1. EVENTOS VINCULADOS AO EMPREENDIMENTO. EVENTO Aceite da Ordem de Serviço/Consolidação do Cronograma.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. EVENTOS VINCULADOS AO EMPREENDIMENTO. EVENTO Aceite da Ordem de Serviço/Consolidação do Cronograma."

Transcrição

1 GERAL O objetivo deste documento é definir critérios para ressarcimento de eventos de pagamentos e Eventos Críticos e permitir a emissão, por parte do Contratado, do Relatório de Cumprimento de Eventos. O contratado é o único responsável pelo preenchimento dos eventos e indicação dos custos conforme valores praticados pelo mercado, para isto além de análise de toda documentação é permitida a realização de visitas técnicas no local de implantação. Adicionalmente, o proponente deverá analisar os itens em abertos e verificar a pertinência de indicação de algum valor em função da solução técnica prevista. 1. EVENTOS VINCULADOS AO EMPREENDIMENTO EVENTO Aceite da Ordem de Serviço/Consolidação do Cronograma. Este evento refere-se ao aceite, pelo Contratado, da Ordem de Serviço emitida pela Contratante e consolidação, pelas Partes, do Cronograma de todo o Empreendimento. Ressalta-se que o Contratado deverá usar como base o cronograma macro, fornecido pelo Contratante neste edital e apresentar um cronograma detalhado (respeitando os prazos definidos no edital) contendo, no mínimo, mas não se limitando a isto, os prazos para cumprimentos dos eventos de pagamento de cada empreendimento. A Empresa adjudicada com o contrato deve fornecer uma planilha com a relação de todos os equipamentos a serem fornecidos, incluindo fabricantes e modelos dos mesmos, esta planilha deverá ser detalhada por Escopo. A planilha será utilizada como referência para as etapas de elaboração de projeto, inspeção, construção e, principalmente, para fins de capitalização dos empreendimentos. O formato e conteúdo dessas planilhas serão objeto de negociação entre a Contratante e a Contratada. Caso seja solicitado pela Contratada durante o processo licitatório, o cumprimento deste evento acarretará na liberação da parcela de pagamento antecipado, desde que cumpridas as demais disposições do edital de licitação. A liberação da medição do evento dar-se-á de forma global para o contrato, ou seja, compreendendo todos os escopos a serem executados em todas as subestações, após a aprovação, pela Contratante, do Cronograma consolidado para todo o Empreendimento, da formalização do aceite da Ordem de Serviço, pelo Contratado e do fornecimento da relação de equipamentos/fabricante/modelo dos itens de fornecimento da Contratada. EVENTO Sobressalentes/Ferramentas Especiais:

2 Este evento refere-se ao fornecimento das peças sobressalentes especificadas e as recomendadas, quando aceitas pela Contratante, conforme proposta consolidada do Contratado. Após a aprovação dos Workstatements a Contratada deverá elaborar planilha atualizada informando todos os equipamentos que serão fornecidos para cada escopo e instalação, informando inclusive a quantidade dos itens, para que a CONTRATANTE possa analisar para quais itens serão adquiridos os treinamentos e os sobressalentes. A liberação da medição do evento dar-se-á, de forma global, após a confirmação da conclusão do fornecimento, pelo Contratado, no almoxarifado da Contratante, de todas as peças/equipamentos/materiais e ferramentas especiais, mediante conferência com as tabelas específicas do fornecimento, apresentação, pelo Contratado, dos relatórios de inspeção, aprovados por inspetor da Contratante, e dos resultados dos testes físicos, quando aplicável e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Atualização conforme construído, Registros Contábeis e Solução de Pendências: Formatado: Fonte: 14 pt Este evento refere-se: 1. ao fornecimento em mídia digital dos seguintes itens: o documentação atualizada conforme construído, para todas as instalações do Empreendimento; o documentação de equipamentos e materiais aprovada, em caráter definitivo; o documentação referente aos registros contábeis (ISUCs), para todas as instalações do Empreendimento; 2. solução de todas as pendências de projeto executivo, obras civis de subestações e de montagens eletromecânicas, elétricas e atividades de desmontagem, incluindo as devoluções referente aos equipamentos e materiais desativados e as possíveis sobras de obras e a desmobilização da Contratada, para todas os Escopo de cada Instalação integrantes do Empreendimento. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a verificação de seu cumprimento. 2. EVENTOS SUBESTAÇÕES 2.1 Aquisição e Fornecimento de Equipamentos e Materiais Todos os equipamentos/materiais a serem fornecidos pela contratada deverão atender as respectivas especificações contidas no documento Relação de Especificação. Na ausência de especificações técnicas da contratante deverão

3 ser utilizadas normas técnicas nacionais ou internacionais desde que assegurem que os sistemas a serem fornecidos sejam confiáveis, eficientes e operem com segurança. Todos os fornecimentos deverão ser iniciados após a aprovação da Contratante da documentação técnica. Caso a Contratada inicie a compra ou fabricação de algum item antes da aprovação da Contratante e a documentação técnica for reprovada, fica a cargo da Contratada as adequações necessárias dos itens de fornecimento, sem custo adicional para a Deverão ser observados os registros dos respectivos anteprojetos, considerações para implantação e demais documentos disponibilizados no edital de licitação, bem como realização de visita técnicas pelo proponente para definição do escopo de equipamentos a serem fornecidos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de banco de capacitores Este evento refere-se ao fornecimento dos banco de capacitores de tensão nominal igual ou superior à 13,8kV necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme anteprojetos anexos. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de disjuntores tensão igual ou superior à 230kV Este evento refere-se ao fornecimento de todos os disjuntores de tensão nominal igual ou superior à 230kV necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme anteprojetos anexos. Caso aplicável, também deverá ser considerado neste item o fornecimento dos dispositivos de manobra controlada (Disjuntor com DFAC) para os respectivos disjuntores, conforme determinado na documentação de licitação.

4 CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de disjuntores e religadores tensão inferior à 230kV Este evento refere-se ao fornecimento de todos os disjuntores de tensão inferior à 230kV e religadores necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme anteprojetos anexos. Caso aplicável, também deverá ser considerado neste item o fornecimento dos dispositivos de manobra controlada (Disjuntor com DFAC) para os respectivos disjuntores, conforme determinado na documentação de licitação. O fornecimento de disjuntores de tensão inferior a 13,8kV, incluindo os minidisjuntores e disjuntores referente ao serviço auxiliar, deverá ser considerado no evento Gestão da Aquisição e Fornecimento dos Demais Equipamentos e Materiais. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de seccionadores tensão igual ou superior à 230kV Este evento refere-se ao fornecimento de todos os seccionadores de tensão igual ou superior à 230kV necessários a implantação dos Escopos, em cada

5 subestação, conforme determinado na documentação de licitação. Incluindo os secionadores para manobra da unidade reserva do banco de autotransformadores, caso aplicável. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de seccionadores tensão inferior à 230kV Este evento refere-se ao fornecimento de todos os seccionadores de tensão inferior à 230kV e chaves fusíveis necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme determinado na documentação de licitação. Incluindo os secionadores para manobra da unidade reserva do banco de autotransformadores, caso aplicável. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de transformadores de instrumentos tensão igual ou superior à 230kV Este evento refere-se ao fornecimento de todos os transformadores de instrumentos (Transformador de corrente, transformador de potencial capacitivo e indutivo) de tensão igual ou superior à 230kV necessários a implantação dos

6 Escopos, em cada subestação, conforme determinado na documentação de licitação. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de transformadores de instrumentos tensão inferior à 230kV Este evento refere-se ao fornecimento de todos os transformadores de instrumentos (Transformador de corrente, transformador de potencial capacitivo e indutivo) de tensão inferior à 230kV necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme determinado na documentação de licitação. O fornecimento dos transformadores auxiliares de tensão e corrente deverá ser considerado no evento Gestão da Aquisição e Fornecimento dos Demais Equipamentos e Materiais. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de para-raios tensão igual ou superior à 230kV

7 Este evento refere-se ao fornecimento de todos os para-raios de tensão igual ou superior à 230kV necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme determinado na documentação de licitação. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de para-raios tensão inferior à 230kV Este evento refere-se ao fornecimento de todos os para-raios de tensão inferior à 230kV necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme determinado na documentação de licitação. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de reatores de núcleo a ar Este evento refere-se ao fornecimento de todos os reatores de núcleo a ar necessários a implantação dos Escopos, em cada subestação, conforme determinado na documentação de licitação. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. Sendo que os projetos executivos elaborados pela Contratada deverão estar em

