Equipamentos de Armazenagem Como especificar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Equipamentos de Armazenagem Como especificar"

Transcrição

1 Equipamentos de Armazenagem Como especificar C O N S U LT O R I A Experiência e Confiabilidade Este material foi desenvolvido pelo IMAM e licenciado para a ISMA para apresentação na Movimat 2010 e divulgação a Clientes, não sendo permitida a reprodução parcial ou total sem autorização do IMAM 1

2 2

3 IMAM Consultoria Projetos Realizados 3

4 Equipamentos de Armazenagem. Os disponíveis e os mais utilizados Critérios para Seleção. Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 4

5 Estruturas Porta-Paletes Convencionais L (corredor) H (altura) R (raio) Empilhadeiras Contrabalançadas Empilhadeiras Elétricas de Patola Empilhadeiras Trilaterais Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 5

6 Estrutura Porta Palete (verticalização, boa densidade e boa) Fonte: ISMA - Projeto: Atlas Copco 6

7 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 7

8 Estrutura Porta Palete com Transito Interno (verticalização, alta densidade, media seletividade e velocidade) Fonte: Manual de Logística Aplicações Práticas de Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 8

9 Estrutura Porta Palete com Transito Interno (verticalização, alta densidade, media seletividade e velocidade) Fonte: Catálogo ISMA 9

10 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 10

11 Estrutura Porta Palete Dinâmica (verticalização, alta densidade, media seletividade, bom para itens de alto giro) Fonte: Manual de Logística Aplicações Práticas de Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 11

12 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 12

13 Estrutura Porta Palete Deslizante (alta densidade, boa seletividade, baixa velocidade) Fonte: IMAM - Hannover Mess - CeMAT 13

14 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 14

15 Estanterias para Estocagem/Separação Dinâmica Flow Rack (baixa verticalização, boa seletividade e altavelocidade de separação) Fonte: IMAM - Hannover Mess - CeMAT 15

16 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 16

17 Estrutura Cantilever (verticalização, boa seletividade, boa para materiais longos) Fonte: ISMA - Projeto: Atlas Copco 17

18 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 18

19 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 19

20 Blocagem com ou sem Montantes (alta densidade - baixa seletividade) Fonte: Manual de Logística Aplicações Práticas de Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 20

21 Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 21

22 Estrutura Porta Palete Alto Verticalizada - Transelevador (alta densidade e seletividade) Estruturas Estação de picking Transportador Transelevador Fonte: Manual de Logística Aplicações Práticas de Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 22

23 , Divisórias e Estanterias Leves Fonte: Manual de Logística - Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 23

24 Mezaninos, Divisórias e Estanterias Leves (verticalização, boa seletividade, boa para materiais de pequeno porte e baixo giro) Fonte: ISMA - Projeto: Atlas Copco 24

25 Mezaninos para Aplicação Específica (verticalização com aproveitamnto da parte superior e inferior do mezanino) Fonte: ISMA - Projeto: Biblion 25

26 Critérios para Seleção e Avaliação Peso e dimensões dos produtos a armazenar Velocidade / giro necessário à operação Volume - quantidade total a estocar Densidade - quantidade de itens idênticos (SKU s) a estocar Seletividade/ Acessibilidade - necessidade de acesso direto Freqüência - quantidade de vezes que determinado item é acessado FIFO/FEFO - necessidade de controlar o critério de saída Velocidade - velocidade de ciclo (receber/estocar) Flexibilidade - Capacidade de adaptação aos critérios acima Custo total (estruturas + equipamentos de movimentação + construção) Posição palete Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 26

27 Quais Atividades Executar até Especificar os Equipamentos de Armazenagem Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 27

28 Visão Geral e Objetivos do Armazém Definir de maneira geral as finalidades do armazém (motivos geradores), ou seja, as condições de contorno que guiarão o projeto: O armazém no contexto logístico; Número de SKU s e condições de a armazenagem; Tipos de produtos a armazenar; Avaliar se necessitam condições especiais (temperatura, etc); Clientes externos e/ou internos que irá atender; Política de terceirização (principalmente em momentos de pico); Política de estoque e de nível de serviço: Cobertura / giro de estoque; Frequência / popularidade / fracionamento na separação; Elevado nível de serviço; Unitização: Entra unitizado (paletizado por exemplo), armazena e sai unitizado; Entra unitizado, armazena unitizado e sai fracionado; Alto ou baixo nível de fracionamento; Etc. Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 28

29 Levantamentos É uma das etapas mais importantes do projeto e para a qual muitas vezes não se dá a devida importância, e dividiremos em quatro grupos principais: Produtos: % Produtos acabados, retrabalhos, devoluções, etc; Características físicas dos produtos (peso, dimensão), embalagens, unitização, etc; Mix de produtos, atual e previsão de diversificação; L O G Í Quantidades (produtos acabados, A I C retrabalhos, devoluções, etc): Histórico T das entradas, saídas e saldos, acumulados no mês, considerando: código da SKU, descrição, S unidade de medida IDENTIFICAÇÃO e quantidade por unidade, capacidade da embalagem unitizadora e quantidade por unitizador, política E de CONTROLE estoques, etc; Número de recebimentos e de expedições (veículos, tipo, volumes, linhas de ped ido) por dia/mês; Previsões de crescimento para os próximos cinco anos e sazonalidade histórica e prevista; Política da Gestão de Materiais (índices e metas cobertura/ruptura); A embalagem integra a movimentação, armazenagem e o transporte P TRANSPORTE Roteiro (de todos os produtos conforme descrito MOVIMENTAÇÃO acima): R O EMBALAGEM Fluxo de materiais desde o recebimento até a expedição que será desenvolvido em diversos níveis: - Fluxos externos ao prédio principal/industrial no site (portaria, circulação, portas de recebimento e expedição, administração, refeitório, enfermaria, utilidades, etc); Localização dos estoques de produtos acabados; Informações para organizar as inter-relações não baseadas em fluxo de materiais, classificando por proximidade (desde absolutamente necessário, desprezível, até indesejável) e as razões correspondentes D ARMAZENAGEM U (contato T pessoal, barulho, compartilhamento de recursos, segurança, até contaminação cruzada); O Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 29

30 Produtos: Produtos acabados, retrabalhos, devoluções, etc; Levantamentos Características físicas dos produtos (peso, dimensão), embalagens, unitização, etc; Mix de produtos, atual e previsão de diversificação; % Quantidades (produtos acabados, retrabalhos, devoluções, etc): Histórico das entradas, saídas e saldos, acumulados no mês, considerando: código da SKU, descrição, unidade de medida e quantidade por unidade, capacidade da embalagem unitizadora e quantidade por unitizador, política de estoques, etc; Número de recebimentos e de expedições (veículos, tipo, volumes, linhas de pedido) por dia/mês; Previsões de crescimento para os próximos cinco anos e sazonalidade histórica e prevista; Política da Gestão de Materiais (índices e metas cobertura/ruptura); Roteiro (de todos os produtos conforme descrito acima): Fluxo de materiais desde o recebimento até a expedição que será desenvolvido em diversos níveis: - Fluxos externos ao prédio principal/industrial no site (portaria, circulação, portas de recebimento e expedição, administração, refeitório, enfermaria, utilidades, etc); Localização dos estoques de produtos acabados; Informações para organizar as inter-relações não baseadas em fluxo de materiais, classificando por proximidade (desde absolutamente necessário, desprezível, até indesejável) e as razões correspondentes (contato pessoal, barulho, compartilhamento de recursos, segurança, até contaminação cruzada); Sistemas / recursos atuais e previstos para os próximos cinco anos: Desenhos (preferencialmente em AutoCad): - Layout da situação atual com indicação e legenda dos setores, da área de apoio, administrativa, etc; Mapeamento do processo > > - Características físicas, pé direito, resistência do piso, portas/docas, iluminação/ventilação, segurança e emergência, hidrantes e extintores, etc; Fluxo de Materiais; - Planta do terreno, inclusive da área disponível onde será projetado o novo CD, contendo: localização dos diversos prédios, pátios, portarias, vias de acesso, áreas de serviço e de apoio; - Equipamentos de MAM (movimentação e armazenagem de materiais); Fluxo de Informações; e Pontos de Controle Sistemas de Gestão e tecnologia da informação (softwares e hardwares); - Situação da implementação e habilitação e treinamento dos usuários; - Softwares específicos para armazenagem (WMS) e transportes (TMS); Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 30

