ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPORÃ GABINETE DO PREFEITO Administração 2013/2016. Um Novo Tempo. Uma Cidade Para Todos.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPORÃ GABINETE DO PREFEITO Administração 2013/2016. Um Novo Tempo. Uma Cidade Para Todos."

Transcrição

1 LEI Nº 2273/2013 DISPÕE SOBRE DOAÇÃO DE IMÓVEIS DE PROPRIEDADE DO MUNICÍPIO DE ITAPORÃ- MS, PARA FINS QUE ESPECIFICA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MS, no uso de suas atribuições legais que são conferidas por Leis, etc... Wallas Gonçalves Milfont, Prefeito Municipal de Itaporã - seguinte Lei: Faço saber que a Câmara Municipal aprova, e Eu sanciono a Art. 1º. Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a doar imóveis de sua propriedade, dentro dos limites deste Município, devidamente registrados em órgão competente, e mediante Projeto de Loteamento de Interesse Social, com a finalidade específica de proporcionar acesso a moradia aos beneficiários selecionados em programas habitacionais do Município de Itaporã-MS: I- Padrão A: até 40 m² (quarenta metros quadrados), conforme projeto arquitetônico realizado pela Prefeitura Municipal de Itaporã - MS, ressalvado a execução que deverá ser feita por profissional habilitado e a custa do donatário; II- Padrão B: de 40,01 m² (quarenta vírgula zero um metros quadrados) a 70,00 m² (setenta metros quadrados), com projeto arquitetônico de livre escolha e a custa do donatário; III- Padrão C: acima de 70 m² (setenta metros quadrados), com projeto arquitetônico de livre escolha e à custa do donatário; 1º Os lotes deverão seguir a medida mínima de 200,00 m² (duzentos metros quadrados). Art. 2º. Os lotes autorizados para doação destinam-se exclusivamente à construção de casas populares, com exceção dos lotes de esquina que poderão ser utilizados 50% (cinquenta por cento) da área para edificação comercial dentro dos padrões previstos em Lei, a serem construídas pelos donatários, com recursos próprios ou mediante financiamento, os quais

2 deverão preencher os requisitos estabelecidos no artigo 6º desta Lei para participarem dos programas habitacionais. 1º Para cada um dos padrões A, B e C de construção serão doados respectivamente 20% (vinte por cento), 20% (vinte por cento) e 10% (dez por cento) de cada loteamento totalizando 50% (cinquenta por cento) dos terrenos de cada Loteamento Social a fim de contemplar os interessados habilitados, ficando reservados os demais lotes para implantação de outros programas habitacionais através de convênios a serem celebrados com o Governo Federal e Estadual, em que serão observadas as regras para contemplação na forma da lei de regência do programa específico assinado. 2º Fica terminantemente vedado o uso de telhas de eternit, construções de cercas de arames e/ou de madeiras nas obras destinadas aos programas habitacionais do Município. Art. 3º. As obras de construção, previstas nesta Lei, deverão ser iniciadas no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, contado da data de assinatura do instrumento de promessa de doação ou de documento equivalente, e finalizadas nos 10 (dez) meses, subsequentes ao início da obra. Art. 4º. Qualquer encargo civil, administrativo, trabalhista e ou tributário que incidir sobre o imóvel doado pela municipalidade ficará a cargo do donatário. Art. 5º. O descumprimento de qualquer dispositivo desta Lei ou desvio da finalidade da doação a que se propõe, ou ainda, se houver alienação, a qualquer título, oneroso ou gratuito do imóvel a outrem pelo prazo mínimo de 16 (dezesseis) anos fará reverter este, independentemente de notificação extra ou judicial, com todas as benfeitorias e instalações neles introduzidas ao Município e não terá o donatário direito a nenhuma indenização ou compensação. 1º Em caso de falecimento do donatário antes de iniciada a construção, e mediante a impossibilidade de fazê-la por seus sucessores, o imóvel reverterá ao Município sem nenhum direito de indenização ou compensação aos sucessores. 2º Em caso de falecimento do donatário após o início da construção, e mediante a impossibilidade de continuidade das obras por seus sucessores, o imóvel reverterá ao

3 Município com o pagamento de justa indenização e compensação dos gastos correspondentes aos seus sucessores. 3º Para fins de cumprimento do exposto no parágrafo anterior, o Executivo Municipal poderá nomear através de Decreto uma comissão de avaliação composta de no mínimo três pessoas idôneas e capazes, para avaliarem o imóvel. 4º O pagamento da indenização/compensação correrá por conta de dotação orçamentária do Fundo Municipal de Habitação. 5º O dever de fiscalização e providência a que alude este artigo deverá ser realizado pela Gerência Municipal de Habitação em conjunto com a Procuradoria Jurídica do Município, e de profissionais técnicos de Arquitetura e Urbanismo constantes no quadro de servidores do Município de Itaporã-MS. Art. 6º. O imóvel revertido ao Município de Itaporã mediante o pagamento da justa indenização/compensação será prometido por doação a outra pessoa ou entidade familiar inscrita junto a Gerência Municipal de Habitação observada a ordem de classificação. Art. 7º. Poderão habilitar-se no programa habitacional pessoas e entidades familiares interessadas que preencherem, concomitantemente, os seguintes requisitos: I- residentes naturais do Município de Itaporã-MS; II- residentes no Município de Itaporã-MS há pelo menos 02 (dois) anos; III- servidores públicos em geral lotados no Município e ou empregados que exerçam atividades por mais de 01 (um) ano em empresas privadas instaladas neste domínio; IV- renda familiar não superior a 03 (três) salários mínimos para contemplações Padrão A; renda familiar superior a 03 (três) e inferior a 04 (quatro) salários mínimos para contemplações Padrão B, e renda familiar superior a 04 (quatro) e inferior a 05 (cinco) salários mínimos para contemplações Padrão C, conforme descritos no Artigo 1º desta lei; V- não possuir imóvel residencial e/ou urbano no Município de Itaporã-MS, em nome próprio ou de integrante do grupo familiar;

