NCE/09/00777 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NCE/09/00777 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos"

Transcrição

1 NCE/09/00777 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/00777 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido o Relatório de Avaliação/Acreditação elaborado pela Comissão de Avaliação Externa relativamente ao novo ciclo de estudos Conservação e Restauro de Bens Culturais 2. conferente do grau de Doutor 3. a ser leccionado na unidade orgânica (faculdade, escola, instituto, etc.) Escola Das Artes (Porto) 4. a/o Universidade Católica Portuguesa 5. decide: Apresentar pronúncia 6. Pronúncia (Português): A preferência dada à pintura, metais, estuques e azulejaria sobre a escultura, deve-se ao facto de a experiência acumulada na investigação, nas actividades de alto nível e na prestação de serviços traduzir que o restauro da pintura regista grande procura, sendo as restantes áreas menos exploradas, o que justifica a aposta da Escola das Artes (EA) /3.3.3 Registamos a pertinência do comentário ao programa de História dos Metais em Portugal, cuja ficha foi reformulada com inclusão das sugestões da CAE. Esclarecimentos adicionais: ver anexo PDF. 4.1/4.6 a) Os convites a docentes exteriores à EA/UCP radicam no carácter recente da formação específica neste domínio em Portugal e na carência de doutorados com vínculo à Universidade. No entanto, o corpo docente de Arte-Conservação/Restauro da EA tem 6 docentes a tempo integral (TI) e 2 a tempo parcial, em doutoramento, prevendo-se que o terminem em 2011/2012. Pelo desenvolvimento exigido, esta situação demora a reflectir-se na prática académica, mas revela o esforço da EA na qualificação do seu corpo docente e a coerência com a estratégia da UCP. Esses docentes têm realizado comunicações em encontros científicos internacionais e publicado em revistas de referência, pelo que a obtenção do grau surgirá numa fase de investigação já consolidada. b) No sentido de aumentar a % de docentes doutorados com vínculo à Universidade neste corpo docente, procederemos à sua renovação parcial deste, do seguinte modo: a leccionação de História das Artes Metálicas caberá aos Prof. Doutor Gonçalo V. Sousa (12h) e Doutor José F. Afonso (6h) docente ati cuja investigação em arquitectura permite responder às observações sobre o programa da unidade; a leccionação de História da Pintura em Portugal II caberá ao Prof. Doutor Nuno Saldanha (docente a TI); Jorgelina Carballo (docente a TI), entregará o doutoramento em Outubro 2010 e colaborará na leccionação de Biodegradação e Técnicas de Controlo. Está ainda em curso a alteração da situação contratual da Prof. Doutora Ana Calvo. c) Não obstante o esforço de integrar docentes da UCP, insistimos na importância de que se reveste a internacionalização num curso desta natureza. O contributo decorrente da experiência de reputados investigadores estrangeiros é inestimável A consulta a docentes e estudantes sobre a determinação das unidades de créditos será feita no quadro do Conselho Pedagógico que, de acordo com esclarecimentos fornecidos em Fev. 2010, entrará em funções no corrente ano lectivo, pelo que não estava constituído à data da preparação do pág. 1 de 2

2 NCE/09/00777 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos curso. 13.1/13.6 As dissertações de doutoramento a realizar terão um carácter teórico e prático, em que a pesquisa é alicerçada em casos concretos de conservação, de estudo técnico e material das obras, etapa essencial para os tratamentos de conservação e de restauro. Em certos casos, a parte experimental pode ocupar o fundamental da investigação. Esclarecimentos adicionais: ver anexo PDF. 7. Pronúncia (Português e Inglês, PDF, máx. 100kB): (impresso na página seguinte) pág. 2 de 2

