SISTEMAS'DE'ARMAZENAGEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMAS'DE'ARMAZENAGEM"

Transcrição

1 Desafios para os Profissionais de Armazéns SISTEMAS'DE'ARMAZENAGEM Executar mais, menores transações Movimentar e estocar muitos itens Prover maior customização de serviços Oferecer mais serviços de valor agregado Processar mais devoluções Receber e expedir mais pedidos internacionais Lidar com picos e vales operacionais Armazenagem e Estocagem Fluxo'de'Operações'do'Armazém Armazenagem é a denominação genérica e ampla que inclui todas as atividades de um ponto destinado à guarda temporária e à distribuição de materiais. Recebi Put Away Estocagem é uma das atividades do fluxo de materiais no armazém e o ponto destinado à locação estática dos materiais. A estocagem é uma parte da armazenagem. Cross Docking A4vidades Suporte Estocagem Expedição Stage4out Picking

2 Fluxo Básico de Atividades em um Armazém Por'que'Armazenar'?!9 Necessidade9 de9 compensação9 de9 diferentes9 capacidades9 das9 fases9de9produção!9equilíbrio9sazonal!9garan4a9de9con4nuidade9da9produção!9custos9e9especulação!9 Melhoria9 na9 organização9 e9 controle9 dos9 materiais,9 nas9 condições9de9segurança,9etc Sete'Princípios'da'Armazenagem!9 Em94me9que9está9ganhando9não9se9mexe!9A9distância9é9inimiga9da9produ4vidade!9O9controle9do9inventário9significa9realmente9assumir9o9controle!9Só9pegue9no9material9se9puder9adicionar9valor!9Mais9rápido9é9sempre9melhor,9desde9que9respeitadas9as9normas9de9segurança!9Clientes9e9Fornecedores9também9fazem9parte9do9processo!9 Os9 funcionários9 do9 armazém9 produzem9 mais9 quando9 controlam9 seu9 próprio9 trabalho Aplicações9para9Armazéns!' Tradicional,' como' buffer' para'suportar' variações'entre'o' programa'de'produção' e' demanda;' geralmente'alocado'próximo'ao'ponto'de'produção.!'centro'de'consolidação'de'produtos'de'vários'pontos'de'produção.!'centros'de'distribuição'de'grande'porte,'regionais'ou'nacionais.!'transit4points!9merge4in4transit!' Centros' de' Distribuição' Avançados' (CDAs),' de' menor' porte,' com' a' finalidade' de' atender' clientesschave'em'menos'de'24'horas.!'armazéns'para'operações'de' customização 'que'incluem' ayvidades'como'montagem' de' kits' promocionais,'embalagens'especiais,'respaleyzação,'aplicação'de'eyquetas,'etc.!'para'operações'de'cross4docking.!'armazéns'para'fulfillment'(pequenos'pedidos'para'clientes'individuais)

3 Aplicações para Armazéns Transit-Point Aplicações para Armazéns Merge-in-Transit CPU'fabricada' em'taiwan Veículo'de'Transferência NFs'emiYdas Aeroporto'de'Viracopos Campinas,'SP Merger9Center Transit4Point Recebi Separação Fábrica'de'Teclados Mogi'das'Cruzes,'SP CLIENTES Expedição Região9Atendida Clientes Fábrica'de'Monitores São'Paulo,'SP Aplicações para Armazéns Cross- Docking Fornecedores Outras'Aplicações'para'Armazéns Cliente Armazém Cliente Recebi Indústria XPDocking Separação Expedição Armazém Consolidação Cliente Indústria Armazém Local (CDA) Clientes Indústria

4 Fatores'que'Influenciam'na'Localização'dos' Armazéns!'Disponibilidade'e'qualificação'da'mãoSdeSobra!'Oferta'de'transporte'para'atender'a'demandas'variáveis,'nos'períodos'de'picos'operacionais!'Proximidade'dos'principais'Fornecedores'/'Clientes!'PolíYca'de'incenYvos'municipal'/'estadual'/'federal!'InfraSestrutura'e'facilidades!'Tempo'de'atendi!'Custo'logísYco'total'!'Riscos'imobiliários!'Segurança'/'Indicadores'de'Criminalidade Fatores'que'Influenciam'na'Localização'dos' Armazéns!9Alguns9especialistas9tornam9a9seleção9do9local9mais9complicada9do9que9o9 necessário.!9embora9existam9modelos9matemá4cos9e9estats4cos9para9indicar9o9ponto9 exato9que9minimiza9o9frete9para9os9des4nos9selecionados,9existem9decisões9 de9 senso9 comum9 que9 podem9 ser9 tomadas9 sem9 a9 necessidade9 de9 um9 computador.!9 A9 infrapestrutura9é9 mais9 importante9 do9que9 o9 local9 ao9escolhermos9um9 local9para9um9armazém.!9 A9 seleção9 do9 local9 pode9 parecer9 confusa,9 mas9 não9 necessariamente9 complicada.9 É9 simplesmente9 um9 equilíbrio9 entre9 custos9 de9 transportes,9 custos9de9armazenagem9e9custos9de9inventário. Fatores'que'Influenciam'na'QuanYdade'de' Armazéns Custo9logís4co 1 Custo'minimo Número9de9localidades Consolidação óyma Custo'total'da'rede Custo'total'de'Armazenagem Custo'total'de'transporte Atividades dos Sistemas de Armazenagens Recebi Put$Away Estocagem Separação Stage$out Expedição O9número9médio9de9armazéns9na9rede9nortePamericana9é9de93.

5 Recebi!9Controle9e9programação9das9entregas!9Recebi9Xsico9do9material;!9Recebi9fiscal9do9material;!9 Checagem9 da9 Nota9 Fiscal9 x9 Pedido9 de9 Compra9 e9 da9 Nota9 Fiscal9x9Material9Recebido; Put4Away!9 A4vidades9 de9 prepackaging3 (pale4zação,9 repale4zação,9 aplicação9de9filmes9plás4cos,9colocação9de9e4quetas,9etc).!9leitura9do9código9de9barras;!9definição9do9local9de9endereça9do9pálete;!9transporte9do9pálete9até9a9área9de9estocagem.!9 Checagem9 visual9 da9 integridade9 do9 material9 e9 das9 embalagens;!9coleta9e9envio9de9amostras9para9análises9laboratoriais. Importância'da'AYvidade'de' Endereça Muitos'armazéns'estão'gastando'de'10'%'a'30%'a' mais'por'ano'do'que'deveriam'devido'a'falhas'no' endereça. Há9várias9razões9para9a9existência9de9armazéns9inadequadamente9endereçados: Estocagem!9Armazena9dos9materiais9conforme9critérios9de9volume,9 popularidade,9semelhanças9xsicas,9valor,9correlação,9etc.!9 Sua9função9é9 a9 de9guardar,9 proteger9 e9 preservar9 o9material9 até9que9o9mesmo9seja9requerido9para9uso. 9 as9 informações9 e/ou9 os9 recursos9 do9 sistema9 de9 informações9 gerenciais9 não9 estão9 disponíveis; 99não9há9como9manter9o9endereça9atualizado; 99não9existe9método9para9endereça.

