Divulgação de Resultados ECSI 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Divulgação de Resultados ECSI 2012"

Transcrição

1 Divulgação de Resultados ECSI 2012 Banca, Seguros, Comunicações, Combustíveis, Gás em Garrafa, Gás Natural, Eletricidade, de Passageiros e Águas Equipa ECSI: Parceiro no sector dos Seguros

2 Índice Introdução Aspetos Metodológicos Resultados Globais Resultados por Variável Resultados por Sector Posicionamento Internacional Notas Finais 2

3 1 Introdução Apresentação de resultados da satisfação dos clientes obtidos para o ano 2012, estimados no âmbito do modelo ECSI-Portugal (European Customer Satisfaction Index - Portugal). Em 2012 foram estudados catorze sectores (subsectores): Banca Energia Seguros Combustíveis Comunicações Serviço Telefónico Fixo Serviço Telefónico Móvel Televisão por Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade Públicos de Passageiros Área Metropolitana de Lisboa Área Metropolitana do Porto Águas 3

4 Aspetos Metodológicos

5 2 Aspetos Metodológicos Sectores e empresas estudadas no ECSI-Portugal 2012 Banca Seguros Comunicações Combustíveis Açoreana Serviços Postais Allianz Axa Seguros Serviço Telefónico Fixo Televisão por Subscrição Grupo PT BES Combined Insurance Grupo PT Grupo ZON Galp Energia BPI Fidelidade Mundial Grupo ZON Outros operadores BP CGD Generali Outros operadores Repsol Millennium BCP Império Bonança Hipers Montepio Liberty Serviço Telefónico Móvel Internet Fixa Internet Móvel Outras marcas de postos de Santander Totta Lusitania Optimus Grupo PT Optimus combustível Outros bancos Ocidental TMN Grupo ZON TMN Tranquilidade Victoria Vodafone Optimus Vodafone Cabovisão Zurich Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade Águas Lisboagás Beiragás Galp Energia BP Repsol OZ Energia Lusitaniagás Setgás Duriensegás Medigás Dianagás Paxgás Tagusgás EDP Gás Sonorgás Mercado Regulado EDP Mercado Livre EDP Galp Energia Área Metropolitana de Lisboa Área Metropolina do Porto Águas de Coimbra Águas de Gaia EPAL SMAS Oeiras e Amadora SMAS Sintra Vimágua Outras entidades 5

6 2 Aspetos Metodológicos Estudo de Mercado Seleção da amostra de clientes População alvo: Utilização de amostra longitudinal com rotação de aproximadamente 50%. Clientes particulares, com experiência de consumo mínima de 3 ou 6 meses e com idades superiores a 15 ou 18 anos. A seleção de clientes (a partir do conjunto da população residente no território nacional) é feita em duas etapas: - Seleção aleatória de alojamentos; seleção aleatória de um residente em cada alojamento; - Qualificação do potencial entrevistado como cliente de um sector de atividade e qualificação como cliente de uma determinada empresa do sector com que, durante o período de referência, teve uma relação mais intensa; O plano de Sondagem contempla o contacto telefónico por rede móvel fazendo-se uma seleção aleatória de números de telemóvel das três redes móveis nos sectores da Banca, Gás Natural e Eletricidade, e subsector do Serviço Telefónico Móvel. 6

7 2 Aspetos Metodológicos Estudo de Mercado Dimensão da Amostra: Em média, são entrevistados 250 clientes por empresa/marca. No ano 2012 foram entrevistados: clientes no sector da Banca clientes no sector dos Seguros clientes no sector das Comunicações clientes no sector dos Combustíveis clientes no sector do Gás em Garrafa clientes no sector do Gás Natural clientes no sector da Eletricidade clientes no sector dos clientes no sector das Águas entrevistas para os sectores ECSI

8 2 Aspetos Metodológicos Modelo de Satisfação do Cliente Modelo Estrutural: Constituído pelo conjunto de equações que definem as relações entre as grandes dimensões, designadas variáveis latentes. Imagem Lealdade Exemplo de indicadores do Modelo de Medida para a variável latente Qualidade Apercebida (Serviço Telefónico Móvel) Qualidade global apercebida Qualidade técnica da rede Atendimento e capacidade de aconselhamento Expectativas Valor apercebido Satisfação (ECSI) Qualidade dos produtos e serviços Diversidade de produtos e serviços Fiabilidade dos produtos e serviços Clareza e transparência da informação fornecida Qualidade apercebida Reclamações Cobertura da rede Clareza e transparência dos tarifários 8

9 2 Aspetos Metodológicos Propriedades dos índices - Capacidade de previsão; - Capacidade de diagnóstico; - Possibilidade de agregação; - Comparabilidade; - Precisão. Documentos produzidos - Relatório de Empresa (um por empresa); - Relatório Síntese (um por empresa); - Relatórios Sectoriais; - Relatório Nacional; - Relatório Metodológico. 9

10 Resultados Globais

11 3 Resultados Globais Valores Médios, Máximos e Mínimos dos Sectores e Subsectores em ,00 8,00 STM 8,11 Gás em Garrafa 7,86 Gás em Garrafa 8,05 STM Gás em Garrafa 7,81 STM STM 7,47 7,50 7,00 6,00 5,00 7,22 6,70 7,05 6,91 5,23 6,75 5,48 6,24 Eletricidade 4,00 Imagem Expectativas Qualidade Apercebida Eletricidade Valor Apercebido Satisfação (ECSI) Reclamações Lealdade Média Global Máx Min 11

12 3 Resultados Globais Valores Médios, Máximos e Mínimos dos Sectores da Banca e dos Seguros em ,00 Banca 8,00 7,00 Banca 7,82 7,74 Seguros Seguros 7,61 7,56 Banca 7,96 7,92 Seguros Seguros 6,77 Seguros 7,55 7,36 Banca Seguros Seguros 7,36 7,14 7,03 7,07 Banca Banca 6,00 6,22 Banca 5,00 Imagem Expectativas Qualidade Apercebida Valor Apercebido Satisfação (ECSI) Reclamações Lealdade Banca Seguros 12

13 3 Resultados Globais Valores Médios, Máximos e Mínimos dos Subsectores das Comunicações em ,50 STM 8,11 STM STM 7,99 STM 7,79 7,77 STM STM 7,50 6,50 7,78 STF 7,47 Internet Fixa 7,57 Internet Fixa STM 6,91 7,25 Internet Fixa 7,47 7,50 6,84 6,94 Internet Fixa TV Subscrição 6,28 5,50 Imagem Expectativas Qualidade Apercebida Internet Fixa; TV Subscrição Valor Apercebido Satisfação (ECSI) Reclamações Lealdade STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel 13

14 3 Resultados Globais Valores Médios, Máximos e Mínimos dos Sectores de Energia em ,00 8,00 Gás em Garrafa 7,98 Gás em Garrafa 7,86 Gás em Garrafa 8,05 Combustíveis Gás em Garrafa 7,81 Gás Natural 7,35 Gás em Garrafa 7,00 6,00 7,37 Eletricidade 7,06 Eletricidade 7,14 Eletricidade 6,72 6,88 Eletricidade 6,64 Eletricidade 6,98 6,24 Eletricidade 5,00 5,23 Eletricidade 4,00 Imagem Expectativas Qualidade Apercebida Valor Apercebido Satisfação (ECSI) Reclamações Lealdade Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade 14

15 3 Resultados Globais Valores Médios dos Sectores dos da e da AMP em ,50 7,50 AMP 7,77 AMP 7,21 AMP 7,45 AMP 7,36 AMP 6,50 5,50 7,22 6,70 7,05 AMP 5,85 5,45 6,75 AMP 5,82 5,48 6,90 6,60 4,50 Imagem Expectativas Qualidade Apercebida Valor Apercebido Satisfação (ECSI) Reclamações Lealdade AMP 15

