Java Web. Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Java Web. Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com"

Transcrição

1 Java Web Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

2 CV Nome: Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com www: ricardoterra.com.br Twitter: rterrabh Lattes: lattes.cnpq.br/ Ph.D. (UFMG/UWaterloo), Post-Ph.D. (INRIA/Université Lille 1) Background Acadêmico: UFLA (desde 2014), UFSJ (1 ano), FUMEC (3 anos), UNIPAC (1 ano), FAMINAS (3 anos) Profissional: DBA Eng. (1 ano), Synos (2 anos), Stefanini (1 ano) Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

3 Por que utilizar Servlets e JSP? Muitos têm adotado esta estratégia de desenvolvimento (estão na moda) Existem diversas aplicações GUI que são utilizadas por milhões de pessoas, porém essas aplicações possuem diversos problemas de distribuição Em uma aplicação web, você não precisará se prender aos problemas de distribuição, pois sua aplicação funcionará em qualquer computador que possua um browser, independente do S.O., memória, processador, etc Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

4 Por que utilizar Servlets e JSP? Nesta disciplina, vamos substituir as aplicações GUI por aplicações Web Uma aplicação web é composta de tecnologia: No lado do cliente: HTML, XML, CSS, JS, etc No lado do servidor: CGI, ASP, PHP, servlets, etc Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

5 Cliente e Servidor / HTTP e HTML Quando um servidor responde a uma solicitação, ele geralmente envia algum tipo de conteúdo para o browser, para que esse possa exibí-lo O formato HTML é o formato mais comum enviado como resposta para um cliente pelo Servidor, pois esse é facilmente lido pelo browser no cliente Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

6 Cliente e Servidor / HTTP e HTML A maioria das conversas que ocorre na web entre clientes e servidores são mantidas através do protocolo HTTP, que possibilita conversas de requisição e resposta O cliente envia uma requisição HTTP e o servidor retorna uma resposta HTTP Enfim, se você é um servidor web você fala HTTP Portanto, uma conversação HTTP é uma sequência de requisição/ resposta Isto é, o cliente pede uma coisa, o servidor responde, o cliente pede outra coisa, o servidor responde... Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

7 Cliente e Servidor / HTTP e HTML Requisição e resposta: Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

8 Cliente e Servidor / HTTP e HTML O HTTP roda no topo da arquitetura TCP/IP O HTTP é um protocolo da camada de aplicação que tem características específicas para a web, mas ele depende de toda a arquitetura TCP/IP para garantir que tanto a solicitação e quanto a resposta sejam transmitidas entre o cliente e o servidor Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

9 Cliente e Servidor / HTTP e HTML HTTP na camada de aplicação da arquitetura TCP/IP Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

10 Requisição e resposta Principais elementos do fluxo de requisição: método HTTP endereço da página (URL) que está sendo acessada parâmetros do formulário Principais elementos do fluxo de resposta: cabeçalho código de status Método HTTP tipo do conteúdo (texto, imagem, HTML...) conteúdo (o texto, a imagem, o HTML...) Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

11 Requisição e resposta Requisição HTTP A primeira coisa que você encontrará é o nome do método HTTP O nome do método informa ao servidor o tipo de solicitação que está sendo feita e como o resto da mensagem será formatada. O protocolo HTTP possui diversos métodos, mas usaremos e aprenderemos os mais comuns: GET e POST Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

12 Requisição e resposta Método GET É o método mais simples do HTTP e seu principal trabalho é pedir um recurso Pode ser qualquer tipo de recurso: uma página, uma imagem, um PDF, etc O caminho até o recurso e quaisquer parâmetros adicionados à URL serão incluídos na própria barra de endereços Podemos usar o GET para formulários, porém com desvantagens: O total de caracteres do GET é limitado Os dados que você envia utilizando HTTP GET são anexados à URL, portanto, seja o que for que você estiver transmitindo, ficará exposto Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

13 Requisição e resposta Método POST É um método mais poderoso. É um GET++. Com o POST, você pode solicitar algo e, ao mesmo tempo, enviar os dados de um formulário para o servidor Os dados a serem enviados ao servidor estão localizados na carga útil (payload) da mensagem e podem ser bem extensos Pacote IPv4 Por isto, o POST é considerado mais seguro que o GET Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

14 Requisição e resposta Enfim, para acesso a recursos utiliza-se GET e aplicações que utilizam formulários utiliza-se POST Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

15 Requisição e resposta Resposta HTTP uma resposta HTTP é composta de um cabeçalho (header) e o corpo o cabeçalho informa ao browser o método que está sendo utilizado, se a solicitação obteve êxito (código) e o tipo de conteúdo está incluído no corpo corpo possui o conteúdo (por exemplo, HTML) que o browser exibirá o código pode ser: 1xx: Informativa: requisição recebida, processo em continuidade 2xx: Sucesso: a ação foi recebida, entendida e aceita com sucesso 3xx: Redirecionamento: ação futura ainda deve ser tomada para completar a requisição 4xx: Erro no cliente: requisição contém sintaxe incorreta ou não pode ser resolvida 5xx: Erro no servidor: O servidor falhou ao responder uma aparente requisição válida Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

16 Páginas estáticas x Páginas dinâmicas Servidores "amam" servir páginas estáticas Uma página estática é apenas um HTML que está armazenado no servidor. Quando o usuário pede a página, o servidor simplesmente busca a página e a envia do mesmo modo que está lá. Não processa ou dispende recursos para entregá-la ao cliente Porém, às vezes você precisa mais do que uma página estática Se você precisa de páginas dinâmicas (páginas criadas no momento da requisição, isto é, não existiam antes da solicitação) e da capacidade de escrever/salvar dados no servidor (seja em arquivos ou em SGBDs), você precisa de uma aplicação rodando no servidor Para isso, começaremos a ver aplicações web usando Java EE Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

17 Primeiro Projeto Web Para entendermos melhor como criar uma aplicação web, observe o material "Primeiro Projeto Web" que demostra como criar uma aplicação web completa Algumas considerações: O principal arquivo de uma aplicação web é o Deployment Descriptor (DD) Deployment Descriptor (descritor de implantação) é um documento XML único por aplicação chamado web.xml que fica abaixo do diretório WEB-INF e que contém as informações de como sua aplicação deve ser implantada O Tomcat geralmente utiliza a porta 8080 para executar as aplicações Geralmente, quando a aplicação entra em produção é executada na porta 80, que é a porta do protocolo HTTP (o protocolo da Internet) Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

18 Métodos Importantes Web Uma aplicação web é basicamente um servlet Um servlet é uma classe que estende HttpServlet Os métodos importantes de um servlet são: doget à responsável por tratar requisições GET dopost à responsável por tratar requisições POST Quando criamos pelo wizard do Eclipse, a aplicação já é registrada automaticamente no DD Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

19 Métodos Importantes Web Primeiramente devemos setar o tipo de conteúdo da resposta: response.setcontenttype("text/html"); Para escrever no cliente devemos escrever na resposta: PrintWriter out = response.getwriter(); Geralmente escrevemos todo o HTML: out.print("<html><body>"); out.print("agora: " + new Date()); out.print("</body></html>"); Mas sempre fechamos após escrever: out.close(); Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

20 Métodos Importantes Web Existem alguns métodos que são indispensáveis para o desenvolvimento de servlets, pois são aqueles que manipulam os parâmetros enviados por uma requisição: public String getparameter(string nomeparam) Retorna o valor string de um parâmetro específico Exemplo: Pegando um nome, uma idade, um peso, uma profissão, uma cidade... public String[] getparametervalues(string nomeparam) Retorna o vetor de string de um parâmetro específico Exemplo: Pegando nomes de um time de futebol, notas de uma turma... Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