6 Alocação'dos'Estoques!9Estocagem9em9função9da9popularidade9do9item Alocação'dos'Estoques!9Estocagem9em9função9do9valor9da9mercadoria Itens9A Itens9B Itens9C Itens'Alto'Valor Itens''Médio'Valor Itens'Baixo'Valor saída entrada entrada saída Itens9de9alta9a4vidade9colocados9próximos9às9áreas9de9entrada9e9saída Itens9de9de9maior9valor9são9colocados9próximos9às9áreas9de9entrada9e9saída Alocação'dos'Estoques!9Estocagem9por9agrupa. Livros Brinquedos Decoração Cama,9Mesa9e9Banho Alocação'Física'dos'Estoques!9 Estocagem9 em9 função9 da9 semelhança9 das9 caracterís4cas9 Xsicas9ou9embalagens9dos9materiais. Latas Tambores Sacaria Bags Livros Brinquedos Decoração Cama,9Mesa9e9Banho entrada saída entrada saída

7 COM9BASE9NO9EXPOSTO,9VOCÊ9DEVERÁ9FAZER9UMA9PROPOSTA9DE9MELHORIA99NA99 OPERAÇÃO9DE9ARMAZENAGEM9DA9SUA9EMPRESA Separação'de'Pedidos'ou9Picking!9 Re4rada9 dos9 itens9 em9 estoque9 para9 atendi9 de9 uma9 demanda9específica. ou!9 Coleta9 e9 separação9 dos9 pedidos9 segundo9 a9 necessidade9 de9 cada9cliente. Qual'melhoria'poderíamos'promover'na'separação'de'pedidos'na'empresa'atualmente? Importância'da'AYvidade'de'Picking A'aYvidade'de'picking'é'a'função'na' qual'a'maioria'dos'projetos'estão' baseados. Importância'da'AYvidade'de'Picking Distribuição9dos9Custos9nos9Armazéns 55% Ela'é'responsável'por'cerca'de'55'%' dos'custos'de'um'armazém. 15% 15% 15% Expedição Picking Estocagem Recebi A9grande9maioria9dos9recursos9humanos9e9sistemas9existentes9num9armazém9estão9 dedicados9para9a9operação9de9picking.

8 Importância'da'AYvidade'de'Picking Tipos'de'Picking Desloca 50% Busca 20% Coleta 15% Espera 10% Outros 5% Picking Discreto Picking'por'Lote Pedido9único Lote9de9pedidos " Um9operador9por9pedido,9um9pedido9por9vez " Tempo9de9desloca9alto " Conserva9a9integridade9do9pedido " Vários9pedidos9por9operador " Tempo9de9desloca9reduzido " Necessita9tempo9para9fazer9a9separação9dos9produtos9ao9final9do9processo

9 Picking'por'Zona Picking9por9zona " Um9operador9por9zona,9um9pedido9por9vez9ou9um9lote9de9pedidos9 " Tempo9de9desloca9reduzido " Operador9esta9familiarizado9com9a9localização9dos9itens9na9sua9zona " Necessidade9de9se9avaliar9os9custos9da9separação9dos9itens9no9final9do9processo9 Tipos'de'Picking De9 acordo9 com9 o9 tamanho9 das9 unidades9 de9 separação9 P9 que9 considera9 a9 menor9 unidade9p9têmpse9cinco9categorias9básicas: 9separação9de9PÁLETES9P9quando9a9menor9unidade9de9separação9é9o9palete.9Nesse9 caso,9 os9 pedidos9 nunca9 contêm9 frações9 de9 páletes9 de9 determinados9 produtos,9 apenas9páletes9fechados;9 9separação9de9CAMADAS9DE9PÁLETE9P9neste9caso9a9menor9unidade9de9separação9é9 um9conjunto9de9caixas,9que9formam9uma9camada9do9pálete; 9 separação9 de9 CAIXAS9 P9 quando9 a9 menor9 unidade9 de9 separação9 são9 as9 caixas9 fechadas;9 9 separação9de9caixas9 FRACIONADAS9 P9é9 o9caso9em9 que9as9caixas9necessitam9 ser9 abertas9para9manuseio9de9pacotes,9que9compõem9a9caixa;9 9 separação9 de9 ITENS9 P9 alterna4va9 mais9 fracionada9 onde9 são9 manuseados9 itens9 individuais9de9determinados9produtos.9 O9layout9de9estocagem9deve9considerar9os9diferentes94pos9de9separação Configurações Operacionais para o Picking Picking em Uma Etapa - do estoque diretamente para o stage-out - pedidos agrupados por rotas - picking por zona simultâneo! uma rota, n operadores Picking em uma única etapa, diretamente para o stageout. Itens'C Picking em duas etapas. Picking em duas etapas; itens A diretamente do estoque para o stage-out ou caminhão e itens B e C a partir de estoque estratégico para picking. Itens'B Itens'A STAGE4OUT

10 Picking em Duas Etapas - acúmulo de pedidos e processo de derrubada (retirada do estoque) - do estoque para uma área de picking, e depois para o stage-out ou caminhão - pedidos agrupados por rotas Picking em Duas Etapas com Estoque Estratégico de Itens B e C - abasteci do estoque de picking Itens'C DERRUBADA Itens'C ABASTECIMENTO9DO9ESTOQUE 9ESTRATÉGICO9DE9PICKING Itens'B Itens'B Itens'A Itens'A ÁREA9DE9PICKING ESTOQUE9PARA9PICKING9 9ITENS9B9e9C STAGE4OUT STAGE4OUT Picking'em'Uma'Etapa Aplicações Distâncias curtas. Determinadas rotas têm prioridades de saída; rotas fixas. Flexibilidade por parte das transportadoras. Picking em páletes ou caixas. Cargas de fácil unitização. Poucos itens (SKUs). Existe espaço para picking de todos os itens a partir do piso; caso contrário será necessária uma empilhadeira selecionadora de pedidos que poderá comprometer a produtividade da operação. Operação ao longo do dia, fluxo intenso; carrega em Dzero. Picking'em'Duas'Etapas Aplicações Distâncias longas, grandes armazéns. Picking muito fracionado (caixas, frações de caixas, itens, etc). Grande variedade de itens (SKUs) Itens de diversas características físicas, dificultando a unitização das cargas. Necessidade de consolidar cargas por destinos, Clientes ou por semelhanças físicas Operação em D+1. Armazéns que operam 24 horas.

11 Dicas9para9um9Picking9ProduIvo Evite atividades concorrentes com o processo de picking Defina as posições de picking conforme as características de giro dos materiais Para itens C e CCC reconfigure as posições portapáletes, utilizando prateleiras Agrupe itens de uma mesma família Evite o picking em posições aéreas Na falta de espaço, verticalize o picking, utilizando estruturas drive-in/drive-thru Configuração'dos'PortaSPáletes'para'um9 Picking'mais'ProduYvo NÍVEL949PARA9ESTOCAGEM NÍVEL939PARA9ESTOCAGEM NÍVEL929PARA9ABASTECIMENTO9DO9PICKING NÍVEL919OU9NÍVEL9DO9PISO9PARA9PICKING ITENS9A Configuração'dos'PortaSPáletes'para'um9 Picking'mais'ProduYvo Configuração'dos'PortaSPáletes'para'um9 Picking'mais'ProduYvo NÍVEL949PARA9ESTOCAGEM NÍVEL949PARA9ESTOCAGEM NÍVEL939PARA9ESTOCAGEM NÍVEL939PARA9ESTOCAGEM NÍVEL929PARA9PICKING9 ITENS9B NÍVEL919OU9NÍVEL9DO9PISO9PARA9PICKING ITENS9B9(quase9C) NÍVEL919E929PARA9PICKING,9COM9029ITENS9POR9PÁLETE

12 Configuração'dos'PortaSPáletes'para'um9 Picking'mais'ProduYvo Configuração'dos'PortaSPáletes'para'um9 Picking'mais'ProduYvo NÍVEL949PARA9ESTOCAGEM NÍVEL9499PARA9ESTOCAGEM NÍVEL939PARA9ESTOCAGEM NÍVEL939PARA9ESTOCAGEM ITENS9C NÍVEIS919E929CONFIGURADOS9EM9PRATELEIRAS9COM9VÁRIOS9 ENDEREÇOS9PARA9ESTOCAGEM9 (039ITENS9POR9 APARTAMENTO ) ITENS9CCC NÍVEIS919E929CONFIGURADOS9EM9PRATELEIRAS9COM9VÁRIOS9 ENDEREÇOS9PARA9ESTOCAGEM9 (049ITENS9POR9 APARTAMENTO ) Sistemas'AutomaYzados'de'Picking 9Flow$rack 9A$Frame3(dispensores) 9Carrosséis9horizontais9e9ver4cais 9Sistemas9de9estocagem9e9coleta9automá4cos 9Separação9por9rádioPfrequência 9Picking3by$light3ou3pick3to3light 3Picking3by3voice3ou3voice3picking Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Flow4rack Este9 equipa9 pode9 ser9 u4lizado9 tanto9 na9 separação9 de9 caixas,9 quanto9 na9 de9 unidades.9o9seu9funciona9é9similar9ao9refrigerador9de9latas9de9refrigerantes9de9 uma9 loja9 de9 conveniência.9 As9 caixas9 podem9 ser9 supridas9 pela9 parte9 traseira9 do9 equipa9e9coletadas9pela9sua9parte9dianteira,9 sendo9que9a9re4rada9da9primeira9 caixa9faz9com9que9as9demais9escorreguem9para9frente.

