INTRODUÇÃO À CIÊNCIA POLÍTICA PARA RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTRODUÇÃO À CIÊNCIA POLÍTICA PARA RELAÇÕES INTERNACIONAIS"

Transcrição

1 INTRODUÇÃO À CIÊNCIA POLÍTICA PARA RELAÇÕES INTERNACIONAIS Curso de Relações Internacionais BRI Política I Professores responsáveis Leandro Piquet Carneiro Cristiane Lucena Monitores Laerte Apolinário Júnior Ana Marques I. Objetivo do Curso O curso oferece aos alunos ingressantes no Bacharelado em Relações Internacionais uma introdução à Ciência Política, familiarizando-os com os conceitos fundamentais da disciplina, com ênfase naqueles utilizados em relações internacionais e política comparada. Ao final do curso, os alunos deverão estar habilitados a comentar os conceitos fundamentais apresentados e a relacioná-los a questões contemporâneas em Relações Internacionais. II. Estrutura A matéria está estruturada em duas unidades: a) Política internacional b) Instituições políticas contemporâneas III. Desenvolvimento do curso As aulas serão divididas em duas partes. Uma delas será ocupada por aula expositiva para a qual se requer leitura do texto correspondente, indicado na bibliografia obrigatória. A outra metade será ocupada por atividades em grupo, que envolvem a leitura e discussão de artigos da mídia, exibição e discussão de vídeos e documentários, exercícios. Sugerimos vários filmes longa-metragem, que podem ser encontrados em vídeolocadoras e ilustram aspectos dos temas tratados ao longo do semestre. 1

2 IV. Avaliação A avaliação consistirá em: a) prova escrita, sem consulta, relativa à primeira unidade (30%) b) prova escrita, sem consulta, sobre os temas da segunda unidade (30%) c) seminário em grupo sobre capítulos previamente escolhidos do livro Por que as nações fracassam? (20%) d) quatro resenhas dos textos que constam do programa, sendo que cada resenha deve reunir dois autores (10%) e) participação (10%) Livro para os seminários: ACEMOGLU, Daron e ROBINSON, James. Por Que as Nações Fracassam. As Origens do Poder, da Prosperidade e da Pobreza. São Paulo, SP: Elsevier, Moodle: O programa da disciplina e outros materiais relacionados ao curso estão disponíveis no Moodle: Os textos de leitura obrigatória estão em pastas, no xerox da FEA. Os livros indicados na bibliografia podem ser encontrados na biblioteca da FFLCH e/ou na biblioteca da FEA. Alguns títulos estarão disponíveis para aquisição na livraria Visconde de Cairu (FEA). Copiar textos impressos ou disponíveis na internet, sem a devida menção a autor e editora, é plágio, falta grave que implicará reprovação automática, independentemente de outras notas obtidas pelo estudante. 2

3 PARTE I POLÍTICA INTERNACIONAL Aula 1: Política e poder BOBBIO, Norberto. Poder. In: BOBBIO, Norberto, MATTEUCI, Nicola e PASQUINO, Gainfranco. (Orgs.) Dicionário de Política. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1986, pp BUENO DE MESQUITA, Bruce. The Logic of Political Survival. Alastair Smith, Randolph Siverson e James Morrow. Cambridge, M.A.: The MIT Press, 2003, cap. 1 e 2. BOBBIO, Norberto. Política. In: BOBBIO, Norberto, MATTEUCI, Nicola e PASQUINO, Gainfranco. (Orgs.) Dicionário de Política. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1986, pp Filme recomendado: Karl Rove, The Architect. Direção: Michael Kirk, EUA, Aula 2: Política e poder no plano internacional RUSSETT, Bruce. Harvey STARR and David KINSELLA, World Politics The Menu for Choice. Wadsworth, 2010, cap. 1 e 2. ELSTER, Jon. Peças e Engrenagens das Ciências Sociais. Rio de Janeiro, RJ: Relume Dumará, 1994, introdução, cap. 1, 2, e 3. Filme recomendado: 3

4 A caminho de Candahar. Direção: Mohsen Makhmalbaf, Irã, Acemoglu e Robinson, cap. 1 e 2 Aula 3: Política, mercado e desenvolvimento HIRSCHMAN, Albert Exit, Voice and Loyalty. Cambridge, M.A.: Harvard University Press, 1970, prefácio, cap. 1,2, 3 e 7. BUENO DE MESQUITA, Bruce. James MORROW, Randolph SIVERSON, Alastair SMITH Political Competition and Economic Growth. Journal of Democracy 12(1), pp SEN, Amartya. Desenvolvimento como Liberdade. São Paulo, SP: Editora Schwarcz, 1999, (disponível pela Companhia das Letras). Acemoglu e Robinson, cap. 3 e 4 Aula 4: Desafios da globalidade VICTOR, David. Getting Serious about Global Climate Change. In REINHARD, Nicolau. Joaquim GUILHOTO, Pedro DALLARI e Gerson DAMIANI, Orgs. Impasses nos Grandes Regimes Internacionais. São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo, SANDS, Philippe. Turtles and Torturers: The Transformation of International Law. New York University Journal of International Law and Politics Vol. 33, pp. 527,

5 Filme recomendado: Leões e cordeiros. Direção: Robert Redford, EUA, Acemoglu e Robinson, cap. 5 e 6 Aula 5: Ação coletiva e cooperação internacional OLSON, Mancur. The Logic of Collective Action. Cambridge, M.A.: Harvard University Press, 1971, introdução, cap. 1 (com exceção da seção D. Small Groups ) e 2. HARDIN, Garrett The Tragedy of the Commons. Nature. Vídeo: The Prize Lecture, Elinor Ostrom, Estocolmo, OSTROM, Elinor Coping with tragedies of the commons. Annual Review of Political Science 2, pp Acemoglu e Robinson, cap. 7 e 8 Aula 6: Prova PARTE II INSTITUIÇÕES POLÍTICAS CONTEMPORÂNEAS Aula 7: Regimes políticos no mundo contemporâneo Democracias 5