8 conformidade com a documentação do equipamento aprovada pela O valor do evento será pago após a entrega de todos os equipamentos do respectivo Escopo no local de implantação. A liberação dessa medição dar-seá, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento dos Sistemas de Supervisão, Controle, Proteção Este evento refere-se ao fornecimento do Sistema de Supervisão, Controle e Proteção, em cada subestação. Deverá ser previsto a ampliação nos sistemas existentes bem como o fornecimento de novos sistemas, conforme determinado na documentação de licitação, para os seguintes itens: - PSCPD(Painel de supervisão, controle e proteção digital); - SSCPD (Sistema de Supervisão, controle e proteção digital); - Relés de proteção, sincronismo e falha de disjuntor; - UTR (Unidade Terminal Remota)/UCC (Unidade Central de Controle ); - UAC (Unidade de Aquisição e Controle); - Módulos para expansão das UTR/UCC/UAC, incluindo os seguintes itens: CPU, comunicação fonte, entradas digitais, saídas digitais, entradas analógicas e demais acessórios; - switches, conversores e suas respectivas fontes, modens, gateway, IHM, bem como demais itens para o perfeito funcionamento do sistema aplicado; - multimedidores digitais; Também deverá ser considerado neste item o fornecimento dos painéis de teleproteção conforme determinado nos respectivos anteprojetos. Deverá ser considerado o fornecimento dos acessórios (hardwares, softwares e suas respectivas licenças) de todos os itens citados anteriormente necessários a completa controlabilidade, observabilidade e operacionalidade das instalações. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço.

9 O valor do evento será pago após a entrega dos equipamentos nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento do Sistema de Medição de Fronteira Este evento refere-se ao fornecimento de painel de medição e medidores necessários a instalação do sistema de medição de fronteira conforme determinado na documentação de licitação. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega dos equipamentos nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de Registrador Digital de Pertubação Este evento refere-se ao fornecimento dos RDPs ou ampliação nos RDPs existentes, conforme determinado na documentação de licitação, incluindo o fornecimento de seus acessórios, tais como: - Módulos para expansão dos RDPs, incluindo os seguintes módulos: CPU, comunicação, fonte, entradas digitais, entradas analógicas; - modens, GPS bem como demais itens para o perfeito funcionamento do sistema aplicado; CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega dos equipamentos nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento Serviço Auxiliar CA e CC.

10 Este evento refere-se ao fornecimento dos seguintes itens do serviço auxiliar CA e CC, conforme determinado na documentação de licitação, incluindo: - Carregadores e banco de baterias; retificadores; - cubículos de Serviços Auxiliares CA, CA/CC e CC; - painéis para automatismo de fontes; CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega dos equipamentos nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento Transformador de Serviço Auxiliar e GMG Este evento refere-se ao fornecimento do transformador de serviço auxiliar e o dos GMG necessários a implantação dos empreendimentos conforme definido na documentação de licitação. CEMIG em até 30 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega dos equipamentos nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais de operação e manutenção do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento dos Tubos Condutores Este evento refere-se ao fornecimento na respectiva Subestação dos tubos condutores de alumínio necessários a montagem dos barramentos rígidos, conforme projetos executivos. CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades

11 relacionadas nas Listas de Materiais e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento dos condutores flexíveis Este evento refere-se ao fornecimento na respectiva Subestação dos cabos condutores de alumínio necessários a montagem dos barramentos flexíveis, conforme projetos executivos. CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento do Sistema de aterramento Este evento refere-se ao fornecimento das hastes de cobre e dos cabos de cobre necessários a instalação do sistema de aterramento na respectiva Subestação, conforme projetos executivos. CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento do Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas Este evento refere-se ao fornecimento dos cabos para-raios necessários a instalação do sistema proteção contra descargas atmosféricas na respectiva Subestação, conforme projetos executivos. CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, dos relatórios de inspeção

12 aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento Estruturas de Concreto Este evento refere-se ao fornecimento das estruturas de concreto na respectiva subestação, conforme projetos executivos. CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais, fornecimento dos manuais do fabricante, onde aplicável, e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento Estruturas Metálicas Este evento refere-se ao fornecimento das estruturas metálicas na respectiva subestação, conforme projetos executivos. CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais, fornecimento dos manuais do fabricante, onde aplicável, e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento de Cadeias de Isoladores e Isoladores de pedestal Este evento refere-se ao fornecimento das cadeias de isoladores, centelhadores e isoladores de pedestal na respectiva subestação, conforme projetos executivos. CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de

13 mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais, fornecimento dos manuais do fabricante, onde aplicável, e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento dos acessórios para montagem eletromecânica Deverá ser considerado neste item o fornecimento de todos os acessórios necessários as atividades de pátio (montagem de estruturas, barramento e equipamentos de alta tensão), tais como: conectores de alta tensão, conectores para o sistema de aterramento e sistema de proteção contra descargas atmosféricas, ferragens de adaptação de estruturas, perfis metálicos para adaptação na base existente, pisos de proteção para operadores, eletrodutos galvanizados rígidos e eletroduto flexíveis, luvas e emendas, caixas de concentração e demais materiais necessários a execução da montagem eletromecânica. CEMIG em até 90 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a conclusão dos seguintes eventos da seção 2.4 Estruturas e Equipamentos de alta tensão e testes físicos. A liberação dessa medição dar-se-á, por Instalação e escopo, mediante a apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais, fornecimento dos manuais do fabricante, onde aplicável, e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. E apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais operação e manutenção, onde aplicável, do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento dos Cabos p/ sistema de controle Este evento refere-se ao fornecimento dos cabos para os sistemas de controle e força, inclusive estante suporte e cabos isolados, na respectiva Subestação, conforme projetos executivos. Também deverá ser considerado neste item o fornecimento dos cabos exclusivos ao sistema de iluminação e força. Também deverá ser considerado neste item o fornecimento de cabos coaxial e outros necessários a completa implantação das obras.

14 É importante considerar que todos os cabos de controle deverão ser pretos e numerados conforme determinado na ET Cemig-380. Ou seja, os cabos coloridos não deverão ser aplicados, excetuando-se os cabos de aterramento que deverão ser verde e amarelo (brasileirinho). CEMIG em até 60 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento do Sistema de Iluminação e Força Este evento refere-se ao fornecimento do Sistema de Iluminação e Força, incluindo entre outros: luminárias, poste, tomadas na respectiva Subestação, conforme projetos executivos. CEMIG em até 90 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a entrega completa nos locais de mediante a apresentação, pelo Contratado, dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, em conformidade com as quantidades relacionadas nas Listas de Materiais e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Aquisição e Fornecimento dos acessórios para montagem elétrica Este evento refere-se ao fornecimento de todos os demais equipamentos e materiais necessários a conclusão das atividades de montagem elétrica, incluindo entre outros os transformadores auxiliares de corrente e potencial, relés e contatores auxiliares, pressostato, ar condicionado, fios, trilhos, bornes, minidisjuntores, anunciadores, diodos, fusíveis, bornes, anilhas, chaves de teste, bloco terminal, chapas almofadadas entre outros nas respectivas Subestações, conforme projetos executivos. CEMIG em até 90 dias após o aceite da Ordem de Serviço. O valor do evento será pago após a conclusão das atividades relacionadas ao evento Equipamentos de baixa tensão da seção 2.4. A liberação dessa medição dar-se-á, por Instalação e escopo, após a confirmação do

15 fornecimento completo dos demais equipamentos e materiais, mediante a sua conferência com as Lista de equipamentos, Listas de materiais e demais itens necessários que não foram previstos, mas são necessários para a completa execução do empreendimento. E apresentação, pelo Contratado, da documentação técnica e dos relatórios de inspeção aprovados pela CONTRATANTE, fornecimento dos manuais operação e manutenção, onde aplicável, do fabricante e da apresentação e aprovação do relatório de conclusão de eventos. 2.3 Engenharia e Projetos Este evento consiste de: elaboração, conforme especificações e normas técnicas vigentes, diretrizes para elaboração de projetos de subestações OT/SE-004, das adequações descritas nos respectivos anteprojetos, dos documentos e desenhos que representem a fiel execução do que está planejado, em conformidade com as normas de engenharia nas especificidades abaixo relacionadas: EVENTO Projeto Civil. Locação de fundações: Este evento consiste na elaboração do documento locação de fundações conforme documentação de licitação. A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citada e aprovação pela Demais documentos de obras civis: Este evento consiste na elaboração dos seguintes documentos, conforme documentação de licitação. Terraplenagem e acesso, drenagem - abastecimento d água rede de esgoto, urbanização, fundações especiais, planta topográfica, lista de material, memórias de cálculo e demais documentos necessários à conclusão do projeto civil. A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, aprovações e recebimento pela Contratante em mídia impressa e digital de todos os documentos (incluindo locação de fundações).

