Jonatas Luz Dariva ART nº Eng. Civil CREA/RS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Jonatas Luz Dariva ART nº 7657035 Eng. Civil CREA/RS 183.797"

Transcrição

1 Av. Paraguassú, Capão da Canoa, RS - CEP Fone/Fax: (51) r.260 CRONOGRAMA FÍSICO - FINANCEIRO (CT /2013) DATA: 18/05/2015 ÍTEM DESCRIÇÃO 30 dias 60 dias 90 dias 120 dias 150 dias 180 dias Total % Valor (R$) % Valor (R$) % Valor (R$) % Valor (R$) % Valor (R$) % Valor (R$) % Valor (R$) 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 100,00% R$ ,62 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 100,00% R$ , PISTA PLANA (27,5mX27,0m) 20,00% R$ 8.787,50 20,00% R$ 8.787,50 20,00% R$ 8.787,50 20,00% R$ 8.787,50 20,00% R$ 8.787,50 0,00% R$ - 100,00% R$ , OBSTÁCULO 01 0,00% R$ - 20,00% R$ 1.187,96 20,00% R$ 1.187,96 20,00% R$ 1.187,96 20,00% R$ 1.187,96 20,00% R$ 1.187,96 100,00% R$ 5.939, OBSTÁCULO 02 0,00% R$ - 20,00% R$ 407,75 20,00% R$ 407,75 20,00% R$ 407,75 20,00% R$ 407,75 20,00% R$ 407,75 100,00% R$ 2.038, OBSTÁCULO 03 0,00% R$ - 20,00% R$ 336,68 20,00% R$ 336,68 20,00% R$ 336,68 20,00% R$ 336,68 20,00% R$ 336,68 100,00% R$ 1.683, OBSTÁCULO 04 0,00% R$ - 20,00% R$ 1.272,90 20,00% R$ 1.272,90 20,00% R$ 1.272,90 20,00% R$ 1.272,90 20,00% R$ 1.272,90 100,00% R$ 6.364, OBSTÁCULO 05 0,00% R$ - 20,00% R$ 973,70 20,00% R$ 973,70 20,00% R$ 973,70 20,00% R$ 973,70 20,00% R$ 973,70 100,00% R$ 4.868, OBSTÁCULO 06 0,00% R$ - 20,00% R$ 1.836,25 20,00% R$ 1.836,25 20,00% R$ 1.836,25 20,00% R$ 1.836,25 20,00% R$ 1.836,25 100,00% R$ 9.181, PISTA SKATE (''BOWL'' 16,0mX26,0) 20,00% R$ ,83 20,00% R$ ,83 20,00% R$ ,83 20,00% R$ ,83 20,00% R$ ,83 0,00% R$ - 100,00% R$ , JUNTAS DE DILATAÇÃO 20,00% R$ 588,20 20,00% R$ 588,20 20,00% R$ 588,20 20,00% R$ 588,20 10,00% R$ 294,10 10,00% R$ 294,10 100,00% R$ 2.941, PAVIMENTAÇÃO 0,00% R$ - 0,00% R$ - 25,00% R$ ,09 25,00% R$ ,09 25,00% R$ ,09 25,00% R$ ,09 100,00% R$ , LIXEIRAS 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 100,00% R$ 1.646,47 100,00% R$ 1.646, BANCOS DE JARDIM 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 100,00% R$ 2.930,64 100,00% R$ 2.930, APARELHOS ACADEMIA 3 a. IDADE 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 0,00% R$ - 50,00% R$ 6.584,70 50,00% R$ 6.584,70 100,00% R$ ,40 TOTAL 21,10% R$ ,15 13,07% R$ ,77 17,93% R$ ,86 17,93% R$ ,86 19,83% R$ ,46 10,14% R$ ,25 100,00% R$ ,35 TOTAL ACUMULADO 21,10% R$ ,15 34,17% R$ ,92 52,10% R$ ,78 70,03% R$ ,64 89,86% R$ ,11 100,00% R$ ,35 Jonatas Luz Dariva ART nº Eng. Civil CREA/RS

2 Planilha de Detalhamento do BDI Tomador Nº do Contrato de Repasse /2013 Nome da Obra CONTRUÇÃO DE PRAÇA COM PISTA DE SKATE Município da Obra CAPÃO DA CANOA Tipo de Obra Contribuição Previdenciária. Parcelas do BDI Valor percentual adotado Limites das parcelas do BDI para obras do tipo acima selecionado. Acórdão TCU 2622/2013 Mín Med. Máx. (AC) - Administração Central 4,65 OK 3,80 4,01 4,67 (S) + (G) - Seguro e Garantia 0,50 OK 0,32 0,40 0,74 (R) - Risco 0,85 OK 0,50 0,56 0,97 (DF) - Despesas Financeiras 1,20 OK 1,02 1,11 1,21 (L) - Lucro 8,10 OK 6,64 7,30 8,69 (I1) - PIS 0,65 OK 0,65 0,65 0,65 (I2) - COFINS 3,00 OK 3,00 3,00 3,00 (I3) - ISS 3,00 OK 2,00 2,00 5,00 (I4) - Contrib. Previdenciária 2,00 BDI Adotado 26,94 Valor para simples conferência do enquadramento do BDI nos limites estabelecidos pelo Acórdão TCU 2622/2013 BDI desconsiderando a parcela (I4) contribuição previdenciária.. Limites do valor do BDI para obras do tipo acima selecionado. Acórdão TCU 2622/ ,22 OK 19,60 20,97 24,23 Declaração Informativa Declaro que, de acordo com a legislação tributária do município de CAPÃO DA CANOA, considerando a natureza da obra acima discriminada, para cálculo do valor de ISS a ser cobrado da empresa construtora é aplicada a aliquota de 3% sobre o valor total da obra. Observações: Assinatura do Responsável Técnico pelo orçamento Nº ART ou RRT do orçamento Jonatas Luz Dariva - Eng. Civil - CREA/RS /10/2014 Título, Nome e CREA/CAU do Responsável Técnico pelo orçamento Data

3 Obra: Construção de Praça com Pista de Skate MEMORIAL DESCRITIVO Endereço: Rua General Osório, Bairro Santa Luzia Capão da Canoa RS O presente memorial descritivo tem por finalidade orientar a execução da Construção de Praça com Pista de Skate, localizada no Bairro Santa Luzia. Constitui-se de espaços destinados ao lazer, prática de exercícios físicos e esportes radicais com pistas de skate de características modernas. Serve também para dissipar quaisquer dúvidas que porventura venham a surgir na interpretação dos projetos, prevalecendo às cotas e detalhamentos indicados em planta, devendo ser consultados os Profissionais Responsáveis, o mesmo não haverá abastecimento de água, bem como esgoto sanitário, apenas esgoto pluvial conforme descrições a seguir. Para o início das obras a Prefeitura Municipal disponibilizará a área totalmente livre de interferências para sua implantação, ou seja, removerá o poste de iluminação e vegetação existentes conforme especificado na prancha A2 - Implantação do Existente. Disposições Preliminares Na execução de todos os projetos e serviços a Contratada deverá seguir as Normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e as normas citadas no decorrer destas especificações. Todos os detalhes constantes dos desenhos e não mencionados neste Memorial descritivo, assim como os detalhes aqui mencionados e não constantes dos desenhos, serão interpretados como fazendo parte integrante do projeto. Nenhuma alteração nos desenhos fornecidos, bem como nessas especificações pode ser feita sem consulta prévia e autorização dos autores do projeto e aprovação da Contratante. A Fiscalização poderá impugnar qualquer trabalho feito em desacordo com os desenhos e especificações. A Contratada se obriga a tomar conhecimento e consultar todos os projetos antes e durante a execução de quaisquer serviços. A Contratante manterá autoridade para exercer, toda e qualquer ação de orientação geral, controle e fiscalização das obras e serviços de construção, exercidos pela Contratada. Fica assegurado à Fiscalização o direito de ordenar a suspensão das obras e serviços sempre que estes estiverem em desacordo com os projetos e especificações. Página 1 de 23