6 PASQUINO, Gianfranco, Os regimes democráticos, Curso de Ciência Política, Cascais: Principia, p HELD, David. A democracia, o Estado-Nação e o Sistema Global. Lua Nova nº 23, março 91. DAHL, R A Democracia e seus Críticos, São Paulo: WMF, Martins Fontes, capítulo 2 (p ). OTTAWAY, Marina. Thomas Carothers, Think again: Middle East democracy, Yale Global On Line, dez GERGES, Fawaz. Is Democracy in the Middle East a Pipedream?, Yale Global On Line, CARVALHO, José Murilo. Cidadania no Brasil, Rio: Civilização Brasileira, Introdução, p SARTORI, G "Igualdade". In: Teoria da democracia revisitada: as questões clássicas. São Paulo: Ática, Vol. 2, Cap. 12. EXERCÍCIO: A democracia é sempre possível? Ela é possível no Oriente Médio? Aula 8: A Poliarquia de Dahl e os Modelos Contemporâneos de Democracia DAHL, R A Democracia e seus Críticos, São Paulo: WMF, Martins Fontes, cap. 15 e 17. LIJPHART, A., Patterns of Democracy, Yale University Press: cap. 1, 2 e 3 (pag.1-47). LANE, Jan-Erik e ERSSON, S. Democracy: a comparative approach. New York, Routledge. Part I, Methodology, cap.1 (p ). 6

7 BENDIX, Reinhard. A ampliação da cidadania, CARDOSO, F.H. & MARTINS, C. Política e Sociedade, Rio: Cia. Editora Nacional, p MARSHALL,T.H. (1967). Cidadania e classe social. Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro. Zahar. EXERCÍCIO: Quão democrático é um país? Como medir a democracia? Trabalho em grupo prévio: Que países da região das Américas e do Caribe podem ser atualmente considerados poliarquias plenas, de acordo com os critérios de R. Dahl? Cada grupo deverá organizar um banco de dados para 20 países selecionados da região e comparar os resultados no seminário na segunda parte da aula. Acemoglu e Robinson, cap. 9 e 10 Aula 9: A democracia contemporânea: sistemas eleitorais NICOLAU, Jairo Marconi. Sistemas eleitorais: uma introdução. Rio de Janeiro: Ed. FGV, LIJPHART, A., Patterns of Democracy, Yale University Press, cap.8 (p ). FARRELL, David M., 2001, Electoral Systems: A Comparative Introduction. Cap.1. Filme recomendado: Vocação do poder, Eduardo Coutinho, Brasil. Acemoglu e Robinson, cap. 11 e 12 Aula 10: A democracia contemporânea: partidos e sistemas partidários LIJPHART, A., As democracias contemporâneas, Rio de Janeiro: Gradiva, cap. 7 e 8 (p ). FARRELL, David M., 2001, Electoral Systems: A Comparative Introduction, cap. 2 e 3. 7

8 REIS, Fábio W. Partidos, seitas e legendas de aluguel. Folha de São Paulo, 10 de Janeiro, 2007, p. 3 SANTOS, Fabiano. A sobrevivência da representação partidária, Folha de São Paulo, 10 de Janeiro, 2007, p. 3. Editorial, O fundo da questão é outro, O Estado de S. Paulo, 9 de Janeiro, 2007, p.3 SCHMITT, Rogério, Partidos políticos no Brasil ( ), Rio de Janeiro:Jorge Zahar Editor. EXERCÍCIO: O multipartidarismo brasileiro Acemoglu e Robinson, cap. 13 e 14 Aula 11: Regimes não democráticos e os limites da democracia ALVAREZ, M., CHEIBUB, A., LIMONGI, F. e PRZEWORSKI, A Classifying political regimes. Studies in Comparative International Development, 31(2), p CHEIBUB, A. GANDHI, J. e VREELAND, J Democracy and dictatorship revisited. Public Choice, 143, pp DAHL, R Can International organizations be democratic? A skeptical view, in Shapiro, I. e Hacker-Cordón, C., Democracy s Edges, Cambridge University Press. VREELAND, James Political institutions and human rights: Why dictatorships enter into the United Nations Convention Against Torture. InternationalOrganization 62(1), pp GEDDES, Barbara What do we know about democratization after twenty years? Annual Review of Political Science, 2, PP OLSON, Mancur Dictatorship, democracy, and development. American Political Science Review 87(3), pp

9 Acemoglu e Robinson, cap. 15 Aula 12: A democracia contemporânea Formas de governo e relações entre o poder executivo e o legislativo DAHL, Robert "O mito do mandato presidencial", Lua Nova 24, São Paulo: Cedec. LINZ, Juan, Presidencialismo ou parlamentarismo: faz alguma diferença?, LAMOUNIER, B., A opção parlamentarista, São Paulo: Sumaré, p ABRANCHES, Sergio, "Presidencialismo de coalizão", Dados 31 (1), Rio de Janeiro: Iuperj, p Filme recomendado: A Rainha de Stephen Frears, 2006, U.K. EXERCÍCIO: Reforma política no Brasil Aula 12: Prova 9

Universidade de São Paulo Faculdade de Direito

Universidade de São Paulo Faculdade de Direito Universidade de São Paulo Faculdade de Direito SYLLABUS Código: DES0118 Disciplina: Direito constitucional I Departamento: DES Professor: Prof. Dr. Virgílio Afonso da Silva Créditos: 3 Horários: Turma

Leia mais

Objetivos da disciplina: discutir assuntos clássicos e contemporâneos essenciais ao Direito Constitucional e à sua compreensão.