16 3 Resultados Globais Variação dos Sectores e Subsectores no Índice de Satisfação do Cliente entre 2011 e 2012 Banca 0,01 Seguros -0,04 Comunicações 0,17 STF 0,09 STM TV por Subscrição 0,20 0,23 Internet Fixa -0,02 Internet Móvel Combustíveis 0,09 0,14 Gás em Garrafa Gás Natural -0,06-0,01 Eletricidade 0,37-0,08 AMP Águas 0,15 0,19 Média Global 0,09 16

17 3 Resultados Globais Mapa Percetual Qualidade Apercebida Valor Apercebido Índices das variáveis latentes da Qualidade Apercebida (eixo das abcissas) e do Valor Apercebido (eixo das ordenadas) por sector e subsector em ,40 Valor médio do Valor Apercebido 7,00 6,60 6,20 5,80 Internet Fixa (1,29) Internet Móvel (1,15) Águas (1,27) AMP (1,60) Comunicações (1,17) STM (1,08) Seguros (1,15) Combustíveis STF (1,24) (1,25) TV Subscrição (1,48) Gás Natural (1,32) Banca (1,74) Gás em Garrafa (1,91) 5,40 Eletricidade (1,91) (1,60) 5,00 6,80 7,20 7,60 8,00 8,40 Valor médio da Qualidade Apercebida 17

18 3 Resultados Globais Mapa Percetual Satisfação Lealdade do Cliente Índices das variáveis latentes da Satisfação (eixo das abcissas) e da Lealdade (eixo das ordenadas) por sector e subsector em ,00 7,60 STM (0,27) Valor médio da Lealdade do Cliente 7,20 6,80 (0,15) STF (0,28) Comunicações (0,28) Águas (0,41) Seguros (0,41) Banca (0,29) Gás Natural Internet Fixa (0,70) (0,27) Internet Móvel (0,30) TV Subscrição Combustíveis AMP (0,46) (0,70) (0,37) Gás em Garrafa (0,83) 6,40 Eletricidade (0,64) 6,00 6,60 7,00 7,40 7,80 8,20 Valor médio da Satisfação do Cliente 18

19 3 Resultados Globais Ranking da Satisfação dos Clientes por Sectores e Subsectores em , ,77-1 7, , ,55 7,51 7,50-2 7, ,36 7,36 7, ,26-3 7, ,88-1 6,75 Gás em Garrafa STM Gás Natural Comunicações Seguros TV Subscrição Águas STF AMP Banca Combustíveis Internet Móvel Internet Fixa Eletricidade 19

20 Resultados por Variável

21 4 Resultados por Variável Índice de Imagem Variação Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade AMP Águas Média Global 7,82 7,74 8,00 7,78 8,11 7,87 7,79 7,82 7,55 7,98 7,91 7,37 7,22 7,77 7,65 7,76 0,00-0,14 0,20-0,01 0,30 0,22 0,11 0,04 0,15-0,03-0,01 0,36-0,10 0,07 0,12 0,09 21

22 4 Resultados por Variável Indicadores de Imagem 10,0 9,0 STM; Gás em Garrafa; Gás Natural 8,2 STM 8,8 AMP 8,3 Banca; STM; Gás em Garrafa STM 8,5 8,0 7,7 7,8 7,0 6,0 5,0 7,3 É uma marca de confiança no que diz e no que faz É estável e está perfeitamente implantada no mercado 7,2 Combustíveis Contribui positivamente para a sociedade 6,5 Preocupa-se com os seus clientes 7,1 É inovadora e virada para o futuro Média Global Máx Min 22

23 4 Resultados por Variável Índice de Expectativas Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade AMP Águas Média Global 7,56 7,61 7,68 7,61 7,79 7,59 7,47 7,59 7,49 7,86 7,82 7,06 6,70 7,21 7,46 7,50 Variação ,07-0,13 0,14 0,01 0,21 0,15 0,00 0,15 0,15-0,06-0,02 0,26-0,17-0,08 0,17 0,06 23

24 4 Resultados por Variável Indicadores de Expectativas 9,0 STM Gás em Garrafa; Gás Natural Gás Natural 8,0 7,9 7,9 7,9 7,0 6,0 6,7 6,9 6,6 5,0 Expectativas relativamente à qualidade global Expectativas em oferecer os serviços que satisfaçam as necessidades pessoais Expectativas em evitar falhas ou erros Média Global Máx Min 24

25 4 Resultados por Variável Índice de Qualidade Apercebida Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade AMP Águas Média Global 7,96 7,92 7,86 7,76 7,99 7,76 7,57 7,65 7,97 8,05 7,83 7,14 7,05 7,45 7,68 7,71 Variação ,04-0,08 0,16 0,05 0,24 0,05 0,11 0,14 0,10 0,03-0,07 0,14-0,05 0,01 0,03 0,06 25

26 4 Resultados por Variável Indicadores de Qualidade Apercebida 10,0 9,0 8,0 STM 8,3 Gás Natural 8,6 Gás em Garrafa 8,7 Banca 8,2 8,2 STM; Gás em Garrafa; Gás Natural STM; Gás em Garrafa Banca Gás em Garrafa 8,0 8,0 8,2 7,0 6,0 7,2 7,2 Gás em Garrafa 6,7 Eletricidade 7,2 6,7 6,5 6,8 6,5 Eletricidade 5,0 Qualidade global apercebida Qualidade dos produtos e serviços disponibilizados Atendimento e capacidade de aconselhamento Acessibilidade a produtos e serviços por via das novas tecnologias Fiabilidade dos produtos e serviços disponibilizados Diversidade de produtos e serviços disponibilizados Clareza e transparência na informação fornecida Disponibilidade das agências/localização dos postos/acesso às estações Média Global Máx Min 26

27 4 Resultados por Variável Índice de Valor Apercebido Banca 6,22 Variação ,00 Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural 6,77 6,69 6,52 6,91 6,28 6,28 6,50 6,72 6,14 6,51-0,15 0,17 0,12 0,27 0,07 0,09 0,10 0,16-0,14 0,00 Eletricidade AMP 5,23 5,45 5,85 0,45 0,10 0,22 Águas Média Global 6,41 6,30 0,00 0,10 27

28 4 Resultados por Variável Indicadores de Valor Apercebido 8,0 STM STM 7,2 Combustíveis 7,0 6,5 6,8 6,0 5,9 6,1 5,0 4,0 4,6 Eletricidade; Gás em Garrafa Eletricidade 3,0 Valorização do preço dada a qualidade dos produtos e serviços Valorização da qualidade dos produtos e serviços dado o preço Valorização do preço da marca face ao praticado pelas outras marcas Média Global Máx Min 28

29 4 Resultados por Variável Índice de Satisfação Variação Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade AMP Águas Média Global 7,36 7,55 7,61 7,47 7,77 7,51 7,25 7,26 7,28 7,81 7,65 6,88 6,75 7,36 7,50 7,40 0,01-0,04 0,17 0,09 0,23 0,20-0,02 0,14 0,09-0,01-0,06 0,37-0,08 0,15 0,19 0,09 29

30 4 Resultados por Variável Variação dos sectores e subsectores no Índice de Satisfação entre 2010 e 2011 e entre 2011 e ,40-0,20 0,00 0,20 0,40 Banca Seguros -0,04 0,07 0,01 0,22 Comunicações 0,10 0,17 STF STM 0,02 0,23 0,23 0,09 TV por Subscrição 0,10 0,20 Internet Fixa -0,02 0,10 Internet Móvel 0,24 0,14 Combustíveis 0,17 0,09 Gás em Garrafa -0,01 0,09 Gás Natural Eletricidade -0,06 0,04 0,37-0,08-0,13 AMP Águas -0,13-0,11 0,15 0,19 Variação Variação

