Coordenadora do NPA: Profª. Ms. Elquissana Quirino dos Santos. Diretora Pedagógica: Profª Ms. Stefane Barbosa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Coordenadora do NPA: Profª. Ms. Elquissana Quirino dos Santos. Diretora Pedagógica: Profª Ms. Stefane Barbosa"

Transcrição

1 PROJETO DE EXTENSÃO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO Coordenadora do NPA: Profª. Ms. Elquissana Quirino dos Santos Diretora Pedagógica: Profª Ms. Stefane Barbosa 1

2 2011/1 Santos, E Q ; Barbosa, S. - Núcleo de Apoio Psicopedagógico - NAP RESUMO O NAP será um serviço voltado ao atendimento ao aluno do ensino fundamental, ensino médio, de graduação e pós-graduação, ao corpo docente, bem como a todos os colaboradores da instituição, no que diz respeito ao seu desenvolvimento social, pessoal, emocional e, sobretudo, no seu processo de aprendizagem na construção do saber científico. O Núcleo de Apoio Psicopedagógico é um espaço e escuta e avaliação global dos discentes e docentes, onde se fará os encaminhamentos, quando necessários, para psicoterapia, pois nem todos os casos são possíveis de serem considerados ou tratados na proposta psicopedagógica e é muito comum haver casos em que se tenha necessidade de uma intervenção individualizada e terapêutica. Por fim, o objetivo primordial do Núcleo de Apoio Psicopedagógico é atender o acadêmico, os professores e colaboradores nos níveis psicológicos, afetivos e também nos aspectos cognitivos, visando melhor qualidade do profissional a ser formado pela Instituição. 2

3 JUSTIFICATIVA O estudante ao ingressar no Ensino Superior, passa por um processo de várias mudanças, sofrendo cobranças da família, da faculdade, do trabalho, do grupo social e de si mesmo. Tais cobranças influenciam nas decisões relacionadas à carreira, assim como nas relações tanto interpessoais quanto intrapsíquicas. Muitos ainda adolescentes em processo de construção de sua identidade de adultos, outros afastados por muitos anos das atividades acadêmicas, necessitam de apoio e orientação para lidar com essa nova realidade, sendo que, o processo educativo provoca no educando além da construção do conhecimento técnico, a necessidade de considerar os componentes sociais e emocionais envolvidos em sua formação. O jovem/adulto está inserido no contexto sócio-econômico e cultural que o condiciona. Tem uma história pessoal com sua condição afetivo-emocional, pertence a um grupo social e tem referências culturais que determinam os seus problemas e suas necessidades. O ensino superior traz ao estudante um novo espaço de vivência psicosocial, onde o indivíduo passa a se constituir como um estudante/ universitário que já possui uma história pessoal e formas particulares de reagir e de experimentar, o qual depara-se e passa a se relacionar de maneira cada vez mais ampla com o ambiente social. Esse processo novo de conhecimento e de identificações poderá ser vivido de forma construtiva ou conflitiva, o que exigirá mudanças que, talvez resultem em crises, que por sua vez, implicarão em uma série de reformulações cognitivas e comportamentais. É justamente neste momento que se faz oportuna a intervenção psicopedagógica preventiva a fim de facilitar tal processo, ampliando a percepção e a possibilidade de adaptação do indivíduo a esta nova etapa. Diante dos aspectos supra mencionado, o Núcleo de Apoio Psicopedagógico oferece aos alunos da Instituição a oportunidade de discutir 3

4 tais questões determinadas pelo momento de vida em que se encontram, buscando dentro da própria instituição o apoio que hora necessita. O Núcleo vai trabalhar com toda a comunidade acadêmica objetivando a formação de cidadãos críticos, capazes de iniciar uma construção pessoal no ambiente acadêmico, esforçando-se para selecionar as informações que são relevantes, organizá-las e integrá-las coerentemente a outros conhecimentos que possuam. O Núcleo também tem como objetivo de atender os acadêmicos do ensino fundamental e médio, buscando sempre auxiliar na resolução de conflitos que poderão ser desencadeados nos aspectos Psicológicos como dificuldade de aprendizagem, dificuldade de atenção, dificuldade nos relacionamentos interpessoais, bem como formas variadas de indisciplina, onde iniciará o apoio com o acadêmico, podendo ser estendido para os pais ou responsáveis, e até um encaminhamento para um tratamento que demande mais aprofundamento. Ao prestar orientação psicopedagógica aos alunos, ao corpo docente e aos colaboradores da instituição, este núcleo desenvolverá um serviço especializado tendo como objetivo intervir nas dificuldade de aprendizagem, na orientação didático-metodológica, bem como nas relações professor-aluno e aluno-instituição de ensino fundamental e superior. 4