16 EVENTO Projeto Eletromecânico Arranjo do equipamento externo planta: Este evento consiste da elaboração do arranjo de equipamento externo planta, conforme documentação de licitação. A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citada e aprovação pela Demais documentos de montagem eletromecânica: Este evento consiste da elaboração dos seguintes documentos: Arranjo de equipamentos externos cortes e detalhes, malha aterramento, arranjo de cabos para-raios, detalhes de montagem, lista de materiais, memórias de cálculo e demais documentos necessários a conclusão do projeto eletromecânico. fornecimento de toda a documentação dimensional aprovada dos equipamentos e sistemas da instalação. A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, aprovações e recebimento em mídia digital, pela Contratante, de toda a documentação (incluindo o arranjo do equipamento externo planta) e do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Projeto Elétrico Diagrama unifilar: Este evento consiste na elaboração do diagrama unifilar, conforme documentação de licitação. A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citada e aprovação pela Diagrama trifilar: Este evento consiste na elaboração do diagrama trifilar, conforme documentação de licitação. A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citada e aprovação pela

17 Esquemáticos: Este evento consiste na elaboração dos seguintes documentos: lista de equipamentos elétricos, diagramas esquemáticos, diagramas lógicos, relação de pontos para o Sistema de Supervisão e Controle (base de dados) e memórias de cálculo. Também deverá ser considerada neste item a elaboração dos documentos referentes ao sistema de teleproteção das LTs; A liberação da medição do evento dar-se-á, por Escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, aprovações e recebimento em mídia digital e impressa pela Contratante, de toda a documentação (incluindo diagrama unifilar e trifilar) e do relatório de conclusão de eventos. Fiação: Este evento consiste na elaboração dos seguintes documentos: vistas dos painéis, desenhos de fiação, rota de cabos, lista de cabos, diagrama de interligação, iluminação e força, disposição de equipamentos na casa de controle, diagrama unifilar de serviços auxiliares de CA e CC e lista de cabos. fornecimento de toda a documentação aprovada dos equipamentos e sistemas da instalação, inclusive do sistema de vigilância patrimonial. A liberação da medição do evento dar-se-á, por Escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, aprovações e recebimento em mídia digital e impressa pela Contratante, de toda a documentação e do relatório de conclusão de eventos. 2.4 Obras civis EVENTO Serviços Preliminares / Canteiros de Obras Este evento refere-se à execução dos serviços preliminares / Canteiro de obras, conforme previsto na seção 1 da Especificação para Obras Civis de Instalação de Transmissão e Subtransmissão, ER/GE-1003, observados os registros contidos nos anteprojetos. Adicionalmente, deverá ser considerado a mobilização efetiva da equipe com as respectivas ferramentas e equipamentos de trabalho.

18 A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. A logística de Canteiro de Obra é de responsabilidade do Contratado. Porém deverá ser observado o canteiro de obras indicado na planilha Cronograma de eventos de pagamento. Caso seja indicado o item mobilização a contratada deverá considerar que a Contratante disponibilizará espaço para mobilização da Contratada, que neste caso deverá manter as instalações da contratante limpas e organizadas. Para a subestação onde existem vários empreendimentos o custo desse item deverá ser considerado global para todos os empreendimentos. E indicado no escopo liberado no cronograma de eventos de pagamento. EVENTO Terraplenagem Este evento refere-se à execução dos serviços de terraplanagem, conforme previsto na seção 2 da Especificação para Obras Civis de Instalação de Transmissão e Subtransmissão, ER/GE-1003, conforme projetos executivos. Incluindo entre outras atividades a limpeza de área e raspagem do terreno. Conforme especificação de obras civis, para o corpo do aterro, a espessura da camada lançada será menor ou igual a 30cm. A espessura das cinco camadas finais não poderá ultrapassar 20 cm. E todas as camadas serão compactadas na umidade ótima, tolerando-se desvio de umidade até 3% e grau de compactação mínimo de 95%, obtido pelo ensaio de compactação do Proctor Normal. Deverão ser observadas as normas referentes ao transporte de material oriundos dos serviços acima, como empréstimo e bota fora. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Fundações, bacia coletora e drenagem Este evento refere-se à execução dos serviços de fundações de todos os equipamentos primários, incluindo as fundações dos transformadores de potência, conforme previsto na seção 4 da Especificação para Obras Civis de Instalação de Transmissão e Subtransmissão, ER/GE-1003, observados os projetos executivos relacionados a essa atividade. Também deverá ser considerada neste item a construção (ou adaptação) da bacia coletora e a interligação com o sistema de separação de água e óleo existente,

19 a construção de todas fundações para suportes de estruturas e barramentos e a construção da base dos painéis de interconexão dos transformadores. Adicionalmente, deverá ser considerado neste item o arrasamento e demolição das fundações das estruturas desativadas e as adequações necessárias devido as interferências no sistema de drenagem, devendo ser considerado a ampliação do sistema de drenagem existente. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Edificações Este evento refere-se à execução dos serviços de edificações, conforme previsto na seção 5 da Especificação para Obras Civis de Instalação de Transmissão e Subtransmissão, ER/GE-1003, observados os projetos executivos relacionados a essa atividade. Deverá ser considerada neste item, a construção de abrigos de GMG, galpão e construção de paredes corta-fogo e demais edificações necessárias a completa operação dos empreendimentos. Também deverão ser consideradas neste item as adaptações nas edificações existentes, incluindo alterações desvios na rede hidráulica e elétrica, instalação de pias e demais atividades, conforme determinado nos respectivos projetos. A liberação da medição do evento dar-se-á, por Escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Sistema de aterramento Este evento refere-se à execução dos serviços de aterramento, conforme previsto na seção 06 da Especificação para Obras Civis de Instalação de Transmissão e Subtransmissão, ER/GE-1003, observados os projetos executivos relacionados a essa atividade. A interligação de estruturas e equipamentos à malha de terra através de rabichos deverá ser considerada nos eventos de montagem de estruturas e montagem de equipamentos. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Urbanização e Serviços complementares Este evento refere-se à execução dos serviços de urbanização e à execução dos serviços complementares, conforme previsto na seção 08 e 09 da Especificação para Obras Civis de Instalação de Transmissão e

20 Subtransmissão, ER/GE-1003, observados os projetos executivos relacionados a essa atividade. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. 3.4 Montagem e Comissionamento / Testes EVENTO - Arranjo provisório de proteção A Contratada deverá observar que a princípio as atividades de troca de proteção deverão ser realizadas com os respectivos transformadores e/ou LTs energizados. Sendo que pequenos desligamento em carga leve poderão ser negociados com a Contratante e o ONS. Este evento compreende na realização de todas atividades necessárias para implantação do arranjo provisório, incluindo projeto, atualização do sistema digital, obras civis, montagem, acompanhamento do comissionamento e fornecimento de materiais necessários para implantação do arranjo provisório. Durante a implantação do empreendimento, caso seja possível desligar as respectivas LTs/trafos os arranjos não deverão ser implementados e este evento não será medido. As eventuais atividades provisórias necessárias para montagem de barramentos e equipamentos primários não deverão ser consideradas neste item e deverão estar diluídas nos respectivos eventos. É responsabilidade da contratada identificar estes arranjos e aprovisionar os recursos necessários nos eventos de montagem. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Montagem de Estruturas e barramentos Este evento refere-se à execução dos serviços previstos nas seções 3 Estruturas e barramentos, da Especificação Geral para Montagem de Subestações Convencionais, e obedecendo aos projetos executivos relacionados a essa atividade. Também estão inclusas neste item as desmontagens de barramentos/estruturas. Deverá ser considerado ainda o aterramento das estruturas através de rabichos. A interligação através de jumpers/barramentos dos equipamentos primários deverá ser considerada no evento Equipamentos de alta tensão. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos.

