Estudo Exploratório para Avaliação de uma Ferramenta de Gerência de Projetos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo Exploratório para Avaliação de uma Ferramenta de Gerência de Projetos"

Transcrição

1 Estudo Exploratório para Avaliação de uma Ferramenta de Gerência de Projetos Juliana Alves Pereira, Eduardo Figueiredo Depto de Ciências da Computação, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Belo Horizonte MG Brasil Resumo. O desenvolvimento de software necessita de ferramentas para apoiar a gerência de projetos específicos. Existem dezenas de ferramentas para gerência de projetos no mercado. Entretanto, profissionais têm dificuldades em escolher a ferramenta mais apropriada devido à ausência de estudos que avaliem os fatores positivos e negativos destas ferramentas. Este artigo apresenta a avaliação de uma ferramenta de gerência de projetos chamada iteamwork. A ferramenta iteamwork é gratuita e disponível online via uma interface Web. Além disso, ela inclui funcionalidades típicas para gerência de projetos encontradas em outras ferramentas, como alocação de pessoas aos projetos, criação e alocação tarefas. Para avaliação da ferramenta, foi projetado e executado um estudo exploratório nos quais 29 alunos de graduação usaram a ferramenta. Os resultados dos estudos indicam os pontos positivos e negativos da ferramenta. Abstract. Software development tools support the management of specific software projects. There are many tools for project management available. However, it is hard to choose the most appropriate tool due to lack of studies that assess the positive and negative effects of these tools. This paper presents an evaluation of a project management tool called iteamwork. iteamwork is free and available online via a Web interface. It also includes typical functionalities of many other project management tools, such as hiring people to projects, creating and allocating tasks. For evaluation, we designed and executed an exploratory study in which 29 undergraduate students used the tool. The study results indicate the positive and negative factors of the tool. 1. Introdução Gerenciamento de projetos é crucial para que todas as atividades planejadas sejam efetivamente executadas [Lientz and Swanson 1980]. Existem inúmeras ferramentas para apoiar a gerência de sistemas de software [Chatfield and Johnson 2010] [iteamwork 2012]. Entretanto, ainda são escassos os trabalhos com enfoque na avaliação destas ferramentas para apoiar a tarefa de escolha da ferramenta mais apropriada por parte de um gerente de projeto. Assim, este trabalho aborda conceitos de gerência de projeto e tem como objetivo a avaliação da ferramenta iteamwork. Esta ferramenta é uma ferramenta gratuita e online que apóia o trabalho colaborativo no qual

2 o gerente pode definir projetos e tarefas, atribuir pessoal, rastrear e ver listas de afazeres, entre outras funções. Ela mantém a gestão de tarefas simples, proporcionando uma visão global do status do projeto e apoiado cada atividade realizada por um sistema de notificação de . Para avaliar a ferramenta, foi projetado e executado um estudo exploratório para obter informação sobre potencias cenários para adoção ou não da ferramenta iteamwork em projetos de software. O objetivo do estudo foi investigar a satisfação dos usuários de iteamwork. No total, 29 pessoas em duas turmas participaram deste estudo. Os participantes são estudantes de graduação com diferentes históricos e variados níveis de experiência em desenvolvimento de software. Neste estudo, os participantes tiveram que responder a um questionário que nos permitiu levantar pontos positivos e negativos da ferramenta iteamwork em tarefas de gerência de projetos [iteamwork 2012]. Por exemplo, como ponto positivo, uma grande parte dos participantes indicou a interface amigável e intuitiva. Uma limitação da ferramenta iteamwork observada no estudo é que o cliente não consegue acompanhar o andamento das atividades. Este tipo de informação oferecem sugestões de melhorias aos proprietários da ferramenta. O restante deste artigo está organizado da seguinte forma. A Seção 2 discute ferramentas para gerência de projetos, inclusive a ferramenta iteamwork objetivo deste estudo. A Seção 3 reporta os resultados do estudo exploratório para avaliar a ferramenta. Finalmente, a Seção 4 conclui este trabalho e aponta direções para trabalhos futuros. 2. Gerência de Projetos com iteamwork Esta seção apresenta uma revisão de conceitos embutidos em ferramentas para gerência de projetos de software e a ferramenta iteamwork utilizada para realização deste estudo. Existem diversas ferramentas [Chatfield and Johnson 2010] [iteamwork 2012] [JxProject 2012]0 para apoiar a gerência de projetos de software, tanto no desenvolvimento tradicional quando em métodos ágeis [Cohn 2004]. Por exemplo, o iteamwork [iteamwork 2012] é uma ferramenta para gerência de projetos baseados em processos tradicionais (não ágeis) de desenvolvimento de software. Como exemplos de ferramentas semelhantes, podemos citar: MS Project [Chatfield and Johnson 2010], JxProject [JxProject 2012], GanttProject [GanttProject 2012], entre outras. O MS Project [Chatfield and Johnson 2010] é um software para gestão de projetos. A interface da ferramenta MS Project é mostrada na Figura 1. Esta ferramenta é utilizada para planejar, programar e representar graficamente as informações sobre projetos. São vários os focos do MS Project: tempo (datas, duração do projeto, calendário de trabalho), modelo probabilístico (para cálculos relacionados ao planejamento), diagrama da rede, Gráfico de Gantt, custos e uma gama de relatórios. O jxproject mostrado na Figura 2 [JxProject 2012] é uma ferramenta de código fonte aberto. Ela provê funcionalidades simples e eficientes para o gerenciamento de projetos de software. São várias as atividades disponíveis na ferramenta, tais como inserção de tarefas, definição da porcentagem já concluída do projeto, horas trabalhadas, dias totais de duração. Além disto, a ferramenta permite vincular seus projetos, deixando-os atualizados de maneira simultânea. Através do jxproject você pode