13 Sistemas'AutomaYzados'de'Picking A4Frame Sistemas'AutomaYzados'de'Picking A4Frame É9um9sistema9de9 alta9produ4vidade9capaz9 de9 separar9centenas9de9pedidos9 em9um9curto9espaço9de9tempo,9com9grande9precisão9e9com9reduzido9quadro9 de9pessoal. É9um9 sistema9modular,9 integrado9 por9 uma9 esteira9transportadora,9sobre9a9 qual9 existe9 uma9 estrutura9 composta9 de9 uma9 série9 de9 canais9 que9 cobre9 ambos9os9lados9da9esteira.9cada9canal9trabalha9com9um9determinado9sku,9 tendo9capacidade9de9armazenar9diversas9unidades. Esses' sistema' são' chamadas' de' A4frames' porque' sua' estrutura'tem'o'formato'da'letra' A. No9final9da9linha9os9produtos9são9automa4camente9transferidos9para9caixas9 e9transportados9para9as9áreas9de9embarque. Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Carrosséis Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Carrossel'VerYcal Os9 carrosséis9 são9 equipas9 rotacionais,9 ver4cais9 ou9 horizontais,9 que9 acondicionam9 os9 produtos9 com9 a9 função9 de9 trazêplos9 até9 o9 operador,9 eliminando9 os9 tempos9 associados9 ao9 seu9 desloca9 e9 a9 procura9 de9 produtos. A9 principal9 vantagem9 deste9 sistema9 é9 permi4r9 uma9 operação9 com9 uma9 grande9variedade9de9itens.9além9disso,9o9carrossel9ver4cal9também9permite9 um9bom9aproveita9de9espaço9por9aproveitar9o9pé9direito9do9prédio.9a9 sua9 principal9 desvantagem9 está9 relacionada9 com9 a9 velocidade9 de9 coleta,9 rela4vamente9lenta,9o9que9o9torna9muitas9vezes9não9recomendável.

14 Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Carrossel'Horizontal Transelevadores'ou'Unit9Loads É9 uma9 solução9 de9 estocagem9 ver4cal9 que9 u4liza9 robôs9 (transelevadores)9 com9 sowwares9 que9 gerenciam9 as9 movimentações9 dentro9 do9 armazém,9 guardando9e9re4rando9produtos9com9alta9velocidade9e9confiabilidade. AS9/9RS Sistemas9de9Estocagem9e9Coleta9Automá4cas AS9/9RS Sistemas9de9Estocagem9e9Coleta9Automá4cas Os9sistemas9de9estocagem9e9 coleta9automá4cos9(as/rs)9 capazes9de9operar9 com9 unidades9 de9 movimentação9 mais9 fracionadas9 são9 conhecidos9 como9 miniload.9 No9 entanto,9 mesmo9 os9 miniload9 são9 capazes9 de9 operar9 apenas9 com9 caixas,9 ou9 itens9 de9 grande9 volume.9 O9 seu9 funciona9 é9 bastante9 parecido9com9o9do9transelevador9(unit9load). Entre9as9principais9vantagens9do9miniload9podePse9destacar9a9sua9precisão9e9 velocidade,9além9da9potencialidade9de9operar9com9uma9grande9variedade9de9 itens.9 Entre9 as9 desvantagens,9 destacampse9 o9 elevado9 custo9 de9 implementação9e9manutenção,9e9a9falta9de9flexibilidade9desses9sistemas.

15 Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Separação9por9Rádio9Frequência Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Separação9por9Rádio9Frequência Este9 4po9de9 sistema9 se9 apóia9na9 comunicação9 por9 rádio9 frequência9 para9auxiliar9 o9 operador9na9coleta9dos9itens.9 Para9isso,9o9operador9u4liza9um9terminal9de9mão9ou9um9terminal9preso9ao9braço9que9 indica9 sempre9 o9 endereço9 do9 próximo9 produto9 e9 o9 número9 de9 unidades9 a9 ser9 coletadas.9 Ao9 realizar9 a9 coleta9 dos9 itens,9 o9 operador9 faz9 a9 leitura9 do9 código9 de9 barra9 dos9 produtos,9através9do9terminal9manual,9 que9confere9a9coleta9e9indica9o9endereço9do9 próximo9produto9a9ser9coletado. A9sua9grande9desvantagem9está9relacionada9a9sua9performance9que9é9limitada9pela9 velocidade9de9desloca9do9operador. Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Picking9by4Light Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Picking9by4Light O9picking9by4light9integra9a9u4lização9de9esteiras9rolantes,9leitores9ó4cos9e9sensores9 com9as9tradicionais9estruturas9flow9racks9manuseadas9por9operadores. A9 boa9 performance9 deste9 sistema9 é9 ob4da9 através9 da9disposição9 dos9 produtos9 ao9 redor9dos9funcionários,9que9coletam9apenas9os9produtos9da9sua9estação9de9trabalho,9 não9 precisando9 se9 locomover9 nem9 movimentar9 as9 caixas9 dos9 pedidos9 que9 são9 transportadas9de9forma9automá4ca9por9meio9de9uma9correia9transportadora.9 Os9 mostradores9 digitais9 de9 cada9 posição9do9flow4rack9 indicam9 automa4camente9 o9 local9 e9 o9número9de9 unidades9que9 devem9 ser9 coletados,9 tornando9desnecessário9o9 picking9list,9o9que9acelera9o9processo9de9coleta9dos9operadores.

16 Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Picking9by4Light Sistemas'AutomaYzados'de'Picking Picking9by9Voice9ou9Voice9Picking Em9 sistemas9 estacionários9 (carrosséis9 por9 exemplo),9 a9 voz9 sinte4zada9 é9 usada9para9 direcionar9um9funcionário9estacionário. Em9 sistemas9 móveis9 que9 u4lizam9 voz,9 funcionários9 usam9 um9 fone9 de9 ouvido9 com9 microfone.9 Via9voz9 sinte4zada,9 o9 sistema9de9gerencia9 comanda9 o9 funcionário9 durante9 uma9 série9 de9 transações.9 Por9 exemplo,9 para9 uma9 guarda9 de9 pálete,9 o9 funcionário9de9empilhadeira9ouve9um9comando9para9guardar9um9certo9pálete9em9uma9 certa9localização9do9armazém. Vantagens: #9hands9free #9maior9acuracidade #9conhecis9em9informá4ca9não9são9 necessários #9minimiza9tempo9no9treina9dos9 operadores Stage4out!9Acúmulo9de9materiais9em9expedição9com9a9finalidade9de:!9 O4mizar9 uso9 dos9 equipas9 de9 movimentação9(empilhadeiras,9 paleteiras,9carrinhos,9etc)!9o4mizar9mãopdepobra!9o4mizar9capacidade9de9transporte9do9veículo9de9carga!9 A4vidades9 de9 prepackaging3 (pale4zação,9 repale4zação,9 aplicação9de9filmes9plás4cos,9colocação9de9e4quetas,9etc). Expedição!9Transferência9dos9materiais9agrupados9por9rota9para9a9doca9 de9expedição;!9 Leitura9 das9 e4quetas9 de9 código9 de9 barras9 para9 confirmar9 saída9das9embalagens;!9conferência9dos9volumes9a9serem9despachados;!9pesagem;!9carrega9dos9veículos.