21 EVENTO Montagem de Equipamentos de alta tensão e testes físicos Este evento refere-se à execução dos serviços previstos na seção 4 Equipamentos de alta tensão da Especificação Geral para Montagem de Subestações Convencionais e obedecendo aos projetos executivos relacionados a essa atividade. Deverá ser considerado ainda o aterramento dos equipamentos através de rabichos. Também estão inclusas neste item as desmontagens dos equipamentos primários. Conforme informado anteriormente, deverá ser considerado neste item todas as interligações dos equipamentos de alta tensão aos demais equipamentos e/ou barramentos da SE. No caso de aproveitamento de estruturas existentes, deverá ser considerado pela contratada possíveis adaptações através de furos, ferragens e outras. Deverá ser considerado neste item, a execução dos testes físicos conforme Especificação para ensaios e testes físicos de campo em equipamento de subestações convencionais ER/GE Neste caso, considera-se o ensaio executado somente após o recebimento em mídia digital, analise e aprovação das planilhas com os resultados dos ensaios físicos executados. A planilha com os resultados deverá ser entregue no máximo em 7 dias após a realização dos mesmos e no mínimo 7 dias úteis antes da realização de qualquer desligamento que dependa da conclusão desta etapa. A execução montagem dos acessórios, tratamento/enchimento do óleo isolante e testes físicos dos transformadores de potência é de responsabilidade da contratante. Porém, deverá ser considerada neste item a execução pela Contratada da conexão dos transformadores de potência aos demais equipamentos primários, sistema de aterramento, estruturas e barramentos. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima citadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Montagem de Equipamentos de baixa tensão Este evento refere-se à execução dos serviços previstos na seção 5 Equipamentos de baixa tensão e seção 6 Iluminação, cablagem e força (subitens: lançamento de cabos; teste de fiação; eletrodutos e acessórios; cabo de força isolado) da Especificação Geral para Montagem de Subestações Convencionais, obedecendo aos projetos executivos relacionados a essa atividade. Também deverá ser considerada neste item a interligação de todos os sistemas, incluindo a montagem de redes e configuração de RDP, montagem de redes de comunicação, configuração dos retificadores de bateria, equipamentos de alimentação auxiliar, instalação de ar condicionado, bem

22 como as demais atividades que sejam necessárias à execução dos testes de pré-comissionamento. Além disto, estão inclusas neste item as atividades desmontagens dos equipamentos de baixa tensão e o aterramento dos novos painéis. Adicionalmente, a contratada deverá considerar neste item a instalação do painel de interconexão do transformador (fornecido pela Contratante), bem como todas as interligações do transformador ao painel e as conexões deste ao sistema de proteção, controle e automação da SE. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas, e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Integração/Parametrização dos sistemas digitais e précomissionamento Este evento consiste: na integração e parametrização de todos os sistemas de supervisão, controle e proteção digitais conforme especificação EN/TR-0114, EN/TR-115 contidas no documento Relação de Especificação e anteprojetos relacionados, incluindo a integração e parametrização do automatismo de serviços auxiliares, GMG e demais sistemas digitais. A parametrização e integração dos sistemas deverão ser realizadas pelo fabricante ou pelos prestadores de serviço autorizados pelo fabricante do item Aquisição do Sistema de Supervisão, Controle e Proteção; O técnico responsável pela parametrização deverá acompanhar as atividades de comissionamento até a energização dos sistemas; A integração e parametrização deverá ter a garantia de operação eficiente do conjunto objeto desse fornecimento e com o sistema existente pelo fornecedor do Sistema Supervisão Controle e Proteção. Também, deverá ser considerado neste a realização dos testes de précomissionamento conforme definido nas especificações técnicas, que certifiquem que as atividades de montagem foram executadas corretamente e estão aptas para serem comissionadas, os principais testes de précomissionamento são: - ponto a ponto; - injeção de corrente e tensão; - isolamento dos cabos; - TAF testes de aceitação em fábrica do sistema digital; - parametrização do SDSC;

23 - testes funcionais dos equipamentos de automação, supervisão e controle (incluindo o teste de desempenho realizado no TAF); - integração do SDSC e testes de supervisão com o Centro de Operação; - testes funcionais dos equipamentos de proteção; - testes funcionais dos RDPs; - equalização de cargas de banco de bateriais; - medições de corrente, temperatura, densidade do eletrólito (caso necessário deverá ser considerada a reposição) de banco de baterias; A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas e após a energização do empreendimento. EVENTO Acompanhamento do Comissionamento Este evento consiste: da execução dos serviços previstos na seção 9 Comissionamento da Especificação Geral para Montagem de Subestações Convencionais e observados os projetos executivos relacionados a essa atividade.. A coordenação do comissionamento, caso a Contratante julgue necessário a elaboração do programa de atuação será feita pela contratante. Que fornecerá os testes funcionais aos quais os sistemas serão submetidos. Cabe a contratada disponibilizar mão de obra para acompanhamento dessa atividade e efetuar as correções que possam existir; Cabe a contratada os serviços de inicialização dos retificadores de bateria e demais sistemas. A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da conclusão, pelo Contratado, das atividades acima informadas. EVENTO Devolução de equipamentos e materiais e demais atividades Este evento refere-se a devolução de equipamentos e materiais, incluindo a confecção de suas embalagens, identificações e transportes destinados à devolução, aos almoxarifados da Contratante, incluindo a retirada e devolução do óleo isolante. Também deverão ser consideradas neste item todas as demais atividades necessárias a conclusão do empreendimento, tais como as atividade e serviços previstos na seção 7 Diversos (subitem: Pintura e acabamento; dispositivo anti-subida de pequenos animais).

24 A liberação da medição do evento dar-se-á, por escopo, após a confirmação da devolução, pelo Contratado, de todos os equipamentos e materiais desativados e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos. EVENTO Sistema de iluminação e força Este evento refere-se à execução dos serviços previstos nas seções 6 - Iluminação, Cablagem e força (sub-item: Iluminação e força) da Especificação Geral para Montagem de Subestações Convencionais, observados os projetos executivos relacionados a essa atividade. A liberação da medição do evento dar-se-á, por instalação, após a confirmação da devolução, pelo Contratado, de todos os equipamentos e materiais desativados e aprovação, pela Contratante, do relatório de conclusão de eventos.

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO.

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ASSUNTO: CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ESCLARECIMENTOS N 04 1) Transcrevemos abaixo, perguntas de empresas participantes

Leia mais

MEDIÇÃO DE FATURAMENTO PARA CONSUMIDORES LIVRES (SMF)

MEDIÇÃO DE FATURAMENTO PARA CONSUMIDORES LIVRES (SMF) COMPANHIA ENERGÉTICA DE MINAS GERAIS MANUAL TÉCNICO DE DISTRIBUIÇÃO MEDIÇÃO DE FATURAMENTO PARA CONSUMIDORES LIVRES (SMF) JUNHO/2016 ÍNDICE 1 MEDIÇÃO DE FATURAMENTO PARA CONSUMIDOR LIVRE 1 1.1 Introdução

Leia mais

Instalações elétricas provisórias na construção civil

Instalações elétricas provisórias na construção civil Instalações elétricas provisórias na construção civil São Paulo, 12 de agosto de 2014 NBR-5410 NR-18 10.1. Objetivo e campo de aplicação 10.2. Medidas de controle 10.3. Segurança no projeto 10.4. Segurança

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DOP TERMO DE REFERÊNCIA 011/2010 - DOP PROJETO DE AUTOMAÇÃO DAS SUBESTAÇÕES ARIQUEMES, JARU, JI-PARNÁ I, CACOAL, PIMENTA BUENO, ESPIGÃO

Leia mais

SUBESTAÇÃO TIPOS DE SUBESTAÇÕES

SUBESTAÇÃO TIPOS DE SUBESTAÇÕES SUBESTAÇÃO Uma subestação elétrica é um grupamento de equipamentos elétricos com a finalidade de dirigir o fluxo de energia elétrica num sistema de potência e de possibilitar a operação segura do sistema,

Leia mais

NORMA TÉCNICA GEPRO/ESGOTO 001/2015 DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS HIDROSANITÁRIOS POR TERCEIROS

NORMA TÉCNICA GEPRO/ESGOTO 001/2015 DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS HIDROSANITÁRIOS POR TERCEIROS NORMA TÉCNICA GEPRO/ESGOTO 001/2015 DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS HIDROSANITÁRIOS POR TERCEIROS ÍNDICE 1. OBJETIVOS... 1 2. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 1 3. EMPREENDIMENTOS DE INTERESSE... 2 4.