3 imprimir mapas e tabelas com ajustes de escalas, facilitando ainda mais a análise sobre o projeto realizado. Figura 1 Interface MS Project Figura 2 Interface jxproject O GanttProject [GanttProject 2012] oferece suporte ao idioma português do Brasil. A Figura 3 ilustra a interface da ferramenta GanttProject. Como pode ser observado nesta figura, a interface desta ferramenta é bem organizada e limpa. Além disso, a ferramenta permite a adição de tarefas com suas respectivas datas, cadastro de pessoas envolvidas no desenvolvimento das tarefas, além de possuir a capacidade de gerar gráficos de Gantt de tal forma a facilitar a compreensão da evolução de seu projeto.

4 Figura 3 Interface GanttProject O iteamwork [iteamwork 2012] foi escolhido para ser avaliado neste artigo como representante de ferramentas para gerência de projetos. Várias razões motivaram a escolha desta ferramenta. Primeiro, iteamwork é um ferramenta gratuita muito utilizada para gerência de pequenos projetos de software. Além disso, ela possui uma interface Web simples e intuitiva. Ademais, o iteamwork é uma ferramenta bem mais madura que outras ferramentas gratuitas avaliadas para pequenos projetos de software como Scrumming [Scrumming 2012]. A Figura 4 mostra uma das telas da ferramenta iteamwork. A ferramenta disponibiliza uma interface Web com opções para criar projetos e tarefas de forma simples, i.e., sem necessidade muitas interações. Com esta ferramenta, o usuário pode criar pequenos projetos de software e tarefas ilimitadas. Por ser online, a ferramenta iteamwork não requer a instalação de nenhum software na máquina do usuário (exceto um navegador Web padrão). Por outro lado, uma limitação da ferramenta é a de não possuir controle de acesso através de perfis, tais como, gerentes, desenvolvedores e clientes. Desta forma, todos os usuários da ferramenta têm acesso a todas as funcionalidades disponíveis. 3. Estudo de Avaliação da Ferramenta Esta seção apresenta resultados de um estudo com 29 participantes, todos alunos de Graduação em Sistemas de Informação e Ciência da Computação. O objetivo do estudo é avaliar a ferramenta iteamwork. A Seção 3.1 descreve detalhes do estudo e dos participantes. A Seção 3.2 reporta e discute os resultados do estudo. A Seção 3.3 discute algumas limitações e ameaças à validade do estudo Configuração do Estudo Este estudo foi primariamente qualitativo no qual 29 alunos de graduação em Sistemas de Informação e Ciência da Computação utilizaram a ferramentas iteamwork. Os participantes desempenharam uma tarefa que simula o gerenciamento de um projeto de

5 software. Após completarem a tarefa, cada participante emitiu sua opinião sobre o que gostou e o que não gostou na ferramenta utilizada (uma quantidade livre de opiniões poderia ser citada por cada um dos alunos). A ferramenta iteamwork foi escolhida por ser gratuita e bastante adotada por profissionais em pequenos projetos de software. Além disso, sua interface Web é simples o que facilita a utilização por usuários que não estão familiarizados com a ferramenta. Figura 4 Tela da ferramenta iteamwork. A utilização da ferramenta iteamwork foi no escopo de uma disciplina de graduação de Engenharia de Software, oferecida para alunos do 6º ao 8º períodos dos cursos de Sistemas de Informação e Ciências da Computação. Portanto, os participantes são estudantes mais maduros que compreendem razoavelmente bem os conceitos e processos relacionados a gerência de projetos. Eles utilizaram a ferramenta após assistirem a quatro horas-aulas sobre processos de software. Em tais aulas, foram apresentados vários modelos de ciclo de vida utilizados durante o processo de desenvolvimento (por exemplo, Modelo Cascata [Sommerville 2011] e Modelo Incremental [Sommerville 2011]), assim como métodos ágeis (por exemplo, Programação Extrema [Beck 2004] e Scrum [Cockburn 2006]). Neste caso, os alunos tiveram a liberdade para simular um dos processos de sua preferência, apresentados na disciplina, usando os recursos da ferramenta iteamwork. Foram elaborados e distribuídos roteiros explicativos sobre as tarefas que eles iriam desempenhar. Além disso, para auxiliar os participantes na navegação pela ferramenta, foi dado um tutorial de 15 minutos sobre as funcionalidades básicas que cada participante iria utilizar. Todos os participantes efetuaram individualmente sua tarefa e responderam a duas perguntas em um intervalo de 85 minutos. Ou seja, o tempo total do experimento foi de 100 minutos (15+85).