3 Anexos

4 3.3.1/3.3.3 ESCLARECIMENTOS ADICIONAIS Unidade curricular História dos Metais em Portugal Docentes Prof. Doutor Gonçalo Mesquita da Silveira de Vasconcelos e Sousa Doutor José Ferrão Afonso Conteúdos Programáticos 1 Ourivesaria e relojoaria em Portugal 1.1 Aspectos introdutórios 1.2 História da prataria em Portugal 1.3 História da joalharia em Portugal 1.4 História da relojoaria em Portugal 2 O uso do cobre, do ferro, do bronze e do estanho nas artes móveis em Portugal 3 História das artes metálicas utilizadas na arquitectura e na escultura em Portugal Bibliografia Principal GODINHO, I. S. dir. Tesouros Reais. Lisboa: SEC/IPPC/PNA, 1991 OREY, L. d', dir. Cinco séculos de joalharia em Portugal, Lisboa. London: Zwemmer, 1995 PIMENTEL, A. F. Reflexos do ciclo do ouro e dos diamantes do Brasil... In Relaciones artísticas Univ. Valladolid, 1990 QUEIROZ, José Francisco Ferreira O ferro na arte funerária do Porto oitocentista. O Cemitério da Irmandade de Nossa Senhora da Lapa, Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 1997, 3 vols. Tese de Mestrado em História da Arte. ROCHA, António dos Santos Memórias e explorações arqueológicas. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1971, vol. 2. SILVA, Nuno Vassallo Subsídios para o estudo do comércio das pedras preciosas... Bol. Cul. ADL. Lisboa 3ª S, 91, T2, 1989 SOUSA, A. C. Metamorfoses do ouro e da prata. Porto: CRAT, 2000 SOUSA, G. V. A joalharia em Portugal: Porto: Civilização, 1999 SOUSA, G. V Artes da mesa em Portugal... Porto: Ed. M. J. Oliveira, 2002 SOUSA, G. V. Prataria civil portuguesa... In Referências Porto: s. n., 1998 ZELLER, Rolando van Estanhos Portugueses. Barcelos: Civilização, /3.3.3 FURTHER INFORMATION Course History of Metal Artwork in Portugal Teachers Prof. Doutor Gonçalo Mesquita da Silveira de Vasconcelos e Sousa Doutor José Ferrão Afonso Programmatic Content 1 - Jewellers and watchmaker in Portugal Introductory Aspects History of silverware in Portugal History of Jewellery in Portugal History of the clocks in Portugal 2 - The use of copper, iron, brass and pewter in movable art objects in Portugal 3 - History of metal works used in architecture and sculpture in Portugal

5 Bibliography GODINHO, I. S. dir. Tesouros Reais. Lisboa: SEC/IPPC/PNA, 1991 OREY, L. d', dir. Cinco séculos de joalharia em Portugal, Lisboa. London: Zwemmer, 1995 PIMENTEL, A. F. Reflexos do ciclo do ouro e dos diamantes do Brasil... In Relaciones artísticas Univ. Valladolid, 1990 QUEIROZ, José Francisco Ferreira O ferro na arte funerária do Porto oitocentista. O Cemitério da Irmandade de Nossa Senhora da Lapa, Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 1997, 3 vols. Tese de Mestrado em História da Arte. ROCHA, António dos Santos Memórias e explorações arqueológicas. Coimbra: Universidade de Coimbra, 1971, vol. 2. SILVA, Nuno Vassallo Subsídios para o estudo do comércio das pedras preciosas... Bol. Cul. ADL. Lisboa 3ª S, 91, T2, 1989 SOUSA, A. C. Metamorfoses do ouro e da prata. Porto: CRAT, 2000 SOUSA, G. V. A joalharia em Portugal: Porto: Civilização, 1999 SOUSA, G. V Artes da mesa em Portugal... Porto: Ed. M. J. Oliveira, 2002 SOUSA, G. V. Prataria civil portuguesa... In Referências Porto: s. n., 1998 ZELLER, Rolando van Estanhos Portugueses. Barcelos: Civilização, /13.6 ESCLARECIMENTOS ADICIONAIS As dissertações serão enquadradas pelo CITAR, no âmbito da linha de acção Estudo, Conservação e Gestão do Património Cultural, cuja experiência tem vindo a consolidar parcerias, de que destacamos: Câmara Municipal de Matosinhos Câmara Municipal do Porto Fundação de Serralves Museu Alberto Sampaio Museu de Lamego Museu Nacional de Soares dos Reis Santa Casa da Misericórdia do Porto Os projectos e os trabalhos de investigação e de conservação desenvolvidos no âmbito do CITAR têm permitido consolidar parcerias muito relevantes no momento da decisão sobre as dissertações de doutoramento a realizar, uma vez que o património artístico e cultural pertencente às instuituições mencionadas fornece casos concretos de pesquisa. O Centro de Restauro da UCP, que presta serviços de consultoria, de conservação e restauro, constitui ainda um pólo de referência para toda a vida académica, particularmente para os projectos de investigação inerentes à frequência de cursos de 2º e de 3º ciclos. 13.1/13.6 FURTHER INFORMATION The dissertations will be framed by CITAR within the line of action Cultural Heritage Study, conservation and Management, whose experience has been develop in partnership with organizations, such as: Câmara Municipal de Matosinhos Câmara Municipal do Porto Serralves Foundation

6 Alberto Sampaio Museum Lamego Museum Soares dos Reis National Museum Santa Casa da Misericórdia do Porto These partnerships are relevant to the decision on the doctoral dissertations to be undertaken, since the artistic and cultural heritage belonging to the mentioned institutions, provide concrete research cases. The Restoration Center of UCP, which provides consultancy services and conservation and restoration treatments, is also a reference center for the whole academic life, particularly for research projects linked to 2 nd and 3 rd study cycles.

