PLANOS DE VENDAS E MARKETING

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANOS DE VENDAS E MARKETING"

Transcrição

1 PLANOS DE VENDAS E MARKETING André Coelho

2 4 - PLANO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS UMA PROPOSTA

3 ESTRUTURA SINTÉTICA ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO INTRODUÇÃO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico C.H.A. da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO

4 ESTRUTURA ANALÍTICAS DETALHANDO A ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO PROPOSTO PARA TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico CHA da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO

5 SUMÁRIO EXECUTIVO Fornece uma visão de todo o plano; Deve se concentrar em: Recomendações e implicações para a gerência; Vantagem(ns) competitiva(s); Investimento necessário; Vendas e lucros esperados

6 CONTEÚDO Lista de: Figuras Quadros Tabelas Gráficos Siglas

7 ESTRUTURA ANALÍTICAS DETALHANDO A ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO PROPOSTO PARA TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico C.H.A. da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO: CHECKLIST DE TREINAMENTO EM VENDAS MAIORES ERROS EM TREINAMENTO

8 PLANEJAMENTO Definir o que treinar Definir como treinar Depende do mercado de atuação, da equipe de vendas e, principalmente, das necessidades do seu cliente Em vendas o grande alicerce são os clientes. Conhecer suas necessidades, reconhecer suas dificuldades e apresentar soluções compatíveis com o contexto apresentado é essencial para conquistar bons resultados. É isso que deve orientar a decisão do que treinar Maria Helena Cursinho da Rocha Azevedo

9 DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES Necessidades do Mercado Necessidades do Cliente Diagnóstico CHA da Equipe Conhecimento Habilidades Atitudes Indicadores Propostos

10 CONHECIMENTO Obter e analisar dados Gerar Informação para utilização em processos, produtos e serviços em forma de conhecimento Conhecimento sobre a necessidade dos clientes Conhecimento sobre a necessidade do mercado Conhecimentos técnicos sobre produtos, serviços e processos da própria empresa Conhecimentos técnicos sobre produtos, serviços e processos das empresas concorrentes Tipos de conhecimento: explícito e tácito

11 HABILIDADES Estão relacionadas à maneira como se executam as tarefas, aplicam-se os conhecimentos ou com a forma de agir e pensar Habilidades cognitivas (percepção, raciocínio dedutivo ou indutivo e criatividade) Habilidades emocionais (autoconhecimento, autocontrole, reconhecimento de emoções, expressão de emoções, motivação e autoconfiança) Habilidades comunicativas (audição ativa, questionamento, linguagem colaborativa, leitura de linguagem não verbal e eficiência comunicativa). Habilidades sociais... Habilidades técnicas (muito além das técnicas de vendas...)

12 ATITUDES As crenças e atitudes (intensão ou tendência de nos comportarmos de determinada maneira) As atitudes estão relacionadas às crenças, que impulsionam e orientam um indivíduo a executar certas ações.

13 DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES DO MERCADO Necessidades do Mercado Atividade... Monte seu modelo!

14 DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES DO CLIENTE Necessidades do Cliente Atividade... Monte seu modelo!

15 DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES DA FORÇA DE VENDAS Diagnóstico C.H.A. da Equipe Conhecimento Habilidades Atitudes

16 INDICADORES PROPOSTOS PARA DIAGNÓSTICO Número de Clientes Prospectados Número de Clientes Abordados Tíquete ou valor médio, por Venda Taxa Média de Desconto Número de Fechamento de Novas Vendas Percentual de Clientes Inativos Reativados Índice de Satisfação dos Clientes Percentual Médio de Inadimplência Prazo Médio de Pagamento

17 PREPARAÇÃO ABORDAGEM LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DEMONSTRAÇÃO DO PRODUTO NEUTRALIZAÇÃO DO OBJETO FECHAMENTO MANUTENÇÃO IDENTIFICAR A FASE DA VENDA

18 FASES DA VENDA FASE PREPARAÇÃO ABORDAGEM LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DEMONSTRAÇÃO DO PRODUTO NEUTRALIZAÇÃO DO OBJETO FECHAMENTO MANUTENÇÃO DESCRIÇÃO DEFINIÇÃO DO PROBLEMA E DEFINIÇÃO DOS PASSOS DA PESQUISA DETERMINA ATIVIDADES APÓS USO DE RELATÓRIOS E ESPECIALISTAS DEFINIÇÃO DE LISTA DE REQUISITOS PARA AS ATIVIDADES APRESENTAÇÃO DO PRODUTO E ABORDAGENS DENTRO DE CENÁRIOS BLOQUEAR AS FRAQUEZAS DO PRODUTO OU PROCESSO ASSINATURA DA ACEITAÇÃO E INÍCIO DO PEDIDO CRITÉRIOS DE PÓS-VENDA

19 METODOLOGIA I - ABORDAGEM TEÓRICA: EMPRESAS INICIANTES II- ABORDAGEM PRÁTICA: AÇÕES PRÁTICAS + ABORDAGENS GENÉRICAS III ABORDAGEM ESPECÍFICA* (CUSTOMIZADA): TEORIA E PRÁTICA DE FORMA ESPECÍFICA PARA A EMPRESA EMPRESAS COM: FILOSOFIA ESTRUTURADA PRODUTOS E SERVIÇOS ESTRUTURADOS * Permite a mensuração do Retorno Sobre o Investimento (ROI) e fracionar o treinamento em módulos