Objetivos da disciplina: discutir assuntos clássicos e contemporâneos essenciais ao Direito Constitucional e à sua compreensão. UniCEUB Programa de Mestrado e Doutorado em Direito Professor José Levi Mello do Amaral Júnior jose.levi@uol.com.br Temas Fundamentais do Direito Constitucional 1 o semestre de 2015 Objetivos da disciplina:

Leia mais

Política e Economia da Democratização

Política e Economia da Democratização Política e Economia da Democratização António Costa Pinto (regente), Andrés Malamud, José Albuquerque Tavares MÓDULO I (ANDRÉS MALAMUD): POLÍTICA DA DEMOCRATIZAÇÃO * = bibliografia obrigatória DEMOCRACIA

Leia mais

Escola Nacional de Administração Pública Diretoria de Formação Profissional Coordenação-Geral de Formação

Escola Nacional de Administração Pública Diretoria de Formação Profissional Coordenação-Geral de Formação Curso de Formação Inicial para Analista de Planejamento e Orçamento APO 2012 EIXO 1 ESTADO, SOCIEDADE E DEMOCRACIA Disciplina: D 1.2 Democracia e Cidadania no Brasil. Professor: Roberto Rocha Coelho Pires

Leia mais

NSTITUTO DE ILOSOFIA & IÊNCIAS UMANAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS - 16

NSTITUTO DE ILOSOFIA & IÊNCIAS UMANAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS - 16 NSTITUTO DE ILOSOFIA & IÊNCIAS UMANAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS - 16 2 o. Semestre de 2006 DISCIPLINA CÓDIGO / TURMA HZ942/A NOME Relações Internacionais PRÉ-REQUISITOS HZ341/ AA200 CARGA

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: Direito TURMA: 1º Semestre/Noturno DISCIPLINA: Ciência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Centro de Estudos Gerais. Instituto de Ciências Humanas e Filosofia. Departamento de Ciência Política

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Centro de Estudos Gerais. Instituto de Ciências Humanas e Filosofia. Departamento de Ciência Política UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Centro de Estudos Gerais Instituto de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Ciência Política Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Curso de Mestrado Título

Leia mais

FLP0403 - SISTEMAS ELEITORAIS E SISTEMAS PARTIDÁRIOS

FLP0403 - SISTEMAS ELEITORAIS E SISTEMAS PARTIDÁRIOS FLP0403 - SISTEMAS ELEITORAIS E SISTEMAS PARTIDÁRIOS Prof. Paolo Ricci 1º. Semestre de 2011 Ementa. O curso aborda as dinâmicas eleitorais e parlamentares desde o século XIX dentro de uma perspectiva comparada.

Leia mais

Recensões. Leste, é, à escala da cidade, a ideia de «condomínio fechado». As consequências

Recensões. Leste, é, à escala da cidade, a ideia de «condomínio fechado». As consequências Leste, é, à escala da cidade, a ideia de «condomínio fechado». As consequências sociológicas de tais instrumentos de fechamento social são tão profundas quanto preocupantes. Bauman recorre uma vez mais

Leia mais

HDP7288 Teoria Política

HDP7288 Teoria Política HDP7288 Teoria Política Jakson Alves de Aquino 2012.2 1 Ementa Lógica da ação coletiva. Cultura política. Instituições políticas. Democracia representativa. Democracia deliberativa. 2 Objetivos Proporcionar

Leia mais

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica.

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica. Relatório Final da Coordenação da Unidade de Aprendizagem 2 Curso de Especialização em Saúde Global e Diplomacia da Saúde Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca Fiocruz 1. Ementa completa e atualizada:

Leia mais

Reflexões sobre a democracia na Ciência Política brasileira (3 créditos)

Reflexões sobre a democracia na Ciência Política brasileira (3 créditos) Reflexões sobre a democracia na Ciência Política brasileira (3 créditos) Professores: João Feres Júnior e San Romanelli Assumpção Horário:Quarta-feira, das13 às 16 horasc Consultas: a combinar com os professores

Leia mais

TEORIA DO ESTADO DEMOCRÁTICO

TEORIA DO ESTADO DEMOCRÁTICO TEORIA DO ESTADO DEMOCRÁTICO AUTOR: FELICIANO GUIMARÃES GRADUAÇÃO 2011.1 Sumário Teoria do Estado Democrático ROTEIRO DAS AULAS... 5 Aula 1: Apresentação do Curso... 5 Aula 2: O significado das palavras

Leia mais

Desenvolvimento Económico II PROGRAMA

Desenvolvimento Económico II PROGRAMA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE ANGOLA Faculdade de Economia e Gestão Licenciatura em Economia PROGRAMA Ano lectivo: Semestre: Regente: 2009 2º Dra. Sandrina Berthault Moreira Ano Curricular: Carga horária: Aulas:

Leia mais

PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO

PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento Programa de Pós-Graduação PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO DISCIPLINA: Estudos Avançados em Direito

Leia mais

Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE

Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE 1 Anexo II Resolução nº 133/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO / ANO: 2011 Programa de Pós-Graduação stricto sensu

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Instituto de Estudos Políticos

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Instituto de Estudos Políticos РПаЎ±б>юя юяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяяя яяяяяяяэяяяlюяяяюяяя UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Instituto de Estudos Políticos LICENCIATURA EM CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS Regimes e Sistemas