21 Métodos Importantes Web A utilização trivial seria, logo após setar o tipo do conteúdo da resposta, pegar todos os parâmetros da requisição e colocá-los dentro de variáveis locais. Por exemplo: String nome = request.getparameter("nome"); int idade = Integer.parseInt( request.getparameter("idade")); String nomes[] = request.getparametervalues("nomes"); String numeros[] = request.getparametervalues("n"); Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

22 Uma metodologia simples 1. Setar o tipo de conteúdo da resposta (setcontenttype) 2. Colocar os parâmetros em variáveis locais (veja slide anterior) 3. Obter a escrita na resposta (out = response.getwriter()) 4. Utilizar Java SE para gerar o HTML de resposta (out.print(...)) 5. Fechar a escrita na resposta (out.close()) Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

23 Exemplo 01 Exibir nome Vamos submeter a seguinte URL, isso seria via o método GET: /ExibirNome?nome=Carlos Para iniciarmos a passagem de parâmetros, é inserido um? e depois os parâmetros são separados por &. Ou talvez submeter via formulário, usando o método POST: <form action="${pagecontext.request.contextpath}/exibirnome" method="post"> Nome: <input type="text" name="nome" /> <br /> <input type="submit" value="enviar" /> <input type="reset" value="limpar" /> </form> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

24 Exemplo 01 Exibir nome Como seria o código interno do método doget (caso seja via URL) ou do método dopost (caso seja via formulário)? public [dopost doget](...) throws... { response.setcontenttype("text/html"); } String nome = request.getparameter("nome"); PrintWriter out = response.getwriter();... out.printf("olá %s! Seja bem vindo!", nome);... out.close(); Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

25 Exemplo 02 Somar Vamos submeter a seguinte URL, isso seria via o método GET: /Somar?x=3&y=7 Para iniciarmos a passagem de parâmetros, é inserido um? e depois os parâmetros são separados por &. Ou talvez submeter via formulário, usando o método POST: <form action="${pagecontext.request.contextpath}/somar" method="post"> X: <input type="text" name="x" size="6" /> <br /> Y: <input type="text" name="y" size="6" /> <br /> <input type="submit" name="evento" value="enviar" /> <input type="reset" value="limpar" /> </form> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

26 Exemplo 02 Somar Como seria o código interno do método doget (caso seja via URL) ou do método dopost (caso seja via formulário)? public [dopost doget](...) throws... { response.setcontenttype("text/html"); } int x = Integer.parseInt(request.getParameter("x")); int y = Integer.parseInt(request.getParameter("y")); PrintWriter out = response.getwriter();... out.printf("%d + %d = %d", x, y, (x+y));... out.close(); Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

27 Exemplo 03a Somar vários Um único parâmetro pode receber diversos valores Vamos submeter a seguinte URL, isso seria via o método GET: /SomarVarios?n=3.2&n=7.1&n=3.7&n=2.7&n=5.1&n=4.7 A requisição acima envia vários valores no parâmetro n e o Servlet deve ser capaz de recuperar todos eles usando não mais o método getparameter(), mas sim, getparametervalues() Recordando: o método getparameter() retorna uma string usado para recuperar parâmetros simples com apenas um valor o método getparametervalues() retornar um vetor de string usado para recuperar parâmetros com múltiplos valores Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

28 Exemplo 03a Somar vários Ou talvez submeter via formulário, usando o método POST: <form action="${pagecontext.request.contextpath}/somarvarios" method="post"> Números:<br /> <input type="text" name="n" size="6" />, <input type="text" name="n" size="6" />, <input type="text" name="n" size="6" />, <input type="text" name="n" size="6" />, <input type="text" name="n" size="6" />, <input type="text" name="n" size="6" /> <br /> <input type="submit" name="evento" value="enviar" /> <input type="reset" value="limpar" /> </form> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

29 Exemplo 03a Somar vários Como seria o código interno do método doget (caso seja via URL) ou do método dopost (caso seja via formulário)? public [dopost doget](...) throws... {... } String[] strnumeros = request.getparametervalues("n"); double soma = 0; for (String s : strnumeros){ soma += Double.parseDouble(s); }... out.printf("soma: %f, soma);... Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

30 Exemplo 03b Exibir maior/menor Com base na idéia da URL ou do formulário do Exemplo 3a é possível fazer a exibição do maior e do menor número. Observe: public [dopost doget](...) throws... {... String[] strnumeros = request.getparametervalues("n"); double min, max; min = max = Double.parseDouble(strNumeros[0]); for (int i = 1; i < strnumeros.length; i++) { double n = Double.parseDouble(strNumeros[i]); if (n > max) { max = n; } else if (n < min) { min = n; } }... out.printf("o menor valor é %f e o maior valor é %f", min, max);... } Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

31 Exemplo 03c Exibir maior/menor Uma observação bem importante é que o botão de submissão do formulário também pode passar um parâmetro (como o evento a ser realizado) e pode ser utilizado para indicar o que deve ser realizado com os outros parâmetros passados Por exemplo, vamos alterar o exemplo 03b para ter dois botões de submissão: Exibir Maior Exibir Menor Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

32 Exemplo 03c Exibir maior/menor Formulário do Exemplo 03a com alterações destacadas o action do formulário os botões de submissão <form action="${pagecontext.request.contextpath}/exibirmm" method="post">... <input type="submit" name="evento" value="exibir Maior" /> <input type="submit" name="evento" value="exibir Menor" />... </form> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

33 Exemplo 03c Exibir maior/menor Como ficaria o Servlet: public [dopost doget](...) throws... {... String[] strnumeros = request.getparametervalues("n"); String evento = request.getparameter("evento"); if (evento.equals("exibir Maior")){ this.exibirmaior(strnumeros,out); //Chama um método local } }else if (evento.equals("exibir Menor")){ this.exibirmenor(strnumeros,out); //Chama um método local }... Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

34 Exemplo 03c Exibir maior/menor E assim ficariam os métodos exibirmaior e exibirmenor private void exibirmenor(string[] strnumeros, PrintWriter out) { double min = Double.parseDouble(strNumeros[0]); for (int i=1; i<strnumeros.length; i++){ double n = Double.parseDouble(strNumeros[i]); if (n < min){ min = n; } } out.printf("o menor elemento é %f", min); } private void exibirmaior(string[] strnumeros, PrintWriter out) { double max = Double.parseDouble(strNumeros[0]); for (int i=1; i<strnumeros.length; i++){ double n = Double.parseDouble(strNumeros[i]); if (n > max){ max = n; } } out.printf("o maior elemento é %f", max); } Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

35 Exemplo 03c Exibir maior/menor Como se pôde observar, dependendo do botão de submissão do formulário acionado, a ação realizada será diferente Isto é bem utilizado quando tivermos um único servlet e várias ações a serem realizadas Por exemplo, uma tela que salva, atualiza, exclui e lista os funcionários será vinculada a um mesmo servlet e dependendo do botão de submissão acionado direcionará a ação desejada Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

36 Só Servlets? Até agora estamos desenvolvendo aplicações somente utilizando servlets Qual o maior problema ou dificuldade encontrada em se desenvolver um servlet? Escrever todo o código HTML no próprio servlet Imagina ainda se fosse um servlet cuja resposta seria uma enorme página HTML? Como resolver esse problema? Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