20 METODOLOGIA BLENDED MEDOTOLOGIA BLEDED DE TREINAMENTO EM VENDAS RECURSOS PRESENCIAIS CONSULTORES PRÓPRIOS/LIDERA NÇAS CONSULTORES EXTERNOS RECURSOS A DISTÂNCIA ON-LINE OFF-LINE

21 TIPOLOGIA FONTE DO TREINAMENTO: INTERNO EXTERNO TIPO DO TREINAMENTO: CONTÍNUO ESPECIAL

22 TIPOLOGIA: WHAT O QUE DEVE SER TREINADO TEMA DO TREINAMENTO: PRODUTOS E SERVIÇOS DA EMPRESA ATITUDE/MOTIVAÇÃO NEGOCIAÇÃO CONHECIMENTO DOS CLIENTES PROSPECÇÃO DE CLIENTES ABORDAGEM/RELACIONAMENTO/SINTONIA COM CLIENTES FECHAMENTO PRÉ-VENDA PÓS-VENDA OUTROS

23 TIPOLOGIA: WHO QUEM VAI MINISTRAR? MODELAGEM DO TREINAMENTO: MEMBROS DA EQUIPE DE VENDAS GERENTE/SUPERVISOR DE VENDAS RECURSOS HUMANOS CONSULTOR TREINADOR PALESTRANTE EXTERNO

24 TIPOLOGIA: WHERE ONDE REALIZAR? LOCALIZAÇÃO DO EVENTO: PRÓPRIA EMPRESA HOTEL SALA ALUGADA CENTRO DE CONVENÇÕES OUTROS

25 TIPOLOGIA: WHEN QUANDO DEVE SER FEITO? FREQUÊNCIA: SEMANAL QUINZENAL MENSAL 45 DIAS BIMESTRAL QUADRIMESTRAL SEMESTRAL ANUAL

26 TIPOLOGIA: HOW COMO TREINAR? FORMATO: ENCONTROS PALESTRAS MOTIVACIONAIS PALESTRAS TÉCNICAS WORKSHOPS E-LEARNIRG/EAD

27 TIPOLOGIA: HOW MUCH QUANTO VAI CUSTAR? Estabelecer equilíbrio financeiro entre: Tipologia e Metodologia Diagnóstico e Necessidades Restrição Orçamentária Despesa com Treinamento em Vendas

28 ESTRUTURA ANALÍTICAS DETALHANDO A ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO PROPOSTO PARA TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico C.H.A. da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO: CHECKLIST DE TREINAMENTO EM VENDAS MAIORES ERROS EM TREINAMENTO

29 CHECKLISTS DE EXECUÇÃO DO TREINAMENTO... Atividade... Monte o seu!

30 ESTRUTURA ANALÍTICAS DETALHANDO A ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO PROPOSTO PARA TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico C.H.A. da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO: CHECKLIST DE TREINAMENTO EM VENDAS MAIORES ERROS EM TREINAMENTO

31 INDAGUE-SE ANTES 4 maneiras de medir o sucesso de um programa de treinamentos via pesquisa direta: O que quero aprender exatamente? Isto aqui (curso, vídeo, livro, etc.) vai me ajudar a atingir de maneira mais eficiente minhas metas? Gosto da metodologia/didática do/a palestrante/treinador autor? Está dentro do meu orçamento para aprendizagem? Se a resposta for sim às 4 perguntas, não tem nem dúvida.

32 RESULTADOS INICIAIS DO PERÍODO 4 maneiras de medir o sucesso de um programa de treinamentos via pesquisa direta: Relação dos participantes (gostaram X não gostaram) Aprendizagem (aprenderam X não aprenderam) Comportamento (aplicaram na prática X não aplicaram) Resultados (trouxe o benefício esperado X não trouxe)

33 RESULTADOS FINAIS DO PERÍODO Basicamente tratam-se das ferramentas de Retorno Sobre o Investimento (ROI): Impacto no Número de Clientes Prospectados Impacto no Número de Clientes Abordados Impacto no Tíquete ou valor médio, por Venda Impacto na Taxa Média de Desconto Impacto no Número de Fechamento de Novas Vendas Impacto no Percentual de Clientes Inativos Reativados Impacto no Índice de Satisfação dos Clientes Impacto no Percentual Médio de Inadimplência Impacto no Prazo Médio de Pagamento

34 ESTRUTURA ANALÍTICAS DETALHANDO A ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO PROPOSTO PARA TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico C.H.A. da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO: CHECKLIST DE TREINAMENTO EM VENDAS MAIORES ERROS EM TREINAMENTO

35 ANÁLISE CRÍTICA Nada mais do que as técnicas de síntese e análise de: Dados, Informação......junto com técnicas de sistematização do conhecimento.

36 ANÁLISE CRÍTICA Falta de Análise Profunda: As empresas não enfrentam o problema da falta de informações, mas sim o problema da não administração dessas informações O principal desafio, nesse caso, é a capacidade de apresentar uma análise profunda Os profissionais de vendas não saberão qual é a posição de sua empresa no mercado, e a consequência disso será o fracasso em fornecer uma direção estratégica

37 ESTRUTURA ANALÍTICAS DETALHANDO A ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO PROPOSTO PARA TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico C.H.A. da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO: CHECKLIST DE TREINAMENTO EM VENDAS MAIORES ERROS EM TREINAMENTO

38 AJUSTES DE CONTINUIDADE Ações do plano de melhoria contínua: Ciclo PDCA...

39 ESTRUTURA ANALÍTICAS DETALHANDO A ESTRUTURA SINTÉTICA DE PLANO PROPOSTO PARA TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS SUMÁRIO EXECUTIVO CONTEÚDO 1. PLANEJAMENTO 1.1 Diagnóstico de Necessidades 1.2 Diagnóstico C.H.A. da Equipe 1.3 Metodologia 1.4 Tipologia 2. EXECUÇÃO 3. MENSURAÇÃO 3.1 Resultados iniciais do período 3.2 Resultados finais do período 4. ANÁLISE CRÍTICA 5 AJUSTES DO PLANO DE CONTINUIDADE MATERIAL DE APOIO: CHECKLIST DE TREINAMENTO EM VENDAS MAIORES ERROS EM TREINAMENTO

40 CHECKLIST DE TREINAMENTO EM VENDAS... O Checklist está dividido em: Resultados Comportamento Avaliação de aprendizagem do treinamento Planejamento do Treinamento O que e como treinar Mensuração dos Resultados Indicadores de performance Atividade... Monte o seu!