Leia mais

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE)

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) Identificação Disciplina: (CCP 945) Horário: quarta-feira (09:00 às 13:00 horas) Professor: Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA EMENTA DE CURSO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA AMÉRICA II

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA EMENTA DE CURSO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA AMÉRICA II UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA EMENTA DE CURSO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA AMÉRICA II DOCENTE: PROFA. DRA. KARINA KOSICKI BELLOTTI 2º semestre de 2009 Horários: 4ª feira 13h30 às 15h30;

Leia mais

Instituições Políticas Brasileiras Professor: Ana Paula Conde CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 HORAS CRÉDITOS: 4 PRÉ-REQUISITO(S): NÃO

Instituições Políticas Brasileiras Professor: Ana Paula Conde CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 HORAS CRÉDITOS: 4 PRÉ-REQUISITO(S): NÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA 2007.2 SOC 1203 Instituições Políticas Brasileiras Professor: Ana Paula Conde CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 HORAS CRÉDITOS: 4 PRÉ-REQUISITO(S):

Leia mais

Departamento de Sociologia, Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Gualtar, 4710-057 Braga Portugal, Telef. 253604212, Fax 253678850

Departamento de Sociologia, Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Gualtar, 4710-057 Braga Portugal, Telef. 253604212, Fax 253678850 Instituto de Ciências Sociais Departamento de Sociologia Licenciatura: Sociologia Unidade Curricular: Desenvolvimento, Sociedade e Estado Regime: 2º semestre Ano lectivo: 2007/2008 Docente: Maria Eugénia

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Disciplina: PRI 5017 Política Externa Brasileira FLS 5903 Temas

Leia mais

Escola Nacional de Administração Pública Diretoria de Formação Profissional Coordenação-Geral de Formação

Escola Nacional de Administração Pública Diretoria de Formação Profissional Coordenação-Geral de Formação Curso de Formação Inicial para a Carreira de APO 2012 EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Disciplina: D 3.2 Administração Pública Brasileira Professora titular: Eduardo Granha Magalhães Gomes Período: 2 a 4 de

Leia mais

21 de agosto: Apresentação da disciplina e bibliografia; divisão de seminários

21 de agosto: Apresentação da disciplina e bibliografia; divisão de seminários DISCIPLINA: Sistemas de Justiça e Desenvolvimento Profa. Dra. Mônica Teresa Costa Sousa Linha de pesquisa: Direito e Instituições do Sistema de Justiça Carga horária: 60 horas Horário: Quinta-feira, 14:00

Leia mais

Ficha de catalogação de monografia de graduação

Ficha de catalogação de monografia de graduação Ficha de catalogação de monografia de graduação Autor DE ABREU E SILVA, Guilherme. 1988 Efeitos da Lei Da Ficha Limpa nas Eleições Municipais de 2012 no Estado do Paraná Título Publicação 2012 Colação

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Ciências Sociais PROJETO DE PESQUISA

Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Ciências Sociais PROJETO DE PESQUISA Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Ciências Sociais PROJETO DE PESQUISA PARTIDOS E ESTADOS NO BRASIL: Uma tese revisitada Prof. Dr. Gustavo Muller

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL DIVISÃO DE APOIO AO DOCENTE

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL DIVISÃO DE APOIO AO DOCENTE NORMAS COMPLEMENTARES EDITAL Nº. 003/2012 Processo Seletivo Simplificado para contratação de professores substitutos da Universidade Federal de Uberlândia UFU. 1. Informações Gerais 1.1. Área: Serviço

Leia mais

PLANO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO

PLANO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento Programa de Pós-Graduação PLANO DE CURSO MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO DISCIPLINA Estrutura Organizacional e Processo

Leia mais

A CLP e a difícil tarefa de fazer leis populares

A CLP e a difícil tarefa de fazer leis populares Marcos Augusto de Queiroz A CLP e a difícil tarefa de fazer leis populares Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor como parte das exigências do curso de Especialização em

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS COMPARADOS SOBRE AS AMÉRICAS EDITAL No. 1/2008 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS COMPARADOS SOBRE AS AMÉRICAS

Leia mais

CARREIRA PARLAMENTAR: O REGIMENTO E O SUCESSO ELEITORAL

CARREIRA PARLAMENTAR: O REGIMENTO E O SUCESSO ELEITORAL TAJLA MARIA VIANA SOBREIRA BEZERRA CARREIRA PARLAMENTAR: O REGIMENTO E O SUCESSO ELEITORAL Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor como parte das exigências do curso de Especialização

Leia mais

DISCIPLINA: Ciência Política. CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 1º SEMESTRE TURNO: Matutino/Noturno CÓDIGO: DIR103

DISCIPLINA: Ciência Política. CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 1º SEMESTRE TURNO: Matutino/Noturno CÓDIGO: DIR103 DISCIPLINA: Ciência Política CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 1º SEMESTRE TURNO: Matutino/Noturno CÓDIGO: DIR103 1. EMENTA: Conceito de Ciência Política. Ciência Política e Teoria do Estado. Evolução

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS Curso de Licenciatura em Ciência Política

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS Curso de Licenciatura em Ciência Política Programa I Introdução Razão de ser: a União Europeia (UE), o sistema político internacional e a geoestratégia da UE. O alargamento. O que é a UE. O factor democrático. Ideais, Valores, Princípios e Objectivos

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. DISCIPLINA: SOCIOLOGIA DO DIREITO E ANTROPOLOGIA PROFESSOR: ANDRÉ FILIPE PEREIRA REID DOS SANTOS TURMA: º AM /

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais

Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Disciplina: PRI5003 - Internacionais Docentes Responsáveis: Leandro Piquet Carneiro Semestre: 1º de 2014 Créditos: 08 Sextas-feiras: das 14h00 às 18h00

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Pós-Graduação Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas Av. dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP 09210-580

Leia mais

PLANO DE CURSO. *Obs: alguns textos podem ser alterados durante o curso.

