Prof. Dr. Emilio Merino

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Dr. Emilio Merino"

Transcrição

1 Prof. Dr. Emilio Merino

2 INDICE 1. Objetivo MOVIMAN-POA 2. Aspectos Institucionales 3. Aspectos Funcionales 4. Proceso de la elección de la área de estudio 5. Proceso de difusión y formación de parcerias 6. Diagnóstico de la área de estudio 7. Proyectos a ser aplicados 8. Indicadores de evaluación de gestión

3 1. Objetivo MOVIMAN POA Proyectos del 4 Programa Marco de Transporte Urbano da EU MOMENTUM MObility management for the Urban environment, MOSAIC MObility Strategy Application In the Community Proyecto URB-AL : MOVIMAN Mejorar la movilidad en zonas urbanas estratégicas de la ciudad, que presenten características singulares, tales como los polos generadores de viajes, a través de la estrecha cooperación entre a administración pública, las empresas privadas y los operadores públicos y privados, para de esta forma conseguir una movilidad sostenible.

4 1. Objetivos específicos Asegurar el intercambio de informaciones entre la administración y los usuarios Gerenciar con mayor eficiencia la movilidad urbana a nivel local; Permitir un mejor planeamiento de transporte, eficiencia y cualidad en la operación del transporte; Utilizar con mayor eficiencia y equidad la infraestructura de transporte favoreciendo el medio ambiente y consecuentemente la reducción de los costes y tiempo de viaje de los usuarios; Conocer las necesidades de los usuarios; Incentivar el uso racional del transporte privado en favor del T.Público; Cualificar la circulación y los espacios públicos; Promover o proceso de descentralización de la ciudad.

5 1. Áreas Temáticas del MOVIMAN Integración Desarrollo urbano Mejoría de la área de estudio Integración- fomento de la economía Tele trabajo Fomento bicicleta y peatón Fomento Transporte Público Accesibilidad Transporte Individual Medio Ambiente Accesibilidad Transporte de Carga MOVIMAN Método/ Estructura/ Manual Contacto/ interaçción con la Municipalidad Financiamiento Contacto/ Interaccióncon con la la economía

6 1. Aspecto Conceptual: Definiciones Medidas orientadas a la oferta IV Medidas hardware Sistema de Gestión del Tránsito Uso del Suelo Organización Coordinación Información Comunicación Telemática Ley Regulación Tasa Tarifa Construcción Infraestructura Gestión de la Movilidad Medidas software III Medidas orientadas a la demanda

7 2. Aspecto Institucional : Modelos conceptual M1 ORGANO ORGANO GESTOR GESTOR MOVIMAN EMPRESAS PRIVADAS Modelo Porto Alegre EMPRESAS OPERADORAS ORGANO GESTOR M2 MOVIMAN EMPRESAS OPERADORAS ORGANO GESTOR MOVIMAN EMPRESAS PRIVADAS EMPRESAS PRIVADAS EMPRESAS OPERADORAS

8 2. Aspecto Institucional : relações Secretaria Governança Local SMMU EPTC SMOV SMAM SPM Conselho Regional OP Comissão Temática OP Centro Administrativo Regional MOVIMAN Comissões CAUGE: comissão de análise urbanística e gerenciamento CMDUA - Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano Ambiental Comissão de Usuários CEVEA: Comissão específica de viabilidade de edificações e atividades OPERADORES EMPRESAS

9 3. Aspecto Funcional 1. Elaborar la base de datos de todas las empresas en la área de estudio; 2. Participar en reuniones internas (empresas) y externas (SMT, EPTC, SMOV, SPM, ATL, ATP, etc) y otros organismos complementarios; 3. Asesorar a los usuarios del área de estudio en definir sus planes de movilidad; 4. Establecer permanentes contactos con las empresas a fin de determinar sus necesidades de movilidad; 5. Proponer y/o elaborar pesquisas con usuarios; 6. Proponer y/o elaborar pesquisas de campo (conteos de tránsito, peatones); 7. Difundir en los medios de comunicación el trabajo del MOVIMAN; 8. Publicar artículos técnicos en los medios de difusión que ayuden a comprender por parte de los usuarios el trabajo del MOVIMAN; 9. Velar por la información de carácter confidencial de las empresas.

10 4. Proceso de la elección del área de estudio ENTRADA A LA CIUDAD 4 DISTRITO EVALUACIÓN MULTICRITERIO DISTRITO INDUSTRIAL RESTINGA PUCRS

11 4. Proceso de la elección del área de estudio TECNOPUC

12 5. Proceso de difusión y parcerias

13 5. Proceso de difusión y parcerias

14 6. Diagnóstico del área de estudio O/D EDOM-2003 Reparto Modal Pie/ Bicicleta : 7% Transporte Público : 58% Transporte Privado : 33% Otros : 2%

15 6. Diagnóstico del área de estudio Cerca del 0,1% de los viajes con destino en la zona de estudio son realizados por bicicleta

16 6. Diagnóstico del área de estudio Por que não usou ônibus? EDOM % 50% 40% % da população 30% 20% 10% 0% Conforto Trajeto Tempo de viagem Outros Custo de tarifa Imagem TC Tempo de espera Distância da parada Motivo