5 OBJETIVO GERAL O Objetivo Geral do Núcleo é orientar e auxiliar o corpo discente e docente, bem como os colaboradores da Instituição para a resolução de problemas acadêmicos e de relacionamento interpessoal que interferem no desenvolvimento pessoal e profissional. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1) Atender à necessidade dos alunos dos ensinos fundamental e médio, e dos diversos cursos de graduação da instituição, buscando o desenvolvimento do potencial de cada um para uma formação integral e um melhor desempenho acadêmico. 2) Diagnosticar problemas e obstáculos que interfiram na integração do aluno à vida acadêmica. 3) Contribuir para a formação integral, do estudante universitário, considerando os aspectos sociais, emocionais, subjetivos e relacionais implicados no exercício de sua formação. 4) Procurar minimizar as dificuldades que estejam comprometendo e/ou impedindo o desenvolvimento pessoal e acadêmico do aluno e dos professores. 5) Proporcionar atendimento individual ou em grupo aos alunos oferecendo um espaço de suporte visando adaptação à vida acadêmica. 6) Oferecer apoio psicológico aos professores e colaboradores, buscando a solução de conflitos, visando motivar a execução das atividades referente a cada um. 5

6 METODOLOGIA O Núcleo de Apoio Psicopedagógico se propõe a atender alunos, professores e colaboradores de maneira individual ou grupal. O NAP oferecerá inicialmente três tipos de serviços: 1- Atendimento individual ao estudante, ao professor e ao colaborador, 2- Realização de palestras e oficinas com temas específicos e, 3- Assessoria aos coordenadores pedagógicos e dos departamentos. As oficinas são atividades coletivas de curta duração com um foco ou tema específico relacionado ao desenvolvimento de carreira ou adaptação à necessidade do colégio e da faculdade. As mesmas serão oferecidas com periodicidade variável, em dias e horários específicos, divulgadas em murais da instituição e no site da instituição, será necessário realizar inscrição prévia, pois as vagas serão limitadas. Para a modalidade de atendimento individual, serão realizados semanalmente onde será realizada uma avaliação específica de cada caso, bem como da demanda, para identificar o número de atendimentos necessários. O NAP funcionará no Colégio e Faculdade Objetivo, tendo como horários de atendimento: Segunda-feira: 19:00-21:00h Terça-feira: 7:00 10:00h 6

7 7

FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CALDAS NOVAS 2013

FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CALDAS NOVAS 2013 1 FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CALDAS NOVAS 2013 2 FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO AO DOCENTE E DISCENTE - NADD

NÚCLEO DE APOIO AO DOCENTE E DISCENTE - NADD 1 Fundação de Ensino Superior de Mangueirinha Faculdade Unilagos Rua Saldanha Marinho, 85 www.unilagos.com.br C.N.P.J 05.428.075/0001-91 NÚCLEO DE APOIO AO DOCENTE E DISCENTE - NADD MANGUEIRINHA PARANÁ

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS PAULISTA NAP NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO

FACULDADES INTEGRADAS PAULISTA NAP NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO FACULDADES INTEGRADAS PAULISTA NAP NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO Profissional Responsável: Psicóloga Mercia Maria Barbosa CRP/06-SP nº6348 Direção Geral: Prof. Silvio Donizete Santos PROPOSTA - O Núcleo

Leia mais

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA DE REALENGO FACULDADES SÃO JOSÉ

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA DE REALENGO FACULDADES SÃO JOSÉ SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA DE REALENGO FACULDADES SÃO JOSÉ PROGRAMA NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA RIO DE JANEIRO 2010 Rua Marechal Soares de Andréa, 90 Realengo Rio de Janeiro/RJ CEP:

Leia mais

Regulamento Núcleo de Apoio Psicopedagógico

Regulamento Núcleo de Apoio Psicopedagógico Regulamento Núcleo de Apoio Psicopedagógico REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO - NAP CAPITULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as ações do

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS CAPÍTULO I - DO PROGRAMA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS CAPÍTULO I - DO PROGRAMA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS CAPÍTULO I - DO PROGRAMA Art. 1. O Programa de Atendimento Psicopedagógico visa oferecer atendimento psicoterapêutico,

Leia mais

Regulamento Institucional do Serviço. de Apoio Psicopedagógico da FACIMED SAPP

Regulamento Institucional do Serviço. de Apoio Psicopedagógico da FACIMED SAPP Regulamento Institucional do Serviço de Apoio Psicopedagógico da FACIMED SAPP Cacoal 2011 CAPÍTULO I DA JUSTIFICATIVA DA IMPLANTAÇÃO DO SAPP O Sistema de Atendimento Psicopedagógico, refere-se a atendimentos

Leia mais

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP Capítulo I Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico Art. 1º O Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico- NAP/NAPP do Centro de Ensino

Leia mais

INSTITUTO DE PÓS-GRADUAÇÃO & GRADUAÇÃO DIRETORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E ENGENHARIA

INSTITUTO DE PÓS-GRADUAÇÃO & GRADUAÇÃO DIRETORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E ENGENHARIA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO NAP Goiânia GO 2013 IP5p Instituto de Pós-Graduação e Graduação IPOG 2013 Regulamento do Núcleo de Apoio Psicopedagógico - NAP /Instituto de Pós- Graduação

