MANUAL DE PREENCHIMENTO DO RECADASTRAMENTO DO VITICULTOR VIA WEB 2010

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE PREENCHIMENTO DO RECADASTRAMENTO DO VITICULTOR VIA WEB 2010"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO - MAPA-DFA/RS SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DO RS EMBRAPA UVA E VINHO IBRAVIN MANUAL DE PREENCHIMENTO DO RECADASTRAMENTO DO VITICULTOR VIA WEB Loiva Maria Ribeiro de Mello Sonia Marliza da Silva BENTO GONÇALVES, 2010

2 MANUAL DE PREENCHIMENTO DO RECADASTRAMENTO DO VITICULTOR 2010 INFORMAÇÕES DE ORDEM GERAL OBJETIVO E COMPETÊNCIA LEGAL O Cadastro do Viticultor tem por objetivo obter informações específicas sobre identificação e descrição dos parreirais, variedades, situação dos vinhedos e destino das uvas produzidas com a finalidade de propor e implementar políticas de desenvolvimento para o setor. A competência legal do cadastramento é do Ministério da Agricultura e do Abastecimento conforme definido na Lei no 7678 e o Decreto no que o regulamenta. O Recadastramento Vitícola visa manter o cadastramento atualizado anualmente para monitorar a situação da vitivinicultura como subsídio estratégico para o Setor. LEVANTAMENTO DE DADOS CADASTRAIS Antes de iniciar o preenchimento dos formulários, informe ao produtor que os dados prestados devem estar corretos, detalhados por propriedade e que os mesmos serão utilizados em seu próprio benefício, através do controle efetivo da produção, e do uso na pesquisa vitivinícola. INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO Clique em Acesso ao cadastro vitícola e aparecerá o Login (Usuário e Senha). Você será responsável pelos dados declarados, portanto não repasse sua senha a ninguém. Ao aparecer a tela do Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul, você poderá localizar o produtor através do Número, em cinco dígitos ou pelo nome. Lembre-se que mesmo localizando o produtor pelo número você deve fazer a pesquisa pelo nome, pois um produtor pode ter mais de uma propriedade. Você deve fazer o recadastro de todas as propriedades, para que o produtor não sofra sanções. Ao selecionar o produtor, aparecerá uma listagem repetindo o número e o nome do proprietário, onde aparecerá a situação da propriedade em cada ano. As situações são as seguintes: Concluído, Recadastrado; Problemas, Declarar (não foi feito o recadastro) e Andamento (quando foi realizado parte do cadastro). Ao clicar em declarar, aparecerá uma nova tela na qual deverá ser fornecido o CPF do proprietário no caso de pessoa física, ou o CNPJ no caso de pessoa jurídica. Após a inclusão, clicar em verificar. Aparecerá a primeira tela para preenchimento dos dados cadastrais. Observação: No caso, de aparecer a situação Problemas, significa que antes de declarar, o problema deve ser corrigido. safra. Para isto basta clicar em ver problemas para saber qual o tipo de problema a ser corrigido.em seguida, fechar a

3 janela, clicar em corrigir, incluir CPF, e fazer a correção. Após o cadastro deve ser impresso e assinado em duas vias, sendo uma para o produtor e a outra deverá ser encaminhada à Embrapa. TELA 1 - DADOS DA PROPRIEDADE, DO PROPRIETÁRIO E DO DECLARANTE Inicie conferindo os dados gerais da propriedade que estão nesta tela. O nome do proprietário, CPF se for pessoa física e CNPJ se for pessoa jurídica, o número do Incra, telefone, o município (ao digitar a primeira letra, aparecerá uma lista escolha o município clicando em cima do nome correto), distrito (preencher, 1, 2º, 3º..., digitar o nome do distrito, a linha (para muitos municípios é travessão) e o número do lote rural. As informações acima referidas normalmente estão preenchidas, e devem ser conferidas e alteradas se houver incorreções. Em seguida aparecerá identificação do declarante (quem vai assinar o cadastro) e o nº do CPF do mesmo. Informe a área Total, a área explorada própria e se cultivada em parceria ou arrendada, informe nos respectivos locais, em hectares. Não esquecer de preencher o endereço correto. Para passar para a próxima tela clicar em salvar. TELA 2 - DESCRIÇÃO DOS PARREIRAIS, ABA VINHEDOS Confira os dados descritos neste item junto ao produtor ou declarante. Cuidado para não mudar dados sem justificativa. Diga ao produtor que alguns dados serão checados a campo e a não veracidade terá implicações junto ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento. O número do vinhedo, número de ordem, cultivar, porta enxerto, espaçamento, número de pés, área, idade, sistema de condução (Cond), tipos de muda (Mud), origem da muda (Org) situação do vinhedo (Sit) aparecerão preenchidos. Para os parreirais que constam na tela basta preencher os vinhedos, falhas e produção para cada ano. itens condições dos Para o item condições do vinhedo, solicite ao produtor que diga qual das condições abaixo descritas se refere a cada vinhedo. Ao clicar a seta no quadrinho azul, aparecerão as opções para escolha: 1 para boas condições gerais; 2 para plantas com fusariose; 3 para plantas virosadas; 4 para vinhedo em local inadequado como banhado, sem insolação; 5 para parreiral em declínio como redução crescente da produção; 6 para vinhedo com ataque de pérola-da-terra; 7 para vinhedos atacados com granizo; 8 para vinhedos que foram danificados pela geada; 9 para vinhedos sem condições de cultivo; 10 seca; Caso algum outro problema tenha ocorrido, descrever no item observações.