17 6. Diagnóstico del área de estudio Motivo de viagem 100% 90% 80% 70% % da população 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Educação Trabalho Saúde Assuntos pessoais Levar outra pessoa Outros Motivo

18 6. Diagnóstico del área de estudio Chegadas por hora 14% A pé/bicicleta TC TI Outros 12% Pico da manhã Pico da noite 10% % da população 8% 6% 4% 2% 0% 05:00 06:00 07:00 08:00 09:00 10:00 11:00 12:00 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00 Horas

19 6. Diagnóstico del área de estudio Transporte Público Av Ipiranga Centro-Barrio Mañana 71 viajes = 9 L Tarde 80 viajes = 12 L Barrio Centro Mañana 75 viajes = 11 L Tarde 60 viajes = 8 L Av Bento Gonçalves Centro-Barrio Tarde 55 viajes = 15 L Barrio-Centro Mañana 70 viajes = 17 L

20 6. Diagnóstico del área de estudio Lotação Av Ipiranga Centro-Bairro 2 linhas Headway média: 8 minutos Bairro-Centro 2 linhas Headway média: 8 minutos Av Bento Gonçalves Centro-Bairro 2 linhas Headway média: 8 minutos Bairro-Centro 2 linhas Headway média: 8 minutos

21 6. Diagnóstico del área de estudio Carregamento dos arcos (19:00 20:00) V/C e NS das interseções mais carregadas (19:00 20:00) Fonte: Plano Setorial de Circulação e Transporte e Estudo de Acessibilidade

22 6. Diagnóstico del área de estudio Ocupação de vagas de estacionamento na PUC Professores e Funcionários Capacidade: 858 Ocupação Máxima: 25% (manhã) 25% (tarde) 72% (noite) Descoberto ESTAPAR Capacidade: 2180 Hospital São Lucas Capacidade: 1377 Ocupação Máxima: 75% (manhã) 65% (tarde) Fonte: Plano Setorial de Circulação e Transporte e Estudo de Acessibilidade Ocupação Máxima: Ocupação Máxima: CEPUC CEPUC 46% (manhã) 73% (manhã) Coberto Descoberto 41% (tarde) 67% (tarde) Capacidade: 656 Capacidade: % (noite) 94% (noite)

23 7. Proyectos a ser aplicados ÁREAS DE ATUAÇÃO Gerenciamento de Estacionamentos 2005 MEDIDAS INDICADORES jun jul ago set out nov dez Regulação de estacionamento de Tempo médio de permanência nos curta duração estacionamentos Car Pooling - PUC Demanda total por estacionamentos Gerenciamento de Tráfego Logística Proposta de Segregação de transporte Proposta para a sinalização H/V Operações logísticas Difusão de regulamentaçao e regulação logística Tempos médios de percurso de veículos de transporte público na rede Atraso médio por conflitos de tráfego (X e paradas de veículos de passeio em locais de parada de TP) Nível de conflitos de tráfego avaliado através de percepção visual e qualitativa Nível de conflitos de tráfego (obstrução da via) avaliado através de percepção visual e qualitativa Transporte Público Educação/ concientização Informação aos Usuários Ajustes operacionais de linhas de transporte público Seminário 1: alunos/ prof. PUC/ TecnoPuc/ Hospital Workshop 1: Empresas parceiras Folheto de Bolso / Mapas / Linhas/ Horários Folheto MOVIMAN Informação telef/ site/ web Percentual das viagem através do modo transporte público Todos os outros indicadores com exceção da satisfação do usuário de transporte coletivo Percentual das viagem através do modo transporte público

24 7. Proyectos a ser aplicados ÁREAS DE ATUAÇÃO 2006 MEDIDAS INDICADORES jan fev mar abr mai jun jul ago set Gerenciamento de Estacionamentos Otimização da ocupação de estacionamentos Estudo de panéis de informação em tempo real Dif. percentual ocupação mais alto / mais baixo nos picos dos turnos Desvio padrão dos percentuais de ocupação nos picos dos turnos Car Pooling - PUC Demanda total por estacionamentos Ciclistas Transporte Público Educação/ concientização Avaliação do potencial uso de bicicletas Ajustes operacionais de linhas de transporte público Proposta de coordenação entre operadores Seminário 2: alunos/ prof. PUC/ TecnoPuc/ Hospital Workshop 2: Empresas parceiras Percentual das viagem através do modo transporte público Satisfação do usuários do transporte público Volume de veículos nos arcos da rede de tráfego Todos os outros indicadores com exceção da satisfação do usuário de transporte coletivo Informação aos Usuários Qualificação das Paradas com SIU Informação - SIU no ônibus Satisfação dos usuários das paradas com sua informação/qualificação

25 8. Indicadores de Evaluación de Gestión 1. Disminución de las emisiones de contaminantes producidos por la circulación vehicular; 2. Disminución de los índices de congestionamiento (filas, nivel de servicio, fluidez, etc); 3. Aumento del porcentaje de uso de modos o servicios más sostenibles; 4. Aumento de la satisfacción general del cliente interno (empresas); 5. Aumento de la satisfacción de los usuarios (SIU) 6. Disminución de las demandas (pedidos y reclamaciones) a la EPTC, a través de la concentración y filtraje de ellas en el origen.