31 expedição, administração, refeitório, enfermaria, utilidades, etc); Localização dos estoques de produtos acabados; Levantamentos Informações para organizar as inter-relações não baseadas em fluxo de materiais, classificando por proximidade (desde absolutamente necessário, desprezível, até indesejável) e as razões correspondentes (contato pessoal, barulho, compartilhamento de recursos, segurança, até contaminação cruzada); Sistemas / recursos atuais e previstos para os próximos cinco anos: Desenhos (preferencialmente em AutoCad): - Layout da situação atual com indicação e legenda dos setores, da área de apoio, administrativa, etc; - Características físicas, pé direito, resistência do piso, portas/docas, iluminação/ventilação, segurança e emergência, hidrantes e extintores, etc; - Planta do terreno, inclusive da área disponível onde será projetado o novo CD, contendo: localização dos diversos prédios, pátios, portarias, vias de acesso, áreas de serviço e de apoio; - Equipamentos de MAM (movimentação e armazenagem de materiais); Sistemas de Gestão e tecnologia da informação (softwares e hardwares); - Situação da implementação e habilitação e treinamento dos usuários; - Softwares específicos para armazenagem (WMS) e transportes (TMS); Mão-de-obra direta e indireta utilizada na armazenagem de produtos acabados (organograma, cargos, quantidades, horários, turnos, etc); Indicadores de desempenho dos recursos (produtividade, aproveitamento, perdas, nível de serviço, etc); Custos operacionais ligados à armazenagem Restrições das instalações, equipamentos e sistemas atuais; Procedimentos operacionais. Tempos: Horário de trabalho, turnos, horas extras, banco de horas, etc; Tempos de deslocamento entre equipamentos e/ou áreas e/ou prédios; Carregamento/descarregamento: caminhões/dia, paletes/hora, horário de pico, etc; Tempos de espera dos caminhões: externo, portaria, pátio interno, doca, liberação/documentação e saída. Validação das Informações obtidas As informações obtidas devem ser apresentadas, revisadas e aprovadas antes da utilização. Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 31

32 Cálculo da necessidades Dimensionamento das áreas / setores operacionais: B A D Projeto Básico (Block Layout) E C Otimização da relação de áreas com base nos fluxos: F Templates dos Equipamentos Recebimento Devoluções B A C Elaborar e avaliar alternativas até a provação Estoque de Fundo Estoque de Fundo D E F Fracionamento Acumulação de Cargas Expedição Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 32

33 ESTACIONAMENTO PARA C AMINHÕES 18.00m2 PROJEÇÃO DA MA RQUIS E (MAD EIRAS) PROJEÇÃO DA MA RQUIS E ÁREA PARA (RETIRA ) RETIRA MONTAGEM TROCA OFICINA ESTACIO NAMENTO CARRINHOS JACTO SAN ITÁRIOS LANCHONETE RAMPA -0,8m 4,0m Elaborar Projeto Detalhado: Projeto Detalhado do Armazém PitS top Especificações Técnicas de Equipamentos: EN COMENDAS MATERIAIS BÁSIC OS 0,0m 0,0m 0,0m SALD O SACARIAS EXPEDIÇÃO (ESCRITÓRIOS,REFEITÓRIO,SAN ITÁRIOS) Aplicação: Estocagem com paletes Intertravamento entre módulos (I): Longarinas metálicas fixadas entre as colunas dos módulos e devem ficar no mínimo 50cm acima da parte superior do palete mais elevado. H L B B B B A (I) Guia de Encosto para Palete Protetor para base das colunas: Chapa metálica em forma de U, com altura mínima de 400mm, fixada no piso e revestido internamente com material para absorver os impactos - pode ser instalada ba base de cada coluna; Travessa de interligação entre as bases das colunas deve ser instalada no final de cada conjunto, nos corredores ou cruzamentos. REFEITÓRIO SAN ITÁRIOS ESTAC IONAMENTO P/FUNCIONÁRIOS m2 Vagas ÁREA PARA BIC IC LETA S PROJEÇÃO DA MA RQUIS E RECEBIMEN TO PISOS LOUÇAS ESQU ADRIAS PISOS LOUÇAS S A NITÁRIOS PROJEÇÃO DA MEZA NINO PROJEÇÃO DA MA RQUIS E VISTA DO MEZANIN O (ESQUA DRIAS) P Medidas em Metros: Tipo Quant. módulos L H P A B Quantidade de Níveis Paletes/ Nível Carga/ Nível (kg) , ,0 Observações: Notas: - Figura ilustrativa para referência; - Medidas em milímetros (mm) com tolerância de ±2,00mm; Características Técnicas: - Tratamento anti-oxidante e pintura em epóxi (pó); - Parafusos, pinos e travas de segurança, galvanizados; - Colunas perfiladas e sem emendas. Cor: - Colunas e reforços: cinza médio; - Longarinas frontais, guias de encosto e protetores: amarelo. 1 - Documento de Referência: Apresentar layout da operação; 2 - Dimensões do Palete: 1,000 mm (Largura) x 1,200 (Comprimento) x mm. (Altura) 3 - Para materiais de consumo humano e animal não é recomendado que o palete direto sobre o piso; 4 - O fornecedor deverá indicar o material utilizado, a espessura do material, as dimensões dos perfis e a flecha máxima admissível (em mm); 5 - Deverá ser apresentada uma amostra junto com a proposta. Elaborar alternativas; Avaliar; Aprovar a melhor alternativa. Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM Grupo: Veículos Industriais Produto: Empilhadeira Frontal a Contrapeso a Combustão Pág. 1 de 1 Aplicação: Elevação, movimentação e posicionamento de cargas unitizadas Características da carga/ embalagem/ unitizador/ armazenagem: Comprimento (C):...mm Largura (L):...mm Altura (H):...mm Para palete anexar o desenho com a disposição das longarinas: Indicar características de risco e fragilidade Características de Operação / Elevação: Capacidade Nominal...kg Capacidade Residual para máxima elevação do garfo...kg Comprimento do garfo:...mm Largura livre do corredor de operação...mm Centro de Carga (C. de Gravidade da carga até o encosto do garfo)... mm Dimensões Capacidade Nominal (kg) Características do Mastro Máxima elevação dos garfos:...mm Altura do mastro (abaixado e elevado):...mm e...mm Inclinação do garfo (para frente e para trás):...mm Estágios da(s) torre(s) de elevação: 1, 2 ou 3 Deslocador lateral do garfo: Não ou Sim...mm Encosto de carga Características Técnicas Pneus: pneumático ou maciço (escuro ou branco) Protetor do operador (teto, lateral, porta etc) Velocidade Carregada:...m/s ; Descarregada:...m/s Carga estática sobre eixo dianteiro (P1):...kg; traseiro (P2):...kg Tipo de combustível: GLP/GNP ou Gasolina ou Diesel Manutenção / Garantia Disponibilidade de peças de reposição Contrato de manutenção P2 máx P1 máx Acessórios Sonorizador de luz de marcha a ré Sensores: para controle de velocidade, bloqueio de peso e bloqueio de carga quando elevada Controle/indicadores de níveis (dos garfos) Cinto de Segurança e regulagem de altura e encosto do banco Farol traseiro Filtro de Escapamento (controladores de gazes) Grupo: Veículos Industriais Produto: Empilhadeira Elétrica com Mastro Retrátil Pág. 1 de 1 Aplicação: Elevação, movimentação e posicionamento de cargas unitizadas Características da carga/ embalagem/ unitizador/ armazenagem: Comprimento (C):...mm Largura (L):...mm Altura (H):...mm Peso: kg Para palete anexar o desenho com a disposição das longarinas: Indicar características de risco e fragilidade Características de Operação / Elevação da Empilhadeira: Capacidade Nominal...kg Capacidade Residual para máxima elevação do garfo...kg Comprimento do garfo:...mm Largura livre do corredor de operação...mm Centro de Carga (C. de Gravidade da carga até o encosto do garfo)... mm Características do Mastro Máxima elevação dos garfos:...mm Altura do mastro (abaixado e elevado):...mm e...mm Inclinação do garfo (para frente e para trás):...mm Estágios da(s) torre(s) de elevação: 1, 2 ou 3 Deslocador lateral do garfo: Não ou Sim...mm Encosto de carga Características Técnicas Operador sentado ou em pé Pneus maciços de poliuretano ou nylon (escuro ou claro) Roda traseira de tração: 1 ou 2 Protetor do operador (teto, lateral, porta, etc) Velocidade Carregada:...m/s ; Descarregada:...m/s Carga estática sobre eixo dianteiro (P1):...kg; traseiro (P2):...kg.. Motores: tração...kw / elevação...kw Bateria embarcada e 1 ou 2 adicionais Carregador de bateria Carrinhos ou talha para retirada de baterias Manutenção / Garantia Disponibilidade de peças de reposição Contrato de manutenção Acessórios Sonorizador de luz de marcha a ré Sensores: para controle de velocidade, bloqueio de peso e bloqueio de carga quando elevada Controle/indicadores de níveis (dos garfos) Cinto de Segurança e regulagem de altura e encosto do banco Farol traseiro Motor blindado Horímetro 33

