Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados"

Transcrição

1 Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados. INTRODUÇÃO. Este documento objetiva estabelecer definições objetivas para que o ODP.estadual a ser implantado possua os critérios mínimos para aderir à Rede de Observatórios da Despesa Pública nos estados..2 As atividades exercidas pelos ODPs estaduais necessitam de integração e intercâmbio de informações, por conseguinte, cada nova unidade ODP.estadual deve observar critérios estabelecidos, com o objetivo de alcançar os resultados esperados pela Rede ODP.estadual e também, de forma individual, por cada ODP.estadual a ser implantado..3 Esta política descreve a metodologia utilizada para a certificação dos ODPs, com o intuito de aferir os requisitos da implementação do modelo ODP.estadual nos estados interessados. 2. METODOLOGIA 2. De acordo com os requisitos descritos na Carta Consulta e seus anexos, foram estabelecidas descrições, recomendações de infraestrutura, equipe e especificações que deverão ser atendidas pelo ODP.estadual. 2.2 Na definição dos requisitos não foi exigida nenhuma tecnologia proprietária, uma vez que o ODP.CGU e os ODP estaduais ATUARÃO DE FORMA AUTÔNOMA e INDEPENDENTE nas atividades e nos estudos sob sua responsabilidade. 2.3 Os critérios de capacitação e conhecimento dos servidores do ODP.estadual deverão ser atendidos em sua totalidade, levando em consideração a tecnologia a ser utilizada em cada ODP.estadual. 2.4 Dessa forma, os servidores públicos alocados no ODP.estadual deverão, obrigatoriamente, conhecer o hardware, software e processos inerentes à plataforma tecnológica escolhida pelo estado.

2 2.5 O detalhamento dos equipamentos de videoconferência será definido após uma discussão entre os participantes da rede, com o objetivo e escolher a solução mais adequada à Rede ODP.estadual Para a aferição de cada requisito de certificação, cada ODP.estadual deverá se responsabilizar pelo atendimento dos requisitos, levando em conta suas necessidades, tais como: tamanho, número de bases de dados e número de trilhas e alertas a serem implementados. 2.6 Os critérios de infraestrutura, acomodações, hardware e software podem ser adequados à realidade do estado, porém devem observar os requisitos obrigatórios descritos na Carta Consulta e no anexo desta Política As especificações de hardware e software são sugeridas conforme modelo/experiência do ODP.CGU, portanto, cada estado poderá escolher a tecnologia mais adequada a sua realidade. 2.7 O Modelo de Identidade Visual do ODP.estadual será seguido, de forma a preservar a imagem da Rede Para tanto, será disponibilizado, após a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica (ACT) entre o estado e a Controladoria-Geral da União (CGU), o referido Manual de Identidade Visual (MIV) da Rede. 2.8 Para a certificação, todos os itens obrigatórios deverão ser atendidos. 2.9 Os itens opcionais deverão ser observados pelos estados, com o objetivo de aumentar a efetividade do ODP.estadual implantado. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS 3. Os seminários de disseminação da Estratégia de Expansão da Rede ODP têm por objetivo abordar a implantação dos ODPs estaduais. 3.2 O instrumento de comprovação da certificação será o formulário anexo a este documento, denominado Formulário de Certificação ODP.estadual que deve ser preenchido pela Auditoria e/ou Controladoria Interna de cada estado participante de Rede ODP.estadual. 3.3 O estado se responsabiliza pela veracidade das informações preenchidas no formulário de certificação anexo, a fim de garantir a efetividade e resultados da Rede.

3 Identificação do Certificador ANEXO Formulário de Certificação ODP.estadual Estado: Nome do Órgão de Controle Interno do Estado: Nome completo: CPF: Cargo/Função - Responsável pela Unidade de Controle Interno do Estado: Telefone com DDD: Matrícula: institucional: DECLARAÇÃO DECLARO, QUE O ODP. ATENDE A TODOS OS ITENS OBRIGATÓRIOS DESCRITOS NESTE DOCUMENTO, NA CARTA CONSULTA E EM SEUS ANEXOS, ALÉM DISSO, DECLARO VERDADEIRAS AS INFORMAÇÕES NESTE ATO PRESTADAS, FAZENDO PARTE INTEGRANTE DOS REGISTROS E ARQUIVOS DO ODP.CGU, COMPREENDENDO O QUE ESTABELECEM À CLÁUSULA QUARTA ITENS I C, II A, III C E III D DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA ASSINADO ENTRE AS PARTES. Local e Data: Assinatura do Certificador - Responsável pela Unidade de Controle Interno do Estado:

4 REQUISITOS ODP.estadual Composição Mínima da Equipe Perfil Quantidade Atende Gerenciar a unidade Planejar, controlar, executar e acompanhar projetos Não Atende Coordenador com DEDICAÇÃO EXCLUSIVA, servidor estadual Controlar tarefas a serem realizadas e monitorar o progresso destas Identificar riscos, vulnerabilidades, probabilidades de acontecerem e seus impactos Apresentar os resultados alcançados Analista de Sistemas - TI com DEDICAÇÃO EXCLUSIVA, servidor estadual Conhecimento em banco de dados relacionais Conhecimento em processos de Extract, Transform, and Load - ETL e tratamento de dados Conhecimento em ferramenta visual de análise exploratória de dados (opcional) Conhecimento em Online Analytical Processing - OLAP e Business Intelligence - BI (opcional) Conhecimento de mineração de dados e textos (opcional) Analista de Informações com DEDICAÇÃO EXCLUSIVA, servidor estadual Conhecimento em auditoria e análise de dados Analista de Informações alocado por PRAZO DETERMINADO, servidor estadual Apoio Administrativo Conhecimento em auditoria e sobre o tema definido para os estudos a serem realizados. Poderá ser compartilhado com outras unidades Alocado por tempo determinado a depender do assunto a ser tratado no ODP.estadual.