REUNIÃO MOVIMAN JULHO - 2006. Prof. Dr. Emilio Merino

REUNIÃO MOVIMAN JULHO - 2006. Prof. Dr. Emilio Merino REUNIÃO MOVIMAN JULHO - 2006 Prof. Dr. Emilio Merino Eng. MSc.. Daniela Facchini Índice 1. Atividades realizadas 2. Resultados obtidos 3. Dificuldades enfrentadas 4. Conclusões 1.1. Pesquisas junto aos

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO Jucimara Canto Gomes, Zeina Rebouças Corrêa Thomé Universidade Federal do Amazonas jucimaracanto@hotmail.com

Leia mais

Proyecto de Ciclovía Recreativa de Belo Horizonte Minas Gerais - Brasil

Proyecto de Ciclovía Recreativa de Belo Horizonte Minas Gerais - Brasil Proyecto de Ciclovía Recreativa de Belo Horizonte Minas Gerais - Brasil Autor: Ricardo Lott e Isabel Cristina Cardoso BHTRANS - Belo Horizonte/MG Brasil dezembro/2009 Características de la CIUDAD Población:

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Projetos compartilhados

Projetos compartilhados espaço ibero-americano espacio iberoamericano Projetos compartilhados OEI inicia o Programa Arte-educação, Cultura e Cidadania e o Projeto Ibero-americano de Teatro Infantojuvenil A aprendizagem da arte

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA Plano Diretor como Indicador de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Município de São Bento

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y La CASA DA AMÉRICA LATINA, es una institución de derecho privado sin ánimo de lucro, con sede en la Avenida 24 de Julho, número 1188, en Lisboa, Portugal, representada

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa Parceria Asociación Escola Empresa Escuela Enpresa FIEC - Empresas A FIEC em parceria com empresas da cidade e região que participam da atualização do conteúdo programático, capacitação do corpo docente

Leia mais

Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA

Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA Instituto de desenvolvimento educacional de Angola IDEIA SECRETARIA ACADÊMICA Curso de Especialização MBA Gestão Estratégica em Tecnologia da Informação ANO MÊS CRONOGRAMA Dia Data Disciplina ch seg 07/09/15

Leia mais

Planejamento estratégico

Planejamento estratégico espaço ibero-americano espacio iberoamericano Planejamento estratégico Quem somos, onde queremos ir e como chegaremos lá são indagações necessárias em todas as escolas Como qualquer empresa, instituições

Leia mais

Monitoreo Continuo Auditoria Contínua y a Distancia

Monitoreo Continuo Auditoria Contínua y a Distancia Monitoreo Continuo Auditoria Contínua y a Distancia Luis Pires Gerente de Auditoria e Compliance Camargo Correa Luis Pires Minibiografía Con más de 25 años de experiencia en Auditoria Interna y Externa,

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Análise de Cenários Econômicos (Disciplina

Leia mais

5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS

5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS 5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS - Globalización - Neoliberalismo - Plan Estratégico - APP - El Estado asume la mayoría del riesgo, el sector privado toma la mayoría

Leia mais

Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e Sociedades não Financeiras (a)

Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e Sociedades não Financeiras (a) Peso (b) Variações homólogas (%) Tendência (x100) (c) Média Mensal (%) (d) 10 6 euros Var. 2013 2014 abr-15 mai-15 T9 T6 T3 M9 M6 M3 % Dif. (p.p.) t-1 Empréstimos - -7.9-6.9-6.5-6.7 0.13 3 5-0.6-0.2-0.2

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2014

PROCESSO SELETIVO 2014 PROCESSO SELETIVO 2014 EDITAL N 47/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: GESTÃO E ATENÇÃO NO SUS - LATO SENSU O Centro de Educação Tecnológica e Pesquisa em Saúde Escola GHC e o Instituto

Leia mais

A New Payment System s Facility to Improve Brazil-Argentina Trade. Leonardo Borba Neira- BCB Luis Alberto D Orio - BCRA

A New Payment System s Facility to Improve Brazil-Argentina Trade. Leonardo Borba Neira- BCB Luis Alberto D Orio - BCRA . A New Payment System s Facility to Improve Brazil-Argentina Trade Leonardo Borba Neira- BCB Luis Alberto D Orio - BCRA Annual Payments Week, 2007 - Costa do Sauipe 1 Agenda 1. Internacionalização da

Leia mais

EJES PARA LA SISTEMATIZACIÓN E INTERCAMBIO DE INFORMACIÓN SOBRE EXPERIENCIAS EN POLÍTICAS SOCIALES

EJES PARA LA SISTEMATIZACIÓN E INTERCAMBIO DE INFORMACIÓN SOBRE EXPERIENCIAS EN POLÍTICAS SOCIALES EJES PARA LA SISTEMATIZACIÓN E INTERCAMBIO DE INFORMACIÓN SOBRE EXPERIENCIAS EN POLÍTICAS SOCIALES 1. Nombre de la Estratégia Fome Zero. 2. Organismo Ejecutor A coordenação da estratégia está a cargo do