6 Após receberem as instruções, os participantes criaram um projeto de software fictício usando a ferramenta em questão. O tema do projeto foi único a todos os participantes Sistema Bancário e teve o objetivo de motivar o uso das diversas funcionalidades da ferramenta. Ao final da atividade, os participantes foram solicitados a responder as duas perguntas: (i) O que você mais gostou na ferramenta iteamwork? e (ii) O que você menos gostou na ferramenta iteamwork? 3.2. Resultados e Discussões Esta seção reporta e discute as experiências dos 29 participantes que utilizaram a ferramenta iteamwork neste estudo. A Figura 5 mostra dois gráficos com a distribuição das impressões positivas (esquerda) e negativas (direita) dos participantes. Em ambos os gráficos, o eixo Y indica o número de pessoas que citaram um determinado item como positivo ou negativo. Por exemplo, mais da metade dos participantes do estudo (15 de 29) citaram a interface amigável e intuitiva da ferramenta iteamwork como um ponto positivo. Respostas deste grupo de pessoas podem ser representadas pelo participante que afirmou o seguinte: o iteamwork permite a criação de tarefas, inserção de usuários e monitoração de tarefas de uma maneira fácil e intuitiva. Outros pontos bastante citados (6 pessoas) como positivos no iteamwork foram (i) ambiente colaborativo, (ii) visão global do projeto e (iii) notificações via . Pontos Positivos (iteamwork) Pontos Negativos (iteamwork) Interface simples e intuitiva Uma tarefa não pode ser associada a mais de uma pessoa Figura 5 Distribuição de pontos positivos e pontos negativos do iteamwork. Em relação aos pontos negativos da ferramenta iteamwork, a Figura 5 (lado direito) mostra que 18 dos 29 participantes não gostaram do fato da ferramenta não permitir que uma tarefa possa ser associada a mais de uma pessoa. Por exemplo, um participante que observou esta deficiência do iteamwork afirmou que um ponto negativo é a impossibilidade (ou, se possível, é pouco intuitivo) de alocar mais de um membro da equipe a uma tarefa. Este problema deve ser considerado e analisado pelos mantenedores do iteamwork, podendo ser corrigido em futuras versões da ferramenta. Entretanto, apesar de observarem o problema, muitos participantes conseguiram contorná-lo duplicando uma tarefa de tal forma que as cópias sejam associadas a diferentes membros da equipe do projeto. Outros pontos negativos frequentemente citados pelos participantes foram: interface pobre e confusa em alguns pontos (indicado por 12 pessoas) e inconsistência das datas permitidas pela ferramenta (indicado por 8 pessoas). Por exemplo, um

7 participante reportou que a interface gráfica poderia ser melhorada e que, em alguns casos, tarefas aparecem duplicadas para um desenvolvedor. Em relação ao problema com as datas, os participantes identificaram que (i) não é possível especificar a data de início das tarefas, (ii) a ferramenta permite datas inválidas (e.g., 31 de setembro), (iii) o calendário só permite alocar tarefas até o ano seguinte (2013). Os participantes também observaram que faltam recursos importantes na ferramenta iteamwork para efetiva gerência de projetos, tal como um diagrama de Gantt e a incorporação de conceitos do método ágil Scrum [Cockburn 2006]. Este método ágil vem sendo muito utilizado e aceito para a gerência de pequenos projetos de software Limitações e Ameaças à Validade Esta seção discute algumas possíveis limitações e ameaças à validade do estudo. Para cada problema identificado, são relatadas as ações tomadas para minimizar seu impacto nos resultados do estudo. Uma possível ameaça é a randômica heterogeneidade dos participantes (validade de conclusão [Wohlin 2000]), pois não seguimos nenhuma metodologia rigorosa para selecioná-los. Os participantes do estudo foram alunos de graduação de uma disciplina de Engenharia de Software. Os dados de todos os participantes disponíveis foram usados e, portanto, pode-se considerar uma escolha randômica. Reconhecemos que existem inúmeras ferramentas para gerência de projetos de software (validade externa [Wohlin 2000]). Entretanto, a escolha pela ferramenta iteamwork foi motivada por ser gratuita e bastante adotada por profissionais em pequenos projetos de software, como discutido na Seção 2. Em relação à validade de construção [Wohlin 2000], pode-se considerar como possível ameaça (i) explicação inadequada dos procedimentos do estudo e (ii) baixa confiabilidade estatística. Participantes podem não ter entendido completamente as instruções de uso da ferramenta, causando ruído nos resultados. Por exemplo, eles podem ter apontado como ponto negativo da ferramenta alguma funcionalidade que eles não conseguiram usar por falta de treinamento. Para minimizar este problema, revisamos em pares as respostas dos participantes e ignoramos tais ruídos. Quanto à confiabilidade estatística, não aplicamos nenhum método estatístico rigoroso na análise dos dados. De fato, não é nosso objetivo fazer um estudo quantitativo dos dados. Este primeiro estudo exploratório tem o objetivo de levantar possíveis pontos de comparação entre a ferramenta avaliada com outras ferramentas de gerência de projetos. 4. Conclusões e Trabalhos Futuros Uma característica necessária aos profissionais de desenvolvimento de software é a capacidade de lidar com múltiplas tarefas. Entretanto, organizar datas e conteúdo de diversos projetos simultaneamente é bem complicado. Para tentar resolver este problema, surgem diversas ferramentas que oferecem recursos para a organização das tarefas, ou seja, para o gerenciamento adequado dos projetos, estipulando metas e acompanhando o atendimento aos requisitos. Contudo, os profissionais têm dificuldades em escolher a ferramenta mais apropriada devido à ausência de estudos que avaliem fatores positivos e negativos destas ferramentas. Como meio de orientar os profissionais durante a escolha de uma ferramenta que satisfaça suas expectativas, este trabalho fez uma avaliação da ferramenta iteamwork para gerenciamento de projetos.