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DAS ARTES

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DAS ARTES UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DAS ARTES LICENCIATURA DE ARTE - CONSERVAÇÃO E RESTAURO HISTÓRIA DAS ARTES METÁLICAS ANO LECTIVO 2013/2014 Docente: Prof. Doutor Gonçalo de Vasconcelos e Sousa OBJECTIVOS:

Leia mais

NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/12/00971 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Outra(s)

Leia mais

CEF/0910/25776 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/25776 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/25776 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/25776 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Decisão de

Leia mais

NCE/10/00081 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00081 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00081 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00081 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

NCE/11/00236 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/11/00236 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/00236 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/00236 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

NCE/09/02097 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/09/02097 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/09/02097 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas 1 a 7 1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Santarém 1.a.

Leia mais

NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00196 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

ACEF/1112/24182 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/24182 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/24182 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/24182 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/00492 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

NCE/11/00621 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/11/00621 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/00621 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/00621 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

MONOGRAFIAS. boletim bibliográfico abril 2016

MONOGRAFIAS. boletim bibliográfico abril 2016 MONOGRAFIAS Museu Nacional dos Coches Museu Nacional dos Coches : lugar, projeto e obra = Museu Nacional dos Coches : site, project and finished work ; ed. José Manuel das Neves ; trad. Alexandra Andresen

Leia mais

Regulamento MOSTRA 16. Capítulo I (Definição) Capítulo II (Objectivos) Capítulo III (Princípios Gerais)

Regulamento MOSTRA 16. Capítulo I (Definição) Capítulo II (Objectivos) Capítulo III (Princípios Gerais) Regulamento MOSTRA 16 Capítulo I (Definição) A MOSTRA é um evento artístico português, que apresenta a 3ª edição em 2016. A MOSTRA é uma plataforma onde a comunidade artística, o mercado e o público se

Leia mais

SÍNTESE DO ACORDO COM O ME EM 07/01/2010 QUE O SEPLEU NÃO ASSINOU

SÍNTESE DO ACORDO COM O ME EM 07/01/2010 QUE O SEPLEU NÃO ASSINOU SÍNTESE DO ACORDO COM O ME EM 07/01/2010 QUE O SEPLEU NÃO ASSINOU QUADRO RESUMO DA CARREIRA Escalão Índice Duração Outros requisitos: Quotas, aulas assistidas 1 167 4 2 188 4 2 aulas assistidas 3 205 4

Leia mais

NCE/10/00921 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00921 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/00921 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Leiria

Leia mais

ACEF/1112/04312 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/04312 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04312 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04312 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

CD-CTFP-30-ARH/2011 Página 1

CD-CTFP-30-ARH/2011 Página 1 Edital n.º 1230/2011 Doutor Manuel António Cotão de Assunção, Professor Catedrático e Reitor da Universidade de Aveiro, faz saber que, pelo prazo de trinta dias úteis contados do dia útil imediato àquele

Leia mais

A LITERACIA FINANCEIRA NA POPULAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Estudo aplicado aos alunos do primeiro ano da ESECS-IPL

A LITERACIA FINANCEIRA NA POPULAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Estudo aplicado aos alunos do primeiro ano da ESECS-IPL 4ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL EM EDUCAÇÃO FINANCEIRA UNIVERSIDADE DE AVEIRO 26 OUTUBRO 2013 A LITERACIA FINANCEIRA NA POPULAÇÃO UNIVERSITÁRIA Estudo aplicado aos alunos do primeiro ano da ESECS-IPL Tânia

Leia mais

NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

NCE/10/01386 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01386 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/01386 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Castelo Branco

Leia mais

NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ARQUITECTURA I Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ARQUITECTURA I Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ARQUITECTURA I Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Arquitectura e Artes (1º Ciclo) 2. Curso Arquitectura 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular ARQUITECTURA I