4 No item Falhas (%) Peça ao produtor que estime, em porcentagem, a quantidade de falhas para cada variedade no parreiral que está sendo descrito. Falhas é sinônimo de plantas faltando ou plantas mortas. No item Situação (Sit) Sempre que a situação for normal, ou seja, não há alteração no vinhedo, permanecerá o código 0 não havendo necessidade de preencher. Nas demais situações escolha o código que aparece, clicando sobre a seta que aparecerá no quadrinho azul. Na situação em que os vinhedos tenham sido parcialmente erradicados clique na alternativa que aparecerá o código 4, em seguida clique onde aparece uma canetinha e proceda as alterações. Neste caso, colocar em observações as razões da erradicação parcial. Nas situações erradicado e abandonado, também justificar. No caso de divisão de propriedade preencher os recadastros manualmente para que possamos conferir em campo antes de incluir na base de dados. Produção (Kg) Escreva quantos quilos de uva cada variedade do parreiral produziu em cada safra. Se por algum motivo, alguma variedade não produziu, preencha este espaço com a número zero (ex.: vinhedo em implantação). Produção total será totalizada pelo sistema. ATENÇÃO A - Para os vinhedos descritos, em que só haviam sido plantados porta-enxertos, clique em alterar e coloque no local onde está escrito porta-enxerto o nome da cultivar e complete os demais dados. Caso no local tenha sido enxertado mais uma cultivar, inclua nas linhas seguintes. B - Para parreirais novos clique em incluir vinhedo, e abrirá uma tela com os seguintes itens: Número do vinhedo - Identificar numericamente e em ordem crescente (1, 2, 3,...) o parreiral a ser descrito nas colunas seguintes, dando seqüência à numeração já existente. No caso de um vinhedo substituído usar o número do vinhedo já existente, onde o novo parreiral foi implantado. Número de ordem - Identificar numericamente e em ordem crescente (1, 2, 3,...) as variedades existentes no parreiral que está sendo descrito, seguindo a numeração já existente, quando tem mistura de cultivares em um mesmo setor normalmente a ordem é zero. Neste caso fazer a divisão da área total do setor, pela porcentagem de cada cultivar. Cultivar Ao digitar a primeira letra da cultivar aparecerá uma lista, clicar sobre o nome da cultivar correta. Espaçamento (m x m) - digitar a distância em metros inicialmente para o espaçamento x, que é a distância entre filas e após para o espaçamento y que é a distância entre plantas. Porta-Enxerto digitar a primeira letra do porta-enxerto, aparecerá uma listagem, clicar sobre o porta-enxerto desejado.

5 Número de pés (ud) digitar o número de plantas de cada variedade de uva que está sendo descrito. Área (m2) - Ao digitar o espaçamento e o nº de pés a área será totalizada pelo sistema. Tenha muito cuidado pois qualquer pequeno erro de digitação vai redundar em grandes erros na área (ex:2,5m x 2,00m)x 500 pés = 2500 m2. Idade (anos) - Anote a idade das plantas de cada variedade identificada, em anos, contados a partir do plantio da muda pronta ou das produtoras de pé-franco, ou do ano da enxertia do parreiral para plantas enxertadas no local, conforme for o caso. Se o vinhedo foi implantado no ano, coloque 1 ano de idade. Sistema de condução Selecione clicando na seta ao lado latada (aramado horizontal); espaldeira (aramado tipo cerca); lira (aramado tipo V); em Y. Tipo de Muda - Anote para cada variedade do parreiral em descrição o tipo de muda correspondente, usando o código: enxertada em campo; pé-franco; ou muda pronta. Origem do porta-enxerto - Registre para cada variedade descrita a origem do portaenxerto, usando o código correspondente: Cooperativa ou Indústria Vinícola; Viveirista; Produtores Rurais (de vinhedo próprio ou de vizinho); Embrapa; importado; sem enxerto. Condições do vinhedo - Solicite ao produtor a avaliação das condições do parreiral que está sendo descrito, usando a codificação abaixo: boas condições gerais; fusariose; virosadas; local inadequado como banhado, sem insolação; em declínio como redução crescente da produção; pérola-da-terra; granizo; geada; sem condições seca; Caso algum outro problema tenha ocorrido, descrever no item observações. Falhas (%) Peça ao produtor que estime, em porcentagem, a quantidade de falhas para cada variedade no parreiral que está sendo descrito. Falhas é sinônimo de plantas faltando ou plantas mortas.