Leia mais

Regulamento do Plantão Psicopedagógico FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE VISCONDE DO RIO BRANCO

Regulamento do Plantão Psicopedagógico FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE VISCONDE DO RIO BRANCO Regulamento do Plantão Psicopedagógico FUNDAÇÃO FUPAC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE VISCONDE DO RIO BRANCO 2011 Regulamento do Plantão Psicopedagógico da Faculdade Presidente Antônio Carlos de

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07 BACABAL-MA 2012 PLANO DE APOIO PEDAGÓGICO AO DOCENTE APRESENTAÇÃO O estímulo à produção intelectual do corpo docente é uma ação constante da Faculdade de Educação de Bacabal e para tanto procura proporcionar

Leia mais

Regulamento Institucional do Serviço. de Apoio Psicopedagógico da FACIMED SAPP

Regulamento Institucional do Serviço. de Apoio Psicopedagógico da FACIMED SAPP Regulamento Institucional do Serviço de Apoio Psicopedagógico da FACIMED SAPP Cacoal 2011 CAPÍTULO I DA JUSTIFICATIVA DA IMPLANTAÇÃO DO SAPP O Sistema de Atendimento Psicopedagógico, refere-se a atendimentos

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO AOS DISCENTES NAD DA UNIESP - FACSAL

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO AOS DISCENTES NAD DA UNIESP - FACSAL 2014 REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO AOS DISCENTES NAD DA UNIESP - FACSAL Sumário CAPÍTULO I DA CONCEITUAÇÃO...1 CAPÍTULO II DA ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO...1 CAPÍTULO III DAS FINALIDADES...2

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE CNEC FACULDADE CENECISTA DE RIO BONITO FACERB REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE - NAE

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE CNEC FACULDADE CENECISTA DE RIO BONITO FACERB REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE - NAE FFACERB - FFACULLDADE CENECISTTA DE RIO BONITTO ENTIDADE MANTENEDORA: CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE Credenciada pela Portaria 57/09 MEC Publicada no D.O.U. em 14/01/2009 Av. Sete de Maio,

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO NAP

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO NAP REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO NAP TEXTO COMPILADO Regulamenta o Núcleo de Apoio Psicopedagógico O Conselho de Administração, Ensino, Pesquisa e Extensão Consaepe, tendo em conta a Portaria

Leia mais

PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS

PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS Letícia Luana Claudino da Silva Discente de Psicologia da Universidade Federal de Campina Grande. Bolsista do Programa de Saúde. PET/Redes

Leia mais

PROGRAMA DE EXTENSÃO PROEX

PROGRAMA DE EXTENSÃO PROEX PROGRAMA DE EXTENSÃO PROEX INTRODUÇÃO A extensão universitária é, na realidade, uma forma de interação que deve existir permanentemente entre a universidade e os diversos setores da sociedade. Assim, a

Leia mais

O QUE É A NEUROPSICOPEDAGOGIA. Neuropsicopedagoga Thaianny Salles. www.grupopsicopedagogiando.com.br

O QUE É A NEUROPSICOPEDAGOGIA. Neuropsicopedagoga Thaianny Salles. www.grupopsicopedagogiando.com.br O QUE É A NEUROPSICOPEDAGOGIA Palestrante: Neuropsicopedagoga Thaianny Salles www.grupopsicopedagogiando.com.br A mente... O cérebro... PRINCIPAIS CONCEITOS NEURO Do grego Neuron, nervo e Logos, estudo.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UEPI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO. Chamada Pública nº 01, de 27 de janeiro de 2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UEPI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO. Chamada Pública nº 01, de 27 de janeiro de 2016 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UEPI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO Chamada Pública nº 01, de 27 de janeiro de 2016 Processo Seletivo para Apoio Técnico, Acadêmico e Operacional

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico

Leia mais

MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR

MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR Elaborado por: Georgia Miranda Tomich Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESAR Redenção 2014 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 JUSTIFICATIVA...3 PROGRAMA DE MONITORIA...4

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07, de 1º de setembro de 2010.

