cargo Programa de Visitas CAC Atendimento NEWSLETTER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "cargo Programa de Visitas CAC Atendimento NEWSLETTER"

Transcrição

1 NEWSLETTER cargo Para ampliar a comunicação com os usuários clints, o GRU Airport Cargo criou o novo portal No sit é possívl conhcr a strutura dos armazéns, srviços disponívis, consultar a situação da carga, ntr outras facilidas. Confira mais talhs nsta dição. SITE TECA IMPORTAÇÃO SAVIC RANKING DE EFICIÊNCIA LOGÍSTICA CADEX CAC Atndimnto Programa Visitas A Cntral Atndimnto ao Clint (CAC Importação CADEX Exportação) funciona sgunda-fira a sxta-fira, das 8h às 24h. Para os clints qu sjam conhcr prto o procsso logístico ntro do Trminal Cargas, a CAC promov visitas programadas ao local. Os agndamntos pom sr fitos plo -mail:

2 SITE TECA GRU Airport lança sit para a ára cargas No é possívl rastrar a mrcadoria, além conhcr todo trabalho do Trminal Cargas O GRU Airport Aroporto Intrnacional valors, datas, horários procdimntos. São Paulo acaba lançar o sit xclusivo Para isso, basta s cadastrar tr m mãos para a ára Cargas, conhcida agora o AWB (Air Way Bill) do procsso, também como GRU Airport Cargo. No portal, os conhcido como Código Conhcimnto usuários pom conhcr a strutura dos Transport Aéro. armazéns, os srviços ofrcidos nas áras No sit, é possívl acompanhar também as xportação, importação, carga doméstica mudanças infrastrutura qu stão m courir, consultar tarifas, além tr andamnto no trminal cargas do GRU acsso à consulta das lgislaçõs do stor. Airport, os invstimntos, o aumnto da A principal novida é a frramnta capacida a ficiência no transport da rastramnto mrcadorias. Com la, o carga. Além disso, o portal traz um glossário clint acompanha o status do procsso com os trmos mais utilizados no stor libração da carga pla Rcita Fral, Logística. além do rsumo da opração qu inclui Acss:

3 SAVIC SAVIC auxilia na agilida do atndimnto ao Dspachant Aduaniro nos procssos comércio xtrior m GRU A Sção Intração com o Cidadão SAVIC foi criada pla Rcita Fral m 2012 para dar mais agilida no atndimnto aos spachants aduaniros, nos procssos Comércio Extrior. A SAVIC da Alfânga do Aroporto Intrnacional São Paulo/Guarulhos é a primira sção a atuar m sua plnitu no âmbito aduaniro (da 8ª Rgião da Rcita Fral ou das Suprintndências Rgionais da Rcita Fral). A SAVIC, qu hoj conta com uma quip 24 colaboradors, ntr srvidors da Rcita Fral, funcionários do SERPRO (Srviço Fral Procssamnto Dados) trcirizados, possibilitou stnr o horário atndimnto aos usuários, qu passou a funcionar das 7h às 19h, proporcionando mais agilida ganho ficiência nos procssos. Entr os srviços ofrcidos, além da rcpção dos Documntos Importação Exportação, a SAVIC Guarulhos já raliza a rcpção das Dclaraçõs Trânsito Aduaniro (DTA), s agosto st ano. Com a mudança, o númro atndimntos crscu crca 67%, passando 2,7 mil para 4,5 mil por smana. A assssora do insptor-chf da Rcita Fral no GRU Airport, Maria l Carmn Viquira Migul, sclarcu qu, dos srviços prstados pla ára, quatro ncssitam agndamnto prévio: Autorização para Emissão Crachá, Habilitação no Radar Pssoa Física Pssoa Jurídica Crnciamnto Rprsntant para Bagagm Dsacompanhada, pois ncssitam maior tmpo anális documntal. A rcpção claração rprsnta a maior manda quantitativa srviço, chgando a quas 90% do total (Trânsito Aduaniro: 35%; Exportação: 45%; Importação: 9%), contudo, o tmpo mandado para a ralização dos srviços rcpção é bastant infrior ao mandado por outros srviços smpnhados na SAVIC, afirmou Maria. D acordo com a xpctativa do chf da ára, Sr. Walki Antonio Mottr Crbaro, a Rcita Fral do Brasil stá analisando outras açõs qu porão sr adotadas para mlhorar, ainda mais, ss atndimnto. Nssa linha, a Rcita Fral avalia a implantação horário adicional paramtrização na importação. SERVIÇOS OFERECIDOS PELA SAVIC Rcpção Dclaraçõs (Importação, Exportação Trânsito Aduaniro); Abrtura procssos (Admissão Tmporária, Importação Exportação); Autorização rprsntants para rquisição crachás snhas acsso a sistmas informatizados da Rcita Fral; Crnciamnto rprsntants no SISCOMEX para a ralização atos comércio xtrior, no caso bagagns sacompanhadas mdicamntos stinados a pssoas físicas domiciliadas na 8ª RF (nst caso spcífico mdicamnto, a SAVIC também ftua as habilitaçõs simplificadas no Sistma RADAR); Maria l Carmn Viquira Migul Assssora do Insptor Chf da Rcita Fral Walki Antonio Mottr Crbaro Chf da SAVIC Rcpção runião documntos m procssos administrativos; além informaçõs grais ao contribuint.