4 VI- não ter sido contemplado por outro programa de habitação popular desenvolvido pelo Município, Estado ou União; VII- ter filho em idade escolar devidamente matriculado em estabelecimento de ensino municipal, com frequência satisfatória, salvo motivo de força maior; VIII- ser maior de idade; IX- comprovar condições de construir a casa em um dos padrões: A, B, e C, a que alude esta Lei, no ato da inscrição para habilitação aos programas habitacionais, apresentando termo de compromisso assinado de construir um imóvel residencial no padrão escolhido, conforme artigo 1º, incisos I, II e III, desta Lei, constando a metragem que pretende construir a casa; extratos de contas bancárias correntes ou de poupanças; notas fiscais de aquisição de materiais próprios para a construção da casa; documento comprobatório de possibilidade de contratação de financiamento por instituição financeira, e demais documentos que possibilitem a aferição da real condição de construir. Parágrafo Único: A habilitação, que é única, dar-se-á mediante inscrição feita na Gerência Municipal de Habitação e se efetivará após análise de investigação social da Gerência Municipal de Ação Social mediante acompanhamento do Conselho Municipal de Habitação de Itaporã-MS, exigindo dos interessados, no ato, os seguintes documentos de apresentação obrigatória: I- prova de identificação; II- prova de rendimentos de todos os componentes da entidade familiar, quando for o caso, inclusive de seus filhos e dependentes; III- prova de constituição de entidade familiar; IV- prova de residência; V- prova de não possuir outro imóvel residencial em seu nome ou de membro da entidade familiar;

5 VI- termo de compromisso assinado quanto a destinação do imóvel que eventualmente lhe seja doado para uso exclusivo de habitação, e em aglomerado construído independente da construção residencial, uso comercial de atividade lícita, nos termos da doação que firmar com a Municipalidade de Itaporã-MS, desde que não prejudique a função social precípua do imóvel, a saber: direito à moradia. Art. 8º. A classificação dos habilitados para os loteamento sociais dar-se-á segundo o grau de necessidade socioeconômica, respeitados os seguintes critérios que serão analisados por equipe da Gerência Municipal de Habitação e Gerência Municipal de Ação Social do Município, considerando-se, para todos eles, a situação declarada no ato inscrição: I- situação de emprego do candidato; II- situação de aposentadoria do candidato; III- renda familiar média; IV- renda familiar até 06 (seis) salários mínimos, com trabalho fixo ou eventual; V- tempo de serviço do candidato no atual emprego; VI- exercício de trabalho no Município de Itaporã-MS; VII- idade dos filhos ou dependentes; VIII- número de filhos e dependentes; IX- residência e local de trabalho; X- idade do candidato; XI- não ter sido proprietário de imóvel residencial no Município de Itaporã no período dos últimos 05 (cinco) anos.

6 Art. 9. Os critérios enumerados no artigo anterior deverão fornecer subsídios para classificação nos loteamentos sociais atendendo prioritariamente o habilitado que apresente melhores condições de efetivar a construção no padrão escolhido. Parágrafo Único: Para fins de desempate, serão utilizados os seguintes critérios, e na ordem que se segue: I- portador de necessidades especiais ou entidade familiar cujo membro apresente deficiência em qualquer grau ou natureza; II- mais idoso, contados por dia, inclusive cônjuge; III- maior número de filhos; Art. 10. Encerradas as inscrições e realizados os procedimentos seletivos e de classificação, divulgarse-á por edital publicado na imprensa oficial do Município e afixado na sede da Prefeitura Municipal e da Câmara Municipal de Itaporã-MS, a relação dos contemplados nos loteamentos sociais do Município. 1º O interessado poderá impugnar a contemplação no prazo de 05 (cinco) dias úteis, a contar da publicação do edital, por escrito e com as razões de sua manifestação em anexo, junto a Gerência de Habitação, sob pena de não ser conhecida a impugnação. 2º Da decisão da Gerência Municipal de Habitação caberá recurso ao Prefeito Municipal que prolatará decisão irrecorrível. Art. 11. A distribuição dos imóveis será feita depois de julgados todos os recursos e homologação final da habilitação. Parágrafo Único: Entre os classificados, os lotes serão distribuídos por sorteio dentro da localização de cada um dos padrões a serem construídos, conforme previstos nos parágrafos 2º, 3º e 4º do Artigo 1º desta Lei. Art. 12. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogando-se a Lei Municipal n , de 27 de dezembro de 2012, bem como as disposições em contrário.

7 Paço Municipal Durval Gomes da Silva, Gabinete do Prefeito Municipal, aos onze dias do mês de março do ano de dois mil e treze. Wallas Gonçalves Milfont Prefeito Municipal

JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul.

JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Faço saber que o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte lei: LEI MUNICIPAL

Leia mais

II os lotes poderão se escolhidos pelos interessados segundo a Planta Geral e de Zoneamento do LIC-SUL;

II os lotes poderão se escolhidos pelos interessados segundo a Planta Geral e de Zoneamento do LIC-SUL; LEI Nº1508/2011 DATA: 14 de julho de 2011. SÚMULA: Cria o Loteamento Industrial, Comercial e de Prestadores de Serviços Sul de Sinop LIC/SUL regulamenta e autoriza a doação com encargos de lotes para fins

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 636, DE 13 DE JANEIRO DE 2010.