31 4 Resultados por Variável Indicadores de Satisfação 10,0 9,0 8,0 Gás Natural 8,2 Gás em Garrafa 7,8 STM; Gás em Garrafa 7,6 7,0 6,0 5,0 7,0 6,8 Satisfação global Cumprimento das expectativas Distância à marca ideal 6,5 Média Global Máx Min 31

32 4 Resultados por Variável Frequências relativas da Satisfação por Sector e Subsector 0% 20% 40% 60% 80% 100% Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade AMP Águas 33,7 38,3 37,0 38,3 41,7 34,1 27,8 27,7 27,9 45,4 39,4 24,3 21,3 31,3 36,5 [1-4[ Insatisfeitos ]4-6] Neutrais ]6-8] Satisfeitos ]8-10] Muitos Satisfeitos 32

33 4 Resultados por Variável Apresentação de Reclamações (%) 28,9 26,0 30,1 8,5 18,1 14,8 17,7 13,0 12,7 11,3 9,0 13,6 5,2 2,3 1,5 5,0 Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade AMP Águas Média Global 33

34 4 Resultados por Variável Índice de Reclamações Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade 7,03 7,36 7,22 7,10 7,47 7,17 6,84 6,98 6,68 7,11 7,35 6,64 Variação ,02-0,02 0,22 0,08 0,39 0,03 0,10 0,20-0,06-0,07-0,03 0,32 AMP 5,48 5,82 0,07 0,06 Águas Média Global 6,81 6,87 0,27 0,10 34

35 4 Resultados por Variável Indicadores de Reclamações 9,0 8,0 7,0 6,0 5,0 4,0 Gás em Garrafa 6,4 STM 7,8 5,7 3,0 2,0 3,4 Combustíveis Resolução da reclamação Expectativa na resolução da reclamação Média Global Máx Min 35

36 4 Resultados por Variável Mapa percetual - Indicadores de Reclamações 8,4 Valor médio da expectativa na resolução da reclamação 8,0 7,6 7,2 6,8 6,4 6,0 Gás Natural (-3,4) Banca (-2,9) Combustíveis (-3,3) AMP (-2,4) Eletricidade (-2,2) Seguros (-3,2) Comunicações (-2,0) Internet Fixa (-2,1) STF (-1,3) Internet Móvel (-2,0) Águas (-1,6) STM (-1,9) TV Subscrição (-1,4) Gás em Garrafa (-0,7) (-1,6) 5,6 3,2 3,6 4,0 4,4 4,8 5,2 5,6 6,0 6,4 6,8 Valor médio da resolução da reclamação 36

37 4 Resultados por Variável Índice de Lealdade Variação Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural 7,07 7,14 7,33 7,19 7,50 6,94 6,98 6,96 6,91 6,98 6,95-0,08-0,02 0,04 0,09 0,03-0,14 0,07 0,11 0,18-0,18-0,15 Eletricidade AMP Águas Média Global 6,24 6,60 6,90 7,09 6,99-0,05-0,31-0,02 0,31 0,00 37

38 4 Resultados por Variável Indicadores de Lealdade 10,0 9,0 8,0 Gás em Garrafa 8,8 STM 8,2 7,0 6,0 5,0 6,7 Eletricidade; Intenção de permanecer como cliente 6,9 Eletricidade Recomendação a amigos e colegas Média Global Máx Min 38

39 4 Resultados por Variável Mapa percetual - Indicadores de Lealdade 9,0 Valor médio da intenção de permanecer como cliente 8,6 8,2 7,8 7,4 7,0 6,6 Eletricidade (0,2) TV Subscrição (0,0) Banca (0,0) Internet Móvel (0,1) Internet Fixa (0,1) (0,6) Combustíveis (-0,6) Seguros (0,0) STF (0,1) Gás Natural (0,1) Águas (0,4) AMP (0,8) Gás em Garrafa (-0,8) STM (0,0) Comunicações (0,0) 6,2 6,8 7,2 7,6 8,0 8,4 Valor médio da recomendação a amigos e colegas 39

40 4 Resultados por Variável Sensibilidade ao preço (%) 77,0 79,3 76,0 73,1 75,0 79,0 83,9 81,7 86,0 80,4 83,4 85,7 76,7 76,8 78,8 68,7 Banca Seguros Comunicações STF STM TV Subscrição Internet Fixa Internet Móvel Combustíveis Gás em Garrafa Gás Natural Eletricidade AMP Águas Média Global 40

41 Resultados por Sector

42 5 Resultados por Sector Sector da Banca - Ranking da Satisfação em ,67 7,60 7,45 7,35 7,32 7,23 7,22 Montepio A B C D E F 42

43 5 Resultados por Sector Sector dos Seguros no Ramo Vida - Ranking da Satisfação em ,78 7,77 7,72 7,72 7,58 7,49 7,34 7,32 7,30 7,12 6,97 6,95 A B C D E F G H I J K L 43

44 5 Resultados por Sector Sector dos Seguros no Ramo Não Vida - Ranking da Satisfação em ,97 7,90 7,85 7,78 7,75 7,72 7,69 7,66 7,60 7,57 7,50 7,40 7,33 Zurich A B C D E F G H I J K L 44

45 5 Resultados por Sector Sector dos Combustíveis - Ranking da Satisfação em ,44 7,37 7,31 7,29 7,27 7,13 A B C D E F 45

46 5 Resultados por Sector Sector do Gás em Garrafa - Ranking da Satisfação em ,87 7,86 7,80 7,74 A B C D 46

47 5 Resultados por Sector Sector do Gás Natural - Ranking da Satisfação em ,03 8,03 7,96 7,92 7,84 7,84 7,74 7,73 7,64 7,54 7,28 Medigás (Galp Energia) A B C D E F G H I J 47

48 5 Resultados por Sector Sector de Eletricidade - Ranking da Satisfação em ,17 Galp On (Galp Energia) A B 48

49 5 Resultados por Sector Subsector do Serviço Telefónico Fixo - Ranking da Satisfação em ,61 7,52 7,26 Grupo ZON A B 49

50 5 Resultados por Sector Subsector do Serviço Telefónico Móvel - Ranking da Satisfação em ,88 7,69 7,67 Vodafone A B 50

51 5 Resultados por Sector Subsector da Televisão por Subscrição - Ranking da Satisfação em ,78 7,27 7,08 Grupo ZON A B 51

52 5 Resultados por Sector Subsector da Internet Fixa - Ranking da Satisfação em ,43 7,23 6,96 6,73 Grupo ZON A B C 52

53 5 Resultados por Sector Subsector da Internet Móvel - Ranking da Satisfação em ,45 7,20 7,11 Vodafone A B 53

54 5 Resultados por Sector Sector das Águas - Ranking da Satisfação em ,07 7,74 7,70 7,49 7,40 7,36 7,15 Águas de Coimbra A B C D E F 54

55 Resultados Internacionais

56 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do sector da Banca (Europa) 86,0 85,4 79,2 77,6 77,2 76,1 75,3 73,1 73,0 72,5 72,1 72,0 71,9 71,1 70,6 56 Geórgia Azerbaijão Chipre Lituânia Finlândia Cazaquistão Letónia Estónia Suécia Rússia Noruega Reino Unido Dinamarca República Checa Portugal

57 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do sector da Banca (resto do Mundo) 78,5 75,0 73,0 72,0 72,0 71,0 70,6 69,1 68,0 Indonésia EUA Turquia Reino Unido Coreia do Sul Barbados Portugal Singapura Brasil 57