37 Utilizando JSP A solução para não ficar escrevendo todo o código HTML dentro do servlet é utilizar páginas JSP (Java Server Pages) Muitos utilizam o servlet para fazer a lógica de negócio (query no banco de dados, inserir um registro, registrar um empréstimo) e, então, encaminham a solicitação para um JSP que apresentará o HTML de resposta Trabalhando da maneira acima, observa-se uma separação entre a lógica de negócio que está sendo realizada pelos servlets e a apresentação que está sendo realizada pelas páginas JSP Isso pode parecer o MVC, mas ainda não é Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

38 Utilizando JSP Uma página JSP é muito mais ágil para a geração de um documento HTML como saída do que um servlet Podemos pensar em uma página JSP como um documento HTML com algumas tags especiais Porém, na verdade, uma página JSP é um servlet É interpretada em seu primeiro acesso é traduzida em um servlet Carregado pelo container Traduzido Compilado Servlet hello.jsp hello_jsp.java hello_jsp.class Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

39 Utilizando JSP Uma página JSP facilita o desenvolvimento da camada de apresentação uma vez que permite que os templates em HTML possam ser reaproveitados pelo desenvolvedor Já que é uma página JSP é um servlet e já que um servlet é uma classe Java, então uma página JSP pode conter códigos Java Uma página JSP é composta basicamente por elementos HTML e tags que delimitam códigos Java (chamados scripts) Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

40 Utilizando JSP São as tags JSP: %> Diretiva JSP: define parâmetros para o container (no caso para o Tomcat <% %> Scriptlet: tudo o que tiver dentro desta região é considerado código Java. Uso não recomendado, preferir EL ou JSTL <%! %> Declaração: utilizada para definir métodos e declarar variáveis. Uso não recomendado, preferir EL ou JSTL <%= %> Expressão: o mesmo que chamar <% out.print( ) %>. Não tem ponto-e-vírgula (;) no final. Uso não recomendado, preferir EL ou JSTL Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

41 Tags JSP Exemplo 01 O exemplo abaixo utiliza diretiva JSP para passar diversas informações sobre aquela página, faz declaração de um vetor de strings com diversos nomes, faz um scriplet para iterar o vetor e utiliza expressão para exibir os nomes em caixa alta: page language="java" contenttype="text/html; charset=iso " pageencoding="iso " %> <%!String[] nomes = {"Adriana","Carlos","Evandro","Gabriel", "Marcos"};%> <html> <body> <ul> <%for(string nome : nomes){%> <li><%=nome.touppercase()%></li> <%}%> </ul> </body> </html> Resultado: Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

42 Tags JSP Exemplo 02 O exemplo abaixo faz a declaração de uma função, faz um scriplet para buscar o valor de um parâmetro da requisição e depois invoca a função declarada passando o parâmetro: Neste exemplo foi realizada a chamada ao JSP passando o parâmetro diretamente via GET: /calcularpagamento.jsp?valor= page language="java" contenttype="text/html; charset=iso " pageencoding="iso " %> <%! Resultado: double incluitaxas(double valor){ return valor*1.1; } %> <html> <body> <%double valor = Double.parseDouble(request.getParameter("valor"));%> O valor do pagamento é <%=this.incluitaxas(valor)%> </body> </html> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

43 Encaminhar ou redirecionar Como já vimos que o JSP será responsável pela apresentação, devemos saber como encaminhar uma requisição ou redicionar um cliente Portanto: Você pode encaminhar (forward) a requisição para ser completada Um exemplo é depois de realizar todos os processamentos no servlet devemos encaminhar a requisição à uma página JSP para que ela apresente os dados dessa requisição Você pode redirecionar a requisição para outro lugar Um exemplo é quando a requisição está sem autenticação e você não quer tratá-la, mas sim, redirecionar o usuário para tela de login do sistema Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

44 Encaminhar (forward) Ao encaminhar, o controle permanece dentro do container. Um servlet envia a requisição para o próximo servlet ou JSP e os objetos HttpServletRequest e HttpServletResponse são encaminhados juntamente Para o usuário, ele não conhece os servlets pelo qual ele foi encaminhado, e sim, somente o que ele acessou A URL do navegador não é alterada Encaminhamentos (forwardings) podem ocorrer apenas dentro do contexto web da aplicação, isto é, somente entre servlets e páginas JSP Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

45 Encaminhar (forward) Servlet ou JSP Servlet ou JSP Response public [dopost doget](...) throws... { }... request.getrequestdispatcher("/resultlistagem.jsp")....forward(request, response); Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

46 Redirecionar (redirect) O servlet envia um código HTTP 303 como resposta informando uma nova URL deve ser acessada Redirecionamento é usado quando precisa-se sair do contexto (acessar um recurso externo como o site do google, por exemplo) Com redirect, perde-se todas as variáveis que existiam dentro do request, sendo necessário repassá-las à nova URL Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

47 Redirecionar (redirect) Servlet ou JSP Request Redirect Request public [dopost doget](...) throws... { }... response.sendredirect("http://www.google.com.br"); return; Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

48 Exemplo encaminhamento JSP com formulário de submissão (formsoma.jsp) page language="java" contenttype="text/html; charset=iso " pageencoding="iso " %> <html> <body> <font type="red">${requestscope.msgerro}</font> <br /> <form action="${pagecontext.request.contextpath}/somar" method="post"> X: <input type="text" name="x" value="${param.x}" size="6"/> Y: <input type="text" name="y" value="${param.y}" size="6"/> <input type="submit" name="evento" value="somar"/> <input type="reset" value="limpar"/> </form> </body> </html> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

49 Exemplo encaminhamento Servlet com a lógica de negócio protected void dopost(httpservletrequest request, HttpServletResponse response) throws ServletException, IOException { int x = 0, y = 0; if (this.isnumber(request.getparameter("x"))) { x = Integer.valueOf(request.getParameter("x")); } else { request.setattribute("msgerro", "O atributo X é inválido"); request.getrequestdispatcher("/formsoma.jsp").forward(request,response); return; } if (this.isnumber(request.getparameter("y"))) { y = Integer.valueOf(request.getParameter("y")); } else { request.setattribute("msgerro", "O atributo Y é inválido"); request.getrequestdispatcher("/formsoma.jsp").forward(request,response); return; } request.setattribute("z", x + y); } // Encaminho para a JSP de resposta request.getrequestdispatcher("/resultsoma.jsp").forward(request,response); Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

50 Exemplo encaminhamento Além do método dopost, a classe do servlet também terá o método isnumber que verificará se é uma certa string é um número inteiro: private boolean isnumber(string str) { return str.matches("^-{0,1}[0-9]+"); } JSP com a resposta a ser apresentada (resultsoma.jsp) page language="java" contenttype="text/html; charset=iso " pageencoding="iso " %> <html> <body> O resultado da soma de ${param.x} + ${param.y} = ${requestscope.z} </body> </html> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

51 Escopos No último exemplo vimos códigos como: No servlet: request.setattribute( z,x+y) Na JSP: ${requestscope.z} Porém, não sabemos exatamente o que era. Isso trata-se da utilização de escopo para armazenamento de informações Os escopos são áreas de armazenamento com propriedades específicas e podem ser de: Página (pagescope) à somente existe em páginas JSP Requisição (requestscope) Sessão (sessionscope) Aplicação (applicationscope) Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

52 Escopo de página Escopo de página (pagescope) Esse escopo é o mais curto e só existe durante a renderização da página JSP Colocando variáveis neste escopo (somente dentro da página JSP): <%pagecontext.setattribute("nomeatributo",valor);%> Buscando o valor de uma variável nesse escopo: Usando EL: ${pagescope.nomeatributo} Usando expressão JSP (preferir EL): <%=pagecontext.getattribute("nomeatributo")%> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