5 Infraestrutura Requisito Atende Não Atende Área para alocação da Unidade que pode ser dividida em 3 ambientes Dependências do ODP.estadual Sala da coordenação e apoio administrativo Sala de analistas Sala de reuniões Mobiliário (baias e mesa de reunião) Rede elétrica estabilizada, controlando as oscilações de tensões, com solução para a proteção de equipamentos por meio do fornecimento de energia em caso de queda (nobreak e gerador) Rede de dados IEEE 802.3, protegida contra ataques (firewall e IPS) Telefones Ambiente climatizado controlado Hardware 2 Especificação Quantidade Atende Não Atende Estação de trabalho com Sistema Operacional e ferramentas de escritório Processador, 8GB de RAM, 20GB SSD 5 Monitor 3 LED 0 Servidor de Aplicação e BD Sistema Operacional de Servidor 2 processadores, desempenho SPEC CINT2006 rate Baseline=375, 64GB de RAM, 5,4TB de disco SAS 0k rpm, expansível a 8,4TB, 4 interfaces de Rede Gbps, 2 interfaces HBA 8Gbps - Notebook com Sistema Operacional Processador, 8 GB de RAM, 256 GB SSD, com Sistema Operacional 2 Especificações sugeridas conforme modelo/experiência do ODP.CGU. Cada ODP.estadual deverá se responsabilizar pelo atendimento dos requisitos, levando em conta suas necessidades, tais como: tamanho, número de bases de dados e número de trilhas e alertas a serem implementados. 3 Recomendam-se 2 monitores por máquina, a fim de melhorar o desempenho das atividades desempenhadas pelos servidores estaduais do ODP.estadual.

6 Impressora A3 TV 4 Equipamento de videoconferência 4 Impressora Laser Colorida A3 Velocidade de Impressão de até 35 ppm em cores e em preto e branco Suprimentos e Estabilizador incluídos Tecnologia LED ou LCD Mínimo de 2 entradas HDMI O terminal deve ser do tipo appliance (plataforma dedicada), não sendo permitidas soluções baseadas em PC, acompanhado de controle remoto sem fio para operação, pilhas, cabos e conectores Deve atender às recomendações H.323 e SIP para realização de conferências ponto a ponto e multiponto (utilizando MCU), por meio de redes IP, com interface Ethernet, padrão RJ-45, 0/00/000 Mbps Deve implementar os protocolos TCP/IP e DHCP Deve ser gerenciável por sistema de gerenciamento sem nenhuma perda de funcionalidade, total interoperabilidade e plena compatibilidade Deve permitir que o sistema de gerenciamento aplique, atualize e realize o backup das configurações do codec Possui serviço de segurança de criptografia, baseado nos modelos AES, com criação automática de chaves de autenticação Deve permitir o gerenciamento por meio de Gatekeeper sem nenhuma perda de funcionalidade, total interoperabilidade e plena compatibilidade Deve ser compatível com os protocolos de controle SIP (INVITE/NOTIFY) Deve permitir ser gerenciado por HTTPS e SNMPv2 Realiza chamadas H.323 ponto-a-ponto com velocidade máxima de, no mínimo, 2Mbps Deve permitir chamadas 720p30 com velocidade máxima de 768 kbps Deve atender às recomendações de Dual- Stream H.239 (H.323) e BFCP (SIP) e 4 O detalhamento dos equipamentos de videoconferência será definido após uma discussão entre os participantes da rede, no º semestre de 206, após a ª onda de adesões dos estados interessados, com o objetivo de escolher a solução mais adequada à Rede ODP.estadual.

7 Deve suportar as recomendações de vídeo H.26, H.263, H.263+ e H.264 Deve suportar as recomendações de áudio G.7, G.722, G.722. e AAC-LD, ou outro padrão de áudio entre 6KHz e 20KHz Deve suportar as resoluções QCIF (76x44), CIF (352x288), 4CIF (704x576), SXGA (280 x 024) e HD720p (280x720) Operar a 30 (trinta) quadros por segundo independente do protocolo de vídeo utilizado Deve possuir controle automático de ganho (AGC - Automatic Gain Control) Deve ser compatível com os protocolos de controle H.225 e H.245 Deve possuir supressão automática de ruídos (ANS - Automatic Noise Supression) ou redução automática de ruídos (ANR - Automatic Noise Reduction) Deve permitir a transmissão de duas fontes de vídeo, simultaneamente, utilizando o padrão H.239 (H.323) ou BFCP (SIP) para o envio de conteúdo. A transmissão do conteúdo deve permitir a utilização da câmera de documentos ou um computador pessoal (PC) Deve ser possível alternar entre a transmissão da imagem da câmera principal e do conteúdo com apenas um botão do controle remoto Permitir a visualização simultânea das imagens remota e local durante uma chamada na mesma tela (PIP - Picture in Picture) Deve possuir, no mínimo, (uma) câmera com: Captura de vídeo em resolução mínima de 720p com frequência de, no mínimo, 30 (trinta) quadros por segundo Zoom óptico mínimo de 4 (quatro) vezes, com campo de visão vertical total de, no mínimo, 40 graus Controle automático de foco e de branco Ajuste de posicionamento horizontal e vertical Armazenamento de posições pré-definidas (presets) Deve possuir, no mínimo, 3 (três) entradas de vídeo, sendo (uma) para a câmera