17 Prá4cas9World3Class9em9Armazéns COMO9IDENTIFICAR9E9RESOLVER PROBLEMAS9DE9GESTÃO9NOS9ARMAZÉNS9?9 Sintomas'de'Armazéns' Mal'Gerenciados Sintomas'de'Armazéns' Mal'Gerenciados Recebi Movimen tação Armaze nagem Separação Embala Consoli dação Expe dição Recebi Movimen tação Armaze nagem Separação Embala Consoli dação Expe dição!9veículos9aguardando9na9doca9para9descarregar!9empregados9não9estão9alocados9para9efetuar9a9descarga!9conferentes9distantes9das9docas9de9recebi!9falta9de9equipas!9operador9de9empilhadeira9não9sabe9para9onde9levar9o9produto!9páletes9e9produtos9ocupando9a9área9de9recebi!9áreas9de9des4no9ocupadas!9desconheci9dos9produtos9que9serão9recebidos!9não9aplicação9do9conceito9de9cross4docking

18 Recebi Movimen tação Armaze nagem Separação Embala Consoli dação Expe dição!9produtos9lotando9os9corredores!9blocagem9excessiva9(grandes9profundidades)!9mix9inadequado!9local9de9reposição9não9está9acessível9pelo9corredor Sintomas'de'Armazéns' Mal'Gerenciados Recebi Movimen tação Armaze nagem Separação Embala Consoli dação Expe dição!9produto9não9está9disponível9para9separação!9local9de9reposição9não9está9acessível9pelo9corredor!9corredores9são9percorridos9mais9de9uma9vez9por9onda9de9separação!9entregas9na9área9de9separação9não9estão9de9acordo9com9a9capacidade Sintomas'de'Armazéns' Mal'Gerenciados Recebi Movimen tação Armaze nagem Separação Embala Consoli dação Expe dição 9Material9de9embalagem9/9e4quetagem9não9está9disponível 9Picos 9Produtos9mal9embalados9/9e4quetados Sintomas'de'Armazéns' Mal'Gerenciados Recebi Movimen tação Armaze nagem Separação Embala Consoli dação Expe dição 9Área9de9consolidação9lotada 9Atrasos9na9impressão9do9conheci9de9embarque9e9outros9docus 9Produtos9agrupados9de9forma9incorreta 9Embalagens9e9produtos9avariados Sintomas'de'Armazéns' Mal'Gerenciados

19 Sintomas'de'Armazéns' Mal'Gerenciados Recebi Movimen tação 9Atraso9na9expedição Armaze nagem Separação 9Veículos9aguardando9serem9carregados Embala Consoli dação Expe dição Eles de Custos nos Sistemas de Armazenagens 9Reclamações9de9clientes 9Mercadorias9carregadas9erradas Custos de Movimentação e Armazenagem Etapas do Custeio e da Precificação da UYlidades'(água,'energia'elétrica,'etc) Custos'de'Oportunidade Laudos'e'licenças Iden4ficar9os9itens9de9custo Aluguel Seguros'de'Equipas,' Mercadorias'e'Instalações Embalagens Impostos Calcular9os9itens9de9custo Agrupar9itens9de9custo9rela4vos9a Provisões'Diversas Despesas'AdministraYvas Manutenção'Predial Manutenção'de'Equipas MãoSdeSobra'Operacional'e'AdministraYva (salários'e'encargos) Aluguel'de'Equipas'de'Movimentação'e'Acessórios Alocar9os9custos9a9cada9produto Combusmveis'(GLP,'diesel,'gasolina,'óleo'lubrificante,'etc) Depreciação'de'Equipas'e'Instalações Juros'sobre'Estoque Despesas'associadas'a'SSMA Segurança'Patrimonial Determinar9forma9de9precificação

20 !9Tipo9de9carga9a9ser9movimentada!9Peso9da9carga9a9ser9movimentada!9Dimensão9da9carga9a9ser9movimentada!9Tamanho9dos9corredores9operacionais!9Distância9percorrida9pelo9equipa!9Quan4dade9de9turnos9em9operação!9Estrutura9de9estocagem9u4lizada!9Altura9da9estrutura9de9estocagem!9Tipo9e9qualidade9do9piso!9Outras9limitações9do9local9de9operação Critérios'de'Seleção Tipo'de'Equipa Critérios'de'Seleção Tipo'de'Equipa Expedição do'chão via'doca emp'elétrica'contra balançada'3'ou'4'rodas emp'combustão interna Paleteira'manual Paleteira'elétrica Operador'a'pé Paleteira'elétrica operador'sentado Paleteira'elétrica c/'plataforma'p/'operador Critérios'de'Seleção Tipo'de'Equipa Transporte Distâncias'curtas Distâncias'longas Paleteira'manual Paleteira'elétrica operador'a'pé Paleteira'elétrica operador'a'pé Paleteira'elétrica operador'a'pé'2'páletes Paleteira'elétrica operador'sentado Paleteira'elétrica c/'plataforma'p/'operador Distâncias'médias Critérios'de'Seleção Tipo'de'Equipa Estocagem Alturas'até'5300'mm Alturas'até'13000'mm Emp'elétrica'com operador'a'pé Emp'elétrica'c/' plataforma'p/'operador Emp'elétrica operador'sentado Emp'elétrica'contra balançada'3'ou'4'rodas Emp'combustão'interna Emp'elétrica'retráYl Alturas'até'11500'mm Emp'elétrica'trilateral Emp'elétrica'trilateral selecionadora'de'pedidos

21 Critérios'de'Seleção Tipo'de'Propulsão Critérios'de'Seleção Empilhadeira'Elétrica'x'Combustão VANTAGENS LIMITAÇÕES ÉLÉTRICAS 9Ausência9de9poluição9e9gases9tóxicos 9Operam9com9segurança9em9áreas9de risco9de9incêndio9e9explosão 9Baixo9nível9de9ruído 9Menor9custo9de9manutenção 9Proporciona9estocam9em9níveis9mais altos99 9Exigência9de9piso9plano9sem9 rugosidade COMBUSTÃO 99Trabalham9em9qualquer94po9de9piso 99Maior9velocidade 99Maior9capacidade9de9vencer9 rampas99 9Exigem9corredores9mais9largos 9Menores9alturas9de9elevação 9Maior9custo9de9manutenção 9Maior9índice9de9poluição Por'que'Locar'Empilhadeiras? Check4List'para'Empilhadeiras!9 Empresa9 não9 imobiliza9 capital9 em9 equipas9 ou9 peças9 para9 manutenção!9empresa9não9tem9custo9de9equipa9parado9na9ausência9de9serviço!9em9geral,9sempre9estão9disponíveis9empilhadeiras9de9qualidade,9novas!9o9serviço9de9manutenção9ou9troca9de9equipa9é9imediato!9possibilidade9de9cobertura9de9picos9de9sazonalidade!9gastos9são9previsíveis,9não9existem surpresas no9fluxo9de9caixa!9avaliação9do9horímetro,9medidores9de9temperatura9e9combustvel;!9buzina;!9folga9do9volante9da9direção;!9alavancas9de9elevação9e9inclinação;!9freios9de9mão9e9de9serviço;!9níveis9de9óleo;!9folgas9dos9pedais;!9estado9geral9do9mastro;!9garfo;!9correntes9do9mastro;!9níveis9de9bateria9e9água9do9radiador;!9estado9geral9dos9pneus;!9vazas9nos9cilindros9e9tubulações

Análise de Armazenagem na Cadeia de Suprimentos

Análise de Armazenagem na Cadeia de Suprimentos CADEIA DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA GLOBAL Análise de Armazenagem na Cadeia de Suprimentos Elementos de uma Gestão de Alta Performance em Recursos Humanos Processos Layout Operacional Instalações Físicas

Leia mais

Armazenagem e Movimentação de Materiais II

Armazenagem e Movimentação de Materiais II Tendências da armazenagem de materiais Embalagem: classificação, arranjos de embalagens em paletes, formação de carga paletizada, contêineres Controle e operação do armazém Equipamentos de movimentação

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM PICKING

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM PICKING DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM PICKING O QUE É PICKING? atividade responsável pela coleta do mix correto de produtos, em suas quantidades corretas da área de armazenagem para satisfazer as necessidades do

Leia mais

Armazenagem. Por que armazenar?

