Desafio mundial. Paralelamente a questões

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desafio mundial. Paralelamente a questões"

Transcrição

1 KPMG Business Magazine 31 Getty Images/Alexander Bryljaev Muitas tendências apontadas pelo estudo já são evidentes, e a lentidão na busca de soluções para mitigá-las trará sérias consequências para a população mundial Desafio mundial Relatório aponta as megatendências no mundo em 2030 e as ações necessárias para a diminuição dos impactos futuros 32 Paralelamente a questões políticas e econômicas que demandam ações de curto prazo do poder público, uma série de desafios sociais e ambientais tem indicado a necessidade de uma visão de futuro mais estratégica por parte dos governos. É o que demonstra o relatório O Estado Futuro 2030: As megatendências globais que moldam os governos, desenvolvido pela KPMG International, em parceria com o Centro Mowat na Escola de Políticas Públicas e Governança da Universidade de Toronto, Canadá. O estudo mostra as tendências mundiais que terão impacto mais significativo nos próximos anos: perfil demográfico, ascensão do indivíduo, inclusão tecnológica, interligação econômica, dívida pública, mudanças no poder econômico das nações, mudanças climáticas, pressão sobre recursos e urbanização. De acordo com o relatório, são esses temas que deverão receber maior atenção dos governos para assegurar a prosperidade econômica, a segurança, a coesão social e a sustentabilidade ambiental no futuro. Os governos precisam refletir, planejar e agir de forma diferente. Em certos casos, eles devem fazer isso de forma drástica se quiserem estar preparados para as megatendências globais que estão gerando uma tensão cada vez maior sobre o uso dos recursos e da capacidade econômica mundial, afirma Mauricio Endo, sócio da KPMG no Brasil e líder para o setor de Governo e Infraestrutura. Segundo o estudo, as megatendências não afetarão todos os países na mesma proporção, visto que cada local tem suas características próprias, mas todos os temas estão interligados. Portanto, o documento sugere que os governos terão de considerar e avaliar o impacto de cada tendência tanto isoladamente como em cooperação na esfera internacional. Países do BRICS, como o Brasil, estão no foco central da megatendência de mudanças no poder econômico das nações. Por isso, dentre outras ações, é importante rever a forma de gerir o investimento estrangeiro direto de seus ativos nacionais, implementar estratégias para atrair o investimento estrangeiro e ampliar a participação em acordos internacionais de comércio, exemplifica Endo. Ele também ressalta que muitas dessas megatendências já são realidade no Brasil, como a mudança demográfica, a ascensão das classes sociais e a urbanização. Hoje enfrentamos, por exemplo, o problema de trânsito caótico nas grandes cidades do país. Os governos precisam, portanto, se preocupar com transportes, vias públicas, ou seja, enfrentar os desafios que a crescente urbanização traz para a infraestrutura das cidades.

2 Mais que apresentar uma perspectiva negativa para os próximos anos, o relatório aponta para a necessidade de planejamento do poder público, com uma reavaliação minuciosa de suas competências, da capacidade de gestão, da avaliação de risco e de habilidades para realizar mudanças efetivas. Outro aspecto positivo de destaque no texto é que as estratégias apropriadas para o sucesso futuro deverão promover a mudança de comportamento nos cidadãos, especialmente com relação à tomada de medidas proativas para mitigar o alcance dos piores impactos. Tamanha interconectividade poderá beneficiar os governos em razão do intercâmbio de informações e dados disponíveis em todo o mundo. Conforme o relatório, este crescimento em capital de conhecimento, juntamente com os avanços da tecnologia que permitem sua rápida disseminação, tem potencial para criar mudanças imprevisíveis em áreas como medicina, engenharia, transporte e agricultura. Além do mais, essas mudanças tendem a ocorrer em um ritmo mais rápido do que as mudanças das últimas décadas. Os governos, KPMG Business Magazine 31 portanto, precisam ser igualmente preparados para aproveitar essas oportunidades, e não se concentrar apenas na gestão do risco. Mais detalhes sobre cada megatendência e uma revisão estratégica da KPMG em relação à política, às mudanças regulatórias e aos programas que os governos precisarão analisar para implementar um plano eficiente de gestão a longo prazo podem ser conferidos em kpmg.com/br. Megatendências globais Perfil demográfico A maior expectativa de vida e as altas taxas de natalidade aumentarão a proporção de idosos em todo o mundo, desafiando os sistemas de assistência social principalmente com relação à manutenção de modelos eficientes de atendimento à saúde. Em 2030, o número de idosos com mais de 65 anos de idade vai chegar a 1 bilhão, causando preocupações com a capacidade da produtividade global do mercado de trabalho e dos sistemas fiscais existentes para suportar as pressões do envelhecimento. Por outro lado, muitos países em desenvolvimento experimentarão uma explosão demográfica, e algumas regiões enfrentarão o desafio de integrar populações mais jovens em mercados de trabalho saturados. Hoje 8% da população tem mais de 65 anos de idade 1 milhão de jovens na Índia estarão aptos a entrar no mercado de trabalho a cada mês nos próximos 20 anos bilhão 13% da população terá mais de 65 anos de idade, atingindo a marca de 1 bilhão de idosos 90% da população jovem mundial reside em países em desenvolvimento Globalmente, jovens de 15 a 24 anos compõem 40% do total da população desempregada Um mundo em envelhecimento Sistemas públicos de pensões sob pressão Aumento com despesas de saúde Inchaço da população jovem 33