34 Especificação de Estrutura Porta Paletes Aplicação: Estocagem com paletes Intertravamento entre módulos (I): Longarinas metálicas fixadas entre as colunas dos módulos e devem ficar no mínimo 50cm acima da parte superior do palete mais elevado. (I) L H B B B B A Guia de Encosto para Palete Protetor para base das colunas: Chapa metálica em forma de U, com altura mínima de 400mm, fixada no piso e revestido internamente com material para absorver os impactos - pode ser instalada ba base de cada coluna; Travessa de interligação entre as bases das colunas deve ser instalada no final de cada conjunto, nos corredores ou cruzamentos. P Notas: - Figura ilustrativa para referência; - Medidas em milímetros (mm) com tolerância de ±2,00mm; Características Técnicas: - Tratamento anti-oxidante e pintura em epóxi (pó); - Parafusos, pinos e travas de segurança, galvanizados; - Colunas perfiladas e sem emendas. Cor: - Colunas e reforços: cinza médio; - Longarinas frontais, guias de encosto e protetores: amarelo. Medidas em Metros: Tipo Quant. módulos L H P A B Quantidade de Níveis Paletes/ Nível Carga/ Nível (kg) , ,0 Observações: 1 - Documento de Referência: Apresentar layout da operação; 2 - Dimensões do Palete: 1,000 mm (Largura) x 1,200 (Comprimento) x mm. (Altura) 3 - Para materiais de consumo humano e animal não é recomendado que o palete direto sobre o piso; 4 - O fornecedor deverá indicar o material utilizado, a espessura do material, as dimensões dos perfis e a flecha máxima admissível (em mm); 5 - Deverá ser apresentada uma amostra junto com a proposta. Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 34

35 Detalhes de Fabricação dos Equipamentos de Armazenagem Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 35

36 Detalhes de Fabricação dos Equipamentos de Armazenagem Além das especificações técnicas que o usuário deve definir para a compra dos equipamentos, existem também detalhes construtivos (projeto e processo de fabricação) que devem ser levados em consideração no momento de equalizar as propostas corretamente (técnica e preço). Mesmo que muitas vezes o usuário não tenha conhecimentos suficientes para avaliar os detalhes construtivos, ele deve obter as informações junto ao fabricante e entender as diferenças, que muitas vezes são muito relevantes. Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 36

37 Conclusão SIM, é absolutamente importante a correta especificação dos equipamentos de armazenagem, porém as mesmas devem fazer parte de um projeto, para o qual foram executadas todas as atividades pertinentes, desde a definição dos objetivos e finalidades, até a especificação. Fonte: Treinamento sobre Equipamentos de Movimentação e Armazenagem - IMAM 37

38 Obrigado pela atenção! C O N S U LT O R I A Experiência e Confiabilidade Este material foi desenvolvido pelo IMAM e licenciado para a ISMA para apresentação na Movimat 2010 e divulgação a Clientes, não sendo permitida a reprodução parcial ou total sem autorização do IMAM 38

Sistemas de Armazenagem de Materiais

Sistemas de Armazenagem de Materiais Sistemas de Armazenagem de Materiais Características e conceitos para utilização de Sistemas de armazenagem de materiais Objetivos Destacar a importância dos equipamentos de armazenagem de materiais na

Leia mais

Armazenagem. Por que armazenar?

Armazenagem. Por que armazenar? Armazenagem Introdução Funções da armazenagem Atividades na armazenagem Objetivos do planejamento de operações de armazenagem Políticas da armazenagem Pilares da atividade de armazenamento Armazenagem

Leia mais

EMPILHADEIRAS A COMBUSTÃO

EMPILHADEIRAS A COMBUSTÃO EMPILHADEIRAS A COMBUSTÃO Uma empilhadeira é uma máquina industrial utilizada para levantar e carregar materiais, normalmente através de garfos de metal que são inseridos por debaixo da carga. Geralmente,

Leia mais

HELI. MOTOR COM POTÊNCIA PARA 5-10t CPCD50 CPCD60 CPCD70 CPCD80 CPCD100

HELI. MOTOR COM POTÊNCIA PARA 5-10t CPCD50 CPCD60 CPCD70 CPCD80 CPCD100 HELI MOTOR COM POTÊNCIA PARA 5-10t Painel de Instrumentos Digital Limpo e fácil de ler Leitura instantânea ao ligar Layout ergonômico CPCD50 CPCD60 CPCD70 CPCD80 CPCD100 Torre de ampla visão As empilhadeiras