Armazenagem. Por que armazenar? Armazenagem Introdução Funções da armazenagem Atividades na armazenagem Objetivos do planejamento de operações de armazenagem Políticas da armazenagem Pilares da atividade de armazenamento Armazenagem

Leia mais

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns Ricardo A. Cassel FRANCIS, R.; McGINNIS, L.; WHITE, J. Facility Layout and Location: an analytical approach. New Jersey: Prentice Hall, 2ed., 1992. BANZATTO, E.; FONSECA, L.R.P.. São Paulo: IMAN, 2008

Leia mais

Automatizando a armazenagem. Armazenagem automatizada

Automatizando a armazenagem. Armazenagem automatizada Automatizando a armazenagem Armazenagem automatizada Com a verticalização da armazenagem a automatização tornou-se necessária também, pois os armazéns passaram a utilizar os espaços do piso ao teto. E

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço OBSERVAÇÃO IMPORTANTE CUSTOS LOGÍSTICOS Prof., Ph.D. CUSTO PREÇO : Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço Preço: Decisão de negócio - Quanto a empresa cobrará pelo serviço SÍNTESE

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL

LOGÍSTICA EMPRESARIAL LOGÍSTICA EMPRESARIAL FORNECEDORES Erros de compras são dispendiosos Canais de distribuição * Compra direta - Vendedores em tempo integral - Representantes dos fabricantes Compras em distribuidores Localização

Leia mais

3 Centro de Distribuição

3 Centro de Distribuição 3 Centro de Distribuição Uma questão básica do gerenciamento logístico é como estruturar sistemas de distribuição capazes de atender de forma econômica os mercados geograficamente distantes das fontes

Leia mais

3 CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO

3 CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO 3 CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO O capítulo 3 apresenta o conceito de distribuição física, com enfoque nos centros de distribuição. São incluídos os processos de distribuição Cross docking, Merge in Transit e

Leia mais

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável.

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável. WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA Eficiente. Flexível. Confiável. Automação SSI Schaefer: Pensamento Global Ação Local Liderança de mercado A SSI SCHAEFER é uma empresa mundialmente conhecida quando se trata

Leia mais

Sistemas de Armazenagem de Materiais

Sistemas de Armazenagem de Materiais Sistemas de Armazenagem de Materiais Características e conceitos para utilização de Sistemas de armazenagem de materiais Objetivos Destacar a importância dos equipamentos de armazenagem de materiais na

Leia mais

Logistica e Distribuição

Logistica e Distribuição Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição Armazenagem e Movimentação Primárias Apoio 1 2 A armazenagem corresponde a atividades de estocagem ordenada e a distribuição

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário - Armazenagem Estratégica - Automação na Armazenagem 2 Armazenagem -

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM Prof. Jean Cavaleiro Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM Introdução Vamos abordar aqui meios de armazenagem para melhor aproveitar o Pé direito, equipamentos que facilite movimentação em armazenagem

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM Redução do Custo Logístico de Transporte utilizando Centros de Distribuição Por: Monique Dutra Félix Orientador Prof. Jorge

Leia mais

LOGÍSTICA DE ARMAZENAGEM

LOGÍSTICA DE ARMAZENAGEM Os consumidores quando vão às prateleiras das lojas esperam encontrar os produtos que necessitam, não importando se os produtores estão a 10 ou 2.500 Km de distância. Este é o trabalho da logística: prover

Leia mais

Prof. Clesio Landini Jr. Unidade III PLANEJAMENTO E OPERAÇÃO POR CATEGORIA DE PRODUTO

Prof. Clesio Landini Jr. Unidade III PLANEJAMENTO E OPERAÇÃO POR CATEGORIA DE PRODUTO Prof. Clesio Landini Jr. Unidade III PLANEJAMENTO E OPERAÇÃO POR CATEGORIA DE PRODUTO Planejamento e operação por categoria de produto Nesta unidade veremos o Planejamento e Operação por Categoria de Produto

Leia mais

CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999)

CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999) CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999) INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. SERVIÇOS LOGÍSITICOS 3. O CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSITICO 3.1 DEFINIÇÃO 3.2 CARACTERIZAÇÃO DE OPERADOR LOGÍSTICO 4. DEFINIÇÕES

Leia mais

DEPÓSITOS, ARMAZÉNS E CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO

DEPÓSITOS, ARMAZÉNS E CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO DEPÓSITOS, ARMAZÉNS E CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO Aula 1 António Albano Baptista Moreira Aula 4 28/08/2013 OBJETIVOS Conceitos, princípios e fundamentos da armazenagem de materiais; Fundamentos da armazenagem.

Leia mais

Sistemas de abastecimento de pedidos

Sistemas de abastecimento de pedidos Sistemas de abastecimento de pedidos Sistemas de abastecimento de pedidos Intelligrated Densidade de separação A Intelligrated usa suas décadas de experiência e centenas de instalações para oferecer as

Leia mais

APLICAÇÃO DA TÉCNICA CROSS DOCKING NA LOGÍSTICA DE EXPEDIÇÃO EM BUSCA DA REDUÇÃO DE TEMPO DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

APLICAÇÃO DA TÉCNICA CROSS DOCKING NA LOGÍSTICA DE EXPEDIÇÃO EM BUSCA DA REDUÇÃO DE TEMPO DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS APLICAÇÃO DA TÉCNICA CROSS DOCKING NA LOGÍSTICA DE EXPEDIÇÃO EM BUSCA DA REDUÇÃO DE TEMPO DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS Tatiane Vaz Ferreira Daudte 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

GESTÃO DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA I AULA 05: LOGÍSTICA INTEGRADA E OUTRAS QUESTÕES TÓPICO 05: MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAS O manuseio de materiais representa atividade de maior custo logístico, além de consumir

Leia mais

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes ARMAZENAGEM E T.I. Pós-Graduação em Gestão Integrada da Logística Turma: GIL131M - 2013 Universidade São Judas Tadeu Prof.: Ms. Maurício Pimentel Disciplina: Tecnologia da Informação Aplicada a Logística

Leia mais

Equipamentos. Os equipamentos de armazém são parte integrante de um sistema planeado de armazenamento.

Equipamentos. Os equipamentos de armazém são parte integrante de um sistema planeado de armazenamento. Equipamentos Os equipamentos de armazém são parte integrante de um sistema planeado de armazenamento. Os Sistemas de armazenagem são conjuntos de equipamentos que servem para arrumar, de forma conveniente,

Leia mais

Logística. Prof: Fabio Fialho Bardauil. fabio@barralog.com.br. E-commerce Professional - Impacta + Buscapé

Logística. Prof: Fabio Fialho Bardauil. fabio@barralog.com.br. E-commerce Professional - Impacta + Buscapé Logística E-commerce Professional - Impacta + Buscapé Prof: Fabio Fialho Bardauil fabio@barralog.com.br Índice! Logís5ca no e- commerce alterna5vas de gerenciamento! Estoque para que serve? estoque dedicado

Leia mais

Armazenagem: Centros de Distribuição, Compras

Armazenagem: Centros de Distribuição, Compras Armazenagem: Centros de Distribuição, movimentação física e Compras Tipos de Armazenagem Depósitos Área destinada a guarda de pequenos produtos. Almoxarifados Na manufatura, é um depósito que armazena

Leia mais

Aula Nº13 - Armazenagem

Aula Nº13 - Armazenagem Aula Nº13 - Armazenagem Objetivos da aula: Você já conhece os diversos tipos de sistemas de manuseio: mecanizados, semi-automáticos e automáticos. Agora, é necessário estudarmos a armazenagem propriamente