3 KPMG Business Magazine 31 Ascensão do indivíduo Os avanços tecnológicos e de educação têm ajudado a capacitar indivíduos como nunca antes. Essas mudanças devem continuar e inauguram uma nova era da história da humanidade. Em 2022, por exemplo, mais pessoas pertencerão à classe média do que à baixa. Hoje, a taxa de alfabetização de mulheres é de 84%, milhões de indivíduos estão saindo da linha da pobreza, e as plataformas de internet permitem a qualquer um se conectar. 60% da população mundial pertencerá à classe média, contra 27% em % % Em % da classe média global residirá em regiões em desenvolvimento, contra 58% em % % Tais fatores possibilitam maior acesso a informações e, por consequência, demandam dos governos mais transparência na tomada de decisões. O crescente empoderamento individual apresentará inúmeros desafios para as estruturas e os processos do governo, mas, se aproveitado, poderia desencadear desenvolvimento econômico e avanço social significativos. Embora a desigualdade na educação e na saúde estejam em declínio, as diferenças de renda aumentaram 71% nas nações onde a desigualdade é crescente 75% da população mundial tem acesso a um telefone celular Em alguns países, mais pessoas têm acesso a um telefone celular do que a uma conta bancária, energia elétrica ou água potável Ainda assim, as preocupações em torno de empregos estáveis, qualidade e custos de educação e de acesso, além de sistemas de saúde eficientes, permanecerão. A desigualdade social continuará ameaçando as gestões públicas, o que exige um monitoramento cuidadoso. Metade da população mundial terá acesso à internet em 2030, contra 34% em 2012 As mídias sociais têm acelerado revoltas recentes no mundo em desenvolvimento, desempenhando um papel em três dinâmicas principais Organização de protestos % % Formação de opiniões Pressões em comunidades internacionais Aumento de renda e de expectativas Crescimento da desigualdade em países com potencial para maior agitação social Maior acesso à educação Populações cada vez mais conectadas Disseminação mais rápida de informações por meio de mídias sociais e mobilização instantânea para o desenvolvimento de ações em grupo 34 Getty Images/Alexander Bryljaev

4 Inclusão tecnológica A tecnologia de informação e comunicação transformou a sociedade nos últimos 30 anos, tendo sido importante instrumento para o aumento de pesquisas e desenvolvimento de muitos outros campos, como a ciência aplicada, a engenharia, o transporte e a saúde. Usuários de internet no mundo KPMG Business Magazine 31 O volume exponencial de comunicação e velocidade de acesso provocam inúmeros efeitos. Podem gerar oportunidades de mercado e desafiar as instituições existentes. Não há indícios de que essa tendência, ao contrário de outras, será mais expressiva em determinadas regiões. Se, por um lado, os países desenvolvidos têm mais acesso a essas tecnologias no momento, por outro, muitas inovações tecnológicas poderão proporcionar inúmeras oportunidades para os países em desenvolvimento ,4 milhões bilhões em 2000 em % Os negócios de aplicativos devem atingir valor global de US$ 151 bi em 2017 dos dados digitais no mundo foram criados nos últimos dois anos A Hon Hai/Foxconn, maior fabricante de eletrônicos chinesa, planeja lançar 1 milhão de robôs em seus processos de fabricação em apenas três anos =1 milhão A sobrevivência é menos garantida em um mundo tecnologicamente habilitado, criando grandes desafios para os governos nas áreas de economia e emprego US$ 300 bi US$ 1 tri As perdas globais com ataques cibernéticos devem saltar de US$ 300 bi para US$ 1 tri Transformação de comunicação Big data Diminuição da fronteira entre o que é considerado público e o que é privado Aumento dos esforços de segurança e policiamento no combate aos crimes cibernéticos Novos modelos de serviço social Novo futuro para a industrialização Transformações em transporte 35

5 KPMG Business Magazine 31 Interligação econômica A economia global será caracterizada por um aumento contínuo nos níveis de comércio internacional e de fluxos de capital. Para os governos, a interligação econômica traz um potencial significativo e um importante impulso na direção do livre comércio global, podendo tirar da pobreza 650 milhões de pessoas entre 10 e 20 anos. Mas há cada vez mais desafios em virtude dessa interdependência econômica, com riscos que atravessam as fronteiras nacionais. Tais riscos não apenas se movem rapidamente como também desafiam o âmbito da regulamentação nacional, exigindo cooperação internacional. A participação do PIB no comércio global aumentou de 40% em 1980 para 63% em % % 2011 O comércio global deverá crescer anualmente em torno de até 2030 A participação da Ásia nas exportações mundiais deve atingir 39% até 2030 (quase o dobro da parcela atual) Aumento do comércio e de investimentos Relações comerciais e de investimento cada vez mais complexas Queda de barreiras ao comércio Maiores riscos econômico-financeiros em função de problemas internacionais 1x 2x 3x Os estoques mundiais de investimento estrangeiro direto 4x quintuplicaram em relação ao PIB, de cerca de 6% para 30% entre 1980 e % dos acordos comerciais recíprocos atualmente em vigor foram introduzidos a partir de x Dívida pública Esse é um fator que deve restringir as opções de política fiscal para além de A habilidade dos governos de controlar a dívida e encontrar novos caminhos para a prestação de serviços afetará sua capacidade de responder aos desafios ambientais, sociais e econômicos. Como a pesquisa da KPMG International tem mostrado, ao contrário da crença generalizada, os problemas de hoje não emergem simplesmente da crise financeira mundial. A maioria das economias já tinha acumulado dívidas consideráveis antes de 2008, pois vinham aumentando seus déficits orçamentários nos cinco anos anteriores à crise. Essa situação causou um retrocesso, tornando o caminho da prosperidade muito mais longo. A dívida pública em países desenvolvidos inflou na metade da última década A dívida em relação ao PIB aumentou: 46,3% 78,1% (estimativa) Se a tendência atual continuar, os níveis globais de dívida pública líquida deverão alcançar do PIB até % Projeções para 2035 apontam o aumento da dívida líquida a uma média de: 133% do PIB na zona do euro 213% do PIB nos Estados Unidos % do PIB no Japão 36 Em 2030, as estimativas indicam que o envelhecimento da população vai aumentar as despesas com saúde e pensões em: Aumento da importância das relações fiscais internacionais e intergovernamentais Mercados globais mais expostos a riscos 4,4% do PIB nos países desenvolvidos Redução de capacidade para o enfrentamento de futuros choques internacionais econômicos ou fiscais e financeiros Agravamento da dívida pública com o envelhecimento da população Limitação de potencial para o atendimento à crescente demanda por novos serviços 3,2% do PIB nos países em desenvolvimento