53 Escopo de página Escopo de página pagescope Cliente 1 JSP A Uso comum: Uso de variáveis temporárias usadas somente para a renderização da página JSP Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

54 Escopo de requisição Escopo de requisição (requestscope) Este escopo só existe durante a requisição, isto é, seu armazenamento inicia-se no momento em que uma requisição é realizada e termina junto com o término requisição Colocando variáveis neste escopo: request.setattribute("nomeatributo",valor); Buscando o valor de uma variável nesse escopo: Usando EL: ${requestscope.nomeatributo} Usando expressão JSP (preferir EL): <%=request.getattribute("nomeatributo")%> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

55 Escopo de requisição Escopo de requisição requestscope set get Cliente 1 Servlet/JSP A Servlet/JSP B Uso comum: Passagem de informações adquiridas em um servlet para a página JSP de resposta Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

56 Escopo de sessão Escopo de sessão (sessionscope) Este escopo é único por sessão (vínculo de um usuário utilizando a aplicação), isto é, o escopo existe enquanto a sessão do usuário estiver aberta Colocando variáveis neste escopo: request.getsession().setattribute("nomeatributo",valor); Buscando o valor de uma variável nesse escopo: Usando EL: ${sessionscope.nomeatributo} Usando expressão JSP (preferir EL): <%=request.getsession().getattribute("nomeatributo")%> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

57 Escopo de sessão Escopo de sessão sessionscope set Servlet/JSP A Cliente 1 set Servlet/JSP B Uso comum: Armazenamento das informações do usuário. Por exemplo, nome, histórico de páginas visitadas, permissões de acesso, disciplinas do aluno... Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

58 Escopo de aplicação Escopo de aplicação (applicationscope) Este escopo é o mais abrangente. É o escopo comum às todos os servlets/jsp independente de qual página, requisição ou sessão. Pode-se realmente dizer que é o escopo da aplicação Colocando variáveis neste escopo: this.getservletcontext().setattribute("nomeatributo",valor); Buscando o valor de uma variável nesse escopo: Usando EL: ${applicationscope.nomeatributo} Usando expressão JSP (preferir EL): <%=application.getattribute("nomeatributo")%> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

59 Escopo de aplicação Escopo de aplicação applicationscope get Cliente 1 Servlet/JSP A get Cliente 2 Servlet/JSP B Uso comum: Armazenamento das informações que devem ser acessadas por qualquer requisição de qualquer usuário. Por exemplo, lista de UF, lista de cidades, lista do nome dos professores... Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

60 Escopos Observação: Usando EL (Expression Language), você pode não dizer qual o escopo que está procurando o atributo, por exemplo: ${x} Caso seja feito assim, o container irá procurar o atributo com o nome x a partir do escopo mais restrito até o mais amplo: 1. pagescope 2. requestscope 3. sessionscope 4. applicationscope Por exemplo, se existir a variável x no escopo de requisição com o valor 4 e no escopo de aplicação com valor 6, será exibido 4, pois o escopo de requisição é mais restrito que o de aplicação Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

61 MVC O modelo MVC oferece uma forma de separar as três camadas principais de uma aplicação web: Visão (responsável pela apresentação ao usuário) Controle (responsável por gerenciar os eventos que notificam o modelo) Modelo (responsável pelas entidades e regras de negócio) Para desenvolver uma aplicação Java Web no padrão arquitetural MVC (Model View Controller), basta utilizar: JSPs para o HTML (visão) Servlets para controlar o comportamento da aplicação (controle) Geralmente possuem o sufixo Servlet Classes específicas para realizar acesso a um SGBD (modelo) Geralmente possuem o sufixo DAO (Data Access Object) Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

62 MVC Responsável pelo acesso ao SGBD Busca os dados conforme solicitação indireta da Visão e os entrega ao Controle Responsável pela apresentação da resposta Para exibir a resposta, acessa os diversos dados disponibilizados pelo Controle Responsável por interpretar a solicitação do usuário Manipula os parâmetros, faz o pedido de dados ao Modelo e, então, os coloca acessível à Visão Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

63 MVC Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

64 MVC Algumas são as vantagens da utilização do MVC: Independência entre a camada de Visão e a camada de Modelo O que permite a troca de um sem impacto ao outro Manutenibilidade Ocorre um erro na apresentação dos dados, portanto é em uma JSP Ocorre um erro de fluxo ou comportamento, portanto é em um servlet Ocorre um erro ao acesso ao SGBD, portanto é em uma classe de modelo Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

65 Aplicação usando MVC De acordo com o diagrama de classes explicando o MVC, vamos fazer uma pequena aplicação de exemplo usando o padrão arquitetural MVC Só será implementada a função de inserção de funcionários Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

66 Aplicação usando MVC Será composta de: /web/menufuncionario.jsp Exibição das ações em funcionários /web/inserirfuncionario.jsp Formulário de inserção do funcionário com.terra.modelo.pojo.funcionario Armazenará as informações do funcionário com.terra.controle.manterfuncionarioservlet Lógica de negócio com.terra.modelo.funcionariodao Acesso ao modelo /web/resultinsercao.jsp Resultado da inserção do funcionário Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

67 /web/menufuncionario.jsp <html> <body> <h1>menu</h1> <a href="${pagecontext.request.contextpath}/inserirfuncionario.jsp"> Inserir </a> <br /> <a href="${pagecontext.request.contextpath}/atualizarfuncionario.jsp"> Atualizar </a> <br /> <a href="${pagecontext.request.contextpath}/excluirfuncionario.jsp"> Excluir </a> <br /> <a href="${pagecontext.request.contextpath}/pesquisarfuncionario.jsp"> Pesquisar </a> <br /> </body> </html> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

68 /web/inserirfuncionario.jsp <html> <body> <h1>inserir Funcionário</h1> <font color="red"><b>${requestscope.msgerro}</b></font><br /> <form action="${pagecontext.request.contextpath}/manterfuncionario" method="post"> Nome: <input type="text" name="nome" size="60" maxlength="60" value="${param.nome}" /> <br /> Cargo: <input type="text" name="cargo" size="60" maxlength="60" value="${param.cargo}" /> <br /> <input type="submit" name="evento" value="inserir" /> <input type="reset" value="limpar" /> </form> </body> </html> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

69 com.terra.modelo.pojo.funcionario public class Funcionario { private String nome; private String cargo; public Funcionario(){} public Funcionario(String nome, String cargo) { this.nome = nome; this.cargo = cargo; } } public String getnome(){ return this.nome; } public void setnome(string nome){ this.nome = nome; } public String getcargo(){ return this.cargo; } public void setcargo(string cargo){ this.cargo = cargo; } Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

70 com.terra.controle.manterfuncionarioservlet public class ManterFuncionarioServlet extends HttpServlet { public void dopost(httpservletrequest request, HttpServletResponse response) throws ServletException, IOException { String evento = request.getparameter("evento"); if (evento.equals("inserir")){ this.inserir(request,response); }else if (evento.equals("atualizar")){ this.atualizar(request,response); }else if (evento.equals("excluir")){ this.excluir(request,response); }else if (evento.equals("pesquisar")){ } this.pesquisar(request,response); } //Fim do dopost //Continua no próximo slide Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