PLANO DE CURSO. *Obs: alguns textos podem ser alterados durante o curso. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS, HUMANS, LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DISCIPLINA OPTATIVA: Tópicos Especiais em História Política: Trabalho, Política e Região

Leia mais

IEP815 Política Ambiental, Descentralização e Qualidade de Vida Profa. Estela Neves

IEP815 Política Ambiental, Descentralização e Qualidade de Vida Profa. Estela Neves Objetivo: O objetivo do curso é familiarizar os alunos com a base teórica, marcos conceituais e questões operacionais da política ambiental no âmbito municipal, para capacitá-los para analisar propostas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito Curso de Direito Diurno PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito Curso de Direito Diurno PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito Curso de Direito Diurno PLANO DE ENSINO 1) Identificação Disciplina Direito e Política Código JUR 1010 Créditos

Leia mais

Sessões 1 e 2: Apresentação da disciplina e o estudo das políticas públicas

Sessões 1 e 2: Apresentação da disciplina e o estudo das políticas públicas Disciplina: Instituições Políticas e Políticas Públicas no Brasil (EUR0204) Dia e horário: segunda, 14 às 17h. Carga horária: 45 horas Sala: I - 9 do Setor II Docente: Alan Daniel Freire de Lacerda Apresentação

Leia mais

3) A primeira crítica importante: a visão de Michels

3) A primeira crítica importante: a visão de Michels Curso: Mestrado e Doutorado em Administração Pública e Governo Disciplina: O Conceito de Burocracia: Teorias e História Professor: Fernando Luiz Abrucio 2º de 2015 Ementa O objetivo da disciplina é discutir

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS Curso de Licenciatura em Ciência Política. Programa

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS Curso de Licenciatura em Ciência Política. Programa Programa PRIMEIRA PARTE A UNIÃO EUROPEIA NUM MUNDO GLOBALIZADO 1,5H Introdução à União Europeia Natureza e visão: uma organização internacional no contexto do sistema político internacional. As teorias

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2º SEMESTRE/2013

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2º SEMESTRE/2013 CP019-A ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS PROF. CRISTIANO MORINI 2º SEMESTRE/2013 EMENTA: Classificação das organizações internacionais por natureza, abrangência e funções. Processo decisório. Organizações de

Leia mais

PLANO DE CURSO DA DISCIPLINA

PLANO DE CURSO DA DISCIPLINA Carga Horária: 80 horas Créditos: 04 Prof. Dr. Adnilson de Almeida Silva PLANO DE CURSO DA DISCIPLINA EMENTA Populações tradicionais, cultura e identidade. Diversidade e Cultura Contra- Hegemônica. Patrimônio

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Direito e Cidadania. Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Direito e Cidadania. Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Curso: Pedagogia Departamento: Departamento de Ciências Humanas Disciplina: Direito e Cidadania Código: 3DEC1 Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª Professora:

Leia mais

PARTIDOS E REFORMA POLÍTICA

PARTIDOS E REFORMA POLÍTICA Número 10 junho/julho/agosto 2007 Salvador Bahia Brasil - ISSN 1981-1888 PARTIDOS E REFORMA POLÍTICA Prof. Virgílio Afonso da Silva Professor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo 1. Introdução;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Centro de Estudos Gerais Instituto de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Ciência Política Programa de Pós-Graduação em Ciência Política Disciplina: Teoria Política,

Leia mais

Segundo a ABNT-NBR 6023:2005

Segundo a ABNT-NBR 6023:2005 Segundo a ABNT-NBR 6023:2005 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Relação de obras citadas pelo autor em livros, artigos de periódicos, teses, relatórios técnicos, etc. utilizadas na elaboração do texto. BIBLIOGRAFIA

Leia mais

Governo do Estado do Ceará Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Sociedade Universidade Estadual do Ceará UECE PROGRAMA DE DISCIPLINA 2012.

Governo do Estado do Ceará Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Sociedade Universidade Estadual do Ceará UECE PROGRAMA DE DISCIPLINA 2012. Governo do Estado do Ceará Mestrado Acadêmico em Políticas Públicas e Sociedade Universidade Estadual do Ceará UECE Formação da Sociedade Brasileira 2012.2 PROGRAMA DE DISCIPLINA 2012.2 Professor: Francisco

Leia mais

PLANO DE ENSINO 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 1.5. 1.6. 1.7. Ano: 2012.1. Créditos: 04. /cienciapolitica/ grega. da polis. da polis. I) Maquiavel.

PLANO DE ENSINO 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 1.5. 1.6. 1.7. Ano: 2012.1. Créditos: 04. /cienciapolitica/ grega. da polis. da polis. I) Maquiavel. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS CCHL PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA POLÍTICA Campus Universitário Ministro Petrônio Portela, CCHL Bairro

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA DE DISCIPLINA Curso: Departamento: Centro: SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGÜE (SET) ECONOMIA (DCO) CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (CSA) COMPONENTE

Leia mais

AS MUDANÇAS CONSTITUCIONAIS NA AMÉRICA LATINA (1973-2008) E A SUA RELAÇÃO COM A DEMOCRACIA

AS MUDANÇAS CONSTITUCIONAIS NA AMÉRICA LATINA (1973-2008) E A SUA RELAÇÃO COM A DEMOCRACIA AS MUDANÇAS CONSTITUCIONAIS NA AMÉRICA LATINA (1973-2008) E A SUA RELAÇÃO COM A DEMOCRACIA Em que medida as mudanças constitucionais na América Latina 1, no período entre 1973 e 2008, provocam alterações