Leia mais

FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A.

FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. MEDIDAS DE SEGURANÇA APLICADAS NA UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE ATERRAMENTO ELÉTRICO TEMPORÁRIO Autores: Luiz Antonio Bueno Gerente da Divisão de Segurança e Higiene Industrial Sueli Pereira Vissoto Técnica

Leia mais

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT - IBR 001/2006 PROJETO BÁSICO Primeira edição: válida a partir de 07/11/2006 Palavras Chave: Projeto Básico,

Leia mais

CONCORRÊNCIA PÚBLICA DE TÉCNICA E PREÇONº 003/15 CIRCULAR Nº01

CONCORRÊNCIA PÚBLICA DE TÉCNICA E PREÇONº 003/15 CIRCULAR Nº01 Contratação para os serviços de elaboração de Projetos Executivos de Engenharia para gasodutos, redes internas, incluindo levantamento topográfico semi-cadastral, proteção catódica, o estudo de interferência

Leia mais

DIRETRIZES TÉCNICO-ORÇAMENTÁRIAS PARA PEDIDO DE FINANCIAMENTO DE EMPREENDIMENTO DE TRANSMISSÃO. Apresentação

DIRETRIZES TÉCNICO-ORÇAMENTÁRIAS PARA PEDIDO DE FINANCIAMENTO DE EMPREENDIMENTO DE TRANSMISSÃO. Apresentação CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRAS DIRETORIA TRANSMISSÃO DT SUPERINTENDÊNCIA DE ENGENHARIA E MONITORAMENTO DE OBRAS TRANSMISSÃO TE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE DE TRANSMISSÃO

Leia mais

QUESTIONAMENTO 03 Vide Respostas abaixo

QUESTIONAMENTO 03 Vide Respostas abaixo QUESTIONAMENTO 03 Vide Respostas abaixo Seguem os pontos para os quais foram solicitados esclarecimentos: Referente ao CGC: 1) CGC item 1.13 Quanto ao item 1.13 do CGC, a alínea (a) informa que o CONTRATANTE

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 02

ESCLARECIMENTO Nº 02 PE.GCM.A.00005.2014 1/7 ESCLARECIMENTO Nº 02 1. FURNAS Centrais Elétricas S.A. comunica resposta ao pedido de esclarecimento sobre o Edital, efetuado por empresa interessada: 1.1. Lote I SEP 765kV 1.1.1.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto.

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto. MEMORIAL DESCRITIVO ASSUNTO: Projeto de adaptação de rede de distribuição de energia elétrica urbana em tensão nominal primária de 13.8KV e secundária de 220/127V, com 02 postos de transformação de 75KVA

Leia mais

CRITÉRIO DE EXECUÇÃO CE-003/2009 R-01

CRITÉRIO DE EXECUÇÃO CE-003/2009 R-01 DIRETORIA TÉCNICA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT /2009 CRITÉRIO DE EXECUÇÃO /2009 R- FOLHA DE CONTROLE I APRESENTAÇÃO Este documento apresenta diretrizes e critérios básicos necessários

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.14.009 SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA

Leia mais

LIGAÇÃO NOVA E AUMENTO DE CARGA PARA UNIDADES CONSUMIDORAS COMPREENDIDAS EM ENTRADAS COLETIVAS EXISTENTES (PADRÃO ANTIGO)

LIGAÇÃO NOVA E AUMENTO DE CARGA PARA UNIDADES CONSUMIDORAS COMPREENDIDAS EM ENTRADAS COLETIVAS EXISTENTES (PADRÃO ANTIGO) LIGAÇÃO NOVA E AUMENTO DE CARGA PARA UNIDADES CONSUMIDORAS COMPREENDIDAS EM ENTRADAS COLETIVAS EXISTENTES (PADRÃO ANTIGO) Condições de atendimento Diretoria de Distribuição Gerência de Engenharia da Distribuição

Leia mais

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Subestações Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Parte de um sistema de potência, concentrada em um dado local, compreendendo primordialmente as extremidades de linhas de transmissão

Leia mais

Anexo I. Caderno de Especificações Técnicas. Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador

Anexo I. Caderno de Especificações Técnicas. Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador Anexo I Caderno de Especificações Técnicas Execução de Adaptações, Obras Civis e Instalações para Implantação de Grupo Motor Gerador Porto Alegre/RS 1. Considerações Gerais Antes do início de quaisquer

Leia mais

MODELO DE PROJETO BÁSICO AUDITORIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO DO IFAM [Subtítulo do documento]

MODELO DE PROJETO BÁSICO AUDITORIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO DO IFAM [Subtítulo do documento] Página: 1 de X Objeto: Elaborado por: Equipe X Y Z Aprovado por: Unidade Requisitante Autoridade máxima do órgão Página: 2 de X 1. Definição do Objeto Indicação do que se está pretendendo licitar com a

Leia mais

USINA DE TRATAMENTO DE ESGOTO US3-RALF RESUMO

USINA DE TRATAMENTO DE ESGOTO US3-RALF RESUMO MEMORIAL TÉCNICO: TROCA DE TRANSFORMADOR, CONSTRUÇÃO DE SUBESTAÇÃO EM POSTE SIMPLES COM CABINA DE MEDIÇÃO INDIRETA EM BT DE ENERGIA ELÉTRICA E ADEQUAÇÃO AS NORMAS VIGENTES USINA DE TRATAMENTO DE ESGOTO

Leia mais

AULA 6 Esquemas Elétricos Básicos das Subestações Elétricas

AULA 6 Esquemas Elétricos Básicos das Subestações Elétricas CONSIDERAÇÕES INICIAIS AULA 6 Esquemas Elétricos Básicos das Subestações Elétricas Quando planejamos construir uma subestação, o aspecto de maior importância está na escolha (e, conseqüentemente, da definição)

Leia mais

ANEXO DO CONTRATO. Anexo 2 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA A AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE IMAGEM, EQUIPAMENTOS MÉDICOS E MOBILIÁRIO

ANEXO DO CONTRATO. Anexo 2 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA A AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE IMAGEM, EQUIPAMENTOS MÉDICOS E MOBILIÁRIO ANEXO DO CONTRATO Anexo 2 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA A AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE IMAGEM, EQUIPAMENTOS MÉDICOS E MOBILIÁRIO Dezembro - 2013 1. INTRODUÇÃO O presente Anexo tem a finalidade de apresentar

Leia mais

Regimento Interno do Sistema

Regimento Interno do Sistema Identificação: R.01 Revisão: 05 Folha: 1 / 14 Artigo 1 - Objetivo do documento 1.1. Este documento tem como objetivo regulamentar as atividades para credenciamento de uma planta de produção com o SELO

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

ESCLARECIMENTOS Nº 05

ESCLARECIMENTOS Nº 05 ASSUNTO: CO.APR.T.007.2005 Serviços (Desmontagem e Montagem Eletromecânica e Comissionamento) com Fornecimento de Equipamentos, Materiais, Sistemas e Projetos de 02 (dois) Compensadores Síncronos. ESCLARECIMENTOS

Leia mais

pdc_me_05_versao2 Página 1 de 21 Versão: 2 Início de Vigência: 23.02.2010 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 391, de 22 de fevereiro de 2010

pdc_me_05_versao2 Página 1 de 21 Versão: 2 Início de Vigência: 23.02.2010 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 391, de 22 de fevereiro de 2010 pdc_me_05_versao2 Página 1 de 21 Procedimento de Comercialização Versão: 2 Início de Vigência: Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 391, de 22 de fevereiro de 2010 CÓDIGO ÍNDICE 1. APROVAÇÃO...