71 com.terra.controle.manterfuncionarioservlet private void inserir(httpservletrequest request, HttpServletResponse response) throws ServletException, IOException { String nome = request.getparameter("nome"); String cargo = request.getparameter("cargo"); if (nome==null nome.equals("")){ request.setattribute("msgerro", "O campo 'nome' é obrigatório."); request.getrequestdispatcher("/inserirfuncionario.jsp").forward(request, response); return; }else if (cargo==null cargo.equals("")){ request.setattribute("msgerro", "O campo 'cargo' é obrigatório."); } request.getrequestdispatcher("/inserirfuncionario.jsp").forward(request, response); return; Funcionario f = new Funcionario(nome,cargo); FuncionarioDAO.insert(f); request.setattribute("f", f); request.getrequestdispatcher("/resultinsercao.jsp").forward(request, response); } //Fim do inserir... } //Fim da classe servlet Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

72 com.terra.modelo.funcionariodao public class FuncionarioDAO { public static void insert(funcionario f){ } //Código de inserção do funcionário no SGBD... } Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

73 /web/resultinsercao.jsp <html> <body> <h1>inserção de Funcionário</h1> O funcionário <b>${requestscope.f.nome}</b> foi inserido com sucesso no cargo de <b>${requestscope.f.cargo}</b>. <br /><br /> <a href="${pagecontext.request.contextpath}/menufuncionario.jsp"> Voltar ao menu </a> <br /> </body> </html> Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

74 Referência Bibliográfica BASHAM, Brian; SIERRA, Kathy; BATES, Bert. Head First Servlets and JSP. Sebastopol: O'Reilly, BASHAM, Brian; SIERRA, Kathy; BATES, Bert. Use a Cabeça. Servlets & JSP. Rio de Janeiro: Alta Books, Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro,

Java NET: Interaja com a Internet. Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java NET: Interaja com a Internet Maio, 2011 1

Java NET: Interaja com a Internet. Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java NET: Interaja com a Internet Maio, 2011 1 Java NET: Interaja com a Internet Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java NET: Interaja com a Internet Maio, 2011 1 CV Nome: Ricardo Terra Email: rterrabh [at]

Leia mais

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Software cliente: browser e outros Protocolo HTTP Infraestrutura de transporte

Leia mais

Introdução a Servlets e JSP. Prof. Samuel Martins samuellunamartins at gmail dot com Faculdade São Miguel

Introdução a Servlets e JSP. Prof. Samuel Martins samuellunamartins at gmail dot com Faculdade São Miguel Introdução a Servlets e JSP samuellunamartins at gmail dot com Conteúdo da aula Introdução a HTML Introdução a Servlets Preparando o ambiente de programação Exemplo de Servlets 2 Websites na década de

Leia mais

Introdução. Servlet. Ciclo Vida. Servlet. Exemplos. Prof. Enzo Seraphim

Introdução. Servlet. Ciclo Vida. Servlet. Exemplos. Prof. Enzo Seraphim Introdução Servlet Ciclo Vida Exemplos Servlet Prof. Enzo Seraphim Visão Geral São objetos de uma subclasse de javax.servlet (javax.servlet.httpservlet). Possuem um ciclo de vida. Incluem em seu código,

Leia mais

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages Desenvolvimento de aplicações Web Java Server Pages Hamilton Lima - athanazio@pobox.com 2003 Como funciona? Servidor web 2 Internet 1 Browser 3 Arquivo jsp 4 JSP Compilado 2 Passo a passo 1 browser envia

Leia mais

Introdução a JavaServer Pages. Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Desenvolvimento de sistemas web

Introdução a JavaServer Pages. Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Desenvolvimento de sistemas web Introdução a JavaServer Pages Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Desenvolvimento de sistemas web JavaServer Pages Problemas com Servlets: É improdutivo para gerar todo o conteúdo

Leia mais

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010.

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Relatório do GPES Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Compreender a programação JSP. Os Servlets assim como JSP são tecnologias

Leia mais

Arquitetura de uma Webapp

Arquitetura de uma Webapp Arquitetura de uma Webapp Arquitetura J2EE Containers e componentes MVC: introdução Frederico Costa Guedes Pereira 2006 fredguedespereira@gmail.com Plataforma J2EE World Wide Web e a Economia da Informação

Leia mais

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets Programação Web Professor: Diego Oliveira Conteúdo 02: JSP e Servlets JSP JSP é um template de uma página Web que usa Java para gerar HTML dinamicamente JSP é considerado server-side e roda em um objeto

Leia mais

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Criei uma aplicação muito simples que demonstra como um Servlet pode invocar uma classe que efetua um comando qualquer no sistema operacional.

Leia mais

Java para WEB. Servlets

Java para WEB. Servlets Servlets Servlets são classes Java que são instanciadas e executadas em associação com servidores Web, atendendo requisições realizadas por meio do protocolo HTTP. Servlets é a segunda forma que veremos

Leia mais

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web:

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web: Web Browser como o processo cliente Servidor web com páginas estáticas Vs Aplicações dinâmicas para a Web: 1 Cliente Web browser HTTP porto 80 Servidor web... JDBC RMI XML... Base de Dados Aplicação em

Leia mais

UNIDADE III JAVA SERVER PAGES

UNIDADE III JAVA SERVER PAGES UNIDADE III JAVA SERVER PAGES MODELO JSP Um dos principais objetivos da tecnologia J2EE é fazer com que as tarefas sejam realizadas de forma separada. Eliminando as dependências, componentes J2EE tornam-se

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Arquitetura de Aplicações Distribuídas na Web Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Criando e Entendendo o Primeiro Servlet Por: Raphaela Galhardo Fernandes

Criando e Entendendo o Primeiro Servlet Por: Raphaela Galhardo Fernandes Criando e Entendendo o Primeiro Servlet Por: Raphaela Galhardo Fernandes Resumo Neste tutorial serão apresentados conceitos relacionados a Servlets. Ele inicial como uma breve introdução do funcionamento

Leia mais

Programação Na Web. Servlets: Como usar as Servlets. Agenda. Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API

Programação Na Web. Servlets: Como usar as Servlets. Agenda. Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API Programação Na Web Servlets: Como usar as Servlets 1 António Gonçalves Agenda Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API Exemplo: Hello World Output: Texto, HTML e hora local. Compilar uma Servlets

Leia mais

Java na WEB Servlet. Sumário

Java na WEB Servlet. Sumário 1 Java na WEB Servlet Objetivo: Ao final da aula o aluno será capaz de: Utilizar Servlets para gerar páginas web dinâmicas. Utilizar Servlets para selecionar páginas JSPs. Utilizar Servlets como elemento

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Servlets Servlet Aplicação Java que é executada no servidor que estende a capacidade do servidor Web Alternativa Java para os scripts CGI Gerenciado

Leia mais

Programação Web Aula 12 - Java Web Software

Programação Web Aula 12 - Java Web Software Programação Web Aula 12 - Java Web Software Bruno Müller Junior Departamento de Informática UFPR 25 de Maio de 2015 1 Java 2 Java Web Software 3 Servlets Modelo de Trabalho Funcionamento API Java Código

Leia mais

JSP (Java Server Pages)

JSP (Java Server Pages) JSP (Java Server Pages) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Prof. Edwar Saliba Júnior 1 Introdução Tecnologia para desenvolvimento de aplicações WEB fundamentada na

Leia mais

Curso de Java. Geração de Páginas WEB. TodososdireitosreservadosKlais

Curso de Java. Geração de Páginas WEB. TodososdireitosreservadosKlais Curso de Java Geração de Páginas WEB Aplicação WEB Numa aplicação WEB de conteúdo dinâmico As páginas são construídas a partir de dados da aplicação (mantidos num banco de dados). Usuários interagem com

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Web Container: e JSP Sumário Protocolo HTTP Exemplos de JSP (Java Server Pages) Exemplos JSP 2 Protocolo HTTP URL: Um URL (Uniform

