência à Frequência Prova 367 2012 Disciplina NGLÊS 10º/11 anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março 1. ntrodução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE REDONDO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. HERNÂNI CIDADE INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA)

AGRUPAMENTO VERTICAL DE REDONDO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. HERNÂNI CIDADE INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) 1. INTRODUÇÃO ENSINO BÁSICO 2ºCICLO O presente documento visa divulgar as características do Exame de Equivalência à Frequência Escrita e

Leia mais

6. Classificação sumativa interna ponderada com a classificação da prova PET

6. Classificação sumativa interna ponderada com a classificação da prova PET INFORMAÇÃO-PROVA Inglês 9. O ano Preliminary English Test (PET) for Schools 3. o Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n. o 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo n. o 17-A/2015, de 22 de setembro)

Leia mais

INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO

INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO 1. INTRODUÇÃO INFORMAÇÃO DA PROVA FINAL DE HISTÓRIA 9.º ANO Ano Letivo 2014-2015 O presente documento visa divulgar as caraterísticas da prova final do 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de História,

Leia mais

DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02

DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 CICLO: 2º Ciclo ANO DE ESCOLARIDADE: 6º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência

Leia mais