Leia mais

Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Primária de Distribuição

Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Primária de Distribuição Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Primária de Distribuição Norma 05/2014 NORMA ELEKTRO Eletricidade e Serviços S.A. Diretoria de Operações Gerência Executiva de Engenharia, Planejamento e Operação

Leia mais

pdc_me_05 Página 1 de 28 Versão: 1 Início de Vigência: 11.03.2008 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 934, de 07 de março de 2008.

pdc_me_05 Página 1 de 28 Versão: 1 Início de Vigência: 11.03.2008 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 934, de 07 de março de 2008. pdc_me_05 Página 1 de 28 Procedimento de Comercialização Versão: 1 Início de Vigência: Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 934, de 07 de março de 2008. CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

Leia mais

ANEXO. 1. Plano Mínimo de Manutenção. 2. Manutenção Preditiva

ANEXO. 1. Plano Mínimo de Manutenção. 2. Manutenção Preditiva ANEXO 1. Plano Mínimo de Manutenção 1.1 O Plano Mínimo de Manutenção define as atividades mínimas de manutenção preditiva e preventiva e suas periodicidades para transformadores de potência e autotransformadores,

Leia mais

Anexo II Descrição da Área/Processo. Cargos de Nível Médio

Anexo II Descrição da Área/Processo. Cargos de Nível Médio Anexo II Descrição da Área/Processo Cargos Cargo Área Pré-requisito Trajetória Processo de Agrimensura de Edificações/ Construção Civil de Edificações de Edificações Agrimensura. Edificações. Edificações.

Leia mais

Minuta de Termo de Referência

Minuta de Termo de Referência Minuta de Termo de Referência Contratação de serviço para elaboração do mapeamento, análise, propostas e implantação de melhorias nos processos de trabalho da Coordenadoria Geral de Licenciamento Ambiental

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS JUNHO/2011 CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º. Os cursos de Pós Graduação Lato Sensu da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA DDE Nº 006/2014 DE 10/12/2014

INFORMAÇÃO TÉCNICA DDE Nº 006/2014 DE 10/12/2014 INFORMAÇÃO TÉCNICA DDE Nº 006/2014 DE 10/12/2014 Procedimentos para validação de Subestações Blindadas Classes 15 kv e 36,2 kv Este procedimento se encontra na sua Revisão 2 cancelando e substituindo o

Leia mais

GABARITO - DEF30. Questão 1

GABARITO - DEF30. Questão 1 GABARITO - DEF30 Questão 1 a) Ensaio em aberto: Um dos lados do transformador é deixado em aberto, normalmente o lado de alta tensão. Instrumentos de medição são conectados para medir a corrente I 1, V

Leia mais

Anexo V: Solução de Pontos de rede local

Anexo V: Solução de Pontos de rede local Anexo V: Solução de Pontos de rede local 1. Objetivo: 1.1. Contratação de solução de Pontos de Rede de telecomunicação para conexão de diversos tipos de equipamentos eletrônicos como computadores, impressoras,

Leia mais

QUADRO DE MEDIDORES PARA PRÉDIO DE MÚLTIPLAS UNIDADES CONSUMIDORAS NTD-23

QUADRO DE MEDIDORES PARA PRÉDIO DE MÚLTIPLAS UNIDADES CONSUMIDORAS NTD-23 QUADRO DE MEDIDORES PARA PRÉDIO DE MÚLTIPLAS UNIDADES CONSUMIDORAS NTD-23 INDICE 1- OBJETIVO... 03 2- CONDIÇÕES GERAIS... 03 2.1- GENERALIDADES... 03 2.2- IDENTIFICAÇÃO... 03 3- CONDIÇÕES ESPECÍFICAS...

Leia mais

Submódulo 12.2. Instalação do sistema de medição para faturamento

Submódulo 12.2. Instalação do sistema de medição para faturamento Submódulo 2.2 Instalação do sistema de medição para faturamento Rev. Nº. Motivo da revisão Data de aprovação pelo ONS Data e instrumento de aprovação pela ANEEL 0 Este documento foi motivado pela criação

Leia mais

NOTA TÉCNICA 6.005. Página 1 de 20. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição

NOTA TÉCNICA 6.005. Página 1 de 20. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição Página 1 de 0 NOTA TÉCNICA 6.005 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INTERLIGAÇÃO DE GERADOR PARTICULAR DE CONSUMIDOR PRIMÁRIO COM A REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA AES ELETROPAULO UTILIZANDO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA

Leia mais

Em atenção ao pedido de esclarecimento formulado por licitante à Concorrência nº 01/2015, informamos o que se segue:

Em atenção ao pedido de esclarecimento formulado por licitante à Concorrência nº 01/2015, informamos o que se segue: CIRCULAR Nº 28/2015 CEL Brasília, 28 de dezembro de 2015. Prezados Senhores, Em atenção ao pedido de esclarecimento formulado por licitante à Concorrência nº 01/2015, informamos o que se segue: QUESTIONAMENTO

Leia mais

Número da Licitação CO.DAQ.G.0020.2012 1/9 ESCLARECIMENTO Nº 4

Número da Licitação CO.DAQ.G.0020.2012 1/9 ESCLARECIMENTO Nº 4 CO.DAQ.G.0020.2012 1/9 ESCLARECIMENTO Nº 4 Seguem abaixo, solicitações formuladas por empresas participantes da Licitação supra e as respectivas respostas de FURNAS: 1. Pergunta: Gostaria de solicitar

Leia mais

Manual. MOVITRAC B Desligamento seguro Aplicações. Edição 06/2007 11468793 / BP

Manual. MOVITRAC B Desligamento seguro Aplicações. Edição 06/2007 11468793 / BP Motoredutores \ Redutores Industriais \ Conversores de freqüência \ Automação \ Service Desligamento seguro Aplicações Edição 06/007 6879 / BP Manual SEW-EURODRIVE Driving the world Índice Indicações importantes...

Leia mais

Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento

Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento 1. Introdução 1.1. O presente Anexo Diretrizes Técnicas e Parâmetros do Arrendamento tem por objetivo tratar dos seguintes aspectos do Arrendamento:

Leia mais

Otimização da interrupção de RDs para atividades de lançamento de cabos de LT. Dircélio Marcos Silva. CEMIG Distribuição S.A.

Otimização da interrupção de RDs para atividades de lançamento de cabos de LT. Dircélio Marcos Silva. CEMIG Distribuição S.A. XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia 06 a 10 de Outubro de 2008 Olinda Pernambuco - Brasil Otimização da interrupção de RDs para atividades de lançamento de cabos de LT. Luis Fernando Santamaria

Leia mais

LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO

LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO Conforme NR-10 ACME S.A Ind. Com. 1 de 9 IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Identificação do Responsável pela Execução do Serviço. Nome: Empresa: Registro: Local de Execução do Serviço.

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA 04 PROJETOS DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCENDIOS (PCI)

INSTRUÇÃO TÉCNICA 04 PROJETOS DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCENDIOS (PCI) INSTRUÇÃO TÉCNICA 04 PROJETOS DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCENDIOS (PCI) 1 OBJETIVO 1.1 Estas Instruções Normativas de Projeto apresentam os procedimentos, critérios e padrões a serem adotados para elaboração

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO URBANO

TRANSPORTE COLETIVO URBANO TRANSPORTE COLETIVO URBANO ABRIGOS PARA PONTOS DE PARADA PROJETO ARQUITETÔNICO Julho 2007 PARADAS DE ÔNIBUS Memorial Justificativo A proposta é a construção de mobiliário urbano para abrigo da população

Leia mais

Cód. Manual MSE. Sistema Subsistema Vigência MANUTENÇÃO SUBESTAÇÃO 07.10.2011 Í N D I C E - QUALIDADE DOS MATERIAIS...2

Cód. Manual MSE. Sistema Subsistema Vigência MANUTENÇÃO SUBESTAÇÃO 07.10.2011 Í N D I C E - QUALIDADE DOS MATERIAIS...2 Sistema Subsistema Vigência MANUTENÇÃO SUBESTAÇÃO 07.10.2011 Inst./Equipamento TC 500kV OSKF-1800 FABRICAÇÃO TRENCH Assunto CORREÇÃO DE VAZAMENTO EM TRANSFORMADOR DE CORRENTE 500KV TIPO OSKF-1800, FABRICAÇÃO

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I (AO EDITAL DE CONVITE Nº 1/2006) CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ER 8 SALVADOR - BA MEMORIAL DESCRITIVO 1. Considerações Gerais 1.1. Objetivo O presente memorial tem por finalidade estabelecer

Leia mais

INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP

INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP AVISO Com base nos Art. 30 e 31 da Lei Complementar Municipal n 16, de 04 de junho de 1992, o Município do Rio de Janeiro torna público seu interesse

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO

I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO PU_TRADICIONAL_100MM_15M Condições Gerais I. INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CARDIF CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ Nº. : 11.467.788/0001-67 PRODUTO: PU_TRADICIONAL_100MM_15M MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Fornecimento e Instalação de Equipamento de Ar Condicionado Sede Poiesis