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

Curso de Graduação Tecnológica Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural, a Distância. www6.ufrgs.br/plageder

Curso de Graduação Tecnológica Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural, a Distância. www6.ufrgs.br/plageder Curso de Graduação Tecnológica Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural, a Distância www6.ufrgs.br/plageder Apresentação Geral http://www6.ufrgs.br/plageder PLAGEDER Financiamento: Edital nº

Leia mais

Diretoria Regional de São Paulo Metropolitana SUOPE/GENCO / SPM

Diretoria Regional de São Paulo Metropolitana SUOPE/GENCO / SPM Diretoria Regional de São Paulo Metropolitana SUOPE/GENCO / SPM Abordagem Definição de Logística Reversa; Apresentação das características; Modalidades; Funcionalidades do sistema; Importância do serviço;

Leia mais

http://sigproj1.mec.gov.br/projetos/imprimir.php?modalidade=1&projeto_id=126773...

http://sigproj1.mec.gov.br/projetos/imprimir.php?modalidade=1&projeto_id=126773... Página 1 de 7 Imprimir Fechar 1. Introdução 1.1 Identificação da Ação Título: A Melhor Idade na Era Digital 2013 Coordenador: Tipo da Ação: / Docente Projeto Edital: EDITAL PAEX 04/2012 Vinculada à Programa

Leia mais

Interoperabilidad y Privacidad Gilson Libório Director DIE/SPCI/CGU

Interoperabilidad y Privacidad Gilson Libório Director DIE/SPCI/CGU Interoperabilidad y Privacidad Gilson Libório Director DIE/SPCI/CGU Ministro de Estado del Control y de la Transparencia Secretaría Ejecutiva Secretaría Federal de Secretaría de Prevención de la Corregidoría

Leia mais

Ficha sistematización experiencias en Educación Teológica Virtual Facultad EST, Brasil

Ficha sistematización experiencias en Educación Teológica Virtual Facultad EST, Brasil Ficha sistematización experiencias en Educación Teológica Virtual Facultad EST, Brasil 1.1.Nombre, país, sitio web 1.DATOS INSTITUCIONALES Faculdades EST, Brasil, http://www.est.edu.br 1.2.Relaciones con

Leia mais

TRABALHANDO JUNTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA TRABAJANDO JUNTOS PARA EL DESENVOLVIMIENTO DE LA INDUSTRIA

TRABALHANDO JUNTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA TRABAJANDO JUNTOS PARA EL DESENVOLVIMIENTO DE LA INDUSTRIA TRABALHANDO JUNTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA TRABAJANDO JUNTOS PARA EL DESENVOLVIMIENTO DE LA INDUSTRIA AS SOLUÇÕES ARTICULADAS DO SISTEMA FIERO, POR MEIO DO SESI E SENAI, FORAM ESPECIALMENTE

Leia mais

Mapa Estratégico de Minas Gerais

Mapa Estratégico de Minas Gerais Mapa Estratégico de Minas Gerais ORGANIZAÇÃO DAS ÁREAS DE RESULTADO => Desafios setoriais Desdobrados em: => Objetivos Estratégicos Traduzidos em: => Resultados Finalísticos: Indicadores e Metas Materializados

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Aquário 25 Dez 1939 Vênus Em Peixes 18 Jan 1940 Vênus Em Áries 12 Fev 1940 Vênus Em Touro 8 Mar 1940 Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Câncer 6 Maio 1940 Vênus Em Gêmeos 5 Jul 1940 Vênus Em

Leia mais

OPERAÇÕES DE FRETE/2011

OPERAÇÕES DE FRETE/2011 JAN (lta) 213.840 213.840 48.693,90 213.840 213.840 48.693,90 FEV 48.300 48.300 4.859,10 91.839 91.839 8.767,52 722.756 722.756 45.937,39 MAR 862.895 862.895 59.564,01 142.600 142.600 12.482,77 290.232

Leia mais

PLANO DIRETOR CICLOVIÁRIO INTEGRADO DE PORTO ALEGRE

PLANO DIRETOR CICLOVIÁRIO INTEGRADO DE PORTO ALEGRE PLANO DIRETOR CICLOVIÁRIO INTEGRADO DE PORTO ALEGRE Autores: Régulo Franquine Ferrari EPTC Empresa Pública de Transporte e Circulação Rua João Neves da Fontoura, 7, Porto Alegre, RS - fone 51.3289.4316

Leia mais

Lucha contra el cambio climático: tecnologías innovadoras para un uso eficiente de recursos y energía en restauración de viviendas sociales

Lucha contra el cambio climático: tecnologías innovadoras para un uso eficiente de recursos y energía en restauración de viviendas sociales Lucha contra el cambio climático: tecnologías innovadoras para un uso eficiente de recursos y energía en restauración de viviendas sociales (LIFE10 ENV/ES/439) Desenvolvimento de uma metodologia para quantificar,