4 A Contratada fornecerá os equipamentos, os materiais, a mão-de-obra, o transporte e tudo mais que for necessário para a execução, a conclusão e a manutenção dos serviços, sejam eles definitivos ou temporários. Todos os materiais a serem empregados na obra deverão ser novos, comprovadamente de primeira qualidade e, estarem de acordo com as especificações, devendo ser submetidos à aprovação da Fiscalização, com exceção de eventuais serviços de remanejamento onde estiver explícito o reaproveitamento. A Contratada deverá submeter à Fiscalização, amostras de todos os materiais a serem empregados nos serviços, antes de executá-los. Se julgar necessário, a Fiscalização poderá solicitar à Contratada a apresentação de informação, por escrito, dos locais de origem dos materiais ou de certificados de ensaios relativos aos mesmos. A equipe técnica da Contratada, responsável pelos serviços, deverá contar com profissionais especializados e devidamente habilitados, para desenvolverem as diversas atividades necessárias à execução da obra. A qualquer tempo, a Fiscalização poderá solicitar a substituição de qualquer membro da equipe técnica da Contratada, desde que entenda que seja benéfico ao desenvolvimento dos trabalhos. A Contratada deverá responsabilizar-se por quaisquer danos provocados no decorrer dos serviços ou em consequência destes, arcando com os prejuízos que possam ocorrer com o reparo desses danos. O empreiteiro ao apresentar o preço para esta construção esclarecerá que não teve dúvidas na interpretação dos detalhes construtivos e das recomendações constantes nas presentes especificações, sobretudo deverá realizar uma visita prévia de inspeção e confirmar os serviços que deverão ser realizados. Canteiro de Obras: A empresa executora da obra será responsável pelo fornecimento do material necessário à implantação, assim como pela mobilização, manutenção e desmobilização do canteiro de obras. Após a conclusão das obras a área de instalação do canteiro deverá estar nas condições idênticas às encontradas. Sem ônus ao contratante. Todos os serviços preliminares não previstos, como: instalações provisórias de energia, água, proteção do meio ambiente no entorno da obra e outros serão de responsabilidade da empresa executora, realizados com material próprio e sem ônus para o contratante. Disposições gerais: A empresa deverá apresentar Comprovante de Responsabilidade Técnica (ART ou RRT) de responsável técnico pela execução dos serviços e outros. Página 2 de 23

5 1 - Serviços Preliminares: Placa de Obra: A placa de obra deverá seguir todos os padrões definidos no Manual Visual de Placas de Obras do Governo Federal, nas dimensões mínimas de 2,00m x 1,25m. Será confeccionada em chapa galvanizada fixada com estrutura de madeira em local visível, preferencialmente no acesso principal do empreendimento ou voltado para a via que favoreça a melhor visualização. A placa deve ser mantida em bom estado de conservação, inclusive quanto à integridade do padrão das cores, durante todo o período de execução das obras Tapume: Deve ser instalada proteção do tipo tapume de 2,20 m de altura com portões necessários ao acesso de veículos e pessoal, nas cabeceiras da praça que dão acesso para as vias, não sendo necessários em toda sua lateral por já possuir divisas Barraco de Obra: O barraco de obra deverá ser executado com paredes em chapas compensadas plastificadas, inclusive instalação, reaproveitado 5 vezes; para escritório e depósito. A cobertura de telha ondulada de 4mm de espessura Locação da Obra: Deve ser utilizada na pista de skate principal locação planimétrica e altimétrica, utilizando instrumentos de precisão e atendendo as plantas da obra. Os níveis encontram-se indicados nos projetos arquitetônicos. Deverá aferir os níveis, dimensões e alinhamentos, assim como ângulos e curvas constantes do projeto. A locação da obra deve ser com quadros de madeira que envolvam todo o perímetro da obra. Os quadros deverão estar perfeitamente nivelados e fixados, de tal modo que resistam às tensões dos fios de marcação sem oscilações e sem possibilidade de fuga da posição correta. Deve ser feita no esquadro e nível. 1.5 Limpeza do terreno: Consiste na completa limpeza do terreno onde será implantada a praça, com a retirada do pavimento do passeio e decapagem da cobertura vegetal existente, para que se possa atingir as cotas de nível indicadas em projeto. Deverá ser efetuada manualmente ou mecanicamente, dentro da mais perfeita técnica, tomados os devidos cuidados de forma a evitar danos a terceiros. A limpeza do terreno compreenderá os serviços de capina, roçado, destocamento e remoção, de forma a deixar a área livre de raízes e tocos de árvores. 1.6 Demolição piso de concreto: consiste na demolição manual ou mecanizada do piso de concreto simples existente para a implantação da pista de skate. Página 3 de 23

6 1.7 Carga e remoção: Trata-se da completa carga e remoção com caminhão caçamba dos materiais resultantes da demolição do passeio, do piso de concreto existente e escarificação do terreno, destinando-o ao local licenciado para a coleta dos devidos materiais, sito, Parque de Máquinas Municipal, com DMT (distância média de transporte) de 1 km, conforme mapa em anexo. 2 Pista de Skate: Faz parte deste item toda a área a ser pavimentada em concreto para a prática da modalidade de skate, incluindo o piso das rampas, que terão suas paredes em alvenaria de pedra grês aparente com juntas rebaixadas, conforme detalhado em projeto e especificações a seguir. 2.1 Pista Plana Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada o piso plano da pista de skate Malha de aço: Sobre a camada de brita deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto Barras de Transferência: Trata-se da armadura necessária para a execução das juntas de transferência referentes ao piso da pista plana, a serem executadas conforme projeto de pavimentação. Armadura em aço CA-25 diâmetro 10 mm com barras engraxadas Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 m, sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte à concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica. Página 4 de 23

7 2.2 Obstáculo Fundação: As fundações das paredes do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas Alvenarias: As paredes e rampas do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto e amarradas através de contrafortes, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. Como se trata de alvenaria aparente deve-se tomar todas as medidas necessárias para o perfeito alinhamento e prumo das paredes. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, rebaixadas a ponta de colher, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas. O cimento a ser utilizado deverá ser de boa qualidade, novo e ser condicionado em obra, quanto necessário, segundo as recomendações de norma. A água destinada ao concreto deverá ser limpa e isenta de matéria orgânica Aterro: O aterro será necessário para o preenchimento interno das caixas formadas pelas paredes de alvenaria das rampas. Deverá ser utilizada areia para aterro, compactada em camadas de 20 cm dando a forma necessária Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada o obstáculo Malha de aço: Sobre a camada de brita do piso da rampa, deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 Página 5 de 23

8 m. Sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte a concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica Tubos aço galvanizado: Os tubos das cabeceiras das rampas deverão possuir Ø 2 ½ chumbados no concreto da mesma forma que as cantoneiras e instalados nos locais indicado em projeto Pintura: A pintura deve ser realizada nos corrimãos, guarda corpos e cantoneiras metálicas, com aplicação de pintura esmalte sintético 2 demãos para ferro galvanizado sobre uma demão de anticorrosivo tipo zarcão Obstáculo Fundação: As fundações das paredes do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas Alvenarias: As paredes e rampas do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto e amarradas através de contrafortes, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. Como se trata de alvenaria aparente deve-se tomar todas as medidas necessárias para o perfeito alinhamento e prumo das paredes. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, rebaixadas a ponta de colher, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas. O cimento a ser utilizado deverá ser de boa qualidade, novo e ser condicionado em obra, quanto necessário, segundo as recomendações de norma. A água destinada ao concreto deverá ser limpa e isenta de matéria orgânica. Página 6 de 23