6 Mudanças no poder econômico das nações As economias emergentes estão tirando milhões de pessoas da pobreza e exercendo mais influência na economia global. Com essa potência de reequilíbrio, as instituições internacionais e os governos estarão mais focados em não perder suas posições. Impulsionados pela abertura do comércio, pelas reformas econômicas e pela livre circulação de capitais e tecnologia dos países desenvolvidos para os países em desenvolvimento, China, Índia, Brasil, Rússia, África do Sul, México, Indonésia e outras nações em desenvolvimento tornam-se players cada vez mais importantes no mercado. Essa mudança de poder econômico não ocorre sem desafios. Enquanto as nações adquirem riquezas, muitos experimentaram uma crescente desigualdade dentro das próprias fronteiras. Os países em desenvolvimento serão responsáveis por cerca de do PIB mundial em 2030 KPMG Business Magazine 31 Nos países em desenvolvimento estarão localizadas as 440 cidades que mais crescem no mundo, gerando do crescimento do PIB mundial até % e serão Em 2030, China e Índia responsáveis por abrigarão 35% da população mundial 25% Hoje, os países em desenvolvimento são responsáveis por 37% O fluxo Sul-Sul do comércio representa cerca de mundial metade desse total do PIB global x2 x4 Ao longo dos próximos cinco anos, as aquisições de empresas estrangeiras por empresas chinesas devem duplicar e, até 2020, poderiam quadruplicar O Fluxo Sul-Sul torna-se um motor de crescimento Emerge uma ordem mundial multipolar A inovação torna-se uma fonte de crescimento sustentável O aumento da base de consumo vai trazer oportunidades econômicas Mudanças climáticas Alcançar políticas de mitigação das alterações do clima causadas pela emissão dos gases de efeito estufa, combinadas com medidas que não tragam reflexos nos atuais modelos econômicos, é um grande desafio para a maioria dos governos. No entanto, a luta contra as mudanças climáticas exige níveis sem precedentes de cooperação multilateral e esforços imediatos para evitar os piores efeitos do aumento de CO 2 no próximo século. Os níveis de emissão são muito altos: 14% maior do que a meta de redução da emissão de gases de efeito estufa estimada para 2020 Com um aquecimento de 2 C a 3 C: A floresta amazônica poderia secar Em 2050, os custos do clima extremo podem chegar a até 1% do PIB mundial por ano. Com base no valor do PIB mundial de 2012, esse custo equivaleria a US$ 720 bi As geleiras da Groenlândia poderiam derreter de forma irreversível Impactos ambientais imprevisíveis Desafio de cooperação global Pressão para adaptação aos efeitos consolidados do aquecimento global Maior papel das cidades na mitigação dos efeitos climáticas 20% a 50% das espécies sofreriam risco de extinção Adaptar-se ao aumento de temperatura de 2 C no mundo até 2050 exigirá investimentos de Com um aquecimento de 3 C a 4 C: As cidades são responsáveis por 60% a US$ 70 bi a US$ 100 bi por ano O aumento do nível do mar, as inundações e as secas podem provocar o deslocamento permanente de 200 milhões de pessoas 80% do consumo de energia e também pela mesma proporção das emissões globais de CO 2 37

7 KPMG Business Magazine 31 Pressão sobre recursos A combinação de fatores, como o aumento da população, o crescimento econômico e as mudanças climáticas, provocarão o aumento do consumo de recursos naturais essenciais, como água, alimentos e energia. Em 2030, tais mudanças devem criar ainda mais pressão sobre os recursos globais já limitados. Por isso, questões relacionadas à gestão sustentável dos recursos estarão no centro das agendas do governo. A população está crescendo 6,9 bi 8,3 bi E, com o aumento da classe média, será necessário incremento de na produção de alimentos em % para abastecer a demanda provável de uma população mais exigente A Agência Internacional de Energia projeta um aumento aproximado de 40% na demanda global de energia até % é a lacuna mundial estimada entre a oferta e a demanda de água até 2030 Hoje 10% 20% 30% 40% A crescente exigência de alimentos e os padrões de produção instáveis de alimentos devido às mudanças climáticas provocarão o dobro do aumento dos preços entre 2010 e 2030 Cerca de 1 bilhão a mais de pessoas viverão em áreas de escassez hídrica até 2030 Pressões para o fornecimento de alimentação Crescimento da demanda de água Aumento do consumo de energia Concorrência por metais e minerais Aumento do risco de protecionismo/nacionalismo de recursos Getty Images/Alexander Bryljaev 38

8 Urbanização Quase dois terços da população mundial residirão em cidades até 2030, e a maior parte do crescimento urbano ocorrerá nos países em desenvolvimento. A urbanização está criando oportunidades significativas para o desenvolvimento social e econômico, mas também está exercendo pressão sobre os recursos de infraestrutura, principalmente no caso da energia. Um dos maiores desafios dos governos está relacionado à gestão sustentável no que diz respeito a habitação, mobilidade, energia e água a todos os cidadãos. Em 2030 KPMG Business Magazine 31 60% da população mundial viverá nas cidades em % do crescimento 50% % 2030 urbano nos próximos 20 anos acontecerá na África e na Ásia As 600 cidades com maior crescimento do PIB: São o lar de pouco mais de 20% da população mundial Geram US$ 34 tri ou mais de 50% do PIB global Devem dobrar sua contribuição no PIB mundial, atingindo US$ 65 tri em 2025 O número de megacidades, com mais de 10 milhões de habitantes, vai aumentar de 20 para 37 em 2025 Os custos de infraestrutura global para manter o ritmo da urbanização foram estimados em US$ 41 tri entre 2005 e bilhão de pessoas vivem atualmente em favelas da cidade Se as medidas de combate à pobreza urbana forem insuficientes, esse número pode dobrar até 2030 Crescimento urbano impulsionado pelo mundo em desenvolvimento Inter-relação entre o ambiente construído e o ambiente natural Necessidade de infraestrutura urbana em grande escala Pressões da pobreza urbana, incluindo populações crescentes que vivem em assentamentos informais 39

sustentável Crescimento

sustentável Crescimento sustentável Crescimento A população urbana aumenta de forma significativa, e gestores têm o desafio de buscar soluções criativas e inovadoras para financiar a infraestrutura necessária a esse contingente