Leia mais

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho. Aulas Regulares 02 18 12 18 14 08. Total Acumulado 02 20 32 50 64 72

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho. Aulas Regulares 02 18 12 18 14 08. Total Acumulado 02 20 32 50 64 72 Identificação Plano de Ensino Curso: Direito Disciplina: Sociologia Geral e do Direito Ano/semestre: 2012/1 Carga horária: Total: 60 - Semanal: 4. Professor: Hiata Anderson Silva do Nascimento Período/turno:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FCS/FACE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FCS/FACE UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FCS/FACE Curso: Ciências Econômicas Disciplina: Teoria Política Professor: Francisco Mata Machado Tavares 2o Semestre / 2012 PROGRAMA / PLANO DE ATIVIDADES 1) Ementa da Disciplina:

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO. (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO. (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano Ano Lectivo 2002/2003 Coordenador Prof. Doutor Eduardo Paz Ferreira Regente

Leia mais

PARTE A O QUE É A ANÁLISE ECONÔMICA DO DIREITO?

PARTE A O QUE É A ANÁLISE ECONÔMICA DO DIREITO? Estudos Avançados em Análise Econômica no Direito Doutorado Prof. Dr. Gustavo Ribeiro Doutor em Direito, Maurer School of Law, Bloomington-IN, EUA. Revalidação UFSC. Ex-bolsista Doutorado Pleno CAPES/FULBRIGHT

Leia mais

FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES Dados do Professor. Dados da Disciplina Ementa

FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES Dados do Professor. Dados da Disciplina Ementa FUNDAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DO MUNICÍPIO DE LINHARES Dados do Professor Curso: Direito Período: 1º Ano: 2011/02 Disciplina: História e Institutos Jurídicos Carga Horária Semestral:

Leia mais

Referências Bibliográficas:

Referências Bibliográficas: Referências Bibliográficas: Fontes Primárias: Arquivo CPDOC: Arquivo Getúlio Vargas (GV). VARGAS, Getúlio. A campanha presidencial. São Paulo: Livraria José Olympio Editora, 1951. Arquivo Edgard Leuenroth:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES E SELEÇÃO MESTRADO 2015 Vigência deste

Leia mais

PROPOSTA DE PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROPOSTA DE PROGRAMA DE DISCIPLINA MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (MRE) INSTITUTO RIO BRANCO (IRBr) PROPOSTA DE PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Economia Aplicada à Tomada de Decisão e à Estratégia de Negociação PROFESSOR: Flávio

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ÁFRICA (QUESTÕES POLÍTICAS, ECONÓMICAS E SOCIAIS) Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ÁFRICA (QUESTÕES POLÍTICAS, ECONÓMICAS E SOCIAIS) Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ÁFRICA (QUESTÕES POLÍTICAS, ECONÓMICAS E SOCIAIS) Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Relações Internacionais 3. Ciclo

Leia mais

O CURSO COMEÇARÁ DIA 06/AGO. Economia Política da Comunicação

O CURSO COMEÇARÁ DIA 06/AGO. Economia Política da Comunicação O CURSO COMEÇARÁ DIA 06/AGO Economia Política da Comunicação Ementa: Elementos conceituais e contextuais das práticas comunicacionais na sociedade contemporânea. Novas tendências na produção, distribuição

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA DISCIPLINA: Desenvolvimento e Desigualdade numa perspectiva histórico-mundial CARGA HORÁRIA: 60 hs aula

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DIREITOS HUMANOS, DEMOCRACIA E JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL BRASILEIRA

EDITAL DE SELEÇÃO GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DIREITOS HUMANOS, DEMOCRACIA E JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL BRASILEIRA EDITAL DE SELEÇÃO SELEÇÃO PÚBLICA PARA O GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL BRASILEIRA A coordenação do Curso de Direito da Nassau de João Pessoa vem por meio do presente edital

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 12, de 12 de março

Leia mais

I C B I N S T I T U T O D E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

I C B I N S T I T U T O D E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I C B I N S T I T U T O D E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS U N I V E R S I D AD E FEDERAL DE GOIÁS COORDENADORIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM DE CIENCIAS BIOLÓGICAS 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Departamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA. Pós-Graduação em Gestão Pública

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA. Pós-Graduação em Gestão Pública Pós-Graduação em Gestão Pública Ouro Preto Janeiro de 2012 Curso: Especialização em Gestão Pública Público: Definido em convênio Modalidade: A distância Carga Horária: 360 horas Período de Oferecimento:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA Código: HC-827 Nome: Métodos Avançados em Ciência Política

PROGRAMA DE DISCIPLINA Código: HC-827 Nome: Métodos Avançados em Ciência Política MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA Disciplina PROGRAMA DE DISCIPLINA Código: HC-827 Nome: Métodos Avançados

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O que é uma fundamentação teórica É uma visão crítica da pesquisa existente que é significante para o trabalho que o aluno/pesquisador está desenvolvendo; Identifica e organiza

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS (Programa e bibliografia geral seleccionada) Revista em 05/11/2014 5.º Ano Ano Lectivo 2014/2015 Regente Rui Pedro de Carvalho

Leia mais

Os precursores da Sociologia. Pressupostos teóricos e metodológicos do pensamento sociológico clássico.