Leia mais

TESOUROS DA JOALHARIA EM PORTUGAL E NO BRASIL

TESOUROS DA JOALHARIA EM PORTUGAL E NO BRASIL TESOUROS DA JOALHARIA EM PORTUGAL E NO BRASIL Prof. Doutor Gonçalo de Vasconcelos e Sousa Professor Catedrático e Director CITAR/EA-UCP RESUMO O conhecimento da História da Joalharia em Portugal e no Brasil

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM ICONOGRAFIA CRISTÃ LEITURA E ANÁLISE DA IMAGEM RELIGIOSA

PÓS-GRADUAÇÃO EM ICONOGRAFIA CRISTÃ LEITURA E ANÁLISE DA IMAGEM RELIGIOSA PÓS-GRADUAÇÃO EM ICONOGRAFIA CRISTÃ LEITURA E ANÁLISE DA IMAGEM RELIGIOSA LISBOA 2008 PÓS-GRADUAÇÃO: ICONOGRAFIA CRISTÃ - Leitura e Análise da Imagem Religiosa APRESENTAÇÃO E OBJECTIVOS A extensão de Lisboa

Leia mais

7 REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES DE DISSERTAÇÃO

7 REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES DE DISSERTAÇÃO 7 REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES DE DISSERTAÇÃO De acordo com o estipulado no artigo 20º do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, o ciclo de estudos conducente ao grau de mestre conferido pelo IST

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CULTURA PORTUGUESA DO DESIGNER Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CULTURA PORTUGUESA DO DESIGNER Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular CULTURA PORTUGUESA DO DESIGNER Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Arquitectura e Artes (1º Ciclo) 2. Curso Design 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular CULTURA

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Empreendorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Empreendorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular Empreendorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Serviço Social (1º Ciclo) 2. Curso Serviço Social 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

ACEF/1314/14862 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1314/14862 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1314/14862 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1314/14862 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Mestrado de Marketing e Comunicação ESEC ESTGOH Regulamento de Projeto Estágio 1

Mestrado de Marketing e Comunicação ESEC ESTGOH Regulamento de Projeto Estágio 1 1 PREÂMBULO O presente Regulamento organiza a unidade curricular de Projeto Estágio do Mestrado em Marketing e Comunicação. No ensino politécnico, o ciclo de estudos conducente ao grau de mestre deve assegurar,

Leia mais

NCE/09/02087 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/09/02087 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/09/02087 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas 1 a 7 1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Santarém 1.a. Descrição

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ESTATÍSTICA INFERENCIAL Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ESTATÍSTICA INFERENCIAL Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular ESTATÍSTICA INFERENCIAL Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão de Recursos Humanos 3. Ciclo de Estudos 1º

Leia mais

NCE/10/01746 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01746 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/01746 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Coimbra

Leia mais

Universidade de Cabo Verde

Universidade de Cabo Verde Universidade de Cabo Verde DEPARAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Mestrado em Património e Desenvolvimento O CENTRO HISTÓRICO DA CIDADE DO MINDELO (Estudo do Património edificado de apoio à actividade

Leia mais

A República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia, doravante designadas «as Partes»:

A República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia, doravante designadas «as Partes»: Decreto n.º 3/2006 Aprova o Acordo de Cooperação entre a República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia nas Áreas da Educação, do Ensino Superior e da Investigação Científica, da Cultura,

Leia mais

REguLAMEntO E normas de AtRIbuIçãO do SELO CERAMICS portugal does It better www.ceramica.pt/selo

REguLAMEntO E normas de AtRIbuIçãO do SELO CERAMICS portugal does It better www.ceramica.pt/selo Regulamento e normas de Atribuição do Selo CERAMICS PORTUGAL DOES IT BETTER www.ceramica.pt/selo Regulamento e normas de Atribuição do Selo CERAMICS PORTUGAL DOES IT BETTER www.ceramica.pt/selo FICHA

Leia mais

NCE/13/00371 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/13/00371 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00371 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00371 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Regulamento Interno. Dos Órgãos. de Gestão. Capítulo II. Colégio de Nossa Senhora do Rosário

Regulamento Interno. Dos Órgãos. de Gestão. Capítulo II. Colégio de Nossa Senhora do Rosário Colégio de Nossa Senhora do Rosário Capítulo II Dos Órgãos Regulamento Interno de Gestão Edição - setembro de 2012 Índice do Capítulo II Secção I Disposições Gerais 1 Secção II Órgãos e Responsáveis das

Leia mais

ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Leiria A.1.a. Identificação

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FINANÇAS PÚBLICAS Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FINANÇAS PÚBLICAS Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular FINANÇAS PÚBLICAS Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Economia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular FINANÇAS