4 CADEX Nova Cntral Atndimnto à Exportação traz maior comodida aos xportadors O GRU Airport Cargo tm uma ára xclusiva para atnr aos xportadors o Cax (Cntral Atndimnto Aos Dspachants Exportação), ligado à Coornação Atndimnto ao Clint do TECA. Inaugurado m junho st ano, o srviço foi criado com o objtivo prstar assistência aos xportadors m um local próximo à ára ntrga carga spacho aduaniro, vitando o slocamnto do clint até a CAC (Cntral Atndimnto ao Clint). Em agosto, o Cax rgistrou 904 atndimntos, dos mais 19 mil procssos xportação. Entr os srviços prstados stão: visita acompanhamnto à carga, rtiqutagm, psagm da carga, copia documnto, rpsagm, além disso, o clint po solicitar uma foto para sabr a situação da carga. O horário funcionamnto do Cax é sgunda a sxta-fira, das 8h à mia-noit. Santarém comnta o qu vm por aí O GRU Airport Cargo passará nos próximos anos por grans mudanças inovaçõs. Os invstimntos m obras ampliação mlhorias já stão m curso. No início st mês, foi iniciado o novo contrato prstação srviços movimntação cargas, qu prvê a substituição intgral da frota mpilhairas trators. As obras avanços nas câmaras climatizadas já foram iniciadas, o novo spaço trá capacida para mais 2 mil posiçõs armaznagm no stor Importação 220 posiçõs na ára Exportação. O sistma translvador passará por rvisõs struturais da vlocida do sistma stiras aumntando a capacida saída 99 pallts para 133 por hora. Além disso, srá ampliada a quantida saídas carga, 4 para 10, sndo qu uma las srá dicada à carga trânsito. As obras srão xcutadas no príodo noturno, para qu não aprsnt problmas circulação da carga. Outra mudança é a montagm novas stants porta pallts cantillvrs, para os stors Importação, Exportação, Trânsito Câmaras Frias, totalizando 10 mil posiçõs armaznagm vrticalizada, além das atuais. Além das mlhorias struturais, as mudanças procssos têm sido igualmnt projtadas, até o momnto, aprsntam mlhorias no atndimnto ao clint. Para 2014, stá prvisto, para o sgundo smstr, a substituição do TECAPLUS por um novo sistma qu trá como principal funcionalida um módulo planjamnto programação srviços, qu prmitirá maior intgração com companhias aéras órgãos anunts, agndamnto via wb para a rtirada da carga, maior rastrabilida aumnto da produtivida na ralização dos srviços. O GRU Airport Cargo busca aprimorar a logística os procdimntos do trminal cargas. É important lmbrar qu todos os nvolvidos, clints mais usuários do TECA, são fundamntais para as mlhorias. As manifstaçõs rclamaçõs rgistradas no CAC (Cntral Atndimnto ao Clint), passam por uma avaliação diária plas quips Opração Comrcial, auxiliam nas stratégias mlhoria atndimnto. Marcus Santarém Dirtor Excutivo Opraçõs Carga GRU Airport

5 IMPORTAÇÃO Agilida na libração carga é priorida para o GRU Airport Cargo O GRU Airport Cargo raliza mnsalmnt um trabalho para avaliar o tmpo médio libração da carga por importador com o objtivo laborar procdimntos para agilizar o procsso. Além disso, priodicamnt é fito o monitoramnto do tmpo médio gral das cargas importadas, mapando cada tapa do procsso, para qu possam sr adotadas mdidas rdução do tmpo utilizado. Nss contxto, o trabalho m conjunto com todos os intrvnints no procdimnto libração é fundamntal para qu o fluxo do procsso sja fito com maior agilida. Visando mlhorar o smpnho das atividas, algumas açõs já aprsntaram rsultados positivos. O ncrramnto dos voos no sistma MANTRA a partir do rcbimnto da carga a disponibilida do produto na libração a partir da solicitação pux plo importador ou su rprsntant stão mais ágis vido à rvisão dos procssos intrnos. No gráfico a sguir, é possívl comparar como as tapas s comportaram no príodo janiro a stmbro nos procssos librados no canal vr da Rcita Fral, qu rprsntam 90% do total. Etapas do procsso importação GRU Airport PROCESSO EVENTO ARMAZENAMENTO 1 Chgada da aronav 2 Rgistro ncrramnto 3 Aval 4 Visa 5 Vínculo da DI LIBERAÇÃO 6 Dsmbaraço DESCRIÇÃO Início da informação no mantra (po ocorrr ants da chgada do voo), scarrgamnto da aronav, sconsolidação da carga (rgistro dos HAWB s) no sistma Confronto das informaçõs insridas pla mprsa aéra no sistma MANTRA, com a prsnça física da carga; são chcadas a quantida volums, pso rcbido, tipo mbalagm naturza da carga, é fito o nrçamnto, sguindo o tratamnto (trânsito ou carga local). Finalizando todo o rcbimnto, é ncrrado o rgistro armaznamnto no sistma Validação das informaçõs insridas rgistradas no sistma. Está ação ocorr após rgistro do vnto Encrramnto Ciência validação todas as informaçõs insridas antriormnt finalização da 1ª tapa do procsso Rgistro do númro do documnto libratório, (DI), após libração da ANVISA ou VIGIAGRO, quando aplicávis pagamntos dos tributos Após o rgistro do documnto libratório, o sistma faz a paramtrização, acordo com os parâmtros, finidos pla Rcita Fral, o sistma indica o canal libração (vr, amarlo, vrmlho ou cinza). A participação da Rcita Fral no procsso s ncrra com o smbaraço da carga, qu significa qu stá librada para ntrgar ao importador RESPONSÁVEL CIA AÉREA GRU AIRPORT CIA. AÉREA RECEITA FEDERAL DESPACHANTE/ IMPORTADOR RECEITA FEDERAL 7 Entrga dos documntos DI Solicitação ntrga da carga, mdiant aprsntação dos documntos libratórios DESPACHANTE/ IMPORTADOR 8 - Pux disponibilização da carga na ára libração Confrência documntal pux da carga sarmaznamnto disponibilização nas docas para a ntrga da carga ao Transportador Rodoviário; ncrramnto no sistma GRU AIRPORT 9 Rtirada da Carga Carrgamnto da Carga no vículo TRANSPORTADOR/ IMPORTADOR