41 ERROS DOS TREINAMENTOS EM VENDAS Treinar sem saber o que está fazendo (treinar por treinar, sem ter alguém especializado nisso liderando o processo); Realizar treinamentos genéricos (ou seja, não adaptados especificamente para a situação da empresa); Muita teoria e pouca prática; Muita motivação (oba-oba) e pouca ação; Treinamento conduzido por pessoas que não conhecem o dia a dia de vendas; Treinar todos os vendedores do mesmo jeito, como se fossem todos iguais; Colocar, sem orientação, campeões de vendas para treinar;

42 ERROS DOS TREINAMENTOS EM VENDAS Organizar apenas treinamentos conduzidos/oferecidos por fornecedores; Treinamentos excessivamente repetitivos; Não criar padrões para o treinamento; Não considerar o mercado e os clientes; Treinar com pouca frequência; Não treinar os vendedores a trabalhar mix de produtos/serviços; Não mensurar os resultados de treinamentos. Item 15 por Dave Stein Não considerar o processo de COMPRA dos clientes (ainda que esteja dentro de Não considerar o mercado e os clientes)

43 5 MAIORES ERROS DOS TREINAMENTOS EM VENDAS: UMA SÍNTESE Treinar só por treinar; Focar o treinamento só nos conceitos; Usar exemplos genéricos; Convocar gente despreparada para treinar sua equipe; Achar que só o treinamento basta para mudar o cenário de vendas de uma empresa.

44 REGRA DE OURO: POR ANDRÉ COELHO Os treinamentos devem fazer parte de um programa de treinamentos. Ou seja, uma série de treinamentos deve ser seguida, sistematicamente para fazer reforçar o treinamento de quem já passou pela experiência e para incorporar os entrantes (vendedores novos) que não passaram pelos treinamentos anteriores.

45 ATIVIDADE Mediante o exemplo a seguir Defina o processo sugerido e......apresente suas conclusões a respeito. ANDRÉ COELHO -

46 MACROPROCESSO X PLANO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO EM VENDAS Resultados INPUTS (Entradas) Diagnóstico de necessidades do mercado Diagnóstico de necessidades do cliente Diagnóstico de necessidades da força de vendas [complete você] [complete você] TRANSFORMAÇÃO (Ferramentas/Técnicas/Tecnologias) Opinião Especializada Metodologia Blended [complete você] OUTPUTS (Saídas) Plano de Treinamento e Desenvolvimento em Vendas [complete você] ANDRÉ COELHO -

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas 14.1. Treinamento é investimento O subsistema de desenvolver pessoas é uma das áreas estratégicas do Gerenciamento de Pessoas, entretanto em algumas organizações

Leia mais

Como utilizar as ferramentas de marketing digital no relacionamento com os cooperados

Como utilizar as ferramentas de marketing digital no relacionamento com os cooperados Como utilizar as ferramentas de marketing digital no relacionamento com os cooperados 26 de Agosto de 2015 Belo Horizonte - MG Joe Jackson Sangalli Vidor Joe Jackson Sangalli Vidor Diretor da 2ck Marketing

Leia mais

Etapas para a preparação de um plano de negócios

Etapas para a preparação de um plano de negócios 1 Centro Ensino Superior do Amapá Curso de Administração Disciplina: EMPREENDEDORISMO Turma: 5 ADN Professor: NAZARÉ DA SILVA DIAS FERRÃO Aluno: O PLANO DE NEGÓCIO A necessidade de um plano de negócio

Leia mais

Técnicas de Vendas de Produtos e Serviços financeiros no setor bancário: planejamento, técnicas; motivação para vendas. Professora Renata Lourdes.

Técnicas de Vendas de Produtos e Serviços financeiros no setor bancário: planejamento, técnicas; motivação para vendas. Professora Renata Lourdes. Técnicas de Vendas de Produtos e Serviços financeiros no setor bancário: planejamento, técnicas; motivação para vendas. Professora Renata Lourdes. Administração de Vendas Planejamento, direção e controle

Leia mais

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 13/10/2009

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 13/10/2009 Versão: 2 Pág: 1/5 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 13/10/2009 DE ACORDO Dr. Renato de Lacerda Diretor Técnico 13/10/2009 APROVADO POR Dr. Jose Carlos dos

Leia mais

Treinamento. Roteiro da Teleaula. Roteiro da Teleaula. Gestão de RH. Prof: Roberto Huck

Treinamento. Roteiro da Teleaula. Roteiro da Teleaula. Gestão de RH. Prof: Roberto Huck Gestão de RH Prof: Roberto Huck Treinamento Roteiro da Teleaula 1. Cenário atual; 2. Conceito de Treinamento e Desenvolvimento; 3. Desenvolvimento de Pessoas e Desenvolvimento Organizacional; 4. Mútuo