Leia mais

MONOGRAFIAS PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS. boletim bibliográfico fevereiro 2015

MONOGRAFIAS PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS. boletim bibliográfico fevereiro 2015 MONOGRAFIAS DIAS, Ana Carvalho A charola do convento de Cristo : história e restauro / coord. Ana Carvalho Dias, Irene Frazão. - Lisboa : DGPC, 2014. - 373 p. ISBN 978-989-8052-80-3 convento de Cristo-mosteiro

Leia mais

Índice. 1. Elementos de Identificação. p.2. 2. Formação Académica. pp. 2. 3. Formação Complementar p.2

Índice. 1. Elementos de Identificação. p.2. 2. Formação Académica. pp. 2. 3. Formação Complementar p.2 Índice 1. Elementos de Identificação. p.2 2. Formação Académica. pp. 2 3. Formação Complementar p.2 4. Experiência Pedagógica e de Investigação p.3-5 4.1 Actividade Docente. p.3 4.1.1 Instituto Politécnico

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Art Project M

Leia mais

Regulamento Geral de Estudos Pós-Graduados. do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa

Regulamento Geral de Estudos Pós-Graduados. do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa Regulamento Geral de Estudos Pós-Graduados do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito de aplicação 1 O presente Regulamento Geral (RG) aplica-se

Leia mais

Regulamento Setembro de 2013

Regulamento Setembro de 2013 Regulamento Setembro de 2013 1. ÂMBITO E ESTRUTURA A Biblioteca da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão é uma unidade documental que adquire, processa e disponibiliza informação especializada

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANÁLISE DE SISTEMAS Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANÁLISE DE SISTEMAS Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular ANÁLISE DE SISTEMAS Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Reabilitação e Reforço de Estruturas

Reabilitação e Reforço de Estruturas Mestrado em Engenharia Civil 2011 / 2012 Reabilitação e Reforço de Estruturas Aula 01: Introdução. Apresentação do docente. Programa da unidade curricular. Material de apoio. Avaliação. Eduardo S. Júlio

Leia mais

Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção,

Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção, Com a publicação dos novos Estatutos da Escola -Diário da República, 2ª série, nº 164, 25 de Agosto de 2009, por iniciativa do Conselho de Direcção, iniciou-se um trabalho de reflexão e discussão, tendo

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

JORGE BORGES DE MACEDO (1921-1996) Por Álvaro Costa de Matos 1. 1. Bibliografia activa essencial

JORGE BORGES DE MACEDO (1921-1996) Por Álvaro Costa de Matos 1. 1. Bibliografia activa essencial JORGE BORGES DE MACEDO (1921-1996) Por Álvaro Costa de Matos 1 1. Bibliografia activa essencial É vastíssima a obra de Jorge Borges de Macedo. Ao todo engloba aproximadamente 400 títulos, ou talvez mais

Leia mais

Artigo 1º (Objecto e âmbito)

Artigo 1º (Objecto e âmbito) Artigo 1º (Objecto e âmbito) 1. O presente Regulamento tem por objectivo complementar o Regulamento de Mestrados (2º Ciclo) do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz (ISCSEM) com procedimentos

Leia mais

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa MESTRADO EM ENSINO DA MÚSICA REGULAMENTO SECÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO CURSO

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa MESTRADO EM ENSINO DA MÚSICA REGULAMENTO SECÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO CURSO Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa MESTRADO EM ENSINO DA MÚSICA REGULAMENTO SECÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO CURSO Artigo 1º Objecto 1 O presente regulamento aplica-se

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Tecnologias de Informação e Comunicação MESTRADO Gestão ANO E SEMESTRE

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA Licenciatura em Engenharia Agro-pecuária Ref.ª : 1510003 Ano lectivo: 2008-09 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR LÍNGUA INGLESA E COMUNICAÇÃO 1. Unidade Curricular: 1.1 Área científica: 22 - Humanidades 1.2

Leia mais

CURSO DE GESTÃO BANCÁRIA

CURSO DE GESTÃO BANCÁRIA CURSO DE GESTÃO BANCÁRIA PLANO CURRICULAR A análise referente ao Programa de Ensino e, em particular ao conteúdo do actual Plano de Estudos (ponto 3.3. do Relatório), merece-nos os seguintes comentários:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão de Empresa 3. Ciclo de Estudos