LEI COMPLEMENTAR Nº 636, DE 13 DE JANEIRO DE 2010. DIÁRIO OFICIAL DE PORTO ALEGRE Edição 3683 Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010 LEI COMPLEMENTAR Nº 636, DE 13 DE JANEIRO DE 2010. Institui o Programa Minha Casa, Minha Vida Porto Alegre altera o parágrafo

Leia mais

O Povo de Florianópolis, por seus representantes, aprova e eu sanciono a seguinte Lei:

O Povo de Florianópolis, por seus representantes, aprova e eu sanciono a seguinte Lei: LEI MUNICIPAL Nº 7692, de 21 de agosto de 2008. DISPÕE SOBRE FINANCIAMENTOS E PROGRAMAS HABITACIONAIS DE INTERESSE SOCIAL, ESTABELECE NORMAS DE CONCESSÃO DE SUBSÍDIOS, REGULAMENTA AS TRANSAÇÕES COM MORADIAS

Leia mais

ATO INSTRUCIONAL/SME Nº 001/2013

ATO INSTRUCIONAL/SME Nº 001/2013 ATO INSTRUCIONAL/SME Nº 001/2013 Ato Instrucional dispõe sobre Processo Seletivo Simplificado de atribuição de classes e/ou aulas de Professores, bem como de Auxiliares de Desenvolvimento Infantil, Assistentes

Leia mais

DECRETO Nº 50.077, DE 6 DE OUTUBRO DE 2008 Regulamenta o artigo 50 da Lei nº 14.223, de 26 de setembro de 2006, o qual dispõe sobre a celebração de

DECRETO Nº 50.077, DE 6 DE OUTUBRO DE 2008 Regulamenta o artigo 50 da Lei nº 14.223, de 26 de setembro de 2006, o qual dispõe sobre a celebração de DECRETO Nº 50.077, DE 6 DE OUTUBRO DE 2008 Regulamenta o artigo 50 da Lei nº 14.223, de 26 de setembro de 2006, o qual dispõe sobre a celebração de termos de cooperação com a iniciativa privada, visando

Leia mais

Lei Municipal N.º 1414

Lei Municipal N.º 1414 Câmara Municipal de Volta Redonda Estado do Rio de Janeiro Lei Municipal N.º 1414 Art. 126 - Para que seja concedido habite-se parcial ou total é necessário o registro prévio de declaração do autor do

Leia mais

LEI N.º 4.653 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015

LEI N.º 4.653 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015 LEI N.º 4.653 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015 REGULAMENTA no Município de Não-Me-Toque - RS a Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental TCFA prevista na Lei Federal nº 6.938/81 e Lei Estadual nº 13.761/2011,

Leia mais

Edital Nº006/2015 - PRPGI/IFBA Programa de Auxílio Qualificação para cursos de Pós- Graduação Lato e Stricto Sensu - Campus Camaçari -

Edital Nº006/2015 - PRPGI/IFBA Programa de Auxílio Qualificação para cursos de Pós- Graduação Lato e Stricto Sensu - Campus Camaçari - Edital Nº006/2015 - PRPGI/IFBA Programa de Auxílio Qualificação para cursos de Pós- Graduação Lato e Stricto Sensu - Campus Camaçari - 1 Apresentação O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

E D I T A L Nº 2339/2014

E D I T A L Nº 2339/2014 E D I T A L Nº 2339/2014 MODALIDADE: Concorrência TIPO: Maior oferta ABERTURA: Dia 08 de Outubro de 2014, às 10 horas LOCAL DE ABERTURA: Setor de Licitações, situado na Rua Benjamin Constant, nº 686 2º

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº864/2005, DE 18 DE ABRIL DE 2005.

LEI MUNICIPAL Nº864/2005, DE 18 DE ABRIL DE 2005. LEI MUNICIPAL Nº864/2005, DE 18 DE ABRIL DE 2005. "Institui o Programa Municipal de Desenvolvimento Industrial, cria o Fundo Municipal de Desenvolvimento Industrial FMDI e dá outras providências." O PREFEITO

Leia mais

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014 Concede reajuste remuneratório, altera as leis n os 7.227/96, 8.690/03, 9.240/06, 9.303/07 e 10.202/11, e dá outras providências. O Povo do Município de Belo Horizonte,

Leia mais

1. DA SELEÇÃO: 2. DAS INSCRIÇÕES E ENTREVISTA:

1. DA SELEÇÃO: 2. DAS INSCRIÇÕES E ENTREVISTA: EDITAL Nº 17/2015 SELEÇÃO PÚBLICA PARA A CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL DE TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR, EM CARÁTER TEMPORÁRIO, PARA ATENDIMENTO IMEDIATO DE CARÊNCIAS NOS CENTROS DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

Leia mais

EDITAL Nº. 120, DE 22 E JUNHO DE 2016

EDITAL Nº. 120, DE 22 E JUNHO DE 2016 O Reitor do INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE - IFFluminense, no uso de suas atribuições legais, torna pública a abertura das inscrições para o Processo Seletivo de Ingresso

Leia mais

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 SELEÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL INTERESSADA NA PRODUÇÃO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ÂMBITO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA

Leia mais

I. DO PÚBLICO: DOS VALORES E DA FORMA DE PAGAMENTO

I. DO PÚBLICO: DOS VALORES E DA FORMA DE PAGAMENTO EDITAL Nº 488, de 17 DE DEZEMBRO DE 2015. WALDEMAR ANTONIO ZORZI FOELKEL, Superintendente da FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL - FUMAS, Jundiaí, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

c Publicada no DOU de 16-12-2004.

c Publicada no DOU de 16-12-2004. LEI N o 10.999, de 15 DE DEZEMBRO DE 2004 Autoriza a revisão dos benefícios previdenciários concedidos com data de início posterior a fevereiro de 1994 e o pagamento dos valores atrasados nas condições