6 Situação (Sit) : Coloque situação normal (0). Produção (Kg) Caso o vinhedo ainda não tenha produzido, preencha com Zero (0). No caso dos vinhedos terem sido georeferenciadas, anexar à cópia assinada que vai para a Embrapa, uma folha adicional com o mapa dos vinhedos, e o desenho manual com as medidas do vinhedo incluído, na localização e formato aproximados, com base nas informações do produtor. Imprima o Mapa clicando no quadradinho azul que aparece em ações, num determinado ano a palavra GEO Observe que no mapa tem a numeração equivalente aos dados dos parreirais que aparecem no item descrição dos vinhedos. Veja exemplo abaixo. Salvar TELA 3 VENDAS Aparecerá automaticamente na última coluna os totais de cada cultivar. Distribua a produção nas diversas modalidades, conforme informação obtida do produtor ou declarante. No caso de em alguma modalidade não ter sido destinada produção, digite 0 (zero). As finalidades são as seguintes: Vinificação Terceiros (cantinas) Uva vendida para uma cantina. Vinificação na própria indústria Uva produzida e processada pela indústria. Vinificação própria cantina rural - Uva produzida e processada pela cantina rural. Vinho para consumo Uva que o produtor fez vinho para o consumo da familia. Venda In natura mesa Uva vendida para ser consumida. Venda para doces Venda para industrias de doces, geléias, etc... Venda vinho caseiro Venda para uma pessoa física para elaboração de vinho caseiro.

7 Consumo próprio- Uva consumida na propriedade para consumo in natura, elaboração de doces e doações. Em seguida aparecerá o quadro dos vendedores. Preencher com o nome de cada um dos vendedores de uvas oriundas da propriedade em que está sendo feito o cadastro. Complemente com a Inscrição Estadual e o modo de exploração: proprietário, arrendatário, parceria, ou familiar compartilhada (produção de familiares). Após clicar no (+) para salvar a informação e aparecerá novo espaço para inclusão de mais vendedores. Na seqüência deverão ser preenchidos os dados referentes as empresas compradoras de uva produzida no ano em que o cadastro está sendo realizado. Inicie digitando uma letra ou o nome da empresa, aparecerá uma lista, clique sobre o nome correto da Empresa para completar a operação. Após clicar no (+) para salvar e aparecerá novo espaço para inclusão de mais Empresas. Caso tenha cometido algum erro e necessite excluir uma empresa, clique no (x) em vermelho. No caso de não haver venda para vinificação finalidades de 4 a 8, digitar o número do CPF do produtor e o nome do mesmo, caso contrário o sistema não aceita completar o cadastro. Salvar TELA 4 OBSERVAÇÕES Escreva neste local, qualquer informação importante, além das já citadas, como por exemplo, o produtor perdeu produção por muita chuva, não pulverizou,... Salvar TELE 5 CONFIRMAÇÃO Inicialmente clique em Imprimir comprovante do recadastro e verifique na tela se todos os dados estão corretamente preenchidos. Imprima uma cópia no papel e peça ao produtor/declarante para conferir detalhadamente todas as informações. Faça as devidas correções, imprima no papel em duas vias, solicite ao produtor que assine as duas cópias, coloque o carimbo da Instituição e assine no devido espaço Uma cópia entregue ao produtor e a outra encaminhe à Embrapa. Após ter realizado todas essas operações é necessário CONFIRMAR, para concluir o recadastro. Estas operações devem ser repetidas para cada ano em que for realizado o cadastro. IMPORTANTE: O PRODUTOR NÃO PRECISA APRESENTAR OS TALÕES DE VENDAS. AS INFORMAÇÕES SOBRE PRODUÇÃO E DESTINO DA PRODUÇÃO SÃO PRESTADAS PELO PRODUTOR. INSTRUA O PRODUTOR PARA FAZER EM CASA AS ANOTAÇÕES E LEVÁ-LAS CONSIGO PARA FAZER O RECADASTRO ANUAL.

8

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas 2013 Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas Cris Podologia 1 Conteúdo 1) Cadastro... 3 2) Agendamento... 8 3) Atualização e Complemento do Cadastro... 13 a) Perfil... 15 b) Endereço... 15 4) Recuperação

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Manual CeC Atualizado em 21/02/2013 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 1 Sumário 1.Objetivo...03 2.Suporte...03 3.Como instalar...03 4.Usando o PEP...09 2 1. Objetivo:

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO SECRETARIA DE FINANÇAS / DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS Olá Tomadores de Serviço, a Prefeitura Municipal

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

PASSOS PARA EFETIVAÇÃO DO CENSO ESCOLAR 2015

PASSOS PARA EFETIVAÇÃO DO CENSO ESCOLAR 2015 DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE TOCANTINOPOLIS SETOR REGIONAL DE INSPEÇÃO ESCOLAR E TECNOLOGIA CENSO ESCOLAR PASSOS PARA EFETIVAÇÃO DO CENSO ESCOLAR 2015 PARTE l INICIAL 1º passo: acessar o site oficial

Leia mais

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas:

As pessoas jurídicas deverão promover a solicitação de mais de um cadastramento. O qual deverá ser realizado em duas etapas: CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Atualizado em 16/01/2012 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação. Secretaria de Estado da Fazenda Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão Versão 0.

Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação. Secretaria de Estado da Fazenda Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão Versão 0. Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação Versão 0.1 SUMÁRIO 1. CATÁLOGO DE MATERIAIS E SERVIÇOS...3 1.1. CONSULTA AO CATÁLOGO POR DIGITAÇÃO...5 1.2. CONSULTA AO CATÁLOGO POR LISTAGEM...8 2. CATÁLOGO

Leia mais

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença.

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Tutorial Report Express Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Índice Apresentação Pág. 3 Passo 1 Pág. 4 Instalação do MasterDirect Integrações Passo 2 Pág. 8 Exportar clientes Linha Contábil

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO AMBIENTAL SIGAM MANUAL REQUERIMENTO ON LINE 2009 Fundação Instituto de Administração FIA Página Inicial Ao acessar a tela inicial, clique sobre a frase: Inicie o Requerimento

Leia mais

Manual do Sig@Livre BSM

Manual do Sig@Livre BSM Manual do Sig@Livre BSM Controle de Versão Versão Data Justificativa Responsável [1.0] 10.01.2012 Elaboração do documento Altamir Caetano Oliveira MDA - Ministério do Desenvolvimento Agrário Página 1 de

Leia mais

MANUAL DO SERIE ALIMENTAÇÃO

MANUAL DO SERIE ALIMENTAÇÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO SECRETÁRIO ADJUNTO DIRETORIA DE APOIO AO ESTUDANTE ASSESSORIA DE ANÁLISE E ESTATÍSTICA GERÊNCIA DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR 3 SUMÁRIO 1. ACESSO... 05 1.1 Alterar

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO DE SOLICITAÇÃO DE FORMULÁRIOS (SASF) USUÁRIOS MUNICIPAIS VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Conteúdo Elaboração do projeto... 3 1. Acesso ao Sistema... 4 2. Tipo de Certificado... 4 2.1. Navegador padrão para acessar

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO Certidão e Reimpressão de Documentos 1 / 17 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada...

Leia mais

MANUAL SISTEMA NFS-e

MANUAL SISTEMA NFS-e MANUAL SISTEMA NFS-e SUMARIO Tela Inicial NFe 03 Efetuar Login 1º Acesso Caso não possua Usuário e/ou Senha 03 Efetuar Login 1º Acesso Possuindo o Usuário e Senha 04 Primeira Tela 05 Menu de Opções 05

Leia mais

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011 Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/20 Sumário I - REQUISIÇÃO DE DIÁRIA / PAGAMENTO DE DIÁRIA... Solicitante (Servidor que irá realizar a viagem)... Aprovador

Leia mais

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015 1. Entrar no site do Colégio: www.riobranco.org.br a) Digitar o Login, que é o número da Matrícula do Aluno (Seta 1) Dica: O número da matrícula pode ser localizado na carteirinha, boletim do aluno, ou

Leia mais

Manual de Processos ISS Online. Novo Cadastro e Associar Contador a Empresa

Manual de Processos ISS Online. Novo Cadastro e Associar Contador a Empresa Manual de Processos ISS Online Novo Cadastro e Associar Contador a Empresa Versão 3.0 10/07/2012 Como acessar o formulário Cadastro de Contadores 1. http://www.novohamburgo.rs.gov.br 2. Empresa > Guias

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

MANUAL DE GABINETES SAJ/SG5

MANUAL DE GABINETES SAJ/SG5 MANUAL DE GABINETES SAJ/SG5 Seção de Implantação de Sistemas Divisão de Sistemas Judiciais de Segundo Grau Diretoria de Tecnologia da Informação DTI/TJSC suporte: saj2grau@tjsc.jus.br Índice: Página 1.

Leia mais

DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA

DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA Seleção de projetos culturais Orientações gerais para uso do sistema online MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE CAPTAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS ONLINE DO SESI-SP O SESI-SP na área

Leia mais

MÓDULO 3 Cadastros básicos

MÓDULO 3 Cadastros básicos MÓDULO 3 Cadastros básicos Agora que você já conhece o SCAWEB, demonstraremos como realizar os cadastros básicos do HÓRUS. Inicialmente, você precisará acessar o HÓRUS com o email e senha cadastrados no

Leia mais

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp 1 2 Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp Para acessar ao sistema DIGITE CPF E SENHA. Clique em ENVIAR para entrar. Depois

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

apresentação www.centroclinicogaucho.com.br

apresentação www.centroclinicogaucho.com.br apresentação Com o Agendamento Web, você conta com as mesmas facilidades do agendamento de consultas via telefone, porém com um processo on-line e ainda mais rápido. Basta acessar o site do Centro Clínico

Leia mais

Roteiro para Cadastramento no Módulo PC Online do SiGPC Data de atualização: 10/2/2012