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências Definição de Gestão Gerir, assim como administrar tem a ver com todo o controle e ações propostas de um conjunto que pode envolver pessoas, empresas e clientes. Gerir é conseguir

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS

UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Prof. Cassimiro Nogueira Junior PESSOAS CAPITAL HUMANO CAPITAL INTELECTUAL GRAU DE CONHECIMENTO: PRODUTIVOS E RECONHECIDOS

Leia mais

Marketing Digital Como melhorar o relacionamento com seus cooperados

Marketing Digital Como melhorar o relacionamento com seus cooperados Marketing Digital Como melhorar o relacionamento com seus cooperados 26 de Agosto de 2014 Belo Horizonte - MG Joe Jackson Sangalli Vidor Joe Jackson Sangalli Vidor Diretor da 2ck Marketing Digital Professor

Leia mais

Rita/João Abril -2014

Rita/João Abril -2014 Rita/João Abril -2014 Conteúdo Programático (Qui)10/04 Estratégia de gerenciamento de pessoas com foco em resultado e gestão por competências Rita (Qui)17/04 - Conceitos de liderança, equipes eficazes,

Leia mais

OBJETIVO DO PROGRAMA ORGANIZAÇÃO DO PROGRAMA E CARGA HORÁRIA PREMISSAS DOS PROGRAMA INVESTIMENTO E PRÓXIMA TURMA I NSTRUTORES

OBJETIVO DO PROGRAMA ORGANIZAÇÃO DO PROGRAMA E CARGA HORÁRIA PREMISSAS DOS PROGRAMA INVESTIMENTO E PRÓXIMA TURMA I NSTRUTORES PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS DE OBJETIVO DO PROGRAMA O programa visa capacitar seus participantes em técnicas práticas e conceitos necessários para trabalhar em iniciativas de modelagem,

Leia mais

Roteiro do Plano de Negócio

Roteiro do Plano de Negócio Roteiro do Plano de Negócio 1. Componentes do Plano de Negócios a) Resumo Executivo b) A organização Visão estratégica/modelo de negócio c) Análise de mercado d) Planejamento de marketing - produto ou

Leia mais

A educação do seu jeito!

A educação do seu jeito! EMPRESA A Aulaflex é uma empresa especializada em projetos de EAD, com ênfase na criação de conteúdos sob demanda e a customização de ambientes virtuais de aprendizagem (LMS). Através da aplicação de uma

Leia mais

A conquista do sucesso depende do bom atendimento!

A conquista do sucesso depende do bom atendimento! Um excelente atendimento faz toda a diferença numa empresa porque é um dos fatores fundamentais para se destacar em qualquer tipo de negocio. Por isto os profissionais de Atendimento e de Vendas precisam

Leia mais

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação.

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação. Curso Formação Efetiva de Analístas de Processos Curso Gerenciamento da Qualidade Curso Como implantar um sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001 Formação Profissional em Auditoria de Qualidade 24 horas

Leia mais

CHA RESULTADOS FOCO + AÇÃO = COACHING 22/05/2013. Melhor metodologia para potencializar a conquista de grandes resultados pessoais e profissionais.

CHA RESULTADOS FOCO + AÇÃO = COACHING 22/05/2013. Melhor metodologia para potencializar a conquista de grandes resultados pessoais e profissionais. COACHING DE VENDAS Sonhos Transformação Pessoal Foco no Futuro COMPORTAMENTOS DE ALTA PERFORMANCE Imprevisibilidade Dificuldade para estratégias de longo prazo. Variáveis do momento não existiam no passado.

Leia mais

Neurociência Aplicada à Gestão de Pessoas

Neurociência Aplicada à Gestão de Pessoas Neurociência Aplicada à Gestão de Pessoas ESPM Rua Joaquim Távora, 1.240 Vila Mariana São Paulo SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) De segunda a sexta, das 9h às 20h45 e

Leia mais

Ferramentas de Coaching Potencializando Equipes

Ferramentas de Coaching Potencializando Equipes Ferramentas de Coaching Potencializando Equipes Caxias do Sul, 04 de junho 2014 Silvia Bernardi Vivemos em uma busca constante e incansável... Do que mesmo? Qual sua direção? 2 O QUE É COACHING? 3 COACHING

Leia mais

TREINAMENTO SOBRE PRODUTOS PARA VENDEDORES DO VAREJO COMO ESTRATÉGIA PARA MAXIMIZAR AS VENDAS 1. Liane Beatriz Rotili 2, Adriane Fabrício 3.

TREINAMENTO SOBRE PRODUTOS PARA VENDEDORES DO VAREJO COMO ESTRATÉGIA PARA MAXIMIZAR AS VENDAS 1. Liane Beatriz Rotili 2, Adriane Fabrício 3. TREINAMENTO SOBRE PRODUTOS PARA VENDEDORES DO VAREJO COMO ESTRATÉGIA PARA MAXIMIZAR AS VENDAS 1 Liane Beatriz Rotili 2, Adriane Fabrício 3. 1 Pesquisa realizada no curso de Administração da Unijuí 2 Aluna

Leia mais

Potencial PSI. Educação. www.potencialpsi.com.br

Potencial PSI. Educação. www.potencialpsi.com.br Educação O povo feliz é o povo que mais se preocupa com a educação de seus filhos, seja na educação intelectual seja na educação dos sentimentos. Umpovoinstruídoamaotrabalhoesabecomocrescercomele. Ao nascer,

Leia mais

COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE

COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE www.agenciaatos.com.br COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE APLICAÇÃO DA CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE É assim que os resultados são gerados. No entanto, é

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Assegurar a satisfação do cliente no pós-venda, desenvolvendo um relacionamento duradouro entre o vendedor e o cliente, além de conseguir indicações através de um sistema de follow-up (acompanhamento).