8 Neste estudo, foram obtidas respostas de 29 participantes quanto aos pontos positivos e negativos da ferramenta. Os resultados indicaram que a maioria dos participantes achou a interface da ferramenta intuitiva e amigável. iteamwork mantém a gestão de tarefas simples, proporcionando uma visão global do andamento do projeto e apoiando cada passo realizado nos projetos por um sistema de notificação por . Por outro lado, os participantes criticaram negativamente o fato de a ferramenta não permitir alocar mais de um membro da equipe a uma tarefa. Os pontos negativos levantados pelos participantes indicam oportunidades para futuras melhorias na ferramenta iteamwork. Como trabalho futuro, pretende-se realizar um experimento controlado (ou semi-controlado) para avaliar outras facetas desta e de outras ferramenta para gerência de projetos de software. Agradecimentos Este trabalho recebeu apoio financeiro da FAPEMIG, processos APQ e APQ , e do CNPq processo / Referências Beck, K. (2004) Extreme Programming Explained: Embrace Change, 2 ed. Addison Wesley. Buschman, F.; Meunier, R.; Rohnert, H.; Sommerland, P.; Stal, M. (1996) Pattern- Oriented Software Architecture: A System of Patterns, John Wiley & Sons. Chatfield, C.; Johnson, T. (2010) Microsoft Project 2010 Step by Step, 1 ed. Microsoft Press. Cockburn, A. (2006) Agile Software Development: The Cooperative Game, 2 ed. Addison-Wesley Professional. Cohn, M. (2004) User Stories Applied: For Agile Software Development, 1 ed. Addison-Wesley. GanttProject. (2012) Acessado 14/08/2012. iteamwork. (2012) Acessado 02/01/2012. JxProject. (2012) Acessado 14/08/2012. Lientz, B.; Swanson, E. (1980) Software Maintenance Management. Addison Wesley Reading. Pressman, R. S. (2006) Engenharia de Software, 6 ed. McGraw Hill. Scrumming. (2012) Acessado 02/01/2012. Sommerville, Ian. (2011) Engenharia de Software, 9ª Edição. Pearson Education. Wohlin, C. et al. (2000) Experimentation in Software Engineering - An Introduction. Kluwer Academic Publishers.

VISÃO SISTÊMICA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS PARA WEB

VISÃO SISTÊMICA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS PARA WEB VISÃO SISTÊMICA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS PARA WEB Rogério Fernandes da Costa Professor especialista Faculdade Sumaré rogerio.fernandes@sumare.edu.br Resumo: O presente estudo tem como objetivo abordar

Leia mais

AUTOR: DAVID DE MIRANDA RODRIGUES CONTATO: davidmr@ifce.edu.br CURSO FIC DE PROGRAMADOR WEB VERSÃO: 1.0

AUTOR: DAVID DE MIRANDA RODRIGUES CONTATO: davidmr@ifce.edu.br CURSO FIC DE PROGRAMADOR WEB VERSÃO: 1.0 AUTOR: DAVID DE MIRANDA RODRIGUES CONTATO: davidmr@ifce.edu.br CURSO FIC DE PROGRAMADOR WEB VERSÃO: 1.0 SUMÁRIO 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 O que é Software?... 3 1.2 Situações Críticas no desenvolvimento

Leia mais

Engenharia de Software: conceitos e aplicações. Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc tiagodemelo@gmail.com

Engenharia de Software: conceitos e aplicações. Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc tiagodemelo@gmail.com Engenharia de Software: conceitos e aplicações Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc tiagodemelo@gmail.com 1 Objetivos da aula Apresentar os conceitos de Engenharia de Software e explicar a sua importância.

Leia mais

Requisitos de Software. Teresa Maciel DEINFO/UFRPE

Requisitos de Software. Teresa Maciel DEINFO/UFRPE Requisitos de Software Teresa Maciel DEINFO/UFRPE 1 Requisito de Software Características que o produto de software deverá apresentar para atender às necessidades e expectativas do cliente. 2 Requisito

Leia mais

A Disciplina Gerência de Projetos

A Disciplina Gerência de Projetos A Disciplina Gerência de Projetos Atividades, Artefatos e Responsabilidades hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar atividades da disciplina Gerência de Projetos Discutir os artefatos e responsáveis envolvidos

Leia mais

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007 1 Inicie um novo Antes de começar um novo, uma organização deve determinar se ele se enquadra em suas metas estratégicas. Os executivos

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS CMMI E METODOLOGIAS ÁGEIS Os métodos de desenvolvimento Ágeis e

Leia mais

RESUMO: APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO ESTUDO DE CASO:

RESUMO: APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO ESTUDO DE CASO: MÉTRICAS PARA ESTIMATIVA DE SOFTWARES EM QUE SE APLICAM METODOLOGIA ÁGIL Juliana Cotta Ferreira RESUMO: A engenharia de software discute-se muito sobre métricas, devido à sua importância para acompanhar

Leia mais

Autor(es) BARBARA STEFANI RANIERI. Orientador(es) LUIZ EDUARDO GALVÃO MARTINS, ANDERSON BELGAMO. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1.

Autor(es) BARBARA STEFANI RANIERI. Orientador(es) LUIZ EDUARDO GALVÃO MARTINS, ANDERSON BELGAMO. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. 19 Congresso de Iniciação Científica ESPECIFICAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DE UMA FERRAMENTA AUTOMATIZADA DE APOIO AO GERSE: GUIA DE ELICITAÇÃO DE REQUISITOS PARA SISTEMAS EMBARCADOS Autor(es) BARBARA STEFANI

Leia mais

Prof. Luiz A. Nascimento. As práticas denominadas ágeis vêm sendo cada vez mais utilizadas na gerência de projetos de software.