Leia mais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais Movimentação e Armazenagem de Materiais APSP Análise do Projeto do Sistema Produtivo Aula 8 Por: Lucia Balsemão Furtado 1 Administração de Fluxos de Materiais Organização Modal A organização modal é um

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA Profa. Marinalva R. Barboza Distribuição física e armazenagem Objetivo: Atender o cliente, dispondo do produto no lugar certo, no tempo certo e na quantidade desejada. Esta

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário Armazenagem Estratégica Automação na Armazenagem 2 Armazenagem Área tradicional

Leia mais

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Pós-Graduação Latu-Sensu em Gestão Integrada da Logística Disciplina: TI aplicado à Logística Professor: Mauricio Pimentel Alunos: RA Guilherme Fargnolli

Leia mais

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu;

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Fazemos uma parceria total com o cliente, combinando redução de custos fixos e otimização de recursos

Leia mais

DESIGN INTELIGENTE PARA ARMAZENAGEM

DESIGN INTELIGENTE PARA ARMAZENAGEM DESIGN INTELIGENTE PARA ARMAZENAGEM A EMPRESA NOSSAS SOLUÇÕES PARA ARMAZENAGEM 25 DE AGOSTO DE 1969 Dar continuidade ao legado do pai, exímio ferreiro e artesão. Esse foi o sonho que impulsionou os irmãos

Leia mais

1. Conceitos básicos: Fornecer um maior Nível de Serviço. Ao menor custo logístico possível. Objetivo da Logística

1. Conceitos básicos: Fornecer um maior Nível de Serviço. Ao menor custo logístico possível. Objetivo da Logística CUSTOS LOGÍSTICOS O objetivo de apuração dos Custos Logísticos é o de estabelecer políticas que possibilitem às empresas, simultaneamente, uma redução nos custos e a melhoria do nível de serviço oferecido

Leia mais

GESTÃO DE CUSTOS LOGÍSTICO

GESTÃO DE CUSTOS LOGÍSTICO GESTÃO DE CUSTOS LOGÍSTICO CUSTOS LOGÍSTICOS O objetivo de apuração dos Custos Logísticos é o de estabelecer políticas que possibilitem às empresas, simultaneamente, uma redução nos custos e a melhoria

Leia mais

Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM. Uma abordagem multidisciplinar. Prof. Fernando Dal Zot

Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM. Uma abordagem multidisciplinar. Prof. Fernando Dal Zot Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM Uma abordagem multidisciplinar Prof. Fernando Dal Zot 1 Visão geral das atividades do Almoxarifado / Depósito / Armazém Início RECEBER

Leia mais

www.nsclogistica.com.br

www.nsclogistica.com.br www.nsclogistica.com.br A Missão, Visão Valores Infra-Estrutura Nossa Frota Soluções Gris A A NSC logística atua no segmento de logística de telecomunicações desde 1988, estrategicamente situada as margens

Leia mais

Os Custos de Armazenagem na Logística Moderna

Os Custos de Armazenagem na Logística Moderna Os Custos de Armazenagem na Logística Moderna Maurício Pimenta Lima Introdução Uma das principais características da logística moderna é sua crescente complexidade operacional. Aumento da variedade de

Leia mais

O FOMENTO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CRICIÚMA PELA LOGÍSTICA

O FOMENTO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CRICIÚMA PELA LOGÍSTICA O FOMENTO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CRICIÚMA PELA LOGÍSTICA Como obter mais resultados com menos despesas Thomas Burger - Arquiteto Burger Arquitetos Arquitetura e Gerenciamento de Projetos Porto Alegre

Leia mais

Separe pedidos em 10 passos

Separe pedidos em 10 passos Separe pedidos em 10 passos Confira diferentes métodos de trabalhar com pedidos que podem servir para diversos tipos de operação A de pedidos é um dos processos onde há mão de obra intensiva dentro de

Leia mais

Distribuição Urbana de Food Service. Francisco Moura, ABIAF

Distribuição Urbana de Food Service. Francisco Moura, ABIAF Distribuição Urbana de Food Service Francisco Moura, ABIAF Agenda O Mercado de Food Service e segmentos Como as cadeias de suprimentos estão organizadas EUA e Brasil O Operador Logístico de FS dificuldades,

Leia mais

Sistemas de Armazenagem e Movimentação

Sistemas de Armazenagem e Movimentação Sistemas de Armazenagem e Movimentação O que é a armazenagem? Gerenciar eficazmente o espaço tridimensional de um local adequado e seguro, colocando à disposição para guarda de mercadorias que serão movimentadas

Leia mais

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber:

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber: Distribuição Física Objetivo da aula: Apresentar e discutir o conceito e os componentes do sistema de distribuição física, dentro do processo logístico. O objetivo geral da distribuição física, como meta

Leia mais

05/09/2015. Módulo V Gerenciamento de Depósito. GERENCIAMENTO DE DEPÓSITO Funcionalidades e Características. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc.

05/09/2015. Módulo V Gerenciamento de Depósito. GERENCIAMENTO DE DEPÓSITO Funcionalidades e Características. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. Módulo V Gerenciamento de Depósito Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. GERENCIAMENTO DE DEPÓSITO Funcionalidades e Características A função logística da armazenagem A armazenagem está relacionada diretamente

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM Simone Delmondes Moreira Orientadora Professora Ms. Ana Cristina Guimarães Rio de Janeiro 2007 2 UNIVERSIDADE

Leia mais

Armazenagem, Controle. Aula 2. Contextualização. Equipamentos de Armazenagem. Principais Atribuições. Embalagens. Instrumentalização

Armazenagem, Controle. Aula 2. Contextualização. Equipamentos de Armazenagem. Principais Atribuições. Embalagens. Instrumentalização Armazenagem, Controle e Distribuição Aula 2 Contextualização Prof. Walmar Rodrigues da Silva Equipamentos de Armazenagem Simplicidade Barato Flexível Relação custo e benefício Principais Atribuições Peculiaridade

Leia mais

TÓPICOS ESPECIAIS ATUALIDADES EM LOGÍSTICA

TÓPICOS ESPECIAIS ATUALIDADES EM LOGÍSTICA TÓPICOS ESPECIAIS ATUALIDADES EM LOGÍSTICA ATUALIDADES EM LOGÍSTICA TÓPICOS ESPECIAIS Marcus Vinícius de Melo Pereira profmarcus1@hotmail.com Prof: Marcus Vinícius de Melo Pereira E-mail: profmarcus1@hotmail.com

Leia mais

Logística: o endereçamento como ferramenta fundamental na armazenagem e estocagem

Logística: o endereçamento como ferramenta fundamental na armazenagem e estocagem Logística: o endereçamento como ferramenta fundamental na armazenagem e estocagem Juliano Jacinto Luciano Heil Márcio Fernandes de Souza Sidnei Rodrigues RESUMO Este artigo apresenta a importância da logística

Leia mais

Unidade IV MOVIMENTAÇÃO E. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade IV MOVIMENTAÇÃO E. Prof. Jean Cavaleiro Unidade IV MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM Prof. Jean Cavaleiro Introdução Nessa unidade vamos discutir: Conceitos de contêineres; Tipos de contêineres; Operações com contêineres; Custos de armazenagem; TI

Leia mais

SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS

SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS SISTEMAS DE ORDER FULFILLMENT REAL TIME SOLUTIONS Sistemas de Order Fulfillment Real Time Solutions Atualmente, a operação de order fulfillment desempenha um papel primordial na cadeia de abastecimento

Leia mais

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO A melhor formação cientifica, prática e metodológica. 1 POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA Marketing Vendas Logística ANTES: foco no produto - quantidade de produtos sem qualidade

Leia mais

Sistemas de separação

Sistemas de separação Intelligrated Com mais de 100 anos de experiência em separação e milhares de instalações, a Intelligrated oferece sistemas de separação para operações de distribuição e abastecimento automatizados eficientes,

Leia mais

Centro de Gestão Técnica de Pernambuco Ltda.