RESOLUÇÃO Nº 07, de 1º de setembro de 2010. RESOLUÇÃO Nº 07, de 1º de setembro de 2010. Revoga a Resolução de nº 05, de 16 de junho de 2010, que define as atribuições do cargo de Pedagogo da rede municipal de ensino de Governador Valadares e as

Leia mais

Títulos de Palestras, Oficinas ou Projetos Pedagógicos. Títulos de palestras para a formação continuada de professores:

Títulos de Palestras, Oficinas ou Projetos Pedagógicos. Títulos de palestras para a formação continuada de professores: Títulos de Palestras, Oficinas ou Projetos Pedagógicos Títulos de palestras para a formação continuada de professores: - O professor e a filosofia A valorização do papel do professor está intimamente ligada

Leia mais

ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa Serviços de Acção Social Gabinete de Aconselhamento ao Aluno

ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa Serviços de Acção Social Gabinete de Aconselhamento ao Aluno ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa Serviços de Acção Social Gabinete de Aconselhamento ao Aluno NORMAS GERAIS DE FUNCIONAMENTO 1. INTRODUÇÃO O Gabinete de Apoio ao Aluno, foi criado em Julho de 2007

Leia mais

COLÉGIO MATER CONSOLATRIX PROJETO DE INTERVENÇÃO DE PSICOLOGIA

COLÉGIO MATER CONSOLATRIX PROJETO DE INTERVENÇÃO DE PSICOLOGIA INTRODUÇÃO Segundo Costa (2000), o Psicólogo Escolar vai trabalhar com os problemas apresentados pelos alunos dentro e fora da escola, interagindo com pais, professores, especialistas em educação e com

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA MORFOFISIOLOGIA E COMPORTAMENTO HUMANO Estudo anátomo-funcional de estruturas orgânicas na relação com manifestações emocionais. HISTÓRIA E SISTEMAS

Leia mais

O PSICÓLOGO (A) E A INSTITUIÇÃO ESCOLAR ¹ RESUMO

O PSICÓLOGO (A) E A INSTITUIÇÃO ESCOLAR ¹ RESUMO O PSICÓLOGO (A) E A INSTITUIÇÃO ESCOLAR ¹ CORRÊA, D. M. W²; SILVEIRA, J. F²; ABAID, J. L. W³ 1 Trabalho de Pesquisa_UNIFRA 2 Psicóloga, graduada no Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria,

Leia mais

RESOLUÇÃO N 008/2015. A Diretora Geral da Faculdade Unilagos, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Legislação em vigor, RESOLVE

RESOLUÇÃO N 008/2015. A Diretora Geral da Faculdade Unilagos, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Legislação em vigor, RESOLVE RESOLUÇÃO N 008/2015 Dispõe sobre a inclusão de políticas do aluno autista no Núcleo de Pesquisa e Estudos em Educação para a diversidade e Inclusão da Mantida. A Diretora Geral da, no uso das atribuições

Leia mais

Serviço Social PADRÃO DE RESPOSTA

Serviço Social PADRÃO DE RESPOSTA Serviço Social PADRÃO DE RESPOSTA Em termos de atendimento à proposta, espera-se que o estudante estabeleça relação entre a qualidade do serviço de esgotamento sanitário e de tratamento da água para o

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Amambai 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Interdisciplinar Obs.: Para proposta

Leia mais

Programa de Atividades de Monitoria

Programa de Atividades de Monitoria Programa de Atividades de Monitoria CAPÍTULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS DA MONITORIA Art. 1º A atividade de monitoria é desenvolvida por discentes para aprimoramento do processo de ensino e aprendizagem,

Leia mais

Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES

Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES Projeto de Ações para o Serviço Psicológico do Setor Socioeducacional da Faculdade ASCES Jovanka de Freitas S. Limeira Psicóloga Setor Socioeducacional Caruaru 2014 APRESENTAÇÃO O presente projeto sugere

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE 2013 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE PADI DA FACULDADE DE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃDO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO SOE - 2014

PLANO DE AÇÃO SOE - 2014 Colégio Batista de Palmas PLANO DE AÇÃO SOE - 2014 PLANO DE AÇÃO Introdução Na instituição escolar, o orientador educacional é um dos profissionais da equipe de gestão. Ele trabalha diretamente com os

Leia mais

Pós graduação EAD Área de Educação

Pós graduação EAD Área de Educação Pós graduação EAD Área de Educação Investimento: a partir de R$ 109,00 mensais. Tempo de realização da pós graduação: 15 meses Investimento: R$109,00 (acesso ao portal na internet e livros em PDF). Ou

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO PSICOPEDAGOGIA 1 - JUSTIFICATIVA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO PSICOPEDAGOGIA 1 - JUSTIFICATIVA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO PSICOPEDAGOGIA 1 - JUSTIFICATIVA Atualmente os ambientes educacionais não estão mais localizados somente nas Escolas e/ou Instituições de ensino. Muitas organizações,

Leia mais

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica:

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica: REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO IFRR N A regulamentação geral de estágio tem por objetivo estabelecer normas e diretrizes gerais que definam uma política

Leia mais

INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO SUPERIOR: PESQUISA-AÇÃO INTEGRAL NO CURSO BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL A DISTÂNCIA

INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO SUPERIOR: PESQUISA-AÇÃO INTEGRAL NO CURSO BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL A DISTÂNCIA INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO SUPERIOR: PESQUISA-AÇÃO INTEGRAL NO CURSO BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL A DISTÂNCIA Elionice Carvalho Silva 1 Nívea Maria Fraga Rocha 2 A prática docente interdisciplinar,

Leia mais

Pesquisa ação: Um Instrumento utilizado por uma equipe multiprofissional em saúde para capacitação de professores na educação infantil.