Leia mais

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

1. O que é? 2. O que se pretende? 3. Quem pode concorrer?

1. O que é? 2. O que se pretende? 3. Quem pode concorrer? 1. O que é? Trata-se de um Programa de Bolsas de Investigação na Área da Cidade e da Arquitectura, entendido como um apoio a jovens na realização de um trabalho inédito de investigação, com a duração de

Leia mais

Registos Gráficos e o Teatro-Fórum na Dimensão Artística do Núcleo do Aprofundamento (3º Ciclo)

Registos Gráficos e o Teatro-Fórum na Dimensão Artística do Núcleo do Aprofundamento (3º Ciclo) 294 Franco, Nuno Alexandre Marreiros (2013) Registos Gráficos e o Teatro-Fórum na Dimensão Artística do Núcleo do Aprofundamento (3º Ciclo). Revista Matéria-Prima, Práticas Artísticas no Ensino Básico

Leia mais

NCE/14/01786 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01786 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/14/01786 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade De Évora A.1.a. Outra(s)

Leia mais

ISCED de Luanda FICHA DE UNIDADE CURRICULAR - 2011/2012

ISCED de Luanda FICHA DE UNIDADE CURRICULAR - 2011/2012 FICHA DE UNIDADE CURRICULAR - 2011/2012 Designação da Unidade Curricular ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL Docente(s) (Indicar também qual o docente responsável pela U.C.) LUÍS LEANDRO DINIS [Instituto de Educação

Leia mais

FUNDAÇÃO-CASA RUY BARBOSA

FUNDAÇÃO-CASA RUY BARBOSA FUNDAÇÃO-CASA RUY BARBOSA ARTES DECORATIVAS EM PORTUGAL E NO BRASIL Docente: Prof. Doutor Gonçalo de Vasconcelos e Sousa Professor Catedrático da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa Objectivos

Leia mais

NCE/14/01551 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01551 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/14/01551 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade De Aveiro A.1.a.

Leia mais

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração:

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração: EngIQ Programa de Doutoramento em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química Uma colaboração: Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação (AIPQR) Universidade de Aveiro Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

REGULAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES DE PROJECTO E SEMINÁRIO DA LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INDUSTRIAL

REGULAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES DE PROJECTO E SEMINÁRIO DA LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INDUSTRIAL Página 1 de 6 Artigo 1º (âmbito) O presente regulamento aplica-se às unidades curriculares de Projecto e Seminário da licenciatura em engenharia de produção industrial, de acordo com o previsto no ponto

Leia mais

Contributos para a Conservação de Arte Contemporânea casos de estudo e projectos em curso na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa

Contributos para a Conservação de Arte Contemporânea casos de estudo e projectos em curso na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa 123 Contributos para a Conservação de Arte Contemporânea casos de estudo e projectos em curso na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa Ana Cudell Resumo Fruto da crescente importância no

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE valor acrescentado para a sua carreira GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE 2ª edição Coordenação Científica: Prof. Doutor José Miguel Soares Direcção Executiva: Mestre Sérgio Sousa PÓS-GRADUAÇÃO 07/08 Pós-Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TEORIA GERAL DO NEGÓCIO JURÍDICO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TEORIA GERAL DO NEGÓCIO JURÍDICO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular TEORIA GERAL DO NEGÓCIO JURÍDICO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Direito (1º Ciclo) 2. Curso Direito 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular TEORIA GERAL DO

Leia mais

RELATÓRIO. Geogebra- Uma visita aos programas de Matemática dos 2º e 3º ciclos. Formanda: Célia Rute Silva C. Sousa Formador: Luís Roçadas

RELATÓRIO. Geogebra- Uma visita aos programas de Matemática dos 2º e 3º ciclos. Formanda: Célia Rute Silva C. Sousa Formador: Luís Roçadas RELATÓRIO Geogebra- Uma visita aos programas de Matemática dos 2º e 3º ciclos Formanda: Célia Rute Silva C. Sousa Formador: Luís Roçadas Índice Enquadramento da actividade ------------------------------------3

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular METODOLOGIAS DE INVESTIGAÇÃO AVANÇADA EM SERVIÇO SOCIAL Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular METODOLOGIAS DE INVESTIGAÇÃO AVANÇADA EM SERVIÇO SOCIAL Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Serviço Social (2º Ciclo) UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA Programa da Unidade Curricular METODOLOGIAS DE INVESTIGAÇÃO AVANÇADA EM SERVIÇO SOCIAL Ano Lectivo 2012/2013 2. Curso Mestrado