9 Aterro: O aterro será necessário para o preenchimento interno das caixas formadas pelas paredes de alvenaria das rampas. Deverá ser utilizada areia para aterro, compactada em camadas de 20 cm dando a forma necessária Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada o obstáculo Malha de aço: Sobre a camada de brita do piso da rampa, deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 m. Sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte a concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica Cantoneiras: cantoneiras metálicas galvanizadas de1 ½ x ¼, devem ser instaladas em todos as arestas da pista e obstáculos conforme indicada projeto. Para sua colocação deve-se deixar chumbada na base de concreto uma espera de barra roscada 8x100mm, para posterior fixação com solda na estrutura da cantoneira Pintura: A pintura deve ser realizada nos corrimãos, guarda corpos e cantoneiras metálicas, com aplicação de pintura esmalte sintético 2 demãos para ferro galvanizado sobre uma demão de anticorrosivo tipo zarcão. 2.4 Obstáculo Fundação: As fundações das paredes do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. Página 7 de 23

10 As juntas deverão ter no máximo 25 mm, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas Alvenarias: As paredes e rampas do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto e amarradas através de contrafortes, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. Como se trata de alvenaria aparente deve-se tomar todas as medidas necessárias para o perfeito alinhamento e prumo das paredes. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, rebaixadas a ponta de colher, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas. O cimento a ser utilizado deverá ser de boa qualidade, novo e ser condicionado em obra, quanto necessário, segundo as recomendações de norma. A água destinada ao concreto deverá ser limpa e isenta de matéria orgânica Aterro: O aterro será necessário para o preenchimento interno das caixas formadas pelas paredes de alvenaria das rampas. Deverá ser utilizada areia para aterro, compactada em camadas de 20 cm dando a forma necessária Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada o obstáculo Malha de aço: Sobre a camada de brita do piso da rampa, deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 m. Sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte a concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica. Página 8 de 23

11 Tubos aço galvanizado: Os tubos das cabeceiras das rampas deverão possuir Ø 2 ½ chumbados no concreto da mesma forma que as cantoneiras e instalados nos locais indicado em projeto Pintura: A pintura deve ser realizada nos corrimãos, guarda corpos e cantoneiras metálicas, com aplicação de pintura esmalte sintético 2 demãos para ferro galvanizado sobre uma demão de anticorrosivo tipo zarcão. 2.5 Obstáculo Fundação: As fundações das paredes do obstáculos devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas Alvenarias: As paredes e rampas do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto e amarradas através de contrafortes, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. Como se trata de alvenaria aparente deve-se tomar todas as medidas necessárias para o perfeito alinhamento e prumo das paredes. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, rebaixadas a ponta de colher, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas. O cimento a ser utilizado deverá ser de boa qualidade, novo e ser condicionado em obra, quanto necessário, segundo as recomendações de norma. A água destinada ao concreto deverá ser limpa e isenta de matéria orgânica Aterro: O aterro será necessário para o preenchimento interno das caixas formadas pelas paredes de alvenaria das rampas. Deverá ser utilizada areia para aterro, compactada em camadas de 20 cm dando a forma necessária Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada o obstáculo Malha de aço: Sobre a camada de brita do piso da rampa, deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto. Página 9 de 23

12 Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 m. Sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte a concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica Viga de proteção: Trata-se de uma viga em concreto armado a ser construída sobre a alvenaria de pedra grês no bordo externo do nível mais elevado da pista de skate, conforme projeto arquitetônico, que servirá de fixação para o guarda-corpo e também de proteção aos usuários para evitar o escape dos skates Guarda-corpos: em tubo galvanizado de Ø1 1/2, deverão ser fixados no concreto com chumbador passante rosca externa tipo parabolt (DN 3/8 x 3 ) nos locais indicado em projeto, com altura mínima de 1,10 m Pintura: A pintura deve ser realizada nos corrimãos, guarda corpos e cantoneiras metálicas, com aplicação de pintura esmalte sintético 2 demãos para ferro galvanizado sobre uma demão de anticorrosivo tipo zarcão. 2.6 Obstáculo Fundação: As fundações das paredes do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas Alvenarias: As paredes e rampas do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto e amarradas através de contrafortes, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, Página 10 de 23

13 arestas vivas, sem trincas. Como se trata de alvenaria aparente deve-se tomar todas as medidas necessárias para o perfeito alinhamento e prumo das paredes. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, rebaixadas a ponta de colher, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas. O cimento a ser utilizado deverá ser de boa qualidade, novo e ser condicionado em obra, quanto necessário, segundo as recomendações de norma. A água destinada ao concreto deverá ser limpa e isenta de matéria orgânica Aterro: O aterro será necessário para o preenchimento interno das caixas formadas pelas paredes de alvenaria das rampas. Deverá ser utilizada areia para aterro, compactada em camadas de 20 cm dando a forma necessária Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada o obstáculo Malha de aço: Sobre a camada de brita do piso da rampa, deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 m. Sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte a concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica Cantoneiras: cantoneiras metálicas galvanizadas de1 ½ x ¼, devem ser instaladas em todas as arestas da pista e obstáculos conforme indicada projeto. Para sua colocação deve-se deixar chumbada na base de concreto uma espera de barra roscada 8x100mm, para posterior fixação com solda na estrutura da cantoneira Corrimãos: em tubo galvanizado de Ø2 1/2, deverão ser fixados no concreto com chumbador passante rosca externa tipo parabolt (DN 3/8 x 3 ) nos locais indicado em projeto. Página 11 de 23

14 Pintura: A pintura deve ser realizada nos corrimãos, guarda corpos e cantoneiras metálicas, com aplicação de pintura esmalte sintético 2 demãos para ferro galvanizado sobre uma demão de anticorrosivo tipo zarcão. 2.7 Obstáculo Fundação: As fundações das paredes do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas Alvenarias: As paredes e rampas do obstáculo devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto e amarradas através de contrafortes, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. Como se trata de alvenaria aparente deve-se tomar todas as medidas necessárias para o perfeito alinhamento e prumo das paredes. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, rebaixadas a ponta de colher, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas. O cimento a ser utilizado deverá ser de boa qualidade, novo e ser condicionado em obra, quanto necessário, segundo as recomendações de norma. A água destinada ao concreto deverá ser limpa e isenta de matéria orgânica Aterro: O aterro será necessário para o preenchimento interno das caixas formadas pelas paredes de alvenaria das rampas. Deverá ser utilizada areia para aterro, compactada em camadas de 20 cm dando a forma necessária Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada o obstáculo Malha de aço: Sobre a camada de brita do piso da rampa, deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 Página 12 de 23

15 m. Sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte a concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica Viga de proteção: Trata-se de uma viga em concreto armado a ser construída sobre a alvenaria de pedra grês no bordo externo do nível mais elevado da pista de skate, conforme projetos arquitetônico e estrutural, que servirá de fixação para o guarda corpo e também de proteção aos usuários para evitar o escape dos skates Tubos aço galvanizado: Os tubos das cabeceiras das rampas deverão possuir Ø 2 ½ chumbados no concreto da mesma forma que as cantoneiras e instalados nos locais indicado em projeto Guarda-corpos: em tubo galvanizado de Ø1 1/2, deverão ser fixados no concreto com chumbador passante rosca externa tipo parabolt (DN 3/8 x 3 ) nos locais indicado em projeto, com altura mínima de 1,10 m Pintura: A pintura deve ser realizada nos corrimãos, guarda corpos e cantoneiras metálicas, com aplicação de pintura esmalte sintético 2 demãos para ferro galvanizado sobre uma demão de anticorrosivo tipo zarcão. 2.8 Pista Skate ( Bowl ) Fundação: As fundações das paredes da pista e obstáculos devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, sem trincas. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas Alvenarias: As paredes e rampas da pista devem ser executadas com alvenaria de pedra grês 50 x 25 x 12 cm nas dimensões e alturas conforme projeto e amarradas através de contrafortes, assentadas com argamassa. Os blocos utilizados deverão apresentar boa qualidade, arestas vivas, Página 13 de 23