Roteiro para Cadastramento no Módulo PC Online do SiGPC Data de atualização: 10/2/2012 Roteiro para Cadastramento no Módulo PC Online do SiGPC Data de atualização: 10/2/2012 Para começar, tenha em mãos o seguinte: A mensagem eletrônica ou ofício que você recebeu do FNDE contendo Usuário

Leia mais

2 PASSO: Depois de acessados um dos endereços acima, clique em Serviços Eletrônicos.

2 PASSO: Depois de acessados um dos endereços acima, clique em Serviços Eletrônicos. PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO TRANSMISSÃO POR ESCRITURA PÚBLICA 1 PASSO: Acesse o sistema ITCMD: 1) Clique no link ITCMD existente no Posto Fiscal Eletrônico, cujo endereço eletrônico é http://pfe.fazenda.sp.gov.br/

Leia mais

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance?

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance? Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO - Como oferto um lance? - Como imprimo 2ª via de boleto ao cliente? - Como realizo uma transferência de cota? - Onde consulto

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

Circular. Técnica. GestFrut_Pêssego: Sistema para Avaliações Econômico-financeiras da Produção de Pêssego. Apresentação Geral do Sistema.

Circular. Técnica. GestFrut_Pêssego: Sistema para Avaliações Econômico-financeiras da Produção de Pêssego. Apresentação Geral do Sistema. ISSN 1808-6810 104 Circular Técnica Bento Gonçalves, RS Novembro, 2014 Autores Joelsio José Lazzarotto Med. Vet., Dr., Pesquisador, Embrapa Uva e Vinho, Bento Gonçalves, RS, joelsio.lazzarotto@embrapa.br

Leia mais

Manual Portal da Empresa

Manual Portal da Empresa Manual Portal da Empresa 1. INTRODUÇÃO... 3 2. COMO ACESSAR O PORTAL DA EMPRESA... 4 3. COMO OBTER UM LOGIN DE ACESSO... 4 4. COMO RESGATAR SENHA... 5 5. COMO INFORMAR UMA ADMISSÃO... 5 6. COMO VISUALIZAR

Leia mais

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração 1) Faça o download do Medica Office através do nosso site www.medicaloffice.com.br opção do Download; 2) Após realizado o download do arquivo

Leia mais

Advogado - Procurador

Advogado - Procurador Advogado - Procurador Conteúdo 1 Cadastro do Advogado 1.1 Verificar requisitos para o Cadastro 1.2 Orientação ao Advogado sobre os Links de instalações 1.3 Preencher o Formulário de Cadastro 1.4 Visualizar

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV

Portal dos Convênios SICONV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Processo de Compra, Contrato,

Leia mais

ANEXO VIII MANUAL DE OPERAÇÃO DO ANEXO EM CD / PENDRIVE

ANEXO VIII MANUAL DE OPERAÇÃO DO ANEXO EM CD / PENDRIVE ANEXO VIII MANUAL DE OPERAÇÃO DO ANEXO EM CD / PENDRIVE 1 DOWNLOAD DOS ARQUIVOS RELATIVOS AO ANEXO I DO EDITAL 1.1 O programa para a formulação da proposta ESPROPOSTA.EXE, e o arquivo da proposta do edital

Leia mais

Manual para Envio de Petição Inicial

Manual para Envio de Petição Inicial Manual para Envio de Petição Inicial 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv) 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo)

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) SER - SECRETARIA DE ESTADO DA RECEITA - PARAIBA GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico Fiscais NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

Leia mais

2 PASSO: Depois de acessado um dos endereços acima, clicar em Serviços Eletrônicos.

2 PASSO: Depois de acessado um dos endereços acima, clicar em Serviços Eletrônicos. GUIA PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO TRANSMISSÃO POR DOAÇÃO 1 PASSO: Acesse o sistema ITCMD: 1) Clique no link ITCMD existente no Posto Fiscal Eletrônico, cujo endereço eletrônico é http://pfe.fazenda.sp.gov.br/

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

CSPUWEB - Cadastro de Sistemas. e Permissões de Usuários

CSPUWEB - Cadastro de Sistemas. e Permissões de Usuários CSPUWEB - Cadastro de Sistemas e Permissões de Usuários - Manual do Usuário - Novembro/2009 Versão 2.0 21 de novembro de 2009 [CSPUWEB MANUAL DO USUÁRIO] SUMÁRIO Capitulo 1 Cadastro de Sistemas e Permissões

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. Manual do Usuário

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. Manual do Usuário MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Manual do Usuário SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 3 INTRODUÇÃO 4 ACESSO AO SISTEMA 5 CADASTRO 6 1 Identificação da ICT 6 2 Política

Leia mais

SISTEMA MEDLINK E-TISS PASSO-A-PASSO (USE JUNTO COM A VÍDEO AULA)

SISTEMA MEDLINK E-TISS PASSO-A-PASSO (USE JUNTO COM A VÍDEO AULA) 1 / 16 SISTEMA MEDLINK E-TISS PASSO-A-PASSO (USE JUNTO COM A VÍDEO AULA) Este guia passo-a-passo tem o objetivo de facilitar o entendimento: - da ordem de execução dos processos. - dos conceitos do sistema.