Leia mais

Modelagem de Processos de Negócio Aula 5 Levantamento de Processos. Andréa Magalhães Magdaleno andrea@ic.uff.br

Modelagem de Processos de Negócio Aula 5 Levantamento de Processos. Andréa Magalhães Magdaleno andrea@ic.uff.br Modelagem de Processos de Negócio Aula 5 Levantamento de Processos Andréa Magalhães Magdaleno andrea@ic.uff.br Agenda Técnicas de levantamento de processos Análise de documentação Observação Story boarding

Leia mais

PAESTRA: OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO. Novembro/2012 Fortaleza- CE

PAESTRA: OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO. Novembro/2012 Fortaleza- CE PAESTRA: OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO Novembro/2012 Fortaleza- CE Currículo do Palestrante Estudou no CMF no período de 1974-1980. saindo como reservista pelo CFR (3º. Sgt). Ingressou na EFOMM CIAGA (1981).

Leia mais

GERÊNCIA DE PROJETOS Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 4ª Série kessia@unipar.br

GERÊNCIA DE PROJETOS Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 4ª Série kessia@unipar.br GERÊNCIA DE PROJETOS Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 4ª Série kessia@unipar.br O QUE É PROJETO? Empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência lógica de eventos, com início, meio e fim,

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 1 PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados 3 1 Origem da Psicologia Organizacional e do Trabalho 4 ORIGEM Desde os

Leia mais

Gestão de pessoas: revisão de conceitos

Gestão de pessoas: revisão de conceitos Glaucia Falcone Fonseca Chegamos ao final de nosso curso e vale a pena fazer uma retrospectiva sobre os principais aspectos da gestão de pessoas, algo tão importante no atual mundo do trabalho, caracterizado

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

PRODUTIVIDADE DA EQUIPE: COMO OBTER UM MAIOR COMPROMETIMENTO DAS PESSOAS NA FAZENDA?

PRODUTIVIDADE DA EQUIPE: COMO OBTER UM MAIOR COMPROMETIMENTO DAS PESSOAS NA FAZENDA? PRODUTIVIDADE DA EQUIPE: COMO OBTER UM MAIOR COMPROMETIMENTO DAS PESSOAS NA FAZENDA? Fatores Objetivos * Financeiro * Performance Fatores Subjetivos * Nível de satisfação * Comprometimento dos funcionários

Leia mais

BSC Balance Score Card

BSC Balance Score Card BSC (Balance Score Card) BSC Balance Score Card Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov.br Uma das metodologias mais visadas na atualidade éobalanced ScoreCard, criada no início da década de 90 por Robert

Leia mais

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO 1 PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO Aline Silva SANTOS 1 RGM 088607 Andressa Faustino da SILVA¹ RGM 089712 Diego Dias dos SANTOS¹ RGM 087266 Tatiane Gomes dos SANTOS¹ RGM 089204 Viviane Regina

Leia mais

O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares

O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares O uso da Inteligência Competitiva como processo para monitorar tecnologias, legislação, ambiente regulatório, concorrência,

Leia mais

Gestão de Mudanças 3G O Fator Humano na Liderança de Projetos do Terceiro Milênio

Gestão de Mudanças 3G O Fator Humano na Liderança de Projetos do Terceiro Milênio Gestão de Mudanças 3G O Fator Humano na Liderança de Projetos do Terceiro Milênio Não é exagero dizer que o mundo mudou mais nos últimos 30 anos do que nos últimos 30 séculos. A revolução tecnológica vem

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências Unimed Apucarana Gestão por Competências Unimed Apucarana Unimed Apucarana em números 158 médicos cooperados 16 aspirantes a cooperado 17.676 clientes 63 colaboradores 79 recursos

Leia mais

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC Gestão de Projetos 1 Agenda Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências 2 1 GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO DO PROJETO 3 Gerenciamento da Integração do Projeto Fonte: EPRoj@JrM 4 2 Gerenciamento

Leia mais

GRATUITA. consultoria.

GRATUITA. consultoria. Sua empresa cresceu? Você está sem tempo para planejar o futuro do seu negócio? Sente dificuldades em delegar tarefas? Não encontra ninguém para trocar experiências semelhantes? Está na hora de conhecer

Leia mais

Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos

Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos I-Organização da Administração Pública A vida da sociedade organizada pressupõe uma organização racional do trabalho, constituída de uma hierarquia

Leia mais

COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS. Capítulo II: Metas de atividade

COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS. Capítulo II: Metas de atividade COMO VENDER MAIS USANDO FUNIL DE VENDAS Capítulo II: Metas de atividade Índice Introdução Defina o tipo certo de metas 03 5 2 Introdução Olá, Nessa segunda parte vamos comentar sobre como definir metas

Leia mais

E-book Grátis Como vender mais?

E-book Grátis Como vender mais? E-book Grátis Como vender mais? Emissão: 27/01/2015 Responsável: Luiz Carlos Becker Filho Cargo: Diretor Executivo E-book Grátis Como vender mais? Esse conteúdo pode realmente lhe ajudar: Premissas: Olá,

Leia mais

www.idsingular.com.br

www.idsingular.com.br Business and Executive Coach ID Coach Seu mundo do tamanho do seu conhecimento Tel. 31 3681 6117 ID COACH No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo.

Leia mais

Training Course. DESTINATÁRIOS Este curso destina-se a todos os colaboradores Gestores e Profissionais de Recursos humanos.