Leia mais

Programação II Programação para a Web. Christopher Burrows

Programação II Programação para a Web. Christopher Burrows Programação II Programação para a Web Christopher Burrows Apache Tomcat O Apache Tomcat é um Servlet Container desenvolvido pela Apache Software Foundation. Implementa as tecnologias Java Servlets e Java

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 Servlets 2 1 Plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068): Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado (não mantém sessão aberta) Funcionamento (simplificado):

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://professor.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Prof. Fernando 1 Ementa Instalação e configuração básica do NetBeans e

Leia mais

Java para Desenvolvimento Web

Java para Desenvolvimento Web Java para Desenvolvimento Web Servlets A tecnologia Servlet foi introduzida pela Sun Microsystems em 1996, aprimorando e estendendo a funcionalidade e capacidade de servidores Web. Servlets é uma API para

Leia mais

JSF e PrimeFaces. Professor: Ricardo Luis dos Santos IFSUL Campus Sapucaia do Sul

JSF e PrimeFaces. Professor: Ricardo Luis dos Santos IFSUL Campus Sapucaia do Sul JSF e PrimeFaces Professor: Ricardo Luis dos Santos IFSUL 2015 Agenda Introdução Desenvolvimento Web Java Server Faces Exercício 2 Introdução Ao longo dos anos diversas linguagens de programação foram

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo JavaServer Pages (JSP) Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Ao projetar uma aplicação Web, é importante considerála como sendo formada por três componentes lógicos: camada

Leia mais

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container Aula 04

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container Aula 04 Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container Aula 04 Agenda 1. 2. Web Container TomCat 2 3 J2EE permite criar aplicações Web dinâmicas (com conteúdo dinâmico)

Leia mais

Prof. Roberto Desenvolvimento Web Avançado

Prof. Roberto Desenvolvimento Web Avançado Resposta exercício 1: Configuração arquivo web.xml helloservlet br.com.exercicios.helloservlet

Leia mais

Servlets & JSP. Prof. Ramon Chiara

Servlets & JSP. Prof. Ramon Chiara Servlets & JSP Prof. Ramon Chiara Java JSE Java Standard Edition JME Java Micro Edition JEE Jave Enterprise Edition Java JSE Java Standard Edition JME Java Micro Edition JEE Jave Enterprise Edition Web

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

Prática Sobre Servlets e JSP

Prática Sobre Servlets e JSP Prática Sobre Servlets e JSP 1. Localize a pasta do Tomcat (TOMCAT_HOME); 2. Acesse a pasta bin e execute tomcat5w.exe; 3. Abra o Navegador e acesse http://localhost:8080 (A apresentação de uma página

Leia mais

Programação WEB II. Formulários Em PHP. Métodos GET e POST progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. Formulários Em PHP. Métodos GET e POST progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza Formulários Em PHP Métodos GET e POST progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net Objetivos Entender o funcionamento

Leia mais

Aula 03 - Projeto Java Web

Aula 03 - Projeto Java Web Aula 03 - Projeto Java Web Para criação de um projeto java web, vá em File/New. Escolha o projeto: Em seguida, na caixa Categorias selecione Java Web. Feito isso, na caixa à direita selecione Aplicação

Leia mais

Desenvolvimento Web com JSP/Servlets

Desenvolvimento Web com JSP/Servlets Desenvolvimento Web com JSP/Servlets Requisitos Linguagem Java; Linguagem SQL; Noções de HTML; Noções de CSS; Noções de Javascript; Configuração do ambiente JDK APACHE TOMCAT MySQL Instalando o JDK Instalando

Leia mais

Java Servlets. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Java Servlets. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Java Servlets Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Especificação/IDE/Implementação Esse curso foi preparado em 03/2015 usando a seguinte especificação, IDE e implementação Especificação Java

Leia mais

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Arquiteturas de Aplicações Web Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Aplicações Convencionais vs. Web Aplicações convencionais Escritas usando uma linguagem de programação (ex.: Java) Sites de

Leia mais

Linguagem de. Aula 06. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagem de. Aula 06. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagem de Programação IV -PHP Aula 06 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Criação de Formulários o Um formulário consiste em uma série de campos que são preenchidos pelo usuário

Leia mais

Desenvolvendo Portlets utilizando JSF, Ajax, Richfaces. Gustavo Lira Consultor 4Linux gustavo@4linux.com.br

Desenvolvendo Portlets utilizando JSF, Ajax, Richfaces. Gustavo Lira Consultor 4Linux gustavo@4linux.com.br Desenvolvendo Portlets utilizando JSF, Ajax, Richfaces Gustavo Lira Consultor 4Linux gustavo@4linux.com.br Especificação para os Portlets Os padrões para Portlets Java EE são definidos por duas JSRs: 168,

Leia mais

Estruturas de Controlo... 25. While... 26. For... 26. Include... 26. Array... 27. Listas... 27. Popularização das Bases de Dados...

Estruturas de Controlo... 25. While... 26. For... 26. Include... 26. Array... 27. Listas... 27. Popularização das Bases de Dados... Manual de PHP Índice O que é PHP?... 4 Objectivo... 6 Justificativa... 7 Lógica de Programação... 8 Sequência Lógica... 9 PHP História... 10 PHP & MySql... 11 Comunicação Cliente x Servidor... 12 Delimitando

Leia mais

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA SERVLETS

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA SERVLETS PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA SERVLETS Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o conceito aplicações orientada a serviços via web Apresentar o papel dos contentores

Leia mais

Java Server Pages. Arquitectura de uma aplicação distribuída em Internet. Figura 1 Modelo 2

Java Server Pages. Arquitectura de uma aplicação distribuída em Internet. Figura 1 Modelo 2 Java Server Pages Arquitectura de uma aplicação distribuída em Internet Figura 1 Modelo 2 A implementação desta arquitectura, com um controlador que direcciona a execução de s, de Servlets e de JavaBeans,

Leia mais

PADRÃO PARA MONITORAMENTO DE APLICATIVOS PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ

PADRÃO PARA MONITORAMENTO DE APLICATIVOS PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ PADRÃO PARA MONITORAMENTO DE APLICATIVOS PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ Janeiro 2010 Sumário de Informações do Documento Tipo do Documento: Referência Título do Documento: Padrão para Monitoramento

Leia mais

Autenticação e Autorização

Autenticação e Autorização Autenticação e Autorização Introdução A segurança em aplicações corporativas está relacionada a diversos aspectos, tais como: autenticação, autorização e auditoria. A autenticação identifica quem acessa

Leia mais

Introdução a Servlets

Introdução a Servlets Linguagem de Programação para Web Introdução a Servlets Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Iniciaremos aqui o estudo sobre o desenvolvimento de sistemas web usando o Java. Apresentaremos nesta aula os

Leia mais

UNIDADE II JAVA SERVLETS

UNIDADE II JAVA SERVLETS UNIDADE II JAVA SERVLETS INTERNET É uma rede de redes, reunindo computadores do Governo, de universidades e empresas fornecendo infra-estrutura para uso de bancos de dados, correio eletrônico, servidores

Leia mais

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3º ANO PROGRAMAÇÃO II PROF. RONALDO FERREIRA DA SILVA JavaServer Pages JavaServer Pages (JSP) é uma tecnologia que ajuda os desenvolvedores de software a criarem páginas web geradas

Leia mais

Programação na Web. Servlets Leitura dos Parâmetros e Cabeçahos

Programação na Web. Servlets Leitura dos Parâmetros e Cabeçahos Programação na Web Servlets Leitura dos Parâmetros e Cabeçahos 1 Criar um Formulário HTML Fórmulário: GetForm.html A Sample

Leia mais

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Juliane Menin Orientanda Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Roteiro Introdução e Objetivos Fundamentação Teórica Especificação

Leia mais

Tecnologia WEB II. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Introdução ao PHP. UHLMANN, Erwin Alexander. Introdução ao PHP. Instituto Siegen. Guarulhos, 2012.