Leia mais

Não é tarde demais para combater as mudanças climáticas O sumário do IPCC diz:

Não é tarde demais para combater as mudanças climáticas O sumário do IPCC diz: Sumário dos resultados-chave do Quarto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, Grupo de Trabalho III de Mitigação de Mudanças Climáticas Bangkok, Maio de 2007 Não é

Leia mais

China: novos rumos, mais oportunidades

China: novos rumos, mais oportunidades China: novos rumos, mais oportunidades Brasil pode investir em diversas áreas, como tecnologia, exploração espacial e infraestrutura 10 KPMG Business Magazine A China continua a ter na Europa o principal

Leia mais

Uma política econômica de combate às desigualdades sociais

Uma política econômica de combate às desigualdades sociais Uma política econômica de combate às desigualdades sociais Os oito anos do Plano Real mudaram o Brasil. Os desafios do País continuam imensos, mas estamos em condições muito melhores para enfrentálos.

Leia mais

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis O futuro que queremos não se concretizará enquanto a fome e a subnutrição persistirem,

Leia mais

Otimizada para Crescimento:

Otimizada para Crescimento: Quinta Pesquisa Anual de Mudança na Cadeia de Suprimentos RESUMO REGIONAL: AMÉRICA LATINA Otimizada para Crescimento: Executivos de alta tecnologia se adaptam para se adequar às demandas mundiais INTRODUÇÃO

Leia mais

Floresta pode ajudar a tirar o Brasil da crise financeira

Floresta pode ajudar a tirar o Brasil da crise financeira São Paulo, domingo, 24 de maio de 2009 Floresta pode ajudar a tirar o Brasil da crise financeira País pode ser "melhor que a Suécia" se investir em uso sustentável, diz diretor do Bird CLAUDIO ANGELO EDITOR

Leia mais

Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado

Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor: Juliano Mudanças no Espaço Geográfico Como ocorrem essas mudanças: Formas; Funções; Fluxos; Modos

Leia mais

Nota Data 8 de maio de 2013

Nota Data 8 de maio de 2013 Nota Data 8 de maio de 2013 Contato Flávio Resende Proativa Comunicação flavioresende@proativacomunicacao.com.br Tel: (61) 3242-9058/9216-9188 Kadydja Albuquerque Proativa Comunicação coordenacao@proativacomunicacao.com.br

Leia mais

Sumário executivo. ActionAid Brasil Rua Morais e Vale, 111 5º andar 20021-260 Rio de Janeiro - RJ Brasil

Sumário executivo. ActionAid Brasil Rua Morais e Vale, 111 5º andar 20021-260 Rio de Janeiro - RJ Brasil Sumário executivo Mais de um bilhão de pessoas sofre com as consequências da inanição é mais que a população dos Estados Unidos, Canadá e União Européia juntas. Em julho desse ano, a reunião de cúpula

Leia mais

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 117 GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo*

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 117 GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo* GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo* Como deve ser estruturada a política social de um país? A resposta a essa pergunta independe do grau de desenvolvimento do país, da porcentagem

Leia mais

Em 2050 a população mundial provavelmente

Em 2050 a população mundial provavelmente Declaração mundial Armazenamento de Água para o Desenvolvimento Sustentável Em 2050 a população mundial provavelmente ultrapassará nove bilhões de habitantes O aumento da população mundial, tanto rural

Leia mais

A Influência da Crise Econômica Global no Setor Florestal do Brasil

A Influência da Crise Econômica Global no Setor Florestal do Brasil A Influência da Crise Econômica Global no Setor Florestal do Brasil 1. INTRODUÇÃO Ivan Tomaselli e Sofia Hirakuri (1) A crise financeira e econômica mundial de 28 e 29 foi principalmente um resultado da

Leia mais

Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades. Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado

Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades. Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado A oferta da Promon Intelligens considera o desenvolvimento de

Leia mais

Inteligência Tecnológica

Inteligência Tecnológica Cenários Tecnológicos Vale Inteligência Tecnológica Gestão de Tecnologia e Propriedade Intelectual Diretoria de Tecnologia e Inovação 2014 Agenda Quem somos? Gestão de Tecnologia e Propriedade Intelectual

Leia mais

Oportunidades no Mercado de Biocombustíveis

Oportunidades no Mercado de Biocombustíveis 4 e 5 de junho de 2007 World Trade Center São Paulo, Brasil SÃO PAULO ETHANOL SUMMIT Novas Fronteiras do Etanol: Desafios da Energia no Século 21 Oportunidades no Mercado de Biocombustíveis Arnaldo Walter

Leia mais

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br

Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Docente: Willen Ferreira Lobato willenlobato@yahoo.com.br Natal 29/02/2012 1 Considerações Gerais; Principais conceitos demográficos; Gráficos de indicadores sociais; Estrutura das populações mundiais:

Leia mais

ESTUDO STERN: Aspectos Económicos das Alterações Climáticas

ESTUDO STERN: Aspectos Económicos das Alterações Climáticas Resumo das Conclusões Ainda vamos a tempo de evitar os piores impactos das alterações climáticas, se tomarmos desde já medidas rigorosas. As provas científicas são presentemente esmagadoras: as alterações

Leia mais

Educação Financeira: mil razões para estudar

Educação Financeira: mil razões para estudar Educação Financeira: mil razões para estudar Educação Financeira: mil razões para estudar Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola de Administração

Leia mais

Quando o entardecer chega... o envelhecimento ainda surpreende muitos. Programa de Preparação para a Aposentadoria

Quando o entardecer chega... o envelhecimento ainda surpreende muitos. Programa de Preparação para a Aposentadoria Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Quando o entardecer chega... o envelhecimento ainda surpreende muitos Programa de Preparação para