Pesquisa ação: Um Instrumento utilizado por uma equipe multiprofissional em saúde para capacitação de professores na educação infantil. Pesquisa ação: Um Instrumento utilizado por uma equipe multiprofissional em saúde para capacitação de professores na educação infantil. Aline Alessandra Irano Anaí Ramos Vieira Francielli Viana Mota Laura

Leia mais

Plano de Ação da Orientação Educacional. 01- Introdução

Plano de Ação da Orientação Educacional. 01- Introdução Plano de Ação da Orientação Educacional 01- Introdução O contexto desafiante da atual sociedade brasileira, demanda progressivamente uma educação de qualidade. Tarefa de tal magnitude, exige uma concentrada

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO. Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO. Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) 2011 SUMÁRIO Capítulo I... 4 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 4 Capítulo II... 4 DA FINALIDADE E OBJETIVOS DO NAP...

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANGUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Téc. de Estruturação de Campanhas Eixo Tecnológico: Segurança

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Atualização do Regimento de 2012 Porto Alegre, março de 2015 Faculdade de Tecnologia de Porto Alegre Av. Julio de Castilhos,

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS SIMONSEN INTERVENÇÃO EDUCATIVA INSTITUCIONAL PROJETO PSICOPEDAGÓGICO

FACULDADES INTEGRADAS SIMONSEN INTERVENÇÃO EDUCATIVA INSTITUCIONAL PROJETO PSICOPEDAGÓGICO FACULDADES INTEGRADAS SIMONSEN INTERVENÇÃO EDUCATIVA INSTITUCIONAL PROJETO PSICOPEDAGÓGICO Justificativa O conhecimento contemporâneo apresenta, entre outras características, as do crescimento acelerado,

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE REGULAMENTO

NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE REGULAMENTO TAQUARITINGA / 2015 1 Sumário NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE...3 1- Formas de acesso...3 2- Estímulos à permanência...4 3- Apoio Psicopedagógico, Orientação Pedagógica

Leia mais

FACULDADE JAUENSE CENTRO DE APOIO E ORIENTAÇÃO PSICOPEDAGÓGICO

FACULDADE JAUENSE CENTRO DE APOIO E ORIENTAÇÃO PSICOPEDAGÓGICO FACULDADE JAUENSE CENTRO DE APOIO E ORIENTAÇÃO PSICOPEDAGÓGICO JAÚ/ SP - 2014 1. INTRODUÇÃO A necessidade de atenção às dificuldades emocionais e pedagógicas vivenciadas e manifestadas pelos alunos durante

Leia mais

GEPAM - GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA NA ÁREA DE MATEMÁTICA uma articulação de ensino e iniciação à pesquisa

GEPAM - GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA NA ÁREA DE MATEMÁTICA uma articulação de ensino e iniciação à pesquisa ISSN 2177-9139 GEPAM - GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA NA ÁREA DE MATEMÁTICA uma articulação de ensino e iniciação à pesquisa Amalia Gislaine Prates Heberle gislaine.heberle380@gmail.com Universidade Federal

Leia mais

Consulta Psicológica 10. Anamnese 10. Elaboração de Perfil Profissiográfico 10. Avaliação de Desempenho Escolar e Aprendizagem 10

Consulta Psicológica 10. Anamnese 10. Elaboração de Perfil Profissiográfico 10. Avaliação de Desempenho Escolar e Aprendizagem 10 TABELA DE HONORÁRIOS SERVIÇO DE PSICOLOGIA DA UNIANDRADE VIGÊNCIA: jan a jul de 2016 Referência: Sindypsi Paraná (10% do valor da tabela mínima) Valor a ser pago por hora aos atendimentos solicitados ao

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação Diretoria de Extensão e Políticas de Inclusão

Leia mais

Serviço de Apoio Psicopedagógico

Serviço de Apoio Psicopedagógico Serviço de Apoio Psicopedagógico CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades do Serviço de Atendimento Psicopedagógico (SAP), doravante

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD. Atendimento Psicopedagógico da Faculdade de Tecnologia TECMED

NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD. Atendimento Psicopedagógico da Faculdade de Tecnologia TECMED NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD Atendimento Psicopedagógico da Faculdade de Tecnologia TECMED 2013 Regulamento do Atendimento Psicopedagógico da Faculdade de Tecnologia TECMED 1. INTRODUÇÃO A necessidade

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU USJT REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL Área de concentração: Materiais de Construção Civil CEPE 08/2015

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP Regulamento do Curricular Supervisionado do Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura Faculdade de

Leia mais

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN: 1981-3031

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN: 1981-3031 COORDENADOR PEDAGÓGICO E SUA IMPORTÂNCIA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Polyana Marques Lima Rodrigues 1 poly90lima@hotmail.com Willams dos Santos Rodrigues Lima 2 willams.rodrigues@hotmail.com RESUMO