Training Course. DESTINATÁRIOS Este curso destina-se a todos os colaboradores Gestores e Profissionais de Recursos humanos. MBA GESTÃO POR COMPETÊNCIAS DESCRIÇÃO O desafio maior do gestor de recursos humanos numa economia de grande competitividade é atrair, reter ou capacitar os seus recursos humanos para um desempenho de alto

Leia mais

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta)

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta) 1ª RODADA RELAÇÃO PRÁTICA E TEORIA Pouca teoria, muitas oficinas Matérias não suprem as necessidades de um designer Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa

Leia mais

4 Metodologia e estratégia de abordagem

4 Metodologia e estratégia de abordagem 50 4 Metodologia e estratégia de abordagem O problema de diagnóstico para melhoria da qualidade percebida pelos clientes é abordado a partir da identificação de diferenças (gaps) significativas entre o

Leia mais

FORMAÇÃO OFICIAL EM PERSONAL AND PERFORMANCE COACHING

FORMAÇÃO OFICIAL EM PERSONAL AND PERFORMANCE COACHING FORMAÇÃO OFICIAL EM PERSONAL AND PERFORMANCE COACHING A INTERVIEW OFFICIAL COACHING A Interview Coaching, empresa pioneira na Formação e Certificação Oficial em coaching na região norte, tem como objetivo

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Organizações Nenhuma organização existe

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DOS PILARES DA MPT NO DESEMPENHO OPERACIONAL EM UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE COSMÉTICOS. XV INIC / XI EPG - UNIVAP 2011

IMPLANTAÇÃO DOS PILARES DA MPT NO DESEMPENHO OPERACIONAL EM UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE COSMÉTICOS. XV INIC / XI EPG - UNIVAP 2011 IMPLANTAÇÃO DOS PILARES DA MPT NO DESEMPENHO OPERACIONAL EM UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE COSMÉTICOS. XV INIC / XI EPG - UNIVAP 2011 Rogério Carlos Tavares 1, José Luis Gomes da Silva² 1 Universidade de

Leia mais

VALUE BASED MANAGEMENT (Gerenciamento Baseado no Valor - GBV) - PARTE ll

VALUE BASED MANAGEMENT (Gerenciamento Baseado no Valor - GBV) - PARTE ll VALUE BASED MANAGEMENT (Gerenciamento Baseado no Valor - GBV) - PARTE ll! Como implantar com sucesso?! Quais os passos para sua implantação?! O foco na criação de valor para o acionista. Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

MAC 5856 - Desenvolvimento de Software Livre Começando uma Startup de Sw

MAC 5856 - Desenvolvimento de Software Livre Começando uma Startup de Sw MAC 5856 - Desenvolvimento de Software Livre Começando uma Startup de Sw Vladimir Moreira Infomobile Roteiro Motivação de começar uma Startup Startup O que é um Startup Peças fundamentais Empreendedor

Leia mais

GoToWebinar Nossa Sala de Aula Virtual

GoToWebinar Nossa Sala de Aula Virtual Sejam bem vindos! CURSO LEADER COACH (EAD) Objetivos; Duração. GoToWebinar Nossa Sala de Aula Virtual Interação; Perguntas; Enquetes; Chat; Material Didático; Sejam bem vindos! CURSO LEADER COACH (EAD)

Leia mais

Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos

Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos Avaliação Econômica como instrumento para o aprimoramento da gestão das ações sociais 26/09/2013 Fundação

Leia mais

Investimento Inicial

Investimento Inicial Investimento Inicial Seja um Franqueado de Sucesso! CONCEITO No Brasil, quando o assunto é cuidados e manutenção de jardins e piscinas, logo a questão recai na necessidade de chamar desconhecidos e amadores

Leia mais

17 Erros Mais Comuns ao Elaborar um Plano de Negócio Que Comprometem o Sucesso do Empreendedor

17 Erros Mais Comuns ao Elaborar um Plano de Negócio Que Comprometem o Sucesso do Empreendedor 17 Erros Mais Comuns ao Elaborar um Plano de Negócio Que Comprometem o Sucesso do Empreendedor ERRO #1 SUMÁRIO EXECUTIVO NÃO É RESUMO O sumário deve trazer os pontos principais e mais atrativos do negócio

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

PRACTITIONER EM PNL. Solução da Academia Instituto de Thalentos INSTITUTO DE THALENTOS. Você tem o objetivo. Nós temos o caminho

PRACTITIONER EM PNL. Solução da Academia Instituto de Thalentos INSTITUTO DE THALENTOS. Você tem o objetivo. Nós temos o caminho PRACTITIONER EM PNL Solução da Academia Instituto de Thalentos INSTITUTO DE THALENTOS Você tem o objetivo. Nós temos o caminho Quem somos O Instituto de Thalentos foi criado em 2010 por uma transformação

Leia mais

+ de 400 páginas de conteúdo

+ de 400 páginas de conteúdo COLEÇÃO COMPLETA De A a Z Volume 1 Planejamento de Vendas Volume 2 Prospecção de Clientes Volume 3 Abordagem Eficaz Volume 4 Entrevista de Vendas Volume 5 Apresentações de Imóveis Volume 6 Negociações

Leia mais

Return on Marketing Investment (ROMI) Como definir estrategicamente as métricas de marketing e alcançar bons resultados

Return on Marketing Investment (ROMI) Como definir estrategicamente as métricas de marketing e alcançar bons resultados Return on Marketing Investment (ROMI) Como definir estrategicamente as métricas de marketing e alcançar bons resultados DESAFIO: MENSURAÇÃO DOS RESULTADOS DE INVESTIMENTO EM MARKETING. UM DOS GRANDES FATORES