Os precursores da Sociologia. Pressupostos teóricos e metodológicos do pensamento sociológico clássico. UFPE PROACAD DGA PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA PERÍODO LETIVO (ANO/ SEM): 2015/02 DEPARTAMENTO: SOCIOLOGIA DISCIPLINA CARGA HORÁRIA CRÉD CÓDIGO NOME TEÓRICA PRÁTICA CS652 TEORIA SOCIOLÓGICA I 60h 0h TURMA

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Curso: COMUNICAÇÃO PUBLICIDADE E PROPOAGANDA 2. Código:HE580 3.Modalidade(s): x Licenciatura Bacharelado

Leia mais

http://www.cchla.ufrn.br/saberes 124 REFLEXÕES ACERCA DOS CURRÍCULOS EDUCACIONAIS E A FUNÇÃO DA EDUCAÇÃO

http://www.cchla.ufrn.br/saberes 124 REFLEXÕES ACERCA DOS CURRÍCULOS EDUCACIONAIS E A FUNÇÃO DA EDUCAÇÃO http://www.cchla.ufrn.br/saberes 124 REFLEXÕES ACERCA DOS CURRÍCULOS EDUCACIONAIS E A FUNÇÃO DA EDUCAÇÃO Rodrigo Reis Lastra Cid * Resumo: O objetivo deste artigo é indicar qual a finalidade da educação

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Tecnologias de Informação e Comunicação MESTRADO Gestão ANO E SEMESTRE

Leia mais

A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA E A QUESTÃO DA DESPROPORCIONALIDADE NO BRASIL*

A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA E A QUESTÃO DA DESPROPORCIONALIDADE NO BRASIL* A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA E A QUESTÃO DA DESPROPORCIONALIDADE NO BRASIL* Jairo César Marconi Nicolau RESUMO A representação proporcional (RP) é o sistema eleitoral mais utilizado nas democracias liberais.

Leia mais

PRÓ - REITORIA DE PESQUISA E PÓS - GRADUAÇÃO - PPG COORDENADORIA DE PÓS - GRADUAÇÃO CPG EDITAL Nº 29/2015 PPG/CPG/UEMA

PRÓ - REITORIA DE PESQUISA E PÓS - GRADUAÇÃO - PPG COORDENADORIA DE PÓS - GRADUAÇÃO CPG EDITAL Nº 29/2015 PPG/CPG/UEMA PRÓ - REITORIA DE PESQUISA E PÓS - GRADUAÇÃO - PPG COORDENADORIA DE PÓS - GRADUAÇÃO CPG EDITAL Nº 29/2015 PPG/CPG/UEMA A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação da Universidade Estadual do Maranhão (PPG/UEMA)

Leia mais

Educação e crescimento econômico

Educação e crescimento econômico Educação e crescimento econômico Renato H. L. Pedrosa Departmento de Política Científica e Tecnológica/ Instituto de Geociências Grupo de Estudos em Educação Superior/Centro de Estudos Avançados Unicamp

Leia mais

Responsabilidade Social Empresarial. Bibliografia

Responsabilidade Social Empresarial. Bibliografia Bibliografia ARAÚJO, M. R. M. (2006), Responsabilidade e Satisfação do Consumidor: um estudo de caso, Belém, Tese de Doutoramento, Universidade Federal do Pará. BAYLIS, J. e SMITH, S. (2005), The Globalization

Leia mais

PROPOSTA PARA CURSO DE EXTENSÃO

PROPOSTA PARA CURSO DE EXTENSÃO PROPOSTA PARA CURSO DE EXTENSÃO Título do Curso: A Primavera Árabe: Conquistas e Desafios. Público-Alvo: Estudantes de Relações Internacionais e áreas afins da UFSM, interessados na temática, e comunidade

Leia mais

I - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA

I - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da UNICAMP Programa de Pós-Graduação em Ciência Política Mestrado e Doutorado Processo Seletivo 2013 para Ingresso em 2014 I - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA

Leia mais

P L A N ODE C U R S O LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO: CIÊNCIAS DA NATUREZA - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DISCIPLINA ANTROPOLOGIA CAMPONESA

P L A N ODE C U R S O LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO: CIÊNCIAS DA NATUREZA - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DISCIPLINA ANTROPOLOGIA CAMPONESA P L A N ODE C U R S O LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO: CIÊNCIAS DA NATUREZA - CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CÓDIGO CSC 03 CRÉDITOS 06 DISCIPLINA ANTROPOLOGIA CAMPONESA CARGA HORÁRIA TU: 50 horas TC: 30

Leia mais

Grandes Economistas XVII: Amartya Sen e a nova concepção de desenvolvimento

Grandes Economistas XVII: Amartya Sen e a nova concepção de desenvolvimento Grandes Economistas XVII: Amartya Sen e a nova concepção de desenvolvimento Contribuição de Luiz Machado* 05 de November de 2007 Conselho Federal de Economia Em mais um artigo da série, Luiz Machado traz

Leia mais

Disciplina: Direito Internacional Econômico (DIE) Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Público

Disciplina: Direito Internacional Econômico (DIE) Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Público Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Direito Internacional Econômico (DIE) Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Público PLANO DE ENSINO EMENTA Transnacionalização

Leia mais

Fatos e Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes, Normas e Valores

Fatos e Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes, Normas e Valores Unidade Universitária: Escola de Engenharia Curso: Engenharia de Produção Disciplina: Engenharia Econômica II Professor Doutor Agostinho Celso Pascalicchio Carga horária: 4 Código da Disciplina: 250.1701.2

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC Economia Brasileira Ementa: Antecedentes. O governo Vargas e a construção do capitalismo; o papel do Estado na construção do capitalismo; o contexto internacional e a política econômica no período 1945-1955;