58 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do sector dos Seguros 83,0 80,0 78,9 78,2 77,3 76,2 76,1 75,6 75,4 75,0 75,0 74,1 74,1 74,0 72,8 72,0 72,0 70,5 67,8 67,3 66,7 Portugal - Vida Singapura - Vida Singapura - Saúde 58 EUA - Propriedade EUA - Vida Lituânia Indonésia - Automóvel Turquia - Saúde e Automóvel Indonésia - Vida Indonésia - Saúde Dinamarca Finlândia Letónia Barbados Estónia Suécia Portugal - Não Vida Portugal Coreia do Sul - Vida EUA - Saúde Noruega

59 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do subsector do Serviço Telefónico Móvel 86,9 86,8 80,5 78,4 77,3 77,2 76,5 75,5 75,2 74,3 74,0 74,0 73,5 71,1 69,5 68,3 65,0 64,5 Geórgia Azerbaijão Rússia Lituânia Indonésia Cazaquistão Letónia Estónia Portugal Finlândia Coreia do Sul Reino Unido Turquia Dinamarca Noruega Suécia Brasil Singapura 59

60 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do subsector do Serviço Telefónico Fixo 73,0 73,0 71,9 68,1 59,0 Coreia do Sul EUA Portugal Suécia Brasil 60

61 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do subsector da Televisão por Subscrição 72,3 66,0 65,6 64,1 Portugal EUA Suécia Noruega 61

62 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do subsector da Internet Fixa 71,9 71,2 69,4 69,0 67,8 63,3 62,9 Lituânia Letónia Portugal Estónia Suécia Noruega Singapura 62

63 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do subsector da Internet Móvel 70,0 69,6 65,1 Coreia do Sul Portugal Suécia 63

64 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do sector dos Combustíveis 76,4 75,0 74,0 70,0 69,7 67,1 Turquia Reino Unido EUA Coreia do Sul Portugal Singapura 64

65 6 Resultados Internacionais Posicionamento internacional do sector de Eletricidade 76,0 73,0 68,5 65,3 Reino Unido Coreia do Sul Noruega Portugal 65

66 Notas Finais

67 7 Notas Finais Índices com melhores desempenhos: imagem e qualidade apercebida; Índices com piores desempenhos: valor apercebido (relação qualidade/preço) e tratamento das reclamações. Sector com melhores desempenhos: Serviço Telefónico Móvel Na maioria dos índices; Sector com piores desempenhos: da Na quase totalidade dos índices. 67

68 7 Notas Finais Maior Sensibilidade ao preço: sectores dos Combustíveis, de Eletricidade e de Gás Natural e subsector de Internet Fixa; Menor Sensibilidade ao preço: sector dos da AMP e subsectores do Serviço Telefónico Fixo e Serviço Telefónico Móvel. Melhor relação qualidade/preço: subsectores do Serviço Telefónico Móvel e da Internet Móvel e sector dos Seguros; Pior relação qualidade/preço: sectores de Eletricidade e do Gás em Garrafa. Variações positivas mais significativas entre 2011 e 2012 na Satisfação do cliente: sector de Eletricidade; Variações negativas mais significativas entre 2011 e 2012 na Satisfação do cliente: sector dos da AMP. 68

69 Divulgação de Resultados ECSI 2012 Banca, Seguros, Comunicações, Combustíveis, Gás em Garrafa, Gás Natural, Eletricidade, de Passageiros e Águas Equipa ECSI: Parceiro no sector dos Seguros

ECSI 2014/2015 Divulgação de Resultados

ECSI 2014/2015 Divulgação de Resultados ECSI 2014/2015 Divulgação de Resultados Banca, Seguros, Comunicações, Combustíveis, Gás em Garrafa, Gás Natural, Eletricidade, Dual, Transportes de Passageiros e Águas Equipa ECSI: Parceiro no sector dos

Leia mais

ECSI 2013 Divulgação de Resultados

ECSI 2013 Divulgação de Resultados ECSI 2013 Divulgação de Resultados Banca, Seguros, Comunicações, Combustíveis, Gás em Garrafa, Gás Natural, Eletricidade, Dual, Transportes de Passageiros e Águas Equipa ECSI: Parceiro no sector dos Seguros

Leia mais

A Satisfação do Cliente no Sector dos Seguros

A Satisfação do Cliente no Sector dos Seguros A Satisfação do Cliente no Sector dos Seguros Introdução Num contexto de uma economia de mercado em acelerada mudança, afigura-se fundamental que as empresas em geral, e em particular o sector segurador,

Leia mais

Sistema de Avaliação da Qualidade Apercebida e Satisfação do Cliente da REN Apresentação de resultados 2008. 1ª edição do estudo

Sistema de Avaliação da Qualidade Apercebida e Satisfação do Cliente da REN Apresentação de resultados 2008. 1ª edição do estudo Sistema de Avaliação da Qualidade Apercebida e Satisfação do Cliente da REN Apresentação de resultados 2008 1ª edição do estudo 1 Agenda 1 Objectivos 2 Metodologia Trabalho de campo Modelo de Satisfação

Leia mais

1º SEMESTRE 2011 LIBERALIZAÇÃO DO MERCADO DE GÁS NATURAL. janeiro 2013. julho 2012

1º SEMESTRE 2011 LIBERALIZAÇÃO DO MERCADO DE GÁS NATURAL. janeiro 2013. julho 2012 LIBERALIZAÇÃO DO MERCADO DE GÁS NATURAL O Governo, através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 34/211, de 1 de Agosto, veio concretizar um calendário de extinção das tarifas reguladas de venda de

Leia mais

Avaliação da Qualidade Percecionada, da Satisfação e da Lealdade do Cliente

Avaliação da Qualidade Percecionada, da Satisfação e da Lealdade do Cliente O Serviço: Avaliação da Qualidade Percecionada, da Satisfação e da Lealdade do Cliente 1- Enquadramento Avaliar a Qualidade Percecionada dos produtos e serviços e a Satisfação dos Clientes da organização

Leia mais

PREÇOS DE REFERÊNCIA NO MERCADO LIBERALIZADO DE ENERGIA ELÉTRICA E GÁS NATURAL EM PORTUGAL CONTINENTAL

PREÇOS DE REFERÊNCIA NO MERCADO LIBERALIZADO DE ENERGIA ELÉTRICA E GÁS NATURAL EM PORTUGAL CONTINENTAL PREÇOS DE REFERÊNCIA NO MERCADO LIBERALIZADO DE ENERGIA ELÉTRICA E GÁS NATURAL EM PORTUGAL CONTINENTAL ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 8 DE ABRIL DE 2015 Os preços apresentados neste documento são comunicados à ERSE

Leia mais

Preçário dos Cartões Telefónicos PT

Preçário dos Cartões Telefónicos PT Preçário dos Cartões Telefónicos PT Cartão Telefónico PT 5 e (Continente)... 2 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma dos Açores)... 6 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma da Madeira)... 10 Cartão

Leia mais

PT PRIME PREÇÁRIOS DE VOZ EMPRESARIAL 2006. PT Prime Preçário Voz Empresarial 2006

PT PRIME PREÇÁRIOS DE VOZ EMPRESARIAL 2006. PT Prime Preçário Voz Empresarial 2006 PT PRIME PREÇÁRIOS DE VOZ EMPRESARIAL 2006 Versão: 1.0 Pág.: 1/7 1. ACESSO DIRECTO Chamadas DENTRO DO PAÍS Não Corp Corp Local 0,0201 0,0079 Local Alargado 0,0287 0,0105 Nacional 0,0287 0,0105 FIXO MÓVEL

Leia mais

GALP ENERGIA QUALIFICAÇÕES 3ª PARTE

GALP ENERGIA QUALIFICAÇÕES 3ª PARTE Negócio de Lubrificantes para as atividades de Negócio Lubrificantes concepção, desenvolvimento, distribuição, comercialização e assistência após venda de NP EN ISO 9001 APCER 1993/CEP.096 1993 lubrificantes

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade e Inovação

Barómetro Regional da Qualidade e Inovação Avaliação da Satisfação dos Turistas 2014 Direção Regional do Comércio, Indústria e Energia Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses, n.º 23, 1º 9000-054 Funchal Região Autónoma da Madeira Portugal

Leia mais

Categorias em análise: Hardware, Software, Serviços TI e Serviços Telecomunicações.