Leia mais

A SUA EMPILHADEIRA NO TAMANHO IDEAL

A SUA EMPILHADEIRA NO TAMANHO IDEAL A SUA EMPILHADEIRA NO TAMANHO IDEAL 0325-folheto H50CT 26-11-11.pmd 1 NOVA HYSTER H50CT: EMPILHADEIRA CONTRABALANÇADA COM OPERADOR SENTADO A H50CT é nova em tudo, do seu projeto inovador às suas características

Leia mais

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Tópicos Abordados: 1. Porta Paletes Seletivo (convencional): 2. Drive-in / Drive-thru Objetivo: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL

LOGÍSTICA EMPRESARIAL LOGÍSTICA EMPRESARIAL FORNECEDORES Erros de compras são dispendiosos Canais de distribuição * Compra direta - Vendedores em tempo integral - Representantes dos fabricantes Compras em distribuidores Localização

Leia mais

HYSTER H1.8-50CT FABRICADAS NO BRASIL EMPILHADEIRAS NOS TAMANHOS E CAPACIDADES IDEAIS

HYSTER H1.8-50CT FABRICADAS NO BRASIL EMPILHADEIRAS NOS TAMANHOS E CAPACIDADES IDEAIS HYSTER H1.8-50CT FABRICADAS NO BRASIL EMPILHADEIRAS NOS TAMANHOS E CAPACIDADES IDEAIS NOVA HYSTER CT: EMPILHADEIRA CONTRABALANÇADA COM OPERADOR SENTADO A CT é nova em tudo, do seu projeto inovador às suas

Leia mais

MANUAL DE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM. Eng.º. Cláudio Sei Guerra

MANUAL DE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM. Eng.º. Cláudio Sei Guerra MANUAL DE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM Eng.º. Cláudio Sei Guerra FEVEREIRO - 2014 ÍNDICE 1. Prefácio... 03 2. Sistemas de Armazenagem de Materiais... 04 3. Estruturas de Armazenagem Porta-Pallets... 07 4. Porta-Pallets

Leia mais

Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM. Uma abordagem multidisciplinar. Prof. Fernando Dal Zot

Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM. Uma abordagem multidisciplinar. Prof. Fernando Dal Zot Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM Uma abordagem multidisciplinar Prof. Fernando Dal Zot 1 Visão geral das atividades do Almoxarifado / Depósito / Armazém Início RECEBER

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM Prof. Jean Cavaleiro Unidade II MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM Introdução Vamos abordar aqui meios de armazenagem para melhor aproveitar o Pé direito, equipamentos que facilite movimentação em armazenagem

Leia mais

A SOLUÇÃO SOB MEDIDA PARA SUA ARMAZENAGEM E ESTOCAGEM

A SOLUÇÃO SOB MEDIDA PARA SUA ARMAZENAGEM E ESTOCAGEM A SOLUÇÃO SOB MEDIDA PARA SUA ARMAZENAGEM E ESTOCAGEM A CESTARI PRODUTOS GALVANIZADOS produz equipamentos para todo processamento de produtos em geral que asseguram o melhor resultado para a indústria

Leia mais

LEVAMOS NO PEITO A MISSÃO DE DAR SEGURANÇA, QUALIDADE E PRATICIDADE À VOCÊ!

LEVAMOS NO PEITO A MISSÃO DE DAR SEGURANÇA, QUALIDADE E PRATICIDADE À VOCÊ! CATÁLOGO DE PRODUTOS LEVAMOS NO PEITO A MISSÃO DE DAR SEGURANÇA, QUALIDADE E PRATICIDADE À VOCÊ! A EMPRESA A SA é uma empresa com 15 anos de atuação no Brasil, nascida em Belo Horizonte, Minas Gerais,

Leia mais

HELI. EMPILHADEIRA ELÉTRICA PATOLADA TIPO COM OPERADOR ASSENTADO 1.6-2.0t. Cqd16s. Direção hidráulica

HELI. EMPILHADEIRA ELÉTRICA PATOLADA TIPO COM OPERADOR ASSENTADO 1.6-2.0t. Cqd16s. Direção hidráulica HELI EMPILHADEIRA ELÉTRICA PATOLADA TIPO COM OPERADOR ASSENTADO 1.6-2.0t Direção hidráulica elétrica EPS O sistema de direção hidráulica elétrica são aplicadas nas empilhadeira patoladas. Isto faz com

Leia mais

GP18-050LX. Fabricadas no Brasil. As empilhadeiras ideais para as mais variadas operações com carga de 1.800 até 2.500kg

GP18-050LX. Fabricadas no Brasil. As empilhadeiras ideais para as mais variadas operações com carga de 1.800 até 2.500kg GP18-050LX As empilhadeiras ideais para as mais variadas operações com carga de 1.800 até 2.500 Fabricadas no Brasil Empilhadeiras Contrabalançadas Nova família Yale LX contrabalançada com operador sentado

Leia mais

AVISO DE RESULTADO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 039/2015 - SAÚDE MENOR PREÇO POR ITEM

AVISO DE RESULTADO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 039/2015 - SAÚDE MENOR PREÇO POR ITEM AVISO DE RESULTADO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 039/25 - SAÚDE MENOR PREÇO POR ITEM A Pregoeira Pollyanna Allen Gomes de Jesus, designado pela Portaria nº 092/24 da Prefeitura Municipal de Goiânia / Secretaria

Leia mais

Verticalização dos Estoques

Verticalização dos Estoques Verticalização dos Estoques Considerações Iniciais A principal prioridade dos operadores é reduzir o tempo de ciclo dos pedidos e não economizar espaço. As soluções que permitem economizar espaço não permitem

Leia mais

SISTEMAS DE ARMAZENAGEM MANUAL PRÁTICO DE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM. Um pouco da história

SISTEMAS DE ARMAZENAGEM MANUAL PRÁTICO DE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM. Um pouco da história SISTEMAS DE ARMAZENAGEM MANUAL PRÁTICO DE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM Um pouco da história Podemos ficar surpresos ao saber que os primeiros armazéns foram construídos por volta de 1800 a.c., com José ao interpretar

Leia mais

Empilhadeiras pneumáticas a gasolina/glp com capacidade para 1,5-3,5 toneladas

Empilhadeiras pneumáticas a gasolina/glp com capacidade para 1,5-3,5 toneladas Empilhadeiras pneumáticas a gasolina/glp com capacidade para 1,5-3,5 toneladas A geração N de empilhadeiras pneumáticas da Mitsubishi é projetada para o bom desempenho, atendendo ao desafio de velocidades

Leia mais

Dimensionamento de espaço

Dimensionamento de espaço Dimensionamento de espaço Definindo os volumes de produtos e os tipos de produtos que serão tratados no projeto, teremos condições, a partir de agora, de dimensionar o tamanho do armazém, suas características

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem Tecnologia em Gestão Pública Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais Aula 9 Prof. Rafael Roesler Sumário Introdução Objetivo da armazenagem Arranjo

Leia mais

Armazenagem, Controle. Aula 2. Contextualização. Equipamentos de Armazenagem. Principais Atribuições. Embalagens. Instrumentalização

Armazenagem, Controle. Aula 2. Contextualização. Equipamentos de Armazenagem. Principais Atribuições. Embalagens. Instrumentalização Armazenagem, Controle e Distribuição Aula 2 Contextualização Prof. Walmar Rodrigues da Silva Equipamentos de Armazenagem Simplicidade Barato Flexível Relação custo e benefício Principais Atribuições Peculiaridade

Leia mais

(19) 3541-2000 - contato@dispelempilhadeiras.com.br www.dispelempilhadeiras.com.br