Leia mais

Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011

Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011 Projecto Anual com Escolas Ano lectivo 2010/2011 1. Enquadramento O Serviço Educativo da Casa das Histórias Paula Rego é entendido como um sector de programação que visa uma mediação significativa entre

Leia mais

E S C O L A S U P E R I O R A G R Á R I A

E S C O L A S U P E R I O R A G R Á R I A Licenciatura em Engenharia Alimentar Ref.ª : 8810005 Ano lectivo: 2009-10 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR LÍNGUA INGLESA E COMUNICAÇÃO ENGLISH LANGUAGE AND COMMUNICATION 1. Unidade Curricular: 1.1 Área

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS E TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS E TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular MÉTODOS E TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão de Recursos Humanos 3. Ciclo de

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 49 11 de Março de 2010 11201

Diário da República, 2.ª série N.º 49 11 de Março de 2010 11201 Diário da República, 2.ª série N.º 49 11 de Março de 2010 11201 vem obedecer às orientações para este efeito emitidas por despacho do Director da FCSH. 2 A tese de doutoramento deverá ter um mínimo de

Leia mais

NCE/14/01231 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01231 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/14/01231 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Instituto Politécnico Do Porto A.1.a.

Leia mais

DE PAR EM PAR NA U. PORTO

DE PAR EM PAR NA U. PORTO J. P. Pêgo et al. 1 DE PAR EM PAR NA U. PORTO Um programa multidisciplinar de observação de aulas em parceria 1 João Pedro Pêgo, 1 José Manuel Martins Ferreira, 2 Amélia Lopes, 2 Ana Mouraz 1 Universidade

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Endereço(s) de correio electrónico Rua 20 de Dezembro de 1519, Nº 22, 3060-491 Outil (Portugal) Telefone(s) 231 429

Leia mais

MODERNIZAR E MELHORAR AS ESCOLAS ATRAVÉS DAS TIC

MODERNIZAR E MELHORAR AS ESCOLAS ATRAVÉS DAS TIC 30 Dossier Tic Tac Tic Tac MODERNIZAR E MELHORAR AS ESCOLAS ATRAVÉS DAS TIC Texto de Elsa de Barros Ilustração de Luís Lázaro Contribuir para o aumento do sucesso escolar dos alunos, equipando as escolas

Leia mais

Formulários FOLHA DE ROSTO

Formulários FOLHA DE ROSTO Formulários FOLHA DE ROSTO 36) SOU UM EMPRESÁRIO EM NOME INDIVIDUAL E NÃO DISPONHO DE CONTABILIDADE ORGANIZADA, ESTOU SUJEITO À ENTREGA DA IES/DA? Sim, se no exercício da sua atividade, procedeu à liquidação

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL Edição 2015-2017 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2011

PLANO DE ACTIVIDADES 2011 PLANO DE ACTIVIDADES 2011 MARÇO DE 2011 Este documento apresenta os objectivos estratégicos e as acções programáticas consideradas prioritárias para o desenvolvimento da ESE no ano 2011. O Plano de Actividades

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º; 18º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º; 18º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9º; 18º. Intermediação - em crédito à habitação; leasing imobiliário; conta empréstimo; crédito automóvel; produtos estruturados; leasing equipamentos e

Leia mais

REGULAMENTO DO COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE URBANISMO

REGULAMENTO DO COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE URBANISMO REGULAMENTO DO COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE URBANISMO PREÂMBULO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objecto Artigo 2.º Princípios Artigo 3.º Finalidades Artigo 4.º Atribuições Artigo 5.º Relações

Leia mais

Cursos de Doutoramento

Cursos de Doutoramento PROSPECTO FACULDADE DE ECONOMIA Cursos de Doutoramento CONTACTOS FACULDADE DE ECONOMIA Av. Julius Nyerere, Campus Universitário, 3453 Tel: +258 21 496301 Fax. +258 21 496301 1 MENSAGEM DO DIRECTOR Sejam

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome PEREIRA, LUCÍLIA DOS SANTOS NUNES Morada 301, ORTIGOSA, EDIFÍCIO OÁSIS, 5100-076, LAMEGO, PORTUGAL Telefone 254 688 476 Telemóvel 963 481 872

Leia mais

REGULAMENTO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

REGULAMENTO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA REGULAMENTO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DOS CURSOS DE MESTRADO QUE CONFEREM HABILITAÇÃO PROFISSIONAL PARA A DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E NO ENSINO BÁSICO O presente regulamento estabelece o enquadramento