Leia mais

Câmara Municipal de Pinheiral

Câmara Municipal de Pinheiral LEI Nº 753, de 05 de maio de 2014. Cria o Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social FHIS e institui o Conselho Gestor do FHIS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PINHEIRAL; Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO. EDITAL Nº 238 - ADMISSÃO DE ALUNOS AO CAp 2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO. EDITAL Nº 238 - ADMISSÃO DE ALUNOS AO CAp 2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO EDITAL Nº 238 - ADMISSÃO DE ALUNOS AO CAp 2016 A Diretora do Colégio de Aplicação da UFRJ, no uso de suas

Leia mais

LEI nº 1261/2013, DE 11/01/2013

LEI nº 1261/2013, DE 11/01/2013 LEI nº 1261/2013, DE 11/01/2013 Disciplina a cobrança da CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA no Município de Fazenda Vilanova e dá outras providências. PEDRO ANTONIO DORNELLES, PREFEITO MUNICIPAL DE FAZENDA VILANOVA,

Leia mais

FUNDAÇÃO CULTURAL CAPITANIA DAS ARTES PORTARIA nº 041/2014-GP/FUNCARTE DE 03 DE JULHO DE 2014

FUNDAÇÃO CULTURAL CAPITANIA DAS ARTES PORTARIA nº 041/2014-GP/FUNCARTE DE 03 DE JULHO DE 2014 FUNDAÇÃO CULTURAL CAPITANIA DAS ARTES PORTARIA nº 041/2014-GP/FUNCARTE DE 03 DE JULHO DE 2014 O Presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes FUNCARTE, no uso de suas atribuições legais e tendo em

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 1.254 DE 25 DE JULHO DE 2014.

LEI COMPLEMENTAR Nº. 1.254 DE 25 DE JULHO DE 2014. LEI COMPLEMENTAR Nº. 1.254 DE 25 DE JULHO DE 2014. ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI 1028/2008 QUE DISPÕE SOBRE O PARCELAMENTO DO SOLO URBANO DO MUNICÍPIO DE SERRA AZUL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MARIA SALETE

Leia mais

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Dispõe sobre estágios no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Estado do Piauí para estudantes regularmente matriculados e com frequência efetiva, vinculados

Leia mais

LEI MUNICIPAL 563/73

LEI MUNICIPAL 563/73 LEI MUNICIPAL 563/73 Dispõe sobre a organização administrativa da PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARA e dá outras providências. ALCEU MARTINS, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO. EDITAL Nº 184 - ADMISSÃO DE ALUNOS AO CAp 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO. EDITAL Nº 184 - ADMISSÃO DE ALUNOS AO CAp 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO EDITAL Nº 184 - ADMISSÃO DE ALUNOS AO CAp 2015 A Diretora do Colégio de Aplicação da UFRJ, no uso de suas

Leia mais

CRIA O ISNTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DE CAMPO GRANDE, REGULA O SEU FUNCIONAMENTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

CRIA O ISNTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DE CAMPO GRANDE, REGULA O SEU FUNCIONAMENTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 711, de 17 de fevereiro de 1961. CRIA O ISNTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DE CAMPO GRANDE, REGULA O SEU FUNCIONAMENTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE: Faço saber

Leia mais

Prefeitura Municipal de Canguçu-RS

Prefeitura Municipal de Canguçu-RS Prefeitura Municipal de Canguçu-RS SELEÇÃO PÚBLICA CIEE/2016. EDITAL N. 001/2016. SELEÇÃO PÚBLICA PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO REMUNERADO NO PODER EXECUTIVO NO MUNICIPIO DE CANGUÇU. GERSON CARDOSO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Lagoa Santa

Prefeitura Municipal de Lagoa Santa CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 3.318, DE 12 DE SETEMBRO DE 2012 Dispõe sobre a implantação do Programa "Minha Casa, Minha Vida" - para famílias com renda entre 3 (três)e 6 (seis) salários

Leia mais

LEI N.º 4.598/15 DE 28 DE JULHO DE 2015

LEI N.º 4.598/15 DE 28 DE JULHO DE 2015 LEI N.º 4.598/15 DE 28 DE JULHO DE 2015 Dispõe sobre condomínios por unidades autônomas e dá outras providências... TEODORA BERTA SOUILLJEE LÜTKEMEYER, PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NÃO-ME-TOQUE/RS. FAÇO SABER

Leia mais

Transforma a Companhia de Transportes do Município de Belém - CTBel em Autarquia Especial e dá outras providências. CAPÍTULO I DA ENTIDADE MUNICIPAL

Transforma a Companhia de Transportes do Município de Belém - CTBel em Autarquia Especial e dá outras providências. CAPÍTULO I DA ENTIDADE MUNICIPAL LEI Nº 8.227, DE 30/12/02. Publicada no DOM nº 9.858, de 30/12/2002. Transforma a Companhia de Transportes do Município de Belém - CTBel em Autarquia Especial e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

LEI Nº 9.074, DE 18 DE JANEIRO DE 2005. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 9.074, DE 18 DE JANEIRO DE 2005. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 9.074, DE 18 DE JANEIRO DE 2005 Dispõe sobre a regularização de parcelamentos do solo e de edificações no Município de Belo Horizonte e dá outras providências. O Povo do Município de Belo Horizonte,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N. 035/2009, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR N. 035/2009, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009. LEI COMPLEMENTAR N. 035/2009, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009. AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A FAZER DOAÇÃO DE IMÓVEL A EMPRESA TOTAL SERVICE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS DARCY FREIRE, Prefeito Municipal

Leia mais

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2.