(19) 3541-2000 - contato@dispelempilhadeiras.com.br www.dispelempilhadeiras.com.br CE CERTIFICADO EMPILHADEIRAS A transmissão 2-3 T possui estrutura avançada tipo flutuante, a única na China. Estruturas flutuantes são projetadas para reduzir a transmissão das vibrações ao chassis em

Leia mais

Contextualização 01/03/2013. Movimentação de Materiais. Movimentação de Materiais. Movimentação de Materiais. Movimentação de Materiais

Contextualização 01/03/2013. Movimentação de Materiais. Movimentação de Materiais. Movimentação de Materiais. Movimentação de Materiais Contextualização A transformação da matéria-prima em produto acabado requer que pelo menos um dos três elementos básicos de produção (trabalhador, máquina e material) seja movimentado. Para a maioria dos

Leia mais

DESIGN INTELIGENTE PARA ARMAZENAGEM

DESIGN INTELIGENTE PARA ARMAZENAGEM DESIGN INTELIGENTE PARA ARMAZENAGEM A EMPRESA NOSSAS SOLUÇÕES PARA ARMAZENAGEM 25 DE AGOSTO DE 1969 Dar continuidade ao legado do pai, exímio ferreiro e artesão. Esse foi o sonho que impulsionou os irmãos

Leia mais

A Paletrans Equipamentos é uma empresa brasileira projetada e planejada para a eficiência competitiva.

A Paletrans Equipamentos é uma empresa brasileira projetada e planejada para a eficiência competitiva. A Paletrans A Paletrans Equipamentos é uma empresa brasileira projetada e planejada para a eficiência competitiva. Especializada em produtos e soluções para movimentação de materiais, com uma experiência

Leia mais

Plataforma Logística Multimodal Projeto Santa Maria - RS

Plataforma Logística Multimodal Projeto Santa Maria - RS Projeto Santa Maria - RS 2011 Fornecedor Fábrica Cliente Logística de Abastecimento sistema transporte etc Logística Interna PCP estoques etc Logística de Distribuição sistema transporte etc Logística

Leia mais

SISTEMAS DE ARMAZENAGEM

SISTEMAS DE ARMAZENAGEM SISTEMAS DE ARMAZENAGEM Engº. Cláudio Sei Guerra OUTUBRO - 2006 Revisado ÍNDICE 1. Prefácio... 03 2. Sistemas de Armazenagem de Materiais... 04 3. Estruturas de Armazenagem Porta-Pallets... 06 4. Porta-Pallets

Leia mais

O FOMENTO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CRICIÚMA PELA LOGÍSTICA

O FOMENTO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CRICIÚMA PELA LOGÍSTICA O FOMENTO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CRICIÚMA PELA LOGÍSTICA Como obter mais resultados com menos despesas Thomas Burger - Arquiteto Burger Arquitetos Arquitetura e Gerenciamento de Projetos Porto Alegre

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS Ricardo A. Cassel A movimentação de materiais é uma atividade importante a ser ponderada quando se deseja iniciar o projeto de novas instalações. Existe uma forte relação entre

Leia mais

Empilhadeira. Empilhadeira. O que é empilhadeira? Princípio de funcionamento 07/04/2008

Empilhadeira. Empilhadeira. O que é empilhadeira? Princípio de funcionamento 07/04/2008 Empilhadeira Empilhadeira Operador: Pessoa habilitada e treinada, com conhecimento técnico e funcional do equipamento. É o responsável direto pela segurança da operação, pessoas e demais bens interligados

Leia mais

LOGÍSTICA DE ARMAZENAGEM

LOGÍSTICA DE ARMAZENAGEM Os consumidores quando vão às prateleiras das lojas esperam encontrar os produtos que necessitam, não importando se os produtores estão a 10 ou 2.500 Km de distância. Este é o trabalho da logística: prover

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO ETIQUETAS SERVIÇOS. soluções definitivas

IDENTIFICAÇÃO ETIQUETAS SERVIÇOS. soluções definitivas IDENTIFICAÇÃO ETIQUETAS SERVIÇOS soluções definitivas paralogística Identificação Placas de Rua O início da sinalização e o endereçamento de um armazém começam pelas placas de rua. Elas devem ser instaladas

Leia mais

05/09/2015. Módulo V Gerenciamento de Depósito. GERENCIAMENTO DE DEPÓSITO Funcionalidades e Características. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc.

05/09/2015. Módulo V Gerenciamento de Depósito. GERENCIAMENTO DE DEPÓSITO Funcionalidades e Características. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. Módulo V Gerenciamento de Depósito Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. GERENCIAMENTO DE DEPÓSITO Funcionalidades e Características A função logística da armazenagem A armazenagem está relacionada diretamente

Leia mais

Empilhadeiras Elétricas. Capacidade 1.600-2.000 kg

Empilhadeiras Elétricas. Capacidade 1.600-2.000 kg Empilhadeiras Elétricas Capacidade 1.600-2.000 kg Completamente Capaz: A empilhadeira elétrica de 4 rodas FBC25N é conhecida por sua velocidade e capacidade de manobra, o que faz dela a opção ideal para

Leia mais

Linha de MOVIMENTAÇÃO

Linha de MOVIMENTAÇÃO Linha de MOVIMENTAÇÃO 2010 Empilhadeira Elétrica MEE 1.5 Ton MEE 2.0 Ton As Empilhadeiras Elétricas Menegotti são totalmente automatizadas, possuem controles de velocidade para deslocamento do equipamento

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

INTRALOGÍSTICA À UBV, EMPRESA LÍDER NA PRODUÇÃO DE VIDROS IMPRESSOS NO BRASIL.

INTRALOGÍSTICA À UBV, EMPRESA LÍDER NA PRODUÇÃO DE VIDROS IMPRESSOS NO BRASIL. DE INTRALOGÍSTICA À UBV, EMPRESA LÍDER NA PRODUÇÃO DE VIDROS IMPRESSOS NO BRASIL. C.B.MARRA e ELISEU Silva C.B.MARRA e ELISEU Sil va São Paulo, 26 de Junho de 2007. São Paulo, 26 de Junho de 2007. 1 CONSUMIDOR

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário - Armazenagem Estratégica - Automação na Armazenagem 2 Armazenagem -

Leia mais

Tire suas dúvidas sobre Sistemas de Armazenagem

Tire suas dúvidas sobre Sistemas de Armazenagem Tire suas dúvidas sobre Sistemas de Armazenagem Os chamados Sistemas de Armazenagem fazem parte de um grupo de acessórios e equipamentos bastante utilizados na indústria como uma maneira mais simplificada

Leia mais

Sistemas de Armazenagem de

Sistemas de Armazenagem de Sistemas de Armazenagem de Materiais Características e conceitos para utilização de Sistemas de armazenagem de materiais Objetivos Destacar a importância do lay-out out, dos equipamentos de armazenagem

Leia mais

DEPÓSITOS, ARMAZÉNS E CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO

DEPÓSITOS, ARMAZÉNS E CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO DEPÓSITOS, ARMAZÉNS E CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO Aula 1 António Albano Baptista Moreira Aula 4 28/08/2013 OBJETIVOS Conceitos, princípios e fundamentos da armazenagem de materiais; Fundamentos da armazenagem.