TERMO DE REFERÊNCIA Fornecimento e Instalação de Equipamento de Ar Condicionado Sede Poiesis 1. JUSTIFICATIVA O presente Termo tem por objetivo a contratação de empresa especializada em prover solução técnica que venha a garantir condições internas de temperatura e climatização de acordo com Norma

Leia mais

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA. Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas

SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA. Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI DE SIMÕES FILHO QUADRA POLIESPORTIVA Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas Memorial Descritivo Revisão - 1 Outubro / 2010 página 1 S U M Á R I O : 1

Leia mais

2.1. O Estudo de Inventário da UHE Colíder foi aprovado conforme a seguir discriminado:

2.1. O Estudo de Inventário da UHE Colíder foi aprovado conforme a seguir discriminado: ANEXO VIII AO EDITAL DE LEILÃO Nº. 03/2010-ANEEL ANEXO VIII CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DA UHE FERREIRA GOMES A exploração da UHE Ferreira Gomes, pela Concessionária,

Leia mais

Capítulo VI. Lista de verificação para prontuário, projetos e ensaios elétricos Por Marcus Possi* Inspeção de instalações elétricas

Capítulo VI. Lista de verificação para prontuário, projetos e ensaios elétricos Por Marcus Possi* Inspeção de instalações elétricas 44 Capítulo VI Lista de verificação para prontuário, projetos e ensaios elétricos Por Marcus Possi* Da mesma forma que se deve fazer com os elementos que formam uma instalação elétrica no seu sentido físico,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJETIVO 03 2. ÂMBITO 03 3. CONCEITOS 03 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 03 5. INSTRUÇÕES GERAIS 04 5.1. Condições de Serviços 04 5.2. Identificação dos transformadores 04 5.3.

Leia mais

Disjuntor a Vácuo uso Interno

Disjuntor a Vácuo uso Interno Disjuntor a Vácuo uso Interno D27 - U 1 Sumário 1. Aplicação... 3 2. Condições Normais de Serviço... 4 3. Principais Parâmetros Técnicos... 4 4. Estrutura e Operação do Disjuntor... 5 4.1. Estrutura Geral:...

Leia mais

MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA-EXECUTIVA DIRETORIA DE GESTÃO INTERNA COORDENAÇÃO-GERAL DE RECURSOS LOGÍSTICOS Comissão Especial de Licitação

MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA-EXECUTIVA DIRETORIA DE GESTÃO INTERNA COORDENAÇÃO-GERAL DE RECURSOS LOGÍSTICOS Comissão Especial de Licitação MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA-EXECUTIVA DIRETORIA DE GESTÃO INTERNA COORDENAÇÃO-GERAL DE RECURSOS LOGÍSTICOS Comissão Especial de Licitação Processo nº 72030.00000099/2011-64 Assunto: Respostas aos

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA BNDES 01/2008 QUESTIONAMENTOS DA EMPRESA SAS

CONSULTA PÚBLICA BNDES 01/2008 QUESTIONAMENTOS DA EMPRESA SAS 1 CONSULTA PÚBLICA BNDES 01/2008 QUESTIONAMENTOS DA EMPRESA SAS QUESTÃO 1 2. DESCRIÇÃO DO OBJETO 2.1. Aquisição do SISTEMA DE RISCO 2.1.1. Fornecimento e cessão de direito de uso definitivo, não exclusivo,

Leia mais

QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM CORROSÃO E PROTEÇÃO

QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM CORROSÃO E PROTEÇÃO ABRACO 00 de 0 OBJETIVO Esta norma estabelece a sistemática adotada pela Associação Brasileira de Corrosão ABRACO para o funcionamento do Sistema Nacional de Qualificação e Certificação em Corrosão e Proteção.

Leia mais

Artigo Técnico: Startup de Elevadores

Artigo Técnico: Startup de Elevadores Artigo Técnico: Startup de Elevadores Problemas enfrentados no início de operação de elevadores instalados em edifícios existentes modernização ou substituição dos equipamentos em edificações habitadas.

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área: Eletroeletrônica

Leia mais

1) PLANILHA DE COTAÇÃO DE PREÇO Esta planilha, que deveria estar no ANEXO IV, não foi encaminhada.

1) PLANILHA DE COTAÇÃO DE PREÇO Esta planilha, que deveria estar no ANEXO IV, não foi encaminhada. 1) PLANILHA DE COTAÇÃO DE PREÇO Esta planilha, que deveria estar no ANEXO IV, não foi encaminhada. Resposta: Não existe uma planilha modelo a ser considerada. 2) ITEM F, CLÁUSULA 25 - pg 9 Neste ítem,

Leia mais

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2014

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2014 3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2014 PERGUNTA 01: O ANEXO D.9 Saúde e Segurança (pag. 99) do ANEXO D SERVIÇOS RELATIVOS AO ATENDIMENTO AMBENTAL do ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO 1 - APRESENTAÇÃO: O presente memorial visa descrever as diretrizes básicas que devem ser observadas na reformulação da iluminação pública do Parque Marinha do Brasil. 2

Leia mais

DIRETORIA TÉCNICA - DTE DEPARTAMENTO DE PROJETO E CONSTRUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DPPC 5 QUADROS DE PREÇOS

DIRETORIA TÉCNICA - DTE DEPARTAMENTO DE PROJETO E CONSTRUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DPPC 5 QUADROS DE PREÇOS DEPARTAMENTO DE PROJETO E CONSTRUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DPPC 5 QUADROS DE PREÇOS ABRIL DE 2008 DEPARTAMENTO DE PROJETO E CONSTRUÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO DPPC 5.1 ORÇAMENTOS ESTIMADOS ABRIL DE 2008 DEPARTAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento da Faculdade Católica do Tocantins (Facto), mantida

Leia mais

ANEXO VIII CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DA UHE TELES PIRES

ANEXO VIII CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DA UHE TELES PIRES ANEXO VIII CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DA UHE TELES PIRES A exploração da UHE Teles Pires, pela Concessionária, será realizada em conformidade com a legislação em vigor

Leia mais

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO.

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. Introdução A energia elétrica que alimenta as indústrias, comércio e nossos lares é gerada principalmente em usinas hidrelétricas, onde a passagem

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5 Manual Técnico Transformadores de Potência Versão: 5 Índice 2 8 Página 1 1 INTRODUÇÃO Este manual fornece instruções referentes ao recebimento, instalação e manutenção dos transformadores de potência a

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS E ESPECIFICAÇÕES GERAIS

CADERNO DE ENCARGOS E ESPECIFICAÇÕES GERAIS CADERNO DE ENCARGOS E ESPECIFICAÇÕES GERAIS Instalação do sistema de geração de ozônio na piscina coberta do Centro de Atividades do SESC Ceilândia. Brasília-DF COMAP/DIAD Página 1 BASES TÉCNICAS PARA

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRAS 1.1.1 Construção provisória em madeira -

Leia mais

Vice-Presidência de Engenharia e Meio Ambiente Instrução de Trabalho de Meio Ambiente

Vice-Presidência de Engenharia e Meio Ambiente Instrução de Trabalho de Meio Ambiente VicePresidência de Engenharia e Meio Ambiente IGR 4.4.632 ÍNDICE 1. OBJETIVO 2. REFERÊNCIAS 3. DEFINIÇÕES 4. APLICAÇÃO 5. DESCRIÇÃO DO PROCESSO 6. FLUXO DO PROCESSO 7. RESPONSABILIDADES 8. ANEXOS 9. CONTROLE

Leia mais

ANEXO 2 - DIRETRIZES TÉCNICAS E PARÂMETROS DO ARRENDAMENTO

ANEXO 2 - DIRETRIZES TÉCNICAS E PARÂMETROS DO ARRENDAMENTO ANEXO 2 - DIRETRIZES TÉCNICAS E PARÂMETROS DO ARRENDAMENTO LEILÃO Nº 3/2015-ANTAQ, PARA O ARRENDAMENTO DE ÁREAS E INFRAESTRUTURAS PÚBLICAS PARA A MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE PAPEL, CELULOSE E CARGA GERAL,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU

CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 TORCIDA PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PU PLANO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIO A EXECUÇÃO DOS ENSAIOS DE CONTROLE TECNOLÓGICO DAS OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA, SENDO INDISPENSÁVEL À APRESENTAÇÃO DO LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E DOS RESULTADOS