Leia mais

Goiás e seu reflexo na sociedade

Goiás e seu reflexo na sociedade Os dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2013, divulgado recentemente, apontaram a diminuição do número de matrículas em Goiás tendo como referência o ano de 2010. Notadamente, os decréscimos ocorreram

Leia mais

A crise financeira global e as expectativas de mercado para 2009

A crise financeira global e as expectativas de mercado para 2009 A crise financeira global e as expectativas de mercado para 2009 Luciano Luiz Manarin D Agostini * RESUMO - Diante do cenário de crise financeira internacional, o estudo mostra as expectativas de mercado

Leia mais

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos Texto adotado pela Cúpula Mundial de Educação Dakar, Senegal - 26 a 28 de abril de 2000. 1. Reunidos em Dakar em Abril

Leia mais

A gestão sustentável da água está obtendo benefícios econômicos, sociais e ambientais, afirmam os países

A gestão sustentável da água está obtendo benefícios econômicos, sociais e ambientais, afirmam os países Comunicado à imprensa: estritamente confidencial até às 13h00, horário de Brasília / 18h00 CEST (hora de verão da Europa Central), 19 de junho de 2012 A gestão sustentável da água está obtendo benefícios

Leia mais

ICC 108 7. 16 fevereiro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 108. a sessão 5 8 março 2012 Londres, Reino Unido

ICC 108 7. 16 fevereiro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 108. a sessão 5 8 março 2012 Londres, Reino Unido ICC 108 7 16 fevereiro 2012 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 108. a sessão 5 8 março 2012 Londres, Reino Unido Memorando de Entendimento entre o Governo da República Federativa do Brasil

Leia mais

De olho no futuro. 10Minutos Energia

De olho no futuro. 10Minutos Energia 10Minutos Energia Como ganhar impulso no processo de transformação energética De olho no futuro Julho de 2015 Destaques Megatendências e disrupções estão tendo impactos profundos nas estratégias e no papel

Leia mais

Questões Específicas. Geografia Professor: Cláudio Hansen 03/12/2014. #VaiTerEspecífica

Questões Específicas. Geografia Professor: Cláudio Hansen 03/12/2014. #VaiTerEspecífica Questões Específicas 1. Considerando os Blocos Econômicos, a União Europeia (27 países em 2011) permanece como relevante importador de mercadorias brasileiras. Considerando os países individualmente, a

Leia mais

AGILIDADE ORGANIZACIONAL

AGILIDADE ORGANIZACIONAL PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO AGILIDADE ORGANIZACIONAL Destaques do Estudo O lento crescimento econômico e as prioridades mutantes do mercado global criaram um ambiente de negócios complexo

Leia mais

ACORDO DE PARIS: A RECEITA PARA UM BOM RESULTADO

ACORDO DE PARIS: A RECEITA PARA UM BOM RESULTADO ACORDO DE PARIS: A RECEITA PARA UM BOM RESULTADO Le Bourget, 30 de novembro de 2015 Daqui a 11 dias, representantes de 195 países deverão adotar aqui o documento internacional mais importante do século:

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável nas Terras

Desenvolvimento Sustentável nas Terras Seminário Internacional Promovendo o Desenvolvimento Sustentável nas Terras Secas Africanas 2/11/2011 1 Desenvolvimento Sustentável Individuais Autonomia Atendimento das necessidades sociais da gerações

Leia mais

Desigualdade Entre Escolas Públicas no Brasil: Um Olhar Inicial

Desigualdade Entre Escolas Públicas no Brasil: Um Olhar Inicial 29 Desigualdade Entre Escolas Públicas no Brasil: Um Olhar Inicial Gabriel Barreto Correa (*) Isabel Opice (**) 1 Introdução Não é novidade que o Brasil apresenta, além de índices educacionais muito baixos

Leia mais

Aprimoramento através da integração

Aprimoramento através da integração Aprimoramento através da integração Uma parceria para implementar uma solução de aprendizagem em tempo recorde Visão Geral Com mais de 70 anos de excelência na produção de conhecimento no Brasil, a Fundação

Leia mais

Produtividade no Brasil: desempenho e determinantes 1

Produtividade no Brasil: desempenho e determinantes 1 Produtividade no Brasil: desempenho e determinantes 1 Fernanda De Negri Luiz Ricardo Cavalcante No período entre o início da década de 2000 e a eclosão da crise financeira internacional, em 2008, o Brasil

Leia mais

Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável

Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável Anexo III da Resolução n o 1 da CIMGC Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável I Introdução A atividade de projeto do Projeto de MDL Santa Carolina (denominado Projeto Santa

Leia mais

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL Renara Tavares da Silva* RESUMO: Trata-se de maneira ampla da vitalidade da empresa fazer referência ao Capital de Giro, pois é através deste que a mesma pode

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável para controlo da população humana.

Desenvolvimento Sustentável para controlo da população humana. Desenvolvimento Sustentável para controlo da população humana. O aumento da população humana é frequentemente citado como a principal causa de problemas para o planeta. De facto a humanidade está a crescer

Leia mais

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite que a FCT me dirigiu para

Leia mais

UMA ANÁLISE DAS TENDÊNCIAS GLOBAIS PARA 2025: As Perspectivas de Novas Potências Econômicas Internacionais

UMA ANÁLISE DAS TENDÊNCIAS GLOBAIS PARA 2025: As Perspectivas de Novas Potências Econômicas Internacionais UMA ANÁLISE DAS TENDÊNCIAS GLOBAIS PARA 2025: As Perspectivas de Novas Potências Econômicas Internacionais Arielli Xavier de Lima 1, Vilma da Silva Santos 2, Paulo Cesar Ribeiro Quintairos 3, Edson Aparecida

Leia mais

WHITEPAPER EXPORTE MAIS COM A AJUDA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

WHITEPAPER EXPORTE MAIS COM A AJUDA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO WHITEPAPER EXPORTE MAIS COM A AJUDA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ONDE HÁ CRISE HÁ OPORTUNIDADES ATUALMENTE EMPRESAS PASSAM POR DIFICULDADES EM GARANTIR O CRESCIMENTO QUANDO VOLTADO SOMENTE AO MERCADO INTERNO.