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO AO ACADÊMICO Projeto de Funcionamento

NÚCLEO DE APOIO AO ACADÊMICO Projeto de Funcionamento NÚCLEO DE APOIO AO ACADÊMICO Projeto de Funcionamento Responsável: Psic. Juliana Cohen MANAUS/AM APRESENTAÇÃO O Núcleo de Apoio ao Acadêmico (NAA) da Faculdade La Salle/Manaus-AM, em consonância com a

Leia mais

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2 1 FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE PEDAGOGIA NA MODALIDADE EAD E A FORMAÇÃO COMPLEMENTAR NO CURSO DE MAGISTÉRIO PRESENCIAL: AS PERCEPÇÕES DOS ESTUDANTES Formação e Gestão em Processos Educativos Josiane

Leia mais

Regulamento Institucional do Serviço de Apoio Psicopedagógico SAPP

Regulamento Institucional do Serviço de Apoio Psicopedagógico SAPP Regulamento Institucional do Serviço de Apoio Psicopedagógico SAPP Regulamento Institucional do Serviço de Apoio Psicopedagógico SAPP Art. 1 - Do serviço de apoio Psicopedagógico - SAPP O serviço de apoio

Leia mais

SERVIÇO DE ACOLHIMENTO AO ACADÊMICO

SERVIÇO DE ACOLHIMENTO AO ACADÊMICO SERVIÇO DE ACOLHIMENTO AO ACADÊMICO Bárbara Danubia da Silva Roman¹; Camila Capriata Vargas²; Evelyn Gilmara Wishah Scherer³; Jaqueline Souza Ventura⁴; Thais Borges Luna⁵. UFGD/FCH Caixa Postal 533, 79.804-970

Leia mais

Centro de Orientação Psicopedagógico da Faculdade de Taquaritinga - (COP UNIESP)

Centro de Orientação Psicopedagógico da Faculdade de Taquaritinga - (COP UNIESP) UNIÃO NACIONAL DAS INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS SÃO PAULO CNPJ: 63.083.869/0001-67 FACULDADE DE TAQUARITINGA Centro de Orientação Psicopedagógico da Faculdade de Taquaritinga - (COP UNIESP) 2013 1 SUMÁRIO

Leia mais

SERVIÇO DE PROTEÇÃO E ATENDIMENTO INTEGRAL À FAMÍLIA (PAIF)

SERVIÇO DE PROTEÇÃO E ATENDIMENTO INTEGRAL À FAMÍLIA (PAIF) SERVIÇO DE PROTEÇÃO E ATENDIMENTO INTEGRAL À FAMÍLIA (PAIF) TRABALHO SOCIAL COM FAMÍLIAS NA ASSISTÊNCIA SOCIAL NA PERSPECTIVA DA SUPERAÇÃO DO CLIENTELISMO/ASSISTENCIALISMO O Serviço de Proteção e Atendimento

Leia mais

Externato Marista de Lisboa Gabinete de Psicologia 2014/2015

Externato Marista de Lisboa Gabinete de Psicologia 2014/2015 1 PLANO DE INTERVENÇÃO DO GABINETE DE PSICOLOGIA ANO LETIVO Psicólogas do Externato Pré-Escolar Dra. Irene Lopes Cardoso 1º Ciclo - (1º e 2º anos) Dra. Irene Lopes Cardoso (3º e 4º anos) Dra. Manuela Pires

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS. ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA

Leia mais

A PRÁTICA INVESTIGATIVA NO CURSO DE PEDAGOGIA: AVANÇOS E DESAFIOS A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO NO CONTEXTO ATUAL

A PRÁTICA INVESTIGATIVA NO CURSO DE PEDAGOGIA: AVANÇOS E DESAFIOS A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO NO CONTEXTO ATUAL A PRÁTICA INVESTIGATIVA NO CURSO DE PEDAGOGIA: AVANÇOS E DESAFIOS Ana Lúcia Cunha Duarte UCB duart_ana@hotmail.com Resumo: A prática investigativa desenvolvida no curso de Pedagogia do Centro de Educação,

Leia mais

Transformação Humana em Educação e Mediação

Transformação Humana em Educação e Mediação Transformação Humana em Educação e Mediação O Instituto Them, empresa formada por psicólogas e mediadoras, presta serviços nas áreas de gestão de conflitos e comunicação. Apresenta como diferenciais a

Leia mais

Centro Universitário Newton Paiva Curso de Psicologia. Manual de Estágios Currículo 2009.02

Centro Universitário Newton Paiva Curso de Psicologia. Manual de Estágios Currículo 2009.02 Centro Universitário Newton Paiva Curso de Psicologia Manual de Estágios Currículo 2009.02 Belo Horizonte Dezembro de 2009 1 FICHA TÉCNICA CORPO ADMINISTRATIVO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA Presidente

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO N 01/2015

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO N 01/2015 CURSOS DE CAPACITAÇÃO PARA SERVIDORES PÚBLICOS A Prefeitura do Município de Bragança Paulista, torna público o presente Edital e informa que estão abertas as inscrições para o Programa de Capacitação 2015.