Leia mais

29 de julho de 2014. 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte

29 de julho de 2014. 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte Mesa 1: Acessibilidade e qualidade do transporte coletivo e das calçadas de Belo Horizonte Em que medida o PlanMob-BH considerou e avançou

Leia mais

VIDEIRA 30/9/2011 14/12/2012 495 35 19 0 0 11 5 0 0 16/3/2013 21/3/2015 495 35 29 0 0 0 5 2 0 TOTAIS 70 48 0 0 11 10 2 0 DESENVOLVIMENTO WEB

VIDEIRA 30/9/2011 14/12/2012 495 35 19 0 0 11 5 0 0 16/3/2013 21/3/2015 495 35 29 0 0 0 5 2 0 TOTAIS 70 48 0 0 11 10 2 0 DESENVOLVIMENTO WEB Legenda: Pós-Graduação DESENVOLVIMENTO RURAL E AGRONEGÓCIOS EC = Em Curso TR = Trancados I = Integralizado em fase escolar (alunos estagiários) C = Concluído E = Evadido D = Desligado T = Transferido (Externo)

Leia mais

Missão: Prestar assistência de qualidade em Hematologia e Hemoterapia à população e coordenar a Hemorrede do Estado.

Missão: Prestar assistência de qualidade em Hematologia e Hemoterapia à população e coordenar a Hemorrede do Estado. Missão: Prestar assistência de qualidade em Hematologia e Hemoterapia à população e coordenar a Hemorrede do Estado. Visão: Visão: Ser Ser um um Centro Centro de de Excelência em em hematologia e hemoterapia.

Leia mais

MOÇAMBIQUE PLANO DE FORMAÇÃO 2016. O seu parceiro em formação certificada

MOÇAMBIQUE PLANO DE FORMAÇÃO 2016. O seu parceiro em formação certificada MOÇAMBIQUE PLANO DE FORMAÇÃO 201 O seu parceiro em formação certificada ESTRATÉGIA E COMPETITIVIDADE EC 001 Estratégia empresarial e planeamento estratégico FEV - SET 20-23 EC 002 Factores chaves para

Leia mais

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS

PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS Janeiro de 2014 APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Leia mais

Orçamento de Financiamento dos Recursos do Projecto

Orçamento de Financiamento dos Recursos do Projecto Jun-09 Jul-09 Ago-09 Set-09 Out-09 Nov-09 Dez-09 Jan-10 Fev-10 Mar-10 Abr-10 Mai-10 Jun-10 Ajudas de Custo TS nível 6 Ajudas de Custo TS nível 3 Advogado 0,00 2500,00 Portátil 1 + Office 1500,00 Portátil

Leia mais

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48 25/05/2015 10:59:09 Página 1 Grupo: 000894 Prazo: 084 Prazo Restante: 062 Assembleia Atual: 023 11/06/2015 Vencimento: 08/06/2015 Participantes: 600 Cotas Vagas: 000 Característica: 1 SORTEIO - 1 SORTEIO

Leia mais

Gestor(a): Desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira

Gestor(a): Desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira Gestor(a): Desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira Meta Meta 2 de 29 Meta 2 de 21 Meta 2 de 212 Meta 2 de 213 Descrição Identificar os processos judiciais mais antigos e adotar medidas concretas

Leia mais

Projeto de Representatividade

Projeto de Representatividade Projeto de Representatividade Cemig Distribuição S. A. Belo Horizonte, 02 de agosto de 2011. Projeto Representatividade Cemig Distribuição S. A. Planejamento Projeto de Representatividade Objetivo Garantir

Leia mais

QualiHosp Curso Pré-Congresso

QualiHosp Curso Pré-Congresso QualiHosp Curso Pré-Congresso Desempenho Organizacional Foco: Gestão do Desempenho da Gestão de Pessoas Reflexões teóricas e o nosso caminho no HSL... Questão-chave: Como avaliar o desempenho da gestão

Leia mais

Sistema de Pagamentos em Moedas Locais Sistema de Pagos en Monedas Locales S M L

Sistema de Pagamentos em Moedas Locais Sistema de Pagos en Monedas Locales S M L BANCO CENTRAL DE LA REPUBLICA ARGENTINA BANCO CENTRAL DO BRASIL Sistema de Pagamentos em Moedas Locais Sistema de Pagos en Monedas Locales S M L 1 Panorama Atual Panorama Actual Não há instrumentos financeiros

Leia mais

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos Proposta de Guião para uma Prova Disciplina: Espanhol, Nível de Iniciação, 11.º ano (A2) Domínio de Referência: Viajes y Transportes Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião E 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e Sociedades não Financeiras (a)

Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e Sociedades não Financeiras (a) Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e (a) Peso (b) 10 6 euros Variações homólogas (%) Dif. (p.p.) Tendência (x100) (c) Média Mensal (%) (d) 2013 2014 set/15 out/15

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Sessão de Divulgação Gestão de Energia - Novas Disposições Regulamentares, sua Articulação e Estratégias Auditório

Leia mais

PROJETO DE REFORMA, AMPLIAÇÃO E ADAPTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA FÍSICA NO 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR

PROJETO DE REFORMA, AMPLIAÇÃO E ADAPTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA FÍSICA NO 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR Governo do Estado do Amapá Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública PROJETO DE REFORMA, AMPLIAÇÃO E ADAPTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA FÍSICA NO 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR SET/2008 1. APRESENTAÇÃO

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Ciclo A2 Revisão do e Ciclo B Elaboração dos Planos de Ação Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado de Pernambuco SIMPEPE-PE IDENTIDADE ORGANIZACIONAL DO SINDICATO

Leia mais

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Mesa: Cadastro Único, Bolsa Família e Brasil sem Miséria. Cadastro Único É um mapa representativo

Leia mais

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14 31-jan-14 a - Juros 6.691.919,50 a - Juros 1.672.979,81 b - Amortização 3.757.333,97 b - Amortização 939.333,65 a - Saldo atual dos CRI Seniors (984.936.461,48) b - Saldo atual dos CRI Junior (246.234.105,79)

Leia mais

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro Mês: Janeiro 1.5 - Mês: Fevereiro 1.5 - Mês: Março 1.5 - Mês: Abril 1.5 - Mês: Maio 1.5 - Mês: Junho 1.5 - Mês: Julho 1.5 - Mês: Agosto 1.5 - Mês: Setembro 1.5 - Mês: Outubro 1.5 - Mês: Novembro 1.5 -

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA IDENTIFICAÇÃO DO PESQUISADOR Nome do pesquisador responsável MODELO DE PROJETO DE PESQUISA Instituição Titulação Departamento CPF Endereço Telefone Fax E-Mail EQUIPE COLABORADORA Nome Departamento Titulação

Leia mais

COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS. Fernando Carlos Almeida

COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS. Fernando Carlos Almeida COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS Fernando Carlos Almeida A QUESTÃO Quais os compromissos do Secretário Municipal de Finanças com a gestão financeira moderna e responsável, com a execução

Leia mais

IRRIGAÇÃO. Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax:

IRRIGAÇÃO. Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax: IRRIGAÇÃO 1. Identificação Empresa/Interessado: Endereço: Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax: E-mail: Atividade: Localização do empreendimento (Endereço): Bairro: CEP: Contato: Cargo/Função:

Leia mais

SIMPOSIO INTERAMERICANO POLITICAS Y ESTRATEGIAS PARA UNA TRANSICION EXITOSA DEL NINO HACIA LA SOCIALIZACION Y LA ESCUELA

SIMPOSIO INTERAMERICANO POLITICAS Y ESTRATEGIAS PARA UNA TRANSICION EXITOSA DEL NINO HACIA LA SOCIALIZACION Y LA ESCUELA Organización de los Estados Americanos Organização dos Estados Americanos Organisation des États américains Organization of American States SIMPOSIO INTERAMERICANO POLITICAS Y ESTRATEGIAS PARA UNA TRANSICION

Leia mais

Probio II Priorização da Biodiversidade no Setor Privado

Probio II Priorização da Biodiversidade no Setor Privado Probio II Priorização da Biodiversidade no Setor Privado Missão de Supervisão, 11 Maio 2009 Priorização da Biodiversidade no Setor Privado Necessidade de: escala regional agendas múltiplas e complementares

Leia mais

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes Universidade Federal de Goiás brasucaya@yahoo.com.br A partir del primer semestre

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DE MOBILIDADE URBANA

COMISSÃO ESPECIAL DE MOBILIDADE URBANA COMISSÃO ESPECIAL DE MOBILIDADE URBANA AUDIÊNCIA PÚBLICA A LEI DE MOBILIDADE URBANA NO BRASIL CONSTATAÇÕES E DESAFIOS AGOSTO 2013 Dr. Emilio Merino INDICE 1. Antecedentes 2. Cenários urbanos 3. A Lei 12.587/2012

Leia mais

CLIPPING 03 /07/2013

CLIPPING 03 /07/2013 CLIPPING 03 /07/2013 Fonte: Site UFCSPA Seção: Página: Data:03/07/2013 Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas visita VIVAVOZ-132 Qua, 03 de Julho de 2013 12:48 O novo titular da Secretaria Nacional

Leia mais

PLANO DE MARKETING: UMA PROPOSTA PARA A AGÊNCIA DE VIAGENS COM FOCO NO PÚBLICO SÊNIOR DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR (RS)

PLANO DE MARKETING: UMA PROPOSTA PARA A AGÊNCIA DE VIAGENS COM FOCO NO PÚBLICO SÊNIOR DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR (RS) PLANO DE MARKETING: UMA PROPOSTA PARA A AGÊNCIA DE VIAGENS COM FOCO NO PÚBLICO SÊNIOR DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR (RS) RESUMO: O objetivo deste trabalho é apresentar um Plano de Marketing para uma agência

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA DO GASTO. Brasília, 07 de fevereiro de 2012

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA DO GASTO. Brasília, 07 de fevereiro de 2012 PROGRAMA DE EFICIÊNCIA DO GASTO Brasília, 07 de fevereiro de 2012 1. IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DO GASTO Organizações Públicas Promover o bem estar da sociedade Organizações Privadas Ter lucro e ser eficiente