Leia mais

DIRETRIZES P/ O PLANEJAMENTO OU EXPANSÃO DAS INSTALAÇÕES 1 - Planeje o futuro layout com todos os detalhes. 2 - Projete as expansões em pelo menos

DIRETRIZES P/ O PLANEJAMENTO OU EXPANSÃO DAS INSTALAÇÕES 1 - Planeje o futuro layout com todos os detalhes. 2 - Projete as expansões em pelo menos CHECK SEU LAYOUT Com a quantidade a produzir, o planejamento do fluxo geral dos materiais, os métodos de trabalho planejados, mais o trabalho padrão especificado, nós podemos determinar e dimensionar os

Leia mais

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns Ricardo A. Cassel FRANCIS, R.; McGINNIS, L.; WHITE, J. Facility Layout and Location: an analytical approach. New Jersey: Prentice Hall, 2ed., 1992. BANZATTO, E.; FONSECA, L.R.P.. São Paulo: IMAN, 2008

Leia mais

estratégias operações

estratégias operações MERCADO FERRAMENTA NECESSIDADE O que é LOGÍSTICA? estratégias Fator de Diferenciação Competitiva Fator de Tomada de Decisão operações Busca pela Excelência na Gestão O que buscamos? EXCELÊNCIA LOGÍSTICA

Leia mais

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos.

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos. A Empresa A Duplikar é representante autorizado da marca Engecass, queremos apresentar uma solução caso tenha necessidades de aumentar suas vagas de garagem. A Engecass é uma indústria Brasileira, fabricante

Leia mais

EMPILHADEIRA DE PNEU INFLÁVEL MODELOS COM CAPACIDADE DE 1.500-3.500 KG A GLP, GASOLINA E DIESEL

EMPILHADEIRA DE PNEU INFLÁVEL MODELOS COM CAPACIDADE DE 1.500-3.500 KG A GLP, GASOLINA E DIESEL EMPILHADEIRA DE PNEU INFLÁVEL MODELOS COM CAPACIDADE DE 1.500-3.500 KG A GLP, GASOLINA E DIESEL SUA EMPILHADEIRA DE PNEU INFLÁVEL PREFERENCIAL O CONFORTO VEM COMO PADRÃO. ENTRE NA ESTAÇÃO DO OPERADOR DE

Leia mais

HELI. MOTOR COM POTÊNCIA PARA 2-3.5t CPC20/25/30/35 CPCD20/25/30/35 CPQ20/25/30/35 CPQD20/25/30/35

HELI. MOTOR COM POTÊNCIA PARA 2-3.5t CPC20/25/30/35 CPCD20/25/30/35 CPQ20/25/30/35 CPQD20/25/30/35 HELI MOTOR COM POTÊNCIA PARA 2-3.5t Painel de Instrumentos Digital Limpo e fácil de ler Leitura instantânea ao ligar Layout ergonômico CPC20/25/30/35 CPCD20/25/30/35 CPQ20/25/30/35 CPQD20/25/30/35 Torre

Leia mais

- Áreas auxiliares de Produção: estoques, movimentação, apoio de pessoal, utilidades, manutenção, etc. - Estudo do fluxo do processo

- Áreas auxiliares de Produção: estoques, movimentação, apoio de pessoal, utilidades, manutenção, etc. - Estudo do fluxo do processo - Áreas auxiliares de Produção: estoques, movimentação, apoio de pessoal, utilidades, manutenção, etc. - Estudo do fluxo do processo PRINCIPAIS ÁREAS P/ DIMENSIONAMENTO DA FÁBRICA 1. Centros de produção

Leia mais

92% DE COBERTuRA, EM ESTOQuE DE PEÇAS, PARA TODAS AS LINHAS QuE DISTRIBuI

92% DE COBERTuRA, EM ESTOQuE DE PEÇAS, PARA TODAS AS LINHAS QuE DISTRIBuI Conheça a Maxter Máquinas 2 Maxter é uma empresa especializada na distribuição de máquinas e Aimplementos para os setores da construção, mineração, indústria e agrícola, com produtos de alta qualidade

Leia mais

750,48. Shop 870,08 1.407,62 704,67 763,00. www.mecalux.com.br/shop

750,48. Shop 870,08 1.407,62 704,67 763,00. www.mecalux.com.br/shop Shop REF.: MC-219 750,48 REF.: MPP-15346 870,08 REF.: Nmc-1169 1.407,62 REF.: RGA-7700B 704,67 REF.: RGA-9078P 763,00 0800 770 6870 www.mecalux.com.br/shop Ligue agora e dentro de 12 dias úteis seu pedido

Leia mais

Elevador para Cabinas Elevador para Cabinas / Montacarga Elevador para Paletes Elevador Contínuo / Elevador para Pequenos Volumes

Elevador para Cabinas Elevador para Cabinas / Montacarga Elevador para Paletes Elevador Contínuo / Elevador para Pequenos Volumes Forma Construtiva dos Transelevadores Modo de Funcionamento dos Transelevadores Sistemas de Transferência Transelevadores para Armazém Autoportante Transelevadores para Armazém Autoportante Climatizado

Leia mais

GESTÃO DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA - ESTOQUES

GESTÃO DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA - ESTOQUES GESTÃO DE OPERAÇÕES E LOGÍSTICA - ESTOQUES T É C N I C O E M A D M I N I S T R A Ç Ã O P R O F. D I E G O B O L S I M A R T I N S 2015 ESTOQUES São acumulações de matérias-primas, suprimentos, componentes,

Leia mais

LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO E DISTRIBUIÇÃO - ESTUDO DE CASO PROF.ROBSON SELEME CASO 5: MARMITOU

LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO E DISTRIBUIÇÃO - ESTUDO DE CASO PROF.ROBSON SELEME CASO 5: MARMITOU CASO 5: MARMITOU A Marmitou fabrica e distribui uma gama de produtos de condimento: molhos de tomate, mostarda, condimentos, pimenta, maionese etc. Esses produtos são direcionados a clientes variando de

Leia mais

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Descrição O Miller SkyORB TM é um dispositivo de ancoragem portátil com braço giratório especialmente projetado para sistemas de elonamento, carregamento/

Leia mais

Automatizando a armazenagem. Armazenagem automatizada

Automatizando a armazenagem. Armazenagem automatizada Automatizando a armazenagem Armazenagem automatizada Com a verticalização da armazenagem a automatização tornou-se necessária também, pois os armazéns passaram a utilizar os espaços do piso ao teto. E

Leia mais

HELI. MOTOR COM POTÊNCIA PARA 4-5t CPC40 CPCD40/45/50 CPQD40/45/50

HELI. MOTOR COM POTÊNCIA PARA 4-5t CPC40 CPCD40/45/50 CPQD40/45/50 HELI MOTOR COM POTÊNCIA PARA 4-5t Painel de Instrumentos Digital Limpo e fácil de ler Leitura instantânea ao ligar Layout ergonômico CPC40 45/50 /45/50 Torre de ampla visão As empilhadeiras séries H2000

Leia mais

VERACITOR TM. Série GP-AK MAIOR PRODUTIVIDADE BAIXO CUSTO DE MANUTENÇÃO. Empilhadeiras com pneumáticos Capacidades: 1.500, 1.750 e 2.