Leia mais

INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE EDUCACIONAL: PERSPECTIVAS SOB O OLHAR DA EDUCAÇÃO ESPECIAL

INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE EDUCACIONAL: PERSPECTIVAS SOB O OLHAR DA EDUCAÇÃO ESPECIAL INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE EDUCACIONAL: PERSPECTIVAS SOB O OLHAR DA EDUCAÇÃO ESPECIAL CAMARGO, Renata Gomes UFSM re_kmargo@hotmail.com Eixo Temático: Diversidade e Inclusão Agência Financiadora: não contou

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO DE PEDAGOGIA Modalidade a Distância

CATÁLOGO DO CURSO DE PEDAGOGIA Modalidade a Distância CATÁLOGO DO CURSO DE PEDAGOGIA Modalidade a Distância ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Pedagogia Tempo de Integralização: Mínimo: 8 semestres Máximo: 14 semestres Nome da Mantida: Centro Universitário

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS PAIS NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS NO CONTEXTO ESCOLAR

A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS PAIS NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS NO CONTEXTO ESCOLAR A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS PAIS NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS NO CONTEXTO ESCOLAR Stefania Germano Dias; Flávio Pereira de Oliveira; Josefa Nandara Pereira de Souza; Larissa Brito da Silva; Maria Aparecida

Leia mais

CAPITULO I DA NATUREZA E PAPEL DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO

CAPITULO I DA NATUREZA E PAPEL DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO REGULAMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO CAPITULO I DA NATUREZA E PAPEL DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO

Leia mais

Segundo seu Regulamento, aprovado em 17/08/83, a Clínica Psicológica do Departamento da UFPE tem como objetivos:

Segundo seu Regulamento, aprovado em 17/08/83, a Clínica Psicológica do Departamento da UFPE tem como objetivos: Clínica Psicológica da UFPE Plano Institucional de Estágio Supervisionado Apresentação A Clínica Psicológica é uma entidade pública, ligada ao Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Pernambuco,

Leia mais

Resolução SE 02/2010 (divulgada em 6-01-2010no Diário Oficial do Estado de São Paulo)

Resolução SE 02/2010 (divulgada em 6-01-2010no Diário Oficial do Estado de São Paulo) Resolução SE 02/2010 (divulgada em 6-01-2010no Diário Oficial do Estado de São Paulo) Acrescenta o subitem 2.15 ao Anexo da Resolução SE Nº 80/2009, que dispõe sobre a definição de perfis de competências

Leia mais

ANEXO I AÇÃO EDUCATIVA: CURSO CUIDANDO DO CUIDADOR

ANEXO I AÇÃO EDUCATIVA: CURSO CUIDANDO DO CUIDADOR ANEXO I AÇÃO EDUCATIVA: CURSO CUIDANDO DO CUIDADOR SUMÁRIO 1. identificação da atividade 02 2. Caracterização da atividade 02 3. Resumo das ações 04 4. Justificativa 04 5. Objetivos 05 6. Metodologia 05

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

FORMAÇÃO PESSOAL E PROFISSIONAL DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR UFSM

FORMAÇÃO PESSOAL E PROFISSIONAL DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR UFSM FORMAÇÃO PESSOAL E PROFISSIONAL DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR UFSM Claudia Angelita Antunes Silveira UFSM Tamiris Cardoso da Silva UFSM Venice Teresinha Grings - UFSM RESUMO Este trabalho compreende

Leia mais

Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011

Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011 Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011 INTRODUÇÃO A Fundação Tide Setubal nasce em 2005 para ressignificar e inovar o trabalho pioneiro

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES - Monitor de Marcenaria, Monitor de Artesanato, Monitor de Música e/ou Violão e Monitor de Patinação e/ou Dança Ministrar aulas teóricas e práticas, conforme a atividade

Leia mais

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA Este documento se propõe a estabelecer normas de inserção e execução de estágio em Serviço Social no Projeto Viva a Vida, de acordo com a Resolução 533/2008

Leia mais

PLANO DE TRABALHO. Do Serviço de Psicologia e Orientação

PLANO DE TRABALHO. Do Serviço de Psicologia e Orientação ESCOLA SECUNDÁRIA DAS LARANJEIRAS Proposta de PLANO DE TRABALHO Do Serviço de Psicologia e Orientação A Psicóloga: Sara Quaresma ANO LECTIVO 2010/2011 PLANO DE TRABALHO Ao longo deste ano lectivo serão

Leia mais

Dispõe sobre: Altera disposições do Estatuto do Magistério Municipal e adota outras providências.