Tecnologia WEB II. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Introdução ao PHP. UHLMANN, Erwin Alexander. Introdução ao PHP. Instituto Siegen. Guarulhos, 2012. 1 Tecnologia WEB II Prof. Erwin Alexander Uhlmann Introdução ao PHP UHLMANN, Erwin Alexander. Introdução ao PHP. Instituto Siegen. Guarulhos, 2012. 2 Agradecimentos Agradeço à minha esposa Kátia por entender

Leia mais

formulário html do Owen Formulários são feitos de HTML O formulário Relate uma Abdução de Owen (baixe este código através do site da altabooks.com.br) se compõe, inteiramente, de tags e atributos HTML.

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

Aula 4. Objetivos. Conteúdo dinâmico na internet.

Aula 4. Objetivos. Conteúdo dinâmico na internet. Aula 4 Objetivos Conteúdo dinâmico na internet. Para uma solicitação da Web mais simples, um navegador solicita um documento HTML e o servidor Web encontra o arquivo correspondente e devolve. Se o documento

Leia mais

!" # # # $ %!" " & ' ( 2

! # # # $ %!  & ' ( 2 !"# # #$ %!" "& ' ( 2 ) *+, - 3 . / 4 !" 0( # "!#. %! $""! # " #.- $ 111.&( ( 5 # # 0. " % * $(, 2 % $.& " 6 # #$ %% Modelo (Encapsula o estado da aplicação) Implementado como JavaBeans Responde a consulta

Leia mais

JSTL: Uma forma padrão de desenvolver página WEB dinâmica Plácido Antonio de Souza Neto placidoneto@cefetrn.br

JSTL: Uma forma padrão de desenvolver página WEB dinâmica Plácido Antonio de Souza Neto placidoneto@cefetrn.br JSTL: Uma forma padrão de desenvolver página WEB dinâmica Plácido Antonio de Souza Neto placidoneto@cefetrn.br 26/11/2005 JSTL 1 Agenda Histórico e motivação; Servlets e JSP; Introdução e conceituação

Leia mais

JSP e Servlet Princípio de MVC

JSP e Servlet Princípio de MVC UNIPÊ Centro Universitário de João Pessoa Desenvolvimento para Web HTTP e Servlets JSP e Servlet Princípio de MVC ducaribas@gmail.com 1 12 JSP e Servlets Desvantagens de JSP e Servlets Servlets Escrever

Leia mais

Uso de servlets nas aplicações web desenvolvidas para a plataforma java 1

Uso de servlets nas aplicações web desenvolvidas para a plataforma java 1 Uso de servlets nas aplicações web desenvolvidas para a plataforma java 1 Resumo Em uma interação feita em uma aplicação Web existem tarefas que devem ser executadas no servidor, tais como processamento

Leia mais

Para o envio de e-mails pelo PHP é necessário seguir a seguinte sintaxe:

Para o envio de e-mails pelo PHP é necessário seguir a seguinte sintaxe: 28 Aula 3 Envio de e-mails Para o envio de e-mails pelo PHP é necessário seguir a seguinte sintaxe: Onde: bool mail ( string $to, string $subject, string $message [, string $additional_headers [, string

Leia mais

Aula 12: Funções. Pré-requisitos: Todas as aulas anteriores deste módulo. 1. Aproveitando Códigos no Programa

Aula 12: Funções. Pré-requisitos: Todas as aulas anteriores deste módulo. 1. Aproveitando Códigos no Programa Aula 12: Funções Nesta aula explicaremos o que são e como usar funções nos seus programas em JavaScript. Você aprenderá como elas podem receber e retornar valores à estrutura que as acionou. Entenderá

Leia mais

DWR DIRECTED WEB REMOTING

DWR DIRECTED WEB REMOTING DWR DIRECTED WEB REMOTING Vamos ver nesse artigo um pouco sobre o Frameworks Ajax para Java, o DWR. Vamos ver seus conceitos, utilidades, vantagens, algumas práticas e fazer o passo a passo para baixar,

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DESTA UNIDADE HTML TAG S HTML LINGUAGEM HTML Hypertext Markup Language Interpretada pelo navegador Não linearidade da informação Formatação

Leia mais

Segurança da Internet. Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Segurança da Internet Outubro, 2013 2012 1

Segurança da Internet. Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Segurança da Internet Outubro, 2013 2012 1 Segurança da Internet Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com Outubro, 2013 2012 1 CV Nome: Ricardo Terra Email: rterrabh [at] gmail.com www: ricardoterra.com.br Twitter: rterrabh Lattes: lattes.cnpq.br/

Leia mais

Enviado dados para o PHP através de formulário

Enviado dados para o PHP através de formulário Enviado dados para o PHP através de formulário Bom galera, eu estive um tempo parado sem postar nada aqui no blog, mas prometo que vou tentar voltar a ativa. Mas vamos deixar de conversa e vamos ao que

Leia mais

HTML Básico Formulários. Matheus Meira

HTML Básico Formulários. Matheus Meira HTML Básico Formulários Matheus Meira 1 Objetivos Neste apresentação conheceremos os fundamentos básicos de HTML para a manipulação com servlets e jsp. Serão vistos Formulários Links Elementos de disparo

Leia mais

Inserindo e Listando registros

Inserindo e Listando registros Inserindo e Listando registros Dando prosseguimento à aula anterior, agora precisaremos construir uma rotina que faça a inserção no banco de dados Escola. A ação agora é inserir o aluno na tabela alunos

Leia mais

Tecnologias Web. Formulários HTML

Tecnologias Web. Formulários HTML Tecnologias Web Formulários HTML Cristiano Lehrer, M.Sc. Tag form (1/2) Todo formulário em HTML é construído usando elementos dentro de um bloco . O bloco define a URL que receberá o formulário

Leia mais

1) Ao ser executado o código abaixo, em PHP, qual será o resultado impresso em tela?

1) Ao ser executado o código abaixo, em PHP, qual será o resultado impresso em tela? Exercícios sobre Linguagem PHP: 1) Ao ser executado o código abaixo, em PHP, qual será o resultado impresso em tela? 2) Considere a linguagem de programação PHP e seus operadores. A execução da sentença:

Leia mais

4 MODELAGEM DA APLICAÇÃO J2ME

4 MODELAGEM DA APLICAÇÃO J2ME 4 MODELAGEM DA APLICAÇÃO J2ME O Sistema de Apoio Policial tem como objetivo facilitar o trabalho da Polícia Militar. Utilizando tecnologias recentes descritas nos capítulos anteriores, este sistema propõe

Leia mais

Programação WEB II. Conhecendo o PHP. Prof: Kelly E. Medeiros Bacharel em Sistema de Informação. Módulo III

Programação WEB II. Conhecendo o PHP. Prof: Kelly E. Medeiros Bacharel em Sistema de Informação. Módulo III Programação WEB II Conhecendo o PHP Módulo III Prof: Kelly E. Medeiros Bacharel em Sistema de Informação 1 Conhecendo o PHP Com o NotePad++ aberto com um arquivo em branco, devemos fazer uma pequena configuração

Leia mais

Sistemas Distribuídos na Web. Pedro Ferreira DI - FCUL

Sistemas Distribuídos na Web. Pedro Ferreira DI - FCUL Sistemas Distribuídos na Web Pedro Ferreira DI - FCUL Arquitetura da Web Criada por Tim Berners-Lee no CERN de Geneva Propósito: partilha de documentos Desde 1994 mantida pelo World Wide Web Consortium