6 RANKING DE EFICIÊNCIA LOGÍSTICA CONCESSIONÁRIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS Ranking Eficiência Logística - Stmbro/2013 AUTOMOTIVO Dias útis - 08:00 às 18:00 Dias útis - 08:00 às 18:00 1º SCANIA LATIN AMÉRICA LTDA 15:01 1º HETROS IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA 09:52 2º REMY AUTOMOTIVE BRASIL LTDA 18:03 2º CILT BRASIL LOGÍSTICA LTDA 13:42 3º DANA INDÚSTRIAS LTDA 19:17 3º BENASSI-SÃO PAULO IMP. E EXP. LTDA 13:43 4º PEUGEOT-CITROEN DO BRASIL AUTOMÓVEIS LTDA 19:49 4º PRETTY FLOWERS IMP. E EXP. LTDA 14:38 5º SABO INDÚSTRIA E COM. DE AUTOPEÇAS LTDA 23:05 5º CAXIENSE-FRUTTI N BOX COM. E IMP. LTDA 15:52 Quantida mprsas concorrnts no príodo 33 Quantida mprsas concorrnts no príodo 71 Tmpo médio do sgmnto 44:59 Tmpo médio do sgmnto 57:49 FARMACÊUTICO/MÉD./HOSPITALAR LINHA AZUL Dias útis - 08:00 às 18:00 Dias útis - 08:00 às 18:00 1º SIGMA-ALDRICH BRASIL LTDA 34:22 1º SAMSUNG ELETRÔNICA DA AMAZÔNIA LTDA 07:05 2º SINC DO BRASIL INSTRUMENTAÇÃO LTDA 39:09 2º ROLLS-ROYCE BRASIL LTDA 09:43 3º FRESENIUS HEMOCARE BRASIL LTDA 51:36 3º SANMINA-SCI DO BRASIL INTEGRATION LTDA 18:28 4º PRODUTOS ROCHE S/A 57:07 4º CONTINENTAL BRASIL IND. AUTOMOTIVA LTDA 23:08 5º ELI LILLY DO BRASIL LTDA 63:58 5º MAGNETI MARELLI SIST. AUTOMOTIVOS LTDA 24:00 Quantida mprsas concorrnts no príodo 40 Quantida mprsas concorrnts no príodo 16 Tmpo médio do sgmnto 105:45 Tmpo médio do sgmnto 35:11 METAL-MECÂNICO TECNOLOGIA Dias útis - 08:00 às 18:00 Dias útis - 08:00 às 18:00 1º QUANTA TEC. ELETRÔNICA IND. E COM. LTDA 20:16 1º MITUTOYO SUL AMERICANA LTDA 22:16 2º KOMATSU BRASIL INTERNATIONAL LTDA 20:39 2º CONAUT CONTROLES AUTOMÁTICOS LTDA 35:08 3º CONFAB INDUSTRIAL S/A 20:57 3º INVENSYS APPLIANCE CONTROLS LTDA 37:42 4º TYCO ELECTRONICS BRASIL LTDA 22:10 4º YOKOGAWA AMÉRICA DO SUL LTDA 39:35 5º WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S/A 24:37 5º INGENICO DO BRASIL LTDA 41:15 Quantida mprsas concorrnts no príodo 49 Quantida mprsas concorrnts no príodo 8 Tmpo médio do sgmnto 43:42 Tmpo médio do sgmnto 51:40 EMPRESAS RECOF EMBARQUES RECOF EMBARQUES COMUM Dias útis - 08:00 às 22:00 Sábados - 08:00 às 18:00 Dias útis - 08:00 às 18:00 1º EMBRAER S/A 09:56 2º DELPHI AUTOMOTIVE SYSTEMS DO BRASIL LTDA 10:02 3º CNH LATIN AMÉRICA LTDA 22:24 4º CONTINENTAL BRASIL IND. AUTOMOTIVA LTDA 23:08 5º VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA 28:02 Quantida mprsas concorrnts no príodo 6 Quantida mprsas concorrnts no príodo Tmpo médio do sgmnto 21:18 Tmpo médio do sgmnto Tmpo mdido m horas útis, calculado do rcbimnto da carga pla GRU Airport, até a sua ftiva ntrga. Figuram nst ranking as cinco mprsas mais ágis no su sgmnto, consirando apnas os importadors com no mínimo 15 mbarqus paramtrizados no canal vr no mês vrificado. Sgmnto Farmacêutico/Médico/Hospitalar = A partir Maio/2008 o sgmnto Farmacêutico contmpla também as mprsas dos ramos instrumntos matriais médicos hospitalars (xcto quipamntos).