Categorias em análise: Hardware, Software, Serviços TI e Serviços Telecomunicações. RELATÓRIO LOCAL Despesa TIC no Sector Financeiro Oportunidades num Sector em Reestruturação INTRODUÇÃO IDC Portugal: Centro Empresarial Torres de Lisboa, Rua Tomas da Fonseca, Torre G, 1600-209 Lisboa

Leia mais

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS. Diretiva n.º 10/2015. Tarifas e Preços de Gás Natural para o ano gás 2015-2016

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS. Diretiva n.º 10/2015. Tarifas e Preços de Gás Natural para o ano gás 2015-2016 16618 Diário da República, 2.ª série N.º 119 22 de junho de 2015 PARTE E ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Diretiva n.º 10/2015 Tarifas e Preços de Gás Natural para o ano gás 2015-2016 Nos termos

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Turistas

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Turistas Avaliação da Satisfação dos Turistas 2011 Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Vice-Presidência Avaliação da Satisfação dos Turistas 2011 Índice SÍNTESE... 03 1. INTRODUÇÃO... 05 2.

Leia mais

Atividade Seguradora - Prémios de Seguro Direto 2011

Atividade Seguradora - Prémios de Seguro Direto 2011 Atividade Seguradora - Prémios de Seguro Direto 2011 16 janeiro 2012 No ano de 2011 o volume da produção de seguro direto em Portugal atingiu os 11,6 mil milhões de euros, dos quais cerca de 92,3% diz

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Turistas

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Turistas Avaliação da Satisfação dos Turistas Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Avaliação da Satisfação dos Turistas Índice RESUMO EXECUTIVO... 03 1. INTRODUÇÃO... 06 2. METODOLOGIA... 07

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET. Serviço de Acesso à Internet 4.º Trimestre de 2013

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET. Serviço de Acesso à Internet 4.º Trimestre de 2013 INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA DO SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 4.º TRIMESTRE DE 2013 Serviço de Acesso à Internet 4.º Trimestre de 2013 Índice SUMÁRIO... 4 1. Número de prestadores habilitados... 6 2. Taxa de

Leia mais

INQUÉRITO À UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS PELAS PME - 2014. Principais resultados

INQUÉRITO À UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS PELAS PME - 2014. Principais resultados INQUÉRITO À UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS PELAS PME - 2014 Principais resultados Fevereiro/2015 ÍNDICE Introdução... 4 1. Sumário... 4 2. Nível de utilização dos serviços de comunicações

Leia mais

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR Viana do Castelo, 11de Fevereiro www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida em resumo

Leia mais

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011 1 Resultados Nacionais Agregados de 11 Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados Nacionais Agregados de 11 1. Introdução Desde a sua criação em 02 que o Observatório Nacional de Recursos Humanos

Leia mais

4Pro. Telemóvel Telefone Internet Televisão

4Pro. Telemóvel Telefone Internet Televisão 4Pro A oferta mais competitiva, desenhada para empresas e profissionais que lhe garante os melhores resultados 2 cartões de telemóvel com comunicações ilimitadas para todas as redes nacionais, para uma

Leia mais

Preçário AGENCIA DE CAMBIOS CENTRAL, LDA AGÊNCIAS DE CÂMBIOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 27-Abr-2015

Preçário AGENCIA DE CAMBIOS CENTRAL, LDA AGÊNCIAS DE CÂMBIOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 27-Abr-2015 Preçário AGENCIA DE CAMBIOS CENTRAL, LDA AGÊNCIAS DE CÂMBIOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS O Preçário completo da Agência de Câmbios Central, Lda., contém o Folheto de e Despesas (que incorpora

Leia mais

Estudo Europeu sobre a Satisfação com os serviços de Telecomunicações 2008

Estudo Europeu sobre a Satisfação com os serviços de Telecomunicações 2008 Estudo Europeu sobre a Satisfação com os serviços de Telecomunicações 8 Data: Julho 8 Preparado para: Apritel Equipa Client Service: Paulo Paula / João Marques PORQUÊ A MILLWARD BROWN? CONSISTÊNCIA Rede

Leia mais

A DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL. Ordem dos Engenheiros 11 de Outubro de 2011

A DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL. Ordem dos Engenheiros 11 de Outubro de 2011 A DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL Ordem dos Engenheiros 11 de Outubro de 2011 1. A Distribuição de Gás Natural em Portugal 2. A Distribuição de GN na Galp Energia 3. Infra-estruturas do SNDGN 4. Qualidade

Leia mais

ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008

ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008 ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008 Enquadramento A comunicação da performance empresarial em matéria de sustentabilidade, não apenas aos accionistas, mas para todas as partes interessadas, constitui uma

Leia mais

PROVEITOS PERMITIDOS E AJUSTAMENTOS PARA O ANO GÁS 2015-2016 DAS EMPRESAS REGULADAS DO SETOR DO GÁS NATURAL

PROVEITOS PERMITIDOS E AJUSTAMENTOS PARA O ANO GÁS 2015-2016 DAS EMPRESAS REGULADAS DO SETOR DO GÁS NATURAL PROVEITOS PERMITIDOS E AJUSTAMENTOS PARA O ANO GÁS 2015-2016 DAS EMPRESAS REGULADAS DO SETOR DO GÁS NATURAL Junho 2015 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Este documento está preparado para impressão

Leia mais

CRESCER COM SEGURANÇA. CÁ DENTRO E LÁ FORA. www.cosec.pt

CRESCER COM SEGURANÇA. CÁ DENTRO E LÁ FORA. www.cosec.pt CRESCER COM SEGURANÇA. CÁ DENTRO E LÁ FORA. www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Porquê a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida 2 Sobre a COSEC Quem somos

Leia mais

Estágios Desportivos - Participantes

Estágios Desportivos - Participantes Estágios Desportivos - Participantes 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 6 3 Metodologia 19 Contextualização do Projecto 3 O grupo Controlinveste pretendeu realizar um inquérito

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO NOVEMBRO 2006 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise

Leia mais

Atividade Seguradora Prémios de Seguro Direto 2013

Atividade Seguradora Prémios de Seguro Direto 2013 Atividade Seguradora Prémios de Seguro Direto 2013 (atualizado em 23 de janeiro de 2014) No ano de 2013 o volume da produção de seguro direto em Portugal foi ligeiramente superior a 13 mil milhões de euros,

Leia mais

portfólio Apametal grupometal.com

portfólio Apametal grupometal.com portfólio Apametal grupometal.com Os nossos valores Estabelecida no mercado desde 1978, a Apametal iniciou a sua actividade com a implementação de programas de imagem corporativa. Seguindo uma estratégia

Leia mais

Cafés e Restaurantes. Telefone Internet Televisão

Cafés e Restaurantes. Telefone Internet Televisão Cafés e Internet A solução HORECA que lhe dá tudo O pacote é a solução para o segmento HORECA que conjuga os melhores conteúdos de desporto nacional e internacional, com telefone e internet. Chamadas ilimitadas

Leia mais

A sua família está protegida?

A sua família está protegida? Dinheiro&direitos 118 julho/agosto 2013 seguro de vida 37 A sua família está protegida? Se tem ou vai contratar um crédito à habitação, fique atento às coberturas do seguro de vida e não apenas ao preço.