8 Suporte (rack) para Equipamentos de Videoconferência 4 principal, em formato digital, com resolução mínima de 720p, (uma) HDMI e (uma) DVI Deve possuir, no mínimo, 2 (duas) saídas de vídeo HDMI Deve possuir, no mínimo, 2 (duas) entradas de áudio Deve possuir, no mínimo, 2 (duas) saídas de áudio Deve possuir (um) microfone de mesa com alcance para captação de som Todas as entradas e saídas de áudio e vídeo deverão ser intrínsecas ao equipamento, não sendo aceito soluções com distribuidores/switches externos Deve possuir uma entrada para microfone e outra para áudio. O suporte montado deve possuir altura mínima de 500 mm Deve possuir base provida de rodízios Deve possuir, no mínimo, uma prateleira inferior Deve possuir uma prateleira superior à TV que seja capaz de acomodar e sustentar equipamento de videoconferência (Codec) A prateleira inferior deve possuir dimensões de, no mínimo, 450 mm de largura por 350 mm de profundidade O encaixe da TV deve ser compatível com televisores LCD ou LED O encaixe da TV deve possuir regulagem de altura O item deve ser capaz de sustentar o peso de um Terminal de sala de videoconferência (Codec) e de um Televisor LCD ou LED 4 O detalhamento dos equipamentos de videoconferência será definido após uma discussão entre os participantes da rede, no º semestre de 206, após a ª onda de adesões dos estados interessados, com o objetivo de escolher a solução mais adequada à Rede ODP.estadual.

9 Software 5 Especificações a título de exemplo Quantidade Atende Não Atende Banco de dados SQL - Ferramenta de ETL e tratamento de dados - Ferramenta OLAP e BI (opcional) - Ferramenta de mineração de dados e textos (opcional) - Ferramenta visual de análise investigativa (opcional) - Responsável pela Conferência dos Campos do Formulário ODP.CGU Nome: Assinatura: 5 No caso de softwares, a solução escolhida pelo estado poderá ser de softwares livres, proprietários ou de ambas as soluções, conforme a conveniência de cada ODP.estadual.

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados 1. INTRODUÇÃO 1.1 Este documento objetiva estabelecer definições objetivas para que o ODP.estadual a ser implantado possua

Leia mais

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas 1. INTRODUÇÃO 1.1 Este documento objetiva estabelecer definições objetivas para que o ODP.TC a ser implantado

Leia mais

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas 1. INTRODUÇÃO 1.1 Este documento objetiva estabelecer definições, critérios e a metodologia utilizada para certificação

Leia mais

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Tribunais de Contas 1. INTRODUÇÃO 1.1 Este documento objetiva estabelecer definições, critérios e a metodologia utilizada para certificação

Leia mais

Expansão da Rede ODP - Observatório da Despesa Pública nos estados - ODP.estadual

Expansão da Rede ODP - Observatório da Despesa Pública nos estados - ODP.estadual Expansão da Rede ODP - Observatório da Despesa Pública nos estados - ODP.estadual Resultados Piloto ODP.Bahia Trilhas Qi: Compras estadual (2013) o Servidor é sócio de fornecedor do estado: o Identificados

Leia mais

Objeto: Sistema de Vídeo-conferência para a Hemorrede de Santa Catarina, incluindo:

Objeto: Sistema de Vídeo-conferência para a Hemorrede de Santa Catarina, incluindo: Termo de Referência: Objeto: Sistema de Vídeo-conferência para a Hemorrede de Santa Catarina, incluindo: Item Descrição Qtdade 1 MCU Dedicada 1 2 Terminal de Vídeo-conferência para salas de médio porte

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA EXPANSÃO DA SOLUÇÃO DE VÍDEOCONFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA EXPANSÃO DA SOLUÇÃO DE VÍDEOCONFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA EXPANSÃO DA SOLUÇÃO DE VÍDEOCONFERÊNCIA 1 TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO Registro de preços de hardware e software para expansão da solução de videoconferência para atender a Prefeitura

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 80/2011 ATA DO REGISTRO DE PREÇOS Aos dezenove dias

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Marcio Mario Correa da Silva TRT 14ª REGIÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRT-14ª Região 2013 Sumário 1. Descrição: Acesso à Internet... 3 2. Descrição: Acesso

Leia mais

Videoconferência Tandberg Modelo 990MXP. Novembro de 2014.- Edição 001

Videoconferência Tandberg Modelo 990MXP. Novembro de 2014.- Edição 001 Suporte Videoconferência Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC Office: +55 53 3240 5432 #8505 Email: vconf@ntic.unipampa.edu.br Webpage: www.ntic.unipampa.edu.br/vconf

Leia mais

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte,

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte, INSTRUÇÃO Nº 011/2015 Orienta os órgãos e entidades da Pública do Poder Executivo Estadual sobre os procedimentos referentes às contratações de serviços da Companhia de Processamento de Dados do Estado

Leia mais

1. TERMO DE REFERÊNCIA: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO, CONDIÇÕES MINÍMAS DE GARANTIA E CONDIÇÕES MÍNIMAS DE FORNECIMENTO