COMPLEXO TECA. GRU Airport investe para se tornar o maior terminal de cargas do país

COMPLEXO TECA. GRU Airport investe para se tornar o maior terminal de cargas do país NEWSLETTER cargo 01 2013 GRU Cargo News é o novo canal de comunicação do Terminal de Cargas do GRU Airport Aeroporto Internacional de São Paulo. O informativo busca apresentar aos clientes as principais

Leia mais

cargo Transporte de cargas no GRU Airport tem desempenho acima do mercado nacional

cargo Transporte de cargas no GRU Airport tem desempenho acima do mercado nacional NEWSLETTER cargo 07 2015 Transporte de cargas no GRU Airport tem desempenho acima do mercado nacional PALAVRA DO DIRETOR LIDERANÇA NO MARKET SHARE RANKING DE EFICIÊNCIA LOGÍSTICA Na próxima edição, a sua

Leia mais

grucargonews@gru.com.br

grucargonews@gru.com.br NEWSLETTER cargo 03 2014 Em 2013, o setor de importação do GRU Airport movimentou 141 mil toneladas, registrando um aumento de 8% em relação ao ano anterior. Saiba mais nesta edição. CRESCIMENTO DA IMPORTAÇÃO

Leia mais

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro.

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro. INEC AUDITRIA Prof. CLAUDECIR PATN ESPECIALIZAÇÃ EM : GERÊNCIA CNTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITRIA TURMA III 1 Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 utubro. CNTRLE - Concitos; - Auditoria Control Intrno; - Importância

Leia mais

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014 F i n a l i d a d O r i n t a r o u s u á r i o p a r a q u s t o b t PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Vrsão: 27/08/2014 Atualizado m: 27/08/2014

Leia mais

As Abordagens do Lean Seis Sigma

As Abordagens do Lean Seis Sigma As Abordagns do Lan Sis Julho/2010 Por: Márcio Abraham (mabraham@stcnt..br) Dirtor Prsidnt Doutor m Engnharia d Produção pla Escola Politécnica da Univrsidad d São Paulo, ond lcionou por 10 anos. Mastr

Leia mais

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 1.- A Informação, o conhcimnto o mundo das tcnologias A volução das tcnologias d informação

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010 [Digit txto] 1 IDENTIFICAÇÃO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dzmbro/2010 Programa: Opraçõs Coltivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidad: Construção d unidad habitacional

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo.

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo. Atualiza o Manual d Instruçõs Grais (MIG) Cadastro. A Dirtoria Excutiva da Confdração Nacional das Cooprativas do Sicoob Ltda. Sicoob Confdração, com fulcro no art. 58 do Estatuto Social, basado na strutura

Leia mais

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE Programa Brasiliro da Qualida Produtivida m Softwar PBQPS - Ciclo 2005 Encontro da Qualida Produtivida m Softwar RECIFE Data: 26 27 stmbro 2005 Local: Hotl Villa Rica Promoção: Ministério da Ciência Tcnologia

Leia mais

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br Tabla d Tarifas Pssoa Física Divulgada m 01/08/013 Vigência a partir d: 01/09/013 Rlação dos srviços tarifados rspctivos valors vignts. Os valors máximos foram stablcidos pla Cooprativa, obsrvada a rsolução

Leia mais

Planejamento de capacidade

Planejamento de capacidade Administração da Produção Opraçõs II Planjamnto d capacidad Planjamnto d capacidad Planjamnto d capacidad é uma atividad crítica dsnvolvida parallamnt ao planjamnto d matriais a) Capacidad insuficint lva

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO N o 001 - EMBRATEL 1. APLICAÇÃO Est Plano d Srviço ofrc ao usuário do Srviço d Tlfonia Fixa Comutada, a possibilidad d

Leia mais

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício OFICINA 9-2ºSmntr / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Profssors: Edu Vicnt / Gabrila / Ulício 1. (Enm 2012) As curvas d ofrta d dmanda d um produto rprsntam, rspctivamnt, as quantidads qu vnddors

Leia mais

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 1. ÁREA DO CONHECIMENTO CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA 2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 3. JUSTIFICATIVA: Prspctivas no Mrcado Amazonns: A cidad d Manaus possui

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Discipli: Qualida Softwar Profa. : Kátia Lops Silva Slis adpatados do Prof. Ricardo Almida Falbo Tópicos Espciais Qualida Softwar 007/ Dpartamnto

Leia mais

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO Marclo Sucna http://www.sucna.ng.br msucna@cntral.rj.gov.br / marclo@sucna.ng.br ABR/2008 MÓDULO 1 A VISÃO SISTÊMICA DO TRANSPORTE s A anális dos subsistmas sus componnts é tão

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo Rsidência para coltivos na Casa do Povo Chamada abrta tativo - Rsidência para coltivos na Casa do Povo Há mais d 60 anos, a Casa do Povo atua como lugar d mmória cntro cultural m sintonia com o pnsamnto

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015 Aprsntação Institucional Estratégia Março 2015 História História A Dot.Lib é uma mprsa brasilira dicada à dissminação da informação cintífica através do acsso onlin a livros digitais, priódicos ltrônicos

Leia mais

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL PLANO DE ACÇÃO O Plano acção é um documnto anual ond s idntificam os projctos intrvnçõs prvistas para cada ano, dvidamnt nquadradas nas stratégias dfinidas m Plano d Dsnvolvimnto Social. No sgundo PDS,

Leia mais

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77 MAPA DE PESSOAL - 203 Caractrização do posto d trabalho Gabint d Apoio à Prsidência. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função GAP - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos

Leia mais

Encontro na casa de Dona Altina

Encontro na casa de Dona Altina Ano 1 Lagdo, Domingo, 29 d junho d 2014 N o 2 Encontro na casa d Dona Altina Na última visita dos studants da UFMG não foi possívl fazr a runião sobr a água. Houv um ncontro com a Associação Quilombola,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS E CERTIFICADOS DE CURSOS TÉCNICOS E TECNOLÓGICOS ESTRANGEIROS DE ENSINO, PELO INSITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA- IFB. 1. DA ABERTURA 1.1

Leia mais

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE Lógica Matmática Computacional - Sistma d Ponto Flutuant SISTEM DE PONTO FLUTUNTE s máquinas utilizam a sguint normalização para rprsntação dos númros: 1d dn * B ± 0d L ond 0 di (B 1), para i = 1,,, n,

Leia mais

Gestão de Saúde Empresarial

Gestão de Saúde Empresarial Gstão Saú Emprsarial Uma parcria indispnsávl para a sua tranquilida As soluçõs m Gstão Saú Emprsarial do Imtp foram criadas sob mdida para garantir a saú do su capital humano. Imtp tornou-s rfrência m

Leia mais

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita:

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita: Máquinas Térmicas Para qu um dado sistma raliz um procsso cíclico no qual rtira crta quantidad d nrgia, por calor, d um rsrvatório térmico cd, por trabalho, outra quantidad d nrgia à vizinhança, são ncssários

Leia mais

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso d suas atribuiçõs lgais statutárias, torna público st Edital

Leia mais

Estado da arte do software de mineração e o impacto nas melhores práticas de planejamento de lavra

Estado da arte do software de mineração e o impacto nas melhores práticas de planejamento de lavra Estado da art do softwar d minração o impacto nas mlhors práticas d planjamnto d lavra Prof. Dr. Giorgio d Tomi Profssor Associado, Dpto. Engnharia d Minas d Ptrólo da EPUSP Dirtor d Opraçõs, Dvx Tcnologia

Leia mais

Empresa Elétrica Bragantina S.A

Empresa Elétrica Bragantina S.A Emprsa Elétrica Bragantina S.A Programa Anual d Psquisa Dsnvolvimnto - P&D Ciclo 2006-2007 COMUNICADO 002/2007 A Emprsa Elétrica Bragantina S.A, concssionária d srviço público d distribuição d nrgia létrica,

Leia mais

Criando Valor para o Negócio com a Solução SAP para Gestão de Capital Humano

Criando Valor para o Negócio com a Solução SAP para Gestão de Capital Humano Crian Valor o Ngócio a SAP Gstão Capital Hno Grans Grans Dsafi Dsafi na na Gstão Gstão Rcurs Rcurs Hn Hn Gstão Talnt Gstão Talnt Atrair rtr o talnto quan o mrca é Atrair Atrair Atrair rtr rtr rtr talnto

Leia mais

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Curso Profissional d Técnico d Markting Ano Ltivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL MARKETING 2º Ano Comptências Grais Colaborar na laboração ralização d studos d mrcado, bm

Leia mais

CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA

CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA CORRIDA G2 RUN CONSTRUTORA G2 KIDS/CAMINHADA/CORRIDA INSCRIÇÕES LIMITADAS INSCREVA-SE ATÉ ÁS 23:min DO DIA 19/09 OU ENQUANTO HOUVER INSCRIÇÕES NÃO DEIXE PARA ÚLTIMA HORA! Valor Público Gral (Corrida caminhada):

Leia mais

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2 ] Univrsidad Fdral da Paraíba Cntro d Ciências Exatas da Naturza Dpartamnto d Matmática Univrsidad Fdral d Campina Grand Cntro d Ciências Tcnologia Unidad Acadêmica d Matmática Programa Associado d Pós-Graduação

Leia mais

Tabela 1 - Índice de volume de vendas no comércio varejista (Número índice)

Tabela 1 - Índice de volume de vendas no comércio varejista (Número índice) PESQUISA MENSAL DO COMÉRCIO JULHO DE 2012 A psquisa mnsal do comércio, ralizada plo IBGE, rgistrou um crscimnto positivo d 1,36% no comparativo com o mês d julho d 2012 para o volum d vndas varjista. Podmos

Leia mais

Senado Federal maio/2008

Senado Federal maio/2008 Audiência Pública PL 213/2007 Difrnciação d Prços nas Vndas com Cartõs d Crédito José Antonio Marciano Brasília Snado Fdral maio/2008 1 Rgra d Não Sobr-pr prço - Dfinição Rgra contratual imposta plas socidads

Leia mais

Prefeito Tatu e vereadores vão a São Paulo em busca de Cursos Profissionalizantes para Maracaí

Prefeito Tatu e vereadores vão a São Paulo em busca de Cursos Profissionalizantes para Maracaí 01 Prfito Tatu vradors vão a São Paulo m busca d Cursos Profissionalizants para Maracaí Ontm (06/03) o prfito Eduardo Corra Sotana (Tatu), o Dputado Estadual Mauro Bragato, os vradors Edivaldo Rodrigus

Leia mais

A ferramenta de planeamento multi

A ferramenta de planeamento multi A frramnta d planamnto multi mdia PLANVIEW TELEVISÃO Brv Aprsntação Softwar d planamnto qu s basia nas audiências d um príodo passado para prvr asaudiências d um príodo futuro Avrsatilidad afacilidad d