Centro de Gestão Técnica de Pernambuco Ltda. Introdução Com o fim do ambiente inflacionário, as empresas evidenciaram a ineficiência de seus processos e perceberam imediatamente o reflexo pelos altos custos de produção e grandes desperdícios envolvidos

Leia mais

ANÁLISE DAS OPÇÕES DE ESTRUTURAS DE ARMAZENAGEM PARA UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE UMA EMPRESA DO SETOR ELETRÔNICO

ANÁLISE DAS OPÇÕES DE ESTRUTURAS DE ARMAZENAGEM PARA UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE UMA EMPRESA DO SETOR ELETRÔNICO ANÁLISE DAS OPÇÕES DE ESTRUTURAS DE ARMAZENAGEM PARA UM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE UMA EMPRESA DO SETOR ELETRÔNICO Maira Silva de Aguiar (UNIFEI) aguiarmaira@hotmail.com Renato da Silva Lima (UNIFEI) rslima74@gmail.com

Leia mais

UnB Universidade de Brasília. Administração de Recursos Materiais. Tema: Gestão de estoque. Alunos: - Beliza de Ávila.

UnB Universidade de Brasília. Administração de Recursos Materiais. Tema: Gestão de estoque. Alunos: - Beliza de Ávila. UnB Universidade de Brasília Administração de Recursos Materiais Tema: Gestão de estoque Alunos: - Beliza de Ávila - Felipe Jordán - Guilherme de Miranda - Jefferson Coelho O conceito de ocupação física

Leia mais

Verticalização dos Estoques

Verticalização dos Estoques Verticalização dos Estoques Considerações Iniciais A principal prioridade dos operadores é reduzir o tempo de ciclo dos pedidos e não economizar espaço. As soluções que permitem economizar espaço não permitem

Leia mais

Centros de Distribuição: armazenagem estratégica

Centros de Distribuição: armazenagem estratégica Centros de Distribuição: armazenagem estratégica Gisela Gonzaga Rodrigues (PUC-Rio) giselagonzaga@yahoo.com.br Nélio Domingues Pizzolato (PUC-Rio) ndp@ind.puc-rio.br Resumo Este trabalho pretende abordar

Leia mais

Considerações para o sucesso de um investimento em sistemas AS/RS

Considerações para o sucesso de um investimento em sistemas AS/RS Considerações para o sucesso de um investimento em sistemas AS/RS Escolha o melhor fornecedor de sistemas e tecnologia e ganhe flexibilidade, rendimento e eficiência operacional automação que traz resultados

Leia mais

Armazenagem, Controle e Distribuição. Aula 1. Contextualização. Importância da Área de Materiais. Estoque. Objetivos da Armazenagem

Armazenagem, Controle e Distribuição. Aula 1. Contextualização. Importância da Área de Materiais. Estoque. Objetivos da Armazenagem Armazenagem, Controle e Distribuição Aula 1 Contextualização Prof. Walmar Rodrigues da Silva Entrada Estoque Nível de estoque Importância da Área de Materiais Comércio: 70 a 85% do orçamento Saída Indústria:

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM WMS WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM/DEP M/DEPÓSITO WMS Software de gerenciamento de depósito que auxilia as empresas na busca de melhorias nos

Leia mais

Slides com o Tema Escolhido. GRUPO AZUL: Ana Clara Araújo Côrte Luana Salgado Diego Pereira Bruno Reis

Slides com o Tema Escolhido. GRUPO AZUL: Ana Clara Araújo Côrte Luana Salgado Diego Pereira Bruno Reis Slides com o Tema Escolhido GRUPO AZUL: Ana Clara Araújo Côrte Luana Salgado Diego Pereira Bruno Reis Planejamento da Administração da Armazenagem Missão da Armazenagem Viabilizar a melhor gestão possível

Leia mais

A OPERAÇÃO DE CROSS-DOCKING

A OPERAÇÃO DE CROSS-DOCKING A OPERAÇÃO DE CROSS-DOCKING Fábio Barroso Introdução O atual ambiente de negócios exige operações logísticas mais rápidas e de menor custo, capazes de suportar estratégias de marketing, gerenciar redes

Leia mais

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Gerenciamento Logístico Gerenciamento Logístico A missão do gerenciamento logístico é planejar

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

Por que escolher a Oplay Logística?

Por que escolher a Oplay Logística? Por que escolher a Oplay Logística? Porque a Oplay Logística tem soluções completas e inovadoras que a sua empresa precisa. Porque a Oplay Logística oferece serviços diferenciados desenhados de acordo

Leia mais

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.1, n.3, janeiro-junho/2013

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.1, n.3, janeiro-junho/2013 SISTEMA LOGÍSTICO EMPRESARIAL Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.1, n.3, janeiro-junho/2013 Creonice Silva de Moura Shirley Aparecida Fida Prof. Engº. Helder Boccaletti Fatec Tatuí

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS Unidades 07 Tipos de estocagem Sistema de estocagem Principais técnicas Equipamentos de estocagem 1 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS

Leia mais

Sistemas de Armazenagem de

Sistemas de Armazenagem de Sistemas de Armazenagem de Materiais Características e conceitos para utilização de Sistemas de armazenagem de materiais Objetivos Destacar a importância do lay-out out, dos equipamentos de armazenagem

Leia mais

Wyoming Liquor Division

Wyoming Liquor Division Wyoming Liquor Division O abastecimento por comando de voz permite que uma grande variedade de bebidas de primeira categoria chegue ao Estado dos Caubóis automação que traz resultados O abastecimento por

Leia mais

Elevador para Cabinas Elevador para Cabinas / Montacarga Elevador para Paletes Elevador Contínuo / Elevador para Pequenos Volumes

Elevador para Cabinas Elevador para Cabinas / Montacarga Elevador para Paletes Elevador Contínuo / Elevador para Pequenos Volumes Forma Construtiva dos Transelevadores Modo de Funcionamento dos Transelevadores Sistemas de Transferência Transelevadores para Armazém Autoportante Transelevadores para Armazém Autoportante Climatizado

Leia mais

Paletizadoras e despaletizadoras

Paletizadoras e despaletizadoras Paletizadoras e despaletizadoras Paletizadoras e despaletizadoras Intelligrated Com sua marca de equipamentos Alvey, a Intelligrated tem mais de 60 anos de experiência em soluções essenciais de paletização

Leia mais

Logística Reversa Uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais

Logística Reversa Uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais Logística Reversa Uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais Introdução Leonardo Lacerda Usualmente pensamos em logística como o gerenciamento do fluxo de materiais do seu ponto de

Leia mais

TATIANA PERIM FREITAS SANTOS MODELO DE PROGRAMAÇÃO MATEMÁTICA PARA O PROBLEMA DE BALANCEAMENTO DE LINHAS DE SEPARAÇÃO DE PEDIDOS

TATIANA PERIM FREITAS SANTOS MODELO DE PROGRAMAÇÃO MATEMÁTICA PARA O PROBLEMA DE BALANCEAMENTO DE LINHAS DE SEPARAÇÃO DE PEDIDOS TATIANA PERIM FREITAS SANTOS MODELO DE PROGRAMAÇÃO MATEMÁTICA PARA O PROBLEMA DE BALANCEAMENTO DE LINHAS DE SEPARAÇÃO DE PEDIDOS Trabalho de Formatura apresentado à Escola Politécnica da Universidade de

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE PICKING NA ARMAZENAGEM

ESTRATÉGIAS DE PICKING NA ARMAZENAGEM ESTRATÉGIAS DE PICKING NA ARMAZENAGEM O QUE É A ATIVIDADE DE PICKING E QUAL SUA IMPORTÂNCIA? Por Alex Medeiros, 1999 Para entendermos a atividade de picking (separação e preparação de pedidos) é importante

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS LOGÍSTICAS PARA OTIMIZAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM EM UM DEPÓSITO: ESTUDO DE CASO EM UMA DISTRIBUIDORA.

APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS LOGÍSTICAS PARA OTIMIZAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM EM UM DEPÓSITO: ESTUDO DE CASO EM UMA DISTRIBUIDORA. XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS LOGÍSTICAS PARA OTIMIZAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM EM UM DEPÓSITO: ESTUDO DE CASO EM UMA DISTRIBUIDORA. Franck

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SUPRIMENTOS GESTÃO

ADMINISTRAÇÃO DE SUPRIMENTOS GESTÃO GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS DEFINIÇÃO DE CADEIAS DE SUPRIMENTOS (SUPLLY CHAIN) São os processos que envolvem fornecedores-clientes e ligam empresas desde a fonte inicial de matéria-prima até o ponto

Leia mais

Soluções robóticas da Intelligrated

Soluções robóticas da Intelligrated Soluções robóticas Soluções robóticas da Intelligrated Setores atendidos: Alimentos A Intelligrated é uma integradora de robótica certificada com mais de 20 anos de experiência no fornecimento de soluções

Leia mais

Logística. E-commerce

Logística. E-commerce Logística E-commerce Eduardo Ramos de Carvalho Gestor de e-commerce em Projetos, Comercial e Operações. Formado em Comunicação, se especializou em e-commerce na ESPM e cursa MBA (Gestão Estratégica e economica

Leia mais

Unidade I MOVIMENTAÇÃO E. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade I MOVIMENTAÇÃO E. Prof. Jean Cavaleiro Unidade I MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM Prof. Jean Cavaleiro Armazenagem e a logística Qual é o papel da armazenagem na logística? Armazenagem e a logística Auxilia no atendimento à Missao da Logística. Qual

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE PARA A ÁREA DE EXPEDIÇÃO EM UMA EMPRESA DO RAMO AUTOMOTIVO

DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE PARA A ÁREA DE EXPEDIÇÃO EM UMA EMPRESA DO RAMO AUTOMOTIVO DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE PARA A ÁREA DE EXPEDIÇÃO EM UMA EMPRESA DO RAMO AUTOMOTIVO Paula de Moraes Rodrigues (UFSCar) pa_mrodrigues@hotmail.com Mauricio Bissi Pires (UFSCar) mauriciobissi@yahoo.com.br

Leia mais

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA Marinalva R. Barboza Definição do conceito de logística e evolução Logística tem origem no idioma francês Logistique se define de forma militar sendo uma parte estratégica

Leia mais

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem Nádia Veríssimo (EESC-USP) nadiaverissimo@hotmail.com Prof. Dr. Marcel Andreotti Musetti (EESC-USP) musetti@prod.eesc.sc.usp.br Resumo Este trabalho

Leia mais

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Tecnologia aplicada à Logística Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Logística Qual a primeira imagem que vem a sua mente quando ouve a palavra LOGÍSTICA? Logística De cada 10 pessoas, pelo menos

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL SATISFAÇÃO DO CLIENTE

LOGÍSTICA EMPRESARIAL SATISFAÇÃO DO CLIENTE LOGÍSTICA EMPRESARIAL SATISFAÇÃO DO CLIENTE (Logistics e Customer Service) 1 LOGÍSTICA EMPRESARIAL 1. LOGÍSTICA EMPRESARIAL 2. METODOLOGIA 5 S ; 3. ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS; 3.1 Supply Chain Management;

Leia mais

PRIVILEGIADO E CONFIDENCIAL - NÃO COPIAR

PRIVILEGIADO E CONFIDENCIAL - NÃO COPIAR BRASIL LOGÍSTICA MUNDO SOLUÇÕES PRIVILEGIADO E CONFIDENCIAL - NÃO COPIAR FedEx Movimenta 10,5 milhões de Pacotes (vol. médio diário) Via > 100.000 Veículos terrestres > 36.300 Drop boxes > 325.000 Colaboradores

Leia mais

Aula 1. Expedição e Distribuição Prof.Msc.Levi Pinto de Miranda Júnior

Aula 1. Expedição e Distribuição Prof.Msc.Levi Pinto de Miranda Júnior Aula 1 Expedição e Distribuição Prof.Msc.Levi Pinto de Miranda Júnior Distribuição Física No Mercado existem dois Visão interna de Movimentação de Produto Modelagem do Armazenamento de um produto WMS

Leia mais

Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos. Prof. Paulo Medeiros

Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos. Prof. Paulo Medeiros Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos Prof. Paulo Medeiros Medindo os custos e desempenho da logística Uma vez que o gerenciamento logístico é um conceito orientado

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem Tecnologia em Gestão Pública Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais Aula 9 Prof. Rafael Roesler Sumário Introdução Objetivo da armazenagem Arranjo

Leia mais

ATIVIDADE DE ARMAZENAGEM

ATIVIDADE DE ARMAZENAGEM ATIVIDADE DE ARMAZENAGEM Muitas das oportunidades de obtenção de maiores lucros encontram-se atualmente na esfera da administração de materiais, e este setor pode vir a oferecer economias significativas,

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS Ricardo A. Cassel A movimentação de materiais é uma atividade importante a ser ponderada quando se deseja iniciar o projeto de novas instalações. Existe uma forte relação entre

Leia mais

Kirkland s. Preparando-se para crescer, varejista especializada reforma o centro de distribuição ESTUDO DE CASO. www.intelligrated.

Kirkland s. Preparando-se para crescer, varejista especializada reforma o centro de distribuição ESTUDO DE CASO. www.intelligrated. Kirkland s Preparando-se para crescer, varejista especializada reforma o centro de distribuição automação que traz resultados Preparando-se para crescer, varejista especializada reforma o centro de distribuição

Leia mais

Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM

Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM 5 10 15 20 25 30 35 3 EMPILHAMENTO Unidade II Falamos na Unidade I sobre a capacidade estática, levando em consideração a armazenagem no piso, sem considerar a possibilidade de empilhamento. O empilhamento

Leia mais

ANÁLISE DOS SISTEMAS LOGÍSTICO E DE TRANSPORTE DO CORREDOR CENTRO-OESTE

ANÁLISE DOS SISTEMAS LOGÍSTICO E DE TRANSPORTE DO CORREDOR CENTRO-OESTE ANÁLISE DOS SISTEMAS LOGÍSTICO E DE TRANSPORTE DO CORREDOR CENTRO-OESTE Aluno: Stephan Beyruth Schwartz Orientador: Nélio Domingues Pizzolato 1. INTRODUÇÃO A estabilização da economia e a eliminação do

Leia mais

QUEM SOMOS? www.imagelh.com.br Rua José Bonifácio, 466 Vila Planalto. Campo Grande/MS CEP 79009-010 Fone/Fax: (67)3324-6500

QUEM SOMOS? www.imagelh.com.br Rua José Bonifácio, 466 Vila Planalto. Campo Grande/MS CEP 79009-010 Fone/Fax: (67)3324-6500 QUEM SOMOS? "A Image LH é uma empresa prestadora de serviços com mais de quinze anos no mercado atendendo instituições financeiras, com sede em Campo Grande MS e filial em Porto Alegre RS. Atua no ramo

Leia mais

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais.

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio ASSISTENTE DE LOGÍSTICA II.1 Gestão de Recursos e Materiais Função: Operação da Cadeia de materiais 1. Contextualizar a importância da Administração de materiais

Leia mais

3. Warehouse Management System (WMS)

3. Warehouse Management System (WMS) 3. Warehouse Management System (WMS) A necessidade de aprimorar as operações logísticas fez com que a empresa selecionada para o estudo de caso adotasse em seu Centro de Distribuição um sistema gerenciador

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo: Administração de Materiais Profª Neuza Aula Anterior: Cadastramento de Materiais CADASTRAMENTO DE MATERIAIS O QUE É??? O CADASTRAMENTO DE MATERIAIS

Leia mais