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Relatório Apresentação Java Server Pages Adolfo Peixinho nº4067 Nuno Reis nº 3955 Índice O que é uma aplicação Web?... 3 Tecnologia Java EE... 4 Ciclo de Vida de uma Aplicação

Leia mais

Aula de JavaScript 05/03/10

Aula de JavaScript 05/03/10 Objetos Sabe-se que variável são contêiners que podem armazenar um número, uma string de texto ou outro valor. O JavaScript também suporta objetos. Objetos são contêiners que podem armazenar dados e inclusive

Leia mais

Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans

Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans O objetivo deste exercício é criar um projeto apropriado para desenvolver um contêiner que você resolva utilizar. Uma vez criado o projeto,

Leia mais

Tutorial para criação de componentes JSF Facelets Por Érico GR 07/08/2007

Tutorial para criação de componentes JSF Facelets Por Érico GR 07/08/2007 Tutorial para criação de componentes JSF Facelets Por Érico GR 07/08/2007 Nível: Intermediário Este tutorial tem como objetivo criar um simples componente que renderiza uma tag label utilizando recursos

Leia mais

J2EE. Exemplo completo Utilização Servlet. Instrutor HEngholmJr

J2EE. Exemplo completo Utilização Servlet. Instrutor HEngholmJr J2EE Exemplo completo Utilização Servlet Instrutor HEngholmJr Page 1 of 9 AT09 Exemplo complete Utilização Servlet Version 1.1 December 5, 2014 Indice 1. BASEADO NOS EXEMPLOS DE CÓDIGO DESTA APOSTILA,

Leia mais

J550. Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br

J550. Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br J550 Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br 1 O que são Filtros Um filtro éum componente Web que reside no servidor Intercepta as requisições e respostas no seu caminho até o servlet e de

Leia mais

Criação de uma aplicação usando Servlets

Criação de uma aplicação usando Servlets Robson Soares Silva (robsonsoares.silva@gmail.com) - graduado em Ciência da Computação pela UFMS, com pós-graduação em Análise de Sistemas pela UFMS e Mestrado em Sistemas Distribuídos pela UFRGS. Professor

Leia mais

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Como criar um EJB Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Gabriel Novais Amorim Abril/2014 Este tutorial apresenta o passo a passo para se criar um projeto EJB no Eclipse com um cliente web

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Por quê JSP? Com Servlets é fácil Ler dados de um formulário Recuperar dados de uma requisição Gerar informação de resposta Fazer gerenciamento

Leia mais

JavaServer Faces. Parte 2

JavaServer Faces. Parte 2 JavaServer Faces Parte 2 Recapitulando Aplicações web são aplicações que executam em um servidor Recebem requisições de usuários Retornam respostas ao usuário Browsers só entendem e exibem html O servidor

Leia mais

JSP - JavaServer Pages

JSP - JavaServer Pages JSP - JavaServer Pages 1 Sumário O que é o JSP? Comparação com ASP, Servlets, e Javascript Disponibilidade Um exemplo simples Mais sobre Sintaxe Um pouco de JavaBeans Um exemplo mais complexo 2 O que são

Leia mais

Programando em PHP. Conceitos Básicos

Programando em PHP. Conceitos Básicos Programando em PHP www.guilhermepontes.eti.br lgapontes@gmail.com Conceitos Básicos Todo o escopo deste estudo estará voltado para a criação de sites com o uso dos diversos recursos de programação web

Leia mais

Incorporando JavaScript em HTML

Incorporando JavaScript em HTML Incorporando JavaScript em HTML Existem quatro maneiras de incorporar JavaScript em HTML. Vamos abordar as três primeiras, por ser mais comum: Entre as tags dentro do código HTML. A partir

Leia mais

Scriptlets e Formulários

Scriptlets e Formulários 2 Scriptlets e Formulários Prof. Autor: Daniel Morais dos Reis e-tec Brasil Programação Avançada Para Web Página1 Meta Permitir ao aluno aprender a criar um novo projeto Java para web no Netbeans IDE,

Leia mais

WebWork 2. João Carlos Pinheiro. jcpinheiro@cefet-ma.br

WebWork 2. João Carlos Pinheiro. jcpinheiro@cefet-ma.br WebWork 2 João Carlos Pinheiro jcpinheiro@cefet-ma.br Versão: 0.5 Última Atualização: Agosto/2005 1 Agenda Introdução WebWork 2 & XWork Actions Views Interceptadores Validação Inversão de Controle (IoC)

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB GABRIELA TREVISAN Formulários e Aula 3 Relembrando HTML 5 Tag Form o Utilizada para marcar a região do formulário. o Os atributos mais importantes são o method e o action.

Leia mais

Java Beans e Servlets

Java Beans e Servlets 6 Java Beans e Servlets Prof. Autor: Daniel Morais dos Reis e-tec Brasil Programação Avançada Para Web Página1 Meta Apresentar os recursos de orientação à objetos Java em JSP e integrá-los a tecnologia

Leia mais

Fundamentos de Servlets. Conceitos e ciclo de vida Classes e Interfaces da API Exemplos de Servlets

Fundamentos de Servlets. Conceitos e ciclo de vida Classes e Interfaces da API Exemplos de Servlets Fundamentos de Servlets Conceitos e ciclo de vida Classes e Interfaces da API Exemplos de Servlets Common Gateway Interface Aplicações Geração de documentos com conteúdo dinâmico Produzir resultados em

Leia mais

Implementando uma Classe e Criando Objetos a partir dela

Implementando uma Classe e Criando Objetos a partir dela Análise e Desenvolvimento de Sistemas ADS Programação Orientada a Obejeto POO 3º Semestre AULA 04 - INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO (POO) Parte: 2 Prof. Cristóvão Cunha Implementando uma Classe

Leia mais

Servlets, JSPs e Java Beans

Servlets, JSPs e Java Beans Servlets, JSPs e Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-Servlets 1.1 O que são Servlets são classes Java executadas em servidores web. Servem

Leia mais

Javascript Exemplos Objetos

Javascript Exemplos Objetos Javascript Exemplos Objetos //defines a person constructor function person(fname,lname,ecolor){ this.firstname=fname; this.lastname=lname; this.eyecolor=ecolor;

Leia mais

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Programação Servidor para Sistemas Web 1 Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Implementando MVC Nível 1 Prof. Daniel Caetano Objetivo: Preparar o aluno para construir classes de entidade com

Leia mais

Aula 2: Listas e Links

Aula 2: Listas e Links Aula 2: Listas e Links Nesta segunda aula, você aprenderá a utilizar listas numeradas ou não, a entender o que são listas de definições e como fazer referências a outros documentos. Vamos entender a diferença

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução Desenvolvimento em Ambiente Web HTML - Introdução O que é HTML? HTML é uma linguagem para descrever a estrutura de uma página WEB. Ela permite: Publicar documentos online com cabeçalhos, texto, tabelas,

Leia mais

Guia para Iniciantes do WebWork

Guia para Iniciantes do WebWork Guia para Iniciantes do WebWork Marcelo Martins Este guia descreve os primeiros passos na utilização do WebWork Introdução Desenvolver sistemas para Web requer mais do que simplesmente um amontoado de

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br Ano: 2015 1 HTML & PHP em Ambiente Web PARTE II Sumário I Decisão... 4 Operadores de Comparação... 6 II IF ELSEIF ELSE... 7

Leia mais