Leia mais

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Estou muito honrado com o convite para participar deste encontro, que conta

Leia mais

Rio+20: Uma oportunidade para acelerar a transição para a economia verde e tirar milhões de pessoas da pobreza

Rio+20: Uma oportunidade para acelerar a transição para a economia verde e tirar milhões de pessoas da pobreza Comunicado de imprensa Rio+20: Uma oportunidade para acelerar a transição para a economia verde e tirar milhões de pessoas da pobreza O novo relatório apresenta políticas-chave e constrói os alicerces

Leia mais

[Infográfico] As projeções de produção da cana, açúcar e etanol na safra 2023/2024

[Infográfico] As projeções de produção da cana, açúcar e etanol na safra 2023/2024 As projeções de produção de cana, açúcar e etanol para a safra 2023/24 da Fiesp/MB Agro No Brasil, a cana-de-açúcar experimentou um forte ciclo de crescimento da produção na década passada. A aceleração

Leia mais

Repensando a matriz brasileira de combustíveis

Repensando a matriz brasileira de combustíveis 1 Repensando a matriz brasileira de combustíveis Marcos Sawaya Jank Conselheiro do CDES A matriz energética brasileira se destaca pela grande incidência de fontes renováveis... Ao longo desta década, a

Leia mais

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO CUMPRIR E FAZER CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO 1. Cumprir e fazer cumprir a

Leia mais

Documento de Apoio da Declaração de Gaborone para Sustentabilidade na África

Documento de Apoio da Declaração de Gaborone para Sustentabilidade na África Documento de Apoio da Declaração de Gaborone para Sustentabilidade na África O documento de apoio da Declaração de Gaborone para a sustentabilidade na África é um paradigma transformador na busca pelo

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA PELO COMÉRCIO VAREJISTA

CONTRATAÇÃO DE MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA PELO COMÉRCIO VAREJISTA CONTRATAÇÃO DE MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA PELO COMÉRCIO VAREJISTA Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil buscou avaliar o perfil de contratação de mão de obra temporária pelos varejistas para o final de

Leia mais

Alternativas para o Brasil. Claudio L. S. Haddad Endeavor - Outubro de 2004

Alternativas para o Brasil. Claudio L. S. Haddad Endeavor - Outubro de 2004 Alternativas para o Brasil Claudio L. S. Haddad Endeavor - Outubro de 2004 Tema do Momento: Crescimento Apesar da recente recuperação da economia, crescimento sustentável continua sendo a preocupação central

Leia mais

número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas

número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas número 3 maio de 2005 A Valorização do Real e as Negociações Coletivas A valorização do real e as negociações coletivas As negociações coletivas em empresas ou setores fortemente vinculados ao mercado

Leia mais

GT de Juventude do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento

GT de Juventude do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento GT de Juventude do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento CETEM 11 de setembro de 2009 Programa Nacional de Juventude e Meio Ambiente De Onde Vêm? Porque Juventude

Leia mais

Conjuntura econômica da Construção civil

Conjuntura econômica da Construção civil CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 15 setembro de 2014

Leia mais

ASSISTÊNCIA SOCIAL: UM RECORTE HORIZONTAL NO ATENDIMENTO DAS POLÍTICAS SOCIAIS

ASSISTÊNCIA SOCIAL: UM RECORTE HORIZONTAL NO ATENDIMENTO DAS POLÍTICAS SOCIAIS ASSISTÊNCIA SOCIAL: UM RECORTE HORIZONTAL NO ATENDIMENTO DAS POLÍTICAS SOCIAIS Mônica Abranches 1 No Brasil, no final da década de 70, a reflexão e o debate sobre a Assistência Social reaparecem e surge

Leia mais

A humanidade está hoje na direção da não-sustentabilidade, caminhando rapidamente para tornar a Terra inabitável.

A humanidade está hoje na direção da não-sustentabilidade, caminhando rapidamente para tornar a Terra inabitável. A solução é a economia verde? Por Ivo Lesbaupin, integrante da diretoria executiva da Abong A humanidade está hoje na direção da não-sustentabilidade, caminhando rapidamente para tornar a Terra inabitável.

Leia mais

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA Artigo 25.1: Definições Para efeito deste Capítulo: medida regulatória coberta significa a medida regulatória determinada por cada Parte a ser objeto deste Capítulo nos

Leia mais

4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas

4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas 4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas O método de avaliação foi proposto especialmente para esta pesquisa, mas poderá ser utilizado em outros casos relacionados à avaliação de desempenho

Leia mais

Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo?

Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo? Percepção do setor: O que está provocando as ações a respeito das mudanças climáticas nas maiores companhias do mundo? As empresas enfrentam cada vez mais riscos climáticos e choques políticos. Como as

Leia mais

1. Garantir a educação de qualidade

1. Garantir a educação de qualidade 1 Histórico O Pacto pela Juventude é uma proposição das organizações da sociedade civil, que compõem o Conselho Nacional de Juventude, para que os governos federal, estaduais e municipais se comprometam

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome O Brasil assume o desafio de acabar com a miséria O Brasil assume o desafio de acabar com a

Leia mais

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS Eliminação de Barreiras à livre Prestação de Serviços Confederação do Comércio e Serviços de Portugal Esquema 1. PORTUGAL- UMA ESPECIALIZAÇÃO COM

Leia mais

ROTEIRO PARA A CONFERÊNCIA DO PPS SOBRE CIDADES E GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA. A cidade é a pauta: o século XIX foi dos

ROTEIRO PARA A CONFERÊNCIA DO PPS SOBRE CIDADES E GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA. A cidade é a pauta: o século XIX foi dos ROTEIRO PARA A CONFERÊNCIA DO PPS SOBRE CIDADES E GOVERNANÇA DEMOCRÁTICA A cidade é a pauta: o século XIX foi dos impérios, o século XX, das nações, o século XXI é das cidades. As megacidades são o futuro