16 sem trincas. Como se trata de alvenaria aparente deve-se tomar todas as medidas necessárias para o perfeito alinhamento e prumo das paredes. As juntas deverão ter no máximo 25 mm, rebaixadas a ponta de colher, permanecendo perfeitamente colocados em linhas horizontais contínuas e verticais descontínuas. O cimento a ser utilizado deverá ser de boa qualidade, novo e ser condicionado em obra, quanto necessário, segundo as recomendações de norma. A água destinada ao concreto deverá ser limpa e isenta de matéria orgânica Aterro: O aterro será necessário para o preenchimento interno das caixas formadas pelas paredes de alvenaria das rampas. Deverá ser utilizada areia para aterro, compactada em camadas de 20 cm dando a forma necessária Lastro de brita: Com o terreno perfeitamente nivelado deve-se espalhar um lastro de 0,05m de brita em toda a área a ser implantada a o bowl da pista de skate, inclusive nas rampas Malha de aço: Sobre a camada de brita do piso de Radier e rampas, deve-se aplicar tela de aço soldada Q92 CA60 nervurada de malha 15 x 15 cm 4.2 mm, com espaçadores de 2,5 cm, para posterior aplicação do concreto Barras de Transferência: Trata-se da armadura necessária para a execução das juntas de transferência referentes ao piso da pista do bowl, a serem executadas conforme projeto de pavimentação. Armadura em aço CA-25 diâmetro 10 mm com barras engraxadas Concreto Usinado: Após os serviços anteriores estarem realizados, conferidos suas medidas, ângulos e níveis, deve-se proceder para a etapa da concretagem da pista. Com o lançamento e adensamento de concreto usinado de alta resistência Fck 30 Mpa de espessura 0,08 m. Sarrafeando e fazendo o nivelamento através de nível a laser para que se possa respeitar os caimentos mínimos conforme indicado em planta Polimento: A etapa seguinte a concretagem é a do polimento mecânico do piso de alta resistência com acabadora de piso tipo helicóptero, essencial para se obtiver o resultado esperado de superfície plana e lisa e deve ser iniciada quando o concreto estiver no estágio de pega. Nos cantos e bordas, onde não for possível a utilização do equipamento mecânico, deve-se proceder o serviço manualmente através de desempenadeira metálica Viga de proteção: Trata-se de uma viga em concreto armado a ser construída sobre a alvenaria de pedra grês no bordo externo do nível mais elevado da pista de skate, conforme Página 14 de 23

17 projetos arquitetônico e estrutural, que servirá de fixação para o guarda corpo e também de proteção aos usuários para evitar o escape dos skates Caixas drenagem: Para a drenagem do pluvial na pista do bowl, devem ser executadas caixas de drenagem em alvenarias de 60x60cm, com rede interligada até a sarjeta Tampos das caixas de drenagem: em concreto armado, dimensões 60x60x5cm Grelha ferro fundido: a caixa de drenagem situada no interior do bowl será coberta por uma grelha de ferro fundido nas dimensões de 25x25cm Tubulação drenagem: A tubulação da rede de pluvial deve ser de PVC 100 mm, com desague na sarjeta da rua Cantoneiras: cantoneiras metálicas galvanizadas de1 ½ x ¼, devem ser instaladas em todosas arestas da pista e obstáculos conforme indicada projeto. Para sua colocação deve-se deixar chumbada na base de concreto uma espera de barra roscada 8x100mm, para posterior fixação com solda na estrutura da cantoneira Tubos aço galvanizado: Os tubos das cabeceiras das rampas deverão possuir Ø 2 ½ chumbados no concreto da mesma forma que as cantoneiras e instalados nos locais indicado em projeto Guarda-corpos: em tubo galvanizado de Ø1 1/2, deverão ser fixados no concreto com chumbador passante rosca externa tipo parabolt (DN 3/8 x 3 ) nos locais indicado em projeto, com altura mínima de 1,10 m Pintura: A pintura deve ser realizada nos corrimãos, guarda corpos e cantoneiras metálicas, com aplicação de pintura esmalte sintético 2 demãos para ferro galvanizado sobre uma demão de anticorrosivo tipo zarcão. 2.9 Juntas de dilatação Corte de Junta de Dilatação (Pista Plana): O corte é essencial para o piso de concreto, evita trincas e rachaduras de retração, aumentando sua vida útil e durabilidade. Deve ser realizado com equipamento dotado de disco de corte, e é feito em média 24 horas após o polimento. A profundidade do corte de serra deve ser de 1/3 da espessura do concreto e executado conforme projeto de pavimentação. Após deve-se preencher as juntas com silicone ou mastique. Página 15 de 23

18 Corte de Junta de Dilatação ( Pista do Bowl ): O corte é essencial para o piso de concreto, evita trincas e rachaduras de retração, aumentando sua vida útil e durabilidade. Deve ser realizado com equipamento dotado de disco de corte, e é feito em média 24 horas após o polimento. A profundidade do corte de serra deve ser de 1/3 da espessura do concreto e executado conforme projeto de pavimentação. Após deve-se preencher as juntas com silicone ou mastique Junta de encontro: Todas as áreas de concreto que fizerem encontro com outras estruturas deverão possuir junta de encontro, a ser aplicada com isopor, conforme indicado em projeto de pavimentação Urbanização Pavimentação Meio-fio: Devem-se utilizar meios fios de concreto pré-moldado nas dimensões de 12x15x30x100 cm, com suas juntas argamassadas, nas testadas das ruas e ao entorno da caixa de areia para contenção. Figura 01 Meio-fio concreto pré-moldado 12x15x30x100cm Regularização e compactação de subleito: O nivelamento visa o preparo da base para possibilitar os corretos caimentos e desníveis de acordo com as cotas de níveis definidas no projeto. A compactação tem a finalidade de garantir a estabilidade da base para o assentamento do pavimento. No caso de reaterro, os mesmos deverão ser executados manualmente, ou com auxilio de equipamentos específicos, devidamente compactados e molhados de modo a serem evitadas fendas, trincas e desníveis, por recalque, nas camadas aterradas. Página 16 de 23

19 3.1.3 Passeio: O tipo de piso a ser utilizado na pavimentação dos passeios será em concreto reguado, Fck 15 Mpa em espessura mínima de 7 cm lançado sobre o solo devidamente compactado e sobre lastro de brita conforme especificações abaixo: - Na área do passeio deverá ser executado um lastro de brita com espessura mínima de 5,0 cm sobre a base compactada. E após serão executadas calçadas em piso de concreto Fck 15 Mpa em espessura mínima de 7 cm. - O concreto deverá ser sarrafeado e alisado com a desempenadeira de madeira ou de aço, com o concreto úmido, borrifando-se argamassa com areia fina e média de forma a superfície ficar o mais regular possível, mas antiderrapante. - Devem ser executadas juntas de dilatação, a cada 2,00 metros com material adequado para este fim. A concretagem dar-se-á por seções desencontradas considerando-se essas juntas entre as seções a cada 2 metros. - Toda a calçada deve apresentar inclinação de 2% no sentido transversal a partir do alinhamento, em direção ao meio-fio para escoamento de águas pluviais. Durante a execução desse caimento, deverão ser utilizadas réguas de madeira e linhas esticadas para auxiliar no controle dos níveis do piso (gabarito). - As superfícies serão mantidas sob permanente cura úmida durante 7 dias após sua execução, sendo de responsabilidade da contratada esses cuidados, a fim de evitar trincas e fissuras por retração do concreto. - Será de responsabilidade da empresa os danos eventualmente causados por terceiros entre o início e a cura inicial do concreto a fim de evitar marcas por danos no concreto Piso Tátil: Deve ser instalada sinalização tátil horizontal com pisos táteis de alerta 25x25 cm em concreto nas rampas de acessibilidade indicadas no projeto. Figura 02 Modelo piso tátil de alerta em concreto de 25 x 25 cm Gramado: Deverá ser fornecido e aplicado grama em placas do tipo batatais com camada de terra vegetal isenta de ervas daninhas, em toda a área indicada em projeto. Para o plantio do gramado o solo deverá ser ligeiramente umedecido e as placas dispostas bem juntas Página 17 de 23