Leia mais

Avaliação da Qualidade de Serviço em Pontos de Venda

Avaliação da Qualidade de Serviço em Pontos de Venda Avaliação da Qualidade de Serviço em Pontos de Venda 1- Enquadramento O Serviço: Avaliar e comparar a Qualidade de Serviço em pontos de venda, permitindo identificar e generalizar as melhores práticas.

Leia mais

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 27/09 Turismo 27/09 Taxas de Juro 21/09 Energia 19/09 Taxas de Juro 15/09 Economia 12/09 Economia INE divulgou Viagens turísticas de residentes 2.º Trimestre de 2006 http://www.ine.pt/prodserv/destaque/2006/d060927/d060927.pdf

Leia mais

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET. Serviço de Acesso à Internet 1.º Trimestre de 2015 Versão / 8-5-2015

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET. Serviço de Acesso à Internet 1.º Trimestre de 2015 Versão / 8-5-2015 INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA DO SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 1.º TRIMESTRE DE 2015 Serviço de Acesso à Internet 1.º Trimestre de 2015 Versão / 8-5-2015 Índice SUMÁRIO... 4 1. Número de prestadores habilitados...

Leia mais

Observatório Nacional de Recursos Humanos

Observatório Nacional de Recursos Humanos RUBRICA AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados nacionais agregados de 211 O Observatório Nacional de Recursos Humanos (ONRH) celebra este ano 1 anos de existência.

Leia mais

SEGUROS. 2.1. Evolução da actividade seguradora. 2.1.1. Elementos síntese sobre a evolução do sector

SEGUROS. 2.1. Evolução da actividade seguradora. 2.1.1. Elementos síntese sobre a evolução do sector 2 OS SEGUROS 2 OS SEGUROS No decurso das análises que são apresentadas neste capítulo, o universo considerado das empresas é diferente. Com efeito, nos subcapítulos 2.1.1. (Elementos síntese sobre a evolução

Leia mais

HBL15 Trabalhar na Irlanda do Norte: Subsídio de Alojamento Um folhetim informativo do Executivo de Alojamento para Trabalhadores Migrantes

HBL15 Trabalhar na Irlanda do Norte: Subsídio de Alojamento Um folhetim informativo do Executivo de Alojamento para Trabalhadores Migrantes HBL15 Trabalhar na Irlanda do Norte: Subsídio de Alojamento Um folhetim informativo do Executivo de Alojamento para Trabalhadores Migrantes Este folheto explica as regras que se aplicam ao Benefício de

Leia mais

AGÊNCIA LISBOA LIGA DE BASQUETEBOL MASCULINO SERIE A1 2ªFASE

AGÊNCIA LISBOA LIGA DE BASQUETEBOL MASCULINO SERIE A1 2ªFASE LIGA DE BASQUETEBOL MASCULINO SERIE A1 2ªFASE 1ª Jornada 6ª Jornada FIDELIDADE A 61 x 51 SIMECQ SIMECQ 26 x 44 DOMUS REHABITA 35 x 46 BANCO PORTUGAL BANCO PORTUGAL 40 x 46 CPT LUZ E VIDA 0 x 20 CLUBE TAP

Leia mais

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente 1 Proposta de Adesão Particulares Cartão de Crédito Miles & More Gold da Caixa (para residentes no estrangeiro) Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Leia mais

Portugal Leaping forward

Portugal Leaping forward Portugal Leaping forward Dr. Pedro Reis Presidente da AICEP Lisboa, 16 de Março 2012 Enquadramento internacional Fonte: EIU (Fev 2012) Nota: PIB a preços de mercado Variação (%) Enquadramento internacional

Leia mais

16 e 17 Novembro 2011

16 e 17 Novembro 2011 CONGRESSO ANUAL DA RELAÇÃO COM O CLIENTE SANA MALHOA HOTEL - LISBOA 16 e 17 Novembro 2011 ORGANIZAÇÃO: Call Center Magazine online Os números de 2010 confirmam que o Global Contact Center é o encontro

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação Banco BPI, Sociedade

Leia mais

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014 Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã 26 de novembro de 2014 1. Empresas Alemãs em Portugal 2. Investimento Direto Alemão em Portugal 3. Exportação / Importação 1. Empresas Alemãs em Portugal Perspetiva

Leia mais

Estimado(a) O MEU MONTEPIO. 31 abr 13

Estimado(a) O MEU MONTEPIO. 31 abr 13 31 abr 13 O MEU MONTEPIO e-newsletter Estimado(a) Associado(a) e Cliente, É com satisfação que partilhamos, nesta edição, os resultados apurados pelo Estudo ECSI Portugal, reveladores de que os associados

Leia mais

Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação

Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação 1.º Semestre de Índice Preâmbulo 3 Análise estatística 4 Anexos 14 2 Preâmbulo O presente relatório tem por objecto as solicitações recebidas no

Leia mais

Planos de Preços. Planos de Preços para Chamadas na Rede Fixa. Plano Fixo 24

Planos de Preços. Planos de Preços para Chamadas na Rede Fixa. Plano Fixo 24 Planos de Preços Preços incluem IVA a 23% Planos de Preços para Chamadas na Rede Fixa Plano Fixo 24 Chamadas grátis para a Rede Fixa, se ainda não tem um pacote com chamadas ilimitadas Mensalidade 4 Chamadas

Leia mais

E R A S M U S + ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Apresentação

E R A S M U S + ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Apresentação ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Apresentação ERASMUS+ - Ensino Superior O Erasmus+ é o novo programa da UE dedicado à educação, formação, juventude e desporto. O programa tem início

Leia mais

Vodafone Negócios. Red é todas as coisas boas para o seu negócio. Sem preocupações, sem limites.

Vodafone Negócios. Red é todas as coisas boas para o seu negócio. Sem preocupações, sem limites. Vodafone Negócios Red é todas as coisas boas para o seu negócio Sem preocupações, sem limites. Vodafone Red Pro Chamadas e SMS para todas as redes Número fixo no telemóvel com funcionalidades One Net

Leia mais

CLAS CCD Pts J V D PM PS DIF

CLAS CCD Pts J V D PM PS DIF GRUPO A N.º 1 - CNN/LUSITÂNIA SEGUROS 1º CNN/LUSITÂNIA SEGUROS 12 4 4 0 257 155 102 N.º 2 - ASS. JUV. 7ª VAGA 2º BANCO BPI 9 4 3 1 216 140 76 N.º 3 - BANCO BPI 3º BOBADELENSE 6 5 2 3 199 268-69 N.º 4 -

Leia mais

Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização)

Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização) Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização) Ace Europe Group Limited Sucursal em Portugal Departamento de gestão de reclamações e qualidade de negócio Quinta da Fonte

Leia mais

Curriculum Vitae. Intensive Training for Young European Entrepreneurs Hogeschool West-Vlaanderen Kortrijk - Bélgica

Curriculum Vitae. Intensive Training for Young European Entrepreneurs Hogeschool West-Vlaanderen Kortrijk - Bélgica Identificação Alfredo Manuel Santos de Oliveira Simões Av. das Laranjeiras, 14-5º Esq. Quinta Grande 2610-098 ALFRAGIDE PORTUGAL Telemóvel: +351-96-309 17 04 Internet e-mail: Página Internet: alfredo.simoes@mail.telepac.pt

Leia mais

A atratividade dos territórios e a dinâmica imobiliária: Evolução e perspetivas para o Alto Minho Ricardo Guimarães

A atratividade dos territórios e a dinâmica imobiliária: Evolução e perspetivas para o Alto Minho Ricardo Guimarães A atratividade dos territórios e a dinâmica imobiliária: Evolução e perspetivas para o Alto Minho Ricardo Guimarães Ricardo Guimarães, rguimaraes@confidencialimobiliario.com www.confidencialimobiliario.com

Leia mais

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Uma Rede de apoio à competitividade das empresas 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Quem somos Quem somos? Onde estamos? Criada pela Comissão Europeia no âmbito do Programa Quadro para a Competitividade