Prof. Luiz A. Nascimento. As práticas denominadas ágeis vêm sendo cada vez mais utilizadas na gerência de projetos de software. Prof. Luiz A. Nascimento As práticas denominadas ágeis vêm sendo cada vez mais utilizadas na gerência de projetos de software. Porque metodologias ágeis? A história dos fracassos no desenvolvimento de

Leia mais

Utilizando uma ferramenta de gerência de projetos para auxiliar no ensino de Engenharia de Software

Utilizando uma ferramenta de gerência de projetos para auxiliar no ensino de Engenharia de Software Utilizando uma ferramenta de gerência de projetos para auxiliar no ensino de Engenharia de Software Valéria Lelli Leitão 1 Rossana Maria de Castro Andrade Departamento de Computação Universidade Federal

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam tratar da identificação bem como do estabelecimento de uma estrutura organizacional apropriada ao

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE I

ENGENHARIA DE SOFTWARE I ENGENHARIA DE SOFTWARE I Prof. Cássio Huggentobler de Costa [cassio.costa@ulbra.br] Twitter: www.twitter.com/cassiocosta_ Agenda da Aula (002) Metodologias de Desenvolvimento de Softwares Métodos Ágeis

Leia mais

Fatores Críticos de Sucesso em GP

Fatores Críticos de Sucesso em GP Fatores Críticos de Sucesso em GP Paulo Ferrucio, PMP pferrucio@hotmail.com A necessidade das organizações de maior eficiência e velocidade para atender as necessidades do mercado faz com que os projetos

Leia mais

02/10/2012. Padronização de interfaces. Referências

02/10/2012. Padronização de interfaces. Referências Referências Engenharia de Usabilidade Prof.: Clarindo Isaías Pereira da Silva e Pádua Contribuição: Cláudio Márcio de Souza Vicente Gestus Hix, D.; Hartson, H. R. Developing User Interfaces: ensuring usability

Leia mais

extreme Digital Television (XDTv): um método Ágil para o Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital.

extreme Digital Television (XDTv): um método Ágil para o Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital. APÊNDICES A seguir são exibidos os documentos, formulários e questionários que contribuíram para a elaboração da tese, denominada: XDTv: um método Ágil para o Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital.

Leia mais

Qualidade de Software. Qualidade de Software. Adequado à Especificação. Alguns Atributos de Qualidade. Equipe de Qualidade

Qualidade de Software. Qualidade de Software. Adequado à Especificação. Alguns Atributos de Qualidade. Equipe de Qualidade DCC / ICEx / UFMG Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo A qualidade de software tem se aprimorado nos últimos 15 anos Empresas têm adotado novas técnicas Orientação a objetos se difundiu

Leia mais

UMA PROSTA DE ADEQUAÇÃO DO MS VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM (VSTS) PARA O MPS.BR NÍVEIS F e G

UMA PROSTA DE ADEQUAÇÃO DO MS VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM (VSTS) PARA O MPS.BR NÍVEIS F e G 1082 X Salão de Iniciação Científica PUCRS UMA PROSTA DE ADEQUAÇÃO DO MS VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM (VSTS) PARA O MPS.BR NÍVEIS F e G Agner Macedo Paiva, Bernardo Copstein (orientador) FACIN, PUCRS, Centro

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio 32 3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio Este capítulo apresenta o framework orientado a aspectos para monitoramento e análise de processos de negócio

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Universidade São Judas Tadeu Profª Dra. Ana Paula Gonçalves Serra Engenharia de O Processo Uma Visão Genérica Capítulo 2 (até item 2.2. inclusive) Engenharia de - Roger Pressman 6ª edição McGrawHill Capítulo

Leia mais

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Resumo. Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Autor: Danilo Humberto Dias Santos Orientador: Walteno Martins Parreira Júnior Bacharelado em Engenharia da Computação

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo 5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo Este estudo teve como objetivo contribuir para a compreensão do uso das mídias sociais, como principal ferramenta de marketing da Casar é Fácil, desde o momento da sua

Leia mais

REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Software Sequencia de Instruções a serem seguidas ou executadas Dados e rotinas desenvolvidos por computadores Programas

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS Lilian R. M. Paiva, Luciene C. Oliveira, Mariana D. Justino, Mateus S. Silva, Mylene L. Rodrigues Engenharia de Computação - Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Leia mais

Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619

Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619 Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2 Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619 Engenharia de Software Objetivo da aula Depois desta aula você terá uma revisão sobre o

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Calendário das Aulas 12/08 19/08 26/08 02/09 06/09 Atividade Extra 09/09 16/09 23/09 30/09 07/10 - Avaliação

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial 1 1. DOTPROJECT O dotproject é um software livre de gerenciamento de projetos, que com um conjunto simples de funcionalidades e características, o tornam um software indicado para implementação da Gestão

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Projeto SIAC 2.0: Uma aplicação do framework Demoiselle para o desenvolvimento de Sistema de Informações Acadêmicas da UFBA (SIAC)

Projeto SIAC 2.0: Uma aplicação do framework Demoiselle para o desenvolvimento de Sistema de Informações Acadêmicas da UFBA (SIAC) Projeto SIAC 2.0: Uma aplicação do framework Demoiselle para o desenvolvimento de Sistema de Informações Acadêmicas da UFBA (SIAC) André Luís Monteiro P. dos Santos 1, Fernando Cezar Borges 1, Leandro