1. TERMO DE REFERÊNCIA: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO, CONDIÇÕES MINÍMAS DE GARANTIA E CONDIÇÕES MÍNIMAS DE FORNECIMENTO 1. TERMO DE REFERÊNCIA: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO, CONDIÇÕES MINÍMAS DE GARANTIA E CONDIÇÕES MÍNIMAS DE FORNECIMENTO A presente licitação tem por escopo a aquisição de Equipamentos de Informática e ferramentas

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Constitui objeto da presente licitação o registro de preços para implantação de sistema de telefonia digital (PABX) baseado em servidor IP, com fornecimento

Leia mais

ERRATA. 3. Item 7.9.2.2 e 7.9.2.2.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência;

ERRATA. 3. Item 7.9.2.2 e 7.9.2.2.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência; ERRATA Este documento tem por objetivo retificar: 1. Item 4.1.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência; 2. Item 7.9.2.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência; 3. Item 7.9.2.2 e 7.9.2.2.1 do ANEXO

Leia mais

Política de uso: serviço fone@rnp. DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços

Política de uso: serviço fone@rnp. DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços Política de uso: serviço fone@rnp DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços Sumário 1. Apresentação... 3 2. Glossário... 3 3. Público alvo... 3 4. Agendamento... 4 5. Requisitos... 4 6. Termo de uso...

Leia mais

Homologação de Clientes de Videoconferência: Roteiro principal

Homologação de Clientes de Videoconferência: Roteiro principal Homologação de Clientes de Videoconferência: Roteiro principal Jean Carlo Faustino Felipe Tocchetto Janeiro de 2009 Este documento apresenta o roteiro de implantação do plano de homologação dos clientes

Leia mais

ANEXO 1A ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS

ANEXO 1A ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS ANEXO 1A ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS ITEM 1 EQUIPAMENTO DE GRAVAÇÃO NVR (NETWORK VÍDEO RECORDER) QUANTIDADE: 01 Suporte a no mínimo 24 canais IP'S Acesso remoto a servidor WeB incorporado ao NVR com

Leia mais

Auditoria de Sistemas de Informação. Everson Santos Araujo

Auditoria de Sistemas de Informação. Everson Santos Araujo <everson@por.com.br> Auditoria de Sistemas de Informação Everson Santos Araujo 2 Abordagens Ao redor do computador Através do computador Com o computador 3 Ao redor do computador Auditoria de documento-fonte

Leia mais

Especificação técnica do Video Wall do Tipo I (5m²)

Especificação técnica do Video Wall do Tipo I (5m²) Especificação técnica do Video Wall do Tipo I (5m²) 1. Esta Especificação destina-se a orientar as linhas gerais para o fornecimento de equipamentos. Devido às especificidades de cada central e de cada

Leia mais

Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo Núcleo detecnologia da Informação (NUTI)

Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo Núcleo detecnologia da Informação (NUTI) Departamento de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo Núcleo detecnologia da Informação (NUTI) Coordenador: Paulo Celso Budri Freire Aprovada pelo Conselho do Departamento de Dermatologia da

Leia mais

É uma parte fundamental de um software; É a parte do sistema visível para o usuário, através da qual, ele se comunica para realizar suas tarefas;

É uma parte fundamental de um software; É a parte do sistema visível para o usuário, através da qual, ele se comunica para realizar suas tarefas; Revisão 2 É uma parte fundamental de um software; É a parte do sistema visível para o usuário, através da qual, ele se comunica para realizar suas tarefas; Texto, Imagens, Sons, Cores são utilizados para

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO DAC Nº. 13/2008.

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO DAC Nº. 13/2008. 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS. EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 13/2008. ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 2 1 ESCOPO DO FORNECIMENTO 1.1 - O objeto deste

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista

Leia mais

Nesta modalidade o cliente, além da administração de seus servidores, o cliente executa os procedimentos de backup e recovery do seu conteúdo.

Nesta modalidade o cliente, além da administração de seus servidores, o cliente executa os procedimentos de backup e recovery do seu conteúdo. 1. DATACENTER 1.1. Hospedagem simples de servidor (colocation) Fornecimento de alocação de espaço e infraestrutura de alta disponibilidade no Datacenter da PRODEPA para hospedagem de equipamentos de propriedade

Leia mais

Sexta-feira, 15 de Abril de 2016 Edição N 153 Caderno I. ESTADO DA BAHIA Câmara Municipal de Catu

Sexta-feira, 15 de Abril de 2016 Edição N 153 Caderno I. ESTADO DA BAHIA Câmara Municipal de Catu Onde lê-se: LOTE III Aviso aos interessados em participar do Pregão Presencial Nº 08/2016 do termo de referencia do referido edital 3. Estabilizador 3.1. Configuração única 5 unidades Leia-se: LOTE III

Leia mais

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Sistemas de Informação Projeto Redes de Computadores Professor: Hugo Souza 6º Período Alunos: Gleybson Farias Valmir Santos Sumário Sumário Introdução... 3 Lista

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC Código: NO01 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comissão de Segurança da Informação Núcleo de Governança Corporativa de TIC Setor de Segurança da Informação Revisão: 1.1 Vigência: 12/02/2016 Classificação:

Leia mais

Guia do Usuário. PCtel E1

Guia do Usuário. PCtel E1 Guia do Usuário PCtel E1 Conteúdo Conhecendo o Produto...05 Instalação Física...08 Módulo Supervidor...10 Política de Garantia...12 Aspectos gerais Conhecendo o produto A Pctel desenvolveu uma plataforma