Dispõe sobre: Altera disposições do Estatuto do Magistério Municipal e adota outras providências. LEI COMPLEMENTAR Nº 06, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010. Dispõe sobre: Altera disposições do Estatuto do Magistério Municipal e adota outras providências. O PREFEITO CONSTITUCIONAL DO MUNICIPIO DE PICUÍ, Estado

Leia mais

www.queroserprofessor.

www.queroserprofessor. www.queroserprofessor. Documento Revisado em março de 2011 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. O QUE É A MONITORIA? 3. OBJETIVOS DA MONITORIA 4. CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DA MONITORIA 5. INSCRIÇÃO 6. ATRIBUIÇÕES

Leia mais

HISTÓRIA. 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Licenciatura. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

HISTÓRIA. 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Licenciatura. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos HISTÓRIA 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Licenciatura GRAU ACADÊMICO: Licenciado em História PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 8 anos 2. OBJETIVO/PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO A definição

Leia mais

Estrutura do PDI 2014-2018

Estrutura do PDI 2014-2018 APRESENTAÇÃO O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) além de constituir um requisito legal, tal como previsto no Artigo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Prof. Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e negócios Habilitação Profissional: Técnico em serviços jurídicos

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 PLANO DE ENSINO Curso: Pedagogia PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Disciplina: Pedagogia de Projetos Carga Horária Semestral: 40 horas Semestre do Curso: 8º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito de projeto. Concepções

Leia mais

RESULTADOS ALCANÇADOS

RESULTADOS ALCANÇADOS Política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão 2.1. Coerência das políticas de ensino, pesquisa e extensão com os documentos oficiais. Objetivos Ações Realizadas RESULTADOS ALCANÇADOS

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h. Estrutura Curricular do Curso Disciplinas

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h. Estrutura Curricular do Curso Disciplinas CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h Ética profissional na Educação Fundamentos históricos, conceitos, sociais e legais na Educação Inclusiva Legislação Aplicável na Educação Inclusiva Fundamentos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio

Leia mais

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação.

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação. DIRETRIZES E NORMAS PARA O ESTÁGIO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL DOS OBJETIVOS Art. 1 O Sistema de Estágio da FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL terá por objetivos gerais:

Leia mais

PSICOPEDAGOGO: QUAL É A SUA FUNÇÃO?

PSICOPEDAGOGO: QUAL É A SUA FUNÇÃO? PSICOPEDAGOGO: QUAL É A SUA FUNÇÃO? Élida Mara de Jesus Dias (PUC-SP) Resumo Este artigo tem como objetivo analisar a atuação do psicopedagogo frente às dificuldades no processo ensino-aprendizagem na

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA Curitiba, 13 de março de 2015. Orientação referente aos Programas de Ampliação

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Conselheiro Lafaiete

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Conselheiro Lafaiete REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO E SOCIAL DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE CONSELHEIRO LAFAIETE Regulamenta o funcionamento do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico e Social

Leia mais

O PEDAGOGO E O CONSELHO DE ESCOLA: UMA ARTICULAÇÃO NECESSÁRIA

O PEDAGOGO E O CONSELHO DE ESCOLA: UMA ARTICULAÇÃO NECESSÁRIA O PEDAGOGO E O CONSELHO DE ESCOLA: UMA ARTICULAÇÃO NECESSÁRIA SANTOS *, Josiane Gonçalves SME/CTBA josiane_2104@hotmail.com Resumo Os tempos mudaram, a escola mudou. Refletir sobre a escola na contemporaneidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Coordenação Pedagógica Carga Horária Semestral: 40 h/a Semestre do Curso: 7º 1 - Ementa (sumário, resumo) A escola como organização

Leia mais

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Conversando sobre a REALIDADE social do BRASIL Propostas Educação Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Partido da Social Democracia Brasileira Presidente: Senador Aécio Neves Instituto Teotônio Vilela Presidente: José

Leia mais

Encaminhamentos, processos e ações. política de contratação e gestão de pessoal. revisão do projeto pedagógico

Encaminhamentos, processos e ações. política de contratação e gestão de pessoal. revisão do projeto pedagógico CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE VITÓRIA (CESV) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica (2) (3) (4) (5) previsão de alunos por turma em disciplina teórica de, no máximo, 80. relação aluno por docente, no

Leia mais

Núcleo de Apoio Psicopedagógico NAP - tópico

Núcleo de Apoio Psicopedagógico NAP - tópico Núcleo de Apoio Psicopedagógico NAP - tópico O Núcleo de Apoio Psicopedagógico NAP foi criado na Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde FACISA, mantida pela União de Ensino Superior de Viçosa Ltda.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA COORDENADORIA DE GRADUAÇÃO REGIMENTO INTERNO 2012 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA COORDENADORIA

Leia mais

1.3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

1.3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA UCB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX DIRETORIA DE PROGRAMA COMUNITÁRIOS - DPC EDITAL PROJETO RONDON UCB 01/2012 EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO

Leia mais