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa AMG Manual de Operação Conteúdo 1. Sumário 3 2. Programa

Leia mais

VERSÃO ORIGINAL VERSÃO BRASIL. 1. Inscrição e acesso ao Ciclo de Melhoramento Contínuo

VERSÃO ORIGINAL VERSÃO BRASIL. 1. Inscrição e acesso ao Ciclo de Melhoramento Contínuo VERSÃO ORIGINAL 2008 VERSÃO BRASIL 2009 Guia do usuário. Inscrição e acesso ao Ciclo de Melhoramento Contínuo Introdução A melhora da qualidade dos procesos, dentro de cada instituição, começa com a elaboração

Leia mais

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15 MANUAL Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE Versão 2.2.15 Sumário 1. Inicializando no sistema... 4 2. Perfil de Emissores do Sistema... 4 3. Analisando os certificados emitidos... 5 3.1. Certificados

Leia mais

Edital_03_2015_SR11 (RS): Dúvidas sobre Inscrição

Edital_03_2015_SR11 (RS): Dúvidas sobre Inscrição Edital_03_2015_SR11 (RS): Dúvidas sobre Inscrição Última atualização: 15/10/2015 P: Meu nome não está nas Listas de Grupos. Posso me inscrever? Mas você deve atentar para as condições para aprovação, descritas

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Instrução Operacional nº 27 SENARC/MDS Brasília, 22 janeiro de 2009. Divulga aos municípios orientações sobre a utilização do Sistema de Atendimento e Solicitação de Formulários (Sasf) 1 APRESENTAÇÃO O

Leia mais

MANUAL DE USUÁRIO - PRESTADORES

MANUAL DE USUÁRIO - PRESTADORES MANUAL DE USUÁRIO - PRESTADORES ÍNDICE Conteúdo ACESSO AO SISTEMA WEB... 2 AUTORIZAÇÃO PARA CONSULTA MÉDICA... 5 AUTORIZAÇÃO PARA EXAMES E PROCEDIMENTOS... 10 PROCEDIMENTOS COM TAXAS, MATERIAIS OU MEDICAMENTOS...

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

SUBCONVENIAMENTO. Perfil Convenente/Subconveniado

SUBCONVENIAMENTO. Perfil Convenente/Subconveniado MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV SUBCONVENIAMENTO Perfil Convenente/Subconveniado

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED EMPRÉSTIMO PESSOAL COM GARANTIA DE CHEQUE I - Site Portocred

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED EMPRÉSTIMO PESSOAL COM GARANTIA DE CHEQUE I - Site Portocred I - Site Portocred Para acessar o site Portocred, devemos entrar no link: extranet.portocred.com.br/cp e após clicar na opção Crédito Pessoal Perto Check. *Lançar o usuário e a senha que serão informadas

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Manual para Utilização do Arquivo de Controle de Estoque

Manual para Utilização do Arquivo de Controle de Estoque Associação Antiga Fazenda da Conceição Viveiro Agroflorestal Manual para Utilização do Arquivo de Controle de Estoque Jéssica Dias Lorena SP Fevereiro de 2016 1. Aspectos Gerais A planilha desenvolvida

Leia mais

Manual SIGEESCOLA Matrícula - 2009

Manual SIGEESCOLA Matrícula - 2009 Manual SIGEESCOLA Matrícula - 2009 GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO BÁSICA COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DA ESCOLA PASSO A PASSO DA UTILIZAÇÃO DO SIGE ESCOLA 2009 1. PARA ACESSAR O

Leia mais

Para utilizar os recursos do Filiados online é necessário se identificar para isso entre com o login e a senha do seu sindicato nesta página.

Para utilizar os recursos do Filiados online é necessário se identificar para isso entre com o login e a senha do seu sindicato nesta página. Para utilizar os recursos do Filiados online é necessário se identificar para isso entre com o login e a senha do seu sindicato nesta página. Esta é a página Inicial do sistema nela estarão expostas notícias

Leia mais

O sistema CNEs/MJ é composto pelo CNEs/Web e CNEs/ Prestação de contas.

O sistema CNEs/MJ é composto pelo CNEs/Web e CNEs/ Prestação de contas. Material de apoio Material de apoio Informações Gerais O sistema CNEs/MJ é composto pelo CNEs/Web e CNEs/ Prestação de contas. O acesso ao CNEs/Web é realizado pelo site do CNES no endereço: www.mj.gov.br/cnes

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 2.4.1 Manual do Usuário

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 2.4.1 Manual do Usuário Missão: Participar das ações de vigilância em saúde, realizando análises laboratoriais com qualidade, coordenando a Rede Estadual de Laboratórios e gerando informações para a melhoria da Saúde Pública.