Leia mais

Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE

Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE _ ENQUADRAMENTO GERAL _ Gabinete de Avaliação e Promoção da Qualidade Instituto Superior de Ciências Educativas 2011, Março Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

Tema: Relatos dos seminários da RUITEM GRUPO DE TRABALHO Cidade e mobilidade na América Latina - 2012

Tema: Relatos dos seminários da RUITEM GRUPO DE TRABALHO Cidade e mobilidade na América Latina - 2012 Seminário Internacional CIDADE E MOBILIDADE PUCRS - Porto Alegre 21 a 23 de 11/2012 Tema: Relatos dos seminários da RUITEM GRUPO DE TRABALHO Cidade e mobilidade na América Latina - 2012 Prof. Acires Dias,

Leia mais

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 -

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Coordenação de Campo: Roberto Guerra SUMÁRIO

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 16/2015 Campus São João del-rei

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 16/2015 Campus São João del-rei Tema 01: GÊNERO E TIPOLOGIA TEXTUAL Para Luiz Antônio Marcuschi (2002), os gêneros textuais são artefatos culturais construídos historicamente pelo ser humano, textos materializados que usamos em nosso

Leia mais

INFORME QUANTITATIVO. Esperamos que apreciem e se orgulhem da nossa entidade tanto quanto nos orgulhamos de trabalhar em prol da nossa profissão.

INFORME QUANTITATIVO. Esperamos que apreciem e se orgulhem da nossa entidade tanto quanto nos orgulhamos de trabalhar em prol da nossa profissão. INFORME QUANTITATIVO O CRCRS possui entre suas principais atribuições, efetuar o registro, fiscalizar o exercício da profissão contábil e prover a educação continuada como forma de qualificação e valorização

Leia mais

distribuidores adubo

distribuidores adubo distribuidores adubo distribuidores>produtos abonadoras>productos centrífugos centrifugos Genericamente designado por Distribuidor de Adubos, este equipamento permite fazer adubações de fundo, de cobertura

Leia mais

Plano de Atividades Formação Profissional

Plano de Atividades Formação Profissional Plano de Atividades Profissional Página 1 de 7 2015 Elaborado: Cristina Pereira Data: 19.02.2015 Aprovado: Direção Data: 26-02-2015 Profissional Página 2 de 7 ÍNDICE Introdução... 3 Objetivos Estratégicos...

Leia mais

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM UBERLÂNDIA, MG

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM UBERLÂNDIA, MG ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM UBERLÂNDIA, MG Luciano Nogueira José Aparecido Sorratini ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE

Leia mais

Projeto Visibilidade UFG

Projeto Visibilidade UFG RELATÓRIO ANUAL ASCOM UFG 2014 Projeto Visibilidade UFG Criado em Janeiro de 2014, o Projeto Visibilidade UFG é uma iniciativa integrada das áreas de Relações Públicas e Jornalismo da Assessoria de Comunicação,

Leia mais

Code-P0. 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede de Porto Alegre. Dezembro de 2012

Code-P0. 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede de Porto Alegre. Dezembro de 2012 CodeP0 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede de Porto Alegre Dezembro de 2012 CodeP1 CODE1 Porto Alegre: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de s Referência Nov/12, Distribuição

Leia mais

Edital n o 79/2013 ANEXO III PROJETO DE PESQUISA AVALIAÇÃO

Edital n o 79/2013 ANEXO III PROJETO DE PESQUISA AVALIAÇÃO Edital n o 79/2013 ANEXO III PROJETO DE PESQUISA AVALIAÇÃO Qualidade do Projeto / Mérito Item Máximo Objetivo e Objetivos Específicos do Projeto 10 Justificativa 10 Clareza da Proposta 10 Coerência e Relevância

Leia mais

Nossos serviços e práticas

Nossos serviços e práticas Ferramentas online para identificação de características da liderança Nossos serviços e práticas Nosso propósito Transformando estratégias em realidade Nossas práticas Construindo uma organização eficaz

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORES

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORES PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORES O Projeto de Cooperação Internacional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), BRA/10/G32 Terceira Comunicação Nacional do Brasil à

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Pesquisa Mensal de Emprego Rio de Janeiro, 28 de janeiro de 2016. PME Retrospectiva 2003-2015 13 anos Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento 1 (IBGE / DPE / COREN) 1 Rio de Janeiro,

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

10.000.000,00 9.154.690,15 9.000.000,00 8.000.000,00 7.195.564,56

10.000.000,00 9.154.690,15 9.000.000,00 8.000.000,00 7.195.564,56 10.000.000,00 9.154.690,15 9.000.000,00 8.543.230,16 8.000.000,00 7.195.564,56 7.000.000,00 6.000.000,00 5.000.000,00 4.000.000,00 3.000.000,00 2.000.000,00 1.000.000,00 0,00 1.959.125,59 1.347.665,60

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e Sociedades não Financeiras (a)

Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e Sociedades não Financeiras (a) Empréstimos de Outras Instituições Financeiras Monetárias a Particulares e (a) Peso (b) 10 6 euros Variações homólogas (%) Dif. (p.p.) Tendência (x100) (c) Média Mensal (%) (d) 2013 2014 ago/15 set/15