Leia mais

Decomposição da Inflação de 2011

Decomposição da Inflação de 2011 Decomposição da de Seguindo procedimento adotado em anos anteriores, este boxe apresenta estimativas, com base nos modelos de projeção utilizados pelo Banco Central, para a contribuição de diversos fatores

Leia mais

Necessidade e construção de uma Base Nacional Comum

Necessidade e construção de uma Base Nacional Comum Necessidade e construção de uma Base Nacional Comum 1. O direito constitucional à educação é concretizado, primeiramente, com uma trajetória regular do estudante, isto é, acesso das crianças e jovens a

Leia mais

deverão liderá-lo. Ponto de vista Por Edimar Facco, sócio-líder de Auditoria da Deloitte

deverão liderá-lo. Ponto de vista Por Edimar Facco, sócio-líder de Auditoria da Deloitte Ponto de vista A auditoria do futuro começa agora A visão da Deloitte e de sua prática de Auditoria no Brasil sobre as transformações pelas quais vem passando o exercício dessa função Por Edimar Facco,

Leia mais

É o nosso principal atributo para fazer com que os desafios tornem-se conquistas.

É o nosso principal atributo para fazer com que os desafios tornem-se conquistas. TRANSPARÊNCIA É o nosso principal atributo para fazer com que os desafios tornem-se conquistas. TRANSPARÊNCIA 13 03 Visão Setorial Na cadeia produtiva da construção civil, cimento e concreto estão entre

Leia mais

Brasília, 06 de maio de 2013.

Brasília, 06 de maio de 2013. Brasília, 06 de maio de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, no Seminário Internacional sobre Regimes de Resolução no Sistema Financeiro Brasileiro Senhoras

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA

FACULDADE DE ENGENHARIA FACULDADE DE ENGENHARIA Problemas Ambientais, suas causas e sustentabilidade Profa. Aline Sarmento Procópio Dep. Engenharia Sanitária e Ambiental Recursos Naturais Qualquer insumo de que os organismos,

Leia mais

Quais Foram as Principais estratégias estabelecida pela Política Industrial e Comércio Exterior, adotada pelo Governo Brasileiro?

Quais Foram as Principais estratégias estabelecida pela Política Industrial e Comércio Exterior, adotada pelo Governo Brasileiro? Quais Foram as Principais estratégias estabelecida pela Política Industrial e Comércio Exterior, adotada pelo Governo Brasileiro? Política industrial é um conjunto de medidas para o desenvolvimento de

Leia mais

Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma

Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma Entrevista, Ministério do Planejamento domingo, 6 de novembro de 2011 Carlos Bafutto O SOS Concurseiro discutiu, com exclusividade,

Leia mais

Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil: Um debate nacional sobre as realidades e novos rumos para o desenvolvimento do País

Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil: Um debate nacional sobre as realidades e novos rumos para o desenvolvimento do País Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil: Um debate nacional sobre as realidades e novos rumos para o desenvolvimento do País Cenário 66 ANOS DE EXTENSÃO RURAL A agricultura como via estratégica

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

Carlos Pio. O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda?

Carlos Pio. O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda? As Novas Perspectivas do Mercado Internacional O Brasil está preparado para atender a um novo cenário de demanda? Carlos Pio Professor, UnB (Economia Política Int l) Sócio, Augurium (Risco Político) 1

Leia mais

A TNT Garante a Entrega de 4,4 Milhões de Pacotes por Semana

A TNT Garante a Entrega de 4,4 Milhões de Pacotes por Semana CUSTOMER SUCCESS STORY NOVEMBRO 2010 A TNT Garante a Entrega de 4,4 Milhões de Pacotes por Semana PERFIL DO CLIENTE Sector: Transporte e distribuição Organização: TNT Express Ingressos: Mais de 6.600 milhões

Leia mais

CONCLUSÕES. Dos relatos elaborados a partir dos trabalhos do Congresso, emergiram as 36 conclusões seguintes:

CONCLUSÕES. Dos relatos elaborados a partir dos trabalhos do Congresso, emergiram as 36 conclusões seguintes: CONCLUSÕES 1. Súmula individualizada. Dos relatos elaborados a partir dos trabalhos do Congresso, emergiram as 36 conclusões seguintes: Tema: CONHECIMENTO E INOVAÇÃO (6) I. É da maior relevância estimular

Leia mais

2. Referencial Prático 2.1 Setor das Telecomunicações

2. Referencial Prático 2.1 Setor das Telecomunicações 19 2. Referencial Prático 2.1 Setor das Telecomunicações Até os anos 50, as concessões dos serviços de telecomunicações eram distribuídas indistintamente pelos governos federal, estadual e municipal. Tal

Leia mais

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA

INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA INOVAÇÃO PORTUGAL PROPOSTA DE PROGRAMA FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA POLÍTICA DE INTENSIFICAÇÃO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL EM PORTUGAL E POTENCIAÇÃO DOS SEUS RESULTADOS 0. EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Leia mais

Formação em Protecção Social

Formação em Protecção Social Formação em Protecção Social Sessão 3 A dimensão económica da PS e a relação com outras áreas da política Bilene, Moçambique, 5, 6 e 7 de Maio de 2010 A importância do investimento Ao nível da intervenção

Leia mais

Confiança no crescimento em baixa

Confiança no crescimento em baixa 10Minutos 19ª Pesquisa Global com CEOs Setor de Engenharia e Construção Confiança no crescimento em baixa Destaques Março 2016 Destaques Com 65% das indicações, suborno e corrupção são consideradas as

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Atratividade do Brasil: avanços e desafios Fórum de Atratividade BRAiN Brasil São Paulo, 03 de junho de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers A economista Fernanda de Negri discute os méritos e deficiências das políticas de inovação brasileiras. Fernanda De Negri é diretora de Estudos

Leia mais

O CÂMBIO E AS INCERTEZAS PARA 2016

O CÂMBIO E AS INCERTEZAS PARA 2016 O CÂMBIO E AS INCERTEZAS PARA 2016 Francisco José Gouveia de Castro* No início do primeiro semestre de 2015, o foco de atenção dos agentes tomadores de decisão, principalmente da iniciativa privada, é