Leia mais

CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA

CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA CADASTRO DE OBRAS E PROJETOS DE ENGENHARIA SET 2014 2 INTRODUÇÃO Este manual objetiva orientar os servidores no processo do cadastro de projetos no Sistema Channel para viabilizar o acompanhamento físico-financeiro

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE EMISSÃO DE PARECER TÉCNICO

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE EMISSÃO DE PARECER TÉCNICO MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE EMISSÃO DE PARECER TÉCNICO CADASTRO NO SISTEMA 1 INÍCIO Para dar início ao cadastro de solicitação, digite o número do CNPJ da

Leia mais

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes

CeC. Cadastro Eletrônico de Contribuintes CeC Cadastro Eletrônico de Contribuintes Versão 1.0 Usuário Externo Março/2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos... 3 3. Solicitação de CeC... 4 3.1. Cadastro de pessoas físicas... 5 3.1.1. Cadastro

Leia mais

Ordem de Serviços. Abaixo será informado o procedimento passo a passo para emissão da ordem de serviço no CIAF.

Ordem de Serviços. Abaixo será informado o procedimento passo a passo para emissão da ordem de serviço no CIAF. Ordem de Serviços. Abaixo será informado o procedimento passo a passo para emissão da ordem de serviço no CIAF. 1 -Abertura da Ordem de Serviços: 1.1 Entre em Serviços + Ordem de Serviço + Abertura de

Leia mais

2 Não possuo o e-mail institucional. Como devo proceder? Resposta: Dirija-se ao RH do câmpus e solicite a criação do seu e-mail institucional.

2 Não possuo o e-mail institucional. Como devo proceder? Resposta: Dirija-se ao RH do câmpus e solicite a criação do seu e-mail institucional. SUMÁRIO 1 Como obter o login e a senha para acesso ao Portal do Professor?... 3 2 Não possuo o e-mail institucional. Como devo proceder?... 3 3 Como acessar o Portal do Professor?... 3 4 Como proceder

Leia mais

PRODAV 05/2014 Passo a passo para inscrição do projeto

PRODAV 05/2014 Passo a passo para inscrição do projeto PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 05/2014 Para se inscrever na CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 05/2014, clique em http://ancine.brde.com.br/ancine/login.asp ou através do

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento)

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Cadastro das Instituições e Comissões de Ética no Uso de Animais CIUCA Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Versão 1.01 (Módulo I Cadastro)

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

Manual do Usuário. Consultor. Versão 2.3

Manual do Usuário. Consultor. Versão 2.3 Manual do Usuário Consultor Versão 2.3 1 Essa é a tela de login do Sistema de Atendimento Online, clique aqui para acessar o site e siga o passo-apasso abaixo. Se esse é o seu primeiro acesso, clique em

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

MANUAL ITCMD - INVENTÁRIO

MANUAL ITCMD - INVENTÁRIO MANUAL ITCMD - INVENTÁRIO ACESSO AO SISTEMA ITCMD 2 CRIAÇÃO E PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO 2 1º PASSO: ESCOLHA DO TIPO DE DECLARAÇÃO 2 2º PASSO: AJUDA INICIAL 2 3º PASSO: CADASTRAMENTO DE SENHA 3 4º PASSO:

Leia mais

Manual Operacional Agenda Regulada. Unidades Solicitantes

Manual Operacional Agenda Regulada. Unidades Solicitantes Manual Operacional Agenda Regulada Unidades Solicitantes Prefeito: Gilberto Kassab Secretária: Maria Aparecida Orsini de Carvalho Secretário Adjunto: Ailton Ribeiro de Lima Assessor de TI: Cláudio Giulliano

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED I - Site Portocred Para acessar o site Portocred, devemos entrar no link: extranet.portocred.com.br/cp e após clicar na opção Credito Pessoal Perto Check. *Lançar o usuário e a senha que serão informadas

Leia mais

Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância

Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância Página1 Apresentação Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância Olá Participante do Curso A Escola no Combate ao Trabalho Infantil (ECTI), Este tutorial pretende

Leia mais

PRODAV 03/2015 Passo a passo para inscrição do projeto

PRODAV 03/2015 Passo a passo para inscrição do projeto PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2015 Para acessar o Sistema de Inscrição da CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2015, clique em http://ancine.brde.com.br/ancine/login.asp

Leia mais

Nota Legal Rondoniense

Nota Legal Rondoniense Nota Legal Rondoniense Manual do Consumidor Versão 1.0 01/12/2011 Nota Legal Rondoniense Manual do Consumidor Versão 1.0 1 Índice Analítico 1. Considerações Gerais... 3 1.1. Definição... 3 1.2. Documentos

Leia mais

CEFET-ES NASA - Núcleo de Atendimento do Sistema Acadêmico

CEFET-ES NASA - Núcleo de Atendimento do Sistema Acadêmico CEFET-ES NASA - Núcleo de Atendimento do Sistema Acadêmico Março 2008 Para acessar o sistema entre no site do Cefetes na barra de endereços do seu navegador na internet (http://www.cefetes.br). Feito isso,