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo Parte 1 QUALIDADE DE SOFTWARE PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio

Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS / INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio Professor: Clarindo Isaías Pereira

Leia mais

Requisitos para Gestão de Requisitos no Desenvolvimento de Software que Utilizam Prática Ágeis

Requisitos para Gestão de Requisitos no Desenvolvimento de Software que Utilizam Prática Ágeis Requisitos para Gestão de Requisitos no Desenvolvimento de Software que Utilizam Prática Ágeis Abstract. Resumo. 1. Introdução Vinicius A. C. de Abreu 1 Departamento de Ciência da Computação - DCC Universidade

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA CRONOGRAMAÇÃO NA GERÊNCIA DE PROJETO E PROTOTIPAGEM NA VALIDAÇÃO DE REQUISITOS

UTILIZAÇÃO DA CRONOGRAMAÇÃO NA GERÊNCIA DE PROJETO E PROTOTIPAGEM NA VALIDAÇÃO DE REQUISITOS UTILIZAÇÃO DA CRONOGRAMAÇÃO NA GERÊNCIA DE PROJETO E PROTOTIPAGEM NA VALIDAÇÃO DE REQUISITOS Ademilson Ângelo Cabral Discente do curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Faculdades Integradas

Leia mais

Test-Module: uma ferramenta para gerenciamento de testes de software integrada ao FireScrum

Test-Module: uma ferramenta para gerenciamento de testes de software integrada ao FireScrum Test-Module: uma ferramenta para gerenciamento de testes de software integrada ao FireScrum Audrey B. Vasconcelos, Iuri Santos Souza, Ivonei F. da Silva, Keldjan Alves Centro de Informática Universidade

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES Implementação MPS.BR 26 de maio de 2008 4 horas de duração e-mail: (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO: Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Nota INSTRUÇÕES Para a maioria das questões você tem mais de uma opção e

Leia mais

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML...

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML... 1 Sumário 1 Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 3 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Termo de Abertura Sistema de Vendas de Pizzas Online (PizzaWeb) - Versão 1.0

Termo de Abertura Sistema de Vendas de Pizzas Online (PizzaWeb) - Versão 1.0 Termo de Abertura Sistema de Vendas de Pizzas Online (PizzaWeb) - Versão 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Montar o Termo de Abertura.

Leia mais

Unidade II. Outras ferramentas que também auxiliam o gerenciamento de projetos são: WBS, gráficos Gantt, PERT/CPM, ECD, entre outros.

Unidade II. Outras ferramentas que também auxiliam o gerenciamento de projetos são: WBS, gráficos Gantt, PERT/CPM, ECD, entre outros. GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Unidade II 2 FERRAMENTAS PARA GESTÃO DE PROJETOS A gestão de projeto como já visto no capítulo anterior é uma tarefa trabalhosa que requer muito controle. Assim, para ajudar

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

Capítulo 25. Gerenciamento de Configuração. Engenharia de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D.

Capítulo 25. Gerenciamento de Configuração. Engenharia de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D. Capítulo 25 Gerenciamento de Configuração slide 624 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Tópicos abordados Gerenciamento de mudanças Gerenciamento de versões Construção de sistemas

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 A ISO 9000-3 é um guia para a aplicação da ISO 9001 para o desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software. As

Leia mais

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Mauricio Fiorese 1, Alessandra Zoucas 2 e Marcello Thiry 2 1 JExperts

Leia mais

Proposta de um método para auditoria de projetos de desenvolvimento de software iterativo e incremental

Proposta de um método para auditoria de projetos de desenvolvimento de software iterativo e incremental Proposta de um método para auditoria de projetos de desenvolvimento de software iterativo e incremental Francisco Xavier Freire Neto 1 ; Aristides Novelli Filho 2 Centro Estadual de Educação Tecnológica

Leia mais

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação CobiT 5 Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? 2013 Bridge Consulting All rights reserved Apresentação Sabemos que a Tecnologia da

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Metodologias Ágeis para Desenvolvimento de Software

Metodologias Ágeis para Desenvolvimento de Software Metodologias Ágeis para Desenvolvimento de Software ADRIANA TAVARES FIGUEIREDO Graduaçao em Licenciatura para Computação UNILASALLE RJ / 2006 Pós Graduada em Design Estratégico e MKT Management ESPM RJ

Leia mais

Engenharia da Computação. Tópicos Avançados em Engenharia de Software. Aula 1

Engenharia da Computação. Tópicos Avançados em Engenharia de Software. Aula 1 Engenharia da Computação Tópicos Avançados em Engenharia de Software Aula 1 (22/02) mario.godoy@univasf.edu.br http://www.univasf.edu.br/~mario.godoy/ Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF

Leia mais

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Residência em Arquitetura de Software Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Desenvolvimento 2008.2 Faculdade de Computação

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

Ferramenta Colaborativa para Groupware

Ferramenta Colaborativa para Groupware Ferramenta Colaborativa para Groupware Rodolpho Brock UFSC Universidade Federal de Santa Catarina INE Deparrtamento de Informática e Estatística Curso de Graduação em Sistema de Informação rbrock@inf.ufsc.br

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE Planejamento e Gerenciamento Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução; Pessoas, Produto, Processo e Projeto; Gerência de

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

Plano de Projeto G Stock. G Stock. Plano de Projeto. Versão 1.0

Plano de Projeto G Stock. G Stock. Plano de Projeto. Versão 1.0 Plano de Projeto G Stock Plano de Projeto G Stock Versão 1.0 Histórico das Revisões Data Versão Descrição Autores 10/09/2010 1.0 Descrição inicial do plano de projeto Denyson José Ellís Carvalho Isadora

Leia mais

PROJETO DE FÁBRICA DE SOFTWARE

PROJETO DE FÁBRICA DE SOFTWARE FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE Departamento de Sistemas de Informação PROJETO DE FÁBRICA DE SOFTWARE Denise Xavier Fortes Paulo Afonso BA Agosto/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PERFIS FUNCIONAIS...