20 umas das outras, logo após irrigar abundantemente para facilitar uma melhor aderência do gramado ao solo Areia: A empresa deve aplicar uma camada média de 20 cm de areia grossa para a conclusão da caixa de areia. 3.2 Lixeiras Lixeiras: Deverão ser instalados conjuntos de lixeiras papeleiras de coleta seletiva de resíduos seco e orgânico, capacidade 50 litros com tampa em polietileno alta densidade e suporte metálico galvanizado modelo para fixar 02 caixas de lixo, conforme detalhamento e locais indicados em projeto. Figura 03 Modelo das lixeiras Escavação: Para a fixação das lixeiras o solo deverá ser escavado manualmente nas dimensões de 30x30x20 cm de acordo com o detalhamento do projeto Base de fixação: Após a escavação deve-se executar a concretagem da base e chumbar o suporte metálico das lixeiras no concreto ainda fresco. 3.3 Bancos: Bancos de jardim: Deverão ser instalados bancos de jardim conforme detalhamento e locais indicados em projeto, com pés e apoios em concreto e encosto e assento em madeira de Angelim ou similar, fixados na estrutura de concreto através de parafusos galvanizados. Página 18 de 23

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE SANTA BÁRBARA DO SUL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE SANTA BÁRBARA DO SUL PROJETO: CONSTRUÇÃO DE ACADEMIA BÁSICA DE SAÚDE PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA BÁRBARA DO SUL LOCAL: AV. EDUARDO DE BRITO, Nº540 DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS: A obra a ser realizada é a construção

Leia mais

3.3) - É de inteira responsabilidade da empreiteira observar as normas de segurança do trabalho NBR-18.

3.3) - É de inteira responsabilidade da empreiteira observar as normas de segurança do trabalho NBR-18. MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE ARROIO DO MEIO TIPO: CONSTRUÇÃO DE BASE DE CONCRETO PARA RECEBER EQUIPAMENTOS ESPORTIVOS ACADEMIA AO AR LIVRE LOCALIZAÇÃO: SÃO QUATRO ACADEMIAS,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Obra: Obra de implantação de uma quadra poliesportiva, com piso em concreto armado, equipamentos e marcações para a realização das

Leia mais

ÁREAS DE LAZER DA RUA CURITIBA/CANOAS MODELO DE PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

ÁREAS DE LAZER DA RUA CURITIBA/CANOAS MODELO DE PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ÁREAS DE LAZER DA RUA CURITIBA/CANOAS MODELO DE PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Item Descrição Qtd. Und. 1 URBANIZAÇÃO DA RUA CURITIBA 1.1 INSTALAÇÃO DE CANTEIRO DE OBRAS E SERVIÇOS 1.1.1 ADMINISTRAÇÃO DA OBRA 1.1.1.1

Leia mais

ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO RAMPA NAÚTICA DE ARAGARÇAS-GO O presente memorial descritivo tem por objetivo fixar normas específicas para CONSTRUÇÃO DE UMA RAMPA NAÚTICA - RIO ARAGUAIA, em área de 3.851,89

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA - 1 - PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS - SC PROJETO: AMFRI Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí Carlos Alberto Bley

Leia mais

Situação errada: piso escorregadio

Situação errada: piso escorregadio A calçada deve ser construída a partir do meio-fio (guia) de concreto pré-moldado instalado pela Prefeitura ou pelo loteador, que faz parte do acabamento com 15cm de altura entre o passeio e a rua. Os

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO (CONSIDERAR APENAS ITEM 02) COMPOSTO POR CAPA E MAIS 08 PÁGINAS

ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO (CONSIDERAR APENAS ITEM 02) COMPOSTO POR CAPA E MAIS 08 PÁGINAS ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO (CONSIDERAR APENAS ITEM 02) COMPOSTO POR CAPA E MAIS 08 PÁGINAS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Academia de Saúde Básica LOCALIZAÇÃO Av. Júlio de Castilhos, Centro, Nova Roma do

Leia mais

AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE

AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE LUIZA DE LIMA TEIXEIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA SP. PROJETO ESTRUTURAL 1 I - MEMORIAL DESCRITIVO DE CIVIL ESTRUTURAL 1 - Serviços Iniciais: ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PROPONENTE: Prefeitura Municipal de Chapada OBRA: Cobertura de Quadra de Esportes e Equipamentos ÁREA: 640,00m² LOCAL: Tesouras Chapada RS O Memorial Descritivo

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO CÂMPUS RESTINGA

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO CÂMPUS RESTINGA MEC/SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E DE PLANEJAMENTO DPO - REITORIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DO ESTACIONAMENTO

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA 1 PRELIMINARES 1.1 Instalações do canteiro de obra vb 1,00 5.000,00 5.000,00 90,09 1.2 Placa de obra 2,00m x 3,00m, conforme orietações da administração vb 1,00 550,00 550,00 9,91 SUB TOTAL PRELIMINARES

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA estado do rio grande do sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO INHACORÁ MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA COORDENADAS:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO TÉCNICO

MEMORIAL DESCRITIVO TÉCNICO MEMORIAL DESCRITIVO TÉCNICO Obra: Área A Construir: Local: CONSTRUÇÃO DE QUADRA POLIESPORTIVA 600,00m² Rua Mário Linck- Centro Município de Almirante Tamandaré do Sul- RS INTRODUÇÃO: O presente memorial

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARISECRETARIA DA INFRAESTRUTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARISECRETARIA DA INFRAESTRUTURA ITEM REFER. ESPECIFICAÇÕES UN QUANT P. UNIT. MELHORAMENTO, RECONSTRUÇÃO E REFORMA DO SISTEMA VIÁRIO NO DISTRITO DE ABRANTES. 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.0.1 ORSE 0004 1.0.2 1.1.4.27 1.0.3 SINAPI 12488

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa (BÔNUS E DESPESAS INDIRETAS) Itens de valor percentual

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA COBERTURA DE QUADRA POLIESPORTIVA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO

MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO AGUA BOA - MT AGROVILA SANTA MARIA Rua Projetada A - B - C Avenida Projetada - LD e LE 3.1 - CALÇADA 3.1.1- Introdução Calçamentos são elementos complementares

Leia mais

ANEXO A - LOTE I RELATÓRIO DE ORÇAMENTO - QUADRA ESPORTIVA COBERTA NO MUNICÍPIO DE BARRO ITEM COMP DESCRIÇÃO UNID. QUANT. VALOR UNIT.

ANEXO A - LOTE I RELATÓRIO DE ORÇAMENTO - QUADRA ESPORTIVA COBERTA NO MUNICÍPIO DE BARRO ITEM COMP DESCRIÇÃO UNID. QUANT. VALOR UNIT. ANEXO A - LOTE I RELATÓRIO DE ORÇAMENTO - QUADRA ESPORTIVA COBERTA NO MUNICÍPIO DE BARRO GRUPO 1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DA OBRA 20.149,62 GRUPO 2 LOCAÇÃO DA OBRA 4.969,44 GRUPO 3 MOVIMENTO DE TERRA 47.909,63

Leia mais

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10 - -03 1/5 - -03 2/5 - -03 3/5 - -03 4/5 DESCRIÇÃO Constituintes Lastro de concreto magro, traço 1:4:8, cimento, areia e brita. Fundo e vigas de concreto armado, moldados in loco: - Fôrmas de tábuas de

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO ADMINISTRATIVA DA GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO ADMINISTRATIVA DA GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO: CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON OBRA: ENDEREÇO: REFORMA E ADEQUAÇÃO DE SALAS NO PRÉDIO DA UNIDADE DE NEGÓCIOS NORTE UNN, VISANDO A INSTALAÇÃO DO POSTO DE ENSAIO

Leia mais

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN 25% 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 12.734,82 1.1 COTAÇÃO MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS E PESSOAL. M² 200,00 2,57 3,21 642,50 1.2 74220/001 TAPUME DE CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA, E= 6MM, COM PINTURA

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Ampliação E.M.E.I. Manoel dos Santos Ribeiro Bairro José Alcebíades de Oliveira GENERALIDADES Execução por Empreitada Global O presente memorial

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS.