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. Disciplina o serviço de transporte de passageiros em veículos de aluguel (táxi). A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE ITAQUIRAÍ, ESTADO DE MATO GROSSO

Leia mais

EDITAL Nº 006, DE 29 DE JANEIRO DE 2014.

EDITAL Nº 006, DE 29 DE JANEIRO DE 2014. EDITAL Nº 006, DE 29 DE JANEIRO DE 2014. Torna público a abertura de inscrição para Processo Seletivo do Programa UNINGÁ de Benefício ao Estudante PROUBE, referente ao período letivo 2014. O Professor

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DA PRESIDÊNCIA SECRETARIA GERAL RESOLUÇÃO Nº 006/2004-TJ CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DA PRESIDÊNCIA SECRETARIA GERAL RESOLUÇÃO Nº 006/2004-TJ CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DA PRESIDÊNCIA SECRETARIA GERAL RESOLUÇÃO Nº 006/2004-TJ Dispõe sobre concurso de ingresso e de remoção nos Serviços Notariais e de Registro,

Leia mais

O Prefeito do Município de João Pessoa, Estado da Paraíba, faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte lei:

O Prefeito do Município de João Pessoa, Estado da Paraíba, faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte lei: www.leismunicipais.com.br LEI Nº 12.211, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO FUNDO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA POPULAR EMPREENDEDORA E SOLIDÁRIA DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA

Leia mais

As atividades a serem desenvolvidas pela Organização da Sociedade Civil selecionada são:

As atividades a serem desenvolvidas pela Organização da Sociedade Civil selecionada são: Edital 02 A Organização Europeia de Cooperação Internacional - CISP (Comitato Internazionale per lo Sviluppo dei Popoli) e o SER (SE ESSA RUA FOSSE MINHA) tornam público pela segunda e última vez, o processo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS Gabinete do Prefeito

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS Gabinete do Prefeito PROJETO DE LEI Nº 20, DE 05 DE MARÇO DE 2009. Dispõe sobre a contratação emergencial e por tempo determinado de servidores públicos sob regime jurídico administrativo próprio para o exercício das atividades

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA CECÍLIA GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA CECÍLIA GABINETE DO PREFEITO Lei Nº 181/2014 Dispõe sobre a utilização de equipamentos e máquinas doados ao município no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento PAC2, assim como os equipamentos e máquinas objetos de compra

Leia mais

A OUTORGA ONEROSA DE ALTERAÇÃO DE USO

A OUTORGA ONEROSA DE ALTERAÇÃO DE USO ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA Assessoria Técnica SEPLAM Sobre a Lei Nº 12.145, DE 08 DE SETEMBRO DE 2011. A OUTORGA ONEROSA DE ALTERAÇÃO DE USO REFERÊNCIAS LEGAIS Lei 10.257/01

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL Nº 1925, DE 23 DE MAIO DE 2005, Págs 54 e 56 LEI Nº 1367, DE 17 DE MAIO DE 2005. Regulamentada pelo Decreto nº 198/06 Cria o Fundo Municipal de Desenvolvimento da Economia Popular

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 090/14

DELIBERAÇÃO Nº 090/14 DELIBERAÇÃO Nº 090/14 EMENTA: DISPÕE SOBRE A REGULARIZAÇÃO E DEMAIS PROCEDIMENTOS DE PESSOA JURIDICA JUNTO AO CRF/MT. O Conselho Regional de Farmácia do Estado de Mato Grosso - CRF/ MT, no uso de suas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.437, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006. Mensagem de veto Altera a destinação de receitas decorrentes da Contribuição para o Desenvolvimento

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS ANTÔNIO EUFRÁSIO DE TOLEDO DE PRESIDENTE PRUDENTE EDITAL DO PROCESSO SELETIVO/2014

FACULDADES INTEGRADAS ANTÔNIO EUFRÁSIO DE TOLEDO DE PRESIDENTE PRUDENTE EDITAL DO PROCESSO SELETIVO/2014 FACULDADES INTEGRADAS ANTÔNIO EUFRÁSIO DE TOLEDO DE PRESIDENTE PRUDENTE EDITAL DO PROCESSO SELETIVO/2014 A Presidente da Comissão Permanente de Processos Seletivos das FACULDADES INTEGRADAS ANTÔNIO EUFRÁSIO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE INSCRIÇÃO PARA O PROGRAMA SOCIAL BOLSA UNIVERSITÁRIA EDITAL Nº 003/2015

PROCESSO SELETIVO DE INSCRIÇÃO PARA O PROGRAMA SOCIAL BOLSA UNIVERSITÁRIA EDITAL Nº 003/2015 O Município de Itapemirim, Estado do Espírito Santo, por intermédio da Comissão Executiva instituída pela Portaria nº 008, de 27 de janeiro de 2015. TORNA PÚBLICO que realizará Processo Seletivo de Inscrição

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N 006/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N 006/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N 006/2015 ESTABELECE NORMAS PARA SELEÇÃO EM REGIME DE DESIGNAÇÃO TEMPORÁRIA DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO PARA ATENDIMENTO ÀS NECESSIDADES DE EXCEPCIONAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IÇARA Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia

PREFEITURA MUNICIPAL DE IÇARA Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia PREFEITURA MUNICIPAL DE IÇARA Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia E D I T A L Nº 03/2015/SMECT Abre inscrições e baixa normas para seleção de Professores (as) de Educação Infantil, Ensino

Leia mais

LEI Nº 2.284,DE 04 D E ABRIL DE 2016.

LEI Nº 2.284,DE 04 D E ABRIL DE 2016. LEI Nº 2.284,DE 04 D E ABRIL DE 2016. "Altera e cria dispositivos na Lei nº 1.887 de 08 de Junho de 2010 que Instituiu o Programa de Inclusão Social Universidade para todos FACULDADE DA PREFEITURA, e dá

Leia mais

PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011.

PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011. PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011. DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INCENTIVO DE CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDO DE IDIOMA ESTRANGEIRO NO ÂMBITO DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº. 08/2014 CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MONITOR DE INFORMATICA

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº. 08/2014 CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MONITOR DE INFORMATICA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº. 08/2014 CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MONITOR DE INFORMATICA Contratação temporária e emergencial de um monitor de informática HILÁRIO CASARIN, Prefeito Municipal de São Miguel

Leia mais

Santa Rita do Passa Quatro SP

Santa Rita do Passa Quatro SP DECRETO N.º 2.576, DE 13 DE ABRIL DE 2015. APROVA O PROJETO DE LOTEAMENTO RESIDENCIAL E COMERCIAL JEQUITIBÁ ROSA, A SER IMPLANTADO EM GLEBA DE 135.807,83 M2, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. DR.LEANDRO LUCIANO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014 DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014 Aprova o Estatuto da Fundação Caixa Beneficente dos Servidores da Universidade de Taubaté (Funcabes). O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, na conformidade do Processo nº FUNCABES-

Leia mais

São convenentes neste instrumento:

São convenentes neste instrumento: CONVÊNIO PARA A IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA SANTANDER UNIVERSIDADES DE MOBILIDADE NACIONAL FIRMADO ENTRE A UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - UFMG E O BANCO SANTANDER S/A São convenentes neste instrumento:

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DECRETO Nº 1950-R de 24 DE OUTUBRO de 2007. Regulamenta a Lei Nº 8263, de 25/01/2006 publicada no Diário Oficial do Estado em 26/01/06, alterada pela Lei n o 8642, publicada no Diário Oficial do Estado

Leia mais

Centro Universitário do Maranhão UNICEUMA CEPE

Centro Universitário do Maranhão UNICEUMA CEPE RESOLUÇÃO Nº 056/2010 Dispõe sobre a admissão à monitoria e seu exercício, e dá outras providências. A Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão do Centro Universitário do Maranhão, no uso

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.305, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2009. (publicada no DOE nº 232, de 03 de dezembro de 2009) Autoriza o Poder Executivo

Leia mais

SERVIÇO PUBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP

SERVIÇO PUBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP SERVIÇO PUBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP Edital nº 23, de 24 de fevereiro de 2014 Retificado em 25/02/2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica do Município, e

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica do Município, e DECRETO Nº 063/2013-GP. Regulamenta e implementa a Lei Complementar Federal n 123 de 14 de Dezembro de 2006 e a Lei Geral Municipal da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte n 216, de 18 de dezembro

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008. Fixa os critérios e procedimentos para a realização de concursos públicos de provas e títulos, destinados ao provimento dos cargos efetivos do

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.690, DE 19 DE JULHO DE 2012. Mensagem de veto Dispõe sobre a organização e o funcionamento das Cooperativas de Trabalho;

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE CÂMARA MUNICIPAL DE ARACAJU LEI COMPLEMENTAR Nº 27 DE 08 DE AGOSTO DE 1996 A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE ARACAJU:

ESTADO DE SERGIPE CÂMARA MUNICIPAL DE ARACAJU LEI COMPLEMENTAR Nº 27 DE 08 DE AGOSTO DE 1996 A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE ARACAJU: Estabelece critérios sobre a composição, defesa, utilização e alienação dos bens públicos municipais.(promulgada pelo Poder Legislativo) A MESA DIRETORA DA : Faço saber que a Câmara de Vereadores aprovou

Leia mais

1ª SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAÇÃO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE INCLUSÃO SÓCIO-DIGITAL 2015

1ª SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAÇÃO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE INCLUSÃO SÓCIO-DIGITAL 2015 1ª SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAÇÃO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE INCLUSÃO SÓCIO-DIGITAL 2015 O INSTITUTO DE CULTURA, ARTE, CIÊNCIA E ESPORTES- INSTITUTO CUCA, entidade privada, sem fins lucrativos, qualificada

Leia mais

1 Das vagas e condições para inscrever-se:

1 Das vagas e condições para inscrever-se: PROCESSO SELETIVO PÚBLICO 001/2014 EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA Nº. 002/2014 Seleção Pública para preenchimento de Vagas de Estágio Remunerado no Poder Executivo do Município de Morro Redondo. Rui Valdir

Leia mais

EDITAL Nº 004/2013. 1.4- As funções públicas deverão ser tão somente as vinculadas ao impedimento de titular.

EDITAL Nº 004/2013. 1.4- As funções públicas deverão ser tão somente as vinculadas ao impedimento de titular. EDITAL Nº 004/2013 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS PÚBLICOS E O SECRETARIO MUNICIPAL DE SÁUDE, no uso de suas atribuições legais e com base nos dispositivos de leis municipais vigentes,

Leia mais

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte,

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte, LEI Nº 302/05 "DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS" O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

DECRETO N.º 2997, DE 02 DE MAIO DE 2007. DECRETA:

DECRETO N.º 2997, DE 02 DE MAIO DE 2007. DECRETA: DECRETO N.º 2997, DE 02 DE MAIO DE 2007. Regulamenta a realização dos Concursos Públicos para provimento dos cargos do Quadro de Pessoal Efetivo do Município de Vera Cruz. GUIDO HOFF, Prefeito Municipal

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO GARÇAS MT. Gestão 2009 / 2012 EDITAL DE SORTEIO N º 001/ 2012

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO GARÇAS MT. Gestão 2009 / 2012 EDITAL DE SORTEIO N º 001/ 2012 Gestão 2009 / 2012 EDITAL DE SORTEIO N º 001/ 2012 SORTEIO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS INSCRITOS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA A PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO GARÇAS, por meio da SECRETARIA

Leia mais

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1 UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1 O Reitor do UNIABEU - Centro Universitário torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo Social, para o 1º semestre de 2016,

Leia mais

DECRETO Nº 3.102 - R, DE 30 de AGOSTO DE 2012

DECRETO Nº 3.102 - R, DE 30 de AGOSTO DE 2012 DECRETO Nº 3.102 - R, DE 30 de AGOSTO DE 2012 Altera o Art. 19 do Regulamento do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Serviço de Fretamento e/ou Turismo, aprovado

Leia mais

RESOLUÇÃO nº. 78/2015/CSDP.