Leia mais

APLICAÇÃO DE SCRUM NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PARA O PROGRAMA DE MONITORAMENTO DO CLIMA ESPACIAL (INPE) - ESTUDO DE CASO. André A.

APLICAÇÃO DE SCRUM NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PARA O PROGRAMA DE MONITORAMENTO DO CLIMA ESPACIAL (INPE) - ESTUDO DE CASO. André A. APLICAÇÃO DE SCRUM NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PARA O PROGRAMA DE MONITORAMENTO DO CLIMA ESPACIAL (INPE) - ESTUDO DE CASO André A. de Souza Ivo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Brasil,

Leia mais

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7. Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.5, 7.5.1, 7.5.2, 7.6, 7.6.1, 7.6.2 Exercícios 7 Competência

Leia mais

Gerenciamento de Projetos com ProjectOpen

Gerenciamento de Projetos com ProjectOpen Gerenciamento de Projetos com ProjectOpen Atualmente o sucesso de uma empresa pode ser determinado por sua eficiência no gerenciamento de projetos que define sua capacidade de entregar projetos dentro

Leia mais

Análise de Escopo e Planejamento no Desenvolvimento de Software, sob a Perspectiva Ágil

Análise de Escopo e Planejamento no Desenvolvimento de Software, sob a Perspectiva Ágil Análise de Escopo e Planejamento no Desenvolvimento de Software, sob a Perspectiva Ágil Roberto Costa Araujo Orientador: Cristiano T. Galina Sistemas de Informação Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Leia mais

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Exame simulado IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Edição Novembro, 2013 Copyright 2013 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied

Leia mais

Project Management 2/3/2010. Objetivos. Gerencia de Projetos de SW

Project Management 2/3/2010. Objetivos. Gerencia de Projetos de SW Project Management Objetivos Explicar as principais tarefas de um Gerente de Projeto Introdução à gerência de um projeto de desenvolvimento de software e suas características Planejamento de projeto e

Leia mais

Introdução à. Engenharia de Software. Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.

Introdução à. Engenharia de Software. Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu. "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software Introdução à Engenharia de Software Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

Tópicos Especiais em Engenharia de Software

Tópicos Especiais em Engenharia de Software Tópicos Especiais em Engenharia de Software andre@faccamp.br Ian Sommerville 2000 - Software Engineering, 6th edition Slide 1 Tópicos Especiais em Engenharia de Software Gerenciamento de Projeto de Software

Leia mais

MÓDULO 9 METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

MÓDULO 9 METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MÓDULO 9 METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS O termo metodologia não possui uma definição amplamente aceita, sendo entendido na maioria das vezes como um conjunto de passos e procedimentos que

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO ANALISTA DE SISTEMA ÊNFASE GOVERNANÇA DE TI ANALISTA DE GESTÃO RESPOSTAS ESPERADAS PRELIMINARES

CONCURSO PÚBLICO ANALISTA DE SISTEMA ÊNFASE GOVERNANÇA DE TI ANALISTA DE GESTÃO RESPOSTAS ESPERADAS PRELIMINARES CELG DISTRIBUIÇÃO S.A EDITAL N. 1/2014 CONCURSO PÚBLICO ANALISTA DE GESTÃO ANALISTA DE SISTEMA ÊNFASE GOVERNANÇA DE TI RESPOSTAS ESPERADAS PRELIMINARES O Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás

Leia mais

Fundamentos de Teste de Software

Fundamentos de Teste de Software Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Fundamentos de Teste de Software Módulo 2- Teste Estático e Teste Dinâmico Aula 3 Teste Estático SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. Definição... 3 2. Custo Versus Benefício...

Leia mais

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1 DESAFIO Um dos maiores avanços percebidos pela área de qualidade de software foi comprovar que a qualidade de um produto final (software) é uma consequência do processo pelo qual esse software foi desenvolvido.

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Aula 1 Ementa Fases do Ciclo de Vida do Desenvolvimento de Software, apresentando como os métodos, ferramentas e procedimentos da engenharia de software, podem

Leia mais

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Objetivo dessa aula é mostrar a importância em utilizar uma metodologia de implantação de sistemas baseada nas melhores práticas de mercado

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Análise dos Requisitos de Software

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Análise dos Requisitos de Software Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE Análise dos Requisitos de Software Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução Tipos de requisitos Atividades Princípios da

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS PROFESSOR: Itair Pereira da Silva DISCENTES: Maria das Graças João Vieira Rafael Vitor ORGANOGRAMA PRESIDENTE GERENTE

Leia mais

SPEKX Platform DATA SHEET. Visão Resumida da Plataforma. Release 3.3. Versão 1.0

SPEKX Platform DATA SHEET. Visão Resumida da Plataforma. Release 3.3. Versão 1.0 SPEKX Platform DATA SHEET Visão Resumida da Plataforma Release 3.3 Versão 1.0 ÍNDICE ANALÍTICO Introdução... 3 Funcionalidade Modular... 4 de s SPEKX Platform...5 Funcionalidades Adicionais...7 Introdução