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS. EMPREENDIMENTO: CONSTRUÇÃO DE QUADRA POLIESPORTlVA COBERTA PROPONENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUIZ GONZAGA. ÁREA DA UNIDADE: 906,06 m². LOCAL: Rua Gen. Portinho, Qd. 196 Bairro Duque de Caxias São

Leia mais

PISO EM CONCRETO ARMADO COM TELA E JUNTAS DE DILATAÇÃO (ESP=10CM) - FCK=>20MPa

PISO EM CONCRETO ARMADO COM TELA E JUNTAS DE DILATAÇÃO (ESP=10CM) - FCK=>20MPa CPU 01 SINAPI 88245 ARMADOR COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,02 15,05 0,30 SINAPI 88309 PEDREIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,26 15,05 3,91 SINAPI 88316 SERVENTE COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,94 11,25

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL MEMORIAL DESCRITIVO

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: CALÇAMENTO COM PEDRAS DE BASALTO IRREGULAR ÁREA: 4.990,99m² - CONTRATO 1016190.50 LOCAL: Rua Andina M. de Quadros, Dosalina M. de Quadros e Manoel Ferreira da Silva no Bairro

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES PROJETO ARQUITETÔNICO OBRAS COMPLEMENTARES PARA AS INSTALAÇÕES DA UPA (Muro, alambrados, Abrigo para as ambulâncias e pavimentação). MEMORIAL DESCRITIVO, PLANILHA ORÇAMENTÁRIA E CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DOS SERVIÇOS. CONSTRUÇÃO DE PRAÇA (Campo Belo) CONTRATO DE REPASSE Nº PRUDENTE DE MORAIS/MG

MEMORIAL DESCRITIVO DOS SERVIÇOS. CONSTRUÇÃO DE PRAÇA (Campo Belo) CONTRATO DE REPASSE Nº PRUDENTE DE MORAIS/MG MEMORIAL DESCRITIVO DOS SERVIÇOS CONSTRUÇÃO DE PRAÇA (Campo Belo) CONTRATO DE REPASSE Nº PRUDENTE DE MORAIS/MG Especificação Técnica dos Serviços INTRODUÇÃO Preliminares: Esta especificação, juntamente

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Nova Instalação da SEMMAC LOCAL: Rua Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 2338. Setor Ipanema. Catalão GO TIPO DE SERVIÇO: Reforma e Ampliação. 1.0 INTRODUÇÃO A finalidade do presente

Leia mais

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m²

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m² 01 01 1.1 01.018.0001-0 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS Centro - /RJ Marcação de obra sem instrumento topográfico, considerada a projeção horizontal da área envolvente 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75

Leia mais

ITEM DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. 1.00 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.01 PLACA DE OBRA EM CHAPA DE ACO GALVANIZADO M2 6,00

ITEM DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. 1.00 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.01 PLACA DE OBRA EM CHAPA DE ACO GALVANIZADO M2 6,00 MEMORIAL DE CÁLCULO OBRA: AMPLIAÇÃO DA UNIDADE DE ATENDIMENTO NO DISTRITO DE RIO BRANCO LOCAL: ZONA RURAL, DISTRITO DE RIO BRANCO ÁREA: 77,05M² ITEM DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANT. 1.00 SERVIÇOS

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS PARA

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS PARA DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS PARA ES-C01 ESTRUTURAS DE ARRIMO 1 DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO...3 2. S...3 3. CONSIDERAÇÕES INICIAIS...3 4. MUROS DE CONCRETO ARMADO...4

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCINAS PARA PAVIMENTAÇÃO EM PARALELEPÍPEDO

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCINAS PARA PAVIMENTAÇÃO EM PARALELEPÍPEDO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCINAS PARA PAVIMENTAÇÃO EM PARALELEPÍPEDO PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Araripina PE OBRA: Construção de Pavimentação em Araripina LOTE III LOCAL: Rua Trav.

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 7.992,27 1.1 74209/001 PLACA DE OBRA EM CHAPA DE ACO GALVANIZADO m2 3,91 289,92 1.133,59 1.2 73899/002 DEMOLICAO DE ALVENARIA DE TIJOLOS FURADOS S/REAPROVEITAMENTO

Leia mais

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO ANEXO II CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO E PAGAMENTO RESERVATÓRIO APOIADO 1000 m³ BAIRRO DOM BOSCO 1 I - INTRODUÇÃO O presente documento estabelece o procedimento para o pagamento

Leia mais

LUMINÁRIA PÚBLICA DECORATIVA COM 1 PETALA ( ATE 250 W ) C /ALOJAMENTO PARA REATOR 3 4 UN.

LUMINÁRIA PÚBLICA DECORATIVA COM 1 PETALA ( ATE 250 W ) C /ALOJAMENTO PARA REATOR 3 4 UN. ITEM QTD UNID PRODUTO ESPECIFICAÇÃO DOS PRODUTOS 1 114 UN. LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO (OVOIDE) 250 W E 40 220 V LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO (OVOIDE) 250 W E 40 220 V 2 13 UN. LÂMPADA VAPOR METALICO (OVOIDE) 400W

Leia mais

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I MEMORIAL DESCRITIVO 1. INFORMAÇÕES GERAIS Obra: Revitalização do Canteiro da Avenida Santa Luzia Endereço: Avenida Santa Luzia Saída para Uruaçu. Área de Revitalização: 3820,63 m² 2. SERVIÇOS PRELIMINARES

Leia mais

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA OBRA: ESTAÇÃO ELEVATÓRIA PARA ESGOTO - ELEVADO RESPONSÁVEL TÉCNICO: ENG. CIVIL MICHAEL MALLMANN MUNICÍPIO: ITAPIRANGA - SC 1 INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS Deve ser

Leia mais

Estado de Mato Grosso PREFEITURA MUNICIPAL DE PRIMAVERA DO LESTE Secretaria Municipal de Infraestrutura Departamento de Engenharia

Estado de Mato Grosso PREFEITURA MUNICIPAL DE PRIMAVERA DO LESTE Secretaria Municipal de Infraestrutura Departamento de Engenharia MEMORIAL DESCRITIVO CONSTRUÇÃO DE ROTATÓRIAS, CANTEIROS E FAIXAS ELEVADAS EM DIVERSAS VIAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO Local 1: BORGUETTI; Local 2: Local 3: - RUA DO COMÉRCIO, ENTRE AV. INÁCIO CASTELLI E RUA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

MEMORIAL DESCRITIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO : ACADEMIA DA SAÚDE MODALIDADE AMPLIADA / ESPAÇO EXTERNO EXECUTOR : PREFEITURA MUNICIPAL DE IRAI -RS. LOCAL : AVENIDA FLORES DA CUNHA, S/N IRAI RS. OBJETIVO: O presente memorial

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO A BASE DE LAJOTAS BAIRRO SANTA ANA - FORQUILHINHA SC MEMORIAL DESCRITIVO

PAVIMENTAÇÃO A BASE DE LAJOTAS BAIRRO SANTA ANA - FORQUILHINHA SC MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: LOCAL: PAVIMENTAÇÃO A BASE DE LAJOTAS RUA ELDORADO BAIRRO SANTA ANA - FORQUILHINHA SC MEMORIAL DESCRITIVO 1 OBJETIVO O presente memorial descritivo tem o objetivo de orientar os serviços e especificar