RESOLUÇÃO nº. 78/2015/CSDP. RESOLUÇÃO nº. 78/2015/CSDP. Aprova e torna público o Regulamento do V Concurso Público de Provas e Títulos para ingresso na carreira da Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso e dá outras providências.

Leia mais

Lei nº 8.136, de 17 de dezembro de 2009.

Lei nº 8.136, de 17 de dezembro de 2009. Lei nº 8.136, de 17 de dezembro de 2009. Institui o Programa Cheque Construção para atendimento a população de baixa renda do Município de Campos dos Goytacazes. A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES

Leia mais

EDITAL VESTIBULAR SOCIAL 2015.2

EDITAL VESTIBULAR SOCIAL 2015.2 UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL VESTIBULAR SOCIAL 2015.2 O Reitor do UNIABEU - Centro Universitário torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo Social, para o 2º semestre de 2015,

Leia mais

II Desenho na escala de 1:100 (uma para cem); III Cotas necessárias à perfeita compreensão do projeto; 1º - O projeto simplificado deverá apresentar:

II Desenho na escala de 1:100 (uma para cem); III Cotas necessárias à perfeita compreensão do projeto; 1º - O projeto simplificado deverá apresentar: Institui Projeto Simplificado e dispõe sobre a forma de apresentação de projetos de construção de edificações residenciais unifamiliares, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE GUARATINGUETÁ

Leia mais

Edital 002/16 EDITAL DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO GOVERNAMENTAL. Turma 2016-18

Edital 002/16 EDITAL DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO GOVERNAMENTAL. Turma 2016-18 Edital 002/16 EDITAL DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO GOVERNAMENTAL. Turma 2016-18 O Presidente da Fundação João Pinheiro, no uso da atribuição que lhe confere

Leia mais

CONSIDERANDO a resolução nº 14, de 9 de junho de 2014, que trata do Programa Mais Educação;

CONSIDERANDO a resolução nº 14, de 9 de junho de 2014, que trata do Programa Mais Educação; No pcsa EDITAL Nº 020/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS E FORMAÇÃO DO CADASTRO DE RESERVA DOS MONITORES DO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO, JUNTO ÀS UNIDADES ESCOLARES DA REDE PÚBLICA

Leia mais

MUNICÍPIO DE NOVA LARANJEIRAS ESTADO DO PARANÁ

MUNICÍPIO DE NOVA LARANJEIRAS ESTADO DO PARANÁ LEI Nº 1077/2015 DATA: 07/12/2015 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE NOVA LARANJEIRAS PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 A CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA LARANJEIRAS, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU

Leia mais

EDITAL N 02.23.001/2015 DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CARGOS DO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE JAGUARIBE CEARÁ.

EDITAL N 02.23.001/2015 DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CARGOS DO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE JAGUARIBE CEARÁ. EDITAL N 02.23.001/2015 DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CARGOS DO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE JAGUARIBE CEARÁ. O PREFEITO MUNICIPAL DE JAGUARIBE-CE, Sr. José Ábner Nogueira Diógenes Pinheiro,

Leia mais

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo LEI Nº 4311, DE 28 DE ABRIL DE 2014 Dispõe sobre a qualificação de entidades sem fins lucrativos como organizações sociais e adota outras providências O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JUAZEIRO DO NORTE,. FAÇO

Leia mais

EDITAL Nº 01/2011/PTM-SCS - SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO

EDITAL Nº 01/2011/PTM-SCS - SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO EDITAL Nº 01/2011/PTM-SCS - SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO A PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, representada por sua Procuradora-Chefe Dra. Silvana Ribeiro Martins, torna pública a realização de seleção

Leia mais

EDITAL PFN MS n. 06, de 02 de outubro de 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO NÍVEL MÉDIO

EDITAL PFN MS n. 06, de 02 de outubro de 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO NÍVEL MÉDIO EDITAL PFN MS n. 06, de 02 de outubro de 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO NÍVEL MÉDIO A Procuradora-Chefe da Fazenda Nacional em Mato Grosso do Sul com amparo na Lei 11.788/2008 e na Orientação Normativa

Leia mais

Processo nº 37758/2014. ML-27/2015 Encaminha Projeto de Lei.