Leia mais

ÍNDICE. O Sistema de Transporte Coletivo. A Bilhetagem Eletrônica Instrumento da Política de Mobilidade

ÍNDICE. O Sistema de Transporte Coletivo. A Bilhetagem Eletrônica Instrumento da Política de Mobilidade Abril / 2007 ÍNDICE O Sistema de Transporte Coletivo A Bilhetagem Eletrônica Instrumento da Política de Mobilidade Perspectivas Município de São Paulo Base Legal Lei nº13.241, de 13/12/2001 organiza o

Leia mais

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia 17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia Sites Corporativos São a vitrine da sua empresa. É a imagem do seu negócio para o mundo; Clientes e parceiros examinam

Leia mais

Compras de Software do Governo. eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br

Compras de Software do Governo. eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br Compras de Software do Governo eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br Modelos de Negócios O que você vende? Qual é o modelo de negócios da sua empresa? Quanto você está faturando?

Leia mais

Estrutura do PDI 2014-2018

Estrutura do PDI 2014-2018 APRESENTAÇÃO O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) além de constituir um requisito legal, tal como previsto no Artigo

Leia mais

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Manual de etiqueta no trabalho Ariane Roma e Fernando Torres

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Manual de etiqueta no trabalho Ariane Roma e Fernando Torres 17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro Manual de etiqueta no trabalho Ariane Roma e Fernando Torres A CAB Guaratinguetá Junho/2008 venceu a licitação e assinou contrato de Parceria Público Privada com

Leia mais

BACIA HIDROGRÁFICA DO LAGO GUAÍBA

BACIA HIDROGRÁFICA DO LAGO GUAÍBA SERVIÇOS DE CONSULTORIA RELATIVOS AO PROCESSO DE PLANEJAMENTO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO LAGO GUAÍBA FASE C SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE Reunião Plenária 18 de março de 2014 Comissão de Acompanhamento DRH

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS ELDA ROSA RODRIGUES RIBEIRO DA SILVA ENCURTANDO DISTÂNCIAS: UMA EXPERIÊNCIA

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO RAIAR Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS TECNOPUC Parque Científico e Tecnológico da PUCRS Porto Alegre, dezembro

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Pró-Reitoria de Extensão Projeto de Extensão NÚCLEO UNIV BH CIÊNCIAS HUMANAS PROEX-2012/7321-1S

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Pró-Reitoria de Extensão Projeto de Extensão NÚCLEO UNIV BH CIÊNCIAS HUMANAS PROEX-2012/7321-1S Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Pró-Reitoria de Extensão Projeto de Extensão Direitos Humanos e Inclusão NÚCLEO UNIV BH CIÊNCIAS HUMANAS PROE-2012/7321-1S Mapeamento Colaborativo da diversidade

Leia mais

Projeto: I Seminário para formação dos servidores da saúde em temas relacionados à política nacional de saúde do trabalhador/ Betim (MG)

Projeto: I Seminário para formação dos servidores da saúde em temas relacionados à política nacional de saúde do trabalhador/ Betim (MG) CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde Projeto: I Seminário para formação dos servidores da saúde em temas relacionados à política nacional de saúde do

Leia mais

Anexo I - Formulários Padronizados para envio dos Relatórios dos Setores Institucionais a CPA

Anexo I - Formulários Padronizados para envio dos Relatórios dos Setores Institucionais a CPA Anexos Anexo I - Formulários Padronizados para envio dos Relatórios dos Setores Institucionais a CPA SISTEMATIZAÇÃO DOS PROCESSOS DE AVALIAÇÃO COM VISTAS À AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PUC-CAMPINAS

Leia mais

Subasta Electrónica Inversa. Micro y Pequeñas Empresas

Subasta Electrónica Inversa. Micro y Pequeñas Empresas Subasta Electrónica Inversa Micro y Pequeñas Empresas Ana Maria Vieira Neto Secretária de Logística y Tecnologia de la Información agosto de 2013 Estructura de la SLTI / MP Órgano Central del SISG Órgano

Leia mais

Rua Antonio Fogaça de Almeida, s/nº - Bairro: Jardim Elza Maria, Jacareí, SP. Fone: (12) 2128-5200 e-mail: ged.jcr@ifsp.edu.br www.ifsp.edu.

Rua Antonio Fogaça de Almeida, s/nº - Bairro: Jardim Elza Maria, Jacareí, SP. Fone: (12) 2128-5200 e-mail: ged.jcr@ifsp.edu.br www.ifsp.edu. Campus JACAREÍ - Curso Técnico em Administração e Técnico JANEIRO: 01 - Dia Mundial da Paz (Confraternização Universal) - Feriado. 02 a 31 - Férias Docentes 22 a 28 - Matrícula - 1ª Chamada FEVEREIRO:

Leia mais

PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN

PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN PONENTE: D. EDUARD RIUS - DIRECTOR DE SERVICIOS HOSPITALARIOS ACCIONA INSTITUTO ESPAÑOL

Leia mais