Leia mais

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS 1624/2014 Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região 2 A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o que consta no PA nº 0008096-80.2014.5.04.0000,

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 2011 1 1. APRESENTAÇÃO No momento de sua concepção não haviam informações detalhadas e organizadas sobre os serviços de Tecnologia da

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

MIDIACENTER Educacional FNDE Descrição Técnica

MIDIACENTER Educacional FNDE Descrição Técnica MIDIACENTER Educacional FNDE Descrição Técnica Visão Geral A solução do MIDIACENTER Educacional é composta por 4 módulos: Módulo Central de Armazenamento e Distribuição de Conteúdo Educacional NUVEM CENTRAL

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações:

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: SUPLEMENTO Nº 02 O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: 1. A data limite de acolhimento de propostas fica alterada para 19.02.2008. 2. A CLÁUSULA

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO

CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO CONTRATO Nº. 03/2015 Termo de Contrato que entre si celebram, a Câmara Municipal da Estância Climática de São Bento do Sapucaí e Rogério Aparecido Castilho MEI, objetivando a prestação de serviços de consultoria,

Leia mais

NORMAS PARA O USO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO FIREWALL DE PERÍMETRO NO ÂMBITO DA REDE INFOVIA-MT

NORMAS PARA O USO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO FIREWALL DE PERÍMETRO NO ÂMBITO DA REDE INFOVIA-MT CONSELHO SUPERIOR DO SISTEMA ESTADUAL DE E TECNOLOGIA DA NORMAS PARA O USO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO FIREWALL DE PERÍMETRO NO ÂMBITO DA REDE INFOVIA-MT 1/10 CONSELHO SUPERIOR DO SISTEMA ESTADUAL DE E TECNOLOGIA

Leia mais

O fabricante do equipamento deverá prover assistência técnica em todo território brasileiro, com atendimento NBD - next business day. 1.12.3.

O fabricante do equipamento deverá prover assistência técnica em todo território brasileiro, com atendimento NBD - next business day. 1.12.3. Requisito Descrição 1. Requisitos Obrigatórios mínimos para todos os Itens: 1.1. Fonte de Alimentação: com capacidade de suportar a configuração ofertada e bivolt. 1.2. Bios: desenvolvida pelo fabricante

Leia mais

Requisitos técnicos dos produtos Thema

Requisitos técnicos dos produtos Thema Requisitos técnicos dos produtos Thema 1 Sumário 2 Apresentação...3 3 Servidor de banco de dados Oracle...4 4 Servidor de aplicação Linux...4 5 Servidor de terminal service para acessos...4 6 Servidor

Leia mais

Soluções em Videoconferência Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br

Soluções em Videoconferência Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Soluções em Videoconferência Case - TJDFT A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Introdução A A.Telecom participou da licitação de soluções de videoconferência para o TJDFT (Tribunal de Justiça

Leia mais

Atualmente, a LSoft recomenda seus clientes a adquirirem servidores com o sistema operacional Windows Server 2008.

Atualmente, a LSoft recomenda seus clientes a adquirirem servidores com o sistema operacional Windows Server 2008. O texto é um pouco longo, porém com informações importantíssimas para gestores de empresas que desejam um servidor seguro para hospedar um software LSoft. Atualmente, a LSoft recomenda seus clientes a

Leia mais

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo.

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Desafios da vigilância por vídeo hoje O mercado de vigilância por vídeo está crescendo, impulsionado por preocupações de segurança

Leia mais

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE Versão 1.0 Data: 09/12/2013 Desenvolvido por: - TI Unimed Rio Verde 1 ÍNDICE 1. Objetivo... 4 2. Requsitos de Infraestrutura

Leia mais

Inspiron 14. Série 5000. Visão. Especificações

Inspiron 14. Série 5000. Visão. Especificações Inspiron 14 Série 5000 Visão Copyright 2015 Dell Inc. Todos os direitos reservados. Este produto é protegido por leis de direitos autorais e propriedade intelectual dos EUA e internacionais. Dell e o logotipo

Leia mais

Câmeras. Internas. www.foscam.com.br

Câmeras. Internas. www.foscam.com.br Câmeras Internas IP WIRELESS FOSCAM FI9821W A câmera IP FOSCAM FI9821W é uma solução para clientes que procuram um equipamento de alto desempenho, com compressão de imagem H.264 e resolução Megapixel.

Leia mais

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FINALIDADE A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, órgão de direção especializada, subordinada ao diretor-geral da Secretaria

Leia mais

ERRATA nº 2 Solicitação de Proposta (SDP) Nº 15366/2012

ERRATA nº 2 Solicitação de Proposta (SDP) Nº 15366/2012 ERRATA nº 2 Solicitação de Proposta (SDP) Nº 15366/2012 No Anexo I, item 23.2.2 (Qualificação da equipe técnica) Data: 06/02/2012 Estes profissionais deverão apresentar seu currículo (conforme modelo FORM

Leia mais

INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO

INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO INFORMÁTICA PROF. RAFAEL ARAÚJO CERTIFICADO DIGITAL O certificado digital é um arquivo eletrônico que contém dados de uma pessoa ou instituição, utilizados para comprovar sua identidade. Este arquivo pode

Leia mais

Sumário. 1 Introdução à administração do Windows Vista...27. 2 Gerenciando sistemas Windows Vista...51