Leia mais

3 Proposição de fórmula

3 Proposição de fórmula 3 Proposição fórmula A substituição os inos plos juros sobr capital próprio po sr um important instrumnto planjamnto tributário, sno uma rução lgal a tributação sobr o lucro. Nos últimos anos, a utilização

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional Plano Dirtor d Tcnologia da Informação 2012-2013 88 Anxo 2 Projtos idntificados no Plano d Dsnvolvimnto Institucional Cód Projto/Programa (Ncssidad) 1 Espaço Cinma I II Equipar salas com datashow, room

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

Gestão de melhoria e mudança: um estudo de caso do setor automotivo

Gestão de melhoria e mudança: um estudo de caso do setor automotivo Gstão mlhoria mudança: um studo caso do stor automotivo Olívia Toshi Oiko (EESC-USP) olivia@sc.usp.br Matus Ccílio Grolamo (EESC-USP) grolamo@sc.usp.br Luiz C. R. Carpintti (EESC-USP) carpint@tigr.prod.sc.sc.usp.br

Leia mais

Protocolo n.º 11/001894

Protocolo n.º 11/001894 O SESI/PR Srviço Social da Indústria, adiant dsignado simplsmnt SESI/PR, com sd na Rua Cândido d Abru, nº. 200, nsta Capital, torna público o prsnt rgulamnto d crdnciamnto para laboração do documnto bas

Leia mais

TARIFAS DE SERVIÇOS PRIORITÁRIOS PESSOA FÍSICA

TARIFAS DE SERVIÇOS PRIORITÁRIOS PESSOA FÍSICA TARIFAS DE SERVIÇOS PRIORITÁRIOS PESSOA FÍSICA Página 1 LISTA DE SERVIÇOS CANAIS DE ENTREGA 1 CADASTRO 1.1 Confcção d cadastro para início d CADASTRO rlacionamnto SIGLA NO EXTRATO VALOR DA TARIFA (R$)

Leia mais

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009 Cartão o d Crédito: Custos das Opraçõ çõs no Brasil Audiência Pública Câmara dos Dputados CFT dzmbro d 2009 Instrumntos d Pagamnto Quantidad d transaçõ çõs Evoluçã ção Milhõs d transaçõ çõs 2 Intrbancários

Leia mais

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem PSI-2432: Projto Implmntação d Filtros Digitais Projto Proposto: Convrsor d taxas d amostragm Migul Arjona Ramírz 3 d novmbro d 2005 Est projto consist m implmntar no MATLAB um sistma para troca d taxa

Leia mais

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - .

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - . 4 ISSN 677-7042 Nº 96, quarta-fira, 2 d maio d 2008 608, DE 20 DE MAIO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso d suas atribuiçõs lgais tndo m vista o disposto na Portaria MP n o 450,

Leia mais

Datas das próximas viagens da UFMG. Sondagem do solo em Lagedo e Riacho

Datas das próximas viagens da UFMG. Sondagem do solo em Lagedo e Riacho Ano 2 Lagdo, Domingo, 31 d maio d 2015 N o 12 Datas das próximas viagns da UFMG Data Casa 12 29 d maio a 31 d maio d 2015 Alcion/Paulo 13 26 d junho a 28 d junho d 2015 Gralda/Antônio 14 24 d julho a 26

Leia mais

Melhoria contínua da qualidade do ensino

Melhoria contínua da qualidade do ensino 1. OBJETIVO Est procdimnto visa normalizar as ativis snvolvis no âmbito mlhoria contínua quali do nsino dos cursos ministrados na Escola Naval (EN). 2. CAMPO DE APLICAÇÃO O prsnt procdimnto é aplicávl

Leia mais

Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos Gerência de Logística de Carga Carlos MAGNO IV ENCONTRO BIENAL DE LOGÍSTICA MACKENZIE Nov.

Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos Gerência de Logística de Carga Carlos MAGNO IV ENCONTRO BIENAL DE LOGÍSTICA MACKENZIE Nov. Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos Gerência de Logística de Carga Carlos MAGNO IV ENCONTRO BIENAL DE LOGÍSTICA MACKENZIE Nov./2010 A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária INFRAERO,

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE RJ-BIE-2011/00060 Publicação Diária - Data: 31/03/2011 SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE PORTARIA Nº RJ-PGD-2011/00012 d 28 d março d 2011 PORTARIAS PGD O JUIZ FEDERAL - DIRETOR DO FORO E CORREGEDOR PERMANENTE DOS

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt da Rpública Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planjamnto, Orçamnto Gstão Paulo Brnardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt Eduardo Prira Nuns Dirtor-Excutivo

Leia mais

PROPOSTA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA A EDITORA E GRÁFICA ODORIZZI LTDA

PROPOSTA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA A EDITORA E GRÁFICA ODORIZZI LTDA PROPOSTA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA A EDITORA E GRÁFICA ODORIZZI LTDA Mirian Magnus Machado 1 Jocaffi Albino Brda 2 RESUMO A organização Editora Gráfica Odorizzi Ltda, apsar d star a um longo tmpo

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 48 ISSN 1677-7069 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL EXTRATO DE CONTRATO Nº 195/2013 - UASG 154054 Nº Procsso: 23104006021201307. PREGÃO SRP Nº 124/2013. Contratant: FUNDACAO UNIVER- SIDADE

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha Esta é uma Mdida só para 2012, ou vai continuar? Não stá prvisto na lgislação um príodo d vigência. Uma ntidad mprgadora com mnos d cinco (5) trabalhadors pod candidatar s ao Estímulo 2012? Sim. Nst caso,

Leia mais

Atividades desenvolvidas pela secretaria da Agricultura Fomento Agropecuário e Meio Ambiente durante o ano de 2009.