Leia mais

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente. Nome Completo B.I./ Cartão Cidadão Nº Contribuinte Código Repartição Finanças Morada de residência

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente. Nome Completo B.I./ Cartão Cidadão Nº Contribuinte Código Repartição Finanças Morada de residência 1 Proposta de Adesão de Crédito - Particulares Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ Identificação do titular Nome Completo B.I./ Cidadão Nº Contribuinte

Leia mais

ANEXO AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013

ANEXO AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 ANEXO AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 EMPRESA: UNISEGUROS- CORRETORES DE SEGUROS, LDA SEDE: Rua de Castilho nº 65 2º Dto. Sala 10 Lisboa, Concelho de Lisboa Nº CONTRIBUINTE

Leia mais

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET. Serviço de Acesso à Internet 2.º Trimestre de 2015 Versão / 25-8-2015

INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET. Serviço de Acesso à Internet 2.º Trimestre de 2015 Versão / 25-8-2015 INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA DO SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET 2.º TRIMESTRE DE 2015 Serviço de Acesso à Internet 2.º Trimestre de 2015 Versão / 25-8-2015 Índice SUMÁRIO... 4 1. Número de prestadores habilitados...

Leia mais

ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS. Departamento da Qualidade na Saúde

ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS. Departamento da Qualidade na Saúde ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS Departamento da Qualidade na Saúde Maio 2015 Ficha Técnica Relatório elaborado pelo Departamento da Qualidade na Saúde Ano: 2015 Condução

Leia mais

Provedores dos clientes

Provedores dos clientes Provedores dos clientes Ace European Group Limited ACP Mobilidade - Sociedade de Seguros de Assistência, S.A. ADA, Ayuda del Automovilista, S.A. de Seguros y Reaseguros Dra. Ada Pereira Nunes dos Santos

Leia mais

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de:

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de: EVENTOS DE SURF 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 7 1. Caracterização da amostra 8 2. Satisfação 15 4. Regressar e recomendar 20 3 Metodologia 23 Contextualização do Projecto

Leia mais

NOS Empresas 4Pro Satélite Detalhe das condiçoes do pacote 4Pro Satélite

NOS Empresas 4Pro Satélite Detalhe das condiçoes do pacote 4Pro Satélite NOS Empresas 4Pro Satélite Detalhe das condiçoes do pacote 4Pro Satélite Telemóvel Comunicações incluidas no pacote: Cada cartão tem 4.000 minutos ou SMS para redes fixas e móveis nacionais. : Depois de

Leia mais

NOS Empresas 4Pro Fibra Detalhe das condiçoes do pacote 4Pro Fibra

NOS Empresas 4Pro Fibra Detalhe das condiçoes do pacote 4Pro Fibra NOS Empresas 4Pro Fibra Detalhe das condiçoes do pacote 4Pro Fibra Telemóvel Comunicações incluidas no pacote: Cada cartão tem 4.000 minutos ou SMS para redes fixas e móveis nacionais. : Depois de atingir

Leia mais

Promotores da Iniciativa. Marca Registada

Promotores da Iniciativa. Marca Registada Promotores da Iniciativa Marca Registada 2 Índice Introdução 4 Metodologia 6 Resultados da Empresa 10 Benchmarking 19 Caracterização do Entrevistado Comentários dos Entrevistados Anexos 23 25 27 3 Introdução

Leia mais

Atividade Seguradora - Prémios de Seguro Direto 2014

Atividade Seguradora - Prémios de Seguro Direto 2014 Atividade Seguradora - Prémios de Seguro Direto 2014 (atualizado em 15 de janeiro de 2015) No ano de 2014, o volume da produção de seguro direto em Portugal foi de 14,3 mil milhões de euros, refletindo

Leia mais

Luis Magalhães Presidente da UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP Portugal

Luis Magalhães Presidente da UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP Portugal Computadores e Internet nas Escolas em Portugal IV Encontro sobre os Objectivos do Milénio da ONU e as TIC, dedicado às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), Inovação e Conhecimento FIL, Parque

Leia mais

MAIS PROTEÇÃO PARA O SEU NEGÓCIO. CÁ DENTRO E LÁ FORA.

MAIS PROTEÇÃO PARA O SEU NEGÓCIO. CÁ DENTRO E LÁ FORA. MAIS PROTEÇÃO PARA O SEU NEGÓCIO. CÁ DENTRO E LÁ FORA. www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Porquê a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida COSEC em resumo

Leia mais

CARROS A GASÓLEO JÁ REPRESENTAM MAIS DE 60% DO MERCADO PORTUGUÊS

CARROS A GASÓLEO JÁ REPRESENTAM MAIS DE 60% DO MERCADO PORTUGUÊS News Release DATA: 30 de Janeiro CARROS A GASÓLEO JÁ REPRESENTAM MAIS DE 60% DO MERCADO PORTUGUÊS As vendas dos carros novos a gasóleo na Europa continuam a aumentar à medida que os consumidores trocam

Leia mais

A solução. para os seus problemas. na Europa. ec.europa.eu/solvit

A solução. para os seus problemas. na Europa. ec.europa.eu/solvit A solução para os seus problemas na Europa ec.europa.eu/solvit CONHEÇA OS SEUS DIREITOS Viver, trabalhar ou viajar em qualquer país da UE é um direito fundamental dos cidadãos europeus. As empresas também

Leia mais

Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização)

Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização) Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização) Ace Europe Group Limited Sucursal em Portugal Departamento de e Qualidade de Negócio Quinta da Fonte Edf. D. Manuel I Piso

Leia mais

Vital Moreira. Coimbra, 5 de Abril de 2001

Vital Moreira. Coimbra, 5 de Abril de 2001 A regulação do gás natural Vital Moreira Coimbra, 5 de Abril de 2001 A directiva comunitária do gás natural Directiva 98/30/CE, de 22-07-1998 Regras comuns para o mercado do gás natural Objectivos: - implementar

Leia mais

Análise de Resultados do Estudo sobre o Estado de Arte das Práticas de Sustentabilidade em Portugal

Análise de Resultados do Estudo sobre o Estado de Arte das Práticas de Sustentabilidade em Portugal Análise de Resultados do Estudo sobre o Estado de Arte das Práticas de Sustentabilidade em Portugal Release 2007 presentation by: to: on: Name of Person Location/company Insert date Índice Introdução...1

Leia mais

CENTRO EUROPEU DO CONSUMIDOR - PORTUGAL EUROPEAN CONSUMER CENTRE

CENTRO EUROPEU DO CONSUMIDOR - PORTUGAL EUROPEAN CONSUMER CENTRE ECC-Net: Travel App Uma nova aplicação para telemóveis destinada aos consumidores europeus que se deslocam ao estrangeiro. Um projeto conjunto da Rede de Centros Europeus do Consumidor Nome da app: ECC-Net:

Leia mais

SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA

SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 1.º TRIMESTRE DE 2014 Índice SUMÁRIO... 4 1. Taxa de penetração do serviço móvel... 6 2. Estações móveis / equipamentos de utilizador ativos... 7 3. Distribuição

Leia mais

Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Setembro de 2013

Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Setembro de 2013 1 Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Setembro de 213 Índice 2 11 Metodologia 3 2 Análise Síntese 6 3 Análise Descritiva Global 12 1. Caracterização

Leia mais

SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA

SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA SERVIÇOS MÓVEIS INFORMAÇÃO ESTATÍSTICA 4.º TRIMESTRE DE 2013 Índice SUMÁRIO... 5 1. Taxa de penetração do serviço móvel... 7 2. Estações móveis / equipamentos de utilizador ativos... 8 3. Distribuição