Sumário. 1 Introdução à administração do Windows Vista...27. 2 Gerenciando sistemas Windows Vista...51 Sumário 1 Introdução à administração do Windows Vista...27 Começando a usar o Windows Vista... 28 Instalando e executando o Windows Vista... 30 Instalando o Windows Vista...30 Utilizando o Centro de Boas-vindas

Leia mais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais www.gigasecurity.com.br GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais Gravador de vídeo Fonte bivolt Proteção de surto HD opcional Acesso via internet Sistema de gravação de vídeo Muito mais

Leia mais

Censo Agropecuário e Contagem Populacional - Equipamentos de Coleta de Dados. Convite Público

Censo Agropecuário e Contagem Populacional - Equipamentos de Coleta de Dados. Convite Público 1 Convite Público A Diretoria de Informática do IBGE convida fabricantes e representantes da indústria de dispositivos móveis de telefonia celular para uma reunião a respeito de nosso planejamento para

Leia mais

Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas

Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas Nobreak senoidal on-line trifásico dupla conversao ~ 10 a 100 kva PERFIL Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas de 10 a 60 kva 75 e 100 kva A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

Especificações da impressora 1

Especificações da impressora 1 Especificações da impressora 1 Recursos padrão Recurso Método de impressão Tratabilidade de impressão Velocidade máxima de impressão simples (mono/cor) Velocidade máxima de impressão frente e verso (mono/cor)

Leia mais

Portfólio de Serviços Dominit 2016

Portfólio de Serviços Dominit 2016 Portfólio de Serviços Dominit 2016 A Dominit é uma empresa nacional que atua como integradora de soluções de tecnologia da informação. Temos como diferencial a proposta de parceria para nossos clientes

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA KIT TELESSAÚDE

TERMO DE REFERÊNCIA KIT TELESSAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA KIT TELESSAÚDE Quantidade Especificação Técnica Valor Estimado 01 Microcomputador multimídia R$ 2.200,00 Core I5, memória de 4Gb, disco rígido de 500GB SATA, gravador e leitor de DVD,

Leia mais

DESCRIÇÃO SUCINTA DO SISTEMA SCAP

DESCRIÇÃO SUCINTA DO SISTEMA SCAP Descrição Sucinta do Sistema - 2 - SUMÁRIO DESCRIÇÃO SUCINTA DO SISTEMA SCAP Light... 3 1 - O que é o Sistema SCAP Light... 3 2 - Características Gerais... 3 3 - Funcionalidades do Sistema SCAP Light...

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone VX-8CH-240C-H 8 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 (um) Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 Integração com PTZ Hexaplex -

Leia mais

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 2: Segurança Física e Segurança Lógica Segurança

Leia mais

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ²

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² 295 TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² Resumo: O Linux Terminal Server Project (LTSP) é um conjunto de serviços que proporcionam

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br Informática Básica Conceitos Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br Conceitos INFOR MÁTICA Informática INFOR MAÇÃO AUTO MÁTICA Processo de tratamento da informação

Leia mais

AVISO DE HOMOLOGAÇÃO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇO Nº 05/2015

AVISO DE HOMOLOGAÇÃO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇO Nº 05/2015 AVISO DE HOMOLOGAÇÃO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇO Nº 05/2015 O Presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, conferidas através

Leia mais

Capítulo 3 Projeto de Arquitetura

Capítulo 3 Projeto de Arquitetura Aula 05 Projeto de Arquitetura Universidade de Mogi das Cruzes Objetivo: Apresentar os diversos tipos de Arquitetura do Sistema. Capítulo 3 Projeto de Arquitetura O projeto de arquitetura descreve hardware,

Leia mais

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Sabe-se que para o desenvolvimento de software as empresas adotam computadores com um grande poder de processamento. Facilitando assim todo

Leia mais

perspectivas e abordagens típicas de campos de investigação (Senra & Camargo, 2010).

perspectivas e abordagens típicas de campos de investigação (Senra & Camargo, 2010). 1 Introdução Os avanços na tecnologia da informação, bem como o crescimento da sociedade da informação através do uso da Internet, obrigaram os governos de inúmeros países, em seus mais variados níveis,

Leia mais

Carta Consulta para Adesão à Rede de Observatório da Despesa Pública Estadual

Carta Consulta para Adesão à Rede de Observatório da Despesa Pública Estadual Carta Consulta para Adesão à Rede de Observatório da Despesa Pública Estadual 1. INTRODUÇÃO 1.1 A CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO (CGU) é o órgão do Governo Federal responsável por assistir direta e imediatamente

Leia mais

ARMÁRIO DIGITAL. Av. Viena, 360 Bairro São Geraldo Porto Alegre RS Fone: xx 51 3325-2728 - www.azanonatec.com.br e-mail: Azanonatec@azanonatec.com.

ARMÁRIO DIGITAL. Av. Viena, 360 Bairro São Geraldo Porto Alegre RS Fone: xx 51 3325-2728 - www.azanonatec.com.br e-mail: Azanonatec@azanonatec.com. ARMÁRIO DIGITAL 1 1. INTRODUÇÃO Este documento apresenta algumas considerações sobre o Sistema de guardavolumes autônomo ARMÁRIO DIGITAL, contemplando a operacionalidade e funcionalidade do sistema, bem

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 09068/2015. PREGÃO PRESENCIAL N.º 09025/2015 PROCESSO ADM. Nº.