Leia mais

NORMA TÉCNICA SUMÁRIO 1 FINALIDADE... 3 2 CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 3 RESPONSABILIDADES... 3 4 DEFINIÇÕES... 3

NORMA TÉCNICA SUMÁRIO 1 FINALIDADE... 3 2 CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 3 RESPONSABILIDADES... 3 4 DEFINIÇÕES... 3 30 / 08 / 2012 1 de 19 SUMÁRIO 1 FINALIDADE... 3 2 CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 3 RESPONSABILIDADES... 3 4 DEFINIÇÕES... 3 4.1 Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT... 3 4.2 Agência Nacional de Energia

Leia mais

5.1. Programa de Gerenciamento Ambiental. Revisão 00 NOV/2013. PCH Senhora do Porto Plano de Controle Ambiental - PCA PROGRAMAS AMBIENTAIS

5.1. Programa de Gerenciamento Ambiental. Revisão 00 NOV/2013. PCH Senhora do Porto Plano de Controle Ambiental - PCA PROGRAMAS AMBIENTAIS PROGRAMAS AMBIENTAIS 5.1 Programa de Gerenciamento Ambiental CAPA 5.1 - Programa de Gerenciamento Ambiental ÍNDICE GERAL 1. Introdução... 1/11 1.1. Ações já Realizadas... 2/11 2. Justificativa... 4/11

Leia mais

Aplicação de Condutores de Alumínio em Medição de Consumidor em BT

Aplicação de Condutores de Alumínio em Medição de Consumidor em BT Aplicação de Condutores de Alumínio em Medição de Consumidor em BT 1 Escopo Esta ITA Ampla, tem por objetivo estabelecer os procedimentos a serem adotados para aplicação de condutores de alumínio em substituição

Leia mais

A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio

A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio A Importância dos Projetos de Sistemas de Proteções Coletivas Engº José Carlos de Arruda Sampaio Ciclo de Vida do Empreendimento: Todos os empreendimentos tem um ciclo de vida - têm um início, um crescimento

Leia mais

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS

REGULAMENTO DE HONORÁRIOS REGULAMENTO DE HONORÁRIOS CAPÍTULO I OBJETIVO Art. 1º - Este regulamento estabelece as normas gerais concernentes aos trabalhos técnicos de Avaliação e Perícia de Engenharia. Art. 2º - As normas aqui estabelecidas

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRAS 1.1.1 Construção provisória em madeira -

Leia mais

QUALIFICAÇÃO E ATUAÇÃO DE ÓRGÃOS DE SUPERVISÃO TÉCNICA INDEPENDENTE EM USINAS NUCLEOELÉTRICAS E OUTRAS INSTALAÇÕES

QUALIFICAÇÃO E ATUAÇÃO DE ÓRGÃOS DE SUPERVISÃO TÉCNICA INDEPENDENTE EM USINAS NUCLEOELÉTRICAS E OUTRAS INSTALAÇÕES Norma CNEN NE 1.28 Resolução CNEN 15/99 Setembro / 1999 QUALIFICAÇÃO E ATUAÇÃO DE ÓRGÃOS DE SUPERVISÃO TÉCNICA INDEPENDENTE EM USINAS NUCLEOELÉTRICAS E OUTRAS INSTALAÇÕES Resolução CNEN 15/99 Publicação:

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 03

ESCLARECIMENTO Nº 03 PE.GCM.A.00130.2013 1/30 ESCLARECIMENTO Nº 03 FURNAS Centrais Elétricas S.A. comunica resposta ao pedido de esclarecimento sobre o Edital, efetuado por empresa interessada: 1. GERAL Entendemos que os Relés

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: ELÉTRICO Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. GENERALIDADES... 03 2. DOCUMENTOS APLICÁVEIS... 04 3. DESCRIÇÃO DO PROJETO...

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 48

COMUNICADO TÉCNICO Nº 48 Página 1 de 19 COMUNICADO TÉCNICO Nº 48 ATENDIMENTO DE NOVOS CONSUMIDORES LOCALIZADOS EM ÁREAS DE SISTEMAS SUBTERRÂNEOS DE DISTRIBUIÇÃO Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Engenharia da Distribuição

Leia mais

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Serviços de Lavagem, Lubrificação e Troca de Óleo de Veículos - Licença de Instalação (LI) -

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Serviços de Lavagem, Lubrificação e Troca de Óleo de Veículos - Licença de Instalação (LI) - Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Serviços de Lavagem, Lubrificação e Troca de

Leia mais

INSPEÇÃO FORMAL DE GEOLOGIA DE ENGENHARIA DAS BARRAGENS, ESTRUTURAS CIVIS ANEXAS, TALUDES E TUNELZINHO.

INSPEÇÃO FORMAL DE GEOLOGIA DE ENGENHARIA DAS BARRAGENS, ESTRUTURAS CIVIS ANEXAS, TALUDES E TUNELZINHO. INSPEÇÃO FORMAL DE GEOLOGIA DE ENGENHARIA DAS BARRAGENS, ESTRUTURAS CIVIS ANEXAS, TALUDES E TUNELZINHO. UHE SÁ CARVALHO CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. GERÊNCIA DE SEGURANÇA DE BARRAGENS AG/SB 1. OBJETO

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando que um transformador monofásico será submetido aos ensaios de curto-circuito e a vazio para determinação dos parâmetros do seu circuito equivalente, o qual deverá

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 4. Disjuntor 145 kv 02 4.1. Objetivo 02 4.2. Normas 02 4.3. Escopo de Fornecimento 02 T- 4.1. Tabela 02 4.4. Características Elétricas 02 4.5. Características Operativas 03 4.5.1.

Leia mais

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO COTAÇÃO DE PREÇO Nº 09/2014 PROCESSO Nº 09/2014 ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL MAMIRAUÁ IDSM PROJETO - ARQUITETURA, PROJETOS EXECUTIVOS COMPLEMENTARES E ORÇAMENTO

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 016/2015

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 016/2015 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 016/2015 NOME DA INSTITUIÇÃO: Siemens Ltda. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL Processo: 48500.000560/2015-44 EMENTA (Caso exista):

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA COORDENAÇÃO DE COMPRAS COSCOM (GESUS) 1 de 9 OBJETIVO: Este Termo de Referência tem por objetivo definir o escopo do processo licitatório de constituição de Registro de Preço para eventual contratação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO PÁGINA: 1/11 OBJETIVO DEFINIR O MÉTODO DE FUNCIONAMENTO DA, VISANDO MANTER AS MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS E AS INSTALAÇÕES DA. DE FORMA A GARANTIR A QUALIDADE DO PRODUTO DENTRO DO ESPECIFICADO

Leia mais

1. OBJETO 2. PRODUTOS

1. OBJETO 2. PRODUTOS 1. OBJETO 1.1 Aquisição com instalação de aparelhos de ar-condicionado tipo split para atendimento da Unidade Operacional da Anatel em Mato Grosso do Sul (UO7.2). 2. PRODUTOS 2.1 Fornecimento de 4 (quatro)

Leia mais

Procedimentos de Distribuição de Energia Elétrica no Sistema Elétrico Nacional PRODIST. Módulo 3 Acesso aos Sistemas de Distribuição

Procedimentos de Distribuição de Energia Elétrica no Sistema Elétrico Nacional PRODIST. Módulo 3 Acesso aos Sistemas de Distribuição Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Procedimentos de Distribuição de Energia Elétrica no Sistema Elétrico Nacional PRODIST Módulo 3 Acesso aos Sistemas de Distribuição Revisão Motivo da Revisão

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO EMPRESA SOCIOAMBIENTAL

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA TÉCNICA ESPECIALIZADA PARA O PLANEJAMENTO E PRODUÇÃO DE NARRATIVAS INSTITUCIONAIS

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA TÉCNICA ESPECIALIZADA PARA O PLANEJAMENTO E PRODUÇÃO DE NARRATIVAS INSTITUCIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA TÉCNICA ESPECIALIZADA PARA O PLANEJAMENTO E PRODUÇÃO DE NARRATIVAS INSTITUCIONAIS 1 INTRODUÇÃO Este documento reúne o conjunto de informações necessárias

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO 7. CONTEÚDO Transformadores para Instrumentos 145 kv 7.1. Geral PG. 7.2. Normas 7.3. Escopo de Fornecimento 7.4. Características Elétricas 7.4.1. Gerais 7.4.2. Transformadores de Corrente 03 7.4.3.

Leia mais