Leia mais

Retrato de Portugal alguns indicadores

Retrato de Portugal alguns indicadores Retrato de Portugal alguns indicadores Apresentação de Joel Felizes Resumo O Índice de Desenvolvimento Humano e o PIB A posição de Portugal vista em diversas dimensões Comparação a nível mundial e da UE

Leia mais

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Enquadramento Enquadramento A importância da Internacionalização na vertente das exportações

Leia mais

IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de Título de Viagem da RAEM

IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de Título de Viagem da RAEM IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de (países ordenados por continente) Ásia Brunei 14 dias --- Camboja 30 dias c) --- Coreia do Sul 90 dias --- Filipinas 14 dias --- Indonésia

Leia mais

5 E 6 DE JUNHO LAGOAS PARK HOTEL OEIRAS

5 E 6 DE JUNHO LAGOAS PARK HOTEL OEIRAS 11.ª Edição ESTRATÉGIAS INOVADORAS ao nível da tecnologia para o sector bancário 5 E 6 DE JUNHO LAGOAS PARK HOTEL OEIRAS CARTÕES MEIOS DE PAGAMENTO IDENTIFICAÇÃO MOBILIDADE E-COMMERCE E-TRANSACTIONS FIDELIZAÇÃO

Leia mais

BMW Motorrad Mobile Care. A Garantia de Mobilidade BMW Motorrad em toda a Europa.

BMW Motorrad Mobile Care. A Garantia de Mobilidade BMW Motorrad em toda a Europa. BMW Motorrad Após-Venda Serviços Móveis BMW Motorrad Após-Venda Pelo prazer de conduzir Serviços Móveis BMW Motorrad Mobile Care. BMW Motorrad Mobile Care. A Garantia de Mobilidade BMW Motorrad em toda

Leia mais

Reformulação do Indicador 11 Gestão e Conservação da Floresta

Reformulação do Indicador 11 Gestão e Conservação da Floresta Reformulação do Indicador 11 Gestão e Conservação da Floresta Ação de Formação Eco XXI 2015 Agência Portuguesa do Ambiente Alfragide/Amadora 23 de Fevereiro de 2015 FLORESTA Conservação da natureza e da

Leia mais

2. Emissão de. Outros Titulares. seguintes. 1.º ano. Anos. cartão. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44

2. Emissão de. Outros Titulares. seguintes. 1.º ano. Anos. cartão. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44 11.1. Cartões de crédito Designação do Redes onde o é aceite 1.º Titular Outros Titulares de (5) (1) 5. Recuperação de valores em divida (6) Millennium bcp Business Silver 28,85 19,23 26,44 Millennium

Leia mais

A formação da União Europeia

A formação da União Europeia A formação da União Europeia A EUROPA DOS 28 Como tudo começou? 1926: 1º congresso da União Pan- Europeia em Viena (Áustria) 24 países aprovaram um manifesto para uma organização federativa na Europa O

Leia mais

Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Março de 2014

Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Março de 2014 1 Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Março de 2014 Índice 2 11 Metodologia 3 2 Análise Síntese 6 3 Análise Descritiva Global 10 1. Caracterização da

Leia mais

Aquele que conhece os outros é avisado. Aquele que se conhece a si próprio é sábio. Lao Tse

Aquele que conhece os outros é avisado. Aquele que se conhece a si próprio é sábio. Lao Tse Aquele que conhece os outros é avisado. Aquele que se conhece a si próprio é sábio. Lao Tse 2 Índice 1. Introdução e algumas considerações metodológicas... 4 2. Modelo de medida da satisfação dos utentes

Leia mais

Prestador de serviços Morada Telefone(s) Endereço de e-mail. Telefone: 16300. Fax: 808 30 10 30 Clientes residenciais: Informações gerais: 16800

Prestador de serviços Morada Telefone(s) Endereço de e-mail. Telefone: 16300. Fax: 808 30 10 30 Clientes residenciais: Informações gerais: 16800 Prestador de serviços Morada Telefone(s) Endereço de e-mail AR Telecom Acessos e Redes de Telecomunicações, S.A. CABOVISÃO Televisão por Cabo, S.A. Serviço de Apoio a Clientes Doca de Alcântara Norte Edifício

Leia mais

PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL 1) Se eu pretender realizar mobilidade apenas no 2º semestre do próximo ano académico, quando é que devo apresentar a candidatura? 2) Quando é que devo efectuar o

Leia mais

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME 15.06.2010 Institucional \ Breve Introdução A NEWVISION é uma empresa Portuguesa de base tecnológica, que tem como objectivo

Leia mais

Data: GEOGRAFIA TUTORIAL 5B. Aluno (a): Equipe de Geografia IMAGENS BASE. Fonte: IBGE, 2009.

Data: GEOGRAFIA TUTORIAL 5B. Aluno (a): Equipe de Geografia IMAGENS BASE. Fonte: IBGE, 2009. Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 5B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA IMAGENS BASE Fonte: IBGE, 2009. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/MAIO/2014-488 TEXTO BASE Os blocos

Leia mais

Porto, 6 de Maio de 2010

Porto, 6 de Maio de 2010 A Responsabilidade Social na Internacionalização Porto, 6 de Maio de 2010 Indíce 1. AICEP Modelo de Negócio e Objectivos 2. International Business Intelligence Unit 3. Empresas e Responsabilidade Social

Leia mais

TABELA DE VALORES DE BOLSAS NO EXTERIOR

TABELA DE VALORES DE BOLSAS NO EXTERIOR Revogada pela RN 020/06 Resolução Normativa RN-007/2006 Revoga a RN 001/05 TABELA DE VALORES DE BOLSAS NO EXTERIOR O Presidente do CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO - CNPq,

Leia mais

NÚMERO: 003/2010 DATA: 29/09/2010 ASSUNTO: PALAVRAS CHAVE: PARA: CONTACTOS:

NÚMERO: 003/2010 DATA: 29/09/2010 ASSUNTO: PALAVRAS CHAVE: PARA: CONTACTOS: NÚMERO: 003/2010 DATA: 29/09/2010 ASSUNTO: PALAVRAS CHAVE: PARA: CONTACTOS: Acesso a cuidados de saúde programados na União Europeia, Espaço Económico Europeu e Suiça. Procedimentos para a emissão do Documento

Leia mais

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Abel M. Mateus Presidente Autoridade da Concorrência Lisboa, de 22 Dezembro de 2006 A decisão Decisão de não oposição acompanhada da

Leia mais

A EUROPA FINANCEIRA. Lisboa, 30 Novembro 2011

A EUROPA FINANCEIRA. Lisboa, 30 Novembro 2011 A EUROPA FINANCEIRA Lisboa, 30 Novembro 2011 As economias avançadas confrontam-se com o esgotamento do modelo de crescimento baseado num endividamento e com efeitos sofríveis no potencial de crescimento

Leia mais

Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização)

Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização) Função autónoma responsável pela gestão de reclamações (Lista em atualização) Ace Europe Group Limited Sucursal em Portugal Departamento de e Qualidade de Negócio Quinta da Fonte Edf. D. Manuel I Piso

Leia mais

Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora

Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora Institucional Tokio Marine Seguradora Tokio Marine no Mundo Grupo Tokio Marine é o um dos líderes entre os grupos seguradores globais. Fundada em1879 Ativos:US$98bilhões

Leia mais

CHAVES DE FIM DE CURSO. Linha Pesada 441, 461 e 500 Linha à Prova de Explosão

CHAVES DE FIM DE CURSO. Linha Pesada 441, 461 e 500 Linha à Prova de Explosão CHAVES DE FIM DE CURSO Linha Pesada 441, 461 e 500 Linha à Prova de Explosão Índice Importância das Normas Técnicas página 3 Produtos Especiais página 4 Chaves de Emergência Linha 500 página 5 Chaves de

Leia mais