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços

Contrato de Prestação de Serviços Contrato de Prestação de Serviços Brasília, 27 de janeiro de 2016. Aos senhores Giordano Sales, Paulo França, Douglas Monteiro, Leandro e Bruno Moura. Prezados Senhores, Estamos encaminhando, conforme

Leia mais

como potencializar sua participação na

como potencializar sua participação na como potencializar sua participação na O 1º passo para o sucesso A ESCOLAR OFFICE BRASIL é um importante veículo de divulgação para sua marca. Ela tem o potencial de gerar negócios durante e depois de

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

Ciclo da Inovação. Maria José Sousa

Ciclo da Inovação. Maria José Sousa Ciclo da Inovação Maria José Sousa Ciclo da Inovação Geração de Ideias Técnicas de criatividade Estratégia competitiva Políticas de comercialização e distribuição Estratégia de Marketing Estratégia Competitiva

Leia mais

Uma empresa só poderá vender seus bens/serviços aos consumidores se dois requisitos básicos forem preenchidos:

Uma empresa só poderá vender seus bens/serviços aos consumidores se dois requisitos básicos forem preenchidos: Módulo 4. O Mercado O profissional de marketing deverá pensar sempre em uma forma de atuar no mercado para alcançar os objetivos da empresa. Teoricamente parece uma tarefa relativamente fácil, mas na realidade

Leia mais

Mensuração de Resultados

Mensuração de Resultados Mensuração de Resultados A Educação Corporativa mais Próxima da Estratégia do Negócio coleção 3 02 olá! A Affero Lab, maior empresa de Educação Corporativa do Brasil, tem se envolvido com todos os aspectos

Leia mais

Como pode ser dividido

Como pode ser dividido Planejamento Como pode ser dividido O planejamento estratégico prever o futuro da empresa, em relação ao longo prazo. De uma forma genérica, consiste em saber o que deve ser executado e de que maneira

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Indicadores de Desempenho Conteúdo

Indicadores de Desempenho Conteúdo Indicadores de Desempenho Conteúdo Importância da avaliação para a sobrevivência e sustentabilidade da organização O uso de indicadores como ferramentas básicas para a gestão da organização Indicadores

Leia mais

Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto

Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto Planejar uma aula é uma arte não uma tarefa. O planejamento de aula através da ferramenta Mar Aberto ajuda e contribui para infinitas possibilidades para seu

Leia mais

Categorias Temas Significados Propostos

Categorias Temas Significados Propostos 91 5. Conclusão O objetivo do presente trabalho foi descrever a essência do significado da experiência consultiva para profissionais de TI que prestam de serviços de consultoria na área de TI. Para atingir

Leia mais

Valor do Guia Oficial de Franquias 2011: R$ 60,00 No estande de publicações ABF você ganha R$ 10,00 de desconto e recebe a última edição da Revista Franquia ABF & Negócios 1 Como avaliar seu Perfil Empreendedor

Leia mais

Títulos de Palestras, Oficinas ou Projetos Pedagógicos. Títulos de palestras para a formação continuada de professores:

Títulos de Palestras, Oficinas ou Projetos Pedagógicos. Títulos de palestras para a formação continuada de professores: Títulos de Palestras, Oficinas ou Projetos Pedagógicos Títulos de palestras para a formação continuada de professores: - O professor e a filosofia A valorização do papel do professor está intimamente ligada

Leia mais

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE EMPREENDEDORISMO Empreendedorismo A Administração da revolução O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA?

PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA? PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA? São os passos que fazem os caminhos. MÁRIO QUINTANA Para chegar a um destino, é preciso dar o primeiro passo. Muitas vezes, preocupados com o dia a dia,

Leia mais

Programa. Erro Zero Atraso Zero

Programa. Erro Zero Atraso Zero Programa Erro Zero Atraso Zero Introdução O caso de sucesso da Fatto Soluções Contábeis em parceria com o Nibo A Fatto iniciou suas atividades em 2012 e, desde o início, tinha como objetivo oferecer um

Leia mais

5 Considerações finais

5 Considerações finais 5 Considerações finais 5.1. Conclusões A presente dissertação teve o objetivo principal de investigar a visão dos alunos que se formam em Administração sobre RSC e o seu ensino. Para alcançar esse objetivo,

Leia mais

Consultoria e Marketing COMO TORNAR O TREINAMENTO UMA FERRAMENTA DE LUCRATIVIDADE

Consultoria e Marketing COMO TORNAR O TREINAMENTO UMA FERRAMENTA DE LUCRATIVIDADE COMO TORNAR O TREINAMENTO UMA FERRAMENTA DE LUCRATIVIDADE A melhor idéia, sem gente boa, não vai a lugar algum. Carlos Alberto Sicupira Controlador da ABInBev Presidente do Conselho das Lojas Americanas

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS

DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS CompetencyCore5 Success Through Competency-based Talent Management DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS E TALENTOS A Gestão do Capital Humano com Foco nas Competências

Leia mais

COACHING: PARCERIA PARA O SUCESSO COM VINÍCIUS MATOS

COACHING: PARCERIA PARA O SUCESSO COM VINÍCIUS MATOS COACHING: PARCERIA PARA O SUCESSO COM VINÍCIUS MATOS Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes. Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz e não nossa escuridão, que

Leia mais

P-06. Revendo o Treinamento Comportamental. Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br

P-06. Revendo o Treinamento Comportamental. Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br P-06 Revendo o Treinamento Comportamental Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br Proposta Refletir e analisar a metodologia de treinamentos comportamentais. O que acontece

Leia mais

Como u&lizar as ferramentas de marke&ng digital no relacionamento com os cooperados

Como u&lizar as ferramentas de marke&ng digital no relacionamento com os cooperados Como u&lizar as ferramentas de marke&ng digital no relacionamento com os cooperados 26 de Agosto de 2015 Belo Horizonte - MG Joe Jackson Sangalli Vidor Joe Jackson Sangalli Vidor Diretor da 2ck Marke.ng

Leia mais

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL INTRODUÇÃO Não importa qual o tamanho da empresa: ela precisa saber aonde quer chegar. Para isso é preciso traçar um caminho e a melhor

Leia mais

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal.