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO SOBRE PRODUÇÃO LEGISLATIVA E REMUNERAÇÃO PARLAMENTAR EM PAÍSES SELECIONADOS DA EUROPA, AMÉRICA DO NORTE E AMÉRICA LATINA

ESTUDO COMPARATIVO SOBRE PRODUÇÃO LEGISLATIVA E REMUNERAÇÃO PARLAMENTAR EM PAÍSES SELECIONADOS DA EUROPA, AMÉRICA DO NORTE E AMÉRICA LATINA ESTUDO COMPARATIVO SOBRE PRODUÇÃO LEGISLATIVA E REMUNERAÇÃO PARLAMENTAR EM PAÍSES SELECIONADOS DA EUROPA, AMÉRICA DO NORTE E AMÉRICA LATINA Ricardo José Pereira Rodrigues Consultor Legislativo da Área

Leia mais

Eleições e Desigualdades de Gênero: Participação feminina e representação no legislativo brasileiro

Eleições e Desigualdades de Gênero: Participação feminina e representação no legislativo brasileiro Eleições e Desigualdades de Gênero: Participação feminina e representação no legislativo brasileiro Josimar Gonçalves da Silva Universidade de Brasília (UnB) Resumo: A discussão da representação das mulheres

Leia mais

ECONOMIA POLÍTICA DEF0116

ECONOMIA POLÍTICA DEF0116 ECONOMIA POLÍTICA DEF0116 1º ANO NOTURNO 3ªs FEIRAS (2 AULAS) e 4ªs FEIRAS (2 AULAS) SALA JOÃO MENDES JÚNIOR TURMA IMPAR SALA BARÃO DE RAMALHO TURMA PAR Professor Titular Luis Eduardo Schoueri Professor

Leia mais

Reforma Política: problemas e impasses do sistema eleitoral brasileiro

Reforma Política: problemas e impasses do sistema eleitoral brasileiro Reforma Política: problemas e impasses do sistema eleitoral brasileiro Merilyn Escobar de Oliveira Doutoranda em Ciências Sociais (PUC-SP) Email: merilynescobar@uol.com.br As propostas de mudanças do sistema

Leia mais

Desenhos de pesquisa e sequências temporais na investigação de instituições políticas

Desenhos de pesquisa e sequências temporais na investigação de instituições políticas Quando comparamos para explicar Desenhos de pesquisa e sequências temporais na investigação de instituições políticas André Marenco dos Santos Por que comparar? Todo comparatista possui uma resposta-padrão

Leia mais

Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science ISSN: 1980-993X ambi-agua@agro.unitau.br Universidade de Taubaté Brasil

Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science ISSN: 1980-993X ambi-agua@agro.unitau.br Universidade de Taubaté Brasil Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science ISSN: 1980-993X ambi-agua@agro.unitau.br Universidade de Taubaté Brasil Teixeira Batista, Getulio Características da Revista Ambiente &

Leia mais

CULTURA POLÍTICA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES i. determinada sociedade nas percepções, sentimentos e avaliações de sua população.

CULTURA POLÍTICA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES i. determinada sociedade nas percepções, sentimentos e avaliações de sua população. CULTURA POLÍTICA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES i JANAÍNA C.S. VARGAS HILÁRIO O termo cultura política 1 refere-se a expressão do sistema político de uma determinada sociedade nas percepções, sentimentos

Leia mais

Curso de Relações Internacionais - 3º período Disciplina: Método de Pesquisa Objetivo quatro módulos Avaliação

Curso de Relações Internacionais - 3º período Disciplina: Método de Pesquisa Objetivo quatro módulos Avaliação 1 Curso de Relações Internacionais - 3º período 2014.1 Disciplina: Método de Pesquisa Prof. Patricia Rivero Aula teórico-prática: quinta-feira das 16:40 às 20:10h Local: Anexo CFCH, sala 4 Objetivo Essa

Leia mais

OPEN SCHOOL OF ECONOMICS

OPEN SCHOOL OF ECONOMICS OPEN SCHOOL OF ECONOMICS A ESCOLA E OS OBJETIVOS A Escola Aberta de Economia (Open School of Economics) é um centro de disseminação do conhecimento de Economia que, por meio de cursos concentrados e oficinas,

Leia mais

Programa de Pós- graduação em Economia CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO EM ECONOMIA PROBLEMAS CONTEMPORÂNEOS DO DESENVOLVIMENTO BRASILEIRO

Programa de Pós- graduação em Economia CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO EM ECONOMIA PROBLEMAS CONTEMPORÂNEOS DO DESENVOLVIMENTO BRASILEIRO Programa de Pós- graduação em Economia CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO EM ECONOMIA PROBLEMAS CONTEMPORÂNEOS DO DESENVOLVIMENTO BRASILEIRO 1 º Semestre/2015 PROFESSORES: NIEMEYER ALMEIDA FILHO Conteúdo Programático

Leia mais

PROGRAMA DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL. História da Administração Pública no Brasil APRESENTAÇÃO

PROGRAMA DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL. História da Administração Pública no Brasil APRESENTAÇÃO PROGRAMA DE GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL Disciplina: História da Administração Pública no Brasil Professor(es): Wallace Moraes Período: 2013/2 Horário: 3 e 5 feiras,

Leia mais

EDITAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS - TURMA 2013 MESTRADO ACADÊMICO

EDITAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS - TURMA 2013 MESTRADO ACADÊMICO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EDITAL PROGRAMA

Leia mais

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5,0

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5,0 DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Gestão de Eventos Área Científica: Ciências da Comunicação CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5,0 CURSO: Comunicação e Relações Públicas Ano: 1º 2º 3º 4º Semestre:

Leia mais