Leia mais

Diretoria de Transportes Gerência de Planejamento Operacional de Transportes MEMORIAL DESCRITIVO

Diretoria de Transportes Gerência de Planejamento Operacional de Transportes MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO Os módulos constarão de estrutura tubular em tubos de aço calandrados e galvanizados sem presença de enrrugamento na curva, terçamento metálico de perfis enrijecidos e sapatas de concreto

Leia mais

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DA PRAÇA SANTO ANTÔNIO

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DA PRAÇA SANTO ANTÔNIO ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DA PRAÇA SANTO ANTÔNIO EMPREENDIMENTO: Paróquia Santo Antônio do Partenon PROPRIETÁRIO: Mitra da Archidiocese de POA Paróquia St Antônio do Partenon

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAM ENTO DE ENGENHARIA E INFRAESTRUTURA BR 406 - Km 73 n 3500 Perímetro Rural do Município de João Câmara / RN, CEP: 59550-000

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO

PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE ASCURRA ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 83.102.772/0001-61 PAVIMENTAÇÃO DE RUA COM LAJOTA DE CONCRETO SEXTAVADA E CALÇADA EM CONCRETO LOCAL: EM PARTE DA RUA RIBEIRÃO SÃO PAULO CONTEÚDO:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO. Planilha Orçamentária ITEM DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANT. PR. UNIT.(R$) VALOR (R$)

PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO. Planilha Orçamentária ITEM DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANT. PR. UNIT.(R$) VALOR (R$) 1.0 1.1 Placa de obra em chapa de aço galvanizado m² 1,00 245,51 245,51 1.2 Locação da obra através de gabarito de tábuas corridas pontaletadas m² 52,00 5,80 301,60 1.3 Ligação provisória de energia elétrica

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES PROJETO ARQUITETÔNICO ADEQUAÇÕES NA USINA DE TRIAGEM DE LIXO LINHA ESTRELA MEMORIAL DESCRITIVO 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO: USINA DE TRIAGEM DE LIXO A presente especificação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma muro lateral, calçadas e cercas E. M. E. F. Marcelino José Bento Champagnat GENERALIDADES Execução por empreitada global O presente

Leia mais

aço Unid. Fornecedor Marca Ofer.Descto. (%) Preço Unitário Classif.

aço Unid. Fornecedor Marca Ofer.Descto. (%) Preço Unitário Classif. Objeto da Compra: de Preços: PREÇOS 64/2015 Nº: 64/2015 Página: 1/8 1SIMULADOR Estrutura secundaria 1"1/4 x principal 2,00mm. com DE tubos REMO produzida Assento de INDIVIDUAL aço e em carbono encosto

Leia mais

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker Projeto para Pavimentação de Calçamento de Pedra Irregular da Rua Cândida Correa Becker dos Trechos Esquina Modesto Vargas até Manoel Schumacker MONTE CARLO SC Janeiro de 2014 Proprietário: PREFEITURA

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAM ENTO DE ENGENHARIA E INFRAESTRUTURA BR 406 - Km 73 n 3500 Perímetro Rural do Município de João Câmara / RN, CEP: 59550-000

Leia mais

SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE FILTROS E LODO DE ETA DO MUNICÍPIO DE ITAPIRA-SP PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE FILTROS E LODO DE ETA DO MUNICÍPIO DE ITAPIRA-SP PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ITEM INSTITUIÇÃO VALOR VALOR UN. VALOR DESCRIÇÃO UNID QUANT CÓDIGO (UNITÁRIO) BDI 25% TOTAL Sistema de Recuperação de Águas de Lavagem dos Filtros e Sedimentabilidade dos Sólidos - ALVENARIA 1 SERVIÇOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO MEMORIAL DESCRITIVO 1.0-OBJETO: O presente memorial tem por finalidade descrever as obras e serviços necessários para execução de Pavimentação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A EXECUÇÃO DE UM MURO EM CONCRETO ARMADO, NO CANTEIRO CENTRAL DA RUA ÁLVARO ALVIN.

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A EXECUÇÃO DE UM MURO EM CONCRETO ARMADO, NO CANTEIRO CENTRAL DA RUA ÁLVARO ALVIN. TERMO DE REFERÊNCIA PARA A EXECUÇÃO DE UM MURO EM CONCRETO ARMADO, NO CANTEIRO CENTRAL DA RUA ÁLVARO ALVIN. ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1- GENERALIDADES 1.1- Trata a presente Licitação na execução

Leia mais

OBRA: CONSTRUÇÃO DE UM RESERVATÓRIO ELEVADO, UM RESERVATÓRIO SUBTERRÂNEO E UMA CASA DE MÁQUINAS LOCAL DA OBRA: UNIDADE DE ENSINO DE JOÃO CÂMARA

OBRA: CONSTRUÇÃO DE UM RESERVATÓRIO ELEVADO, UM RESERVATÓRIO SUBTERRÂNEO E UMA CASA DE MÁQUINAS LOCAL DA OBRA: UNIDADE DE ENSINO DE JOÃO CÂMARA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA DO PROJETO DE EXPANSÃO Av. Sen. Salgado Filho, 1559, Natal/RN. FONE (084) 4005-2612 OBRA: CONSTRUÇÃO DE UM

Leia mais

MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS

MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS PREFEITURA MUNICIPAL DE ASCURRA ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 83.102.772/0001-61 MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS OBRA: Pavimentação de Rua e Calçada PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Ascurra

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO.

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO. UNID. QUANT. UNITÁRIO TOTAL CÓD. DEOSP 1. SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 1.2 Aquisição e assentamento de placas de obras pronta de 3,00 x 2,00 m, conforme modelo. Barracão de obra em chapa de madeira compensada

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA DE OBRAS SANEAMENTO E TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA DE OBRAS SANEAMENTO E TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA DE OBRAS SANEAMENTO E TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO OBJETO: Fechamento de quadra esportiva da Escola Municipal de Ensino Fundamental

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Planejamento

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Planejamento PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Planejamento M E M O R I A L D E S C R I T I V O OBJETIVO: O presente memorial tem por objetivo descrever as técnicas

Leia mais

PMSP SMSP CALÇADAS DA AVENIDA PAULISTA 1 / 7 ESPECIFICAÇÃO E PROCEDIMENTOS REV. 0 JUL. 08

PMSP SMSP CALÇADAS DA AVENIDA PAULISTA 1 / 7 ESPECIFICAÇÃO E PROCEDIMENTOS REV. 0 JUL. 08 PMSP SMSP CALÇADAS DA AVENIDA PAULISTA 1 / 7 1. OBJETIVO: O objetivo deste documento é definir técnicas e procedimentos para intervenções e reparos sobre pisos de concreto moldado in loco, em conformidade

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Prefeitura Municipal de Roque Gonzales MEMORIAL DESCRITIVO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Prefeitura Municipal de Roque Gonzales MEMORIAL DESCRITIVO Página 1 de 7 MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO POLIÉDRICA DE RUAS DO NÚCLEO HABITACIONAL APRESENTAÇÃO As presentes especificações referem-se aos serviços de pavimentação com pedras irregulares

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO URBANO

TRANSPORTE COLETIVO URBANO TRANSPORTE COLETIVO URBANO ABRIGOS PARA PONTOS DE PARADA PROJETO ARQUITETÔNICO Julho 2007 PARADAS DE ÔNIBUS Memorial Justificativo A proposta é a construção de mobiliário urbano para abrigo da população

Leia mais

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 1 SERVIÇOS GERAIS 1.1 ADMINISTRAÇÃO PROJETOS COMPLEMENTARES e "as

Leia mais

Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária

Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Nº: 2.0 ARQUITETURA E URBANISMO 2.1.1 2.1.1.1 DEMOLIÇÃO, RETIRADAS E REMOÇÕES 2.1.1.1.1 REMOÇÃO DE TELHAS EXISTENTES 2.1.1.1.1.1 REMOÇÃO DE TELHAS 161333 ICC - Salvador - Mão de Obra 53 2.1.1.1.2 REMOÇÃO