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 09068/2015. PREGÃO PRESENCIAL N.º 09025/2015 PROCESSO ADM. Nº. Secretaria de Educação e Cultura Comissão Setorial de Licitação PROCESSO LICITATÓRIO Nº. 2015/043212 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 09068/2015. PREGÃO PRESENCIAL N.º

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência Pregão Conjunto nº 27/2007 VIDEOCONFERÊNCIA ANEXO I Termo de Referência Índice 1. Objetivo...3 2. Requisitos técnicos e funcionais...3 2.1.

Leia mais

Inspiron 15. Série 5000. Visão. Especificações

Inspiron 15. Série 5000. Visão. Especificações Inspiron 15 Série 5000 Visão Copyright 2015 Dell Inc. Todos os direitos reservados. Este produto é protegido por leis de direitos autorais e propriedade intelectual dos EUA e internacionais. Dell e o logotipo

Leia mais

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional Belo Horizonte, 11 de junho de 2013 À Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais Rod. Pref. Américo Gianetti, Serra Verde - Prédio Minas, 11º andar 31.630-900 Belo Horizonte Minas Gerais Ref.: Consulta

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca das características da arquitetura dos computadores que Julgue os itens a seguir, acerca de sistemas operacionais. devem ser consideradas no projeto e na implantação de

Leia mais

VIDEOCONFERENCING AND INTERNET

VIDEOCONFERENCING AND INTERNET VIDEOCONFERÊCIA E INTERNET Jonas Barros Maiara Matsuoka Wilson Carlos e-mail: maiara_sayuri@hotmail.com Redes Remotas de Computadores Prof. Tito Barbosa Redes Convergentes Prof. Esp. Marcelo Guido de Oliveira

Leia mais

PROPOSIÇÃO DE VALOR:

PROPOSIÇÃO DE VALOR: Caro Cliente, Na economia atual, você não pode permitir ineficiências ou sobreprovisionamento de nenhum recurso - recursos inativos custam dinheiro, recursos mal utilizados custam oportunidades. Você precisa

Leia mais

SM Dispatch Workstation Categoria Item Mínimo Recomendado

SM Dispatch Workstation Categoria Item Mínimo Recomendado SM Dispatch Workstation Processador Processador Intel Core i5-4590s (Qual Core, 6MB, 3.00GHz Processador Intel Core i7-4770 (3.4GHz até 3.9GHz com c/ Gráficos HD4600) Intel Turbo Boost 2.0, 8 Threads,

Leia mais

ANEXO II DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL (EM PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) AO: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO A/C: Srª Pregoeira

ANEXO II DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL (EM PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) AO: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO A/C: Srª Pregoeira ANEXO II DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL (EM PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) AO: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO A/C: Srª Pregoeira PREGÃO ELETRÔNICO POR SRP Nº 03/2014 PROCESSO Nº 04300.002982/2013-73

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 2. Objeto: - Aquisição de computadores, visando suprir às necessidades da Secretaria Extraordinária de Articulação Política.

TERMO DE REFERÊNCIA. 2. Objeto: - Aquisição de computadores, visando suprir às necessidades da Secretaria Extraordinária de Articulação Política. GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO, PLANEJAMENTO E FINANÇAS GERÊNCIA DE APOIO LOGÍSTICO E DE SUPRIMENTOS TERMO DE REFERÊNCIA Aquisição de computadores

Leia mais

QUEM SOMOS? www.imagelh.com.br Rua José Bonifácio, 466 Vila Planalto. Campo Grande/MS CEP 79009-010 Fone/Fax: (67)3324-6500

QUEM SOMOS? www.imagelh.com.br Rua José Bonifácio, 466 Vila Planalto. Campo Grande/MS CEP 79009-010 Fone/Fax: (67)3324-6500 QUEM SOMOS? "A Image LH é uma empresa prestadora de serviços com mais de quinze anos no mercado atendendo instituições financeiras, com sede em Campo Grande MS e filial em Porto Alegre RS. Atua no ramo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração PREGÃO Nr.167/2008 ANEXO I Proposta de Preços Processo: 10.663/2008 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc. Estadual: Endereço: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS (quando

Leia mais

Controle de Acesso. Controle Remoto GS CAR CT. gigasecurity.com.br. Santa Rita do Sapucaí - MG Tel: 55 35 3473 4300

Controle de Acesso. Controle Remoto GS CAR CT. gigasecurity.com.br. Santa Rita do Sapucaí - MG Tel: 55 35 3473 4300 gigasecurity.com.br Controle de Acesso Controle Remoto Estacionamentos corporativos Garagens Residenciais GS CAR CT Rua José Pinto Vilela, 156 -Centro CEP: 37540-000 Santa Rita do Sapucaí - MG Tel: 55

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ESTUDO TÉCNICO PRELIMINAR DA CONTRATAÇÃO 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Aquisição de equipamentos para atendimento das demandas de usuários de todo o IFRO 2. DEFINIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO

Leia mais

Configurador do Price Scan v2.30

Configurador do Price Scan v2.30 Configurador do Price Scan v2.30 Configurador do Price Scan v2.30 1 1. Configurando o Navegador 2 1.1 Internet Explorer 2 2. Senha de Acesso 5 2.1 Alterando a senha de acesso 6 3. Identificando o Terminal

Leia mais

ATA DA CONSULTA PÚBLICA N

ATA DA CONSULTA PÚBLICA N ((TITULO))ATA DA CONSULTA PÚBLICA N.º 07/2014 (PERGUNTAS E RESPOSTAS) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DOS SEGUINTES EQUIPAMENTOS: ITEM I SERVIDORES DE MISSÃO CRÍTICA, ITEM II

Leia mais

Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico e sítios de busca e pesquisa na Internet.

Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico e sítios de busca e pesquisa na Internet. 01 Q360880 Noções de Informática Internet Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: MDICProva: Agente Administrativo BETA Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico

Leia mais

Infraestrutura Básica

Infraestrutura Básica Índice Introdução Características do Mastersaf Componentes do MasterSAF Servidor de Banco de Dados (obrigatório) Estações de Trabalho (obrigatório) Servidor de Arquivos (opcional) Servidor de Aplicações

Leia mais

Cronograma de Atividades Processo Seletivo Simplificado Edital 16/2015 CRONOGRAMA

Cronograma de Atividades Processo Seletivo Simplificado Edital 16/2015 CRONOGRAMA Cronograma de Atividades Processo Seletivo Simplificado Edital 16/2015 CRONOGRAMA ATIVIDADE DATAS Publicação de Extrato de Abertura de Inscrições 23 de novembro 2015 Período de Inscrições, Entrega de Títulos

Leia mais

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01 APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET O processo de Navegação na Internet Aula 01 O processo de Navegação na Internet. USUÁRIO A CONEXÃO PROVEDOR On-Line EMPRESA

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 16 canais Stand Alone VX-16CH-C-H 16 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 480 FPS (Frames por Segundo) Integração

Leia mais

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA Profa. Reane Franco Goulart Administrador de banco de dados O Administrador de banco de dados (DBA - DataBase Administrator) é responsável por manter e gerenciar bancos

Leia mais

Manual Operacional Verificador de Preço VP240 / VP630 VP240W / VP630W

Manual Operacional Verificador de Preço VP240 / VP630 VP240W / VP630W Manual Operacional Verificador de Preço VP240 / VP630 VP240W / VP630W APRESENTAÇÃO Verificador de Preço da Tanca é o melhor equipamento para consulta do preço de produtos através dos códigos de barras.

Leia mais

ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1

ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1 ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1 É na Operação de Serviço que se coordena e realiza as atividades e processos necessários para fornecer e gerenciar serviços em níveis acordados com o usuário e clientes

Leia mais

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes de comunicação. de Dados. Network) Area. PAN (Personal( Redes de. de dados

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes de comunicação. de Dados. Network) Area. PAN (Personal( Redes de. de dados Fundamentos de Estrutura de um Rede de Comunicações Profa.. Cristina Moreira Nunes Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação Utilização do sistema de transmissão Geração de sinal Sincronização Formatação

Leia mais

Mindset Webcasting. Mindset Comunicação e Marketing. Conheça a solução completa da Mindset para transmissão de áudio, vídeo e dados pela Internet.

Mindset Webcasting. Mindset Comunicação e Marketing. Conheça a solução completa da Mindset para transmissão de áudio, vídeo e dados pela Internet. Mindset Webcasting Mindset Comunicação e Marketing Conheça a solução completa da Mindset para transmissão de áudio, vídeo e dados pela Internet. O que é webcast? Webcast é a captura e transmissão via internet

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA NÚMERO / DATA 03/2010 ORIGEM ER05

TERMO DE REFERÊNCIA NÚMERO / DATA 03/2010 ORIGEM ER05 1.OBJETO...2 2.JUSTIFICATIVA DA NECESSIDADE DA CONTRATAÇÃO...2 3.REQUISITOS DO OBJETO...2 4.FASES DE IMPLEMENTAÇÃO E PRAZOS... 8 1 1. OBJETO 1.1.Aquisição de 01 (uma) Central Privada de Comutação Telefônica,

Leia mais

Uma nova marca para um novo futuro

Uma nova marca para um novo futuro Uma nova marca para um novo futuro Há 10 anos no mercado, a INFOPLAN Soluções em Tecnologia, oferece um amplo portfólio de soluções em infraestrutura, que agrega Hardware, Software, Networking, Serviços

Leia mais

Visão do Sistema Operacional

Visão do Sistema Operacional Visão do Sistema Operacional programadores e analistas usuários programas, sistemas e aplicativos Usuários Sistema Operacional memória discos Hardware UCP fitas impressoras monitores O que é um Sistema

Leia mais

Motivos para você ter um servidor

Motivos para você ter um servidor Motivos para você ter um servidor Com a centralização de dados em um servidor, você poderá gerenciar melhor informações comerciais críticas. Você pode proteger seus dados tornando o backup mais fácil.

Leia mais

ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA. A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato.

ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA. A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato. 1 ANEXO XII INFRAESTRUTURA E SEGURANÇA 1. FINALIDADE A finalidade desse Anexo é apresentar a infraestrutura e a segurança requeridas para a execução do Contrato. 2. INFRAESTRUTURA PARA REALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática

Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática EMILENE RIBEIRO CARDOSO SILVEIRA, SABRINE IEPSEN WESTPHAL, GUILHERME

Leia mais

Servidor de OpenLAB Data Store A.02.01 Lista de Preparação do Local. Objetivo do Procedimento. Responsabilidades do cliente

Servidor de OpenLAB Data Store A.02.01 Lista de Preparação do Local. Objetivo do Procedimento. Responsabilidades do cliente Servidor Lista de Preparação de OpenLAB do Data Local Store A.02.01 Objetivo do Procedimento Assegurar que a instalação do Servidor de OpenLAB Data Store pode ser concluída com sucesso por meio de preparação

Leia mais