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal. Como Capacitar sua Força de Vendas Não é Automação. É Pessoal. 2 Como capacitar Sua Força de Vendas: Não É Automação. É Pessoal. Como capacitar Sua Força de Vendas Não É Automação. É Pessoal. O digital

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO. Quem nunca ouviu aquela velha frase O maior capital de nossa empresa é o capital

A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO. Quem nunca ouviu aquela velha frase O maior capital de nossa empresa é o capital A IMPORTÂNCIA DO TREINAMENTO humano. Quem nunca ouviu aquela velha frase O maior capital de nossa empresa é o capital Uma pesquisa realizada em 1997 nos Estados Unidos comprovou estatisticamente que essa

Leia mais

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você O que a Postura Consultiva tem a ver com Você Marcelo Egéa M* O que é postura consultiva Criar e sustentar uma marca é um trabalho que exige o máximo de todos na empresa. Alguns têm contato direto com

Leia mais

Profª Dr a Valéria Valls Agosto de 2012

Profª Dr a Valéria Valls Agosto de 2012 Profª Dr a Valéria Valls Agosto de 2012 Panorama sobre Gestão da Qualidade, incluindo os princípios fundamentais relacionados ao atendimento A Qualidade em Serviços e a percepção do cliente A importância

Leia mais

3 Análise para a definição da estratégia

3 Análise para a definição da estratégia 3 Análise para a definição da estratégia O presente capítulo aborda os aspectos relacionados à transação sob dois prismas, sendo o primeiro o Transaction Cost Theory (TCT), no qual o foco é a análise dos

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS CURSO: Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários TURNO: Noturno DISCIPLINA: Gestão Mercadológica de Vendas SEMESTRE: 3º semestre

Leia mais

SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, ATENDIMENTO E VENDAS

SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, ATENDIMENTO E VENDAS SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, A Expertise: ² ² ² ² ² Percebendo as necessidades do mercado, nasceu a Expertise Treinamentos no início de 2016. A união de três profissionais, consultores e palestrantes, com

Leia mais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais Evolução da Disciplina Modelos de Gestão Aula 1: Principais Modelos das Teorias da Administração Aula 2: Origem, Evolução, Classificação e Tipologia das Organizações Aula 3: Termos comuns às Organizações;

Leia mais

A Busca da Excelência: entre o dizer e o fazer. Júlia Farnese Fernanda Queiroga

A Busca da Excelência: entre o dizer e o fazer. Júlia Farnese Fernanda Queiroga 2014 A Busca da Excelência: entre o dizer e o fazer. Júlia Farnese Fernanda Queiroga A Busca da Excelência: entre o dizer e o fazer. 3 A palestra em questão aborda a busca da excelência e o paradigma

Leia mais

PUPA O MARKETING PARA O PÚBLICO INFANTIL

PUPA O MARKETING PARA O PÚBLICO INFANTIL PUPA O MARKETING PARA O PÚBLICO INFANTIL CONEXÕES CEREBRAIS Ninguém precisa ensinar um bebê a respirar, manter a temperatura do corpo ou abrir e fechar os olhos. Mas o que permite que um bebê reconheça

Leia mais

Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários.

Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários. Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários. Módulo 3: Etapa 1 Treinamento e qualificação O Processo de Qualificação / Treinamento e Desenvolvimento Até agora

Leia mais

Portfolio de cursos TSP2

Portfolio de cursos TSP2 2013 Portfolio de cursos TSP2 J. Purcino TSP2 Treinamentos e Sistemas de Performance 01/07/2013 Como encantar e fidelizar clientes Visa mostrar aos participantes a importância do conhecimento do cliente,

Leia mais

O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio

O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio Planeje suas vendas O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio Consultorias Palestras SEBRAE Mais Programas setoriais Palestras Trilha de aprendizagem empresarial EAD Na Medida Cursos SEI E muito

Leia mais

Um mercado de oportunidades

Um mercado de oportunidades Um mercado de oportunidades Como grandes, pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma

Leia mais

PLANO DE CURSO Aprendizagem Industrial

PLANO DE CURSO Aprendizagem Industrial 1 - NOME DO CURSO em Telemarketing 2 ÁREA DO CURSO Gestão 3 TITULARIDADE PROFISSIONAL Operador de telemarketing 4 PERFIL PROFISSIONAL 4.a Perfil Profissional de Conclusão: Atender usuários, oferecer serviços

Leia mais

Markes Roberto Vaccaro

Markes Roberto Vaccaro Markes Roberto Vaccaro Sumário 1 - CONHECER OS SEGREDOS DO MARKETING DIGITAL... 3 2 CRIAR UM BLOG DE NICHO... 4 3 - COMEÇANDO A ESTRATÉGIA DE MARKETING... 4 4 - PRODUTOS DIGITAIS... 5 5 OPTIMIZAÇÃO DE

Leia mais