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES. Trabalho de Graduação

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES. Trabalho de Graduação DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB MULTIUSUÁRIO PARA SISTEMA DE GERAÇÃO AUTOMÁTICA DE QUADROS DE HORÁRIOS ESCOLARES Trabalho de Graduação Orientando: Vinicius Stein Dani vsdani@inf.ufsm.br Orientadora: Giliane

Leia mais

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS PARA APOIO AO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

Leia mais

Testes de Software. Testes de Software. Teste de Validação. Teste de Defeito. Modelo de Entrada e Saída. Modelo de Entrada e Saída

Testes de Software. Testes de Software. Teste de Validação. Teste de Defeito. Modelo de Entrada e Saída. Modelo de Entrada e Saída DCC / ICEx / UFMG Testes de Software Testes de Software Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Teste de software buscam por erros ou anomalias em requisitos funcionais e não funcionais Classificação

Leia mais

Proposta Comercial. Proposta Comercial de prestação de serviços de Desenvolvimento de web site para o Vereador Marcelo Ramos.

Proposta Comercial. Proposta Comercial de prestação de serviços de Desenvolvimento de web site para o Vereador Marcelo Ramos. Proposta Comercial de prestação de serviços de Desenvolvimento de web site para o Vereador Marcelo Ramos. 1 1. APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA Brasília, 14 de maio de 2010. A LTDA. vem, por meio deste documento,

Leia mais

Gerência de Configuração de Software Introdução

Gerência de Configuração de Software Introdução Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Ciência da Computação Processo de Engenharia de Software II Gerência de Configuração de Software Introdução Rafael Leonardo Vivian {rlvivian.uem

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A Esperança_TI S.A S/A Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A 25/11/2014 Gerador do documento: Gerente de Negociação: Marcos Alves de Oliveira Marcos Antônio de Morais Aprovação

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Definição Gerenciamento de Projetos SWEBOK Aplicação de atividades de gerenciamento (planejamento, coordenação, medição, controle e relatório) para assegurar que o desenvolvimento de software é sistemático,

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO. webqda - SOFTWARE DE APOIO À ANÁLISE QUALITATIVA. Entidade de formação credenciada e homologada

CURSO DE FORMAÇÃO. webqda - SOFTWARE DE APOIO À ANÁLISE QUALITATIVA. Entidade de formação credenciada e homologada CURSO DE FORMAÇÃO webqda - SOFTWARE DE APOIO À ANÁLISE QUALITATIVA Entidade de formação credenciada e homologada 1. Fundamentação A investigação nas ciências humanas e sociais tem passado nas últimas décadas

Leia mais

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA Jeferson Boesing 1 ; Tiago Heineck 2 ; Angela Maria Crotti da Rosa 3 ; Leila Lisiane Rossi 4 INTRODUÇÃO Alunos

Leia mais

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Visão Geral e Navegação Tutorial Atualizado com a versão 3.9 Copyright 2009 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Aula Nº 13 Fechamento do projeto

Aula Nº 13 Fechamento do projeto Aula Nº 13 Fechamento do projeto Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam apresentar como se encerra o ciclo de vida de um projeto. Para tal, pretende-se verificar as derradeiras providências que

Leia mais

Manual do Usuário ZKPatrol1.0

Manual do Usuário ZKPatrol1.0 Manual do Usuário ZKPatrol1.0 SOFTWARE Sumário 1 Introdução de Funções... 3 1.2 Operação Básica... 4 1.3 Seleção de idioma... 4 2 Gerenciamento do Sistema... 5 2.1 Entrar no sistema... 5 2.2 Sair do Sistema...

Leia mais

Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software

Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software Curso de Verão Centro de Competência em Software Livre Departamento de Ciência da Computação - IME / USP Realização: AgilCoop Verão Ágil 2010 Copyleft

Leia mais

Engenharia de Requisitos, Manutenção Corretiva e Acordo de Nível de Serviço.

Engenharia de Requisitos, Manutenção Corretiva e Acordo de Nível de Serviço. Engenharia de Requisitos, Manutenção Corretiva e Acordo de Nível de Serviço. Nilton Ferreira Caetano, Francinaldo de Paula Santos, Thiago Lopes de Godoi Barbosa Centro Universitário de Brasília (UNICEUB)

Leia mais

Gerenciamento de projetos. cynaracarvalho@yahoo.com.br

Gerenciamento de projetos. cynaracarvalho@yahoo.com.br Gerenciamento de projetos cynaracarvalho@yahoo.com.br Projeto 3URMHWR é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 5

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 5 TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 5 DURAÇÃO DAS ATIVIDADES Como estimar a duração das atividades ou serviços? Existem duas formas básicas: Determina-se a quantidade de dias e a partir deste parâmetro compõe-se

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado B, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2 ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 Definição de uma tecnologia de implementação e do repositório de dados para a criação da ferramenta

Leia mais

UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DO SOFTWARE DE GESTÃO DE PROJETOS DOTPROJECT NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS MULTIMÍDIA PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD

UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DO SOFTWARE DE GESTÃO DE PROJETOS DOTPROJECT NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS MULTIMÍDIA PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD 1 UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DO SOFTWARE DE GESTÃO DE PROJETOS DOTPROJECT NA PRODUÇÃO DE MATERIAIS MULTIMÍDIA PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD Serra, 05/2009 Saymon Castro de Souza Ifes saymon@ifes.edu.br

Leia mais