VERACITOR TM. Série GP-AK MAIOR PRODUTIVIDADE BAIXO CUSTO DE MANUTENÇÃO. Empilhadeiras com pneumáticos Capacidades: 1.500, 1.750 e 2. VERACITOR TM Série GP-AK MAIOR PRODUTIVIDADE BAIXO CUSTO DE MANUTENÇÃO Empilhadeiras com pneumáticos Capacidades: 1.500, 1.750 e 2.000 Kg TM VERACITOR Série GP-AK: a melhor solução para o seu negócio A

Leia mais

www.endal.pt SISTEMAS GLOBAIS DE ARMAZENAGEM Sistemas Globais de Armazenagem Paletização Convencional

www.endal.pt SISTEMAS GLOBAIS DE ARMAZENAGEM Sistemas Globais de Armazenagem Paletização Convencional SISTEMAS GLOBAIS DE ARMAZENAGEM Sistemas Globais de Armazenagem Paletização Convencional Armazenagem Compacta Drive-ln Drive-Through Dinâmica por Gravidade Armazenagem Climatizada Picking Estantes Deslizantes

Leia mais

FICHA TÉCNICA CARROCERIA Hatchback em monobloco, 4 lugares, 2 portas AERODINÂMICA Coeficiente aerodinâmico. Cx 0,38

FICHA TÉCNICA CARROCERIA Hatchback em monobloco, 4 lugares, 2 portas AERODINÂMICA Coeficiente aerodinâmico. Cx 0,38 FICHA TÉCNICA CARROCERIA Hatchback em monobloco, 4 lugares, 2 portas AERODINÂMICA Coeficiente aerodinâmico Área frontal Cw x A MOTOR Cx 0,38 2.17 m2 0.82 m2 Dianteiro, transversal, 2.0 litros, 4 cilindros

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

DESENVOLVIMENTO DO PROJETO INTRODUÇÃO Grupo: DESENVOLVIMENTO DO PROJETO Empresa: Setor da empresa: Produtos: I.Objetivos e metas do projeto: a) quais as razões para a elaboração do projeto (aumento de demanda, segurança, novos equipamentos,

Leia mais

Pontos consumo de vapor (economia linhas alta pressão) Almoxarifado Administração Unidade recreativa (gases de combustão) Caldeira

Pontos consumo de vapor (economia linhas alta pressão) Almoxarifado Administração Unidade recreativa (gases de combustão) Caldeira Interligação das Unidades O estudo do arranjo físico das edi cações de uma indústria gera a Planta de Locação, relacionando as várias unidades de produção entre si e vinculandoas demais unidades auxiliares,

Leia mais

Plataformas para Manuseio de Estoques (Stock Pickers)

Plataformas para Manuseio de Estoques (Stock Pickers) Plataformas para Manuseio de Estoques (Stock Pickers) Plataformas para Manuseio de Estoques JLG Alcance um Nível Superior de Segurança e Produtividade com as Plataformas para Manuseio de Estoques JLG (Stock

Leia mais

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção.

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. MODELO: BYG AR 1533 Índice 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. 7. Diagrama elétrico. 8. Diagrama hidráulico. 9. Peças

Leia mais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais Movimentação e Armazenagem de Materiais APSP Análise do Projeto do Sistema Produtivo Aula 8 Por: Lucia Balsemão Furtado 1 Administração de Fluxos de Materiais Organização Modal A organização modal é um

Leia mais

Rev.1 18.01.2013. Racks Paletização KD

Rev.1 18.01.2013. Racks Paletização KD 18.01.2013 Racks Paletização KD O sistema de armazenagem KD de cargas médias e pesadas representa a melhor solução para armazéns em que é necessária uma correta armazenagem para produtos paletizados com

Leia mais

Empilhadeiras. Orientação: Fernando Gabriel Eguia Pereira Soares

Empilhadeiras. Orientação: Fernando Gabriel Eguia Pereira Soares Empilhadeiras Elaboração: Guido Alves Slavec RA: 200937 Antônio Carlos de Souza Leme RA: 200008 Allan Spagnolo Benites RA: 110050 Felipe Saturnino Tonheiro Carlos RA: 200407 Sandro Aparecido Pereira Faria

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. ESTRUTURA E BLINDAGEM DOS MODULOS 1.1 - Estruturas Laterais Externas Deverão ser confeccionadas em chapa de aço SAE1010 #18, com varias dobras formando colunas, sem quinas ou

Leia mais

Armazenagem e Movimentação de Materiais II

Armazenagem e Movimentação de Materiais II Tendências da armazenagem de materiais Embalagem: classificação, arranjos de embalagens em paletes, formação de carga paletizada, contêineres Controle e operação do armazém Equipamentos de movimentação

Leia mais

Soluções de armazenagem

Soluções de armazenagem Soluções de armazenagem Seja qual for o seu produto, temos a solução ideal para o armazenar 50 anos a oferecer soluções de armazenagem 3 Presença em mais de 70 países 3 11 centros de produção 3 4 centros

Leia mais

1 - MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

1 - MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS 1 - MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS Introdução Para que a matéria prima possa transformar-se ou ser beneficiada, pelo menos um dos três elementos básicos de produção, homem, máquina ou material, deve movimentar-se;

Leia mais

APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS LOGÍSTICAS PARA OTIMIZAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM EM UM DEPÓSITO: ESTUDO DE CASO EM UMA DISTRIBUIDORA.

APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS LOGÍSTICAS PARA OTIMIZAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM EM UM DEPÓSITO: ESTUDO DE CASO EM UMA DISTRIBUIDORA. XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS LOGÍSTICAS PARA OTIMIZAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE ESTOCAGEM E ARMAZENAGEM EM UM DEPÓSITO: ESTUDO DE CASO EM UMA DISTRIBUIDORA. Franck

Leia mais

Aula 8. Manuseio e Movimentação de Materiais

Aula 8. Manuseio e Movimentação de Materiais Aula 8 Manuseio e Movimentação de Materiais Prof. José Fernando Pereira Jr. Manuseio de Materiais e Equipamentos Fora de Estrada 2º Semestre - 2011 Sumário 4.6 Manuseio e Movimentação dos materiais 4.6.1

Leia mais

OS PAINÉIS DE CONTROLE E COMANDO DOS EQUIPAMENTOS ESTÃO INCLUSOS NO VALOR DA PROPOSTA

OS PAINÉIS DE CONTROLE E COMANDO DOS EQUIPAMENTOS ESTÃO INCLUSOS NO VALOR DA PROPOSTA Rio de Janeiro, 02 de dezembro de 2011. UNIDADE TRIAGEM E RECICLAGEM E INCLUSÃO SOCIAL E VALORIZAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS. 01. Proposta Simplificada PRODUTO QUANTIDADE VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL

Leia mais

CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS. Movimentação de Granéis

CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS. Movimentação de Granéis CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS Movimentação de Granéis Há mais de 88 anos garantindo os melhores resultados para nossos clientes. 03 A Companhia Experiência aliada à inovação. É isso que faz a Kepler Weber

Leia mais

RAMPAS NIVELADORAS E PONTES DE LIGAÇÃO

RAMPAS NIVELADORAS E PONTES DE LIGAÇÃO RAMPAS NIVELADORAS E PONTES DE LIGAÇÃO RAMPA NIVELADORA REFRAL / OPG ELECTROHIDÁULICA LÁBIO REBATÍVEL Rampa niveladora electrohidráulica REFRAL / OPG para uso intensivo. Fabricada em conformidade EN 1398.