Leia mais

Estratégias de Comunicação do Património Cultura: Desafios e Perspectivas. Sites de museus e Redes Sociais. Patricia Remelgado

Estratégias de Comunicação do Património Cultura: Desafios e Perspectivas. Sites de museus e Redes Sociais. Patricia Remelgado Versión digital en : http://www.uam.es/mikel.asensio Estratégias de Comunicação do Património Cultura: Desafios e Perspectivas. Sites de museus e Redes Sociais. Patricia Remelgado Universidade do Porto

Leia mais

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Decreto Regulamentar Regional n.º 26/2007/A de 19 de Novembro de 2007 Regulamenta o Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento da Qualidade e Inovação O Decreto Legislativo Regional

Leia mais

NCE/11/00731 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/11/00731 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/11/00731 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Coimbra A.1.a.

Leia mais

MESTRADO EM ARTES VISUAIS INTERMÉDIA ESCOLA DE ARTES DAVD 01/08 MESTRADO ARTES VISUAIS INTERMÉDIA 2010-2012

MESTRADO EM ARTES VISUAIS INTERMÉDIA ESCOLA DE ARTES DAVD 01/08 MESTRADO ARTES VISUAIS INTERMÉDIA 2010-2012 MESTRADO EM ARTES VISUAIS INTERMÉDIA ESCOLA DE ARTES DAVD 01/08 MESTRADO ARTES VISUAIS EM INTERMÉDIA 2010-2012 MESTRADO EM ARTES VISUAIS INTERMÉDIA ESCOLA DE ARTES DAVD 02/08 ORGANIZAÇÃO Universidade de

Leia mais

NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Mestrado em Sistemas de Informação. Regulamento

Mestrado em Sistemas de Informação. Regulamento Mestrado em Sistemas de Informação Regulamento Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º Introdução 1 - O presente Regulamento fixa as condições de funcionamento do ciclo de estudos conducente ao grau de

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Alexandra Ludomila Ribeiro Fernandes Leitão. Dados pessoais. Habilitações literárias

CURRICULUM VITAE. Alexandra Ludomila Ribeiro Fernandes Leitão. Dados pessoais. Habilitações literárias CURRICULUM VITAE Alexandra Ludomila Ribeiro Fernandes Leitão Dados pessoais Data de Nascimento: 8 de Abril de 1973 Local de Nascimento: Lisboa Nacionalidade: Portuguesa Estado Civil: Casada Habilitações

Leia mais

Perguntas Mais Frequentes

Perguntas Mais Frequentes Perguntas Mais Frequentes P: Qual a média de ingresso nas Licenciaturas ministradas no ISA? R: As médias de ingresso no ano lectivo 2010/2011 foram: Licenciatura 1ª Fase 2ª Fase Arquitectura Paisagista

Leia mais

CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto

Leia mais

BONA PRATICA Nº 9: CURSO DE EMPREENDEDORISMO DE BASE TECNOLÓGICA UNIVERSIDAD DE COIMBRA

BONA PRATICA Nº 9: CURSO DE EMPREENDEDORISMO DE BASE TECNOLÓGICA UNIVERSIDAD DE COIMBRA BONA PRATICA Nº 9: CURSO DE EMPREENDEDORISMO DE BASE TECNOLÓGICA UNIVERSIDAD DE COIMBRA ANTECEDENTES Enquadramento A promoção de um Curso de Empreendedorismo de Base Tecnológica com o envolvimento de todas

Leia mais

NORTE Plano de Formação 2015 (A partir de janeiro)

NORTE Plano de Formação 2015 (A partir de janeiro) NORTE Plano de Formação 205 Este Plano é suscetível de ser alterado de acordo com os interesses e necessidades manifestados quer pelos sócios quer pelas instituições com quem a APPIforma estabeleça parcerias

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES MODELO DE RELATÓRIO DE ACTIVIDADES AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE Nome: Escola: MODELO NORMALIZADO DE RELATÓRIO DE ACTIVIDADES NOME: ESCOLA: UTC: Categoria:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA Programa da Unidade Curricular MÉTODOS DE INVESTIGAÇÃO E INTERVENÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS E Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado

Leia mais

OGFI 2015 Group Project BAI07 Primeiro Relatório

OGFI 2015 Group Project BAI07 Primeiro Relatório Primeiro Relatório 62473 Pedro Vasconcelos 63563 Francisco Ferreira 73440 Filipe Correia 74211 Carolina Ferreirinha 82665 Nkusu Quivuna Sumário Este documento é o primeiro relatório de um projeto de análise

Leia mais