Leia mais

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO

SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO SLEA SISTEMA DE LICENCIAMENTO ELETRÔNICO DE ATIVIDADES DA PREFEITURA DE SÃO PAULO Manual passo-a-passo para obtenção do Auto de Licença de Funcionamento/ Auto de Licença de Funcionamento Condicionado Eletrônico

Leia mais

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13 Manual do Usuário Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural dezembro de 13 Este documento foi produzido por Praça dos Açorianos, s/n CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (51) 3210-3100

Leia mais

Gestão de Formação CURSOS/EVENTOS

Gestão de Formação CURSOS/EVENTOS Gestão de Formação CURSOS/EVENTOS Página 1 de 21 SUMÁRIO Sumário... 2 Acesso ao GFO / Cursos & Eventos... 6 Página 2 de 21 PRÉ-CONDIÇÕES PARA REALIZAR A INSCRIÇÃO DE CANDIDATO A DIRETOR: O processo de

Leia mais

Sistema Eletrônico de Informações - Notificação de ato de concentração ordinário 1

Sistema Eletrônico de Informações - Notificação de ato de concentração ordinário 1 Sistema Eletrônico de Informações - Notificação de ato de concentração ordinário 1 Sistema Eletrônico de Informações Guia para notificação de atos de concentração 2 Notificação Eletrônica de Ato de Concentração

Leia mais

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/ 1) Acesso ao sistema NFS-e na WEB A comunidade terá acesso ao NFS-e através do Site da Prefeitura Municipal de Mantena. Para acessar o sistema da NFS-e, o contribuinte deverá acessar o site: https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1 NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS Versão 2.1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LAYOUT DO ARQUIVO... 4 3. TRANSMITINDO O ARQUIVO... 5 4. CONSULTANDO

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA 2.1. Acessando. Sumário

1. APRESENTAÇÃO. 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA 2.1. Acessando. Sumário 1 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA... 2 2.1. ACESSANDO... 2 2.2. UTILIZANDO... 5 2.2.1 EMPRESA... 6 2.2.2 FINANCEIRO E CONTÁBIL... 7 2.2.3 AMBIENTAL... 8 2.2.4 SOCIAL...

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

Relatórios. Manual. Pergamum

Relatórios. Manual. Pergamum Relatórios Manual Pergamum Manual PER-MAN-005 Estatísticas Circulação de Materiais - Geral Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1-4 1.1 PESQUISANDO ESTATÍSITICAS E RELATÓRIOS... 1-10 1.2 UTILIZANDO O MÓDULO RELATÓRIOS...

Leia mais

Manual de Orientação de Cadastramento On-Line. Sistema Segundo Tempo - Convênios. Cadastro de Núcleo

Manual de Orientação de Cadastramento On-Line. Sistema Segundo Tempo - Convênios. Cadastro de Núcleo Manual de Orientação de Cadastramento On-Line Sistema Segundo Tempo - Convênios Cadastro de Núcleo O Cadastro de Núcleo só poderá ser efetuado mediante a senha de Coordenador-Geral. Acesso ao Sistema:

Leia mais

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS Este manual não tem a pretensão de esgotar as dúvidas acerca dos procedimentos de compras de materiais e/ou serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS DISPENSA / INEXIGIBILIDADE MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento Sistema Tributário On-line Recadastramento Introdução O PROGAM Programa de Governança Municipal desenvolveu o Sistema Tributário on-line com objetivo de aperfeiçoar a administração tributária no tocante

Leia mais

Olá! Sejam bem vindos ao curso Como preencher o FADA no Portal do Servidor

Olá! Sejam bem vindos ao curso Como preencher o FADA no Portal do Servidor DECRETO 3133-R DE 19 DE OUTUBRO DE 2012 Olá! Sejam bem vindos ao curso Como preencher o FADA no Portal do Servidor O preenchimento do FADA no Portal do Servidor está estruturado da seguinte forma: 1º Passo

Leia mais

Primeiro Passo. Na sequência, surgirá a tela de Login, onde você poderá realizar uma das seguintes tarefas:

Primeiro Passo. Na sequência, surgirá a tela de Login, onde você poderá realizar uma das seguintes tarefas: Primeiro Passo Tenha em mãos seu CPF, Documento de Identidade (RG) e conta de e-mail válida! Sem essa documentação não é possível realizar sua inscrição no Processo de Ingresso. De posse desses dados,

Leia mais

Pesquisa Nacional sobre Programas Municipais de Transferência de Renda Outubro 2011 Brasília - DF

Pesquisa Nacional sobre Programas Municipais de Transferência de Renda Outubro 2011 Brasília - DF Guia de Navegação Simplificado Pesquisa Nacional sobre Programas Municipais de Transferência de Renda Outubro 2011 Brasília - DF APRESENTAÇÃO Caro participante, Bem-vindo ao Guia de Navegação Simplificado.

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 1.0.7 Manual do Usuário

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 1.0.7 Manual do Usuário Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS DATASUS Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Versão 1.0.7 Página 1 de 70 Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Usuário

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Fundiário

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Fundiário Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Fundiário Preparando o desenho para o Módulo Fundiário _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar

Leia mais