Processo nº 37758/2014. ML-27/2015 Encaminha Projeto de Lei. ML-27/2015 Encaminha Projeto de Lei. São Bernardo do Campo, 15 de setembro de 2015. PROJETO DE LEI N. 33/15 PROTOCOLO GERAL N. 4.325/15 Senhor Presidente: Encaminhamos a Vossa Excelência, para apreciação

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 005/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 005/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 005/2015 A Prefeitura Municipal de Campestre da Serra RS, através da Sra. Prefeita Municipal e da Comissão de Processo Seletivo, nomeada pela Portaria nº 2552/2015,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 001/2015 EDITAL Nº 001

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 001/2015 EDITAL Nº 001 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 001/2015 EDITAL Nº 001 Abre inscrições para o processo seletivo simplificado destinado à contratação temporária de excepcional interesse público de Professor de Educação

Leia mais

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008;

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008; Dispõe sobre os critérios e valores para pagamento de Gratificações por Encargo de Cursos ou Concursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS). A COORDENADORA-GERAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS Gabinete do Prefeito

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS Gabinete do Prefeito MINUTA DE CONVÊNIO Convênio que celebram entre si o Município de Canoas e o Centro Integração Empresa Escola (CIEE/RS). O MUNICÍPIO DE CANOAS, pessoa jurídica de direito público interno, com sede na Rua

Leia mais

V Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2015 N 518

V Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2015 N 518 MUNICÍPIO DE ILHÉUS EDITAL Nº 01, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2015 SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº 001/2015 - PROFESSOR SUBSTITUTO O Município de Ilhéus, através do Secretário de Administração e Secretária de

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DO NORTE MT CNPJ.: 03.238.672/0001-28

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DO NORTE MT CNPJ.: 03.238.672/0001-28 DECRETO Nº. 810/2015, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2015 Regulamenta o estágio de estudantes em órgãos municipais, com base na Lei Federal nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO PUBLICADO EM PLACAR Em 09/07/2007 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS DECRETO Nº 138, DE 09 DE JULHO 2007. Estabelece os requisitos necessários, para a liberação dos profissionais enquadrados no PCCV da Secretaria

Leia mais

MUNICÍPIO DE CAUCAIA

MUNICÍPIO DE CAUCAIA LEI Nº 1799, 29 DE DEZEMBRO DE 2006. Concede incentivos fiscais com redução da Alíquota de IPTU e ISSQN às empresas que venham a se instalar no Município de Caucaia e dá outras providências A PREFEITA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 36 DO CONSELHO SUPERIOR, DE 20 DE JULHO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº. 36 DO CONSELHO SUPERIOR, DE 20 DE JULHO DE 2015. RESOLUÇÃO Nº. 36 DO CONSELHO SUPERIOR, DE 20 DE JULHO DE 2015. O Presidente do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, no uso de suas atribuições

Leia mais

LEI Nº 693/2006 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2006.-

LEI Nº 693/2006 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2006.- LEI Nº 693/2006 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2006.- DISPÕE SOBRE A CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA, REVOGA ARTIGOS DA LEI Nº 094/93, DE 28 DE DEZEMBRO DE 1993 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. ABÍLIO GRAEF, PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 193, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2008 Altera os arts. 1º e 11 e o inciso I do art. 2º da Resolução CNSP No 118, de 22 de dezembro de 2004.

RESOLUÇÃO Nº 193, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2008 Altera os arts. 1º e 11 e o inciso I do art. 2º da Resolução CNSP No 118, de 22 de dezembro de 2004. RESOLUÇÃO Nº 193, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2008 Altera os arts. 1º e 11 e o inciso I do art. 2º da Resolução CNSP No 118, de 22 de dezembro de 2004. A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP, no uso da

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA AS NOVAS ZONAS E LOTEAMENTOS INDUSTRIAIS. Nota justificativa

PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA AS NOVAS ZONAS E LOTEAMENTOS INDUSTRIAIS. Nota justificativa PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA AS NOVAS ZONAS E LOTEAMENTOS INDUSTRIAIS Nota justificativa A criação de novas Zonas e loteamentos Industriais tem como principal finalidade

Leia mais

Diário Oficial Eletrônico

Diário Oficial Eletrônico LEI N 1314/2014 Estabelece normas para edificação em parcelamento do solo para fins urbanos no Município de Capim Branco, dispõe sobre a regularização e autorização de construção em condomínio fechado

Leia mais

EDITAL N.º 001/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

EDITAL N.º 001/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL N.º 001/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Edital de Processo Seletivo Simplificado para contratação por prazo determinado. O Prefeito Municipal de Chiapetta/RS, no uso de suas atribuições,

Leia mais

PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA LINX S.A.

PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA LINX S.A. PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA LINX S.A. Este Plano de Opção de Compra Ações da LINX S.A. ( Companhia ), aprovado pela Assembleia Geral Extraordinária da Companhia realizada em 27 de abril de 2016

Leia mais

DECRETO Nº 32159 DE 19 DE ABRIL DE 2010. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO Nº 32159 DE 19 DE ABRIL DE 2010. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, DECRETO Nº 32159 DE 19 DE ABRIL DE 2010 Altera o Decreto nº 28.002, de 30 de maio de 2007 e dá outras providencias. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, DECRETA: Art.

Leia mais

PORTARIA-DG-001/2016 REGULAMENTA A BOLSA PARCIAL DE ESTUDO NO ÂMBITO DAS FACULDADES INTEGRADAS SANTA CRUZ DE CURITIBA FARESC TÍTULO I

PORTARIA-DG-001/2016 REGULAMENTA A BOLSA PARCIAL DE ESTUDO NO ÂMBITO DAS FACULDADES INTEGRADAS SANTA CRUZ DE CURITIBA FARESC TÍTULO I PORTARIA-DG-001/2016 REGULAMENTA A BOLSA PARCIAL DE ESTUDO NO ÂMBITO DAS FACULDADES INTEGRADAS SANTA CRUZ DE CURITIBA FARESC O Diretor Geral das Faculdades Integradas Santa Cruz de Curitiba FARESC, no

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 002/2015-CGPMCMV/PMM

EDITAL DE SELEÇÃO Nº 002/2015-CGPMCMV/PMM EDITAL DE SELEÇÃO Nº 002/2015- NORMAS PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS INSCRITOS NO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA PARA O RESIDENCIAL JARDIM AÇUCENA. A PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAPÁ, por meio do COMITÊ GESTOR

Leia mais

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO

Leia mais