Leia mais

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu;

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Fazemos uma parceria total com o cliente, combinando redução de custos fixos e otimização de recursos

Leia mais

ANEXO II CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ARQUIVOS DESLIZANTES

ANEXO II CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ARQUIVOS DESLIZANTES ANEXO II CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ARQUIVOS DESLIZANTES ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE ARQUIVOS DESLIZANTES DESTINADOS À EDIFICAÇÃO DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL RIO GRANDE DO SUL,

Leia mais

Mobiliário comercial e móveis em aço. Para organizar espaços e valorizar ambientes.

Mobiliário comercial e móveis em aço. Para organizar espaços e valorizar ambientes. Eletrovale Metalúrgica A Eletrovale está localizada em Sapucaia do Sul, na região Metropolitana de Porto Alegre. Fabricante de materiais elétricos como postes de aço para entrada de energia, caixas para

Leia mais

PortaBag Rack metálico desenvolvido para acondicionar big bags.

PortaBag Rack metálico desenvolvido para acondicionar big bags. R A C K M E T Á L I C O * Pallet vendido separadamente. MPA - Módulo Padrão de Armazenagem Rack auto-empilhável, desmontável, construído em chapa de aço dobrada e soldada. Produto: O MPA tem como principal

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2011

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2011 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2011 A QUALIDADE DA OFERTA DO NOVO ESTOQUE DE CONDOMÍNIOS LOGÍSTICOS COM FOCO NA DEMANDA E NO CENÁRIO ECONÔMICO ATUAL Pedro Poletto,

Leia mais

SOLUÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO

SOLUÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO SOLUÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO Presto A Presto é uma marca especializada em soluções para facilitar o trabalho. Diferencia-se pela sua capacidade de inovação e criatividade, aliada a constantes investimentos

Leia mais

ÍNDICE. Carros Armazém e Bebidas 90. Carros Plataforma 92. Carros de Uso Específico 94. Rodas e Ferragens 97. Rodízios 100

ÍNDICE. Carros Armazém e Bebidas 90. Carros Plataforma 92. Carros de Uso Específico 94. Rodas e Ferragens 97. Rodízios 100 Buscando atender às demandas de intralogística, a inha Movimento viabiliza o transporte de vários tipos de cargas para os mais diversos segmentos, através de uma ampla gama de modelos. 86 www.marcon.ind.br

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE PARA A ÁREA DE EXPEDIÇÃO EM UMA EMPRESA DO RAMO AUTOMOTIVO

DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE PARA A ÁREA DE EXPEDIÇÃO EM UMA EMPRESA DO RAMO AUTOMOTIVO DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE PARA A ÁREA DE EXPEDIÇÃO EM UMA EMPRESA DO RAMO AUTOMOTIVO Paula de Moraes Rodrigues (UFSCar) pa_mrodrigues@hotmail.com Mauricio Bissi Pires (UFSCar) mauriciobissi@yahoo.com.br

Leia mais

Treinamento Básico de segurança para Operadores de Empilhadeira.

Treinamento Básico de segurança para Operadores de Empilhadeira. Treinamento Básico de segurança para Operadores de Empilhadeira. 1 OBJETIVO: Definir requisitos mínimos para: Operação; Inspeção; Qualificação do operador. 2 INTRODUÇÃO GENERALIDADES Existem basicamente

Leia mais

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos Paredes internas Estrutura leve GESSO ACARTONADO Fixado em perfis de chapa de aço galvanizado (esqueleto de guias e montantes) Parede: chapas de gesso em uma ou mais camadas Superfície pronta para o acabamento

Leia mais

Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série B

Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série B Manual de Instruções Transportadores Moveflex Série B Versão: 4.0 Data:01/2015 Ind. e Com. Eletro Eletronica Gehaka Ltda. CNPJ: 13005553/0001-23 Av. Duquesa de Goiás, 235 - Real Parque 05686-900 - São

Leia mais

EMPILHADEIRAS DE CARGA GERAL

EMPILHADEIRAS DE CARGA GERAL EMPILHADEIRAS EMPILHADEIRAS DE CARGA GERAL ROBUSTAS E ECONÔMICAS FLEXIBILIDADE EM MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS TEREX FORKLIFT TRUCKS As empilhadeiras da Terex compõem a abrangente linha de empilhadeiras da Terex

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 24/2011

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 24/2011 Instrução Técnica nº 24/2011 - Sistema de chuveiros automáticos para áreas de depósito 519 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros

Leia mais

EMPILHADEIRA COM PNEU INFLÁVEL

EMPILHADEIRA COM PNEU INFLÁVEL EMPILHADEIRA COM PNEU INFLÁVEL MODELOS COM PNEUS INFLÁVEIS DIESEL LP COM CAPACIDADE DE 10.000 A 15.000 KG POTÊNCIA E DESEMPENHO PARA TRANSPORTES LONGOS. DESEMPENHO ESPERADO. MOTOR TURBO POTENTE PARA MÁXIMA

Leia mais

LUCIANO JOSÉ PELOGIA FREZATTI

LUCIANO JOSÉ PELOGIA FREZATTI LUCIANO JOSÉ PELOGIA FREZATTI LEVANTAMENTO E TRANSPORTE DE CARGAS Posição vertical: Dotar o posto de trabalho com regulagem de altura; Suporte para peças; Considerar dados antropométricos, na dúvida colocar

Leia mais

Logistica e Distribuição

Logistica e Distribuição Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição Armazenagem e Movimentação Primárias Apoio 1 2 A armazenagem corresponde a atividades de estocagem ordenada e a distribuição

Leia mais

Baú Lonado (Sider) Características do Produto. Chassi

Baú Lonado (Sider) Características do Produto. Chassi Baú Lonado (Sider) Cortinas laterais em malha de PVC; Trilhos para abertura total das laterias; Agilidade na carga e decarga lateral; Características do Produto Chassi Constituído de longarinas tipo I,

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE SISTEMAS DE ARMAZENAGEM Simone Delmondes Moreira Orientadora Professora Ms. Ana Cristina Guimarães Rio de Janeiro 2007 2 UNIVERSIDADE

Leia mais

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte.

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. GERENCIAMENTO DO TRANSPORTE Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. Trade-off CUSTO x NÍVEL DE SERVIÇO FORMAÇÃO DO PREÇO FINAL Para elaboração de uma estratégia

Leia mais

Um tipo de empilhadeira para tudo!

Um tipo de empilhadeira para tudo! Um tipo de para tudo! s articuladas têm três fabricantes no reino unido e por lá são amplamente utilizadas A contrabalança da convencional de qua tro rodas é o tipo mais usado no mundo todo, pois seu projeto

Leia mais

Unidade I MOVIMENTAÇÃO E. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade I MOVIMENTAÇÃO E. Prof. Jean Cavaleiro Unidade I MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM Prof. Jean Cavaleiro Armazenagem e a logística Qual é o papel da armazenagem na logística? Armazenagem e a logística Auxilia no atendimento à Missao da Logística. Qual

Leia mais

PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG

PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG SL 733 GRANDE POTÊNCIA, ALTO DESEMPENHO A carregadeira sobre rodas Hyundai Shandong entrega máxima potência todo o tempo, representando um ganho substancial

Leia mais

Acessórios para empilhadeiras

Acessórios para empilhadeiras Índice: Acessórios para empilhadeiras - MSI-Forks & ATIB - Cotando acessórios - Modelos de equipamentos - Kit hidráulico e opcionais - Garantia e suporte local MSI-Forks & ATIB A MSI-Forks oferece ao mercado

Leia mais