Leia mais

Desenvolvimento sustentável

Desenvolvimento sustentável Desenvolvimento sustentável Sustentabilidade Até à década de 90: Desenvolvimento = Crescimento económico = PIB obscureceu o facto de o objectivo do desenvolvimento ser, em última instância, beneficiar

Leia mais

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO

PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA CENÁRIO 2010-2015: DESAFIOS ESTRATÉGICOS E PRIORIDADES DE GESTÃO PESQUISA RESPONDENTES 1065 executivos (as) PERÍODO De 02 a 17 (Novembro de 2009) CEOs Diretores UNs Diretores Funcionais QUESTIONÁRIO

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar Data: 16/11/2009 Roma, 16/11/2009 Bem... Lugo, tudo bem? Cumprimentar a

Leia mais

Padrão de Desempenho 1: Sistemas de Gerenciamento e Avaliação Socioambiental

Padrão de Desempenho 1: Sistemas de Gerenciamento e Avaliação Socioambiental Introdução 1. O Padrão de Desempenho 1 destaca a importância do gerenciamento do desempenho socioambiental durante o ciclo de um projeto (qualquer atividade comercial sujeita a avaliação e administração).

Leia mais

Pesquisa sobre Custo e Gestão da Informação: Índice de Informações Digitais

Pesquisa sobre Custo e Gestão da Informação: Índice de Informações Digitais Pesquisa sobre Custo e Gestão da Informação: Visão geral A mais recente Pesquisa sobre Custo e Gestão da Informação 2012 da Symantec de 2012 revela o primeiro e apresenta um panorama das informações de

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DA OCDE

MELHORES PRÁTICAS DA OCDE MELHORES PRÁTICAS DA OCDE PARA A TRANSPARÊNCIA ORÇAMENTÁRIA INTRODUÇÃO A relação entre a boa governança e melhores resultados econômicos e sociais é cada vez mais reconhecida. A transparência abertura

Leia mais

Etapas para a preparação de um plano de negócios

Etapas para a preparação de um plano de negócios 1 Centro Ensino Superior do Amapá Curso de Administração Disciplina: EMPREENDEDORISMO Turma: 5 ADN Professor: NAZARÉ DA SILVA DIAS FERRÃO Aluno: O PLANO DE NEGÓCIO A necessidade de um plano de negócio

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 433/2015 CAPÍTULO I DOS CONCEITOS

PROJETO DE LEI Nº 433/2015 CAPÍTULO I DOS CONCEITOS PROJETO DE LEI Nº 433/2015 Institui a Política Municipal de estímulo à produção e ao consumo sustentáveis. CAPÍTULO I DOS CONCEITOS Art. 1º Esta Lei institui a Política Municipal de estímulo à Produção

Leia mais

Uma infraestrutura de TI inadequada é a causa de prejuízo de três em cada cinco organizações

Uma infraestrutura de TI inadequada é a causa de prejuízo de três em cada cinco organizações Hoje o ambiente de negócios está pronto para as oportunidades, mas corre muitos riscos. Essa dicotomia está se revelando no mundo da TI principalmente nas salas de reuniões como nunca havíamos visto antes.

Leia mais

Imigração: problema ou solução?

Imigração: problema ou solução? Imigração: problema ou solução? Análise Segurança / Integração Regional Letícia Carvalho de Mesquita Ferreira 29 de abril de 2004 1 Imigração: problema ou solução? Análise Segurança / Integração Regional

Leia mais

Análise econômica e suporte para as decisões empresariais

Análise econômica e suporte para as decisões empresariais Cenário Moveleiro Análise econômica e suporte para as decisões empresariais Número 01/2008 Cenário Moveleiro Número 01/2008 1 Cenário Moveleiro Análise econômica e suporte para as decisões empresariais

Leia mais

Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo*

Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo* Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo* Carlos Sidnei Coutinho** Cenário Mundial na primeira década do século XXI Os Estados soberanos se destacam como garantidores,

Leia mais

DECLARAÇÃO DE LISBOA ENCONTRO ANUAL LUSO HISPANO

DECLARAÇÃO DE LISBOA ENCONTRO ANUAL LUSO HISPANO DECLARAÇÃO DE LISBOA ENCONTRO ANUAL LUSO HISPANO ORDEM DOS MEDICOS DE PORTUGAL E CONSEJO GENERAL DE MEDICOS DE ESPAÑA Lisboa, 10-11 Novembro 2015 I.- O SISTEMA NACIONAL DE SAÚDE, EXPRESSÃO DE MODERNIDADE,

Leia mais

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional Brasília, 18 de setembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional Exmas. Sras. Senadoras e Deputadas

Leia mais

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SEÇÃO IV. MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO CAPÍTULO 33

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SEÇÃO IV. MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO CAPÍTULO 33 CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SEÇÃO IV. MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO CAPÍTULO 33 RECURSOS E MECANISMOS DE FINANCIAMENTO INTRODUÇÃO 33.1. A Assembléia Geral, em sua resolução

Leia mais

VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO

VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO Franscimere Cordeiro de Souza franscimere@gmail.com Nayara Katiucia de Lima Domingues Dias nanalima1923@hotmail.com Maria Geralda de Almeida

Leia mais

PROJECTO DE RELATÓRIO

PROJECTO DE RELATÓRIO ASSEMBLEIA PARLAMENTAR PARITÁRIA ACP-UE Comissão do Desenvolvimento Económico, das Finanças e do Comércio ACP-EU/101.516/B/13 18.08.2013 PROJECTO DE RELATÓRIO sobre a cooperação Sul-Sul e a cooperação

Leia mais

Tema: evasão escolar no ensino superior brasileiro

Tema: evasão escolar no ensino superior brasileiro Entrevista com a professora Maria Beatriz de Carvalho Melo Lobo Vice- presidente do Instituto Lobo para o Desenvolvimento da Educação, Ciência e Tecnologia e Sócia- diretora da Lobo & Associados Consultoria.

Leia mais