Leia mais

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 1 1.1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas 01520.8.1.1 m² 7,50 1.2 Ligação provisória de água para a obra

Leia mais

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA REMODELAÇÃO DA PRAÇA XV DE NOVEMBRO

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA REMODELAÇÃO DA PRAÇA XV DE NOVEMBRO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE SUPERVISÃO DE PARQUES PRAÇAS E JARDINS DIVISÃO DE PROJETOS E CONSTRUÇÃO ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA REMODELAÇÃO DA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 1. DESCRIÇÃO DA OBRA As presentes especificações, bem como

Leia mais

Planilha Múltipla 2 v00 1

Planilha Múltipla 2 v00 1 Proponente / Tomador Pref. Mun. De Fontoura Xavier Município/UF Fontoura Xavier Nº do CT Empreendimento / Apelido Gestor / Programa / Modalidade / Ação 1029.194-87 Pavimentação em ruas e avenidas MCID

Leia mais

PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA MUNICÍPIO: INDAIAL PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA PROJETO: PAVIMENTAÇÃO INTERTRAVADA COM BLOCO DE CONCRETO LOCALIZAÇÃO: TRECHO: RUA MINAS GERAIS (EST. 0+00 PP) AO PARQUE MUNICIPAL

Leia mais

Ata Parcial. Item 0001

Ata Parcial. Item 0001 Ata Parcial Às 09:00 horas do dia 13 de abril de 2012, reuniu-se o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Taquara e respectivos membros da Equipe de apoio, designados pela portaria 1632/2011 para,

Leia mais

Setembro de 2014 / Montes Claros, MG

Setembro de 2014 / Montes Claros, MG MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA - ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA SIMONE SOARES/ MONTES CLAROS-MG Setembro de 2014 / Montes Claros, MG SUMÁRIO 01. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 02 02. SERVIÇOS PRELIMINARES... 02 03.

Leia mais

Relatório Comparativo do Contratado x Executado

Relatório Comparativo do Contratado x Executado Obra : 01 - Contratação de pessoa jurídica para execução das obras civis Dimensão : 0,000 UN Bem Público: : ARENA DA AMAZÔNIA Município : Manaus - 100,00% Grupo de Serviço : 200 - SERVIÇOS INICIAIS BÁSICOS

Leia mais

E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S

E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S SUBGRUPO: 180100 PAVIMENTAÇÃO DE PASSEIOS FOLHA: SUMÁRIO 1. PASSEIO EM PEDRA PORTUGUESA...1 1.1 OBJETIVO E DEFINIÇÕES...1 1.2 MATERIAIS...1 1.3 EQUIPAMENTOS...1 1.4 EXECUÇÃO...1 1.5 CONTROLE...2 2. PASSEIO

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS DE EDIFICAÇÕES

CADERNO DE ENCARGOS DE EDIFICAÇÕES COHAB-MG Versão 01 HISTÓRICO DAS REVISÕES HISTÓRICO DAS REVISÕES VERSÃO DATA DESCRIÇÃO 01 01/06/07 Emissão inicial SUMÁRIO SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 7 1 SERVIÇOS INICIAIS... 12 1.1 Locações... 12 2 FUNDAÇÕES...

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO FORNECIMENTO E EXECUÇÃO

Leia mais

TERMO DE ABERTURA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO COM FINS DE LICITAÇÃO

TERMO DE ABERTURA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO COM FINS DE LICITAÇÃO TERMO DE ABERTURA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO COM FINS DE LICITAÇÃO Pelo presente termo, em cumprimento ao disposto no art. 38, da Lei Federal 8666/93 Lei das Licitações, DECLARO aberto o Processo Administrativo

Leia mais

PROJETO BÁSICO. Especificação Destinada a Construção de Almoxarifado

PROJETO BÁSICO. Especificação Destinada a Construção de Almoxarifado PROJETO BÁSICO Especificação Destinada a Construção de Almoxarifado INTRODUÇÃO A execução dos serviços referente Construção de Prédio para Almoxarifado, obedecerá as Especificações, e seus Anexos, aos

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO INSTITUTO UNI-FAMEMA / OSCIP Marília/SP ÍNDICE 1. PRELIMINARES. 2. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS.

Leia mais

OBRA: PROJETO BÁSICO COORDENADORIA ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA/PAC

OBRA: PROJETO BÁSICO COORDENADORIA ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA/PAC DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. OBRA: PROJETO BÁSICO COORDENADORIA ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA/PAC SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRA E REQUISITOS GERAIS S73992/001 C 1.1.1 Locação da obra m² 192,65

Leia mais

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Execução e Manutenção de MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Norma de Execução e Manutenção NBR 15953 com peças de concreto - Execução NBR 15953 Escopo Se aplica à pavimentação intertravada com peças de concreto

Leia mais

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: REFORMA, ADEQUAÇÃO E AMPLIAÇÃO DA CRECHE CRIANÇA FELIZ LOCAL: BALNEÁRIO ICARAÍ DE IGUAPE 1. Descrição As adequações e ampliações da Creche Criança feliz visam melhorar o atendimento

Leia mais

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca FABRICANTE Eternit TIPO ESP. LOCAL APLIC. Ondulada 6mm Coberta da Cloaca COR - As telhas serão de fibrocimento 6mm, Eternit ou equivalente técnico de procedência conhecida e idônea, textura homogênea,

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DATA agosto/2013 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.2 74209/001 Aquisição e assentamento de placas de obra em aço galvanizado. Abrigo Provisorio de madeira executado na obra para m² 6,00 157,35 944,10 1.3 01520.8.1.1

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SUBSTITUIÇÃO DA COBERTURA DA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO SUBSTITUIÇÃO DA COBERTURA DA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO SUBSTITUIÇÃO DA COBERTURA DA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III. SERVIÇOS

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME MEMÓRIA DE CÁLCULO Objeto: Centro de Referência de Assistência Social CRAS Proprietário: Endereço: Área da Edificação: 165,30 m² Pavimento: Térreo

Leia mais

ANEXO VI PROJETO BÁSICO CONSTRUÇÃO DE MURO PRÉ-MOLDADO TIPO TRAPEZOIDAL E NYLOFOR, PAVIMENTAÇÃO EM PÓ DE PEDRA E PEDRISCO E CALÇADA CASA DO MEL

ANEXO VI PROJETO BÁSICO CONSTRUÇÃO DE MURO PRÉ-MOLDADO TIPO TRAPEZOIDAL E NYLOFOR, PAVIMENTAÇÃO EM PÓ DE PEDRA E PEDRISCO E CALÇADA CASA DO MEL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS ANEXO VI PROJETO BÁSICO CONSTRUÇÃO DE MURO PRÉ-MOLDADO TIPO TRAPEZOIDAL E NYLOFOR, PAVIMENTAÇÃO EM PÓ DE PEDRA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIO A EXECUÇÃO DOS ENSAIOS DE CONTROLE TECNOLÓGICO DAS OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA, SENDO INDISPENSÁVEL À APRESENTAÇÃO DO LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E DOS RESULTADOS

Leia mais

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANUEL URBANO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANUEL URBANO Obra: Construção de Melhorias Sanitárias Domiciliares. Data: Agosto/2006 Município: Manuel Urbano - Recomendações Normativas a. O(s) projeto(s), o contrato, o Memorial Descritivo e a Planilha Orçamentária

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC MEMORIAL DESCRITIVO 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO O presente Memorial Descritivo tem por finalidade estabelecer as condições que orientarão os serviços de construção,

Leia mais

ANEXO XII Memorial Descritivo

ANEXO XII Memorial Descritivo ANEXO XII Memorial Descritivo Para execução das obras, deverão ser observadas as Especificações Técnicas do Caderno de Encargos da PMPA. Foram elaboradas Especificações Técnicas Complementares, bem como

Leia mais