Atividades desenvolvidas pela secretaria da Agricultura Fomento Agropecuário e Meio Ambiente durante o ano de 2009. Ativis snvolvis pla scrtaria Agricultura Fomnto Agropcuário Mio Ambint durant o ano 2009. Locação um imóvl: Com a locação do novo spaço para funcionamnto Scrtaria Agricultura, EPAGRI microbacia, o spaço

Leia mais

Confirmação dos dados cadastrais + Alerta de Documentos + Confirmação do telefone

Confirmação dos dados cadastrais + Alerta de Documentos + Confirmação do telefone Tabla d Prços C PRODUTO Dscritivo Insumos Consultas d Balcão Consulta com imprssão d xtrato simplificado d rgistros, com composição idêntica à Dclaração Consumidor SóChqu Confirm PJ Confirmação dos dados

Leia mais

Criação, Design e Implementação de Soluções Educacionais Corporativas. www.braune.com.br

Criação, Design e Implementação de Soluções Educacionais Corporativas. www.braune.com.br Criação, Dsign Implmntação Soluçõs Eucacionais Corporativas www.braun.com.br QUEM SOMOS Somos uma mprsa xclência na art ucar gstors-lírs organizaçõs com foco m aspctos o comportamnto humano no ambint organizacional.

Leia mais

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIP

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIP E D I T A L A b r t u r a i n s c O Programa r d Pós-Graduação m Engnharia d Produção, m nívl d Mstrado Doutorado, i comunica a abrtura d inscriçõs para a slção d candidatos, para o prnchimnto ç d vagas

Leia mais

ANEXO V SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

ANEXO V SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO AEXO V SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPEHO 1. ÍDICES DE AVALIAÇÃO O Sistma d Avaliação d Dsmpnho stá struturado para a avaliação das prmissionárias, d acordo com os sguints índics grais spcíficos constants

Leia mais

Em acordo com o que estabelece o Anexo III da DN-TCU-117/2011, e em face dos exames realizados, efetuamos as seguintes análises:

Em acordo com o que estabelece o Anexo III da DN-TCU-117/2011, e em face dos exames realizados, efetuamos as seguintes análises: Unida Auditada: DEPARTAMENTO REGIONAL DO SENAI EM RORAIMA Exrcício: 2011 Procsso: 00221.000375/2012-17 Município - UF: Boa Vista - RR Rlatório nº: 201204077 UCI Excutora: CONTROLADORIA REGIONAL DA UNIÃO

Leia mais

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS ANEXO III CATÁLOGO DE S Tndo m vista a ncssidad do Plano d Cargos, Carriras Salários - PCCS prvr os cargos xistnts dntro do CREA- TO, aprsnta st Catálogo d Dscrição d Cargos quais srão as atribuiçõs qu

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros A Crtificação d Qualidad na Ára d Sgur Importância da difrnciação pla Qualidad do Srviço/ Produto Principal Canal Canal d d Distribuição Tlfon Intrnt Má Má imagm d d Call Call Cntrs Dificuldad m m difrnciar

Leia mais

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO CRONOGRAMA ÍNDICE FASES DATAS APURAMENTOS LOCAL 4 alunos por scola 1. Introdução...2 1ª fas Escolas 2ª fas Distrital Até 11 d Janiro 1 ou 2 d Fvriro 2 do sxo fminino

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO (s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000038 - ENGENHARIA CIVIL Nivl: Suprior Ara Profissional: 0007 - CONSTRUCAO CIVIL Ara Atuacao: 0049 - PROJ.SANEAMENTO/CONSTR.CIVIL

Leia mais

Caros padrinhos, amigos & parceiros,

Caros padrinhos, amigos & parceiros, Caros padrinhos, amigos & parciros, Contato Est ano 2011 foi um ano muitas conquistas muitos rsultados significativos. Além trmos consguido chgar a final um prêmio nacional, o prêmio Itaú Unicf 2011, passamos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL PORTARIA Nº 3642, DE 4 DE AGOSTO DE 2015. Voto Anxo O DIRETOR-GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL, no uso suas atribuiçõs rgimntais, acordo com

Leia mais

Emerson Marcos Furtado

Emerson Marcos Furtado Emrson Marcos Furtado Mstr m Métodos Numéricos pla Univrsidad Fdral do Paraná (UFPR). Graduado m Matmática pla UFPR. Profssor do Ensino Médio nos stados do Paraná Santa Catarina dsd 1992. Profssor do Curso

Leia mais

GRU AIRPORT CARGO PRONTO PARA RECEBER SUA CARGA. Apresentação: MARIA FAN Gerente Comercial de Cargas MAR 2015

GRU AIRPORT CARGO PRONTO PARA RECEBER SUA CARGA. Apresentação: MARIA FAN Gerente Comercial de Cargas MAR 2015 GRU AIRPORT CARGO PRONTO PARA RECEBER SUA CARGA Apresentação: MARIA FAN Gerente Comercial de Cargas MAR 2015 CONCESSÃO DO AEROPORTO DE GUARULHOS CONTRATO DE 20 ANOS, ASSINADO EM JUL 2012 2 NOVO TERMINAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD A Pró-Ritoria d Graduação Educação Profissional (PROGRAD)

Leia mais

O DESAFIO DE ZERAR UM DÉFICIT D 40 ANOS, RECUPERAR A CAPACIDADE DE INVESTIMENTO E MODERNIZAR A GESTÃO

O DESAFIO DE ZERAR UM DÉFICIT D 40 ANOS, RECUPERAR A CAPACIDADE DE INVESTIMENTO E MODERNIZAR A GESTÃO 9 CONGRESSO INTERNACIONAL DA QUALIDADE E COMPETITIVIDADE FIERGS POA/RS O DESAFIO DE ZERAR UM DÉFICIT D DE 40 ANOS, RECUPERAR A CAPACIDADE DE INVESTIMENTO E MODERNIZAR A GESTÃO Aod Cunha d Moras Junior

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015 A Fundação Univrsidad do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

GroupLife da ebaotech. e melhor serviço ao cliente. O GroupLife cobre o ciclo de vida completo das operações de

GroupLife da ebaotech. e melhor serviço ao cliente. O GroupLife cobre o ciclo de vida completo das operações de Dfinição Atndimnto Manual Clint Inscrição Faturamnto Configuração Tratado Intgração Dados/ Entrpris Srvics Bus (ESB) Colocação mais rápida produtos no mrcado mlhor srviço ao clint Tabla Dstaqus Técnicos

Leia mais

Concentraçã. ção o e Custos. Câmara dos Deputados - Comissão de Finanças e Tributação 8 de outubro de 2009

Concentraçã. ção o e Custos. Câmara dos Deputados - Comissão de Finanças e Tributação 8 de outubro de 2009 Cartão o d Crédito: Concntraçã ção o Custos Câmara dos Dputados - Comissão d Finanças Tributação 8 d outubro d 2009 Agnda 2 Indústria d cartõs d pagamntos Concntração Infra-strutura Estrutura d custos

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO POR BENEFICIÁRIOS DE PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO A prnchr plo IEFP, I.

Leia mais

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores.

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores. Est Plano d Curso podrá sofrr altraçõs a critério do profssor / ou da Coordnação. PLANO DE CURSO 2011 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Excução civil, tutlas d urgência procdimntos spciais. PROFESSOR:

Leia mais

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO I. PRINCÍPIOS: 1. Suprmacia do Intrss Público sobr o Particular Em sndo a finalidad única do Estado o bm comum, m um vntual confronto ntr um intrss individual o intrss coltivo dv prvalcr o sgundo. 2. Indisponibilidad

Leia mais

MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS

MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS Normas Aplicávis - NBR 15.950 Sistmas para Distribuição d Água Esgoto sob prssão Tubos d politilno

Leia mais

II Seminário NEPPAS: Caminhos e olhares da agroecologia nos sertões de Pernambuco Normas para envio de trabalho

II Seminário NEPPAS: Caminhos e olhares da agroecologia nos sertões de Pernambuco Normas para envio de trabalho II Sminário NEPPAS: Caminhos olhars da agrocologia nos srtõs d Prnambuco Normas para nvio d trabalho Srra Talhada, 26,27 28 d abril d 2012 Espaço Roda Mundo - Rodas d convrsas, rlatos trocas d xpriência

Leia mais

Curso de Graduação em Medicina

Curso de Graduação em Medicina Curso d Graduação m Mdicina Justificativa O prcntual d idosos na população mundial vm crscndo d modo significativo nos últimos 50 anos. Est fato dcorr da associação d progrssiva rdução dos indicadors d

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG SUMÁRIO PARTE I BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA 1 - NOÇÕES SOBRE O BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA DE ANÁLISE TÉCNICA

SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DIRETORIA DE ANÁLISE TÉCNICA Nº 95, quinta-fira, 17 d maio d 2012 1 ISSN 1677-7042 67 Considrando os ntndimntos mantidos com os Prsidnts das Juntas d Rcursos com os dirignts da Coordnação Gral d Logística do Instituto Nacional do

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO. Natal Encantado Center Shopping e Santander.

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO. Natal Encantado Center Shopping e Santander. REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Natal Encantado Cntr Shopping Santandr. Trata-s d DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS dnominada Natal Encantado Cntr Shopping Santandr opração do tipo assmlhada a concurso, qu é ralizada

Leia mais

Princípios do Equador

Princípios do Equador RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DO BRASIL Princípios do Equador NOVEMBRO DE DE 2006 2006 Histórico 1995 PROTOCOLO VERDE 1998 SELO IBASE 2003 CONCEITO E CARTA DE PRINCÍPIOS DE RSA PACTO GLOBAL

Leia mais

Rio Grande do Norte terá maior oferta de energia eólica em leilão Agência Estado 17/04/2015

Rio Grande do Norte terá maior oferta de energia eólica em leilão Agência Estado 17/04/2015 www.lmntos.com.br du dilignc slção d arogradors inspçõs d fábricas ngnharia do propritário projtos solars ntr outros 17 d abril d 2015 Sxta-Fira - # 1.528 Rio Grand do Nort trá maior ofrta d nrgia ólica

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA APLICADA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia

PROVA DE MATEMÁTICA APLICADA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia PROVA DE MATEMÁTICA APLICADA VESTIBULAR 013 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Profa. Maria Antônia C. Gouvia 1. A Editora Progrsso dcidiu promovr o lançamnto do livro Dscobrindo o Pantanal m uma Fira Intrnacional

Leia mais